Page 34

A MSC Cruzeiros, alinhada com o seu posicionamento global “o jeito mediterrâneo de curtir a vida” promete fazer com que a temporada 2013/2014 seja inesquecível para o público brasileiro. Um dos grandes destaques ficará por conta da gastronomia, pois a armadora levará a alto mar, com exclusividade, restaurantes da marca Eataly, famosa rede conhecida por deixar um pedaço da Itália onde se instala. O grupo faz a sua estreia no país no dia 26 de novembro a bordo do MSC Preziosa, o maior e mais moderno transatlântico a navegar por mares sul-americanos, antecipando a chegada da marca, que pretende instalar a sua primeira unidade na capital paulista em 2015, sendo uma ótima oportunidade para o público brasileiro conhecer o restaurante que conta com vários empórios na Itália, Estados Unidos e Japão, e pretende abrir novas filiais em Dubai, Turquia e Reino Unido. A parceria vem ao encontro do estilo mediterrâneo da armadora que acredita que, a vida deve ser medida em momentos e não minutos, sugerindo que a boa comida, mais do que apenas uma refeição saborosa, é uma forma de aproveitar instantes de prazer e satisfação. No restaurante Eataly, que tem capacidade para 80 pessoas, os hóspedes poderão escolher entre 18 pratos tipicamente italianos e ainda comprar uma ampla variedade de produtos do país, desde vinagre balsâmico envelhecido e azeite de oliva da Ligúria até massas secas Gragnano. O segundo restaurante da rede que também está disponível a bordo do MSC Preziosa é o Ristorante Italia e conta com 24 lugares, receitas também concebidas pelos chefs do Eataly, e pratos feitos com produtos Slow Foods Presidia - Fundação criada para proteger pequenos produtores e preservar a qualidade de produtos artesanais. O MSC Preziosa, que fará roteiros pelo Nordeste e ilhas tropicais e é a mais nova joia da MSC Cruzeiros, tem 140 mil toneladas distribuídas em 18 decks e capacidade para 4.345 hóspedes. Além disso, conta com o MSC Yacht Club, um “iate dentro do navio”; um clube privativo localizado na área da proa, com decks privativos, vistas para o mar, suítes superiores, serviços de concierge e de mordomo 24 horas, piscina privativa, restaurante exclusivo, o panorâmico Top Sail Lounge, além de muitos outros mimos. • Informações: www.msccruzeiros.com.br

34 //informativo agente urgente

Pequena empresa do Paraná vai produzir produtos oficiais para Copa Walt Disney.

Divulgação/Sebrae

MSC Cruzeiros: estréia da rede Eataly ao Brasil

A conquista se deve ao know-how no segmento de licenciamento e a participação no Programa Sebrae 2014, iniciativa realizada nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo. Aldo Carvalho reforça que os empresários precisam conciliar qualidade e preço justo para conseguir licenciar a marca Fifa.

Boneleska, de Apucarana, é uma das primeiras licenciadas pela FIFA para confeccionar produtos com o selo oficial do Mundial A Boneleska, pequena empresa de Apucarana, no norte do Paraná, é a primeira do Estado - e uma das primeiras do Brasil - a conquistar licenciamento para produzir e vender produtos oficiais com a marca Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013 e Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. O licenciamento, que é obrigatório, uma vez que tudo ligado aos dois eventos - nomes, marcas e produtos - é de propriedade da FIFA e está entre as oportunidades de negócios geradas com a realização do Mundial. Desde 1994 no mercado, a pequena empresa produz uma linha de bonés, chapéus e gorros. A qualidade dos produtos e a especialização em produzir uma linha infantil já garantiram a Boneleska a licença de comercialização de marcas como

O coordenador estadual de Turismo do Sebrae/PR e gestor da iniciativa, no Estado, Aldo Cesar Carvalho, reforça que o direito de licenciar a marca FIFA, nos eventos Copa das Confederações e Copa do Mundo em produtos foi uma conquista para a empresa paranaense. “É muito representativo, porque esse processo de licenciamento está muito próximo das grandes empresas. Com a parceria com a Globo Marcas, o Sebrae é um aglutinador desses pequenos negócios, ajudando a fazer essa aproximação”, explica Aldo Carvalho. O consultor do Sebrae/PR em Apucarana, José Henrique Martins, explica que a produção de bonés ganha potencial com a realização de eventos esportivos e que os empresários da cidade, reconhecida como a Capital do Boné, estão atentos ao processo de licenciamento como uma oportunidade de, além de conquistar visibilidade, ampliar canais de comercialização. “Estamos muito felizes, porque são eventos grandes, que mexem tanto com o fator emocional, por serem realizados no Brasil, como fator comercial da empresa. Nós percebe-

mos que tínhamos condições de tentar o licenciamento dos produtos, que devem seguir o padrão determinados pela FIFA”, observa a empresária Siumara Miquelin da Costa. O coordenador estadual de Turismo do Sebrae/PR reforça que os empresários que pretendem licenciar marcas precisam atender a determinados requisitos, como conciliar qualidade e preço justo, fabricar produtos seguros, apresentar capacidade de distribuição e ter flexibilidade na entrega. Segundo o governo federal, estima-se que a Copa do Mundo 2014 agregará R$ 183 bilhões ao PIB do país e mobilizará R$ 33 bilhões em investimento. Aproximadamente 3,7 milhões de turistas, brasileiros e estrangeiros, deverão gerar, no período do evento, R$ 9,4 bilhões. Em todas as áreas, 700 mil empregos permanentes e temporários serão criados. Para receber o auxílio do Sebrae no processo de licenciamento, o empresário de micro e pequena empresa interessado, e que já participa do Programa Sebrae 2014, deve preencher a Proposta de Licenciamento de Produtos, disponível no site www. sebrae2014.com.br, e, depois, enviá-la para o e-mail do Sebrae/PR, no sebrae2014@pr.sebrae.com.br. • No Paraná, os interessados podem buscar informações no site www.sebraepr2014.com.br.

Revitalização de museu em Witmarsum deve atrair mais turistas O Museu de Witmarsum, na região de Palmeira, nos Campos Gerais, busca apoio para projeto de revitalização. O espaço, que reúne peças, móveis, objetos, fotos e artigos que contam a história da imigração dos menonitas, colonizadores de origem russa-alemã que fundaram a Colônia Witmarsum, será remodelado. A revitalização do principal atrativo local é fruto de uma parceria entre Sebrae/PR, Prefeitura de Palmeira, Secretaria de Educação,

Associação Comunitária dos Moradores Proprietários de Witmarsum (ACMPW), Cooperativa de Witmarsum, Colégio Estadual Fritz Kliewer e Grupo de Turismo, formado por empresários do setor. Antiga sede da Fazenda Cancela e residência do então senador Roberto Glaser, o Museu de Witmarsum reporta o estilo europeu-italiano. A consultora do Sebrae/PR, Nadia Terumi Joboji, explica que o Museu

de Witmarsum representa um atrativo indutor do turismo na Colônia e que o processo de revitalização do espaço vai contribuir para incentivar, ainda mais, o turismo cultural, além do gastronômico, que já é uma referência com os cafés coloniais e a produção de leite e queijo. Para o presidente da ACMPW, Nidibaldo Vilibaldo Temp, a revitalização do museu significa guardar a história e as raízes da Colônia para as futuras gerações. •

Rede Empresarial do Centro Histórico de Curitiba A Rede Empresarial do Centro Histórico de Curitiba, iniciativa que reúne cerca de 20 micro e pequenas empresas da região, comemora os resultados de uma articulação, que, há cerca de um ano, transforma a área central da capital paranaense. A consultora do Sebrae/PR, Walderes Bello, explica que a mobilização dos empresários da Rede Empresarial ganha representatividade a cada dia.

Entre os benefícios de fazer parte da Rede Empresarial estão a participações em cursos e em comitês especialmente organizados para o debate de ações de marketing, desenvolvimento empresarial, segurança e comunicação. “Em julho, acontecerá o Festival de Inverno no Centro Histórico, com música e gastronomia, e é importante que mais empresas participem da iniciativa”, diz Walderes Bello.

A Copa de 2014 também entra na pauta. A ideia é propor, por meio de palestra, uma reflexão aos empresários sobre a importância de preparar o estabelecimento comercial antes do evento, uma estratégia para conquistar clientes, já que a região central será impactada com aumento do fluxo de pessoas com a realização do Mundial. •

junho/julho/agosto 2013

Revista Agente Urgente 98