Issuu on Google+

BUINFORMA Universidade Federal de Santa Catarina, Quinta-feira, 8 de setembro de 2011 - Nº 2

ACERVO

Reunião avalia aquisição de livros

Número de pedidos por Centro foi divulgado, CCE possui a maior demanda

A

Lucas Inácio - BU/UFSC

Comissão de Desenvolvimento de Coleções e servidores da Biblioteca Universitária (BU) reuniram-se no último dia 30 para analisar os pedidos de livros feitos pelos centros de ensino para a atualização do acervo. Desde março deste ano, foram requisitados 9.891 exemplares de 1.815 títulos diferentes, buscando atender a exigência do Ministério da Educação (MEC) de um exemplar para cada oito alunos da disciplina. A reunião tratou também de assuntos como acessibilidade e a políticas de aproximação da biblioteca com a comunidade acadêmica. No final de junho, a BU recebeu R$ 522 mil reais para a compra de livros e para atender a demanda de nove dos 11 centros de ensino Política de reaproximação da BU com os professores estimula atualização das bibliografia básicas da UFSC – até a reunião, o Centro de Desportos (CDS) e o Centro de dores da Biblioteca Universitária, um Ciências Jurídicas (CCJ) não enviaram representante do Diretório Central dos Pedidos realizados por Centro de março a agosto pedidos. A Biblioteca Universitária, a Estudantes (DCE), da Associação de Biblioteca Setorial do Colégio de Apli- Pós-Graduação e dos campi de AraranBU - 213 títulos, 515 exemplares cação (BSCA) e os campi de Araran- guá, Curitibanos e Joinville. BSCA - 22 títulos, 121 exemplares guá, Curitibanos e Joinville também BSARA - 98 titulos, 405 exemplares estão na lista. Acessibilidade Durante o encontro foi destacada As questões relacionadas à acesBSCUR - 209 títulos, 2029 exemplares a importância da atualização da bi- sibilidade também foram tratadas na BSJOI - 162 títulos, 621 exemplares bliografia básica e do encaminhamento reunião. Com a presença de Roberta CCA - 99 títulos, 455 exemplares dos pedidos pelos docentes. “O profes- Moraes de Bem, responsável pelo Amsor tem um papel fundamental no pro- biente de Acessibilidade Informacional CCB - 14 títulos, 63 exemplares cesso de selecao, avaliacao e sugestoes (AAI), foram discutidas novas formas CCE - 419 títulos, 3046 exemplares de novas aquisicoes, pois queremos que de inclusão dos deficientes e adapCCS - 49 títulos, 303 exemplares a comunidade retome a ideia de que o tações em vários espaços da universiCFH - 120 títulos, 744 exemplares caminho da informação científica é via dade, principalmente em sala de aula. biblioteca”, disse a Diretora da BU NarUma das questões era de que alguns CFM - 135 títulos, 420 exemplares cisa Amboni. alunos com deficiência preferem não CSE - 27 títulos, 212 exemplares A Comissão de Desenvolvimento de revelar sua deficiência. “Eles só querem CTC - 237 títulos, 1044 exemplares Coleções foi reativada em 2008 para se sentir inclusos e cabe a nós termos auxiliar a BU na atualização do acervo, a sensbilidade de tratá-los com mais *Os centros fora da lista não tinham pedidos baseando-se nas bibliografias básicas proximidade, isso com todos os aluregistrados até o dia 30/8 das disciplinas. A equipe é composta nos da universidade”, disse o professor **Os pedidos do CED estavam sendo inseridos por um professor de cada centro de Fernando Kinoshita, representante do no Pergamum e não foram computados ensino da UFSC, além de quatro servi- CCJ, durante a reunião.


2 | Quinta-feira, 9 de setembro de 2011

Comunicação científica e Bibliotecas Universitárias A explosão informacional propiciada pelo desenvolvimento exponencial das tecnologias de informação e comunicação (TIC’s), mais especificamente da Internet, revolucionou todos os setores da sociedade e também as bibliotecas e seus serviços. As Bibliotecas Universitárias (BU’s) buscam inovar nos serviços e produtos à comunidade universitária. A comunicação científica é, sem dúvida, um grande trunfo para as BU’s despenderem esforços e contribuírem neste processo. O processo de comunicação científica se dá a partir da concepção de uma idéia pelo pesquisador até a publicação e disseminação dos resultados de seus experimentos. Com o objetivo de contribuir efetivamente no processo de comunicação científica, muitas BU’s desenvolvem e mantém repositórios e portais de periódicos científicos institucionais. Tais iniciativas, além de dar visibilidade e disseminar a informação cientifica, possibilitam a ampliação das habilidades, conhecimentos e competências dos profissionais bibliotecários que atuam nestes ambientes. É evidente a participação das BU’s no processo de comunicação científica, seja através da disponibilização de informação nos diversos formatos, orientação e capacitação dos pesquisadores na busca, recuperação e uso da informação relevante, disseminação das pesquisas, preservação do conhecimento científico. No entanto, mesmo com todo o potencial das BU’s, pesquisas indicam que as comunidades científicas subutilizam os serviços bibliotecários. Faz-se necessário que as comunidades científicas e os bibliotecários reflitam sobre os fatores que corroboram para esta ocorrência a fim de reverter esta situação, pois as BU’s são agentes coresponsáveis pelo avanço científico e tecnológico do país.

INFORMAÇÃO

Dainf lança tutorial para visualizador de normas

Vídeo explica como instalar programa para consultas à ABNT

A

para a biblioteca em busca de informação e este foi um dos motivos principais para a criação do vídeo. “Nós detectamos uma necessidade do usuário que possuía dificuldade em instalar o programa, então criamos esta ferramenta como auxílio e tem nos dado um bom retorno”, disse Claudiane. O tutorial pode ser assistido no link disponível no Portal BU ou na página da “Bibiotecas UFSC” no Youtube junto com outros vídeos da BU.

Divisão de Automação e Informação (Dainf) da BU disponibilizou no dia 29 do último mês um tutorial de instalação para visualizar as normas da ABNT, software disponível no Portal BU desde o final de maio. O vídeo foi criado pela servidora Claudiane Weber, juntamente com o bolsista de biblioteconomia Rafael Cobbe, para auxiliar aos usuários na instalação do programa. Um alto número de usuários ligava

Sugestão de leitura Quando Nietzsche chorou*

Divulgação

PONTO DE VISTA

BUINFORMA

Bibliotecária e servidora da Biblioteca Universitária

Esta é uma envolvente mescla de fato e ficção, um drama de amor, fé e vontade tendo por pano de fundo o fermento intelectual da Viena do século XIX, às vésperas do nascimento da psicanálise. Friedrich Nietzsche (o maior filósofo da Europa), Josef Breuer (um dos pais da psicanálise), um pacto secreto e um jovem médico interno de hospital chamado Sigmund Freud: esses elementos se combinam para criar a saga inesquecível de um relacionamento imaginário entre um extraordinário paciente e um terapeuta talentoso. Na abertura deste romance, a inatingível Lou Salomé roga a Breuer que ajude a tratar o desespero suicida de Nietzsche mediante sua experimental terapia através da conversa. Ao aceitar relutante a tarefa, o eminente médico realiza uma grande descoberta: somente encarando seus demônios internos poderá começar a ajudar seu paciente. Assim, dois homens brilhantes e enigmáticos mergulham nas profundezas de suas obsessões românticas e descobrem o poder redentor da amizade.

Email:

Para enviar sua sugestão de leitura mande e-mail para direcao@bu.ufsc.br

Joana Carla Felício

joana@bu.ufsc.br

Obra original foi lançada em 1992 Editora: Ediouro Publicação: 2005 Páginas: 407 Setor na BU: Bellatrix Nº de chamada: 820(73)-31 Y19q

*por Thais Franzoni Dau, Bolsista de Biblioteconomia da BU


Quinta-feira, 8 de setembro de 2011 | 3

BUINFORMA TECNOLOGIA

Joinville recebe estação de empréstimo

A

Biblioteca Setorial do Campus de Joinville (BS-JOI) recebeu uma estação de auto-empréstimo no início do mês de agosto. Os servidores da Divisão de Automação e Informação (Dainf) da BU, João Carlos Motter e Claudiane Weber, foram ao campus do norte do estado e fizeram a instalação do terminal. A mudança visa agilizar o processo de empréstimo da BS-JOI além de incluir seus 900 usuários no sistema utilizado pelas bibliotecas da UFSC. Segundo a bibliotecária responsável pela BS-JOI, Denise Rocha, a instalação do terminal foi muito importante devido o alto fluxo de alunos e o crescimento do acervo, resultando em agilidade no processo de empréstimo e melhora no espaço físico. “Antes tínhamos de atender usuário para um simples empréstimo, agora com o terminal os alunos tem autonomia de pegar os livros e eu posso me ater a outras tarefas”.

Claudiane Weber - BU/UFSC

Terminal foi instalado na biblioteca setorial do norte do estado no início de agosto

Denise assiste à instalação do terminal de auto-empréstimo pelo servidor Motter prédios definitivos no campus do norte do estado para ter seu espaço definitivo. A Biblioteca Setorial de Joinville completou dois anos em agosto, e surgiu como suporte ao curso de Engenharia da Mobilidade, sendo assim, um espaço especializado na área.

A setorial conta com um espaço de 27m² no campus da Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE), onde está provisoriamente. O espaço abriga um acervo com 3717 exemplares e 314 títulos, número que cresce com as constantes aquisições de livros da BU. A biblioteca aguarda a construção dos

Pesquisadora italiana visita o museu do brinquedo na BU

Biblioteca Universitária UFSC no Facebook Lucas Inácio - BU/UFSC

A pesquisadora de história da arte infantil Marina Tonzig visitou nesta terça-feira o Museu do Brinquedo da Ilha de Santa Catarina (MBISC), localizado no prédio central da Biblioteca Universitária, para firmar parceria com a responsável pelo museu, Telma Piacentini. Marina é criadora do projeto Mostra Internacional do Brinquedo Brasileiro e da Cultura Lúdica Vêneta, que busca desenvolver pesquisas e exposições na área infantil relacionando Brasil e Itália. Além da capital catarinense, nesta viagem Marina passou por museus de São Paulo, Belo Horizonte e Curitiba, e mantém contato com instituições em Salvador e Natal. A pesquisadora veio acompanhada do músico brasileiro Eduardo Hebling, responsável pela parte musical do projeto. Hebling mora na Itália há 21 anos

REDES SOCIAIS

@bu_ufsc no Twitter

EXPEDIENTE

Telma apresentou o museu à historiadora

e está auxiliando Marina no primeiro contato com as instituições brasileiras. “Nesta viagem eu estou acompanhando a Marina para ajudar na comunicação e nas questões logísticas, mas esta é só a primeira visita de muitas”. A reportagem completa sobre a visita de Marina Tonzig ao MBISC você confere na próxima edição de BU Informa.

Produção Editorial: Lucas Inácio Supervisão: Narcisa de Fátima Amboni Orientação: Maria José Baldessar Colaboração: Joana Carla Felício Thaís Franzoni Dau


BU Informa