Issuu on Google+

A QUÍMICA DO AMOR TERTÚLIA DINAMIZADA PELO

Prof. Paulo Ribeiro Claro Departamento de Química da Universidade de Aveiro

22 | Fevereiro |13 08H15 - Biblioteca Escolar da Escola Secundária D. Manuel I 11H20 - Biblioteca Escolar da Escola Diogo Gouveia

ORGANIZAÇÃO:

21H30 - Biblioteca Municipal de Beja

BIBLIOTECA

MUNICIPAL


SOBRE O AUTOR

SOBRE O TEMA O amor é frequentemente celebrado como um fenómeno místico, muitas vezes espiritual, por vezes apenas físico, mas sempre como uma força capaz de determinar o nosso comportamento. Na verdade, é um fenómeno neurobiológico complexo, baseado em actividades cerebrais de confiança, crença, prazer e recompensa que envolvem um número elevado de mensageiros ou actores químicos. Paulo Ribeiro Claro, Professor do Departamento de Química da Universidade de Aveiro, aborda o amor romântico do ponto de vista da química: que substâncias actuam no nosso organismo – no cérebro em particular – e são responsáveis pelas sensações e comportamentos que associamos ao Amor.

Paulo Ribeiro Claro nasceu em Viseu (1960) e é professor associado com agregação no Departamento de Química da Universidade de Aveiro e membro do Laboratório Associado Centro de Investigação em Materiais Cerâmicos e Compósitos (CICECO). Licenciou-se em Química – ramo Científico (1984) e obteve o Doutoramento em Ciências – Estrutura Molecular (1987) na Universidade de Coimbra. É autor/co-autor de cerca de 110 artigos científicos em revistas internacionais da especialidade e co-autor de um manual universitário. Lecciona disciplinas na área da Química-Física e orienta estudantes de mestrado e doutoramento na mesma área. Também se dedica à Divulgação e Comunicação de Ciência, com participação activa na organização das “Olimpíadas de Química”, desenvolvimento de demonstrações de química, apresentação de “cafés de ciência”, e colaboração regular em programas de rádio (“Eureka!”/TSF e “Click!” /Antena 1). É actualmente o investigador responsável pelo projetto multimédia “A Química das Coisas”/RTP2. Foi membro do conselho direttivo da associação europeia Euroscience e dirigente da Sociedade Portuguesa de Química de 2000 a 2009. Coordena as actividades de promoção e divulgação no Departamento de Química.


Biblioteca Municipal | Química do amor | 22 Fevereiro 2013