Page 1

Azulejaria de Belém

Colours in Town Tiles from Belém

Augusto Moutinho Borges

Belém Augusto Moutinho Borges

Cores na cidade | colours in town

Cores na Cidade

Junta de freguesia de belém

BY THE

9 789898 614599

BOOK

BY THE

BOOK


Índice Index Prefácio Preface Palavras prévias Previous words 10

Azulejaria nos palácios, edifícios religiosos e unidades militares Tiles in palaces, religious and military buildings

12 Palácios Palaces 16 Palácio de Belém 18 Palácio dos Condes da Calheta 24 Palácio do Governador 28 Casa Nobre de Lázaro Leitão Aranha 36 Edifícios Religiosos Religious buildings 38 Mosteiro de Santa Maria de Belém 40 Ermida de São Jerónimo 42 Convento do Bom Sucesso 46 Convento das Salésias (Colégio Nun’Álvares) 50 Igreja de Caselas 52 Unidades militares Military buildings 54 Regimento de Lanceiros n.º 2 58 Regimento de Cavalaria n.º 7 62 Instituto Superior Naval de Guerra (Gabinete Nacional de Segurança) 66 Arquitetura civil Civil architecture 68 Centro urbano Urban Center 70 Clubes desportivos (Os Belenenses, Caminhadas do Restelo, Caselas, Pedrouços) 72 Hospital de São Francisco Xavier 76 Jardim Botânico Tropical 84 Junta de Freguesia de Belém 86 Residência Faria Mantero 88 Pastéis de Belém 92 Pensão Setubalense 94 Queijadas de Belém 96 Outros exemplos Other examples 102 Estabelecimentos de ensino Educational establishments 104 Colégio Pina Manique 106 Instituto Jacob Rodrigues Pereira 108 Centro Cultural Casapiano 109 Escola Secundária Paula Vicente 110 Centro Helen Keller 114 Escola Marquês de Pombal e Sala-Museu Leopoldo Battistini 120 Escola Secundária do Restelo 122 Externato de São José 124 Colégio Mira Rio, Espaço Educativo do Restelo “A Voz do Operário”,

Externato Alfred Binet, Externato O Veleiro


126 Embaixadas Embassies 128 Embaixada da Grécia, 130 Embaixada do Japão 132 Embaixada do Kuwait 134 Embaixada da República Democrática de Timor-Leste 136 Embaixada da República Popular do Bangladesh 138 Embaixada da República da Tunísia 139 Embaixada da Turquia 140 Azulejaria de exterior Exterior tiles 144 Arte pública Public art 148 Fachadas e padrões Facades and patterns 156 Registos, legendas, datas e quadras Devotional panels, subtitles, dates and quatrains 164 Reclames e toponímia Advertising boards and toponymy 166 Números de polícia e caixas de correio Door numbers and mail boxes 168 Balaustradas, vasos, urnas, pináculos e estátuas Balustrades, jars, urns, pinnacles and statues 170 Artistas e centros produtores Artists and manufacturing centers 174 Mestres e pintores Masters and painters 180 Fábricas, oficinas e ateliers Factories, manufacturers and ateliers 184 Cronologia Timeline 189 Bibliografia Bibliography


PREFÁCIO A Freguesia de Belém, resultante da fusão The current Belém Parish CounPREFACE das extintas Freguesias de Santa Maria de cil results from the merger of Belém e de São Francisco Xavier, no âmbito former Santa Maria de Belém Fernando Ribeiro Rosa da Reorganização Administrativa de Lisboa and São Francisco Xavier parish Presidente da Junta concretizada em 2012, a par das atividades councils, within the administrade Freguesia de Belém que vai executando no seu quotidiano em tive reorganization completed diferentes domínios, tem como importante in 2012. Along with several daily preocupação o registo para as gerações vindifferent fields of activities, one douras de tudo quanto esteja ligado às suas raízes históricas. of its key concerns is to record – for the coming generaA título exemplificativo refiram-se algumas das obras de cariz tions – everything that may be linked to its historical sócio-cultural que foram promovidas e/ou anteriormente realiroots. For exemple, we may refer the works of sociozadas tais como os livros “Peregrinações Heráldicas Olisiponenses: cultural nature previously promoted and /or performed A Freguesia de Santa Maria de Belém”, “Belém: Monografia Histórisuch as the books A Freguesia de Santa Maria de Belém, ca”, “Uma visita guiada: Belém”, “Bandeiras de Portugal”, “Cores da Belém: Monografia Histórica, Uma visita guiada: Belém, Cidade: Azulejaria de Santa Maria de Belém”, “Pares e Impares: MeBandeiras de Portugal, Colours in Town: Tiles from Santa mórias de um Bairro”, “Bairro(s) do Restelo: Panorama Urbanístico e Maria de Belém, Pares e Impares: Memórias de um Bairro, Arquitectónico”, “Freguesia de São Francisco Xavier: Um testemunho Bairro do Restelo: Panorama Urbanístico e Arquitectónico, no seu cinquentenário 1959-2009”, “Freguesia de São Francisco Xavier: Freguesia de São Francisco Xavier: Um testemunho no seu 50 anos de Poder Autárquico 1959-2009” e “Freguesia de São Francisco cinquentenário 1959-2009, Freguesia de São Francisco XaXavier: Entre o Monte e o Rio”, além de outras de menor relevância. vier: 50 anos de Poder Autárquico 1959-2009 e Freguesia de Freguesia monumental por excelência e com dois monumentos São Francisco Xavier: Entre o Monte e o Rio, among others considerados pela UNESCO como Património da Humanidade of less relevance. (Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém), Belém é também a Having a monumental heritage of excellence, including Freguesia dos grandes espaços verdes, a mais ocidental e com a two monuments listed by UNESCO (Mosteiro dos Jerónimaior zona ribeirinha de Lisboa, precisamente no local “Onde mos and Belém Tower), Belém is also the parish couno rio abraça o mar”. cil of the large green areas, as well as the westernmost Atualmente com uma área geográfica de 5,61 km 2, a Freguesia largest riverside area, located precisely “where the river foi criada em 28.12.1833 e chegou a ser Concelho no período de hugs the sea”. 1852 a 1885, tendo o escritor e historiador Alexandre Herculano Currently with a geographical area of 5.61 km2, the Parsido um dos seus Presidentes de Câmara. ish was created in December, 28, 1833 and it was even a Tendo a Junta de Freguesia de Belém sido desafiada para apoiar Municipal Council in the period 1852-1885, and had the a edição de mais um livro sobre a temática da azulejaria em writer and historian Alexandre Herculano as one of its Belém, desde a primeira hora entendeu-se ser uma iniciativa presidents.


a apoiar, dada a existência de uma significativa lacuna a complementar neste setor. Deste modo, respondeu-se positivamente ao desafio lançado pelo Prof. Doutor Augusto Moutinho Borges, reputado especialista na matéria, que com a sua equipa desenvolveu um exaustivo, notável e competente trabalho, cujo resultado final está espelhado nesta magnífica obra sobre azulejaria na nossa autarquia de Belém. Uma vez mais, a Junta de Freguesia entendeu ser esta uma área de extrema relevância, pois para além dos homens fica sempre a História, sendo imprescindível para quem tem responsabilidades públicas, nomeadamente ao nível autárquico, contribuir para perpetuar essa mesma história e valorizar o seu território e as suas gentes. A finalizar, não quero deixar de enaltecer o enorme profissionalismo, empenho e competência que o Prof. Doutor Moutinho Borges, a sua equipa e a editora By the Book demonstraram possuir, bem como agradecer, de forma muito sincera e reconhecida, a fundamental colaboração dada pelas diversas entidades nesta obra já referenciadas, que de maneira exemplarmente altruísta permitiram a recolha de imagens e o acesso a documentação diversa, sem as quais a realização deste livro não teria sido possível. Com a edição deste livro, “Cores da Cidade: Azulejaria de Belém”, que vem completar o anteriormente feito sobre esta mesma temática na extinta Freguesia de Santa Maria de Belém, não tenho quaisquer dúvidas que toda a atividade cultural e a própria zona monumental de Belém ficaram mais enriquecidas com a introdução nesta obra da azulejaria da extinta Freguesia de São Francisco Xavier. Assim sendo, missão cumprida!

The Belém Parish Council has been challenged to support the publishing of one more book about the theme of tiles, and since the very first minute we became aware that it was worth supporting that initiative, in order to fill a significant gap in this sector. Thus, the Parish Council responded positively to the challenge by Prof. Augusto Moutinho Borges, a reputed specialist in this area, who with his team developed a comprehensive, remarkable and competent work, leading to this magnificent work about tiles in our Belém municipality. Once more this Parish Council has considered that this was indeed an extremely relevant area, because beyond men History remains, and it is mandatory for those with public responsibilities, namely at the municipal level, to contribute to perpetuate that very same history and enhance their territory and their people. At last, I want to praise the tremendous professionalism, dedication and competence that Prof. Moutinho Borges and his team and the publisher By the Book have shown. And also to thank from the bottom of our heart, the crucial collaboration given by several entities referred in this work, who with exemplary altruism allowed the collection of images and diverse documentation without which the realization of this book would be impossible. With the publication of this book Colours in town: Tiles from Belém which complements one already made about this theme in the former Santa Maria de Belém Parish Council, I have no doubt that all the cultural activity and even the monumental area of Belém have been enriched by the inclusion in this work of tiles from the former São Francisco Xavier. Therefore, mission accomplished!


24

Palácio do Governador RUA BARTOLOMEU DIAS, 117

FUNÇÕES ATUAIS CURRENT USE

Hotel Nau The Governor’s Palace | Nau Hotels & Resorts

A capela do palácio pode ser visitada em horário diurno, desde que não estejam a decorrer eventos e o número não exceda mais de seis visitantes. Casa palaciana onde viveu o primeiro governador da Torre de Belém, Gaspar de Paiva (1517), e os seus sucessores que, ao longo dos séculos, dotaram o palácio com um diversificado património azulejar. Evidencia-se a azulejaria barroca a decorar a capela de invocação a Nossa Senhora, tal como sugerem os dois grandes painéis azuis nas paredes, com figurações do Nascimento da Virgem e do Anjo da Anunciação. Nas salas do palácio encontramos silhares e rodapés pombalinos, com motivos atapetados, figuras avulsas e flores estilizadas. Obras recentes de adaptação do palácio a unidade hoteleira, Hotel Nau, valorizaram o património arqueológico, edificado e as artes decorativas subsistentes ao tempo, sendo a referida capela local aprazível de espera.

The palace’s chapel can be visited during daytime, provided that there are no events taking place and the number of visitors doesn’t exceed six. It is a palatial mansion where Gaspar de Paiva (1517), first governor of Torre de Belém, and his successors lived. Throughout the centuries they have decorated the palace with a diverse tile patrimony. In the decoration of the chapel in honour of Our Lady, baroque tiling prevails, as it is suggested by two great blue panels on the walls with representations of the Virgin birth and the Angel of the Annunciation. In the palace rooms we find silhares (panels of decorative tiles) from the Marquis of Pombal period, with patterned tiles and freestanding figured tiles and stylized flowers. Recent works of adaptation of the palace to become an hotel unit have enhanced the archaeological heritage, the built environment and the decorative arts throughout the times. The chapel is now a pleasant waiting area.


National Monument, 1907. UNESCO World-Heritage site, 1983. National Pantheon status, 2006. It can be visited during the opening hours. The foundation of Mosteiro de Santa Maria de Belém was given by the bull Eximiae devotionis by Pope Alexandre VI, in July 23, 1496. The Monastery was donated by

Monumento Nacional, 1907. Património Mundial UNESCO, 1983. Estatuto de Panteão Nacional, 2006. O monumento pode ser visitado em horário de abertura ao público. Fundação do Mosteiro de Santa Maria de Belém pela bula Eximiae devotionis do papa Alexandre VI (1431-1503), de 23 de Junho de 1496. Doação do mosteiro pelo rei D. Manuel I (14691521) aos monges Jerónimos, de onde lhe adveio o nome posterior. Em 1501, o estaleiro das obras já estava em plena atividade, sob a supervisão do arquiteto francês Diogo Boytac (1460-1528). Em 1517, o arquiteto João de Castilho (1470-1552) assumiu a construção do mosteiro. No século XVII foi construída a Sala dos Reis, que estava decorada com silhares de azulejos. O atual património azulejar encontra-se circunscrito ao antigo refeitório do mosteiro, com figurações da vida de São José, c. 1780-1785. Em 1866, a Sala dos Reis foi derrubada. Os silhares de azulejos, onde sobressaíam as armas reais e um frontal de altar no mesmo material, desapareceram nessa altura. Na cerca do Mosteiro de Belém foi construída, em 1517, a ermida do Santo Cristo, com projeto de João de Castilho, seguindo o estilo manuelino, como se pode observar no portal e interior. As duas bancadas interiores existentes estão revestidas com azulejos de aresta, da primeira metade do século XVI, e painéis de azulejos figurativos com cenas religiosas dos monges de Jerónimos colocados no lambril que datam do século XVIII. Classificada como Imóvel de Interesse Público, 1967.

King D. Manuel I to the Hieronymite monks, thus its subsequent name. In 1501, the building site was already in full activity, under the supervision of the French architect Diogo Boytac. In 1517, the architect João de Castilho assumed the direction of the construction of the monastery. In the XVII century, the Sala dos Reis (Hall of the Kings) was built and decorated with tiles. The present tile patrimony is circumscribed to the old dining hall of the monastery. It depictes part of the life of São José, from around 1780­‑1785. In 1866, the Hall of the Kings was demolished, and so the tiles where the royal coat of arms stood as well as a frontal pediment of the same material disappeared. At the Mosteiro de Belém enclosure, was built, in 1517, the hermitage of Saint Christ with a project by João de Castilho, following the manuelino style, as it can be observed on the portal and the interior. The two interior benches are lined with azulejos de aresta (edge tiles), from the first half of the XVI century and panels with figures representing religious scenes of the Hieronymite monks placed in the wainscot, from the XVIII century. Classified as Public Interest Building, in 1967.

Mosteiro de Santa Maria de Belém PRAÇA DO IMPÉRIO

39


Ermida de São Jerónimo PRAÇA DE ITÁLIA

Monumento Nacional, 1943. Visita sob marcação prévia na paróquia de Belém. Integrada nos terrenos da cerca do Mosteiro de Belém foi construída, em 1514, a ermida de São Jerónimo, com projeto de Diogo de Boitaca (1460­ ‑1528) e mestre Rodrigo Afonso, seguindo o estilo manuelino, como se pode observar no exterior, portal e gárgulas, e no interior, nervuras com heráldica régia e arco triunfal polilobado com alcachofras nos pendentes. No interior teve três altares: mor, epístola e evangelho, recobertos com azulejos sevilhanos de corda seca, retirados, no século XX, em obras de restauro para integrarem apenas um altar, o mesmo que se pode observar agora. Nesta capela esteve sepultado o Intendente-Geral da Polícia, Diogo Inácio de Pina Manique (1733-1805), fundador da Casa Pia de Lisboa.

National Museum, 1943. Visit by prior appointment at Belém Parish. Integrated into Mosteiro de Belém’s enclosure, the São Jerónimo Hermitage was built in 1514, with a project by Diogo de Boitaca (1460-1528) and master Rodrigo Afonso. It follows the manuelino style, as we can observe on the portal and the gargoyles at the exterior, and nervures with royal insignia and a triumphal polylobate arch with artichokes on pendants at the interior. There were three altars: the main altar and the Epistle and Evangel altars. They were lined with sevillian “cuerda seca” style tiles, which were removed in the XX century during restoration works after which they integrate only one of the altars. Diogo Inácio de Pina Manique (17331805), Quarter-Master of the police and founder of Casa Pia de Lisboa, was buried in this chapel.

41


72

Hospital de São Francisco Xavier Estrada Forte do Alto do Duque

Nos inícios dos anos de 1970 foi criada a Clínica do Restelo, entidade privada, sendo vendida posteriormente à Companhia União Fabril – CUF, sem nunca ter sido inaugurada. Em 1987 o Ministério da Saúde comprou o edifício para instalar um novo hospital, baptizado Hospital de São Francisco Xavier, por ser o nome da extinta freguesia onde se encontra edificado. Em 2005, o hospital foi integrado no Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E.P.E., juntamente com os Hospitais de Egas Moniz e de Santa Cruz. Seguindo a prática comum às construções edificadas no Restelo, a clínica desenvolveu, nos inícios de 70, um programa decorativo tendo por base a azulejaria, convidando para o efeito artistas reputados na produção cerâmica nacional para revestir grandes áreas exteriores e interiores da unidade assistencial, datando a sua produção entre 1973 e 1974. No exterior, cobrindo a totalidade de um grande alçado voltado a norte, mestre Querubim Lapa (1925-2016) impregnou no revestimento cerâmico, com a mestria peculiar reconhecida pela policromia visual e linhas entrecortadas, um conjunto de elementos apelando aos cinco sentidos: o tato, a visão, olfato, audição e o palato. No interior, o mesmo mestre desenvolveu um mural no átrio de entrada, representando homens e mulheres, animais, flores: a terra num todo em harmonia.

In the beginning of the 1970s the Clínica do Restelo, a private entity, was created. Later, it was sold to Companhia União Fabril – CUF – although it was never inaugurated. In 1987, the Health Ministry bought the building to install a new hospital, named São Francisco de Xavier. In 2005 the hospital was integrated into the Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E.P.E., together with Hospitais de Egas Moniz e de Santa Cruz. Following the common practice for constructed buildings in Restelo at the beginning of the seventies, the clinic developed a decorative program based on tiles. To that effect renowned artists from the national ceramic production were invited in 1973-1974 to cover large exterior as well as interior areas with tiles.


73


75

Em cada um dos cinco andares, painéis azulejares estão repartidos, genericamente, entre o centro e as extremidades, estando representados os mestres José Lima de Freitas (1927-1998), Francisco Relógio (1926-1997), Teresa Cortez e Mariaújo (Maria Emília Araújo). Na sala de apoio à administração dois quadros com azulejos relevados de Artur José. Em virtude do Hospital de São Francisco Xavier ter, de raiz, grande conjunto patrimonial artístico foi, nos alvores do século XXI, potenciado como Hospital das Artes, desenvolvendo atividades culturais ao longo do ano, assim como tem no seu espólio obras de variados artistas.

At the outside, covering a large facade facing north, master Querubim Lapa (1915-2016) with his renowned mastery impregnated his tile work with visual polychromies of crisscrossed lines, a set of elements appealing to the five senses. Inside, the same master developed a mural at the entrance hall, representing men and women, animals and flowers: the whole earth in a state of harmony. In each of the five floors, tile panels are distributed between the centre and the ends, works by the masters Lima de Freitas (1927-1998), Francisco Relógio (1926-1997), Tereza Cortez and Mariaújo (Maria Emília Araújo). In the management support room we find two paintings with high relief tiles by Artur José. As Hospital de São Francisco de Xavier had, from scratch a large artistic patrimony, in the beginning of the XXI century, was considered as the Hospital of the Arts and since then it has developed cultural activities throughout the year, and in its assets it has works of several artists.


Embaixada do Japão Japan Embassy Avenida do Restelo, 11

Grande construção constituída por uma entrada principal e uma entrada carral, separada por grande mural azulejar, misto de cerâmica lisa e relevada com pirâmides e círculos, assentes em motivos geométricos policromos repetitivos. Inspiração decorativa na Casa dos Bicos, em Lisboa, e nos modelos azulejares de fachada industrial. No interior do pátio claustral, cercado por muro e zona de sombra, grande e extenso banco cerâmico com espaldar e assento em azulejaria, da autoria do mestre Jorge Barradas, de 1954, com recortes na base, emprestando movimento e graciosidade à policromia escurecida, tão ao gosto do autor. Representação de uma dança ao ar livre, animada por jovem africano tocador de tambor, onde uma jovem e dois jovens dançarinos pulam em círculo batendo palmas, assistidos por jovem dama na varanda de uma habitação. Figurações de animais, gamo, pomba e outros espécimes. Negrinho segurando uma cartela, onde realça monograma entrelaçado MAM. No jardim, alegretes cerâmicos e bancos revestidos com azulejaria a envolverem a piscina, com modelos pombalinos, século XVIII, pontas de diamante e atapetados.

A large building composed by a main entrance and a vehicle’s entrance, separated by a large tile mural, a combination of smooth ceramic in high relief with pyramids and circles, based on polychrome repetitive geometrical motifs. The decorative inspiration was taken from Casa dos Bicos, in Lisbon, and from the tile models of industrial facades. In the inner cloister courtyard, surrounded by a wall and a shaded area, there is a large ceramic bench with a back seat covered with tiles by Master Jorge Barradas, 1954. It shows cuttings at the base which

is representation of animals, a fallow

provide movement and grace to the

deer, a pigeon and other specimens.

darkened polychromies. We can ob-

A little black boy holding a plaque

serve a representation of an outdoor

where it is inscribed an interlaced

dance, animated by a young black

monogram: MAM.

African drum player, where a young

In the garden, ceramic flower beds

girl and two young dancers go

and benches covered with tiles, sur-

around jumping in circles, clapping

rounding the pool, with pombaline

hands, watched by a young lady who

motifs, from the XVIII century, dia-

is standing at a veranda. Also, there

mond tips and carpeted tiles.

131


Embaixada do Kuwait Kuwait Embassy Rua de Alcolena, 28

Edifício encontra-se abrangido por Zona Especial de Proteção. Foi em 1953 que D.ª Maria da Piedade Gomes e seu filho, Dr. José Manuel Ferrão, mandaram edificar uma moradia no Restelo, com projeto do arquiteto António Varela e albergar a interessante coleção de arte e biblioteca de família. Enquadrados no meio intelectual português, encomendaram aos artistas plásticos modernistas José de Almada Negreiros (1893-1970), também escritor e encenador, a Sarah Afonso (1899­‑1983), e Eduardo Viana (1881-1967), e ao escultor António Amaral Paiva (1926-1987), a decoração da casa, realçando-se os painéis de azulejos, um vitral, diversas esculturas, tapeçaria de Portalegre e pinturas, a grande marca referencial deste imóvel, constituindo-se como um dos mais raros e belos exemplos de diálogo inter-artes em Portugal no século XX. Em finais do século XX a casa esteve sem funções, até ser recuperada entre 2013-2015, com projeto dos arquitetos Vasco Massapina e Pedro Almeida, e adquirida para Embaixada do Kuwait. Pelo seu grande valor patrimonial para a cultura portuguesa é uma referência no mundo das artes.

The building integrates the Special Protection Zone. In 1953, D. Maria da Piedade Gomes and her son, José Manuel Ferrão, ordered the construction of a residence in Restelo, with design by architect António Varela. One aim was to host the family’s interesting art collection and library. As they both were integrated in the Portuguese intellectual milieu, they

commissioned

modernist

artists José de Almada Negreiros (1893-1970), who was also writer and stage director, Sarah Afonso (18991983), Eduardo Viana (1881-1967) and sculptor António Amaral Paiva (1926-1987). The house decoration, such as tile panels, a stained glass, several sculptures, tapestry from Portalegre and paintings constitute a milestone, and they are indeed one of the rare and few examples of the dialogue between arts of the XX century Portugal. By the end of the XX century the house was not used. However it was restored between 2013-2015, with a project by architects Vasco Massapina and Pedro Almeida and bought to become the Kuwait Embassy. Due to its great patrimonial value it is a reference point in the art world.

133

Cores na Cidade, Azulejaria de Belém  

Esta obra sugere um roteiro temático em torno da azulejaria existente em Belém. Os azulejos, de grande variedade e qualidade artística, des...

Advertisement