Page 1

• G R Á T I S • G R Á T I S • G R Á T I S • www.BrazilianVoice.com • G R Á T I S • G R Á T I S • G R Á T I S •

o d ba á S e d o ã ç i Ed

• Ano 25 • nº 1516 • 10 a 13 de agosto de 2013 • Entrevista

NOVA YORK

Ivete avisa: ‘O negócio vai ferver’

No sábado (17), o furacão baiano Ivete Sangalo se apresentará no Prudential Center, no centro de Newark (NJ). O espetáculo acontecerá próximo ao bairro do Ironbound, onde se concentra a população de língua portuguesa na região, e faz parte da turnê “Real Fantasia”, nome do último trabalho da artista. 8

Texas

Arcebispo pede Reforma Migratória Durante o encontro anual “Os Cavaleiros de Colombo”, no Texas, o Arcebispo Gustavo Garcia Siller elogiou o grupo pelo trabalho de caridade de alcance internacional e encorajou a contínua compaixão pelos imigrantes. 15

Policial à paisana desbarata bordel de brasileiras Na quarta-feira (7), Hilda Maria Mello alegou inocência e foi liberada após pagar a fiança no valor de US$ 15 mil

U

ma brasileira e pelo menos 4 prostitutas foram presas em flagrante como resultado de uma investigação secreta realizada em Nova York. As autoridades detalharam que Hilda Maria Mello, de 62 anos, cobrava dos clientes entre US$ 140 a US$ 280 por sessão. Na noite de quartafeira (7), ela aguardava o agendamento de uma audiência na Corte Distrital de Manhattan, sob a acusação de promover prostituição, publicou o NY Daily News.

16

Comunidade

Newark

Governo brasileiro revoga cidadania de Cláudia Hoerig

Erro de cálculo dispara valor do imposto predial na cidade

Brasil

Assassino do cartunista Glauco pode ir para casa 5 Senador Ivo Cassol é condenado a 4 anos de prisão 6 Esportes

Grêmio intimado a dar rescisão de Luxa a Edmundo 18 Justiça bloqueia R$ 40,4 milhões da venda de Bernard 20 Social

17

Classificados

22

A carioca Cláudia Hoerig (dir.), que fugiu para o Brasil para evitar julgamento pelo assassinato a tiros de seu marido, o major da reserva da Força Aérea Karl Hoerig (esq.), no interior da residência do casal em Newton Falls, em 2007, poderá retornar ao Condado de Trumbull, Ohio, para enfrentar a lei. O deputado federal Timothy Ryan (D-13th) anunciou na quarta-feira (7) que o governo brasileiro cancelou a cidadania da suspeita. 12

Inúmeros comerciantes no bairro do Ironbound, em Newark (NJ), levaram um susto quando receberam a conta do imposto predial referente ao primeiro trimestre desse ano. Para surpresa de muitos, em algumas propriedades os aumentos chegaram a 300%. Conscientes de que havia ocorrido um erro nos cálculos dos valores, um grupo formado por proprietários de imóveis mobilizou-se e conseguiu que o cálculo fosse refeito. Na ocasião, a empresa responsável pelos cálculos, a Appraisal Systems, elevou o valor dos imóveis muito acima do que deveria. 15

Brasileiro deportado luta para contatar filha menor nos EUA O drama vivido pelo catarinense Donizete Machado, de 32 anos, parece estar longe de acabar. Apesar de ter sido casado com uma cidadã e ter tido uma filha norte-americana, ele foi deportado dos Estados Unidos em 2010 por não possuir a residência permanente (green card). Machado, natural de Criciúma, não vê a filha pessoalmente desde que ela tinha 3 anos de idade e se comunicava com ela através da internet ou por telefone. Em maio desse ano, ele pensou ter a oportunidade de finalmente se reencontrar com a pequena Ava. 10


2

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

www.BrazilianVoice.com

Edição 1516 –


Brasil

– Edição 1516

EXPEDIENTE

PO Box 5686, Newark, NJ 07105 Tel: (973) 491- 6200 • Fax: (973) 491- 6287 www.brazilianvoice.com e-mail: adv@brazilianvoice.com 412 Chestnut St. - Newark, NJ 07105 EDITOR: Roberto Lima roberto@brazilianvoice.com CHEFE DE REDAÇÃO: Léo Ferreira news@brazilianvoice.com PUBLICIDADE:

Fabianne A. Lima fabianne@brazilianvoice.com

DESIGN GRÁFICO: Joel Pinheiro WEBMASTER:

Rodrigo Barbosa

MARKETING & VENDAS: Beatriz Leitzke: (201) 960-8228 NEWARK, NJ: Matriz: (973) 491-6200 COLABORADORES: • Renan Antunes • Mário Vale • Paulo Camargos • Lair Ribeiro • Kledir Ramil • Tavares Dias • Paulo Cangussu • Carlos Herculano Lopes • Aquiles Reis • Roberto Santos • Tadeu Martins • Dilma Rousseff • Marcelo Sguassábia • Celim • Antonio Jorge Rettenmaier • Tadeu Martins • Bia Flores • Tavares Dias

© BRAZILIAN VOICE é publicado semanalmente. As opiniões expressas em artigos assinados são da responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião deste jornal. O BV não se responsabiliza pelos serviços propagados pelos seus anunciantes.

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

3

Religiosos reagem com novos projetos à lei que dá garantias para vítima de estupro Lei sancionada por Dilma estabelece garantias às vítimas de violência sexual

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi um dos que apresentaram proposta pedindo revogação da lei

A

bancada religiosa da Câmara dos Deputados reagiu à sanção da lei que estabelece garantias às vítimas de violência sexual com a apresentação de três projetos que querem derrubar integralmente a lei ou pelo menos minimizar sua importância. Na semana passada, mesmo após muita pressão de evangélicos e católicos, a presidente Dilma Rousseff sancionou integralmente a lei que torna obrigatórias políticas já adotadas pelo Ministério da Saúde e pelos serviços de atendimento às vítimas de violência sexual. Como, por exemplo, a oferta de imediato da pílula de emergência e de informações sobre os direitos da vítima - como o aborto, nos casos de gravidez decorrente de estupro. Apesar de ter mantido a lei, o governo enviou ao Congresso um projeto de lei para "corrigir" imprecisões técnicas do texto. Uma das mudanças seria a substituição do termo "profilaxia da gravidez" na lei sancionada por oferta da "medicação com eficiência precoce para prevenir gravidez resultante de estupro". Tratou-se mais de um gesto político para tentar minimizar a reação dos religiosos do que uma mudança na prática. Os deputados evangélicos Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e pastor Eurico (PSB-PE) apre-

sentaram, na terça (6) e quarta-feira (7) respectivamente, propostas que pedem a revogação integral da lei. Na justificativa, o deputado pastor Eurico afirma que "a Lei 12.845, de 1º de agosto de 2013, tem manifestamente como principal objetivo preparar o cenário político e jurídico para a completa legalização do aborto no Brasil". Nesse texto, o pastor afirma que há um "compromisso" do governo Dilma com a legalização do aborto. Na quinta (8), um terceiro projeto contra a lei foi apresentado pelos deputados Salvador Zimbaldi (PDT-SP), Hugo Leal (PSC-RJ) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A proposta quer suprimir da lei a referência à entrega da pílula de emergência -"profilaxia da gravidez"-- e à oferta das informações à mulher vítima da violência, entre outras alterações pretendidas. A bancada estuda pedir o apensamento de todos esses projetos, incluindo o do Executivo, a uma proposta que já tramita na Casa e quer proibir a distribuição da pílula de emergência. Católicos estão preparando, para o dia 16, 12 horas de vigília em frente ao Palácio do Planalto contra a lei sancionada por Dilma. Organizado pelo movimento nacional PróVida e Pró-Família, o ato promete cantorias e orações durante toda a noite.


4

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Brasil

Aproveita que é só hoje

U

ma mulher supostamente desequilibrada se aproveita da falta de segurança de um hospital da Grande Vitória e rouba um recém-nascido. É grande o desespero dos pais, gente de poucos recursos e de pouca escolaridade. “Gente que vai em frente sem nem ter com quem contar”, conforme a letra da canção “Gente Humilde” (Garoto/Vinicius/Chico). E, tendo se aproveitado, a mulher supostamente desequilibrada acaba produzindo proveitos e aproveitamentos em série, por parte de gente inevitavelmente envolvida na situação e também por quem apenas quer se aproveitar, mesmo, pra tirar uma lasquinha de exposição aos holofotes da mídia. Funcionários do hospital aproveitam para denunciar a conhecida e reconhecida falta de condições de trabalho. É comum o registro, na mídia, de pessoas da área de saúde agredidas por usuários descontentes com o descaso, com a falta de atendimento, de instalações dignas, de vagas nos hospitais, de ambulâncias e de tratamento humano. Governos Federal e do Estado têm também se aproveitado do caos. Cada um quer colocar a bomba no colo do outro. O Estado diz que não recebe recursos suficientes, enquanto Brasília acusa as autoridades estaduais de não serem capazes de planejar nem de gerenciar minimamente o que lhe cabe no funcionamento do sistema. Mas, voltando ao caso do bebê roubado, segue a caravana de aproveitamentos. Os jornais, cumprindo sua função social, estampam o assunto, exploram a dor, sabem o impacto que a notícia tem, no inconsciente coletivo. Bravos. Poucos dias depois, a criança é encontrada, por intermédio de denúncia anônima. Novo auê. A acusada, presa, conta versões desencontradas das razões que a teriam levado ao ato extremo. A criança está bem, dizem médicos. Como pode estar bem alguém que, nem bem nasceu, logo teve subtraídos o leite materno, o contato com os pais, a família, o ambiente de alegria que teria normalmente marcado sua chegada? Os jornais agora trazem fotos da acusada, encarcerada, em atitude de aparente desespero. As perguntas das entrevistas são fei-

Edição 1516 –

Filho de PMs sabia atirar e dirigir, diz testemunha

O tas em tom de promotor, de juiz e de carrasco. Tudo em proveito do sensacionalismo, desse e-hoje-só que vivemos (vivemos?) hoje, como se cada dia fosse uma terça de carnaval. Mas é preciso testar os sentimentos de mãe da jovem que teve seu filho roubado e que agora só quer seguir pra casa com sua família. A pergunta é inevitável: vai perdoar a acusada? A senhorinha titubeia, faz silêncio, diz que quer justiça. Oh, não foi possível uma grande manchete do tipo “Mãe de bebê roubado perdoa ladra” ou “Mãe fica feliz mas não perdoa”. Tudo isso é parte integrante do mundo cão em que se transformou este nosso País. Um País em que parece já não faltar nada pra acontecer. Coroando o grotesco final, quem aparece numa coluna de jornal, segurando o bebê resgatado: o pai, a mãe, os avós, os policiais malpagos e desequipados que conduziram a investigação e localizaram a criança? Nada disso, caro leitor, você parece que não entende de Brasil. Ora, quem mais apareceria na foto senão uma autoridade da segurança pública do Estado, em mais uma pitada de patético marketing político, essa coisa teratológica que vem pouco a pouco substituindo a própria atividade política? E assim seguimos, nessa nossa sociedade doente, buscando prazeres mórbidos na dor, impotentes que estamos. O bebê volta pra sua família, que volta pra casa, volta pra sua vidinha, e recebe sapatinhos e roupinhas e latas de leite, e quem sabe?, promessas de emprego melhor para Papai e Mamãe. Na vizinhança, haverá mesmo quem inveje a situação vivida pela família. Todo mundo quer seus 15 minutos de fama. Ê Brasilzim, sô.

estudante Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini, de 13 anos, principal suspeito de ter matado os pais, que eram policiais militares, avó e tia e depois se suicidado, sabia atirar e dirigir carros. A informação foi dada nessa quintafeira, 8, pelo soldado Neto, amigo da família, que trabalhava com a mãe de Marcelo, a cabo Andréia Regina, no 18.º Batalhão da PM. Além de Neto, na manhã de ontem, também foi ouvido o tenente-coronel Wagner Dimas, que era chefe de Andréia no 18º BPM. Na quarta-feira, 7, em entrevista à Rádio Bandeirantes, o oficial disse que Andréia havia contribuído nas investigações sobre o envolvimento de policiais do 18.º BPM com roubo a caixas eletrônicos. Dimas recuou no depoimento, alegando que foi "mal interpretado" ou "que não soube se expressar". Sobre as lições de tiro e direção, o policial amigo da família disse no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que o pai de Marcelo, o sargento da Rota Luiz Marcelo Pesseghini, ensinava o filho a atirar. A mãe o ensinou a dirigir. Uma vizinha da família informou ainda em uma rede de televisão que o garoto retirava diariamente o carro da garagem. O soldado Neto disse também que as fotos de Marcelo publicadas na imprensa são

O muro e o portão da casa onde morava a família Pesseghini na Brasilândia

antigas. Aos 13 anos, o jovem já tinha mais de 1,60 metro. "É mais uma informação que confirma a principal linha de investigação. Marcelo matou a família, pegou o carro da mãe, foi à escola e se matou ao voltar para casa", afirmou o delegado Itagiba Franco. O delegado que comanda as investigações afirmou ainda que está aberto a pistas que mostrem outras versões para o crime. "Se alguém tiver, vamos investigar. Mas elas não chegam." Segundo ele, as informações que chegam contribuem para a hipótese de que o menino praticou o crime. Ele contou que o melhor amigo de Marcelo, que também tem 13 anos, disse que o estudante sempre dizia que "seria o último dia que ele iria à escola". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


– Edição 1516

Brasil

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

Assassino de Glauco pode ir para casa, decide Justiça Segundo a juíza, Cadu, que tem esquizofrenia, está apto a passar para o tratamento ambulatorial

A

Justiça de Goiás decidiu que Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, o Cadu, 27, assassino confesso do cartunista Glauco Vilas Boas e do filho dele, pode sair da clínica psiquiátrica e voltar para casa de seus pais. A decisão foi dada anteontem pela juíza Telma Aparecida Alves, da 4ª Vara de Execuções Penais de Goiânia. Segundo a juíza, Cadu, que tem esquizofrenia, está apto a passar para o tratamento ambulatorial. Ele passou em junho pela avaliação de uma junta médica do Tribunal de Justiça de Goiás, que deu parecer favorável à liberação. "Mantê-lo internado seria só se sentisse nele certa periculosidade. O problema é que as pessoas não entendem que ele não foi condenado, foi absolvido. Ele não pode sofrer pena. Ele é louco", afirma. "A medida de segurança é só para vigiarmos a questão da periculosidade. O que o médico diz é que ele está tratado, está tranquilo e não representa perigo para a sociedade", completa a juíza. Em abril, Alves já havia afirmado que a liberação era "questão de tempo", pois havia respaldo médico. Considerado inimputável (não pode responder pelos seus atos), Cadu cumpriu o período mínimo de internação, estipulado pela Justiça do Paraná em três anos. O advogado de Cadu, Sérgio Carvalho Filho, disse ontem que ainda não havia sido comunicado da decisão, mas que seu cliente evoluiu no tratamento. "Já passou da hora de ele ser liberado. Ele estava ocupando vagas de pessoas que realmente necessitam." A família do cartunista Glauco contesta e diz que temer pela segurança. "Essa avaliação [de que não oferece perigo] é muito subjetiva. Ele ficou na segurança máxima de Catanduvas, depois em um manicômio no Paraná. Incrível que em Goiânia ele tenha descoberto a cura", afirma Alexandre Khuri Miguel, advogado da família das vítimas. O CASO - Glauco e o filho dele, Raoni, foram mortos em Osasco (Grande SP), em março de 2010. Após ser reconhecido pela mulher de Glauco, testemunha do ocorrido, Cadu confessou o crime. Segundo a polícia, ele estaria em surto psicótico, agravado por consumo de drogas. Cadu conhecia a família por meio da igreja Céu de Maria, fundada por Glauco e que segue rituais do Santo Daime, como uso de chá alucinógeno. Declarado inimputável pela Justiça em 2011, ficou num complexo médico penal no Paraná. No ano seguinte, foi transferido a Goiânia. Lá, passou por clínicas vinculadas ao Programa de Atenção ao Louco Infrator, da Secretaria de Saúde de Goiás, conhecido pela posição antimanicomial. O rapaz pode ser liberado nos próximos dias, após publicação da decisão. Segundo a juíza, Cadu deve continuar em contato com psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais ligados ao programa. "O processo dele vai ficar comigo, e todo mês demanda um relatório com uma evolução. Se daqui a 30 dias ocorrer um ataque, posso interná-lo novamente", diz.

Carlos Eduardo Sundfeld Nunes poderá ir para casa três anos após a morte de Glauco e do filho dele, Raoni

5


6

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Brasil

Edição 1516 –

Ivo Cassol é condenado a 4 anos, 8 meses e 26 dias de prisão Ivo Cassol terá ainda de pagar R$ 201 mil de multa

O

STF (Supremo Tribunal Federal) condenou nesta quinta-feira (8), por unanimidade, o senador Ivo Cassol (PP-RO) a 4 anos, 8 meses e 26 dias de prisão por crimes cometidos quando foi prefeito de Rolim de Moura (RO), entre 1998 e 2002. Ele fraudou licitações no município e direcionou processos a empresas ligadas a pessoas de sua proximidade. Cassol recorrerá em liberdade. Em relação a seu mandato no Senado, o STF mudou o entendimento firmado no julgamento do mensalão e decidiu que caberá ao Legislativo deliberar sobre a cassação. A mudança de posição aconteceu devido aos votos Teori Zavascki e Roberto Barroso, que não participaram do julgamento do mensalão e, na sessão desta quinta-feira, entenderam que a cassação não é automática após a condenação, ela depende de uma decisão do Congresso. Além de Cassol, o STF também condenou por fraude em licitações o ex-presidente e o ex-vice-presidente da comissão de licitações de Rolim de Moura, Salomão da Silveira e Erodi Matt, respectivamente. Tal como Cassol, eles também pegaram 4 anos, 8 meses e 26 dias de prisão. De acordo com os ministros, a pena poderá ser cumprida no regime semiaberto. Durante o julgamento o STF ainda aplicou multa aos condenados. Cassol terá de pagar R$ 201 mil, Silveira e Matt R$ 134 mil cada.

Cassol foi condenado a 4 anos, 8 meses e 26 dias de prisão por crimes cometidos quando foi prefeito de Rolim de Moura (RO)

O grupo também respondeu pelo crime de formação de quadrilha, mas, por este delito, foi absolvido. Os ministros entenderam que Cassol, Silveira e Matt, além de outros seis empresários, não se uniram para a prática indiscriminada de crimes. No caso dos empresários, inclusive, houve absolvição também no crime de fraude em licitações. Dos dez ministros que participaram do julgamento, cinco votaram pela condenação e cinco pela absolvição. Em razão do empate, os réus foram beneficiados. A votação ficou empatada uma vez que o ministro Luiz Fux deu-se por impedido no julgamento. Isso porque ele participou da fase de recebimento da denúncia quando era ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça). O caso tramitou naquela Corte entre 2004 e 2010 pois, no período, Cassol era o governador de Rondônia e o STJ é a instância competente para o julgamento de governadores. OUTRO LADO - O senador disse, por meio de sua assessoria, que vai recorrer da decisão do STF. Cassol nega ter cometido as irregularidades. O senador afirma que, na época em que foi prefeito, o TCU (Tribunal de Contas da União) aprovou sem ressalvas todas as contas do município Rolim de Moura (RO). Também nega ter direcionado ou fragmentado licitações, que segundo ele eram feitas seguindo o cronograma de liberação de emendas do governo federal. Cassol acompanhou o julgamento em sua casa, em Brasília, e não apareceu no Senado para comentar pessoalmente a condenação.


Brasil

– Edição 1516

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

7

Piloto que desmaiou Laudo de universidade em voo da TAM morre coloca em xeque caso em hospital Isabella Nardoni O casal Nardoni cumpre pena pela morte de Isabella desde que, em março de 2010

O

O incidente ocorreu na madrugada de terça-feira, 6, por volta de 1h30

Médico informou que o comandante sofria de problemas cardíacos

O

piloto da TAM Ronuro Mazaruni, de 63 anos, que passou mal durante uma viagem do Rio de Janeiro para Paris, na última terça-feira (6), morreu na noite dessa quinta-feira (8), de acordo com informações do cardiologista Roque Aras, um dos médicos da equipe que assistia o paciente. O médico informou que o comandante sofria de problemas cardíacos e que morreu após uma complicação em seu quadro. Depois de passar mal, o piloto foi socorrido por uma equipe de primeiros socorros do aeroporto de Salvador. Ele foi levado de ambulância até o Hospital Aeroporto, em Lauro de Freitas (região metropolitana da capital baiana), onde morreu. Na quinta, a unidade médica divulgou um comunicado informando que o estado de saúde do paciente era gravíssimo, com suspeita de morte cerebral. O piloto respirava com a ajuda de aparelhos e foi sedado para manter a pressão sanguínea. A assessoria do Hospital Aeroporto informou que o corpo foi removido do local no início da manhã desta sexta (9). Os 136 passageiros do voo JJ8054 da TAM seguiram viagem para Paris ainda na terça

em um novo voo, quase 12h depois de pousar na Bahia. Protesto e homenagem - As primeiras informações sobre o estado de saúde do aviador foram dadas pelo site Fórum Contato Radar, especializado em aviação. Os colegas de Mazaruni lamentaram o ocorrido e afirmaram que muitos profissionais da TAM estão trabalhando sob pressão, sobretudo após a demissão de vários colegas. A companhia, que passa por uma reestruturação financeira, demitiu recentemente mil empregados. Na tarde da última quarta-feira (7), mais de 300 aeronautas de todas as companhias aéreas brasileiras marcharam pela avenida Washington Luís em direção ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Com o apoio do Sindicato Nacional dos Aeronautas, os trabalhadores protestaram por melhores condições de trabalho para o setor. A manifestação também alertou para os problemas como segurança de voo, o alto custo do combustível das aeronaves, a transferência de rotas e a entradas de empresas estrangeiras. Já dentro do saguão principal do aeroporto, os profissionais deram as mãos e fizeram um minuto de silêncio em respeito ao estado de saúde do comandante Mazaruni. Em seguida cantaram o Hino Nacional.

resultado de um laudo feito nos Estados Unidos pelo diretor do Instituto de Engenharia Biomédica da George Washington University, James K. Hahn, pode provocar uma reviravolta no caso Isabella Nardoni. As análises foram encomendadas pelo criminalista Roberto Podval, que defende o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta da menina morta aos 5 anos, em 2008. Os exames feitos pela equipe do professor americano concluíram que as marcas no pescoço da menina não foram causadas pelas mãos de Anna Carolina, conforme a acusação feita pelo Ministério Público Estadual (MPE). Também concluíram que tampouco foram resultado de esganadura feita pelo pai da criança. Isso porque as marcas encontradas pela perícia "não são compatíveis com a morfologia das mãos de Anna e de Alexandre". As marcas - chamadas de esquimoses puntiformes na nuca direita - não foram, segundo a perícia, feitas por mãos humanas. "Isso foi surpreendente", afirmou Podval. Para fazer as análises, o criminalista fez moldes das mãos dos dois acusados. O estudo da equipe do professor Hahn foi desenvolvido com base nas articulações das mãos e dos dedos. Para mostrar como chegaram a esse resultado, os peritos prepararam um relatório que será trazido por Podval para ser incluído no processo do caso. Mesmo sabendo que a Justiça dificilmente aceita a análise de provas novas em habeas corpus, é por meio de um que o criminalista pretende tirar o casal da cadeia. Normalmente, só depois do trânsito em julgado de um caso - sua decisão judicial final - é que se pode pedir a revisão criminal. Para tanto, o casal Nardoni teria de esperar preso. Podval considera que a espera na cadeia depois do surgimento de uma dúvida mais do que razoável de que o casal tenha cometido o crime é algo que a Justiça deve evitar, daí porque o criminalista acredita ser possível a libertação.

Prisão O casal Nardoni cumpre pena desde que, em março de 2010, foi condenado pelo 2.º Tribunal do Júri de São Paulo pela morte da garota. O pai recebeu a pena de 31 anos de prisão, enquanto a madrasta, de 26 anos e 8 meses. Ambos recorreram da decisão, mas a Justiça ainda não terminou de analisar seus recursos.

Exames concluíram que as marcas no pescoço da menina Isabella não foram causadas pelas mãos de Anna Carolina

Anna e Alexandre foram condenados por homicídio qualificado - meio cruel, sem dar chance de defesa para a vítima e para assegurar a impunidade de outro crime. De acordo com a acusação, a menina teria sido espancada pela madrasta, que teria tentado sufocá-la. Pensando que ela estava morta, o pai cortou com uma tesoura uma rede de proteção da janela de um quarto do apartamento do casal, na zona norte de São Paulo. Em seguida, Alexandre apanhou a menina e a atirou pela janela. A criança caiu no jardim do prédio.

Queda Para Podval, as marcas no pescoço de Isabella podem ter sido provocadas nessa queda, quando a menina passou por uma pequena palmeira no jardim. "O laudo diz que as marcas não foram causadas por mãos humanas, mas não diz o que as pode ter causado. Ele é inconclusivo nesse ponto. Mas acredito que elas podem ter sido causadas na queda", afirmou o criminalista. O defensor do casal devia embarcaria na noite desta quarta-feira (7), para os Estados Unidos a fim de apanhar o resultado dos exames. Ele deve se reunir ainda nesta semana com a equipe do professor Hahn, em Washington. O retorno ao Brasil está marcado para a próxima semana. "Vamos preparar o recurso. Sempre acreditei na inocência de meus clientes."


8

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1516 –

Entrevista ao BV:

Ivete Sangalo avisa a quem for ao seu show em Newark: “O negócio vai ferver lá”

N

o sábado (17), o furacão baiano Ivete Sangalo se apresentará no Prudential Center, no centro de Newark (NJ). O espetáculo acontecerá próximo ao bairro do Ironbound, onde se concentra a população de língua portuguesa na região, e faz parte da turnê “Real Fantasia”, nome do último trabalho da artista. Um dos maiores nomes da música brasileira dos dias de hoje, Ivete alcançou sucesso ainda como vocalista da Banda Eva, vendendo mais de 3.78 milhões de discos, e chegando a fazer cerca de trinta shows por mês. Em sua carreira solo, já vendeu mais de 14 milhões de cópias nos seus dez álbuns lançados e se transformou em uma das maiores artistas com vendagem de discos no Brasil. Em sua carreira, recebeu 14 indicações ao Grammy Latino, tendo ganhado duas vezes, uma de 'melhor álbum brasileiro de raízes/música regional' em 2005, e o último, conquistado em 2012, por 'melhor álbum de música popular brasileira' pelo especial Ivete, Gil e Caetano, e é recordista do Prêmio Multishow, contabilizando 11, também sendo a artista mais premiada nos "Melhores do Ano" da Rede Globo, com 10 troféus. Às vésperas de embarcar para sua turnê americana, Ivete Sangalo falou pelo telefone com nossa reportagem. Bem-humorada, a cantora falou sobre sua carreira, parcerias, música, maternidade e até a onda de protestos que varreu as principais cidades brasileiras. BV: Após o seu show de grande sucesso no Madison Square Gardem, você retorna aos Estados Unidos para uma série de shows. Qual é a sua expectativa? Espera uma plateia mais de brasileiros, ou crê numa interação maior com outras etnias? Ivete: Desde que comecei a fazer shows, o meu público sempre foi diverso, então, é sempre um grande prazer cantar para os brasileiros e quem mais estiver presente ao espetáculo. BV: Fale-nos de Real Fantasia, seu disco mais recente e da participação de Shakira neste álbum? Ivete: Foi um grande prazer tê-la como convidada. Realmente, foi muito interessante, pois ela é uma excelente artista e muito carismática. BV: Shakira não é a primeira estrela latina a participar de um disco seu. No passado, Alejandro Sanz gravou lindamente a canção Frisson, de Tunai. Enveredar pelo mercado latino é uma possibilidade para Ivete Sangalo? Ivete: As coisas aconteceram naturalmente. A gente se apresentou em vários países e, consequentemente, o seu público vai ficando mais diversificado à medida que mais pessoas passam a conhecer o seu trabalho. É sempre bom saber que as pessoas, onde quer que seja, apreciam o seu trabalho. BV: Sua empresa Caco de Telha foi responsável pelo show da Beyoncè em Salvador. Como foi a experiência de estar do outro lado da operação, não cantando, mas

isso, a possibilidade de gravar coisas diferentes, é uma consequência natural. BV: Você dublou um personagem do filme dos aviões, da Disney. Como foi esse desafio? Ivete: Foi muito divertido dar a voz a um personagem da Disney, pois faz parte da história da minha vida. Tive até que mudar de voz porque a personagem (Carolina Santos Duavião) é toda jeitosinha. Realmente, foi bastante divertido. BV: Você já fez alguns trabalhos como atriz (novela Gabriela). Isso é uma alternativa para o seu futuro? Ivete: Isso é uma coisa que gosto muito, sempre foi uma paixão, e superou as minhas expectativas. Foi uma surpresa porque eu sabia que seria bom, mas não tanto assim; quero fazer outros trabalhos; foi muito melhor do que eu pensava. Ivete Sangalo se apresentará no sábado (17) no Prudential Center

produzindo o espetáculo de uma grande estrela internacional? Ivete: Na realidade, foi uma atuação mais técnica. A produção de um espetáculo desse porte dá um trabalho enorme, mas é bom trazer artistas como a Beyoncè para o público brasileiro ter a oportunidade de assistir.

BV: Vimos há algum tempo um vídeo maravilhoso no YouTube, em que você canta com a sua conterrânea Rosa Passos. Um disco de MPB mais tradicional, digamos assim, está no caminho da Ivete Sangalo? Ivete: A tendência é que o trabalho da gente evolua com o passar do tempo, por

BV: Como é para você conciliar a sua vida de artista com a rotina de gravações, viagens e shows com as atividades de mãe? Você pensa em ter mais filhos? Ivete: Bem, me transformo em vinte e finjo que nada aconteceu. Enquanto o Marcelo está dormindo, estou fazendo mil e uma coisas e, quando chego à casa, ele olha para mim e quer brincar, então, esqueço tudo e me dedico a ele. Sim, penso muito em ter mais filhos. BV: O que você achou dos protestos pelas ruas brasileiras à época da Copa das Confederações? Você acha que esses protestos irão se repetir no próximo ano, na Copa do Mundo? Ivete: Acho legítimo. O processo começou porque a Copa foi o estopim. Na realidade, qualquer centelha pegava fogo. O serviço de transporte público brasileiro está muito aquém do primeiro mundo. Infelizmente, no Brasil ainda persiste a mentalidade de que transporte público é somente para pobre. Nas grandes metrópoles estrangeiras, como aqui nos Estados Unidos, há diversas opções e todos usam o transporte público. Se a situação não melhorar, a Copa do Mundo será o estopim ideal, a ocasião perfeita. Você tem que reclamar para mudar as coisas. BV: O que o público vai escutar e ver no show do Prudential Center? Você pode nos adiantar alguma coisa do repertório e dizer se a produção será nos moldes do Madison Square, com muitas mudanças de figurino? Ivete: O negócio vai ferver lá. Se não aguentar, não vá (brincou). O repertório terá algumas músicas do trabalho novo como também as antigas que o público conhece. Já o show do Madison Square Garden tinha o objetivo de gravar um DVD, a produção foi completamente diferente, por isso a necessidade de diferentes figurinos. O show daqui será simples, mas com muita animação e energia, se preparem. No final da entrevista, Ivete agradeceu antecipadamente o carinho do público. “Obrigada, obrigada, muitíssimo obrigada”.


– Edição 1516

www.BrazilianVoice.com

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

9


10

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1516 –

Brasileiro deportado luta para contatar filha menor nos Estados Unidos

Donizete Machado mostra fotografias da filha, Ava, nascida nos Estados Unidos

Donizete Machado não vê pessoalmente a filha, Ava, nascida em Massachusetts, desde que a criança tinha 3 anos de idade

O

drama vivido pelo catarinense Donizete Machado, de 32 anos, parece estar longe de acabar. Apesar de ter sido casado com uma cidadã e ter tido uma filha norte-americana, ele foi deportado dos Estados Unidos em 2010 por não possuir a residência permanente (green card). Machado, natural de Criciúma, não vê a filha pessoalmente desde que ela tinha 3 anos de idade e se comunicava com ela através da internet ou por telefone. Em maio desse ano, ele pensou ter a oportunidade de finalmente se reencontrar com a pequena Ava. Donizete pagou as passagens aéreas da filha e de Shauna, sua ex-esposa, para irem ao Brasil e passarem 3 semanas com a família do eximigrante em Criciúma. Entretanto, Shauna, de 33 anos, mudou o destino da viagem e com a filha rumou para Fortaleza, onde ficou hospedada na residência de amigos. Inconformado, o brasileiro entrou com uma ação judicial que culminou no confisco dos passaportes de Ava e Shauna, em 6 de junho. O incidente ganhou repercussão internacional e culminou na liberação dos passaportes de mãe e filha para que ambas pudessem retornar aos Estados Unidos. Entretanto, o drama ainda não terminou, pois, mesmo com o retorno de Ava a Massachusetts Donizete ainda não perdeu as esperanças de reencontrar a filha. “Vou fazer de tudo para poder abraça-la. Agora só quero, pelo menos, voltar a falar com a Ava. Não quero tira-la da mãe, só quero ter o direito de ser pai”, disse ele. O brasileiro acrescentou que falava com a filha em média 3 vezes por semana através do Skype, entretanto, desde o incidente ele perdeu completamente o contato com Ava. “A Shauna me excluiu do Skype e das redes sociais. Ela também não atende aos meus telefonemas”, afirmou. A ex-esposa do brasileiro rebateu as alegações dizendo que a menina simplesmente não quer falar com o pai. “Ela não quer falar com ele pela internet e nem por telefone. Acho que é coisa da idade”, argumentou. Ela

acrescentou que, antes do incidente, pai e filha se comunicavam em média 2 a 3 vezes por mês. “Ela não pede por ele, talvez pela distância. Mas ele sempre será o pai e eu não vou atrapalhar esse relacionamento”, afirmou Shauna. Durante o processo de divórcio ocorrido em 2009, Donizete, instruído por seu advogado, abriu mão legalmente da guarda da criança e não registrou a filha como cidadã brasileira nascida no exterior no Consulado em Massachusetts. Entretanto, ele pode entrar com um pedido na justiça dos EUA para

Ava Machado se comunicava com o pai no Brasil através da internet ou por telefone

garantir o contato com Ava pela internet ou por telefone. “O magistrado estipula os horários e a quantidade de vezes por semana. O menor não escolhe se quer ou não falar com o pai. A mãe precisa abrir o canal nem que seja para a criança dizer oi”, explicou ele. Apesar de ser mais difícil, Donizete pode requerer na justiça norte-americana que Ava, acompanhada do guardião, o visite no Brasil, entretanto, o responsável pela criança pode argumentar em seu país o temor e a possibilidade de sequestro no exterior.

Entenda o drama vivido pelo brasileiro: Segundo a mãe da norte-americana, Linda Hadden, mãe e filha haviam desembarcado no Rio de Janeiro rumo à Florianópolis, quando Shauna recebeu a ligação telefônica de uma amiga do ex-casal alertando que Donizete pretendia pedir judicialmente a guarda da criança. Em virtude disso, ao invés de embarcar no avião para Florianópolis, Shauna mudou a conexão para Fortaleza, onde possui amigos, segundo a agência de notícias The Associated Press. Em virtude da ação movida na Justiça Federal, Donizete conseguiu que os passaportes fossem confiscados pela polícia, o que impediria que a ex-mulher e filha voltassem aos EUA e daria tempo para que Machado brigasse judicialmente pela visita da criança. O desencontro gerou uma batalha judicial e até uma página eletrônica no Facebook, intitulada “Trapped in Brazil” (Presa no Brasil), na qual Shauna alega ter caído em uma armadilha. O drama atraiu a atenção da mídia norte-americana e até do pai de Sean Goldman, David, que lutou durante vários anos para que o filho, levado pela mãe ao Brasil, fosse retornado aos Estados Unidos. Shauna alegou que a filha teve os passaportes, brasileiro e norte-americano, confiscados pelas autoridades locais. Em 28 de junho, a advogada de Donizete, Isabel Feijó, confirmou o confisco dos documentos, entretanto, negou que seu cliente quisesse a custódia legal de Ava. Segundo ela, Donizete solicitou a apreensão dos passaportes em 27 de maio basicamente porque a mãe de sua filha não compareceu à visita planejada. “Ele quer ver a filha e que ela conheça a sua família, conforme o programado”, detalhou Feijó. Assim que chegassem a Florianópolis, Donizete as buscaria para leva-las à sua cidade natal, Criciúma, entretanto, o encontro nunca ocorreu. A última vez em que ele viu pessoalmente a filha foi quando ela tinha 3 anos de idade, em um parque em Springfield (MA). O brasileiro, que vivia nos EUA de forma indocumentada, conheceu a ex-mulher quando trabalhava na manutenção de um restaurante e ela atendia no bar. Donizete foi deportado após a separação do casal, depois de uma denúncia que Shauna fez à polícia local. Apesar da tumultuada separação, a norteamericana disse que incentivava o contato entre o pai e a filha, pois ambos se falavam constantemente através da internet.


– Edição 1516

Comunidade

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

11

Ativistas alertam indocumentados sobre fraudes migratórias Golpistas aproveitam impasse sobre reforma migratória no Congresso para enganar estrangeiros incautos

O

debate sobre reforma migratória em Washington-DC durante o verão aumentou as esperanças de milhões de imigrantes indocumentados em todas as partes do país. Entretanto, o assunto elevou o temor de ativistas defensores dos direitos dos consumidores com relação à indivíduos inescrupulosos que promete ajuda na “regularização do status migratório”. Eduardo Flores, um imigrante indocumentado natural de Honduras, não recebeu promessas de legalização, mesmo assim pôs sua confiança e US$ 4 mil nas mãos de um indivíduo que disse ser advogado de imigração. Operário da construção civil, especializado na instalação de sistemas de ar-condicionado, Flores reside em Virgínia, próximo a Washington-DC, com sua esposa, 2 filhas e a sogra em um apartamento de 2 quartos. Em 2011, tentando ajudar um amigo, ele ligou para Luís Ramirez, quem sua esposa havia ouvido falar na rádio em espanhol. Ramirez, que não era um advogado licenciado, disse que poderia ajudar seu amigo a sair da prisão e pagar a fiança por US$ 4 mil. Flores entregou-lhe a quantia, mas Ramirez nunca pagou a fiança e o amigo foi eventualmente deportado. Histórias de esquemas e fraudes estão se tornando cada vez mais comuns entre os imigrantes indocumentados, principalmente quando o debate migratório no Congresso é tema na mídia, disse Mônica Vaca, advogada do Departamento de Defesa do Consumidor da Comissão Federal de Comércio. “Realmente, existem golpistas que estão circulando e usam as notícias dos meios de comunicação para gerar um pouco de confusão”, disse Vaca. Essa confusão pode transformar imigrantes em vítimas, que acabam pagando um preço alto por isso. “Eles não somente perdem dinheiro. Eles correm o risco de perder algo muito mais valioso”, comentou Mônica. As vítimas de fraude migratória também podem perder a elegibilidade para aplicar para a residência permanente (green card) ou cidadania porque alguém que finge ser um provedor de serviços licenciado preencheu incorretamente um formulário ou, as vezes, sequer o enviou ao Governo. Nesse estágio,

Golpistas alegam poder colocar os indocumentados em uma lista de espera, assim que o Presidente Obama assinar uma nova lei migratória

isso se torna uma questão de fraude no direito do consumidor, disse o advogado David Zetoony, com escritório em Washington-DC. “Muitas pessoas pensam que as leis de proteção dos direitos do consumidor não se aplicam aos imigrantes, mas como qualquer pessoa nos Estados Unidos, eles estão protegidos”, mesmo que sejam imigrantes indocumentados, disse Zetoony. Rigo Reyes vem monitorando fraudes na imigração no Departamento de Defesa do Consumidor do Condado de Los Angeles nos últimos 15 anos. Ele detalhou que as vítimas mantém a esperança mesmo quando suspeitam que estão sendo enganadas. “Os consumidores esperam até o final antes de se convencerem de que foram vítimas de fraude”, explicou Reyes. “Portanto, não é incomum para os consumidores esperarem dois, três ou cinco anos”. Recentemente, imigrantes denunciaram uma nova tendência: Golpistas alegam poder colocar os indocumentados em uma lista de espera para a residência permanente ou cidadania, assim que o Presidente Obama assinar uma nova lei migratória, a qual, obviamente, pode ou não acontecer. Apesar disso, os ativistas dizem que as fraudes continuam e não são denunciadas. Em 2012, o FTC – Consumer Sentinel Net-

work, uma base de dados que acumula reclamações que serão verificadas pelas autoridades, recebeu mais de 700 reclamações sobre serviços migratórios. Mônica disse que talvez os dados não sejam exatos em virtude da barreira do idioma, medo do governo e outros obstáculos que impedem que os imigrantes denunciem um golpe.

“A lei de imigração é a única área da lei a qual indivíduos podem estar autorizados a oferecer serviços legais, mesmo que não sejam advogados”, disse Chiriboga Roby, da World Relief Baltimore Immigration Legal Clinic. “Para dizer-lhe a verdade, eu não acompanho o andamento das propostas migratórias no Congresso simplesmente porque haverão tantas mudanças que aquilo que está sendo proposto hoje não terá nada a ver com o que for aprovado amanhã”, disse ele. Para Flores, ser enganado por um golpista o transformou em um missionário. “Muitas pessoas tem medo de ir à polícia”, disse ele. “Várias pessoas me disseram, ‘Eduardo, não faça isso. Você terá problemas. Você será deportado”. Eduardo respondia que não tinha medo, ao invés disso, estava aborrecido por ter entregue US$ 4 mil a um falsário. “Quem sabe quantas pessoas ele prejudicou? Eu tentava pará-lo”, explicou ele. “Eu disse-lhe, ‘tenho fé em Deus que o verei no Tribunal um dia”. E aconteceu. Flores e Zetoony, seu advogado, venceram uma ação civil contra Luís Ramirez em janeiro desse ano. Em dezembro do ano passado, Ramirez também assumiu a culpa com relação à 3 acusações por estelionato por receber dinheiro de outros imigrantes utilizando argumentos falsos. Atualmente, ele cumpre 2 anos de detenção. Ativistas alertam para que os imigrantes não façam nada no momento, pois ainda não existe reforma migratória.


12

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1516 –

Governo revoga cidadania de brasileira suspeita de matar marido nos EUA Cláudia Hoerig é acusada de matar a tiros Karl Hoerig no interior da residência do casal em Newton Falls, Ohio

A

carioca Cláudia Hoerig, que fugiu para o Brasil para evitar julgamento pelo assassinato a tiros de seu marido, o major da reserva da Força Aérea Karl Hoerig, no interior da residência do casal em Newton Falls, em 2007, poderá retornar ao Condado de Trumbull, Ohio, para enfrentar a lei. O deputado federal Timothy Ryan (D13th) anunciou na quarta-feira (7) que o governo brasileiro cancelou a cidadania da suspeita. Ryan descreveu a decisão do Governo brasileiro como “o primeiro passo no processo de extradição de Cláudia aos Estados Unidos” para ser julgada pela acusação de ter matado seu marido. Ele acrescentou que o Brasil é responsável por encontra-la, negar qualquer apelação que, por ventura, ela apresente e a entregue às autoridades norte-americanas. O deputado disse estar confiante que Cláudia retornará aos Estados Unidos, especificamente ao Condado de Trumbull, em questões de “semanas e não meses, pois é de interesse do Brasil resolver isso”. O promotor público do Condado de Trumbull, Dennis Watkins, que criticou a política brasileira de não deportar seus próprios cidadãos, disse que a decisão de revogar a cidadania é um “sinal positivo que o Brasil está agindo em nosso favor”.

Após perder a cidadania brasileira, Cláudia Hoerig poderá ser extraditada aos EUA

“Eu aplaudo o Governo do Brasil por agir sobre o assunto. Este é um passo bastante importante para ter Cláudia de volta a Ohio e ser julgada”, disse ele. Watkins acrescentou não saber os detalhes de como trazê-la de volta aos Estados Unidos. Entretanto, ele frisou que, quando Hoerig renunciou a sua cidadania brasileira para se tornar uma cidadã norte-americana naturalizada, segundo as próprias leis do

Brasil, ela perdeu a imunidade contra a extradição. Até o momento, ele não sabe que armas legais Cláudia possui para evitar ser enviada de volta aos EUA. Watkins disse esperar que o Brasil resolvesse isso em um futuro breve para que a justiça seja cumprida e a família de Hoerig vire essa página em suas vidas. A decisão brasileira ocorreu pouco depois que a tentativa de Ryan em extraditar Cláu-

dia atraiu atenção internacional. Ele havia apresentado um projeto de lei que suspendia o uso de verba federal para processar os vistos de residência permanente (green card) de qualquer imigrante brasileiro. A proposta foi cancelada. “Estou bastante encorajado ao ver tanto progresso com relação ao caso e continuarei a monitorar a cooperação do Governo brasileiro até que a justiça seja feita”, disse Ryan. O corpo de Karl Hoerig, assassinado em 12 de março de 2007, foi encontrado no interior de sua residência em Newton Falls 3 dias depois. “Há mais de 6 anos, Cláudia tem vivido como uma cidadã livre no Brasil, apesar de ser acusada de ter matado seu marido; a sangue frio”, disse Ryan. “Com a ajuda da família de Hoerig, um grupo dedicado de apoiadores e a Promotoria do Condado de Trumbull, na pessoa de Dennis Watkins e seu time, tenho trabalhado duro para trazer Cláudia Hoerig de volta aos Estados Unidos para enfrentar julgamento por homicídio”, acrescentou. “Apesar de manter-me esperançoso que nos aproximamos de um final para a família de Karl Hoerig, temos que estar atentos que, qualquer que seja o destino de Cláudia, nossa comunidade e a família Hoerig perdeu um herói e cidadão exemplar”, disse o deputado. Karl Hoerig voou em quase 200 missões de combate no Iraque e Afeganistão. “Agora, é nossa responsabilidade honrar sua memória e serviço ao nosso país lutando por justiça em seu nome e os membros de sua família”, concluiu Ryan.


– Edição 1516

www.BrazilianVoice.com

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

13


14

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Comunidade

Edição 1516 –

Ativistas do “Dream 9” poderão ter audiência com juiz de imigração Jovens indocumentados se auto deportaram em protesto à defesa da reforma migratória

P

oucos dias antes de 22 de julho, nove jovens indocumentados e ativistas defensores dos imigrantes, um grupo autodenominado “Dream 9”, cujos membros foram trazidos clandestinamente aos EUA por seus pais retornaram ao México. No final de julho, os jovens realizaram uma espécie de protesto de reentrada, durante o qual 9 ativistas e alguns indivíduos que apareceram de última hora caminharam até um posto da Alfândega no Arizona e exigiram que fosse dada passagem. Na segunda-feira (5) o Departamento de Segurança Interna (DHS) aprovou o pedido de asilo dos ativistas do “Dream 9”, ou seja, o primeiro passo para a conquista da legalização. Os nove ativistas terão agora que comparecerem perante um juiz de imigração, que decidirá se eles poderão ficar permanentemente nos Estados Unidos. Caso o magistrado decida a favor dos jovens, a ação marcaria um precedente histórico para os mexicanos; uma nacionalidade que raramente consegue asilo em circunstâncias similares. Christopher Bentley, porta-voz do DHS, informou à Associated Press que a decisão significa que o “Dream 9” tem “temor acreditável” de ser perseguido se foram mandados de volta ao México. “As bases legais que justificam a expres-

Algemada, Lulu Martinez é levada por policiais para uma caminhonete do DHS, órgão responsável pelo Departamento de Imigração (ICE)

são “temor acreditável” é ampla e plana para garantir que os indivíduos que, por ventura, correm risco de perseguição se forem deportados tenham a oportunidade de ter seus casos avaliados por um juiz de imigração”, explicou Bentley. Provavelmente, o caso do grupo não irá à audiência tão breve. Novos casos de imi-

grantes que esperam o processo em liberdade estão agendados para 2014, segundo a Associated Press. O nove ativistas estão detidos no Centro de Detenções Eloy, enquanto esperam uma decisão por parte do DHS, mas brevemente serão liberados e poderão ser elegíveis para obter a permissão de trabalho. O tempo passado na prisão não está

sendo pacífico. Dois dos jovens, Maria Peniche e Lulu Martinez, foram postas na solitária durante 15 dias, depois de entoarem “indocumentado! Sem medo!” em espanhol durante um jantar no centro de detenções. Outros seis deram início à uma greve de fome. Lizbeth Mateo, de 24 anos, tornou-se o símbolo do movimento depois de perder 11 libras em 5 dias; um terço de seu peso. “Os funcionários do meu escritório se reuniram com Maria Martinez, a mãe de Lulu Martinez, esta manhã (26 de julho). Lulu é membro do grupo Dream 9 detido na fronteira quando tentavam retornar aos Estados Unidos”, disse o congressista Luís Gutierrez. “Eu agradeço a senhora Martinez ter permanecido em meu escritório, enquanto esperava por uma cópia da carta que estou enviando ao Presidente Barack Obama em apoio à sua filha e membros do ‘Dream 9’ . Os meus funcionários estão trabalhando para trazê-la de volta para casa”. A campanha pelo retorno de Lulu também recebeu a adesão de ativistas defensores da reforma migratória. “Cada um deles será entrevistado por um oficial especializado em asilos para estabelecer se realmente possuem temor justificado, caso não possam reentrar nos EUA”, explicou a ativista Kiran Savage Sangwan, também membro do Dream 9. “Esses jovens certamente não representam perigo à segurança pública e não fugirão. Eles bateram na porta dos EUA para reentrarem, então, eles deveriam ser libertados enquanto aguardam o andamento petição de asilo”.


– Edição 1516

Comunidade

Arcebispo apoia reforma migratória em convenção no Texas Gustavo Garcia Siller liderou a missa realizada na terça-feira (6) de abertura do evento durante o 131º Conselho Anual Supremo em San Antônio

D

urante o encontro anual “Os Cavaleiros de Colombo”, no Texas, o Arcebispo Gustavo Garcia Siller elogiou o grupo pelo trabalho de caridade de alcance internacional e encorajou a contínua compaixão pelos imigrantes. O arcebispo liderou a missa realizada na terça-feira (6) de abertura do evento durante o 131º Conselho Anual Supremo em San Antônio. Durante seu sermão, ele elogiou a fraternidade formada por 1.8 milhão de membros frisando os princípios básicos do grupo: caridade, união, fraternidade e patriotismo, valores vitais à Igreja e o país. O arcebispo enfatizou as 70 milhões de horas dedicadas às causas de caridade, incluindo a ajuda às vítimas do tornado que arrasou Oklahoma e a explosão na usina elétrica em West Texas no início desse verão. Siller também citou as inúmeras luzes e sombras presentes na Transfiguração na leitura do Gospel, frisando a alegria dos discípulos ao verem Jesus no paraíso e ouvirem a profecia de sua paixão e morte. Na convenção, ele citou as palavras do Cavaleiro Supremo Carl Anderson dizendo que a “evangelização, imigração e a luta pela liberdade” formaram a comunidade em San Antônio, tornando a cidade em um “lugar

“Isso nos inspira a lutar por leis de imigração que sejam realmente justas, verdadeiras e piedosas”, disse Gustavo Garcia Siller

ideal” para abrigar a convenção. “A Igreja aqui está viva e nós estamos crescendo”, disse ele. Entretanto, enquanto “essas são histórias de luz”, há também “muitas sombras”, não somente no Texas, mas por todo os Estados Unidos e muitas outras partes do mundo. “Um dos assuntos mais difícil é a constante migração de pessoas”, que geralmente são obrigadas a deixar suas terras devido à violência, falta de trabalho e pobreza extrema, comentou. O arcebispo citou o Papa Francisco, dizendo que “a Igreja é mãe” e que seu carinho

e afeição maternos estão expressos de forma especial para aqueles que são “forçados a deixar seus países e viver entre a falta de raízes e integração”. Citando a necessidade da reforma do sistema migratório atual, que é “claramente falho”, Siller disse que o tema “não é um assunto liberal ou conservador, democrático ou republicano”. “Isso é um assunto para todos os patriotas, cada cidadão e cada homem ou mulher de fé. É uma questão humana, um assunto moral. Nós não podemos ficar indiferentes a isso”, disse ele.

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

15

Ele concluiu seu sermão citando a necessidade de “levar a luz do Gospel a lugares escondidos; desolados”, especificamente nas vizinhanças e centros de detenções. Ele agradeceu aos Cavaleiros pelo serviço prestado e tudo de bom realizado por eles. Além disso, o arcebispo os encorajou a seguir as palavras que o Papa Francisco proferiu durante o Dia Mundial da Juventude no Rio de Janeiro: “Vá, não tenha medo. Sirva”. O Arcebispo William E. Lori de Baltimore, capelão supremo dos Cavaleiros de Colombo, disse ao CNA que a missão de seus membros ocorre com o crescimento da imigração. Ele apoiou as palavras de Siller, considerando a imigração uma “questão humana” e “uma questão de proteger a dignidade humana e ajudar as pessoas a conquistarem uma vida melhor”. Ele acrescentou que os cavaleiros consideram o assunto no que diz respeito “à parcerias com a Igreja de norte a sul”. O arcebispo mencionou o intenso envolvimento do grupo na Ecclesia en America, um congresso internacional realizado no Vaticano em dezembro do ano passado, como uma forma de proteger, amar e ajudar os imigrantes. “Isso nos inspira a lutar por leis de imigração que sejam realmente justas, verdadeiras e piedosas”, disse ele. Enfatizando que os Cavaleiros de Colombo é uma organização internacional, Lori disse que algumas pessoas erroneamente “consideram os cavaleiros como um fenômeno norte-americano”, apesar de sua presença antiga no México, assim como na América Central e Canadá. Com relação à missão dos cavaleiros se envolverem na imigração nesse instante em sua história, o arcebispo disse que “eu penso que estamos buscando aumentar a nossa presença na América Latina”, então, “representa um grande momento para nós”.

Erro de cálculo dispara valor do imposto predial em Newark O prazo de pagamento do trimestre foi prorrogado de 26 de agosto para 10 de novembro

I

números comerciantes no bairro do Ironbound, em Newark (NJ), levaram um susto quando receberam a conta do imposto predial referente ao primeiro trimestre desse ano. Para surpresa de muitos, em algumas propriedades os aumentos chegaram a 300%. Conscientes de que havia ocorrido um erro nos cálculos dos valores, um grupo formado por proprietários de imóveis mobilizou-se e conseguiu que o cálculo fosse refeito. Na ocasião, a empresa responsável pelos cálculos, a Appraisal Systems, elevou o valor dos imóveis muito acima do que deveria, consequentemente, resultando na disparada dos impostos. O encontro dos proprietários ocorreu no restaurante Mediterranean Manor, também no Ironbound, na quarta-feira (7) e reuniu dezenas de pessoas. Aproximadamente, 1.300 propriedades tiveram seus valores elevados muito além do que determina o mercado, apesar de a alíquota usada como base para o cálculo dos impostos ter baixado de US$ 3,45 para US$ 2,98. O Vereador Augusto Amador esteve presente ao local e explicou que tudo não pas-

Um dia antes da reunião, Augusto Amador se encontrou com alguns legisladores municipais para determinar qual seria a melhor solução para o problema

sou de um erro. Um dia antes da reunião, ele se encontrou com alguns legisladores municipais para determinar qual seria a melhor solução. O encontro resultou na prorrogação da data para pagar os impostos, que foi transferida para 10 de novembro, ao invés de 26 de agosto.

Durante a reunião no Mediterranean Manor, ficou acordado que 1) as pessoas não devem entrar em pânico; 2) paguem o mesmo valor que foi pago ano passado referente ao trimestre em questão e 3) os proprietários têm até 10 de novembro para pagar o imposto predial. Caso os pagamentos sejam efetuados

depois dessa data, serão cobrados juros. Durante entrevista à equipe de reportagem do BV, o empresário Luís Nogueira detalhou que “Houve valores que não faziam o menor sentido. Imóveis de US$ 500 mil foram avaliados em US$ 1 milhão ou até US$ 1 milhão e meio. Então, reunimos entre 30 a 40 proprietários prejudicados e tentamos resolver o problema. Só que no mês passado recebemos uma nova conta com o cálculo novamente incorreto, pois foram baseados nos primeiros valores errados”. “Estamos a dizer às pessoas que paguem o mesmo valor do trimestre pago no ano passado”, acrescentou. Na sexta-feira (9), até o fechamento dessa edição, a equipe de reportagem do BV tentou contatar, via telefone, o Vereador Augusto Amador. A equipe foi informada que ele se encontrava em uma reunião, portanto, não teria condições de conceder uma entrevista no momento. Apesar de o prazo de pagamento ter sido ampliado, Nogueira aconselhou os proprietários a pagarem até o prazo inicial, pois a Prefeitura necessita das arrecadações. “Eu não acho que a cidade queira que esperemos até novembro para pagar. A verdade é que a Cidade não pode esperar pelo pagamento dos impostos de 1.300 propriedades; a Cidade precisa de dinheiro. A Cidade quer sim que paguemos o mesmo que foi pago o ano passado ou pelo menos parte dessa nova conta”, disse ele.


16

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Comunidade

Trofie al Pesto de majericão e agrião

Edição 1516 –

Agente à paisana desbarata bordel de brasileiras em NY

A operação ocorreu às 4 e meia da tarde, na 299 E. 52nd St., em Manhattan (NY)

Trofie é um tipo de massa curta feita com farinha e água sem a adição de ovos. Pode ser preparada em casa ou comprada pronta. Ela combina perfeitamente com o pesto, popular molho italiano feito com manjericão fresco, pinoli, queijo e azeite de oliva. Mas, para esta receita, acrescentei folhas de agrião e uma pequena quantidade de manteiga, deixando-o com uma cremosidade especial. Buono apetito!

Ingredientes: 4 porções 1 ½ xícara de folhas frescas de manjericão 1 xícara de folhas frescas de agrião 2 dentes de alho cortados em fatias ¼ de xícara de pinoli ¼ de xícara de azeite de oliva 4 colheres (sopa) de manteiga ⅓ de xícara de queijo pecorino ou parmesão ralado Pimenta preta preferencialmente moída no momento, a gosto 3 litros de água 1 colher (sopa) de sal 500 g de trofie ou outro tipo de massa curta

Modo de Preparo Coloque o pinoli em uma frigideira pequena, leve ao fogo moderado e deixe tostar até ficar levemente dourado. Transfira para outra vasilha e deixe esfriar. Lave as folhas de manjericão e agrião sob água corrente e fria. Deixe escorrer e seque com papel toalha. Em seguida, coloque-as no processador junto com o alho, o pinoli e pulse até as folhas ficarem bem picadas. Acrescente o azeite, a manteiga, o queijo, a pimenta e processe rapidamente, sem deixar que fique pastoso. Reserve. Em um caldeirão com a água fervente temperada com o sal, cozinhe a massa trofie até ficar al dente. Retire ½ xícara da água do cozimento e reserve. Escorra a massa e retorne-a para o caldeirão. Imediatamente acrescente o pesto e, aos poucos, a água do cozimento até atingir a consistência desejada. Se necessário tempere com sal. Divida a massa em 4 tigelas individuais e sirva logo. Sugestão: o agrião pode ser substituido por rúcula ou espinafre. O pinoli pode ser substituido por nozes levemente tostadas e quebradas grosseiramente Dica: o pesto pode ser preparado no liquidificador e alternativamente em um pilão. Prepare-o com antecedência, coloque numa vasilha, tampe e guarde na geladeira por um a dois dias ou no congelador por até 3 meses.

Na quarta-feira (7), Hilda Maria Mello alegou inocência e foi liberada após pagar a fiança no valor de US$ 15 mil

U

ma brasileira e pelo menos 4 prostitutas foram presas em flagrante como resultado de uma investigação secreta realizada em Nova York. As autoridades detalharam que Hilda Maria Mello, de 62 anos, cobrava dos clientes entre US$ 140 a US$ 280 por sessão. Na noite de quarta-feira (7), ela aguardava o agendamento de uma audiência na Corte Distrital de Manhattan, sob a acusação de promover prostituição, publicou o NY Daily News. Entre as mulheres detidas estava Wanda Nemes, de 37 anos, que estava deitada nua na cama quando o policial à paisana, fingindo ser um cliente, entrou no quarto. A operação ocorreu às 4 e meia da tarde, na 299 E. 52nd St., em Manhattan (NY). Também foram acusadas de prostituição Glória Varela, de 47 anos, e Rafaelina Acosta, de 42 anos. As autoridades detalharam que Mello encontrou-se com o agente à paisana na esquina da East 52nd Street e o convidou para irem até um prédio próximo, onde ele poderia fazer sexo com uma de suas garotas. O policial seguiu a brasileira até o 900 2nd Avenue, onde ele encontrou uma mulher nua, que se identificou como “Kyle”, deitada na cama. O agente anotou no boletim de ocorrências que “Kyle” o ofereceu 1 hora de sexo por US$ 140. O policial prendeu a mulher em flagrante, cujo verdadeiro nome é Wanda Nemes, junto com três outras, Glória Varela, Andy Mejia e Rafaelina Acosta. Segundo fontes, Hilda Maria reside no Condado de Westchester, Nova York, com o seu marido, que é advogado. As autoridades não determinaram se o esposo da brasileira sabia que ela administrava um bordel antes da sua prisão. Ainda na quarta-feira (7), ela alegou inocência e foi liberada após pagar a fiança no valor de US$ 15 mil. Em 18 de julho, policiais desbarataram uma rede de prostituição em Nova Jersey que traficava jovens do México e outros países da América Latina. O esquema, liderado por José Cruz Romero Flores, de 38 anos, atraia as jovens com promessas de trabalho em limpezas de casa ou babás. Uma vez nos EUA,

Hilda Maria Melo Mello encontrou-se com o policial à paisana e o convidou para irem até um prédio próximo

as mulheres se submetiam à “uma vida miserável de prostituição em alto volume”, segundo o promotor público geral, John Hoffman. Flores estabelecia cotas para as jovens, as quais atendiam cerca de 100 homens durante 6 dias de trabalho. Algumas mulheres atendiam até 40 clientes por dia a US$ 30 por sessão. As autoridades informaram que monitoravam o esquema há mais de 1 ano, quando finalmente localizaram uma casa em Lakewood (NJ). Flores operava vários bordéis, mas somente um estava em funcionamento quando a polícia descobriu o caso. Em 11 de julho, ele foi preso em seu apartamento em Lakewood, sob as acusações de tráfico humano em primeiro grau, promover crime organizado nas ruas em segundo grau e promover prostituição em terceiro grau. A acusação de tráfico humano pode acarretar entre 20 anos de detenção à prisão perpétua. Também foram presos outros suspeitos de participarem no esquema: Odulia Bedran, de 22 anos, namorada de Flores, Felix Rios Martinez, de 47 anos, Raul Romero Castillo, de 30 anos, Haliro Bueno, de 21 anos, e Santos Lazaero Flores Cruz, de 58 anos. Todos os 6 acusados estão detidos na penitenciária do Condado de Ocean sob a fiança de US$ 1 milhão para Romero e US$ 100 mil para os outros réus. As autoridades encorajaram as mulheres vítimas de tráfico humano a denunciarem os abusos às autoridades para que os culpados possam ser punidos.


– Edição 1516

Newark in Foco

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

17

verareis@brazilianvoice.com

O empresário Luis Almeida e sua amada Angelica estão muito felizes com o retorno das filhotas Emily e Sophia, que passaram alguns prazeirosos dias em Portugal. Como diria aquele filósofo, o tempo passa depressa demais e o casal curte cada minute na presença das filhas.

O maestro Antonio Adolfo, um dos músicos e arranjadores mais famosos do Brasil está passando o mês em Nova York dando workshops sobre piano, violão, percussão brasileira, canto, harmonia, composição, prática de conjunto e fraseado brasileiro. As aulas podem ser individuais ou em grupo. Se você quer se dar a oportunidade de aprender com um ícone da MPB, esta é a oportunidade. Maiores informações pelo fone (786) 566-1527.

Parabéns pelo dono da mascote, que limpou as fezes que seu cão fez em uma calçada da Ferry St., a principal via do Ironbound. Se quisermos um bairro mais limpo e organizado, temos que começar por nós mesmos. Congratulations!

O empresário Peter Pantoliano anda rindo à toa com a reinauguração de sua ótica, na esquinas de Ferry e Jefferson. E loja é uma das mais belas de toda a cidade e a equipe de trabalho é a mesma que o consagrou. Para celebrar, Peter está de malas prontas para passer uns dias em Fortaleza, Ceará, que ele escolheu como o seu paraíso na Terra. É lá que ele relaxa. É lá que ele se refugia e descansa.

No ‘Altas Horas’, Serginho Groisman recebe os atores Mateus Solano e Paula Braun, que dividem o trabalho na novela ‘Amor à Vida’. O casal conta que são raros os momentos juntos durante as gravações. “A nossa rotina é bem diferente, é difícil algum momento em que nossos personagens se cruzam. Mas em casa, a gente se ajuda e sempre que dá, ensaiamos os textos”, explica Paula, que vive a residente Rebeca.

No ‘Globo Noticia Américas’ deste domingo (11), Mila Burns entrevista Arlete Falkowski, curadora do programa “Aprendendo Português”, uma iniciativa da Globo que tem o propósito de apoiar instituições de ensino da língua portuguesa, que promovem ações de educação e integração cultural da comunidade brasileira que vive fora do país.


18

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Esportes

Edição 1516 –

Campeonato Brasileiro AO VIVO no PFC Confira os jogos ao vivo deste fim de semana: Sábado, 10 de Agosto Série A

5:00 PM

Náutico x Atlético-MG

Série B

3:20 PM 8:00 PM

Palmeiras x Paraná Bragantino x Oeste

Domingo, 11 de Agosto Série A

3:00 PM 5:30 PM

O Palmeiras confirma o interesse do Atlético em Wesley, mas o jogador garante que nada chegou a ele e revela sua vontade de ficar no líder da Série B do Brasileiro. Sem, contudo, garantir que continua no clube com o qual tem contrato até fevereiro de 2015. “O futuro a Deus pertence. Mas quero ficar”, disse o volante em passagem rápida do gramado para os vestiários da Academia de Futebol, no início da noite desta quinta-feira. “Pelo menos para mim não chegou nada. E estou com a cabeça aqui”, assegurou.

O Fluminense analisa reforços para o meio de campo e para a defesa. Porém, ainda não houve conversa com nenhum possível reforço. O novo treinador da equipe, Vanderlei Luxemburgo, não apresentou uma lista com nomes que possam vir a ser contratados. Para completar, em crise financeira, o Flu espera a chamada oportunidade de mercado para investir em algum nome que possa agregar ao elenco e tenha a aprovação de toda a cúpula de futebol. Para a defesa, o argentino Guillermo Burdisso, do Boca Juniors, teve o nome cogitado, mas acabou sendo descartado. Henrique (foto), zagueiro e capitão do Palmeiras, foi sondado, mas o valor pedido pelos paulistas assustou a diretoria tricolor.

Após a derrota para o Coritiba por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, a direção gremista confirmou a liberação de dois jogadores que estavam no grupo e que não faziam mais parte dos planos do técnico Renato Gaúcho. Marco Antônio foi emprestado para o Atlético-PR até o final da temporada e o zagueiro Cris (foto) acertou com o Vasco. De acordo com a imprensa gaúcha, o meia Vítor Junior, atualmente no Internacional, está a caminho do Couto Pereira. Vitor Junior tem 25 anos e se destacou no ano de 2011, com a camisa do Atlético Goianiense. Foi contratado pelo Corinthians, mas teve pouco espaço e foi emprestado para Botafogo e Internacional, equipes em que também o atleta não vingou. No time gaúcho, o meio campista disputou apenas 12 partidas e marcou um gol. O São Paulo usou sua conta oficial na rede Instagram para mostrar Paulo Henrique Ganso e Rogério Ceni lado a lado no retorno do Japão ao Brasil, na quintafeira. Em entrevista ao jornal O Globo na última terça-feira, o ex-treinador são-paulino Ney Franco havia afirmado que Ceni comandava espécie de "fritura" nos bastidores contra Ganso. Ceni respondeu que, se tivesse mesmo este poder citado por Franco, já teria demitido o treinador muito tempo antes.

Corinthians x Vitória Portuguesa x São Paulo

Justiça intima Grêmio a dar rescisão de Luxa a Edmundo

Edmundo é credor de cerca de R$ 2,1 milhões por uma ação judicial movida por cheques sem fundo do treinador

A disputa com Edmundo se arrasta há anos na Justiça

A

Justiça comum enviou uma intimação para o Grêmio para que todos os pagamentos a serem feitos ao seu extécnico Vanderlei Luxemburgo sejam depositados em favor do ex-jogador Edmundo. O objetivo é pegar parte da sua rescisão pela demissão do time gaúcho. A cobrança é porque o atual comentarista da Band é credor de cerca de R$ 2,1 milhões por uma ação judicial movida por cheques sem fundo do treinador. Por contrato, Luxemburgo tem direito a um valor entre R$ 5 milhões e R$ 6 milhões, o que representa metade do que teria a receber até o final de 2014. O Grêmio, no entanto, só quer pagar metade disso de forma parcelada e usa credores do treinador na negociação. A decisão de penhorar as receitas do técnico no clube gaúcho foi tomada em 2 de julho. Advogados do ex-jogador dizem que a intimação chegou à agremiação nesta semana. O blog teve acesso ao documento. Mas o Grêmio negou ter recebido a intimação, nem deu demonstração de que vá pagar Edmundo. Representantes de Luxemburgo entendem que não há relação entre as penhoras sobre seus bens e contas e o valor da multa a que tem direito por contrato com o clube

gaúcho. Para eles, não vai haver nenhuma retenção dos direitos dele. A disputa com Edmundo se arrasta há anos na Justiça. Iniciou-se por conta de dois cheques dados pelo treinador, cada um com o valor de R$ 200 mil, para o ex-jogador. O comentarista da Band alega que esses não tinham fundos e diz nunca ter recebido o dinheiro. Luxemburgo tem uma outra versão: afirma ter pago ao ex-jogador, mas não ter pego recebido. Assim, alega que a cobrança é indevida e por isso se recusa a quitar o débito. A Justiça deu razão a Edmundo em todas as instâncias. Os advogados do ex-jogador só conseguiram receber uma pequena parte do valor. Foram penhoradas contas do treinador, da sua mulher e da sua empresa, mas todas ou estavam vazias ou tinham fundos insuficientes. Foram penhorados também bens da casa do técnico no Rio de Janeiro, como tapetes, sofás, dois carros e tvs. No total, arrecadouse em torno de R$ 40 mil. Durante todo esse período, Luxemburgo continuou a receber salários altos de clubes como Atlético-MG, Palmeiras, Flamengo, Grêmio e Santos. Mas nunca o dinheiro apareceu na sua conta, nem a Justiça conseguiu penhora-lo. Agora, os advogados de Edmundo fazem uma nova tentativa com o Grêmio. Mas só vão ter acesso ao dinheiro se houver um pagamento da rescisão pelas contas em nome do treinador ou de sua mulher.


Esportes

– Edição 1516

"Gordinho", Walter reage a decepções no Porto e Cruzeiro

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

19

Renato Abreu consegue liminar e está desvinculado do Fla

Walter está no Goiás por empréstimo junto ao Porto-POR

D

estaque do Goiás no Campeonato Brasileiro, o atacante Walter, 24 anos, está em evidência por dois motivos: as boas atuações e a forma física. O jogador está visivelmente acima do peso, mas entende que tem que ser avaliado por sua produtividade em campo. Nesse aspecto, Walter tem correspondido plenamente desde que desembarcou em Goiânia para ser jogador do Goiás. Walter chegou ao clube esmeraldino ainda no ano passado depois de uma passagem discreta pelo Cruzeiro. Antes, havia despontado como grande promessa do Internacional em 2008, mas a irregularidade em campo e problemas disciplinares fizeram com que o atacante se firmasse apenas em 2010, quando foi vendido ao Porto. Retornou em 2012 emprestado e busca no Goiás voltar ao protagonismo. Ao todo, Walter fez 35 gols em 57 jogos, isso dá a ele uma média de 0,61 por jogo. Se considerar as assistências, a média se aproxima de um gol por jogo (35 gols e 14 assistências em 57 jogos). O jogador quer ser cobrado por seu desempenho em campo e

Renato Abreu ainda cobra pagamentos de rescisão, luvas, fundo de garantia e salários atrasados

O Walter está acima do peso, mas tem mostrado oportunismo

não por causa de sua constante “briga” com a balança. Walter está no Goiás por empréstimo junto ao Porto-POR e seu vínculo com o time esmeraldino termina no fim desta temporada. O jogador sempre ressalta que gosta do clube e tem o desejo de ficar por mais tempo.

volante Renato Abreu conseguiu nesta quinta-feira, na 21ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), uma liminar que o desvincula do Flamengo, reconhecendo que a rescisão partiu do próprio clube. Assim, o jogador está livre para assinar com outro clube. A decisão foi da juíza Gláucia Zuccari Fernandes Braga que, inicialmente, marcou a primeira audiência do processo para o mês de novembro. "Agora ele está livre para assinar com outro clube. Tudo transcorreu como o desejado e agora é esperar a audiência", afirmou Paulo Reis, advogado de Renato no processo, em contato com a reportagem.

No processo, Renato cobra entre R$ 1,5 e 3 milhões do Flamengo, referentes à rescisão, luvas, fundo de garantia e o pagamento dos salários até o fim do contrato, que expiraria no último dia deste ano. A liminar conquistada pelo volante já foi entregue à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), mas ainda não à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Na última segunda-feira, em entrevista coletiva, Renato afirmou que não estava ouvindo nenhuma proposta, à espera de uma definição do caso com o Flamengo. Vale lembrar que em recente entrevista à imprensa mineira, o técnico Cuca, do Atlético-MG, chegou a pedir a contratação do volante.


20

Esportes

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

Edição 1516 –

Justiça bloqueia R$ 40 milhões referentes à venda de Bernard Justiça deu ordem de bloqueio de R$ 40,4 milhões da venda de Bernard ao Shakhtar

Confira abaixo a nota de esclarecimento publicada no site oficial do clube:

O

Atlético-MG pode ficar sem parte do dinheiro que receberia pela venda de Bernard. Na manhã desta quintafeira, poucas horas depois de a transação do jogador para o Shakhtar Donetsk ser anunciada, a 25ª Vara Federal de Belo Horizonte bloqueou R$ 40 milhões que seriam destinados ao clube. O motivo da decisão judicial são as dívidas tributárias que o clube mineiro tem com a Receita Federal, que somam R$ 223 milhões de acordo com balanço contábil de 2012. A assessoria do Atlético-MG disse que o clube já recebeu a notificação do bloqueio, sancionado pelos juízes André Prado de Vasconcelos e Guilherme Bacelar de Patrício de Assis, e afirmou que será realizada uma reunião na tarde desta quinta-feira para discutir o assunto. Bernard foi negociado por 25 milhões de euros (cerca de R$ 77 milhões). O AtléticoMG receberia R$ 50 milhões, já que era dono de 70% dos direitos econômicos do atleta. Se o Atlético-MG encontra dificuldades para lidar com o dinheiro ligado ao atleta, o próprio jogador não parece passar pelo mesmo problema. De acordo com a imprensa local, Bernard receberá 382 mil euros (R$ 1,17 milhão) mensais, mais de R$ 14 milhões

"Em relação à notícia de bloqueio pela Justiça Federal de parte dos créditos dos direitos econômicos do atleta Bernard Duarte, o Clube Atlético Mineiro esclarece:

Bernard trocou o Atlético-MG pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia

por ano. Além disso, terá um tradutor, uma mansão e um motorista para circular pela cidade

Atlético protesta O Atlético publicou uma nota de esclarecimento a respeito do bloqueio judicial de R$ 40.426.519,92 referentes à venda do meia-atacante Bernard ao Shakhtar, da Ucrânia. A nota assinada pela diretoria do Galo afirma que vai recorrer da ordem judicial e lembra que a decisão é em primeira instância. Segundo decisão dos juízes federais André Prado de Vasconcelos (um processo) e Guilherme Bacelar de Patrício de Assis

(dois processos), da 25ª Vara Federal de Belo Horizonte, R$ 40.426.519,92 referentes à venda do jogador ao Shakhtar serão bloqueados em favor da Fazenda Nacional, por causa de dívidas do clube com o fisco em três processos. As decisões do juiz federal substituto Guilherme Bacelar de Patrício de Assis pedem bloqueios de R$ 24.002.694,27 e R$ 4.506.562,68, em dois processos. Já o despacho do juiz federal André Prado de Vasconcelos ordena o bloqueio de R$ 11.917.262,97. Os bancos brasileiros já receberam comunicado do Sistema de Informação do Banco Central (Sisbacen) para resguardar essas quantias.

1 - Como é de conhecimento público, os encargos tributários e fiscais, que são antigos no futebol brasileiro, continuam, infelizmente, dificultando a reorganização administrativa e gerencial dos clubes. Aliás, esse problema fiscal e tributário é reconhecido pelo próprio Governo Federal, que tem estudos avançados para alterações substanciais no sistema atual. 2 - Especificamente em relação à ordem de bloqueio judicial envolvendo processos fiscais antigos, informamos que as referidas decisões de 1ª instância serão objeto de recursos ao Tribunal Regional Federal.

Joia brasileira, menina joga pelos eua e descarta atuar com amarelinha

O

chute forte de canhota e a habilidade de uma menina de 13 anos com a bola têm impressionado os Estados Unidos. O talento de Carmel Oliveira nos gramados já renderam até uma convocação para a seleção sub-15 do país. A menina, que deixou o Brasil para se aprimorar no esporte, comemora o feito e sonha em seguir os passos da atacante Marta e se tornar a melhor jogadora do mundo. Porém, se isso acontecer, Carmel estará vestindo a camisa do time americano, já que a menina descarta a possibilidade de jogar pela seleção brasileira. - Não volto para cá para jogar na seleção brasileira. Lá é o meu lugar e lá eu vou ficar. Por que lá me deram essa oportunidade e vou seguir com ela - afirmou a menina em entrevista ao SporTV News, do canal PFC Internacional. Foi a falta de incentivo que fez com que a jovem jogadora deixasse o país onde nasceu para treinar em outro país. Com melhor estrutura para o futebol feminino nos Estados Unidos, Carmel tem uma rotina puxada. Ela treina três vezes por semana e disputa campeonatos em todos os finais de semana. Se destacando entre jogadores bem mais altas. Até quando está de férias em sua cidade natal, no Rio de Janeiro, ela mantém a forma física. Tudo para continuar em alto nível. Para o pai de Carmel, José Roberto Oliveira, a filha está no lugar certo.

Carmel Oliveira é convocada para seleção feminina sub-15 dos Estados Unidos e sonha em se tornar a melhor jogadora do mundo

- Lá, realmente, tem uma estrutura grande e oferecem oportunidade não só na seleção de futebol, mas também nas faculdades, colégios. Eles dão oportunidade de estudo. Então é o lugar para uma atleta de alto nível - disse José Roberto.

Desde que chegou ao país em 2009, o futebol de Carmel só evoluiu e ela foi convocada quatro vezes para defender a seleção americana em amistosos. Quando conseguir sua dupla cidadania, que deverá sair em pouco tempo, ela poderá atuar também em

partidas oficiais. Mas, apesar de ser lapidado pelos americanos, o talento natural da menina será sempre brasileiro. - Quando ela faz uma jogada de efeito na América, eles falam: "Ela faz isso porque é brasileira". Isso é muito importante para nós. A gente não esquece nunca disso - revelou o pai de Carmel. O momento do futebol feminino é delicado no Brasil. Após o encerramento da equipe do Santos, em janeiro de 2012, as antigas Sereias da Vila se viram desempregadas e sem local para treinar. Apenas dez atletas chegaram a integrar o time do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP) de São Paulo. A maior jogadora brasileira da história, Marta - que jogou pela equipe feminina do Santos - sempre reclamou da falta de apoio ao futebol feminino no Brasil. Recentemente, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, cobrou do presidente da CBF, José Maria Marin, uma maior atenção com a categoria. O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, disse que já existe uma conversa sobre o assunto com a CBF e que se procura um caminho para valorizar o futebol feminino. O SporTV News é o telejornal que vai ao ar sempre de segunda a sexta-feira no canal PFC Internacional. O programa apresenta um panorama atualizado com as notícias mais importantes do esporte no Brasil e no mundo.


– Edição 1516

Esportes

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

21

Montillo esbraveja contra protestos e diz que não comemorará gol em ex-clube Camisa 10 foi elogiado por atuação no clássico contra o Corinthians

O

meia Walter Montillo se posicionou diante de possíveis protestos dos torcedores no reencontro com o Cruzeiro em jogo pela 13ª rodada, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão. O jogador argentino esbravejou contra as versões de sua saída do clube mineiro, em janeiro deste ano, e ainda garantiu que "por respeito" não comemorará caso marque um gol na exequipe. "Fiquei bravo porque falaram que eu vim aqui (para Santos) já em dezembro fazer exames médicos e que minha família estava aqui há muito tempo procurando escola para os meus filhos. Isso não é verdade, estava de férias (na Argentina) curtindo a minha família. Tomei uma decisão de sair, mas foi algo justo, pois o clube vivia um momento ruim economicamente. Há um ano e meio que não trazia jogadores de peso", desabafou o camisa 10. "Quando precisaram de mim para brigar contra o rebaixamento, lutei. Joguei duas vezes no Cruzeiro com o meu filho (Santino) na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Fico bravo porque a minha esposa precisava de mim. Depois, ainda falam isso. Eles têm que respeitar a pessoa do outro lado. Gosto muito das pessoas do Cruzeiro, da torcida, mas quando falam de mim e de minha esposa fico bravo", completou. Montillo é o jogador mais caro da história do clube alvinegro. Por sua contratação, o Santos pagou 6 milhões de euros (R$ 16 milhões à época) ao Cruzeiro, mais 4 milhões de euros (cerca de R$ 9 milhões) ao Grupo EMS e ao Banco BMG. O clube ainda cedeu o volante Henrique, que havia comprado em 2011 por R$ 9 milhões. "Se fizer o gol não vou comemorar. Respeito o time. E se estiver contra o Santos no futuro, também não vou comemorar. Sou um cara que respeito. Vou ficar feliz (se marcar gol), mas não vou comemorar porque respeito", disse.

Montillo reencontra o Cruzeiro após ser a maior transferência da história do Santos

Durante a semana, alguns torcedores cruzeirenses cogitaram uma "chuva de moedas" para recepcionar o antigo camisa 10. Os jogadores e a diretoria do clube reprovaram a ameça alegando que o próprio clube poderia ser punido com a perda de mandos de campo caso o manifesto acontecesse. “Eu sempre respeitei o Cruzeiro, gosto do pessoal de lá, dos meus companheiros que estão jogando lá. Deixei muitos

amigos em Belo Horizonte. Quando joguei pelo Cruzeiro, sempre tentei fazer o meu melhor, só que têm pessoas de lá que ficaram falando coisas que não estavam certas e a torcida acabou ‘comprando’ isso", disse. Montillo foi elogiado pelo bom desempenho no clássico diante do Corinthians, na quarta-feira, na Vila Belmiro. O jogador, no entanto, é constante alvo de cobranças de santistas por não ter justificado o alto investimento.


22

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

PARA ANUNCIAR LIGUE: (973) 491-6200 ou venha à nossa redação no 412 Chestnut St. - Newark, NJ 07105

PRECISAM-SE DE MANICURE E CABELEIREIRO (A) - Salão de beleza no bairro do Ironbound, em Newark - NJ. Interessados ligar para: (973) 207-2523. PRECISA-SE DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA QUE FALE INGLÊS, e que tenha carro. Interessados, ir pessoalmente ao 41 Merchant St, em Newark. PRECISA-SE DE BLOCK LAYER/MASONS/PEDREIRO - para inicio imediato, projeto em Plainfield, NJ. Somente pessoas com experiência. Favor chamar (732) 996-7810 NOVO ENDEREÇO - IVO'S EMPLOYMENT AGENCY - HOUSE KEEPERS/BABY SITTERS - Precisa-se de imediato. Live in/live out para New Jersey e New York - excelente oportunidade em casas americanas e brasileiras, falar inglês ou não. Orientamos e levamos para entrevista. Dirija-se pessoalmente a 291 Lafayette St., esquina com a Adams St., em Newark - NJ. Tel.: (973) 344-2540. Visite o site: www.ivosemploymentagency.com

VENDO SOM PROFISSIONAL COMPLETO COM: 1 par de caixas da marca Polk Audio, mais Cambridge Audio 651A (Stereo Integrated Amplifier with USB input - Black) e Cambridge Audio Azur 651C (Single-disc CD player - Black). Valor a vista $ 1,300.00 ou melhor oferta. Fotos disponiveis por email ou txt message, ou ligar para (973) 735-2204 , (973) 558-0595 que está disponivel na loja em Newark - NJ. VENDE-SE 1 MÁQUINA DE GINÁSTICA ABDOMINAL NOVA - US$ 200. Também vendo estante para eletrônicos semi-nova. US$ 120. Aceito oferta. Tel.: (973) 4454457, ligar após às 8:00 pm.

VENDE-SE CHACARA EM GOV. VALADARES - MG. 20,000 m2. Com casa, água, telefone, luz, distrito industrial, atrás do aeroporto. Interessados: (908) 693-7034 VENDO CHÁCARA NO ATALAIA EM VALADARES - Com aproximadamente 2000m2, casa com 178m2 , asfalto e ônibus na porta. Ótimo preço. Tel. (973) 551-5562 ou (973) 510-7465.

COMPRO INGRESSOS PARA A FINAL DA COPA 2014 NO BRASIL - Ligar para (631) 860-8371, (917) 251-4119 ou ricardobeniste@gmail.com

www.BrazilianVoice.com

N VOICE O BRAZILIA não se ER NEWSPAP iliza pelos responsab ropagados serviços p s anunciante pelos seus

CONSTRUÇÃO & REFORMAS - Faz-se todo o tipo de trabalhos de construção. Telhados, cimento, azulejos, calçadas (sidewalks), driveways e instalação de carpetes. Instalamos pisos de madeira e grades de ferro. Resolvemos problemas de encanamento (Plumbing). Orçamento grátis. Tel.: (973) 336-6513, falar com João. ALUGA-SE KARAOKÊ! SELEÇÃO DE MAIS DE 20,000 MUSICAS. Faça sua festa conosco! (973) 536-6746 Duviczkaraoke@gmail.com CONSERTO DE COMPUTADORES EM GERAL. Tenha um técnico certificado em sua casa, orçamento grátis. Duviczcomputers@gmail.com (973) 536-6746 ALUGUEL DE SALÃO DE FESTAS NO IRONBOUND - US$ 250 (mesas e cadeiras incluídos). Local: 86 Monroe St., em Newark - NJ. Excelente localização. Tel.: (973) 732-3630. LIMPEZA DE CARPETES & PISOS EM GERAL - Comercial e residencial. Atuamos há muitos anos no mercado com trabalho feito por profissionais com ótimos preços. Limpeza de pisos, carpetes, tapetes, residências, escolas, restaurantes, salão de cabeleireiros, escritórios e etc. Para orçamento grátis, ligar: (862) 588-7291. ProFlowers - Send Bouquets for Any Occasion. Birthday, Anniversary or Just Because! Take 20 percent off your order over $29! Go to www.Proflowers.com/bliss or call 1-877380-6791 Canada Drug Center es tu mejor opcion para ordenar medicamentos seguros y economicos. Nuestros servicios de farmacia con licencia Canadiense e Internacional te proveeran con ahorros de hasta el 75 en todas las medicinas que necesites. Llama ahora al 1-800-306-5647 y obten $10 de descuento con tu primer orden ademas de envio gratuito. DISH TV Retailer. Starting at $19.99/month (for 12 mos.) & High Speed Internet starting at $14.95/month (where available.) SAVE! Ask About SAME DAY Installation! CALL Now! 1-800-395-2581 FOTOGRAFO CASAMENTOS, ANIVERSÁRIOS, BATIZADOS & EVENTOS EM GERAL - Bons preços! Cobertura jornalística. Veja as fotos de sua festa no site do jornal Brazilian Voice. Tel.: (973) 688-8081, falar com Vera Reis.

Edição 1516 –

ALUGA-SE 1 QUARTO NO BAIRRO DO IRONBOUND, EM NEWARK - NJ. Na Kossuth St. Tudo incluído. Tel.: (973) 220-3027. ALUGA-SE CASA DE 1 FAMÍLIA EM HILLSIDE - NJ. Com 2 salas, 3 quartos, cozinha e banheiro. US$ 1.800 + depósito. Vaga em 1 de setembro. Também alugo quartos. Tel.: (973) 204-4115. NEWARK - NJ. Large rooms. Apartment on 3rd floor. 1 month rent + deposit. Utilities not included. 1 block from bus line and school. Quiet quality dwelling. Move in now. Call: (973) 568-5306. ALUGA-SE ESCRITÓRIO NA WILSON AVE C/FERRY ST. - EM NEWARK - NJ. Com 2,800 sf. Ideal para médicos, dentistas, advogados, etc. Já disponível, ar condicionado central, 2 vagas de estacionamento. Lease negociável. Mais detalhes (973) 477-8265 ou (973) 214-6449.

Make the Switch to DISH Today and Save Up To 50%

**

PACKAGES UNDER $50

Promot io prices nal starting at only ...

mo.

for 12 Not eligib months le or iPadwith Hopper 2 offer.

Prices valid for 12 months. Requires 24-month commitment and credit qualification.

FREE

ASK ABOUT HIGH SPEED INTERNET

OVER 30 PREMIUM MOVIE CHANNELS

AS LOW AS ....

FREE SAME DAY INSTALLATION IN UP TO 6 ROOMS Where available.

where available

For 3 months.

mo.

Offer subject to change based on premium movie channel availability.

Call Now And Ask How To Save Up To 50%

**

CALL TODAY INSTALLED TODAY!

All offers require 24-month commitment and credit qualification.

1-800-395-2581 **Savings applies to AT120, AT120+, AT200, and AT250 with HD programming, 2 year agreement and credit qualification. Discount applied to first year of service in form of online and promotional credits plus free HD for Life which is a $10/mo credit.

Call 7 days a week 8am - 11pm EST Promo Code: MB0513

Important Terms and Conditions: Promotional Offers: Require activation of new qualifying DISH service with 24-month commitment and credit qualification. All prices, fees, packages, programming, features, functionality and offers subject to change without notice After 12-month promotional period, then-current regular monthly price applies and is subject to change. ETF: If you cancel service during first 24 months, early cancellation fee of $20 for each month remaining applies. For iPad 2 offer, if you cancel service during first 24 months, early cancellation fee of $30 for each month remaining applies. Activation fee: may apply. Add’tl Requirements: For iPad 2 offer: customer must select Hopper system and minimum of America’s Top 120 package; allow 4-6 weeks for delivery; offer not available in Puerto Rico or USVI. HD Free for Life: $10/mo HD fee waived for life of current account; requires continuous enrollment in AutoPay with Paperless Billing. Premium Channels: 3-month premium movie offer value is $135; after promotional period, then-current regular monthly price applies and is subject to change. Hopper Features: AutoHop feature is only available with playback the next day of select primetime shows on ABC, CBS, FOX and NBC as part of PrimeTime Anytime feature. Both features are subject to availability. Blockbuster @Home Offer: 3 month offer value $30. After 3 months, then-current regular monthly price applies and is subject to change. Requires online DISH account; broadband internet to stream content; HD DVR to stream to TV. Streaming to TV and some channels not available with select packages. Installation/Equipment Requirements: Free Standard Professional Installation only. Certain equipment is leased and must be returned to DISH upon cancellation or unreturned equipment fees apply. Upfront and additional monthly fees may apply. Recording hours vary; 2000 hours based on SD programming. Equipment comparison based on equipment available from major TV providers as of 5/22/13. Watching live and recorded TV anywhere requires a broadband-connected, Sling-enabled DVR and compatible mobile device. Misc: Offers available for new and qualified former customers, and subject to terms of applicable Promotional and Residential Customer agreements. State reimbursement charges may apply. Additional restrictions and taxes may apply. Offers end 9/18/13. HBO®, Cinemax® and related channels and service marks are the property of Home Box Office, Inc. SHOWTIME is a registered trademark of Showtime Networks Inc., a CBS Company. STARZ and related channels and service marks are property of Starz Entertainment, LLC. All new customers are subject to a one-time processing fee.


– Edição 1516

www.BrazilianVoice.com

Sábado - 10 a 13 de julho de 2013

23


24

Sábado - 10 a 13 de agosto de 2013

www.BrazilianVoice.com

Edição 1516 –

Edição 1516 de 10 a 13 agosto de 2013  
Edição 1516 de 10 a 13 agosto de 2013  

• Policial à paisana desbarata bordel de brasileiras • Governo brasileiro revoga cidadania de Cláudia Hoerig • Erro de cálculo dispara valor...

Advertisement