Page 23

| Solenidade | L. C. Batista

Bíblia, iluminando o espírito dos povos O dia da Bíblia é comemorado no Brasil desde 1850. Com essa informação, o vereador Noilton Ramos (PSD) iniciou seu discurso na solenidade comemorativa ao livro sagrado, data que é lembrada em mais de 60 países, e que foi celebrada na Câmara de Taubaté com solenidade quinta-feira, 17. Esses dados, segundo o parlamentar, servem de estímulo para divulgação das Sagradas Escrituras “e também para a renovação aprofundada, no coração dos fiéis, da mensagem revelada por Deus”. Em 20 séculos, a Bíblia ainda mantem sua produção original em hebraico, aramaico e grego, mantem a integridade de seu conteúdo, “tendo sido capaz de iluminar o espírito de todos os povos sem se corromper com a passagem do tempo e as inevitáveis oscilações de qualquer cultura”, afirmou o representante do Legislativo. A data, frisou Noilton, é dedicada ao estudo das Sagradas Escrituras, com encontros e celebrações em igrejas e espaços abertos. “Esses eventos incluem leituras comentadas e reflexões conjuntas sobre as sutilezas contidas nas mensagens e lições de vida que nos foram transmitidas pelos apóstolos.” Na opinião do vereador, hoje, “mais do que nunca”, os ensinamentos de Jesus Cristo se constituem no principal

alimento espiritual para a humanidade, “pressionada por desafios cada vez maiores, seja do ponto de vista material, seja do ponto de vista moral”. Por meio da “palavra divina” tem-se a “oportunidade de nos educarmos e educarmos nossos filhos de acordo com princípios que valorizam a dignidade da pessoa humana”. Ao final, Noilton citou algumas passagens bíblicas, como a registrada no livro 2 Timóteo: “toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.” Palestras Representantes de três segmentos religiosos falaram sobre a Bíblia. Primeiro a ocupar a tribuna, da comunidade espírita, Guilherme Azeredo afirmou que Cristo falou de amor e amou, falou de perdão e perdoou. A Bíblia, segundo Guilherme, é o maior código de ética e moral, por isso não importa quanto tempo vamos viver, mas como vamos viver. “A vida é um dever que trouxemos para fazer em casa.” Pela comunidade evangélica, pastor Jorge Antunes disse que toda a Escritura é inspirada por Deus. Disse que a sociedade precisa de uma fé, “ancorada o amor de Deus e no seu

cuidado”. “A Bíblia é Deus falando com o homem, em favor do homem”, definiu, lembrando ser o livro mais lido no mundo. Pela Igreja Católica, o diácono ­Marcelo Henrique de Souza destacou a iniciativa da Câmara em promover a solenidade que reúne diversos segmentos religiosos para refletir sobre a Bíblia, “a grande referência da sociedade”. Elevou a importância da reflexão em conjunto, “no tempo em que vivemos, de intolerância religiosa”. “A Bíblia tem um caminho de vida”, resumiu. Ao final, a sessão foi abrilhantada com músicas executadas pelo Coral Vozes Celestes, da Assembleia de Deus – Ministério de Taubaté.

Vereador Noilton Ramos com membros do Coral Vozes Celestes da Assembleia de Deus

23

Câmara Municipal de Taubaté 18.setembro.2015

BL 968  
BL 968  

Boletim Legislativo nº 968