Issuu on Google+

SOLUÇÕES PARA ATENUAR OS CONTRASTES DE DESENVOLVIMENTO


CONTEÚDOS/OBJECTIVOS Conteúdos: - Soluções para atenuar os contrastes de desenvolvimento Objectivos: - Distinguir ajuda pública de ajuda privada ao desenvolvimento. - Indicar formas de ajuda pública ao desenvolvimento. - Referir em que consiste cada uma das formas de ajuda pública ao desenvolvimento indicadas. - Indicar formas de ajuda privada ao desenvolvimento. - Definir ONG. - Dar exemplos de ONG de acordo com a sua área de actuação. - Caracterizar o Comércio Justo.


Ajuda internacional ao desenvolvimento Consiste em contribuições financeiras e humanitárias destinadas a promover o progresso económico e social das regiões, sendo oferecidas de uma forma gratuita ou em condições mais vantajosas do que as disponibilizadas pelos mercados internacionais.


Formas de ajuda internacional ao desenvolvimento Ajuda internacional ao desenvolvimento

Ajuda alimentar

Ajuda médica e medicamentosa

Ajuda sanitária

Ajuda técnica

Ajuda financeira

Envio de alimentos, água potável,...

Envio de vacinas, remédios e pessoal médico

Campanhas de desinfestação; construção de infraestruturas de saneamento

Apoio em projectos de obras públicas (estradas, escolas, hospitais,…)

Ofertas monetárias; empréstimos com juros relativamente baixos


Tipos de ajuda internacional ao desenvolvimento - Pública: correspondendo a doações e empréstimos realizados por países ou organizações estatais (exº ONU, UE, OCDE). - Privada: constituídas por doações ou empréstimos realizados por empresas, organismos particulares ou Organizações Não Governamentais.


Tipos de ajuda pública ao desenvolvimento - Ajuda bilateral: resulta do acordo entre dois países, país doador e o país receptor. É fornecida directamente ao país beneficiário sob a forma de empréstimos ou doações, ajuda alimentar, bolsas de estudo, … - Ajuda multilateral: é feita através de instituições internacionais (ONU, UE, OCDE, ...) a um país ou vários países.


Tipos de ajuda privada ao desenvolvimento - Investimentos directos (investimentos realizados sobretudo por empresas transnacionais, que actuam segundo os seus interesses e não segundo os dos países receptores) - Empréstimos bancários - Doações das Organizações Não Governamentais - Comércio Justo


O que são ONG? (Organizações Não Governamentais) São associações da sociedade civil, sem fins lucrativos, não dependentes do poder estatal (não estão ligadas a partidos políticos), que defendem o respeito pelos direitos humanos e contribuem para a resolução de problemas económicos, sociais e ambientais. Contam com o apoio da opinião pública, a participação de voluntários e a angariação de donativos.


Áreas de actuação das ONG: - Cooperação para o desenvolvimento: deslocação de pessoal técnico (dar formação agricultores, professores para ensinar nas suas escolas,…); apoiam projectos (construção de estradas, escolas, pontes, …). Exº OIKOS, LEIGOS PARA O DESENVOLVIMENTO, CIDAC, … - Ambiente: denunciando situações de desrespeito pelo ambiente. Exº GREENPEACE, QUERCUS, WWF, …

- Ajuda humanitária e de emergência: AMI, MÉDICOS SEM FRONTEIRAS, CRUZ VERMELHA, CÁRITAS, …


O que é o Comércio Justo? O Comércio Justo surge como uma oportunidade para os produtores dos países em desenvolvimento transaccionarem os seus produtos nos mercados dos países desenvolvidos a um preço justo, na medida em que os produtores, neste tipo de comércio, recebem um aumento significativo na remuneração do seu trabalho.


CARACTERÍSTICAS DO COMÉRCIO JUSTO - Garante um salário digno aos produtores; - Rejeita a exploração laboral das crianças; - Defende que, para igual trabalho, igual remuneração homem ou mulher; - Promove a criação de associações, microempresas e cooperativas que potenciam o desenvolvimento das sociedades rurais; - Assegura que os produtores dediquem uma parte dos seus lucros às necessidades básicas das suas comunidades: saúde, educação, formação laboral, … - Permite uma exploração sustentável dos recursos naturais, de forma a que possam ser utilizados também por gerações futuras; - Nas lojas de Comércio Justo comercializam-se produtos alimentares, artesanato, têxteis, mobiliário e produtos de cosmética, que são vendidos a preço mais elevado do que os produtos das lojas do comércio convencional.


EM SUMA: O Comércio Justo contribui para: - uma economia solidária; - a melhoria das condições de vida das populações; - a protecção do ambiente; - respeito pelos costumes e tradições locais.


TAREFA FAZER UM SLOGAN

COMPRE NUMA LOJA DE COMÉRCIO JUSTO PORQUE …


Soluções para atenuar os contrastes de desenvolvimento