Page 1

a 4ua *NPCJMJĂˆSJB EFCPOÄ•BOĂŽB

&RQÂżDQoD

38484

37569

"WEF"CSJM OÂ?#VBSDPT'JHVFJSBEB'P[ 5MG5MN *EPMPQBSBTFNQSF 6OJQFTTPBM -EB".*

Em POMBAL – 236 200 300 / 961 104 223 – marques@remax.pt XXXSFNBYQU.BSRVFTt.FEJQPNCBMo4PD.FE*NPCJMĂˆSJB -EB".* VA NO NCIA ĂŠ GER

2EUDV3~EOLFDVH&RQVWUXomR&LYLO/GD 0RYLPHQWDomRGH7HUUDV

O POÇO

Gerente: Armindo Rodrigues da Silva

RESTAURANTE CHURRASQUEIRA 239 067 459 933 985 013

DIRECTOR LINO VINHAL | www.campeaoprovincias.pt PREÇO 0,75\ | 2ª SÉRIE | ANO 18 | Nº 888 | 10 AGOSTO DE 2017 SEMANà RIO À QUINTA-FEIRA telef. 239 497 750 | fax 239 497 759 | e-mail: campeaojornal@gmail.com

516Â?GRV$Ă€LWRV 3140-037 MECO ARAZEDE

TAXA PAGA

PORTUGAL CCE TAVEIRO

PUBLICAÇÕES PERIĂ“DICAS AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVĂ“LUCRO FECHADO DE PLĂ STICO OU PAPEL PODE ABRIR-SE PARA VERIFICAĂ‡ĂƒO POSTAL DE09042014RL/RCMC

Telef.: 236 926 902 - Fax: 236 926 369 Telem.: 966 003 220 GESTEIRA - 3100-037 ABIĂšL - Pombal

SEMANĂ RIO NO PAPEL (QUINTAS-FEIRAS)... DIĂ RIO ONLINE (WWW.CAMPEAOPROVINCIAS.PT) | AUDIĂŠNCIA QUALIFICADA

HĂĄ 50 anos a cuidar da sua visĂŁo!

Rua Ferreira Borges, 48 Rua Visconde da Luz, 41 COIMBRA 38041

Proteja os seus olhos! Ver notĂ­cia de aniversĂĄrio na pĂĄgina 12

No concelho de Coimbra sĂŁo sete as listas que se apresentam como candidatas Ă conquista da Câmara e a eleger deputados para a Assembleia Municipal, mas sĂł trĂŞs fazem o pleno em relação Ă s 18 juntas e uniĂľes de freguesia. SĂŁo mais de 2 300 candidatos Ă s eleiçþes de 01 de Outubro, integrando duas coligaçþes (“Mais Coimbraâ€? e CDU), dois movimentos (CpC e “Somos Coimbraâ€?) e trĂŞs partidos (PS, PNR e PAN). PĂĄginas 2 e 3

Como habitualmente na ĂŠpoca estival, tambĂŠm a Redacção do “CampeĂŁoâ€? vai tirar uns dias de fĂŠrias e descansar um pouco. Esta ĂŠ a razĂŁo por que nĂŁo teremos ediçþes a 17 e a 24 deste mĂŞs, saindo a prĂłxima a 31 de Agosto. Com a gratidĂŁo de sempre, formulamos votos de boas fĂŠrias para os leitores, anunciantes e amigos em geral.

5XD3ULQFLSDO0HOULoD6DQWLDJRGD*XDUGD 7OI7OPZZZIDFHERRNFRPGHFRUDWLYD

É fåcil crescer FRPFRQ¿DQoD

AlitĂŠm, Poiares, Maiorca, Alhadas

Agosto recheado de festas movimenta toda a regiĂŁo

Telf./Fax 239 834 167 www.coimbrageste.pt geral@coimbrageste.pt 38040

AtĂŠ breve!

para quem tem bom gosto 38873

Mais de 2 300 candidatos nas eleiçþes em Coimbra

Decorativa 2000 36775

São sete listas concorrentes à Câmara nas autårquicas

Agosto Ê o mês em que se realizam mais festas, feiras e romarias, tornando as localidades muito movimentadas e com atractivos para uma visita. Nesta edição damos particular destaque às que se realizam na região de AlitÊm (concelho de Pombal), em Vila Nova de Poiares, em Maiorca e Alhadas (Figueira da Foz), com referência, tambÊm, a Covþes (Cantanhede) e a Ansião. Påginas 4, 9, 10 e 11

38869

PUBLICIDADE

Novo e-mail: viagens@ddviagens.com | Nova PĂĄgina Web para reservas online: www.ddviagens.com

LOJAS

Coimbra Av. FernĂŁo de MagalhĂŁes, 87 3000-175 Coimbra Telef.: 239 823 805 Fax: 239 824 012 coopagricoimbra@sapo.pt

Taveiro 239 981 622 S. Silvestre 239 963 280 S. JoĂŁo do Campo 239 963 583 Figueira da Foz 233 425 554 Maiorca 233 930 195 Tondela 232 813 360

Fernando Pimenta & Filho, Lda. Sede: &EIRA.OVAs!NGEJA\%SC!,"%2'!2)! ! 6%,(! 2UA3OJADO6ISOs3ARRAZOLAs#!#)!s!6%)2/\4ELEF&AX 4ELEM

38864

Indústria de Construção Civil e Obras Públicas e Particulares


10

POLĂ?TICA

2

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Câmara aprovou projecto para o Sousa Bastos

Antigo teatro na “Altaâ€? de Coimbra vai ter habitaçþes e espaço cultural

O antigo Teatro Sousa Bastos, na “Altaâ€? de Coimbra, abandonado hĂĄ dĂŠcadas, vai tornar-se num imĂłvel habitacional, com 32 apartamentos, mas mantendo a fachada do edifĂ­cio, de acordo com a proposta aprovada, segunda-feira, pela Câmara. O executivo Municipal de Coimbra aprovou, com cinco votos favorĂĄveis da maioria PS e seis abstençþes da oposição (coligação PSD/PPM/MPT, CDU e CpC) a transformação do antigo Teatro Sousa Bastos num imĂłvel habitacional, com 30 apartamentos de tipologia T0, dois T1 e um espaço cultural, que serĂĄ entregue Ă Câmara. O projecto do proprietĂĄrio do imĂłvel, adquirido no inĂ­cio dos anos de 1990 (sĂŠculo XX), que prevĂŞ a “preservação da fachadaâ€? do imĂłvel, envolve um investimento global da ordem dos dois milhĂľes de euros.

No edifĂ­cio, implantado na zona histĂłrica da cidade, serĂĄ disponibilizada uma ĂĄrea com cerca de 724 metros quadrados, que serĂĄ cedida ao MunicĂ­pio, para nela criar um espaço para “dinamização cultural da ‘Alta’ de Coimbraâ€?. Para a Câmara, “a recuperação do edifĂ­cio usualmente conhecido por antigo Teatro Sousa Bastos representa nĂŁo sĂł a preservação da “memĂłriaâ€? e imagem visual desta zona da ‘Alta’ da cidadeâ€?, como constitui, tambĂŠm, “pelos usos propostos, um contributo positivo para a dinamização da reabilitaçãoâ€? desta ĂĄrea da cidade, atraindo pessoas, e para “a dinamização cultural da ARU [Ă rea de Reabilitação Urbana] Coimbra Altaâ€?. A oposição na Câmara questiona, no entanto, o IDFWRGHQmRHVWDUGHĂ€QLGD a utilização, “em concretoâ€?, que a autarquia pretende

debate pĂşblico e decidido depois das eleiçþes autĂĄrquicas. Este projecto “deu entrada na Câmara hĂĄ dois anosâ€?, espaço de tempo que, na opiniĂŁo do social-democrata JoĂŁo Paulo Barbosa de Melo, teria sido suficiente para existirem propostas concretas sobre o uso do espaço cultural. AlĂŠm disso, sustentou, “este ‘timing’ nĂŁo ĂŠ o meEdificado em 1860 como Teatro de D. LuĂ­s, foi lhorâ€?, jĂĄ que faltam menos reconvertido em Teatro de Sousa Bastos em 1914 de dois meses para as eleidar ao espaço cultural a bra (CpC), defendendo que çþes autĂĄrquicas, disse Barcriar no edifĂ­cio, defen- necessita de ter “mais infor- bosa de Melo, sublinhando dendo, designadamente, a maçãoâ€? para se pronunciar que, contudo, nĂŁo seria a necessidade de sujeitar o sobre o projecto. sua bancada a “obstaculizar projecto de arquitectura Ă o projectoâ€?. ocupação que aquela ĂĄrea Eleiçþes autĂĄrquicas â€œĂ‰ importante que, de vier a ter. uma vez por todas, se rea“Espaço [cultural] poâ€œĂ‰ importante atrair bilite o espaço [onde estĂĄ OLYDOHQWHÂľ VLJQLĂ€FD XP SH- famĂ­lias para o centro his- implanto o antigo Teaqueno cineteatro, salas de tĂłrico [da cidade], mas com tro Sousa Bastos] e que o ensaio ou, por exemplo, [apartamentos] T0, nĂŁo pa- MunicĂ­pio tambĂŠm possa instalação de companhias rece fĂĄcilâ€?, sustentou ainda, beneficiarâ€?, mas ĂŠ iguale grupos, questionou JosĂŠ por outro lado, o vereador mente “importante que Vieira Lourenço, do movi- do CpC, propondo que o nos seja dito mais sobre o mento CidadĂŁos por Coim- projecto fosse objecto de projectoâ€?, designadamente

relativamente à arquitectura do espaço cultural, salientou Francisco Queirós, da CDU. AlÊm disso, destacou o vereador da CDU, hå opiniþes diversas de responsåveis tÊcnicos internos da Câmara sobre o projecto. Construído onde outrora existiu a Igreja de São Cristóvão (sÊculo XII), o LPyYHOFRPHoRXDVHUHGLÀcado em 1860, denominando-se então Teatro D. Luís, sendo, depois, reconvertido no Teatro Sousa Bastos, que foi inaugurado em 1914. Depois de desactivado, QRÀQDOGRVDQRVGH o Teatro Sousa Bastos funcionou, no início da dÊcada seguinte, durante cerca de dois anos, como espaço cultural, dinamizado pela companhia de teatro Bonifrates, que o abandonou designadamente por razþes de segurança, sendo pouco depois adquirido pelo actual proprietårio.

UniĂŁo de Freguesias de Trouxemil e Torre de Vilela

“Toalha ao chĂŁoâ€? ao cair do pano...

Tesoureiro cessante da Junta da UniĂŁo de Freguesias de Trouxemil e Torre de Vilela , Aires LeitĂŁo ĂŠ o candidato da coligação “Mais Coimbraâ€? Ă liderança da autarquia presidida por Ricardo Rodrigues. Ao passar o testemunho ao tesoureiro, o timoneiro cessante da UFTTV (PSD) deita, assim, a ÂŤtoalha ao chĂŁoÂť no duelo protagonizado com Manuel Machado (PS) no âmbito de um diferendo relacionado com a tardia outorga de

contratos interadministrativos entre a Câmara Municipal e a sobredita Junta. Ricardo Rodrigues coadjuvou um antigo presidente da Câmara conimbricense, Carlos Encarnação, que ĂŠ, hoje em dia, apoiante da candidatura de JosĂŠ Manuel Silva (“Somos Coimbraâ€?) Ă liderança do MunicĂ­pio. Segundo a coligação “Mais Coimbraâ€?, a limpeza dos espaços pĂşblicos ĂŠ uma das prioridades do plano de

acção do candidato a timoneiro da Junta da UFTTV, tratando-se de “uma competĂŞnciaâ€? pertencente, desde 2015, Ă CMC, “que nĂŁo [a] assumiu de forma capazâ€?. Para Jaime Ramos, candidato a presidente da CMC, o Centro Desportivo de Coimbra - Norte ĂŠ um “projecto a cumprirâ€?, em Torre de Vilela, apesar de, alegadamente, Manuel Machado ter “impedido a sua concretizaçãoâ€?. Na AdĂŠmia, prossegue a

coligação de Centro-Direita, urge garantir condiçþes de limpeza, manutenção corrente e evitar o vandalismo na passagem pedonal inferior Ă via fĂŠrrea, melhorar as condiçþes de segurança na rua da Liberdade e calendarizar, de uma vez por todas, a supressĂŁo da passagem de nĂ­vel, “esquecida pelo executivo camarĂĄrioâ€? cessante. Para um terreno adjacente Ă  passagem de nĂ­vel Ramos e LeitĂŁo apontam uma praça

pĂşblica, “ponto de encontro HGHFRQYtYLRÂľHDUHTXDOLĂ€cação de rua e largo de Nossa Senhora da Luz e de artĂŠrias envolventes. Segundo “Mais Coimbraâ€?, trata-se de outras obras cuja execução foi obstaculizada pela CMC, que “impediu a Juntaâ€? da UFTTV de as concretizar. Quanto a Trouxemil, na Ăłptica de Jaime Ramos, a prioridade passa pela cobertura do pavilhĂŁo polidesportivo existente no Alto de

SOMOS COIMBRA

PARTIDO SOCIALISTA

PSD/CDS/PPM/MPT

CDU

CPC

AntĂłnio Coelho

Gracinda Alfafar

Ulisses Rosa

Celeste Lameira

UF Antuzede e Vil de Matos

Diamantino Jorge

Rafael Figueiredo

Leonel Rodrigues

UF Assafarge e Antanhol

Armando Jegundo

JosĂŠ Filipe

Freitas SimĂľes

JoĂŁo Paulo Marques (ind.)

JosĂŠ Neves

Alcinda Forte

Rui Ferreira

Fernando Santos (ind.)

Dinis Amado

SĂŠrgio Pereira

Carlos Almeida

Marisa Beja (ind.)

VĂ­tor Nunes (ind.)

AntĂłnio Lopes

JF AlmalaguĂŞs

JF Brasfemes JF Ceira JF Cernache UF Eiras e S. Paulo Frades JF Santo AntĂłnio Olivais JF SĂŁo JoĂŁo do Campo JF SĂŁo Silvestre

Nossa Senhora das Neves, numa primeira fase, e pela sua posterior “transformação num verdadeiro recinto polivalente (...) ao serviço da comunidadeâ€?. Militar aposentado e economista, Aires LeitĂŁo, 66 anos de idade, dedicou quase metade da vida ao associativismo desportivo, tendo liderado a Associação Desportiva e Cultural da AdĂŠmia durante uma dĂŠcada.

PNR

Clåudio Machado Esperança Ramos

Carla Ribeiro

Cristina Leite Silva

Margarida Gonçalves Ana Carvalhas

Fernando Abel

JosĂŠ Passeiro

JoĂŁo Matos

RogĂŠrio Coelho

AntĂłnio Monteiro (ind.)

Francisco Andrade

InĂŞs Carvalho

Alexandre Carvalho

Dinis Pereira (ind.)

LuĂ­s Gandarez

JoĂŁo Coutinho

Graça Gândara JosÊ Gaspar

Ana GoulĂŁo

JoĂŁo Hernandez

Jorge Pedro

JosÊ Seiça (ind.)

Isabel Silvestre

Manuel Casaleiro

JF Torres do Mondego

Paulo Cardoso

Marco Santos

Gustavo Vicente

UF Coimbra

Apolino Pereira

JoĂŁo Francisco Campos

Gonçalo Almeida

UF S. Martinho Ă rvore e Lamarosa

Manuel Veloso

AntĂłnio BaĂ­a

AdĂŠrito Matias

UF S. Martinho Bispo e Rib. Frades

Jorge Veloso

Fernando Ferreira

Carlos Clemente

JosĂŠ SimĂŁo

JĂşlio Retroz

JoĂŁo Pardal

JosĂŠ Figueiredo

Rui Soares

UF Taveiro, Ameal e Arzila

Cândido Malva (ind.)

JosĂŠ Maria Barroca

Jorge Mendes

Maria InĂŞs Almeida

UF Trouxemil e Torre de Vilela

HorĂĄcio Costa (ind.)

Aires LeitĂŁo

António Cação

Encarnação Gomes

Manuel Machado

Jaime Ramos

Francisco QueirĂłs

Gouveia Monteiro

JosĂŠ Manuel Silva

VĂ­tor Ramalho

LuĂ­s Marinho

Teresa Anjinho

Manuel Rocha

Graça Simþes

Filomena GirĂŁo

Miguel Marques

UF Santa Clara e Castelo Viegas UF Souselas e BotĂŁo

Câmara Municipal Assembleia Municipal

PAN

SĂłnia Teles Helena Loureiro

Manuel LobĂŁo

Adelino Lopes

Paulo Saraiva

Graça Mesquita

Isabel Fernandes

Victor SimĂľes

Isabel Paiva

VĂ­tor Marques


10 QUINTA-FEIRA

POLĂ?TICA

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

SĂŁo mais de 2 300 pessoas nas listas Ă s autĂĄrquicas no concelho

PS e “Mais Coimbraâ€? dominam nĂşmero de candidatos Dos mais de 2 300 candidatos ao concelho de Coimbra, a grande maioria integra listas do Partido Socialista e da coligação “Mais Coimbraâ€? (PSD/CDS-PP/PPM/ MPT). Os socialistas levam a dianteira (685), mas os partiGRVGH&HQWUR'LUHLWDĂ€FDP “apenasâ€? a quatro candidatos de distância. A terceira “força polĂ­ticaâ€? a nĂ­vel concelhio, em termos de candidatos, ĂŠ a CDU, que entregou mais de quatro centenas de nomes nas listas para todos os ĂłrgĂŁos autĂĄrquicos. Acima das trĂŞs centenas Ă€FRXRPRYLPHQWR´6RPRV Coimbraâ€?, que no primeiro embate eleitoral vai a votos em 15 juntas de freguesia, Assembleia Municipal e Câmara Municipal. A outra candidatura independente – CidadĂŁos por Coimbra – superou a barreira das duas centenas de candidatos, indo a votos em nove juntas, para alĂŠm dos principais ĂłrgĂŁos municipais. O PNR – outra das novidades deste acto eleitoral – entregou “por correioâ€? as listas para a Câmara, Assembleia Municipal e duas juntas de freguesia: Santo AntĂłnio

3

www.campeaoprovincias.pt

Hå sete candidaturas à Câmara Municipal de Coimbra

dos Olivais e Ceira. Quanto ao PAN, apresenta a mesma lista à Câmara e Assembleia Municipal. Realce para a presença de muitas mulheres nas listas apresentadas, bem como um forte número de independentes nos principais candidatos. De 2013 para agora, houve quem apostasse na renovação das listas, ao mesmo tempo que introduziu forte juventude nos seus projectos. Para a Câmara, a candidata mais nova tem 21 anos, concorre pelo movimento

“Somos Coimbraâ€? e chama-se InĂŞs EufrĂĄsio. É estudante universitĂĄria, membro do grupo de jovens do Casal de S. JoĂŁo e ocupa o segundo lugar suplente da lista de JosĂŠ Manuel Silva. No lado oposto, e tambĂŠm para a Câmara, estĂĄ Maria Francelina Gala, em 10.Âş lugar efectivo da candidatura “Mais Coimbraâ€?. Objectivos

Manuel Machado (PS) foi taxativo na entrega das listas: “Queremos a maioria absoluta�. Para tal, trocou

Rosa Reis Marques por Regina Bento e escolheu o jovem Tiago EstĂŞvĂŁo Martins para o lugar que, se for alcançado, lhe permitirĂĄ governar nos prĂłximos quatro anos sem sobressalto. Paulo LeitĂŁo (Mais &RLPEUD DĂ€UPRXTXHFRUrigiu os erros cometidos hĂĄ quatro anos atrĂĄs, traçando como objectivo a reconquista da autarquia. O “juntar de vontadesâ€? entre vĂĄrios partidos e os independentes sĂŁo, na opiniĂŁo deste, a “melhor alternativaâ€? aos socialistas. Francisco QueirĂłs

Listas à Câmara e Assembleia

Os primeiros nomes que constam das listas candidatas à Câmara Municipal de Coimbra e à Assembleia Municipal são os seguintes: PARTIDO SOCIALISTA Câmara Municipal Manuel Machado Carlos Cidade Regina Bento (ind.) Jorge Alves Carina Gomes (ind.) Tiago Martins João Pedro Trovão Assembleia Municipal Luís Marinho JosÊ Manuel Ferreira da Silva Isabel Vargues (ind.) MAIS COIMBRA (PSD/CDS-PP/PPM/MPT) Câmara Municipal Jaime Ramos Madalena Abreu Paulo Leitão Luís Providência Paula Pêgo (ind.) João Oliveira Paula Quelhas

Assembleia Municipal Teresa Anjinho Nuno Freitas Francisco Rodeiro

SOMOS COIMBRA

CDU

Câmara Municipal JosÊ Manuel Silva Ana Bastos Maria da Conceição Marques

Câmara Municipal Francisco Queirós João Ferreira Maria Isabel Martins

Assembleia Municipal Filomena GirĂŁo JosĂŠ MĂĄrio Albino JoĂŁo Aldeia

Assembleia Municipal Manuel Rocha JoĂŁo Pinto Ă‚ngelo Filipa Malva

PAN

CIDADĂƒOS POR COIMBRA Câmara Municipal Jorge Gouveia Monteiro Catarina Martins Paulo Pereira Assembleia Municipal Graça SimĂľes 6HUDĂ€P'XDUWH Clara Lourenço

Câmara Municipal Vítor Marques Assembleia Municipal Vítor Marques PNR Câmara Municipal Vítor Ramalho Assembleia Municipal Pedro Miguel Marques

Nomes “surpresaâ€?‌ e nĂŁo sĂł A troca de Rosa Reis Marques por Regina Bento na equipa de Manuel Machado acabou por ser a surpresa GD SDUWH Ă€QDO GD HVFROKD GH OLVWDV SDUD DV SUy[LPDV autĂĄrquicas. Esta escolha levou o autarca a subir Carlos Cidade para o lugar da vice-presidĂŞncia, anteriormente ocupada pela vereadora substituĂ­da. Para o executivo nĂŁo passa despercebida a presença de Manuel Portugal, antigo jornalista da RTP e actual responsĂĄvel pelo “Fado HilĂĄrioâ€?, na “Altaâ€?. Na Assembleia Municipal, assinale-se a presença de JosĂŠ Dias (ex-presidente da AAC). O regresso de Francisco Rodeiro e a “descidaâ€? do executivo camarĂĄrio para a Assembleia de Paula Alves sĂŁo duas das novidades da lista de Jaime Ramos. Assinale-se, ainda, o nome de JoĂŁo CalvĂŁo da Silva, anterior ministro da Administração Interna e catedrĂĄtico de Direito, como Ăşltimo membro efectivo da coligação para a Câmara Municipal. O quarto lugar de Victor Carvalho, actual presidente da Junta de Freguesia de Cernache, na lista da CDU para a Assembleia Municipal ĂŠ um dos dados VLJQLĂ€FDWLYRV GH XP HOHQFR RQGH FRQVWDP QRV  primeiros lugares, uma ex-vereadora, Beatriz Rosa. Na vereação, o mĂŠdico Eduardo Castela (telemedicina) vai em 4.Âş lugar. JoĂŁo JosĂŠ Matos Aldeia, conotado com o CDS-PP, e JoĂŁo Orvalho, antigo vereador do PSD, sĂŁo as principais surpresas da lista do movimento “Somos Coimbraâ€? para a Assembleia Municipal, onde consta como primeiro suplente o mĂŠdico Polybio Serra e Silva. (CDU) traçou como objectivo o aumento do nĂşmero de eleitos. Nas listas constam “pessoas com provas dadas na intervenção na cidadeâ€? e que defendem a alteração de rumo “para a gestĂŁo dos diferentes ĂłrgĂŁos autĂĄrquicos conimbricensesâ€?. Gouveia Monteiro (CpC) PRVWURXVHPXLWRFRQĂ€DQWH na obtenção de um bom resultado em 01 de Outubro. A ida Ă s “zonas mais recĂ´nditasâ€? da cidade, onde se encontram as pessoas “mais descrentes com a polĂ­ticaâ€?, alicerça esta convicção desta candidatura. JosĂŠ Manuel Silva (Somos Coimbra) ĂŠ a principal novidade destas eleiçþes. O antigo bastonĂĄrio da Ordem dos MĂŠdicos refe-

riu que a lista apresentada “marca a diferença relativamente a todas as outrasâ€?, pois constam nomes das mais diversas competĂŞncias SURĂ€VVLRQDLV VĂ­tor Marques (PAN) assumiu, Ă saĂ­da do tribunal, que o objectivo ĂŠ eleger um deputado para a Assembleia Municipal. Com os mesmos nomes nas duas listas, o candidato frisou o facto de dois terços dos elementos serem do sexo feminino. A lista do PNR foi entregue por correio. Em mensagem publicada na pĂĄgina do Facebook, o cabeça de lista, 9tWRU5DPDOKRDĂ€UPDTXHR partido apresentou uma lista “de gente descomprometida e sem rabos de palha de interesses pessoais encobertosâ€?.

Sorteio das listas

Coligação de quatro partidos Ă cabeça do boletim de voto A colig ação “Mais Coimbraâ€? (PSD – CDS/ 33²330²037 Ă€JXUD em primeiro lugar no boletim de voto das prĂłximas eleiçþes autĂĄrquicas. O ordenamento das candidaturas no boletim ĂŠ feito mediante sorteio efectuado no Tribunal CĂ­vel, que ocorreu na terça-feira, um dia apĂłs o fim do prazo de entrega

das listas concorrentes as eleiçþes autĂĄrquicas de 01 de Outubro. O movimento “Somos Coimbraâ€? surge em segundo OXJDUĂ€JXUDQGRDRXWUDDVVRciação cĂ­vica de independentes – CidadĂŁos por Coimbra &S& ²QRĂ€QDOGREROHWLP PS, CDU, PAN e PRN preenchem, respectivamente, as terceira, quarta, quinta e sexta posiçþes.


ACTUALIDADE

4

10 QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Formação e empregabilidade

Centro Protocolar da Justiça

IEFP e COFISA cooperam

Ambiente e energias renovĂĄveis em foco na PrisĂŁo de Coimbra

As instalaçþes da COFISA, empresa de conservas de peixe da Figueira da Foz, foram o palco da entrega de FHUWLÀFDGRVGHIRUPDomR a formandos desempregados, inscritos no Centro de Emprego daquela cidade. $ FHUWLILFDomR GHVWHV FLGDGmRV GHFRUUH GH XPD parceria entre a empresa figueirense e o Instituto GH (PSUHJR H )RUPDomR 3URÀVVLRQDO ,()3  GD )Lgueira da Foz, no sentido GHSURPRYHUDIRUPDomRGH desempregados e, em última instância, a sua entrada no mercado de trabalho. Esse objectivo foi, em parte, cumprido, com 75 por cento dos 60 formandos a conseguirem emprego. A parceria entre a empresa e a entidade pública

teve inĂ­cio em 2015, e atĂŠ ao momento desenvolveu trĂŞs cursos. As formandas obtiveUDP FHUWLĂ€FDomR HP YiULDV 8QLGDGHVGH)RUPDomRGR CNQ tais como: “MorfoĂ€VLRORJLDHFRPSRVLomRGR pescadoâ€?; “MĂŠtodos de avaOLDomRGDTXDOLGDGHGRSHVcadoâ€?; “Higiene e segurança alimentarâ€?; “Processamento do pescado refrigerado e FRQJHODGRÂľH´3UHSDUDomR de conservas de pescadoâ€?. $ IRUPDomR GHVHQYROveu-se no âmbito do Programa de Relançamento do Serviço PĂşblico de Emprego, que visa “acompanhar de forma mais regular e eficaz os desempregados, SURPRYHQGR R VHX UiSLGR regresso Ă vida activaâ€?, refere o IEFP.

“Ambiente e Energias 5HQRYiYHLVÂľIRLRWHPDGH XPDDFomRTXHGHFRUUHXQDV instalaçþes do Estabelecimento Prisional de Coimbra (3& FRPRREMHFWLYRGH divulgar o trabalho desenvolvido pelos formandos. A iniciativa foi organizada pelos cursos EFA B3 de electricista de instalaçþes e canalizador, promovidos pelo CPJ - Centro 3URWRFRODU GH )RUPDomR 3URĂ€VVLRQDO SDUD R 6HFWRU da Justiça. Ă€ comunidade do EPC foi apresentado um ‘powerpoint’ e distribuĂ­da uma pequena brochura com os cursos, textos relativos Ă importância das energias UHQRYiYHLV H GLFDV SDUD D poupança energĂŠtica. Foram igualmente apre-

sentados os resultados de um inquÊrito aplicado à SRSXODomR LQVWLWXFLRQDOL]Dda, que visava avaliar dos KiELWRV GH FRQVXPR GH iJXDHHQHUJLDHOpFWULFDQR interior do EPC e duas maquetas construídas pelos formandos, uma relacionaGDFRPDiJXDHRXWUDFRP a energia eólica. Para alÊm da presença dos formandos e equipa pedagógica, de todos os cursos do CPJ a decorrer em Coimbra, estiveram presentes nesta actividade elementos da equipa tÊcnica do EPC, o coordenador da IRUPDomR GR &3- &DUORV Salgado, e o director do Estabelecimento Prisional, Orlando Carvalho. Esteve tambÊm presente, como convidado exter-

Um dos trabalhos desenvolvidos pelos formandos

no, Fernando Rebelo, chefe GD'LYLVmRGR$PELHQWHGD Câmara Municipal de Coimbra, que parabenizou os formandos, pela sua iniciativa, e teceu alguns comenWiULRV ÀQDLV UHODWLYDPHQWH

à importância das energias UHQRYiYHLVQDSURPRomRGH XPIXWXURPDLVVXVWHQWiYHO A actividade terminou FRPDDSUHVHQWDomRGHXP teatro de sombras e um lanche-convívio.

Certame decorre de 25 a 27 de Agosto

AlitĂŠm mostra o melhor da sua gastronomia GXUDQWHRĂ€PGHVHPDQD

$UHJLmRGH$OLWpPYROWD D DQLPDUVH QR Ă€QDO GHVWH mĂŞs, com a habitual Mostra *DVWURQyPLFDQHVWDTXHpMi DVXDÂ?HGLomRTXHLUiGHcorrer de 25 a 27 de Agosto. 'LQDPL]DGRSHOD8QLmR GDV)UHJXHVLDV 8) GH6DQWLDJR 6mR 6LPmR GH /LWpP e Albergaria dos Doze, em Pombal, o certame alia a gastronomia, o artesanato e a DQLPDomRSDUDDWUDLUS~EOLFR GHWRGDDUHJLmR&HQWUR $PDQXWHQomRHGLYXOJDomR GDV WUDGLo}HV JDVWURQymicas e culturais ĂŠ o grande ponto forte deste evento, que WHUiQD]RQDGDVWDVTXLQKDV o local mais povoado. No WRWDOVmRWUrVRVHVSDoRVRQGH vai ser possĂ­vel apreciar os melhores sabores, como os tortulhos, o carneiro, alĂŠm do bacalhau ou dos grelhados, preparados com todo o cuidados pelas associaçþes da 8QLmRGH)UHJXHVLDVTXHHVPUBLICIDADE

LAR

YRÂľGDDGHVmRGRVH[SRVLWRUHVDHVWDHGLomRSRGHUiVHU um bom indĂ­cio para o que RFHUWDPHWUDUiHVWHDQRHP termos de visitantes, pelo TXH DV H[SHFWDWLYDV VmR DV melhores. A mĂşsica tradicional portuguesa, os momentos recreativos das IPSS das freguesias H D DQLPDomR GH UXD WHUmR tambĂŠm, o seu espaço, de forma a atrair e a manter os visitantes pelo recinto. Cartaz variado e “caseiroâ€? ajuda a atrair visitantes

A abertura do certame, que tem entrada livre, aconOs momentos recreativos e musicais vĂŁo ser protagonizados tece Ă s 19h30 de dia 25 de por grupos e bandas das freguesias $JRVWR VH[WDIHLUD  FRP D WmRHQFDUUHJXHVGHGLQDPL]DU expositores, a maioria da UF conhecer a sua gastronomia, UHFHSomR jV HQWLGDGHV RILas tasquinhas. e de freguesias vizinhas, mas, cultura e indĂşstriaâ€?. Hoje, ciais, seguida da abertura das 1D iUHD GR DUWHVDQDWR tambĂŠm, de todo o concelho o objectivo passa por “pro- WDVTXLQKDVHGDDFWXDomRGR e dos produtos endĂłgenos de Pombal e, atĂŠ, de outros jectar essas caracterĂ­sticas Grupo Cavaquinhos CajaIRUDGDVIURQWHLUDVUHJLmRGH GRVGR/LWpP­QRLWHSHODV HVWDUmRSUHVHQWHVFHUFDGH limĂ­trofes. Como habitualmente, o /LWpPÂľ HVFODUHFH R DXWDUFD 21h00, actuam Os Sanfocertame muda de freguesia Mi FRP R SHQVDPHQWR HP neiros e uma hora depois os AMBIENTE FAMILIAR, todos os anos, sendo que na ediçþes futuras. alunos da Escola de MĂşsica, No ano passado, a Mos- professores e convidados. Â? HGLomR LUi GHFRUUHU QR CONFORTO DGUR GD LJUHMD HP 6 6LPmR tra GastronĂłmica melhorou 1R ViEDGR   DV WDVo seu recinto, com o aluguer quinhas abrem Ă s 12h00, GH/LWpP E QUALIDADE 2 SUHVLGHQWH GD 8QLmR de stands para os expositores, possibilitando aos visitantes de Freguesias, Manuel Ma- “tornando-o num espaço TXH DOPRFHP Mi QR FHUWDRua Alexandre Henriques, n.Âş 12 tos, destaca a importância da mais atraente e alegreâ€?. me antes de poderem assis3100-682 Santiago de LitĂŠm Pombal | Telef.: 236 937 000 Manuel Matos acredita WLU j DQLPDomR GH UXD FRP 0RVWUDSDUDDVORFDOLGDGHVMi Telem.: 914 927 638 TXHpDWUDYpVGHOHTXH´GmRD TXH R ´DXPHQWR VLJQLĂ€FDWL- AIK´SEDE e com os Drama 38903

BRILHAR DO S L

& Beiço. Ă€s 20h00, os protaJRQLVWDVVHUmRRVLGRVRVGDV Instituiçþes Particulares de 6ROLGDULHGDGH 6RFLDO ,366  GH6DQWLDJRGH/LWpP66LPmRGH/LWpPHGH$OEHUJDULD dos Doze. A mĂşsica nessa QRLWHĂ€FDDFDUJRGDEDQGD Universo e do DJ CazĂŠ. Durante o decorrer da IHLUDDVFULDQoDVWHUmRjVXD GLVSRVLomRDOJXPDVDFWLYLGDdes, nomeadamente, pinturas faciais. 1R ~OWLPR GLD GRPLQJR UHDOL]DVHRKDELWXDO passeio pedestre “Trilho do Aruncaâ€?, a partir das 09h30, podendo depois almoçar nas tasquinhas. Ă€s 14h30 D DQLPDomR FRPHoD FRP R Projecto Bug e segue, atĂŠ Ă s 19h00, com os AIK´SEDE. Ă€ noite, pelas 20h00, actua a banda Projecto Bug e Ă s 21h00, o Grupo de Concertinas Sons do SicĂł, de Casais GH6mR-RUJH Neste dia, para alĂŠm das pinturas faciais, as crianças SRGHUmRDLQGDEULQFDUQXP SDUTXH LQVXĂ iYHO PRQWDGR no recinto. Durante todo o evento, e como tem sido habitual, HVWiGLVSRQtYHORWUDGLFLRQDO comboio turĂ­stico para que os visitantes possam conhecer a freguesia.


10 QUINTA-FEIRA

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

PUBLICAÇÃO OFICIAL

5


FIGURAS DA SEMANA

6

www.campeaoprovincias.pt

Ascensor A

S U B I R

10 QUINTA-FEIRA

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Paulo Varela Gomes – O antigo professor universitĂĄrio, historiador de arte e arquitectura e investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de &RLPEUD &(6 MiIDOHFLGRIRLGLVWLQJXLGRFRPDPHGDOKDGH0pULWR&XOWXUDO SHORPLQLVWURGD&XOWXUD3DXOR9DUHOD*RPHVPRUUHXDGH$EULOGH HpFRQVLGHUDGR´XPGRVPDLVVLJQLĂ€FDWLYRVHVFULWRUHVHKLVWRULDGRUHVGHDUWH portugueses da actualidadeâ€?, revela o CES, realçando o “extraordinĂĄrio trabalho no que toca Ă arquitectura, nĂŁo sĂł enquanto historiador, mas igualmente FRPRFUtWLFRHGLYXOJDGRUÂľ$RĂ€FLDOL]DomRGDGLVWLQomRHVWiSDWHQWHQR'LiULR GD5HS~EOLFDQž6pULH,,GHRQGHVHUHYHODTXHDVXD atribuição se deve ao “seu notĂĄvel contributo para a divulgação da histĂłria da arte e da arquitectura lusa nas diversas partes do mundo, tendo contribuĂ­do para o estreitamento das relaçþes culturais efectivas entre Portugal e a RepĂşblica GDĂŒQGLDHSRURFDVLmRGDYLVLWDRĂ€FLDOGRSULPHLURPLQLVWUR$QWyQLR&RVWDj 5HS~EOLFDGDĂŒQGLDHP-DQHLURGHÂľ2JDODUGmRIRLHQWUHJXHSHORSULPHLURPLQLVWURQHVVDYLVLWDGH(VWDGR jĂŒQGLDHPFHULPyQLDGHFRUULGDQD'HOHJDomRGD)XQGDomR2ULHQWHHP*RDDGH-DQHLUR´2VHXWUDEDOKR GHWHUPLQDGRHDREUDTXHGHL[RXYLULDDUHYHODUVHVHPLQDOHPPXLWDVGDVVXDVLQĂ H[}HVLQWHOHFWXDLVGHVHQYROYLGDV QRkPELWRGR&(6FRQVWLWXLQGRXPOHJDGRLQFRQWRUQiYHOTXHPDUFDUiRXQLYHUVRGDKLVWRULRJUDĂ€DSRUWXJXHVDÂľ sublinha o Centro.

JosĂŠ Martins Nunes – O ex-presidente do Centro Hospitalar e UniversitĂĄrio de Coimbra (CHUC) vai presidir ao comitĂŠ de “fundraisingâ€? (angariação de recursos) do programa Abem, da Associação Dignitude, que procura combater a exclusĂŁo no acesso ao medicamento. O Programa Abem, rede solidĂĄria do medicamento, ĂŠ o primeiro programa dinamizado pela Associação Dignitude, que tem sede em Coimbra e que pretende dar resposta aos problemas de acesso ao medicamento motivados pelo actual contexto sĂłcio-econĂłmico. Esta associação e o programa $EHPDPELFLRQDPDWLQJLUEHQHĂ€FLiULRVDWpDRĂ€QDO GRSUy[LPRDQRHDWpDRĂ€QDOGH-RVp0DUWLQV Nunes, anestesiologista e que foi secretĂĄrio de Estado da SaĂşde do XII Governo Constitucional, tem como missĂŁo Ana BĂĄrbara Bessa – A atleta do GinĂĄsio Figueirense, em Comunicação Organizacional pela Escola Superior de ajudar na implementação de um programa que tem como penta-campeĂŁ nacional de tiro prĂĄtico (IPSC), foi convidada Educação de Coimbra (ESEC), o jovem estudante farĂĄ parte fundadores, entre outros, o antigo presidente da RepĂşblica desta AgĂŞncia, que tem como objectivo garantir a qualidade SHOD)HGHUDomR)UDQFHVDGDPRGDOLGDGHDSDUWLFLSDUQRž 5DPDOKR(DQHVHRVH[PLQLVWURV$QWyQLR$UQDXWH0DULD do Ensino Superior no paĂ­s. &DPSHRQDWRGR0XQGRGDVXDHVSHFLDOLGDGH$SURYDYDL de BelĂŠm Roseira. decorrer entre 27 de Agosto e 03 de Setembro, no Centro AntĂłnio Costa – O primeiro-ministro e o ministro do Nelson Geada – 4XDVHSRUFHQWRGH3RUWXJDOFRQ- 1DFLRQDO GH 7LUR 'HVSRUWLYR GH &KkWHDXURX[ HP %HUU\ $PELHQWH-RmR0DWRV)HUQDQGHVYmRPDUFDUSUHVHQoDDPDProvince. WLQHQWDOHQFRQWUDYDVHHP-XOKRHPVLWXDomRGHVHFDVHYHUD QKm  SHODVKQDQRYDSRQWHSHGRQDOGR0RQGHJR e extrema, segundo o boletim climatolĂłgico do Instituto junto Ă ponte de Açude. O motivo da visita prende-se com IdalĂŠcio Silva Cação – O escritor, recentemente fale3RUWXJXrVGR0DUHGD$WPRVIHUD ,30$ 2VHFUHWiULRGH a formalização da consignação da obra de desassoreamento FLGRYDLVHUKRPHQDJHDGRHVWHGRPLQJR  SHODVK (VWDGRGR$PELHQWH&DUORV0DUWLQVGL]TXHR*RYHUQR GRULR0RQGHJR²$OEXIHLUDGH&RLPEUD QDVHGHGD-XQWDGH)UHJXHVLDGH0RLQKRVGD*kQGDUDQD “nĂŁo antecipa grandes problemasâ€? no abastecimento de Quinta dos VigĂĄrios. A cerimĂłnia de distinção ĂŠ promovida ĂĄgua Ă  população devido Ă  seca e espera bons resultados The Amplectors – O grupo formado por AndrĂŠ FertambĂŠm nas culturasâ€?, enquanto no terreno se fala de uma SHOR0XQLFtSLRGD)LJXHLUDGD)R]HSHOD-XQWDGH0RLQKRVGD QDQGHV *XLWDUUD Ă?VFDU0DUFHOLQRGD*UDoD SLDQR 1HOVRQ *kQGDUDDR´ÀOKRGDWHUUDÂľ$VHVVmRYDLLQFOXLUDLQDXJXUDomR “situação cada vez mais graveâ€?. Nelson Geada, presidente do Conselho de Administração da Ă guas do Centro Litoral GD%LEOLRWHFDGD-XQWDGH)UHJXHVLDFULDGDDSDUWLUGROHJDGR Cascais (contrabaixo) e Lopes Pereira (bateria) vai actuar e da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de ELEOLRJUiĂ€FRTXHRHVFULWRUGHL[RXjIUHJXHVLDDLQDXJXUDomR DPDQKm   H ViEDGR   SHODV K QDV (VFDGDV GR Ă gua, alerta: “Estamos numa situação muito grave e nĂŁo do largo de IdalĂŠcio Silva Cação, que serĂĄ embelezado por Quebra-Costas, em Coimbra, no âmbito do festival Quebraestamos pela primeira vez. Em 2005 houve uma situação XPDREUDGHDUWHGDDXWRULDGH0DUTXHV$QGUpHDLQGDR MD]])HVW$LQLFLDWLYDFXOWXUDOTXHDFRQWHFHGHVGH lançamento, a tĂ­tulo pĂłstumo, do primeiro romance do autor: tem tido cada vez mais pĂşblico, dando um encanto especial similar a esta e nĂŁo nos serviu de liçãoâ€?. DRFHQWURKLVWyULFRGH&RLPEUDQRVĂ€QVGHVHPDQDGH9HUmR ´2&HUFRÂľSHOD&kPDUD0XQLFLSDO 24XHEUDMD]]SURORQJDVHDWpDRSULPHLURĂ€PGHVHPDQD Marcelo Rebelo de Sousa – O Presidente da RepĂşblide Setembro, com o melhor do jazz que se faz em Portugal. Carlos Coutinho – O atleta da Casa do Povo da ca, que pela primeira vez aterrou no aerĂłdromo de Bissaya $HGH$JRVWRDFWXDR&tUFXOR 5LWD0DULD²YR]/XtV $EUXQKHLUD FRQTXLVWRX R SULPHLUR OXJDU HP Âś0DVWHU ¡ Barreto, em Coimbra, deslocou-se, sĂĄbado, a Alvares, Ă  ses)LJXHLUHGR²SLDQRH0iULR)UDQFR²FRQWUDEDL[R QRVGLDV QR SDVVDGR GRPLQJR   GXUDQWH D Â? 0DUDWRQD %77 sĂŁo de entrega de uma doação de 60 000 euros para apoiar HGH$JRVWRpDYH]GH6LPRQ0RXOOLHU4XDUWHWH Festas da Cidade – Expofacic. A maratona, organizada pela DUHĂ RUHVWDomRGD]RQDTXHDUGHXQRLQFrQGLRGH*yLV Ă€QDOPHQWHDHGH6HWHPEURDLQLFLDWLYDWHUPLQDFRP (VFROD GH %77  3HGDODU QR &OXEH &89  &OXEH 8QLmR $FUHVFHGL]HUTXHDIDPtOLDGH0DUFHOOR&DHWDQR~OWLPR 4XHEUD(QVDPEOHH-DP6HVVLRQ 9LODQRYHQVH  H SHOR .RUSR$FWLYR %77 HVWi OHJDOL]DGD chefe de Governo da ditadura era dessa freguesia e que na Associação de Ciclismo da Beira Litoral como prova 0DUFHOORIRLSDGULQKRGHFDVDPHQWRGRVSDLVGH0DUFHOR Henrique Tigo – O grĂŁo-mestre da Confraria GastroRebelo de Sousa. Depois de percorrer vĂĄrias localidades aberta, tendo como objectivo principal “fomentar a prĂĄtica nĂłmica dos Enchidos foi o coordenador do livro “Bodas de GR%77HDXWLOL]DomRGDELFLFOHWDQRGLDDGLDÂľ$OpPGH DWLQJLGDVSHORJUDQGHLQFrQGLRGH-XQKRR&KHIHGH(VWD0DGHLUDGD&RQIUDULDGRV(QFKLGRVÂľTXHVHUiDSUHVHQWDGR Carlos Coutinho, tambĂŠm DĂĄrio Pereira, da Casa do Povo do marcou presença no Concurso de Pesca Desportiva ao AchigĂŁ, na Foz do rio Alge, porque “uma das maneiras de GD$EUXQKHLUDFRQTXLVWRXRWHUFHLUROXJDUHPÂś0DVWHU¡ DPDQKm  SHODVKQR&HQWURGH([SRVLo}HV&DSHOD da Costeira, na VĂĄrzea Grande, Vila Nova do Ceira, em ajudar as populaçþes locais ĂŠ lĂĄ ir, participar nas actividades *yLV$REUDVXUJLXSDUDFRPHPRUDUDV%RGDVGH0DGHLUD JoĂŁo Cardoso – O estudante de mestrado integrado em culturais e desportivas da regiĂŁoâ€?, disse. 0DUNHWLQJH1HJyFLRV,QWHUQDFLRQDLVGR,QVWLWXWR6XSHULRUGH da Confraria, que assim edita um livro que conta a histĂłria Lurdes Castanheira – A Câmara de GĂłis venceu o Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) foi, re- dos enchidos, tipos que existem e receitas culinĂĄrias com 3UpPLR0XQLFtSLRVGR$QR3RUWXJDOQDFDWHJRULDGH centemente, eleito para ser o novo representante dos estudan- enchidos, bem como depoimentos de inĂşmeras confrarias e 0XQLFtSLRGR&HQWURFRPPHQRVGHKDELWDQWHV2 tes do Ensino Superior PolitĂŠcnico no Conselho Consultivo GDVXDUHODomRFRPDPHVPDEHPFRPRGHĂ€JXUDVS~EOLFDV &RQFXUVR0XQLFtSLRVGR$QRpRUJDQL]DGRHSURPRYLGR da AgĂŞncia de Acreditação e Avaliação do Ensino Superior HFRQIUDGHVHQWUHRVTXDLVHVWmR(GXDUGR0DGHLUD+HUQkQL SHOD8QLYHUVLGDGHGR0LQKRHHVWHDQRDFHULPyQLDGHHQ- (A3ES). O tambĂŠm presidente da Direcção da Federação Carvalho, Guilherme Leite, Paulo Sargento, entre outros. A trega dos prĂŠmios decorreu no FundĂŁo. GĂłis apresentou a Nacional de Associaçþes de Estudantes do Ensino Superior obra, que ĂŠ inĂŠdita ao combinar gastronomia e cultura, tem, concurso o projecto “GĂłiSim ĂŠ para todosâ€?, o novo Sistema PolitĂŠcnico (FNAEESP), onde jĂĄ vai no terceiro mandato, DLQGDXPDIRWRELRJUDĂ€DGHWRGRVRVHYHQWRVTXHD&RQIUDULD ,QWHJUDGRGH0RELOLGDGHGRFRQFHOKRTXHUHVXOWDGHXP foi eleito para este novo cargo por unanimidade. Licenciado dos Enchidos realizou ou em que esteve presente. GHVDĂ€RODQoDGRSHODDXWDUTXLDj7UDQVGHYTXHHPFRQMXQWR VĂ­tor Gaspar - 2DGYRJDGRTXHHUDVHFUHWiULRGLVWULWDOGRV76'²7UDEDdesenvolveram uma solução que pretende oferecer uma lhadores Social-Democratas de Coimbra e nono membro da lista da coligação DOWHUQDWLYDGHWUDQVSRUWHGHTXDOLGDGHHFRQyPLFDHĂ€iYHO ´0DLV&RLPEUDÂľSDUDD&kPDUDIDOHFHXQDWHUoDIHLUD  YtWLPDGHGRHQoD a toda a população. V~ELWDDRVDQRV$PRUWHGRFDQGLGDWRjYHUHDomRGR0XQLFtSLRFRQLPEULFHQVH levou a coligação a cancelar “todos os actos de prĂŠ-campanha atĂŠ ao prĂłximo ViEDGR  QRPHDGDPHQWHDLQDXJXUDomRGDVHGHSUHYLVWDSDUDKRMHÂľUHYHODD ´0DLV&RLPEUDÂľHPFRPXQLFDGR9tWRU0DUWLQV*DVSDUWUDEDOKRXQD'LUHFomR A D E S C E R GH5HFXUVRV+XPDQRVGRV6HUYLoRV0XQLFLSDOL]DGRVGH7UDQVSRUWHV8UEDQRV GH&RLPEUD 6078& HQD)LGHOLGDGHDOpPGHWHUVLGRGHSXWDGRGD$VVHPEOHLD Constança Urbano de Sousa – A ministra da Admi0XQLFLSDOGH&RLPEUD2DGYRJDGRFKHJRXDLQGDDVHUPHPEURGR&RQVHOKR nistração Interna continua debaixo de “fogoâ€?. O SIRESP PedagĂłgico do Instituto Superior de Bissaya Barreto, da Fundação Portuguesa Sistema Integrado das Redes de EmergĂŞncia e Segurança de GH&DUGLRORJLDHGD$VVRFLDomR3RUWXJXHVDGH$SRLRDR5HFOXVR-RUJH$QWXQHV Portugal - continua a falhar, quando era mesmo necessĂĄrio, DPLJRGHORQJDGDWDGH9tWRU*DVSDUGHVWDFDRSURĂ€VVLRQDOLVPRGRDGYRJDGR e a governante continua a agir com “paninhos quentesâ€?. que era “tecnicamente muito bom e que conseguia cativar os clientesâ€?. Na opiniĂŁo do tambĂŠm advogado, dono da SoSoube-se, tambĂŠm, esta semana, que a GNR e a PSP tĂŞm ciedade onde trabalhava VĂ­tor Gaspar, o candidato a vereador “parte muito cedoâ€?, considerando uma “tragĂŠdiaâ€? o que muitas razĂľes de queixa, com situaçþes de sobrevida e DFRQWHFHXDWpSRUTXHRFRUUHXQRHVFULWyULRRQGHDPERVWUDEDOKDYDP´7tQKDPRVXPDUHODomRIUDWHUQDOHUDXPJUDQGH falta de equipamentos, assim como de falta de efectivos. DPLJRGDVERDVHGDVPiVKRUDVÂľH[SOLFD-RUJH$QWXQHVDGLDQWDQGRTXH9tWRU*DVSDU´DQGDYDHQWXVLDVPDGRFRPDV Como nĂŁo se vislumbra que seja capaz de resolver, serĂĄ XPDTXHVWmRGHWHPSRDWpVDLUGR*RYHUQR0DVSHORVH HOHLo}HVÂľHTXHQHVVHGLDWLQKDFKHJDGREHPGLVSRVWRDRHVFULWyULR2FRUSRHQFRQWUDVHQR,QVWLWXWRGH0HGLFLQD/HJDO nĂŁo havendo, Ă  data do fecho desta edição, pormenores quanto ao funeral. constata, nĂŁo deverĂĄ ser a Ăşnica.


10 QUINTA-FEIRA

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Assaltantes violentos interceptados pela PJ

A Polícia Judiciåria de Coimbra acaba de interceptar dois membros de um bando violento, que se dedicava a assaltar caixas do Multibanco, mediante arrombamento com utilização de explosivos. Um terceiro indivíduo, em situação de prisão domiciliåria pela pråtica de crimes contra a propriedade, tambÊm foi constituído arguido no âmbito do processo que abrange os outros dois. Os três suspeitos têm idades compreendidas entre 20 e 35 anos. O dueto, obrigado a apresentar-se periodicamente a um órgão de polícia criminal, Ê presumível autor de vårias explosþes em caixas do Multibanco, ocorridas, entre Agosto e Outubro de 2016, em Coimbra, Condeixa-a-Nova, Alvaiåzere e Maiorca (Figueira da Foz). Na madrugada de 02 de Agosto, tendo em vista o completo desmantelamento do grupo, foi levada a cabo uma operação policial na zona de Coimbra, a qual permitiu reforçar os elementos probatórios jå existentes, nomeadamente a apreensão de peças de vestuårio, calçado e telemóveis.

FACTOS DA SEMANA www.campeaoprovincias.pt

7

CHUC com mais quatro Centros de ReferĂŞncia

O Centro Hospitalar e UniversitĂĄrio de Coimbra (CHUC) tem mais quatro Centros de ReferĂŞncia reconhecidos pelo MinistĂŠrio da SaĂşde, mantendo-se como a instituição mais diferenciada a nĂ­vel nacional com um total de 18. Segundo foi anunciado, pelo CHUC, as quatro novas ĂĄreas de referenciação VmR D Ă€EURVH TXtVWLFD D QHXURUDGLRORJLD GH LQWHUYHQomR QD doença cerebrovascular, as coagulopatias congĂŠnitas e os implantes cocleares. O Conselho de Administração considera que “o reconhecimento destas quatro novas ĂĄreas de intervenção reforça o posicionamento do CHUC como instituição de referĂŞnciaâ€? e constitui “uma oportunidade de desenvolvimento organizacional de grande amplitude na formação clĂ­nica altamente diferenciadaâ€?. A par dos 18 Centros de ReferĂŞncia nacionais, o CHUC tem tambĂŠm 10 centros reconhecidos a nĂ­vel europeu. O CHUC ĂŠ centro de referĂŞncia nacional em transplantes de coração, onco-oftalmologia e transplantação hepĂĄtica pediĂĄtrica. É tambĂŠm centro de referĂŞncia em cardiologia de intervenção estrutural, cardiopatias congĂŠnitas, doenças hereditĂĄrias do metabolismo, epilepsia refratĂĄria, cancro do esĂłfago, cancro do testĂ­culo, cancro do recto, sarcomas das partes moles e Ăłsseos, cancro hepatobilio/pancreĂĄtico, oncologia pediĂĄtrica e transplante de rim adultos.

de reembolso de despesas elegĂ­veis, efectuadas na ĂĄrea do municĂ­pio de Montemor-o-Velho, pela aquisição de bens e serviços considerados indispensĂĄveis ao desenvolvimento Quatro detidos em Cantanhede por droga, saudĂĄvel e harmonioso da criançaâ€?. SĂŁo despesas elegĂ­veis notas falsas e arma proibida TrĂŞs homens e uma mulher, com idades entre os 16 e os medicamentos com prescrição mĂŠdica, artigos de higiene, 30 anos, foram detidos pela GNR de Cantanhede por pas- puericultura, mobiliĂĄrio, equipamento, alimentação, vestuĂĄrio VDJHPGHPRHGDIDOVDWUiĂ€FRGHHVWXSHIDFLHQWHVHSRVVHGH e calçado, realizadas em estabelecimentos comerciais do conarma proibida na feira EXPOFACIC. Segundo o Comando celho. A medida tem como principais objectivos promover Territorial de Coimbra, a detenção ocorreu na passada se- RDXPHQWRGDQDWDOLGDGHDĂ€[DomRGDVIDPtOLDVHRDXPHQWR mana, na sequĂŞncia do policiamento Ă feira e apĂłs denĂşncia da população escolar, contrariando a tendĂŞncia actual de de um comerciante. Os militares da GNR detiveram uma diminuição da taxa da natalidade. mulher que tentava efectuar uma compra com uma nota falsa, WHQGROKHVLGRDSUHHQGLGDVVHWHQRWDVGHHXURVIDOVLĂ€FDRegiĂŁo Centro tem 98 por cento das. Nesta situação foram ainda constituĂ­dos arguidos dois de utentes com mĂŠdico de famĂ­lia KRPHQVGHHDQRV5HODWLYDPHQWHDRFULPHGHWUiĂ€FR A regiĂŁo Centro possui 1,72 milhĂľes de pessoas com de droga foram detidos trĂŞs homens, os quais foram consti- mĂŠdico de famĂ­lia, cerca de 98 por cento do total de utentuĂ­dos arguidos e sujeitos a termo de identidade e residĂŞncia, tes inscritos nas unidades de cuidados de saĂşde primĂĄrios, e apreendidas 31 doses de haxixe. Numa outra abordagem, conforme revelou a Administração Regional de SaĂşde. os militares detectaram, ainda, um homem que tinha na sua A ARSC sustenta que o aumento do nĂşmero de utentes posse uma soqueira, o qual foi constituĂ­do arguido e sujeito com mĂŠdico de famĂ­lia decorre do “investimento realizado a termo de identidade e residĂŞncia. na ĂĄrea dos recursos humanos durante 2016 e 2017, que VHUHĂ HFWLXLJXDOPHQWHQRWRWDOGHFRQVXOWDVUHDOL]DGDV que tambĂŠm aumentouâ€?. “Com um total de 983 mĂŠdicos Jovens detidos em Maiorca Dois jovens, de 21 e 22 anos de idade, foram detidos de Medicina Geral e Familiar, as unidades de saĂşde tĂŞm HP0DLRUFD FRQFHOKRGD)LJXHLUDGD)R] SRUWUiĂ€FRGH vindo a realizar mais consultas: perto de seis milhĂľes em estupefacientes, pelo NĂşcleo de Investigação Criminal de 2016, o que representou um crescimento de trĂŞs por cento Montemor-o-Velho da GNR, segundo foi anunciado. De relativamente ao ano anteriorâ€?, adianta. O presidente da acordo com o Comando Territorial de Coimbra da GNR, a $56&-RVp7HUHVRDĂ€UPDTXHQR6HUYLoR1DFLRQDOGH detenção ocorreu na passada semana, no decorrer de uma 6D~GHRVFXLGDGRVGHVD~GHSULPiULRV´VmRSRUGHĂ€QLomR acção de policiamento, tendo os militares apreendido aos dois o suporte de proximidade do cidadĂŁoâ€?â€? e, deste modo, suspeitos 44 doses de haxixe. Os detidos foram constituĂ­dos ´MXVWLĂ€FDPDDWHQomRSHUPDQHQWHGDDGPLQLVWUDomRFRP um investimento a nĂ­vel de recursos humanos, da requaarguidos e sujeitos a termos de identidade e residĂŞncia. OLĂ€FDomR GH LQVWDODo}HV H UHRUJDQL]DomRÂľ $R QtYHO GDV infraestruturas, a ARSC diz estar a prosseguir, em 2017, PJ deteve presumĂ­vel incendiĂĄrio A PolĂ­cia JudiciĂĄria (PJ) anunciou a detenção de um “em estreita colaboração com as câmaras municipais da homem pela presumĂ­vel prĂĄtica de um crime de incĂŞndio regiĂŁo, com a realização de obras de construção, remoĂ RUHVWDOQRFRQFHOKRGH0DQJXDOGHTXHRFRUUHXKiSRX- delação e ampliação de instalaçþes na ĂĄrea dos cuidados co mais de duas semanas. A Directoria do Centro da PJ de saĂşde primĂĄrios, num investimento superior a 4,6 miinforma que a detenção do homem, de 41 anos, foi levada lhĂľes de euros. Ainda de acordo com a ARSC, iniciaram a cabo com a colaboração da GNR de Mangualde. O ho- a actividade trĂŞs novas unidades de saĂşde familiar (USF), mem, solteiro e copeiro, ĂŠ suspeito de ter posto um foco “o que elevou para cerca de 700 000 o nĂşmero de utentes GHLQFrQGLRĂ RUHVWDOQRGLDGH-XOKRMXQWRj6HQKRUD LQVFULWRVHP86)QDUHJLmRÂľHVWDQGRSUHYLVWDDWpĂ€QDOGR do Castelo, em terreno povoado com pinheiros, tendo ano, a abertura de outras cinco. JĂĄ as Unidade de Cuidados ardido uma ĂĄrea com cerca de 2,2 hectares. “O suspeito na Comunidade (UCC), sĂŁo actualmente 56 e asseguram a actuou num quadro de alcoolismo e utilizou um isqueiro cobertura de mais de 1,5 milhĂľes de habitantes, cerca de para atear o incĂŞndioâ€?, refere a PJ. De acordo com a po- 88 por cneto da população da regiĂŁo Centro. lĂ­cia de investigação, o detido tem antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, sendo presente Ă s autoridades Conhecer 300 anos de Maçonaria judiciĂĄrias competentes para primeiro interrogatĂłrio e No Museu Municipal de Santos Rocha, na Figueira da aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas. Foz, abre no sĂĄbado ao pĂşblico a exposição “300 Anos de 1RFRUUHQWHDQRD3-MiLGHQWLĂ€FRXHGHWHYHSHVVRDV Maçonaria - SĂ­mbolos e Ritos (1717 - 2017)â€?, com o objecSHODDXWRULDGRFULPHGHLQFrQGLRĂ RUHVWDO tivo de evocar a fundação da Grande Loja de Inglaterra - “a primeira obediĂŞncia universalâ€? - e dar a conhecer uma das mais enigmĂĄticas e controversas organizaçþes mundiais. Montemor-o-Velho incentiva natalidade As famĂ­lias do concelho de Montemor-o-Velho vĂŁo po- A Maçonaria esteve presente na Figueira da Foz desde os GHUXVXIUXLUHPEUHYHGHXPDSRLRĂ€QDQFHLURGHLQFHQWLYRj seus primĂłrdios, contando com insignes obreiros como natalidade, segundo anunciou a Câmara Municipal. A medida Manuel Fernandes TomĂĄs, AntĂłnio dos Santos Rocha, contempla crianças nascidas a partir de 01 de Janeiro de 2017 Goltz de Carvalho, JoĂŁo de Barros, Joaquim de Carvalho, registadas no municĂ­pio de Montemor-o-Velho e crianças entre outros. Para alĂŠm do Museu Maçónico PortuguĂŞs, o legalmente adoptadas atĂŠ Ă  idade de inĂ­cio do 1.Âş ciclo. Para Museu Municipal de Santos Rocha e a Biblioteca MuniciDVIDPtOLDVTXHMiWrPĂ€OKRVRLQFHQWLYRVHUiPDMRUDGRHP pal de Pedro Fernandes TomĂĄs detĂŞm um dos mais ricos 20 por cento, explica a Câmara de Montemor-o-Velho. e completos legados documentais, a que se alia um vasto Segundo a autarquia, este apoio concretiza-se “sob a forma espĂłlio de insĂ­gnias e objectos, testemunho deste mundo

secreto e discreto. O discurso expositivo permitirĂĄ, ao visitante, vislumbrar a simbologia e a cabalĂ­stica desta ancestral organização. $PRVWUDFRPHQWUDGDJUDWXLWDĂ€FDSDWHQWH atĂŠ 07 de Outubro. Judocas apresentaram-se em Coimbra A selecção portuguesa de judo, que vai participar no Campeonato do Mundo, em Budapeste, ambiciona dois OXJDUHVGHĂ€QDOLVWDWUrVGHVHPLĂ€QDOLVWDHDHQWUDGDGHPDLV dois atletas no projecto olĂ­mpico, segundo assumiu a federação nacional. Em Coimbra, na apresentação da equipa, o director de Alto Rendimento da selecção, LuĂ­s Monteiro, disse que Portugal vai participar a nĂ­vel individual com 14 atletas, “num misto de 50 por cento de atletas de elevada experiĂŞncia e judocas jovens que se vĂŁo estrear e que sĂŁo promessas para o futuroâ€?. O Mundial de judo vai ser disputado de 28 de Agosto a 02 de Setembro, na capital hĂşngara, com a participação de cerca de 750 atletas, de 128 paĂ­ses. A representação portuguesa, que estagia na cidade de Coimbra, ĂŠ liderada por Telma Monteiro (-57 kg), que recentemente venceu a Taça da Europa de Minsk, na RĂşssia, no regresso Ă competição apĂłs uma lesĂŁo no ombro, e ĂŠ detentora de quatro tĂ­tulos de vice-campeĂŁ mundial. A selecção nacional, orientada por Go Tsunoda e Ana Hormigo, ĂŠ constituĂ­da por Telma Monteiro (-57 kg), Leandra Freitas (-52 kg), Joana Ramos (-48 kg), Yahima Ramirez (-78 kg), Sergiu Oleinec (-66 kg), Jorge Fernandes (-73 kg), Maria Siderot (-48 kg), Joana Diogo (-48 kg), JoĂŁo CrisĂłstomo (-66 kg), JoĂŁo Martinho (-81 kg), Anri Egutidze (-81 kg), Jorge Fonseca (-100 kg), CĂŠlio Dias (-90 kg) e Nuno Saraiva (-73 kg). Rua reservada a residentes e Ă  PJ A circulação automĂłvel em parte da rua de Venâncio Rodrigues, em Coimbra, passou, desde terça-feira, a ser permitida apenas a moradores e Ă  PolĂ­cia JudiciĂĄria (PJ), sendo ainda possĂ­vel, em determinados perĂ­odos, fazer cargas e descargas. Segundo anunciou a Câmara Municipal de Coimbra (CMC), de acordo com deliberação tomada no passado dia 20 de Junho, a criação desta zona de acesso destinada a residentes e Ă  PJ, em parte da rua de Venâncio Rodrigues (entre as intersecçþes das ruas de Alexandre Herculano e de Castro Matoso), tem em conta que “esta ĂŠ uma via com um nĂşmero de lugares de estacionamento deĂ€FLWiULRUHODWLYDPHQWHjSURFXUDÂľ´$VVLPSDUDDXPHQWDU a possibilidade dos moradores e das forças de segurança terem acesso aos lugares de aparcamento disponĂ­veis, este troço de via passarĂĄ a integrar uma zona de acesso condicionado e, por isso, sujeito ao Regulamento Geral das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada e das Zonas de Acesso AutomĂłvel Condicionadoâ€?, refere o MunicĂ­pio. De acordo com a Câmara, “para ser possĂ­vel XPDĂ€VFDOL]DomRHIHFWLYDGDOHJLWLPLGDGHGHDFHVVRVHUmR emitidos cartĂľes, Ă  PJ e aos moradores, que concedem direito a estacionamento nos locais permitidos para o efeitoâ€?. Com estas alteraçþes, o lado direito da via serĂĄ totalmente reservado ao estacionamento da PJ, enquanto do lado esquerdo existirĂĄ uma zona de estacionamento destinada a moradores, outra ĂĄrea de estacionamento (10 lugares) tambĂŠm destinada Ă s forças de segurança e uma zona de estacionamento com dois lugares para cargas e descargas, que terĂĄ limitação mĂĄxima de 15 minutos de permanĂŞncia, sendo possĂ­vel a sua utilização apenas nos dias Ăşteis, das 09h00 Ă s 11h00 e das 16h00 Ă s 18h00.


VOLTA A PORTUGAL

10 QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt PUBLICIDADE

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Distrito de Coimbra tem a prova na vĂŠspera do feriado

LousĂŁ dĂĄ o mote para a “etapa rainhaâ€?

38963

L.S.

RDFHUWRĂ€QDOGHFRQWDVĂ€FD para Viseu. Na terça-feira, dia 15, a cidade de Viriato consagra, na avenida da Europa, “os guerreirosâ€? da Volta. O contra-relĂłgio individual de Viseu, com 20,1 quilĂłmetros, serĂĄ o mais curto dos Ăşltimos anos, ĂŠ discutido num percurso misto, entre a zona urbana e a zona campestre, e onde nĂŁo faltarĂĄ, QDSDUWHĂ€QDODSDVVDJHPQD zona histĂłrica, com D. Duarte e a SĂŠ. Com alguma componente tĂŠcnica e um relevo que, nĂŁo apresentando elevaçþes considerĂĄveis, revela muitas oscilaçþes, exige empenho fĂ­sico e alguma frescura anĂ­mica. Depois de 10 dias de prova, os grandes especialistas de contra-relĂłgio estĂŁo, quase sempre, num patamar de igualdade com os grandes “voltistasâ€?.

Na prĂłxima segunda-feira (dia 14), vĂŠspera do feriado, a 78.ÂŞ Volta a Portugal em Bicicleta pode ser apreciada no distrito de Coimbra, com a partida da LousĂŁ para a nona e penĂşltima etapa. Nesta prova que celebra o 90.Âş aniversĂĄrio, esta etapa serĂĄ a Ăşltima em linha, a derradeira possibilidade de confronto “ombro a ombroâ€?, “olhos nos olhosâ€?. SerĂŁo os Ăşltimos 185 quilĂłmetros, a partida da LousĂŁ e a caminho da Guarda, com os ciclistas a passarem por GĂłis, Arganil e Oliveira do Hospital, com o seu arco romano de Bobadela como pano de fundo. Nesta etapa pode-se assistir ao “calvĂĄrioâ€? que conduz a Seia e ao Alto da Torre, Ăşnico prĂŠmio de montanha de categoria especial da prova. Depois hĂĄ o vale glaciar e Manteigas a conduzir a Um dia de repouso FDUDYDQDDWpjHVFDODGDĂ€QDO que reencontra a cidade mais A 6.ÂŞ etapa corre-se hoje, alta de Portugal, a Guarda. Se, entre Braga e Fafe, na distância ainda assim, restarem dĂşvidas, de 182,7 quilĂłmetros que vĂŁo

fazer merecer o dia de descanso, na “sala de visitasâ€? do Minho. Culminando a sequĂŞncia de vĂĄrias etapas complicadas, a ilustre etapa de Fafe, inclui o famoso troço de terra do Rali de Portugal, o “salto da Pedra Sentadaâ€?. Cumprida a jornada de repouso, amanhĂŁ (dia 11), estarĂŁo ainda pela frente 526,7 quilĂłmetros atĂŠ Ă conclusĂŁo da 79.ÂŞ Volta a Portugal em bicicleta. No sĂĄbado (dia 12), de regresso ao “trabalhoâ€?, a ligação Lousada - Santo Tirso, com cerca de 162 quilĂłmetros, apresenta-se como uma das mais importantes tiradas da “Voltaâ€?. No domingo (dia 13) passam a faltar trĂŞs dias para o Ă€QDOFRPDSHGDODGDGHVDtGD a ser dada em Gondomar, Cidade Europeia do Desporto 2017. A ligação a Oliveira de AzemĂŠis, apesar de curta, com apenas 160 quilĂłmetos, nĂŁo FRQĂ€JXUD XP GLD WUDQTXLOR apesar das fabulosas paisagens proporcionadas pelo rio Douro e Paiva convidarem ao relaxamento.

PUBLICIDADE

38044

8


10 QUINTA-FEIRA

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

VILA NOVA DE POIARES

9

www.campeaoprovincias.pt

Nossa Senhora das Necessidades

Misericórdia honra a sua padroeira durante as Festas do Concelho DIANA BAPTISTA

Aquela que já foi uma das maiores romarias do distrito de Coimbra volta a realizarVHHVWHÀPGHVHPDQDHDWp VHJXQGDIHLUD   HP 9LOD Nova de Poiares. As Festas do &RQFHOKRHPKRQUDGH1RVVD 6HQKRUD GDV 1HFHVVLGDGHV YROWDP D DQLPDU D YLOD H D VHUYLUGHSRQWRGHHQFRQWUR SDUDRVSRLDUHQVHVKDELWDQWHV HYLVLWDQWHV ´0XLWRVWLUDPIpULDVQHVWD DOWXUDGRDQRSDUDYLUHPjIHVWDpMiXPDWUDGLomRTXHQmR poderemos deixar morrer”, H[SOLFD0DQXHO/RER6DQWRV SURYHGRU GD 6DQWD &DVD GD 0LVHULFyUGLDGH3RLDUHVHQWLGDGHTXHRUJDQL]DGDV)HVWDV $WpSRUTXHTXDQGRVXUJLXD FHOHEUDomRVHUYLDSDUDDQJDULDUIXQGRVSDUDR+RVSLWDOGH %HQHÀFLrQFLD3RLDUHQVH KRMH XPD 8QLGDGH GH &XLGDGRV &RQWLQXDGRVGD0LVHULFyUGLD  SHOR TXH D LQVWLWXLomR ´WHP XPDREULJDomRHVWDWXiULDGH PDQWHUYLYDDURPDULDµ 2HYHQWRTXHFRQWDFRP RDSRLRORJtVWLFRHÀQDQFHLUR GD&kPDUD0XQLFLSDOGH9LOD

1RYD GH 3RLDUHV WHP KRMH XPFDUL]PDLVWUDGLFLRQDOGR TXHVROLGiULRHDSHVDUGDDQJDULDomRGHIXQGRVGHFRUUHU QRPHDGDPHQWH DWUDYpV GD TXHUPHVVH TXHWHUiJUDQGHV SUpPLRV DVUHFHLWDVQmRFREUHP DV GHVSHVDV ´+RMH p D,UPDQGDQGHGH1RVVD6HQKRUDGDV1HFHVVLGDGHVTXH ÀQDQFLDDIHVWDHQmRRFRQWUiULRµODPHQWDRSURYHGRU &RP HQWUDGDV OLYUHVRV PRWLYRV GH DWUDFomR DR UHFLQWRMXQWRjFDSHODGH1RVVD 6HQKRUD GDV 1HFHVVLGDGHV HPIUHQWHDRDQWLJRKRVSLWDO  VmRPXLWRVHYDULDGRV $FRPHoDUSHODYHUWHQWH UHOLJLRVDTXHWHUiRVHXSRQWR DOWRQRGRPLQJR  FRP DPLVVDVROHQHHKRPLOLDQD FDSHOD GD SDGURHLUD SHODV K VHJXLGD GD SURFLVVmRSHODVUXDVGDORFDOLGDGH 7DPEpP QD VHJXQGDIHLUD   KDYHUi XPD PLVVD QD FDSHODGH1RVVD6HQKRUDGDV 1HFHVVLGDGHVSHODVK 0DVjYHUWHQWHUHOLJLRVD DOLDVHDSURIDQDHDDQLPDomR VHUiFRQVWDQWHQRVWUrVGLDV GH IHVWD /RJR QR ViEDGR  DP~VLFDIDUVHiRXYLU

6DQWD&DVD´HVWHpXPERP FDUWD]HSDUDWRGRVRVJRVtos”, pelo que esperam “uma IHVWDHPJUDQGHµDWpSRUTXH HVWDpXPDIRUPDGH´UHXQLU RV SRLDUHQVHV GH Fi PDV WDPEpP RV TXH HVWmR IRUD HTXHVyYrPQHVWDDOWXUDµ VXEOLQKD 0DQXHO 6DQWRV ( DGLDQWD´$URPDULDFRQWLQXD a ser uma forma de toda a JHQWHVHHQFRQWUDUGHFRQYLver e matar saudades”.

Cartaz musical conta com actuações dos Irmãos Verdades, Leandro, Ruizinho de Penacova e Carlos Alberto Moniz

DSDUWLUGDVKQRUHFLQWR RQGHYDLGHFRUUHUDURPDULD ­VKUHDOL]DVHDPLVVD YHVSHUWLQDHjVKDFWXD DEDQGD0LUDQND1HVWHGLD R PRPHQWR PDLV HVSHUDGR VHUiRFRQFHUWRGRV,UPmRV 9HUGDGHV SHODV K TXH SURPHWHPDTXHFHUWRGRVRV SRLDUHQVHV 1RGRPLQJR  D)LODUPyQLFD)UDWHUQLGDGH3RLDUHQVHGiLQtFLRjVIHVWLYLGDGHVD SDUWLUGDVKVHJXLQGRVH DPLVVDQDLJUHMDPDWUL]GH9LOD 1RYDGH3RLDUHVjVK Da parte da tarde, já depois

GDV FHOHEUDo}HV UHOLJLRVDV H GD SURFLVVmR DFWXD XP GRV DUWLVWDV PDLV FRQKHFLGRV GD UHJLmR5XL]LQKRGH3HQDFRYDSHODVK$WHUPLQDU R FDQWRU SRSXODU /HDQGUR HQFHUUD HVWH VHJXQGR GLD D SDUWLUGDVK $SURYHLWDQGRTXHRIHULDGRGHGH$JRVWRHVWH DQR VH FRPHPRUD D XPD WHUoDIHLUD D IHVWD FRQWLQXD QDVHJXQGDIHLUDjQRLWHFRP D P~VLFD GR JUXSR $) jV KHGH&DUORV$OEHUWR 0RQL]jVK 6HJXQGRRSURYHGRUGD

$V )HVWDV GR &RQFHOKR WrPRXWURVPRWLYRVGHDWUDFomRFRPRVHMDPDVWDVTXLQKDV GHSHWLVFRVGLQDPL]DGDVSRU HVWDEHOHFLPHQWRVFRPHUFLDLV HLQVWLWXLo}HVGDYLODEDUHVDV URXORWWHVGHSmRFRPFKRXULoRHIDUWXUDVRVFDUURFpLV XPD SLVWD GH DXWRPyYHLV DOpPGHGXDVH[SRVLo}HVXPD GH FDUURV RUJDQL]DGD SHOD 3R\DUHV5RWDo}HVHRXWUDGH motos, do Grupo Motard.

PROGRAMAÇÃO Sábado (12) 10h00 – 0~VLFDDPELHQWHQRDUUDLDO 21h00 – 0LVVDYHVSHUWLQD 22h30 – %DQGD0LUDQND 23h30 – ,UPmRV9HUGDGHV Domingo (13) 10h00 – )LODUPyQLFD)UDWHUQLGDGH3RLDUHQVH 11h00 – 0LVVDQDLJUHMDPDWUL] 17h00 – 0LVVDVROHQHFRPKRPLOLDVHJXLGDGHSURFLVVmR 22h00 – 5XL]LQKRGH3HQDFRYD 23h30 – /HDQGUR Segunda-feira (14) 19h00 – 0LVVDQDFDSHODGH1RVVD6HQKRUDGDV1HFHVVLGDGHV 22h00 – Grupo AF 23h30 – &DUORV$OEHUWR0RQL]

Montante foi angariado durante o evento, realizado em Junho

Poyares Rotações doa 2 500 euros aos Bombeiros Voluntários $ WUDGLomR PDQWpPVH HD$VVRFLDomR3R\DUHV5RWDo}HVHQWUHJRXXPFKHTXH QR YDORU GH   HXURV j $VVRFLDomR +XPDQLWiULD GRV%RPEHLURV9ROXQWiULRV GH9LOD1RYDGH3RLDUHV $ YHUED p SURYHQLHQWH GD ELOKHWHLUD GR HYHQWR ´3R\DUHV5RWDo}HVµTXHVH UHDOL]RX QR FRQFHOKR HP

-XQKR H TXH LQFOXLX XPD H[SRVLomR GH FOiVVLFRV VXSHUGHVSRUWLYRVHGHFDUURV GHFRPSHWLomR $LQLFLDWLYDMiEDVWDQWH UHFRQKHFLGD IRL FULDGD HP  H HVWH DQR DSDGULQKDGD SHOR SLORWR RILFLDO GD +RQGD QR :7&& R SRUWXJXrV7LDJR0RQWHLUR -RVp0DQXHO+HQULTXHV

SUHVLGHQWHGD3R\DUHV5RWDo}HVUHYHODTXHHVWDRIHUWD ´QmR p PDLV GR TXH XP SHTXHQR DJUDGHFLPHQWR GD VRFLHGDGH SDUD TXHP WDQWR FRQWULEXHP KRPHQV H PXOKHUHV LJXDLV D WRGRV QyVTXHSURFXUDPDGHIHVDH VHJXUDQoDGDVSHVVRDVHGRV VHXV EHQV H TXH FRPR R DÀUPDRVHXOHPDGmRDVXD

YLGDSHODYLGDGRSUy[LPRµ 2 UHVSRQViYHO DGPLWLX TXHJRVWDULDGHWHURIHUHFLGR XPPRQWDQWHPDLRUHDJUDGHFHXRDSRLRGDDXWDUTXLD TXH´GHVGHDSULPHLUDKRUD WHPVLGRXPSDUFHLURIXQGDPHQWDOµ$YRQWDGHGD$VVRFLDomRSDVVDVHPSUHSRU ´FRQWLQXDU D SURPRYHU DV PDLVYDULDGDVDFWLYLGDGHVUH-

ODFLRQDGDVFRPRGHVSRUWR PRWRUL]DGRµDFUHVFHQWRX 3DUD R 3UHVLGHQWH GD 3R\DUHV5RWDo}HV´VyFRP HVWH SURItFXR WUDEDOKR GH SDUFHULDHQWUHD$VVRFLDomR e a autarquia tem sido posVtYHOOHYDUDFDERRVGLYHUVRV HYHQWRVMiRUJDQL]DGRVFDSD]HVGHWUD]HUDWpDRFRQFHOKRPLOKDUHVGHYLVLWDQWHV

QXPDVLQHUJLDTXHWHPSURPRYLGRDPDUFD¶9LOD1RYD GH 3RLDUHV· H FRQWULEXtGR SDUDRVHXGHVHQYROYLPHQWR VXVWHQWDGRµ -i -RmR 0LJXHO +HQULTXHVSUHVLGHQWHGR0XQLFtSLRGH9LOD1RYDGH3RLDUHV HORJLRXRJHVWRGDLQVWLWXLomRSDUDFRPRV´VROGDGRV GDSD]µGRFRQFHOKR

Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Poiares HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: de 2.ª a 6.ª das 8:30h às 13h e das 14h às 18:30h t4ÈCBEPTIËTI

Há mais de 100 anos a praticar o bem

Com o apoio da

38837

Irmandade Nossa Senhora das Necessidades

Convida a visitar as Festas profana e religiosa, em honra da sua Padroeira de 12 a 14 de Agosto

Zona Industrial S. Miguel | 3350-214 V.N. Poiares Telf. 239 423 028 www. cipabe.pt | e-mail: geral@cipabe.pt

38868

A sua Empresa de Cartonagem Alimentar ACTIVIDADES ACTI ACTIVIDA IVIDADES S COMERCIAIS, COMERCIA CO C IS S REPRESENTAÇÕES, REPRESEN S TAÇÕ ÕES S LDA. LDA DA A

38871

PUBLICIDADE

Zona Industrial de S. Miguel 3350 V. N. Poiares Telef.: 239 422 789 - Fax: 239 422 934 astropor@clix.pt


10

REGIĂƒO

10

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Este ĂŠ jĂĄ o segundo acordo do gĂŠnero entre as duas entidades

Câmara Municipal de Cantanhede apoia bombeiros com 90 000 euros

Nos próximos dois anos, a Câmara Municipal de Cantanhede vai apoiar a Associação Humanitåria dos Bombeiros Voluntårios (AHBVC) com um total de 90 000 euros. Um DSRLRÀQDQFHLURLPSRUWDQWH que foi formalizado no stand da Associação na Expofacic (que terminou no domingo), pelo presidente da autarquia, João Moura, e pelo presidente da AHBVC, AdÊrito Machado. Este protocolo tem contornos idênticos ao anterior, que tambÊm vigorou durante dois anos, e estabelece que o pagamento do subsídio serå consumado em duas tranches no valor de 45 000 euros, uma a transferir no ano de 2018 e outra em 2019. Em contrapartida, a Associação Humanitåria dos Bombeiros Voluntårios assume um conjunto de obrigaçþes a cumprir durante o período de vigência do protocolo, designadamente

“colaborar no projecto de vigilância e prevenção de LQFrQGLRVĂ RUHVWDLVHPWRGR o concelho, em articulação com o Serviço Municipal de Protecção Civilâ€?, alĂŠm de “efectuar a coordenação dos Nadadores Salvadores durante as ĂŠpocas balneares de 2018 e 2019â€? e “realizar obras de beneficiação do edifĂ­cio do Quartel dos Bombeiros e demais instalaçþes da Associação HumanitĂĄria, com acompanhamento do Departamento de Obras e Urbanismo da Câmara Municipalâ€?. O acordo estabelece, ainda, que a entidade beneĂ€FLiULD GR DSRLR FDPDUiULR irĂĄ “desenvolver todos os esforços para a organização e realização de um curso para nadadores salvadoresâ€? de carĂĄcter anual, e “colaborar nas diferentes iniciativas promovidas e apoiadas pelo MunicĂ­pio no âmbito da protecção civil, nomeadamente, na organiza-

João Moura, autarca de Cantanhede, e AdÊrito Machado, presidente da Associação dos Bombeiros Voluntårios, assinaram o acordo

ção de exercĂ­cios e simulacros de socorro e salvamento, nas Comemoraçþes do Dia Internacional da Criança e em campanhas de sensibilizaçãoâ€?. JoĂŁo Moura referiu que este protocolo tem “tem enquadramento institucional na polĂ­tica que o executivo camarĂĄrio tem vindo a seguir relativamente a uma entidade

que tem um papel chave no âmbito do Serviço Municipal de Protecção Civil e que, por isso mesmo, o MunicĂ­pio tem o dever de apoiar no sentido de reforçar de modo crescente a sua capacidade de resposta face Ă s exigĂŞncias que lhe estĂŁo colocadas em diferentes tipos de intervençãoâ€?. Para o autarca, “esta co-

operação tem como fundamentos o respeito pela autonomia e orientação estratÊgica da Associação Humanitåria relativamente às suas funçþes, pelo que lhe cabe agora fazer XPDJHVWmRGRDSRLRÀQDQceiro concedido para cumprir as obrigaçþes constantes no acordo�. O Êdil realçou, ainda,

que “estĂŁo a ser desenvolvidos esforços no sentido de JDUDQWLUEHQHItFLRVĂ€VFDLVDRV bombeiros, nomeadamente atravĂŠs da auscultação de outros municĂ­piosâ€?. JĂĄ AdĂŠrito Machado enalteceu o simbolismo da iniciativa “Noite Brancaâ€?, que todos os anos decorre na Expofacic e cujas receitas da venda de t-shirts reverte para os Bombeiros. â€œĂ‰ esta magia que faz com que os bombeiros tenham equipamento, tenham fardamento com dignidade, tenham capacidade e condiçþes para socorrer rapidamente toda e qualquer pessoa que o necessiteâ€?, salientou. AdĂŠrito Machado aproveitou o momento para informar que as obras do quartel sede dos Bombeiros de Cantanhede jĂĄ se encontram FRQFOXtGDVHTXHDWpDRĂ€QDO do ano de 2017 terminarĂŁo igualmente as obras de beneĂ€FLDomRGRTXDUWHOGD7RFKD

De 12 a 15 de Agosto

Música, desporto e inauguraçþes marcam o evento

CovĂľes atrai Ă freguesia com o Festival do LeitĂŁo

AnsiĂŁo em festa atĂŠ domingo

O ex-libris da regiĂŁo da Bairrada vai estar em destaque, nos prĂłximos dias, na freguesia de CovĂľes, Cantanhede, na 12.ÂŞ edição do Festival do LeitĂŁo. O evento gastronĂłmico, que atrai muitos comensais ao pavilhĂŁo de CovĂľes, na UniĂŁo de Freguesias de CovĂľes e Camarneira, ĂŠ jĂĄ uma referĂŞncia na regiĂŁo. Com raĂ­zes familiares na freguesia, o mĂşsico AndrĂŠ Sardet vai apadrinhar a iniciativa. O Festival junta no mesmo espaço os mais experientes assadores locais, que primam por seguir algumas regras no que Ă â€œarteâ€? de assar leitĂŁo diz respeito: raça e peso dos animais, bem como a composição do molho e tempo de assadura, que confere a esta iguaria FICHA TÉCNICA EDIĂ‡ĂƒO COIMBRA www.campeaoprovincias.pt

“um carĂĄcter distintivo que MXVWLĂ€FDDIDPDTXHVHPSUH desfrutouâ€?, explica a Câmara Municipal de Cantanhede, parceira do evento promovido pela Prodeco – Centro Social de CovĂľes (secção de futebol). AlĂŠm da gastronomia, que deverĂĄ incluir diversos pratos de leitĂŁo, canja de galinha ou o caldo verde gandarĂŞs, o evento contarĂĄ, tambĂŠm,

com animação, pelo Grupo GH7HDWUR0XVLFDOGD)LODUmónica de Covþes. O melhor da gastronomia bairradina e gandaresa Ê servido a partir de såbado (12), pelas 19h00; domingo (13) hå almoços e jantares; segunda-feira (14), só se servirão almoços; e na terça-feira (15), feriado nacional, o evento proporcionarå almoços e jantares.

Telefone 239 497 750 | Fax 239 497 759 | E-mail campeaojornal@gmail.com Editor/Propriedade REGIVOZ, Empresa de Comunicação, Lda. Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra | NIPC: 504 753 711 Director-Adjunto Rui Avelar (responsåvel executivo por esta edição) Redacção Luís Santos (C.P. 722), Rui Avelar (C.P. 613), Luís Carlos Melo (C.P. 2555) e Diana Baptista (C.P. 10321), Telefone 239 497 750, Fax 239 497 759 Sede/Redacção: Rua Adriano Lucas, 216 Az. D - Eiras 3020-430 Coimbra Director Comercial Carlos Gaspar Directora de Marketing e Publicidade Adelaide Pinto 239 497 750, jornalcp.adelaidepinto@gmail.com

As Festas do Concelho do concelho de Ansião estão de volta para muita animação e actividades de promoção do município. AlÊm da animação musical, com artistas como 7RQ\ &DUUHLUD 'LHJR 0Lranda e à toa, Ansião irå receber um Encontro de Jovens de Cidades Geminadas, que inclui as celebraçþes dos 25 anos de geminação entre este concelho português e Erbach, na Alemanha, que terão lugar hoje, a partir das 18h00, no auditório municipal. Segue-se, depois, a inauguração de uma placa alusiva na rua de Erbach e a apresentação da exposição sobre estes 25 anos de parceria, no Centro Cultural de Ansião.

$ DEHUWXUD RĂ€FLDO GDV Festas do Concelho acontece amanhĂŁ (11), pelas 18h00, com uma visita Ă mostra de actividades patentes na Mata Municipal. Paralelamente, decorre na Piscina Municipal de AnsiĂŁo o festival “Os Meus Mergulhosâ€?, que pretende assinalar tambĂŠm o aniversĂĄrio daquele edifĂ­cio. A partir das 20h30 disputa-se no pavilhĂŁo desportivo de $QVLmR D Ă€QDO GR WRUQHLR de futsal promovido pelo Clube de Caçadores de AnsiĂŁo e, pelas 21h30, o Centro Cultural acolhe a peça “Os 0HQWLURVRVÂľ SHOR 7HDWUR Olimpo. Os artistas irĂŁo dividir-se pela Mata Municipal e pelo Campo da Mata, contan-

do com actuaçþes de Elsa Gomes e a sua banda, hoje, às 23h30; amanhã (11) Ê a YH]GRSRSXODUFDQWRU7RQ\ Carreira, às 00h00, seguido pelo DJ Diego Miranda, às 01h30. Såbado (12) actuam os Sem Batuta, seguidos SHOR FRQFHUWR GRV ­72$ às 23h30. No domingo (13), realiza-se o Festival de Folclore, às 17h00 e à noite destaque para o concerto de FF com a Orquestra Ligeira de Ansião, às 23h00. A Feira dos Poceiros acontece na manhã de 12 de Agosto (såbado), com a tarde a ser dedicada à Biblioteca Municipal: primeiro celebra-se o 25.º aniversårio deste equipamento cultural e inaugura-se a Sala de Políbio Gomes dos Santos.

Paginação e Maquetagem Nuno Miguel Peres | ImpressĂŁo),*,QG~VWULDV*UiÂżFDV6$Rua Adriano Lucas, 3020-265 Coimbra | Distribuição VASP - Sociedade de Transportes e Distribuição, Lda. R. da Tascoa, n.Âş 16 - 4.Âş Piso, 2745-003 Queluz, Telef. 214 398 500, Fax 214 302 499 Registo 65,3VRERQž,661,&6_DepĂłsito Legal n.Âş 127443/98 Preço de cada nĂşmero 0,75\ Assinatura anual 30,00\ | Tiragem mĂŠdia: 9.000 exemplares LEI DA TRANSPARĂŠNCIA – Propriedade: Regivoz, Empresa de Comunicação, Lda. Capital Social: 5.000,00 euros. Participaçþes no capital: 5iGLR6REHUDQLDHXURV  /LQR$XJXVWR9LQKDOHXURV  GerĂŞncia:/LQR$XJXVWR9LQKDO Estatuto Editorial em www.campeaoprovincias.pt

2VSDJDPHQWRVSDUDR&DPSHmRGDV3URYtQFLDVHPFKHTXHGHYHPVHUHPLWLGRVHPQRPHGH³5HJLYR](PSUHVDGH&RPXQLFDomR/GD´7DPEpPSRGHPVHUIHLWRVSRUWUDQVIHUrQFLDEDQFiULDDWUDYpVGR1,%


10 QUINTA-FEIRA

MAIORCA

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

11

www.campeaoprovincias.pt

Feira Industrial, Comercial e AgrĂ­cola decorre atĂŠ domingo

Findagrim com Cock Robin e Tony Carreira ração na voz mítica de Peter Kingsbery, uma banda que jå esteve nos coliseus de Lisboa e do Porto e tem espectåculo previsto para o Casino Estoril. A noite terminarå com Caelum. No såbado (dia 12) o palco serå de Miguel Araújo, enquanto que no domingo (dia 13), a fechar a feira, o espectåculo tem o recordista de público, Tony Carreira. Antes dos artistas principais haverå actividades de vårias freguesias do concelho da Figueira da Foz, bem como dos de Montemor-o-Velho e de Anadia, enquanto no parque do Lago irão terminar as noites com a prestação de dj’s. Para preparar a noite nada melhor que uma visita à parte gastronómica, com tasquinhas e bares a cargo das coletividades da freguesia de Maiorca a serviram pratos como a caldeirada de enguias, o arroz de cabidela , a padela assada, entre outros, e doces como as papas de moado e o famoso arroz doce confeccionado com o carolino do Baixo Mondego.

O desfile de carroças tradicionais serå no domingo

2žGHVÀOHGHFDUroças tradicionais, inserido na Findagrim, realiza-se no domingo, pelas 16h00, e tem como objectivo mostrar e valorizar animais que ajudaram o homem no trabalho do campo nesta freguesia do concelho da Figueira da Foz. Antigamente os burros, as vacas e os cavalos faziam

parte do quotidiano desta vila, quer na laboração de terra, no trabalho da eira, como no transporte de produtos agrícolas. Estes DQLPDLVGHVÀODPHQJDODQDdos, conduzidos pelos seus donos, trajados a rigor, representando quadros vivos alusivos a temas rurais da região e do passado. Este GHVÀOH LUi WHU WDPEpP D

participação de cerca de meia centena de pasteleiras (bicicletas antigas), cujos condutores irĂŁo, igualmente, trajados a rigor. 2GHVĂ€OHVHUiDQLPDGR pelos gaiteiros Amigos da Farra, pela Escola de Samba “ Gres a Rainhaâ€?, Grupo de Bombos “Os Maravilhasâ€?, Grupo Feminino de Gaitas de Foles “ Girafolesâ€? e os Gaiteiros Quiaenses. O bilhete diĂĄrio para a feira custa quatro euros, HQTXDQWRRELOKHWHJHUDOĂ€FD HP  HXURV 5HĂ€UDVH TXH existem autocarros gratuitos entre a Figueira da Foz e Maiorca, para a Findagrim, com saĂ­da da rotunda do Pescador (Buarcos) e paragem na Estação da CP, com partidas Ă s 20h00, 21h00 e 22h00, e regresso Ă s 00h00 e Ă s 01h30.

PUBLICIDADE

CONTABILIDADES E AFINS, LDA. Rua das Lamas, 26, 1.Âş Dt.Âş - FIGUEIRA DA FOZ Telef.: 233 424 112 - Fax: 233 429 713 Email: gabitecom@mail.telepac.pt

38962

A Findagrim - Feira Industrial, Comercial e AgrĂ­cola de Maiorca, no concelho da Figueira da Foz, iniciou-se ontem e decorre atĂŠ ao prĂłximo domingo (dia 13), com a finalidade de divulgar as potencialidades econĂłmicas e culturais da freguesia e da regiĂŁo. Durante estes dias estĂŁo presentes vĂĄrias empresas que mostram as suas actividades e as suas potencialidades, a par de uma mostra de artesanato, de gastronomia, ‘show cooking’, assim como a realização de concursos de potes, aventais e arroz doce, muita mĂşsica, desporto e o tradicional GHVĂ€OH GH FDUURV FDUURoDV e bicicletas. O cartaz de espectĂĄculos ĂŠ constituĂ­do por um leque de artistas consagrados a nĂ­vel nacional e internacional, tendo ontem actuado David Carreira. Hoje vĂŁo subir ao palco os NĂŠmanus, enquanto amanhĂŁ (sexta-feira) a Findagrim vai receber Coock Robin, que proporcionarĂĄ grandes ĂŞxitos de uma ge-

ALHADAS Edição desde ano decorrerå de 25 a 27 de Agosto

FestAlhadas serå dedicada ao lavrador De dia 25 de Agosto (quinta-feira) a dia 27 (domingo) realiza-se mais uma edição da FestAlhadas, organizada pela Junta de Freguesia de Alhadas, no concelho da Figueira da Foz, subordinada este ano ao tema dos lavradores, que darå o mote SDUDRFRUWHMRHWQRJUiÀFR Segundo explica o presidente da Junta, Jorge Bugalho, o modelo de ediçþes anteriores mantÊm-se, dando-se sempre oportunidade à prata da casa, mas aberto a quem quer expor a sua actividade artesanal ou outra, montar bancas ou stands SDUDÀQVFRPHUFLDLV Por outro lado, o autarca pede a colaboração da população em geral para

R GHVĂ€OH HWQRJUiĂ€FR HVWH ano o subordinado ao tema “Lavradorâ€?, depois de no ano passado o mote ter sido as “Fontes e Lavadourosâ€?. A FestAlhadas, no largo das Piscinas, inicia-se DRĂ€QDOGDWDUGHGRGLD FRP D DEHUWXUD RĂ€FLDO GDV tasquinhas e da exposição de artesanato, com o programa nocturno a incluir a actuação de vĂĄrios grupos e colectividades locais, sem esquecer o baile. No sĂĄbado (dia 26), o programa de animação começa Ă tarde, com o ponto alto no domingo (dia 27), com o tradicional desfile HWQRJUiĂ€FRFRPFRQFHQWUDção, pelas 15h00, na rua da Fonte Quente, e, Ă s 15h30,

e um lavrador num terreno arado. Segundo Jorge Bugalho, esta iniciativa “responde a um desejo antigo dos alhadensesâ€?, o de ver materializado um dos elementos LGHQWLWiULRVPDLVVLJQLĂ€FDWLvos da sua HistĂłria. “JĂĄ hĂĄ muito que Alhadas tinha esta ambição, de homenagear os que nos antecederam retirando desA figura do lavrador estĂĄ homenageada tas terras o sustento das numa rotunda suas famĂ­lias, e por isso este DSDUWLGDGRGHVĂ€OHHPGL- JHLDHVWDĂ€JXUDGDVWUDGLo}HV projecto colheu a adesĂŁo da Assembleia de Freguesia, recção Ă Piscina de Alhadas. agrĂ­colas nas Alhadas. Referira-se que em relaHonrar o passado agrĂ­- desde o primeiro instante, e omRDRWHPDGRGHVĂ€OHHWQR- cola da freguesia de Alhadas granjeou tambĂŠm o apoio da JUiĂ€FRD-XQWDGH)UHJXHVLD ĂŠ o principal objectivo da autarquia, a quem pertence, das Alhadas apostou este ano “Rotunda do Lavradorâ€?, DĂ€QDOHVWDURWXQGDRHVSDoR no lavrador, tendo inaugu- com uma escultura do artista com dignidade que enconrado, no passado domingo, plĂĄstico MĂĄrio Nunes, repre- trĂĄmos para esta iniciativa uma rotunda que homena- sentando uma junta de bois e que agora, por protocolo,

passa a ter a sua manutenção a cargo da Junta de Freguesiaâ€?, explicou o autarca. Para o presidente da Câmara da Figueira da Foz, a estatuĂĄria â€œĂŠ uma forma de embelezar o espaço pĂşblico com obras repletas de signiĂ€FDGRFDUUHJDGDVGHLGHQWLdade, histĂłria e memĂłriaâ€?. “Hoje, a exploração agrĂ­cola nĂŁo tem a importância de outrora, mas a raiz e a alma de Alhadas, das suas tradiçþes e festividades, ĂŠ a da terra trabalhada em tempos difĂ­ceis por homens e mulheres que nĂŁo esquecemos e que aqui, acompanhados da WtSLFDMXQWDGHERLVĂ€FDUmR perpetuados com a mestria de MĂĄrio Nunesâ€?, concluiu JoĂŁo AtaĂ­de.

Visite as FestAlhadas 2017 sexta, sĂĄbado e domingo de 25 a 27 de Agosto

38480

PUBLICIDADE


EMPRESAS & NEGĂ“CIOS

12

www.campeaoprovincias.pt

10

QUINTA-FEIRA

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Empresa, com sede em Leiria, estĂĄ no mercado hĂĄ 40 anos

B R E V E S

CaptĂĄgua distingue-se no mercado SHODTXDOLGDGHHSURĂ€VVLRQDOLVPR

Incentivo Ă empregabilidade em Cantanhede As empresas do concelho de Cantanhede que estejam interessadas em obter o Incentivo Ă  Empregabilidade, cedido pela autarquia, deverĂŁo fazĂŞ-lo atĂŠ Ă  prĂłxima segunda-feira (14), presencialmente ou atravĂŠs da Internet. O programa ĂŠ destinado a “dinamizar a base econĂłmica, estimular o mercado de trabalho e promover o alargamento da oferta de oportunidades de empregoâ€?, traduzindo-se na “atribuição de um incentivo pecuniĂĄrio por cada posto de trabalho criado por empresas do concelho que procedam Ă  criação liquida de emprego contratando trabalhadores desempregadosâ€?, adianta a Câmara Municipal. O Incentivo Ă  Empregabilidade ĂŠ vĂĄlido para contratos de trabalho celebrados a partir de 01 de Janeiro do ano a que diz respeito e materializa-se na atribuição de um subsĂ­dio no valor de 505 euros por trabalhador, atĂŠ ao mĂĄximo de 20 trabalhadores em cada empresa.

o processo, de maneira a que as ĂĄguas nĂŁo fiquem contaminadasâ€?, explica a empresĂĄria, acrescentando que “por vezes, embora o cliente nĂŁo queira, aconselhamos a fazer um trabalho completo para que o furo dure toda a vida e nĂŁo tenha problemas DIANA BAPTISTA horizontais; furos de pie- durante longos anosâ€?. AlĂŠm disso, outra das zĂłmetros; furos de biogĂĄs; Especialista em captação HQVDLRVGHFDXGDOGLDJUDĂ€DV preocupaçþes da empresa de ĂĄgua, montagem de bom- filmagem de furos; limpe- estĂĄ relacionada com o meio bas e manutenção, a CaptĂĄ- za e recuperação de furos; ambiente, realizando o seu gua iniciou a sua actividade licenciamento; e furos de trabalho sempre de forma em 1977. Mais recentemente, rebaixamento de nĂ­veis fre- DSURWHJHUDIDXQDHDĂ RUD em 2005, a empresa mudou ĂĄticos. Com todos os alvarĂĄs bem como os aquĂ­feros. Jode gerĂŞncia e alargou o seu necessĂĄrios para proceder a ana Duarte aplica a mĂĄxima leque de serviços e a sua ĂĄrea estas intervençþes, a empresa de “querer ser diferente dos distingue-se, precisamente, outrosâ€?. de actuação. Um grande projecto na Actualmente, a sua prin- SHOD TXDOLGDGH SURĂ€VVLRQDcipal actividade centra-se na lismo e garantias que dĂĄ ao RepĂşblica do Congo, em execução de furos de capta- cliente quando realiza um Ă frica, foi o salto que faltava para a internacionalização ção de ĂĄgua, para entidades trabalho. “A empresa diferencia- da empresa, que ali se enpĂşblicas e privadas, quer da agricultura como da indĂşs- -se da concorrĂŞncia – que ĂŠ contra a colaborar desde tria, e para particulares. Com muita e pratica preços mais 2013. A empreitada em que VHGH HP /HLULD H Ă€OLDLV HP baixos - porque nĂłs somos estĂĄ envolvida visa colocar Aveiro e SantarĂŠm, a Cap- credenciados, ou seja, temos pontos de ĂĄgua em todas as tĂĄgua tem crescido sustenta- um alvarĂĄ que nos permite povoaçþes, de forma a que velmente ao longo dos anos, ID]HUXPIXURFHUWLĂ€FDQGR- os habitantes nĂŁo tenham sendo hoje uma referĂŞncia no -nos para esse serviçoâ€?, ex- de percorrer dezenas de quiplica a sĂłcia-gerente, Joana lĂłmetros em busca de ĂĄgua. sector onde trabalha. Este projecto, que estĂĄ agora A empresa disponibiliza Duarte. A ideia ĂŠ que o trabalho a terminar, foi um dos que um vasto leque de serviços como furos de geotermia; seja realizado “dentro de ajudou a levar a CaptĂĄgua ao montagem de bombas; tra- todas as normas, com muito estatuto de PME ExcelĂŞncia tamentos de ĂĄgua; furos cuidado ao longo de todo em 2015 e 2016. Empresa – CaptĂĄgua – Captaçþes de ĂĄgua, Lda Morada – Estrada Nacional 109, km 106,3 2425 – 735 Ortigosa - Leiria Telefone – 244 618 600 E-mail – geral@captagua.pt Website - http://captagua.pt/ Facebook - https://www.facebook.com/captacao.agua/

A Captågua tem estatuto de PME Excelência e Ê uma referência nos furos de captação de ågua

Embora a internacionalização seja um objectivo de futuro, ĂŠ nos furos de geotermia que a empresa estĂĄ a apostar actualmente. A ideia ĂŠ aproveitar o bom momento da construção civil para implementar este sistema nas novas construçþes. “A geotermia tem muitas vantagens ao nĂ­vel do aquecimento e, hĂĄ cerca de sete anos, fomos os pioneiros a fazer furos de dupla captação, um para geotermia e outro para a ĂĄgua, e isso ĂŠ algo que permite ao cliente poupar bastanteâ€?, esclarece Joana Duarte. Os furos de geotermia, mais estreitos, aproveitam o calor da prĂłpria terra para aquecer os edifĂ­cios (nor-

malmente atravĂŠs do piso radiante) e, “uma vez que a terra se mantĂŠm entre os 16 e os 18 graus, o cliente sĂł terĂĄ de gastar o resto da energia atĂŠ chegar Ă temperatura que pretende (geralmente os 22 JUDXV ÂľDĂ€DQoD Com cerca de 45 funcionĂĄrios, a CaptĂĄgua pretende continuar na senda do crescimento e da consolidação, nunca descurando a qualidade do serviço prestado ao cliente, dando-lhe todas as garantias. A internacionalização ĂŠ, claro, um objectivo permanente, bem como o investimento em maquinaria e equipamentos modernos, adequados a cada serviço que prestam.

Empresa disponibiliza serviços tÊcnicos e produtos ópticos

Fernandes Oculista celebra 54 anos a ajudar a saĂşde visual dos conimbricenses D.B.

SĂŁo jĂĄ 54 anos de actividade que a Ăłptica Fernandes Oculista celebra este mĂŞs. A aposta na qualidade, na satisfação e na saĂşde visual do cliente sĂŁo os lemas da empresa, que tem dois espaços na “Baixaâ€? de Coimbra. “O nosso foco foi, ĂŠ e vai continuar a ser a saĂşde visual do cliente, cuidar dele e das suas necessidadesâ€?, explica HermĂ­nio Carvalho, o gerente e director tĂŠcnico da empresa, onde presta serviços como optometrista. A optometria, a contactologia, a medição da pressĂŁo intraocular, os rastreios visuais e, claro, todos os produtos relacionados com a visĂŁo sĂŁo possĂ­veis de encontrar na Fernandes Oculista, onde

R SURĂ€VVLRQDOLVPR WHP XP peso importante para a longevidade da empresa. “Procuramos trabalhar sempre de forma honesta, responsĂĄvel e com profissionalismoâ€?, adianta o gerente, que acredita que a base de todo o negĂłcio p D ´UHODomR GH FRQĂ€DQoD que os clientes estabelecem connoscoâ€?. “Cada cliente ĂŠ um amigo e ĂŠ esse mote que procuramos sempre alcançarâ€?, refere. Ao longo dos anos, a Fernandes Oculista foi sabendo reinventar-se e adaptar-se ao mercado e Ă s suas evoluçþes. Nesse campo o gerente salienta a qualidade dos produtos que YHQGH WRGRV FHUWLĂ€FDGRV QmRVHGHL[DQGRLQĂ XHQFLDU por preços mais baixos em

A Ăłptica Fernandes Oculista comercializa lentes e Ăłculos, mas tambĂŠm disponibiliza consultas de optometria, contactologia e vĂĄrios diagnĂłsticos

detrimento da qualidade. Paralelamente a isso, a empresa investe em tudo o que Ê de tecnologia de ponta, quer em relação ao consultório como no laboratório

de montagem de Ăłculos. “Ao longo destes anos procurĂĄmos criar uma empresa em que houvesse relaçþes de proximidade com os clientes/pacientes

e transformĂĄ-los numa famĂ­lia, para que se sintam EHPHFRQĂ€HPQRVQRVVRV serviçosâ€?, explica HermĂ­nio Carvalho, acrescentando que a empresa se distingue SHORVSURGXWRVFHUWLĂ€FDGRV e preços justos, que sĂŁo beQHĂ€FLDGRV SHORV LQ~PHURV protocolos que tem com vĂĄrias seguradoras e subsistemas de saĂşde. 2V FOLHQWHV Ă€pLV Mi VmR muitos, nĂŁo sĂł para comprar os produtos habituais mas, tambĂŠm, para beneficiar das vĂĄrias consultas disponĂ­veis. “As consultas tĂŞm sido muito bem sucedidas e ĂŠ com agrado que vejo que as pessoas voltam, e outras que sĂŁo recomendadas para virem atĂŠ nĂłs. DĂĄ-nos alento para o futuroâ€?, revela o proprietĂĄrio.

Grupo Litocar patrocina equipa do Feirense O Grupo Litocar, com sede em Coimbra, estĂĄ em expansĂŁo para a zona Norte do paĂ­s, contando com instalaçþes em Santa Maria da Feira desde 2014. É nesse sentido que a empresa vai, esta temporada, patrocinar o Clube Desportivo Feirense, que disputa a 1.ÂŞ Liga Portuguesa de Futebol. A parceria entre a marca e a equipa de Santa Maria da Feira prevĂŞ a “cedĂŞncia de viaturas durante a ĂŠpoca 2017/2018, que serĂŁo utilizadas pelo clube nas deslocaçþes necessĂĄrias Ă sua actividadeâ€?, revela a Litocar. Esta ĂŠ, tambĂŠm, uma forma de a concessionĂĄria poder “reforçar a sua posição no mercado e fortalecer os laços com a comunidade nesta regiĂŁo, participando na promoção do desporto e entretenimento junto das famĂ­lias das regiĂľes onde estĂĄ implementadaâ€?, algo que jĂĄ tem vindo a fazer de outras formas. O Grupo Litocar existe hĂĄ 35 anos, actuando no sector automĂłvel, e ĂŠ hoje uma referĂŞncia na zona Centro. EstĂĄ, actualmente, presente em Coimbra; Figueira da Foz; Cantanhede; Viseu; Guarda; CovilhĂŁ; Castelo Branco; Santa Maria da Feira; Oliveira do Hospital e SantarĂŠm, com a representação de oito marcas de automĂłveis: Renault, Dacia, Nissan, Honda, Mitsubishi, Opel, Mazda e Hyundai.


10

QUINTA-FEIRA

CANTANHEDE

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

13

www.campeaoprovincias.pt

D.B.

-DQWDUFRPFRODERUDGRUHVHSDWURFLQDGRUHVSDUDEDODQoRĂ€QDO

O Parque Expo-Desportivo de São Mateus, em Cantanhede, foi o epicentro da região durante 11 dias. Como se esperava, milhares de pessoas deslocaram-se atÊ à cidade para visitar uma das maiores e melhores feiras da região, a Expofacic – Feira Agrícola, Comercial e Industrial de Cantanhede. Este Ê jå um destino obrigatório de fÊrias para muitos milhares de pessoas que, de ano para ano, fazem questão de visitar o certame, quer seja para assistir aos espectåculos, para saborear os petiscos da Gândara e da Bairrada, ou para visitar os cerca de 500 expositores, a Feira Popular ou as sete exposiçþes que, este ano, ajudaram a compor o recinto de 95 500 metros quadrados. No rescaldo da feira, a Comissão Organizadora e a A 27.ª edição da Expofacic terminou ontem (06) e o balanço da Comissão Executiva não podia ser mais animador, com o sucesso expectåvel e pensando jå no futuro. Este foi mais um ano que serviu para reforçar a consolidação da feira a nível regional e nacional.

([SRIDFLFFRQĂ€UPDVXFHVVR e consolida-se a nĂ­vel nacional

João Moura e Patrocínio Alves fizeram o balanço final

JoĂŁo Moura, presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, salienta o crescimento do “processo de afirmação e consolidação do certameâ€? no contexto nacional, provando que “a Expofacic jĂĄ ganhou asas para voar e que importa SHQVDUQRIXWXURUHTXDOLĂ€FDU o espaço que recebe a feira e

UHIRUoDUDHVWUDWpJLDGHDĂ€Umação no contexto nacional e internacionalâ€?, sublinha, nĂŁo esquecendo que a preocupação passa, tambĂŠm, “pela feira sustentar-se a si prĂłpria, como tem vindo a acontecerâ€?. O autarca garante que “nĂŁo hĂĄ varinha mĂĄgicaâ€?. Na sua opiniĂŁo, o que faz da

Expofacic um sucesso ĂŠ a “diversidade da oferta e conjugar isso com a qualidade que existe em todos os sectoresâ€?, alĂŠm de uma equipa coesa que organiza todo o certame e que, por isso, “o sucesso da feira ĂŠ o sucesso de todosâ€?. JĂĄ PatrocĂ­nio Alves, presidente do Conselho de Administração da INOVA,

empresa responsĂĄvel pela organização do evento faz um balanço extremamente positivo desta edição: “O primeiro dia superou o nĂşmero de visitantes do primeiro dia em 2016, nĂŁo VHQRWDQGRTXHEUDVQDDĂ XĂŞncia nos seguintes dias da semanaâ€?, afirma, assegurando que a afluĂŞncia do pĂşblico Ă Expofacic “estĂĄ perfeitamente consolidadaâ€?. O certame ĂŠ, hoje, “a principal festa nacional, um destino obrigatĂłrio em ĂŠpoca de fĂŠrias para muitos dos visitantes que, ano apĂłs, ano, repetem a sua presençaâ€?, garante o lĂ­der da INOVA. O responsĂĄvel regista a satisfação dos expositores presentes, quer pelo nĂşmero de contactos efectuados com potenciais clientes, quer pelo volume de negĂłcios realizados. Realça, tambĂŠm, a satisfação dos artistas que integraram o cartaz de espetĂĄculos, dando como exemplo as declaraçþes da

artista Mariza, que considerou o concerto em Cantanhede “um dos seus melhores espectĂĄculos de sempreâ€?. Quanto Ă internacionalização, ambos os responsĂĄveis afirmam que ĂŠ uma estratĂŠgia que deve ser concretizada “passo a passoâ€?, sendo que a aposta em feiras internacionais deve continuar, embora com “uma presença que crie mais impacto junto dos visitantesâ€?. No sĂĄbado (05) realizou-se um dos pontos altos jĂĄ tradicionais do certame: a “Noite Brancaâ€?, em que a solidariedade ĂŠ a palavra de ordem. A organização DĂ€UPD TXH D HGLomR GHVWH ano foi “um ĂŞxitoâ€? e que o “objectivo foi largamente alcançado, com a adesĂŁo e ajuda de todos: visitantes, patrocinadores e expositoresâ€?. O valor total da receita estĂĄ, ainda, a ser apurado, e serĂĄ entregue aos Bombeiros VoluntĂĄrios de Cantanhede. A 27.ÂŞ Expofacic encerrou no domingo (06), em portuguĂŞs, com os histĂłricos Xutos & PontapĂŠs e Brigada Victor Jara, aos quais se seguiu um espectĂĄculo de fogo-de-artifĂ­cio.

OPINIĂƒO

Cadeiras de sonho ao rubro

Estranha forma de valorizar Coimbra

JOĂƒO PINHO *

O Partido Socialista saiu, ¿QDOPHQWHGDWULQFKHLUDHP TXHDQGDYDHQIXUQDGR$SUHVHQWRXDVXDVHGHRRXWGRRU H R VORJDQ GH FDPSDQKD Š9DORUL]DU &RLPEUDª  0DQXHO 0DFKDGR FDEHoD GH OLVWD VXUJH FRP DVSHFWR FDQVDGRHVLVXGRFRQVRQDQ-

WH FRP R VORJDQ VXUSUHHQGHQWHPHQWHLGrQWLFRDRGDV DXWiUTXLFDVGH 6HPTXDOTXHUUHIHUrQFLD DR GHVHMR GH FRQWLQXDU D WULOKDU R FDPLQKR TXH YHP GR SDVVDGR R SUHVLGHQWH HFRQRPLVWD FRP ODLYRV GH KLVWRULDGRU GHL[DQRV QD G~-

Capela do Senhor do Arnado, princĂ­pios do sĂŠc. XX

YLGDTXHSDUDPXLWRVFRQVWLWXL XPDFHUWH]DHQWmRQRVTXDWUR DQRV TXH ÂżQGDUDP QmR FRQVHJXLXYDORUL]DU&RLPEUD HVXDVIUHJXHVLDV"3UHFLVDGH XPD VHJXQGD RSRUWXQLGDGH FRPRVXFHGHHPFHUWRVFDVDPHQWRVSDUDGHPRQVWUDUR VHXDPRUSRU&RLPEUD" 4XDVHHPVLPXOWkQHRD IRUoDSROtWLFDQRSRGHUGDHGLOLGDGH FRQLPEULFHQVH DSUHVHQWRX D ~OWLPD PDUDYLOKD GH DUWH XUEDQD D HVFXOWXUD GH &LQGD]XQGD ILJXUD GH PXOKHUTXHVHJXQGRFHUWRV KLVWRULDGRUHV VXUJH QR EUDVmRGH&RLPEUD 6HP FRORFDU HP FDXVD RYDORUGRHVFXOWRUTXHRVWHQWDYiULRVSUpPLRVHXPD FDUUHLUDLQYXOJDUPHQWHVyOLGDQRSDQRUDPDQDFLRQDOH LQWHUQDFLRQDOFRQYHQKDPRV TXH D UHSUHVHQWDomR GD SULQFHVD VXHYD EDVHDGD GHGX]R HP FULWpULRV GD SVLFRORJLDGRDXWRUHGRHQFRPHQGDQWH GHL[D PXLWR D GHVHMDUÂŤGRSHVFRoRSDUD FLPD4XHPQmRFRQKHoDD OHQGDHGHUHSHQWHVHYHMD GLDQWH GD HVFXOWXUD ÂżFDUi QDG~YLGDVHRURVWRpIHPLQLQRPDVFXOLQRRXKtEULGR

9i VHQKRUHV GHFLVRUHV H[SOLTXHPGHYDJDULQKRHVWD RSomRSDUDRVJHQWLRVSHUFHEHUHP 1mR VDWLVIHLWR FRP D DQHGRWD GR URVWR GD &LQGD]XQGD ¿OLDGR SRU FHUWR QD YHUHGD TXH FRQGX]LX DR UHSX[R GHVOXVWUDQWH GR 0RQGHJRRQRVVRSUHVLGHQWH YHLR LoDU RXWUD EDQGHLUD DQHGyWLFD DWHQomR TXH R HVSDoRHPTXHVHLPSODQWRX D SULQFHVD QmR p XPD URWXQGDPDVVLPXPDSUDoDDOHUWRXDRVMRUQDOLVWDVH FRODERUDGRUHVSUHVHQWHVQR DFWR(VWHSUHFLRVLVPRIH]PHHVWUHPHFHUHSURFXUHLR HVFODUHFLPHQWR FDEDO MXQWR GRGLFLRQiULRPDLVSUy[LPR SDUDFRQ¿UPDUTXHURWXQGD p LPDJLQHVH   VLQyQLPR GHŠSUDoDRXODUJRGHIRUPD FLUFXODUª 9LGH 'LFLRQiULR GD$FDGHPLDGDV&LrQFLDV GH/LVERD9RO,,S  1HVWHFRQWH[WRWRUQDVH GLItFLODFUHGLWDUQRVLQWHQWRV GHYDORUL]DomRGDKLVWyULDH PHPyULDGDFLGDGH5HFRUGHVHDHVWHSURSyVLWRTXH QRDQWLJRODUJRGR$UQDGR HQWUHWDQWR SURPRYLGR D SUDoD H D URWXQGD H[LVWLX

O enigmåtico rosto de Cindazunda GXUDQWH VpFXORV D &DSHOD GR 6HQKRU GR$UQDGR GHPROLGD HP  PDV FRP RULJHP QXP FUX]HLUR GH FDPLQKR UHIHUHQFLDGR HP GRFXPHQWRV GR VpF ;9, 1mRVHULDHVWHRPRPHQWR DSURSULDGR SDUD OHPEUDU WDO IDFWR SHUSHWXDQGRR GH DOJXPD IRUPD QD QRYD HVWUXWXUD" $QGDYDDPHGLWDUQHVWDV TXHVW}HV TXDQGR D &RPLVVmR &RQFHOKLD GR 3DUWLGR 6RFLDOLVWDQRVEULQGRXFRPD DSUHVHQWDomRGDOLVWDFDQGLGDWDj&0&DTXDOGHIRUPD LQHVSHUDGDQRVWURX[HGXDV PDWpULDV GH UHIOH[mR SDUD WHPSRVGHYHUDQHLR $SULPHLUDFRPDPDQXWHQomR GD LQFRPSUHHQGLGD YHUHDGRUD GD FXOWXUD HP ž OXJDU TXDQGR Mi HVWUHODYDP QR ¿UPDPHQWR

RV IRJXHWHV GD SURPRomR D ž H SDUD DOJXQV PDLV VHJXLGLVWDV R HVSXPDQWH GD YLFHOLGHUDQoD (VSHUDYDP RV DJHQWHV FXOWXUDLV GD FLGDGH RXWUD GHFLVmR PDLV GUiVWLFD H HP SURO GRV LQWHUHVVHV GD FLGDGH 3RUpPRVSRUFHQWRGH PLOLWDQWHVSUHVHQWHVDRDFWR UHYHODUDP PLVHULFyUGLD H FRQFyUGLD  TXH WHULDP D GL]HUVREUHHVWHDVVXQWRRV SRUFHQWRGHDXVHQWHV" $VHJXQGDFRPDHQWUDGDGLUHFWDSDUDžOXJDU GH DOJXpP FRP WUDMHFWR SURILVVLRQDO VLPLODU j DQWHULRU YLFHSUHVLGHQWH TXH ¿FRXQDKLVWyULDGDSROtWLFD PXQLFLSDO SHOD RXVDGLD GH GHVD¿DU D UHDO IHLWRULD GD SUDoDGHGH0DLR&RPR DGYHUWLX.DUO0DU[pSUHFLVR WHUPXLWRFXLGDGRTXDQGRD KLVWyULDVHUHSHWH 7LYHVVH R 36 UHVROYLGR HVWDV GXDV TXHVW}HV j PRGD DQWLJD H HVWRX FHUWR TXH PHLD YLWyULD HOHLWRUDO HVWDULDQRVDFR$VVLPWHUHPRVYLQGLPDVDWpDRODYDU GRVFHVWRVSHORPHQRVQDV IUHJXHVLDVUXUDLVHSHULXUEDQDVRQGHRHVWDGRGDVXYDV SDUHFHDGLYLQKDUH[FHOHQWHV FROKHLWDV +LVWRULDGRUHLQYHVWLJDGRU


14 C U L T U R A Coimbra Homenagem a Zeca Afonso – $&kPDUD0XQLFLSDOGH&RLPEUDYDLKRPHQDJHDU=HFD$IRQVRGHKRMHD ViEDGR  QRDQRHPTXHVH HYRFDPRVDQRVGRGHVDSDUHFLPHQWRGR´FDQWDXWRUµ $VLQLFLDWLYDVDFRQWHFHPHP GLYHUVRVHVSDoRVGDFLGDGH FRPGHVWDTXHSDUDR&RQYHQWRGH6mR)UDQFLVFRHSDUD D&DVD0XQLFLSDOGD&XOWXUD $*DOHULD3LQKR'LQLVUHFHEH DH[SRVLomR´-RVp$IRQVR² 'H&RLPEUDj)UDWHUQLGDGH 8WySLFDµ TXH SHUPDQHFH YLVLWiYHODWpGH6HWHPEURH FRPHQWUDGDOLYUHKRMHSHODV KUHDOL]DVHXPDYLVLWD JXLDGDDRVORFDLVGH&RLPEUD OLJDGRVjVYLYrQFLDVGRFDQWRU DPDQKm  KDYHUiXPDFRQIHUrQFLDQD&DVD0XQLFLSDO GD &XOWXUD jV K FRP -RVp0DQXHO%HDWRVHJXLGD GHXPDPHVDUHGRQGDFRP 0DQXHO5RFKDH-RVp0LJXHO %DSWLVWDjQRLWHSHODVK RV%)DFKDGDFDQWDP=HFD $IRQVRQDDQWLJDLJUHMDGR &RQYHQWRGH6mR)UDQFLVFR HQRViEDGR  RHVSHFWiFXORQRJUDQGHDXGLWyULRGR &RQYHQWR K VHUiFRP 9LWRULQRH5LFDUGR5LEHLUR FRP YiULRV FRQYLGDGRV HVSHFLDLV Figueira da Foz “Amália” - 2 PXVLFDO GHVXFHVVRGH)LOLSH/D)pULD FKHJDGHDGH$JRVWR DR&HQWURGH$UWHVH(VSHFWiFXORV &$( GD)LJXHLUDGD )R]2HVSHFWiFXORDQGDHP GLJUHVVmRWHQGRMiSHUFRUULGR RVJUDQGHVSDOFRVGH)UDQoD H6XtoD1D)LJXHLUDGD)R] SDUDFRQWDUDKLVWyULDGDPDLRU IDGLVWDSRUWXJXHVDGHVHPSUH HVWDUmR RV DFWRUHV $OH[DQGUD&DUORV4XLQWDV&DUROLQD H /LDQD &ULVWLDQD 2OLYHLUD )UDQFLVFR6REUDO+XJR5HQGDVHQWUHRXWURV$VVHVV}HV DFRQWHFHPjVKGHD GH$JRVWRFRPVHVV}HV H[WUDjVKQRVGLDVH $VHQWUDGDVWrPRFXVWR GH  HXURV VHQGR TXH Ki GHVFRQWRVSDUDMRYHQVLGRVRV HJUXSRV$SDUGH´$PiOLDµR &$(H[LEHRXWURPXVLFDOGH /D)pULD´$3HTXHQD6HUHLUDµ TXHHVWDUiHPH[LELomRGHD GH$JRVWRjVKFRP RFXVWRGHHXURV-iD GH$JRVWRRDXGLWyULRVHUi ´WRPDGR GH DVVDOWRµ SHORV PDLVSHTXHQRVSDUDDVVLVWLU DRHVSHFWiFXORGH´;DQD7RF 7RFQD6HOYDµjVKHTXH FXMRVELOKHWHVFXVWDPHQWUH HHXURV Cantanhede “Diversidades” - A exSRVLomRGHSLQWXUDFRQVWLWXtGDSRUWUDEDOKRVUHDOL]DGRV SRU-RVp(OLVHX ÀOKR YmR HVWDUSDWHQWHVQD%LEOLRWHFD 0XQLFLSDOGH&DQWDQKHGHDWp GH$JRVWR$OJXPDVGDV REUDVVmRFULDo}HVUHFHQWHV TXHXWLOL]DPQDVXDPDLRULD yOHRVREUHWHODV

VINAGRETAS

10

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

V I N A G R E T A S

DOKHLDjOLPLWDomROHJDOGRQ~PHURGHPDQGDWRV FRQVHFXWLYRV4XDQWRD´WXGRµRVPXQtFLSHVGH 0RQWHPRUR9HOKRGLVSHQVDPGHERPJUDGRD GtYLGDFRQWUDtGDQDG~]LDGHDQRVGRFRQVXODGR GH/XtV/HDO

Património da Humanidade quase sem humanos - A pouco e pouco, a «Baixa» de CoimEUD YDL ÀFDQGR GHVHUWD GDV ORMDV TXH GXUDQWH VpFXORVOKHFRQIHULUDPSDUWHGDUHVSHFWLYDLGHQWLGDGH5HFHQWHPHQWH©FDLXRSDQRªVREUHD&DVD GR&DVWHORFXMDOLYUDULDHUDEDVWDQWHIUHTXHQWDGD QDUXDGD6RÀD&ODVVLÀFDGDFRPR3DWULPyQLRGD +XPDQLGDGHGD81(6&2DUXDTXHFKHJRXD VHUGDVPDLVLPSRQHQWHVGD(XURSDpSDOFRGR GHÀQKDPHQWRGHXPDSDUWHKLVWyULFDGH&RLPEUD1DPRQWUDGHXPDGDVPDLVHPEOHPiWLFDV OLYUDULDV GD FLGDGH SHUPDQHFHP DLQGD DOJXQV OLYURVFRPRTXHDWHLPDUSHUPDQHFHUHPQXP ORFDOTXHRVHVFRUUDoD(pDVVLPTXHORMDDORMD RFHQWURKLVWyULFRGH&RLPEUDYDLSHUGHQGRYLGD HDIURQWDQGRRWtWXORGH3DWULPyQLRGD+XPDQLGDGHGD2UJDQL]DomRGDV1Do}HV8QLGDVSDUDD (GXFDomR&LrQFLDH&XOWXUD

Lealmente, tudo não – $ UH FDQGLGDWXUD GH/XtV/HDOjSUHVLGrQFLDGD&kPDUD0XQLFLSDO GH0RQWHPRUR9HOKRDFDEDGHVHUDSUHVHQWDGD YROYLGRVTXDWURPHVHVVREUHDQRWtFLD GLYXOJDGD HP SULPHLUDPmR SHOD HGLomR HOHFWUyQLFD GR ´&DPSHmRµ GHTXHRH[SUHIHLWRLDYROWDUDSHUÀODUVHSDUDRFDUJR/tGHUGDTXHOH0XQLFtSLRGR %DL[R0RQGHJRDRORJRGHWUrVPDQGDWRV   /XtV/HDORVWHQWDROHPD´3RU0RQWHPRU WXGRHVHPSUHµ&RQYHQKDPRVTXHVHWUDWDGH XPSRXTXLWRGHH[DJHURHPERUDVHSHUFHEDTXH DDOXVmRD´VHPSUHµpXPDIRUoDGHH[SUHVVmR

ÁXLGH]GRWUkQVLWRQRODUJRGR$UQDGR$RFLUFXODUHPQRVHQWLGR1RUWH6XOGDTXHODDUWpULD RVFRQGXWRUHVHQFRQWUDPWUrVVHWDVSLQWDGDVQR SDYLPHQWRD©HPSXUiORVªSDUDDGLUHLWDGHYLGRD PLQJXDUHPDVIDL[DVGHURGDJHPQDDERUGDJHP j URWXQGD (P PDWpULD GH WUiIHJR DXWRPyYHO WUDWDVHGHXPDLQVyOLWDPDFKDGDGDQDUHVSHFWLYD ÁXLGH]TXDQWRDRGHVDSDUHFLPHQWRGDIDL[DPDLV jHVTXHUGDWDOYH]VHWUDWHGHXPDPHGLGDLQpGLWD $URWXQGDTXHD&kPDUDGH&RLPEUDHVWiDFRQVWUXLUQRODUJRGR$UQDGRWHYHGHVHUHQFROKLGDQD H[WUHPLGDGHD6XOKiGRLVPHVHVSDUDIDFLOLWDUD FLUFXODomRGRVDXWRFDUURVSURYHQLHQWHVGRODUJR GD3RUWDJHP3RUHVWHDQGDU0DQXHO0DFKDGR DUULVFDVHDVHQWLUDOJRPDLVDHQFROKHUSRLVp IUHTXHQWHQmRKDYHUGXDVVHPWUrV

“Passos do Conselho” nos Paços da Cidade – $)HGHUDomR3RUWXJXHVDGH-XGR )3-  DSUHVHQWRXKiGLDVHP&RLPEUDRVVHXVVHOHFFLRQDGRVPDVSDUDRHIHLWRHPYH]GRV3DoRV GR0XQLFtSLRRSWRX LSVLVYHUELV SHORV´3DVVRV GR&RQVHOKRµ2DQ~QFLRGDDSUHVHQWDomRGRV MXGRFDVTXHLUmRUHSUHVHQWDU3RUWXJDOQDSUy[LPD HGLomRGRFDPSHRQDWRPXQGLDOGDPRGDOLGDGH GiQDVYLVWDVDWUDYpVGHGRLVHUURVRUWRJUiÀFRV UHSHWLGDPHQWHUHGLJLGRV 2SUHVLGHQWHGD)3- RFRQLPEULFHQVH-RUJH)HUQDQGHVHRYHUHDGRU FRPRSHORXURGR'HVSRUWRQD&kPDUD0XQLFLSDO GH &RLPEUD &DUORV &LGDGH GHYHP HVWDU SHUSOH[RV FRP R RVWHQVLYR DWURSHOR j OtQJXD SRUWXJXHVD 2V 3DoRV GR 0XQLFtSLR YLUDUDP ´3DVVRVGR&RQVHOKRµDLQGDSRUFLPDTXDQGR R YHUHDGRU VRFLDOLVWD HVWi QD LPLQrQFLD GH HP UHODomRDVXELUXPOXJDUQDOLVWDGRVHX SDUWLGRSDUDD&kPDUDFRQLPEULFHQVH3DVVRVGR &RQVHOKR"8PFRQVHOKROKHVGiTXHPQmRGHYH UHVLJQDUVHDDVVLVWLUjGLYXOJDomRGHWDPDQKRV DWURSHORVDRQRVVRLGLRPD²KDMDERPVHQVRQD DOWXUDGHDEULURVFRUG}HVjEROVDPHGLDQWHFRQWUDWDomRGHXPDDJrQFLDGHFRPXQLFDomR3HVVRD A tratar do “aparelho” – &DUORV&LGDGHTXH FROHFWLYDGH'LUHLWRSULYDGRVHPÀQVOXFUDWLYRV GRWDGDGHXWLOLGDGHS~EOLFDGHVSRUWLYDD)3-QmR DVSLUDYDDVHURVHJXQGRPHPEURGDOLVWDGR36 WHPRGLUHLWRGHLQÁLJLU©JROSHVªGHVWHVjOtQJXD SDUDD&kPDUDGH&RLPEUDQmRWHYHOXJDUQHVWH ©YHtFXORªHPTXHDYHUHDGRUD&DULQD*RPHVWRSRUWXJXHVD PRXDGLDQWHLUD0DUWD%ULQFDPXOKHUGH0DQXHO Machadada insólita – $QRYDURWXQGDGD 0DFKDGRWHYHOXJDUHQWUHDHGLOUHVSRQViYHOSHOR DYHQLGDGH)HUQmRGH0DJDOKmHV &RLPEUD Mi SHORXURGD&XOWXUDHRYHUHDGRUGD(GXFDomRH pVLQyQLPRGHLQVyOLWDPDFKDGDGDQDGHVHMiYHO GD$FomR6RFLDO-RUJH$OYHV3DUD5RVD5HLV0DU-

Ângulo inverso Por que rima jornalismo com inconformismo RUI AVELAR

´$+LVWyULDGDFRQGLomRKXPDQDp « GHOXWD SHODYHUGDGHFRQWUDDPHQWLUDDPDQLSXODomRD YHUVmRIDEULFDGDRVUXPRUHVµ6mRSDODYUDVGR GLUHFWRUJHUDO GD )XQGDomR GH *DEULHO *DUFLD 0iUTXH]SDUDR1RYR-RUQDOLVPR,EHURDPHULFDQR-DLPH$EHOORTXHDFDEDGHFRQFHGHUXPD HQWUHYLVWDjUHYLVWD9LVmR $VFRQVLGHUDo}HVGRHQWUHYLVWDGRGHVWLQRDV HPSDUWLFXODUDXPDXWDUFD²DXWRUGHXPDUHFHQWH PHQVDJHPFRPDTXDOPHVXJHUHTXHIDoDYLVWD JURVVDjVDVQHLUDVGH0DQXHO0DFKDGR'LULMROKDV SRUVHWUDWDUGRPHOKRUTXHMiOLGXUDQWHPDLVGH DQRVGRPHXGHVHPSHQKRFRPRMRUQDOLVWD

$R DVVLQDODU TXH ´R MRUQDOLVPR p XPD YRFDomRGHVHUYLoRS~EOLFRµ$EHOORID]QRWDU TXH´DVPHQWLUDVVHPSUHIRUDPXPUHFXUVRGH KDELOLGDGHHjVYH]HVGHSHUItGLDSDUDJDQKDU RFRQWURORGDQDUUDWLYDS~EOLFDµ ´6DEHPRVTXHQRIXQGRDSROtWLFDHDYLGD VRFLDOVmRFRQÁLWRVGHQDUUDWLYDVVHQGRTXHHP PXLWDVRFDVL}HVRVSDUDGLJPDVGHFRPSUHHQVmRGDUHDOLGDGHVmRGHÀQLGRVHPIXQomRGRV SRGHUHVGRPRPHQWRµDGYHUWHRGLUHFWRUJHUDO GD)XQGDomRGH*DEULHO*DUFLD0iUTXH]SDUD R1RYR-RUQDOLVPR,EHURDPHULFDQR 3HUDQWH RV PDOHItFLRV GD DEXQGkQFLD GH VXSRVWD LQIRUPDomR VXSRVWD SRU FDUHFHU GH FHUWLILFDomR  -DLPH $EHOOR SUHYLQH TXH ´R

GHVDÀRµSRVWRDRMRUQDOLVPRFRQVLVWHHPHOH ´GLVWLQJXLUVH GR UHVWRµ ´-RUQDOLVPR QmR p DSHQDVGLYXOJDULQIRUPDomRKiTXHYDORUL]iODRUJDQL]iODKLHUDUTXL]iODHLQWHUSUHWiODµ DFHQWXD´2SLRUTXHOKHSRGHUiDFRQWHFHUµ SURVVHJXH´VHUiÀFDUVHSXOWDGRSRUEDL[RGD IDOVDLQIRUPDomRGRH[FHVVRGHQRWtFLDVHGH RSLQLmRµ 1XPDUHVHQKDGD+LVWyULDGR-RUQDOLVPR $EHOOR FRQFOXL TXH HOH DVFHQGHX DR SDWDPDU GH´YHUGDGHLURVHUYLoRS~EOLFRSDUDDGHPRFUDFLDµ 2UDLVVRpLJQRUDGRSHORDXWDUFDTXHPH HQYLRXDWDOPHQVDJHP7DOYH]RJR]RGHIpULDV OKHIDoDEHP


10

QUINTA-FEIRA

VINAGRETAS

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

www.campeaoprovincias.pt

15

V I N A G R E T A S

ques, vice-presidente cessante da principal autarquia de Coimbra, tambĂŠm nĂŁo houve lugar no ÂŤveĂ­culoÂť, mas isso nĂŁo ĂŠ digno de realce, embora ela seja gestora dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos (SMTUC), pois hĂĄ muito que a vereadora prescindiu de possuir tĂ­tulo de ingresso na lista do PS para a CMC. Ainda assim, como assinalou, oportunamemte, o redactor das Vinagretas, nĂŁo havia motivo para Carlos &LGDGHYHUHDGRUĂ€FDUVREUHVVDOWDGR3RU um lado, Manuel Machado deu ares de reconhecer nĂŁo se encontrar esgotada a lotação da ÂŤcomposiçãoÂť; por outro, tendo Carlos lugar garantido a bordo, graças ao estatuto de lĂ­der concelhio do PS/Coimbra, um de dois aspectos estava subjacente Ă ausĂŞncia dele – ou se encontrava na mantenção do ÂŤaparelho partidĂĄrioÂť, a zelar para o ÂŤveĂ­culoÂť chegar Ă  meta em primeiro lugar, a 01 de Outubro, ou quis dar sinal de que hĂĄ “vindima atĂŠ ao lavar dos cestosâ€?. Cumpriu-se o conhecido aforismo popular ou nĂŁo fosse Carlos Cidade um homem experimentado em matĂŠria de olear ÂŤaparelhosÂť. SimĂľes pelo PS, outro por CpC – O timoneiro cessante da Junta da UniĂŁo de

Freguesias de Eiras e S. Paulo de Frades (PS), Fernando Abel Simþes, aspirante à recondução ao cargo, tem um irmão, Victor Simþes, que Ê potencial líder da Junta da União de Freguesias de Santa Clara e Castelo Viegas em representação do movimento Cidadãos por Coimbra (CpC). Bonito poderå ser vermos os manos na Assembleia Municipal a defenderem as respectivas causas. Talvez atÊ a disputa possa fazer faísca se Fernando Abel se entrincheirar como apologista de Manuel 0DFKDGRH9LFWRU6LP}HVÀ]HUÀQFDSpHP abono de Jorge Gouveia Monteiro.

premonitĂłrio. A lei determina que, em cada trĂŞs pessoas das listas, haja duas de um gĂŠnero e uma do outro. O conceito de igualdade (relativa) de gĂŠnero foi concebido para salvaguarda da representação das mulheres, na medida em que, habitualmente, as listas sĂŁo hegemonizadas por homens. Com “Somos Coimbraâ€? acontece o contrĂĄrio, sendo que num universo de 15 candidatos a assembleias de freguesias do concelho, nove sĂŁo mulheres e seis homens. No elenco do movimento para a vereação do MunicĂ­pio, a predominância de mulheres confere ao sexo feminino uma quota de 64 por cento. “As quotas sĂŁo um problema; sem elas, o movimento teria ainda mais mulheres a protagonizarem candidaturasâ€?, disse, com ironia, o anterior bastonĂĄrio da Ordem dos MĂŠdicos (na foto, acompanhado por Filomena GirĂŁo, candidata a timoneira da Assembleia Municipal conimbricense).

Mulheres ao poder! – JosĂŠ Manuel Silva, cuja candidatura Ă principal cadeira da praça de 08 de Maio ĂŠ patrocinada pelo movimento “Somos Coimbraâ€?, gracejara, hĂĄ um mĂŞs, com a questĂŁo da (relativa) igualdade de gĂŠnero, mas acabou por ser

A saĂşde em Souselas – O movimento “Somos Coimbraâ€? patrocina a (re) candidatura de Rui Soares a timoneiro da UniĂŁo de Freguesias de Souselas e BotĂŁo (UFSB) e, no passado sĂĄbado, destacou-se a presença do mĂŠdico AntĂłnio Alegre

(Ă direita, na foto), que dirige a Unidade de SaĂşde Familiar de Coimbra - Norte, na inauguração da sede de campanha. Como foi noticiado pelo “CampeĂŁoâ€?, o PĂłlo de Souselas da USF exibiu imagens de actividades patrocinadas pela Junta da UniĂŁo de Freguesias, facto que motivou estranheza por dois antigos presidentes da autarquia local e actuais candidatos, JoĂŁo Pardal (PSD) e JosĂŠ Figueiredo (CDU). Perante a presença de AntĂłnio Alegre na apresentação de uma das candidaturas, falta saber se esteve na qualidade de apoiante, de cidadĂŁo atento, ou, jĂĄ agora, se tenciona estar em todas.

F _____ R _____ A

Tennis Club assinalou 100 anos – O Tennis Club da Figueira da Foz assinalou o seu centenĂĄrio, no passado sĂĄbado, no Casino, com um convĂ­vio entre associados e amigos. O programa incluiu o lançamento do livro “1917-2017 - O charme discreto do Tennis Club: cem anos de desporto, WXULVPRHHOHJkQFLDÂľEHPFRPRRODQoDPHQWRGDVHULJUDĂ€D comemorativa dos 100 anos, da autoria da pintora Roxanne Bueso. No SalĂŁo CaffĂŠ do Casino teve lugar um jantar comemorativo da efemĂŠride e uma homenagem a personalidades ligadas Ă histĂłria do clube, cujo mentor foi LuĂ­s Carrisso, em 1916. Isto revela a importância que a Figueira da Foz jĂĄ tinha, nessa data, como cidade de veraneio e a necessidade de dispor de um espaço para a prĂĄtica deste desporto, o que viria a acontecer a partir do ano seguinte (1917). Uma corça e uma lontra sĂŁo as novas habitantes do Parque BiolĂłgico – Uma corça ĂłrfĂŁ e recĂŠm-nascida e uma lontra alentejana sĂŁo os mais recentes habitantes do Parque BiolĂłgico da Serra da LousĂŁ, em Miranda do Corvo. A pequena corça foi salva do incĂŞndio de PedrĂłgĂŁo Grande e entregue ao cuidado do Parque, que tem tido um cuidado redobrado por se tratar de uma cria recĂŠm-nascida. JĂĄ o outro habitante, uma lontra macho que veio do FluviĂĄrio de Mora, no Alentejo, tem-se adaptado bem e anima todos os visitantes do Parque. “Ambos os animais - corços e lontras - sĂŁo espĂŠ-

cies presentes em território nacional, inserindo-se assim na temåtica do Parque Biológico de apenas ter nas suas instalaçþes animais que habitam ou habitaram território português�, revela a instituição, adiantando que, alÊm destas novas espÊcies, tambÊm poderão ser observados linces, lobos, ursos, veados, javalis e uma colecção de vårias espÊcies de raças autóctones da agra pastorícia tradicional.

TĂĄbua inova no serviço de limpeza – No âmbito da candidatura do MunicĂ­pio de TĂĄbua ao Fundo Ambiental, foi entregue, pela empresa Certoma, um aspirador de resĂ­duos, elĂŠctrico, ecolĂłgico e econĂłmico, que “revolucionaâ€? diariamente a limpeza urbana, contribuindo para a redução de emissĂľes de gases com efeito de estufa e, simultaneamente, para a redução de emissĂľes poluentes e ruĂ­do em meio urbano. Este aspirador de resĂ­duos ĂŠ um aparelho mĂłvel, muito manobrĂĄvel, de auto-propulsĂŁo, capaz de aspirar todos os tipos de resĂ­duos que passem por um tubo com diâmetro de 125 milĂ­metros, sendo recolhidos directamente para um

contentor de 240 litros. O MunicĂ­pio refere que pretende, com a aquisição deste equipamento, “melhorar o bem-estar da vila, revalorizando o trabalho das suas equipas de limpezaâ€?.

“EstĂĄtuas vivasâ€? – Quem passou, sĂĄbado, nas ruas principais e alguns dos largos e praças da “Baixaâ€? de CoimEUDQmRĂ€FRXLQGLIHUHQWHjV´HVWiWXDVYLYDVÂľTXHDOLHVWDYDP protagonizadas pelos mais conceituados artistas desta arte urbana, premiados nacional e internacionalmente, num total de 22 performers. Com direcção artĂ­stica de AntĂłnio Santos, pioneiro da “arte da quietudeâ€? e recordista mundial, os artistas presentes no evento criaram um ambiente recheado de surSUHVDV2FRQMXQWR´HVWiWLFRÂľUHSUHVHQWRXĂ€JXUDVGDFXOWXUD e HistĂłria nacionais como D. Afonso Henriques, a Rainha Santa Isabel, D. Pedro I e D. InĂŞs de Castro, LuĂ­s de CamĂľes ou, mais ligado Ă academia coimbrĂŁ, o archeiro da Universidade. A par das estĂĄtuas vivas histĂłricas estiveram expostas, ainda, outras que remetem para personalidades populares como a tricana, o cauteleiro, o aguadeiro, o estudante ou o vendedor de castanhas. Houve, tambĂŠm, guerreiros, como o cavaleiro medieval, o soldado oitocentista ou o guerreiro ĂĄrabe, Ă  mistura com o turista, o mĂĄgico e atĂŠ mesmo uma famĂ­lia, ou um quadro de um jantar romano.


10

ĂšLTIMA

16

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.pt

DE AGOSTO DE 2017 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Substituto de Manuel Filipe Reis

PedrĂłgĂŁo Grande

Daniel Gomes ĂŠ o novo administrador do IPC

Trinta pessoas desvinculam-se do PS

Daniel Gomes, que substitui Manuel Filipe Reis, ĂŠ o futuro administrador do Instituto PolitĂŠcnico de Coimbra (IPC), soube o “CampeĂŁoâ€?. Jorge Conde, que acaba de suceder a Rui Antunes no PolitĂŠcnico, o vice-presidente JosĂŠ Gaspar, Daniel Gomes e representantes das escolas e institutos formam o Conselho de GestĂŁo do IPC. Compete ao Conselho de GestĂŁo conduzir a gestĂŁo administrativa, patrimonial e Ă€QDQFHLUDGDLQVWLWXLomREHP como a gestĂŁo dos recursos

humanos, sendo-lhe aplicĂĄvel DOHJLVODomRHPYLJRUSDUDRV organismos pĂşblicos dotados de autonomia administrativa. Na qualidade de anterior timoneiro da Escola Superior de Tecnologia da SaĂşde de Coimbra, Jorge Conde foi FUtWLFR GD FRQWUDWDomR SHOR IPC, de uma empresa privada para assegurar controlo aliPHQWDUQRV6HUYLoRVGH$FomR Social, sendo que a ESTeSC e a Escola Superior AgrĂĄria se disponibilizaram para o efeito. 2VHUYLoRIRLDGMXGLFDGR Ă CBL - Qualidade, AmbienWHH6HJXUDQoDGH$QD3DXOD

de Curvelo e Baeta Lopes, mediante pagamento de 7 279 euros em 2016 e de 14 558 em 2017. Interpelado, oportunamente, pelo “CampeĂŁoâ€?, Rui Antunes garantiu que QRSURFHVVRGHFRQWUDWDomR da CBL “nĂŁo houve particiSDomR RX LQWHUIHUrQFLDÂľ GR outrora administrador do Instituto, Manuel Filipe Reis, que faz parte da lista do PAN para a Câmara Municipal de Coimbra. Daniel Gomes ĂŠ docente da Escola Superior de EduFDomR GH &RLPEUD (6(& 

a par de Cristina Faria, cabendo Ă professora o cargo de directora cultural do IPC. Curiosamente, ambos os escolhidos para desempenho GH IXQo}HV QR 3ROLWpFQLFR de Coimbra sĂŁo oriundos da (6(& FXMR WLPRQHLUR 5XL Mendes, foi suplantado por -RUJH &RQGH JUDoDV D XP YRWRQDHOHLomRGRVXFHVVRU de Rui Antunes. Com assento no Conselho Geral do Instituto, Cristina Faria foi membro do universo de pessoas (34) interveniente na tangencial HOHLomRGH-RUJH&RQGH

Cerca de 30 pessoas de PedrĂłgĂŁo Grande acabam GHVHGHVYLQFXODUGR36FXMR candidato Ă Câmara ĂŠ o lĂ­der cessante do MunicĂ­pio (eleito pelo PSD), disseram fontes partidĂĄrias ao “CampeĂŁoâ€?. Entre as pessoas que se GHVĂ€OLDUDPĂ€JXUDPRIXQGDdor do partido naquela vila, Antonino Marcelo Salgueiro Baptista, e a presidente da Mesa da ComissĂŁo PolĂ­tica Concelhia socialista pedroguense, NatĂŠrcia Coelho. Preterido pelo PSD, que patrocina a (re)candidatura de JoĂŁo Marques (anterior lĂ­der do MunicĂ­pio), Valdemar Alves (presidente cessante) perfila-se, agora, pelo PS,

FRPRDVSLUDQWHjUHHOHLomR Segundo NatĂŠrcia Coelho, os subscritores do pedido de GHVĂ€OLDomR´UHFXVDPGHIRUma veemente, continuar a desempenhar o papel de meros SDJDGRUHVGHTXRWDVFXMDYR] nĂŁo ĂŠ tida nem achadaâ€? para a GHVLJQDomRGRVFDQGLGDWRVGR PS Ă Câmara local. “NĂŁo podemos continuar a assistir a um partido que funciona sem rei nem roque, sem estratĂŠgia, sem UXPR VHP RUJDQL]DomR vazio de ideias e ao sabor de YmVFRQMXQWXUDVRQGHWXGR vale para chegar ao poder, onde prevalecem o tacho e o penachoâ€?, alegam os militantes demissionĂĄrios.

Advocacia

DĂ­vidas Ă CPAS acarretam insolvĂŞncia Advogados e solicitadores com dĂ­vidas Ă  respecWLYD &DL[D GH 3UHYLGrQFLD &3$6 HTXHHVWHMDPVHP patrimĂłnio vĂŁo ser consi-

derados insolventes. A medida foi divulgada QDHGLomRGHVH[WDIHLUD   do DiĂĄrio de NotĂ­cias, estando em causa dĂ­vidas no

PRQWDQWH GH  PLOK}HV de euros. “A CPAS estĂĄ obrigada D SURPRYHU D FREUDQoD FRHUFLYDGDVFRQWULEXLo}HV

em dívida�, assinala o presidente, António Faustino. 'HVGHRFRPHoRGHVte ano que advogados e solicitadores pagam,

pelo menos, 211 euros SRUPrV Segundo o DN, um dos casos de atraso na liquiGDomR GDV FRQWULEXLo}HV p

protagonizado por um dos defensores do ex-primeiro-ministro JosĂŠ SĂłcrates, ascendendo a dĂ­vida de -RmR$UD~MRDHXURV

38791

PUBLICIDADE

Campeão das Províncias (10/08/2017)  

Edição em PDF n.º 888 do "Campeão das Províncias", publicada a 10/08/2017

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you