Issuu on Google+

Cabidela Ingredientes: • • • • • • • • • • •

1 galinha 0,5 dl azeite 3 colheres de sopa de vinagre 1 cebola 2 dentes de alho 100g de toucinho 1 folha de louro 1 malagueta 1 tigela de arroz Sal q.b. Pimenta q.b.

Preparação: 1. Aproveitar o sangue da galinha deitando-o numa tigela com três colheres de sopa de vinagre para que não fique coalhado. 2. Numa panela colocar a refogar no azeite a cebola e os alhos picados. 3. Juntar a galinha cortada aos bocados pequenos, os miúdos, o toucinho cortado, o louro e a malagueta cortada ao meio para que possam refogar. 4. Após temperar com sal, deixar em lume brando. Cobrir a carne com água quente, tapar a panela e deixar cozer até a galinha ficar macia. 5. Depois de cozida retirar a galinha e rectificar a água para que fique na proporção de 3/1 para a cozedura do arroz. 6. Assim que levantar fervura juntar o arroz. 7. Cerca de quatro minutos antes de ficar pronto juntar o sangue e misturá-lo bem. Adicionar no fim, a galinha e deixar apurar. Bom Apetite.

Localização na Obras Queirosiana Eça de Queiroz fala desta refeição na obra “O crime do Padre Amaro”. “Oh, senhor pároco! – dizia ele a Amaro – por quem é! Mais um bocadinho de cabidela faça favor! Essas codeazinhas de pão ensopadas no molho! Isso! Isso! Que tal, hein? – E com um aspecto modesto: – Não é lá por dizer, mas a cabidela hoje saiu-me bem! Estava com efeito, como disse o Cónego dias, de tentar Santo Antão no deserto!”


Receitas Querosianas