Page 1


Todos os direitos em língua portuguesa reservados por © 2010, BV Films Editora Ltda e-mail: comercial@bvfilms.com.br Rua Visconde de Itaboraí, 311 – Centro – Niterói – RJ CEP: 24.030-090 – Tel.: 21-2127-2600 www.bvfilms.com.br / www.bvmusic.com.br É expressamente proibida a reprodução deste livro, no seu todo ou em parte, por quaisquer meios, sem o devido consentimento por escrito. Originalmente publicado em inglês com o título: A Woman of Confidence © 2006 Dee Brestin David C. Cook, 4050 Lee Vance View, Colorado Springs, Colorado 80918 U.S.A. All Rights Reserved This edition is published by special arrangement with COOK COMMUNICATIONS MINISTRIES Editor Responsável: Claudio Rodrigues Coeditor: Thiago Rodrigues Capa e Editoração: Guil Tradução: Elen Lessa de Souza Magalhães Revisão de texto: Marco Antonio Coelho Marcus Vinicius Cardoso Roseli Ferreira da Silva de Lima Christiano Titoneli Santana Ariana Fátima Chrisostomo Baptista ISBN: 978-85-61411-26-8 1ª edição - Fevereiro/2010 Impressão: Imprensa da Fé Classificação: Moral Cristã e Teologia Devocional

Impresso no Brasil


Nota do Tradutor Ao virar as páginas da seguinte obra, a leitora encontrará algumas referências feitas a músicas internacionais, uma vez que os livros desta série foram originalmente escritos em língua inglesa. Sendo assim, a autora sugere em vários momentos que tais canções sejam entoadas pelas participantes. Isto exigiu ora a tradução, ora a versão das músicas, a fim de facilitar a compreensão da mensagem específica que cada uma carrega sem, portanto, distorcer a intenção original. Contudo, nada impede (em caso das participantes não conhecerem as versões, ou em caso de tradução de músicas) a líder do grupo de selecionar músicas com as quais as participantes estejam familiarizadas e que transmitam a mesma mensagem das sugeridas pela autora desta obra.


Índice Agradecimentos..............................................................................9 Introdução.....................................................................................10 Instruções Especiais de Preparação.............................................12 1. Forasteiros na Terra.................................................................15 2. O Propósito da Nossa Jornada.................................................29 3. Preciosa, Escolhida e Amada...................................................47 4. Entendendo a Submissão no Contexto de I Pedro....................63 5. Surpreendentes, Mulheres Vencedoras......................................79 6. A Pessoa Interior do Coração..................................................97 7. Santificai a Cristo como Senhor em Seu Coração..................115 8. Chamados para a Sua Eterna Glória.....................................131 Versículos para Memorização....................................................145 Fontes das Ilustrações................................................................147 Índice dos hinos..........................................................................148 Orientações para a Líder............................................................158


Nossa vida na Terra é cheia de provações, tentações e ciladas. Pedro convida-nos a colocar nossa esperança em Deus e, assim, a viver vidas santas, e entender que estamos apenas de passagem por esta Terra rumo à nossa verdadeira casa eterna. Esta é a mensagem central de I Pedro. O Peregrino, uma maravilhosa alegoria de John Bunyan, nos ajuda a visualizar a aridez da epístola de Pedro. A ilustração


acima por Robert Lawson é uma visão geral de O Peregrino. Cristão faz o percurso primeiro. Mais tarde, sua esposa, Cristiana, e as crianças tomam decisão, e seguem viagem também. Como eles enfrentam confiantes as provações? Eles olham para frente, para a esperança que está adiante deles.


Para Gay Tillotson Certamente você não é “Vacilante”, pois tem se erguido acima das provações, tem assumido enormes riscos e tem demonstrado para aqueles que o veem que tem um grande Deus.


Agradeço muito a Deus por: Meus Editores: Dorian Cox-Coover do Seminário Teológico de Dallas, que me aconselhou com sabedoria, discernimento, e um coração verdadeiramente servil. Ela me ajudou a compreender o tema da confiança em I Pedro. Meu Assistente: Gay Tillotson, que trabalhou com afinco selecionando as ilustrações de O Peregrino, que intercedeu sobre este manuscrito, e me deu forças por refletir Cristo. Meu Grupo de Oração: Como eu gostaria de mencionar o nome de cada um de vocês – mas dou graças ao me lembrar de cada um. Como é grande o poder da oração de intercessão! Minha Família, Incluindo: Meus filhos, minhas irmãs e, especialmente e sempre, meu querido esposo Steve, cujo amor por O Peregrino primeiro me inspirou. Como fui abençoada pelo nosso casamento – e pela sua perspectiva, de que fomos coerdeiros da graça de vida (1 Pe. 3:7). Como você viveu isso. Você chegou à Cidade Celestial muito antes que qualquer um de nós pudesse imaginar – e eu estou indo, meu querido. Os Fiéis e Talentosos Servos de O Peregrino: John Bunyan, pelo maravilhoso presente O Peregrino. Os ilustradores que mantêm as palavras de Bunyan vivas em nossa mente: Robert Lawson, George Cruikshank, R.H. Brock, Randolph Klassen, E.F. Brewtnall e F. Barnard.

9


Introdução Por que algumas mulheres cristãs vivem uma vida limitada e cheia de medo, como o “Vacilante” em O Peregrino de John Bunyan, e outras, como “Esperançoso”, seguem uma vida confiante e vitoriosa? Pedro aprendeu o segredo da alegria da fé quando andou com Jesus. A sua própria vida foi transformada de um discípulo que fugia e se escondia para aquele que virou o mundo de cabeça para baixo. Este mundo está cheio de tribulações – Jesus nos disse que seria assim! Certamente os problemas que temos, sejam eles pequenos, como um bebê com cólicas ou um patrão injusto, ou grandes, como um câncer de mama, um marido infiel, ou a perseguição em razão da nossa fé, não devem nos abater. Se verdadeiramente nos apegarmos à realidade da terra para a qual seguimos e ao amor infalível e sabedoria do Deus Todo-poderoso que está ao nosso lado, seremos providos de fé, mesmo sendo perseguidos, e de imensa alegria, ainda que passando por aflições. Em Pedro, lemos que nós somos “peregrinos e forasteiros neste mundo” (2:11). Fomos chamados para uma outra terra, para a glória eterna, e estamos neste mundo não para vivermos em alegria, conforto ou riqueza, mas para aprendermos a ser como Jesus. I Pedro é uma “epístola árida”. Somos forasteiros na terra. À medida que caminhamos, encaramos dificuldades que irão aumentar quanto mais perto estivermos do fim. “Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que tua força é pequena”(Prov. 24:10). Precisamos aprender a ter confiança ao encarar os problemas desde já, antes mesmo que eles apareçam. Enquanto esteve preso por causa da sua fé, John Bunyan escreveu uma alegoria que impactou o mundo profundamente. Lançado em 1678, O Peregrino logo se tornou o segundo livro mais vendido depois da Bíblia. A história começa quando Cristão percebe que sua cidade está condenada à destruição. Ele tenta convencer sua esposa e filhos a fugirem da catástrofe que está por vir, mas eles pensam que ele está louco. Então ele parte sozinho, carregando um enorme fardo em suas costas. Quando ele alcança a cruz, o fardo cai-lhe dos ombros e a alegria inunda o seu coração. Sua jornada acaba de começar. À medida que ele segue viagem rumo ao seu verdadeiro Lar, o Celestial, ele passa por tentações, vales e amigos céticos. Como ele os encara? Colocando sua esperança em Deus! O segredo de uma vida confiante está em colocar sua esperança em Deus, que lhe ama e lhe chamou para um propósito.

10


Encontramos no interior da carta de I Pedro um trecho direcionado apenas para as mulheres. Pedro primeiro escreve às esposas cristãs recém-convertidas que ao aceitarem a Cristo sofriam perseguição por parte de seus maridos não-cristãos. Em seguida, ele se estende a todas as outras mulheres, exortando-as a viver vidas cheias de esperança. Nesse estudo, iremos observar este trecho com atenção e em detalhes – um trecho que frequentemente tem sido mal entendido e aplicado. O esclarecimento deste pode transformar sua vida e seu casamento.

11


Instruções Especiais de Preparação Mulheres de verdade são aquelas que têm “um espírito manso e tranquilo” (I Pe. 3:4), mas elas não são como a pequena “Vacilante”. Elas são mulheres fortes e confiantes que não têm medo de assumir riscos porque acreditam em Deus. Este não é um atributo inerente a elas, esta graça flui em suas vidas, em parte, através de uma prática de disciplina espiritual. Entretanto: 1. Faça suas tarefas de casa! Todos os dias, no mesmo horário, no mesmo lugar, para criar o hábito. Cada dia, peça a Deus para falar com você através da Sua Palavra. Jesus exorta-nos que falemos “de todo o nosso coração”. Se você participar dos estudos refletindo sobre os ensinamentos de I Pedro, você irá compartilhar e contribuir também com o aprendizado de suas irmãs. 2. Adquira um hinário, já que hinos serão sugeridos para enriquecer seu momento de devocional. Além dos indicados no índice, você pode querer outros. Essa vida é uma luta, e Deus frequentemente envia músicos adiante da batalha – nosso inimigo se enfraquece com o louvor. Inicie este momento louvando. 3. Esteja atenta às discussões em grupo. As mulheres naturalmente mais falantes devem se controlar, enquanto que as mais tímidas devem tomar coragem e tentar falar mais. 4. Não desvie o foco das discussões. Estas lições podem ser desenvolvidas em noventa minutos. Caso você não disponha desse tempo, você tem duas opções: A. Divida as lições e estenda o estudo para dezesseis semanas. Faça os exercícios de oração semanal em duas semanas. B. Faça toda a lição, mas discuta apenas a metade das questões. 5. Siga as instruções para o grupo de oração no final de cada lição. Guarde para si as confidências feitas pelo grupo. Na vida passamos por dificuldades e muitos problemas, por isso precisamos orar uns pelos outros e confiar que os problemas compartilhados serão guardados pelo grupo.

O Peregrino, Pijama e Pipoca Como as ilustrações e citações da obra O Peregrino são mencionadas ao longo deste estudo, planeje uma “noite de pijama” em qualquer dia do primeiro mês de reuniões. Existem muitas versões deste clássico disponíveis em bibliotecas. Você provavelmente também encontrará algum vídeo da versão de O Peregrino 12


numa livraria evangélica de sua cidade, ou pode comprar um pela Internet. Outra tradução do livro com as notas escritas pelo próprio John Bunyan e ilustrações especiais é O Peregrino lançado pela Bv Books. Depois de assistirem o vídeo ou de lerem uma das versões infantis ilustradas, reservem alguns instantes para debate, permitindo que cada mulher compartilhe suas impressões e exponha de que maneira tais ensinamentos poderão ser relevantes em suas vidas. Isso não só a ajudará a conhecer melhor suas irmãs, como também a entender a grande questão em I Pedro. Você pode fazê-lo a qualquer momento durante o estudo, mas quanto mais rápido melhor, pois beneficiará todas com uma visão geral do tema. E se não estiverem à vontade para vestir pijamas juntas? Então simplesmente usem roupas comuns. Sugiro também que leiam O Peregrino, sozinhas ou com suas famílias.

Cristão, sentindo o peso da carga de seu pecado, chora com gritos de lamentação. Ele precisa seguir viagem sozinho, deixando sua família na cidade condenada à destruição.

13


E


1 Forasteiros na Terra

E E

ssa semana você vai se preparar para a viagem. Você vai conhecer suas companheiras de viagem (se você fizer parte de um pequeno grupo), seu guia (Pedro), seu itinerário, e traçará o esboço dos principais temas presentes em I Pedro.

Exercício de Memorização Pedro nos escreve “cingindo o vosso entendimento” (1:13). Para isso, iremos memorizar as escrituras. Não levante suas mãos e diga: “Mas eu não consigo memorizar!” Ainda que você tenha fracassado no passado, aqui vai uma dica que tem ajudado muitas: memorize uma palavra de cada vez, algumas palavras por dia. Se você fizer isso um minuto por dia, ficará surpresa com o que conseguiu memorizar em oito semanas. Nas páginas no final deste guia você encontrará todos os trechos para memorização. Tire cópia ou rasgue a página e coloque-a no espelho do seu banheiro ou no mural de recados. Digite o versículo na tela do seu computador. Seja fiel, não só com você, mas sirva também de exemplo para as outras irmãs do seu grupo. A cada semana você terá uma passagem obrigatória (em negrito) e uma passagem extra (em fonte regular). Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo. (I Pe. 1:3-5)

15


Uma Mulher Confiante

AQUECIMENTO Fale o seu nome e uma frase sobre você. Depois disso, defina, em uma frase, um sentimento que teve ao ser “forasteira” em uma nova cidade, uma nova igreja ou um novo grupo de estudo bíblico.

Estudo da Palavra 1º DIA

Uma Mulher Confiante Planeja Com Antecedência A mulher virtuosa de Provérbios 31 não tem preocupações quanto ao dia de amanhã porque ela se preparou de antemão. Esta jornada por I Pedro será muito mais enriquecedora se você ler atenciosamente as instruções, se você aceitar o desafio da memorização, e se você obtiver uma panorâmica do lugar para onde vai. E é isso que você vai fazer hoje. 1. O que lhe chamou atenção nas instruções de preparação?

2. Passe um minuto, ou alguns minutos, memorizando a passagem bíblica. Louve Louvado seja Louvado seja... 3. Leia o pequeno livro de I Pedro numa versão da tradução corrigida e atualizada. Destaque as palavras ou expressões referentes à vida na terra como sendo uma jornada perigosa – palavras como peregrino, forasteiro, provação, fogo, teste, sofrimento, inimigo – e você começará a traçar um paradigma. 4. Agora observe cada capítulo novamente. Encontre uma passagem referente a um perigo desta vida que nos ensine a enfrentá-lo com confiança. Anote a referência, a passagem e o resumo do trecho com suas próprias palavras. Eu fiz um

16


Forasteiros na Terra do capítulo 1 como modelo para você. Escolha apenas uma passagem (embora existam várias) de cada capítulo, inclusive uma do capítulo 1. A. I Pedro 1: I Pedro 1: 6-7: “Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações, para que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo”. Resumo: Na terra eu passarei por provações, mas como o fogo refina o ouro, tais provações testificarão que minha fé é genuína. Essa fé, aperfeiçoada, resultará em louvor no final da minha jornada, quando Jesus será revelado. Sua vez: B. I Pedro 2 (Encontre um versículo direcionado a você enquanto forasteiro; copie e resuma.)

C. I Pedro 3 (Como mulheres que habitam nesta terra, devemos valorizar o que é permanente em detrimento do que é transitório. Encontre um versículo que aborde esta afirmação; copie e resuma.)

D. I Pedro 4 (Ache um versículo que descreva a atitude correta que um forasteiro nesta terra deve ter face ao sofrimento. Copie e resuma.)

E. I Pedro 5 (Encontre um versículo que fale particularmente a você nos dias de hoje como forasteiro que peregrina na terra. Copie e resuma.)

2º DIA

O “Antes” de Pedro O apóstolo Pedro é o seu guia. E como serve de modelo a respeito do que escreve! Em seu prefácio de I Pedro em A Mensagem, Eugene Peterson declara:

17


Uma Mulher Confiante De acordo com os primeiros relatos da história de Pedro, ele tinha todas as inclinações de um tirano. O fato dele não ter se tornado um tirano (e os religiosos são os piores), mas, ao contrário, um corajoso, humilde, confiante e modesto servo de Jesus Cristo como vemos nessas cartas, é um convincente testemunho sobre o qual ele mesmo descreve como “uma nova vida”, para se viver plenamente. (Colorado Springs, Navpress, 1993, 486) O jovem Pedro era confiante, mas sua confiança estava nele mesmo e na sua própria força. Quão diferente é o Pedro que vemos em Atos, do Pedro que escreve esta carta. Por causa de suas atitudes face às tribulações e provações pelas quais passou durante sua jornada aqui na terra, ele se tornou o homem que Deus o chamou para ser. Ao invés de confiar em si mesmo, Pedro aprendeu a esperar em Cristo. Este é o segredo de uma confiança inabalável, que fez de Pedro uma rocha. 5. Leia Mateus 14:22-33 e descreva o que aconteceu e que qualidade admirável você vê em Pedro nos versículos 28-29:

Analisando esta passagem, que fraqueza você encontra em Pedro?

Como Jesus o repreendeu?

Como Pedro respondeu à repreensão de Jesus? (vv. 32-33)

Um dos principais temas de I Pedro é esperar. Não é o mesmo sentido que damos à palavra esperar no inglês (e no português) contemporâneo (Espero que chova), mas um sentido semelhante à fé, significando a certeza da esperança baseada no que acreditamos ser verdadeiro a respeito de Deus. Consultando os capítulos anteriores de Mateus, cite alguns do milagres que Pedro testemunhou que contribuíram para que ele confiasse em Cristo?

18


Forasteiros na Terra Dê exemplos da manifestação do poder e da bondade de Deus na sua vida? (Liste pelo menos três exemplos)

Mencione uma situação que você está vivendo agora que poderia lhe causar medo. De que maneira suas experiências anteriores poderiam ajudá-la a confiar em Deus?

Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. (I Pe. 5:7) 6. Leia Mateus 16:13-20. Descreva a confissão de Simão Pedro.

A declaração [de Jesus] pode ser interpretada de forma séria, como que dizendo: “Você é, verdadeiramente, uma base forte” ou, ironicamente, como se dissesse: “Você é uma rocha!” A seção como um todo favorece uma leitura irônica. (J. Ramsey Michaels, Word Biblical Commentary, “I Pedro” [Dallas: Word, 1988.]) Jesus está edificando Sua igreja em Pedro ou na confissão de fé dele? Por que você acha que Jesus mudou o nome de Simão para Pedro? Explique.

Seu nome era Simão, mas Jesus mudou para Pedro, que significa “uma pedra”... frequentemente ele é chamado de “Simão Pedro”. Talvez o uso dos dois nomes se refira às duas naturezas do Cristão: o velho homem (Simão) que está propenso a falhar, e o novo homem (Pedro) que alcança vitórias. Enquanto Simão, ele era apenas um pedaço de barro humano, que Jesus transformou em rocha! (Warren Wiersbe, Be Hopeful, [Colorado Springs: Chariot Victor, 1982.]) A respeito disso, de que maneira Pedro demonstra ter pés de barro? (Mt. 16:21-23)

19


Uma Mulher Confiante 7. Quem Pedro diz ser a pedra principal em I Pedro 2:4-8?

Em I Pedro 2:9-11, como Pedro define quem você é? E de que maneira tais preceitos lhe conduzirão a uma verdadeira confiança?

8. O que Simão Pedro teve o privilégio de testemunhar em Mateus 17:1-8? (Outro tema de I Pedro é o Cristo glorificado. Aqui Pedro presencia uma prévia disso.)

Que erro Simão Pedro comete? Como Deus o corrige?

Como Pedro considera esta experiência a partir daqui? (leia 2 Pe. 1:16-18)

9. Leia João 18:1-11 e Mateus 26:47-54. Que erro Simão Pedro comete aqui? Como Jesus o repreende?

Outro tema de I Pedro é que Deus é o soberano juiz. Mesmo quando somos tratados injustamente podemos confiar, pois Deus é o nosso Juiz. Leia I Pedro 2:19-23 e descreva a mudança de perspectiva de Pedro. 10. Você está passando por alguma situação em sua vida onde se sente injustiçada? Que ensinamento você pode tirar de I Pedro 2:19-23?

3º DIA

O “Depois” de Pedro

Amamos Pedro pelo seu forte entusiasmo, mas provavelmente a qualidade que Jesus mais admirava nele era seu desejo de aprender. O Senhor falava com Pedro mais do que com qualquer outro discípulo, ele era o mais severamente repreendi20


Forasteiros na Terra do, mas também o mais elogiado. Pedro aprendeu sua lição durante sua jornada aqui na terra. Ele viveu sua fé intensamente e morreu como mártir. Assim como Pedro, você também passará por provações. Essas provações podem ser usadas por Deus para lhe transformar, para lhe ensinar a diferença do que é eterno e do que é transitório. A maneira como agimos ao passar por provações nesta vida revela se nosso amor por Jesus é genuíno. Satanás afrontou Deus dizendo que Jó só O amava porque Deus era generoso para com ele – mas Jó provou que havia seguidores que amavam a Deus mesmo quando não eram abençoados por Ele. Pedro também provou que seu amor era genuíno, perseverando nos momentos de provação. Na minha opinião, o episódio mais marcante entre Jesus e Pedro está no final do evangelho de João quando, três vezes, Jesus pergunta: “Você me ama?”. Recordo-me da canção de Fiddler on the Roof (Violino no Telhado) onde Tevya insiste em perguntar a sua esposa, casados há vinte e cinco anos: “Você me ama?”. Ele quer saber – tal qual o Senhor deseja saber se O amamos! Golde responde que há vinte e cinco anos lavava suas camisas – mas a resposta não o satisfaz. Ele insiste na pergunta: “Você me ama?”. Se disséssemos a Jesus: “Há vinte cinco anos tenho frequentado a igreja”, eu acredito que ele perguntaria novamente: “Você me ama?”. O amor verdadeiro frutifica: frutos da obediência, da confiança na tribulação e do abandono dos nossos próprios interesses.

A tradição diz que Pedro foi crucificado de cabeça para baixo porque não se sentiu digno de morrer da mesma forma que seu Senhor. Esta gravura está em Roma, Itália.

21


Uma Mulher Confiante 11. Leia Mateus 26:69-75 e descreva a queda de Pedro e seu arrependimento.

Que prova temos em Marcos 16:7 da restauração de Deus em Pedro?

O que Pedro aprendeu com sua queda? (I Pe. 3:13-15)

12. Leia João 21:7-8, 15-23 A. Como Pedro reagiu quando viu que era Jesus quem estava na praia? Como vemos, nessa passagem, os sentimentos de Pedro para com Jesus?

B. Que pergunta Jesus fez três vezes a Pedro?

C. Como Pedro se sentiu e o que ele respondeu na terceira vez?

D. Por que Jesus insistiu nessa pergunta?

Existem muitas teorias, algumas relacionadas ao fato de Pedro ter negado Jesus três vezes. Pedro estava certo – Jesus já conhecia seu coração. Acredito que Jesus frequentemente faça perguntas para o nosso próprio bem. Ele pretendia preparar Pedro para pastorear seu rebanho, para resistir às duras provações que estavam por vir. O verdadeiro amor é demonstrado através da obediência e da confiança. E. Que profecia Jesus proferiu para Pedro em João 21:18-19?

22


Forasteiros na Terra 13. Às vezes, é bom sabermos que a jornada até o céu pode ser difícil. O que Pedro nos ensina a esse respeito em I Pedro 4:12-13?

14. O livro de Atos nos revela Pedro como um servo poderoso de Deus que pregou o sermão do Pentecostes (At. 2), realizou seu primeiro milagre (At. 3) e muito mais. Leia Atos 2:14-4:22 e destaque alguns trechos onde observamos a ousadia e fé do Pedro transformado.

15. Considere alguns fracassos em sua vida. O que você aprendeu com eles? Dê exemplos.

16. Reflita agora sobre algumas das provações pelas quais passou em sua vida. Sua fé foi confirmada? Nesse caso, que visão você tem do Deus que te concedeu confiança?

Exercício de Memorização I Pedro 1:3.

4º DIA

Fazendo Essa Jornada Acontecer! Quando criança, meus pais me levavam a viagens maravilhosas para o exterior; confesso que me lembro muito mais das piscinas do que das catedrais e catacumbas. À medida que eu crescia, eu estudava a história dos locais antes de viajarmos, o que fazia uma enorme diferença. Da mesma forma, você terá a compreensão da situação dos primeiros cristãos em I Pedro. Pedro escreveu esta carta num período de intensa perseguição aos cristãos. Em 19 de Julho de 64 AD, Roma foi incendiada e a população culpou o imperador Nero. Como precisava de um bode expiatório, Nero mandou prender os cristãos, culpando-os pelo incêndio. Tal fato desencadeou uma série de martírios. 23


Uma Mulher Confiante O motivo de suas mortes foi considerado uma farsa. Vestidos com pele de animais selvagens, eles eram dilacerados por cães, ou crucificados, ou incendiados à noite, como tochas humanas, substituindo assim a luz do dia. Nero oferecia seus jardins para tal espetáculo. (Tacitus, segundo citação em I Peter James: Living Through Difficult Times (Vivendo em épocas difíceis) [Littleton, CO: Serendipity, 1995],8) 17. A perseguição dispersou os cristãos, espalhando-os e impulsionando-os para fora de Jerusalém. A. Pesquise alguns dos continentes mencionados em I Pedro 1:1 num mapa do Novo Testamento na Bíblia. Se em Roma, a que distância foram eles impelidos? (Calcule se seu mapa possuir uma escala)

B. Como você acha que se sente uma pessoa forçada a deixar sua casa, em busca de refúgio para salvar sua vida?

Acima está a página-título da edição original de O Peregrino. A letra em ‘Progress’ que se parece com um ‘f’ é uma forma antiga do inglês de representar a letra ‘s’.

24


Forasteiros na Terra

Tarefa Individual Imagine você e seus filhos sendo perseguidos. Leia I Pedro e destaque os versículos que nos ensinam como reagir à perseguição. Outro meio de vivenciar esta jornada é entender a enriquecedora história de O Peregrino e observar cuidadosamente as ilustrações - presentes neste guia de estudo - feitas por artistas do século XVII para nós hoje. Examine atentamente os detalhes e você se surpreenderá com as incríveis descobertas.

Exercício de Memorização Revise I Pedro 1:3.

5º DIA

Conhecendo Suas Companheiras de Viagem Deus tem abençoado as mulheres com o dom da intimidade. Neste estudo, vocês terão a oportunidade de conhecer intimamente umas as outras. Das quatro descrições abaixo, escolha aquela que mais se aproxima da descrição do início da sua própria jornada espiritual. Escreva uma frase (e apenas uma) descrevendo o início desta jornada. Esteja pronta a compartilhar sua frase ao final do primeiro estudo, ou na festa de pijamas – se o grupo planeja realizá-lo em breve – onde você poderá fazê-lo mais extensamente (várias frases cada). (Você terá liberdade de optar por fazê-lo) 18. Qual das descrições abaixo mais se parece com sua jornada espiritual?

A. Como Timóteo, eu conheci Jesus quando eu era ainda bem pequena e nunca me afastei dEle. B. Como Paulo, eu conheci Jesus quando já era adulta em uma experiência de conversão dramática. C. Como Timóteo, conheci Jesus quando ainda era criança – mas me afastei dEle, tendo me reconciliado com Ele depois de adulta. D. Eu ainda não coloquei minha confiança em Cristo, mas posso estar próxima a fazê-lo. 25


Uma Mulher Confiante Qual deles está mais próximo da sua realidade? Escreva aqui uma frase resumindo sua história:

Exercício de Memorização Relembre I Pedro 1:3

Momento de Oração Este guia irá conduzi-las a vários exercícios de oração. Hoje, fiquem de pé em círculo e deem as mãos. Numa sequência em sentido horário, cada mulher irá, com uma frase, abençoar a que estiver à sua direita. Ela deve dizer algo como “Obrigada, Senhor, por dar a Aurora um espírito manso”. Se ela ainda não conhecer Aurora, ela poderá dizer: “Senhor, abençoe Aurora”. Caso ela não queira orar em voz alta, ela poderá orar silenciosamente e apertar a mão de Aurora para que esta saiba a sua vez de orar.

26


&

Orações Louvores

27

Uma Mulher Confiante  

Deus criou você para ser Uma Mulher Confiante. A proposta de Dee Brestin em Uma Mulher Confiante é a transformação da mulher instável para...