Issuu on Google+

Introduction This booklet was created after the conclusion of the activities related to the Youth Democracy project «YouVoice!», supported by the European Programme «Youth in Action». In short, this project aimed to develop personal and social competences in youth from Portugal and Italy, by means of group work and writing, so that they could develop their own active citizenship and intervene in their local community. This booklet aims to expose, explain and evaluate the whole project and each of activities. We are also going to present the objectives, the methods chosen, possible improvements and testimonies of the participants. In this booklet, there is also a section dedicated to the product of the project, the Uvoice! We hope you enjoy this booklet and that, if you seem fit, you use these strategies in your local community to develop an active citizenship and an intergenerational dialogue between the whole community and young people.

If you need more information, you can contact us through the e-mail youvoiceproject@gmail.com or check us out on facebook (www.facebook.com/youvoiceproject)


A. What is Youth In Action Programme? Youth in Action is the Programme the European Union has set up for young people like you! From 2007 till 2013, it aimed to inspire a sense of active European citizenship, solidarity and tolerance among young Europeans and to involve them in shaping the Union's future. It promoted mobility within and beyond the EU's borders, non-formal learning and intercultural dialogue, and encouraged the inclusion of all young people, regardless of their educational, social and cultural background. So, Youth in Action is a Programme for all! The Youth in Action Programme provided important opportunities for young people to acquire competences. Therefore it was a key instrument for non-formal and informal learning in a European dimension. Non-formal and informal learning enabled young people to acquire essential competences and contributed to their personal development, social inclusion and active citizenship, thereby improving their employment prospects. So‌I guess you are sad for not having experienced while it was in operation, back in 2013. Don’t worry! Youth in Action is now part of the Erasmus + programme and it will continue to provides various possibilities for young people, youth workers and youth policy makers to cooperate, gain competences and be proactive in building a sustainable and democratic European society.


So, wait no more! Act and participate! For more information, please check with your National Agency for Erasmus Plus and read the programme guide, available at the Erasmus Plus website.


B. How is YouVoice! related to Youth in Action Programme? Taking into consideration the sub-action in which this project was developed, we believe that it is import to give an overview of subaction 1.3 – Youth Democracy Projects, part of Action 1 – Youth For Europe. Youth Democracy Projects support young people’s participation in the democratic life of their local, regional or national community, and at international level. This sub-Action supports young people's participation in democratic life. It aims to encourage the active participation of young people in the life of their local, regional or national community or at international level. Youth Democracy Projects enable young people to learn about democratic processes and become active citizens in their local communities or at European level. They learn to critically analyze political or social issues, and to make their voices heard. The projects allow them to try out ways of influencing the reality they live in and to make the world a better place.

Youth Democracy Projects… promotes the involvement of young people in participatory structures;  develops the dialogue between public authorities and a group of young people; 


facilitates the dialogue between public authorities and young people who are not members of organizations;  creates structures or strategies for bringing young people closer to political decision-making;  identifies and overcomes obstacles to the participation of young people in democratic life. 

Therefore, YouVoice! was thought to be a Youth Democracy Project, as it aimed to address the lack of youth participation and democratic citizenship in our local communities, by encouraging youth to express their voice in relation to a wide range of issues.


C. So…What’s the origin of YouVoice! ? This Youth Democracy Project, YouVoice!, was created during a Training Course in Finland, «Finding Demo», in 2012. This Training Course aimed to discuss characteristics of democracy and active participation of young people in Europe, motivate participants and help them gain competences in using Action 1.3 Youth Democracy Projects, and help them discover innovative ways and approaches to address the needs of their own communities through Action 1.3 Youth Democracy Projects. During this training course, the partners of this project met and discussed their community and brainstormed possible ways to act in their local communities by a European scope to develop youth’s sense of active and democratic citizenship. Therefore, YouVoice! was created and was developed with Portuguese and Italian partners: Portugal: Psientífica – Associação para a Promoção e Desenvolvimento Social, H2O- Associação de Jovens de Arrouquelas; Italy – Ambiente Sociale Association and Municipality of Benestare. First of all, in order to create a project that would address the needs and characteristics of our youth and community we established their needs as we perceived it:  Youth has a lack of self – esteem: they don't think that their opinion is valued within community.  Lack of interest in community issues.  Lack of self expression, involvement and critical thinking.  They do not understand how democracy can be in everyday life.


Based on those identified needs, we conceived the aims for our local and European action:  To promote active participation and democratic citizenship in youth by means of developing their own self – esteem and involvement in regional/ national issues.  To develop critical thinking and a tool for youth to be regularly involved in current issues.  To develop the European citizenship by means of establishing a closer relation among youth from different countries and giving them an opportunity to discuss European issues and share opinions.  To address issues in the local community from a youth perspective. This process gave life to YouVoice! But what is the project really about? Find out next!


D. YouVoice! – A Youth democracy Project 1. Main ideas This project aimed to give voice to the youth of our communities (Aguada de Baixo, Arrouquelas and Benestare) by means of a document that was similar to a newspaper. We do not consider it to be a newspaper itself, as it did not have news but the opinions of youth on current issues, hobbies and arts. The group from each community created their own version of this “comment paper”, the UVoice!, that had 6 monthly editions and was distributed locally, both in an online and paper form. Those newspapers had articles on local issues, polls, interviews, personal experiences, youth issues and so on. Youth shared their feedback on the reception of the newspapers in their local communities and participated in each newspaper in a small section about their own culture (curiosities, traditions...) to destroy stereotypes. However, this project’s value should not be confined to the creation of youth newspapers in local communities, although it was interesting as a tool to create a dialogue between generations. More than a concrete outcome, we aimed to start a process of youth empowerment and competence building, in which youth will start to feel as an important part of the community, as their self-worth as citizens will be boosted and their opinion will be read and known in the community. Moreover, they will learn how to voice their opinion through media and develop their critical thinking in relation to the news and different issues. Therefore, the most valuable outcome of YouVoice! is the personal and social growth that will definitely translate into more active citizens and decision makers.


2. Specific Objectives Have outlined the project, we determined specific objectives that we could control and that would relate both to our idea of action and the aims that we determined previously. Therefore, we could see if our idea was adequate to our youth and keep in check our aims, as active citizens ourselves, willing to start a social youth development.  To involve at least 4 young people from each local community in the issues of their society and instigate their participation in the local decision making.  To promote youth empowerment, competence building and youth expression.  To organize a forum in which participants from the local communities will meet and exchange opinions on active participation, democratic behavior and their role in their local communities. They will also share their culture, talk about common interests and establish an intercultural dialogue. The content of the newspaper will also be discussed, as well as its objectives and youth’s responsibility in its development.  To create a “newspaper” with youth opinion on current issues, polls, publicity on events, contests and activities in the community, art, commentaries, vox populi, top 5 (music, bands, movies),...  To exchange newspaper within partner groups.  To organize a debate with the participants in order to discuss the reception of the newspaper, its role in the local community, its effects in youth’s participation, their nonformal learning and possible follow-ups.  To create and distribute an e-book compiling project methodology, all newspapers produced, as well as youth and community’s feedback;


3. Learning Potential This project had a major concern with the learning potential and it was thought, from the beginning, to provide opportunities to develop valuable competences, know-how and skills in different areas. In order to plan the learning development, we read the youthpass guide . Youthpass is a tool for participants of projects funded by the Youth in Action Programme to describe what they have done and to show what they have learnt. It is an important tool, as it promotes a systematic reflection and gives value to the learning made in non-formal context. Moreover, Youthpass presents an 8 keys competences framework that helps to assess learning potential, process and outcome. So, in ÂŤYouVoice!Âť we foresaw the development of the following competences: 1) Social and Civic Competence: Social competence refers to personal, interpersonal and intercultural competence and all forms of behaviors that equip individuals to participate in an effective and constructive way in social and working life. It is linked to personal and social well-being. An understanding of codes of conduct and customs in the different environments in which individuals operate is essential. Civic competence, and particularly knowledge of social and political concepts and structures (democracy, justice, equality, citizenship and civil rights) equips individuals to engage in active and democratic participation. Participants had the opportunity to develop how they work and socialize in groups, manage different opinions and conflicts and come to a common decision. They also developed their concept of


democracy as being a live organism that is kept alive by the active participation and intervention of the whole society in daily life. 2) Communication in mother tongue. It is the ability to express and interpret concepts, thoughts, feelings, facts and opinions in both oral and written form (listening, speaking, reading and writing), and to interact linguistically in an appropriate and creative way in a full range of societal and cultural contexts in one’s own language. Participants conceived and distributed the «UVoice!» newspaper, so they worked on their ability to express, in written form, their own opinions in a clear and correct way, taking into account the target group, the type of text and the media used.

3) Competence in foreign languages It involves mediation and intercultural understanding. To learn to understand other cultures through language – language is culture and culture is reflected in the language. This competence was most of all addressed during the youth forums («YouLink» and «YouShare» as youth from Portugal and Italy had the opportunity to share their ideas on democracy, youth issues and active participation on civil society. Since Portuguese and Italian are similar, participants shared some words and expressions on their mother tongues and learnt some vocabulary, in a curious and positive attitude towards a foreign language.


4. Final Outline of YouVoice! This youth democracy project «YouVoice!» lasted for 15 months and it aimed to develop active participation and critical thinking in about 20 young people (13-17) from peripherical areas from Portugal (Águeda and Arrouquelas) and Italy (Benestare). Since the youth seems to feel that their opinion is not appreciated in their local community, this project also aimed to boost their autoesteem and help them develop their self-expression and establish an inter-generation dialogue in the community. So, this project is about granting youth tools to help them voice their opinions on current issues. Main methods were based in non-formal activities, peer learning and group building activities thought to develop social and personal competences. This project's themes are democracy, entrepreneurship and youth active participation. In the activity «YouLink» (5 days), participants met and discussed their concept of democracy, how it can be seen in everyday life and how they can share their point of view on issues in their local community. Then, they created the Uvoice! newspaper (6 months/editions), distributed both online and offline, that had their views on current matters. This newspaper was managed by youth in all its 3 phases: preparation, implementation and evaluation. In a final youth forum, «YouShare» (3 days), youth evaluated their impact on the local community, their personal growth, how this experience affected their concept of democracy and active participation. They also discussed possible follow-ups and how they


can concretely act in their local community and be an actor of change. This project both promoted the acquisition of knowledge related to project management in a practical way by guiding youth into creating and implementing an project (the creation, distribution and evaluation of the newspaper), and develop their European citizenship as youth discussed issues and common worries with youth from other European countries.


D. Development of YouVoice! 1. Activities A. YouLink (5 days in June) Objectives directly related to this activity: 

To promote youth empowerment, competence building and youth expression.

To organize a forum in which participants from the local communities will meet and exchange opinions on active participation, democratic behavior and their role in their local communities. They will also share their culture, talk about common interests and establish an intercultural dialogue. The content of the newspaper will also be discussed, as well as its objectives and youth’s responsibility in its development.

This activity was developed in Portugal and it was a Forum in which participants from Don’t Forget! both Portugal and Italy – They should reflect on their in a total of 22 young expectations with this meeting. It people aged 15-17 – even helps you adapt the activity met to discuss the plan to meet some of them. In the project , their concept 1st day, make a wall collage with of democracy and their sentences and go back to active participation that on the last day. and develop their «Did we meet your/our intercultural expectations? Why? Why not?» understanding. This event was structured in order to daily address the following thematic blocks and articulate them smoothly:


a) Intercultural learning and group cohesion During the event, youth had several moments dedicated to know each other better by participating in activities based in non-formal learning. Those activities were important in order to create group dynamics and openness in order to facilitate later sharing of views. They also participated in group building activities and, in small mixed groups of nationalities, had to solve challenges that could only be solved by working together and discussing ideas. Those activities were chosen taking into account their language proficiency in English, so they could complete the challenges even without great knowledge of English,


as long as they cooperated and manage to communicate among themselves. Those activities were really important as they became less shy of speaking up their ideas as they understood that the most important thing was to communicate, no matter the means used. Youth also shared their similarities and differences as youth from different regions and countries of Europe and shared some cultural info, music and gastronomy in a cultural night.

b) Building of a common concept of democracy: Participants discussed their role in their community and tried to come up with ideas of how they could actively participate and make a difference, even though they aren’t old enough to vote.

Don’t Forget! If it is possible, participants should have the opportunity to meet the local culture and experience regional/national gastronomy. It enriches their learning and the whole project! With the right security measures, a peddy paper is always fun!

Then they discussed how democracy affects their daily life and how they can make it a daily reality, as it is much more than a sporadic vote.

Next, in order to get them to relate to civil society and to provide them a nice and different way to get to know the city of Aveiro, the participants, in mixed groups, participated in a Peddy Paper. They had several tasks in which they would ask questions to random citizens about democracy, about youth participations and they even had one task in which they would try out «Tripa», a regional sweet. In our opinion, it was a good way for them to work in groups, to see


several opinions about democracy and youth role in it and it was really enjoyable as they were able to discover a new city. (see the video of the activity YouHere! )

Challenges for the Peddy Paper 1

c) Involvement of participants in the YouVoice! project The group of participants, in a first moment, enrolled in a few icebreaking and group-building activities in order to make them more confortable within the group and develop a group spirit. Then a young organizer talked with them about the structure, main aims, specificity and values of Youth in Action program. Then, they were introduce to the outline of the YouVoice! Project and their essential role in it.


From this point on, youth assumed the responsability in relation to the project and the production of the «Uvoice!» newspaper. They were guided by the group leader of each association in dividing tasks, roles and creating reasonable deadlines for each edition. Their group work was topic/task oriented: for instance, they had 15min to define the essential tasks related to the newspaper (writers, designer, coordinator, distributors, photography and so on) and distribute those tasks among themselves. Each topic (deadlines, subjects to be addressed in the newspaper, methodology, communication,...) were discussed in time-based activities and presented to the whole group. We stress that it is important to have objective and simple guidelines for discussion in order to take the most out of this activity. We chose to use small questions to start the group discussion so that it would be easier to understand the decisions they had to make in the given time. Don’t Forget!  It is essential to give time and space for youth to meet and get to know each other. So, prepare ice breakers, name games and, then, give them time to socialize without instructions. Informal learning is also very important! Make time for it in your activity plan. Trust us, it is not wasted time!

We believe that sharing each group’s idea and organization of the newspaper not only helped to promote good practice among youth but also strenghtened their commitment to the project, as they shared their


responsabilities with everybody.

Activity Programme of YouLink 1

Quotes: «It helped me understand my responsabilities, making me more autonomous as a citizen.» Leonardo «I developed a better relationship with others, new friendships. I learnt to interact in different social contexts. (…) I also learnt social and political concepts, as this project focused citizenship, democracy and civil rights and that led me to openly, actively and democratically participate in society.» - Mariana «I could understand in detail how to organize a project, as well as the objectives behind it. I feel like I am now capable of helping creating a project, as I understood the objectives, risks and ideas behind this project.» - Daniela «I made progress relating my expression in English, I learnt a new culture, new traditions, how to speak a little of Italian. I feel more confortable speaking in English! With this project I learnt that we


have to make Europe more united, a place where we know how to respect and communicate among each other!» - Nuno «I feel much more confident with my English skills.» Lucia

B. UVoice! – Creation and distribution (July – December, 2013) Objectives directly related to this activity: 

To promote youth empowerment, competence building and youth expression.

To create a “newspaper” with youth opinion on current issues, polls, publicity on

events, contests and activities in the community, art, commentaries, vox populi, top 5 (music, bands, movies),... 

To exchange newspaper within partner groups.

First of all, «newspaper» is used to name this document made by the participants, although it does not truly represent it. It doesn’t have the news itself but the youth’s point of view on several local, national or even

international

However,

this

project’s

issues. value

should not be confined to the creation of youth newspapers in local communities, although it is


an interesting tool to create a dialogue between generations. More than a concrete outcome, with this project, we aimed to start a process of youth empowerment and competence building, in which youth starts to feel as an important part of the community. Moreover, with this activity in particular they learnt how to voice their opinion through media and develop their critical thinking in relation to the news and different issues. So, «UVoice!» was a monthly document in which youth (3 groups, according to their place of origin) voiced their opinion on issues, their preferences, their talents and so on. One thing that has to be taken into account while developing an activity that lasts for 6 months and it is not focused in a short period of time is MOTIVATION/INVOLVEMENT. It is important that the monitor that helps each group is aware of the dangers of demotivation after the first meeting. After returning from the meeting with the whole group of participants, it is normal that they may lose some of the excitement and even present a slight lack of commitment. Therefore, it is important to conceive activities that strenghten the group ties and that keep the making of the «UVoice!» a dynamic activity that is strongly based on non-formal education. Having been through it, we suggest, for instance, some


meal-meetings (when the group meet to share their task development or experiences, they could do it in a pick-nick, for instance. In that way, they can share experiences and also play group building games or sports in a park). Moreover, we believe that it is essential to develop both ice-breaking games and group building activities every meeting or else participants will be really shy and unease to share their

Don’t Forget!

views. Don’t forget to do

Each group should be accompanied by a monitor that has experience with group dynamics and is sensitive to the learning aspect of the project. It is important to take conflicts and transform them into learning opportunities!

some

energizers

and

keep them moving! A freezed

mind

doesn’t

act! Simultaneously,

the

learning potential of this project is immense and it should

be

addressed

continuously.

It

is

important to remember with the group what was decided in the forum, their learning expectations and the responsabilities that each assumed as part of this project. Taking into account what we have done, we suggest participants to meet biweekly to distribute tasks, create the newspaper, assess their learning and the project as a whole. It is important that the monitor gives them «food for thoughts» in relation to their personal learning and in relation to the group dynamics. Some disagreements may occur, which is healthy and normal, so it is important to use them to


analyse how they work in group and how they can communicate better. So, these moments can be used to address personal and social skills as well. Quotes Participants « I learnt how to work within a group and new ways to interact with new cultures. I’ve learnt that I can intervene in society and that my actions matters. » - Sara « I developed new skills. I am a new person. I grew up inside. » - Agnese «I feel more comfortable now because I improved my social communication skills. » - Federico «I improved my communication skills in order to be able to express myself and explain my ideas and opinions. » - Susana Community «I thought the issues interesting, mostly those that were about culture. I think they should make more articles about it. » - Celina «In my opinion, it was a positive initiative, the articles were very interesting. The newspapers showed the potential of our youth. It should continue so that we could understand the opinion of youth, because their opinion is also important. »- Ana «This innovative idea, besides fun, is also a way to know new talents. I think it is great that this newspaper is written by our youth, as it gives voice to our generation. » - Francisca


UVoice Newspapers 1. PsientĂ­fica 2. H2O 3. Ambiente Sociale


UVoice Newspapers - Analysis

After analyzing the newspapers produced by participants, there are a few points that we should point out:  Most of the articles were based on local and regional news and events which portray their sense of belonging to their local community. They also showed that they know the Youth in Action programme as they interviewed several local participants that were part of EVS and Youth Exchange projects, wanting to know what they have learnt and what they did exactly. In our opinion, it showed both curiosity and openness to new experiences and the awareness of the European opportunities available to them;  They made local interviews in order to understand what both youth and adults believe that is missing in their local community. In our opinion, it didn’t only help them interact with the rest of the community but it also showed a desire to participate and understand the local needs in order to take action;  Youth made of this document a medium to share their taste and opinions in arts in general and to experiment writing new types of texts such as short stories, interviews, news, poems, for instance. They also shared their drawings and artistic


photography. Therefore, ÂŤUVoiceÂť helped them express themselves and to initiate an intergenerational dialogue.

C. YouShare (3 days in Rome, in March)


Participants gathered in Rome, Italy, in order to evaluate the project, discuss their learning experience and share what was like to be actively part of their local community and to exercise democracy, in a broad sense. First of all, it is important to give credits to the role of this meeting in the development of an intercultural sensitivity and in the construction of a European identity. Although we could have just exchange e-mails assessing the project and learning experience, we believe that both YouShare and YouLink brought a huge value to our project. Youth had the chance to meet European youth of their age, know their culture, discuss common issues and interests and share ideas of participation and democracy. That brought openness to other and the sense that we all share lots of things as young people of Europe. Therefore, it was a valuable experience and caused a great impact in youth’s sense of identity and their ability to express themselves in a foreign language. In this event, youth shared their opinions on how this project affected their definition of democracy and how they now perceive themselves


as citizens that should actively participate in social and political issues. Youth expressed the idea that they now feel more motivated to participate in local decisions and understood that democracy is much more than voting, that they can act «democratically» in everyday life. They reflected upon their learning throughout the project by confronting it with the 8 keys competences presented with youthpass. As we could understand by analyzing the testimonies, the major learning was perceived to be in the Social and Civic Competence (mostly in relation to the intercultural dimension and their ability to work in groups) and competence in foreign languages (they feel more confident in their English expression and they got to know some words in another language). They expressed how they felt throughout the project and were asked to summarize their group experience. As difficulties, it was pointed out that sometimes it was hard to find time (during exams or intense school periods) to keep up with the deadlines, so they believe it was good to have some flexibility in terms of distribution of the «UVoice! ». They reported that it was a challenge, but it was a good one, since it helped them gain voice in the community and learn different things that are very useful in life, yet not developed in school.


Contacts Promoter: Psientífica – Development. psientifica@gmail.com Partners: H2O -

Association

for

Social

Promotion

and


Julho, 2013

Uvoice! = Youth Voice = Voz dos jovens

Volume 1, Edição 1 Aguada de Baixo

Este

Contacte-nos! youvoiceproject@gmail.com

jornal,

Uvoice!,

assume-se como um instrumento de comunicação, partilha e ação dos jovens de Aguada de Baixo. Mensalmente até dezembro deste ano, os jovens irão partilhar os seus gostos, opiniões e pontos de vista sobre diversos assuntos de interesse local, regional e nacional e europeu. O projeto Youvoice! é apoia-

Procure-nos no facebook! do pelo programa europeu youvoiceproject

Juventude em Açãoque pretende reforçar a participação juvenil e permitir o desenvolvimento de uma cidadania ativa e europeia, consciente dos seus limites e das suas potencialidades. A Psientífica de Aguada de Baixo, em parceria com a H2O de Arrouquelas e com a associação Ambiente Sociale de Benestare (Itália), concebeu este projeto visando a comunidade e a necessidade de apoiar

os jovens no desenvolvimento de competências sociopessoais que lhes permitam contribuir para o crescimento e bem-estar de Aguada de Baixo. Contamos com a sua participação nesta iniciativa. Ouça a voz dos jovens, leia o Uvoice! e dê-nos a sua opinião. Contamos consigo para a formação de uma comunidade mais interventiva e capaz de participar nas decisões.

YouLink: Jovens em ligação

Na

primeira semana de julho, na

EPADRV, jovens de Aguada de Baixo, de Santarém e de Benestare (Itália) participaram num fórum juvenil sobre democracia, cidadania e participação juvenil. Tal permitiu promover o diálogo intercultural entre os 22 jovens e o seu espírito de participação. Em grupos com jovens de ambos os países, os participantes desenvolveram atividades que lhes permitiram conhecerem-se melhor, aprimorar competências de trabalho em equipa e compreender a importância da sua ação na comunidade. Foi ainda durante este evento que os jovens assumiram o compromisso de conceberem este jornal local. Mas qual foi a opinião dos jovens?

«Pus à prova as minhas capacidades de expressão em Inglês e foi bom perceber o quão fácil é comunicar com jovens de outros países.» - Leonardo, 16, Águeda

«Esta semana levou ao crescimento cultural de todos os jovens , pois permitiu a convivência com pessoas de diferentes culturas. A diferente língua não foi impedimento para a comunicação, uma vez que até são similares, o que tornava o contacto mais fácil para quem não estava familiarizado com o Inglês.

Esta oportunidade permitiu perceber que, por muito diferentes que sejam os países, são similares os problemas presentes, bem como a maneira de pensar das pessoas em relação a determinados assuntos.» Daniela, 18, Aguada de Baixo

«Eu achei o projeto muito enriquecedor, dando-nos uma ótima oportunidade de contactarmos com pessoas de diferentes línguas e culturas.» Rita, 16, Aguada de Baixo


Página 2

Uvoice!

Volume 1, Edição 1

Convívio goleador do SC Paradela Muitos golos houve no Parque de Espinhel no dia 6 de julho em que o Sport Clube de Paradela realizou um jogo e um mega convívio para encerrar a época de 2012/2013, realizando-se uma partida de futebol entre os jovens jogadores do Paradela e os seus pais. Foi um final de época em grande o que o Sport Clube de Paradela proporcionou a todos os seus adeptos e associados. Foi organizada uma partida de futebol, na qual os jovens do clube defrontaram os seus pais, iniciativa que culminou num almoço-convívio para todos os presentes. O jogo ficou empatado 5-5, sendo

que ambas as equipas disputaram o jogo até ao último minuto, pois trouxeram perigo às balizas adversárias por diversas vezes. Ao intervalo, os pais levavam a avante por 3-1 mas, durante a 2ª parte, houve uma reviravolta: Leonardo, tendo alinhado na equipa dos jovens do clube, marcou 3 dos 5 golos, fazendo assim um hat –trick, passando a ser o melhor marcador da partida. Esta manhã de domingo escaldante e cheia de adrenalina culminou num almoço-convívio para todos os presentes. Esta iniciativa permitiu uma maior proximidade entre as pessoas e a devida comemoração do final de época. Leonardo Valente, 16, Águeda

Anatomia por António Ferro, 16, Vagos

Surrealismo: o impossível tornado possível Ao longo da história foram sendo criados estilos de pintura que ainda hoje são apreciados como arte. Hoje falo-vos do Surrealismo, por muitos conhecido.

«Barco com Borboletas», Salvador Dalí

Esta corrente artística é particularmente fascinante porque retrata o impossível, dando espaço ao artista para criar sem restrições novos

lugares e criaturas ou até recriar algo já existente. Para tal, pode usar elementos que não fazem parte do objeto, pessoa ou lugar já existente, podendo fazer uso de móveis para fazer uma cara, uma armário com gavetas para fazer abdominais, por exemplo. Não existem limites no surrealismo. António Ferro, 16, Vagos

Dedos enrugados na água. Porquê? Tal pode dever-se a um fenómeno chamado osmose que consiste no movimento da água de um meio com menor concentração de iões (hipotónico) para um com maior concentração (hipertónico). Por exemplo, quando vamos ao mar, após algum tempo, os nossos dedos ficam enrugados, pois o mar é um meio hipertónico e o nosso corpo um meio hipotóni-

co, por comparação. Assim, realizando-se a osmose, a água se movimento do nosso corpo para o exterior (água do mar). Mas o enrugamento não acontece quando os nervos dos dedos são cortados… então, que outra explicação há? Cientistas do Reino Unido descobriram que esta característica pode ser uma vantagem evolutiva adquirida pelo ser

humano durante sua evolução por milhares de anos. Já reparou que os dedos enrugados tornam muito mais fácil o manuseio de objetos molhados ou que estejam mesmo debaixo de água? Esta característica pode ter sido uma seleção da evolução, que permitiu aos hominídeos mais facilmente moverem-se e procurarem alimento dentro e

à bera dos rios. Sara Reis, 15, Espinhel


Uvoice!

Volume 1, Edição 1

Página 3

Mosquito Bonito Mosquito Bonito que lançou um grito «Ai, Ai, Ai» O que terá descoberto o Mosquito Bonito para gritar de tanto espanto?

Era só necessário desligar a máquina, à qual a pessoa estava ligada, para ir para o novo mundo, o qual sempre desejara.

Mosquito Bonito chorava. Chateado picava Descobrira uma pessoa essa pessoa que nunca pensara descontente, triste se valia a pena Que grande explorador era Mosquito Bonito! O motivo pelo qual chorava! Na sua cabeça, instalava-se uma intempérie: Mosquito Bonito rezou! triste era ser tão novo Mas para quê rezar? e achar que a vida não presta. Se Ele realmente existisse, não haveria «Porquê triste?» Pensava Mosquito Bonito A vida são só dois dias, ouvira o Mosquito Bonito. Tanta gente picara Incapacitada, deitada numa maca.

Mosquito Bonito está impressionado Descobrira os sentimentos Da fonte donde provém o seu alimento. Leonardo Valente, 16, Águeda

gente desolada, pessoas a que Mosquito Bonito Nem sequer picara.

Cinema - Em exibição

O sistema de avaliação por estrelas baseia-se no tratamento de questionários a jovens da comunidade sobre o interesse que teriam em assistir os filmes apresentados. Beatriz Lobo & Sara Reis

Diana nasceu e cresceu no Bairro da Estrela Polar, e lidera um bando de criminosos. Comanda os principais assaltos por toda Lisboa. Lidera o Bairro onde nasceu e este agradece -lhe a generosidade pagando com o silêncio sobre as suas atividades criminosas.

O Bairro

Monstros—A Universidade

O sonho de Mike de se tornar um Assustador vê-se comprometido durante o seu primeiro semestre na Universidade dos Monstros, quando ele conhece “Sulley” e o espírito competitivo fora de controlo de ambos faz com que sejam expulsos do prestigiado curso de Sustos da Universidade.

O filme gira em torno de Gerry Lane, um funcionário da Nações Unidas, que atravessa o planeta numa corrida contra o tempo para travar uma pandemia que está a derrubar exércitos e governos, ameaçando dizimar a própria humanidade.

Um rapaz descobre que tem poderes extraordinários e que não é deste planeta. Enquanto jovem adulto, ele viaja para descobrir a sua identidade e missão na Terra.

Homem de Aço

Essas -tão desnutridas nem tinham lágrimas por derramar. Por essas sim! Sofrem, choram a rir, Já o Mosquito Bonito Faria o mesmo Se tivesse dentes para sorrir.

Guerra Mundial Z


Taça Jorginho: origem e presente seca, dinamizador do evento, «a finalidade é homenagear Mário Jorge Dias Marques que faleceu num acidente de viação em Maio de 1989. O Jorginho foi o grande impulsionador da Este é um evento que se modalidade, sempre fomenrealiza em Aguada de Baixo tando o espirito desportista e desde 1995 e que une, através de união.» do futebol, todos os lugares Por parte daqueles que assisdesta freguesia. Este torneio, tem ou até mesmo participam, organizado por escalões, só esta é uma iniciativa que propermite a participação de move o desporto, o fair play e naturais e/ou residentes, apela ao convívio dos diferenabrindo-se uma outra exceção: tes lugares de Aguada de Baipessoas com forte ligação a xo. Contribui para uma maior Aguada de Baixo. proximidade entre AguadenAntes de mais, temos uma ses e, ao menos tempo, homeexplicação para o facto deste nageia alguém que marcou torneio ter o nome de Taça esta freguesia pela forma de Jorginho. Segundo Filipe Fon-

Sugestão de eventos em agosto • • • • •

Expofacic— até 4 de agosto Expofacic Vagos Open Air— Air 9 e 10 de agosto Top FM Beach Party—Praia da Barra Party –3 de agosto Festa N. Sra. Da Alumieira—3 Alumieira e 4 de agosto Feira Gastronómica em Vagos—2 a 4 de agosto Vagos

ser e estar na vida. Pelo sucesso desta iniciativa e pela grande adesão que se tem verificado na comunidade, este é um evento que se espera que se realize por muitos anos. Daniela Dias, 18, Aguada de Baixo

Pitt Broken & Miguel Araújo no Agitágueda muitas músicas conhecidas no possível assistir à atuação da banda seu repertório. Pitt Broken, bem como do cantor No geral foram dois concerMiguel Araújo, vocalista da banda tos bastante positivos, ajudanOs Azeitonas, no Agitágueda. do o público presente a desQuanto à banda Pitt Broken, na frutar de uma ótima noite de minha opinião, o vocalista esteve sábado. bastante seguro em palco, bem como o resto da banda. O que Daniela Dias, 18, Aguada mais me chamou a atenção foi a de Baixo voz um pouco rouca mas muito segura e poderosa, o que contribuiu para um bom espetáculo.

No passado dia 13 de Julho foi

Já a atuação do cantor Miguel Araújo obteve uma maior resposta por parte do público, possivelmente devido ao facto de apresentar

Saiba mais sobre a Itália... Porque é que na Itália existem tantos dialetos? Tanto o italiano como os dialetos tem a mesma origem: o latim. Durante o Império Romano, outras línguas foram inicialmente substituídas pelo latim e, após séculos de invasões bárbaras, o latim foi sendo misturado com outras línguas, dando assim origem a muitos dialetos. Aí está a razão pela qual a Itália conta com cerca de 200 dialetos! A única diferença entre o italiano e os dialetos é o seu papel: o primeiro é utilizado como língua nacional falada em todo o território, enquanto que o segundo é limitado ao uso familiar, como uma tradição. O dialeto mais utilizado no passado foi o Toscano, sobretudo porque durante o século XIII, verificou-se uma grande produção literária (Dante, Petrarca, Boccaccio) nessa língua. (Colaboração do grupo de jovens italianos da associação Ambiente Sociale)

Queres colaborar no nosso jornal? Se és jovem e queres partilhar connosco uma criação tua, uma opinião, uma ideia ou uma crítica de algo que se tenha passado na nossa região, manda o teu artigo e a tua identificação (nome, idade, localidade) para

youvoiceproject@gmail.com Ficha Técnica edição da Psientífica António Ferro Beatriz Lobo Daniela Dias Leonardo Valente Maria Ferro Sara Reis Rita Leira


agosto, 2013 Volume 1, Edição 2 Aguada de Baixo

Campismo em Aguada de Baixo Criado em 1972 pelo Dr. Vale de Guimarães e inaugurado no ano seguinte, a 17 de junho, o parque de campismo de Aguada de Baixo, é hoje um dos grandes atrativos desta freguesia .

Contacte-nos! youvoiceproject@gmail.com Procure-nos no facebook! youvoiceproject

Este parque de campismo é bastante conhecido pela população Aguadense. Administrado por Manuel Amorim, é de bom grado que tal acolhe muitos eventos realizadas na localidade e disponibiliza as suas instalações para instituições locais, a paróquia, Junta de Freguesia, ARCA, entre outros.

São várias as nacionalidades que fazem parte da história de campistas deste parque. Espanhóis, alemães, franceses, holandeses e até norte americanos constam na lista, no entanto, não deixam de ser os portugueses a maioria a usufruir deste parque. Simultaneamente, estando Aguada de Baixo situada na rota do peregrino para o Santuário de Fátima, é natural que alguns dos campistas que pernoitam neste parque ao longo do ano estejam relacionados com o turismo religioso. Apesar da maior procura decorrer durante o mês de agosto, naturalmente, existem autocaravanas que permanecem no parque durante todo o ano. Neste momento, contabilizam-se 12 caravanas “residentes” que aproveitam os fins de semana para relaxar neste espaço. Foram entrevistados alguns campistas durante o mês de agosto que nos esclareceram sobre a sua escolha por este parque de campismo em Aguada de Baixo. Todos os entrevistados referiram a tranquilidade e o preço reduzido como os grandes atrativos deste parque. Simultaneamente, sendo um parque espaçoso e com todas as comodidades esperadas, revela-se o espaço ideal para umas férias familiares: “A principal característica é a tranquilidade, trata-se de um parque pequeno, barato e muito calmo, era aquilo que procurávamos.” Mónica Bastos, do Porto, campista assídua em Aguada de Baixo há oito anos, acrescenta: “Fico satisfeita com o facto deste parque ter piscina pois os meus filhos adoram e é uma ótima distração para eles.” De facto, é inegável que a piscina é uma mais-valia deste parque, servindo de espaço de convívio quer para campistas, quer para a própria população – sobretudo jovem – da freguesia. Mas porquê este parque de campismo em especial? Os entrevistados referiram a visita de familiares que visitam na região, a sugestão de outros campistas (família e amigos) que já tinham estado neste parque e o facto de já conhecerem esta freguesia por terem trabalhado aqui. Como refere Horácio, de Portimão, na sua primeira vez neste parque, o facto de ter família em Águeda determinou que se reunissem aqui e acampassem juntos. O Parque de Campismo de Aguada de Baixo revela-se assim como um espaço que, de acordo com a população aguadense e com os campistas que todos os anos optam por passar por aqui, prima pela tranquilidade, pelo convívio e pelo espírito de família. Daniela Dias, 18, Aguada de Baixo


Página 2

U voice!

V olume 1, Ed ição 2

Parabéns, Zé Povinho Ontem, como todos os dias nefastos do stress do nosso dia-a-dia já passados por consequentes manifestações contra o governo atual, fui assolado pelas notícias da noite. Vejo manifestantes em direção ao parlamento com cartazes na mão e outras coisas, que mais parece que vão para um concurso disputar a melhor representação da revolta tuga. Ouvindo nas linhas da frente um hino de revolta que entoa pela rua- “Abaixo o governo!”- penso eu que estes manifestantes são um pouco ingénuos por acreditar que outro partido politico vá mudar alguma coisa! Imagino eu que muitos burlões estrangeiros estejam interessados em imigrar cá para Portugal para fazer concorrência aos que já ca estão na chefia de grandes encargos políticos e de grandes empresas públicas para burlar o povo português no conto do vigário. De facto, o povo português tem a fama de pagar para ver qualquer promessa, por mais irrisória que seja no que toca a melhorar a qualidade de vida, sem que tenham de ter esforço para o alcançar.

Mas mais parvo fiquei ao ouvir que Portugal deveria voltar à ditadura de Salazar. Fiquei traumatizado pois não era só um cidadão, mas vários, a manifestarem essa vontade desmesurada. Será que o Zé Povinho anda a dormir no tempo? Sei que a sua cultura é fraca mas não era preciso exagerar! Seriamente acredito que andaram a hibernar no inverno e a passear no verão, não pondo então cá os pés o ano todo. Eu que não estive cá presente - felizmente ou infelizmente- neste marco histórico, sei que se estivessem a fazer o que estão a fazer iriam para um cubículo a que chamavam de pildra. É o que faz estar atento na aula de história, dando-me um nó nas vísceras saber que, à refeição, teria de comer só uma sardinha e, mesmo esta, teria de ser dividida por toda a família que estava a mesa. Nesta sociedade ninguém faz jus ao que melhor tem, preocupando-se mais com interesses monetários e coisas supérfluas do que com os nossos compatriotas e a nossa própria felicidade. Leonardo Valente, 16, Águeda

Turbilhões

O Tubarão Branco

Não

Com cerca de 1900 Kg, o tubarão branco, também conheci-

percebo todas estas mudanças de humor. Tudo se tor-

nou tão aborrecido, monótono e desinteressante. Para onde foi toda a alegria da infância? Esta maneira de estar com a vida tornar-se-á rotina quando for adulta? Porque é que se tornou habitual ouvir a minha mãe sempre a protestar comigo? "Mariana, larga o computador e vai estudar. (...)" Porque é que tudo me deixa tão irritada e sem paciência? Será que me devo habituar ou passa-se algo de errado comigo? Mas porque é que tenho tantas perguntas sem resposta? Sinto-me ridícula neste momento, mas a verdade é que tudo isto é novo para mim. De repente, passei a dar mais importância ao que as pessoas pensam de mim e aos bens materiais que os outros têm e eu gostava de ter. E sim, sem dúvida que passei a dar mais atenção aos rapazes. Mas... talvez deva deixar de dar tanta importância a tudo isto e começar a ver o lado positivo. A saber aproveitar ao máximo tudo o que faço e a divertir-me. Porque, afinal, a adolescência é algo com que todos temos que lidar e não vale a pena queixarmo-nos. Dizem que são os melhores anos das nossas vidas, por isso, vou aproveitar!

do como Carcharodon carcharias, mede cerca de 6 metros e vive cerca de 30 anos. Este tubarão que habita os mares tropicais e temperados da Africa do Sul, da Austrália e os EUA é também conhecido por ter a dentada mais mortífera dos tubarões com uma força superior a 18 000 Newtons. Um tubarão branco equivale a cerca de 27 homens, sendo que, para se alimentar, necessita de comer o correspondente a 139 cheeseburgers ou seja 30 kg de atum, golfinhos ou focas que são a sua dieta! Sabias que o estomago do tubarão branco está dividido em dois compartimentos e que um deles está destinado a armazenar comida? Sabias ainda que já foram vistos espécimes com sapatos, cabeleiras, jornais, matriculas e até balas de canhão no estomago? Um dos mais magníficos monstros do mar: O Tubarão Branco.

Texto ficcional de Beatriz Lobo, 15, Vagos António Ferro, 16, Vagos


U voice!

V olume 1, Ed ição 2

Entrevista de rua: «O que deveria ser

jovens?»

Página 3

mudado em Aguada de Baixo para se tornar mais atrativa para os Entrevistas por Sara Reis, 15, Espinhel

do. enova bar r m i as s r um não, m odia have o d a e «Mud xemplo, p jogos para e e d ão as Por m sal erend oas com u que de m as pess e r d um pa iques, on er.» n e v u el n q o iv pi Dani sem c s e d u p

«Talvez a existência de zonas de convívio, clubes de teatro e outras atividades que agradem aos jovens.» Miguel

«Rea l agrad izarem m e ao s jov ais festa tas c s co e om m m a pa ns, com de b o r úsic t ic p a joven res para ipação d or exem a que e Dj plo, s.» atrair f ´ a co s e exist esência nviv ência dos Van essa

« Se calhar de viam realizar-s e mais torneios exemplo um , como por torneio de vó lei que nunca fo jogos importan i feito, ou tes de futsal que aconteçam Ou então real no pavilhão. izarem aqueles programas que como "Aguad fizeram, a tem talento ".» Rute

«Investir mais na cultura e desporto/diver no são só mesmo a cu ; (…) acho que é tival da cançãoltura (teatros, fes(criarem even , danças) e desporto freguesia parttos em que toda a p. ex. caminha icipe como haver os jogodas, etc, além de já s sem fronte iras)» Patrícia

Cinema - Em exibição Críticas por Rita Leira, 16, Aguada de Baixo No novo filme da Illumination, a sequela continua e assistimos a uma aventura - com uma bela mensagem sobre o poder paternal - repleta de ação e momentos de muita diversão, fundamentalmente conseguidos pelos minions. É impossível não rir com a energia destes bonecos amarelos que, com os seus sons e gestos, manipulam o espetador a rir até às lágrimas. Poderá não ser um dos mais belos e encantadores filmes animados do ano, poderá até nem ter aquele toque mágico dos filmes Disney ou a componente emocional dos filmes Pixar, mas “Gru – O Maldisposto 2” é certamente um dos mais divertidos e bem-dispostos filmes do ano. Gru O Maldisposto 2

Se ainda não viu o “Gru o maldisposto 2”, vá ao cinema com os seus filhos e divirta-se. Este vale a pena!!

A aventura continua, mas desta vez em Paris. Os «Smurfs 2» chegou aos cinemas mas, desta vez, a opção do diretor foi agarrar o público infantil. Portanto, a história investe bastante em quedas, arrotos, gases e todo o tipo de humor físico que provoca nas crianças o riso fácil. Há realmente uma infantilização extrema no sentido de apostar em piadas fáceis, envolvendo trapalhadas diversas. Por outro lado, «Smurfs 2» conta com o lado bem interessante de centrar-se em Smurfina e na questão da sua paternidade, uma vez que esta foi criada por Gargamel. De resto, o filme tem como destaque as breves - mas sempre engraçadas - participações do gato Cruel e também algumas falas do Smurf Vaidoso, pra lá de egocêntrico e sempre vidrado num espelho. Apesar de ser inferior ao filme original, ainda assim consegue prender a atenção das crianças. Aos adultos restam as brincadeiras com a própria cidade de Paris.

Smurfs 2


Uma nova conquista

As Tasquinhas de Vagos Na

semana de 8 a 11 de Agosto, realizou-se em Vagos, na praça da Corredoura, a Semana da Cultura e da Gastronomia, mais conhecida por «Tasquinhas», organizada pela Junta de Freguesia.

A praia do Monte Branco, na ria Torreira, Murtosa, teve o privilégio de receber pela primeira vez a bandeira azul, pela Associação da Bandeira Azul da Europa (ABAE) que certifica que é uma praia aconselhada aos banhistas, passando a ser a única praia balnear da formosa ria de Aveiro. Joaquim Baptista, presidente da câmara da Murtosa e toda a população estão visivelmente satisfeitos por terem esteado mais uma vez as bandeiras azul e dourada na magnífica e impressionante praia da Torreira. Minutos depois, a praia do Monte Branco foi também brindada com a bandeira azul, o que foi uma enriquecedora surpresa para os banhistas que agora podem ter uma grande alternativa: a primeira praia balnear da ria de Aveiro. O autarca reforçou que este reconhecimento foi uma enorme honra não só para o município da Murtosa mas também para a região da Ria de Aveiro. De facto, a região tem sido reforçada como um lugar de excelência no dinamismo turístico, sendo que já se nota que a região começa a andar nas bocas do

mundo, não só pela sua amistosa beleza mas também pela sua admirável biodiversidade e eventos náuticos. O galardão veio assim fazer jus ao forte investimento na requalificação da praia balnear que outrora foi poluída e a todo o meio envolvente. Esta praia apresenta atualmente tanto ou mais conforto do que uma praia balnear oceânica, estando equipada com sanitários, estacionamento, bar e, mais importante, assegurada por nadadores salvadores. Tal torna a praia segura e cómoda para todos os banhistas que lá passam um espetacular e proveitoso dia, acompanhados por uma espetacular vista que não passa despercebida a quem por lá passa.

Nas tasquinhas participaram cinco associações, o Futebol Clube Vaguense, os Escuteiros do Agr. 822 de Vagos, a Confraria das Saínhas, o Dunameão e a Banda Vaguense. Cada uma destas estava a angariar fundos para as suas atividades. Todas as noites foram animadas por espetáculos: na quinta-feira atuou a Filarmónica Vaguense, na sexta atuou a Banda Vaguense, no Sábado houve uma demonstração de Zumba e depois uma atuação de Coral Sénior. Por fim, no Domingo, atuou o rancho folclórico de S. António de Vagos, com uma desfolhada tradicional, e atuaram também vários fadistas. As tasquinhas tiveram uma grande aderência por parte da população pelo que, na minha opinião, é uma iniciativa a manter todos os anos.

Leonardo Valente, 16, Águeda

Saiba mais sobre a Itália... Durante a atividade com os jovens de Arrouquelas e Benestare, Itália, os jovens participantes de Aguada de Baixo aprenderam algumas palavras em italiano. Aqui partilhamos algumas palavras. Experimente! Olá, tudo bem? - Ciao, tutto bene?

Chamo-me … - Mi chiamo...

Eu sou de Portugal—Io so de Portugalia

Maria Ferro, 15, Vagos

Queres colaborar no nosso jornal? Se és jovem e queres partilhar connosco uma criação tua, uma opinião, uma ideia ou uma crítica de algo que se tenha passado na nossa região, manda o teu artigo e a tua identificação (nome, idade, localidade) para

youvoiceproject@gmail.com

Estou a amar as férias— Sto amando le feste. 1– un

5 - cinque

9 - nove

Ficha Técnica edição da Psientífica

2 - due

6 - sei

10 - dieci

3 - tre

7 - sette

11- undici

4 - quattro

8 - otto

12 - dodici

António Ferro Beatriz Lobo Daniela Dias Leonardo Valente Maria Ferro Sara Reis Rita Leira


setembro, 2013 Volume 1, Edição 3 Aguada de Baixo

As autárquicas e o envolvimento local Este é um ano de eleições que decorrem por todo o país durante o mês de Setembro, mais precisamente no dia 29. Desde as eleições legislativas, passando pelas eleições municipais até às eleições autárquicas são vários os candidatos que se apresentam dispostos a tomar o "controlo" da sociedade, bem como melhorar a qualidade de vida da população que assim o espera. Hoje vamos concentrar-nos nas eleições autárquicas, ou seja, relativas às eleições para a presidência das Juntas de Freguesia de cada localidade, neste caso em particular, da união das Freguesias de Aguada de Baixo e Barrô.

Contacte-nos! youvoiceproject@gmail.com Procure-nos no facebook! youvoiceproject

Os candidatos à presidência foram Rui Pinho, Pedro Neves e Wilson Gaio junto com Osória. O candidato Rui Pinho apresentou-se como independente, ou seja, não esteve coligado a nenhum partido político, pelo que todo o investimento feito na campanha foi dispensado pelo próprio. Por outro lado, o candidato Pedro Neves está associado à lista do PS e os candidatos Wilson

e Osória estão associados ao partido CDS-PSD. No contexto das eleições, um assunto do qual é muito importante falar é relativamente à união das Freguesias de Aguada de Baixo e Barrô. Esta ideia partiu do Governo que insiste em diminuir o número de freguesias por concelho, de forma a reduzir despesas que advêm das Juntas de Freguesia. No entanto, esta medida não agradou às populações, visto que desta união resultarão desvantagens para o bem estar da população, como é exemplo a qualidade dos serviços públicos prestados que será posta em causa. No caso concreto que falamos, a população de Aguada de Baixo resolveu inclusive juntar-se e contribuir para um abaixo-assinado de forma a impedir este acontecimento. Contudo foram inúteis os esforços feitos por todos e, mais uma vez, a vontade da população – baseada no conhecimento das suas condições e necessidades - não foi ouvida. Desta forma, não pretendo avaliar a competência de cada candidato relativamente ao que pode fazer acontecer, ou não, no futuro. Pretendo apenas apelar a todos que tenham consciência de do seu papel nas decisões locais. Através do exercício da democracia, tivemos a chance de optar e participar na tomada de decisão de quem irá representar-nos. E tal decisão não deve ser levada de ânimo leve. Tal poderá ser determinante no desenvolvimento da nossa comunidade e no bem-estar de todos. Daniela Dias, 18, Aguada de Baixo


Página 2

U voice!

V olume 1, Ed ição 3

Arte no desenho Para começar uma pintura numa tela há sempre que fazer um esboço a carvão mas, para muitos artistas, um esboço já é considerado uma peça de arte, quando este é bem realizado. Nem sempre é preciso usar tinta ou muitos detalhes, apenas os simples traços do carvão e as sombras produzidas pelo artista fazem o desenho ganhar valor artístico. Quando fazemos um desenho a carvão, não temos de obedecer a nenhuma corrente artística, ou seja, podemos começar pelo risco e evoluir para algo abstracto, ou para algo simples como um animal ou uma face. Tal está ao alcance de qualquer um, até de uma criança de dois anos, pois, mesmo os riscos ao acaso, podem criar algo agradável à vista. Aconselho que experimentem fazer este tipo de desenho ou qualquer outro e também que os arquivem para mais tarde recordarem o que fizeram, como evoluíram, para se rirem da vossa imaginação na altura e para verem do que são capazes e do que eram capazes na altura.

Fotografia por Leonardo Valente, 16, Águeda

Texto e desenho por António Ferro, 16, Vagos

Entrevista de rua:

«Do que é que Aguada de Baixo precisa?» Entrevistas realizadas pelos jovens de Aguada de Baixo, durante um Peddy Paper «Um restaurante de qualidade na rua do campismo para termos diversos pratos e reforçar a boa qualidade de Aguada de Baixo.» António Simões

«Um torneio de jogos de computador. Acho que muita gente gos-

«Falta um clube de Andebol e talvez organizar-se um evento relacionado com a corrida de carros de rolamentos.»

ta desses jogos e assim, as pessoas que não têm meios de jogar, poderiam se divertir um pouco. Também era uma forma de conhecermos novas pessoas com os mesmos gostos que nós e assim haveria maior interação entre as pessoas.»

David Mota e Miguel Marques

Gabriel Moreira

«Falta um parque infantil para as crianças poderem brincar.»

«Falta em Aguada de Baixo um PDM (Plano Diretor Municipal)

Marta dos Reis

Manuel Amorim

para integrar as estruturas existentes.»


U voice!

V olume 1, Ed ição 3

Página 3

Junta-te ao movimento da «Corrente do Bem» Este

filme, lançado em 2000, em inglês, Pay it Forward, conta a história de um rapaz do 7º ano que, num projeto proposto pelo professor de Estudos Sociais, tenta arranjar uma forma de mudar o mundo. Trevor, vindo de uma família complicada, assume esse objetivo e cria a ideia da corrente do bem que, ao longo do filme, vemos que se espalhou pela América. A corrente do bem é simples e exige apenas o compromisso dos envolvidos. Trevor ajudou três pessoas e apenas lhes pediu que continuassem a corrente, isto é, que cada uma ajudasse mais três pessoas. Mas estas “ajudas” não podem ser algo que a pessoa possa fazer por ela própria, isto é, não pode ser colocar a mesa, arrumar a sala ou apanhar o lápis caído de um amigo. Para que esta ideia resulte, a pessoa deve ajudar outra em algo que esta precise e que não possa fazer sozinha. Por exemplo, no filme, Trevor encontrou um mendigo no caminho, levou-o para casa, deu-lhe comida e algum dinheiro que tinha poupado. O mendigo, Jerry, pôde então ir a entrevistas de emprego e mudar a sua vida. De facto, vemos que o mendigo seguiu a corrente: mais tarde, encontrando um suicida na ponte, convence a pessoa a viver, a tomar um café com ele e contar-lhe a sua história. Deu-lhe o carinho, a ajuda e a atenção que aquela pessoa precisava naquela altura. Depois de verem este filme, foi lançado o desafio aos jovens da Psientífica: cada um deveria prolongar a corrente do bem de Trevor e tentar, a partir de outubro, fazer três favores a três pessoas, transmitindo a mensagem a essas três pessoas para continuarem a corrente. Esta corrente tem como objetivo mudar o mundo, através de pequenos gestos e com a colaboração de todos no dia-adia. E que tal começar a sua corrente do bem também? Sara Reis, 15, Espinhel

«Acho o filme interessante e acho que nos ensina a construir uma sociedade mais solidária» Paulo Reis, 13

«Eu acho que o filme foi bastante educativo. Eu diria até que este filme nos ensina a ser altruístas e a deixar o egocentrismo para trás.» Kika Quintas, 13

«Achei o filme interessante e penso que nos ensina a respeitar os outros e a valorizar os amigos. O filme teve uma moral educativa, uma vez que o rapaz morreu a salvar um amigo, numa tentativa de conseguir melhorar o mundo.» Bento Morais, 12

«Na minha opinião, o filme foi muito educativo, visto que nos ensina a crescer, a deixar a inveja, a falsidade, a antipatia e o egoísmo para trás. Com o filme, aprendemos a ser solidários com os nossos amigos. Ana Pedro, 11

Já existe o movimento «Pay It Forward Portugal». Procura no facebook e junta-te a ele! Como na própria página aparece: «Pay it forward é um movimento mundial que encoraja actos aleatórios de bondade. A nossa esperança é que te sintas inspirado a enviar uma onda positiva para o mundo todos os dias. »


O Mistério da família Leodoughty uma história de suspense em fascículos Encontramo-nos no século XVIII, no ano 1752, em Liverpool, no porto de Liverpool, onde Hayden Leodoughty, a sua mulher Hevelyn e os seus dois filhos, Charlotte de quatro anos e Frankie de seis, se preparam para embarcar rumo ao futuro. A família Leodoughty era uma das famílias mais ricas de Inglaterra, pertencentes a nobreza, tendo como negócios a pesca, a caça à baleia, tendo se iniciado também na exploração de minério. Partiam numa das suas embarcações rumo a uma ilha selvagem encontrada pelos seus marinheiros. Hayden ia assim concretizar uma dos seus sonhos: ter uma cidade fundada por si. Esta ilha chamar-se-ia Leodoughtytown, ficava perto das Américas. Tal poderia aumentar o seu volume de negócios, pois era banhada a Este pelo oceano Atlântico e a oeste pelo mar das Caraíbas, o que seria uma mais valia para os negócios da pesca e da baleia. O seu único senão era que tinha que deixar os seus negócios em Inglaterra a cargo do seu único irmão, Fostan. Várias pessoas achavam o Senhor Hayden era um bocado doente da cabeça, “um tolo” por assim dizer, pois tinha ideias avançadas para o seu tempo. No entanto, nunca se assemelhando aos americanos que tinham uma cultura diligente, era um exemplo de aristocracia britânica. Havia alguns rumores de que o seu médico de família descobrira que Hayden tinha um pequeno distúrbio. Mas desse caso ninguém considerava verdade, pois era costume as famílias rivais lançarem para a ribalta vários boatos caluniosos para tentarem denegrir o bom nome uma das outras. Ao chegar a ilha batizada por Leodoughtytown, albergaram-se todas as infraestruturas - e mais algumas - com ajuda da Grã -Bretanha. Tal fez com que passasse a ser a melhor cidade daquele século, sendo que, até estar tudo concluído, foram anos. Já por não falar da casa da família Leodoughty, um fascinante castelo, cuja construção foi delineada pelos melhores arquitetos da atualidade. Tinha um pequeno numero de quartos para os seus convidados, 221, sem contar com os aposentos dos criados e os da família Leodoughty . Passados alguns anos, a vida da família Leodoughty bem como da ilha Leodoughtytown prosperavam, contando com cinquenta mil habitantes, satisfeitos por lá viverem e contentes com os seus trabalhos para as empresas do império Leodoughty. A família crescia: o irmão de Hayden, Fostan, tinha o seu quinto filho, já para não falar do resto dos rebentos que vieram ao mundo de outros seus parentes. Frankie deixara Leodoughtytown para regressar a Londres para estudar na universidade de Oxford, pondo centenas de raparigas a morrer de amores por ele. Assim, ficaram apenas 3 familiares na ilha: Hayden, Hevelyn e Charlotte. Mas nem tudo foi um mar de rosas, pois passados alguns meses abateu-se uma malfadada maldição nesta família e o império construído ao longo de uma vida desvaneceu-se numa neblina sufocante de sangue e aparente casualidade. Leonardo Valente, 16, Águeda

Queres colaborar no nosso jornal? Se és jovem e queres partilhar connosco uma criação tua, uma opinião, uma ideia ou uma crítica de algo que se tenha passado na nossa região, manda o teu artigo e a tua identificação (nome, idade, localidade) para

Entrevista de rua: «O que deveria ser

melhorado em VAGOS para que se tornasse mais atrativa para os jovens?» or s p ria a t a vis tre z & M n i E atr Be

Cinema õ

«Fazerem um parque infantil na Quinta da Ega»

Joana, 13

Mariana, Ana e Maria

«Devia haver em Vagos uma pista de «Um skate parque e mais eventos culturais.» bicicletas até à vagueira.» Rodrigo, 14 Kika, 14

youvoiceproject@gmail.com Ficha Técnica edição da Psientífica António Ferro Beatriz Lobo Daniela Dias Leonardo Valente Maria Ferro Sara Reis Rita Leira


outubro, 2013 Volume 1, Edição 4 Aguada de Baixo

Convívio Anual na Landiosa No passado dia 26 de Outubro, a Landiosa reuniu na mesma mesa - e pela quarta vez consecutiva - os seus habitantes, ex-habitantes ou todos aqueles que, por alguma razão, estão ou estiveram ligados a este lugar.

Contacte-nos! youvoiceproject@gmail.com Procure-nos no facebook! youvoiceproject

Esta iniciativa tem ganhado dimensão de ano para ano, sendo de salientar o aumento de participantes. Os criadores desta ideia foram um grupo de pessoas que decidiram criar esta oportunidade de convívio para toda a população

da Landiosa, proporcionando assim um mega almoço. Neste ano, foi eleita a feijoada como ementa, pois chegou-se à conclusão que era uma refeição mais ou menos simples de fazer para um tão grande número de pessoas. Fez-se então antecipadamente o convite a cada pessoa/família, ficando esta encarregue de levar uma bebida bem como uma sobremesa, caso pretendesse. No final deste almoço, houve também a oportunidade de contribuir para o mealheiro do evento, para possibilitar a realização do mesmo no ano seguinte. A feijoada já é conhecida e reconhecida e, este ano, provando que o lugar está cada vez mais unido e organizado, uniu cerca de 300 convidados. Grande novidade foi a doação de um terreno por parte dos Sr. Comendador António Soares de Almeida Roque e Dr. Luís Lavoura para posterior construção de um espaço de convívio. Tal muito fortalece esta iniciativa e dá vida às boas vontades deste lugar. Exemplo a seguir por todos os que trabalham em prol da união.

Rita Leira, 16, Aguada de Baixo


Página 2

U voice!

V olume 1, Ed ição 4

O Facebook e o mercado de trabalho O facebook é uma rede social muito utilizada, especialmente pelos jovens que veem aqui um espaço de expressão espontânea, sem tratamento: coloca-se uma foto da festa, um comentário mais agressivo, diz-se o que se pensa no momento, discutese, por vezes, à vista de todos . Portanto, por vezes, são feitas publicações inapropriadas. É necessário ter algum cuidado com o que se publica, pois isto poderá prejudicar-nos num futuro profissional. Por exemplo, quando um director está indeciso entre dois novos empregados e já recorreu aos seus currículos sem conseguir optar por um, poderá, por fim, ver o perfil pessoal dos candidatos e, daí, escolher o que será melhor para ocupar o cargo. De certeza, não escolherá o género de perfil que contenha fotos provocadoras e publicações insultuosas... O facebook permite que haja um acesso a qualquer momento da vida de uma pessoa (após a criação de um perfil) na rede social, portanto, as fotos e os comentários colocados hoje, enquanto somos jovens e não temos grandes preocupações, serão visíveis daqui a alguns anos, quando formos procurar um emprego. Ainda há outra maneira do facebook influenciar o mercado de trabalho: através desta rede social a informação é facilmente divulgada, dando a conhecer diferentes hipóteses de emprego. Facilmente, temos acesso a ofertas de trabalho que estão fora da nossa zona de residência. Em suma, o facebook assume imensa importância nos dias de hoje, mas é necessário termos consciência do seu poder e da sua memória prolongada…o facebook nunca esquece. Beatriz Lobo & Maria Ferro

Fumar ainda é pior do que se pensava... Todos sabemos que fumar faz mal, pelo que são variadas as razões para não o fazer. Bem, mais uma razão fundamental para deixar esta prática: o estudo de 8 800 pessoas por investigadores do King’s College London mostrou que o hábito tabágico lesa as áreas do cérebro responsáveis pela memória, aprendizagem e raciocínio.

António Ferro, 16, Vagos

O Evereste não é o monte mais alto da Terra Na verdade, com 8 848 metros, o Evereste é bastante menor que a montanha mais alta da Terra, uma honra que pertence ao Mauna Kea, no Havai. Quando medido da base ao cume, tem 10 200 metros de altura, mas, como mais de seis mil metros abaixo do nível do mar, não recebe o merecido respeito e atenção. António Ferro, 16, Vagos


U voice!

V olume 1, Ed ição 4

Página 3

O primeiro passo na vida adulta A maioria dos jovens - e também crianças - imagina como é ser adulto, como é viver sozinho, ter a sua própria vida, fazer as suas escolhas sem pedir consentimento a quem quer que seja, não ter ninguém a quem dar explicações. A chegada ao tempo de universidade é o primeiro passo para a consciencialização e preparação para a fase adulta. A mudança é radical, para muitos é altura de sair de casa, deixar para trás as rotinas, os compromissos, as atividades extra curriculares que tanto se adoram e encarar uma nova aventura. É certo que se vai de olhos vendados, mas a adrenalina e a curiosidade acabam por fazer esquecer aquilo que pode correr menos bem. A aventura de sair de casa, rumo à universidade, ou estrangeiro é uma das etapas/fases que mais pode marcar o crescimento de alguém enquanto pessoa (um ser independente). A exigência e responsabilidade de cada dia aumenta pois cada qual é “obrigado” a tomar conta de si, sem a ajuda de ninguém como dantes acontecia. Sair de casa a longo prazo pode parecer algo sem significado, e por vezes fácil mas há certos pormenores que não surgem quando se pensa nisso. Tais como o simples facto de adoecer rapidamente e não ter ninguém que possa cuidar de nós, ou algo repentino como uma avaria no carro p.e. e não conhecer ninguém pronto a ajudar, pois estando longe daquilo que se conhece e daqueles que se conhece tudo se torna mais difícil. No entanto, uma experiência como esta pode ser muito enriquecedora, as várias dificuldades que se ultrapassam, ajudam a crescer e a perceber melhor aqueles com quem vivemos e que nos rodeiam bem como a sociedade no geral. Aprendemos também de certa forma a ser mais humildes e precavidos em simultâneo, pois as pessoas são diferentes e parcialmente desconhecidas. Como todas as coisas da vida, há a parte boa e a parte má de uma mudança, mas é certo que aquilo que apreendemos é sempre algo que devemos avaliar e filtrar de modo a tirar aquilo que de melhor aconteceu. Daniela Dias, 18, Aguada de Baixo

Déjà Vu: Eu já vivi isto... Já teve a sensação de já ter vivido algo? De já ter tido determinada conversa? De conhecer alguém pela primeira vez e achar que a já viu antes? Bem, experimentou então a sensação de Déjà Vu. Déjà vu é uma reação psicológica que faz com que sejam transmitidas ideias de que já se esteve naquele lugar antes, já se viu aquelas pessoas, ou outro elemento externo. O termo é uma expressão da língua francesa que significa, literalmente, " Já visto". Mas porque é que isto acontece? O cérebro possui vários tipos de memória: A memória imediata, responsável, por exemplo, pela capacidade de repetir imediatamente um número de telefone que é dito, e logo em seguida esquecê-lo; A memória de curto prazo, que é aquela que dura algumas horas ou dias, mas que pode ser consolidada; A memória de longo prazo, que dura meses ou até anos, exemplificada pela aprendizagem de uma língua. O déjà vu acontece quando há uma falha no cérebro, e os factos que estão a acontecer no momento são armazenados diretamente na memória de longo ou médio prazo, sem passar pela memória imediata. E por isso dá-nos a sensação que o facto já ocorreu. Sara Reis, 15, Espinhel


O Mistério da família Leodoughty (II) uma história de suspense em fascículos

Mas

nem tudo foi um mar de rosas, pois passados alguns meses abateu-se uma malfadada maldição nesta família e o império construído ao longo de uma vida desvaneceu-se numa neblina sufocante de sangue e aparente casualidade. A maldição foi lançada por uma das apaixonadas de Frankie, por ele não lhe dar nenhuma atenção, quando ela se instalou de noite na sua cama para o tentar seduzir. Este logo de seguida, ao ver tal situação, apresentou queixa à direção da Universidade de Oxford, que expulsou a rapariga, passando esta a ser uma vergonha para a família e um descrédito na sociedade aristocrática britânica. O seu pai, cheio de vergonha por ver que a sua filha manchara o nome de família conquistado há seculos, não teve alternativa senão mandar os seus capangas fazer parecer que a sua filha tivesse suicidado. Mas o que é certo, é que no dia do seu velório, o seu corpo tinha desaparecido, dando vez ao do seu pai, amarrado e aterrorizado, a dizer que a sua filha virara bruxa ou coisa que valha. Em Leodoughtytown, a maldição que se abateu, fez-se aparecer primeiro no cão de companhia de Charlotte. Era sextafeira à noite, a família fazia serão no seu sofá com uns convidados, amigos íntimos, junto a lareira, enquanto lá fora se abatia uma forte tempestade . Então soou a primeira badalada para a meia noite em toda a casa. Esta badalada trazia uma certa nostalgia, uma frieza tal que interrompera a conversa das recordações de infância de alguns convidados. De repente, tornou-se necessário prestar auxílio à empregada que parecia ter visto um fantasma fruto daquela badalada. Ao mesmo tempo que tal situação decorria no salão, cá fora a tempestade parou num ápice, dando lugar a uma chuva miudinha e a um nevoeiro serrado. O pêndulo continuou a soar as suas badaladas profundas, como nunca antes. Mas a última foi a mais sombria. O cão de Charlote que estava deitado na ponta da alcatifa a receber calor da lareira, parecia ter um ataque de epilepsia, estando-se a transformar num ser que mais parecia um lobisomem. A coitada da empregada que estava sentada no sofá a recuperar, acabou por desmaiar juntamente com alguns convidados, outros fugiam apavorados - um em específico, largou uma flatulência tamanha que vinha a aguentar desde o susto da empregada . Passada esta confusão, ficou só Charlotte na sala, estupefacta e paralisada, em frente do seu pobre animal. Enquanto estiveram juntos, por largos minutos, ninguém soube do que se falou. Tal foi interrompido pelo seu pai e o resto da população que mataram o bicho de imediato. No dia seguinte, na Grã-Bretanha, não se falava de outra coisa a não ser do sucedido. Nesse mesmo dia a rei lançou uma caça à mulher que foi acusada de vários crimes, um deles foi ter ido contra as leis da física. Queres colaborar no nosso Leonardo Valente, 16, Águeda

jornal?

Se és jovem e queres partilhar connosco uma criação tua, uma opinião, uma ideia ou uma crítica Os meses do ano em italiano são parecidos com os da língua portuguesa: de algo que se tenha passado na Gennaio, Febbraio, Marzo, Aprile, Maggio, Giugno, Luglio, Agosto, Settembre, nossa região, manda o teu artigo Ottobre, Novembre e Dicembre. e a tua identificação (nome, idade, localidade) para Os dias da semana são diferentes:

Saiba mais sobre a Itália...

Lunedi, Martedi, Mercoledi, Giovedi, Venerdi, Sabato e Domenica

A bandeira nacional da Itália é chamada de "Tricolor": Verde - significa a Liberdade; Branco - significa a Igualdade; Vermelho - significa a Fraternidade.

youvoiceproject@gmail.com Ficha Técnica edição da Psientífica António Ferro Beatriz Lobo Daniela Dias Leonardo Valente Maria Ferro Sara Reis Rita Leira


novembro, 2013 Volume 1, Edição 5 Aguada de Baixo

Desenho 3D O desenho não é considerado um movi-

Contacte-nos! youvoiceproject@gmail.com Procure-nos no facebook! youvoiceproject

mento artístico, mas tem as suas características artísticas. Faz uso essencialmente do lápis de carvão (e às vezes, mas com menos frequência, dá uso às cores). Para fazer uma imagem em três dimensões, a pessoa que desenha deve criar uma imagem muito realista e dar-lhe sombras para o fazer “sair do papel” e acrescentar-lhe luz para fazer com que a imagem aparente estar mesmo diante dos nossos olhos. Pode, para tal, utilizar o sentido de profundidade e de textura para, de certa forma, enganar o cérebro. O objetivo desta arte é romper com os limites da bidimensionalidade da página de papel. No fim, desfruta-se das expressões faciais das pessoas, enquanto admiram algo que não está lá realmente. António Ferro, 16, Vagos


Página 2

U voice!

V olume 1, Ed ição 5

É possível espirrar de olhos abertos? Um espirro geralmente é causado por irritação e às vezes por bloqueio bacteriano na garganta, pulmões ou nas passagens do nariz. Substâncias que causam alergias como o pólen, pimenta, pelos de animais, poeiras, são geralmente inofensivas, mas irritam o nariz. Soltamos um espirro sempre que esse tipo de substâncias entra em contato com as terminações nervosas do nariz. O cérebro, após receber esse estímulo, faz com que os pulmões e os músculos responsáveis pela respiração formem um “mini-furacão” para expulsar as partículas agressoras. Os reflexos que chegam ao nervo facial também desencadeiam movimentos para expulsar a partícula estranha. Essas contrações atingem diversos músculos da face, incluindo o músculo orbicular, que controla o abrir e o fechar dos olhos. Como resultado de todo esse esforço, fechamos os olhos. Ou seja, é impossível espirrar de olhos abertos! Mas atenção, reprimir ou suster um espirro pode ter consequências muito graves, devido ao aumento súbito da pressão intracraniana, intratoráxica ou intra-abdominal. Pode ocasionar lesões no nervo ótico ou na retina, provocar hemorragias oculares, e causar rutura do tímpano ou lesão no ouvido interno provocando vertigem ou perda auditiva, enfraquecer um vaso sanguíneo no cérebro e provocar a sua rutura (AVC). Existe ainda um mito que diz que os olhos podem sair da órbitra ao espirrar...mas não se preocupe...esse é apenas um mito! Sara Reis, 15, Espinhel

Como se preparar para uma Como agir durante uma cheia? cheia? 

Identifique pontos altos onde se possa refugiar;

Desligue a água, o gás e a eletricidade.

Elabore uma pequena lista dos objetos importantes que deve levar consigo numa possível evacuação;

Não ocupe as linhas telefónicas. Use o telefone só em caso de emergência.

Pondere a hipótese de fazer um seguro da sua casa;

Não caminhe descalço nem saia de casa

Tenha sempre em casa uma reserva para dois ou três  dias de água potável e alimentos que não se estraguem;

Mantenha a limpeza do seu quintal, principalmente no Outono, devido à queda das folhas; 

Prepare uma mochila de emergência;

Prepare-se para a necessidade de ter de abandonar a casa.

Não utilize o carro. Pode ser arrastado para buracos no pavimento, para caixas de esgoto abertas Não entre em zonas caudalosas. Há o risco de não conseguir suportar a força da corrente. A água da cheia pode estar contaminada com substâncias indesejáveis. Não a beba. Rita Leira, 16, Aguada de Baixo


U voice!

V olume 1, Ed ição 5

Página 3

Expectativas dos jovens para 2014 Entrevistas por Daniela Dias, 19, Aguada de Baixo

Diz-se “ano novo, vida nova”. Enquanto o ano ainda está a começar, fomos para a rua ouvir o que os jovens esperam de 2014. Após mais um ano marcado pela crise portuguesa, será que ainda têm esperança na mudança? O que é que esta geração deseja que aconteça neste novo ano que se inicia? Espero que este novo ano traga sucesso a todos aqueles que se empenham e esforçam, felicidade, entre ajuda universal. - Cláudia, Martins, 19 Espero que a seleção portuguesa de futebol ganhe o Mundial 2014.

Neste novo ano desejo que todos os cidadãos portugueses se esforcem para alcançar os seus objetivos e sejam positivos pois com essa atitude será tudo facilitado.” – Rute Magalhães, 20

Espero que os países que andam em guerra, percebam o mal que causam, e adotem uma nova atitude pacífica, capaz de construir um mundo melhor. - Ana Silva, 16

Patrícia Rodrigues, 19

Espero que este novo ano traga mais oportunidades para os jovens, de maneira que o desemprego baixe e estes sejam bem sucedidos dentro do nosso país. Raquel Alberto ,19

Os meus desejos para este novo ano são a Paz universal, bem como uma melhoria da qualidade de vida daqueles que mais sofrem. Desejo que os mais capacitados monetariamente percebam a injustiça que afeta milhares de pessoas e as diferentes realidades que se vivem num tão pequeno país / terra. Desejo também que todos tenham a maior sorte e força para realizarem os seus desejos e objetivos - Daniela Dias, 19

TOP 2013: Filmes Realizámos um inquérito a cerca de trinta pessoas no qual determinamos os filmes prediletos do ano de 2013. Quais terão sido os filmes mais apreciados de 2013? E os vencedores são… 1º lugar:

2º lugar:

3º lugar:

Jogos Vorazes

This is Us

Jogos Vorazes: Em Chamas

Maria Ferro e Beatriz Lobo, 15, Vagos


O Cego Rumo acima, E rumo abaixo, Lá andam pessoas cabisbaixas. Já uma outra, o cego que mendiga, sentado em cima do lixo de família abastada… Do seu cobertor encontrado que dá de coberto ao sujeito, e de comer à ratice, Mesmo junto à caleira que, em tempo chuvoso, Derrama apenas alguns pingos, Lá de vez em quando.

Cego, que infeliz foste, Que te descrevo E te crio Para dares de personagem à poesia. Não sei os infortúnios que passaste, Mas a todos eles suportaste.

Ai Cego, por vezes julgo Que é melhor nem veres a monotonia da chuva Que cai sem parar, De um céu tão cinzento Que vai ficar para durar. O vento atira-te chuviscos à cara, Mas com a tua mão acabas por limpar. Já a brisa fria que a todos nós faz arrepiar, Dessa, não te podes resguardar. A sua alma foi igualada a uma gotinha que na tua cara gelada caiu. Nesse instante, o sol veio com uma intensidade tal, que ofuscava a visão de todos à tua volta. E, de repente, a gota evaporou-se, juntamente com a sua alma elevando-se aos céus. Leonardo Valente, 16, Águeda

E aí não faço juízo de valores Quanto à vida que fazes levar, Pois com essa tua incapacidade, É difícil suceder-se bem nesta sociedade.

Os que lá vão na rua Passam indiferentes, fazendo-se arredar; Outros, dão a esmola na esperança não do cego se levantar, Mas de não caírem também no fundo, que forra a sociedade; Outros, com muitas certezas de que só cai quem quer; Outros, a que chamamos beatas, Só cai quem não tem esperança na divindade. Tais tiram a máscara De bons santos e pessoas bem qualificadas, E, em vez de palavras reconfortantes, Utilizam palavras afiadas.

Queres colaborar no nosso jornal?

Ficha Técnica edição da Psientífica

Se és jovem e queres partilhar connosco uma criação tua, uma opinião, uma ideia ou uma crítica de algo que se tenha passado na nossa região, manda o teu artigo e a tua identificação (nome, idade, localidade) para

António Ferro Beatriz Lobo Daniela Dias Leonardo Valente Maria Ferro Sara Reis Rita Leira

youvoiceproject@gmail.com


dezembro, 2013 Volume 1, Edição 6 Aguada de Baixo

Contacte-nos! youvoiceproject@gmail.com Procure-nos no facebook! youvoiceproject

Associativismo Local na Landiosa Foi no passado dia 15 de Janeiro que o comendador Almeida Roque acolheu, em sua casa, os sócios fundadores da Associação Jardim Social da Landiosa, a fim de dar o início a esta tão esperada e desejada associação com sede na Landiosa. Foi com a ajuda de Almeida Roque e Luís Lavoura que, com disponibilidade, cederam um terreno, cada um para que os alicerces “do coração” desta iniciativa pudessem ser construídos. A associação exibe vários objetivos, alguns deles bastante promissores para a sociedade. Apela à convivência do povo, ao desenvolvimento cultural e social, sem esquecer ações lúdicas, recreativas e artísticas. O próximo passo a adotar por esta recém nascida associação é então a criação de uma sede com diversos espaços, dedicados ao convívio, lazer, espaços internet, biblioteca e à ajuda de pessoas carenciadas. Criar-se-á um local onde a associação se possa juntar e discutir assuntos do interesse de todos, de forma a potenciar melhorias aos diversos habitantes. A primeira assembleia da associação anteriormente descrita teve lugar no passado dia 7 de Fevereiro na Junta de freguesia de Aguada de Baixo, onde foram eleitos os corpos regentes. Rita Leira & Daniela Dias


Página 2

U voice!

V olume 1, Ed ição 5

A experiência UVoice! - na 1ª pessoa

Maria Ferro

“Esta experiência foi importante para mim, uma vez que me obrigou a assumir responsabilidades, como por exemplo, respeitar os prazos de entrega dos artigos. Foi uma forma de aquisição de conhecimentos e de reflexão do imaginário, quanto a escrita. De uma maneira geral, fez-me integrar uma personagem jornalística da melhor forma, não acatando as responsabilidades e ajudas para tal. Na minha opinião, acrescento ainda que este Ter de preparar um jornal requer alguma experiência e projeto foi uma boa forma de expressar e muito trabalho, visto que são muitos os aspetos a ter em demonstrar o meu talento.” Leonardo Valente

Gostei muito de participar na realização do jornal pois permite que novas vozes sejam ouvidas e que os jovens tenham algo a dizer. Gostei do facto de termos tido uma pequena colaboração dos italianos, o que nos permitiu interagir com culturas diferentes o que é bastante benéfico. Talvez o facto de termos de obedecer a um limite de tempo para entregar os nossos trabalhos, tenha sido uma das dificuldades. Mas, com vontade, quase tudo se consegue fazer!

conta (os temas abordados, a parte estética do jornal, a distribuição , etc). Tais tem de ser cuidadosamente analisados para que o jornal venha a ter sucesso entre os leitores. Esta experiência foi totalmente nova para mim e fez-me crescer em diferentes parâmetros. Toda a responsabilidade envolvida ajudou-me a perceber o quão difícil, mas ao mesmo tempo dinâmico, foi elaborar as edições já publicadas. Assim reforço o entusiasmo que esta atividade envolveu e o conhecimento e experiência adquiridos, o que contribui de excelente forma para o desenvolvimento de algumas capacidades de cada elemento que participou neste projeto. Foi muito bom fazer parte desta iniciativa . Daniela Dias

Rita Leira


U voice!

V olume 1, Ed ição 6

Página 3

UVoice! - a voz da comunidade Fomos para a rua recolher a opinião da comunidade sobre a iniciativa do UVoice! No geral, a comunidade foi surpreendida por esta iniciativa e valorizaram o esforço dos jovens em expor a sua voz. Aqui estão algumas opiniões que registámos. (Entrevistas elaboradas por Sara Reis) «Achei interessante os assuntos abordados que envolviam cultura geral. Achei interessante a dica presente na última edição “desporto”, acho que devem expor este tipo de assuntos.» Celina

«Acho que foi uma iniciativa muito positiva, as reportagens foram muito interessantes. Os jornais revelaram um grande potencial dos jovens. Deveriam continuar para percebermos as ideias dos jovens, pois a opinião deles também conta.» Ana «Esta ideia inovadora, para além de bastante divertida, é também uma forma de conhecer novos talentos. Acho ótimo este jornal ser escrito por jovens, dando voz à «nossa» geração.» Francisca


Reunião final do projeto em Itália YouShare - «Tu Partilhas»

No início de março, alguns jovens que representaram a Psientífica neste projeto «YouVoice!» – Daniela, Leonardo, Sara e Rita -irão até Roma, Itália encontrar-se com os outros participantes para discutir as suas experiências. Este projeto foi apoiado pelo programa europeu «Juventude em Ação» que visa promover a participação ativa e o desenvolvimento cívico dos jovens através da educação não-formal e do contacto com outros jovens europeus. Neste contexto, os participantes do «YouVoice!» reencontrar-se-ão, numa atividade nomeada «YouShare» ( em português, «Tu partilhas»). Assim, os jovens de Portugal (Aguada de Baixo e Arrouquelas) e de Itália (Benestare) irão discutir de que forma este projeto influenciou o seu crescimento e que tipo de aprendizagens retiraram desta experiência. Durante 6 meses, os jovens coordenaram a elaboração e a distribuição de um jornal «UVoice!» em cada uma das comunidades, contendo factos interessantes, opiniões sobre assuntos diversos, notícias locais, sempre sob o prisma jovem. Nas edições de Aguada de Baixo, por exemplo, tivemos a oportunidade de ler o que os jovens pensam sobre cinema, sobre a união das freguesias de Barrô e Aguada de Baixo, sobre o movimento social corrente do bem, os seus próprios desejos e ambições. Lemos e testemunhamos os primeiros passos de alguns jovens na escrita de poemas, artigos jornalísticos, crónicas sociais, reflexões, contos literários, entre outros. Portanto, durante 3 dias, os jovens irão refletir sobre as suas aprendizagens, desafios e experiências. Serão momentos de convívio, discussão e dinâmicas de grupo sobre a participação mais ativa dos jovens europeus e os benefícios para toda a comunidade. Quem sabe se não surge outra ideia de iniciativa conjunta? A Psientífica Ficha Técnica edição da Psientífica António Ferro Beatriz Lobo Daniela Dias Leonardo Valente Maria Ferro Sara Reis Rita Leira

Queres colaborar no nosso jornal? Se és jovem e queres partilhar connosco uma criação tua, uma opinião, uma ideia ou uma crítica de algo que se tenha passado na nossa região, manda o teu artigo e a tua identificação (nome, idade, localidade) para

youvoiceproject@gmail.com


Edição de Julho

YouVoice H2O inicia mais um projecto European Voluntary Service, no qual duas jovens vieram da Turquia cumprir o seu “European dream”.

p.3

Um grupo de jovens da H2O vai até Aveiro no âmbito de iniciar um projecto, YouVoice, sobre um jornal semestral sobre o que acontece na aldeia de Arrouquelas.

Jovens de 10 países vêm até Arrouquelas no âmbito de um intercâmbio sobre alimentação saudável e desporto.

p.7

Atividades e associações disponíveis para a população, na aldeia de Arrouquelas.

p.8

Jovens de Arrouquelas, em Londres com o objectivo de participar num projecto sobre extremismos na sociedade.

1


Edição de Julho

SVE - Serviço de Voluntariado Europeu "H2O" - Finalizou o seu primeiro projeto de Serviço Voluntário Europeu SVE - Serviço Voluntário Europeu, esta é mais uma área do programa Juventude em Acão que os jovens da "H2O" acabam de abraçar com sucesso, ao longo de um ano 4 jovens, Madlen, Emina, Natália e Bruno, vindos da Alemanha, Espanha e França, foram cidadãos de Arrouquelas onde viveram e realizaram o seu projeto de voluntariado, EVS - European Voluntary Service, um programa suportado pela EU ao abrigo do Programa Juventude em Acão. Este projeto envolveu várias pessoas e instituições do nosso concelho, a prova da envolvência e interação da comunidade no projeto, que dignificou todas as partes, testemunhado pela presença destas pessoas e entidades no jantar de despedida dos voluntários que agora regressam aos seus países. Na bagagem levam algo que não se contabiliza materialmente, levam uma aprendizagem não formal para a sua formação pessoal enquanto cidadãos plenos de cidadania e acima de tudo, uma experiência de vida única. Para estes jovens foi a primeira vez que viveram fora do seu ambiente e da sua família e que interagiram com uma organização juvenil como a “H2O”. No final chegamos á conclusão que este foi talvez o projeto mais ambicioso da nossa organização, sendo um processo de aprendizagem transversal, tocando de uma forma mais intensiva os voluntários, mas também nós próprios enquanto dirigentes da “H2O”, as instituições parcerias: CEE “ O Ninho”; Centro Infantil o Ninho e a Unidade Naturidade e

também a própria comunidade de Arrouquelas que tudo fez para acolher da melhor forma estes jovens. Os voluntários participaram ainda na nossa comunidade de Arrouquelas, colaborando e, ajudando a dinamizar atividades para crianças e jovens. No final de tudo isto consideramos que este foi dos projetos mais desafiantes em que a nossa organização se envolveu, ao longo do ano é claro que ouve problemas e conflitos, situações normais no processo de relacionamento entre pessoas, mas que nos faz sair mais fortes e preparados para desafios futuros.

2


Edição de Julho

Turquia em Arrouquelas, SVE - Serviço de Voluntariado Europeu

D

urante os próximos meses, até dezembro, Fatma e Sinem, duas turcas da

cidade de Gaziantep estarão instaladas em Arrouquelas, sendo ambas voluntárias na Associação de Jovens de Arrouquelas - H2O.

Para Fatma, o Serviço de Voluntariado Europeu (EVS) tem uma enorme importância, visto que visa proporcionar uma maior aprendizagem social e melhorar a sua comunicação ao nível da língua inglesa. Já Sinem refere que concorreu ao EVS, pois, para si, é muito estimulante conhecer pessoas de outros países e culturas. Acrescenta, ainda, que concorreu a este projeto de forma a poder conhecer e contactar com pessoas de outras culturas, de modo a alargar os seus horizontes e a melhorar as suas aptidões linguísticas quer ao nível da língua inglesa, quer ao da língua portuguesa. Quanto à aldeia de Arrouquelas ambas disseram que “É cheia de campos verdes e ar fresco! É muito relaxante! As ruas são calmas, o que faz sobressair as vozes das crianças. Em Arrouquelas nunca nos sentimos sós, pois a população local é bastante recetiva e amiga de ajudar.”.

3


Edição de Julho

EVS Verónica

N

o âmbito de um projeto de EVS (Serviço Voluntariado Europeu), Verónica

Barbosa partiu, a 7 de janeiro de 2013, para a Suécia, mais precisamente para a capital, Estocolmo, onde foi acolhida pela Associação “Comboio do Futuro”, tendo regressado a Portugal a 7 de julho de 2013.

Durante a sua estadia em Estocolmo, Verónica tinha diversas tarefas diárias na associação, tais como: dinamização de atividades, projetos, eventos e workshops locais para os jovens e para o desenvolvimento na área da comunicação da associação, através do contacto com entidades parceiras e com os sócios. Verónica Barbosa adorou a experiência, apesar das dúvidas que tinha ao início. Com este projeto aprendeu uma nova língua, bem como novos métodos de trabalho, conheceu uma nova cultura, mas, essencialmente, ganhou desenvolvimento pessoal e profissional, visto que foi a primeira vez que viveu sozinha.

4


Edição de Julho

YouVoice

N

a semana de 1 a 5 de julho do passado mês, a H 2O – Associação de

Jovens de Arrouquelas deslocou-se até à vila de Vagos, no distrito de Aveiro, com o objetivo de participar num Intercâmbio Internacional de Jovens. Com estes jovens (Adriana Carapeto, Ana Coelho, Mariana Martins, Mariana Palma de Carvalho, Nuno Ribeiro e Susana Madaleno), estiveram também jovens do Sul de Itália (Benestare) e de Aveiro. Este projeto com o nome de YOUVOICE, tem o objetivo de dar a palavra aos jovens, para que desta forma estes possam dar o seu parecer sobre os vários acontecimentos da sua terra. Assim, esta visita a Vagos proporcionoulhes experienciarem o trabalho em equipa, essencial para redigir o jornal mensal sobre a sua aldeia. Para além do trabalho no jornal, estes jovens tiveram a oportunidade de contactar e socializar com os jovens das associações mencionadas anteriormente, através de atividades desportivas e culturais. Posteriormente, a H2O e a Organização de Aveiro, deslocar-se-ão até ao Sul de Itália, no mês de dezembro, com a finalidade de apresentarem os seus jornais e trocarem ideias com os restantes parceiros do Projeto.

5


Edição de Julho

EYSAE - European youth Standing Against Extremism

E

ntre os dias 3 e 9 de julho, a

Associação de Jovens de Arrouquelas – H2O, participou em mais um projecto internacional, desta vez em Londres em parceria com a EYSAE e com a participação de outras associações de jovens de outros países como Noruega, Itália e Lituânia. Este projeto esteve relacionado com a discussão de temas em que ocorre extremismo e preconceito como extremismo contra comunidade das romenas, extremismo no desporto, extremismo contra emigrantes e refugiados, etc. Durante o projeto existiram oradores que explicaram os vários temas que de seguida foram discutidos pelos vários grupos formados pelos participantes. O projeto terminou com uma campanha contra o extremismo, tendo de criar uma personagem que sofresse de preconceito devido ao facto de se integrar em todos os grupos discriminados discutidos.

A organização do projeto propôs a todos os participantes que se fizesse uma noite intercultural, onde cada país levou comida típica; os nossos jovens arrouquelenses representaram Portugal mostrando o queijo da Serra, vinho tinto, chouriço, e por fim, os

bolos típicos da sua terra, bolos de noivo. Estes jovens portugueses (Barbara Vitorino Mara Mota, Inês Pião, Filipa Casal, Frederico Mestre, Catarina Rodrigues, Romina Delgado, Stephanie Figueiras e Jéssica Monteiro) ao participarem neste projeto enriqueceram os seus conhecimentos quer a nível cultural mas também a nível de desenvolvimento social e de entendimento.

6


Edição de Julho

Food and Sports to Connect European Youngsters

E

ntre os dias 20 e 29 de julho realizár-se-á um intercâmbio designado

“Food and Sports to Connect European Youngsters” em Arrouquelas. Neste intercâmbio participarão jovens dos seguintes países: Turquia, Geórgia, Arménia, Lituânia, Suécia, Moldávia, Estónia, Portugal, Ucrânia e Azerbaijão. Durante estes dias os jovens dormirão em tendas, no recinto da festa anual, cedidas pelos fuzileiros e irão realizar diversas atividades relacionadas com a gastronomia e com o desporto.

7


Edição de Julho

Para além destas actividades, na nossa aldeia existem várias associações que ao longo do ano vão realizando actividades ou projectos para a população de Arrouquelas:

Disponibilizamos na nossa aldeia actividades para a população: o o o o

o Associação Amigos da Roda – cicloturismo o H2O – Associação de jovens de Arrouquelas o ARCA – Associação recreativa e cultural de Arrouquelas o Salpiquete o Associação de caçadores

Aulas de ginástica Aulas de costura (bordados) ATL Excursões

Ficha técnica:      

Ana Coelho Mariana Carvalho Mariana Martins Nuno Ribeiro Susana Madaleno H2O

8


Grande Intercâmbio em Arrouquelas

Participação

de 60

jovens de diversos países da União Europeia estiveram em Arrouquelas no âmbito de um projeto sobre desporto e alimentação saudável.

p.2

Aldeia de Arrouquelas em festa com a realização da sua festa anual

Feira nacional da cebola decorreu no passado fim de

passada no recinto de festas. p.3

semana, em Rio Maior. p.4


Food and Sports to Connect European Youngsters De acordo com a última edição, durante os dias 20 e 29 de Julho realizou-se um intercâmbio no recinto de festas. Os dias 19 e 20 ficaram reservados à chegada de todos os participantes à aldeia de Arrouquelas. O começo do projeto teve início oficial no Domingo, dia 21 de Julho, dando lugar ao içar das bandeiras dos 10 países representados no projeto e também da UE e da H2O. Neste dia foi realizado um Peddy Papper pela aldeia, com diferentes desafios, com o objetivo de dar a conhecer esta aos participantes. No final do dia, a preparação da noite intercultural ficou à responsabilidade do grupo da Suécia e da Moldávia. No segundo dia do projeto, segundafeira dia 22 de Julho, os participantes foram num autocarro para Constância a fim de descer o Rio Zêzere de canoagem. A noite intercultural ficou à responsabilidade dos grupos da Lituânia e da Turquia. O dia seguinte, 23 de Julho, foi passado maioritariamente em Arrouquelas onde os participantes tiveram a oportunidade de aprender a cozinhar com o Chef Igor Martinho, num Workshop de culinária, numa das suas novas instalações. A par, estes também

aprenderam a pintar através da técnica das telhas, com a Dona Lurdes Anacleto. Seguidamente e após um almoço, os participantes foram convidados a participar numa palestra

promovida pela Direção Geral da Segurança Alimentar e posteriormente visitaram a fábrica Pampor, em Rio Maior. De seguida, a noite intercultural foi promovida pelos grupos da Ucrânia e da Estónia. Para o dia 24 de Julho, ficou agendada a visita à fábrica dos pastéis de Belém, em Belém. Neste dia os participantes também tiveram a oportunidade de conhecer o Cristo Rei e a Baixa Lisboeta. A noite intercultural teve como anfitriões, os grupos da Geórgia e do Azerbaijão e contou com a presença do Rancho Folclórico de São João da Ribeira. No que diz respeito à quinta-feira, dia 25 de Julho, houve 2


lugar para mais um Workshop de culinária e uma palestra de hábitos alimentares. A fechar as noites interculturais estiveram os grupos da Arménia e de Portugal. Para além da comida confecionada pelo grupo de Portugal, houve ainda porco no espeto para todos os convidados da H2O. Esta noite foi fechada com a atuação do grupo de Danças de Salão das Alcobertas. Devido aos festejos anuais em Honra da Nossa Senhor de Encarnação, os participantes tiveram de mudar o local onde passavam as noites. Desta forma, a manhã de sexta-feira, dia 26 de Julho, foi utilizada para a mudança dos participantes para outro local. Após o almoço, estes tiveram a oportunidade de assistir a uma palestra sobre Saúde e Nutrição. A par de todas estas atividades, o grupo idealizou uma coreografia com o objetivo de realizar um flashmob no sábado, dia 27 de Julho, durante os festejos de Arrouquelas, desta forma o sábado ficou reservado para o ensaio geral do flashmob, assim como para a participação de uma aula de Step dada pelo Vice-presidente da H2O, Miguel Vitorino. No dia 28 de Julho, foi realizada a avaliação do projeto, onde todos os participantes tiveram a oportunidade de enumerar todos os pontos fortes e fracos do projeto, assim como dar sugestões para possíveis melhorias em futuros projetos. Por fim, os

participantes foram convidados, mais uma vez, a participar nos festejos anuais de Arrouquelas, onde jantaram e receberam os respetivos certificados de participação no projeto. Por fim, a segunda-feira, dia 29 de Julho foi marcada pela partida dos participantes, da aldeia de Arrouquelas.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=jquS7Xp1Rro (link do flasmob) 3


Festa anual de Arrouquelas Todos os anos, no último fim-desemana do mês de julho, a Associação Recreativa de Arrouquelas (ARCA) organiza a festa anual da aldeia que se realiza no arraial ao lado da igreja. Este ano, entre o dia 26 e 28 de julho, pudemos contar na sexta à noite com a banda Ciclone e no sábado com o Chaparral band, tendo depois de cada actuação música gravada no bar jovem. Durante a tarde de domingo realizou-se a missa e a procissão em Honra da nossa Senhora da Encarnação e durante a noite a actuação de Rui Saraiva. No recinto de festas para além da música há sempre almoços ou jantares a serem servidos, o bar principal, o bar jovem e a quermesse.

Novo parque infantil em Arrouquelas: o Kelas Park No passado mês de julho inaugurou-se o novo parque infantil de Arrouquelas, que se encontra no recinto da escola primária. Este disponibiliza à população de Arrouquelas um espaço para crianças com baloiços e escorregas e outro com máquinas para fazer exercício físico para que a população de Arrouquelas se encontre em boa forma física e tenha acesso e possibilidade de praticar desporto.

4


FRIMOR 2013 -Feira Anual Da Cebola Entre o dia 29 de agosto e o dia 2 de setembro decorreu em Rio Maior, a feira anual da cebola na área do pavilhão multiusos que é também utilizado para as tasquinhas. Contámos com várias bandas no espaço FRIMORFEST, uma exposição equestre, animação, artesanato, tavernas típicas e muito mais. O espaço equestre esteve aberto todos os dias desde do 12h até às 24h, a atuação das bandas começava a partir das 22h30 seguindo-se assim a animação noturna com dj´s a partir das 24h.

Curiosidades

Miley Cyrus bate record

Novo filme - “Dá & Leva”

A Miley Cyrus bate recordes com o videoclip da sua nova música, “We Can’t Stop”. Passaram apenas 37 dias desde que o vídeo foi revelado e depressa atingiu mais de cem milhões de visualizações. O recorde anterior cabia à colaboração entre o Eminem e a Rihanna, em 2010, com a canção “Love The Way You Lie”, que chegou ao mesmo número de visitas, mas em 39 dias depois da estreia.

O filme estará disponível nos cinemas a partir de 22 de agosto. “Dá & Leva” é a história verídica de um grupo de personal trainers que, na década de 90, em Miami, ao perseguir o Sonho Americano acaba envolvido numa iniciativa criminosa que corre terrivelmente mal.

Lady Gaga lança novo single No dia 14 de agosto Lady gaga lançou o seu novo single “Applause”. No dia 19 de agosto estreou o vídeo clipe do seu novo single.

CONTACTOS:

h2o@h2o.org.pt 243949086 5


Acampamento de Verão em Peniche

Um grupo de 15 crianças, de Arrouquelas juntamente com as suas monitoras foram acampar. p.2

Novas voluntárias vindas de Itália, Grécia, Polónia e Noruega vão permanecer, em Arrouquelas, durante um ano. p.3

Resultados das eleições autárquicas 2013 na nossa região e distrito. p.3


Acampamento de Verão em Peniche No passado dia 9 de Setembro, a associação de jovens de Arrouquelas – H2O deslocouse a Peniche onde permaneceu até dia 14 do mesmo mês, no “Rotary club” do local. Esta estadia consistiu num acampamento de verão elaborado por uma estagiária da nossa associação, Joana Vasco, de modo a promover actividades para crianças da freguesia de Arrouquelas. Durante os 5 dias as crianças e as suas monitoras visitaram a cidade de Peniche, ajudaram nas tarefas diárias como a preparação das refeições e realizaram uma “noite cultural”. Esta foi constituída por espectáculos criados pelas crianças e por um teatro feito pelas voluntárias do programa EVS com o objectivo de explicar as suas origens e demonstrar a relação de amizade que foi crescendo entre elas. Depois destas actuações, todos puderam desfrutar das sobremesas confeccionadas com a ajuda das crianças durante a tarde desse dia. Para além destas actividades, foi proporcionado duas aulas de surf promovidas pela “Escola de surf de Peniche”. Nestas aulas foram formados dois grupos, um com crianças de idades compreendidas entre os 4 e os 8 anos e outro com idades entre os 9 e os 14 anos, distribuindo as monitoras pelos dois grupos. No final deste acampamento, os mais pequenos elaboraram um desenho representativo da semana e os mais velhos realizaram uma pequena redacção para dar a sua opinião acerca das actividades efectuadas. Com os desenhos e as pequenas redacções podemos verificar que tivemos um bom feedback acerca do acampamento contribuindo para a realização de um segundo acampamento de verão.


Jovens em voluntariado em Arrouquelas Em setembro, 4 jovens de diferentes nacionalidades (Ivak - Grécia, Hanya - Polónia, Tove – Noruega e Manuela - Itália) vieram para Arrouquelas no âmbito de um projeto de voluntariado. Este projeto consiste em ajudar três instituições, Centro de Cuidados Continuados de Arrouquelas, Ninho e Associação de Jovens de Arrouquelas durante um ano. Estas jovens vão permanecer numa casa recuperada pela a H2O.

Autárquicas 2013 – distrito de Santarém No passado domingo, dia 29 de setembro, realizaram-se as eleições autárquicas em todo o país. No distrito de Santarém os Presidentes da Câmara Municipal eleitos foram: Santarém: Ricardo Gonçalves – PPD/PSD Almeirim: Pedro Miguel César Ribeiro – PS Rio Maior: Isaura Morais – PPD/PSD.CDS-PP Cartaxo: Pedro Ribeiro – PS

Presidentes de Junta de Freguesia: Rio Maior: Filipe Santana Dias – PPD/PSD.CDS-PP Arrouquelas: Mário Pião – PS Alcobertas: João de Deus - PSD

3


Cantinho Nuno No dia 29 de setembro estreou a quarta edição da casa dos segredos, em dia de eleições autárquicas e dominou as audiências televisivas em Portugal. Este ano a casa tem 18 novos habitantes e a lista dos segredos é cada vez melhor! Os mais escandalosos segredos deste ano são: Mudei de sexo este ano; Sou o herdeiro de uma grande fortuna; mantenho a lista de todas as pessoas com quem me envolvi sexualmente; Participo em swing; Roubei para comer; Fui torturado/a pela minha mãe; Sou descendente de aristocratas; A minha mãe advinha o futuro. Eu adorei a gala de estreia da casa dos segredos, desde o João, que namorou com a Érica e ao mesmo tempo com a Diana, a estar no confessionário com as duas ao lado e elas a apertarem com ele, foi só rir! O Tiago que só dizia “babes” e que o seu passatempo é as babes e a pessoa que mais admira é o Zezé Camarinha, a Débora que “Os poucos namorados que tive, eram todos do plantel principal do Sporting” e a diana que quando tinha 5 anos pegou fogo à casa. O meu concorrente preferido até agora é a Joana, a peixeira, pois ela é extrovertida, engraçada, divertida e animada! O concorrente que eu menos gosto é o Aníbal, porque é aquele que diz tudo na cara, mas depois cria um bocado mau ambiente e passa-se de vez em quando!

Curiosidades Miley Cyrus bate novo record Miley Cyrus bateu o recorde de maior número de visualizações num só dia com o teledisco de "Wrecking Ball": o vídeo, onde a artista aparece nua e em poses provocadoras, foi visto quase 20 milhões de vezes em 24 horas.

CONTACTOS: h2o@h2o.org.pt 243949086

4


Alunos em protesto

Escola Secundรกria de Rio Maior com turma de 34 alunos. p.2

BTT na freguesia de Arrouquelas p.3

Escola Superior de Desporto de Rio Maior organiza evento de Surf. p.2


Alunos em protesto A Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira de Rio Maior, este ano letivo terá uma turma de 34 alunos. Inicialmente até eram 35 mas um dos jovens terá pedido transferência para outra turma. A turma, com tantos alunos, resulta da organização das turmas conforme as atuais orientações do Ministério da Educação: no final ficaram estes 34, não podendo a escola organizar mais uma turma para os distribuir por duas. Cada turma tem um limite de 30 alunos e um custo médio anual de cerca de 80.000 euros. O Ministério terá sugerido que parte dos alunos migrassem para outra escola local. Os jovens recusaram porque essa transferência poderia significar ou significaria mesmo o regresso à(s) escola(s) básica(s) de origem, e manifestaram-se à porta da Secundária na última 4.ª feira, 25 de setembro.

Tiveram a simpatia e o apoio dos professores. A direção reuniu-se com pais e encarregados de educação e o problema terá ficado sanado; a turma mantém os 34 alunos e fica na Escola Secundária que nas disciplinas de exame promoverá desdobramentos, para que estes estudantes fiquem bem preparados, como os demais colegas.

Curso de Formação Ensino do Surf No passado mês de setembro, a Escola Superior de Desporto de Rio Maior, levou a cabo a 1ª edição do “Curso de Formação Ensino do Surf: A introdução do Surf na escola e o enquadramento de atividades de Surf”, O curso desenrolou-se durante os dias 13, 14, 20 e 21, tendo decorrido em diversos locais (nas novas instalações da ESDRM, no complexo de Piscinas de Rio Maior, na praia do Cerro em Peniche e no Centro de Alto Rendimento de Surf de Peniche) e contado com 30 participantes, esgotando a capacidade apenas 8 dias após a abertura das inscrições), que estiveram em contacto com um conjunto de conteúdos teóricos e teórico-práticos proporcionando-lhes as ferramentas necessárias para a introdução do Surf na escola como modalidade alternativa, ou para o enquadramento de atividades desportivas de iniciação ao Surf, com segurança, rigor e divertimento. O evento promovido pelo Gabinete de Formação Contínua da ESDRM, e que teve como formador o Dr. Telmo Teotónio, especialista nesta área, obteve um tal sucesso que o Gabinete decidiu promover uma 2ª edição deste curso a realizar nos dias 5, 6, 12 e 13 de outubro, que também esgotou de imediato.

2


BTT em Arrouquelas É já neste domingo que vai ter lugar, em Arrouquelas, a 4ª edição do Raid BTT Rio Maior/Arrouquelas/Montejunto, composto por 2 circuitos de diferentes distância, sendo um de 40 e outro de 70 km, e que é organizado pela Associação de Cicloturismo “Os Amigos da Roda” de Arrouquelas (ACAR). O programa do evento inclui um briefing antes da partida, marcada para as 9h00 e o almoço que está previsto para as 13h00. O abastecimento, brinde, banho e lavagem de bicicletas fazem também parte do programa, cujas inscrições são gratuitas para as senhoras, e rondam os 8 e 12 euros para eles. Podem ser obtidas mais informações junto da Secção de BTT Pinhas Bravas, da ACAR, através dos telefones 919567432 ou 962582409.

Training Course - You(th)r life Neste mês de Outubro, a Associação de Arrouquelas, H2O, realizou um novo training course na aldeia de Chãos. Este training course, You(th)r life consiste num curso de formação internacional sobre o desenvolvimento rural e a protecção cultural, no qual vão participar 29 jovens de diferentes nacionalidades, culturas e educação. Estes jovens vão poder explorar novas culturas, tomar consciência sobre a preservação cultural do local, bem como envolveremse com os jovens das áreas rurais para participarem em intercâmbios e desenvolver as suas capacidades e competências. Durante este training, os participantes poderem aprender como criar projectos, como os de Serviço Voluntário Europeu, intercâmbios de jovens com base na preservação cultural e do património local. Os líderes deram aos seus participantes as ferramentas e métodos principais para saberem como trabalhar com jovens, valores europeus para conseguirem criar um impacto positivo na sociedade e como formar e construir projectos. Para além destes aspectos já referidos, tiveram também a oportunidade de apresentar os seus países, culturas, organizações e o ambiente formado entre os participantes. Com este curso, os participantes no regresso ao seu país leva sempre o incentivo de começar a utilizar aquilo que aprendeu, todas as informações e conhecimentos, para conseguir mais benefícios no seu trabalho e nas suas actividades.

3


Cantinho Nuno Em outubro dia 6, estreou a adaptação portuguesa do “ The factor X” na SIC. O Factor X é apresentado por Bárbara Guimarães e João Manzarra e tem como painel de jurados a cantora Sónia Tavares, o diretor geral da Sony Music Portugal Paulo Junqueiro e o manager e produtor Paulo Ventura. O júri de Factor X, procura por todo o país e nas comunidades portuguesas espalhadas por todo o mundo, os maiores talentos musicais, ainda por descobrir, com mais de 16 anos – tanto cantores solistas como grupos – que tenham a coragem de enfrentar o painel de jurados e o público português, pela oportunidade de vencer. O programa que vai descobrir a próxima mega estrela portuguesa. Ao longo deste mês os episódios foram muito divertidos, com grandes talentos e grandes escolhas, este programa promete!

Curiosidades

Rihanna e Eminem lançam novo single

Novo filme - “Thor: O Mundo das Trevas”

Rihanna lança novo single

O filme esta disponível nos cinemas desde 28 de outubro.

Rihanna e Eminem lançam o seu novo single “the monster”

Thor (Chris Hemsworth), deus do trovão, filho de Odin, é o lendário herdeiro de Asgard. Ele sabe que está destinado a defender o planeta Terra e a totalidade dos Nove Reinos das temíveis garras de uma antiga linhagem liderada pelo vingativo Malekith, que se prepara para conquistar todas as raças e mergulhá-las nas trevas

No dia 2 de outubro Rihanna lançou o vídeo clipe do seu novo single “Pour it up”. Este vídeo clipe promete ser falado!

A música esta simplesmente linda!

CONTACTOS:

h2o@h2o.org.pt 243949086

Ficha técnica:      

Ana Coelho Mariana Carvalho Mariana Martins Nuno Ribeiro Susana Madaleno H2O

4


Abertura do Restaurante “MaeLuisa�

Igor Martinho abre restaurante de comida gourmet, em Arrouquelas. p.3

Azeite Casal do Vivo homenageado no jantar do Rotary Club. p.2

Salineiro, da rotunda das piscinas de Rio Maior, sem rodo. p.3


Rotary Club homenageia produtores de azeite do concelho No jantar comemorativo do 7º aniversário do Rotary de Rio Maior, realizado no Recantão como é hábito, homenageou-se os produtores de azeite do concelho. Esta homenagem recaiu sobre quatro produtores, porém dois deles, não puderam estar presentes: - Joaquim da Silva Duarte Félix, de Malaqueijo, produtor do azeite “Real Sabor”, com uma produção de cerca de 400 toneladas para o mercado interno; - José Fernando Machado Santos, da Fonte da Bica, produtor do azeite “Fonte da Bica” com uma produção de aproximadamente 500 toneladas em 2012 sendo o seu objectivo aproximar-se das 1.000 toneladas, este ano; - Luís Relveiro Vivo, de Arrouquelas, produtor do azeite “Casal do Vivo” há mais de 25 anos. Utiliza tecnologia da última geração e coloca no mercado nacional cerca de 100 mil litros de azeite por ano, processando azeitona sua e de outros olivicultores da região; - Manuel Armando da Fonseca, da Azinheira, produz o azeite “Ouro do Ribatejo”, transformando em instalações modernizadas cerca de 300 toneladas de azeite por ano, que vende em Portugal e exporta para o Brasil e Estados Unidos. Os produtores presentes receberam placas alusivas e bandeirinhas que lhe foram entregues pelo governador do Distrito Rotário 1960, Fernando Martins, o presidente do Rotary Club de Rio Maior, José Sacadura e a presidente do concelho, Isaura Morais.


Salineiro, da rotunda de Rio Maior, sem rodo Ao fim de quase um ano e meio decerto já todos os riomaiorenses puderam dar pela falta do rodo na estátua do Salineiro, ao pé das piscinas. Quando o roubaram em junho de 2012 deixaram ficar apenas uma parte do cabo, o mesmo aconteceu pela segunda vez, ficando apenas a estátua.

Novo Restaurante em Arroquelas Na passada sexta feira, 15 de Novembro, o chef Igor Martinho abriu o seu novo restaurante em Arrouquelas. O nome deste é, MaeLuisa, homenageando assim a sua mãe que cozinhava no espaço do café-restaurante. Neste sítio serve-se comida gourmet elaborada pelo chef, custando cada um dos pratos à volta de


Cantinho Nuno

Em novembro dia 10, decorreu a cerimónia MTV EMA em Amesterdão. Eminem ganhou dois prémios - Melhor Artista Hip-Hop e a categoria especial Ícone Global -, mas foi a única exceção. De resto, a 20ª edição dos MTV EMA não repetiu premiados e acabou por destacar nomes associados à teen pop nas categorias principais. A de Melhor Artista Pop teve os One Direction como vencedores, Justin Bieber foi o Melhor Artista Masculino, Katy Perry a Melhor Artista Feminina e Miley Cyrus levou o troféu de Melhor Vídeo por "Wrecking Ball".Miley Cyrus, Robin Thicke com Iggy Azalea, Bruno Mars, Katy Perry, Eminem, The Killers, Imagin Pop, foram uns dos nomes que atuaram. Na minha a opinião a melhor atuação da noite foi a da Miley Cyrus com Wrecking ball, pois foi uma atuação simples, onde ela revelou uma grande voz, uma atuação digna de contemplação. Miley Cyrus veio definitivamente para arrasar, no final da cerimónia quando foi revelado que ela é que ganhou a melhor vídeo do ano ela simplesmente tira um charro da mala e fuma-o, ela esta a conseguir o que quer, todo o mundo fala dela, ela quer marcar a sua diferença!

Curiosidades

Rihanna lança novo single

Novo filme - “Os jogos da fome: em chamas”

No dia 15 de novembro Rihanna lançou o vídeo clipe do seu novo single “What now”. Este vídeo clipe é diferente de todos os outros da artista!

O filme esta disponível nos cinemas dia 28 de novembro.Alguns meses após a 74.ª edição dos Jogos da Fome, que sagrou Katniss Everdeen e Peeta Mellark como vencedores, os jovens são obrigados a deixar família e amigos e percorrer os 12 Distritos, marcando presença em eventos oficiais.

CONTACTOS: h2o@h2o.org.pt 243949086


Maior árvore de natal da região

A associação de jovens de Arrouquelas, H2O, constrói a maior árvore de natal da região, a partir de materiais reciclados. p.3

Jovem de Rio Maior morre no desastre aéreo da LAM, no norte da Namíbia. p.3

Voluntárias da H2O estiveram em Braga, numa formação de voluntariado. p.2


Voluntárias da H2O estiveram em Braga, numa formação de voluntariado Mais de 60 jovens de 20 países europeus diferentes reuniram-se em Braga, no início de dezembro para compartilhar o seu entusiasmo e experiência até agora como voluntários nativos, que iniciaram o serviço voluntário europeu em Portugal. Nesta formação, organizada pela Agência Nacional de Português, os voluntários tiveram a oportunidade para esclarecer as suas dúvidas e preocupações sobre o SVE de Portugal, mas também descrever os seus próprios objectivos, projectos e a vivência na nova comunidade onde estão inseridos. Com isto, os voluntários sentem-se inspirados e mais motivados a continuar este tipo de experiência, nomeadamente os projectos de longa duração, como é o caso da H2O, onde os voluntários permanecem durante um ano numa pequena localidade de um país diferente e com saudades da sua família. Durante esta experiência, os voluntários para além de participaram em várias actividades de educação não formal, também reflectiram sobre a sua presença como voluntários em Portugal, definiram os seus objectivos pessoais, compartilharam ideias sobre como melhorar a contribuição deles nos seus ambientes de trabalho e pensaram no que quer dizer ser um voluntário. “ Esta vivência é sem dúvida uma grande prova de grande maturidade, pois quando tomamos a decisão de nos tornarmos um voluntário e darmos o primeiro passo para mudar alguma coisa no mundo, para oferecermos a nossa ajuda para as pessoas que mais precisam, deixamos em simultâneo a nossa cultura para a comunidade local do país em que estamos (…) No entanto quase sem querer percebes que és tu que ganhas mais com esta experiência toda. Tens a oportunidade de comunicar com pessoas de diferentes ambientes culturais, aprender a adaptar-se nas suas tradições, aceitar a diversidade e tornar-se uma pessoa daquela comunidade. Também não podemos esquecer a parte da diversão, na medida em que viajamos, conhecemos novas pessoas, fazemos novos amigos ao longo da vida, aprendemos e conhecemos novos idiomas e culturas…” (Iva Gkiose, voluntária grega da H2O)


H2O monta árvore de natal de 11 metros no seu aniversário Actualmente a comemorar o seu 17º aniversário, a H2O - Associação de Jovens de Arrouquelas, montou uma árvore de Natal de 11 metros construída com materiais reciclados, sendo a mais alta do concelho de Rio Maior. Para este mês de dezembro, a H2O preparou ainda um conjunto de iniciativas inseridas nas comemorações do seu aniversário, das quais se destacam um ATL de Natal, música ao vivo com as bandas "Just Under" e "Sunset", nos dias 14 e 21 de dezembro, espetáculos de magia.

Jovem de Rio Maior morre no desastre aéreo de Moçambique Sérgio Soveral, empresário riomaiorense, perdeu a vida no desastre aéreo de 29 de dezembro de 2013 da LAM, no norte da Namíbia. Os restos mortais deste rapaz chegaram a Portugal no domingo à noite, 24 dias depois do acidente aéreo que vitimou seis tripulantes e 27 passageiros, entre os quais sete portugueses, já todos identificados através de testes de ADN, realizados na capital da Namíbia. Este jovem de 38 anos, deixou uma viúva e uma filha menor.


Cantinho do Nuno Este mês descobri uma banda chamada The Pretty Reckless atrevés de uma amiga, quando ela me mostrou uma música desta banda, apesar de não gostar muito de música de rock, simplesmente adorei este grupo! The Pretty Reckless é uma banda americana de Hard Rock formada em Nova Iorque no ano de 2009. Os atuais membros são Taylor Momsen (vocais, guitarra), Ben Phillips (guitarra, backing vocal), Mark Damon (baixo) e Jamie Perkins (bateria). O seu album de estreia foi Light me up, em 2010, e já lançou dois EP’s The Pretty Reckless (2010) e Hit Me Like a Man (2012) e em 201 4 irá lançar o seu segundo album chamado Going to hell. As minhas músicas favoritas deste grupo são “Make me wanna die”, “My Medicine” e “Going to hell”. Cada vez estou a gostar mais desta música e desta banda e a vocalista tem uma voz brutal, espero um dia vê-los ao vivo.

Curiosidades

Novo filme - “Hobbit: A desolação de smoag” Miley Cyrus lança novo single O filme está disponível nos cinemas dia 13 de dezembro. No dia 26 de Dezambro, Miley Cyrus lançou o vídeo clipe do seu novo single “Adoreyou”. Este vídeo clipe como todos os outros da cantora causou polémica!

A aventura de Bilbo Baggins, enquanto este viaja com o feiticeiro Gandalf e treze anões, liderados por Thorin Escudo-de-Carvalho, numa épica demanda para retomar a Montanha Solitária e o reino perdido dos anões de Erebor.


Psientifica