Page 1


Editorial Nesta edição nos preocupamos em esclarecer diversos temas que estão em evidência no dia a dia dos condomínios como a epidemia de dengue, chikungunya e zica, alergias provenientes do inverno, obras irregulares em Salvador e explosão por vazamento de gás. Carla Brayner

Na matéria de capa, você irá saber como combater o

Editora

mosquito que causa a dengue, chikungunya e zica, e um especialista deixa bem claro que o fumacê não é eficiente

Edição

para esta situação. Com as fortes chuvas em Salvador, apareceram muitas obras irregulares, com isso vamos mostrar qual docu-

Julho-Agosto/15

#54 Expediente

mentação deve ser verificada. A explosão em um apartamento no Rio de Janeiro por vazamento de gás, chamou atenção para a manutenção deste item no condomínio, um especialista explica como evitar o problema. Além disso, o inverno e a umidade causada pela chuva desencadeiam uma serie de alergias. O médico otorrinolaringologista Carlos Navarro explica como evitá-las e uma empresa de higienização promete remover todo o ácaro e poeira do ambiente. Boa leitura, aproveite nossas dicas.

Gerência Executiva

Editora Responsável e textos

Cadê o Síndico é uma revista de publicação bimestral da Editora União

Antônio Castro

Carla Brayner (DRT 3843-BA)

Salvador Ltda.

Gerência Comercial

Projeto Gráfico

Lucas Castro

MyBranderia

Comercial

Editoração

Gardênia Burgos

Adrien Tournillon

Vera Lucia Barbosa

Colaboradores

Periodicidade - Bimestral Tiragem - 8.000 exemplares (24.000 leitores em média) Rua Francisco Gonçalves, 1, Edf. Reitor Miguel Calmom - sala 303 CEP: 40015-090 Comércio - Salvador/BA

Marketing

Antônio Coradinho

Tel.: (71) 3242-1084 / 3491-0710

Rafael Castro

Nelson Uzeda

revista@cadeosindico.com.br

Errata - Informamos que a foto do colunista Ricardo Ferreira foi erroneamente trocada na edição impressa, a qual estamos corrigindo nessa edição digital.

Revista Cadê o Síndico • 5


Colunas Dúvidas Jurídicas

Dia-a-dia do Síndico

Drª Kátia Gerlin

Como eleger um síndico?

Comarella responde Kátia Gerlin Comarella Advogada

10

Rosemar Smera Advogada

Pergunte ao Especialista

Reduza custos com

Responsabilidades do

os elevadores

cargo de síndico Alexandre Marques Advogado

Elevadores

12

Adriana Novaes Advogada

Auditoria Contábil

Direito Imobiliário

A Auditoria Condominial

Rateio de despesas no

não consiste em uma

condomínio

investigação Michele Lordêlo Contadora

20

16

Mariana Freire Advogada

Direito condominial

Design de Interiores

Animais de estimação

Jardins de condomínios

24

26

em condomínios Ionara Ribeiro Advogada

6 • Revista Cadê o Síndico

18

Ricardo Ferreira Designer

28


Sumário

9

27

8

Valores de referência

9

Perfil

Índices com novos valores já homologados

Edna Nunes, síndica profissional

13

Legislação

17

PISCINA

21

CIDADE

27

VIDA SAUDÁVEL

Desconto no IPTU

Esporte e lazer no inverno

Obras irregulares

Doenças alérgicas

14

MANUTENÇÃO

Vazamento de gás

30 Classificados

Capa #22

Controle de mosquitos “Fumacê” não é a solução! Revista Cadê o Síndico • 7


Valores de Referência 01

Contribuição do INSS Tabela a ser aplicada para recolhimento

04

a partir de 01.01.2011.

Registro de Condomínio Passos necessários na regularização do condomínio

Salário de

Alíquota para fins de

1. Registro do condomínio no cartório de imóveis, junta-

Contribuição

recolhimento do INSS

mente com a convenção. 2. Elaboração da convenção, com assinatura de proprietá-

Até R$ 1.399,12............................................................................... 8%

rios de no mínimo 2/3 das frações ideais do condomínio.

De R$ 1.399,12 até R$ 2.331,88............................................... 9%

3. Inscrição das escrituras definitivas das unidades no

De R$ 2.331,89 até R$ 4.663,75............................................. 11%

Cartório de Registro de Imóveis.

Teto máximo, contribuição......................................R$ 513,01

4. Expedição do habite-se (pela construtora/incorporadora).

Pagamento até o dia 20 do mês subsequente ao de compe-

5. Solicitar o desmembramento do IPTU por unidade.

tência. Não havendo expediente bancário antecipa para o

6. Convocação da primeira assembleia para eleição de

1º dia útil anterior.

síndico e conselho consultivo.

02

GRPS (INSS)

7. Inscrição do condomínio no CNPJ, que torna automática a inscrição no INSS (esta é necessária para o condo-

Guia de Recolhimento

mínio ser empregador).

para Previdência Social

OBS: CNPJ: É o cadastro de pessoa jurídica. O condomínio precisa desse registro porque, apesar de não pagar im-

20% sobre a folha, como parcela do condomínio.

posto de renda (associação sem fins lucrativos), vai reter

2% sobre a folha, como contribuição de acidente de

imposto de renda dos funcionários na fonte.

trabalho. 4,5% sobre a folha, como contribuição de terceiros (SESC, SENAI, etc...) Salário Família:

05

Piso Salarial Válido até (31/12/2015) Data base: Janeiro de cada ano.

Até R$ 725,02.................................................................... R$ 37,18 De R$ 725,02 a R$ 1.089,72.......................................... R$ 26,20

03

Obrigações

• Supervisor....................................................................R$ 973,76 • Assistente administrativo.........................................R$ 930,24 • Zelador, porteiro ou agente de portaria, piscineiro, jardi­ neiro, folguista, vigia, ascensorista.........................R$ 913,92 • Garagista, faxineiro, manobrista, mensageiro, auxiliar

Admissão/Demissão (CAGED) – Comunicar ao Ministé-

de serviços gerais, demais trabalhadores em serviços

rio do Trabalho até o dia 05 do mês subsequente.

gerais...............................................................................R$ 857,34

Recolhimento do INSS até o dia 20 do mês subsequente. Recolhimento do FGTS, 8% sobre a folha de pagamento,

Adicional Noturno: ............................................................. 2 5%

até o 5º dia útil do mês subsequente. Recolhimento do Pis, 1% sobre a folha de pagamento, até

VALE ALIMENTAÇÃO:

o dia 24 do mês subsequente.

Cond. Residencial.......................................................... R$ 220,00

Recolhimento do ISS, (Sobre serviços prestados) paga-

Cond. Comercial.............................................................R$ 230,00

mento no dia 5 do mês subsequente.

VALORES DE 2015 HOMOLOGADOS

8 • Revista Cadê o Síndico


Perfil

Advocacia e síndico profissional EDNA CONCILIA AS DUAS PROFISSÕES E MOSTRA QUE TEM CAPACIDADE, DISCIPLINA E EXPERIÊNCIA EM TUDO QUE FAZ

Edna Nunes, advogada e síndica profissional.

Por: CARLA BRAYNER condomínio na busca de melhorar a qualidade de vida para os condôminos. “Sabemos que a convivência em A síndica profissional Edna Nunes é advogada, especia-

sociedade não é fácil, principalmente quando se mora

lista em mediação e conciliação, concluiu o curso de sín-

em prédios edilícios que as insatisfações e os problemas

dico profissional na Faculdade 02 de Julho. Atualmen-

com vizinhos estão sempre à tona. Nessas situações pro-

te, cumpre seu sexto mandato no condomínio Edifício

curo amparo na mediação e conciliação para resolver os

Atlântida, local que reside.

conflitos e pacificar o convívio social”, informou a advo-

Passou a ter interesse na administração de condomínios,

gada e síndica profissional.

após ter sido eleita síndica por quatro anos consecutivos

Profissional competente, atuando na área do direito e

neste mesmo condomínio. “Meu interesse em adquirir

paralelamente nos condomínios como síndica profis-

conhecimentos para satisfazer as atividades desenvol-

sional, Edna acredita que “a nova função vem tomando

vidas pelo síndico, conforme o código civil de 2002, fez

maior proporção, porque os moradores já não possuem

com que eu buscasse cursos de especialização para ter

mais interesse em representar seus condomínios, por

melhor desempenho na função”, informou Edna.

conta do trabalho exaustivo e a obrigatoriedade do cum-

Como advogada e vasta experiência na área jurídica,

primento da convenção e do regimento interno, sem

Edna tem maior tranquilidade para exercer a função de

falar na falta de reconhecimento do trabalho de síndico

síndica profissional direcionando todas as atividades do

pelos condôminos,” concluiu Edna.

Revista Cadê o Síndico • 9


Dúvidas Jurídicas

Dra. Kátia Gerlin Comarella Kátia Gerlin Comarella

responde

Advogada

1. Em brigas de casal, o porteiro pode impedir a en-

faz com toda competência.

trada, através de ordem por uma das partes? Do ponto de vista jurídico, a propriedade se difere de pos-

• Código Civil - “Art. 1.347. A assembleia escolherá um

se, portanto o cônjuge que detiver na posse do imóvel, ou

síndico, que poderá não ser condômino, para adminis-

seja, aquele que permanecer residindo na unidade, será

trar o condomínio, por prazo não superior a 02 (dois)

a pessoa capaz de autorizar a entrada de qualquer pes-

anos, o qual poderá renovar-se.”

soa, até mesmo do coproprietário do imóvel, como no caso em comento. Portanto, quem autoriza ou impede a entrada de terceiros é quem estiver na posse. Por outro

3. É permitido colocar placa de ‘vende-se’ ou ‘aluga-

lado, se o cônjuge impedido, ainda residir na unidade,

se’ na janela do apartamento?

não poderá ser proibido de adentrar no seu imóvel, salvo

É preciso verificar inicialmente, se a convenção ou

se houver, uma ordem judicial para tanto.

o regimento interno do condomínio normatiza esta questão. Alguns condomínios proíbem a colocação de

2. Existe limite para reeleição de síndico?

placas de aluga-se e vende-se nas janelas dos aparta-

A lei não limita o número de vezes que o síndico pode

mentos e tem que ser respeitada esta decisão. Caso o

se reeleger. O novo Código Civil, no seu artigo 1.347,

regulamento interno e a convenção condominial, fo-

assim como a Lei 4.591/64, a lei dos Condomínios

rem omissas a este ponto, temos que apelar para o bom

também dispunha a mesma redação, que determina

senso. Colocar a placa pelo lado de dentro do vidro da

que o mandato do síndico deve ser de no máximo dois

janela do imóvel, sendo assim, não pode o condomí-

anos, com direito a reeleição. É importante verificar o

nio proibir. Recomendo que tenham muita cautela, ao

que a convenção condominial determina. Mas, sendo

colocar estas placas, o melhor é divulgar o número do

ele um bom síndico, transparente e ilibado, não vejo

telefone da imobiliária. Normalmente a placa muito

problemas dele se reeleger por mais vezes, já que é

exposta no prédio atrai curiosos que querem conhecer

difícil encontrar quem quer exercer este “múnus”, e o

o prédio, e costuma ser perigoso.

10 • Revista Cadê o Síndico


Pergunte ao Especialista

Alexandre Marques

Responsabilidades do cargo de síndico

Advogado

Nunca é demais lembrar aos síndicos neófitos, mor-

prejuízos tanto civil, como criminalmente, se estes fo-

mente os que não são síndicos profissionais que esta

rem os efeitos de seus atos.

responsabilidade se estende a gestão em si e, tem seus efeitos prorrogados após a vigência do mandato pra-

Nesse caso, jurisprudência do STJ em Brasília em re-

ticado. Isso mesmo, os efeitos dos atos praticados en-

curso de nossos Tribunais:

quanto síndico se estende mesmo depois da atuação do condômino nessa qualidade.

Danos causados pelo síndico

Assim, enquanto síndico, seguindo o disposto na conven-

“Condomínio. danos causados pelo síndico. indeniza-

ção e regimento interno do condomínio, bem como deci-

ção. legitimidade ativa. O proprietário do apartamento

sões de atas passadas e o que mais consta do artigo 1.348

tem direito de promover ação de indenização por dano

do Código Civil, não deixe de atentar às decisões que terá

causado em seu apartamento pela ação alegadamen-

que tomar ocupando tal cargo verificando o efeito jurídico

te irregular do síndico, que determinara a demolição

destas decisões para você, síndico, enquanto responsabi-

de elementos vazados da sua parede externa. Recurso

lidade pessoal. Ou seja, aquilo que pode ou não determi-

conhecido em parte e provido.” STJ - RESP 149656/SP;

nar sozinho, por força do cargo que ocupa e aquilo que

RECURSO ESPECIAL (97/0067532-7) - DJ 08/06/1998

terá necessariamente que tomar o aval do conselho ou

PG:00122.

mesmo da assembleia de condôminos.

Relator Ministro RUY ROSADO DE AGUIAR .

Essa distinção é de fundamental importância para evitar que, no futuro, e esse futuro pode ser bem próximo,

De modo que, na dúvida, consulte sempre seu advoga-

você seja “acusado” de ter extrapolado os poderes que

do especializado em direito condominial ou na ausência

lhe são outorgados pela assembleia quando eleito sín-

dessa assessoria, uma administradora, para saber o que

dico, e, como sabemos, o Mandatário que extrapola os

pode e o que não pode deliberar sozinho. Como síndico,

limites do mandato que possui, responde por eventuais

melhor prevenir do que remediar, sempre!

12 • Revista Cadê o Síndico


Legislação

Desconto no IPTU

no imóvel hoje vai se converter em benefício para a vida inteira. Estamos no momento em que o Brasil passa por crise financeira, desonerando a carga tributária, incentivando o desenvolvimento”, observou o prefeito ACM Neto. A cada três anos as condicionalidades serão verificadas. O certificado ficará em local visível no imóvel para que

PREFEITURA LANÇA IPTU VERDE QUE CONCEDE ATÉ 10% DE DESCONTO

todos saibam que o espaço está adequado às práticas sus-

Por: CARLA BRAYNER

negativas de débitos mobiliários e imobiliários e à inexis-

tentáveis. Caso o imóvel seja descaracterizado das ações que justificaram a concessão da certificação, o benefício será automaticamente cancelado. A emissão do certificado está condicionada à apresentação das certidões tência de pendências no Cadastro Informativo Municipal

A prefeitura de Salvador regulamentou o IPTU Verde, e irá

(Cadin). Somente continuarão recebendo o benefício os

conceder desconto de até 10% no imposto para proprie-

contribuintes que anualmente estiverem em situação de

tários de imóveis que adotem medidas para sustentabili-

regularidade fiscal.

dade. Podem receber o benefício proprietários de imóveis

O decreto contempla ainda os terrenos declarados como

residenciais e não residenciais que adotem medidas de

não edificáveis, que não sejam economicamente explorá-

proteção, preservação e recuperação do meio ambiente.

veis e que estejam localizados em Área de Proteção Am-

Para receber o desconto, o imóvel precisa ter um certifi-

biental (APA). Nesses casos, os terrenos receberão redução

cado. São três etapas de certificação: bronze, para aque-

de 80% no valor venal para apuração do valor do IPTU. Es-

les que atingirem, no mínimo, 50 pontos; prata, para os

tão inseridos nessa classificação terrenos localizados nas

que alcançarem 70; e ouro, para os que chegarem até 100.

APAs da Bacia do Cobre/São Bartolomeu, Baía de Todos os

Cada medida adotada pelo imóvel conta pontos, a exem-

Santos, Joanes/Ipitanga e Lagoas e Dunas do Abaeté. A re-

plo do uso de equipamentos que reduzem o consumo de

dução do imposto nesses casos está condicionada às nor-

água, de descarga com comando duplo, aproveitamento

mas legais pertinentes à preservação ambiental.

de águas pluviais em 90% da área de cobertura, entre outros. Se adotar todas as medidas propostas pelo programa, é possível alcançar até 200 pontos, mas com 100 já é garantido 10% de desconto no IPTU. “Novos empreendimentos ou aqueles que serão adaptados poderão se credenciar para receber o benefício. Queremos que o cidadão pague menos impostos e que o vizinho dele, que paga mais, se mobilize para adotar as

Medidas e pontuação • Individualização dos medidores de consumo de água fria e quente .....................2 pontos • Fontes alternativas de energia .........................10 pontos • Proteção e sombreamento de fachadas ...........3 pontos • Telhados de cobertura verde ............................10 pontos • Aumento de largura dos passeios ......................5 pontos

práticas de sustentabilidade. O investimento que for feito

Revista Cadê o Síndico • 13


Manutenção

Vazamento de gás COMO REALIZAR A MANUTENÇÃO E EVITAR DANOS Por: CARLA BRAYNER

FONTE: ULTRAGAZ

Markus Miller faleceu com queimaduras em metade do corpo, após uma explosão em seu apartamento no Rio de Janeiro. Peritos concluíram que a situação foi provocada pela má instalação do cano de um aquecedor de gás. A suspeita é que Miller tenha substituído a peça ho-

Funcionário libera o abastecimento

ras antes do acidente. Casos como este são comuns no dia a dia, o que os síndicos devem ficar atentos é que a

panhia fornecedora pode indicar especialistas para esta

manutenção do conjunto de tubulações e equipamentos

tarefa.”, informa Douglas Xavier de Souza, Supervisor de

destinados ao transporte e controle de fluxo de gases é

Instalações da Ultragaz.

de responsabilidade do condomínio, sendo toda manu-

Caso seja detectado vazamento em uma unidade au-

tenção preventiva de responsabilidade do síndico. Já o

tônoma, até aguardar a chegada de um especialista,

consumidor é responsável pela boa conservação e ma-

é recomendável abrir portas e janelas para ventilar o

nutenção da rede de distribuição de gás localizada na

ambiente, fechar o registro dos aparelhos que utilizam

área interna e nas unidades habitacionais.

Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) ou o registro geral, não

O condomínio deve contratar uma empresa especiali-

fumar e não acender/apagar luzes, isqueiros ou fósfo-

zada para realizar inspeções periódicas na rede de dis-

ros, e também não acionar equipamentos elétricos. Nas

tribuição interna de gás, em intervalos de cinco anos,

conexões aparentes pode-se passar espuma de sabão

seguindo as determinações da NBR 15526. “É preciso

para verificar a formação de bolhas, o que auxilia na

que o condomínio realize periodicamente o teste de es-

identificação do vazamento.

tanqueidade. A instalação de gás requer cuidados, por

“Condôminos e condomínio devem zelar pela preser-

isso é preciso fazer de maneira periódica testes para ve-

vação das instalações, tanto da central quanto das uni-

rificar se existem vazamentos na rede de gás e a com-

dades autônomas. Ambos devem acionar a assistência

14 • Revista Cadê o Síndico


técnica da empresa distribuidora de GLP sempre que entenderem que existe algum problema no fornecimento/abastecimento e nunca providenciar ajustes/ consertos/reparos por conta própria. Quando realizar alguma reforma ou intervenções é importante consultar o projeto para identificar a localização da rede de gás. Isso auxilia a evitar furações indevidas. Aliás, tubulações e acessórios devem estar sempre com os acessos desobstruídos e devidamente sinalizados, FONTE: ULTRAGAZ

pintadas na cor amarela e sem qualquer dano”, conclui Douglas.

Além disso, os condôminos devem estar atentos aos seguintes pontos:

Equipamentos que realizam o abastecimento de gás

• Instalar aquecedores de marcas aprovadas e que es-

me ABNT NBR 8473);

tejam de acordo com as normas e legislações vigentes,

• Quando não estiver usando o aquecedor, manter fe-

respeitando a capacidade do equipamento x utilização/

chado o registro geral de segurança. É preciso criar o

volume de gás;

hábito de verificá-lo rotineiramente antes de dormir ou

• Realizar manutenção preventiva nos equipamentos

ao sair de casa;

que utilizam o GLP (aquecedor, chuveiros, fogão, tor-

• Apagar a chama do piloto imediatamente ao terminar

neiras que possuam água quente);

o banho, se o aquecedor não for automático. Assim se

• Acionar a empresa fornecedora ao perceber um vaza-

evita desperdícios e riscos para a segurança;

mento ou alguma divergência na medição do consumo;

• No caso de aquecedores de acumulação (boiler a gás),

• Quando for necessário converter um equipamento

procurar programar o horário do banho dos moradores

para GLP, contratar empresas especializadas para isso;

para evitar que o aquecedor permaneça ligado. Se for

• Cuidar para que a mangueira seja fixada sempre com

preciso que fique ligado ao longo do dia, procurar colo-

abraçadeiras para melhor segurança. O ideal é que a

car o termostato no nível mínimo de temperatura;

mangueira seja de cobre ou certificada pelo INMETRO

• Não usar a temperatura máxima de aquecedor desne-

com a gravação NBR 8613 e prazo de validade;

cessariamente. Para ajustar a temperatura ideal do ba-

• O regulador de pressão também deve respeitar a nor-

nho, use o botão de controle de temperatura do aquecedor

ma NBR 8473 e possuir certificado do INMETRO. Ficar

(quantidade de gás). Colocar o controle na temperatura

atento à validade do equipamento (cinco anos, confor-

máxima e misturar água fria desperdiça água e gás.

Revista Cadê o Síndico • 15


Auditoria Contábil

Michele Lordêlo

A Auditoria Condominial não consiste em uma investigação

Contadora

Caros leitores, a cada edição podemos esclarecer os mi-

cumental é a base do trabalho, e esta, vale ressaltar, não

tos e verdades acerca da auditoria para condomínios,

possui caráter investigativo.

uma auditoria diferenciada que trabalha com normas de

Muitas vezes somos contratados e mesmo após a finali-

contabilidade mas não pode ser tratada como uma audi-

zação dos trabalhos, o senso de justiça parece não que-

toria para empresas.

rer sanar, quando na verdade se constata que o ocorreu

As particularidades que envolvem um condomínio são

foram equívocos de falta de organização, da juntada dos

suficientes para que a análise e adequação de procedi-

documentos, de comprovantes e por vezes da falta de

mentos sejam relatadas de forma clara e objetiva no re-

experiência contábil daqueles que lidam com a docu-

latório de auditoria.

mentação do condomínio, com equívocos de classifica-

Essa clareza advém também da habilidade do auditor

ção, de destaques de retenções e pagamentos de impos-

em explicar às partes interessadas que o objeto da au-

tos e contribuições.

ditoria é evidenciar as constatações e estas se

Ao término da Auditoria Revisional, outros objetivos são

dão, sobretudo com a análise minuciosa dos

alcançados e assim, a auditoria que inicialmente foi

documentos contábeis e não com suposições,

contratada, aos olhos de muitos para “investigar”, se

indícios e como alguns pontuam, com a inves-

transforma em uma ferramenta de gestão que atra-

tigação da gestão do síndico anterior ou atual

vés de orientações aponta o que e como fazer dali em

do condomínio.

diante, sendo este trabalho de grande valia para os

Não é cabível no trabalho da auditoria se valer do que acha ou deixa de achar o auditor ou os

próximos gestores. Essas

orientações

abrem

condôminos, ou o conselho, ou o advogado

porta ainda para a contrata-

do condomínio, nem tanto, ouvir

ção da Auditoria Preventiva

o que expõe o representante

Mensal que confere e contribui

da contabilidade ou adminis-

com o trabalho dos contadores e das

tradora; sempre, a análise do-

administradoras de condomínios.

16 • Revista Cadê o Síndico


Piscina

Esporte e lazer no inverno Por: ANTONIO CORADINHO do as piscinas estão cheias de turistas, habituados a temperaturas muito mais baixas. A melhor forma de encarar a temperatura “baixa” da água é ter alguma atividade física que faça o corpo aquecer. A atividade mais comum em piscinas de condomínio é a hidroginástica, cada vez com mais adeptos, devido aos benefícios do baixo impacto dos exercícios. Esta atividade é ideal para pessoas sedentárias e com dificuldades de locomoção. Mas, um condomínio é habitado por pessoas de todas as idades e condições físicas, as atividades aquáticas voltadas para atender todos as faixas etárias, faz o usuário sentir-se participativo. Um dos esportes voltados para quem tem boas condições de saúde e mobilidade é o vôlei, basquete ou o pólo aquático. Os equipamentos para esses esportes podem ser adA hidroginástica tem cada vez mais adeptos

quiridos em lojas de piscinas. As crianças também podem ter seus momentos de diversão, instalando um toboágua ou colocando bóias para

O inverno tem a desvantagem de afastar os usuários da

exercícios e praticando uma série de jogos próprios para

piscina. Mas, a piscina pode ter funções, além do simples

atividades aquáticas.

lazer dos dias ensolarados e quentes. A temperatura mé-

A melhor forma de estar tranquilo com seu filho é ensi-

dia da água em piscinas litorâneas no inverno, ronda na

nar ele a nadar, e a piscina do condomínio é o local ideal

faixa dos 24 a 26 graus aqui na Bahia. Piscinas com aque-

para este aprendizado.

cimento, a temperatura média fica entre 28 e 32 graus.

Lógico, todas estas atividades devem ser acompanhadas

A maioria das piscinas da Bahia não tem aquecimento.

por um monitor, que além de garantir a segurança de to-

Quem vem do sul do Brasil ou da Europa solicita o aque-

dos, coordena as atividades aquáticas.

cimento, mas é um preciosismo, já que a temperatura no

A tendência nestes dias de inverno é a piscina ser tro-

aquecimento não se justifica. Um dos melhores exemplos

cada pela academia, mas uma vez adepto das atividades

de como esta faixa de temperatura ainda é agradável,

aquáticas, dificilmente faz esta troca. O difícil é começar,

pode ser visto nos hotéis ou resorts, que mesmo choven-

mas começou não para mais.

Revista Cadê o Síndico • 17


Direito condominial

Ionara Ribeiro

Animais de estimação em condomínios

Advogada

É facultada a criação e manutenção de animais de esti-

os demais condôminos, não mais será permitida a sua

mação de pequeno e médio porte, de raças consideradas

permanência no condomínio.

dóceis, nas unidades autônomas integrantes de condo-

O animal que é mantido pelo condômino no condomí-

mínios residenciais verticais ou horizontais, desde que

nio, não pode, sob nenhuma hipótese, ser perigoso. In-

o animal não cause incômodo de qualquer ordem, seja

clusive, ele pode ser retirado rapidamente do local, por

quanto ao barulho, à segurança e à salubridade.

meio de tutela antecipada dada por um juiz, havendo

A Constituição Federal e o Código Civil estabelecem o

provas de que o animal representa ameaça.

direito do condômino de desfrutar livremente de sua

Os animais também não podem emitir ruídos, como la-

unidade e das áreas comuns, desde que isto não repre-

tir fortemente, uivar e chorar durante os horários con-

sente uma ameaça à segurança, ao sossego e a saúde

siderados de silêncio e descanso, estabelecidos por lei

dos outros condôminos.

municipal e/ou pela convenção do condomínio; deve ser

Para uma boa convivência entre os condôminos é de ex-

mantida a saúde e higiene dos bichinhos, para que eles

trema relevância que se observe e respeite as normas

não exalem mau cheiro nem façam as suas necessida-

da boa vizinhança.

des fisiológicas nas áreas comuns do condomínio ou na

O condomínio pode proibir um cachorro de passear

área diversa a que for destinada a eles.

nos seus jardins, no playground ou de andar no eleva-

Bom senso, esta é a palavra chave para melhorar as re-

dor (com certos limites), mas não de morar com seus

lações entre os condôminos. Aqueles que forem donos

tutores. Da mesma forma, a presença de animais incon-

de animais de estimação devem se adequar às normas

venientes, que perturbem a ordem, a higiene e o sono

do condomínio e entender quando não é mais razoável

dos outros moradores pode ser questionada. E isso in-

manter o bichinho no prédio e, os demais devem res-

depende do porte e da espécie do animal. É, pois, en-

peitar o direito dos animais e entender que é legítima

tendimento assentado em bases jurídicas afinadas com

a criação deles no condomínio, desde que sejam ob-

o princípio da razoabilidade e proporcionalidade que,

servados todos os princípios norteadores da boa con-

quando o animal de estimação representar perigo para

vivência.

18 • Revista Cadê o Síndico


Revista Cadê o Síndico • 19


Dia-a-dia do Síndico

Rosemar Smera

Como eleger um síndico?

Advogada

O artigo 1347 do Código Civil tem causado muitas dúvidas

O disposto acima descrito não impõe que a gestão de

em condomínios.

cada síndico seja de no máximo dois anos. Note-se que

O referido dispositivo de lei dispõe que: “A assembleia es-

a expressão “poderá renovar-se”, permite que uma pes-

colherá um síndico, que poderá não ser condômino, para

soa seja síndico durante anos, porém, obrigatoriamen-

administrar o condomínio, por prazo não superior a dois

te, a cada dois anos, ele deve convocar novas eleições

anos, o qual poderá renovar-se.”

de síndico, permitindo que outras pessoas se candida-

Assim, a legislação autoriza a eleição de qualquer pessoa

tem e sejam ou não eleitas. Logicamente, este síndico

para ser o síndico de um condomínio seja ele proprietário,

também poderá se candidatar e se eleger novamente,

inquilino, residente ou não do edifício.

sem problemas.

É o caso, por exemplo, da escolha e eleição de síndicos

Importante salientar que existem convenções de con-

profissionais, que habitualmente não residem no condo-

domínios que limitam a quantidade sequenciada de

mínio e são contratados como prestadores de serviços.

eleição da mesma pessoa para síndico. Nestes casos,

Outra situação é o tempo máximo de cada gestão de sín-

devem-se seguir as determinações da convenção, pois

dico, que não pode ultrapassar o tempo máximo de dois

tratam-se da vontade dos proprietários daquele condo-

anos. Um alerta importante é que a lei autoriza que cada

mínio especificamente.

gestão de síndico tenha no máximo prazo de dois anos,

Outra dúvida é o quórum em assembleia para eleger o sín-

porém se a convenção do condomínio prevê prazo de um

dico. Desde que haja convocação expressa no edital, a lei

ano, anualmente deve-se convocar assembleia para elei-

não exige quórum mínimo para eleição de síndico e, caso

ção de síndico.

somente compareçam duas ou três pessoas, os presentes

Caso a convenção do condomínio seja omissa quanto a este

podem decidir e votar nos candidatos ao cargo.

prazo, a eleição de síndico deve atender ao dispositivo de

Lembramos que a lei não cita a obrigação e existência de

lei, com prazo máximo de dois anos para convocação de

subsíndico, cargo exclusivamente regulamentado pela

assembleia para eleição de síndico.

convenção do condomínio.

20 • Revista Cadê o Síndico


Cidade

Obras irregulares

O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE ADQUIRIR UM IMÓVEL?

Por: CARLA BRAYNER

A Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) embargou a construção de um prédio em Patamares, que possuía 10 andares, enquanto o projeto aprovado autorizava a construção de apenas cinco. Devido às fortes chuvas, o Edifício Jardim Brasília, localizado em Pernambués, apresentou risco de desabamento e provocou a retirada das famílias que residiam no local. Sabe o que os dois têm em comum? Foram construídos pela mesma empresa, e agora os moradores encontram-se no prejuízo, uns por não poderem retornar e os outros, por não saberem quando

de combustíveis, etc”, informa Isaac de Cristo, autor do li-

irão receber o apartamento.

vro “Conhecendo Obras - Ideal para quem pretende cons-

Ao adquirir um imóvel é preciso averiguar toda a docu-

truir ou reformar”.

mentação. “Escritura registrada em Cartório de Registro

De acordo com Isaac de Cristo é importante averiguar se a

de Imóveis, IPTU, dívidas, etc. Além disso, se o imóvel está

obra possui Alvará de Licença de Construção. “Se estiver

ou não alienado. Se for imóvel novo, verificar se os encar-

na fase de obra, ou “Habite-se”, caso a obra esteja habitada

gos sociais estão pagos, embora no momento da transfe-

ou utilizada para o fim destinada ou pronta para tais fins.

rência da documentação, as despesas pendentes podem

Se o vendedor não possui estes documentos é sinal de que

e devem ser verificadas. Existem casos em que proprie-

a obra está irregular. Estas irregularidades muito dificil-

tários resolvem vender um imóvel só porque a área, onde

mente permitem que tais imóveis sejam financiados por

o mesmo se encontra, sofreu alguma restrição de uso ou

instituições oficiais”, alertou.

nos parâmetros de construção, impedindo que determi-

Ninguém está livre de adquirir um imóvel com problemas

nados tipos possam ser construído no local. O Instituto do

técnicos graves. Tais problemas podem ser de ordem es-

Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) muitas

trutural, falta de manutenção, infiltrações, erro de projeto,

vezes é o órgão responsável por tais restrições. Outros ór-

etc. Convém, então, fazer a compra acompanhada de um

gãos que costumam causar embargos são os do Meio Am-

arquiteto ou um engenheiro civil, que dará o parecer téc-

biente, principalmente para obras de condomínio, postos

nico sobre a condição técnica do imóvel.

Revista Cadê o Síndico • 21


Capa

Foco

Controle de

A melhor forma de evitar essas doenças é combater os

mosquitos “FUMACÊ” NÃO É A SOLUÇÃO!

focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Porém, é muito importante observar a piscina, que segundo Antonio Coradinho, proprietário da Corágua – Soluções em Piscinas, é uma das vilãs na proliferação dos mosquitos. “Piscinas sem tratamento ou abandonadas com a água totalmente

Por: CARLA BRAYNER

verde e coberta de limos é um potencial vetor de contaminação. O tratamento adequado garante a qualidade da água e afasta qualquer fonte de contaminação. Além da

O que está sendo feito como prevenção onde você mora?

cloração diária, com a manutenção do cloro livre na faixa

Alguns municípios da Bahia, inclusive Salvador, têm

de 1 a 3 ppm, que elimina qualquer larva do mosquito, ou-

vivido epidemias com o mosquito Aedes Aegypt, trans-

tro procedimento importante é a filtração diária, que evi-

missor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. E

ta a fixação dos ovos dos mosquitos”, completa Coradinho.

todo cidadão deve ficar atento às formas de prevenção.

Outro ponto importante são as piscinas sem uso. “A me-

Além das inspeções para identificação, eliminação e tra-

lhor solução, se não puder esvaziá-las, é colocar uma capa

tamento dos criadouros, também devem ser realizadas

de proteção fixa, pois a obstrução da luz solar diminui o

borrifações químicas com inseticidas.

efeito da proliferação orgânica. Adicionando pastilhas de

Foram registrados 43.027 casos de dengue, entre janeiro

cloro à água da piscina, já coberta com a capa, cessa quase

e nove de junho deste ano, segundo o boletim de situação

na totalidade esta proliferação”, finaliza Coradinho.

epidemiológica da dengue, publicado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Neste período foram

Prevenção

notificados 37.984 casos da doença, transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, 147% a mais que o registrado

Muitos síndicos contratam o serviço de “fumacê”, o que na

no mesmo período de 2014, quando foram contabilizados

maioria das vezes não resolve o problema. “A passagem da

15.333 casos.

fumaça inseticida não deixa protegida a área tratada. Nes-

O Ministério da Saúde registrou 1.049 casos confirmados

ta linha de pensamento não se lembram dos ovos, larvas

de febre chikungunya, até sete de março, sendo 459 na

e pupas, depositados na água parada que estão prontos

Bahia. Já a Diretoria de Vigilân-

para virarem formas voadoras, cujo raio do fumacê não

cia Epidemiológica (Divep) da

atinge. Pesquisas já comprovaram que em recipientes se-

Sesab identificou a ocor-

cos que abrigam ovos depositados pela fêmea do Aedes,

rência de 28.962 casos no-

quando novamente enchidos com água, podem desenca-

tificados de Zika Vírus em

dear novo criatório após vários meses”, informa Danilo

168 municípios da Bahia,

Roriz, médico veterinário, consultor em controle de pra-

até o dia 17 de junho deste ano.

22 • Revista Cadê o Síndico

gas urbanas e diretor da Saniprag.


Carro fumacê em atividade por bairro de Salvador

Grande resistência dos mosquitos

de “Fumacê” na verdade é defasada

aos venenos, aplicações que não

e foi substituída pela “UBV” há mais

atingem todas as áreas, autonomia

de dez anos pelos centros de refe-

de vôo de quilômetros no caso da

rência, pois se aplica microjatos de

muriçoca comum e uma grande

spray inseticidas quase impercep-

oferta de água parada, pronta para

tíveis no ar. Alguns síndicos acham

servir de criadouro, são os ingre-

que quanto mais fumaça melhor,

dientes que dificultam o controle.

porém, estudos da Organização Pa-

“Ainda que uma aplicação num de-

namericana de Saúde prova o con-

terminado condomínio eliminasse

trário: utilizando os mesmos inseti-

todos os pernilongos voadores em

cidas nos dois tipos de máquinas, a

um dia, durante a semana novos in-

técnica do “UBV” obteve mais que o

setos viriam voando de áreas vizi-

dobro de eficiência na mortalidade

nhas ou nasceriam de água parada

dos mosquitos em área urbana.

em focos no próprio condomínio ou

“A forma voadora destes insetos é

em suas redondezas”, explica Roriz.

apenas uma das fases do ciclo e a

Portanto, para se obter um resulta-

água parada é a principal causa-

do mais eficiente, os focos de água

dora da infestação no condomínio,

parada devem ser eliminados ou

assim sendo, a busca por criatórios

tratados. “A água sanitária é 100%

deve ser a fundamental medida no

eficiente para destruir ovos e lar-

controle da infestação. Então, se

vas e no caso de empresa contro-

este cuidado já é tomado e se optar

ladora de pragas devem usar lar-

em contratar um serviço de fumacê,

vicidas profissionais nos focos em

que se faça com aparelho UBV, com

visitas permanentes. Este trabalho

acompanhamento do responsável

de casa em casa já é realizado pelo

técnico da empresa e sempre que

Programa de Controle da Dengue,

possível numa ação conjunta com

mas, pode ser intensificado em

a vizinhança. Lembrando sempre

contrato

certificar se a controladora tem al-

com

desinsetizadoras”,

disse Danilo.

vará da Vigilância Sanitária e pro-

Outra polêmica no controle envol-

fissional responsável técnico devi-

ve o tipo de aparelho utilizado. E

damente registrado em seu órgão

segundo Danilo, a técnica chamada

de classe”, conclui Danilo Roriz.


Elevadores

Adriana Novaes

Reduza custos com os elevadores

Advogada

Elevadores já foram os maiores vilões da conta de ener-

cionando perfeitamente e gastando pouco, como por

gia elétrica do condomínio. Agora, com novas tecno-

exemplo: manutenção em dia, um equipamento bem lu-

logias, o equipamento representa muito menos desse

brificado, com a tensão das correias corretas e um bom

gasto mensal. Os elevadores também podem diminuir

alinhamento do motor colaboram para que o elevador

a representatividade nas contas de manutenção, se se-

não gaste mais do que deveria, além de manter em dia

guirem um bom plano de cuidados preventivos ao longo

sua vida útil; chamar apenas um elevador por vez; fazer

dos anos. Um equipamento que não recebeu esse tipo de

revisões freqüentes; ter cuidado ao lavar corredores,

atenção pode chegar a utilizar 30% dos recursos em ma-

para que a água não escorra prejudicando cabos elé-

nutenção preventiva.

tricos do fecho entre outros e colocar panos nas portas

Para manter os equipamentos em dia, veja as sugestões:

para barrar a água. Outro item importante é o tipo de contrato de manutenção. O indicado é o mais completo, que já inclui as

Modernização

peças, apesar de mais caro, essa despesa se mantém es-

Equipamentos modernos são mais econômicos. Estima-

tável ao longo do tempo, evitando picos de gastos com

se que o consumo de energia do elevador caia em 40%.

peças esporadicamente. Independente do contrato es-

Mas, o aporte financeiro necessário para essa aquisição

colhido, a empresa designada para fazer esse serviço

é muito alto. A troca de aparelhos deve ser feita a par-

deve contar com equipe de atendimento 24 horas, além

tir de 15 anos de uso ou quando o elevador começa a dar

de ser registrada no CREA.

muitos problemas, apresenta desnível entre o andar e

Cuidado com empresas que cobram muito pouco. A ma-

a cabina, emite barulhos mais altos e constantes que o

nutenção/conservação de elevadores é assunto muito

usual, tem falhas e interrupções de serviço cada vez mais

sério, e pode facilmente colocar em risco a vida de con-

constantes e consome muita energia elétrica.

dôminos e funcionários. Neste caso não se trata de re-

Economia

dução de custos e sim de está adquirindo um problema

Muito pode ser feito para que o equipamento siga fun-

maior para o seu condomínio.

24 • Revista Cadê o Síndico


Seu condomínio vai fazer reforma? Consulte a Múltiplos

Informe Publicitário

A Empresa Múltiplos Serviços vem se destacando nes-

lheria, alambrados, lau­­­­­­do técnico e projetos.

tes 26 anos de existência pela atenção e parceria dedi-

A Múltiplos Serviços conta ainda com a experiência

cada à seus clientes. Trabalha com total pontualidade,

de profissionais altamente treinados e capacitados

qualidade, segurança e profissionalismo agregados a

pela empresa que oferece a seus colaboradores cur-

uma ampla variedade de serviços, tais como: assenta-

sos, palestras e seguros de vida. Tudo isso para que o

mento de pasti­l has, pintura, impermeabilização, re­­cu­

cliente sinta-se satisfeito e seguro em seu projeto de

pe­ração estrutural, limpeza de pisos e granitos, serra-

reforma.

“Contratamos a Empresa Múltiplos Serviços

“Foram-nos apresentados a Empresa

para realização dos serviços de pintura,

Múltiplos Serviços para execução de serviços

Impermeabilização, Recuperação Estrutural,

de reforma predial em nosso condomínio,

Aplicação do Rejuntamento Super flexível

E a mesma cumpriu com todos os requisitos

e pintura predial externa e interna.

contratados por nosso condomínio”

a mesma nos prestou todos os serviços

Sra. Gicelia ventura

com grande qualidade, pontualidade e

Síndica do condomínio Espaço Atlântico

profissionalismo” Sr. Marcos Lima Administrador do condomínio Centro Médico Iguatemi

“Atestamos para todos os fins a capacidade profissional da Múltiplos Serviços, Referente aos serviços realizados em nosso condomínio”

Site: www.multiploservico.com

Sr. Fernando Cardoso

Email: multiploservico@gmail.com

Síndico do edifício Mansão Alto do Cidade Jardim

Tel.: (71) 3492-3694 / 9928-8923 Revista Cadê o Síndico • 25


Direito Imobiliário

Mariana Freire

Rateio de despesas no condomínio

Advogada

O Art. 1336, inciso I, do Código Civil que determina ser de-

mento da matéria, contudo gerou diversas interpretações

ver do condômino “contribuir para as despesas do condo-

incorretas na mídia que, por vezes, afirmou que o STJ ha-

mínio na proporção das suas frações ideais, salvo disposi-

via “derrubado” o rateio de despesas por fração ideal.

ção em contrário da convenção.”

No caso polêmico, tratava-se de um condomínio peque-

O cálculo da taxa condominial é, em geral, formulado le-

no, com seis unidades, que calculava o rateio de despe-

vando em consideração a soma da metragem de área de

sas pela fração ideal. O condômino proprietário de uma

todos os condôminos, dividido pelo o total das despesas,

unidade com maior área, discordando da forma de rateio,

encontrando-se o valor por metro unitário, que será mul-

levou a matéria ao Poder Judiciário, que entendeu que na-

tiplicado pela área de cada proprietário. Contudo, con-

quele condomínio, especificamente, essa forma de rateio

forme a norma acima citada, a convenção tem autonomia para estabelecer critérios diferentes,

de despesas representaria enriquecimento sem causa dos demais condôminos.

desde que não desrespeite a proporcionali-

A decisão foi proferida no Tribunal de Mi-

dade e não crie um sistema injusto, man-

nas Gerais, o condomínio interpôs recurso

tendo a isonomia entre condôminos.

para o STJ, que não o julgou por motivos

Não é rara a insatisfação de condôminos que residem em empreendimentos cujas unidades possuem acentuadas diferenças de metragem, que fundamentam a sua irresignação no

processuais, sendo mantida a decisão do TJMG. Tamanha foi à repercussão do caso que levou o STJ a publicar uma nota explicativa, informando que “o STJ não afirmou se a co-

fato de que as despesas mais vultosas como o pagamen-

brança baseada na fração ideal é ou não possível, pois

to de empregados, tributos, consumo de energia e água,

sequer entrou nessa controvérsia.”

não se relacionarem com tamanho do apartamento.

A decisão relatada não representa a jurisprudência domi-

A discussão se tornou polêmica quando no ano de 2013

nante, contudo se apresenta como um importante prece-

o Superior Tribunal de Justiça julgou o Resp n° 1.104.352-

dente na luta de quem se sente prejudicado pela aplicação

MG, no qual proferiu uma decisão técnica, sem enfrenta-

da fração ideal no cálculo da taxa condominial.

26 • Revista Cadê o Síndico


Vida Saudável

Doenças alérgicas COM A QUEDA DE TEMPERATURA, INÚMERAS DOENÇAS ATACAM O ORGANISMO. SISTEMA RESPIRATÓRIO É O PRINCIPAL ALVO DE VÍRUS E BACTÉRIAS NESTE PERÍODO DO ANO Por: CARLA BRAYNER

No dia 21 de junho, começou oficialmente o inverno. E com ele, mudanças de temperatura, chuvas, ar seco e vento

Equipe da Vip House higienizando closet

frio que aumentam os riscos de doenças respiratórias e crises alérgicas. Com algumas atitudes simples é possível

nadores e aspiradores de pó comuns. Deve-se passar

prevenir os desconfortos típicos deste período do ano.

pano úmido diariamente. Evitar inseticidas e produtos

As doenças alérgicas mais comuns são a rinite alérgica,

de limpeza com forte odor, mas exterminar baratas e

asma, conjuntivite alérgica e eczema atópico. “Os alér-

roedores pode ser necessário. Dar preferência às pastas

gicos devem evitar ambientes com poeira, fumaça de ci-

e sabões em pó para limpeza de banheiro e cozinha. Não

garro, mofo, odores fortes, poluentes, pêlos de animais,

fumar e nem permitir o fumo em ambientes fechados”,

baratas e qualquer situação que piore a alergia, como ar

complementa.

frio e seco. A rinite alérgica deve ser tratada por um mé-

Os problemas podem ser prevenidos com algumas ati-

dico otorrinolaringologista, pois outras formas de rinite

tudes, como a higienização de tapetes, sofás e principal-

e patologias podem simular uma rinite alérgica”, alerta o

mente o colchão. “Utilizamos um sistema inovador de

médico otorrinolaringologista Carlos Navarro.

higienização sem produtos químicos e o aparelho impor-

Nos condomínios, o otorrino avisa que deve-se evitar

tado dos EUA, o Rainbow, que funciona como um aspira-

o uso de tapetes, carpetes, cortinas e almofadões. “Dar

dor de pó, mas que, além de realizar uma limpeza profun-

preferência a pisos laváveis e cortinas de material que

da, higieniza e purifica os ambientes, eliminando 99,9%

possa ser limpo com pano úmido, como persianas. Com-

das bactérias”, informa Marco Lisboa, diretor da rede Vip

bater o mofo e a umidade, verificando periodicamente

House Mais, empresa de higienização de ambientes, que

as áreas úmidas do condomínio, como banheiros, la-

tem vários pacotes de limpeza que vão desde o ambiente

vabos e reservatórios. Evitar o uso de vassouras, espa-

todo, até pontualmente por peças.

Revista Cadê o Síndico • 27


Design de Interiores

Ricardo Ferreira

Jardins de condomínios

Designer

Os jardins de condomínios são áreas importantes para o

tura arquitetônica, conduzir visitantes por onde eles se

convívio, aproveitando de maneira eficiente, as áreas de

direcionem, até sinalizar o nível de requinte do imóvel.

uso comum e a valorização do patrimônio.

Portanto, paisagismo vai muito além de deixar o ambiente

Conversamos com o senhor Brandão Freire, diretor da loja

somente mais bonito.

Lánavaranda, especializada em paisagismo, que nos lem-

Brandão recomenda, para locais fechados, como play

bra que no corre-corre das grandes cidades e no stress

ground, o uso de plantas como o ficus de praia, clusia e

do cotidiano as pessoas acabam se distanciando de suas

babosa. Para ambientes fechados muitas vezes com pouca

origens e muitas vezes passam a viver em espaços muito

luz, sugere a Dieffenbachia, Palmeira Raphis, Encheveria,

áridos e com muito concreto. As áreas verdes são espa-

Chameadorea e Antúrios.

ços que promovem essa reconecção do indivíduo com a

Para jardineiras dos apartamentos, Brandão sugere a uti-

natureza, fazendo com que a vida das pessoas possa se

lização de plantas com raízes pouco agressivas, propondo

renovar positivamente ao utilizar tais espaços, quer seja

aproveitamento do espaço para cultivo de pequena horta.

um local de passagem ou um cantinho para ler um jornal

Brandão, ainda alerta sobre o uso de topiaria (arte de

embaixo de uma árvore no fim de tarde.

podar plantas em formas ornamentais), pois além de ge-

“Áreas verdes em condomínio são de extrema importân-

rar um custo alto de manutenção, quando a mesma fica

cia, pois além de serem espaços agradáveis, promovem

esquecida, o jardim acompanha a mesma aparência e a

a socialização, aproximando as pessoas uma das outras”,

sua solução é trabalhosa e custosa. Sugere que os condo-

destaca Brandão.

mínios apostem em soluções ecológicas como telhados

Dessa forma, o paisagismo transforma ambientes e en-

verdes e jardins verticais, que além de dar requinte aos

canta pessoas. Um imóvel cujo projeto paisagístico foi

espaços reduzem ilhas de calor melhorando o conforto

bem executado, além de demonstrar cuidado com o imó-

térmico do local.

vel, convida a quem o contempla, inclusive potenciais

Serviço: Lánavaranda fica na Rua Timbó, 262, Caminho

compradores, a visitá-lo, a querer descobrir o que seu

das Árvores, contatos: contato@lanavaranda.com.br,

interior esconde. Pode-se corrigir imperfeições da estru-

(71) 3161-2404, 3161-2494.

28 • Revista Cadê o Síndico


Revista Cadê o Síndico • 29


Ao ligar, informe que viu o anúncio na revista Cadê o Síndico.

Classificados

Novo

Classificados Mais opções para você participar

Feira de Santana

ADMINISTRAÇÃO E ASSESSORIA

CONTROLE DE PRAGAS

30 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Ao ligar, informe que viu o anúncio na revista Cadê o Síndico.

Classificados

Novo

Classificados Mais opções para você participar

Itabuna e Ilhéus

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E DECORAÇÃO

ELEVADORES

Mais opções para você participar

ANUNCIE

3242-1084 O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 31


Ao ligar, informe que viu o anúncio na revista Cadê o Síndico.

Classificados

Novo

Classificados Mais opções para você participar

Salvador

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

Veja anúncio na página 18

Cadê o Síndico no Rádio

FACEBOOK

Cadê o Síndico

Sábados 13 às 15h

RÁDIO METRÓPOLE FM 101,3

32 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

Cadê o Síndico no Rádio Sábados 13 às 15h

RÁDIO METRÓPOLE FM 101,3 ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

ADMINIST. E ASSESSORIA

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 33


Classificados ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

ADMINIST. E ASSESSORIA

34 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

ÁGUA ECONOMIA

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados ÁGUA - PURIFICADORES

ARQUITETURA

ASSESSORIA JURÍDICA

ANTENAS

AUDITORIA - PREV. E REV.

Mais opções para você participar Veja no título Instalações Elétricas

Veja anúncio na página 16

ANUNCIE

3242-1084

BOMBAS E MOTORES

FACEBOOK

Cadê o Síndico AR CONDICIONADO - MANUTENÇÃO

Versão digital www.cadeosindico.com.br O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 35


Classificados BOMBAS E MOTORES

BOMBAS E MOTORES

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

FACEBOOK

Cadê o Síndico CHURRASQUEIRA

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

COMUNICAÇÃO VISUAL

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

36 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

ASP

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 37


Classificados CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

38 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

CONSTRUÇÕES E REFORMAS

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados CONTROLE DE PRAGAS

CONTROLE DE PRAGAS

CONTROLE DE PRAGAS

CONTROLE DE PRAGAS

Mais opções para você participar

ANUNCIE

3242-1084 O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

COOPER. DE CRÉDITO/BANCO

CURSOS E TREINAMENTO

Veja anúncio na página 52

Veja anúncio na página 19

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 39


Classificados CURSOS E TREINAMENTO

Veja anúncio na página 51 DECORAÇÃO

Contatos (71) 3489-2909/3347-6022

DISTRIBUIÇÃO DE IMPRESSOS

FACEBOOK

Cadê o Síndico DECORAÇÃO

Veja anúncio na página 28

DESENTUPIMENTO - LIMPA FOSSA

DESENTUPIMENTO - LIMPA FOSSA

40 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

ELEVADORES

ELEVADORES

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados ELEVADORES

ELEVADORES

ELEVADORES - EQUIP.

ELEVADORES - FORRO

Veja anúncio na página 11 ELEVADORES

FACEBOOK

Cadê o Síndico

Cadê o Síndico no Rádio

Sábados 13 às 15h

RÁDIO METRÓPOLE FM 101,3

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 41


Classificados EQUIPAMENTOS PARA CONDOMÍNIO

EQUIPAMENTOS PARA CONDOMÍNIO

42 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados EQUIPAMENTOS PARA CONDOMÍNIO

EXTINTORES DE INCÊNDIO

EXTINTORES DE INCÊNDIO

EXTINTORES DE INCÊNDIO

IMOVEIS COMPRA E VENDA

FACEBOOK

Cadê o Síndico INSPEÇÃO PREDIAL

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

INSPEÇÃO PREDIAL

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 43


Classificados FARDAMENTO

GRÁFICA

JOGOS - ARTIGOS E EQUIPAMENTOS

Limpeza/Higienização

MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO

44 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados MANUTENÇÃO PREDIAL

MARCAS E PATENTES

MANUTENÇÃO PREDIAL

MATERIAS ELETRICOS

Veja anúncio na página 9 MÓVEIS PLANEJADOS

MANUTENÇÃO PREDIAL

MÓVEIS PLANEJADOS

LIMPEZA DE TELHADO/PISO

FACEBOOK

Cadê o Síndico

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

Mais opções para você participar

ANUNCIE

3242-1084 Revista Cadê o Síndico • Classificados • 45


Classificados PELÍCULAS - ALTA PERFORMANCE

PÁRA-RAIOS

Veja anúncio na página 13

PRODUTOS DE LIMPEZA

Veja no título Equipamentos para Condomínios

PISCINA

PISCINA

PISCINA

PRODUTOS DE LIMPEZA

Veja anúncio na página 17

Veja no título Equipamentos para Condomínios

SEGURANÇA ELETRÔNICA

46 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados RÁDIO COMUNICAÇÃO

RELÓGIO DE PONTO

SEGURANÇA ELETRÔNICA

REGISTRO DE MARCAS

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

Veja no título Marcas e Patentes

FACEBOOK

Cadê o Síndico SEGURANÇA ELETRÔNICA

Cadê o Síndico no Rádio

Sábados 13 às 15h

RÁDIO METRÓPOLE FM 101,3

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 47


Classificados SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

Veja anúncio na página 22

FACEBOOK

Cadê o Síndico 48 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

Cadê o Síndico no Rádio

Sábados 13 às 15h

RÁDIO METRÓPOLE FM 101,3

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Classificados SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

SÍNDICO PROFISSIONAL

O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes

Revista Cadê o Síndico • Classificados • 49


Classificados TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO

SEGURO

TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA

SEGURO

TERC. DE MÃO DE OBRA

Cadê o Síndico no Rádio TELECOMUNICAÇÃO

Veja no título Segurança Eletrônica

TELECOMUNICAÇÃO

Veja no título Segurança Eletrônica

50 • Revista Cadê o Síndico • Classificados

Sábados 13 às 15h RÁDIO METRÓPOLE FM 101,3 O conteúdo dos anúncios são de inteira responsabilidade dos anunciantes


Ed54  
Ed54  

O condomínio contra o Aedes Aegypti

Advertisement