__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Feito para todas as classes

Itajaí, 7 de maio de 2021 | Ano XXIII | N° 992

Santa Catarina tem mais de 100 mil cirurgias eletivas represadas Falta de anestésicos impede volta de cirurgias eletivas com anestesia geral

PÁGINA 5

Julgamento de Moisés no caso dos respiradores será hoje, 7 de maio PÁGINA 7

PÁGINA 7

Comércio de Itajaí abrirá até mais tarde na véspera do Dia das Mães


2

POLÍTICA

Ano XXIII - edição 992 - 7 de maio de 2021

WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

COLUNA DO PRISCO

Brasil

Foram os brasileiros que ocuparam as ruas. E nem venham com essa conversa mole de ato antidemocrático. Nada disso, foi tudo absolutamente democrático.

Sinalização

Impeachment: desespero e parcialidade

A fatura está sendo descontada. O Deputado Laércio Schuster, que votou a favor do afastamento de Moisés da Silva e indicou vários importantes no governo interino, ingressou com uma reclamação no STF contra o presidente do TJSC, Ricardo Roesler, que também pilota o Tribunal Especial de Julgamento que deve ser reunir nesta sexta-feira para definir o futuro político de Santa Catarina. O detalhe é que não foram os autores do pedido de impeachment que foram ao STF, mas sim um deputado que compôs a corte temporária do processo de impedimento. Este tipo de iniciativa do parlamentar o descredencia completamente para atuar como magistrado no impeachment, pois sua parcialidade está escancarada e documentada. Agora não restam dúvidas de que se trata de um movimento quase que desesperado de Schuster a serviço da gestão interna. Passa a impressão de que os adversários de Moisés da Silva não têm os sete votos assegurados para degolar o chefe do Executivo, o que elevaria Daniela Reinehr à condição de governadora, de fato e de direito, de Santa Catarina.

Holofotes

O senador Jorginho Mello (PL/SC) comentou sobre o depoimento dado pelo ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, na CPI da Pandemia, instalada no Senado Federal. O catarinense classificou a fala do ex-ministro como um palanque político, já que Mandetta seria um possível candidato à presidência da república nas eleições de 2022.

FRASE

“Ele (Mandetta) foi mais político do que o ex-ministro da saúde. Ele falou o que quis mesmo com as perguntas feitas pelos senadores. Teve sua exposição durante sete horas na CPI. Mandetta teve o momento de fazer um grande palanque político ontem e ele aproveitou isso. Ele diz que quer ser candidato e que está à disposição. Formou um belo trio com um presidente e um relator de CPI totalmente imparciais.” disse o Senador Jorginho Mello.Isso é uma fraude. É um escândalo. Algo muito sério. Estamos chegando ao limite. E este foi o primeiro aviso. Ao STF, aos setores do Legislativo e aos próprios meios de comunicação.

Povo nas ruas contra a ditadura do STF

O Brasil praticamente parou no sábado, 1 de maio, feriado nacional. A Nação foi às ruas. A previsão é que o asfalto foi ocupado por passeatas e carretas em mais de 1,5 mil municípios. Estamos falando das principais cidades do país. Aqui em Santa Catarina, vários municípios também de pequeno e médio porte, assim como em vários estados. Com um detalhe: não tivemos manifestações com bandeiras que não tenham sido a do Brasil. Não tinha bandeira de partido político, de central sindical, de sindicatos, nada. Não foi uma manifestação genuína como aquela de junho de 2013, mas foi sem duvida alguma uma mobilização que teve caráter apartidário. E muito significativo. Claro que bolsonaristas-raiz marcaram presença. A motivação, no entanto, foi fora de um contexto partidário.

Mídia manipula

Por isso que não é possível admitir o que setores consideráveis da mídia nacional, inconformados com o governo Bolsonaro, que fechou as torneiras bilionárias de governos passados, estão tentando afirmar que somente os simpatizantes do presidente ocuparam as ruas.

O povo foi às ruas atendendo sinalização do presidente, de que pode acionar as Forças Armadas como poder moderador quando outros poderes avançam sobre os demais, o que STF faz todo santo dia neste país. Exatamente para isso existe o Artigo 142 da Constituição.

Raposas no galinheiro

Carta Magna, aliás, que deveria ser preservada a todo custo pelo tal de STF. Tudo o que as nobres togas não fazem, contudo, é preservar a Constituição, sua missão maior. Os ministros-militantes de esquerda estupram a Carta ao seu bel prazer e daí falam em ato antidemocrático. E não se trata de golpe coisíssima nenhuma. Ditadura hoje vem do STF. O país não aguenta mais o comportamento autoritário destes senhores e senhoras. Demorou um pouco, mas a reação começou e está em curso.

Contramão da história

Lula da Silva e Dilma Rousseff foram dois presidentes que patrocinaram a roubalheira no Brasil. Antes deles, Fernando Henrique Cardoso foi o chefe da nação. Já foi considerado um grande sociólogo, mas hoje não passa de um abestalhado senil, que a cada dia e a cada nova declaração se enterra mais. Os três foram ouvidos por um famoso veículo de comunicação no fim de semana passado. O mesmo veículo deu uma cobertura meia boca para as manifestações de sábado contra a ditadura do STF e a favor da democracia. E distorcendo, claro, a motivação de o povo ir para a rua. Mas deram voz a estas três figuras nefastas para “falar da realidade nacional.” A mesma emissora que ignorou toda a movimentação das Diretas Já, em meados da década de 80. A mesma empresa que editou o debate de 1989 para beneficiar Fernando Collor e derrotar Lula da Silva. E que depois atuou para derrubar o próprio Collor. Na mesma balada, portais nacionais, jornais de circulação nacional, ignorando olimpicamente a ida de 25 milhões de pessoas às ruas no dia 1 de maio.

Câmara de Itajaí reabre plenário ao público Lotação será de 15% da capacidade total.

O plenário da Câmara de Vereadores de Itajaí está reaberto ao público desde ontem, quinta-feira (6), durante as sessões ordinárias. Com capacidade total para 289 pessoas, o Plenário Vereador Arno Cugnier poderá receber até 43 pessoas por reunião. O número corresponde a 15% do número de assentos. O controle de acesso será feito com distribuição de pulseiras. Os interessados em assistir à sessão presencialmente deverão fazer a solicitação na recepção do Legislativo. As mudanças estão descritas no Ato da Mesa Diretora nº 14/2021, assinado nesta semana. O documento também altera o número de visitantes simultâneos por gabinete – dois quando a matriz de risco estiver em gravíssimo; três quando estiver grave; e quatro quando a matriz de risco estiver em nível alto ou moderado. Outras medidas como uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura na entrada e distanciamento continuam vigentes no prédio da Câmara de Vereadores de Itajaí.

Diretor: Carlos Bittencourt | carlos@bteditora.com.br 47 - 9 8405.8777 Diagramação: Solange Maria Pereira Alves (0005254/SC) solange@bteditora.com.br Departamento Comercial: (47) 3344.8600 O Jornal do Bairros é uma publicação da empresa Letras Editora Ltda. (ME), com sede na Rua Anita Garibaldi, 425 Centro – Itajaí –SC. CNPJ: 03.334.705/0001-33 Telefone: (47) 3344.8600 Site: www.jornaldosbairros.tv

Impressão: Gráfica Soller

O Jornal dos Bairros não se responsabiliza pelos

Circulação: Itajaí, Balneário Camboriú, Navegantes e região.

artigos assinados pelos seus colaboradores ou de

Fale conosco: Sugestão de temas, opiniões ou dúvidas: carlos@bteditora.com.br | jornalismo@jornaldosbairros.tv

matérias oriundas de assessorias de imprensa de órgãos oficiais ou empresas particulares.

Jornal filiado à Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina Rua Adolfo Melo, 38, Sala 901, Centro, Florianópolis, CEP 88.015-090 Fone (48) 3029.7001 e-mail: adjorisc@adjorisc.com.br


3

Ano XXIII - edição 992 - 7 de maio de 2021

WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

Boletim Econômico de maio traz evolução do PIB das associações de municípios catarinenses Considerando o PIB na série 2002-2018, o destaque está no desempenho da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), que passou da quarta posição no PIB, com 7,6% de participação em 2002, para a terceira posição, com 14,4% em 2018.

A

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) lança mais uma edição do Boletim de Indicadores Econômico-Fiscais de Santa Catarina. O material do mês de maio traz uma análise da evolução do PIB das associações de municípios catarinenses do ano de 2002 até 2018. Nesta edição, o boletim mostra ainda uma atualização dos principais indicadores da economia estadual, contando com os novos números dos indicadores fiscais do Governo de Santa Catarina. Participação no PIB Considerando o PIB na série 20022018, o destaque está no desempenho da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), que passou da quarta posição no PIB, com 7,6% de participação em 2002, para a terceira posição, com 14,4% em 2018. O que representa um ganho de 6,8 pontos percentuais, o maior crescimento entre todas as associações. Na sequência vem a Associação de Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc), que concentrou em 2018, 15,42% do PIB do Estado, muito próximo dos 15,37% da Associação de Municípios da Região Grande Florianópolis (Granfpolis). Ambas ganharam participação no período considerado. A primeira ganhou 0,1 ponto percentual, enquanto a segunda avançou 0,5.

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Arquivo/ Secom

Além destas, apenas a Associação do Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc), a sétima maior, ganhou participação, passando de 4,2% em 2002, para 4,4% em 2018. Embora as demais não tenham deixado de crescer, perderam participação no PIB estadual. População A Granfpolis segue como a maior associação em população com 16,8% do total estadual, frente a 15,5% em 2002. Na sequência, está a Amunesc que passou de 11,8% para 12,1%, e Blumenau, de 10,2% para 11,1%. Foram seis as associações de municípios que aumentaram a participação na população estadual nesse período, sendo que a Amfri foi a que mais adensou, passando de 7,6% em 2002 para 9,9% em 2018, um aumento de 2,3 pontos percentuais no período. Na sequência, por ordem de aumento na participação, estão a Granfpolis (1,3 p.p.), a Ammvi (0,9 p.p.); a Amvali (0,7 p.p.); Amunesc (0,3 p.p.) e a Amosc (0,1 p.p.). As seis concentraram 58,5% da população estadual em 2018, sendo que em 2002 era 52,9%. As cinco maiores associações em PIB, todas situadas na faixa litorânea, representaram 67,1% do PIB estadual de 2018, contra 61,9% em 2002. Estas regiões tinham 60,3% da população estadual de

2018, sendo que em 2002 eram 55,1%. “A capacidade de cooperar socialmente é uma construção coletiva e histórica do catarinense. Superar desafios e buscar oportunidades na realidade presente e futura através de bases associativas pode ser um atalho no processo de desenvolvimento, assegurando melhoria na qualidade de vida para todos. E nossas associações municipais têm um grande papel nesse processo”, finaliza o economista Paulo Zoldan.

As associações As associações de municípios de Santa Catarina estão entre as primeiras formadas no país. Surgiram do pioneirismo de imigrantes estrangeiros e das gerações seguintes, que propiciaram o desenvolvimento do associativismo e do cooperativismo, nasceram como uma forma de unir forças na busca pelo desenvolvimento regional. Atualmente, todos os 295 municípios de Santa Catarina estão agrupados em uma das 21 associações.

Intenção de investir na indústria de SC cresceu 35% em abril A intenção de investir na indústria de Santa Catarina marcou 71,9 pontos em abril, segundo dados da Federação das Indústrias de SC (Fiesc) divulgados na quarta-feira (5). O número representa uma alta de 35,1% em relação aos 53,2 pontos registrados em março. A escala vai de 0 a 100. Apesar do aumento, o índice estadual em abril (71,9) ainda está atrás do que foi apurado em janeiro (72) e fevereiro (73), mas mostra uma recuperação após o período mais crítico da pandemia em 2021, quando houve fechamento de atividades em algumas regiões do Estado e restrições de circulação. A intenção de investir em Santa Catarina permanece acima da média nacional. Em abril, o indicador marcou 55,7 pontos no país, resultado de estabilidade na comparação com os 55,8 pontos de março. No

Estado, a intenção é 29% maior. Outro dado que está à frente da mé-

dia nacional é a confiança do empresário da indústria, com 57,2 pontos em Santa

Catarina em abril, contra 53,7 pontos no país. Expectativas de mercado Também nesta quarta, a Fiesc divulgou balanço de expectativas de mercado. O boletim destaca que o mercado subiu para 3,14% a previsão de crescimento do PIB nacional em 2021, o que demonstra sinais de recuperação da atividade econômica. O documento é elaborado com base no relatório Focus, do Banco Central. Em relação à inflação, o mercado voltou a revisar para cima o índice IPCA, cuja mediana fecha o ano em 5,04%. A expectativa é de que 2022 encerre com inflação de 3,61%. Já a previsão para a taxa básica de juros manteve-se no patamar da semana passada, em 5,5% ao ano. De acordo com as expectativas do mercado, em 2022 a Selic deve chegar a 6,25%.


4

Ano XXIII - edição 992 - 7 de maio de 2021 WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

Proposta de cidade inteligente é discutida em reunião na Câmara de Itajaí A ideia é encontrar soluções tecnológicas para o desenvolvimento de Itajaí. Foto: Davi Spuldaro / CVI

Mais uma vez, a ACII realiza a Campanha do Agasalho. Se você tiver peças de roupas em bom estado, que não usa mais, doe. Sempre há alguém com necessidade, precisando do seu gesto de amor. Estaremos com pontos de coleta recebendo sua doação até o dia 31 de maio: Grupo Conasscon: Rua Juca Cesário, 140, bairro São João. ACII: Rua Hercílio Luz, 381, Galeria Rio do Ouro, sala 205 - Centro. As doações serão destinadas aos beneficiários da Casa de Providência Dona Onélia, da Cooperativa de Reciclados da Fiz do Rio Itajaí (Coopefoz) e da Associação Paroquial de Cordeiros.

A Câmara de Vereadores de Itajaí recebeu na tarde de quarta-feira (5) representantes de uma empresa que apresentou propostas de soluções tecnológicas para o desenvolvimento do município. Participaram do encontro o presidente do Legislativo, vereador Marcelo Werner (PSC), o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Thiago Morastoni e o diretor-presidente da Itajaí Participações, Rodrigo Duarte. Durante a reunião, foram debatidas estratégias para incluir Itajaí no grupo das “smart cities”, termo em inglês para definir as cidades que investem em tecnologia a favor dos cidadãos, com o objetivo de otimizar recursos e aumentar a eficiência.

Aprovado projeto que reconhece feiras e eventos como atividades essenciais em Santa Catarina

Com a pandemia do coronavírus, a Associação Empresarial de Itajaí (ACII) lança, mais uma vez, uma campanha em prol da Associação Madre Teresa - Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen para ajudar a manter seus serviços. A meta é conseguir a compra de equipamentos e insumos, que serão destinados a manter o tratamento de pacientes em tratamento da Covid-19. Ajude você também! Sua doação salvará vidas!

Os deputados estaduais aprovaram por unanimidade na sessão de quarta-feira (5) a proposta que reconhece as atividades dos setores de feiras e eventos como essenciais em Santa Catarina mesmo em períodos de pandemia, epidemia, calamidade e emergência. A medida consta no Projeto de Lei (PL) 316/2020, de autoria do deputado Jessé Lopes (PSL). “É hora de começarmos a olhar para esse setor que foi um dos mais prejudicados durante a pandemia. Estão sendo liberados casamentos, aniversários. Qual a diferença para as feiras e eventos?”, afirmou o autor. Segundo

ele, mais de 400 empregos diretos e indiretos já foram fechados em função da pandemia. O PL determina que a Secretaria de Estado da Saúde estabeleça as medidas sanitárias necessárias, com ocupação mínima de 50% dos espaços onde os eventos serão realizados. A proposta recebeu o apoio dos deputados Mauricio Eskudlark (PL) e Bruno Souza (Novo). “O grande problema são os eventos clandestinos. Os que são autorizados não causam nenhum tipo de risco porque são observadas as orientações legais”, afirmou Eskudlark.


5

Ano XXIII - edição 992 - 7 de maio de 2021

WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

Falta de anestésicos impede volta de cirurgias eletivas com anestesia geral Santa Catarina tem mais de 100 mil cirurgias eletivas represadas por causa da prioridade dada à Covid-19 A falta de anestésicos na rede hospitalar de Santa Catarina impede o retorno das cirurgias eletivas que demandam anestesia geral. A denúncia foi feita durante a sessão de quarta-feira (5) da Assembleia Legislativa. “Para vocês terem uma ideia sobre a situação dos anestésicos em solo catarinense, o número represado de cirurgias eletivas gira em torno de 100 mil, uma verdadeira epidemia. Algumas situações são simples, outras nem tanto, outras evoluíram para urgentes, é um problema. Os anestesistas têm feito verdadeiros milagres com as drogas disponíveis, adaptando antigos anestésicos disponíveis e têm dado lições de como fazer acontecer. Por isso não são liberadas as cirurgias que usam anestesia geral com sedação”, informou Dr. Vicente Caropreso (PSDB). Caropreso, que retornou de audiência com a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, demonstrou preocupação com os rumos da pandemia no estado.

“Liberou para eventos, baladas, clubes noturnos, isso nos preocupa, hoje o número de óbitos foi importante e temos de estar prevenidos para uma eventual piora da situação em Santa Catarina”, avaliou o parlamentar.

Uso Racional de Medicamentos revela a realidade da automedicação indiscriminada Médico do Hospital Marieta reforça os riscos e importância de procurar o serviço de saúde antes de se medicar Remédio não é brincadeira e o país mantém o dia 5 de maio como data que alerta a população sobre os riscos à saúde causados pela automedicação. O objetivo é ressaltar o papel do uso indiscriminado de medicamentos e a automedicação como principais responsáveis pelos altos índices de intoxicação por remédios. Segundo o diretor técnico do Hospital Marieta, o médico cardiologista Cristiano Alexandre Ferreira, o dado oficial é alarmante: 72% das pessoas no Brasil se automedicam. As consequências são danosas e vão da dependência química à intoxicação, alergia, choque anafilático, insuficiência renal e até desencadeamento de problemas no coração que podem levar à morte. “A pessoa não deve se automedicar nunca. É muito difícil a gente pedir isso porque muitas vezes não se tem acesso ao sistema de saúde. Mas o melhor é evitar ao máximo se automedicar. O ideal mesmo é que a medicação seja prescrita de preferência por um médico”, esclarece. A primeira indicação para evitar os riscos é não aceitar orientações de pessoas leigas. É importante saber que o que faz bem para uma pessoa nem sempre faz bem para a outra. Se necessário, como medida paliativa até conseguir ser atendido por um médico, vale conversar com o farmacêutico, que contribuirá de maneira eficaz com medicação em alguns níveis, como nos casos de sintomas leves. A ideia é apenas resolver a dor por algumas horas, até que possa conversar com um especia-

lista. “Casos com sintomas graves, como dores intensas fortes na cabeça, no peito, falta de ar, a recomendação é não fazer a automedicação e nem contar com a ajuda na farmácia. O ideal é ir direto a um Pronto Socorro, porque lá o médico vai fazer uma avaliação mais aprofundada e prescrever as medicações mais indicadas”, destaca o diretor técnico do Hospital Marieta. A busca pelo Pronto Socorro também precisa ser feita caso surjam sintomas após tomar o remédio por conta própria, como manifestações na pele, febre, náusea, vômito e alguma dor no estômago. O médico pondera que, em situações como esta, o adequado é suspender a medicação e procurar logo um Pronto Socorro para evitar danos maiores. “A diferença entre um remédio funcionar como remédio ou como veneno é a dose que é aplicada. Às vezes um simples paracetamol para dor pode ser transformado em veneno se a dose aplicada for muito alta. Por isso, a importância da prescrição por um profissional médico, um profissional de saúde”, justifica.

Sala volante do Centreventos está disponível para vacinação de diferentes públicos O atendimento ocorre semanalmente com horários matutinos e vespertinos O Município de Itajaí, através da Secretaria de Saúde, informa que a sala volante do Centreventos está disponível para vacinação de grupos específicos que não conseguiram se imunizar contra Covid-19 nas ações realizadas na cidade. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e 13h30 às 17h30. “A Vigilância Epidemiológica colocou a sala volante à disposição somente para pessoas que perderam os prazos de agendamento da segunda dose ou idosos com 70 anos ou mais que não conseguiram comparecer nas ações anteriores para a primeira dose. É importante destacar que as pessoas que estão dentro do prazo ou da atual faixa etária contemplada pela vacina deverão realizar o agendamento on-line”, reforça a diretora da Vigilância Epidemiológica, Paola Vieira. Até o dia 12 de maio, a sala volante de vacinação também funciona com horário estendido para aplicação da 2ª dose da vacina Astrazeneca para profissionais de saúde imunizados em fevereiro e que completaram o intervalo de 90 dias. O horário é das 18h às 20h. Além disso, pessoas que se mudaram para Itajaí recentemente e precisam fazer a segunda dose da vacina contra Covid-19 devem buscar o local quando completarem o intervalo necessário para vacinação.

A Secretaria de Saúde lembra que os moradores devem apresentar documento de identificação e, se for o caso, a carteira de vacina com o registro da primeira dose. A sala fica na Avenida Ministro Victor Konder, 303, bairro Centro, junto ao Centreventos de Itajaí. Confira quem pode se vacinar contra Covid-19 no local: - 1ª dose para profissionais de saúde agendados previamente pela Vigilância Epidemiológica e com horário marcado. - 1ª dose para idosos com 70 anos ou mais que perderam o prazo de agendamento on-line. O atendimento é das 8h às 12h. - 2ª dose da Coronavac para quem já completou 28 dias de intervalo e perdeu o prazo de agendamento on-line. O atendimento é das 8h às 12h. - 2ª dose da Astrazeneca para os profissionais de saúde vacinados em fevereiro com 90 dias de intervalo. O atendimento é das 18h às 20h até dia 12 de maio.

PUBLICAÇÕES LEGAIS DE EDITAIS *Publique seus Editais legais no Jornal dos Bairros* O Jornal dos Bairros está com preços promocionais para publicações de Editais Legais. Ligue ou mande mensagem por WhatSap para 47 - 98405-8777. Jornal circula nos principais municípios da região da AMFRI.


6

Ano XXIII - edição 992 - 7 de maio de 2021 WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV


7

Ano XXIII - edição 992 - 7 de maio de 2021

WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

Comércio de Itajaí abrirá até mais tarde na véspera do Dia das Mães Roupas e calçados são as opções mais procuradas pelos consumidores, seguidas por flores, eletrodomésticos e chocolates. Sorteio alusivo à data, em Itajaí, incentiva compras na cidade

Julgamento de Moisés no caso dos respiradores será hoje, 7 de maio

em Itajaí” mais cedo este ano. Queremos fortalecer ainda mais o comércio da nossa cidade”, explica o Presidente da CDL-Câmara de Dirigentes Lojistas de Itajaí, Laerson Batista. Campanha incentiva compra local Este ano o consumidor tem uma razão a mais para realizar as suas compras no comércio de Itajaí. A campanha “Compre com Sorte em Itajaí’’, promovida pela CDL da cidade, terá um sorteio alusivo ao Dia das Mães. A ação está marcada para segunda-feira (10), às 10h, e será transmitida pelas redes sociais da entidade. Na ocasião o consumidor sorteado, receberá um vale-compras no valor de R$3 mil para ser utilizado nas empresas participantes da promoção. De acordo com o Presidente da CDL/ itajaí, Laerson Batista, a expectativa é que a iniciativa contribua com a retomada do setor, diretamente afetado pela pandemia. Com apenas algumas semanas de Campanha, a entidade já contabiliza mais de 3,3 mil cupons impressos, o equivalente a pelo menos 165 mil reais em compras que foram realizadas em lojas participantes. “Será o primeiro de vários sorteios que ocorrerão este ano. Nas compras realizadas em lojas participantes da ação, a partir de R$50, o consumidor já pode participar de todos os sorteios. Basta fazer um pré-cadastro simples, no site da CDL de Itajaí”, explica. A CDL/Itajaí reforça que os comerciantes seguirão mantendo os cuidados sanitários necessários para evitar o contágio pela Covid-19.

Videoconferência O desembargador determinou que, a exemplo da sessão de análise e votação do relatório sobre o caso dos respiradores, realizada no dia 26 de março, o julgamento do governador será feito por videoconferência, devido às das restrições impostas em função da pandemia da Covid-19. Roteiro A sessão de julgamento terá início pela leitura dos pontos principais do processo. Após eventuais questões de ordem, o governador e os autores da denúncia poderão se manifestar por até 30 minutos cada e, sem seguida, ser interrogados pelo presidente do tribunal, pelos demais membros, pela defesa e pela acusação.

O desembargador Ricardo Roesler, presidente do Tribunal Especial de Julgamento FOTO: Bruno Collaço / AGÊNCIA AL

N

este sábado (08), véspera de Dia das Mães, as lojas de Itajaí estarão abertas até às 17h para atender os consumidores que ainda não foram às compras. Por ser o segundo sábado do mês, a data coincide com o “Super Sábado”, dia em que o comércio de toda a cidade costuma estender os horários de atendimento à população. Uma pesquisa da FCDL- Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina, divulgada nesta semana, mostrou que as roupas e calçados estão no topo da preferência dos consumidores catarinenses. Flores, eletrodomésticos e chocolates também aparecem entre as opções na hora de presentear as mães. A expectativa é de que ocorra um crescimento de 5% nas vendas em relação ao ano passado. Neste ano, o valor médio dos presentes ficará entre R$51 e R$100. “O Dia das Mães é considerado o Natal do primeiro semestre. A nossa expectativa é de recuperação e otimismo. Estamos apostando na retomada das vendas e, para contribuir com esse processo, lançamos a campanha “Compre com Sorte

O julgamento do governador afastado Carlos Moisés da Silva (PSL) no impeachment referente ao caso dos respiradores será realizado hoje, dia 7 de maio, a partir das 9 horas. Na sessão de julgamento, os cinco deputados e cinco desembargadores que integram o tribunal vão decidir se Moisés cometeu crime de responsabilidade na compra com pagamento antecipado dos 200 respiradores, por R$ 33 milhões, no ano passado. Os equipamentos nunca foram entregues e o Estado não conseguiu recuperar todo o dinheiro pago. Se for considerado culpado por sete dos 10 membros do tribunal, o governador perderá o cargo em definitivo. Caso seja inocentado, Moisés retornará ao comando do Poder Executivo.

Terminadas as manifestações, serão realizados os debates orais. Defesa e acusação poderão usar a palavra por até 90 minutos, cada, com a possibilidade de réplica e tréplica para cada parte de 60 minutos. Encerrados os debates, o presidente do tribunal chamará os 10 julgadores, um a um, para discutir o objeto da acusação. Findadas as discussões, o presidente do tribunal apresentará relatório resumido dos fundamentos da acusação e da defesa, bem como as provas, para dar início à votação. Se houver necessidades de esclarecimentos, poderá ser concedida vista coletiva aos julgadores, pelo prazo de cinco dias. Para que a votação ocorra, é necessário quórum mínimo de 2/3 do tribunal (sete julgadores). Eles responderão, com sim ou não, se Moisés cometeu crime no reajuste dos procuradores e se deve ser condenado à perda do cargo. Se não houver quórum, a sessão será suspensa e designada uma nova data. Caso o “sim” pela condenação receba pelo menos sete votos (2/3 dos julgadores), o governador será destituído do cargo e inabilitado para o exercício da função pública. Se Moisés for absolvido, ele retornará ao comando do Estado. O governador está afastado da chefia do Executivo desde 30 de março, em virtude da aprovação, por 6 votos a 4, em sessão no dia 26 de março, do relatório que recomendou a instauração do processo de impeachment no caso dos respiradores.


8

Ano XXIII - edição 992 - 7 de maio de 2021 WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

Chacina em Saudades foi planejada há quase um ano

P

assados alguns dias do ataque que chocou o país no município de Saudades, executado por um jovem de 18 anos a uma escola de educação infantil que vitimou cinco pessoas, entre elas três crianças, alguns detalhes do crime e possíveis motivos começam vir à tona. O Soldado André Carlos Galiazzi foi um dos bombeiros que atenderam e levaram o rapaz até o hospital. Galiazzi, em entrevista exclusiva à RCO, relatou que em certos momentos de lucidez, Fabiano Kipper Mai fez algumas declarações sobre o atentado. Segundo o bombeiro, as declarações começaram ainda dentro da escola. “Quando ele ainda estava no chão antes de colocar ele sobre a maca, já algemado, ele olhava em direção a arma que utilizou e dizia cuida bem dela tá, ela é minha amiga”, descreveu o soldado, acrescentando que a frase foi dita mais de uma vez pelo agressor. “Ele comentou alguma coisa no local, lá na ocorrência, ele fazia uma pergunta meio afirmando, foram cinco né, foram cinco que eu matei?!, dava a impressão de que ele tinha uma meta, algo nesse sentido”, conta o bombeiro. Fabiano utilizou uma arma branca - espécie de es-

pada ninja tipo samurai comprada pela internet alguns dias antes. Mai teria dito que sua intenção mesmo era a aquisição de uma arma de fogo. Galiazzi conta que “durante o deslocamento ele comentou em dado momento que planejava (o ataque) há algum tempo, que ele queria comprar uma arma de fogo, mas não havia conseguido e que ele queria ter ido na outra escola, mas como ele não conseguiu a arma de fogo, ele foi nessa outra escola (sic), era o que ele fala nos momentos de consciência dele”. A instituição de ensino citada por Fabiano seria a Escola de Educação Básica Rodrigues Alves, na qual havia estudado até o ano passado. O crime praticado por Fabiano Mai mostra premeditação. Galeazzi ouviu do autor que planejou o ataque por cerca de 10 meses. “Ele não relatou em nenhum momento o porquê ele fez isso ou se foi a mando de alguém. O que ele falou é que planejava em torno de 10 meses este ataque, que ele teria tentado a arma de fogo, mas como não conseguiu, ele acabou comprando essas facas”, relatou o bombeiro. Fonte: Rádio Centro Oeste

O estigma do Transtorno Mental Temos que ter consciência de que ninguém acorda uma manhã qualquer e comete um ato desses porque teve um rompante de criminoso. Ninguém chega nesse lugar sem antes ter apresentado inúmeros sintomas e sinais de pedido de ajuda. Como se dá a trajetória de uma pessoa que chegou aos 18 anos e comete uma barbárie como a ocorrida esta semana, na cidade de Saudades-SC. Um jovem comum, que passa muito tempo jogando jogos de vídeo game, comportamento um tanto violento em alguns momentos e que gostava de praticar violência contra animais. Em um dia qualquer, ele se organiza, pega sua bicicleta, chega a uma escola infantil e golpeia crianças e adultos na intenção de matar. Em seguida tenta suicídio. Falar de um ato aparentemente tão frio como este, nos traz muita dor e empatia pelas famílias de quem perdeu seus filhos bebês, por exemplo. Mas de outro lado, temos uma família que criou seu filho para ser um homem de bem, sem entender ou perceber, quaisquer indício de transtorno mental ou algo que pudesse fazer pensar que ele seria capaz de cometer um crime como este. Temos que ter consciência de que ninguém acorda uma manhã qualquer e comete um ato desses porque teve um rompante de criminoso. Ninguém chega nesse lugar sem antes ter apresentado inúmeros sintomas e sinais de pedido de ajuda. Sim, ver uma notícia dessas na mídia é horrível, nos assombra, nos deixa perplexos e nos dá a sensação de que estamos desprotegidos, pois não temos o controle sobre um acontecimento deste. Mas precisa-se estar atento para dentro do nosso lar. Perceber pedido de ajuda de quem amamos, seja um filho, um pai, amigo. Muitas famílias chegam em meu consultório afirmando estarem com receio de atitudes estranhas do filho. Às vezes, percebendo uma crise de raiva sem motivo aparente, outras vezes frieza emocional para coisas que qualquer um sentiria. Muito tempo fechado no quarto, na internet, porém ninguém sabe o que o jovem faz ali. Alguns com mínima interação social, ou com indícios de violência e praticante ou vítima de bullying na escola. Este menino assassino, possivelmente não teve tratamento adequado, psicológico e psiquiátrico, que o ajudasse apaziguar seus atos violentos, nem seus pensamentos de morte, ou de cometer alguma atrocidade como esta. De forma alguma, quero aqui justificar esta barbárie. Mas precisamos aprender a analisar estes quando acontecem e compreender o que podemos fazer a respeito como ato preventivo. Nunca estaremos preparados para este tipo de situação, mas precisamos olhar para nossas crianças e adolescentes de forma a validar seu emocional e seus comportamentos, aceitar que pode sim haver um transtorno mental desenvolvido por genética ou por traumas, passarmos a tratar antes que seja tarde. Quanto mais despertos melhor.

Psicologa Betina Nasser CRP 12/11413

Profile for Editora Bittencourt

Jornal dos Bairros - 07 de Maio 2021.  

Jornal dos Bairros - 07 de Maio 2021.

Jornal dos Bairros - 07 de Maio 2021.  

Jornal dos Bairros - 07 de Maio 2021.

Profile for bteditora
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded