Issuu on Google+

A primavera chegou? Vamos às compras! Com os novos ares a procura por produtos que trazem consigo a primavera cresce, e o comércio corre para atender as preferências da população. Gabriela Pereira O sol ainda aparecia tímido entre as nuvens na manhã de sexta-feira, mas a cidade já apontava os novos ares da primavera. Andando pelas ruas de Londrina ainda vemos o que restou do inverno: alguns galhos secos, um pouco de frio e as roupas nas vitrines que nesse mesmo dia serão trocadas. Com a chegada da nova estação o comércio da cidade se prepara para mais uma temporada de calor. As peças de lã começam a ser substituídos por vestidos e blusinhas, leves e arejadas. No lugar dos acessórios que protegem o corpo do vento frio, colares e brincos coloridos reaparecem. A primavera chegou, no entanto, para muitos esse momento é só mais uma preparação para o verão. Gerente de uma loja de roupas e acessórios, Crísia Felipe de Souza afirma que é a troca de manequins e decoração da loja é imprescindível. “O cliente repara bastante, ainda mais porque o que chama a atenção é a entrada da loja. Precisa ser chamativa, para ele entrar e levar os produtos”, conta Crísia ao mesmo tempo em que entrega a compra de uma cliente na loja. Sapatos, roupas, tudo que era usado no inverno fica para trás, as caixas de roupas com a cara da estação saem dos fundos da loja. Na loja de calçados que localiza-se na rua Sergipe, local tomado por pessoas atrás de novas opções para o guarda-roupa, nos deparamos com um banca sendo preenchida com sapatos no valor de R$9,90. Aqueles pares que não foram vendidos, e que há muito tempo estão entulhando o estoque da loja, vão fazer parte das famosas liquidações. Esse é um dos motivos para o congestionamento de pessoas na calçada em frente o local. Na tentativa frustrada de falar com o gerente da loja, percebe-se que as compras estão a mil. Lojas de acessórios acompanham rigorosamente as mudanças climáticas: se chove, colocam os mais variados tipos de guarda-chuva na entrada da loja; se faz calor, chapéus e óculos de sol tomam as prateleiras; e por fim de faz frio, belos cachecóis e luvas ficam a primeira vista do consumidor. Gerente de uma loja de acessórios e bijuterias, Elaine Oliveira diz que a forma que a loja deve ser montada em relação a estação é estudada e interfere nos lucros do caixa. “O público que freqüenta a loja não muda, mas muda a procura do produto. Por isso nós mudamos o layout, trazendo o que é de verão e primavera para a entrada da loja e o que é de inverno e outono vai para o fundo.” Elaine ainda explica que tudo tem de ser feito rapidamente, porque muitos dos clientes que passam em frente da loja geralmente estão com pressa e sem muita paciência para ficar procurando algo que lhes agrade. “Tem que chamar a atenção do pessoal que está passando lá fora. Aqui na loja vem muitas mulheres e elas sempre acabam levando mais de um produto, por isso é importante modificar o local dos produtos, assim elas ficam em dúvida e levam todos”, brinca a gerente que ainda pensa em modificar um pouco mais a loja, mas apenas quando o tempo de chuva passar.


Reportagem Primavera - sem publicação