Page 1

• G R Á T I S • G R Á T I S • G R Á T I S • www.BrazilianVoice.com • G R Á T I S • G R Á T I S • G R Á T I S •

• Ano 25 • nº 1521 • 28 a 30 de agosto de 2013 • Local

COMUNIDADE

BV comemora 25 anos com festa

Brasileiro é acusado de estupro e outros crimes

Na noite de sábado (24), o Brazilian Voice Newspaper comemorou 25 anos de circulação com um elegante jantar na Casa Seabra, no bairro do Ironbound, onde fica sua sede, em Newark (NJ). Estiveram presentes ao evento personalidades, autoridades locais, clientes, funcionários, leitores e amigos do jornalista valadarense Roberto Lima, fundador e editor do jornal. 18

Local

Geraldo de Souza, morador em Revere (MA), enfrenta a acusação de manter relações sexuais com uma adolescente de 15 anos de idade

Artista vai a pé de BH a Miami

U

Nazareth tem os pés mais rachados, esfolados, arranhados e machucados da arte contemporânea. Ele já andou, ou diz que andou, da periferia de Belo Horizonte até Miami, passando por aldeias indígenas Brasil afora, fazendo um desvio para o sul, avançando Argentina e Uruguai adentro, e atravessando a América Central . 9

Brasil

Jornalista: médicas cubanas parecem “domésticas” 4 Venda de empresas permitirá a Eike quitar dívidas 8 Esportes

Brasileiro é cortado da equipe do futebol americano 29 Deco surpreende e anuncia o fim da carreira 30 Social

26

Classificados

32

ma investigação forense de computadores e câmeras confiscados do chefe de cozinha Geraldo de Souza, de 41 anos, residente em Revere (MA), revelou arquivos de vídeo registrando o estupro de uma adolescente de 15 anos de idade que ele conheceu via internet. O brasileiro suspeito compareceu à audiência para ser indiciado em decorrência das acusações de estupro com agravantes de uma menor de idade, disseminação de material prejudicial a menores, exibir imagens de uma criança em estado de nudez, fotografar ou gravar secretamente uma pessoa em estado de nudez total ou parcial. 11

Comunidade

Comunidade

Brasileiro pega prisão perpétua Condenado falsário que vendia certidões de nascimento cubanas por crime em Nebraska Um painel formado por 3 juízes rejeitou a pena de morte para José Carlos Oliveira Coutinho, que comandou o enforcamento de Christopher Szczepanik, de 7 anos, e sua mãe, Jaqueline Szczepanik, além do espancamento até à morte do seu patrão, pai e esposo das vítimas, Vanderlei Szczepanik. Os três magistrados concordaram que a Promotoria Pública conseguiu provar sem sombra de dúvidas 6 fatores agravantes. 17

Inúmeros imigrantes indocumentados não cubanos compraram certidões de nascimento falsas de membros de uma quadrilha controlada por um cubano, identificado como Fidel Morejón, que se fazia passar por um funcionário de alto escalão do Departamento de Imigração (ICE). Durante uma entrevista semana passada, a diretora distrital do Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS), Linda Swacina, confirmou que o órgão, com outras empresas federais, lançou medidas mais rígidas para detectarem solicitações fraudulentas e encaminha-las a investigadores e fiscais. Em 28 de janeiro desse ano, a juíza federal Cecília M. Altonaga (foto) sentenciou Fidel a 33 meses de prisão e 3 anos de liberdade condicional. 24

Novo estudo confirma que reforma migratória impulsionaria a economia O estudo revelou que, caso o Congresso aprove a lei S. 744, também conhecida como Ato de Segurança da Fronteira do Senado, Oportunidade Econômica e Modernização da Imigração de 2013, mais vagas de trabalho seriam criadas, salários gastos nas comunidades e impostos pagos pelos indocumentados disparariam. A pesquisa também indicou que somente na Califórnia, a reforma migratória adicionaria US$ 125.5 bilhões ao produto interno bruto ao longo de 10 anos, o que resultaria no pagamento adicional de US$ 5.29 bilhões em impostos estaduais e municipais durante o mesmo período de tempo. Os imigrantes legalizados também terão um impacto imenso no Seguro Social e Medicare, acrescentou o estudo. 20


2

28 a 30 de agosto de 2013

www.BrazilianVoice.com

Edição 1521 –


EDITOR

– Edição 1521

28 a 30 de agosto de 2013

3

EXPEDIENTE

PO Box 5686, Newark, NJ 07105 Tel: (973) 491- 6200 • Fax: (973) 491- 6287 www.brazilianvoice.com e-mail: adv@brazilianvoice.com 412 Chestnut St. - Newark, NJ 07105 EDITOR: Roberto Lima roberto@brazilianvoice.com CHEFE DE REDAÇÃO: Léo Ferreira news@brazilianvoice.com PUBLICIDADE:

Fabianne A. Lima fabianne@brazilianvoice.com

DESIGN GRÁFICO: Joel Pinheiro WEBMASTER:

Rodrigo Barbosa

MARKETING & VENDAS: Beatriz Leitzke: (201) 960-8228 NEWARK, NJ: Matriz: (973) 491-6200 COLABORADORES: • Renan Antunes • Mário Vale • Paulo Camargos • Lair Ribeiro • Kledir Ramil • Tavares Dias • Paulo Cangussu • Carlos Herculano Lopes • Aquiles Reis • Roberto Santos • Tadeu Martins • Dilma Rousseff • Marcelo Sguassábia • Celim • Antonio Jorge Rettenmaier • Tadeu Martins • Bia Flores • Tavares Dias

© BRAZILIAN VOICE é publicado semanalmente. As opiniões expressas em artigos assinados são da responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião deste jornal. O BV não se responsabiliza pelos serviços propagados pelos seus anunciantes.

Uma das invenções do capeta (Para Fabio Portugal) Comecei com um uisquinho sem compromisso. Fim de expediente, dia chato no escritório, aquele drink serviria para relaxar e eu ainda chegaria à casa a tempo de jantar. Não deu nem para o começo. A sede era funda e pedi mais um. E depois outro. E mais outro. Aí apareceu um conhecido, que falou de uma cerveja belga maravilhosa, pela qual ele acabara de se apaixonar. Sabe aquela loura gelada? – ele perguntou. - Então. Aquela! E continuou como se fosse um vendedor de carros falando do último modelo da Mercedes a um aficionado: - É ela. Molhou a palavra na tal loura e prosseguiu: - É ela, só que mais gostosa, perfumada, acetinada, e desce como se fizesse um carinho na pele da gente. Só que por dentro. Decidi que tinha que conhecer a tal loura que fazia um carinho por dentro da pele. Virei o uísque de uma talagada só, chamei o garçom e lá fui trocar uns carinhos com a loura. Devia ser boa. Afinal, 9 dólares por uma garrafinha de 600 ml, tinha que ser. E era realmente muito boa.

Aí me atraquei com ela, e ela comigo. Foi amor ao primeiro gole. O calor insuportável clamava por mais dessa maravilha belga. Parece que os donos dos bares e restaurantes desligam o ar-condicionado e mandam os cozinheiros exagerarem no sal e na pimenta dos petiscos nestes dias mais quentes. Pedi a saideira e um táxi, porque não me sentia apto a dirigir até em casa. O jantar em família havia ido para as cucuias e tratei de ir logo para o quarto. O trajeto até o segundo andar fez com que eu me sentisse ligeiramente zonzo e nauseado. Despi-me - isentado do banho - e horizontalizei. Mal me deitei, a cama deu de rodar. - Que diabo é este? - perguntei a ninguém. E ela rodava como se fosse um relógio e eu o seu ponteiro. E numa velocidade de ventilador. Não sei quando parou o homem-ventilador. Mas foi uma eternidade. Acordei com a cabeça oca como um abacate, os miolos chacoalhando como se fossem a semente. Pus-me de pé, heroicamente, e arrastei o cadáver até o banheiro. Uma vez lá, deixei a ducha fria correr sobre a minha miséria. Maldito sujeito que inventou tudo isto,

pus-me a pensar. Quem inventou a ressaca inventou as piores coisas desta vida. Ele inventou o imposto de renda, o trânsito de São Paulo, a Festa de Barretos e Zezé di Camargo e Luciano. Inventou o sertanejo universitário, a broxada, a ejaculação precoce e o zero a zero no futebol. Ele inventou Galvão Bueno, o uísque paraguaio, o cecê no transporte coletivo, a calvície e o horário eleitoral na televisão. Inventou os jogos do Campeonato brasileiro às 10 da noite, principalmente às quartas-feiras. Inventou ainda a fila de banco, a repartição pública e o mau-humor das pessoas que trabalham nestes departamentos. E inventou também o gosto do boné do chapéu do maquinista do trem. O gosto do cabo de guarda-chuva. E da tábua de chiqueiro de porcos, que fica na boca quando acordamos ressaqueados, achando que um pedaço da gente prescreveu. Quem inventou a ressaca inventou um verdugo e o soltou dentro de nossas consciências para que ele nos faça jurar, a cada pileque, que nunca mais beberemos. Sim, eu juro. Eu prometo. Nunca mais eu bebo.


4

Brasil

28 a 30 de agosto de 2013

Jornalista diz que médicas cubanas parecem 'domésticas''

A

declaração de uma jornalista do Rio Grande do Norte sobre a aparência das médicas cubanas que chegaram ao Brasil para trabalhar no Programa Mais Médicos gerou polêmica nas redes sociais nesta terçafeira (27). A jornalista Micheline Borges publicou que as médicas têm cara de "empregada doméstica" e questiona se as mulheres são mesmo profissionais da saúde. "Será que são médicas mesmo?", contesta. Ela excluiu a conta na rede social após a repercussão da mensagem, que gerou mais de cinco mil compartilhamentos até as 16h desta terça. "Me perdoem se for preconceito, mas essas médicas cubanas tem uma Cara de empregada doméstica. Será que São médicas Mesmo? Afe que terrível. Médico, geralmente, tem postura, tem cara de médico, se impõe a partir da aparência...Coitada da nossa população. Será que eles entendem de dengue? Febre amarela? Deus proteja O nosso povo! (sic)", diz a mensagem postada durante a manhã. Ao G1 , a jornalista pediu desculpas aos que se sentiram ofendidos e afirmou ter sido mal interpretada. "Foi um comentário infeliz, só gostaria de pedir desculpas, fiquei

Edição 1521 –

Família de PMs não foi dopada antes de ser morta Segundo os policiais, os laudos reforçam a hipótese de suicídio

Médico cubano é hostilizado e vaiado por jovens médicas brasileiras na chegada ao Brasil

muito angustiada. Ganhou uma proporção muito grande nas redes sociais, onde as pessoas interpretam do jeito que querem. Não tenho preconceito com ninguém, não quis atingir ninguém, nem ferir a imagem nem a profissão de ninguém", declarou.

Justiça O diretor do Sindicato das Empregadas Domésticas do Rio Grande do Norte, Israel Fernandes, informou que vai analisar a possibilidade de entrar na Justiça contra a jornalista. "Isso é um absurdo. Em pleno século 21 uma pessoa ainda ter esse tipo de pensamento. Não acredito que essa moça seja jornalista mesmo. É racismo, discriminação, é crime. Vou me reunir com os demais membros do sindicato para analisar a possibilidade de entrar na Justiça. Ela vai responder por esses crimes".

O

s primeiros laudos sobre a morte de uma família de policiais na Brasilândia (na zona norte de São Paulo) devem descartar a hipótese de que as vítimas estivessem dopadas na hora dos disparos. Segundo policiais que tiveram acesso aos laudos, os peritos não acharam nos corpos das vítimas nenhuma substância capaz de fazê-las dormir. O principal suspeito das mortes é o Marcelo Pesseghini, 13. A polícia trabalha com a versão de que o garoto matou a tiros o pai, a mãe, a avó e a tia-avó, na casa da família. Por essa linha de investigação, o menino se suicidou. Os policiais dizem que o único que tinha algum tipo de alteração no sangue era o sargento Luís Marcelo Pesseghini. Nele, os peritos teriam detectado 0,4 decigrama por litro de álcool no sangue.

Casal de policiais militares e seu filho de 12 anos que foram encontrados mortos dentro de casa da família

A polícia considera que essa quantidade, equivalente a menos de dois copos de cerveja, seria insuficiente para deixá-lo inconsciente. Durante a investigação, a polícia chegou a suspeitar de dopagem porque não havia sinais de reação em nenhuma das vítimas. Ainda de acordo com os policiais, os laudos reforçam a hipótese de suicídio. Isso seria confirmado, por exemplo, pelos desenhos da trajetória da bala que atingiu a cabeça do garoto, pelos tipos de ferimento e pela posição em que o corpo foi encontrado.


– Edição 1521

Brasil

28 a 30 de agosto de 2013

5

Cid Gomes gasta R$ 78 milhões em helicópteros Governo cearense já desembolsou R$ 78 milhões em helicópteros

O

governador do Ceará Cid Gomes (PSB) usou uma brecha no Programa de Modernização Tecnológica da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que dispensa licitação especificamente para compra de equipamentos, para operar, junto ao banco alemão MLW Intermed, a compra de quatro helicópteros biturbinados. Pelas três últimas aeronaves que começaram a chegar no dia 19, o governo cearense já desembolsou R$ 78 milhões até o momento. Os “equipamentos”, no entanto, adquiridos via Promotec não servem às atividades da Secretaria de Ciência e Tecnologia. A primeira aquisição foi em 2010, com o Eurocopter EC-135P2+, prefixo PR-GCE, oficialmente comprado “para fins de operação junto à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior e Superintendência Estadual de Meio Ambiente”, segundo o extrato de inexigibilidade de licitação. Porém, a aeronave de padrão luxo nunca serviu à finalidade original, mas sim ao governador. Os três últimos foram comprados em setembro do ano passado e começaram a ser entregues semana passada. As informações foram publicadas no jornal O Globo. Por meio de sua assessoria, o governador justificou dizendo que a compra dos helicópteros foi financiada pelo banco alemão MLW e que o financiamento foi aprovado pela Câmara Comercial Brasil-Alemanha, pela Assembleia Legislativa, pelo Senado Federal e seguiu todos os trâmites legais. "Por meio de um ato de cessão, serão utilizados pela Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas, órgão ligado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social. Ou seja, essas aeronaves reforçarão as ações de polícia e transportarão com segurança e agilidade as vítimas de violência", informou. Para não fugir ao objetivo do Promotec, o contrato de compra publicado no Diário Oficial do Estado, em agosto passado, para a aquisição das três últimas aeronaves pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, não

Cid negou que tenha usado recursos públicos para a construção de um heliponto em sua casa de campo

fala em helicópteros, e sim em fornecimento de “equipamentos e instrumentos técnico-científicos e educacionais”. Assim foi aprovado pelos órgãos citados pelo governador. Ainda por meio de sua assessoria, Cid negou que tenha usado recursos públicos para a construção de um heliponto em sua casa de campo na Serra da Meruoca, perto de Sobral, como

denunciaram seus adversários. Sobre a primeira aeronave comprada em 2010 e que seria de uso exclusivo do governador, a assessoria informou que ela é de propriedade do Estado e é utilizada para monitoramento e fiscalização de obras por parte das secretarias. Ocasionalmente, é usada para transporte de autoridades.


6

28 a 30 de agosto de 2013

Brasil

Edição 1521 –

Dilma demite Patriota cai após fuga de senador

O

O poder da escrita

U

ma das contribuições dos sumérios para o desenvolvimento da Humanidade foi o seu sistema de escrita: uma série de pictogramas (pequenos desenhos) faziam referência aos conceitos que pretendiam ser transmitidos. Daí se desenvolveu o conceito de ideograma, seguido pelo uso de sinais arbitrários para palavras e elementos fonéticos ou de símbolos que representavam o som de uma palavra ou de parte dela. Na China, os ideogramas proliferaram e foram padronizados. Em outras civilizações, os sinais fonéticos foram os únicos mantidos, a exemplo dos fenícios1 , que desde 1000 a.C. davam forma ao alfabeto que usamos hoje. Desde então, a escrita vem sendo associada a civilização. A invenção, que convertia a palavra falada e tornava-a fixa e transmissível ao longo das gerações, era uma importante ferramenta, principalmente, para a árdua tarefa de administração dos Estados civilizados. A partir da escrita, o homem pôde organizar-se social e culturalmente. E foi além, pois, por meio da escrita, pôde criar e perpetuar sua identidade e deixar registrada na História a sua passagem. Incorporada à existência do homem, a escrita nunca se tornou obsoleta. Ao contrário, torna-se cada vez mais importante para manter viva a essência humana. Hoje, com o uso de celulares, notebooks, câmeras fotográficas digitais e internet, entre outros aparatos modernos, as distâncias se encurtarem e o tempo tem ficado mais escasso. Hoje, trabalha-se mais e vivese menos, mas não em anos de vida, pois estes aumentaram. Atualmente, pessoas com 80, 90 e até 100 anos de idade caminham pelas ruas das grandes metrópoles; mas, meio século atrás, um indivíduo com 50 ou 60 anos de idade era considerado velho. Uma epidemia do mundo moderno é o estresse, cujos principais sintomas são fadiga e falta de memória. É cada vez mais freqüente encontrar pessoas entre 25 e 50 anos com lapsos de memória. Ao contrário do que muitos pensam, essas falhas nem sempre têm origem patológica. Distração, ansiedade, estresse, depressão e até mesmo bloqueios emocionais podem desencadear lapsos de memória.

A memória divide-se em antiga e recente. A primeira é relacionada ao processo de aprendizagem, e a segunda, também chamada “memória de trabalho”, é ocupada por fatos do cotidiano, pouco relevantes para serem armazenados definitivamente. É importante saber que essa memória tem capacidade limitada; portanto, é preciso administrar bem o que é colocado nela para não sobrecarregá-la. Apesar dos esforços da ciência, a melhor maneira de manter a memória afiada é a prevenção. Um dos recursos que podem e devem ser utilizados é a milenar técnica da escrita. Escreva! Deixe tudo registrado. Tenha uma agenda. Anote todos os seus compromissos e tarefas diárias. Você aliviará cérebro e se sentirá revigorado, pronto para assumir as tarefas mais importantes com eficácia e destreza. Escrevendo, você também aprende a definir suas metas, traçar planos de ação e atingir seus objetivos. A partir do momento que você registra algo, seu cérebro se compromete e passa a atuar em prol da realização daquilo que foi registrado. Ao escrever um diário, por exemplo, você terá uma importante ferramenta para fazer follow-up e verificar se está agindo no sentido certo ou se é preciso mudar alguma coisa. Colocar no papel a sua reação depois de conquistar um objetivo desejado também é um excelente meio de induzir o cérebro a buscar a repetição desse momento. Da mesma forma, extravasar, por meio da escrita, sentimentos como ódio, raiva, medo e rancor libera mente e coração de sensações ruins e prejudiciais. Portanto, escreva! www.lairribeiro.com.br e-mail: lrsintonia@terra.com.br. Tel.: (11) 3889.0038

1 Povo de origem semita canaanita que se estabeleceu no país de Canaã por volta do sXXVIII a.C. Os fenícios foram os maiores navegadores e comerciantes da Antiguidade; atribui-se a eles a invenção do alfabeto fonético. (Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa)

Palácio do Planalto comunicou nesta segunda-feira (26) que o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, pediu demissão à presidente Dilma Rousseff, que aceitou o pedido. A demissão de Patriota foi motivada pela operação que trouxe o senador boliviano Roger Pinto Molina ao Brasil, conduzida pelo titular interino da diplomacia brasileira em La Paz, Eduardo Sabóia, sem consulta ao Itamaraty, segundo declarou o próprio diplomata. O episódio foi o estopim de uma relação já desgastada entre Patriota e a presidente Dilma Rousseff. Molina é opositor do presidente boliviano, Evo Morales, e estava asilado na Embaixada do Brasil em La Paz há mais de um ano. Neste domingo, o Ministério das Relações Exteriores informou que não tinha conhecimentos da chegada do senador boliviano ao Brasil, apesar de a operação ter sido capitaneada por um diplomata brasileiro, Eduardo Sabóia, encarregado de negócios em La Paz. Ao final da noite desta segunda, Sabóia foi afastado do cargo. Patriota era um dos poucos ministros de Dilma que estavam no governo desde o início do mandato da presidente, em janeiro de 2011.

Novo chanceler Para o lugar de Patriota foi indicado o carioca Luís Alberto Figueiredo, 58, diplomata de carreira que integra o quadro do Itamaraty desde 1980. Ele exercia a representação do Brasil junto à ONU (Organização das Nações Unidas). No ano passado, Figueiredo

Antonio Patriota, pediu demissão à presidente Dilma Rousseff, que aceitou o pedido

chefiou a representação brasileira na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, realizada no Rio de Janeiro. Antes de se tornar representante permanente das Nações Unidas, ele trabalhou, a partir de 2011, como subsecretário de Ambiente, Energia, Ciência e Tecnologia no Itamaraty. No ministério, ele já tinha atuado como diretor-geral do Departamento de Ambiente e Assuntos Especiais e chefiou as divisões de Política Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, e Assuntos ligados a Mar, Antártida e Espaço Exterior. O embaixador Figueiredo Machado trabalhou em NY(ONU, 1986-1989), Santiago (1989-1992), Washington (1996-1999), Ottawa (1999-2002) e Paris (Unesco, 2003-2005).


– Edição 1521

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

FÉRIAS... É TEMPO DE VIAJAR PARA O BRASIL Sempre que for viajar consulte antes a BACC TRAVEL que oferece as melhores tarifas de passagens aéreas e descontos especiais de pacotes turísticos. Enfim, tudo que você precisa para as suas inesquecíveis férias

BACC, O BRASIL MAIS PERTO DE VOCÊ...

OFER FERTAS TAS A ESPE SPECIAIS CIAIS - IDA D

E VOLTA VOL LTA

DE: NOV OVA VA YORK - IDA & VOL OLTA LTA Para:: Rio R i o de d e Janeiro J a n e i ro $ 9 7 3 $ São Paulo S ão P aulo 950

DE: LOS S ANGELES - IDA D & VOL OLTA LTA Para: Rio R i o de d e Janeiro J a n e i ro $ 8 6 8 $ S ã o Paulo Paulo 877 São

DE: BOSTON - IDA & VOL OLTA LTA Para:: Rio R i o de d e Janeiro J a n e i ro $ 9 4 0 $ S ão P aulo 871 São Paulo $ B orizonte 874 B.. H Horizonte

RLANDO LANDO - IDA & VOL OLTA LTA DE: ORL Para: Rio R i o de d e Janeiro J a n e i ro $ 7 5 4 $ S ã o Paulo Paulo 930 São

DE: MIAMI - IDA & VOL OLTA LTA Para:: Rio R i o de d e Janeiro J a n e i ro $ 8 7 1 $ S ão P aulo 844 São Paulo

A - IDA D & VOL OLTA LTA DE: WASHINGTON Para: Belo B e l o Horizonte Horizonte $8 3 4 $ 715 Brasilia Os preços p acima listados são sã ão ida e volta. volta. Todas o ser viços estão incluidos no preço Todas as taxas e serviços

Para P ara outras outras c cidades idades n nos os U USA SA e n no oB Brasil rasil c chame hame u um md de en nossos ossos a agentes: gentes:

CHAMADA CHAM ADA GRÁTIS 1 - (800) 222 - 2746 2 (BACC-RIO) (BACC-RIO O) • www.bacctravel.com www.bac cctravel.com New York: Yo Y ork: 16 16 West West 46th St., 2nd Fl. Fl. New York, York, o NY ((Aberto Aberto d das as 9 à às s7d da an noite) oite e)) New Jersey: 41 4 Ferry St., Newark, NJ NJ 07105 (Aberto das 9 às 7 da noite) das às da noite) Boston: 3 Somerville Ave., 362 Av ve., Somerville, So omerville, MA 02143 ((Aberto Aberto d as 9 à s7d an oite) Connecticut: 266 Main St., Danbury Danbury,, CT 06810 ((Aberto Aberto d das as 9 à às s6d da a ttarde) arde e)) Port Chester: New Law imposed impo osed by the government regarding regarrding airfare airfare advertisement: All prices must now includee all char charges ges imposed imposeed by the Airlines and departures departtures taxes imposed by the government. go overnment. Each U.S. city has ha as a dif different ferent departure departture tax. BACC Travel Trravel will offer offffer our clients various examples examp ples of current current available airfares, airfares, with the all extra extrra charges charg ges included. Please keep k p in mind that prices p are are always a y subject j to change g by y the t airlines. We We have the bestt prices to Brazil from from every city c in the U.S.

(212) 730 - 1010 (973) 491 - 0300 629 2222 ((617) 617) 6 29 - 2 222 (203) 778 - 4223 (914) 937 - 6193

7


8

28 a 30 de agosto de 2013

Geraldo Barros Lins Júnior, 46 anos, administrador de empresas em Maceió (AL) - A duplicação da BR-101 nos estados de Sergipe, Alagoas e Pernambuco está parada em grande parte do trajeto, tornando a viagem muito perigosa. Gostaria que o governo olhasse com melhores olhos para essa obra tão importante que liga a cidade Aracaju a Recife. Presidenta Dilma - Geraldo, a duplicação e modernização da BR-101 é uma das maiores obras rodoviárias no País, com 1.059,2 km de extensão de Natal (RN) a Feira de Santana (BA). Hoje, há 374,5 km dessa obra concluídos; 206,8 km estão em execução e 477,9 km em processo de contratação. Nesse trecho dos três Estados que você cita, Pernambuco, Alagoas e Sergipe, já foram concluídos 121,5 km de obras de duplicação e modernização e em outros 206,8 km as obras estão com bom ritmo de execução. Sua preocupação deve estar relacionada aos 309 km restantes. A boa notícia é que ainda neste ano serão iniciadas as obras em um trecho de 167,5 km, e nos outros 141,2 km as obras serão iniciadas no ano que vem. Há vários trechos já em fase preparatória, para início das obras. Nessa área, o Dnit enfrentou algumas dificuldades com algumas empresas e teve que substituir duas construtoras. No trecho Palmares, na divisa de Pernambuco com Alagoas, a nova licitação já foi realizada e o resultado foi homologado em maio deste ano. Geraldo, esteja certo que o governo federal tem a mesma urgência que você, para que as obras fiquem prontas com rapidez. A BR-101 é prioritária para o País, por ser uma rodovia que passa por seis estados e cinco capitais e que leva desenvolvimento social e econômico para a região Nordeste. Presidenta, que benefícios os investimentos do PAC Cidades Históricas trarão para as cidades brasileiras? (*) Presidenta Dilma: Na semana passada, na cidade mineira de São João del-Rei, anunciamos investimentos do PAC Cidades Históricas, que destinará R$ 1,6 bilhão para recuperar monumentos e edifícios históricos em 44 cidades de 20 estados brasileiros. Algumas dessas cidades são consideradas patrimônio da humanidade pela Unesco. Este é o maior e mais abrangente programa de preservação cultural já realizado no Brasil. Foram selecionados 425 imóveis – monu-

Brasil

mentos, edifícios, igrejas, obras de arte, museus, bibliotecas, prédios históricos, mercados, praças, estações de trem – que serão recuperados para serem utilizados pela população. Isto será muito importante para essas cidades, pois um monumento restaurado atrai pessoas, restaurantes, lojas, movimenta o turismo, cria empregos, traz benefícios também para o seu entorno. Os monumentos que serão recuperados foram selecionados em parceria com os municípios, havendo 119 projetos prontos para serem licitados. Algumas obras serão executadas por Estados e municípios, outras pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - Iphan. Como em toda obra do PAC, esses investimentos não são contingenciáveis e os processos licitatórios têm regras especiais e são mais rápidos. Muitas dessas obras são simbólicas para nossa cultura e história, como a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Ouro Preto (MG); o Mosteiro de São Bento, em Olinda e a Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios, na Ilha de Fernando de Noronha (PE); a Catedral Basílica, a Igreja do Santíssimo Sacramento, em Salvador, e a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro (BA); o Mercado Público de Porto Alegre (RS); o Mercado Ver-o-Peso, em Belém (PA); o Forte dos Reis Magos, em Natal (RN); o Complexo Ferroviário de Paranapiacaba, em Santo André (SP); o Museu da República e seu Jardim Histórico, o Museu Nacional de Belas Artes e o Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro (RJ). Há também intervenções mais abrangentes, como em São Luís (MA), onde R$ 133 milhões ajudarão a recuperar o conjunto arquitetônico, com suas fachadas de casarões revestidas de azulejos portugueses e o seu calçamento de pedras. Ou em Salvador, onde R$ 142 milhões serão aplicados em obras de restauração do Pelourinho e de outros monumentos. Além de melhorar a qualidade de vida dos moradores dessas cidades, esses investimentos também atrairão mais turistas. Só no ano passado, as 44 cidades selecionadas receberam 14,5 milhões de turistas brasileiros e estrangeiros, número que certamente vai crescer com as obras do PAC Cidades Históricas. (*) Esta pergunta, que precede a Mensagem, foi formulada pela Secretaria de Imprensa para melhor entendimento do conteúdo.

Edição 1521 –

Venda de empresas permitirá a Eike quitar dívidas

O

presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou nesta terça-feira (27) que a venda do controle de companhias do grupo EBX, de Eike Batista, permitirá ao empresário honrar as dívidas com o banco estatal. De acordo com Coutinho, a instituição aprovou linhas de financiamento de R$ 10 bilhões para as empresas do grupo X, dos quais cerca de R$ 6 bilhões foram "efetivamente" contratados. As dívidas de Eike junto ao BNDES serão quitadas após a conclusão da "reestruturação" do grupo, disse Coutinho, citando a negociação em curso para a aquisição do controle da MPX pela alemã E.ON, a compra de fatia da LLX pela americana EIG, e as conversas para a venda da mineradora MMX. "O que acreditamos é que a conclusão desse processo permitirá equacionar uma esmagadora parcela das dividas e certamente a totalidade [da dívida] com o BNDES", afirmou durante audiência pública na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado. Coutinho afirmou que o grupo de "projetos consistentes" e que, por isso, o processo de venda vem atraindo "grande interesse privado". "O próprio mercado, ao equacionar a situação dessas empresas, resolve a questão em relação ao sistema bancário", afirmou. O presidente do BNDES negou que o banco estatal venha a ter prejuízo com os in-

As dívidas de Eike junto ao BNDES serão quitadas após a conclusão da "reestruturação" do grupo

vestimentos feitos nas empresas do grupo X. "A participação na carteira é muito pequena. Além disso, ganhamos nas empresas mais sólidas e esses resultados podem compensar eventuais perdas em pequena escala em outras companhias. E, mesmo assim, no balanço essa perda é teórica, nós esperamos que não aconteça", referindo-se às participações que o BNDES ainda não se desfez. Por conta disso, Coutinho afirmou que não há risco para o patrimônio de referência do banco. "Estamos muito bem garantidos. O banco tem crédito mais que suficiente", disse.


– Edição 1521

Brasil

28 a 30 de agosto de 2013

9

Após ir a pé de BH a Miami, artista mineiro transforma a vida na própria obra O artista de 36 anos diz já ter sido gari e cuidador de porcos

do cacique da aldeia, morto por pistoleiros há um ano e meio. Alvejado, o pai de Genito Gomes teve o corpo jogado na carroceria de uma caminhonete e nunca mais foi encontrado. Em outubro do ano passado, uma carta de índios dessa mesma etnia, ameaçados de despejo de suas terras no Mato Grosso do Sul, causou comoção ao sugerir um suicídio coletivo na aldeia, chamar de genocídio a expulsão da tribo dali e exigir uma vala comum para todos os seus corpos. Num furor midiático, o apelo desencadeou também uma onda de apoio aos índios nas redes sociais, com gente de todo tipo trocando o sobrenome por "guarani-kayowá" no Facebook.

P

aulo Nazareth acaba de decepar fiapos inúteis de um tronco de árvore para fincar um moedor de cana na madeira. Ele está numa clareira no meio da mata, terra dos índios guarani- caiová, em Aral Moreira, no Mato Grosso do Sul. Olha para mim, o sol da manhã faiscante atrás de sua cabeleira armada, e mostra o facão enferrujado. "Está vendo isso? Isso é arte contemporânea." Talvez, antes de olhar para o facão, seja melhor examinar os seus pés. Nazareth tem os pés mais rachados, esfolados, arranhados e machucados da arte contemporânea. Ele já andou, ou diz que andou, da periferia de Belo Horizonte até Miami, passando por aldeias indígenas Brasil afora, fazendo um desvio para o sul, avançando Argentina e Uruguai adentro, e atravessando a América Central -trajeto que levou um ano. Nunca ficou claro se ele fez mesmo tudo a pé, até porque perdeu o passaporte no caminho, mas fez desenhos, fotografias e gravuras dessa jornada. Sua próxima caminhada será pela África, onde deve partir de Moçambique a pé para chegar, meses depois, à Argélia e pegar um barco para a França. Antes da partida, veio até essa aldeia para ser batizado como um guarani-caiová. Ele quer fazer parte da tribo. Aprendeu a falar guarani, que exibe garboso até em mensagens de texto que manda pelo celular. E trava longas conversas com o pajé, que reza para que nada de ruim aconteça com o artista em suas andanças pelo mundo. Na tribo, todos lembram a primeira aparição do artista por ali. Era um dia de chuva. Ele chegou de chinelo, arrastando um carrinho de feira, na hora da reza, quando as 14 portas do céu guarani estão abertas às súplicas terrenas, de acordo com a cosmogonia indígena. Narram assim sua chegada, a descrição de um quase messias, que veio aprender em vez de pregar, ou um "cachorro velho que já fuçou tudo", nas palavras de um dos índios. Comigo foi um pouco diferente. Ele marcou data e hora para o encontro na aldeia, mas não estava lá quando cheguei. No dia seguinte, depois de dormir na rede que ele mesmo deixara pendurada na oca, comecei a atravessar o milharal que separa a aldeia da estrada e dei de cara com o vulto do artista vindo ao meu encontro, um estranho Moisés abrindo caminho na plantação. Levava sobre a cabeça um saco de estopa e balançava um chocalho como uma espécie de cumprimento. Desse mesmo jeito místico, Nazareth se firmou no panteão --e no mercado-- da arte atual, abrindo alas ao arquitetar uma mitologia ao seu redor. Mineiro de Santa Luzia, o artista de 36 anos diz já ter sido gari e cuidador de porcos. Só foi descoberto quando entrou para o curso de belas artes da Universidade Federal de Minas Gerais. Causou frisson mesmo há dois anos, quando empreendeu sua caminhada de Palmital, favela onde mora nos arredores de Belo Horizonte, até Miami, onde participou da feira Art Basel Miami Beach, uma das mais importantes do mundo.

Preto, Preto, Preto

Retrato de Paulo Nazareth na tribo Caiová de Aral Moreira

miado como artista revelação, e no New Museum, em Nova York. Ele e sua obra são indissociáveis, o que chama de "performance expandida". Seu galerista em São Paulo, o franco-americano Matthew Wood, diz que sua vida toda é uma espécie de "mise-en-scène". "Ele lida com a construção de narrativas", diz Matthew. "É uma forma de lembrar que identidades são fluidas, que a gente vive num mundo inconstante." Sua obra pode ser a simples presença de um andarilho que atravessa o mundo fazendo contato com realidades agrestes, de índios, negros, favelados e também de marchands endinheirados. "Teve caminhada, carona, ônibus, barco, tudo sempre próximo da terra. Andei muito, até os pés se abrirem e beijarem o chão, deixando marcas de sangue no solo", dramatiza Nazareth. "Levo essa terra comigo aonde for, essa terra se torna parte de mim." É essa terra que Nazareth quer levar no corpo até Lyon, misturando o chão vermelho da aldeia ao solo africano das antigas rotas de escravos, por onde passa antes de aportar em terras francesas.

Ele, que agora tem uma série de obras em cartaz na Bienal de Veneza, também está escalado para a Bienal de Lyon, feito que poucos artistas em sua idade conseguem. Do curador suíço Hans Ulrich Obrist, considerado o mais influente do mundo, passando pelo italiano Massimiliano Gioni e pelo islandês Gunnar Kvaran, artífices de Veneza e Lyon, Nazareth só recebe elogios hiperbólicos. Virou o queridinho exótico da hora. Na cidade dos canais, ele foi ao encontro das expectativas de um público ávido pela "última moda" da arte feita nos trópicos e mostrou os resultados de seu contato com os índios. Além de um vídeo gravado na aldeia e objetos garimpados na jornada, levou para lá dois índios, Genito Gomes e o pajé Valdomiro Flores, para que narrassem ao jet set da arte casos de violência e histórias de índios mortos no Brasil. Não foi à toa que Nazareth escolheu essa aldeia no Mato Grosso do Sul. Neto de uma índia e filho de um pai negro com uma mãe meio índia meio italiana, Nazareth foi buscar nos guarani-caiová um elo simbólico de parentesco. Também ficou tocado com o assassinato

Queridinho Exótico Lá, na sua primeira operação de peso, Nazareth exibiu os pés destruídos e se colocou diante de uma Kombi cheia de bananas, com um cartaz em inglês que dizia "vendo minha imagem de homem exótico". Desde então, já participou de mostras no Masp, onde foi pre-

O artista Paulo Nazareth em sua série "Objetos Para Tampar o Sol de Seus Olhos"

Então, lembro o facão. Na obra de Nazareth, a violência aparece velada. Nada de sangue, só a arma. Seus retratos com gente que encontra na estrada, ele sempre com a mesma expressão dura, servem de navalha. Sublinham diferenças de raça e origem que determinam o destino dessas pessoas, criando uma narrativa sobre injustiça ou subjugação com roupagem irônica, arquétipos de pobreza que ganham força quando deslocados do Mato Grosso do Sul para Veneza ou Lyon. Enquanto posava para a Serafina na aldeia, pediu para um menino fazer um retrato seu ao lado de uma índia vestindo uma camiseta com a frase "Eu amo Nova York". Na hora do clique, ela escondeu os olhos atrás de um facão, gesto instintivo por causa do sol forte, mas que ficou plasmado ali como mais um flagra de vidas em desajuste que Nazareth tanto gosta de documentar. Talvez seja esse incômodo que ele descreve quando fala em pé atrás. "Fico o tempo todo com o pé atrás. Deixo meu cabelo 'black power' dando um passo atrás, olhando de longe", diz o artista. Nazareth fala do visual e de sua cor --ele se diz "preto, preto, preto-- como elementos de choque no circuito da arte, em grande parte branco. "Sou preto e sou da favela. Eles me olham esquisito. Se vão escolher um preto para premiar, me escolhem. Mas, se vão escolher um branco para castigar, também podem me escolher." Ele lembra quando é barrado em vernissages e jantares ou revistado na rua pela polícia, só pelo visual --sempre de chinelos e arrastando um carrinho de feira cheio de tralhas, que vão de sementes de milho a uma canoa em miniatura. Enquanto conquistou a simpatia de alguns, outros veem sua performance como retrato exagerado de uma luta de classes ancorada na questão racial. Nazareth só diz que faz o que faz perto ou longe dos holofotes, não busca plateia. Tanto que continua morando na favela onde cresceu, fazendo no máximo uma reforma na casa para receber os amigos. Embora seja um sucesso de crítica, suas caminhadas não rendem produtos tão fáceis de vender. "Tudo isso pode ser visto como sensacionalista, ele querendo ser um ícone, mas na verdade é um movimento pela liberdade", analisa seu galerista. "Ele fala de mulheres que se dizem homens, de pretos que se dizem brancos, de tragédias e felicidades. Eu não sei bem até hoje quem ele é. Só sei que ele é bom e gentil." E que vale ouro.


10

Brasil

28 a 30 de agosto de 2013

Edição 1521 –

Beira-Mar e Marcinho VP são indiciados por ataques ao AfroReggae O baile da Criôla

Os dois traficantes já cumprem pena no Paraná e um terceiro acusado está foragido

S

ubúrbio Bossanova (Lúdico Produções) é o primeiro CD da Orquestra Criôla. Sob o comando do saxofonista, flautista, arranjador e compositor Humberto Araújo, seus treze integrantes (re)encontram a sonoridade das grandes orquestras de salão do século passado: Tabajaras, Ed Lincon, Waldir Calmon, Paulo Moura etc. Numa salada musical com ingredientes do samba de gafieira, carimbó, baião, rumba, bolero e merengue, o som dançante da Criôla deve ser entendido, hoje, como “afrolatino” – e é assim que seus instrumentistas se veem e se identificam. O grande trunfo do álbum, sem dúvida, são os arranjos de Humberto Araújo. Centrados que estão na ótima utilização de um naipe de saxes, flautas, trompetes, flugelhorns, clarinete, clarone e trombones, o balanço resultante é contagiante. Para aumentar ainda mais a pulsação rítmica, piano, guitarra, violão, contrabaixo, percussão e bateria têm uma pegada que faz da Criôla uma inspirada orquestra de baile. Das doze músicas gravadas, Humberto Araújo assina oito, sendo uma apenas dele, duas em parceria com João Cavalcanti, duas com Cláudio Jorge, duas com Paulo César Pinheiro e uma com Nei Lopes; além de músicas de Cleide, Padeirinho da Mangueira e Jorge Pessanha, Wagner Dias e Márcio Resende e Pixinguinha e João de Barro. Tudo começa com a faixa que dá título ao disco, “Subúrbio Bossanova” (Humberto Araújo e João Cavalcanti). O naipe de sopros ataca firme, o ritmo sente a pressão e trata de por ainda mais lenha na fogueira. O baile começa. Cantando “Onde o Samba Nasceu”, a malemolência da voz de Wilson das Neves se agiganta ainda mais, graças a uma cozinha que não deixa ninguém ficar quieto e aos sopros, somados a bateria, piano e baixo. João Donato e seu piano participam de “Vacilou” (Araújo e Nei Lopes), enquanto

A

Luiz Melodia arrasa em “Carinhoso” (Pixinguinha e João de Barro) e Verônica Sabino interpreta respeitosa e saborosamente o belo samba “Favela” (Padeirinho da Mangueira e Jorge Pessanha). Ótimos momentos dentre inúmeros outros de igual boniteza. Com exceção de “Onde o Samba Nasceu” (Humberto Araújo e Cláudio Jorge), quando Humberto divide o solo vocal com Wilson das Neves; de “Favela”, cantada por Verônica Sabino; de “Temporal, Atemporal”, cantada por João Cavalcanti; e de “Carinhoso”, interpretado por Luiz Melodia, o crooner oficial da Orquestra Criôla é o próprio Humberto Araújo, que defende os versos com a galhardia de um grande músico, o que ele é de fato. Seja no sax ou na flauta, Araújo está presente em todas as faixas. Nas demais, graças à sua inventividade como arranjador, o som é de uma riqueza ímpar, e a afrolatinidade soa redonda, bailante, irresistível. A Orquestra Criôla ecoa boa música, competência, simpatia, irreverência, alegria solar, ginga, gíria, corpos exalando sensualidade, bom humor, alto astral... Enfim, é impossível ouvir o ótimo Subúrbio Bossanova sem enxergar nele a mais perfeita tradução musical do espírito carioca de ser. Aquiles Rique Reis, músico e vocalista do MPB4

Make the Switch to DISH Today and Save Up To 50%

**

PACKAGES UNDER $50

Promoti onal startinpgrices at only ...

mo.

for 12 Not eligib months le or iPadwith Hopper 2 offer.

Prices valid for 12 months. Requires 24-month commitment and credit qualification.

FREE

ASK ABOUT HIGH SPEED INTERNET

OVER 30 PREMIUM MOVIE CHANNELS

AS LOW AS ....

FREE SAME DAY INSTALLATION IN UP TO 6 ROOMS Where available.

where available

For 3 months.

mo.

Offer subject to change based on premium movie channel availability.

Call Now And Ask How To Save Up To 50%

**

CALL TODAY INSTALLED TODAY!

All offers require 24-month commitment and credit qualification.

1-800-395-2581 **Savings applies to AT120, AT120+, AT200, and AT250 with HD programming, 2 year agreement and credit qualification. Discount applied to first year of service in form of online and promotional credits plus free HD for Life which is a $10/mo credit.

Call 7 days a week 8am - 11pm EST Promo Code: MB0513

Important Terms and Conditions: Promotional Offers: Require activation of new qualifying DISH service with 24-month commitment and credit qualification. All prices, fees, packages, programming, features, functionality and offers subject to change without notice After 12-month promotional period, then-current regular monthly price applies and is subject to change. ETF: If you cancel service during first 24 months, early cancellation fee of $20 for each month remaining applies. For iPad 2 offer, if you cancel service during first 24 months, early cancellation fee of $30 for each month remaining applies. Activation fee: may apply. Add’tl Requirements: For iPad 2 offer: customer must select Hopper system and minimum of America’s Top 120 package; allow 4-6 weeks for delivery; offer not available in Puerto Rico or USVI. HD Free for Life: $10/mo HD fee waived for life of current account; requires continuous enrollment in AutoPay with Paperless Billing. Premium Channels: 3-month premium movie offer value is $135; after promotional period, then-current regular monthly price applies and is subject to change. Hopper Features: AutoHop feature is only available with playback the next day of select primetime shows on ABC, CBS, FOX and NBC as part of PrimeTime Anytime feature. Both features are subject to availability. Blockbuster @Home Offer: 3 month offer value $30. After 3 months, then-current regular monthly price applies and is subject to change. Requires online DISH account; broadband internet to stream content; HD DVR to stream to TV. Streaming to TV and some channels not available with select packages. Installation/Equipment Requirements: Free Standard Professional Installation only. Certain equipment is leased and must be returned to DISH upon cancellation or unreturned equipment fees apply. Upfront and additional monthly fees may apply. Recording hours vary; 2000 hours based on SD programming. Equipment comparison based on equipment available from major TV providers as of 5/22/13. Watching live and recorded TV anywhere requires a broadband-connected, Sling-enabled DVR and compatible mobile device. Misc: Offers available for new and qualified former customers, and subject to terms of applicable Promotional and Residential Customer agreements. State reimbursement charges may apply. Additional restrictions and taxes may apply. Offers end 9/18/13. HBO®, Cinemax® and related channels and service marks are the property of Home Box Office, Inc. SHOWTIME is a registered trademark of Showtime Networks Inc., a CBS Company. STARZ and related channels and service marks are property of Starz Entertainment, LLC. All new customers are subject to a one-time processing fee.

Polícia Civil do Rio pediu à Justiça a prisão de três traficantes acusados de envolvimento na recente onda de ataques ao AfroReggae nos complexos do Alemão e da Penha, na zona norte do Rio. Num intervalo de cerca de um mês, a ONG sofreu quatro ataques. Dois dos acusados já estão presos por outros crimes: Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, e Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP. Apontados como chefes da facção Comando Vermelho, considerada a mais perigosa do Rio, os dois cumprem pena na penitenciária federal de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná. A polícia também pediu à Justiça a permanência da dupla no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), durante o qual o preso não tem qualquer contato com outros detentos. O terceiro suspeito que teve a prisão pedida é Bruno Eduardo da Silva Procópio, o Piná, que está foragido. O delegado Márcio Mendonça, da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), indiciou o trio pelo crime de associação para o tráfico de drogas. Três inquéritos que apuraram os ataques à ONG foram relatados nessa segunda-feira, 27. Segundo Mendonça, Beira-Mar e Marci-

Beira-Mar e Marcinho VP (foto) planejaram os ataques às sedes do AfroReggae

nho VP planejaram os ataques às sedes do AfroReggae durante uma conversa ocorrida em 10 de maio, no presídio federal de Catanduvas. Os dois conversaram no parlatório da penitenciária, após Beira-Mar conseguir autorização judicial para o encontro. Os dois ficaram separados por um vidro, e falaram por interfones. A conversa foi gravada. Já Piná estaria envolvido nos ataques ao AfroReggae por, segundo as investigações, ser um dos chefes do tráfico no Complexo do Alemão que ainda está solto - apesar de as comunidades estarem ocupadas pelas forças de segurança desde novembro de 2010. Os complexos do Alemão e da Penha ganharam oito Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em meados do ano passado.


– Edição 1521

Comunidade

28 a 30 de agosto de 2013

11

Chefe de cozinha brasileiro é acusado de estupro e pornografia infantil Geraldo de Souza, de 41 anos, morador em Revere (MA), enfrenta a acusação de manter relações sexuais com uma adolescente de 15 anos de idade

U

ma investigação forense de computadores e câmeras confiscados do chefe de cozinha Geraldo de Souza, de 41 anos, residente em Revere (MA), revelou arquivos de vídeo registrando o estupro de uma adolescente de 15 anos de idade que ele conheceu via internet. O brasileiro suspeito compareceu à audiência na terça-feira (20) para ser indiciado em decorrência das acusações de estupro com agravantes de uma menor de idade, disseminação de material prejudicial a menores, exibir imagens de uma criança em estado de nudez, fotografar ou gravar secretamente uma pessoa em estado de nudez total ou parcial e posse de documento falso do Departamento de Veículos Auto Motores (DMV), publicou o portal online do Boston Herald e o canal de TV local WCVB. As autoridades detalharam que Souza escolhia as jovens, algumas no sexto período escolar, e estabelecia contato com elas. “Uma vez que ele conquistava a confiança delas, pedia fotografias e vídeos que eram totalmente inapropriados e ilegais. Muitas vezes, elas concordavam. Agora, essas vítimas terão que viver com a possibilidade de que ele tenha compartilhado e distribuído essas imagens com outros pedófilos, que também compartilharam e distribuíram esse material para outros”, disseram as autoridades. Investigadores especulam que Geraldo tenha aberto contas online nos websites de relacionamento Facebook, Orkut e ooVoo e os utilizava para contatar adolescentes menores de 16 anos. Em pelo menos um caso, o brasileiro teria se apresentado como um rapaz também de 16 anos, embora posteriormente ele tenha revelado ser mais velho, informou a

O juiz determinou a sentença de Geraldo de Souza em US$ 75 mil e o proibiu de se aproximar de jovens menores de 15 anos

polícia. Em um incidente, Geraldo combinou conhecer a jovem em pessoa, segundo as autoridades. Depois de leva-la ao parque Copley Place e zoológico, especula-se que ambos foram à sua residência na região de Hyde Park, onde ele residia na ocasião, na qual manteve relações sexuais com a vítima. “Todos os pais e guardiões devem se preocupar com esse caso”, disse o promotor público distrital Dan Conley. “As evidências sugerem que um criminoso que começa a seduzir suas vítimas quando elas ainda têm apenas 11 anos de idade. Em alguns casos, as vítimas o enviaram fotografias explícitas delas mesmas, enquanto seus pais estavam no cômodo ao lado”. Souza, que trabalhava como chefe de um restaurante em Boston (MA), foi mantido preso sob a fiança de US$ 75 mil e ordenado a manter distância da vítima e qualquer outra jovem com idade abaixo de 16 anos. Os promotores públicos detalharam que o suspeito filmou a relação sexual com a adolescente de 15 anos e gravou conversas de vídeo na internet, numas quais ele instruiu uma menor de idade a fazer poses sensuais enquanto nua. Geraldo teria escurecido o próprio rosto nas conversas e utilizado um nome falso, segundo os promotores públicos. A promotora pública assistente, Christina Miller, disse que o brasileiro corre o risco de enfrentar várias outras acusações, pois investigadores ainda analisam se ele estabeleceu contato inapropriado com outras crianças ou adolescentes. Miller acrescentou que Geraldo encontra-se em situação migratória irregular nos Estados Unidos e que, portanto, as autoridades migratórias (ICE) já emitiram uma ordem de detenção em seu nome. O advogado do brasileiro, Steven Key, disse que seu cliente “nega categoricamente que tenha participado de qualquer atividade ilegal com alguém menor de idade” e que uma possível vítima o levou a acreditar que ela tinha pelo menos 20 anos de idade.


12

28 a 30 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1521 –

Ativistas defensores da reforma migratória formam grupo maior que o de opositores O recesso de verão do Congresso esse ano está sendo completamente diferente da primavera conturbada de 2007

E

nquanto grupos opositores da reforma migratória lutam para juntar membros suficientes que possibilitem manifestações em locais públicos, organizações a favor da mudança têm estado ocupadas caminhando 285 milhas de Sacramento a Bakersfield (CA). Os manifestantes praticam atos de desobediência civil em frente aos centros de detenções do Departamento de Imigração (ICE) no Arizona e formando multidões nos distritos eleitorais de congressistas republicanos. O recesso de verão do Congresso esse ano está sendo completamente diferente da primavera de 2007, quando as reuniões organizadas pelo Senador John McCain (R-Ariz.) transformavam-se em verdadeiras competições de grito, enquanto mensagens congestionavam as linhas de telefone e fax dos escritórios de congressistas. “A atuação minguada dos ativistas contra imigração nesse recesso de agosto somente demonstra a tração incrível que o nosso momento adquiriu: empresas, igrejas, sindicatos, defensores dos direitos civis e a comunidade imigrante mobilizaram-se em prol de uma reforma migratória real que proteja nossas famílias de deportações sem sentido ao fornecer uma rota clara rumo à

Daniel Webster (R-FL) disse que a possibilidade de legalização deverá ser incluída em qualquer proposta migratória que chegar à mesa do Presidente Obama para ser assinada

cidadania”, disse Cristina Jimenez, diretora de planejamento do grupo “Unidos Nós Sonhamos” (United We Dream). “Os ‘Dreamers’ definiram o debate e conquistaram a população norte-americana”. Uma pesquisa realizada pelos veículos de comunicação Post/ABC em julho revelou que 55% da população norte-americana apoia o projeto de lei aprovado pelo Senado, o qual permite a legalização de aproximadamente 11 milhões de imigrantes indocumentados. Entretanto, ainda é incerto se esse esforço durante o recesso de verão será suficiente para convencer os legisladores republicanos

que é hora de votar na legalização dos estrangeiros. No Capitólio, grupos pró-reforma não estão fazendo muita diferença, pois auxiliares dos congressistas informaram que muitos deles se mantêm fiéis à abordagem de debater a reforma através de leis individuais. O líder da maioria, Kevin McCarthy (R-CA), cujo distrito acumula 35% de latinos, tem presenciado o fluxo de apoiadores da proposta em Bakersfield (CA), entretanto, não apoia a reforma migratória. O chefe do Comitê Judiciário da Câmara, Bob Goodlatte (R-VA), que pressionou para a votação de leis indivi-

duais, traçou um limite contra “a rota” que permite a legalização dos indocumentados, entretanto, permite a possibilidade de legalização de algumas categorias. Durante um encontro na sede do governo em Verona (VA), Goodlatte disse à uma multidão estar comprometido em apoiar medidas de segurança, “mesmo que elas não cheguem à mesa do presidente para serem assinadas”. O paradoxo para os defensores da reforma é que, enquanto líderes do Partido Republicano (GOP) não parecem mudar de ideia, alguns membros do partido aproveitarem a oportunidade de demonstrar que estão dispostos a votar na possibilidade de legalização dos indocumentados. O congressista Aaron Schick (R-Ill.) disse aos seus eleitores que um “período de espera” e o pagamento de impostos atrasados permitiriam que os imigrantes entrassem em processo de legalização. “Acho que existe a necessidade de manter nossas fronteiras seguras, mas quando isso acontecer, as pessoas pagarem os impostos atrasados, não cometerem nenhuma violação das leis e passarem por um período de observação, então poderiam aplicar para a cidadania e ir para o final da fila”, disse Schock, embora seu porta-voz tenha frisado que ele não anunciou abertamente apoiar “a possibilidade de legalização”. O congressista Daniel Webster (R-FL) disse ao jornal Orlando Sentinel que a possibilidade de legalização deverá ser incluída em qualquer proposta migratória que chegar à mesa do Presidente Obama para ser assinada.


– Edição 1521

Comunidade

28 a 30 de agosto de 2013

13

Projeto de lei pune advogados envolvidos em “esquemas” de imigração A proposta 1159 exige que os profissionais devolvam o dinheiro recebido de seus clientes, caso o Congresso não aprove uma reforma migratória

A

Organização dos Advogados da Califórnia (BAR) tem recebido denúncias sobre advogados e consultores de imigração que cobram se seus clientes para “adiantarem” a aplicação de legalização referente ao projeto de lei que, talvez, seja votado pela Câmara dos Deputados. O único problema: Uma nova lei federal de imigração vigente ainda não existe. “Nós temos inúmeros casos de advogados e consultores que publicaram anúncios oferecendo as pessoas que tornem-se seus clientes tendo como base uma lei que ainda não existe e, possivelmente, nunca vai existir”, disse a Deputada Estadual da Califórnia, Lorena Gonzalez. Conforme as leis atuais, detalhou Gonzalez, a prática é antiética, mas não ilegal. Em virtude disso, ela apresentou o projeto de lei 1159 que visa mudar essa situação no estado. Segundo a proposta, qualquer dinheiro pago agora para serviços que somente serão úteis caso a reforma migratória seja aprovada terá que ser ressarcido, caso ela não seja aprovada no Congresso. Além disso, a proposta exige que os advogados detalhem exatamente o que cobrando. Caso a lei seja aprovada, o BAR

Conforme as leis atuais, detalhou Gonzalez, a prática é antiética, mas não ilegal

planeja criar uma hotline para receber denúncias de práticas suspeitas como essa. Cada violador poderia ser multado em até US$ 1 mil por dia. Lorena tenta agilizar o processo de aprovação da lei através do Senado e Assembleia estaduais e espera envia-la ao governador nas próximas semanas. O projeto de lei será avaliado pelo Comitê Judiciário Estadual na segunda-feira (2). O problema já é antigo, pois, em 2011, as autoridades de imigração (ICE) lançaram nacionalmente um programa que visa alertar a população sobre os golpes envolvendo servi-

ços migratórios. Na ocasião, representantes federais, estaduais e municipais discutiram o plano em Newark (NJ). A campanha de conscientização focaliza o cumprimento das leis, educação e colaboração com as autoridades. Além disso, ela visa educar os imigrantes legais e ilegais a evitar provedores de serviços sem licença em websites que imitam órgãos governamentais. Anúncios, pôsteres e panfletos foram impressos em inglês e espanhol e foi lançada uma página eletrônica online com informações disponíveis em 12 idiomas. As autori-

dades federais informaram que as fraudes envolvendo processos migratórios aumentam em quantidade e complexidade, principalmente devido à possibilidade de aprovação de uma reforma migratória pelo Congresso ainda esse ano. Nesse mesmo ano, o promotor público de San Francisco (CA), Dennis Herrera, apresentou uma ação judicial contra o advogado de imigração, Martin Guajardo, que teve a licença cassada, considerando-o “um dos predadores mais notórios de San Francisco” que lesou “milhares de clientes vulneráveis em milhões de dólares” ao longo de 35 anos. “Fizemos vários esforços na tentativa de encontra-lo”, disse Joshua White, promotor público interino responsável pelo caso. “Pelo o que nós sabemos, ele saiu da cidade”. Enquanto as autoridades procuravam o foragido, a esposa de Guajardo, Debra, vendeu 2 apartamentos que ela possuía em frente à Transamerica Pyramid, além de um prédio no centro da cidade que abrigava o escritório do advogado cassado. As três propriedades juntas totalizam mais de US$ 7 milhões. Todos eles estavam à beira de serem confiscados por falta de pagamento. O Promotor Público e a firma Orrick também acionaram judicialmente Christopher Stender, um advogado de imigração sediado em San Diego que começou a trabalhar no escritório de Guajardo, depois que ele perdeu a licença em 2008. As acusações alegam que ambos agiram juntos desde 2008 para lesar os imigrantes.


14

28 a 30 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1521 –

Ordem executiva de Obama completou 1 ano e beneficiou milhares de jovens indocumentados Mais da metade de 1 milhão de jovens aplicou para a o DACA entre agosto de 2012 e julho de 2013

A

Ação Diferida para Entradas na Infância, conhecida por muitos como DACA, completou seu primeiro aniversário em 15 de agosto. Criada através da ordem executiva assinada pelo Presidente Barack Obama, o programa de 2 anos protege temporariamente da deportação imigrantes indocumentados que foram trazidos ao EUA ainda na infância. Mais da metade de 1 milhão de jovens aplicaram para a o DACA entre agosto de 2012 e julho de 2013, segundo dados do Departamento de Serviços Migratórios e Cidadania (USCIS). O pique de aplicações nos 6 primeiros meses foi provocado por alunos da escola secundária ou calouros em universidades, divulgou o Brookings Institute. De fato, 54% dos candidatos tinham idade abaixo de 21 anos e 36% estavam entre 15 e 18 anos, conforme análises do grupo, que monitorou as aplicações entre 15 de agosto de 2012 e 22 de março de 2013. Os agraciados com a ordem executiva podem aplicar para a autorização de trabalho, permitindo que conquistem a autonomia, legalmente. Além disso, os jovens podem gozar de benefícios concedidos em outros estados, como a aquisição da carteira de motorista ou desconto nas mensalidades universitárias. Entretanto, ativistas defensores dos direitos dos imigrantes alegam que

Em 15 de agosto do ano passado, o Presidente Barack Obama assinou a ordem executiva conhecida como DACA

tal ação temporária não serve como substituta para uma solução permanente. Ao longo do ano passado, 61% dos imigrantes agraciados pela ordem executiva adquiriram a carteira de motorista, sendo que a mesma proporção conseguiu um emprego novo e 54% abriram a sua primeira conta bancária, segundo uma pesquisa realizada pelo Centro de Política migratória (IPC). Diana Eusébio, aluna da Academia de Ciência Hustos-Lincoln em Nova York, pla-

neja utilizar o seu novo status temporário para trabalhar e juntar dinheiro para a universidade, disse ela ao canal de TV ABC News Univision, em junho desse ano, publicou o portal online Yahoo News. Além disso, o status atual da jovem pode tornar os custos da faculdade mais baixos. Dezenove universidades, incluindo Nova York, permite que os alunos indocumentados recebam descontos em entidades públicas de ensino. Em muitos casos, estes estudantes devem qualificar

para a ordem executiva. O DACA, o qual exige que os jovens estejam matriculados na escola, tenham se graduado no ensino secundário ou possuam o diploma do supletivo (GED), deveria servir como “motivação para a conclusão do equivalente ao 2º Grau (High School) e até mesmo para retornar à escola e conquistar o GED”, disse Roberto Gonzalez, professor assistente da Escola de Serviço Social & Administração da Universidade de Chicago. O entusiasmo inicial com relação à ordem executiva pode estar desaparecendo, devido ao fato de os imigrantes indocumentados estarem cada vez mais impacientes durante a espera de uma reforma migratória permanente. “Ainda me sinto como seu estivesse nas sombras”, disse Carla Chavarria ao jornal Arizona Republic, beneficiada pelo DACA. Apesar de o novo programa ter entusiasmado inúmeros jovens indocumentados, Carla, graduada em 2010 pela Arcadia High School, em Phoenix (TX), disse que uma solução temporária ainda não é o suficiente. “Nós precisamos de algum tipo de lei ou regulamentação que beneficiem não somente os ‘Dreamers’, mas também os nossos pais”, acrescentou. Mais de dois terços dos jovens agraciados pela ordem executiva atestaram que, desde a sua aprovação, alguém que eles conhecem foi deportado, segundo uma pesquisa realizada pelo IPC. Outros 31% disseram que uma família havia sido deportada, sendo 14 % deles chefe de família, pai ou parente.


– Edição 1521

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

15


16

Comunidade

28 a 30 de agosto de 2013

Edição 1521 –

Com coluna da Presidenta Dilma, Brazilian Voice chega aos 25 anos com edição bisemanal O evento foi marcado com um jantar de gala na Casa Seabra, no coração do bairro do Ironbound, em Newark (NJ)

Entre seus colaboradores, o Brazilian Voice tem como colunista a presidenta Dilma Roussef

N

a noite de sábado (24), o Brazilian Voice Newspaper comemorou 25 anos de circulação com um elegante jantar na Casa Seabra, no bairro do Ironbound, onde fica sua sede, em Newark (NJ). Estiveram presentes ao evento

personalidades, autoridades locais, clientes, funcionários, leitores e amigos do valadarense Roberto Lima, fundador e editor chefe do jornal. Durante um discurso emocionado, Lima frisou aos convidados que, desde 1998, o BV vem registrando os principais acontecimentos que ocorreram no Brasil, na comunidade brasileira radicada nos EUA e no mundo. Seguido de uma salva de aplausos, ele expressou o desejo de poder noticiar, ainda esse ano, a aprovação de uma reforma que per-

mita a legalização de milhões de imigrantes indocumentados pelo Congresso norte-americano. Roberto aproveitou a oportunidade e agradeceu o apoio e dedicação de seus familiares, funcionários e colaboradores para que o BV chegasse aos 25 anos como um dos veículos de comunicação brasileiros mais lidos e respeitados da Costa Leste dos Estados Unidos. O final da década de 80 registrou o nascimento do BV, um período bastante marcante para a história do século 20, segundo o ponto de vista dos acontecimentos políticos e sociais. Para muitos historiadores, a virada da década é considerada como o fim da idade industrial e início da idade da informação. Fruto de uma conversa despretensiosa entre Roberto e amigos em um bar no Ironbound, o BV ganhou corpo e, em pouco tempo, suas primeiras edições semanais eram entregues, de mão em mão, na Ferry St., principal via de acesso do bairro. Nas suas primeiras edições, o BV registrou fatos que marcaram a história da humanidade: Gorbatchov inicia oficialmente a perestroika (1988); Tropas chinesas matam centenas de estudantes na Praça da Paz Celestial (1989); Queda do Muro de Berlim e do símbolo da opressão na Alemanha Oriental. Caminho para a reunificação (1989); Brasil renegocia a dívida, com empréstimo de US$ 5 bilhões e escalonamento da dívida por 20 anos junto ao FMI (1988); Figura de Ulysses Guimarães, presidente da Assembleia Constituinte. Com a nova constituição ocorre a reafirmação dos direitos trabalhistas – criação do ministério público (1989); Collor é eleito presidente através de eleições diretas, após 29 anos. 82 milhões de brasileiros foram às urnas (1989); Impopularidade do congelamento das contas no governo Collor (1989); Chico Mendes foi morto a mando de um fazendeiro ligado a União Democrática Ruralista. Seus esforços estariam contra a elite dominante da região, mas abriram os olhos do Brasil e do mundo pela causa Amazônia (1988), entre outros. Os anos 90 começaram com instabilidade, com o confisco de poupanças do presidente Fernando Collor. Os negócios escusos de Collor mais tarde levariam milhares de jovens (mobilizados por uma forte campanha de mídia) a criarem o movimento "Caras Pintadas" a pedirem seu impeachment. A cultura brasileira tornou-se mais valorizada com a ressureição do cinema e a boa recepção de músicos brasileiros no exterior. O esporte também passou por bons momentos, com 18 medalhas olímpicas e títulos mundiais em futebol e basquete. Todos esses fatos foram registrados pelo BV. Na virada do novo milênio, o BV manteve o seu compromisso de informar a comunidade e publicou a cobertura completa do atentado terrorista às torres gêmeas em Nova York, na manhã de 11 de setembro de 2011. O desaparecimento da jovem catarinense Carla Vicentini em Newark (NJ), que ganhou destaque na mídia comunitária e, posteriormente, os principais veículos de comunicação internacionais, que, diversas vezes, utilizaram a matéria publicada no BV como base. Atualmente, o BV é o único jornal comunitário que possui como colunista Dilma Rousseff, atual presidente do Brasil.


– Edição 1521

Comunidade

Brasileiro condenado por chacina pega prisão perpétua em Nebraska José Carlos Oliveira Coutinho passará o resto da vida na cadeia pelo homicídio de Vanderlei, Jaqueline e Christopher Szczepanik

U

m painel formado por 3 juízes rejeitou a pena de morte para José Carlos Oliveira Coutinho, que comandou o enforcamento de Christopher Szczepanik, de 7 anos, e sua mãe, Jaqueline Szczepanik, além do espancamento até à morte do seu patrão, pai e esposo das vítimas, Vanderlei Szczepanik. Os três magistrados concordaram que a Promotoria Pública conseguiu provar sem sombra de dúvidas 6 fatores agravantes: 2 pela morte de cada membro da família, o que “justificaria a pena de morte”, entretanto, os juízes não chegaram ao acordo de que Coutinho merecesse a pena de morte. Pelo menos um dos três magistrados, Thomas Otepka, do Condado de Douglas, William Zastera, do Condado de Sarpy, e Mark Kozisek, de Western Nebraska, chegou à conclusão que as circunstâncias superam as agravantes. Pela lei, somente uma decisão unanime do painel pode determinar a morte de alguém. A filha de Jaqueline, Tatiane Klein, escreveu uma carta ao juiz declarando que não queria que José Carlos recebesse a pena de morte porque ela não acreditava nesse tipo de punição. Otepka, lendo a decisão chegada pelo painel na segunda-feira (26), não especificou

qual ou quais juízes decidiram que o réu não fosse condenado à morte. Entretanto, ele indicou que pelo menos um deles, não todos, abordou a possibilidade de que Coutinho fosse um cúmplice no crime e que a sua participação na chacina tenha sido relativamente menor. Tal possibilidade contradiz as alegações da Promotoria Pública, que acusou José Carlos como o líder que ordenou que toda a família Szczepanik fosse assassinada; ou seja, mãe e filho enforcados no alto de uma escada no interior da escola em South Omaha, Nebraska, que eles consideravam lar. A impossibilidade de impor a pena de morte foi a última novidade em um caso repleto de surpresas. Furioso devido a cortes no salário, Oliveira e pelo menos um colega de trabalho, Valdeir Gonçalves Santos, atacaram Vanderlei em 17 de dezembro de 2009. Um terceiro colega de trabalho, Elias Lourenço Batista, também suspeito de participar da chacina, foi deportado ao Brasil antes de ser formalmente acusado. A Polícia de Omaha foi notificada do desaparecimento da família. Não havia sinais de violência na escola que eles reformavam para que se tornasse um centro de treinamento missionário de uma igreja brasileira com sede na Flórida. Na ocasião, Klein, preocupada por não receber notícias de sua mãe por várias semanas, viajou a Omaha. Ela suspeitou que algo estivesse errado, enquanto a investigação focalizava em Coutinho, ex-chefe de obras de Vanderlei e que

Furioso devido a cortes no salário, José Carlos O. Coutinho tramou e cometeu o assassinato da família Szczepanik, em 17 de dezembro de 2009

recebeu repórteres na escola em South Omaha. Detetives do Departamento de Polícia de Omaha interrogaram as esposas de José Carlos e Valdeir. Elas disseram que ambos haviam feito comentários incriminadores sobre a morte de Vanderlei Szczepanik. Entretanto, foram necessários mais detalhes para fechar o caso contra Coutinho. Quase no final do julgamento contra José Carlos por homicídio em segundo grau, Valdeir sofreu um ataque de nervos quando sua esposa compareceu à audiência para testemunhar. Ele parou o julgamento e se ofereceu para testemunhar contra o ex-colega de

28 a 30 de agosto de 2013

17

trabalho. Ele até mesmo corrigiu os promotores públicos com relação às alegações de que os assassinatos aconteceram em um conjunto de apartamentos que Szczepanik também estava reformando. Ele levou as autoridades à escola que estavam reformando em South Omaha. No local, ele descreveu em detalhes a entrada, onde espancaram Vanderlei até à morte e o lance de escadas onde enforcaram Jaqueline e seu filho, Christopher, de 7 anos. Valdeir, condenado a 10 anos de prisão por sua colaboração com as autoridades, levou a polícia até o local, ao longo do rio Missouri, onde os três réus, segundo ele, cortaram o tórax das vítimas e os desovaram. No segundo mergulho, um profissional voluntário da cidade de Yutan (Neb.) encontrou os restos mortais de Christopher, presos a um contentor grande de ferro. O seu lençol com a imagem de Thomas o Trem, utilizado para cobrir o seu rosto, ainda estava agarrado. Na segunda-feira (26), no salão de audiências do tribunal, Tatiana sentou no banco da frente. Com os olhos marejados, ela encarava José Carlos. A jovem ainda demonstra preocupação com Lourenço, um dos suspeitos, pois o Brasil geralmente não extradita seus próprios cidadãos, especialmente para países que possuem a pena de morte. Klein escreveu uma carta e enviou ao painel de 3 juízes alegando não querer que Coutinho fosse executado, pois “eu não acredito na pena de morte”. Entretanto, isso não significa que ela tenha desistido da luta de trazer justiça à sua família. De fato, uma imagem ficou gravada na mente de Tatiana, quando viajou da Flórida, onde agora vive, a Omaha. Ela disse que seus familiares possuem fitas de vídeo de José Carlos com Christopher sentado em seu colo. A criança gostava tanto do réu que o havia apelidado de “Carlinhos”. “Esta foi a maior traição”, concluiu Klein.


18

28 a 30 de agosto de 2013

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

19


18

28 a 30 de agosto de 2013

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

19


20

28 a 30 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1521 –

Novo estudo confirma que reforma migratória impulsionaria a economia A legalização de 11 milhões de imigrantes indocumentados impulsionaria a economia em US$ 832 bilhões durante a primeira década

U

m detalhe que sempre fica de fora durante os debates relacionados à reforma migratória é o seu impacto na economia do país e, segundo uma nova

pesquisa, a legalização de 11 milhões de imigrantes indocumentados impulsionaria a economia em US$ 832 bilhões durante a primeira década. O estudo foi divulgado no início de agosto pelo Centro em Prol do Progresso Americano (CAP) e a Federação Americana de Estado, Condados e Empregados Municipais. O estudo revelou que, caso o Congresso aprove a lei S. 744, também conhecida como Ato de Segurança da Fronteira do Senado, Oportunidade Econômica e Modernização da Imigração de 2013, mais vagas de trabalho seriam criadas, salários gastos nas comunidades e impostos pagos pelos indocumenta-

dos disparariam. A pesquisa também indicou que somente na Califórnia, a reforma migratória adicionaria US$ 125.5 bilhões ao produto interno bruto ao longo de 10 anos, o que resultaria no pagamento adicional de US$ 5.29 bilhões em impostos estaduais e municipais durante o mesmo período de tempo. Os imigrantes legalizados também terão um impacto imenso no Seguro Social e Medicare, acrescentou o estudo. Segundo dados recolhidos pelo Censo, mais de 80% da população de origem estrangeira tem entre 18 a 64 anos de idade, incluindo 50% com idade entre 18 e 44 anos. Entre os nativos, 60% estão entre as idades de 18 e 64 anos, incluindo 35% entre as idades de 18 e 44 anos. “Ao colocar os imigrantes na rota da legalização, nós fortalecemos o status financeiro e social do Seguro Social e Medicare em decorrência das contribuições feitas por essa mão-de-obra maior e mais jovem”, informou o relatório. O impacto dos imigrantes legalizados durante os próximos 36 anos resultaria em US$ 1.2 trilhão em contribuições ao sistema do Seguro Social ; US$ 580.9 bilhões em benefícios do Seguro Social recebidos e US$ 606.4 bilhões em contribuições líquidas ao Seguro Social, conforme o estudo. “Estas contribuições líquidas manteriam 2.4 milhões de norte-americanos aposentados durante os próximos 36 anos”, revelou o estudo. “Uma pesquisa recente realizada pela Escola de Medicina da Harvard revelou que os imigrantes acrescentaram o total líquido de US$ 115.2 bilhões ao sistema do Medicare entre 2002 e 2009. Em contrapartida, os cidadãos nativos custaram ao sistema US$ 30.9 bilhões durante esse mesmo período”. Caso a Câmara dos Deputados não seguir os passos do Senado ao tentar resolver a situação migratória atual, o relatório alertou que “empregadores inescrupulosos” continuarão a empregar imigrantes indocumentados em uma “economia clandestina” que prejudica os seguidores das leis em consequência da competição desleal. “Todas as comunidade se prejudicam quando aqueles na economia clandestina não

Ativistas tentam convencer o congressista Gary Miller a apoiar a reforma migratória

pagam impostos que mantém escolas, entidades de segurança, serviços de saúde e todos os outros que os governos municipais e estaduais oferecem”, detalhou o relatório. “Para reconstruir a nossa classe média, temos que garantir que todas as empresas e trabalhadores na América obedeçam as mesmas regras”. Com o relatório em mãos, vários líderes locais defensores dos direitos dos imigrantes visitaram o escritório do congressista Gary Miller (R-31º Distrito), em 8 de agosto, no Rancho Cucamonga. Eles tentam convencer Miller a apoiar a reforma migratória através de várias manifestações. “Como podemos ver, a reforma migratória beneficiará a nação e nossas comunidades e o Sr. Miller tem que entender isso. Nós continuaremos pressionando para o seu voto”, disse Maribel Nunez, organizadora da Califórnia Partnership. Miller tem evitado comentar se votará a favor de uma reforma migratória, entretanto, seu escritório divulgou repetidas vezes que agora ele está focalizado em garantir as vagas de trabalho para os cidadãos norteamericanos e aumentar a segurança nas fronteiras.


– Edição 1521

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

21


22

28 a 30 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1521 –

Empresários ajudam a manter vivo debate migratório entre congressistas Grupos de empresários mobilizaram um exército de lobistas para pressionar em defesa da reforma migratória aprovada pelo Senado em junho desse ano

S

e o congressista do Texas, Ted Poe, buscava confirmação que o fato de apoiar a reforma do sistema migratório não significaria suicídio político para conservadores como ele; provavelmente, ele a encontrou essa semana, em um restaurante especializado em frutos do mar em um subúrbio de Houston (TX). Durante uma discussão de mesa redonda, vários empresários locais informaram a Poe que não conseguem encontrar cidadãos norte-americanos suficientes para trabalhar em cozinhas, consertar calçadas e outros tipos de trabalhos menos glamorosos que mantém a 4ª maior cidade dos EUA funcionando. Um programa de trabalhadores visitantes mais amplo ajudaria bastante, segundo os empresários. Poe disse aos executivos que estava trabalhando em um projeto de lei que abordaria o problema e garantiu-lhes que seus colegas republicanos ajudariam a reforma o sistema migratório nos próximos meses. “Simplesmente não fazer nada é uma votação para manter o estado atual das coisas, que é falho”, disse Ted com relação ao sistema atual que luta para lidar com os estimados 11 milhões de residentes indocumentados nos Estados Unidos. Enquanto os legisladores retornam aos seus distritos eleitorais de origem nas últimas semanas de verão, centenas de empresários se mobilizaram sem alarde para persuadir republicanos como Poe a reconhecerem que uma reforma migratória é apoiada pela maioria do seu eleitorado, mesmo que alguns conservadores gritem que não. A estratégia de fazer pressão em silêncio adotada pelos empresários, com a decisão de vários legisladores conservadores em combater o projeto do Presidente Obama que visa reformar o sistema de saúde, parece ter diminuído o em-

Poe conquistou reputação nacional por determinar condenações pesadas, mudou de cético para defensor da reforma migratória nos últimos anos

balo do debate migratório. Os encontros realizados nas sedes das prefeituras, organizados por congressistas, ao longo de setembro, não se desintegrou e tampouco adquiriu aspecto racista, algo que muitos ativistas temiam. Como resultado, muitos eleitores a favor da reforma se mantém cautelosamente otimistas pelo fato de uma das suas principais prioridades da última década se torne realizada no próximo 1 ano e meio, mesmo que obstáculos imensos continuem a existir na Câmara dos Deputados controlada por republicanos. “Nós estamos confiantes que isso ocorra o mais breve possível”, disse Glenn Hamer, presidente da Câmara do Comércio & Indústria do Arizona. Há muito tempo, a reforma migratória tem sido prioridade para grupos de empresários, como a Câmara do Comércio,

pois as leis atuais dificultam a contratação de trabalhadores, além de expor as empresas em um verdadeiro emaranhado de regulamentações conflitantes. Grupos de empresários mobilizaram um exército de lobistas para pressionar em defesa da reforma migratória aprovada pelo Senado em junho desse ano. A proposta, apoiada por 14 dos 46 republicanos no Senado e todos 52 democratas, inclui um novo programa de vistos para trabalhadores estrangeiros, exigências para os patrões verifiquem o status migratório de seus funcionários, bilhões de dólares para segurança extra na fronteira e o período de 10 anos para a aquisição da cidadania para trabalhadores indocumentados. Entretanto, o porta-voz da Câmara dos Deputados, John Boehner, disse que seus correligionários sequer votarão na proposta do Senado. Ao invés disso, os legisladores republicanos esperam votar em uma série de pequenas leis que abordem o problema aos poucos. “Tenho receio de que, desde que ele passou a fazer parte do Congresso e a viver naquela atmosfera que alguma daquela poeira o sujou”, comentou Jeanne Hall, residente em Houston que teme que os imigrantes tirem o trabalho dos norte-americanos. Poe, um antigo juiz estadual que conquistou reputação nacional por determinar condenações pesadas, mudou de cético para defensor da reforma migratória nos últimos anos. O distrito eleitoral do legislador possui 30% de latinos, em contraste com 13% quando ele eleito a primeira vez em 2004. Ele vem argumentando que seus colegas republicanos precisam trabalhar mais duro para conquistar essa crescente fatia do eleitorado para manterem competitivos com relação aos democratas em eleições futuras. “Eu não tenho certeza de qual seja a solução. Deportalos não é a resposta, mas o extremo tampouco. Simplesmente, dizer OK anistia para todos aqui. Não podemos fazer isso, não está na pauta”, disse ele à agência de notícias Reuters.


– Edição 1521

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

23


24

28 a 30 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1521 –

Falsário que vendia certidões de nascimento cubanas pega 33 meses de prisão Felix Marejón teria lucrado até US$ 500 mil com as vendas dos documentos falsos, segundo as autoridades norte-americanas

A

s autoridades intensificaram a rigorosidade na análise das solicitações de residência permanente em consequência de casos recentes envolvendo imigrantes indocumentados de várias nacionalidades que obtiveram o green card utilizando certidões de nascimento cubana falsas. Os funcionários estão realizando mais entrevistas em pessoa de solicitantes cujos documentos levantem suspeitas, gastando mais em horas extras para verificar mais detalhadamente documentos e históricos apresentados pelos estrangeiros e enviando profissionais à várias partes do país para capacitar outros agentes federais para detectarem documentos fraudulentos. Durante uma entrevista semana passada, a diretora distrital do Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS), Linda Swacina, confirmou que o órgão, com outras empresas federais, lançou medidas mais rígidas para detectarem solicitações fraudulentas e encaminha-las a investigadores e fiscais. “Cada solicitação recebe mais atenção”, disse Swacina. “Estamos atuando há aproximadamente 10 anos com o Departamento de Segurança Interna (DHS) e continuamos aprendendo e desenvolvendo métodos mais

O chefe da quadrilha, o cubano Fidel Morejón, foi condenado pela Juíza Cecília M. Altonaga (foto)

eficientes de detenção de fraude para assim poder identificar melhor os padrões de fraude. Queremos alertar que estamos examinando de perto os estamos trabalhando muito melhor que antes na detecção de fraudes”. Um sistema de detenção de fraude e segurança nacional, criado há vários anos, permite que o USCIS possa detectar de forma mais eficiente documentos fraudulentos. Um dos maiores golpes dados pelo órgão foi o descobrimento e desmantelamento de uma rede ilegal que vendia certidões de nascimento cubanas falsas para que assim imigrantes de outras nacionalidades pudessem obter a residência. Em virtude da Lei de Ajuste Cubano de 1966, os cidadãos cubanos que chegam ao

solo norte-americano podem solicitar a residência permanente (green card) depois de mais de 1 ano no país. Entre os documentos necessários para a solicitação estão certidões de nascimento, passaportes e outros papéis que possam provar a nacionalidade cubana. Inúmeros imigrantes indocumentados não cubanos compraram certidões de nascimento falsas de membros de uma quadrilha controlada por um cubano, identificado como Fidel Morejón, que se fazia passar por um funcionário de alto escalão do Departamento de Imigração (ICE). Desde 2009, a quadrilha de Morejón vendeu certidões de nascimento falsas pelo menos a 50 indocumentados, com as quais lucrou mais de US$ 500 mil. Os clientes do

grupo eram de várias nacionalidades, entre elas argentinos, colombianos, costarriquenses, mexicanos, peruanos, salvadorenhos e venezuelanos. Morejon utilizava métodos incomuns para garantir que seus clientes pudessem convencer os funcionários do ICE de que realmente eram cubanos. Em documentos apresentados no Tribunal, Fidel detalhou que os imigrantes não cubanos eram levados ao sul da Flórida e deixados lá para se passarem por recém-chegados. Ele acrescentou que, quando os agentes do ICE prendiam os estrangeiros, eles deveriam dizer que eram cubanos e saber de memória todos os dados contidos nas certidões de nascimento. Em uma conversa gravada secretamente, Fidel os aconselha sobre como responder as perguntas feitas pelas autoridades. “Faça como eu falo, onde você nasceu? Neste momento, deve dizer que possui a certidão de nascimento. Onde você nasceu?” Pergunta Morejón, conforme a gravação. “Nasci em Havana...não, em Guinness, Guiness, Cuba”, respondeu o imigrante referindo-se à região de à cidade de Guines, localizada a 30 quilômetros de Havana. Morejón também aconselhava seus clientes a falassem o menos possível enquanto estivessem na presença das autoridades, aparentemente para evitar a percepção de sotaques não cubanos. Em 28 de janeiro desse ano, a juíza federal Cecília M. Altonaga sentenciou Fidel a 33 meses de prisão e 3 anos de liberdade condicional.


– Edição 1521

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

25


26

28 a 30 de agosto de 2013

Newark in Foco

Edição 1521 –

verareis@brazilianvoice.com

Um por todos, todos por um! A família se reúne para celebrar o 22º aniversario do caçula Ricardo Cardaci, nesta terça-feira (27). O que uma mãe pode desejar ao seu filho? O que a vida tiver de melhor para oferecer, as maiores alegrias do mundo, saúde abundante pra toda sua vida e que consiga absorver o imenso amor que temos por você. Happy Birthday!

Clarice Lima completa 10 aninhos bem no meio de uma linda festa e rouba o foco com todo seu esplendor pré-adolescente. Vivacidade no olhar, classe nos seus modos, atitudes inteligentes e uma enorme ternura, compõe a beleza inquestionável desta garotinha, que recebe os cumprimentos de toda família e amigos, principalmente da orgulhosa mamãe Fabianne Lima, que a abraça carinhosamente neste foto. Happy Birthday, Clarice!

Parabéns à princesinha Sophia que apagou a primeira velinha neste domingo. Lindinha, sorridente e inteligente sorriu e curtiu cada minuto de sua linda festa, para o total deleite dos pais Alexandre e Nina Maciel e todos os amigos que estiveram presentes nesta celebração, na cidade de Kearny (NJ). Happy Birthday!


– Edição 1521

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

27


28

Esportes

28 a 30 de agosto de 2013

Brasileiro é cortado da equipe do futebol americano

Edição 1521 –

Marcos Assunção entra na Justiça contra o Palmeiras Assunção cobra do Verdão R$ 2 milhões

N

Maikon Bonani jogou pela Universidade de South Florida

Jogador foi dispensado pelo Tennessee Titans na segunda-feira

M

aikon Bonani, o primeiro e único brasileiro a disputar um jogo na NFL até então, foi dispensado pelo Tennessee Titans nesta segunda-feira (26). As equipes da liga de futebol americano têm até esta terça para reduzirem seus elencos para 75 jogadores e até o dia 31 de agosto para

definir os 53 jogadores. Bonani era o kicker reserva da equipe e conseguiu um espaço durante a pré-temporada este ano por conta da lesão do astro Rob Bironas, o titular da posição desde 2005 e segundo maior artilheiro da história da franquia de Nashville O corte do brasileiro, no entanto, já era esperado. Isso porque é tradicional na NFL que as equipes mantenham apenas um kicker no plantel durante a temporada regular.

o dia de seu aniversário de 99 anos, o Palmeiras ganhou um presente de grego de um dos seus últimos ídolos: Marcos Assunção está cobrando na Justiça pouco mais de R$ 2 milhões do Verdão. O primeiro processo foi aberto na última quinta-feira. O atual volante do Santos exige R$ 670 mil pelo não pagamento dos direitos de imagem dos meses de novembro e dezembro. O Verdão tem 15 dias para apresentar uma defesa. “O Marcos Assunção só entrou na Justiça depois de tentar todas as maneiras para receber. Ele conversou com diretor de futebol, com o diretor jurídico e nada”, explicou o advogado Regis Villas Boas. A segunda ação, referente ao direito de arena, será distribuída nas próximas horas. E a pedida é ainda mais pesada: R$ 1,4 milhão. “Temos mais de 20 processos de outros jogadores pela mesma causa contra o Palmeiras”, revelou o advogado Leonardo Laporta. O Verdão preferiu não se manifestar sobre as ações. Advogado de Marcos Assunção, Régis Villas Boas criticou o comportamento do Palmeiras e entende que seu cliente foi despre-

Marcos Assunção chegou ao Palmeiras em 2010 e encerrou ciclo em dezembro de 2012

zado pelo clube paulista. "Levamos à Justiça porque se esgotou toda tentativa de contato com o Palmeiras. Eles poderiam pelo menos dar uma justificativa. Mas não deram a mínima para o Assunção. Ele se sacrificou pelo Palmeiras, jogou lesionado na tentativa de ajudar o clube contra o rebaixamento, mas infelizmente não houve reconhecimento por parte do Palmeiras", disse o advogado do volante.


– Edição 1521

Esportes

28 a 30 de agosto de 2013

29

'Segredo' do líder, montagem do elenco teve investimento de R$ 40 milhões Clube gastou R$ 40 milhões na formação do atual time

Alexandre Mattos admite que o sucesso obtido pelo Cruzeiro dentro de campo tem se refletido em propostas pelos atletas

A

felicidade na formação do elenco do Cruzeiro para esta temporada, a partir do alcance de uma estabilidade financeira, é apontada pelo técnico Marcelo Oliveira e também pelo diretor de futebol, Alexandre Mattos, como a maior explicação para o sucesso do time, que lidera o Brasileirão. De acordo com o dirigente, o clube colhe os frutos de um planejamento iniciado há mais de um ano e que já incluía observação de atletas a serem contratados, antes mesmo da chegada do atual treinador. Em entrevista ao Programa Arena Sportv, Alexandre Mattos destacou que o Cruzeiro se organizou financeiramente, de forma a investir R$ 40 milhões na formação do atual time e arcar também com a elevada folha de pagamentos. Ele reconheceu que o recurso obtido com a negociação do meia Montillo ao Santos ajudou na montagem da equipe. "O Cruzeiro já vinha desde outubro, novembro do ano passado, começando a se remontar. O Ricardo Goulart, por exemplo, eu já vinha conversando desde setembro do ano passado, o Cruzeiro já vinha trabalhando caladinho e as coisas foram se encaixando calmamente, tranquilamente, mas sempre focado no objetivo de formar grande time para brigar por títulos", destacou. "Não que o dinheiro do Montillo tenha resolvido todos os problemas do Cruzeiro, que isso não aconteceu, mas fez com que fosse um pontapé inicial numa série de outras situações que o Cruzeiro já vinha tratando e encontrava algumas dificuldades financeiras para fazer a conclusão de cada uma delas", comentou. Alexandre Mattos admite que o sucesso obtido pelo Cruzeiro dentro de campo tem se refletido em propostas pelos atletas de maior destaque. "Para aguentar e suportar, para não fazer uma venda, o Cruzeiro tem de estar muito bem organizado", salientou o dirigente celeste.

Marcelo Oliveira, por sua vez, observa que o papel da diretoria é importante não apenas pelas contratações, mas também por manter os jogadores, quando eles se destacam. "Essa engenharia (financeira) foi muita competência da diretoria, alguns jogadores que vieram com investimentos altos. Tivemos outros jogadores cobiçados por outras equipes", afirmou o treinador em entrevista ao Sportv. Ele citou propostas pelo meia Everton Ribeiro e pelo atacante Vinícius Araújo. "A diretoria se esforçou para mantê-los", acrescentou. Após dois anos de pouco sucesso, o Cruzeiro investiu pesado para a temporada 2013 e promoveu uma reformulação

total do elenco estrelado. Além disso, o clube mudou o perfil das contratações apostando em promessas de destaque, como Lucca e Ricardo Goulart, e alguns nomes de peso para assumirem a condição de titular. Do time atual considerado titular, apenas Fábio e Borges estavam no clube na temporada passada. Os outros nove jogadores chegaram este ano. Com um grupo numeroso em mãos e a alta rotatividade do elenco, deixando alguns jogadores com o status de "titular" no banco de reservas em algumas ocasiões, o técnico Marcelo Oliveira tem mostrado competência para gerenciar o elenco.


30

Esportes

28 a 30 de agosto de 2013

Edição 1521 –

CSKA Moscou paga 10 milhões de euros e tira Vitinho do Bota

Briga de torcidas tem corintiano preso na Bolivia

O jogador recebia R$ 15 mil por mês no clube carioca

confusão generalizada envolvendo torcedores do Corinthians e do Vasco durante partida do Brasileirão no último domingo, em Brasília, contou com alguns rostos 'famosos'. Entre os brigões estavam um dos corintianos presos em Oruro pela morte do jovem Kevin Espada, além de um vereador do município de Francisco Morato. O jornal O Estado de S. Paulo flagrou a participação de Leandro Silva de Oliveira na confusão no estádio Mané Garrincha. Sócio da Gaviões da Fiel, o torcedor ficou cinco meses e meio preso em Oruro devido às acusações pela morte de Kevin Espada, atingido por um sinalizador atirado pela torcida corintiana durante jogo da Libertadores contra o San José, em fevereiro. Libertado por falta de provas, Oliveira deixou a prisão no dia 2 de agosto junto com outros quatro corintianos. No último domingo, o torcedor foi flagrado trocando socos e enfrentando policiais e vascaínos nas arquibancadas do Mané Garrincha. Segundo o jornal, outro corintiano que

A

V

itinho não é mais do Botafogo. Nesta segunda-feira, o CSKA Moscou pagou a multa rescisória de 10 milhões de euros (cerca de R$ 31,5 milhões) e acertou a contratação do meia. Com isso, o elenco alvinegro sofre mais uma baixa no setor do meio-campo para a sequência da temporada. Antes do jovem de 19 anos, Jadson, Fellype Gabriel e Andrezinho já tinham se transferido. Vitinho sempre foi considerado uma das grandes promessas nas categorias de base do Botafogo. O jogador começou a ganhar chances na temporada passada, mas sofreu com altos e baixos. Nesta temporada, ele passou a ter mais regularidade e se tornou um dos destaques do time, marcando quatro gols no Campeonato Brasileiro. Com a venda de Vitinho, a diretoria do Botafogo planeja sanear as dívidas com o elenco e funcionários, que estão com dois meses de salários atrasados. Assim que o clube confirmou a proposta do CSKA, o jogador exigiu ser vendido e fugiu da concentração. O elenco estava em Curitiba. O Botafogo jogou no domingo passado contra o Atlético e perdeu por 2 a 0.

Vitinho deve ganhar algo em torno de R$ 500 mil na Rússia

A atitude de Vitinho revoltou a diretoria do Botafogo. Apesar dos fatos, o presidente Maurício Assumpção, ainda tentou conversar com os representantes do atleta, mas Vitinho foi irredutível. Assumpção propôs salários semelhantes ao que o time russo irá pagar até o fim do campeonato brasileiro e Vitinho não aceitou. O jogador recebia R$ 15 mil por mês, foi aumentado para R$ 35 mil recentemente e deve ganhar algo em torno de R$ 500 mil na Rússia

Um dos presos em Oruro, Leandro Silva de Oliveira (sem camisa) brigou com policiais em Brasília

havia sido preso na Bolívia também esteve no estádio em Brasília. Tesoureiro da Pavilhão 9, Hugo Nonato compareceu à partida, mas não é possível identifica-lo nas imagens da confusão. A briga no Mané Garrincha ainda contou com a participação de um vereador de Francisco Morato, município localizado a 48 km de São Paulo. Raimundo César Faustino, conhecido como Capá, foi flagrado pelo jornal Lance! agredindo policiais. Capá foi eleito vereador em 2012 pelo PT com 1.428 votos. Em seu blog oficial, informa fazer parte do Conselho Deliberativo da Gaviões da Fiel e ser uma das lideranças da torcida organizada.

Deco diz que "músculos não suportam mais" e anuncia fim da carreira Deco chegou ao Fluminense em agosto de 2010

A

pós a quarta lesão muscular nesta temporada, Deco anunciou o fim da carreira. O jogador de 35 anos disse que já não consegue jogar futebol por causa do desgaste físico e que abandona o futebol mesmo com apoio para que seguisse no Fluminense até o final do ano. O brasileiro naturalizado português exaltou a trajetória vitoriosa que teve durante os três anos com a camisa tricolor, mas ressaltou que os seus "músculos não suportam mais". "Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu. Deixo claro que me dediquei, esforcei e muitos me apoiaram para que eu seguisse até o final de ano. Fisicamente poderia jogar, mas os meus músculos não suportam mais", comentou Deco em nota oficial. O Fluminense irá dar coletiva às 15h desta segundafeira para explicar a rescisão contratual do jogador. O luso-brasileiro disse que gostaria de continuar até o final do Brasileiro para ajudar a recolocar o Fluminense na Copa Libertadores. O Tricolor tem campanha decepcionante na competição até o momento: soma 18 pontos e está na 15ª colocação após 16 rodadas disputadas. "Não estou conseguindo. Quero agradecer ao Fluminense, Celso Barros e todos que trabalharam comigo nestes três anos e me

O jogador de 35 anos disse que já não consegue jogar futebol por causa do desgaste físico

deram a oportunidade de jogar no futebol brasileiro. Mais do que isso, pude participar e ajudar a conquistar dois títulos Brasileiros e mais o Campeonato Carioca. Fui muito feliz nesta período no clube", lembrou o agora exjogador. Com três lesões no músculo da coxa direita e uma no músculo da coxa esquerda, Deco abriu mão de contrato assinado até o final deste ano. Por conta dos problemas, ele atuou em apenas 14 partidas nesta temporada, sem marcar nenhum gol. No mesmo pe-

ríodo do ano passado, o camisa 20 esteve em campo 28 vezes. Em sua penúltima lesão – na coxa esquerda –, o meia ficou 22 dias fora de ação.

Passagem pelo Fluminense Deco chegou ao Fluminense em agosto de 2010, graças a um desejo do presidente da Unimed, Celso Barros. A negociação envolveu uma compensação financeira ao Chelsea, além da cessão de parte dos direitos econô-

micos de três jovens da base tricolor: Wallace, Ronan e Rafael Pernão. Na primeira temporada, disputou 16 jogos e ajudou na conquista do Brasileirão daquele ano, com um gol e poucas lesões. No ano seguinte, viveu uma sequência de contusões e jogou apenas 25 partidas na temporada, apenas 19 delas como titular. Em 2012, Deco viveu sua melhor campanha com a camisa do Fluminense. Foi destaque na conquista do Campeonato Carioca, eleito melhor jogador da competição e marcando gol na final da Taça Guanabara, contra o Vasco. No título Brasileiro com três rodadas de antecedência, disputou 17 jogos, e apesar de também ter se lesionado, realizou boas partidas. O ano de 2013 foi o pior nas Laranjeiras, com quatro lesões musculares. Por conta dos problemas, ele atuou em apenas 14 partidas nesta temporada, sem marcar nenhum gol. Paralelo a tudo isso, será novamente julgado por ter sido flagrado em exame antidoping, em março, pelo Campeonato Carioca. O processo estava sendo julgado pelo TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro), mas foi enviado ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), que alegou morosidade no andamento do caso. O contrato do camisa 20 se encerrava no final dessa temporada e ele já havia manifestado a intenção de não renovar, discutindo apenas se continuaria jogando em outro país ou se encerraria a carreira.


– Edição 1521

Esportes

28 a 30 de agosto de 2013

31

Flamengo sonha com R$ 10 milhões, mas fatura apenas R$ 1 mi com sócio-torcedor Até agora apenas 35 mil torcedores aderiram ao programa

N

o final de março, o Flamengo apresentou seu tão aguardado programa de sócio-torcedor e fez projeções para lá de otimistas no projeto que prometia tirar o Flamengo do buraco, segundo palavras do presidente Eduardo Bandeira de Mello. Inicialmente, o clube imaginava ter 200 mil sócios até o final do ano e uma arrecadação de R$ 10 milhões na primeira temporada. Pouco tempo depois, porém, o resultado está longe de ser o esperado. Em balanço financeiro divulgado nos últimos dias, o rubro-negro mostrou que só conseguiu lucrar R$ 1,3 milhão com a verba gerada pelos novos sócios. O valor representa apenas 13% da receita sonhada inicialmente. E se em março o clube projetava ter 200 mil sócios até dezembro, até agora apenas 35 mil torcedores aderiram ao programa. Ainda assim, mesmo com os números mostrando que a meta não foi alcançada, a diretoria do clube garante que os resultados dos primeiros meses do programa são bons. Procurada pela reportagem para comentar o assunto, a cúpula rubro-negra se defendeu. Os dirigentes do Flamengo disseram que o resultado não está abaixo do esperado e rechaçou qualquer fracasso. O clube justifica que o faturamento dos três primeiros meses estava dentro do previsto e que os números – de lucro e adesões ao projeto – podem crescer até o final do ano.

Programa de sócio-torcedor do Flamengo foi lançado com festa, mas não apresentou grande resultado

A diretoria do clube da Gávea ainda diz que os números só não são maiores por conta do momento da instabilidade do time dentro de campo. Com uma campanha irregular no Campeonato Brasileiro – 14º lugar – e uma desvantagem a ser revertida nas oitavas de final da Copa do Brasil, o Flamengo ainda não conseguiu atrair um número maior de associados. Na visão dos cartolas da Gávea, este é o único fator que vem emperrando o crescimento do programa. Nem mesmo o fato do

time não ter uma casa atrapalha, segundo a diretoria. O Flamengo argumenta que a cidade de Brasília, que abrigou boa parte dos jogos do time, tem a segunda maior parcela de sócios-torcedores e a decisão de mandar os jogos por lá ajudou nas adesões.

Meta de R$ 600 milhões Ignorando os números iniciais e ainda acreditando em suas metas, o Flamengo tem uma projeção ainda mais curiosa. A longo prazo, o clube imagina faturar até R$ 600 mi-

lhões. "De qualquer lugar do país será possível mostrar a verdadeira paixão, que, segundo estudos, pode gerar uma arrecadação de R$ 140 milhões a R$ 600 milhões por ano", dizia o texto de divulgação na época do lançamento do projeto. Somente o tempo poderá dizer se os objetivos audaciosos serão alcançados. No entanto, uma coisa já é certa: o Flamengo precisará melhorar seu desempenho em campo para, enfim, alavancar o seu programa de sócio-torcedor.


32

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

Casa Brazil Brazilian Steak House

Precisa-se PARA ANUNCIAR LIGUE: (973) 491-6200 ou venha à nossa redação no 412 Chestnut St. - Newark, NJ 07105

N VOICE O BRAZILIA não se ER NEWSPAP iliza pelos responsab ropagados serviços p s anunciante pelos seus

COZINHEIRO E PREPARADOR com experiência anterior comprovada. Favor não contatar se não tiver referencias Paga-se bem

6222 Bustleton Ave. Philadelphia, PA 19149 ALUGA-SE ESCRITÓRIO NA WILSON AVE C/FERRY ST. - EM NEWARK - NJ. Com 2,800 sf. Ideal para médicos, dentistas, advogados, etc. Já disponível, ar condicionado central, 2 vagas de estacionamento. Lease negociável. Mais detalhes (973) 477-8265 ou (973) 214-6449.

AULAS DE COMPUTAÇÃO - TODAS AS IDADES & INICIANTES. WINDOWS, INTERNET, E-MAIL e FACEBOOK. MS-OFFICE (Word, PowerPoint, Excel). QUICKBOOKS. Tel.: (973) 522-1189 - Rosângela

VENDE-SE CHACARA EM GOV. VALADARES - MG. 20,000 m2. Com casa, água, telefone, luz, distrito industrial, atrás do aeroporto. Interessados: (908) 693-7034 VENDO CHÁCARA NO ATALAIA EM VALADARES- Com aproximadamente 2000m2, casa com 178m2 , asfalto e ônibus na porta. Ótimo preço. Tel. (973) 551-5562 ou (973) 510-7465.

VENDE-SE LOJA DE PRODUTOS BRASILEIROS NO IRONBOUND, EM NEWARK – NJ. Próximo à Ferry St. Excelente localização. Já montada e com estoque. Preço a combinar. Interessados ligar para: (908) 296-4244 (EUA) ou (73) 9931-7026 (Brasil). COMPRO INGRESSOS PARA A FINAL DA COPA 2014 NO BRASIL - Ofereço 50% a mais do valor. Ligar para (631) 860-8371, (917) 251-4119 ou ricardobeniste@gmail.com

COMPANHIA DE CONSTRUÇÃO PRECISA DE PEDREIRO E AJUDANTE - Interessados ligar para: (201) 772-8032, falar com Valdir. PRECISAM-SE DE HOMENS PARA TRABALHAR NA CONSTRUÇÃO - Interessados ligarem para: (201) 206-0342, falar com Luis. OFICINA DE LANTERNAGEM E PINTURA EM MAPLEWOOD - NJ. Procura lanterneiro com experiência e ferramentas. Deve falar algum inglês. Tel.: (973) 761-5091.

CONSTRUÇÃO & REFORMAS - Faz-se todo o tipo de trabalhos de construção. Telhados, cimento, azulejos, calçadas (sidewalks), driveways e instalação de carpetes. Instalamos pisos de madeira e grades de ferro. Resolvemos problemas de encanamento (Plumbing). Orçamento grátis. Tel.: (973) 3366513, falar com João. COMPRAMOS CARROS VELHOS E COM O MOTOR E TRANSMISSÕES BATIDOS (PARA JUNKYARD - FERRO-VELHO) Buscamos no local grátis – FREE TOWING (REBOQUE). Oferecemos também serviço de TOWING 24 HORAS! Falar com Marcio: (973) 907-3865 – Falamos Inglês, português e espanhol. ALUGUEL DE SALÃO DE FESTAS NO IRONBOUND - US$ 250 (mesas e cadeiras incluídos). Local: 86 Monroe St., em Newark - NJ. Excelente localização. Tel.: (973) 732-3630. LIMPEZA DE CARPETES & PISOS EM GERAL - Comercial e residencial. Atuamos há muitos anos no mercado com trabalho feito por profissionais com ótimos preços. Limpeza de pisos, carpetes, tapetes, residências, escolas, restaurantes, salão de cabeleireiros, escritórios e etc. Para orçamento grátis, ligar: (862) 588-7291. FAÇO SOBRANCELHA DEFINITIVA, EXTENÇÃO DE CABELOS, a domicilio. Faça seu apontamento, ligue já (973) 9433511falar com Diana SE VOCÊ SOFREU ACIDENTE DE TRABALHO EM QUALQUER CIDADE NO ESTADO DE NOVA YORK - Não perca tempo, procure seus direitos. Trabalhamos com os melhores advogados em casos de "law suit" e "workers compensation". Temos ótimas referências. Consultas gratuitas. Ligue já! Tel.: (201) 759-4243. TARÓLOGA - Resolva seus problemas pessoais, amorosos e financeiros. Leia seu destino nas cartas do tarô. Faça uma consulta por telefone. Elza: (617) 294-7634. TEMOS ESPAÇO DISPONÍVEL EM CONTAINER PARA O BRASIL - Aceitamos todo tipo de eletrodomésticos: geladeiras, fogão, micro-ondas, batedeiras, mesa, sofá e etc. Também caixas de vários tamanhos. Contato: Marcelo ou Cida. (201) 702-4811, (646) 545-7277 ou (862) 241-6183. PROFLOWERS - Send Bouquets for Any Occasion. Birthday, Anniversary or Just Because! Take 20 percent off your order over $29! Go to www.Proflowers.com/bliss or call 1-877-380-6791 CANADA DRUG CENTER es tu mejor opcion para ordenar medicamentos seguros y economicos. Nuestros servicios de farmacia con licencia Canadiense e Internacional te proveeran con ahorros de hasta el 75 en todas las medicinas que necesites. Llama ahora al 1800-306-5647 y obten $10 de descuento con tu primer orden ademas de envio gratuito. DISH TV Retailer. Starting at $19.99/month (for 12 mos.) & High Speed Internet starting at $14.95/month (where available.) SAVE! Ask About SAME DAY Installation! CALL Now! 1-800-395-2581 FOTOGRAFO CASAMENTOS, ANIVERSÁRIOS, BATIZADOS & EVENTOS EM GERAL - Bons preços! Cobertura jornalística. Veja as fotos de sua festa no site do jornal Brazilian Voice. Tel.: (973) 688-8081, com Vera.

215-744-6206

Edição 1521 –


MULHER

– Edição 1521

ÁRIES - 21/03 a 20/04 Sua animação está dando ótimos frutos! Hoje é dia de rever contatos, reforçando convites. Uma pessoa de Libra a um só tempo encanta e estressa. Os amores seguem um ritmo equivoco, perturbando sua paz. Não desfoque dos pedidos do chefe e segure a língua. TOURO - DE 21/04 A 20/05

CÂNCER - de 21/06 a 22/07

LIBRA - de 23/09 a 22/10

CAPRICÓNIO - de 22/12 a 20/01

Com um cenário astral ainda pouco amigável para a vida financeira dos cancerianos, é bom cuidar pra não investir valores altos em projetos malucos - por pressão ou chantagenzinha de amigos e outros queridos de seu coração. Espere, adie, aguarde, não se complique.

Vênus e Júpiter num ângulo tenso indicam perigo de ser amável demais. Mire quem não sabe discriminar, e se apega a preferencias pessoais, deixando interesses comuns em segundo plano. Prudência e moderação são exigências para um dia produtivo e feliz hoje.

Você conta com apoios e amigos hoje - pessoas que sabem reconhecer o valor de suas dicas e toques, e de seu humor um tanto negro. Uma paquera evolui bem - atente para os sinais de atenção e cuidado que receber desta pessoa hoje. Assuntos de família pedem atenção.

LEÃO - de 23/07 a 22/08

ESCORPIÃO - de 23/10 a 22/11

AQUÁRIO - de 21/01 a 19/02 Maior necessidade de ficar consigo, sem se envolver com as lutas do mundo. Cultive sua intimidade, onde só cabem pessoas leais e firmes. Com elas poderá brindar às coisas boas da vida. Confira contas e pedidos de serviços, há alguma confusão com seu dinheiro.

Ainda hoje vale a pena manter a diretiva de se cuidar mais, deixando de lado os assuntos que interessam os outros. Cuidados com a pele, a beleza e a aparência surtem bons efeitos, desde que você ouse algo novo e diferente. Novos convites e achados. Boa receptividade.

Aos poucos Júpiter e Plutão desmancham o aspecto tenso que entrincheiraram você num sem número de problemas. Magoas e remorsos do passado, ou ligados a família perduram, envenenam seu julgamento. Esteja ao par disto ao conversar sobre dinheiro com os próximos.

Você está com um ótimo faro para perceber o que as pessoas querem, e ao mesmo tempo sente a necessidade de ter boas parcerias, confiáveis e dignas. O difícil é achar essas pessoas! Gente que sustente a lealdade sob condições difíceis, eis seu desafio nestes dias.

GÊMEOS - de 21/05 a 20/06

VIRGEM - de 23/08 a 22/09

SAGITÁRIO - de 23/11 a 21/12

É preciso seguir adiante num projeto com seu sócio, ou com o cônjuge. Nada de desfazer seu compromisso - isto seria hoje perigoso para sua credibilidade. Mantenha a paz no ambiente de trabalho deixando claro ao chefe que espera uma chance de melhoria da parte dele.

Você já esclareceu duvidas e se desenganou com pessoas nos últimos dias. Cuidado para não alimentar novas expectativas erradas sobre os outros. Observe mais e se apegue apenas no que é explícito. Intenções e palavras estão sendo testadas nestes dias.

Sol, Mercúrio e Netuno promovem certa bagunça no trabalho e na vida doméstica. Vênus e Júpiter acentuam preguiça - que difícil é cumprir um programa de exercícios ou manter uma dieta! Leitura e artes ajudam você a manter o astral alto num dia de entrechoques.

PEIXES - de 20/02 a 20/0 Em destaque hoje a boa comunicação, as trocas com o meio, os escritos e as palestras, os debates e a relação com os colegas de trabalho. No caminho pra casa, uma boa descoberta que pode facilitar sua vida cotidiana. Alguém amigo exalta seus talentos. Conte com ele!

28 a 30 de agosto de 2013

33

Combata o estresse alimentando-se bem

D

or nas costas ou nuca, man díbula endurecida, irritabilidade excessiva, coração acelerado e respiração ofegante são sinais típicos de quem está estressada. O que pouca gente sabe é que esses sintomas também podem ser provocados pela má alimentação. Uma dieta pobre em vitaminas e minerais e rica em açúcar e gordura, por exemplo, tem a capacidade de desregular o funcionamento geral do organismo, assim como faz o estresse.. Por outro lado, consumir diariamente frutas cítricas (como morango, abacaxi e caju), folhas verde-escuras (couve, rúcula e espinafre), óleos vegetais (azeite de oliva, óleo de girassol e de canola) e alimentos alaranjados (cenoura, abóbora e mamão) minimiza os estragos provocados pelo estresse. Isso porque uma alimentação balanceada ajuda a equilibrar o corpo e combater os radicais livres. Esse benefícios são proporcionados, principalmente, pelas vitaminas A, C, E e do complexo B e os minerais zinco e selênio. Esses últimos ainda ajudam a estabilizar os hormônios, inclusive o cortisol e

a adrenalina, que têm a produção aumentada em situações estressantes.

Lembre-se! Vale lembrar que o cortisol, além de deixar o corpo em estado de alerta, participa na síntese de glicose e na quebra das proteínas e das gorduras – é por isso que, em excesso, o hormônio aumenta o tamanho da barriga e provoca flacidez. “Outra consequência é a alteração no sistema imunológico, o que deixa a pessoa mais suscetível às infecções”, completa Nicole Trevisan.


34

HUMOR

28 a 30 de agosto de 2013

Suicídio Foi encontrado no bolso de um cadáver, quando se preparava para a autópsia, a seguinte carta: Ex.mo Senhor Delegado, Suicidei-me!...Não culpe ninguém pela minha sorte. Deixei esta vida porque um dia a mais que vivesse acabaria por morrer louco. Eu explico-lhe Senhor Doutor: Tive a desdita de me casar com uma viúva, a qual tinha uma filha; se soubesse isto jamais teria casado. Meu pai, para maior desgraça era viúvo e quis a fatalidade que ele se enamorasse e casasse com a filha da minha mulher. Resultou daí que a minha mulher se tornou sogra do meu pai. A minha enteada ficou a ser minha mãe e o meu pai ao mesmo tempo meu genro. Após algum tempo, a minha filha pôs no mundo uma criança que veio a ser meu irmão, porém neto da minha mulher que fiquei a ser avô do meu irmão. Com o decorrer do tempo, a minha mulher pôs também no mundo um menino que como irmão da minha mãe, era cunhado de meu pai e tio do meu filho, passando a minha mulher a ser nora da própria filha. Eu, Senhor Delegado, fiquei a ser pai da minha mãe, tornando-me irmão dos meus filhos. A minha mulher ficou a ser minha avó já que é mãe da minha mãe, assim acabei sendo avô de mim mesmo. Portanto, antes que a coisa se complicasse mais resolvi acabar com tudo de uma vez.

Edição 1521 –

limusine, e quando já estavam a caminho, um dos acompanhantes disse: - O senhor é muito gentil. Obrigado por levar-nos a todos com o senhor. O advogado respondeu: - De nada!!! Vocês irão adorar meu sítio. A grama está com quase um palmo de altura!!!!

Mal-entendido Vinha passando um homem no cemitério e viu uma lápide escrita: Aqui jaz um advogado bom e honesto. O sujeito falou: - Ih! Olha só, já estão começando a enterrar 2 pessoas juntas.

1 centavo

Advogado bonzinho Certa tarde, um bem sucedido advogado, estava sendo conduzido em sua limusine para seu sítio, quando observou dois homens maltrapilhos comendo grama, ao lado da estrada. Ele ordenou imediatamente ao motorista que parasse, saiu do veículo e perguntou: - Por que vocês estão comendo grama? - Porque nós não temos dinheiro para comprar comida!! Respondeu um dos homens. - Bem, você pode vir comigo para o sítio!! Disse o advogado.

- Senhor, eu tenho uma esposa e três filhos aqui!! - Traga-os também!!! Replicou o advogado. - E quanto ao meu amigo?! O advogado virou-se para o outro homem e disse: - Você pode vir conosco também. - Mas, senhor eu também tenho esposa e seis filhos!!! Disse o segundo homem. - Eles podem nos acompanhar também!!! Disse o advogado. Todos se acomodaram como puderam na

Um casal vinha atravessando uma certa dificuldade financeira, e foram obrigados a vender quase tudo, até que o marido diz para a esposa: É meu amor, acho que você é a nossa única saída. A esposa aflita pergunta: Por que meu bem? - Você vai ter que cair na noite. Assim na noite seguinte lá vai a esposa. Por volta das 05:00 da manhã volta a esposa, e o marido pergunta: - Quanto você conseguiu hoje meu amor? Ela responde: - Cinco reais e um centavo. E o marido: - Mas qual foi o cafajeste que teve coragem de lhe dar um centavo? - Todos eles meu amor...


– Edição 1521

www.BrazilianVoice.com

28 a 30 de agosto de 2013

35


36

28 a 30 de agosto de 2013

www.BrazilianVoice.com

Edição 1521 –


Edição 1521 de 28 a 30 de Agosto de 2013  

Brasileiro é acusado de estupro e outros crimes • Brasileiro pega prisão perpétua por crime em Nebraska • Condenado falsário que vendia cer...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you