Page 1

1


1


2

01 Apresentação

Produção de vídeo documentário de 40 minutos sobre a experiência dos pontos de cultura de Pernambuco. Serão selecionados 30 Pontos de Cultura, 12 da região metropolitana, 06 da zona da mata, 06 do agreste, 06 do sertão. O objetivo é produzir um documentário que investigue como os Pontos de Cultura de Pernambuco participam de um novo processo social e cultural. O vídeo retrata lugares e comunidades outrora esquecidos e que atualmente ocupam o espaço de experimentação e abertura para a criatividade popular em novas linguagens.

O roteiro do documentário segue o traçado dos pontos no mapa de Pernambuco. Partindo da região metropolitana, passando pela zona da mata, agreste, até o sertão. Os locais serão identificados através de animação, das placas, das estradas, das mudanças de paisagem. A proposta é fazer um filme de estrada (road movie). A produção será precedida por uma pesquisa de campo que irá percorrer todo o trajeto do filme, em busca de histórias e personagens e da maneira mais adequada de apresentá-las, respeitando a diversidade cultural e a partir dela.


3


02 Sinopse e Tratamento do Documentário Faremos uma relação entre os caminhos geográficos e os pensamentos que resultam das ações desenvolvidas por cada ponto de cultura. Um contraponto entre a natureza que os cerca, ao nos deslocarmos pelas estradas que nos levam a variedade das ações, imagens e sons inerentes ao próprio trabalho desenvolvido em cada ponto. Criaremos um mosaico de imagens com objetivo de fazer com que todo um povo salte de trás para frente da câmera e que as pessoas se condensem através de várias retinas e do nosso olhar transitório. A intenção é fazer muito mais do que um painel dos locais visitados. É tirar impressões extremamente pessoais que, postas lado a lado, componham um álbum repleto de belas imagens. E assim o filme se estrutura, apresentando histórias e narrativas das pessoas que fazem os pontos de cultura. As entrevistas serão tomadas durante as ações do dia a dia de cada ponto evitando assim o caráter jornalístico tão comum em filmes documentários. A partir do potencial imaginário que desperta a plasticidade e o movimento de cada entrevistado, de cada lugar visitado, provocaremos um impacto visual com a finalidade de promover novos pontos de vista. Para tanto, utilizaremos um apurado material técnico de gravação para captar as imagens. Camera EX3 Sony de alta definição, equipamentos como steadycam e mini grua (mini gib) para que essas ferramentas nos transportem como um trampolim para a libertação de concretude e despertarmos, com maior facilidade, para a entrega subjetiva a qual o filme se propõe.

Durante a pesquisa de campo nosso olhar se voltará às paisagens locais e aos nossos principais protagonistas, que são as ações desenvolvidas em cada ponto. Conheceremos e elegeremos os articuladores locais de cada região, mas, isso não garante que eles sejam os transmissores das ações realizadas cabendo, em alguns momentos, aos próprios participantes das ações e moradores da região onde se situam os pontos a transmissão dos resultados e entendimento do que cada ação representa para a própria comunidade e consequentemente para toda a cadeia de pontos de cultura. Para nós é importante investigar se existe uma relação entre os pontos e que trocas podem surgir dessa relação. A triha sonora será original, composta para o filme. Propomos também um inusitado desenho sonoro onde sons e silêncios expressam a cada momento reflexões e que possam nos guiar a um caminho pouco convencional, distante do que é habitualmente associado ao regionalismo nordestino. O áudio com a voz do entrevistador será suprimida, também como não existirá narrador. O objetivo é a provocação, é estarmos abertos aos golpes de surpresa para tornar nossos personagens interessantes, dessa forma a direção deste documentário evitará trabalhar em atos ou módulos ou capítulos. Transitaremos livremente como um viajante sedento por novas referências e conhecimento.


5

03 Pla no de Traba lho


6

ETAPA 1 – PREPARAÇÃO/PRE-PRODUÇÃO/ PESQUISA (Período de realização: 6 semanas)

Reuniões com a equipe da Fundarpe Definição dos Pontos de Cultura que farão parte do documentário Formação e contratação da equipe de produção Formação e contratação da equipe técnica de produção e edição Acordos logísticos e autorizações de filmagens Reserva e teste de equipamentos Contratação de serviços de transporte Contratação de serviços de contadoria

Gravação com os 06 Pontos de Cultura da Mata Norte Decupagem Gravação com os 06 Pontos de Cultura do Agreste Decupagem Gravação com os 06 Pontos de Cultura do Sertão Decupagem Construção de Roteiros de Edição do documentário Contratação de designer Início dos estudos para projeto gráfico da arte dos programas e do DVD Edição de imagem e som do documentário

Pesquisa com os Pontos de Cultura da Região Metropolitana, Mata Norte, Agreste e Sertão (visitas, pesquisa e entrevistas)

ETAPA 3 – FINALIZAÇÃO

Construção de Argumento e Roteiro de Gravação

Efeitos Digitais e Finalização de Imagem

Definição de locações da Região Metropolitana, Mata Norte, Agreste e Sertão

Mixagem de Som

Elaboração do plano de gravação Reunião com editor de imagem e edição de som

(Período de realização 06 semanas):

Criação de menus do DVD Autoração do DVD Finalização da arte do DVD

ETAPA 2 – PRODUÇÃO

(Período de realização: 12 semanas)

Contratação de serviços de prensagem de 3000 DVDs para encarte no catálogo

Teste de equipamentos

Prensagem e entrega de 3000 DVDs

Gravação com os 12 Pontos de Cultura da Região Metropolitana

Prestação de contas e entrega de relatório de atividades.

Decupagem


04 Anegra Filmes 7


8

ANEGRA FILMES é uma produtora jovem que atua no segmento audiovisual realizando documentários, conteúdos para televisão, filmes de ficção e eventos culturais. - Realização da série para a TV OLARIA CULTURAL sobre os Patrimônios Vivos de Pernambuco. Projeto selecionado para o PIC DOC / Programa Internacional de Capacitação em Documentários MinC/Apex. Patrocínio: Funcultura - PE.

- Produção do curta-metragem “O Mensageiro” filme de época realizado em DV com Menção honrosa no Concurso Ari Severo da Prefeitura do Recife e Prêmio de melhor roteiro no Concurso de Roteiros do Festival de Cinema do Recife. Recife/ PE. - Produção do curta-metragem de ficção “Nada Além”, com Geninha da Rosa Borges – Premiado no X Festival de Vídeo de Pernambuco / Edição 2008.

- Realização do programa para TV Releitura, sobre o universo da literatura pernambucana (em fase de preparação).

- Produção do documentário “A Todos ao Redor do Mundo” de sobre o universo das travestis do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro/RJ

- Realização do Encontro Internacional de Roteiristas - ciclo de palestras e mostra de filmas sobre o universo do roteiro, que ocorre anualmente na Caixa Cultural –RJ

4.1

- Produção curta-metragem (35mm). “Bob Lester”, que tem como protagonista Stênio Garcia. Premiado no Concurso de Roteiro da Rio Filme. Patrocínio para finalização: Funcultura PE (em finalização). - Produção do documentário “Modos de Morar” peça integrante do projeto Recife em transformação Modos de Morar e Construir. Patrocínio: Funcultura - PE. - Realização do documentário “Caneca e a Confederação” que integra o DVD Comemorativo dos 180 anos da Morte do Frei Caneca. Patrocínio: Chesf. - Documentário “Luiz Paixão e a Arte da Rabeca” sobre o exímio tocador de rabeca Seu Luiz Paixão (em preparação)

PESQUISA E PRODUÇÃO: MARCIA MANSUR MARCIA MANSUR é Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestranda em Antropologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Produtora, pesquisadora e diretora de documentários. Atua principalmente nas áreas de cultura popular, música brasileira, pesquisa, patrimônio imaterial e políticas públicas de cultura.

FILMOGRAFIA - Olaria Cultural. Direção Geral e Produção Executiva da série de documentários para TV sobre os Patrimônios Vivos - Etapa Pernambuco. Patrocínio: Funcultura - PE (em andamento). - Samba de Cabôco (2004). Direção, roteiro, pesquisa, produção e câmera de documentário


9

para programa Documento Nordeste / TVUPE sobre o maracatu rural da zona da mata pernambucana. Principais Exibições: I Panorama Recife de Documentários (PE/2005), 10° mostra do filme etnográfico (RJ/2006), MostraVídeo Itaú Cultural (BH e RJ/2006), Programação de Documentários do Lançamento da coleção Missão de Pesquisas Folclórica (SP/2006). - Mestre Humberto (2005). Assistência de direção, produção, pesquisa e argumento do documentário em 35mm que faz um passeio musical entre Rio de Janeiro e África através dos amigos e memórias de Humberto de Souza. Prêmios: Os 10 Mais - Escolha do Público no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005. Prêmio aquisição Canal Brasil no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2005. - Saravá Jongueiro (2003) – pesquisa de repertório musical e edição do documentário sobre Mestre Darcy do Jongo da Serrinha. Melhor Documentário no Festival Guarnicê do Maranhão.

Produção de ciclo de seminários sobre o roteiro do cinema latino-americano. Anegra Filmes. - Coordenação das edições II e III do Programa DOCTV - Produção e Teledifusão de Documentários (Convênio Ministério da Cultura e TV Cultura) em Pernambuco (2004 a 2007). - Pesquisa e Elaboração do Relatório de Candidatura do Cavalo-Marinho a Patrimônio Imaterial FUNDARPE (2008). Candidatura aprovada pelo IPHAN. - Documento Nordeste – programa de TV mensal de produção e exibição de documentários sobre o nordeste. Produção e Curadoria (TV Universitária de Recife – 2004 a 2007) - Elaboração de projetos de formação de índios nas áreas de pesquisa, registro e salvaguarda do patrimônio imaterial indígena (Vídeo nas Aldeias 2006-2007) - Coordenação de Oficina de Vídeo para o povo indígena Truka (PE / Vídeo nas Aldeias 2007)

- Sempre Viva Parteiras (2007). Câmera do documentário sobre o trabalho das parteiras tradicionais da Chapada Diamantina (Bahia / Pernambuco).

- Produção da Coleção de DVDs: Cineastas Indígenas para o Ministério da Educação / SECAD (Vídeo nas Aldeias – 2007) – série de documentários

PRINCIPAIS EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS

4.2

- I Encontro de Roteiristas (2007). Produção executiva de ciclo de palestras e seminários sobre o roteiro de cinema. Projeto selecionado pelo edital da CAIXA Cultural – RJ. Anegra Filmes. II Encontro de Roteiristas (2009).

DIREÇÃO: HANNA GODOY HANNA GODOY estudou Rádio e TV pela Universidade Federal de Pernambuco. Roteirista, diretora e produtora de filmes.


10

Desenvolve conteúdos para TV em Pernambuco e Coordena o Encontro Internacional de Roteiristas patrocinado pela Caixa Cultural – RJ, evento anual sobre o roteiro para cinema. SóciaDiretora da Anegra Filmes.

FILMOGRAFIA - Direção Geral e Roteiro da série de documentários para TV Olaria Cultural sobre os Patrimônios Vivos - Etapa Pernambuco, com exibição garantida na TV Universitária de Pernambuco - TVU - Direção do documentário “Embaixada Brega” para a série de TV “Documento Nordeste” – sobre o fenômeno da música Brega em Pernambuco (em fase de finalização). Patrocínio: Funcultura - PE. - Direção do curta-metragem (35mm). “Bob Lester”, que tem como protagonista Stênio Garcia. Premiado no Concurso de Roteiro da Rio Filme. Patrocínio para finalização: Funcultura PE (em finalização). - Concepção e Direção do Vídeo de 45´que compõe o espetáculo de dança “Castanha Sua Cor”, do Grupo Grial de Dança. - Direção, Produção e Roteiro do documentário “Bella”, perfil poético de uma dançarina portadora de deficiência física. - Direção do documentário “A Todos ao Redor do Mundo” de sobre o universo das travestis do Rio de Janeiro.

- Direção, Roteiro e Produção do documentário

digital “Selarón”, sobre o pintor cuja maior obra viva é a Escadaria da Lapa- RJ PRINCIPAIS EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS - Concepção e Direção do programa para TV Releitura, sobre o universo da literatura pernambucana (em fase de produção). Com exibição garantida na TV Educativa de Pernambuco - TVU - Concepção, Coordenação e Produção do I Encontro de Roteiristas - ciclo de palestras sobre o universo do roteiro, realizado na Caixa Cultural -.RJ. - Concepção, Coordenação e Produção do II Encontro de Roteiristas – versão América Latino-americana, na Caixa Cultural - RJ (em fase de pré-produção). - Autora premiada pelo Ministério da Cultura no Concurso Nacional de Desenvolvimento de Roteiros para Longa-metragem com “BILELIOTE DO REX”. - Produção local (PE) para o longa metragem Sobre Rodas Brasil, dirigido por Sergio Bloch. - Produção do documentário “O Instituto”, sobre o Instituto Lula Cardoso Ayres. - Produção de 05 VTs para a Rede Globo Nordeste. Eu vi o mundo… ele começava no Recife.


13

Book Anegra  

Book Anegra

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you