Issuu on Google+

TRIBUNA DO POVO SETEMBRO DE 2013 | Jornalista Responsável: Caio Gomes - MTB:65601 | Ano IV | Edição nº 52 | DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

A história de um município arquipélago que comemora 208 anos de causos, lendas e muito mais Muitas estórias, causos e lendas contam a história de Ilhabela e de seu povo, mas os registros do arquipélago certamente passaram a ser mais conhecidos didaticamente a partir de estudos e pesquisas de uma vida, compilados e publicados em 2005 por Nivaldo Simões, na obra “Conto, canto e encanto com a minha história... Uma viagem pela história do Arquipélago de Ilhabela”.

Segundo a obra, a ilha de São Sebastião foi identificada por Américo Vespúcio, conhecido navegante italiano, em 20 de Janeiro de 1502, dando-lhe o nome do Santo do dia: São Sebastião. Era a primeira expedição exploradora enviada por Portugal, Vespúcio escreveu mais tarde que, se realmente existisse um paraíso na terra, este certamente seria o lugar, hoje denominado Litoral Norte.

EXCLUSIVO

Confira: entrevista com o prefeito Toninho Colucci que falou sobre saúde, sucessão e muito mais... Em comemoração aos 208 anos de Ilhabela, a Tribuna do Povo de Ilhabela entrevistou com exclusividade o prefeito Antonio Luiz Colucci (PPS). Formado em odontologia pela Unesp de São José dos Campos, pós-graduado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo – USP,

PRESENTE DE ANIVERSÁRIO

GOSPEL

Comemoração dos 208 anos da cidade terá encontro evangélico “Aviva Ilhabela” O Encontro Evangélico “Aviva Ilhabela”, organizado pelo Conselho de Ministros Evangélicos de Ilhabela (Comei) em parceria com a Prefeitura, mais uma vez integra à programação oficial do aniversário de emancipação político-administrativa da cidade e será realizado entre os dias 4 e 6 de setembro, sempre a partir das 19h, na Praça

Toninho Colucci é Capitão da área da Saúde da Polícia Militar.Reeleito prefeito de Ilhabela em 2012 com 8.731 votos, Toninho Colucci falou pela primeira vez a Tribuna do Povo, inclusive sobre temas polêmicos, de forma bem tranquila. Confira os principais trechos:

de Eventos e Lazer do Galera, no bairro Água Branca. Ilhabela comemora 208 anos no próximo dia 3 e a Prefeitura preparou uma vasta programação esportiva e cultural (confira no portal www.ilhabela.sp.gov.br), aberta nesta sexta-feira (30/8) e que prossegue ao longo de todo o mês de setembro. Veja mais na página 04.

Prefeitura anuncia construção de nova sede para a APAE de Ilhabela

“Estou maravilhada com o atendimento e cuidado dos funcionários da APAE aqui de Ilhabela. Fui muito bem recebida,”afirmou Aparecida de Lurdes Araújo, 52 anos O anúncio foi feito pelo Chefe de Gabinete da Prefeitura Julio Cezar De Tullio, representando o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, durante a abertura da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, no último dia 21,

no Centro Educacional e Cultural “Pref. Roberto Fazzini”, na Praia Grande. Ao todo, a APAE de Ilhabela atende 73 alunos, mas o prédio atual já não supre as necessidades da entidade há algum tempo. Veja mais na página 03.


02

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

facebook.com/TribunadoPovo

Parabéns Ilhabela

EDITORIAL

Para a Ilhabela que queremos o compromisso deve ser de todos Com imenso carinho e satisfação por esta cidade que nos acolhe de forma ímpar, dirijo-me a todos os leitores, amigos e colaboradores, devassando os verdadeiros desafios dos próximos 208 anos. Em pouco mais de dois séculos, muitos acontecimentos e governantes passaram por estas terras. Depois que o movimento liderado pelo Capitão Julião de Moura Negrão, sensibilizou o capitão-general da Capitania de São Paulo, Antônio José da Franca Horta, e elevou a Capela da Ilha de São Sebastião à condição de Vila Bela da Princesa - que posteriormente passou a se chamar Ilhabela - é preciso fazer um breve balanço do arquipélago que temos e do que queremos para os próximos duzentos e oito anos. Muitos que vivenciaram a explosão econômica do município durante os ciclos do café e da cana de açúcar, não acreditavam que isto um dia pudesse acabar. No entanto, com a abolição da escravidão e com a vasta degradação ambiental que consumia o solo do arquipélago, a economia local entrou em colapso junto com o resto do mundo em meados do século XX, o que levou ao êxodo de grande parte dos mais de 10 mil moradores de Ilhabela na época. Fatos históricos como esses precisam ser levados em consideração nos dias de hoje, afinal, as gerações atuais vivem a “época dos royalties”, um período próspero e de fartura de recursos e serviços públicos, que permitem aos governantes administrar a cidade com condições muito melhores que em outrora. De acordo com o relatório da Agencia Nacional de Petróleo (ANP), entre maio e junho deste ano, Ilhabela recebeu de compensação financeira mais de R$ 10 milhões de reais. No mês de julho, a cidade recebeu cerca de R$ 5,7 milhões e em agosto os ren-

dimentos dos royalties ultrapassaram a casa dos R$ 6,4 milhões, mas ao contrário do que muitos pensam este dinheiro tem fim e é preciso planejar nossa cidade desde já, para que as gerações futuras não precisem abandonar este paraíso por falta desses recursos num futuro próximo. Em contrapartida, nossa população aumenta a cada dia. Migrantes, nascimentos, veranistas fixos e muitos outros fatores podem causar um colapso nos serviços públicos da cidade nas próximas décadas. A falta de água nos próximos 40 anos, por exemplo, já era apontada pelo ambientalista Nivaldo Simões na década de 90 e o consumo aumenta a cada dia. O crescimento está em todos os lugares, perceba a quantidade de carros nas ruas da cidade ou o tamanho do novo estacionamento do Supermercado do Frade, o antigo Mercado Silva, lembra? Hoje, sem sombra de dúvida, Ilhabela possui serviços públicos diferenciados da grande maioria das cidades brasileiras. Não faltam vagas nas escolas municipais, tampouco merenda e materiais escolares. Temos transporte escolar gratuito para as crianças e professores às centenas. A grande demanda não permite excelência, mas o serviço de saúde pública funciona a contento de grande parte da população que usa exclusivamente o Sistema Único de Saúde para consultas, exames e atendimentos de emergência. Sob responsabilidade do Governo do Estado, a segurança é um desafio. O crescente número de menores infratores e usuários de drogas em todo Brasil, desafia especialistas e assoberba juizados. Em Ilhabela, pelo menos nos últimos cinco anos, nunca a Polícia Civil e Militar trabalhou tanto, pelo menos é o que apontam os indicadores da Secretaria de Segu-

rança Pública. Um fato que preocupa grande parte da população é a preservação do meio ambiente. É evidente que a grande maioria das pessoas não conhece a história de “Formosa”, tampouco a de “Vila Bela da Princesa”, devastadas pelo cultivo de café e cana de açúcar, recuperada ao longo do último século. Como uma parábola proferida no Novo Testamento, é preciso ter muito “cuidado com os falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores”. Esta passagem ilustra muito bem o período em que vivemos, onde falsos líderes pregam um arquipélago sustentável, enquanto habitam mansões praticamente em cima de riachos e cachoeiras. Precisamos agir em prol do bem comum e não de acordo com o interesse próprio que muda na cabeça de alguns como as nuvens. Para termos uma Ilhabela realmente sustentável, não podemos depositar todas as nossas esperanças nas costas do poder público e esperar que a prefeitura eduque nossos filhos, nem tão pouco que entre em nossa casa para combater focos de dengue ou separar nosso lixo do reciclável. Enfim, para continuarmos tendo uma Ilhabela desenvolvida e preservada, precisamos voltar a ser aquela sociedade ‘pré-vepúciana’, revendo nossas perspectivas etnocêntricas e fomentando ainda mais o turismo sustentável, evitando o declínio econômico e consequentemente um novo êxodo deste maravilho lugar. Como seu último nome já diz, “Ilhabela” é rica em beleza, principalmente quando se trata de natureza e pode ser o refúgio perfeito para quem precisa, desde que respeitem nosso povo e nossa vasta cultura. Parabéns Ilhabela!

Dois Palito Por Caio Gomes

caiocomunica@hotmail.com

Verdes (1) Após seis anos à frente do Partido Verde de Ilhabela, Nuno Gallo deixou a presidência do partido com o sentimento do dever cumprido...

Verde, azul e amarelo (5) Um ponto importante desta história toda é o fim do mal estar entre Lobo e alguns membros do atual governo. Segundo ele mesmo está acontecendo tudo de forma natural e seu relacionamento com o prefeito Toninho Colucci continua da mesma forma.

Verdes (2) Com a saída de Gallo entrou em cena “Ele”. Isso mesmo, atende pelo nome de Sidney Apocalypse o novo presidente do Partido Verde de Ilhabela. A escolha de Apocalypse agradou a maioria dos verdes, pelo menos foi o que conseguimos apurar superficialmente.

Visita ilustre (1) Quem andou surpreendendo nas últimas semanas foi a presidente do PTB de Ilhabela, Juliana Storti. Um enfronhado agente emitiu um relatório às pressas, dando conta de que a enfermeira estaria reunida com nada mais nada menos que Julio Cezar De Tullio, o braço direito e esquerdo do prefeito Toninho Colucci.

Verdes (3) Ainda é cedo para um balanço, no entanto, o novo presidente é conhecido por ser uma pessoa boa de papo e extremamente comprometido com os rumos do partido, porém muito mais com o Governo Colucci, onde ocupa a cadeira de Secretário de Assuntos Jurídicos. Boa sorte a ambos!

Visita ilustre (2) E não acaba por ai. Quem pensa que foi apenas um encontro cordial pode botar as barbas de molho. Acompanhada da vereadora Benedita Gonzaga de Campos, a “honeeeeesta” professora Dita, Juliana fez alguns pedidos a Cezar De Tullio que atendeu rapidamente suas demandas.

Vermelhos (1) Outra mudança que pode acontecer nos próximos dias é na presidência do Partido dos Trabalhadores Ilhéu. Segundo nossos agentes, o presidente do PT de Ilhabela, Antonio Marcos Rodrigues Matos, o Marcos Moreno estaria por um fio. Vermelhos (2) Quem assume? Bom isso ainda é um segredo guardado a sete chaves, no entanto, a única informação obtida por esta coluna aponta para um secretário municipal presente no mesmo cargo desde 2009.

Visita ilustre (3) Ao final do encontro Juliana, para retribuir a delicadeza de Cezar, a moçoila se colocou a disposição para o que Cezar precisasse, de bate e pronto o Chefe de Gabinete respondeu: “To precisando de uma Vice!” Em tom de brincadeira Juliana respondeu o mesmo.

Verde, azul e amarelo (1) As mudanças nos comandos partidários estão a todo vapor. Isso por conta das eleições do próximo ano. A mais quentinha é a mudança no comando do PSD de Ilhabela. Verde, azul e amarelo (2) Com exclusividade, fomos informados na última sexta-feira (30/08) que Luiz Antonio dos Santos, o Luiz Lobo, não responde mais pelo PSD ilhéu. Segundo consta, Lobo tem planos breves e ao que tudo indica ele deverá trabalhar para dois deputados de outro partido no próximo ano. Verde, azul e amarelo (3) Uns podem achar estranho, no entanto, se o cara arrumar um balaio de votos para estes camaradas é evidente que tomará a frente do partido de ambos no arquipélago logo mais a frente. Com isso ele consegue, inclusive, reforçar o time. Verde, azul e amarelo (4) A dúvida agora é justamente para quem Lobo passará o bastão. Muitos apostam no Vereador Adilton Ribeiro, mas se as fichas fossem minhas apostaria todas na vereadora e presidente da Câmara de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha.

Balanço (1) O pleito está distante e ele não confirma, mas ao que tudo indica o Chefe de Gabinete, Julio Cezar De Túllio está trabalhando com a corda toda e evidentemente deverá se colocar como um dos prováveis candidatos à sucessão do prefeito Toninho Colucci em 2016. Balanço (2) Quem fortalece esta teoria é o vereador Adilton Rocha Ribeiro (PSD) que anda falando aos quatro ventos que Cezar é seu candidato e que ele vai trabalhar (pasmem) para ser o futuro vice-prefeito de Ilhabela. Supetão (1) Na última quinta-feira (29/08) o prefeito Toninho Colucci passava em frente à sede da Rádio Morada FM q decidiu parar. Colucci entrou no estúdio onde acontecia, ao vivo, o “Jornal da Morada, a Voz do Povo”, surpreendendo o Acácio, o Neto e os ouvintes do programa. Supetão (2) De cara, Colucci afirmou - em tom de brincadeira - que decidiu entrar e que iria tomar conta do pedaço. Esperto que só, Colucci fez um balanço sobre a eliminação do Palmeiras da Copa do Brasil e na sequencia já engatou a programação do aniversário da cidade. Supetão (3) O Neto que não é bobo nem nada aproveitou para questionar quais ações estavam sendo tomadas para sanar os proble-

mas na travessia de balsas entre Ilhabela e São Sebastião. O Prefeito acabou fazendo piada, uma vez que no dia em que iria se encontrar com o Diretor do Dersa em São Paulo a balsa parou. Posteriormente, Colucci afirmou que duas balsas estão sendo reformadas e adaptadas para melhorar a condição da travessia, falou sobre a qualidade do serviço de saúde em Ilhabela e fez um ‘merchan’ de seu governo. Impossível A diferença entre o possível e o impossível são as tentativas bem sucedidas, pelo menos é o que dizem os autores de livros de autoajuda. Sem a menor vergonha de escrever nesta coluna, assumo que eu fui um dos que mais duvidou do que está prestes a acontecer em Ilhabela. Possível e provável (1) Na última semana, fomos informados de que a Prefeitura de Ilhabela conseguiu uma decisão judicial favorável à penhora de cerca de R$ 18 milhões de reais de uma das maiores e mais importantes empresas do mundo, a Petrobras. Possível e provável (2) A história conta que nos anos de 1995, 1996 e 1997 a Petrobras não repassou a Prefeitura de Ilhabela, os valores devidos referentes aos royalties de petróleo. Isso gerou uma ação judicial do município de Ilhabela contra a empresa, afinal o arquipélago só passou a receber os recursos de compensação ambiental a partir de 1998, sendo que o município de São Sebastião já recebia nos três anos anteriores. Possível e provável (3) A Prefeitura entrou na Justiça, que já deu ganho de causa ao município. No entanto, só agora, depois de 17 anos é que os valores corrigidos deverão ser recebidos pela prefeitura, cerca de R$ 18 milhões. Possível e provável (4) E é ai que entra aquele papo do impossível que falei lá atrás. Ao que tudo indica, essa dinheirama deverá ser utilizado na desapropriação do Hotel Pelicano, onde deverá ser instalada uma Faculdade de Hotelaria e Gastronomia e na construção de um terminal de passageiros de transatlânticos, provavelmente no Esporte Clube Ilhabela, na Vila. Possível e provável (4) E não termina aí. Nesta mesma ação, a Prefeitura ainda poderá receber mais R$ 54 milhões referente a uma multa aplicada à Petrobras por “litigância de má fé”, que de acordo com o Wikipédia, a litigância de má-fé ocorre quando uma das partes de um processo lida intencionalmente com deslealdade, prolongando o processo de forma maldosa, retardando o pagamento da dívida. Possível e provável (5) Certamente este R$ 54 milhões de reais seriam um presente e tanto em comemoração aos 208 anos de Ilhabela. É esperar pra ver, até a próxima.


facebook.com/TribunadoPovo

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

03

PRESENTE DE ANIVERSÁRIO

Prefeitura anuncia construção de nova sede para a APAE de Ilhabela

“Estou maravilhada com o atendimento e cuidado dos funcionários da APAE aqui de Ilhabela. Fui muito bem recebida,”afirmou Aparecida de Lurdes Araújo, 52 anos O anúncio foi feito pelo Chefe de Gabinete da Prefeitura Julio Cezar De Tullio, representando o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, durante a abertura da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, no último dia 21, no Centro Educacional e Cultural “Pref. Roberto Fazzini”, na Praia Grande. Ao todo, a APAE de Ilhabela atende 73 alunos, mas o prédio atual já não supre as necessidades da entidade há algum tempo. A entidade dispõe de uma escola especial com corpo docente especializado e multidisciplinar. A equipe conta com o trabalho de psicóloga, fono, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista e assistente social. A entidade também conta com uma Sala de Estimulação, para o início dos trabalhos após o primeiro diagnóstico. O chefe de Gabinete da Prefeitura, Julio Cezar De Tullio, informou que para 2014 está prevista a construção de uma nova sede para a instituição. “A APAE tem uma missão muito bonita. Fico emocionado ao ver o trabalho e o esforço dessa equipe. Por isso, a pedido do prefeito Colucci, quero anunciar que até o início do próximo ano serão iniciadas as obras da nova sede da APAE de Ilhabela. Um terreno com cerca de 3 mil metros quadrados e uma instalação moderna e de qualidade. Esperamos começar o quanto antes”, afirmou o chefe de Gabinete. Na cerimônia de abertura também estiveram presentes: a secretária de Educação, Lídia Sarmento; o secretário de Meio Ambiente, Cristobal Parraga; a presidente da APAE de Ilhabela, Mônica Kurachina, além do vereador Luizinho Paladino. A presidente da APAE, Mônica Kurachina, ressaltou que o evento será realizado em todo o país durante a semana. “É muito importante essa união entre pais e alunos. Essa semana é o reconhecimento de um trabalho feito com carinho e dedicação”. Para a secretária de Educação, Lídia Sarmento, a parceria com a APAE é de extre-

Fotos: Cláudio Rodrigues/PMI

Alunos da APAE de Ilhabela prepararam diversas atrações musicais e teatrais e encantaram o público presente A cerimônia de abertura contou com as presenças do Chefe de Gabinete, Julio Cezar De Tullio; da secretária de Educação, Lídia Sarmento; da presidente da APAE de Ilhabela, Mônica Kurachina, e do vereador Luizinho ma importância. “A APAE é uma entidade que temos um carinho especial. Me impressiona a dedicação, o carinho e o respeito que os funcionários têm com os alunos. É um grande prazer fazer parte dessa bonita parceria”, disse a secretária. A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla vai até o próximo dia 28 de agosto. Impasse O possível fechamento das Apaes de todo o Brasil mexeu com o público presente na cerimônia de abertura da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. O importante trabalho realizado pela APAE de Ilhabela foi ressaltado pela recém-chegada ao município, a costureira Aparecida de Lurdes Araújo, 52 anos. Seu filho, Marco Antônio, de 22 anos, é aluno da APAE. A família está em Ilhabela há cerca de um mês. “Estou maravilhada com o atendimento e cuidado dos funcionários da

APAE aqui de Ilhabela. Fui muito bem recebida,” disse. Sobre o possível fechamento das Apaes, ela declarou: “Eu sou contra. Uma entidade como essa não pode fechar as suas portas. Só nós sabemos os problemas e os preconceitos que enfrentamos. Acho um absurdo”. Moradora do bairro do Bexiga, em Ilhabela, a doméstica Alaide dos Santos, de 45 anos, também comentou sobre o possível fechamento das Apaes anunciado pelo Governo Federal. “Meu filho precisa muito da APAE. Lá, ele aprendeu andar e falar. Conseguiu desenvolver. Espero que isso não aconteça no país. Muitas pessoas precisam da APAE”, questionou Alaide, que é mãe do aluno Maicon Santos da Costa, de 20 anos. Maicon sofre de epilepsia e frequenta a APAE desde os 6 anos. O possível fechamento as Apaes se deve a “Meta 4”, que está sendo votado no Congresso Nacional e se for aprovada irá acabar com as

Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) até 2018. A meta, do Plano Nacional de Educação (PNE), determina que alunos com deficiência estudem em escolas regulares, sem a opção de escolherem por escolas especiais como as Apaes. O projeto ainda está em tramitação no Senado. Repúdio e Apelo Os vereadores de Ilhabela aprovaram duas Moções, uma de Repúdio e outra de Apelo contra a proposta do Ministério da Educação no documento-referência da “Conferência Nacional da Educação” que pretende acabar com as escolas filantrópicas no país, entre elas a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), durante a sessão Ordinária da última terça-feira (27/8). As moções foram apresentadas pela vereadora-presidente, Gracinha Ferreira (PSD) e pelo vice-presidente da Casa, vereador Adilton Ribeiro (PSD), ambas aprovadas por unanimidade.

Na discussão das matérias, os vereadores mostraram-se solidários à causa das escolas filantrópicas, que prestam um trabalho especializado para portadores de deficiência, salientando, ainda, que a inclusão social é importante, mas deve ser feita de uma maneira conjunta com essas instituições e não da forma como propõe o documento-referência aprovado na Conferência Nacional da Educação.


04

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

GOSPEL

facebook.com/TribunadoPovo

Parabéns Ilhabela

Comemoração dos 208 anos da cidade terá encontro evangélico “Aviva Ilhabela”

O Encontro Evangélico “Aviva Ilhabela”, organizado pelo Conselho de Ministros Evangélicos de Ilhabela (Comei) em parceria com a Prefeitura, mais uma vez integra à programação oficial do aniversário de emancipação políticoadministrativa da cidade e será realizado entre os dias 4 e 6 de setembro, sempre a partir das 19h, na Praça de Eventos e Lazer do Galera, no bairro Água Branca. Ilhabela comemora 208 anos no próximo dia 3 e a Prefeitura preparou uma vasta programação esportiva e cultural (confira no portal www. ilhabela.sp.gov.br), aberta nesta sexta-feira (30/8) e que prossegue ao longo de todo o mês de setembro. O “Aviva Ilhabela” começa no dia 4 de setembro (quarta) com o preletor Pastor Fernando Fé. Em seguida haverá a apresentação de bandas evangélicas locais, grupos de louvor, coreografias e teatro. Já no dia 5 de setembro (quinta) o preletor será o pastor Elias Silva e às 21h haverá o show de Marquinhos Gomes, saxofonista e cantor, destaque

Foto: Acervo

Milhares de pessoas participaram do Aviva Ilhabela realizado em 2012 no Programa Raul Gil. Fechando a programação do encontro evangélico, no dia 6 de setembro o preletor é o pastor Cléber Machado e às 21h o show com o cantor David Quilan. O irlandês que veio para o Brasil em missões com os pais escolheu o solo brasileiro como seu lar. Ele já gravou sete CDs e dois DVDs em dez anos de carreira. O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, espera uma grande confraternização em mais uma edição do evento.

“Tenho a certeza que será um grande encontro e que a Palavra de Deus será levada a cada vez mais pessoas. O Aviva Ilhabela integra mais uma vez a programação do aniversário da cidade, que terá ainda muito mais shows, desfiles, entre outras atrações. Parabéns a toda a comunidade ilhabelense”. O presidente do Conselho de Ministros e Pastores Evangélicos de Ilhabela (Comei), Arnaldo Ugo dos Santos Domingos, da igreja “O Brasil para Cristo”, ressalta a impor-

tância do evento para a comunidade evangélica do arquipélago. “Temos uma expectativa muito grande neste trabalho. Agradeço a toda a Prefeitura, e especialmente ao prefeito Toninho Colucci, que nos ofereceu uma grande estrutura para este importante evento da comunidade evangélica, dentro do Aniversário da Cidade. Esperamos todos nesta grande festa de evangelização”, disse o presidente do Comei, que tem ainda o apoio da Livraria 100% Cristão e da Prepara.

CAPACITAÇÃO

“Via Rápida” forma 64 alunos em Ilhabela

O “Via Rápida” do Governo do Estado, em parceria com Prefeitura de Ilhabela e o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), realizou a cerimônia de entrega dos certificados dos cursos de “Agente de Turismo”, “Recepção e Atendimento” e “Garçom e Garçonete” para 64 alunos, na manhã desta quarta-feira (28/8), no Píer 151, na Vila. O curso de “Agente de Turismo” formou 20 alunos e outras 22 pessoas receberam o certificado do curso de “Garçom e Garçonete”. O número de formandos foi o mesmo para o curso de “Recepção e Atendimento”. Na cerimônia de entrega dos certificados estavam presentes: o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci; o vereador Luiz Paladino - Luizinho; a supervisora do Posto de Atendimento ao Trabalhador de Ilhabela (PAT), Alda Torres; e o representante do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Jair Gustavo de Mello Torres.

Para o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, o “Via Rápida” é um ótima oportunidade de ingresso no mercado de trabalho. “O programa oferece uma qualificação gratuita e um aperfeiçoamento para a entrada no mercado de trabalho. A parceria entre o Governo do Estado e o município de Ilhabela é muito importante. Espero que essa qualificação ajude na vida profissional desses 64 alunos e que eles consigam uma oportunidade o mais rápido possível”, disse Colucci. O aluno Thiago Rodrigues dos Santos, 24 anos, formouse em “Agente de Turismo” e afirmou: “Essa qualificação abre as portas para o mercado de trabalho na área de turismo e ensina o comportamento correto em diversas situações”. Capacitar gratuitamente à população que está em busca de uma oportunidade no mercado ou que deseja ter seu próprio negócio é o objetivo do programa, que tem parceria com os muni-

Foto: Cláudio Rodrigues/PMI

O prefeito Toninho Colucci ressaltou a importância do “Via Rápida” com a oportunidade do primeiro emprego ou a inclusão no mercado de trabalho cípios. Podem participar do programa pessoas maiores de 16 anos, alfabetizadas e que residam no município.

Em Ilhabela, cerca de 350 pessoas já se formaram pelo “Via Rápida” em diversos cursos.

NOVIDADE

Ilhabela promove a 1ª “Cãominhada”

A primeira edição da “Cãominhada” em Ilhabela foi promovida pela Apailha e pelo Salvanimais, com o apoio da Prefeitura de Ilhabela, no último domingo (25/8). O evento teve a adesão de cerca de 90 pessoas, cuja maioria levou seus cachorros. O objetivo foi o de promover a conscientização sobre o tratamento dado aos animais. Os participantes e seus animais saíram da Praça Allan Kardec, na Barra Velha, e seguiram até a Praça Elvira Storaci, no Perequê. Em Ilhabela, a Secretaria de Saúde dispõe do Programa de Respeito Animal, que promove a castração e chipagem de cães e gatos.

Foto: Ronald Kraag


facebook.com/TribunadoPovo

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

Parabéns Ilhabela

05

Ilhabela comemora 208 anos de história, migração e preservação ambiental

Muitas estórias, causos e lendas contam a história de Ilhabela e de seu povo, mas os registros do arquipélago certamente passaram a ser mais conhecidos didaticamente a partir de estudos e pesquisas de uma vida, compilados e publicados em 2005 por Nivaldo Simões, na obra “Conto, canto e encanto com a minha história... Uma viagem pela história do Arquipélago de Ilhabela”. Segundo a obra, a ilha de São Sebastião foi identificada por Américo Vespúcio, conhecido navegante italiano, em 20 de Janeiro de 1502, dando-lhe o nome do Santo do dia: São Sebastião. Era a primeira expedição exploradora enviada por Portugal, Vespúcio escreveu mais tarde que, se realmente existisse um paraíso na terra, este certamente seria o lugar, hoje denominado Litoral Norte. A região permaneceu inexplorada ao longo de 100 anos após a passagem da expedição das três caravelas. Somente 1608 que veio se formar a primeira colônia burocratas portugueses oriundos da Vila do Porto de Santos, os quais se assentaram para desenvolver atividades agrícolas nas terras que haviam recebido por concessão da Capitania de São Vicente. A principal atividade era o plantio da cana de açúcar, utilizando somente mão de obra escrava, na época comercializada livremente. Plantava-se em menor escala o fumo da terra, o anil, o arroz e a mandioca. Com a chegada de mais colonos e escravos, formou-se um povoado e no dia 16 de março de 1636, o povoado emancipouse da Vila do Porto de Santos, passando a denominar-se primeiramente Vila da Ilha de São Sebastião, depois Vila de São Sebastião da Terra Firme e finalmente Vila de São Sebastião. No final do século XVIII, com o ciclo do açúcar em crise, a Ilha de São Sebastião contava com uma população espalhada por todo seu território, estimada em três mil moradores, cujos líderes pleiteavam a emancipação do território abrangido pela ilha. Na Época, liderados pelo capitão Julião de Moura Negrão, moradores da ilha, sensibilizaram o capitão-general da Capitania de São Paulo, Antônio José da Franca e Horta, que, em três de setembro de 1805, baixou uma portaria determinando a elevação da capela à condição de vila, que passaria a chamar-se Vila Bela da Princesa. O nome da nova vila foi uma homenagem a Princesa da Beira, dona Maria Tereza Francisca de Assis Antônia Carlota Joana Josefa Xavier de Paula Micaela Rafaela Izabel Gonzaga de Bragança, filha mais velha dos reis portugueses D. João VI e D. Joaquina Carlota; irmã, portanto de D. Pedro I. Vila Bela da Sereníssima Princesa

Nossa Senhora, como era chamada, foi oficialmente instalada com solenidades em 23 de janeiro de 1806. Neste período, começava a tomar vigor na Vila Bela da Princesa um novo ciclo econômico: o do café, plantado, colhido, descascado, secado, torrado, ensacado e embarcado unicamente por mão de obra escravas. Nesta época muitos países estrangeiros já proibiam a trata dos escravos, por isto a Baia dos Castelhanos era utilizada para embarque e desembarque dos escravos contrabandeados. Após 80 anos de opulência e grande poder econômico e vida cultural intensa, graças ao plantio do café em pelo menos 30 fazendas espalhadas pela ilha, à população saltou para mais de 10.000 habitantes. Por varias razões como a degradação do meio ambiente sem qualquer sustentação ecológica e sem deixar absolutamente nada capitalizado para as gerações futuras, acabou inviabilizando a cafeicultura na ilha. A ultima e talvez a mais importante foi o fim da escravidão por meio da Abolição da Escravidão em maio de 1888. A partir do primeiro quarto do XX século começou a ganhar força a produção da cachaça ou aguardente em 13 engenhos movidos a roda d’água. A produção da cachaça era colocada em pipas e escoada por grandes canoas de voga para a cidade de Santos.

Com a crise econômica se aprofundando, o governo do Estado de São Paulo em 1934 decide reestruturar a divisão territorial, extinguindo 18 pequenos municípios cuja arrecadação não era suficiente para arcar com os gastos da própria administração, entre eles estava a Vila Bela da Princesa que passou a distrito e anexada ao município de São Sebastião. A revolta foi tão grande que em apenas sete meses depois, o Governo do Estado se viu obrigado a elevar a Vila Bela da Princesa novamente a município e em 1º de janeiro de 1939 passou a denominar-se Vilabela. Um ano depois o Presidente da Republica Getúlio Vargas decidiu que Vilabela deveria se chamar Formosa e a formalização da mudança de nome veio em quatro de maio de 1940. Foi então que um movimento popular levou o governo a mudar o nome do município para Ilhabela definitivamente em 1º de janeiro de 1945. A partir da segunda metade da década de 1950 a produção de cachaça começou a sua fase declinante, sendo encerrada definitivamente em meados dos anos 70. Com as melhorias das estradas entre São José dos Campos e Caraguatatuba e sucessivamente para a cidade de São Sebastião, a partir da década de 70 o turismo começou a ganhar importância econômica em Ilhabela e continua até os dias de hoje.


06

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

EXCLUSIVO

facebook.com/TribunadoPovo

Entrevista

Entrevistamos Toninho Colucci que falou sobre Saúde, Segurança, Sucessão e muito mais... Em comemoração aos 208 anos de Ilhabela, a Tribuna do Povo de Ilhabela entrevistou com exclusividade o prefeito Antonio Luiz Colucci (PPS). Formado em odontologia pela Unesp de São José dos Campos, pós-graduado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo – USP, Toninho Colucci é Capitão da área da Saúde da Polícia Militar.Reeleito prefeito de Ilhabela em 2012 com 8.731 votos, Toninho Colucci falou pela primeira vez a Tribuna do Povo, inclusive sobre temas polêmicos, de forma bem tranquila. Confira os principais trechos:

Tribuna do Povo: A frente do governo de Ilhabela o senhor acabou ganhando muita visibilidade na mídia e, consequentemente, muito conhecimento dos problemas de nossa região. Você pretende se candidatar ao cargo como o de deputado em 2014? Toninho Colucci: Na política, esta tal visibilidade somente é conquistada com trabalho e é isso que nos move a cada dia, o poder fazer algo mais por nossa cidade, pela qualidade de vida de nossos moradores. O trabalho realizado nos primeiros quatro anos de administração nos levaram por duas vezes à presidência da Aprecesp (Associação das Prefeituras de Cidades Estância – Turismo Paulista), que reúne 65 cidades turísticas. Fundamos a Amprogás (Associação dos Municípios Produtores de Gás Natural, Petróleo, Possuidores de Gasodutos, Oleodutos, Área de Tancagem e Estação de Bombeamento) e que recentemente se tornou uma entidade nacional, que defende os royalties. Criada a Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira, recebemos o convite para a vice-presidência do conselho, até por esta participação nas outras duas entidades. Acredito que por este trabalho e por se tratar do segundo mandato na Prefeitura, estas colocações são quase que inevitáveis, mas quero deixar claro aqui que meu compromisso é com Ilhabela, com a administração municipal, com o povo ilhabelense. TP: Desde o inicio de seu primeiro mandato, muitos secretários foram substituídos ou remanejados, o senhor acredita que hoje tenha conseguido chegar à equipe ideal ou alguma mudança ainda deve acontecer? TC: As alterações que ocorreram foram naturais de qualquer governo. Secretários que passaram deram a sua contribuição e, muitos deles, seguiram

seus novos projetos. Temos uma equipe compromissada e dedicada, e isso é o importante. Quero aqui fazer um agradecimento especial a todos os servidores públicos municipais, que não medem esforços para bem atender aos anseios de nossos moradores e também aos turistas que visitam nossa cidade.

TP: Recentemente, o senhor passou a se manifestar no Facebook defendendo seu ponto de vista com relação a assuntos polêmicos. Como você avalia esta participação direta junto aos internautas? TC: Desde que iniciei o primeiro mandato em 2009 coloquei como meta a participação da comunidade e isso vem acontecendo. Criamos o Gabinete do Povo, em que atendo os cidadãos toda segunda-feira, a partir das 15h. Portas abertas para a população. Além disso fomos aos bairros, promovendo as reuniões comunitárias, no programa que denominados “Prefeitura Bairro a Bairro”, ouvindo as sugestões e reivindicações do morador no lugar onde mora, coisa que ninguém vê na região. A participação nas redes sociais fortalece este conceito, na medida do possível participo, respondo, levo as informações sobre as conquistas junto aos governos federal e estadual. É mais uma forma de estar perto da população. TP: Por que o senhor resolver engavetar a proposta de mudança no Zoneamento Ecológico-Econômico de Ilhabela? A opinião dos moradores foi levada em conta para esta tomada de decisão? TC:Não existe a cidade que o prefeito quer, mas a cidade que todos nós queremos para os próximos 10 anos. É esta a discussão. A revisão do Zoneamento Ecológico-Econômico, que é estadual, vinha sendo discutido há mais de dois anos pelo grupo formado por representantes da sociedade civil, estado e município, de maneira que uma proposta foi apresentada e levada à audiência pública, como deve ser. Defenderemos sempre a vontade da maioria, a vontade das comunidades tradicionais. Seguimos um cronograma e houve a discussão com a sociedade de Ilhabela. TP: O Governo do Estado divulgou no último dia 17, que investirá cerca de R$2,5 bilhões na ampliação do Porto de São Sebastião. Na sua opinião a ampliação do Porto é inevitável ou alguma coisa ainda pode ser

feita para retardar o desenvolvimento desenfreado de nossa região? TC: O escoamento da produção é uma necessidade do Estado e do país e sabemos que o Porto de Santos já não atende a demanda, de maneira que a ampliação do Porto de São Sebastião, que há anos vem sendo discutida, fica cada vez mais próxima. Ao projeto inicialmente apresentado, que tem no quesito contêiner o seu maior crescimento, somos contrário. A logística é complicada, tem toda a questão viária. Defendemos que a expansão do porto ocorra de outras maneiras, com terminais líquidos e de suporte offshore, por exemplo. A indústria de Ilhabela é o turismo. Temos de lembrar que o turismo gera empregos, aquece a economia e distribui riquezas, enquanto o porto concentra riquezas. O governador é uma pessoa sensível e sabemos que estará atento às nossas reivindicações.

TP: As constantes paralisações no serviço de travessia de balsas entre Ilhabela e São Sebastião levaram a Capitania dos Portos a criticar a falta de estrutura do serviço prestado pelo Dersa. O que está sendo feito para solucionar este problema que aflige tantos turistas e moradores? TC: Temos cobrado junto ao Governo do Estado as melhorias necessárias no sistema de travessia. O Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) apresentou um projeto para a Prefeitura de Ilhabela com o objetivo de melhorar o sistema de atracação da balsa. O novo sistema prevê gavetas, que deverão aumentar a capacidade operacional do serviço e melhorar a segurança e a qualidade da travessia para os pedestres. As gavetas são como as do sistema de travessias do Guarujá, onde a balsa se encaixa em um espaço para o embarque e desembarque, sem a necessidade de amarração diminuindo o tempo de manobra, refletindo por consequência no tempo de espera na fila. Neste modelo estão previstos dois berços de atracação e os pedestres contarão com um píer de uso exclusivo, embarcações separadas dos veículos e com uma nova estrutura de abrigo para a permanência durante a espera. Para dar sequência a estas melhorias, um programa da reurbanização da entrada da cidade foi projetado pela prefeitura visando integrar os diferentes modos de transporte nas proximidades, com um novo terminal de ônibus, novo termi-

nal de táxis, calçadas, ciclovia e futuramente o sistema hidroviário, além de um novo receptivo voltado aos turistas e um novo sistema de drenagem de águas pluviais. A equipe da prefeitura também propôs ao Dersa a implantação de um bolsão maior para a fila da balsa, na Avenida Tiradentes, para que o trânsito não se acumule nas imediações do Perequê. O projeto está em fase de conclusão e será disponibilizado pela prefeitura, que promoverá audiências públicas para apresentar e debater o projeto. TP: O serviço de Saúde Pública oferecido no país preocupa cidadãos e governantes. Aparentemente, em Ilhabela, a situação não é tão grave, mesmo assim moradores ainda reclamam da infraestrutura e do atendimento. Quais medidas seu governo vem fazendo para minimizar estes problemas e oferecer uma saúde de melhor qualidade no arquipélago? TC: Apesar das dificuldades do setor em todo o país, Ilhabela tem o melhor sistema de saúde entre as quatro cidades da região, como apontou o Indsus. Nos últimos anos construímos dois novos postos de saúde na região da Barra Velha, ampliamos a unidade do Itaquanduba e modernizamos o Hospital Municipal Governador Mário Covas. Agora em setembro entregaremos a ampliação do posto de saúde da Água Branca. Já declaramos de utilidade pública um terreno para construção do novo posto de saúde do sul da ilha, no Bexiga. Voltando ao hospital, este recebeu os dois leitos de semi-UTI, bem como passou por um programa de humanização do atendimento. Trouxemos para Ilhabela o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que melhorou o atendimento de emergência. Recentemente recebemos uma viatura 4x4 do SAMU, que possibilitará o atendimento em locais de difícil acesso, como por exemplo, na comunidade dos Castelhanos. Renovamos toda a frota da saúde, que acaba de receber cinco Kombis, seis veículos Fiat Uno e uma van Doblô. Além destes, a Prefeitura adquiriu ainda as duas caminhonetes Chevrolet S-10 que serão utilizadas como ambulâncias. A saúde continua sendo a nossa prioridade, assim como a Educação.

TP: Quais fatores o levaram a escolher sua esposa para ocupar o cargo de Secretária de Saúde? TC: Mais do que o fato de ser minha esposa, Lúcia é da área


Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

da saúde e funcionária da rede municipal. Nos primeiros quatro anos, ela já tinha desenvolvido um belo trabalho à frente do Fundo de Solidariedade e de assessoria no gabinete nas questões de saúde. O Fundo Social, mais do que promover campanhas, passou oferecer inúmeros cursos e oportunidades de qualificação para centenas de cidadãos. Assim, não tinha dúvidas de que poderia desenvolver um grande trabalho no comando da saúde do município. Hoje, falamos da saúde não só durante o expediente, mas também em casa. Juntos, buscamos sempre uma solução para os mais variados problemas e tem dado muito certo. Como disse, a saúde continuará sendo a prioridade de nosso governo.

O Festival Internacional de Jazz foi um evento que todos aprovaram, e o melhor, com a participação da iniciativa privada. Vamos buscar viabilizálo para que em 2014 seja ainda melhor e, assim como nossa Semana Internacional de Vela, que já é uma referência, seja incorporado ao calendário de eventos da cidade no mês de julho. Vamos continuar trabalhando pelo turismo, pela qualificação profissional, pela divulgação do destino Ilhabela e seus atrativos para o ano inteiro, afinal, somos destino turístico da Copa do Mundo no ano que vem.

Foto: Gustave Gama/PMI

facebook.com/TribunadoPovo

TP: Seu segundo mandato apenas começou, mas muitas pessoas já falam inclusive em sucessão. Hoje, o senhor acredita ter algum nome forte dentro do governo ou será preciso lapidar um possível candidato? TC: Iniciamos este ano uma nova gestão e quero todos totalmente focados em colocar em prática os compromissos de nosso plano de governo. Ainda é cedo para se pensar em sucessão. Ano que vem tem eleição para deputados, governadores e para presidente. Eleição municipal ainda está bem longe. TP: Como o senhor pretende lidar com os melindres que podem surgir e consequentemente prejudicar todo o grupo? TC: Não acredito que hoje haja melindres, até porque, como disse anteriormente, não discutimos sucessão neste momento. Somente com trabalho se chega a qualquer objetivo. TP: Como o senhor avalia a relação entre Prefeitura e Câmara de vereadores neste segundo mandato? TC: São poderes independentes, mas com o mesmo objetivo, o desenvolvimento e a

qualidade de vida da população de Ilhabela. Nosso grupo fez a maioria dos vereadores da Casa na última eleição e, mesmo aqueles que não estiveram conosco na disputa do pleito, entendem a importância do bom relacionamento entre os poderes. Tenho certeza que o trabalho do Legislativo e o Executivo se completam e hoje estão em harmonia. TP: A falta de empregos é um fator que preocupa qualquer governante e recentemente o Tribunal de Justiça decidiu pela legalidade do Programa “SOS Trabalho”. O senhor pretende retomar o programa? TC: O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo julgou improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo Ministério Público contra o programa municipal de auxílio desemprego - o chamado “SOS Trabalho”. Por unanimidade, os desembargadores consideraram constitucional a lei municipal que instituiu o programa. Não tinha dúvidas disso, afinal, este é um programa social que visa dar oportunidade para que o cidadão se qualifique, retome sua autoestima, e assim retorne ao mercado de trabalho, recebendo no período de dois anos uma bolsa-auxílio, vale-refeição e os cursos de qualificação. Estamos estudando junto ao jurídico para retomar sim o SOS Trabalho. Quero lembrar aqui que entre 2009 e 2012, a Prefeitura de Ilhabela admitiu por meio de concurso público mais de 400 pessoas, sendo que o município não realizava concursos públicos há 10 anos. Ainda na questão do emprego, lembro que conquistamos a unidade do PAT e diversos cursos são oferecidos para qualificação da mão de obra. Trouxemos uma sala descentralizada da ETEC e nossa meta agora é uma faculdade de hotelaria e gastronomia. TP: As polícias Militar e Civil vem fazendo um trabalho muito importante de combate e repres-

são à criminalidade. Quais ações estão sendo feitas pela Prefeitura de Ilhabela para implementar a Segurança Pública? TC: A Prefeitura tem uma relação de parceria com as polícias Militar e Civil, ajudando na infraestrutura das corporações, seja na manutenção de veículos, aluguel de prédios ou equipamentos. A intensificação das rondas policiais têm dado resultado. Realizamos também operações integradas, que envolvem as polícias e a Fiscalização Municipal. Continuamos com o trabalho do Programa Ilhabela Mais Segura, que segue iluminando ruas, avenidas, praças e a orla da cidade. Vale lembrar que em nosso governo ampliamos o sistema de monitoramento, construímos a base da PM na Vila e trouxemos o Corpo de Bombeiros, instituição da Polícia Militar do Estado de São Paulo e que, no próximo dia 5, receberá uma nova viatura de resgate. Nossa meta agora é finalizar o convênio com o Estado para a Gratificação por Atividade Delegada, que ampliará o número de policiais em 30% nas ruas da cidade. TP: Outro ponto que preocupa moradores e comerciantes são os investimentos em turismo. Como o senhor avalia o trabalho da Associação Comercial de Ilhabela? O senhor acha possível manter o Festival de Jazz e incluí-lo no calendário de eventos da cidade? TC: Como sempre digo, o turismo é a indústria de Ilhabela. E a Prefeitura tem buscado estimular esta nossa indústria, seja com a divulgação do destino Ilhabela em veículos de comunicação, em feiras nacionais e internacionais, ou ainda com a promoção de eventos de qualidade, principalmente, no período conhecido como baixa temporada. Em relação ao comércio, considero que as classes devem estar unidas, discutindo alternativas para cada vez mais atrair os turistas nestes períodos.

TP: O que a população de Ilhabela deve esperar de seu segundo mandato? TC: Seguimos em frente, avançando a cada dia no objetivo de proporcionar melhorias em todos os setores, tendo sempre a qualidade de vida dos nossos cidadãos em primeiro lugar. Saúde e educação continuam sendo nossa prioridade. O saneamento básico foi elevado de 4% em 2008 para 50% em 2012, mas vários bairros ainda precisam ser atendidos e este é o desafio! Com sete novas escolas construídas e o Polo de Educação Integrada na Barra Velha, chegamos agora ao ensino de tempo integral. Após modernizar o hospital, construir dois novos postos e ampliar outros dois, encontramos uma área para a nova UBS do sul da ilha. Novos cursos profissionalizantes, oficinas culturais e esportivas, eventos que movimentam o turismo e aquecem a economia, enfim, os investimentos para atender aos anseios de nossa gente. A luta para a geração de empregos é árdua, por isso, incentivamos o desenvolvimento de nossa indústria: o turismo. A fórmula é a mesma: trabalho e mais trabalho. Parabéns ao povo de Ilhabela! Tenham a certeza que vem muito mais por aí!

07


08

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

facebook.com/TribunadoPovo

O povo na Tribuna...

Reconhecimento Os dedicados funcionários da Limpeza Pública de Ilhabela, reunidos na Vila para dar aquele “talento” nas ruas do centro histórico da cidade. Comandados por Arnaldo do Nascimento estes exemplos de funcionários são alguns dos responsáveis pela limpeza das ruas, praças e praias do arquipélago, parabéns pelo trabalho!

Parabéns!

é menina...

Marcos Anchieta completou meio século de vida no último dia 23 de agosto. Para comemorar este aniversário, considerado por ele muito especial, nada melhor que um passeio na Europa. Junto com sua esposa Selma Garces, Anchieta aproveitou o verão italiano para curtir uma segunda lua de mel. Parabéns!

Joceli Veloso e Kid receberam a tão esperada notícia, e como o casal previa que está chegando é a princesa Píetra.

Feliz Aniversário Dizem que o 33 é um número mágico. Locutor de bingo que se preze sempre diz: “A idade de Cristo,

parelha de três”, e foi justamente esta, a quantidade de velas que Flávio Maia assoprou no último domingo (25/08). Além de muitos amigos e parentes. Flavinho foi prestigiado pelo Chefe de Gabinete Cezar De Tullio e pelo vereador Luizinho. Parabéns!


facebook.com/TribunadoPovo

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

09

Festival do Camarão

13ª Regata do Camarão

Mais uma vez a Regata do Camarão foi um sucesso em Ilhabela, reunindo mais de 30 embarcações de veleiros clássicos, oceano e monotipos, no último sábado (24/5). A largada da regata, que chegou a sua 13ª edição, foi realizada às 12h30, em frente ao píer da Vila, centro histórico de Ilhabela. Diversos moradores, turistas e familiares de velejadores estiveram presentes para conferir o momento da largada das embarcações. Após a regata, os velejadores se reuniram na Secretaria de Esportes, para confraternização, com o já tradicional camarão e a canoa de cerveja e refrigerantes.

Dupla Dinâmica

Aí está ai a foto que deu o que falar... A dupla dinâmica formada pelo vereador Adilton Ribeiro e o Chefe de Gabinete da prefeitura de Ilhabela, Julio Cezar De Tullio

Fotos: Ronald Kraag

O 18º Festival do Camarão e a primeira edição do Bossa Jazz definitivamente marcaram o calendário de eventos de Ilhabela. Ao todo 27 estabelecimentos participaram desta edição. O “Boteco do Camarão” - uma grande tenda com praça de alimentação repleta de mesas e cadeiras - contou com a “Cozinha Show”, uma das atrações, com os chefs dos restaurantes e suas especialidades feitas à base do crustáceo, além de um grande palco que reuniu vários músicos na primeira edição do Bossa Jazz, organizado pela Secretaria da Cultura. “O festival é uma das ações apoiadas pela Prefeitura, cujo papel é incentivar o turismo, que é o nosso principal gerador de emprego e renda. Neste ano podemos comemorar o resultado destes dois finais de semana em que o público prestigiou em peso o evento, consolidando ainda mais o turismo gastronômico e cultural e movimentando a economia local durante a baixa temporada”, afirmou o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci.

Link Vanguarda Uma equipe da Rede Vanguarda esteve no ultimo dia 18 de agosto em Ilhabela,onde gravou uma matéria sobre o 18º Festival do Camarão. A reportagem esteve nos restaurantes Gaudi e falou com Caio e Portu-Brasil falando com Macedo e conversou também com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ilhabela, Leopoldo Pedalini Neto. Visita Ilustre

Foto: Gustave Gama/PMI

Na última quarta-feira (28/8) o prefeito Toninho Colucci, recebeu o bispo Dom José Carlos Chacorowski, em visita a Ilhabela. O novo bispo esteve acompanhado pelo pároco da cidade, padre Daniel de Santo Inácio, e pelo vigário paroquial, padre João Marcos. Também participaram da recepção a secretária de Saúde, Lucia Heidorn Reale Colucci, o chefe de Gabinete da Prefeitura, Julio Cezar De Tullio, e o vereador Carlos Alberto de Oliveira Pinto, o Carlinhos.

Kangoo Jumps Janaína Clemente, nossa nova Kangoo Jumps Personal Coach, anda chamando a atenção pelas ruas de Ilhabela com suas alunas saltitantes. Com o verão se aproximando, o Kangoo Jumps tem uma proposta tentadora: queima até 500 calorias em 45 minutos, turbina os músculos inferiores e ajuda a dar fim à celulite. Se animou? O telefone da professora Jana é o 99206-6364

Camiss Camila Miguez retomou os treinamentos na piscina da antiga academia Loa, onde hoje funciona o Colégio Objetivo. Camila é pós graduada em Natação e Atividades Aquáticas. Os interessados podem se informar na secretaria do colégio.


10

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

facebook.com/TribunadoPovo

Parabéns Ilhabela


facebook.com/TribunadoPovo

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

11

CAMPO DO GALERA

Grandes shows musicais, desfile cívico-militar e entrega de obras marcam as comemorações no mês de setembro No dia 3 de setembro, Ilhabela completará 208 anos de emancipação político-administrativa. Para comemorar o Aniversário da Cidade, a Prefeitura preparou uma super programação, que prevê o tradicional desfile cívicomilitar, grandes shows musicais e entrega de obras, entre elas, a nova Biblioteca na Barra Velha, a ampliação do posto de saúde da Água Branca, a 4ª fase da Avenida Princesa Isabel e a nova delegacia de polícia.

A Prefeitura de Ilhabela realiza no dia 3 de setembro (terça-feira), na Vila, o tradicional desfile cívico-militar, em comemoração ao aniversário de 208 anos de emancipação políticoadministrativa. O evento reúne autoridades, militares, estudantes e representantes de projetos sociais. “É um belo espetáculo na comemoração do aniversário da cidade, com a participação dos alunos da cidade que sempre levam temas atuais para a aveni-

da. Com certeza será novamente uma grande festa”, comentou o prefeito Toninho Colucci. A programação do dia 3 começa com o hasteamento dos pavilhões, às 8h, na Praça das Bandeiras, também na Vila. Em seguida, às 9h, será aberto o desfile pela Rua Dr. Carvalho, organizado pelo Gabinete da Prefeitura e Secretaria de Educação. “Fizemos reuniões com os representantes das secretarias envolvidas para que não seja um desfile

cansativo e que todos possam aproveitar da melhor maneira. Será um belo desfile para comemorar o aniversário de Ilhabela”, frisou o chefe de Gabinete, Julio Cezar De Tullio. A abertura contará com a participação da banda da Polícia Militar, de São José dos Campos. Em seguida vem a Marinha do Brasil, as polícias Militar, Rodoviária e Ambiental, Corpo de Bombeiros, Grupamento de Bombeiros Salvamar Paulista,

Polícia Civil, Grupo de Escoteiros “Maembipe”, veículos da Prefeitura de Ilhabela e o Pelotão e banda da Guarda – Mirim de Ilhabela. Com o tema “Esporte Universal”, o desfilo cívico-estudantil municipal terá aproximadamente 2 mil pessoas, entre alunos, professores, coordenadores e diretores, e incentivará à pratica esportiva, baseada também no eixo temático de ensino “Saúde da Ilha”.

As fanfarras das Escolas Municipais: Anna Leite Julião Torres, Eva Esperança Silva, Mércia do Nascimento Dias, Ruth Correia Leite Cardoso e Waldemar Belisário, também participam do desfile. Para encerrar o desfile cívico, tem a apresentação das Escolas Dr. Gabriel Ribeiro dos Santos e Maria Gemma, com suas fanfarras, além da apresentação da Bamif - Banda Marcial de Ilhabela/Fundaci.


12

Tribuna do Povo de Ilhabela | Edição nº 52 | ANO IV | SETEMBRO de 2013

facebook.com/TribunadoPovo

LEGISLATIVO

Sessão Solene comemora 208 anos de Ilhabela com homenagens

A Câmara de Ilhabela realiza no próximo dia 3 de setembro às 19h uma Sessão Solene em comemoração aos 208 anos de emancipação político-administrativa do município – a primeira da nova legislatura. O evento contará com entrega de títulos de Cidadão Honorário e de Gratidão Caiçara, além da apresentação da nova Galeria de Presidentes e Vereadores Atuais. Luizinho da Ilha (PCdoB) propôs o Título de Cidadão Honorário ao velejador Beto Pandiani, que ganhou o mundo com expedições marítimas a bordo de veleiros e escolheu Ilhabela para ser seu “Porto Seguro”. Outra pessoa que será homenageada pelo parlamentar é a professora Lygia Pannocchia, frequentadora assídua e proprietária de residência em Ilhabela há mais de 50 anos, responsável por diversas ações beneméritas na cidade. A vereadora Professora Dita (PTB) apresentou a proposta de concessão do título de Gratidão Caiçara ao senhor Vicente Molinari Neto, filho de Ilhabela que se destacou no cenário esportivo mundial como mergu-

lhador e caçador submarino. Já a professora Silvana Maria de Luca, referência no ensino ambiental e na divulgação do município por meio do cultivo de orquídeas, foi a escolhida pela parlamentar para receber o Título de Cidadã Honorária. O vereador Professor Valdir Veríssimo (MD) indicou o título de Cidadão Honorário de Ilhabela para o sindicalista, ex-vereador, ex-deputado estadual e atual prefeito de Guarulhos, Sebastião Almeida, responsável pelo decreto que declara Guarulhos e Ilhabela como “cidades irmãs”. Já a presidente da Casa, vereadora Gracinha Ferreira (PSD), apresentou proposta de concessão do Título de Cidadão Honorário de Ilhabela ao professor Antônio Cornélio de Moraes Filho, ex-secretário de Educação da cidade e filho de família tradicional do arquipélago, tendo nascido, por conta de complicações na gestação, na cidade de São José dos Campos. A presidente homenageia ainda o ex-coordenador regional da Pastoral da Criança, José de Anchieta Ribeiro dos Santos com uma Moção de Louvor.

Galeria “Vereadora Carmen Dias Barbosa” A Galeria de Presidentes foi revitalizada e a Casa de Leis do Arquipélago vai ganhar ainda uma Galeria com retratos dos vereadores atuais. A patrona escolhida pela presidente Gracinha foi a ex-vereadora Carmem Dias Barbosa, primeira caiçara e segunda mulher a conquistar uma cadeira no Legislativo ilhéu entre 1976 e 1982. Carmem Barbosa foi pioneira na história da comunicação do município, chefiou a agência dos Correios, sendo a responsável por transmitir os telegramas para São Sebastião via telefone, pois

só a agência do continente contava com aparelho de telégrafo na época. Na vida pública, Carmen enfrentou a resistência e o machismo dos colegas vereadores conquistando seu espaço e o respeito de seus pares e abrindo espaço para que outras mulheres chegassem à Casa de Leis. Após sua aposentadoria, a ex-vereadora atuou como voluntária por 18 anos à frente da provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Ilhabela. Serviço - sessão é aberta ao público e será transmitida ao vivo pelo site www.camarailhabela.sp.gov.br.

MELHORIAS

Moradores do Itaquanduba reivindicam melhorias para Câmara, Prefeitura e Sabesp A comunidade do Alto do Itaquanduba, em Ilhabela, participou de uma reunião na última segunda-feira (26/8) entre representantes da Sabesp, Prefeitura e Câmara, na sede da Pastoral da Criança. O encontro, cuja pauta esteve relacionada a melhorias na infraestrutura e saneamento, foi organizado pela vereadora-presidente da Câmara, Gracinha Ferreira e contou com a participação do prefeito Toninho Colucci e do gerente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, José Oliveira Paulo. A vereadora Gracinha abriu os trabalhos falando sobre a importância da reunião. “O trabalho do vereador é reivindicar, e como representante desta comunidade, e isso que estou fazendo aqui hoje. A Sabesp tem realizado um bom trabalho junto com o Executivo, com um novo estudo para viabilizar a coleta de esgotos onde a rede ainda não passou, mas ainda precisamos de mais melhorias”. A comunidade apresentou diversas demandas, com questões além do saneamento, como por exemplo, mais horários de ônibus e obras de infraestrutura. Todos os pedidos foram anotados pelo pre-

feito, que se comprometeu a avaliar a possibilidade de atendimento. O prefeito Colucci também falou sobre os desafios para administrar o orçamento municipal. “Estabelecemos metas e vamos trabalhar para alcançá-las. Esperamos, até o final da gestão, atender a maioria dos compromissos que assumimos e grande parte deles está relacionada ao saneamento básico. Queremos subir as vielas. Estamos trabalhando com a regularização fundiária. É uma burocracia imensa, mas já temos redes nas ruas principais e não vamos medir esforços para beneficiar àqueles que não têm coleta e tratamento de esgotos. No en-

tanto temos muitos moradores que podem conectar-se à rede e ainda não o fizeram. Mexemos na legislação para a realização do convênio com Sabesp e claro, não podemos deixar de agradecer ao governador Geraldo Alckmin, que não esquece de Ilhabela nesse sentido. O avanço está aí, e lá na frente poderemos fazer um balanço do antes e depois do saneamento”, destacou Colucci. O gerente da Sabesp em Ilhabela aproveitou a ocasião para falar sobre a importância da conexão à rede e destacou o início do programa “Se liga na Rede” no município. “Esgoto a céu aberto é problema de saúde pública. Pre-

cisamos conscientizar a comunidade para solicitar a conexão. Ela é gratuita. O trabalho de coleta e tratamento é um benefício para todo mundo: ganham vocês, o meio ambiente e o município, cuja atividade principal é o turismo. Para auxiliar aos moradores que têm a rede perto de casa, mas não possuem condições de arcar com as obras de adequação do imóvel estamos iniciando o programa ‘Se liga na rede’, que vai beneficiar famílias de baixa renda com toda a ligação – dentro e fora da residência – gratuitamente. Em Ilhabela temos 360 imóveis em áreas que se enquadram para receber o benefício”, finalizou Paulo.


Tribuna do Povo - nº 52