Page 1

Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de SĂŁo Paulo - 2018


ÍNDICE 01 ESCOLA ESTADUAL Projeto padrão FDE

05

02 ENTRE NÍVEIS Espaço de ligação entre vias com edificação de uso misto

13

03 PERTENCER: A dimensão urbana em conjuntos habitacionais Trabalho Final de Graduação

22

04 PROJETO DE INTERIORES Projeto de reforma de interiores para apartamento familiar

36


“A boa arquitetura é sobre a interação entre a vida e a forma”.

- Jan Gehl


CAIO DE SOUZA Solteiro, 29 anos, brasileiro Endereço: Rua Paraibuna, 443 - São José dos Campos - SP Contato: 12.996087172 - 16.981651747 - caiosouza1990@gmail.com ___________________________________________________________________________________________________ [FORMAÇÃO ACADÊMICA] • Ensino Superior (incompleto): Matemática e Física - Unicamp - Campinas, SP (2009) • Ensino Superior (completo): Arquitetura e Urbanismo - USP - São Carlos, SP (2013 - 2018) ___________________________________________________________________________________________________ [EXPERIÊNCIAS] •

Bolsista de Iniciação Científica (CNPq): Grupo Habis, Instituto de Arquitetura e Urbanismo, USP - São Carlos, SP (02/2015 - 11/2016) • Participação no 24º SIICUSP - Simpósio internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP (2016) • Participação no Concurso de idéias - Habitação Social no Centro (2018) • Projeto de interiores para casal jovem com filho (2019) ___________________________________________________________________________________________________ [IDIOMAS] • Português: Nativo • Inglês: Intermediário • Espanhol: Fluente ___________________________________________________________________________________________________ [SOFTWARES] Photoshop | GIMP | Indesign | Ilustrator | Sketchup | Vray | ArchiCAD | AutoCAD | Inkscape ___________________________________________________________________________________________________ [BAGAGEM CULTURAL] • • •

Madrid, Espanha (5 anos) Antuérpia, Bélgica (3 meses) Londres, Inglaterra (2 meses)


01 ESCOLA ESTADUAL _________________________ Período: 6º semestre da graduação (2015) Equipe: Caio de Souza, Lucas Vecchia, João Gonçalvez, Ana Paula Guaratini, Ana Flávia Zuccolin O projeto foi desenvolvido para a disciplina de projeto do 6º semestre da graduação. Situada no Balão do Bonde, uma subcentralidade da cidade de São Carlos, deveriam ser propostos 2 equipamento públicos: uma escola padrão FDE (Fundação para o desenvolvimento da Educação) e uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Nossa equipe optou pelo projeto da escola. A principal preocupação do projeto foi extrair o máximo de identidade em um programa tão consolidado e rígido, de forma a criar uma edificação que despertasse um sentimento de apropriação e valorizasse a região. Assim, foi proposta uma pequena praça em frente que busca servir de estar para os pedestres, trazendo de plano de fundo o a beleza dos brises de madeira propostos para resfriar a fachada norte do edifício.

4


LOCALIZAÇÃO A localização do projeto encontra-se no miolo de uma subcentralidade da cidade de São Carlos, específicamente na região do Balão do Bonde. Trata-se de uma região predominantemente residencial, com uma crescente densidade de comercios e equipamentos públicos. A proposta é articular, nesse grande lote residual, 2 grandes equipamentos: uma escola padrão FDE e uma UPA (unidade de pronto atendimento), buscando suprir uma demanda latente de uma área cada vez mais densa.

Balão do Bonde

UPA proposta FDE proposta

6


PROPOSTA Um aspecto importante foi o acesso principal, que deveria ser uma entrada marcante e que ao mesmo tempo fosse um elemento de distribuição dos blocos setorizados. Uma grande cobertura em grelha de madeira laminada colada foi escolhida, criando um jogo de luz e sombra ao mesmo tempo em que a materialidade traz uma percepção orgânica, acolhedora. A planta foi pensada em 4 partes: (1) o acesso principal que dá para uma ala central de distribuição e acesso direto a rampa de acesso vertical, dando para o segundo pavimento e para o ginásio no um nível abaixo; (2) a ala das salas de aula; (3) a ala dos outros equipamentos, como biblioteca, laboratório e refeitório; e (4) o ginásio coberto. GINÁSIO

ADMINISTRATIVO E REFEITÓRIO

SALAS DE AULA

ACESSO PRINCIPAL

7


A 2

1

8 9 7

9

10

4

4

4

2 6 8

3

3

3

A

PLANTA TÉRREO

CORTE AA’ 8

3

3

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Secretaria Almoxarifado Salas de aula Laboratórios Cozinha Refeitório Cantina Sanitários Depósito Sala de leitura


A 13

12

9

11

8

14

9

16

3

3

3

3

3

8

3

3

3

3

3

17 15

3. 8. 9. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17.

Salas de aula Sanitários Depósito Diretoria Vice-diretoria Coord pedagógica Sala de recursos Informática Grêmio Sala de professores

A

PLANTA 1º PAVIMENTO

9


02 ENTRE NÍVEIS _________________________ Período: 7º semestre da graduação (2016) Equipe: Caio de Souza O projeto foi desenvolvido para a disciplina de projeto do 7º semestre da graduação. Situado entre os bairros Botafogo e o condomínio Swiss Park, o terreno possui uma grande declividade. A principal preocupação do projeto foi articular, nesse espaço que serviria de ligação entre ruas de diferentes níveis, mais que apenas um trajeto peatonal: um espaço de convivência com uso comercial no térreo e de estar, de contemplação da bela paisagem que se forma em direção ao rio Monjolinho através de mirantes propostos. A edificação continua sobre o térreo livre, com uso residencial de média densidade.

12


Swiss Park Condomínio fechado

Shopping Iguatemi

Proposta de urbanização Unifamiliar Multifamiliar Institucional Comércio Vias criadas

Bairro Botafogo

14


PROPOSTA O projeto iniciou-se em duplas, em um exercício de desenho urbano para uma gleba em um terreno de fragilidade ambiental. A proposta foi criar um projeto de zoneamento que se articulasse ao terreno, ao mesmo tempo em que trouxesse um espaço de transição entre os condomínios e o bairro do outro lado do vazio urbano, caracterizado predominantemente por famílias de baixa renda. Logo, a proposta deveria incluir equipamentos públicos abertos à população e um zoneamento misto, abarcando comércios, serviços, residências unifamiliares e multifamiliares. O gabarito máximo foi definido 2 pavimentos para as unidades unifamiliares, e em 4 pavimentos para as unidades multifamiliares, de forma a criar uma urbanização de média densidade, com pontos focais para os centros coletivos. A dupla então foi dividida e o tipo arquitetônico projetado por mim foi o multifamiliar. A idéia geral do projeto era criar um espaço que ligasse as diferentes cotas entre as ruas, com espaços comerciais no térreo e residenciais a partir do 1º pavimento. Além disso, a característica do terreno faz com que haja um grande potencial de aproveitar esses espaços como mirantes. A cota mais baixa foi aproveitada para criar o acesso ao estacionamento, visto como subsolo na cota da rua mais alta.

Comércio Estacionamento

Unidades habitacionais

Uso Misto

15


PLANTA TÉRREO

PLANTA 1º PAVIMENTO

CORTE AA’ 16


Vista da rua superior

Vista da rua inferior

17


03 PERTENCER:

A dimensão urbana em conjuntos habitacionais

_________________________ Período: 10º semestre da graduação (2018) Equipe: Caio de Souza O presente trabalho de graduação articula-se no âmbito das discussões sobre a atual produção de conjuntos habitacionais de interesse social vinculados à programas do governo. O motivo da escolha deste tema deu-se pela busca em compreender a forma como o estado provê moradias para os mais necessitados, geralmente em regiões completamente afastadas dos centros urbanos. Apesar da evolução constante das políticas públicas habitacionais, das inúmeras discussões sobre o direito à cidade e a função social da propriedade, a atual produção reforça um histórico de desigualdade social já presentes em conjuntos anteriores, enquanto terras em regiões inundadas de infraestrutura são palco de especulação imobiliária. Ainda, o que se reproduz é uma excessiva padronização das moradias, deixando de lado as diferentes necessidades dos mais diversos grupos familiares beneficiados. A proposta em questão busca romper com essa lógica, pensando na promoção de habitações de uso misto em lotes centrais, suprindo um esvaziamento gradativo de pessoas e provendo novos usos para a população já instalada, ao passo em que garante moradias adaptáveis aos diferentes modos de vida e o direito à cidade para as classes mais baixas.

20


21


Santa Casa

1km

500m

1000m

Teatro Municipal

Catedral Mercado Municipal

Biblioteca

SESC Poupatempo

LOCALIZAÇÃO O lote escolhido fica no centro, no cruzamento das ruas Aquidaban com a Major José Inácio, próximo à Comendador Alfredo Maffei e à Avenida São Carlos. Trata-se de um vazio urbano de aproximadamente 2.500m², usado atualmente para descarte de lixo e depósito de materiais de construção. É um lote com características bem interessantes: tem aproximadamente 60m de perímetro de esquina, enquanto se aprofunda lote adentro como miolo de quadra, tendo os fundos dos lotes adjacentes voltados para ele, trazendo diversas potencialidades para a implementação de um conjunto habitacional de uso misto. É uma região bem provida tanto de vias importantes, quanto de transporte público, possuindo uma grande densidade de pontos de ônibus no entorno. São 3 pontos a 1 quarteirão de distância, e se necessário possui grandes entroncamentos a menos de 500m, nos pontos próximos ao Mercado Municipal e na região da Praça da XV de Novembro.

24


COLETIVO

PÚBLICO

O terreno constitui ao mesmo tempo um miolo de quadra, tendo o fundo dos lotes virados para ele, e uma esquina, tendo um grande potencial para a criação de um espaço público que possa integrar o projeto com a cidade. A idéia é criar um eixo de circulação que permeie essas escalas de forma sutil.

HIERARQUIA

Assim, busca-se criar um conjunto atento ao convívio social, com diversas possibilidades de circulação e uma transição suave entre o público e o privado.

CIRCULAÇÃO

ESPAÇOS COLETIVOS

DADOS DO PROJETO: Área do lote: 2500m² Nº de unidades: 44 UH Densidade pop: 550hab/ha Taxa de ocupação: 36% Sistema construtivo: Alvenaria estrutural cerâmica

O térreo da edificação voltado para a praça é de uso comercial, tendo ainda habitações com acesso pelo recuo do lote. Vinculado à ele, um restaurante e bar enterrado em relação à cota adjacente da rua, responsável por convergir as vivências dos moradores e da população do entorno, e mantê-las também no período noturno. É proposta uma ligação entre os terraços, criando possibilidades de circulação e um pórtico de entrada.

A estratégia geral é criar uma hierarquia através dos espaços livres, transitando de uma praça pública voltada para a cidade, passando por um caminho arborizado com uma horta comunitária fazendo a transição, e um playground ao fundo como uma área mais coletiva para os moradores.

USO MISTO 25


1

AS UNIDADES HABITACIONAIS

DIVERSIDADE TIPOLÓGICA

2

ESPAÇOS NEUTROS

3

AMPLIABILIDADE

A diversidade tipológica se dá pela modificação de uma unidade padrão (1) de 2 quartos, movendo um dos quartos para o lado oposto. As unidades são dispostas de forma que se criem espaços livres (2) entre elas, servindo inicialmente como espaços de livre apropriação dos moradores, no limite entre o público e o privado. Tais espaços são previstos para futuras ampliações (3) das residências, podendo prover mais um quarto, um escritório, ou até um comércio ou serviço (4), uma vez que o espaço é voltado para a circulação principal e permite o acesso na fachada. Ainda, um terceiro tipo (kitnet) de 28m² é previsto para locação social, possibilitando o atendimento de uma grande variedade de tipos familiares. As plantas foram pensadas numa modulação de 1,2m.

4

POSSIBILIDADE DE RENDA

27


C

3 B

7,50

B

4,50

4,00

6,50

3,50

2 A

A

3,00

0,00

1

1 Praça pública 2 Horta comunitária 3 Playground

0,50

Cota 4,5m 5,0m 10,0m 28

25,0m

C

PLANTA DE TÉRREO


CORTE AA’

CORTE BB’

CORTE CC’

15,50 m 12,50 m 9,50 m 6,50 m 3,50 m

0,00 m

29


PLANTA TIPO 3 (KITNET) PLANTA TIPO 1

+ Quarto

+ Escritório

+ Comércio / Serviço

PLANTA TIPO 2 32

POSSIBILIDADES DE AMPLIAÇÃO


DETALHE DA PAREDE DE ALVENARIA RECUADA COM TRILHO DA ESQUADRIA

Laje pré-fabricada Piso metálico vazado Bloco canaleta J Trilho da janela

Graute

Vergalhão Bloco canaleta U Bloco cerâmico 29x19x14cm

34


SISTEMA CONSTRUTIVO O sistema usado é em alvenaria estrutural de blocos cerâmicos por ser um sistema modular, de baixo custo, baixo consumo de água na produção e sem necessidade de mão de obra especializada. O projeto explora a materialidade de forma diferenciada, fazendo o uso de cobogós para a construção da fachada e da ambientação interna, além de variações na disposição dos blocos, criando recuos nas janelas para implementação dos trilhos das esquadrias e transições visuais entre os cobogós e as paredes de alvenaria.

DETALHE DA PASSARELA

Guarda corpo Viga invertida de concreto de 20x80cm Laje pré-fabricada

35


04. PROJETO DE INTERIORES Casal jovem com uma filha de 2 anos buscavam reformar o apartamento e trazer um projeto que trouxesse dinamismo, força e energia. Foi realizado o projeto da sala de estar conjugada com a sala de jantar, e o banheiro social. Na sala, a parede de tv foi textuizada em cimento queimado, criando um forte contraste com a cor amarela, utilizada pontualmente para trazer dinamismo ao espaço. O painel de madeira ripada separa visualmente a sala de jantar da de estar, trazendo um espaço conjugado com clara definição dos usos. Uma porta de correr foi instalada no acesso para o corredor. No banheiro, o cimento queimado aparece na bancada da pia. O uso da madeira torna o espaço confortável e o espelho emoldurado em conjunto com o quadro de girafa (animal preferido da criança) trazem um toque lúdico ao ambiente.

36


Entre a sala e a cozinha existia uma pequena bancada, formando quase uma cozinha americana. Os proprietários não desejavam integrar totalmente a cozinha à sala. Dessa forma, o espaço da bancada foi ampliado verticalmente, e foi implementada uma divisória de madeira para garantir mais um elemento decorativo e funcional para ambos os ambientes, enquanto permite uma melhor iluminação natural para a cozinha, cuja iluminação provém somente da janela da área de serviço.

37


38


39


Portfolio 2019 caiosouza1990@gmail.com 12.996087172

Profile for Caio Souza

Portfolio acadêmico - Caio de Souza  

Projetos selecionados da graduação no Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da Universidade de São Paulo (USP) [2013-2018].

Portfolio acadêmico - Caio de Souza  

Projetos selecionados da graduação no Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da Universidade de São Paulo (USP) [2013-2018].

Advertisement