Page 1

Ano 4 | Edição 36 | Fevereiro 2013 | R$ 6,90

+

Fisioterapia Os benefícios da Acupuntura

SK8

Mulherada arrepiando sobre rodinhas

Spinning O demolidor de calorias

Game

Tudo sobre a falência da Atari

o

convocado Recém-convocado para a Seleção Brasileira de Muay Thai, o lutador limeirense Guilherme Faria é treinado por Paulo Nikolai, ex-treinador dos renomados atletas Vitor Belfort e Rodrigo “Minotauro”

1 | REC


2 | REC


3 | REC


4 | REC


5 | REC


6 | REC


7 | REC


EDITORIAL Paramos de engatinhar, agora... Cheia de orgulho a Revista REC chega ao seu terceiro ano seguindo a exata proposta de quando lançada: levar informação com conteúdo ao seu leitor, além de estar em constante transformação. Reportagens, reflexões, entrevistas, opiniões, humor... tudo cabe e, ainda assim, nada resume a publicação. Nosso leitor não se define por faixa etária ou econômica, mas por um ponto de vista, por uma inquietação de como caminha o esporte limeirense. Melhor dizer que a REC é para aqueles que buscam uma forma original de ver, pensar e interagir com o mundinho esportivo aqui da cidade. Somos mais do que apenas uma revista. Conversamos com nossos leitores através do pensamento, por isso é que procuramos publicar o factual, novo, enfim, tudo o que você quer consumir de informação esportiva. Agradecemos à todos aqueles que de alguma forma contribuíram para o nosso sucesso nesses curtos três anos de existência. Tenham uma boa leitura. Até a próxima.

Igor Voigt JORNALISTA

EXPEDIENTE Revista REC: Resenha Esporte Clube Diretores: Danilo Galzerano e Igor Voigt Revisão: Soraya Figueiredo Dantas Diagramação e Criação: Paolo Di Luca Jornalista Responsável: Igor Voigt - MTB 59231/SP Circulação: Limeira- SP Distribuição: condomínios residenciais, clínicas e consultórios, clubes, academias, restaurantes, bares, empresas, bancas e assinantes. Ano 04, edição 36 - Fevereiro/2013.

8 | REC

CONTATO Telefone: (19) 3713-9265 Twitter: @revista_rec Facebook: REC Resenha Esporte Clube E-mails: contato@resenhaesporteclube.com.br jornalismo@resenhaesporteclube.com.br comercial@resenhaesporteclube.com.br Site: resenhaesporteclube.com.br Todo o conteúdo dos anúncios publicitários contidos nesta edição é de responsabilidade dos anunciantes. A REC conta também com especialistas da área da saúde que darão maior embasamento ao contexto geral da revista. Lembramos que especialistas e colaboradores não possuem qualquer vínculo empregatício com a REC. É proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização.


EDIÇÃO 36

Fevereiro 2013

10

27

48 9 | REC

15

10

Spinning

15

SK8 Feminino

22

Fisioinforma

27

Guilherme Faria

36

Abre aspas

38

Nutrinforma

44

Ciências do Esporte

48

Massagem

52

REC Social

54

GameInfo

44

54

O demolidor de calorias

Mulherada arrepiando sobre rodinhas

Os benefícios da acupuntura

Lutador limeirense é convocado para a Seleção Brasileira de Muay Thai

Veja o que andam falando sobre o esporte de Limeira

Suplementos 100% a seu favor

Odes à pedagogia da rua

Meu reino por uma massagem

Bebê prematuro

Tudo sobre a falência da Atari


spinning

Spinning: o demolidor de calorias

Campeão do horário nobre nas academias de ginástica, o spinning queima gorduras, fortalece os músculos e, de quebra, aumenta a resistência cardiovascular e respiratória texto e fotos: Igor Voigt

A

prática do spinning é antiga, mas está longe de ser obsoleta. As academias lotam com a mesma intensidade com que os alunos giram o pedal. Bastante entusiasmante, este tipo de atividade física proporciona resultados certeiros na luta contra as balanças, além de fortalecer principalmente os músculos inferiores como glúteos, pernas e panturrilhas. Como sabemos, o spinning é uma modalidade de bike indoor

10 | REC

que se caracteriza pela simulação de pedaladas em diferentes tipos de terreno e pelo trabalho em vários níveis de frequência cardíaca do aluno. A professora de spinning do Limeira Clube – www.limeiraclube.com.br -, Melissa Gonçalves, explica que o spinning é uma das atividades que o praticante mais perde calorias, entretanto só isso não é garantia de emagrecimento. “Como exemplo, em uma aula de


spinning, com duração de 60 minutos, o gasto calórico é de 700 calorias, e em 60 minutos de musculação perde-se em média 400 calorias. Mas, para perder peso, depende muito da alimentação e da força de vontade do aluno. Se ele fizer tudo certo com três meses já se vê bons resultados”, ressalta Melissa. Diferentemente do que algumas pessoas pensam, o praticante de spinning não perde musculatura, pelo contrário, ele conquista massa magra. Mas se seu único objetivo é emagrecer, aí vão algumas dicas: carregue uma garrafinha com água ou isotônico para se reidratar. Essa segunda opção repõe os sais minerais e carboidratos perdidos durante o exercício. Porém, lembre-se de que os isotônicos são calóricos. Também vale a pena investir em um frequencímetro, uma espécie de cinto, colocado na cintura, que mede os batimentos cardíacos. Assim,

fica mais fácil saber se você está na zona-alvo, para queima de gorduras. Para perder peso a atividade física deve ser praticada com o coração trabalhando entre 65% e 75% de sua frequência cardíaca. Se você tem 25 anos, por exemplo, sua frequência cardíaca mínima, para promover a queima de gordura, é 127, e a máxima, é 146. Emagrecer com saúde é fundamental. Portanto, respeite, também, o ajuste da bike, pois caso a bicicleta seja ajustada de maneira incorreta, você pode sofrer lesões nos tendões e músculos. Isso chama-se Ergonomia (ajuste do homem à máquina) e no esporte tem como objetivo auxiliar atletas profissionais e amadores a praticarem exercícios corretamente, evitando lesões e inflamações ocasionadas por treinamentos repetitivos, principalmente o spinning.

“Eu indico o spinning para quem estiver pensando em praticar uma atividade física, mas que queira resultados rápidos. Nunca havia praticado esporte, então tomei a decisão de começar porque estava acima do peso. Pratico spinning há cinco meses, duas vezes por semana. Já perdi 16 kg. Entrei com 89 kg e hoje estou com 73 kg, mas ainda pretendo perder mais 5 kg. O esporte me deu uma qualidade de vida melhor, e agora me sinto mais disposta para tudo. Nunca é tarde para começar”

Antes 11 | REC

(Katia Santos – 37 anos)

Depois


spinning

“O praticante consegue emagrecer 1 kg por semana se o déficit calórico for de 700 kcal por dia e o gasto energético exceder 500 kcal por aula” Melissa Gonçalves (Professora)

Melissa alerta que a saúde do praticante de spinning é primordial, por isso, o professor deve estar atento às expressões faciais do aluno. “Caso o aluno apresente o rosto pálido, lábios esbranquiçados, aparência de cansaço, descoordenação nas pedaladas, deve ser alertado pelo professor para diminuir a sua intensidade de esforço. Além disso, o indivíduo deve apresentar boas condições articulares e musculares. Na bicicleta existe um nivelador de carga, como se fosse uma bicicleta de corrida comum, onde cada pessoa controla o ritmo de acordo com a sua resistência”, explica.

12 | REC

É sempre importante lembrar que antes do início de qualquer atividade, o aluno deve passar por uma avaliação física com um profissional qualificado. Qualquer pessoa pode participar numa aula de spinning desde que esteja bem de saúde, não tenha problemas ortopédicos ou posturais (as contra-indicações são, especificamente, para quem sofre de problemas de joelho e região lombar. Estes problemas podem ser agravados se houver uma pré-disposição do aluno para tais problemas, assim como o mau uso das normas de segurança e da bicicleta.)


13 | REC


14 | REC


sk8

PARA MULHERES

15 | REC

O preconceito de antigamente era enorme quando o assunto era Skate e Mulher, pois muitas sofriam com o jeito de se vestir ou que isso era coisa pra homem. O skate era muito mal visto pela sociedade, mas com o passar do tempo comeรงaram a enxergar ele como um esporte, ou mesmo um estilo de vida. Conheรงam Graziella, Joice e Carolina, e vejam o que pensam sobre o esporte.


sK8 feminino

Mulherada sobre rodi nhas

Vencidos medo e preconceito, o skate passou a ser um dos esportes mais queridos entre o público feminino

F

oi, mas não é mais. Foi-se o tempo que andar de skate era coisa para meninos. Acabou-se a época de que ser skatista era coisa de gente desocupada, pra não falar vagabundo. O skate, apesar de ainda ter como grande maioria o público masculino, ano após ano vem se consolidando entre a mulherada, e aqui em Limeira não é diferente. Fácil, fácil é encontrar pelas ruas da cidade uma, duas ou até grupos inteiros formados por mulheres skatistas.

Elas vão para shoppings, escolas, praças, ou apenas dão uma simples volta na quadra, mas tudo

16 | REC

em cima do skate. Enfim, as ruas de Limeira ganharam uma nova característica: mulheres - entre 15 e 25 anos - dando um role pela cidade com seus mais variados estilos. Sem contar que o skate, como esporte, também serve de aliado para perder aqueles indesejáveis quilinhos e conquistar um corpinho mais durinho. Andar de skate é um ótimo exercício aeróbico, já que, o impulso que é dado com os pés para ganhar velocidade tonifica os músculos do quadril, abdômen e panturrilha. Uma horinha andando de skate ajuda a perder até 250 calorias. Percebendo essas


texto e fotos: Igor Voigt

vantagens, este novo público, segundo a Confederação Brasileira de Skate, já representa quase quatro milhões de praticantes pelo Brasil. Entre os diferentes tipos de modalidade, o skate longboard é o primeiro colocado na preferência das mulheres por ser mais longo que o skate normal, o que dá mais estabilidade e exige menos esforço. Para saber se o skate entre as mulheres é moda ou veio para ficar, a REC decidiu pegar o “depoimento” de três amigas skatistas que praticam o esporte há algum tempo: Graziella Veridiano, Joice Fischer e Carolina Baldini. Confira!

17 | REC


sk8 feminino

“A mais ou menos uns 5 anos atrás, tive uma leve experiência com o longboard, mas por falta de equipamentos e até mesmo do próprio skate, decidi parar por que num via saída, porém a paixão pelo esporte falou mais alto, voltei há uns 2 anos e não parei mais. Andar de skate é muito perfeito por ‘N’ motivos. Trabalha com o corpo inteiro e te leva a conhecer muita gente. Depois de um tempo andando cheguei a participar de algumas competições, mas sempre com a seguinte ideia: ‘Eu preciso melhorar, para fazer bem feito’. É legal lembrar também que os meninos são super amigos. Sempre ajudam a gente, dão vários toques e colocam a gente pra cima. Nunca sofri nenhum preconceito, ao contrário, sempre as pessoas acharam muito legal. Ultimamente, pelo que tenho visto, o número de mulheres no esporte tem aumentado. Agora, teve uma época que isso virou ‘modinha’. As meninas até chegavam a tentar, mas viam que num é simplesmente subir e descer. A gente se machuca, cai, e tem que levantar e continuar tentando. Aconselho todas as meninas a praticarem, porque além de trabalhar com todo o corpo, é extremamente gratificante quando você consegue realizar mais uma manobra, daí seu role fica completo”.

18 | REC

foto: arquivo pessoal

Graziella Veridiano (26 anos – cinco anos de skate)


19 | REC


sk8 feminino

Joice Fischer (24 anos – dois anos e meio de skate) “Eu sempre apreciei esportes radicais, só não tinha coragem para começar. Um belo dia deu a louca, comprei um longboard e os equipamentos de segurança, e decidi aprender. Então, não houve algum motivo em especial, só a vontade mesmo. Participei de duas edições do campeonato de long aqui de Limeira, porém minha intenção não é de profissionalizar. Ando por hobby, por gostar do vento no rosto, pela adrenalina e pela felicidade de cada manobra que aprendo. Nunca me machuquei muito sério, só machucados superficiais no joelho, cotovelo e perna, por isso procuro sempre usar os equipamentos de segurança. Nunca sofri nenhum tipo de preconceito, muito pelo contrário, sempre me incentivaram. Hoje em dia todo mundo está com a cabeça aberta, não existe mais essa de que skate é só para homens. O que rolou só foi medo de mãe, pai, avó que fica em cima pra gente não se machucar, mas quando nos veem andando sentem orgulho. Enfim, todas as tribos no fim são uma só. Muda uma opinião ou outra, mas a essência é a mesma. Praticar esporte, curtir o role, fazer amizade, acho que é isso que todos querem, e o que realmente importa”.

Carolina Baldini Siviero (26 anos – dez anos de skate) “Desde criança meus olhos brilhavam quando via algum andando de skate na rua, até que um dia ganhei um da minha mãe, aos 13 anos, e não parei mais de andar. O esporte, de maneira geral, não tem fronteiras nem sexo. E as mulheres sempre tem mais comprometimento que os homens, assim a possibilidade de vitoria é muito maior! Já caí bastante e me ralei muito, mas meu maior machucado andando de skate tive aos dezessete anos quando fraturei minha clavícula. O medo sempre bate à porta, de qualquer um, mas basta ter força de vontade, coragem e usar sempre os acessórios necessários de proteção que o skate passa a ser seguro. Quanto ao preconceito, rolava muito no final dos anos 90. Falavam que era esporte de homens. Um absurdo. Hoje em dia os meninos adoram andar junto com a gente. Rola muita parceria, respeito e, às vezes, até algumas altas paqueras. Apesar de que eu nunca namorei alguém que andasse de skate. A moda (roupa) do skate também faz a cabeça das meninas. Aliás, a moda está arrebentando. Enfim, esse esporte é meu hobby, e ele me traz uma sensação de liberdade incomparável, que você só encontra em cima de um skate”. 20 | REC


21 | REC


FISIOINFORMA

os benefícios da

acupuntura

A acupuntura tem conquistado cada vez mais espaço na área de saúde, como forma de tratamento eficaz e sem contra indicações, beneficiando as pessoas na manutenção e preservação da sua saúde tratando e prevenindo lesões

Gregory Buck Fisioterapeuta Desportivo greg.fisioterapia@hotmail.com

O

grande interesse pela prática de esportes nunca foi tão alta. O aumento da participação em esportes organizados com finalidade recreativa e a busca por um corpo perfeito vem sendo cada vez maior para todas as idades e em ambos os sexos. Em contrapartida o aumento da incidência de lesões acompanhou o aumento da prática esportiva. A maioria é composta de pequenas distensões, luxações e machucados, dores localizadas

22 | REC

e entorses. Alguns sintomas são devidos ao excesso da prática outros por falta de orientação de um profissional da área. Surge uma nova alternativa, a acupuntura, que além de potencializar o tratamento das lesões e não fazer usos de medicamentos como os anti-inflamatórios, essa é uma técnica milenar, porém somente agora tem sido descoberta sua efetividade clínica e seu potencial, devido aos bons resultados na reabilitação de atletas e pessoas normais.


foto: imagem de internet

Como ela trabalha em seu organismo A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais. Criada há mais de dois milênios, a acupuntura é um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo. Consiste na estimulação de locais anatômicos sobre ou na pele – os chamados pontos de acupuntura. Diferentes abordagens para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças são realizadas, entretanto o procedimento mais adotado no mundo atualmente é a penetração da pele por agulhas metálicas muito finas e sólidas, manipuladas manualmente ou por meio de estímulos elétricos. De acordo com a tradição chinesa, a técnica é capaz de ajustar canais energéticos do corpo, chamados na acupuntura de meridianos, de acordo com equilíbrio de yin e yang. A medicina ocidental e moderna, contudo, sugere que o método estimule a liberação de substâncias químicas que alteram o sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais como o estresse. O diagnóstico é feito após o questionamento de diferentes aspectos da vida do paciente e a obser23 | REC

vação de manifestações físicas como a pulsação, a respiração, cor e aspecto da pele e da língua. Assim que o problema é identificado, o paciente pode ter alguns de seus mais de mil pontos de acupuntura estimulados em diversas e frequentes sessões. A acupuntura busca a recuperação do organismo como um todo pela indução de processos regenerativos, normalização das funções alteradas, reforço do sistema imunológico e controle da dor. Embora pesquisas tenham demonstrado que a acupuntura pode realmente desativar áreas do cérebro associadas a dores, não se sabe exatamente se o método constitui um mecanismo que sustenta ou contribui para o efeito terapêutico sobre uma pessoa. De qualquer forma, a técnica sobrevive há milênios, mostrando benefícios a indivíduos com problemas gastrointestinais, respiratórios, musculares, urológicos, endocrinológicos, psicológicos e neurológicos, ginecológicos e até mesmo dermatológicos. A acupuntura é especialmente indicada para a redução da dor em casos de fibromialgia e dores localizadas nas costas, tratamento de náuseas e vômitos em pacientes que se submetem a quimioterapias ou cirurgias, e diminuição da tensão emocional. Em Limeira, os atletas do time de basquete já vêm realizando os tratamentos com as agulhas tanto para reabilitação quanto para prevenção, obtendo bons resultados em relação a dores e desequilíbrios.


FISIOINFORMA

foto: imagem de internet

Nem apenas de agulhas vive a acupuntura: a estimulação de pontos de acupuntura pode ser feita também pelos dedos (acupressão), com pedras quentes, laser e muitas outras técnicas

Curiosidades da acupuntura Experiências com ratos demonstraram que a acupuntura pode até triplicar os efeitos de um composto natural conhecido por suas funções antiinflamatórias e analgésicas. Pesquisadores da Universidade de Rochester, nos EUA, observaram que tecidos próximos das agulhas tinham até 24 vezes mais adenosina, sugerindo que a imperceptível perfuração da pele possa acionar tanto o acúmulo da substância em tecidos mais externos da pele, como também a sinalização ao cérebro para criar endorfinas naturais contra a dor. De acordo

24 | REC

com a medicina chinesa, os meridianos energéticos que atravessam o corpo são afetados por energias “perversas”, que afetam o organismo de forma geral. Apesar de soar místico, a própria tradição ocidental considera que ventos, bactérias, vírus, lesões, traumas, ansiedades, frio ou calor constituam boa parte das energias “perversas”. A medicina moderna concorda. O importante, pregam os defensores da prática, é que os fluxos energéticos sejam retomados e a energia do corpo equilibrada. É extremamente importe você passar por uma avaliação com um profissional qualificado para que os benefícios da acupuntura surtam enfeito em seu organismo.


25 | REC


26 | REC


em ~boas maos

As condições que os lutadores enfrentam hoje são duras, mas eram muito piores cinco ou dez anos atrás, quando o esporte ainda sofria certo preconceito. Por trás dos lutadores agressivos, há pessoas simples tentando vencer na vida de um jeito honesto. Com o limeirense Guilherme Faria não é diferente. Treinado pelo Grão Mestre Paulo Nikolai (direita), ele alcançou um dos seus sonhos: defender o Brasil em um Campeonato Mundial de Muay Thai.

27 | REC


Guilherme faria

o convocado Guilherme Faria, jovem lutador limeirense, irá representar o Brasil no Campeonato Mundial de Muay Thai. Detalhe: ele é treinado pelo grão mestre Paulo Nikolai, lenda viva do esporte em nosso país

texto e fotos: Igor Voigt

T

rabalhar meses e meses para comprar o celular de última geração ou ralar muito para juntar uma grana e ir esquiar nos Alpes suíços. Ou 11 anos derramando suor, todo santo dia, exclusivamente para se tornar um campeão de muay thai. Você seria capaz de me responder quanto custa a realização de um sonho? Mui-

28 | REC

to mais do que o preço de um sonho, saber quanto tempo de trabalho ele custa ajuda na hora de decidir se aquele desejo realmente vale a pena e qual o planejamento terá de ser feito para realizá-lo. Pois é, seguindo um planejamento à risca o lutador limeirense Guilherme Faria, 21 anos, acaba


de conseguir concretizar um de seus sonhos: ser convocado para defender a Seleção Brasileira de Muay Thai no Campeonato Mundial que será realizado em junho, na Tailândia. “Fiquei muito orgulhoso quando soube da convocação. Isso significa que meu trabalho esta sendo reconhecido. Recebi a notícia no dia 7 de janeiro deste ano. Será uma honra defender o Brasil e representar Limeira no Campeonato Mundial”, declarou Guilherme, que só entrou para o mundo das lutas, aos dez anos, devido ao bullying sofrido por ele na escola. De acordo com Guilherme a Seleção será permanente e itinerante, ou seja, a equipe de lutadores e treinadores será a mesma, porém não existirá um centro de treinamento fixo. A ideia é realizar os treinamentos em várias cidades, difundindo ainda mais o esporte. “Um dos meus objetivos é levar o nome de Limeira ao ápice. Sou um dos três representantes de todo o estado de São Paulo que servirão a Seleção, por isso quero 29 | REC

deixar esta cidade conhecida por ter grandes lutadores de muay thai, e graças a Deus estou conseguindo revolucionar esse esporte aqui na cidade”. Enquanto a Seleção não se reuni, Guilherme segue treinando em Campinas, com o renomado mestre de muay thai, Paulo Nikolai, que, aliás, será seu treinador na Seleção. Voltando a falar do valor de um sonho, para Guilherme chegar até aqui alguns milhares de reais já saíram do seu bolso. Com um ano e meio treinando em Campinas, de segunda à sexta-feira, o limeirense gasta em média R$ 1.400,00 entre combustível, pedágio e alimentação, por mês. Creio que deve estar se perguntando: se ele é tão bom ao ponto de servir a Seleção Brasileira, porque ele precisa pagar? Isso, infelizmente, não é “privilégio” só de Guilherme. Geralmente os grandes campeões precisam investir em si mesmo com seus próprios recursos, para só mais tarde poder ter uma boa colheita.


Guilherme faria

Parceria com o Grão Mestre Paulo Nikolai Depois de treinar e ser enganado por uma pessoa que se passava por mestre de muay thai - mas que na verdade era só professor, Guilherme contou que foi pessoalmente pedir para que o mestre Nikolai o treinasse. “Cheguei pra ele e disse: quero que seja sincero e me diga se tenho condições de ser um grande lutador. Essa resposta ele nunca me deu, mas abriu as portas de sua academia para mim e lá estou há um ano e meio. Então, acho que a resposta da pergunta que fiz A ele é sim”. Nikolai foi quem fundou a primeira escola de muay thai do estado de São Paulo, em 1985. É um treinador de renome nacional e internacional, tendo treinado feras como Vitor Belfort e Rodrigo “Minotauro”. “O grão mestre é uma pessoa séria e comprometida no que faz. É uma pessoa verdadeira, que gosta de tudo certo. Não admite picaretagem. Tem um caráter impecável. É uma pessoa que espelho e me orgulho muito em tê-lo como mestre. Profissionalmente falando, seus treinamentos são intensos e todos os dias aprendo muito. Ele tem o dom de lapidar os atletas, tirar o

30 | REC


31 | REC


foto: arquivo pessoal Guilherme Faria

Guilherme faria

melhor de cada lutador. Realmente é um treinador diferenciado em todas as partes: técnicas, estratégicas, físicas, psicológicas, entre outras”, afirma o pupilo do Mestre Nikolai. Segundo Guilherme, ele é o primeiro atleta da história de Limeira convocado para uma Seleção Brasileira de Muay Thai, e essa conquista só foi possível em função do aprendizado que vem tendo com o mestre Nikolai. “A maioria dos atletas e treinadores da cidade querem as coisas fáceis, e o caminho fácil sempre é o caminho errado. Ninguém quer saber de treinar, se dedicar e fazer as coisas corretas. Eu quero mudar esta impressão e tenho orgulho de fazer parte da melhor equipe de muay thai do Brasil”. Para aumentar seu cartel de vitórias – 13 até esse mês de fevereiro - em lutas profissionais de muay thai, Guilherme contratou um personal trainer, e

32 | REC

garante estar muito feliz com os resultados. “Por mais que na academia do mestre Nikolai tenha aparelhos e profissionais altamente capacitados, preferi ter um acompanhamento exclusivo e específico às minhas necessidades. Agora sei o que tenho que fazer para ter um ganho geral em todo o meu corpo. Só que isso tem um custo, e é alto. Porém, o trabalho com o personal será muito importante para minha carreira”. Guilherme também é professor grau preto de muay thai, além de ser lutador profissional de MMA. Dedicado ao extremo, o limeirense não foge à luta e crê que outros sonhos virão. “Meu objetivo é ser campeão mundial e estou correndo atrás. Estou no caminho certo e com excelentes profissionais ao meu lado. Confio no trabalho do Grão Mestre Paulo Nikolai, e se ele me escolheu para fazer parte da Seleção Brasileira de Muay Thai é porque tenho chances”, finaliza.


33 | REC


34 | REC


35 | REC


Abre aspas

,,

Jogar em casa tem sido um fator diferencial da nossa equipe. Isso acontece graças a identificação dos jogadores com o apoio dos torcedores, que acaba gerando uma disposição a mais em cada um .

,,

(Demétrius Ferraciu, treinador da Winner/Kabum – falando sobre a importância da torcida nos jogos, mesmo a equipe não fazendo boa campanha)

“O Catanoce é um técnico muito experiente e que conquistou acessos ao longo de sua carreira. Estamos felizes em contar com este profissional que, acima de tudo, exige muito profissionalismo de seus atletas”. (Junior Moraes, diretor de futebol da Inter – referindo-se ao novo técnico contratado para tentar salvar o Leão de um catrastoso rebaixamento)

36 | REC


,,

Como elas são muito grandes, sempre caem galhos e folhas na piscina e a todo momento requer limpeza. Além disso, existe o perigo desses galhos caírem e machucarem os alunos .

,,

(Vereador Lemão da Jeová Rafá – sobre a falta de limpeza da área da piscina anexa ao zoológico. Aliás, e o novo zoológico... sai ou não sai?)

,,

Eu escrevi nós, e nós somos um grupo. Não tem glória para ninguém, e sim para o grupo. Que seja com quatro ou cinco pessoas nós vamos trabalhando, até chegar onde queremos .

,,

(Edison Ribeiro, vice-presidente do Independente - comentou numa rede social sobre o mutirão formado para realizar a pintura das arquibancadas do Pradão)

,,

É uma vergonha o que tem acontecido nos estádios que o Galo joga. Polícia de fora não dá proteção à torcida galista. Aqui a polícia protege o visitante, lá fora nos ignoram. Diretoria deveria mandar um protesto na Federação pedindo segurança para nós torcedores do Galo quando o jogo for fora do Pradão, urgente .

,,

(Geraldo Pateo – torcedor do Independente revoltado com o tratamento dado aos galistas nos jogos fora de Limeira)

37 | REC


NUTRINFORMA

Suplementos 100% a seu favor

Há praticantes de atividades físicas que tomam suplementos e não atingem os objetivos desejados. Isso pode acontecer por vários fatores

A

Dra. Patrícia Milaré Lonardoni Nutricionista patrícia.milare@itelefonica.com.br

suplementação hoje é muito comum. Há muito interesse da população independente de idade, modalidade e classe social. Porém, o que muitos esquecem é que você pode consumir o melhor suplemento, da melhor marca, mas sem uma boa nutrição, de nada adiantará. Por isso, em primeiro lugar cuide da sua alimentação. Que tal ter um cardápio individualizado, feito dentro da sua ro-

38 | REC

tina, calculado dentro dos seus horários (horário em que se levanta, em que se deita, horário de almoço, horário em que treina)? Se quiser um cardápio individualizado e calculado dentro do que seu organismo necessita atualmente, procure um Nutricionista Especialista em Nutrição no Exercício Físico e no Esporte que seja de sua confiança. Não siga cardápios prontos de internet, nem prescrições ou dietas que deram certo para seu vizinho.


É essencial na alimentação

Na suplementação

Frutas, verduras e legumes. As verduras verdes-escuras contém ferro que formam a hemoglobina do corpo. São esses glóbulos vermelhos (as hemoglobinas) que levam nutrição e oxigênio nos órgãos e músculos. Imagine você em uma subida com fome e falta de ar – você consegue subir uma longa distância? E faria isso em alta velocidade? Jamais! O mesmo ocorre com o músculo sem ferro. E esse ferro é ferro não-heme, aquele que não irá sobrecarregar o organismo e que está sempre combinado de outras vitaminas e minerais, como o ácido fólico, muito importante para a produção de energia. O brócolis, em particular, é uma crucífera importantíssima, principalmente no fisiculturismo, pois ele regula a questão hormonal, favorecendo o ganho de massa muscular.

Não há o que é essencial, pois aqui depende o objetivo. Temos as proteínas do leite de vaca, por exemplo. Se você quer proteína, não tem intolerância à lactose, nem à galactose, não sofre de gases, estufamento, diarreia, Síndrome do Ovário Policístico, etc e quer uma absorção mais rápida, as proteínas do leite de vaca são indicadas. Dentre elas estão os Whey Protein e a caseína.

No caso das frutas não podemos esquecer das enzimas digestivas que não me canso de me perguntar o motivo pelo qual as grandes marcas de suplementos ainda não as colocaram na maioria dos suplementos. Uma proteína é bem complicada de ser digerida. Combinada a uma enzima digestiva, como a bromelaína do abacaxi e a papaína do mamão, essas proteínas são mais rapidamente digeridas e mais rapidamente absorvidas. Excelente para uma proteína que deve ter rápida absorção, pois veremos agora que não é o caso de todas.

Outros nutrientes essenciais: • O cálcio que está envolvido na contração muscular, na transmissão dos impulsos nervosos e até no pH do sangue. Tudo isso faz com que ele esteja envolvido na presença ou não da dor muscular. Suas fontes alimentares são: amêndoas, brócolis, couve, figo seco, sardinha, tofu, folha da beterraba, etc;

A caseína é o componente mais presente no leite de vaca e existe na forma de pequenos glóbulos. Estes componentes são insolúveis em líquido e, por isso, tem digestão mais lenta – podem levar 7h para serem digeridos totalmente – e, enquanto isso, seu organismo estará com uma fonte constante de energia. Uma boa forma de encaixá-lo na sua rotina é consumí-lo no em um período que for ficar muito tempo sem se alimentar. A caseína tem diversas formas: • Caseinato – geralmente caseinato de cálcio,

de sódio ou de potássio, possuem mais de 90% de proteína. Essa é a forma mais solúvel de caseína. • Caseína Micelar – essa é forma menos solúvel de caseína e a que demora mais para ser digerida. • Caseína Hidrolisada – a hidrólise quebra a ligação entre os aminoácidos, o que forma cadeias menores de proteínas. Diferente de outras caseínas, essa é digerida e absorvida rapidamente – boa para ser consumida antes e após o treino.

• A vitamina B6 que desempenha um papel fundamental na conversão da proteína que é consumida em aminoácidos formadores de músculos está presente nas frutas, verduras, legumes, cereais integrais e carnes brancas e vermelhas. 39 | REC

foto: imagem de internet

• O magnésio está envolvido em mais de 300 reações do organismo, entre elas a contração muscular, a liberação de energia e prevenção de câimbras e de contusões. Também para dores musculares e como relaxante muscular, o magnésio é essencial. Ele é encontrado também nas verduras verdes escuras, abacate, grão- de- bico, arroz integral, beterraba, aveia, amêndoas, uva passa, etc;


foto: imagem de internet

NUTRINFORMA

Unindo os benefícios A proteína da soja é uma indicação para vegetarianos, veganos e intolerantes à lactose e para mulheres na menopausa. Ela contém os 9 aminoácidos essenciais, por isso com ela você consegue sim, resultados. É rica em glutamina e arginina, tem efeitos antioxidantes e, com isso, muitos benefícios para a saúde. A digestão e absorção da proteína de soja é rápida.

40 | REC

Muitos temem a soja por dizerem que ela aumenta o hormônio feminino no organismo. As pessoas têm que tomar muito cuidado com tudo o que dizem por aí. No caso da soja, isso é um mito. Ela tem um fito hormônio, que regula os hormônios femininos, isto é, se uma mulher estiver com falta de hormônio no organismo e consumir a soja, esta contribui para que o hormônio aumente; se a mulher está com excesso de hormônio no organismo, a soja contribuirá para que este diminua. No homem com uma adequada alimentação e saúde, a soja só trará benefícios aumentando seus estoques de glutamina e de arginina, que favorece o aumento do G.H. (hormônio de crescimento). Toda proteína tem seus benefícios. Por isso, a melhor opção é você seguir um cardápio individualizado, consumir frutas verduras e legumes e fazer uso de Whey protein, albumina, proteína de soja e caseína juntas. Anote a minha dica: Misture o Whey, a albumina e a proteína de soja numa proporção de 1:1:1 e use 1 medida no horário que o Nutricionista de sua confiança orientar – o que normalmente ocorre após o treino. A caseína você deixa para tomá- la quando souber que ficará um tempo sem se alimentar.Depois, não se esqueça de me escrever contando os objetivos alcançados!


41 | REC


42 | REC


43 | REC


ciências do esporte

Odes à pedagogia da rua Estas frases reverberam todo o sentimento e sensibilidade pedagógica de alguns expoentes de nossa sociedade

Prof. Dr. Alcides José Scaglia Coordenador do curso de Ciências do Esporte da UNICAMP alcides.scaglia@gmail.com

D

esde a Grécia antiga, ode está ligada a canto, a poemas líricos, mas valendo-me conscientemente de um lugar comum, usarei de licença poética, para chamar de ode algumas belas, poéticas e sonoras frases que colecionei a respeito do futebol, em especial ao que o professor João Batista Freire determinou chamar de pedagogia da rua.

44 | REC

Estas frases reverberam todo o sentimento e sensibilidade pedagógica de alguns expoentes de nossa sociedade. Apesar de estes atuarem em diferentes áreas, todos parecem confirmar, a seu modo, a tese da pedagogia da rua, da coerente formação do jovem jogador de futebol, quer seja ele brasileiro, ou mesmo, de qualquer parte do mundo. Veja que coleção interessante.


foto: imagem de internet

“No meu bairro em Porto Alegre passei a infância a jogar à bola. Nunca me separava da bola, driblava, driblava, driblava sem parar. Jogava na rua com os meus colegas, mas também jogava horas sozinho ou com o meu cão. Em minha casa, há bolas por todo o lado. Aproveito todas as oportunidades para improvisar um pequeno jogo no jardim, ou para me descontrair a fazer habilidades. A bola é a minha melhor companhia, é o objecto que mais amo na vida. Quando chove, jogamos com uma bola de ténis na sala. Na minha infância, a minha mãe podia proibir-me de quase tudo, inclusivamente de sair, mas nunca de jogar à bola”. (Ronaldinho Gaúcho, a uma revista portuguesa, 2004).

“A rua tem a pedagogia da liberdade, da criatividade, do desafio e até da crueldade. (...) No tempo em que havia fartura de espaço e de brincadeira, nem se fazia sentido falar de Escolinhas de Futebol. Dos campinhos de pelada saiam os Didis, os Garrinchas, os Gersons, os Romários”. (João Batista Freire, no livro Pedagogia do futebol, 2003). “No meu tempo de garoto, vivíamos pelos campos da vida. De manhã, no intervalo das aulas, íamos para o pátio do colégio em busca de alguma coisa que lembrasse bola. Dezenas de caroços de abacate se rompiam diariamente por culpa de nossos chutes. À tarde, corríamos atrás de alguma área

foto: imagem de internet

“Não é preciso ser pobre ou menino de rua para saber jogar. Mas, para chegar a ser um certo tipo de jogador, é preciso, nos anos de formação, um

espaço de liberdade em que o jogo seja praticado por puro prazer” (José Geraldo Couto - cronista da Folha de SP, 1999).

45 | REC


foto: imagem de internet

ciências do esporte

livre para continuarmos a brincadeira e de vez em quando arrumávamos um time contra quem jogar” (Sócrates - Jornal Agora, 2002). “A minha geração se formou na rua, e não há melhor lei que a da rua. (...) Hoje, ao contrário, acredita-se em meios artificiais para criar jogadores. A organização do futebol acabou tirando a espontaneidade. As crianças disputam campeonatos desde os seis anos. Os técnicos não ensinam, só treinam.” (Johan Cruyff, Folha de São Paulo, 1998). “... a melhor maneira de se formar um craque é nos campos de terra, sem regras, onde os meni-

46 | REC

nos, em total descontração e improviso, brincam e se divertem com a bola, e aí fez-se a diferença do futebol brasileiro para os outros países” (Tostão Folha de São Paulo, 1999). Acredito que estas frases, ou melhor, odes, aos ouvidos de um pedagogo do esporte antenado às novas tendências, falam por si. Conseguem muito bem expressar a importância do brincar de bola com os pés; de viver intensamente a fase mais importante da vida, a infância; de adentrar ao mundo do jogo e lá se tornar o Ser do Jogo, transformando seu jogo em arte lírica.


47 | REC


Massagem

Meu reino por uma

massagem! Não há quem resista a sensação de bem-estar que uma boa massagem proporciona. As massagens podem trazer benefícios não só para o corpo, como também para a alma

S

e pescar relaxa e desestressa, passar por uma sessão de massagem relaxa e desestressa ainda mais. Graças à liberação de hormônios calmantes, como endorfina e oxitocina, uma boa sessão de massagem é capaz de aliviar tensões e dores musculares e aumentar a sensação de bem-estar. Mas as manobras sobre o corpo fazem mais do que apenas relaxar.

48 | REC

texto e fotos: Igor Voigt

Segundo a Massoterapeuta e Esteticista Corporal, Lina Fazanaro - www.linafazanaro.com.br - se submeter a massagens regulares fortalece o sistema imunológico protegendo contra gripes, resfriados e alergias, ajuda a diminuir a retenção de líquidos e ainda auxilia no emagrecimento, quando aliada a dieta e exercícios físicos. Além disso, é comprovada a eficiência da prática no combate a irritabilidade e


depressão, sintomas relacionados a várias doenças. “É possível uma redução em até 70% nos casos de ansiedade, estresse, depressão e síndrome do pânico, e na parte emocional. Nos casos de dores musculares, corporais, reumatismos, também há uma melhora significativa para o paciente”. Existem alguns tipos de massagem, porém, de acordo com Lina, massagens como a modeladora e a drenagem linfática são as mais procuradas em clínicas devido aos benefícios estéticos. “Esses dois tipos de massagem, embora tenham técnicas diferentes, ativam a circulação em áreas com celulite e gordura localizada, melhorando o metabolismo e a oxigenação das células. A drenagem linfática é especialmente usada em casos de inchaço, em gestantes e nos pós-operatórios. Para quem pratica esporte as mais procuradas são as massagens modeladoras e a massagem para relaxamento muscular que alivia dores e tensões causadas pela prática do esporte, além de manter uma boa postura do corpo”, explica a massoterapeuta. Geralmente as massagens não causam dor, mas a relaxante, feita para aliviar tensões musculares, pode causar algum desconforto. Segundo Lina, as massagens se realizadas com certa frequência podem ser muito mais que soluções paliativas. “As massagens são soluções de efeitos duradouros, desde que feitas com frequência. Para se ter uma ideia, as massagens podem chegar a ter efeito rejuvenescedor, contribuindo para uma pele mais saudável. Com a frequência da massagem há um estímulo do colágeno e hidratação da pele, ocasionando uma grande melhora para quem está com a pele flácida ou emagreceu muito, pois a pele que ‘sobrou’ é estimulada”, explica Lina. 49 | REC

“Olha, não tenho nenhum problema de saúde, mas há 15 anos tenho a massagem como um fator de prevenção de possíveis doenças. Eu sempre adotei medidas alternativas, mas existem casos que precisam sim da medicina convencional. O bom seria se houvesse uma associação, ou seja, um complementando o outro! Os resultados da massagem são fantásticos. As dores no corpo diminuem, recupera-se mais rápido de um resfriado, de contusões... Isso por que elimina-se toxinas do corpo! Veja bem, tem um termo que eu gosto muito que é do Mestre D’Rose, ele diz: Faça Yôga antes que você precise. O mesmo eu recomendo para a massagem, mas havendo a necessidade de um tratamento, aconselho sim”! Paulo de Oliveira (Caverna) - 40 anos

Outros tipos de massagem Massagem terapêutica: para aliviar dores músculo-esqueléticas, como nas costas. Também pode ser aplicada em casos de estresse para liberar os pontos de tensão muscular. Shiatsu: a pressão dos dedos e da palma das mãos atinge os pontos trabalhados na acupuntura. Integra a medicina chinesa e prevê como benefícios relaxamento, energização, liberação da tensão muscular e melhora da função dos órgãos, entre outros.


Massagem

As massagens são ainda indicadas para desportistas de alta competição ou até mesmo para amadores, uma vez que mantêm os músculos saudáveis, com menos riscos de ruptura e inflamação, potenciando a performance desportiva

Em algumas clínicas, além da massagem manual, costuma-se aliar tratamentos para redução de medidas, como terapia com impulsos elétricos, drenagem linfática feita por aparelho, eletrossucção (o vácuo promove uma vasodilatação momentânea, auxiliando na drenagem) e aparelhos de infravermelho, ultrassom e laser, usados para quebrar as células de gordura.

50 | REC

Experiente no assunto, Lina Fazanaro faz questão de deixar uma dica: “Antes de fechar um pacote de massagem, é importante levar em conta a especialização e a experiência do profissional. Além disso, quem tem doenças renais, na coluna, osteoporose, trombose, estiver em tratamento de câncer, entre outras, deve consultar um médico”.


51 | REC


rec social

Bebê prematuro Avaliação precoce e acompanhamento especializado podem evitar a deficiência intelectual

U

ma em cada dez crianças nasce antes das 37 semanas de gestação. São 15 milhões de nascimentos prematuros todos os anos no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. As estatísticas também demonstram que, anualmente, pelo menos um milhão de bebês prematuros morrem. Os que sobrevivem são considerados guerreiros por natureza, mas necessitam de cuidados especiais porque são considerados de risco para apresentarem futuramente possíveis problemas no desenvolvimento e dentre estes problemas, pode-se destacar a deficiência intelectual.

52 | REC

texto: Raquel Vieira

A Apae de Limeira possui dois programas direcionados aos bebês prematuros, um é o programa de acompanhamento do desenvolvimento infantil, cujo objetivo é acompanhar, por meio de reavaliações periódicas, se o bebê está se desenvolvendo normalmente. Periodicamente, uma equipe interdisciplinar composta por assistente social, fisioterapeuta, fonoaudióloga, terapeuta ocupacional e psicóloga, avalia todas as áreas do desenvolvimento do bebê para checar se está tudo bem. Nestas reavaliações, os pais também recebem orientações de como estimular o bebê em casa. Se a equipe constatar alguma alteração ou atraso, este


foto: divulgação Apae

“Aqui eu aprendi muita coisa. Aprendi que ele precisava de muita atenção em tudo e segui todas as orientações da equipe da Apae de Limeira. Acho que todas as mães que passam pela mesma situação deveriam buscar o caminho que eu busquei aqui” Daniele F. Barbosa é mãe de Ariel, de dois anos e meio. Ele nasceu prematuro com 31 semanas. E este ano, receberá alta do acompanhamento que começou quando ele tinha um mês.

bebê passa a receber atendimento terapêutico semanal para estimular a área que está em defasagem.

à medida que experimentamos estímulos no ambiente onde vivemos”, diz a coordenadora.

O outro programa é o centro de atenção terapêutica, que conta também com uma equipe interdisciplinar, com assistente social, fisioterapeuta, fonoaudióloga, terapeuta ocupacional e psicóloga, cujo objetivo é realizar a intervenção precoce, ou seja, assistir terapeuticamente os bebês que apresentam atraso no desenvolvimento neuropsicomotor. Quando um bebê prematuro chega à entidade, ele é avaliado pela equipe e constatado um atraso, esse bebê já passa a receber atendimento e uma ou quantas áreas for necessário.

Atualmente, 70 bebês estão sendo acompanhados longitudinalmente (avaliados periodicamente) e aproximadamente 35 bebês estão em atendimento terapêutico semanal na entidade. São crianças encaminhadas pelos médicos da cidade e também por hospitais. Mas é importante esclarecer, que para solicitar uma avaliação, não é necessário o encaminhamento. Uma mãe que teve um bebê prematuro e que tem dúvidas se o seu desenvolvimento está adequado ou não, também poderá procurar a Apae.

Quem coordena este trabalho é Elisabete Giusti. Ela explica que o atendimento com prematuros na entidade teve início em 1997, com a implantação de projetos visando a estimulação precoce. “Na época, foi realizada uma parceria com a UTI Neonatal da Santa Casa e todos os bebês egressos da UTI, já eram encaminhados para a entidade. Este trabalho é fundamental, pois sabemos que, o quanto antes intervirmos, mais resultados teremos. Hoje em dia, fala-se muito em neuroplasticidade, ou plasticidade cerebral, que é a capacidade de remapeamento ou reorganização das conexões das nossas células nervosas, processo que nos ajuda a continuamente aprender. É a maneira do nosso cérebro agir e reagir

Alerta em números

53 | REC

O professor Dr. João Monteiro de Pina-Neto, médico geneticista da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo e que também desenvolve projetos de investigação de causas das deficiências, junto à equipe de prevenção da Apae de Limeira, alerta: “É importante saber que quanto menor for o recém-nascido, por exemplo, menos de 1000 gramas, a chance desse bebê ter uma deficiência intelectual é de 80%, pois maiores são as chances de desenvolver quadros hemorrágicos e falta de oxigenação cerebral adequada no período perinatal, mesmo que estejam em uma boa UTI Infantil”.


recGAMEINFO

Uma história chamada

Do topo para o buraco. Um pouco da trajetória de um dos maiores nomes dos games e sua falência

Vinicius Prado

prado_vinicius@yahoo.com.br

O

s mais saudosistas lerão o nome Atari e tenho quase certeza que uma lagrima brotará nos olhos. Os mais novos... Bem, os mais novos lerão e se perguntarão o que esse nome estranho tem a ver com vídeogame. E a resposta é: Tem tudo a ver. E eu falo sério. A Atari foi um dos maiores nomes no final do sé-

54 | REC

culo XX com o seu Atari 2600 lançado em 1977 lá fora e em 1983 aqui no Brasil. Naquela época, não tinha Mega-drive e Super Nintendo. O Atari 2600 era o único console realmente bom e já possuía 9 títulos. Hoje você pode pensar: Os gráficos eram horríveis, poucos títulos e jogos


idiotas, mas para a época, aquilo era o que existia de mais moderno para entretenimento eletrônico. Responsável por títulos como “Pac-Man”, aqui mais conhecido como “come-come”, “Pong” e Frogger. O preço inicial foi de 199 dólares e tinha 9 títulos. Na tentativa de competir diretamente com o Fairchild Channel F, a Atari chamou a máquina de ‘Video Computer System’ (ou VCS abreviando), pois o Channel F era nessa época conhecido como o VES, de Video Entertainment System. O 2600 também foi apelidado de Sears Video Arcade (SVA) e vendido pelas lojas Sears-Roebuck. Quando Fairchild ficou sabendo do nome dado pela Atari, eles rapidamente mudaram o nome de seu sistema para Channel F, porém, os dois sistemas estavam no meio de varias reduções de preços: os clones de “Pong” estavam obsoletos por essas máquinas mais novas e poderosas. Logo, muitas dessas companhias de clones estavam fora do mercado, e tanto a Fairchild como a Atari estavam vendendo para um público saturado de jogos Pong.

foto: im

agem

de inte

rnet

Em 1977, a Atari vendeu apenas 250000 VCSs. Em 1978, apenas 55000 de uma produção de 800000 foram vendidos, e foi preciso ajuda financeira da Warner para cobrir prejuízos. Isso causou discordâncias e causou a saída do fundador da Atari, Nolan Bushnell, em 1978.

55 | REC

Uma vez que o público descobriu que era possível jogar jogos diferentes de Pong e os programadores aprenderam a alcançar os limites do hardware, o 2600 ganhou popularidade. Nesse ponto, Fairchild tinha desistido do mercado, achando que vídeogame era um mercado de moda passageira. Dessa forma, a Atari pôde ocupar mais facilmente o então crescente mercado. Em 1979, o 2600 foi o presente de natal mais vendido, principalmente por seus jogos exclusivos. Milhões de consoles foram vendidos esse ano. A Atari licenciou o grande sucesso de arcade Space Invaders da Taito, o qual aumentou ainda mais a popularidade do console quando foi lançado, em maio de 1980, dobrando as vendas novamente para mais de 2 milhões de unidades vendidas. O 2600 e seus cartuchos foram o maior fator por trás do gigantesco lucro da Atari, de mais de 2 bilhões de dólares em 1980. As vendas dobraram novamente pelos 2 anos seguintes, com venda de quase 8 milhões de unidades em 1982. Nesse período, a Atari expandiu a família 2600 com outros dois consoles compatíveis. Eles construíram o Atari 2700, uma versão sem fio do console, que nunca foi lançado por causa de uma falha de design. A companhia também construiu uma versão menor e arredondada da máquina, apelidada de Atari 2800, para vender no mercado japonês no início de 1983, mas esse sofreu com a competição do recém lançado Nintendo Famicom.


recGAMEINFO

fotos: imagens de internet

Declínio de um gigante Já não é de hoje que ouvimos que a Atari não vai bem. Há anos que não vemos jogos sendo lançado. E não foi nenhuma novidade quando no começo deste ano, a Atari americana anunciou sua falência. O objetivo do pedido de falência é conseguir se tornar independente da parte francesa da Atari, a Infogames, – grupo chamado de Atari SA - e conseguir fundos para focar no desenvolvimento de jogos com distribuição digital para tablets e smartphones. A Atari Inc., Atari Interactive Inc., Humongous Inc. e California US Holdings Inc., o braço americano da empresa, se tornariam independentes da Atari SA.

56 | REC

“Com o pedido de falência, o braço norte-americano da Atari busca separar suas operações da estrutura financeira do braço francês da companhia”, diz o comunicado. “O pedido constitui uma opção estratégica para a Atari nos Estados Unidos, permitindo que se proteja seu velor e suas propriedades intelectuais e consiga recursos financeiros que não eram possíveis dentro da Atari SA”. A Infogames tem resultados abaixo do esperado há anos e prejudica a operação nos Estados Unidos. Em dezembro, a Atari anunciou que procurava investidores para levantar uma quantia que permitisse desenvolver jogos para os dispositivos. A empresa já havia mudado seu foco de produção para games por download para smartphones e tablets.


57 | REC


rec risada

seu mané, essas bolas são minhas!

bobo olhou! bobo olhou!

gostou da minha camisa fernandinho?

Aqui não. o cara atrás tá filmando!

SUA MARQUINHA É BRONZEAMENTO NATURAL OU ARTIFICIAL?

58 | REC


59 | REC


60 | REC

Edição36  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you