Page 1


Relatório de Atividades e Gestão

ÍNDICE OBJETIVOS ESTRATÉGICOS ............................................................................................3 INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL ......................................................................................3 ATIVIDADES ....................................................................................................................12 ORGÃOS SOCIAIS DA AFVR ........................................................................................16 SÓCIOS HONORÁRIOS E DE MÉRITO ..........................................................................18 RELAÇÃO DOS CLUBES FILIADOS E EM ATIVIDADE NA ÉPOCA DE 2012/2013 .....20 MOVIMENTO ASSOCIATIVO .........................................................................................22 ATLETAS INSCRITOS ........................................................................................................23 Nº DE EQUIPAS AFVR NOS CAMPEONATOS NACIONAIS E DISTRITAIS ...................25 QUADRO DOS CAMPEÕES E VENCEDORES DAS PROVAS DISTRITAIS ....................26 CLASSIFICAÇÕES FINAIS ...............................................................................................27 OUTROS SERVIÇOS ........................................................................................................35 RELATÓRIO DE GESTÃO FINANCEIRA ..........................................................................36 BALANÇO .......................................................................................................................38 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS .............................................................................39 ANEXOS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ...........................................................40 MAPA DE REINTEGRAÇÕES E AMORTIZAÇÕES ..........................................................50 BALANCETE RAZÃO .......................................................................................................52 BALANCETE GERAL ........................................................................................................53 PARECER DO CONSELHO FISCAL ................................................................................62

2

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS 1 – Participar em todos os Torneios Interassociações organizados pela Federação Portuguesa de Futebol. 2 – Promover o desenvolvimento do Futebol (masculino, feminino), Futsal (masculino, feminino) e do Futebol de Praia, generalizando a prática desportiva da modalidade em todas as variantes e escalões. 3 – Promover uma cooperação regular com os clubes. 4 – Manter eficácia e rentabilidade na respetiva gestão. 5 – Contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de eficiência e eficácia na gestão dos diversos agentes desportivos. 6 – Garantir que as decisões dos diversos órgãos sejam determinadas por uma cultura de responsabilidade social.

INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL São órgãos sociais da AFVR: Assembleia Geral | Direção | Conselho de Justiça | Conselho Fiscal | Conselho de Disciplina | Conselho Técnico | Conselho de Arbitragem.

A ASSEMBLEIA GERAL É CONSTITUÍDA POR 4 ELEMENTOS: – UM PRESIDENTE, UM VICE-PRESIDENTE E DOIS SECRETÁRIOS.

COMPETE À ASSEMBLEIA GERAL: a) Eleger e destituir os membros dos órgãos sociais da AFVR; b) Apreciar, discutir e votar alterações dos Estatutos e Regulamentos;

3

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

c) Apreciar e votar o orçamento anual da AFVR, bem como orçamentos suplementares e alterações propostas pela Direção; d) Apreciar os atos da Direção, e discutir e votar o Relatório e Contas de cada exercício e o parecer do Conselho Fiscal; e) Proclamar os Presidentes Honorários e os Sócios Honorários e de Mérito; f) Conceder medalhas e louvores a pessoas singulares ou coletivas que tenham prestado serviços relevantes à Associação e ao futebol; g) Autorizar a aquisição, alienação e oneração de bens imóveis; h) Deliberar sobre a dissolução da Associação; i) Aprovar a filiação da AFVR em organismos nacionais ou internacionais; j) Apreciar e julgar os recursos e reclamações para ela interpostos, desde que sejam da sua competência; k) Deliberar sobre os assuntos que a Lei, os presentes Estatutos ou os Regulamentos atribuam à sua competência; l) Resolver, em definitivo, os casos não previstos nos Estatutos ou no Regulamento Geral e que careçam de solução.

A DIREÇÃO É CONSTITUÍDA POR 7 ELEMENTOS: - O PRESIDENTE DA DIREÇÃO, DOIS VICE-PRESIDENTES E QUATRO VOGAIS.

COMPETE À DIREÇÃO: a) Representar a AFVR em todas as suas relações externas e exercer as demais funções que, por Lei, lhe sejam cometidas; b) Cumprir e fazer cumprir os Estatutos e os Regulamentos da AFVR; c) Cumprir e fazer cumprir as decisões das entidades oficiais, da FPF e as deliberações da Assembleia Geral e dos Conselhos de Justiça, Fiscal, Disciplinar e Técnico; d) Administrar os recursos financeiros da Associação, organizando a respetiva contabilidade; e) Propor à Assembleia Geral a atribuição das qualidades de Presidente Honorário, Sócio Honorário e de Mérito;

4

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

f) Conceder louvores; g) Elaborar propostas de alteração dos Estatutos e dos Regulamentos da Associação e apresentá-las à apreciação e aprovação da Assembleia Geral; h) Admitir sócios ordinários; i) Elaborar anualmente o relatório e contas relativo ao ano findo, e promover a sua distribuição pelos seus filiados, com quinze dias de antecedência em relação ao dia de realização da respetiva Assembleia Geral ordinária; j) Solicitar a convocação de Assembleias Gerais, ordinárias e extraordinárias; k) Aprovar os Regimentos Internos de todos os órgãos da AFVR e das Comissões eventualmente constituídas; l) Convocar reuniões dos clubes filiados, para os fins que tiver por convenientes; m) Aprovar o regulamento de organização interna da AFVR; n) Contratar e exonerar sob Proposta do Presidente, o Secretário-Geral; o) Organizar os serviços internos; p) Nomear selecionador ou selecionadores para todas as variantes do futebol, no âmbito do futebol distrital; q) Elaborar e publicitar o Plano de Provas; r) Elaborar os calendários das provas e ainda os regulamentos previstos nos Regulamentos Especiais das Provas Oficiais da AFVR; s) Elaborar anualmente o plano de atividades da AFVR; t) Deliberar quanto ao preenchimento de qualquer lacuna do Regulamento Geral, valendo essas deliberações até à primeira Assembleia Geral que se lhe seguir, desde que, obtenham parecer favorável do Conselho de Justiça; u) Recorrer das decisões dos vários Conselhos, nos termos regulamentares, quando o entender por conveniente; v) Solicitar parecer ao Conselho de Justiça sobre dúvidas na interpretação dos Estatutos e dos Regulamentos; w) Prestar todos os esclarecimentos e cooperação às entidades oficiais, à FPF e aos outros órgãos da associação; x) Auxiliar, eventualmente, os clubes filiados, de harmonia com os fundos disponíveis, mas não podendo, para a regularização dos empréstimos,

5

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

conceder prazo que ultrapasse o do mandato e mediante apresentação de caução bancária ou garantia real equivalente; y) Cuidar das instalações da Associação; z) Administrar quaisquer fundos especiais criados pela AFVR, de harmonia com as disposições legais e regulamentares aplicáveis; aa) Pronunciar-se sobre as propostas submetidas à Assembleia Geral, sempre que não sejam de sua autoria; ab) Eleger comissões para a execução ou estudo de qualquer assunto relativo ao futebol e suas variantes; ac) Garantir o respeito dos direitos e deveres dos filiados da AFVR; ad) Fixar, em cada época desportiva, as quotas de organização dos Campeonatos Distritais, Amadores, Futebol de Sete e de Futsal; ae) Fixar, em cada época desportiva, a quota de filiação de todos os sócios; af) Administrar, com zelo, o património da AFVR; ag) Aprovar as demais normas, regulamentos e atos necessários à realização do objeto e fins da AFVR e cumprimento da Lei, dos presentes Estatutos, e das normas, regulamentos e diretivas da FPF;

O CONSELHO DE JUSTIÇA É COMPOSTO POR CINCO MEMBROS – PRESIDENTE, DOIS VICE-PRESIDENTES E DOIS VOGAIS, TODOS LICENCIADOS EM DIREITO.

COMPETE AO CONSELHO DE JUSTIÇA: 1 - Compete ao Conselho de Justiça: a) Julgar, em última instância, os recursos interpostos das deliberações da Direção da AFVR e dos Conselhos de Disciplina, Técnico e de Arbitragem; b) Emitir parecer sobre as questões de interpretação dos Estatutos e dos Regulamentos ou outras, quando tal lhe seja solicitado pela Direção; c) Emitir parecer, em matéria da sua especialidade, sobre projetos de novos Regulamentos, alteração dos Estatutos ou dos Regulamentos em vigor;

6

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

d) Dar parecer, no prazo de vinte dias, sobre a integração de lacunas nos Estatutos e Regulamentos, quando solicitados pelo Presidente ou Direção da AFVR; e) Elaborar, anualmente, o resumo da sua atividade, publicando no relatório da AFVR ou em separado os acórdãos que fixarem doutrina; f) Exercer as demais atribuições conferidas pelos presentes Estatutos; 2 - O Conselho de Justiça julga em matéria de facto e de direito.

O CONSELHO FISCAL É CONSTITUÍDO POR CINCO MEMBROS – PRESIDENTE, DOIS VICE-PRESIDENTES E DOIS VOGAIS – PREFERENCIALMENTE LICENCIADOS OU BACHARÉIS EM ECONOMIA, FINANÇAS OU CONTABILIDADE, OU AINDA POR QUEM POSSUIR RECONHECIDA COMPETÊNCIA EM MATÉRIA ECONÓMICOFINANCEIRA.

COMPETE AO CONSELHO FISCAL: a) Acompanhar o funcionamento da AFVR, participando aos órgãos competentes as irregularidades de que tenha conhecimento; b) Examinar, trimestralmente, as contas da AFVR, zelando pelo cumprimento do orçamento e elaborando, sobre tal matéria, um relatório cuja cópia será imediatamente enviada à Direção da AFVR; c) Dar, anualmente, parecer sobre o orçamento ou orçamentos suplementares e contas da gerência, analisando a legalidade das despesas, a sua correspondência orçamental e a exatidão dos respetivos documentos; d) Emitir parecer sobre quaisquer projetos que lhe sejam solicitados pela Direção, quanto a matéria económico-financeira; e) Emitir parecer sobre todos os assuntos que lhe sejam submetidos pela Direção; f) Requerer a convocação extraordinária da Assembleia Geral, quando os atos administrativos da Direção justifiquem tal providência; g) Exercer as demais atribuições que lhe sejam conferidas pelos presentes Estatutos, pelo Regulamento Geral ou por deliberação da Assembleia Geral.

7

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

h) Os relatórios e pareceres referidos nas alíneas b) e c) do número anterior são, obrigatoriamente, submetidos anualmente à Assembleia Geral com o relatório e contas da gerência.

O CONSELHO DE DISCIPLINA É COMPOSTO POR CINCO MEMBROS – PRESIDENTE, DOIS VICE-PRESIDENTES E DOIS VOGAIS – LICENCIADOS EM DIREITO, PODENDO, TODAVIA, OS DOIS VOGAIS NÃO POSSUIR AQUELA LICENCIATURA DESDE QUE SEJAM POSSUIDORES DE COMPETÊNCIA PARA O DESEMPENHO DA FUNÇÃO.

COMPETE AO CONSELHO DE DISCIPLINA: a) Apreciar e punir, de acordo com os Regulamentos, todas as infrações disciplinares imputadas a pessoas sujeitas ao poder disciplinar da AFVR; b) Elaborar, anualmente, o resumo da sua atividade para publicação no relatório da AFVR; c) Executar as demais funções conferidas pelos presentes Estatutos. O Conselho de Disciplina, para instrução dos processos de averiguações e/ou inquéritos, tem o apoio de um relator licenciado em direito.

O CONSELHO TÉCNICO É CONSTITUÍDO POR CINCO ELEMENTOS – PRESIDENTE, DOIS VICE-PRESIDENTES E DOIS VOGAIS – DOIS DOS QUAIS LICENCIADOS EM DIREITO E TENDO, OS RESTANTES, RECONHECIDOS CONHECIMENTOS DAS LEIS DO JOGO E DEMAIS QUESTÕES TÉCNICAS DA MODALIDADE DE FUTEBOL EM TODAS AS SUAS VARIANTES.

COMPETE AO CONSELHO TÉCNICO: a) Interpretar as leis do futebol, em todos os casos que lhe sejam presentes pelos restantes órgãos da AFVR; b) Apreciar e resolver, em primeira instância, os protestos dos jogos, interpretando e aplicando as leis do jogo; c) Emitir parecer sobre todos os assuntos de ordem técnica que lhe sejam presentes pela Direção;

8

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

d) Sugerir à Direção a realização de novas provas de futebol, apresentando os respetivos estudos; e) Proceder à vistoria dos recintos desportivos, apresentando à Direção o respetivo relatório e parecer; f) Dar parecer sobre os projetos de regulamentação de provas ou suas modificações e elaborar projetos de regulamentos, por sua iniciativa ou a pedido da Direção; g) Sugerir à Direção, elaborando as respetivas bases, planos ou iniciativas que visem o fomento e o progresso técnico do futebol distrital; h) Elaborar, anualmente, um relatório da sua atividade, promovendo a publicação dos pareceres e decisões; i) Colaborar com os outros órgãos associativos, em matéria da sua competência, quando para isso for solicitado através da Direção; j) Deliberar sobre o que lhe seja conferido pelos presentes Estatutos, Regulamentos ou por deliberação da Assembleia Geral.

O CONSELHO DE ARBITRAGEM É COMPOSTO POR CINCO MEMBROS – PRESIDENTE, DOIS VICE-PRESIDENTES E DOIS VOGAIS – DEVENDO TRÊS DELES POSSUIR QUALIFICAÇÕES ESPECÍFICAS DO SETOR DA ARBITRAGEM.

COMPETE AO CONSELHO DE ARBITRAGEM: Compete ao Conselho de Arbitragem coordenar e administrar a atividade da arbitragem nas competições que decorram no âmbito das provas organizadas pela AFVR, nomeadamente: a) Colaborar na elaboração do orçamento para o sector; b) Estabelecer os critérios de nomeação dos árbitros; c)Propor à Direção da AFVR as normas regulamentadoras da arbitragem distrital; d) Nomear o presidente do júri de exame dos árbitros da primeira categoria distrital; e) Regulamentar e fiscalizar o recrutamento, promoção, preparação técnica e atuação dos árbitros, a nível distrital;

9

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

f) Apreciar e decidir os pedidos de admissão, licenciamento, demissão e readmissão dos árbitros do quadro distrital; g) Organizar e manter atualizadas as fichas de cadastro dos árbitros das quais devem constar o tempo e qualidade de serviço, observações sobre atuação em campo, prémios, louvores e castigos; h) Designar os árbitros para os jogos das provas distritais e outros de âmbito idêntico; i) Fixar os efetivos de cada uma das categorias de árbitros regionais e proceder à sua revisão, sempre que tal se justifique; j) Elaborar, anualmente, a lista de árbitros de cada uma das categorias distritais, do que dará conhecimento à Direção da AFVR, em cada época, antes do início das provas oficiais, comunicando-lhe as alterações posteriores que vierem a verificar-se; k) Promover, junto dos árbitros, a divulgação das Leis do Jogo e pareceres do Conselho Técnico da AFVR, zelando pela sua aplicação; l) Elaborar um relatório específico do sector da arbitragem, que será integrado no relatório anual da AFVR; m) Afastar da atividade os árbitros que demonstrem não reunir as condições indispensáveis ao bom desempenho da função; n) Conceder louvores aos árbitros filiados na AFVR; o) Propor à Direção a concessão, a árbitros filiados na AFVR, de galardões previstos no Regulamento; p) Prestar, ao Conselho Técnico da AFVR, todos os esclarecimentos por este entendidos necessários para a perfeita apreciação dos protestos submetidos ao seu julgamento; q) Prestar ao Conselho de Disciplina da AFVR todos os esclarecimentos necessários para a perfeita aplicação da justiça e da disciplina; r) Estabelecer, de comum acordo com a Direção da AFVR, as compensações destinadas aos árbitros, instrutores e delegados; s) Regulamentar o recrutamento e preparação dos delegados técnicos para atuarem nos jogos das provas distritais, fixando, anualmente, o respetivo quadro a indicar à Direção da AFVR; t) Dar parecer sobre todos os assuntos relativos à arbitragem, sempre que tal lhe seja solicitado por qualquer órgão da AFVR; u) Exercer as demais competências previstas nos Estatutos;

10

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

v) Apresentar, à Direção da AFVR, propostas em matéria de arbitragem; w) Elaborar um projeto de Regulamento Interno do Conselho de Arbitragem e dele dar conhecimento à Direção da AFVR para aprovação.

SÃO ORGÃOS DE APOIO: O SECRETÁRIO-GERAL E O COORDENADOR TÉCNICO DISTRITAL, A QUEM COMPETE:

SECRETÁRIO-GERAL: a) Assistir e secretariar as reuniões da Direção e outras, sem direito a voto, cabendo-lhe promover a execução das deliberações do Presidente e da Direção; b) Coordenar e orientar os serviços da AFVR; c) Assinar a correspondência oficial, desde que autorizado pelo Presidente ou na sua falta ou impedimento, pelo vice-presidente substituto; d) Lavrar as atas da Direção e assiná-las conjuntamente com os membros presentes; e) Proceder à expedição das convocatórias para as reuniões de todos os Órgãos Sociais; f) Satisfazer, no âmbito da sua competência, as solicitações formuladas pelos associados no exercício do direito à informação; g) Quaisquer outras que lhe sejam delegadas pelo Presidente da AFVR, ou conferidas nos termos dos Estatutos.

COORDENADOR TÉCNICO DISTRITAL: a) Elaborar o “plano de atividades” do Gabinete Técnico da AFVR, submetendo-o à análise e aprovação da Direção; b) Programar e coordenar os treinos das Seleções Distritais de FUTEBOL e FUTSAL; c) Submeter à consideração da Direção os Regulamentos relativos à organização dos encontros de “traquinas e petizes” e sua programação; d) As demais funções que, por inerência do cargo, lhe estão atribuídas.

11

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

ATIVIDADES Organizamos os Torneios de Desenvolvimento da UEFA SUB-16 Masculino e Feminino, com a participação das seguintes Seleções Nacionais: MASCULINAS

FEMININAS

Portugal

Portugal

Turquia

Turquia

França

França

Itália

Republica Checa

Os jogos realizaram-se nos seguintes locais: Estádio Municipal do Peso da Régua; Estádio Municipal de Santa Marta de Penaguião; Complexo Desportivo de Vila Pouca de Aguiar; Complexo Desportivo do Monte da Forca; Estádio Municipal de Alijó.

Organizamos a Fase Zonal do Torneio Taça das Regiões de Futebol com a participação das Seleções Distritais Seniores de BRAGA, BRAGANÇA, VIANA DO CASTELO e VILA REAL, efetuando jogos nos seguintes locais: Complexo Desportivo de Vila Pouca de Aguiar; Campus da UTAD; Complexo Desportivo do Monte da Forca; Estádio Municipal do Peso da Régua.

Organizamos, a nível Distrital, 6 (seis) Encontros Distritais de TRAQUINAS e PETIZES em Futebol, nos seguintes locais: Estádio Municipal de Mondim de Basto; Estádio Municipal de Murça; Estádio Municipal de Santa Marta de Penaguião;

12

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

Campo da Feira Velha – Sabrosa; Complexo Desportivo de Vila Pouca de Aguiar, e Complexo Desportivo do Monte da Forca.

Organizamos 6 (seis) Encontros Distritais de FUTSAL Jovem, em: BOTICAS; CARRAZEDO DE MONTENEGRO; RIBEIRA DE PENA; PEDRAS SALGADAS; PESO DA RÉGUA, e CHAVES.

Organizamos 3 (três) Ações de Formação no âmbito do FUTSAL: Do FUTSAL DE FORMAÇÂO AO ALTO RENDIMENTO – Prof. Jorge Braz – Selecionador Nacional; O Momento da Organização Defensiva – Paulo Tavares – Treinador SC de Braga; O Momento da Organização Ofensiva – Pedro Palas – Treinador Adjunto da Equipa Técnica Nacional.

Participamos nos Torneios Inter-Associações organizados pela FPF: LOPES DA SILVA – SUB14; FUTEBOL DE 7 FEMININO – SUB17; FUTSAL MASCULINO – SUB18; TAÇA DAS REGIÕES DE FUTEBOL SÉNIOR MASCULINO; FUTSAL FEMININO – SUB21.

13

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

No âmbito da preparação da Seleção Distrital de Futebol Masculina SUB14, participamos nos seguintes eventos: Torneio de Futebol de NATAL, organizado pela Associação de Futebol do Porto; Torneio das “Festas da Cidade de Vila Real”; Encontro com a congénere de VISEU.

Participamos, ainda, no Torneio de Futebol de Natal, organizado pela AF do PORTO, com a Seleção Distrital de Futebol Masculina de SUB13.

Realizamos um Curso de Treinadores de Futebol UEFA “C”/Grau I, entre 19 de Março e 14 de Junho de 2014, com a participação de 27 (vinte e sete) candidatos, e com as seguintes cargas horárias: Formação Geral – 41 Horas; Formação Especifica – 100 Horas.

Em conjunto com o Conselho de Arbitragem, realizaram-se os seguintes cursos: Modalidade Futebol, com a participação de 22 candidatos; Modalidade Futsal, com a participação de 14 candidatos.

A Direção da AFVR participou em todas as reuniões com as Associações Distritais e Regionais e nas Assembleias Gerais da FPF.

A nível nacional, a AFVR manteve uma apertada, constante e boa relação com as Associações Distritais e Regionais suas congéneres, demais sócios ordinários da FPF, outras entidades e organismos oficiais desportivos, bem como com as Autarquias Locais.

14

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

Tendo em atenção a importância que as redes sociais têm no mundo de hoje, tornamos mais dinâmica a nossa página no Facebook.

Com o objetivo de fazer chegar informação noticiosa atualizada aos Clubes filiados e ao maior número de leitores, tornamos mais dinâmica a “Newsletter” que tem uma periocidade semanal.

De acordo com a alteração do sítio da AFVR na internet, procedemos ao respetivo reajustamento tornando-o mais atrativo e com informação atualizada.

Reconhecemos o trabalho, o esforço e a dedicação dos elementos que integram os Órgãos Sociais da AFVR.

Aos Núcleos de Árbitros do Alto Tâmega, Henrique Silva e Sequeira Teles, o reconhecimento do trabalho que têm desenvolvido no setor da arbitragem.

Aos Clubes do nosso Distrito, aos seus Dirigentes, reconhecemos o trabalho desenvolvido em prol do desenvolvimento do Futebol, agradecendo o contributo e o empenhamento nas ações desenvolvidas por esta Associação de Futebol.

15

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

ORGÃOS SOCIAIS DA AFVR QUADRIÉNIO DE 2010/2014

ELEITOS EM ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE 2010.12.10

ASSEMBLEIA-GERAL PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE SECRETÁRIO SECRETÁRIO SUPLENTE SUPLENTE SUPLENTE

António José Soares Coelho Cunha António Castanheira Gonçalves Joaquim Carlos Barreira Gonçalves Eng.º José António Botelho Cavaleiro Emídio Fernando Macedo e Sousa José Ferreira de Moura Abílio José Carvalho Pereira

DIRECÇÃO PRESIDENTE 1º VICE-PRESIDENTE 2º VICE-PRESIDENTE VOGAL VOGAL VOGAL VOGAL SUPLENTE SUPLENTE SUPLENTE

Dr. José Manuel Costa Pereira António Camilo Areias Gomes Dr. Nuno Miguel Félix Pinto Augusto José Taveira Mesquita Dr. Armando José Ferreira Mourão Adolfo Felizardo Salgueiro Eng.º Amândio Augusto Denis Silva Faustino Fernandes Cigre Domingos Lopes Barbosa Albertino Azevedo do Fundo

CONSELHO DE JUSTIÇA PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE VOGAL VOGAL VOGAL SUPLENTE SUPLENTE

Dr. Mário Jorge de Jesus Teixeira Dr. Fernando Manuel Miranda de Carvalho Dr. António Luis Costa Januário Dr. João António Quintela Cavaleiro Dr. Pedro Seixas da Silva Dr. Joaquim Lourenço Fernandes Dr. Armando Emílio Botelho Quintas

16

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

CONSELHO DE DISCIPLINA PRESIDENTE 1º VICE-PRESIDENTE 2º VICE-PRESIDENTE VOGAL VOGAL SUPLENTE SUPLENTE

Dr. Júlio do Carmo Durão Dr. Pedro Martins Salgueiro Dr. António João Diegues Fernandes Abreu José Bernardino Queiroga dos Santos Francisco José Silva Macedo Dr. João Carlos Varela dos Santos Joaquim António Azevedo Costa Teixeira

CONSELHO DE ARBITRAGEM PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE VOGAL VOGAL VOGAL SUPLENTE SUPLENTE

Dr. José Maria Guerra Varela Dr. Álvaro Fernando Moreira da Costa Rui Eduardo Lopes de Almeida Dr. André Filipe Marrote Sequeira Moreira Dr. Paulo Jorge Guedes Chaves a) Manuel Pinto Lopes Engº. José Joaquim Gaspar Rodrigues b)

a)-Pediu a suspensão do mandato em 02.08.2013.

b)-Tomou posse como Vogal efetivo em 14.09.2013.

CONSELHO FISCAL PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE VOGAL VOGAL VOGAL SUPLENTE SUPLENTE SUPLENTE

Dr. Carlos José Machado Ribeiro Dr. José Fernando Pereira Pimentel Jorge Manuel Magalhães Ramos Dr. Alexandre Manuel Pinto Lopes Manuel Ferreira Franco Agostinho Mourão Quintelas Armindo Anibal Pinto Costa Paulo Dr. Jaime Alberto Portugal Peixoto Lopes

CONSELHO TÉCNICO PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE VOGAL VOGAL VOGAL SUPLENTE SUPLENTE SUPLENTE

António Teixeira da Silva Eng.º Luís Manuel Esteves Catarino Eng.º José Miguel Vaz Alves Campos Dr. Óscar Ferreira Afonso Francisco Pereira Luís Faria dos Santos Victor Manuel Azevedo Teixeira Bernardino Martins Fernandes

17

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

SÓCIOS HONORÁRIOS E DE MÉRITO PROCLAMADOS EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 1999.05.07

1 - HONORÁRIOS: 1.1- Coletivos

- Grupo Desportivo de Chaves - Sport Clube da Régua - Sport Clube de Vila Real - Vidago Futebol Clube.

1.2 – Singulares

- Dr.Álvaro Correia Vilar de Figueiredo a) - Pe. Avelino Augusto da Silva - Engº. Humberto Cardoso de Carvalho - Dr. José Henrique de Abreu a) - Dr. José Maria Saraiva de Aguilar

a)

- Luís Carlos Lopes da Silva a) - Manuel Henriques Pires Fontoura.

2 – MÉRITO:

- Alfredo Teixeira - António Castanheira Gonçalves - António Monteiro - António Teixeira Feliciano - Armando Pinto de Morais Sarmento - Artur Ribeiro de Carvalho - Atilano Machado

18

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

- Emílio Macedo e Sousa - Joaquim Sequeira Teles - João Pereira - Job Lavrador – Cap.

a)

- José Alves Areias - Dr. Manuel Magalhães Vaz de Carvalho - Manuel Pires Madureira - Mário Rui Presa Gomes

a)

- Maximino Monteiro da Costa - Rodrigo Botelho de Araújo.

PROCLAMADOS EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 2001.07.02

2.1-MÉRITO:

- Engº. Joaquim Pinto - Manuel Joaquim Vicente - Filinto de Oliveira Baptista

a)

- António Carneiro Lopes Medeiros.

PROCLAMADOS EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 2005.09.30

1 – HONORÁRIO:

- Jornal “ A VOZ DE TRÁS-OS-MONTES”.

2 – MÉRITO

- Albano Chaves Lopes.

a)-A título póstumo.

19

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

RELAÇÃO DOS CLUBES FILIADOS E EM ATIVIDADE NA ÉPOCA DE 2013/2014 001 0001 ABAMBRES SPORT CLUBE 002 5075 ACADÉMICO ALVES ROÇADAS – ADRC 003 4836 AMIGOS DE CERVA – ADRC 004 5317 ASSOCIAÇÃO AMIGOS ABEIRA DOURO 005 5165 ASSOCIAÇÃO CULTURAL DESPORTIVA DE ERVEDEDO 006 5304 ASSOCIAÇÃO CULTURAL DESP. FERNÃO MAGALHÃES 007 3171 ASSOCIAÇÃO DESP. CULT. ESCOLA DIOGO CÃO 008 4163 ASSOCIAÇÃO DESP.CULT. FREGUESIA DE TRESMINAS 009 1304 ASSOCIAÇÂO DESP.E CULTURAL DE CONSTANTIM 010 3599 ASSOCIAÇÃO DESP. E CULTURAL DE SABRO 011 1348 ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA FLAVIENSE 012 3400 ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA “A COLMEIA” 013 5587ADRC CIMO DE VILA DA CASTANHEIRA 014 1439 ATEI FUTEBOL CLUBE 015 0125 ATLETICO CLUBE ALIJOENSE 016 5481 CASA DO BENFICA DE CHAVES 017 5586 CASA DO PESSOAL DO HOSPITAL DIST.VILA REAL 018 2777 CCS JOÃO DE LOBRIGOS 019 5020 CASA DO POVO DE VILARANDELO 020 5021 CASA DO SPORT LISBOA BENFICA VILA POUCA AGUIAR 021 4837 CENTRO CULTURAL DE NOURA 022 0196 CENTRO DESPORTIVO CULTURAL DE MONTALEGRE

20

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

023 4437 CLUBE DE CAÇA E PESCA DO ALTO DOURO 024 1347 CLUBE DESPORTIVO SANFINENSE 025 5594 ESCOLINHA DE FUTSAL “ARNALDO PEREIRA” 026 0497 FUTEBOL CLUBE DE FONTELAS 027 0601 GRUPO DESPORTIVO DE BOTICAS 028 1287 GRUPO DESP.CARRAZEDO DE MONTENEGRO 029 2164 GRUPO DESPORTIVO DE CERVA 030 0622 GRUPO DESPORTIVO DE CHAVES 031 2502 GRUPO DESPORTIVO DE VILARELHO 032 0731 GRUPO DESPORTIVO RIBEIRA DE PENA 033 2358 GRUPO DESPORTIVO DE VALPAÇOS 034 0772 GRUPO DESPORTIVO DE VILAR DE PERDIZES 035 3906 HOQUEI CLUBE FLAVIENSE 036 0815 JUVENTUDE DE PEDRAS SALGADAS-ACDR 037 0864 MONDINENSE FUTEBOL CLUBE 038 3597 REAL CLUBE PENAGUIÃO 039 1614 SABROSO SPORT CLUBE 040 0990 SPORT CLUBE DE MESÃO-FRIO 041 0998 SPORT CLUBE DA RÉGUA 042 2949 SPORT CLUBE DE VASSAL 043 1009 SPORT CLUBE DE VILA POUCA DE AGUIAR 044 1010 SPORT CLUBE DE VILA REAL 045 5595 SPORT VILA REAL E BENFICA 046 1060 SPORTING CLUBE DA CUMIEIRA 047 4942 VALPAÇOS FUTSAL CLUBE 048 1203 VIDAGO FUTEBOL CLUBE

21

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

MOVIMENTO ASSOCIATIVO JOGADORES INSCRITOS: 3.176

SÉN.

JUN-A

JUN-B

JUN-C

JUN-D

JUN-E

JUN-F

JUN-G

FUTEBOL DE 11 – M

392

281

396

394

374

399

196

063

FUTSAL MASCULINO

219

091

043

042

062

046

017

006

FUTSAL FEMININO

113

018

019

005

-

-

-

-

JOGOS REALIZADOS: 1.952

SÉN.

JUN-A

JUN-B

JUN-C

JUN-D

JUN-E

JUN-F

JUN-G

FUTEBOL DE 11 - M

255

132

368

200

302

366

-

-

FUTSAL MASCULINO

143

063

-

040

-

-

-

-

FUTSAL FEMININO

083

-

-

-

-

-

-

-

22

AFVR


Relat贸rio de Atividades e Gest茫o

ATLETAS INSCRITOS FUTEBOL

23

AFVR


Relat贸rio de Atividades e Gest茫o

FUTSAL MASCULINO

FUTSAL FEMININO

24

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

NÚMERO DE EQUIPAS DA AF VILA REAL NOS CAMPEONATOS NACIONAIS E DISTRITAIS Futebol EQUIPAS Campeonato Nacional da II Liga 01 Campeonato Nacional de Seniores 01 Campeonato Nacional Juniores “A” - 1ª Divisão 01 Campeonato Nacional de Juniores“A” – 2ª Divisão 01 Campeonato Nacional Juniores “B” 01 Campeonato Nacional Juniores “C” 01 Taça de Portugal 03 Campeonato Distrital Seniores – Divisão Honra 16 Taça AFVR 16 Campeonatos Distritais de Juniores “A”, “B” e “C” 49 Campeonatos Distritais de Juniores “D” e “E” 62

Futsal Campeonato Nacional 3ª Divisão Taça de Portugal Campeonato Nacional de Futsal Feminino Taça Nacional de Futsal Feminino Taça Nacional de Futsal Júnior Campeonato Distrital de Seniores | Masculino Campeonato Distrital de Seniores | Feminino Campeonato Distrital de Juniores “A” | Masculino Campeonato Distrital de Juniores “C”

EQUIPAS 03 04 01 02 01 12 08 08 05

25

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

AFVR

QUADRO DOS CAMPEÕES E VENCEDORES DAS PROVAS DISTRITAIS CAMPEONATOS DISTRITAIS

Campeão

FUTEBOL DE 11: Campeonato Distrital da Divisão de Honra Campeonato Distrital de JUNIORES “A” Campeonato Distrital de JUNIORES “B” Campeonato Distrital de JUNIORES “C”

SC VILA REAL SC VILA REAL SC REGUA SC VILA REAL

FUTEBOL DE 7: Campeonato Distrital de JUNIORES “D” – 1ª Div. Campeonato Distrital de JUNIORES “D” – 2ª Div. Campeonato Distrital de JUNIORES “E” – 1ª Div. Campeonato Distrital de JUNIORES “E” – 2ª Div.

SC DE VILA REAL ADC DIOGO CÃO “C” SC DE VILA REAL SC DA REGUA

FUTSAL Campeonato Distrital Seniores Masculino Campeonato Distrital Seniores Feminino Campeonato Distrital Juniores Masculino

VALPAÇOS FUTSAL CLUBE GD CHAVES HÓQUEI CLUBE FLAVIENSE

PROVAS EXTRAORDINÁRIAS DE FUTSAL Campeonato Distrital de JUNIORES “C” Campeonato Distrital de JUNIORES “D”

TAÇAS DISTRITAIS SuperTaça Sequeira Teles Taça AFVR FUTSAL - Masculino FUTSAL - Feminino FUTSAL – Júnior

Vencedor ESCOLINHA “ARNALDO PEREIRA” ADC “A COLMEIA”

Vencedor JUV.PED. SALGADAS (3) CDC MONTALEGRE (4) VALPAÇOS FC (8) GRUPO D. CHAVES (5) AMIG. ABEIRA DOURO (5)

Vencido (2) SC VILAPOUCA (2) SC DE VILA REAL (gp) (1) GRUPO DESP. BOTICAS (2) CASA BENFICA V.POUCA (2) CASA BENFICA V.POUCA

Aos Clubes Campeões e Vencedores das Provas em apreço, as mais efusivas felicitações da AFVR

26


Relatório de Atividades e Gestão

CLASSIFICAÇÕES FINAIS

27

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

“A”

28

AFVR


Relat贸rio de Atividades e Gest茫o

29

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

“A”

30

AFVR


Relat贸rio de Atividades e Gest茫o

31

AFVR


Relat贸rio de Atividades e Gest茫o

32

AFVR


Relat贸rio de Atividades e Gest茫o

33

AFVR


Relat贸rio de Atividades e Gest茫o

34

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

OUTROS SERVIÇOS CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA: -Ofícios e Outros documentos

1.634

CORRESPONDÊNCIA EXPEDIDA: -Ofícios

227

-Comunicados Oficiais

128

-Notas de Alterações

038

-Notas Informativas

008

-Mapas de Castigos

035

SERVIÇO DE CONTENCIOSO: -Conselho de Justiça: Recursos

000

-Conselho de Disciplina: Processos de Inquérito

013

Processo de Averiguações

004

-Conselho Técnico: Protestos de Jogos

000

35

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

RELATÓRIO DE GESTÃO FINANCEIRA Através do presente relatório de gestão, vem, a Direção da Associação, dar conhecimento, aos Sócios e terceiros que, com a Associação têm relações, de aspetos considerados relevantes e relacionados com a atividade desenvolvida pela ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL no exercício de 2013/2014. Assim:

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE DA ASSOCIAÇÃO

O volume de negócios conheceu um acréscimo relativamente ao exercício anterior. Contribuíram, para isso, as quotizações relativas às inscrições de jogadores de formação e no Curso de Treinadores “UEFA C”, e o aumento nos subsídios da FPF, nomeadamente devido à organização do Torneio das Regiões, e da distribuição das receitas com os jogos da Seleção Nacional AA. Estas oscilações tiveram, naturalmente, impacto no resultado líquido, que apresentou uma variação positiva de cerca de vinte e cinco mil euros. O aumento do valor cobrado em multas e agravamentos, também ajuda a explicar esta variação. Os resultados líquidos e meios libertos denotaram a seguinte evolução: 2013/2014 Resultados Líquidos

2012/2013

23.609,56

- 2.100,13 €

Rentabilidade das Vendas e Prestação Serviços

7,98%

- 1,15%

Rentabilidade dos Capitais Próprios

6,78%

- 0,65%

Os indicadores de estabilidade financeira da Associação, a longo prazo, acompanham a evolução socioeconómica do país. Com a possível redução do número de associados em mente, a Direção não deixará de tentar encontrar soluções que visem o equilíbrio das contas, sem esquecer o

36

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

constante esforço de renovação e de busca de novas atividades, parceiros e conceitos.

FACTOS RELEVANTES OCORRIDOS APÓS O TERMO DO EXERCÍCIO.

Não ocorreram acontecimentos subsequentes que impliquem ajustamentos e/ou divulgação nas contas do exercício.

EVOLUÇÃO PREVISÍVEL DA ATIVIDADE

A Direção encara os resultados obtidos com alguma precaução, num enquadramento socioeconómico que obriga a grande contenção financeira sem, no entanto, esquecer a continuada aposta com a formação. Paralelamente, a análise da evolução dos primeiros meses da época 2014/15 suportam esta intenção, nomeadamente, com a redução de 50% das quotizações na inscrição de jogadores jovens.

BREVE SITUAÇÃO FINANCEIRA DA ASSOCIAÇÃO

Autonomia Financeira

2013/2014

2012/2013

66,92 %

65,01 %

A nível económico-financeiro verificou-se a manutenção da consolidação que tem vindo a ser efetuada, com novo acréscimo da autonomia financeira. A rentabilidade da Associação situou-se acima das expectativas para o exercício, num ano marcado por uma conjuntura socioeconómica de grande austeridade. Só uma continuada aposta bem delineada em sectores fulcrais e pilares poderá perseverar o desenvolvimento do futebol distrital.

37

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

BALANÇO RUBRICAS

NOTAS

DATAS 2013/2014

2012/2013

ACTIVO Ativo não corrente Ativos fixos tangíveis Propriedades de investimento Ativos intangíveis Investimentos financeiros Acionistas/sócios Ativo Corrente Inventários Compras Adiantamentos a fornecedores Estados e outros entes públicos Acionistas/sócios Outras contas a receber Diferimentos Outros ativos financeiros Caixa e depósitos bancários Total do ativo CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO Capital próprio Capital realizado Ações (quotas) próprias Outros instrumentos de capital próprio Prémios de emissão Reservas legais Outras reservas Resultados transitados Excedentes de revalorização Outras variações no capital próprio Resultado líquido do período Total do capital próprio Passivo Passivo não corrente Provisões Financiamentos obtidos Outras contas a pagar

240.121,32

247.915,65

240.121,32

247.915,65

2.198,50 40,65 40,27 1.025,87

2.198,50

239.768,77 10.335,74 1.667,82 330,00 25.109,81 280.517,43 520.638,75

223.812,91 7.117,74 1.989,93 330,00 16.012,87 252.833,88 500.749,53

298.434,54

300.534,67

26.361,53

27.114,71

7,67 1.364,26

23.609,56 2.100,13 348.405,63 325.549,25

121.100,09 9.276,35

116.974,25 29.465,29

130.376,44

146.439,54

7.898,09

8.002,63

4.100,62 11.359,62

3.932,78 6.952,75

18.498,35

9.872,58

Passivo corrente Fornecedores Adiantamentos de clientes Estado e outros entes públicos Acionistas/sócios Financiamentos obtidos Diferimentos Outras contas a pagar Outros passivos financeiros

41.856,68

28.760,74

Total do passivo

172.233,12

175.200,28

Total do capital próprio e do passivo

520.638,75

500.749,53

38

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS

RENDIMENTOS E GASTOS

NOTAS

DATAS 2013/2014

2012/2013

227.699,45

182.300,38

68.149,41

43.674,09

242.923,04

203.052,91

73.762,78

71.450,37

- 4.125,84

- 4.461,59

Outros rendimentos e ganhos

77.528,88

91.745,61

Outros gastos e perdas

20.411,73

32.027,94

32.154,35

6.727,27

7.794,33

7.794,33

Vendas e serviços prestados Subsídios à exploração Variação nos inventários da produção Trabalhos para a própria entidade Custos das mercadorias vendidas e das matérias consumidas Fornecimentos e serviços externos Gastos com o pessoal Imparidade de inventários (perdas/reversões) Imparidade de dívidas a receber (perdas/reversões) Provisões (aumentos/reduções) Outras imparidades (perdas/reversões) Aumentos/reduções de justo valor

Resultado antes de depreciações, gastos de financiamentos e impostos

Gastos/reversões de depreciação e de amortização

Resultado operacional (antes de gastos de financiamento e impostos)

24.360,02

-

Juros e rendimentos similares obtidos

1.067,06 546,25

Juros e gastos similares suportados

750,46

1.579,32

Resultado antes de impostos

23.609,56

-

2.100,13

Resultado líquido do período

23.609,56

-

2.100,13

Imposto sobre o rendimento do período

39

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

ANEXOS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 1 - CARACTERIZAÇÃO DA ENTIDADE 1.1 - Designação Associação de Futebol de Vila Real. 1.2 - Sede Rua Joaquim Abrantes, Lote 4, 5000-700 Vila Real. 1.3 - Natureza da atividade Associação de Futebol de Vila Real foi constituída sob a forma de Associação de Cultura, Recreio em 1999 com um capital social de 0 € e tem como atividade principal a Regulação de Atividades Desportivas, com o CAE 93191. 1.4 - CAE 93191 - Regulação de Atividades Desportivas 1.5 - Número Médio de empregados durante o ano: O número médio de empregados ao serviço da empresa durante o ano foi de 5,00.

2 - REFERENCIAL CONTABILÍSTICO 2.1 - Referencial contabilístico de preparação das demonstrações financeiras O referencial contabilístico de preparação das demonstrações financeiras é o instituído pelo Decreto-lei n.º 36-A/2011, de 9 de Março. 2.2 - Indicação e comentário das contas do balanço e da demonstração dos resultados cujos conteúdos não sejam comparáveis com os do exercício anterior. As quantias relativas ao período findo em 30 de Junho de 2012, incluídas nas presentes demonstrações financeiras para efeitos comparativos, estão apresentadas em conformidade com o modelo resultante das alterações

40

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

introduzidas pelos diplomas legais emitidos no âmbito da publicação do Sistema de Normalização Contabilística para Microentidades. No presente exercício, foram efetuadas provisões tendo em conta os critérios do exercício anterior. 2.3 - Adoção pela primeira vez das NC-ME (divulgação transitória): As presentes demonstrações financeiras completas foram apresentadas de acordo com o referencial das Normas Contabilísticas para Microentidades (NC-ME), previstas pelo Sistema de Normalização para Microentidades (SNM). As reconciliações seguidamente apresentadas explicam como a transição dos princípios contabilísticos geralmente aceites em Portugal para as NC-ME afetaram a posição financeira e os resultados da entidade.

3 - PRINCIPAIS POLÍTICAS CONTABILÍSTICAS 3.1 - Bases de mensuração usadas na preparação das demonstrações financeiras As demonstrações financeiras anexas foram preparadas a partir dos registos contabilísticos da Associação de Futebol de Vila Real, de acordo com as normas contabilísticas e de relato financeiro. Ativos Fixos tangíveis Os ativos fixos tangíveis adquiridos até 1 de Julho de 2009 (data de transição para NC-ME), encontram-se registados ao seu valor de aquisição de acordo com os princípios contabilísticos geralmente aceites até àquela data, deduzido das depreciações. Na transição manteve-se o critério de mensuração pelo método do valor de aquisição. Os ativos fixos tangíveis adquiridos após aquela data encontram-se registados ao valor de aquisição, deduzido das correspondentes depreciações. As depreciações são calculadas, consistentemente, por aplicação do método das quotas constantes e com utilização das taxas previstas fiscalmente. As vidas úteis e método de amortização dos vários bens são revistos anualmente. O efeito de alguma alteração a estas estimativas será reconhecido prospectivamente na demonstração dos resultados. As despesas de conservação e reparação que não aumentem a vida útil dos ativos nem resultem em benfeitorias ou melhorias significativas nos elementos

41

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

dos ativos fixos tangíveis foram registadas como gastos do exercício em que ocorrem. Em relação aos ativos tangíveis em curso, todos os ativos se encontram afetos à atividade da Associação de Futebol de Vila Real, não havendo ativos em poder de terceiros, implantados em propriedade alheia, localizados no estrangeiro, ou reversíveis. O desreconhecimento dos ativos fixos tangíveis, resultantes da venda ou abate são determinados pela diferença entre o preço de venda e o valor líquido contabilístico na data de alienação ou abate, sendo registadas na demonstração dos resultados nas rubricas «Outros rendimentos e ganhos» ou «Outros gastos e perdas». Locações A classificação das locações financeiras ou operacionais é realizada em função da substância dos contratos. Assim, os contratos de locação são classificados como locações financeiras se através deles forem transferidos substancialmente todos os riscos e vantagens inerentes à posse ou como locações operacionais se através deles não forem transferidos substancialmente todos os riscos e vantagens inerentes à posse. Os ativos fixos tangíveis adquiridos mediante contratos de locação financeira, bem como as correspondentes responsabilidades, são contabilizados reconhecendo os ativos fixos tangíveis e as depreciações acumuladas correspondentes e as dívidas pendentes de liquidação de acordo com o plano financeiro contratual. Adicionalmente, os juros incluídos no valor das rendas e as depreciações dos ativos fixos tangíveis são reconhecidos como gastos na demonstração dos resultados do exercício a que respeitam. Imparidade de ativos fixos tangíveis e intangíveis Em cada data de relato é efetuada uma revisão das quantias escrituradas dos ativos fixos tangíveis e intangíveis da Empresa com vista a determinar se existe algum indicador de que os mesmos possam estar em imparidade. Se existir algum indicador, é estimada a quantia recuperável dos respetivos ativos (ou da unidade geradora de caixa) a fim de determinar a extensão da perda por imparidade (se for o caso). Inventários Mercadorias e Matérias-Primas As mercadorias, matérias-primas, subsidiárias e de consumo encontram-se valorizadas ao custo de aquisição ou ao valor realizável liquido, dos dois o mais baixo. O custo de aquisição inclui as despesas incorridas até ao

42

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

armazenamento, utilizando-se o custo como fórmula de custeio, em sistema de inventário intermitente. Rédito O rédito é mensurado pelo justo valor da contraprestação recebida ou a receber. O rédito proveniente da venda de bens é reconhecido quando todas as seguintes condições são satisfeitas: - Todos os riscos e vantagens da propriedade dos bens foram transferidos para o comprador; - A entidade não mantém qualquer controlo sobre os bens vendidos; - O montante do rédito pode ser mensurado com fiabilidade; - É provável que benefícios económicos futuros associados à transação fluam para a entidade; - Os custos suportados ou a suportar com a transação podem ser mensurados com fiabilidade. O rédito proveniente das prestações de serviços é reconhecido líquido de impostos, pelo justo valor do montante a receber. O rédito proveniente da prestação de serviços é reconhecido com referência à fase de acabamento da transação à data de relato, desde que todas as seguintes condições sejam satisfeitas: - O montante do rédito pode ser mensurado com fiabilidade; - É provável que benefícios económicos futuros associados à transação fluam para a entidade; - Os custos suportados ou a suportar com a transação podem ser mensurados com fiabilidade; - A fase de acabamento da transação à data de relato pode ser valorizada com fiabilidade. O rédito de juros é reconhecido utilizando o método do juro efetivo, desde que seja provável que benefícios económicos fluam para a entidade e o seu montante possa ser valorizado com fiabilidade. Instrumentos Financeiros Os instrumentos financeiros encontram-se valorizados de acordo com os seguintes critérios:

43

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

Clientes e outras dívidas de terceiros As dívidas dos clientes estão mensuradas ao custo menos qualquer perda de imparidade e as dívidas de «outros terceiros» ao custo. As dívidas de clientes ou de outros terceiros são registadas pelo seu valor nominal dado que não vencem juros e o efeito do desconto é considerado imaterial. Fornecedores e outras dívidas a terceiros As contas de fornecedores e de outros terceiros encontram-se mensuradas pelo método do custo. As dívidas a fornecedores ou a outros terceiros são registadas pelo seu valor nominal dado que não vencem juros e o efeito do desconto é considerado imaterial. Periodizações As transações são contabilisticamente reconhecidas quando são geradas, independentemente do momento em que são recebidas ou pagas. As diferenças entre os montantes recebidos e pagos e os correspondentes rendimentos e gastos são registados nas rubricas «Outras contas a receber e a pagar» e «Diferimentos». Caixa e depósitos bancários Os montantes incluídos na rubrica caixa e seus equivalentes correspondem aos valores em caixa e depósitos bancários, ambos imediatamente realizáveis. Benefícios de empregados Os benefícios de curto prazo dos empregados incluem salários, ordenados, complementos de trabalho noturno, retribuições eventuais por trabalho extraordinário, prémios de produtividade e assiduidade, subsídio de alimentação, subsídio de férias e de Natal e quaisquer outras retribuições adicionais decididas pontualmente pela Gerência. As obrigações decorrentes dos benefícios de curto prazo são reconhecidas como gastos no período em que os serviços são prestados, numa base não descontada por contrapartida do reconhecimento de um passivo que se extingue com o pagamento respetivo. De acordo com a legislação laboral aplicável, o direito a férias e subsídios de férias relativo ao período, por este coincidir com o ano civil, vence-se em 31 de Dezembro de cada ano, sendo somente pago durante o período seguinte, pelo que os gastos correspondentes encontram-se reconhecidos como benefícios de curto prazo e tratados de acordo com o anteriormente referido.

44

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

Eventos subsequentes Não existem eventos subsequentes suscetíveis de divulgação. 3.2 - Outras políticas contabilísticas Juízos de valor críticos e principais fontes de incerteza associadas a estimativas Na preparação das demonstrações financeiras anexas foram efetuados juízos de valor e estimativas e utilizados diversos pressupostos que afetam as quantias relatadas de ativos e passivos, assim como as quantias relatadas de rendimentos e gastos do período. Principais pressupostos relativos ao futuro As demonstrações financeiras anexas foram preparadas no pressuposto da continuidade das operações, a partir dos registos contabilísticos da Associação de Futebol de Vila Real.

4 - POLÍTICAS CONTABILÍSTICAS, ALTERAÇÕES NAS ESTIMATIVAS CONTABILÍSTICAS E ERROS 4.1 - Alterações de políticas contabilísticas Não foram efetuadas alterações nas políticas contabilísticas, pelo que o comparativo reexpresso respeita a característica qualitativa da comparabilidade. 4.2 - Alterações nas estimativas contabilísticas Não foram efetuadas alterações nas estimativas contabilísticas, pelo que o comparativo reexpresso respeita a característica qualitativa da comparabilidade. 4.3 - Erros Não foram detetados erros relativamente ao período anterior, pelo que o comparativo reexpresso respeita a característica qualitativa da comparabilidade.

45

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

AFVR

5 - ATIVOS FIXOS TANGÍVEIS 5.1 - Vidas úteis ou as taxas de depreciação usadas Ativos Fixos Tangíveis Edifícios e construções Equipamento básico Equipamento de transporte Equipamento administrativo Equipamento biológico Outros Activos fixos tangíveis

Vida Útil ---Entre 4 a 5 Anos 4 Anos 3 Anos ---4 Anos

5.2 - Quantia escriturada bruta e a depreciação acumulada no início e no fim do período Ativos Fixos tangíveis

Quantia Escriturada bruta 01.07.2012 Quantia Escriturada bruta 30.06.2013 Depreciações em 1.07.2012 Depreciações em 30-06-2013 Quantia líquida em 01.07.2012 Quantia líquida em 30.06.2013

Terrenos

Edifícios

Equipame nto Básico

Equip. Transporte

Equip. Administrativo

Equip. Biológico

Outros Activo fixos tangíveis

Activos tangíveis em curso

TOTAL

0,00 -

333.548,68

220,00

98.531,85

-

3.417,37

-

435.717,90 0,00

-

101.645,52

220,00

90.313,71

-

3.417,35

-

195.596,58 0,00

-

231.903,16

-

-

8.218,14

-

0,02

240.121,32

5.3 - Reconciliação da quantia escriturada no início e no fim do período que mostre as adições, as alienações, os abates e as depreciações. Terrenos e recursos naturais Quantias brutas escrituradas 01.07.2012 Adições

Edifícios e outras construções

Equipamento básico

333.548,68

Equipamento de transporte

Equipamento administrativo

Outros activos fixos tangíveis

Investimentos Em curso

Totais

220,00

98.531,85

3.417,37

435.717,90

101.645,52

220,00

90.313,71

3.417,35

195.596,58

333.548,68

220,00

98.531,85

3.417,37

435.717,90

- 101.645,52

- 220,00

- 90.313,71

- 3.417,35

231.903,16

0

8.218,14

0,02

Revalorizações Transferências Recl. p/activos não correntes detidos p/venda Alienações, sinistros e abates Outras alterações Depreciações Perdas por imparidade Quantias brutas escrituradas 30-06-2013 Depr. e perdas por imparidade acum. Quantias líquidas escrituradas

46

-195.596,58 240.121,32


Relatório de Atividades e Gestão

6. ATIVOS INTANGÍVEIS Não existem ativos intangíveis no presente exercício.

7. LOCAÇÕES

Sede AFVR (em €)

Valor do Imobilizado

Reintegrações Acumuladas

Capital em Dívida

330.913,91

101.654,52

9.642,58

8 - INVENTÁRIOS Quantias escrituradas de inventários Quantias brutas Mercadorias Matérias-primas, subsidiárias e de consumo Produtos acabados e intermédios Subprodutos, desperdícios, resíduos e refugos Produtos e trabalhos em curso Totais

2.198,50 0.00 0.00 0.00 0.00 2.198,50

Perdas por imparidade acumuladas

Quantias (líquidas) escrituradas

0.00 0.00 0.00 0.00

2.198,50 0.00 0.00 0.00 0.00 2.198,50

0.00

Quantias de inventários reconhecidas como gastos durante o período Mercadorias Inventários no começo do período Compras Devoluções de compras Descontos e abat. em compras Reclassificações Inventários no fim do período CMVC Perdas em inv. Ofertas e amostras de inv. Totais

+ + +/-

2.198,50 0.00 0.00 0.00 0.00 2.198,50 0.00

Matérias-primas, subsidiárias e de consumo 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00

0.00

0.00

+ +

Totais 2.198,50 0.00 0.00 0.00 0.00 2.198,50 0.00 0.00 0.00 0.00

9 - RÉDITOS O rédito é mensurado pelo justo valor da contraprestação recebida ou a receber. O rédito proveniente da venda de bens é reconhecido quando todas as seguintes condições são satisfeitas:

47

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

- Todos os riscos e vantagens da propriedade dos bens foram transferidos para o comprador; - A entidade não mantém qualquer controlo sobre os bens vendidos; - O montante do rédito pode ser mensurado com fiabilidade; - É provável que benefícios económicos futuros associados à transação fluam para a entidade; - Os custos suportados ou a suportar com a transação podem ser mensurados com fiabilidade. O rédito proveniente das prestações de serviços é reconhecido líquido de impostos, pelo justo valor do montante a receber. O rédito proveniente da prestação de serviços é reconhecido com referência à fase de acabamento da transação à data de relato, desde que todas as seguintes condições sejam satisfeitas: - O montante do rédito pode ser mensurado com fiabilidade; - É provável que benefícios económicos futuros associados à transação fluam para a entidade; - Os custos suportados ou a suportar com a transação podem ser mensurados com fiabilidade; - A fase de acabamento da transação à data de relato pode ser valorizada com fiabilidade. O rédito de juros é reconhecido utilizando o método do juro efetivo, desde que seja provável que benefícios económicos fluam para a entidade e o seu montante possa ser valorizado com fiabilidade. Quantias dos réditos reconhecidas no período Réditos Venda de bens Prestação de serviços Variação de produção Trabalhos para a própria entidade Subsídios à exploração Reversões Aumentos por justo valor Outros rendimentos e ganhos Juros e Dividendos Totais

2013/2014 126,11 227.573,34 0.00 0.00 64.349,41 0.00 0.00 77.528,88 0,00 369.577,74

48

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão

10 - PROVISÕES No presente exercício, foram efetuadas provisões, constituídas por 25% do saldo devedor dos seus associados, sendo de 100% para os que estão em contencioso. Saldo Inicial

Reforço

Reversão

Saldo Final

116.974,25

4.145,84

-

121.120,09

Clientes de Cobrança Duvidosa

11 - CAPITAL PRÓPRIO Movimentos ocorridos no exercício em cada rubrica de capitais próprios, constantes do balanço; Descrição Capital Social Acções / Quotas próprias Outros Instrumentos de Capital Proprio Prémios de Emissão Reservas Resultados Transitados Ajustamentos em activos financeiros Excedentes de Revalorização Outras Variações de Capital Próprio Resultado líquido do exercício TOTAL

2013/2014 300.534,67 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00 0.00 -2.100,13 298.434,54

12 - DIVULGAÇÕES EXIGIDAS POR DIPLOMAS LEGAIS Em cumprimento ao disposto do Art.º 2.º do D.L. 534/80 de 07/11 e do n.º 1 do Art.º 411/91 de 17/10, informa-se que a sociedade não está em mora no pagamento de impostos, contribuições e taxas ao Estado e não tem dívidas para com os trabalhadores.

49

AFVR


Relatório de Atividades e Gestão (Art ig o s 9 4 º nº 2 , d o CIRC e 57º nº 3 d o CIRS)

Firma -

Associação de Futebol de Vila Real Exercício de 2012 De 01/07/2012 a 30/06/2013

PERÍODO DE TRIBUTAÇÃO

MAPA DE REINTEGRAÇÕES E AMORTIZAÇÕES

Número de identificação fiscal Actividade principal -

Elementos do activo nao reavaliados (incluindo os adquiridos em estado de uso) Imobilizado Corpóreo

Aqui-

Início de

imobiliz ado

sição

utiliz ação

Ano (b) ( 1)

(2 )

(3 )

Mê s (c)

Ano

(4 )

( 5)

Activo imobiliz. Valores de aq. ou outro valor contabilístico na falta daqueles

De

Do

e xe rcícios ante riore s

e xe rcício

Taxas

(d)

(e)

- 6 ,0 0

( 7)

32.1.

92620

Re inte graçõe s e amortiz açõe s

De scrição do activo

Imposto

501109609 Outras Actividades Desprotivas Código CAE:

Data

Códigos de acordo com a tabela anexa ao Dec. regulamentar

AFVR

Acumuladas

Taxas perdidas acumulada s

Valore s

Mais-valias Re inte gacõe s

imobiliz ado

SUBSIDIO

e amortiz acõe s não ace ite s

(valore s líquidos)

Ano

Montante

( 13 )

( 14 )

(f) (8 )

(9 )

( 10 )

( 11) =( 8 ) +( 10 )

( 12 )

Activo

Nao tributadas

(h) ( 15 )

( 12 ) =( 6 ) - ( 11)

Imobilizado Corpóreo Edificios e Outras Construções 2005

Edificações Ligeiras

2005

2005

2.634,77 €

10

2.107,84 €

10,00%

263,48 €

2.371,31 €

263,46

2015

Edifícios comerciais e administrativos

1999

1999

330.913,91 €

50

92.655,92 €

2,00%

6.618,28 €

99.274,20 €

231.639,71

6.881,76 €

101.645,51 €

231.903,17

333.548,68 €

Sub total

94.763,76 €

Equipamento básico 2200

Aparelhagem e máquinas electrónicas Sub total

220,00 €

220,00 €

0,00 €

220,00 €

0,00

220,00 €

220,00 €

0,00 €

220,00 €

0,00

0,00

Ferramentas e Untensílios 2265

Ferramentas e Untensílios

2200

Máquina digital Panasonic

168,07 € 2010

6

2010

Sub total

121,62 €

168,07 € 5

97,28 €

20,00%

0,00 €

168,07 €

24,32 €

121,61 €

0,01

289,69 €

265,35 €

24,32 €

289,68 €

0,01

Equipamento Administrativo 2200

Aparelhagem e máquinas electrónicas

9.424,30 €

9.424,30 €

0,00 €

9.424,30 €

0,00

2205

Aparelhagem de reprodução de som

8.464,09 €

8.464,09 €

0,00 €

8.464,09 €

0,00

2215

Aparelhos de aquecimento

228,08 €

228,08 €

0,00 €

228,08 €

0,00

2240

Computadores

7.570,29 €

7.570,29 €

0,00 €

7.570,29 €

0,00

2240

Computadores

2005

2005

1.825,04 €

1.825,04 €

0,00 €

1.825,04 €

0,00

2240

Computadores

2006

2006

1.816,99 €

1.816,99 €

0,00 €

1.816,99 €

0,00

2240

Computadores

2007

2007

1.485,00 €

1.485,00 €

0,00 €

1.485,00 €

0,00

2240

Computadores

2008

2008

379,23 €

379,23 €

33,33%

0,00 €

379,23 €

0,00

2240

Computadores

2009

2009

355,12 €

355,12 €

33,33%

0,00 €

355,12 €

0,00

2275

Máquinas de escrever, calcular, de contabilidade e fotocopiar 2005

2005

3.300,00 €

3.300,00 €

20,00%

0,00 €

3.300,00 €

0,00

2430

Mobiliário

31.894,00 €

31.894,00 €

0,00%

0,00 €

31.894,00 €

0,00

66.742,14 €

66.742,14 €

0,00 €

66.742,14 €

0,00 €

400.800,51 €

161.991,25 €

6.906,08 €

168.897,33 €

231.903,18 €

Sub total

Total a transportar.....

4

50


Relatório de Atividades e Gestão

(Art ig o s 9 4 º nº 2 , d o CIRC e 57º nº 3 d o CIRS)

Firma -

Associação de Futebol de Vila Real Exercício de 2012

PERÍODO DE TRIBUTAÇÃO

De 01/07/2012

MAPA DE REINTEGRAÇÕES E AMORTIZAÇÕES Elementos do activo nao reavaliados (incluindo os adquiridos em estado de uso) Imobilizado Corpóreo Data

Códigos de acordo com a tabela anexa ao Dec. regulamentar

Aqui- Início de

imobiliz ado

sição utiliz ação

Ano

(b) (2 )

(3 )

Imposto

501109609 Outras Actividades Desprotivas Código CAE:

32.1.

92620

Re inte graçõe s e amortiz açõe s

De scrição do activo

( 1)

Número de identificação fiscal Actividade principal -

AFVR

Mê s (c)

Ano

(4 )

( 5)

Activo imobiliz. Valores de aq. ou outro valor contabilístico na falta daqueles

Mais-valias

De

Do

e xe rcícios ante riore s

e xe rcício

Taxas

(d)

(e)

- 6 ,0 0

( 7)

Acumuladas

Nao Taxas perdidas acumuladas

Valore s

Activo

tributadas (g)

Ano

Montante

( 13 )

( 14 )

(f) (8 )

(9 )

( 10 )

( 11) =( 8 ) +( 10 )

( 12 )

Re inte gacõe s

imobiliz ado

e amortiz acõe s não ace ite s

(valore s líquidos)

(h) ( 15 )

( 12 ) =( 6 ) - ( 11)

Imobilizado Corpóreo Equipamento Administrativo cont

0,00

2430

Mobiliário

1999

1999

9.079,39 €

2430

Mobiliário

2002

2002

1.687,93 €

2430

Mobiliário

2003

2003

958,60 €

2430

Mobiliário

2004

2004

3.200,00 €

2.400,00 €

12,50%

2430

Mobiliário

2005

2005

786,00 €

724,75 €

12,50%

2440

Programa de computadores

14.805,62 €

14.805,62 €

2440

Programa de computadores

2007

2007

800,00 €

800,00 €

2240

Computadores

164,46 €

2251

Aparelhos telemóveis

56,27 €

2265

Ferramentas e Utensílios

2275

Máquinas de escrever, calcular

2275

Multifuncional Samsung Laser Sub Total

2009

12

2009

0,00 €

9.079,39

1.687,93 €

1.687,93 €

0,00

958,60 €

958,60 €

0,00

800,00 €

3.200,00 €

0,00

61,25 €

786,00 €

0,00

0,00%

0,00 €

14.805,62 €

0,00

33,33%

0,00 €

800,00 €

0,00

164,46 €

0,00 €

164,46 €

0,00

56,27 €

0,00 €

56,27 €

0,00

24,79 €

24,79 €

0,00 €

24,79 €

0,00

91,65 €

91,65 €

0,00 €

91,65 €

0,00

135,00 €

0,00 €

27,00 €

108,00 €

27,00

888,25 €

89.425,46 €

9.106,39 €

365,34 €

365,34 €

0,00

1.365,70 €

1.365,70 €

1.365,70 €

0,00

1.396,64 €

1.396,64 €

1.396,64 €

0,00

3.127,68 €

3.127,68 €

3.127,68 €

0,00 €

435.717,90 €

186.914,00 €

194.708,33 €

241.009,57 €

5

81,00 €

98.531,85 €

88.537,21 €

365,34 €

20,00%

Outras Imobilizações Coprpóreas 2280 2295 2405

Máquinas-ferramentas: Ligeiras Máquinas não especificadas Artigos de conforto e decoração: Outros Sub Total

Total geral

7.794,33 €

51


Relatório de Atividades e Gestão

Associação de Futebol de Vila Real

AFVR

| Pág. 1/1

Balancete Razão (Acumulado até Fim) - 2013

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta

Descrição

11 12 22 23 24 25 26 27 28 31 32 43 51 59 62 63 64 65 68 69 71 72 75 78 81

Caixa Depósitos à ordem Fornecedores * Pessoal Estado e outros entes públicos * Financiamentos obtidos Accionistas/sócios Outras contas a receber e a pagar Diferimentos * Compras Mercadorias Activos fixos tangíveis Capital * Outras Variações no capital próprio Fornecimentos e serviços externos Gastos com o pessoal Gastos de depreciação e de amortização Perdas por imparidade Outros gastos e perdas Gastos e perdas de financiamento Vendas * Prestações de serviços * Subsídios à exploração * Outros rendimentos e ganhos Resultado líquido do período Soma Líquida

Mov. Débito

Mov. Crédito

Saldo Débito

Saldo Crédito

222.491,48 421.153,23 94.926,75 54.284,82 60.900,78 21.889,76 736.172,43 85.166,04 4.146,01 40,65 2.198,50 435.717,90 2.100,13 753,18 242.980,69 73.925,53 7.794,33 4.125,84 24.685,82 795,00 153,83 229.763,47 68.849,41 78.966,11 25.709,69

210.668,04 407.866,86 102.784,57 53.954,82 63.975,53 31.166,11 628.863,37 93.328,65 2.478,19 0,00 0,00 195.596,58 300.534,67 27.114,71 242.980,69 73.925,53 7.794,33 4.125,84 24.685,82 795,00 153,83 229.763,47 68.849,41 78.966,11 49.319,25

11.823,44 13.286,37 0,00 330,00 0,00 0,00 107.309,06 0,00 1.667,82 40,65 2.198,50 240.121,32 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 7.857,82 0,00 3.074,75 9.276,35 0,00 8.162,61 0,00 0,00 0,00 0,00 298.434,54 26.361,53 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 23.609,56

2.899.691,38

2.899.691,38

376.777,16

376.777,16

52


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição Caixa Caixa fixo Soma Líquida

12 1204 12041 1205 12051 12053

Depósitos à ordem Banco Português de Negócios BPN - Conta Ordem Montepio Montepio c/Ordem Montepio c/Cartão de Crédito Soma Líquida

22 221 2211 22111 22111001 22111006 22111007 22111008 22111010 22111011 22111012 22111014 22111015 22111019 22111027 22111028 22111029 22111030 22111033 22111038 22111039 22111042 22111043 22111044 22111045 22111046 22111047 22111049 22111050 22111051 22111053 22111060 22111064 22111071 22111073 22111075 22111076 22111077

Fornecedores * Fornecedores c/c Fornecedores gerais Fornecedores - gr - mercado nacional João Cruz - Informática Realcópia Serlimpa - Serviços de Limpeza Chemeco - Comérc. de Prod. Químicos Electro Sousa PT Comunicações S.A. MEDBILA EDP Hotel Miracorgo VitAguiar, E.M. Restaurante Adega Machado A Voz de Trás-os-Montes UTAD Via Verde Minfo - Comér. de Micro Informática Metaloarte - Taças e Troféus CTT - Correios de Portugal SA Manos Gráfica Taxis Pires & Rocha, Lda Ass. Hum. Bomb. Cruz Branca de V.R. G.N.R. Cartório Notarial Maria José Maximino Restaurante A Viúva Bourbon & Martins, comércio de bandeiras Emílio Martins, Transportes e Turismo Restaurante Topmeal TMN RODONORTE - Transportes Portug. Lda Nordestina PortoSeguro Ass. Hum. Bomb. Cruz Verde V.R. Fidelidade Mundial - Seguros Gonçalves, Teixeira e Associados Adelina Soares, Solicitadora de Execução Soma Líquida

23 231 2312 232 2322

Pessoal Remunerações a pagar * Ao pessoal Adiantamentos Ao pessoal Soma Líquida

24 241

Estado e outros entes públicos * Imposto sobre o rendimento *

© PRIMAVERA BSS / Licença de:

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta 11 111

AFVR Pág. 1/9

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

Mov. Débito 222.491,48 222.491,48

Mov. Crédito 210.668,04 210.668,04

Saldo Débito 11.823,44 11.823,44

Saldo Crédito 0,00 0,00

222.491,48

210.668,04 Soma Saldos

11.823,44 11.823,44

0,00 0,00

421.153,23 27.886,46 27.886,46 393.266,77 392.996,62 270,15

407.866,86 27.678,45 27.678,45 380.188,41 379.887,86 300,55

13.286,37 208,01 208,01 13.078,36 13.108,76 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 30,40

421.153,23

407.866,86 Soma Saldos

13.286,37 13.316,77

0,00 30,40

94.926,75 94.926,75 94.926,75 94.926,75 1.176,55 722,80 2.542,41 174,91 0,00 1.267,64 3.100,00 0,00 9.700,00 1.500,00 320,00 27,00 2.000,00 224,15 2.478,22 1.281,72 407,67 211,56 1.080,00 212,18 1.011,07 1.889,42 410,00 184,50 425,00 436,00 1.283,08 245,00 0,00 53.560,20 75,00 4.265,16 2.460,49 255,02

102.784,57 102.784,57 102.784,57 102.784,57 1.806,93 753,30 2.542,41 174,91 1.087,32 1.380,01 5.930,00 779,59 9.700,00 1.500,00 320,00 27,00 2.000,00 224,15 2.478,22 1.386,16 367,40 211,56 1.080,00 212,18 1.011,07 1.889,42 410,00 184,50 425,00 436,00 1.283,08 245,00 650,00 53.567,85 75,00 4.265,16 4.126,33 255,02

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 40,27 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

7.857,82 7.857,82 7.857,82 7.857,82 630,38 30,50 0,00 0,00 1.087,32 112,37 2.830,00 779,59 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 104,44 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 650,00 7,65 0,00 0,00 1.665,84 0,00

94.926,75

102.784,57 Soma Saldos

0,00 40,27

7.857,82 7.898,09

54.284,82 53.954,82 53.954,82 330,00 330,00

53.954,82 53.954,82 53.954,82 0,00 0,00

330,00 0,00 0,00 330,00 330,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

54.284,82

53.954,82 Soma Saldos

330,00 330,00

0,00 0,00

60.900,78 1.364,26

63.975,53 996,42

0,00 367,84

3.074,75 0,00

53


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição Irc - pagamento por conta Irc - pagamento por conta - normais IRC - a Reembolsar Retenção de impostos sobre rendimentos * Rir-trabalho dependente Rir-td-suj.pas.do continente Rir-rendimentos profissionais Rir-rp-suj.pas.do contimente Imposto sobre o valor acrescentado (IVA) * IVA - Dedutível IVA-Ded-Existencias IVA-Ded-Exist - Tx normal - 19% IVA-Ded-Exist-TxNor-Mercado Nac. IVA-Ded-Outros Bens e Servicos IVA-Ded-OBS-Taxa Reduzida IVA-Ded-OBS-TxRed.-Mercado Nac. IVA-Ded-OBS - Taxa normal - 21% IVA-Ded-OBS-TxNor.-Mercado Nac. IVA-Ded-OBS-Reg. Especial - Gasóleo OBS - RG. Esp. Gas. MN - 23% IVA-Ded-OBS-TxNor.-Leasings IVA - Liquidado IVA - Liq.- Operacoes Gerais IVA - Liq.-Vendas IVA-Liq.-Vendas - Taxa Normal - 21% IVA-Liq.-Vendas-TxNor-Mercado Nac. IVA - Apuramento IVA - A Pagar IVA - A Recuperar Contribuições para a Segurança Social Soma Líquida

25 251 2513 2513001

Financiamentos obtidos Instituições de crédito e sociedades financeiras Locações financeiras BPN - Leasing Soma Líquida

26 268 2682 26822 268224 2682280001 2682280196 2682280497 2682280601 2682280731 2682280772 2682280815 2682280864 2682280990 2682280998 2682281203 2682281287 2682281304 2682281439 2682281614 2682282502 2682282777 2682283597 2682284836

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta 2412 24121 2419 242 2421 24211 2422 24221 243 2432 24321 243212 2432121 24323 243231 2432311 243232 2432321 243234 2432341 2432349 2433 24331 243311 2433112 24331121 2435 2436 2437 245

AFVR Pág. 2/9

Accionistas/sócios Outras operações Out.op. - passivas Entidades privadas FPF - Conta Corrente Abambres S. C. C. D. C. Montalegre F. C. Fontelas G. D. Boticas G. D. Ribeira de Pena G. D. Vilar de Perdizes J. Pedras Salgadas A. C. D. R. Mondinense F. C. S. C. Mesão Frio S. C. Régua Vidago F. C. G. D. C. Carrazedo Montenegro A. D. C. Constantim ATEI F. C. Sabroso S. C. G. D. C. Vilarelho C. C. D. S. João de Lobrigos Real C. Penaguião Amigos de Cerva

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

Mov. Débito 1.364,26 1.364,26 0,00 6.539,49 5.295,76 5.295,76 1.243,73 1.243,73 39.226,36 8.033,87 9,35 9,35 9,35 8.024,52 26,23 26,23 2.775,24 2.775,24 5.223,05 5,60 5.217,45 219,39 219,39 219,39 219,39 219,39 15.483,36 219,39 15.270,35 13.770,67

Mov. Crédito 338,39 338,39 658,03 8.030,59 6.402,26 6.402,26 1.628,33 1.628,33 39.226,36 8.033,87 9,35 9,35 9,35 8.024,52 26,23 26,23 2.775,24 2.775,24 5.223,05 5,60 5.217,45 219,39 219,39 219,39 219,39 219,39 15.483,36 219,39 15.270,35 15.722,16

Saldo Débito 1.025,87 1.025,87 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Saldo Crédito 0,00 0,00 658,03 1.491,10 1.106,50 1.106,50 384,60 384,60 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.951,49

60.900,78

63.975,53 Soma Saldos

0,00 1.025,87

3.074,75 4.100,62

21.889,76 21.889,76 21.889,76 21.889,76

31.166,11 31.166,11 31.166,11 31.166,11

0,00 0,00 0,00 0,00

9.276,35 9.276,35 9.276,35 9.276,35

21.889,76

31.166,11 Soma Saldos

0,00 0,00

9.276,35 9.276,35

736.172,43 736.172,43 736.172,43 654.628,57 97.066,43 2.165,51 14.588,85 8.915,01 2.082,65 6.790,90 2.948,90 7.380,14 6.968,40 6.127,80 14.120,26 7.077,45 1.532,35 1.481,40 4.408,70 6.307,20 1.283,78 1.141,85 1.907,70 6.167,46

628.863,37 507.763,28 507.763,28 507.763,28 104.251,05 1.200,00 9.588,85 5.712,16 2.082,65 6.790,90 2.948,90 7.380,14 6.968,40 6.127,80 14.120,26 7.077,45 1.532,35 1.481,40 4.408,70 6.307,20 1.283,78 1.141,85 1.907,70 0,00

107.309,06 228.409,15 228.409,15 146.865,29 0,00 965,51 5.000,00 3.202,85 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 6.167,46

0,00 0,00 0,00 0,00 7.184,62 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

54


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013 Lançamento: <TODOS> Conta 2682284942 2682285020 2682285165 2682285481 2682285587 268229 2682290001 2682290125 2682290196 2682290497 2682290601 2682290622 2682290731 2682290772 2682290815 2682290864 2682290990 2682290998 2682291 2682291009 2682291010 2682291060 2682291203 2682291287 2682291304 2682291347 2682291348 2682291439 2682291614 2682292164 2682292358 2682292502 2682292654 2682292777 2682292949 2682293171 2682293400 2682293597 2682293599 2682293906 2682294163 2682294287 2682294437 2682294836 2682294837 2682294942 2682295020 2682295021 2682295075 2682295165 2682295304 2682295317 2682295404 2682295481 2682295586 2682295587 2682295594 2682295595 26823 268230591 268230873 268230988 268232137

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Descrição Valpaços Futsal Clube Casa do Povo de Vilarandelo Ervededo Futsal Clube Casa do Benfica em Chaves ADRC Cimo de Vila da Castanheira Out.op. - pas. - restantes accionistas (sócios) Abambres S.C. A.C. Alijoense C.D.C. Montalegre F.C. Fontelas G.D. Boticas G.D. Chaves G.D. Ribeira de Pena GD Vilar de Perdizes Juv. Pedras Salgadas A.C.D.R. Mondinense F.C. S.C. Mesão Frio S.C. Régua Out.op. - pas. - r/accionistas (sócios)- anteriore S.C. Vila Pouca de Aguiar S.C. Vila Real S.C. Cumieira Vidago F.C. C.D.C. Carrazedo Montenegro A.D.C. Constantim CD Sanfinense A.D. Flaviense Atei F. C. Sabroso S.C. G.D. Cerva G.D. Valpaços G.D.C. Vilarelho C.C.D. Fontes CCD S. João de Lobrigos S.C. Vassal A.D. Escola Diogo Cão A.D.C. Colmeia Real C. Penaguião A.D.C. Sabro Hóquei Clube Flaviense A.D.C.R.S. Freg. Três Minas G.D. Porrais Clube Caça e Pesca Amigos de Cerva Centro Cultural de Noura Valpaços Futsal Clube Casa do Povo de Vilarandelo Casa do Benfica de Vila Pouca de Ag Académico de Alves Roçadas ADRC Ervededo Futsal Clube ACD Fernão Magalhães Ass. Amigos Abeira Douro ACRS Sr. do Bom Caminho Casa do Benfica em Chaves CP Hospital de Vila Real ADRC Cimo de Vila da Castanheira Esc. Futsal Arnaldo Pereira Sport Vila Real e Benfica Clubes de Cobrança Duvidosa G.D. Bairro Latino Murça S.C. S.C. Mateus A.R.C.M. Lebução

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

AFVR Pág. 3/9

Mov. Débito 2.420,97 1.237,20 868,60 5.377,95 1.804,90 442.456,21 13.367,73 22.800,42 21.608,32 10.856,51 40.381,12 20.131,54 9.986,24 8.286,12 15.255,55 11.522,55 10.572,95 22.741,90 97.074,84 15.508,45 22.339,84 1.565,20 11.424,15 2.354,15 3.384,67 1.177,00 20.491,63 8.551,40 10.278,35 8.921,96 35.053,82 1.362,33 396,00 2.500,20 927,60 7.089,41 104,40 3.982,60 817,00 12.302,50 2.184,50 14,45 1.901,06 9.545,06 11.989,68 4.286,42 2.672,46 4.892,95 3.062,27 1.821,55 4.860,70 3.898,00 1.040,00 7.373,55 1.449,20 3.179,90 118,65 122,20 81.543,86 6.734,75 12.321,19 3.638,20 2.074,84

Mov. Crédito 2.420,97 1.237,20 0,00 0,00 1.804,90 309.988,67 12.579,71 11.451,82 14.741,25 8.915,01 6.336,15 24.122,44 9.738,74 8.286,12 13.302,80 11.522,55 10.572,95 14.894,05 55.467,08 12.263,36 10.700,05 1.565,20 7.077,45 1.913,95 3.264,72 1.177,00 4.013,00 6.790,15 6.702,20 8.921,96 22.697,78 1.362,33 160,00 2.500,20 881,10 6.971,51 105,00 3.890,90 817,00 5.227,30 1.457,10 14,45 1.901,06 6.167,46 11.502,00 4.386,42 2.672,46 4.976,45 2.845,37 1.416,10 4.260,70 3.898,00 0,00 5.549,05 1.449,20 1.904,90 0,00 122,20 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Saldo Débito 0,00 0,00 868,60 5.377,95 0,00 132.467,54 788,02 11.348,60 6.867,07 1.941,50 34.044,97 0,00 247,50 0,00 1.952,75 0,00 0,00 7.847,85 41.607,76 3.245,09 11.639,79 0,00 4.346,70 440,20 119,95 0,00 16.478,63 1.761,25 3.576,15 0,00 12.356,04 0,00 236,00 0,00 46,50 117,90 0,00 91,70 0,00 7.075,20 727,40 0,00 0,00 3.377,60 487,68 0,00 0,00 0,00 216,90 405,45 600,00 0,00 1.040,00 1.824,50 0,00 1.275,00 118,65 0,00 81.543,86 6.734,75 12.321,19 3.638,20 2.074,84

55

Saldo Crédito 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3.990,90 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,60 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 0,00 83,50 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição Vilarinho F.C. A.D.C. Santa Marta de Penaguião A.C.D. Santo Estevão A.D.C. Abaças Lobrigos F.C. DRIBLE - Esc. de Formação de Fut. G.D. Terras de Montenegro Chaves Futsal Clube A.D.C. S.Tomé do Castelo A.F.C.D. Sapiãos Perdas por imparidade acumuladas * Soma Líquida

27 272 2722 27221 272219 275 2752 2752001 2752005 2752006 2752007 278 2781 27810011 27811 27812047 27812085 27812101 27812103 27813 2781301 2781302 27814 2782 27821 2782100 278210002 278210071 278902 278903 27890401 27890403 278905 278906 278910 278911

Outras contas a receber e a pagar Devedores e credores por acréscimos * Credores por acréscimos de gastos Credores p/ acresc. gastos - mercado nacional Outros credores por acréscimos de gastos Credores por subscrições não liberadas * Autarquias Municíp. de Vila Real Munic. do Peso da Régua Mun. Santa Marta de Penaguião Mun. Vila Pouca de Aguiar Outros devedores e credores Arbitragem ANTF Conta Corrente - Arbitragem Vitorino Lamas Oliveira Cátia Isabel Teixeira Barbosa Pedro Miguel Teixeira Oliveira Pedro Moisés Fonseca Castro Núcleos de Árbitros Núcleo Árbitros - "Henrique Silva" Núcleo Árbitros - "Sequeira Teles" Órgãos Sociais AFVR Credores diversos Credores diversos - mercado nacional Outros Credores Diversos Gab. Técnico AFVR PortoSeguro Conta Corrente-Policia/FPF/Clubes Conta Corrente-Valores-FPF/Clubes Cont.Cor.-Valores-Bilhetes V-Taça Cont.Cor.-Valores-Bilhetes-UEFA Conta Corrente - Valores Pagos AFVR Cont.Cor.-Desp.c/Dev.de Cheques Conta Corrente - Cursos de Treinadores Conta Corrente-Exames Médicos Soma Líquida

28 281 2811 2819

Diferimentos * Gastos a reconhecer Seguros Outros gastos a reconhecer Soma Líquida

31 311 3112 31121

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta 268232263 268232564 268233399 268234149 268234151 268234192 268234391 268234459 268234717 268234826 269

AFVR Pág. 4/9

Compras Mercadorias Compras-merc-mercado intracomunitário Compras - Impressos - Merc. Nac.

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

Mov. Débito 3.026,00 11.229,67 1.780,12 1.047,86 4.445,90 9.825,83 6.229,96 12.645,44 5.116,10 1.428,00 0,00

Mov. Crédito 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 121.100,09

Saldo Débito 3.026,00 11.229,67 1.780,12 1.047,86 4.445,90 9.825,83 6.229,96 12.645,44 5.116,10 1.428,00 0,00

Saldo Crédito 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 121.100,09

736.172,43

628.863,37 Soma Saldos

107.309,06 239.768,77

0,00 132.459,71

85.166,04 593,47 593,47 593,47 593,47 19.114,00 19.114,00 15.614,00 500,00 1.500,00 1.500,00 65.458,57 4.087,36 0,00 2.056,13 0,00 922,37 0,00 208,86 900,00 0,00 900,00 0,00 7.005,07 7.005,07 7.005,07 2.005,07 5.000,00 420,85 23.520,94 850,00 3.920,00 22.048,35 26,00 10,00 3.570,00

93.328,65 7.225,47 7.225,47 7.225,47 7.225,47 11.296,00 11.296,00 7.796,00 500,00 1.500,00 1.500,00 74.807,18 8.726,75 911,25 4.473,27 178,10 922,37 544,10 208,86 1.100,00 200,00 900,00 388,80 4.938,03 4.938,03 4.938,03 2.438,03 2.500,00 403,11 23.520,94 3.805,00 3.920,00 22.048,35 26,00 3.849,00 3.570,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.818,00 7.818,00 7.818,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.067,04 2.067,04 2.067,04 0,00 2.500,00 17,74 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

8.162,61 6.632,00 6.632,00 6.632,00 6.632,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 9.348,61 4.639,39 911,25 2.417,14 178,10 0,00 544,10 0,00 200,00 200,00 0,00 388,80 0,00 0,00 0,00 432,96 0,00 0,00 0,00 2.955,00 0,00 0,00 0,00 3.839,00 0,00

85.166,04

93.328,65 Soma Saldos

0,00 10.335,74

8.162,61 18.498,35

4.146,01 4.146,01 4.035,82 110,19

2.478,19 2.478,19 2.368,00 110,19

1.667,82 1.667,82 1.667,82 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00

4.146,01

2.478,19 Soma Saldos

1.667,82 1.667,82

0,00 0,00

40,65 40,65 40,65 40,65

0,00 0,00 0,00 0,00

40,65 40,65 40,65 40,65

0,00 0,00 0,00 0,00

56


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição

Mov. Débito

Mov. Crédito

Saldo Débito

Saldo Crédito

40,65

0,00 Soma Saldos

40,65 40,65

0,00 0,00

2.198,50 996,00 1.202,50

0,00 0,00 0,00

2.198,50 996,00 1.202,50

0,00 0,00 0,00

Soma Líquida

2.198,50

0,00 Soma Saldos

2.198,50 2.198,50

0,00 0,00

Activos fixos tangíveis Edifícios e outras construções Edifícios e outras construções - próprio Edifícios e outras construções - mercado nacional Equipamento básico Equip. básico - próprio Equip. básico - mercado nacional Equipamento administrativo Equip. admin. - próprio Equip. admin. - mercado nacional Outros activos fixos tangíveis Outros activos fixos tangíveis - próprio Out. act. fixos tang.- mercado nacional Depreciações acumuladas Depreciações acumuladas-próprias Equipamento básico Equipamento administrativo Outros activos fixos tangíveis Depreciações acumuladas leasing Edifícios e outras construções

435.717,90 333.548,68 333.548,68 333.548,68 220,00 220,00 220,00 98.531,85 98.531,85 98.531,85 3.417,37 3.417,37 3.417,37 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

195.596,58 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 195.596,58 93.951,06 220,00 90.313,71 3.417,35 101.645,52 101.645,52

240.121,32 333.548,68 333.548,68 333.548,68 220,00 220,00 220,00 98.531,85 98.531,85 98.531,85 3.417,37 3.417,37 3.417,37 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 195.596,58 93.951,06 220,00 90.313,71 3.417,35 101.645,52 101.645,52

Soma Líquida

435.717,90

195.596,58 Soma Saldos

240.121,32 435.717,90

0,00 195.596,58

2.100,13 2.100,13

300.534,67 300.534,67

0,00 0,00

298.434,54 298.434,54

2.100,13

300.534,67 Soma Saldos

0,00 0,00

298.434,54 298.434,54

753,18 753,18

27.114,71 27.114,71

0,00 0,00

26.361,53 26.361,53

753,18

27.114,71 Soma Saldos

0,00 0,00

26.361,53 26.361,53

242.980,69 147.554,74 18,75 18,75 897,83 632,31 268,71 363,60 215,52 215,52 50,00 50,00 141.301,35 2.675,00 125.398,77 4.594,00 8.296,84 336,74 969,33 946,42 946,42 22,91 22,91

242.980,69 147.554,74 18,75 18,75 897,83 632,31 268,71 363,60 215,52 215,52 50,00 50,00 141.301,35 2.675,00 125.398,77 4.594,00 8.296,84 336,74 969,33 946,42 946,42 22,91 22,91

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Soma Líquida

32 322 323

43 432 4321 43211 433 4331 43311 435 4351 43511 437 4371 43711 438 4381 43813 43815 43817 4382 43822

51 511

Mercadorias Mercadorias - cevc Outras Mercadorias

Capital * Capital Soma Líquida

59 593

Outras Variações no capital próprio Subsídios Soma Líquida

62 622 6222 622201 6223 62231 622311 622312 62232 6223201 62233 6223301 6224 622401 622402 622404 622405 622406 6226 62262 6226201 62263 6226301

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta

AFVR Pág. 5/9

Fornecimentos e serviços externos Serviços especializados Publicidade e propaganda Publicidade e Propaganda - Geral Vigilância e segurança Policiamento Policiamento - Taça Policiamento - Nacionais Alarmes Alarme - Sede Bombeiros Prevenção Honorários Honorários - Geral Honorários - Arbitragem Honorários - Curso Treinadores Honorários - Gab. Técnico Honorários - Arbitragem (outros) Conservação e reparação Conservação-edificios e out. const. Cons. - Móv. Utens. - Geral Conservação-equip. básico Conservação-Viaturas-Geral

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

57


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição Serviços bancários Outros Outros - aceite pela totalidade Outros-não aceite pela totalidade Outros Custos - Geral Outros Custos - Arbitragem Outros Custos - Selecções Outros Custos - Curso Treinadores Outros Custos - Encontros Traq. e Pet. Outros Custos - Formações Outros Custos - Torneios FPF Materiais Material de escritório Mat. Escritorio - Geral Artigos para oferta Artigos para Oferta - Geral Troféus Placas com gravação Energia e fluidos Electricidade Electricidade - Geral Combustíveis Combustíveis - gasóleo Gasóleo -n/ aceite pela totalidade Gasóleo-N/Aceite p/tot.-Geral Gasóleo-N/Aceite p/tot.-Selecções Gasóleo-N/Aceite p/tot.-Enc.Traq.Pet. Água Deslocações, estadas e transportes Deslocações e estadas Desl. e Est. - Geral Desl. e Est. - Selecções Desl. e Est. - Vistoria de Campos Desl. e Est. - Taças Distritais Desl. e Est. - Seleções FPF Desl. e Est. - Com. Apoio Técnico Desl. e Est. - Traq. e Pet. Desl. e Est. - Formações Desl. e Est. - Árbitros Deslocações - Árbitros Serviços diversos Comunicação Comunicação-despesas postais CTT - Isentas CTT - c/dedução Comunicação-telefones e out Telefone - c/dedução Telemóvel - c/dedução Seguros Seguros - ramo acidentes pessoais Seguros - r.a.p. - aceite pela tot. Seguros- r.a.p.- Desportivos Seguros- r.a.p.- Seleções Seg.Ramo Acidente - Outros Seguros Multirisco Contencioso e notariado Limpeza, higiene e conforto Limpeza Higiene e Conforto - Geral Soma Líquida

63 632

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta 6227 6228 62281 62282 6228201 6228202 6228203 6228206 6228207 6228208 6228209 623 6233 623301 6234 623401 623402 623404 624 6241 624101 6242 62421 624212 62421201 62421202 62421208 6243 625 6251 625101 625103 625105 625106 625108 625112 625113 625114 62518 625181 626 6262 62621 6262101 6262102 62622 6262204 6262205 6263 62632 626321 626323 626324 626329 62638 6265 6267 626701

AFVR Pág. 6/9

Gastos com o pessoal Remunerações do pessoal

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

Mov. Débito 176,01 4.191,47 155,19 4.036,28 1.748,02 585,82 559,52 911,25 121,22 42,62 67,83 4.300,66 2.846,77 2.846,77 1.453,89 62,73 1.386,16 5,00 3.706,64 2.055,89 2.055,89 1.396,39 1.396,39 1.396,39 119,05 1.085,04 192,30 254,36 18.753,37 18.753,37 2.630,82 4.278,42 30,24 260,14 9.737,88 1.435,92 221,71 72,00 86,24 86,24 68.665,28 3.025,02 760,61 751,49 9,12 2.264,41 1.085,70 1.178,71 60.313,56 59.344,46 468,64 57.992,20 7,65 875,97 969,10 3.379,86 1.946,84 1.946,84

Mov. Crédito 176,01 4.191,47 155,19 4.036,28 1.748,02 585,82 559,52 911,25 121,22 42,62 67,83 4.300,66 2.846,77 2.846,77 1.453,89 62,73 1.386,16 5,00 3.706,64 2.055,89 2.055,89 1.396,39 1.396,39 1.396,39 119,05 1.085,04 192,30 254,36 18.753,37 18.753,37 2.630,82 4.278,42 30,24 260,14 9.737,88 1.435,92 221,71 72,00 86,24 86,24 68.665,28 3.025,02 760,61 751,49 9,12 2.264,41 1.085,70 1.178,71 60.313,56 59.344,46 468,64 57.992,20 7,65 875,97 969,10 3.379,86 1.946,84 1.946,84

Saldo Débito 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Saldo Crédito 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

242.980,69

242.980,69

0,00

0,00

73.925,53 63.709,21

73.925,53 63.709,21

0,00 0,00

0,00 0,00

58


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição Remunerações do pessoal - venc. Vencimento Subsidio de Alimentação Subsidio de Férias Subsídio de Natal Prémios Diuturnidades Encargos sobre remunerações Enc. s/rem.-pessoal Seguros de acidentes no trabalho e doenças profiss Seg.ac.trb - pessoal Soma Líquida

64 642 6421 64215 64217 6422 64222

Gastos de depreciação e de amortização Activos fixos tangíveis Activos fixos tangíveis-próprios Deprec-equipamento administrativo Deprec-outras imob. corpóreas Activos fixos tangíveis-leasing Deprec-edifícios outras construções Soma Líquida

65 651 6512

Perdas por imparidade Em dívidas a receber Outros devedores Soma Líquida

68 681 6811 68111 6812 68122 68123 681231 681233 68124 681241 6813 683 6831 688 6881 6883 68831 688311 6883111 6883112 6883115 6888 68881 688811 688812 68888 688884 68888407 688886 6888861

Outros gastos e perdas Impostos Impostos directos IMI-Imp. Municipal de Imóveis Impostos indirectos: Imposto s/ o valor acrescentado Imposto do selo Imp selo - Bancos Imp selo - Seguros Impostos s/transportes rodoviário Imp. s/trans. rod.-aceites tot. Taxas Dívidas incobráveis * DI - Clientes Outros * Correcções relativas a períodos anteriores Quotizações Quotizações empresariais-BF. Quotizações F.P.F. Quotizações F.P.F.-Insc. Jogadores Quotizações F.P.F. - Transf. Jogadores Quotizações F.P.F. - Cartões Ident. Outros não especificados Multas e Penalidades Multas Fiscais Multas não Fiscais Outros não especificados Sub. - Clubes Subs. Clubes - Super Taça Outros Agentes Desportivos Núcleos de Árbitros Soma Líquida

69

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta 6321 63211 63212 63213 63214 63217 63218 635 6352 636 6362

AFVR Pág. 7/9

Gastos e perdas de financiamento

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

Mov. Débito 63.709,21 47.567,40 4.667,80 4.113,00 4.041,00 186,21 3.133,80 9.300,51 9.300,51 915,81 915,81

Mov. Crédito 63.709,21 47.567,40 4.667,80 4.113,00 4.041,00 186,21 3.133,80 9.300,51 9.300,51 915,81 915,81

Saldo Débito 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Saldo Crédito 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

73.925,53

73.925,53

0,00

0,00

7.794,33 7.794,33 912,57 888,25 24,32 6.881,76 6.881,76

7.794,33 7.794,33 912,57 888,25 24,32 6.881,76 6.881,76

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

7.794,33

7.794,33

0,00

0,00

4.125,84 4.125,84 4.125,84

4.125,84 4.125,84 4.125,84

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

4.125,84

4.125,84

0,00

0,00

24.685,82 10.812,23 2.382,80 2.382,80 8.096,41 7.863,12 178,53 0,20 178,33 54,76 54,76 333,02 14,45 14,45 13.859,14 682,13 10.155,89 10.155,89 10.155,89 2.543,14 7.198,75 414,00 3.021,12 122,50 10,00 112,50 2.898,62 798,62 798,62 2.100,00 2.100,00

24.685,82 10.812,23 2.382,80 2.382,80 8.096,41 7.863,12 178,53 0,20 178,33 54,76 54,76 333,02 14,45 14,45 13.859,14 682,13 10.155,89 10.155,89 10.155,89 2.543,14 7.198,75 414,00 3.021,12 122,50 10,00 112,50 2.898,62 798,62 798,62 2.100,00 2.100,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

24.685,82

24.685,82

0,00

0,00

795,00

795,00

0,00

0,00

59


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição Juros suportados Outros juros BPN Leasing Soma Líquida

71 711 7111 711101 711103

Vendas * Mercadorias Vendas-merc.-mercado nacional Vendas - Merc. - Impressos Vendas - Merc. - Vinhetas Soma Líquida

72 721 7211 7212 7213 72131 7214 72141 722 7221 7222 7223 723 7231 7234 725 72511 72513 72521 72531 727 7271 7272

Prestações de serviços * Quotizações - Filiação e Inscrição Quotiz. Filiação de Clubes Quotiz. - Inscrição de Jogadores Quotiz. - Transf. de Jogadores Quotiz. - Transf. de Jog. - Nac. Quotiz. - Inscrição - Outros Quotiz. - Insc. - Curso Treinador Quotiz. - Cartões de Indentificação Quotizações - C. Ident. - Jogadores Quotiz. - C. Indent. - Dirig. Dis. Quotiz. - C. Ident. - Dirg. Nac. Multas e Protestos Multas Agravamentos Percentagem Competição C. Distrital - Jogos Oficiais Super Taça "Sequeira Teles" Camp. Nacion. - Jogos Oficiais Taça Portugal - Jogos Oficiais Seguros Desportivos Seguros Desportivos - Jog. Seguros Desportivos - Dir. Soma Líquida

75 751 7513 7519 752 7521 75211 75212 75213 75216 75217 7529 752901

Subsídios à exploração * Subsídios do Estado e outros entes públicos Autarquias Outras Entidades Oficiais Subsídios de outras entidades Federação Portuguesa de Futebol FPF - Protocolo FPF - Contracto Programa FPF - Torneios FPF - Coordenador Técnico FPF - %Jogos Seleção Outras Entidades Porto Seguro Soma Líquida

78 781 7814 78141 78144 78149 783 788 7881

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta 691 6918 691801

AFVR Pág. 8/9

Outros rendimentos e ganhos Rendimentos suplementares Royalties Arbitragens - Distritais Arbitragens - Outras AF's Arbitragens - Outros Recuperação de dívidas a receber Outros * Correcções relativas a períodos anteriores

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

Mov. Débito 795,00 795,00 795,00

Mov. Crédito 795,00 795,00 795,00

Saldo Débito 0,00 0,00 0,00

Saldo Crédito 0,00 0,00 0,00

795,00

795,00

0,00

0,00

153,83 153,83 153,83 27,72 126,11

153,83 153,83 153,83 27,72 126,11

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

153,83

153,83

0,00

0,00

229.763,47 98.724,25 14.300,00 35.926,75 30.872,50 30.872,50 17.625,00 17.625,00 27.130,00 18.340,00 8.010,00 780,00 28.363,50 21.756,00 6.607,50 17.112,37 12.600,00 1.150,00 2.210,00 1.152,37 58.433,35 54.214,15 4.219,20

229.763,47 98.724,25 14.300,00 35.926,75 30.872,50 30.872,50 17.625,00 17.625,00 27.130,00 18.340,00 8.010,00 780,00 28.363,50 21.756,00 6.607,50 17.112,37 12.600,00 1.150,00 2.210,00 1.152,37 58.433,35 54.214,15 4.219,20

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

229.763,47

229.763,47

0,00

0,00

68.849,41 9.753,18 7.500,00 2.253,18 59.096,23 56.596,23 7.765,66 6.312,49 28.040,00 9.000,00 5.478,08 2.500,00 2.500,00

68.849,41 9.753,18 7.500,00 2.253,18 59.096,23 56.596,23 7.765,66 6.312,49 28.040,00 9.000,00 5.478,08 2.500,00 2.500,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

68.849,41

68.849,41

0,00

0,00

78.966,11 76.585,00 76.585,00 74.985,00 800,00 800,00 1.474,01 907,10 907,10

78.966,11 76.585,00 76.585,00 74.985,00 800,00 800,00 1.474,01 907,10 907,10

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

60


Relatório de Atividades e Gestão Associação de Futebol de Vila Real

Balancete Geral (Acumulado até Fim) - 2013

Descrição

Mov. Débito

Mov. Crédito

Saldo Débito

Saldo Crédito

78.966,11

78.966,11

0,00

0,00

25.709,69 23.609,56 2.100,13

49.319,25 23.609,56 25.709,69

0,00 0,00 0,00

23.609,56 0,00 23.609,56

Soma Líquida

25.709,69

49.319,25 Soma Saldos

0,00 0,00

23.609,56 23.609,56

Soma Líquida

2.899.691,38

2.899.691,38 Soma Saldos

376.777,16 716.265,73

376.777,16 716.265,73

Soma Líquida

81 811 818

Valores em EUR

Data Contab.: 31-14-2013

Lançamento: <TODOS> Conta

AFVR Pág. 9/9

Resultado líquido do período Resultado antes de impostos * Resultado líquido

© PRIMAVERA BSS / Licença de: ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VILA REAL

61


Relatório de Atividades e Gestão

RELATÓRIO E PARECER DO CONSELHO FISCAL Em conformidade com a legislação em vigor e com o mandato que nos foi conferido, vimos submeter à vossa apreciação o Parecer que abrange a atividade por nós desenvolvida e os documentos de prestação de contas da Associação de Futebol de Vila Real, relativos ao exercício findo em 30 de Junho de 2014, os quais são da responsabilidade da Direção da Associação de Futebol de Vila Real. Acompanhámos a evolução da atividade e os negócios da Associação, a regularidade dos seus registos contabilísticos e o cumprimento dos normativos legal e estatutário em vigor, tendo recebido da Direção e dos diversos serviços da Associação os esclarecimentos solicitados No âmbito das nossas funções, examinámos o Balanço e Demonstração de Resultados em 30 de Junho de 2014, assim como os respetivos Anexos. Após análise dos documentos disponibilizados, recomendamos: i) ii)

Sejam aprovadas as Demonstrações Financeiras do exercício referentes ao ano desportivo 2013/2014; Seja aprovada a proposta de aplicação de resultados da Direção, com transferência do saldo da conta de Resultados Líquidos para o Fundo Social.

Adicionalmente, procedemos a uma revisão do Relatório de Gestão do exercício findo em 30 de Junho de 2014 preparado pela Direção, que mereceu o nosso acordo. Face ao exposto, somos da opinião que as demonstrações financeiras supra referidas, e o Relatório de Gestão, estão de acordo com as disposições contabilísticas, legais e estatutárias aplicáveis, pelo que poderão ser aprovados em Assembleia Geral de Sócios. Desejamos ainda manifestar à Direção e aos serviços da Associação, o nosso apreço pela colaboração prestada no exercício das nossas funções Vila Real, 23 de Dezembro de 2014 O Conselho Fiscal,

62

AFVR

Relatório de Gestão e Contas  

Gerência de 2013/2014

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you