Issuu on Google+

ESTADO

Federasul declara apoio à iniciativa do voto distrital

Arquivo/GES

A campanha pela implantação do sistema de voto distrital no Brasil, mobilização iniciada em agosto no Estado, ganhou reforços importantes na semana que passou. A Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul) declarou apoio à Campanha Voto Distrital, promovida pelo Grupo Sinos. A Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas (CICS) e a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/ EV) também passam apoiar formalmente a luta pelo voto distrital. O eleitor que deseja apoiar a causa, pode acessar o site www. campanhavotodistrital.org e participar de abaixo-assinado. O posicionamento da Federasul reitera a opinião de seu presidente, José Paulo Cairoli, que em julho já havia se manifestado a favor da medida em entrevista

ao ABC. “Aproxima os eleitores dos seus representantes, possibilita a maior fiscalização do mandato”, justificou. Na ocasião, o empresário afirmou que o voto distrital é método também para reduzir a corrupção no País. O executivo não tem dúvidas de que a iniciativa poderá melhorar o contexto da política parlamentar do Brasil. “Comparado com o que temos hoje, ele fundamentalmente agrega vantagens.” A Federasul é conhecida pela trajetória ao lado do desenvolvimento econômico e social do Estado. Atualmente, estão filiadas 230 associações empresariais, como a CICS e a ACI-NH/ CB/EV, que possuem autonomia e também declararam apoio ao voto distrital. Aproximadamente 40 mil empresas, de todos os portes, participam desse sistema de representação. E nelas estão representados todos os setores da economia gaúcha: comércio, inCAIROLI: presidente lidera Federasul, que passa a apoiar campanha dústria, serviços e agricultura. Rivelino Meireles/GES

Um avanço para a democracia

Em recente visita a Novo Hamburgo, o deputado federal pelo PSDB gaúcho Nelson Marchezan Júnior manifestou seu apoio ao voto distrital. O parlamentar ainda falou da iniciativa na reforma política e como poderá somar a uma democracia do tamanho do Brasil. O tucano expôs razões como a proximidade com o eleitor e a redução do custo de campanha como vantagens para adoção do sistema de voto distrital. “É muito mais fácil do eleitor um, dois, três, quatro anos depois lembrar em quem votou”, salienta. Marchezan afirmou ainda que MARCHEZAN: reforma política não fará milagre, mas voto distrital é avanço o trabalho do deputado será mais

intenso com seu distrito, não significando que o parlamentar deixe as questões da nação e dos Estados em segundo plano. “O deputado, no que tange a sua região, poderá buscar mais recursos, batalhar por questões locais”, acrescenta. Segundo o deputado, a proposta atual de reforma política satisfaz e muito algumas correntes políticas do País, que estariam atacando pontos fracos das alternativas. “Não existirá, sem dúvida, uma reforma política perfeita. A reforma política não é esta solução para tudo como vendem. Mas o voto distrital é um grande avanço para a democracia”, conclui.

Domingo, 25.9.2011 / ABC DOMINGO

Campanha agora tem abaixo-assinado em site

2

A campanha Voto Distrital, promovida pelo Grupo Sinos, coloca à disposição dos que querem apoiar a iniciativa mais um recurso de mobilização no site. Acessando na Internet www.campanhavotodistrital.org/assine, agora há a possibilidade de participar de um abaixo-assinado. O recurso, disponibilizado em parceria com a campanha #EuVotoDistrital – movimento surgido em São Paulo no começo

deste ano –, possibilita que qualquer pessoa possa assinar a petição. O documento será utilizado para pressionar os parlamentares do Congresso Nacional para que aprovem o sistema de voto distrital na escolha de deputados federais, estaduais e vereadores. Conforme uma das coordenadoras do #EuVotoDistrital, Beatriz Pedreira, a meta inicial é atingir 100 mil assinaturas. Até a última sexta-feira, 18h50,

92.258 nomes já haviam sido coletados. “Estas assinaturas vão nos ajudar, por enquanto, a pressionar o Congresso Nacional, já que para aprovar uma lei de iniciativa popular o trabalho ainda seguirá longe. São necessárias mais de 1 milhão de assinaturas. Por isso apoios como a da campanha Voto Distrital (do Grupo Sinos) são importantes nesta luta”, explica a representante paulista.

POLÍTICA JOÃO CARLOS TERLERA

Articulações

É voz corrente entre as suas lideranças que no caso de Manuela D’Avila (PCdoB) não disputar o Piratini em 2014, Beto Albuquerque (PSB) seria o candidato também apoiado, além dos comunistas, por partidos não necessariamente da esquerda.

Trabalhismo

A exemplo do PDT, também os dirigentes do PTB antecipam não só a continuação do partido no governo como também a garantia da presença das duas bandeiras trabalhistas nos palanques da reeleição de Tarso.

Retirada

Há um clima de muita preocupação, tanto na direção estadual como nas municipais do PMDB, sobre os prováveis efeitos negativos provocados pela ausência do seu líder Pedro Simon da linha de frente da campanha municipal, o que ocorre pela primeira vez desde a criação do antigo MDB.

Mágoas

Desde que Simon licenciouse da presidência do PMDB, para não mais voltar, proliferam comentários no partido de que a sua licença não foi para “descansar”, mas um afastamento. Provocado provavelmente por decepções.

Oportunismo

O movimento, muito acima do esperado, de eleitores junto aos diretórios municipais do PT em busca de filiação partidária é tão surpreendente que está provocando uma dúvida entre dirigentes: afinal, esses eleitores querem abraçar o partido ou tentar um cargo no governo?

Vitrine

O PMDB gaúcho resiste a aderir ao governo Dilma, mesmo que tenha um dos seus líderes no ministério e de não vetar a sua presença nos palanques da campanha municipal. Mendes Ribeiro é o titular da Agricultura, setor que tem forte peso eleitoral no interior do Estado.

Ordem

Governador exigirá da base a aprovação da inspeção veicular ainda neste ano.

CONFIDENCIAL Apesar do déficit, Tarso decidiu pagar o 13º ao funcionalismo em parcela única em dezembro. joao.carlos.terlera@terra.com.br


Voto distrital ganha apoio da Federasul, CICS-Canoas, ACI-NH-CB-EV