Issuu on Google+

CLIPPING 23.01.2014 CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS MATERIAL PRODUZIDO PELA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO, RÁDIO e TV CÂMARA R. MIGUEL HACKMEY, 19/27, CENTRO. TELEFONE: (11) 2461-1238.


CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS CLIPPING PRODUZIDO PELA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO, RÁDIO e TV CÃMARA – FONE: 2461-1238

FOLHA METROPOLITANA Pág. 03

23/01/14


CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS CLIPPING PRODUZIDO PELA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO, RÁDIO e TV CÃMARA – FONE: 2461-1238

DIÁRIO DE GUARULHOS Pág. 02

23/01/14


CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS CLIPPING PRODUZIDO PELA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO, RÁDIO e TV CÃMARA – FONE: 2461-1238

DIÁRIO DE GUARULHOS Pág. 04

23/01/14


CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS CLIPPING PRODUZIDO PELA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO, RÁDIO e TV CÃMARA – FONE: 2461-1238

GUARULHOS WEB

22/01/14

http://www.guarulhosweb.com.br/noticia.php?nr=56324&t=+Vereadores+realiza m+vistorias+durante+o+recesso+parlamentar

Vereadores realizam vistorias durante o recesso parlamentar Redação Guarulhosweb 22/01/2014 16:33

O vereador Romildo Santos (PSDB) afirmou que tem aproveitado os meses de dezembro e janeiro, recesso da Câmara Municipal de Guarulhos, para realizar vistorias pela cidade. Romildo diz que vem percorrendo ruas sem manutenção, vias sem iluminação pública, falta de postos de saúde e funcionamento do transporte público, principalmente na região do Taboão. Ele recebe as demandas da população e verifica os problemas do município. O vereador ressaltou também acompanha o trabalho social das associações comunitárias da região e oferece apoio às atividades realizadas, como por exemplo, aulas de hip hop para jovens, teclado, escolinha de futebol, atendimento a 3ª idade e atendimento odontológico. “O trabalho do parlamentar não para durante o recesso”, disse Romildo. Desde o início do recesso legislativo, o vereador Prof. Samuel Vasconcelos (PT) atua junto à comunidade, firmando ações e preparando uma pauta de demandas para 2014. Dentre elas, é possível destacar as visitas aos bairros e comunidades, acompanhado de lideranças locais. O parlamentar deu enfoque também na região da Vila Any. No local, Samuel Vasconcelos acompanhou o drama dos moradores com a interdição da ponte que liga Guarulhos a São Paulo, no bairro Itaim Paulista, e colocou seu mandato à disposição para ajudar a resolver a questão. Para o vereador, estar próximo à população,ouvir as demandas e planejar as ações de base são atividades essenciais para o mandato. “O período de recesso parlamentar nos permite aprimorar este trabalho", afirmou o Prof. Samuel Vasconcelos.


CÂMARA MUNICIPAL DE GUARULHOS CLIPPING PRODUZIDO PELA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO, RÁDIO e TV CÃMARA – FONE: 2461-1238

GUARULHOS WEB

22/01/14

http://www.guarulhosweb.com.br/noticia.php?nr=56325&t=Justica+determina+r etirada+de+maquinario+da+Tapetes+Lourdes

Justiça determina retirada de maquinário da Tapetes Lourdes Redação Guarulhosweb 22/01/2014 17:03

Remoção deve ser feita por administrador judicial para que a Câmara tome posse do prédio. O Tribunal de Justiça determinou ao administrador judicial da Tapetes Lourdes, senhor Fernando Celso de Aquino Chad, a remoção do maquinário que ainda está no local. Trata-se de três teares que ocupam boa parte do galpão térreo da antiga fábrica. O mandado foi expedido na segundafeira (20) e define também a imissão de posse pela Câmara de Guarulhos. A determinação do TJ ocorreu em função de uma petição feita pelo secretário de Assuntos Jurídicos da Câmara, o advogado Helio Costa Veiga de Carvalho, por meio da qual a Justiça foi informada sobre as diversas ocorrências que atingiram a Tapetes Lourdes. “Até agora a Câmara não pode tomar posse, verdadeiramente, pois os teares continuam lá e a remoção cabe ao administrador judicial”, disse o secretário. Helio Carvalho acredita que o administrador vá cumprir o mandado, mas disse que não tem como prever o tempo. “Tudo depende do engenheiro, que vai definir a maneira de remover o maquinário”, informa. De qualquer maneira, a posse definitiva, a Câmara só terá quando os teares tiverem sido retirados de lá. Na petição, a Câmara informou à Justiça, por exemplo, sobre o incêndio ocorrido em novembro de 2013, momento em que o prédio estava “abandonado” e sobre um abaixo-assinado de moradores da circunvizinhança, atestando a “destruição do prédio ao vivo”, tendo vitrôs, janelas e luminárias arrancadas do local. O abaixo assinado foi entregue ao Poder Legislativo no dia 6 de janeiro deste ano. Nele consta, ainda, a informação que a polícia ao ser chamada “encontrou dentro da antiga Fábrica Tapetes Lourdes, três ex-presidiários carregando sucata”. Segundo o secretário de Assuntos Jurídicos da Câmara, esses dados embasaram a decisão da Justiça em relação ao mandado expedido na segundafeira. “Trata-se de um bem adquirido pelo Poder Público há mais de um ano e que está sendo dilapidado e destruído por delinquentes”, argumentou Helio Carvalho.


Clipping 23.01.2014