Page 6

os contentores inteligentes em profundidade, e projetos no terreno como “Lisboa a compostar”, “Repair Café”, “Pay as you throw” ou o combate ao desperdício alimentar são apostas para uma cidade ambientalmente responsável. Um prémio em nome da trajetória e do compromisso

CORREDOR VERDE ORIENTAL Este novo espaço já é visível na frente ribeirinha de Lisboa, numa faixa marginal que se estende entre a Doca do Poço do Bispo e o final do Parque das Nações. São cerca de 86 mil metros quadrados de «verde», a construir em duas fases: a primeira, na frente ribeirinha contígua ao loteamento “Prata” e ao edifício da Tabaqueira; a segunda, na zona da Matinha. Ficará ligado até 2020 ao existente Parque Urbano do Vale Fundão através de um novo corredor verde que se estende para o interior da freguesia de Marvila.

Campo

das

Cebolas

Américo Simas

O compromisso é sério, e Lisboa quer ser, a partir de 2020, um exemplo para o mundo. Por isso está previsto, até esse ano, um crescimento de mais 10% da área verde a somar aos 10% que foram criados desde 2008 através de cinco novos corredores verdes, aos quais se vão juntar outros quatro em conclusão até 2020. Prados de sequeiro, hortas urbanas, reconversão da Praça de Espanha em parque urbano, projeto de Entrecampos, Corredor Verde do

Vale de Alcântara, parque verde da nova feira popular, reconversão do aterro do Vale do Forno em parque urbano, Corredor Verde Periférico… Há confiança numa cidade preparada para enfrentar os desafios ambientais.

4

Profile for Câmara Municipal de Lisboa

Revista Lisboa n.º 25  

O outono, estação de transição por excelência, oferece-nos, a par da providencial e necessária chuva, belos dias de sol,...

Revista Lisboa n.º 25  

O outono, estação de transição por excelência, oferece-nos, a par da providencial e necessária chuva, belos dias de sol,...

Advertisement