Page 1

Jornal Acadêmico de Comunicação Autônoma Centro Acadêmico de Comunicação Social da UERJ

Ano I - Número 1 - Outubro/2011

Restaurante Universitário: Uma questão polêmica Pablo Jacob - Agência O Globo

Tumulto entre estudantes e seguranças na inauguração do Restaurante da UERJ: apenas convidados puderam entrar

E

m matéria publicada no último dia 25 de agosto, o portal JB chamou a atenção para a UERJ, e para os investimentos feitos nos campi. E um dos pontos-chave

foi a inauguração do Restaurante Universitário do campus Maracanã, que ocorreu no dia 12 de setembro, e terminou em confusão entre estudantes e segu-

ranças. Nesta matéria do JACA, oferecemos a possibilidade de refletir sobre o porque do RU ainda não estar funcionando. Páginas 4 e 5

Acessibilidade: Capacitação e investimento

Reitoria da UFF ocupada em setembro

CACOS/UERJ em Período de eleições

Páginas 2 e 3

Página 5

Página 6


pagina 2

Editorial UERJ quer mormatizar acessibilidade O U

Por Eduardo de Souza (edu.souza@hotmail.com)

projeto piloto passou e com ele a nossa excitação pela primeira publicação escrita de forma autônoma por alunos e para alunos da FCS. Buscamos sempre inovar e interagir com o corpo estudantil, por isso, nossa singela editoria procura permutar nossos repórteres para que haja a participação de todos e também para não ocorrer desgaste entre as matérias. Muitas pesquisas foram feitas, pautas apuradas e debatidas, reuniões agendadas para que a edição número um ficasse superior à edição piloto. Decidimos focar em assuntos que estão em evidência no âmbito acadêmico no momento como a ocupação feita pelos estudantes na reitoria da Universidade Federal Fluminense (UFF) e a (pseudo) inauguração do Restaurante Universitário, vulgo Bandejão. Tentamos esclarecer alguns pontos que possam ter ficado incoerentes, esquecidos ou até mesmo, que nem foram mencionados. Falando um pouco mais da faculdade em si, a FCS está passando por mudanças. Novas estruturas físicas, laboratórios e eleições. Para aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de ver, o CACOS está com um novo visual. Resumindo, estamos felizes por estar de volta e esperamos que você, estudante, aprecie o jornal acadêmico, porque na verdade, você ajudou a construí-lo.

Tadeu Goulart (publica.tadeu@gmail.com)

comissão, acredita que “o documento se tornará uma norma dentro da universidade, para m novo modo de cuidar a auxiliar no atendimento ao gradquestão da pessoa com de- uando e agindo como um meio ficiência dentro da Universidade de tornar toda a UERJ acessível.” do Estado do Rio de Janeiro Para ela a universidade encara (UERJ). É por esse motivo que foi atualmente o desafio de forma formada uma legal, por I magem da I nternet comissão, meio de composta por políticas afirprofessores mativas como de difereno sistema de tes unidades cotas. “Atuam acadêmicas. também diO objetivo iniversos funcial do grupo cionários com é normatizar deficiência a acessibie a Superinlidade na unitendência de versidade por Recursos Humeio de um manos (SRH) protocolo. De tem agido acordo com a nesse sentido, coordenadora na busca por do Projeto UERJ investe na inclusão de deficientes s e r v i d o r e s Rompendo conscientes e Barreiras, Valéria de Oliveira, as formados para o atendimento ao questões legais que visam à in- público especial.” clusão dos graduandos serão O Rompendo Barreiras foi o agora de responsabilidade da projeto que deu início a se pencomissão. Porém uma série de sar na em como fornecer acesatividades vai continuar a ser ofe- sibilidade para pessoa com defirecidas pelo projeto. O Rompen- ciência dentro da UERJ. Sobre o do Barreiras tem mais de 23 anos termo, Valéria busca demarcar o de existência, abrindo as portas uso correto quando diz que “não para universitários, alunos de en- é adequado utilizarmos portador sino médio e cursos de formação de deficiência, e sim pessoa com de jovens e adultos (EJA). deficiência, pois o que se destaSegundo a coordenadora, está ca é a pessoa e não sua necesmarcada para o mês de outubro sidade.” O programa é formado uma reunião que vai definir os também por bolsistas dos cursos pontos principais do protocolo, de graduação, que atendem às diante da legislação vigente. necessidades dos usuários, que Valéria, também membro da geralmente buscam equipamen-


pagina 3 Retirada do blog uerjrompendobarreiras.blogspot.com

Participantes

do

2º Encontro

de

pessoas não imaginam que existamos e que há um ambiente que vai auxiliá-los de agora até após sua formação. É preciso atingir e informar o aluno no momento em que ele está chegando e creio que o Calouro Humano seria o evento ideal para isso acontecer.” Daniela Cardoso Tavares, aluna do 1º período de Relações Públicas da Faculdade de Comunicação Social (FCS), tem deficiência visual, e foi assistida pelo projeto em um outro momento. Ela acredita que a normatização da acessibilidade é importante

porque previne uma série de situações cotidianas constrangedoras que poderiam ser evitadas com a informação. A estudante acredita que em sua unidade a questão tecnológica está mais avançada, pois oferece projetores e telas grandes. Daniela é aluna de transferência do Instituto de Química da UERJ (Pavilhão Haroldo Lisboa da Cunha, o Haroldinho) e apesar de elogiar a ação da coordenadora Valéria de Oliveira, avalia com receio a situação atual do Rompendo Barreiras. “Mesmo que o projeto exista desde 1988 o problema crucial dele reside nos horários incompatíveis e no baixo número de bolsistas disponíveis para o atendimento geral.” Mesmo não sendo ingressante da política afirmativa, a graduanda pensa no sistema de cotas como um paradoxo. “Desde o momento em que a universidade abre as portas para os alunos com deficiência não consegue dar conta de todos eles. A cada ano ingressam por volta de três mil pessoas. Se considerarmos que cerca de 15% da população possui alguma deficiência é possível perceber que somente o projeto não consegue suportar essa demanda.

edição, é certo que conseguiremos melhorar o jornal em sua forma e em seu conteúdo, mas, claro, como bons comunicadores, devemos assumir os nossos erros. 1. No editorial, 3º parágrafo, erro de digitação “partticipar”, no lugar de: participar

2. Na matéria “Novos calouros na FCS”, segundo parágrafo ...assistirem uma “palestra”... no lugar de: assistirem a uma palestra 3. Na matéria “Estudantes da FCS vivem o Enecom”, quarto parágrafo, “houveram” no lugar de: houve

Educação Inclusiva,

tos adaptados e apoio pedagógico. O Rompendo Barreiras age como curso de extensão ao oferecer a formação em “leitura e escrita em braile e outros recursos pedagógicos para deficientes visuais: cegos e com baixa visão”. As aulas são voltadas para professores, funcionários e alunos de licenciatura e oferece certificado aceito como título em concursos públicos. Valéria imagina que a baixa quantidade de queixas de alunos que chegam ao projeto está relacionada à de divulgação. “Muitas

em dezembro de

2010.

Jacagado Camilla Pontes (camillapontes@globo.com) A primeira edição do J.A.C.A saiu bem rápido (levando em conta a criação das pautas e a publicação do jornal), mas caímos no velho ditado “a pressa é inimiga da perfeição”. A cada


pagina 4

Dados e mitos sobre o Restaurante Universitário da UERJ Retirada do site www.restauranteuniversitario.uerj.br

é novamente anunciada, desta vez pelo JB, para a primeira semana de setembro. E, novamente, não houve inauguração efetiva. Muitos devem estar se perguntando onde está o ineditismo em todos estes anúncios incrivelmente similares, e o que torna este último anúncio mais expressivo. Ele está na aprovação, pelo Conselho Painel de entrada do RU da UERJ: Quando será realmente inaugurado para todos? Universitário da Universidade, em segunda sessão, da proPor João Guilherme Santos a situação sem uma apuração posta de alteração do estatuto (gui_bsantos@hotmail.com) prévia. Isso é um erro, visto que que tornou possível o exercício tudo pode ser facilmente com- de dois mandatos consecutivos o dia 25 de agosto, uma preendido se recorrermos à eti- para o cargo de reitor, vice-reimanchete do site do Jor- mologia da palavra ‘reputação’. tor, entre outros. Ou seja, a posnal do Brasil envolvendo a UERJ Reputação deriva de reputatus sibilidade de reeleição. chamou a atenção de diversos ou reputationem, o retorno ao A alteração ocorreu em um alunos dentro e fora da univer- estado de puto. Tendo em vista ano eleitoral assim como, coincisidade. Ela afirmava: ‘Estado in- tal derivação, é fato que a maior dentemente, a polêmica inauguveste mais de R$ 10 milhões em parte das pessoas que acompan- ração simbólica e restrita do Resmelhorias na UERJ’¹. A alegria do hou este processo pôde retornar, taurante Universitário. Aumento leitor perde vigor quando se che- quase instantaneamente, a tal no preço das obras, atraso na ga à conclusão de que metade de estado de espírito. abertura e à inauguração simtodo esse investimento foi destiÉ interessante analisar os crité- bólica feita menos de dois meses nado a uma obra que, há cerca rios de noticiabilidade envolvidos antes da eleição para reitoria, sode um ano, de acordo com o jor- na matéria citada anteriormente, ma-se a diferenciação de preços nal trimestral da própria univer- principalmente no tocante ao i- entre cotistas e não-cotistas. sidade², exigiria 2,8 milhões de neditismo. Já havia sido noticiado Sem nenhuma dessas informareais: o Restaurante Universitário internamente que o restaurante ções, e provavelmente sem acesda UERJ. A matéria do JB informa abriria as portas no primeiro tri- so ou interesse pelas imagens que a obra foi efetivamente or- mestre de 2010³. Em sua edição que mostram a seqüência de erçada em R$ 5 milhões, ou seja, trimestral, o periódico ‘UERJ em ros que deu início ao tumulto⁴ um valor 40% superior ao esti- Questão’ afirmava que a inaugu- no dia da tal inauguração simmado em 2010. ração ocorreria entre o final de bólica, muitas pessoas afirmam Ao ouvir afirmações sobre a agosto e o início de setembro de ‘não entender a insatisfação e as ‘re-putação idônea’ de defen- 2010 e um entrevistado frisava reclamações dos alunos’. E muito sores incondicionais da rapidez que ‘não houve acréscimo de menos ao cerco feito pelos alue qua-lidade dos investimentos valor, mas sim aditivo de prazo nos depois de agressões, atrapaem nossa universidade, muitos para realização das obras’². lhando pacificamente a saída de se precipitaram comentando Um ano depois, a inauguração convidados.

N


pagina 5

Reitoria da UFF ocupada em setembro

Certamente os problemas envolvendo o nosso Restaurante Universitário vão muito além de tumultos entre alunos e seguranças. A falta de informação e fiscalização sobre os principais problemas da Universidade do Retirada do blog ocupauff.wordpress.com Estado do Rio de Janeiro não é resultado exclusivo da passividade de poucos alunos, sua presença ou ausência em manifestações e muito menos um problema atual. Ela envolve a falta de informação de alunos que se dizem ‘politizados’, falta de iniciativas Mobilização estudantil da UFF conquista mais de 90% das reivindicações sérias e bem fundamentadas por parte dos diversos grupos políti- Por Carla Fernanda Oliveira goatá. cos da universidade e, infeliz- (gitah.oliveira@gmail.com) Após seis dias de luta, acammente, alguns professores que se pados sem água e sem luz, no dia contentam com muitos boatos e a manhã do último dia 30 de 05 de setembro, os estudantes pouca investigação. agosto, o prédio da admi- desocuparam o local. A decisão nistração central da Universidade foi tomada depois de uma reuDados da Matéria Federal Fluminense foi tomado nião com o reitor Roberto Sales, por cerca de 500 estudantes. A que aceitou mais de 90% das rei1 - www.jb.com.br/rio/notiação foi incentivada pela decisão vindicações dos manifestantes. cias/2011/08/25/estado-investe- do vice-reitor da UFF, Sidney Uma delas é a paralisação das mais-de-r-10-milhoes-em-melMello, que encerrou a sessão do obras da Via 100 e Via Orla. horias-na-uerj/ Segundo Roberto Sales, “a Conselho Universitário que ocor2 - Dados de ‘UERJ em Questão’, ria naquela manhã. reitoria se posicionará publicaedição de Julho/Agosto/SetemIndignados com essa atitude mente contra o desalojamento bro de 2010, p5. do vice-reitor, os estudantes dos moradores e não cederá um 3 - Dados de ‘UERJ em Questão’, partiram em passeata saindo do milímetro de seus terrenos para a edição de Dezembro de 2009. Instituto de Geociência, onde construção da Via 100”. O reitor 4 - O início do tumulto pode ser acontecia o Conselho, até o pré- também prometeu que os curvisto em http://www.youtube. dio da reitoria, na praia de Icaraí, sos pagos de pós-graduação não com/watch?v=RgDValmoPOw&f em Niterói e tomaram o mesmo. abrirão novas turmas até que uma eature=related As principais reivindicações da comissão com representantes de Linha do tempo vídeo postado pauta estudantil são: a conclusão alunos, direção e professores, supelo Latuff, que mostra o início das obras da moradia universi- gira um novo regulamento. Entre do tumulto tária, que já perdura por anos; a outras reivindicações aceitas, os 1:50 segurança mostra muque e construção de novos Restauran- estudantes obtiveram êxito na fimanda beijos para os estudantes tes Universitários; o fim dos cur- nalização das obras da moradia que protestam. sos pagos; a destinação de 10% estudantil, a ampliação do res2:00 garota tenta passar por um do PIB para educação e a retirada taurante universitário (inclusive ‘buraco’ no cordão da segurança de todas as ações judiciais con- com a criação de cardápios para para entrar no restaurante e é in- tra estudantes e servidores. Além os estudantes vegetarianos) e o terceptada agressivamente, dan- disso, os estudantes também pe- pagamento imediato das bolsas do início ao tumulto. dem a paralisação das obras da estudantis que estavam atrasa2:20 Provocações e agressões de Via 100 e Via Orla, que removerá das, com aumento de valores e ambas as partes. dezenas de famílias que moram da quantidade de bolsas de forno entorno do campus do Gra- ma gradual.

N


pagina 6

Espaço

Por Juliana Viegas (jcviegas@gmail.com)

Reestruturação e período de Eleições do Cacos Fotos: Arquivo Cacos

N

os dias 27/08 e 17/09 os alunos da Faculdade de Comunicação Social da UERJ se organizaram para reestruturar o espaço físico do Centro Acadêmico. O evento surgiu da idéia de alertar aos alunos sobre o uso consciente do Centro Acadêmico, lugar de convivência entre os estudantes. Nos dois dias houve a limpeza no local, reorganização dos móveis, nova colagem de recortes de jornais na parede e stencil nas camisetas dos alunos presentes. Além desse evento, este mês está sendo realizada a eleição para a nova gestão do Cacos. Haverá debates para as chapas candidatas apresentarem seus projetos políticos aos alunos. Período Eleitoral do Cacos

03 a 07/10/2011 Inscrição de chapas 10 a 24/10/2011 Período de campanha 24/10/2011 Debate entre as chapas (caso seja chapa única, apresentação do projeto político) 25 a 27/10/2011 Votação 27/10/2011 Abertura das urnas e apuração 28/10/2011 Divulgação dos resultados 01/01/2012 Posse da chapa eleita


pagina 7

Passatempo

Cruzadas - Erecom 2011 2

3

1 1

HORIZONTAIS 1) Sigla da Executiva que realiza o ERECOM 2011; 2) Capital do Espírito Santo, onde será realizado o encontro deste ano; 3) Sigla de Democratização da Comunicação, uma das bandeiras da executiva. VERTICAIS

C O M U N

I

C A Ç Ã O

2 3

1) Apresentação de filmes dos encontros de Comunicação; 2) Espaços do encontro que são feitos em espaços externos, junto com as comunidades; 3) Festas realizadas durante os encontros.

Respostas: Horizontais - ENECOS; Vitoria; Democom / Verticais - CINECOM; Vivências; Cultural


pagina 8

Cultura e Lazer Por Pauline Suarez (paulinesuarez@hotmail.com)

P

ara quem curte música e arte em suas mais variadas manifestações, a boa é a Roda Cultural Amálgama. Como o próprio nome já diz, Amálgama significa “Mistura de pessoas ou coisas heterogêneas”. Na roda, o intercâmbio cultural é vivenciado semanalmente através de intervenções culturais que são sempre bem vindas. Pois o intuito é gerar integração e crescimento entre os artistas e os demais frequentadores. O movimento, que acontece todas as terças-feiras, às 19h30, no Canto direito da Praia de Botafogo (Próximo ao Clube Botafogo) é totalmente gratuito, o que agrada muito o nosso bolso universitário. Após um ano de existência, a também chamada Roda Cultural de Botafogo fortaleceu e viabilizou a articulação de outras rodas culturais, como por exemplo, as Rodas de Rimas que são movimentadas por Rappers. Essas rodas foram se espalhando por diversos locais da cidade do

Rio de Janeiro e hoje já podem ser encontradas de segunda a segunda. Uma dica para quem se interessar por teatro e poesia é a oficina “Poema em Cena”, que faz parte do projeto “Zonas de Contato” do Instituto de Artes da UERJ. A oficina será ministrada pelo diretor Cláudio Castro Filho e tem com objetivo a construção cênica a partir do texto poético. A oficina acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de outubro das 9h às 12h no Teatro Noel Rosa/Centro Cultural da UERJ. Para participar é necessário enviar uma carta de intenção para o email zonasdecontato@gmail.com, a inscrição é gratuita. Para maiores informações é só entrar no site www.decult.uerj.br.

Mourisco Quarta-Feira Méier - 19:30h Baixo Méier, em frente à estação de trem Vila Valqueire - 19:30h “Quarta Under” Quinta-Feira Lapa - 19:30h Em frente à Fundição Progresso, atrás do Circo Voador Niterói - 19:30h Praça da Cantareira Vila Isabel - 19:30h Praça Sete de Setembro Sexta-Feira Lapa - 22:00h Próximo à escadaria, Arcos da Lapa Cascadura - 20:00h Praça de Cascadura Sábado Circuito das rodas culturais Caxias - 19:30h Praça de Caxias Segunda-Feira Rocinha - 19:30h São Cristóvão - 19:30h Rocinha Campo de São Cristóvão, anexo à Domingo Feira Bangu - 19:30h Terça-Feira Praça de Bangu Botafogo - 19:30h Niterói - 19:30h Praça Amálgama, anexo ao Calçadão de São Francisco

J.A.C.A. - Jornal Acadêmico de Comunicação Autônoma - Outubro 2011 Projeto Gráfico e Diagramação: Diedro Barros Equipe de Redação: Camilla Pontes, Carla Fernanda Oliveira, Eduardo de Souza, João Guilherme Santos, Juliana Viegas, Pauline Suarez e Tadeu Goulart Fotografias: Arquivo CACOS, sites da Internet e Fotos de Divulgação Revisão: Camilla Pontes CACOS/UERJ - Centro Acadêmico de Comunicação Social da UERJ Rua São Francisco Xavier, 524 - Sala 10.043-F - 10° Andar Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20.550-900 Blog: www.cacosuerj.blogspot.com - E-Mail: cacosuerj@gmail.com Twitter: twitter.com/cacosuerj Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100002195546447

J.A.C.A. - Número 1 - Outubro/2011  

Depois de ter sido publicada a edição piloto, em agosto, finalmente saiu a edição número 1 do J.A.C.A., o jornal do Centro Acadêmico de Comu...