Page 1

T AG AN LE I O L AN S O A N GUSTAV DE BLO A R SO H LE O PA N G I R R O D O ND ELDE I L R AN IA FAB ER D ENIS RC N E D R R S N O S A O A D NC R M NM E S O L D A LT U DIO NOEL WARL J OS IL OE IV IA EN AN O E N E ISTI EM IS RICARD AN CA ASS O DANIEL CR M ELI TT N E A O R S KA IS OD ELLI ON IL N ER LE DEU MARIA RONDIN RI R SO NG X NO I A R N I S E M A W GO MA AN AR E JE LOS ND RC S Z CAR OA SM

G LI NG MA R T U C O T N AR R DO A R DR AUL C ARLOS LEONA JO IA NA IS RO D CO ROD N RO O RIGO ALESSA O J OR D IO AL A GE J AV L OAO ROGERIO RON DO LEXA A LF ND CH MA NIE RE C A I I D C LEVERSON ALEXIS P RC IR AL VI V OS RE AUL M A O L T A O R O MILT NE F LI G ON JUAREZ HIDELBE EL O AE MA FABIA I N IN L I AL A L N V T R L A A O N M HELEN IO DA E UI OJ VIL CAMILO MARCOS ZN RI TE A NI EW ND M A S N N D O A A A R VAL ER JO YR F S D SE D Z GL EL R I O M U L IR LUCIANO I AN OB IO UAR RCO EV IZ GU S ERG N S IA SO AL A O A TAVO T ED NJ RO DO M DEBORA WILLIAM CELEN AN EL OAO R O DO I O D J MI R NEIL M LFO O ONA RIA TON EV DE ALD DAI A ELLE LE H E C R I T O M N N NT R ANE RO DE ATI GABR INE AN ANA V IELLE PAULA VANESSA CAR S IOLA EN RUB M FAB IANA ANNA SONIA WILTON

O N D I O F ERNANDO GU AR O LO RIG S O D E U LIO S T AQUIO RO GE NEIL TU E O CE R O R A R R O NIVON WALL ED IO D LVA XA ALM EI R SA LE A L R O ES SHIRLEY DIOGENE RO NA EL CA AD BE D NI GTO S A I A R O O UT HIN ROGA DO O D RIN OH CIANO WEL I ELI L RO T O U O DS O ND EL BER TO FER N GERALDO GLAUCI W A EXA T L A R N A N ELSO OS BE W AND AI SSIO LID S RC I A CA CLE S L I O A L E A I N R E A B A G S ALB CO ON D EF AYM OM E J I I R AR A T LS LAVI R O ON LUIZ DENISON ZENILTON RC ON A N M ERN AL MA V O O D F T I N O ELY AGNE I LS FRAN LEY S O ALDEV DO C C W IL I I S L L C E I S O N D A N U A AR B SON I E L U H L Z I A OW D W J R I O A RA F AEL L S OE LO JOSE E E U I C I R Z A M IAN N R OG ERG E IST S D E E R S M I CR O O C AR ESAR ARIO J M IUS F O R C A S N I C G ILB INIC E R T O AUGU RO V STO BALTAZAR LEAND ED

CI

L WE IR ON AN IO LUIZ LER SILV SS A EU ND AN RO D D C N RO RO EVA AN R LA O O G I R D R AN LD RE EF AV JOS TE RA AL VI O I E T R I O JOS R ALTAM VY OG ON ISN DO E CA AN UN O R B R R A EC LOS DE SOUZA OF W JO RIS NA E SL O IA O O G TIAN E LE LEY DE LD A DI O O N DR A I V A S I U B N I IC R EDU RE EA LVE ON SA I I A S S R R E N BR DO OT E O ND CR DA HON HUDSO EG IEL ND IST AN R NN AUL R . I A P B . IAN M E CO A N G IO UTO CARLOS WILSON ER OL ER EL G IN FLA F U O U JO Q N CIAN I VIO M ELO AQ A RA SO O PAULA EN RC AR R ARBAR RO B A U A I E V F A L D M US IM AU DRI D CE S A I N N E A G C JOV S LO O CRI I RI DI WA OI STIANE EDUARDO AD ENI IN DA AI NE M I V L L A N KA JUBE L IEL RTO QUE R EDSO ONE RO EN I LBE N ANDREA JUARI IZ I IVIA G KE NR E E N I NIA PATR L H A Q UE ICIA PER AN REI ICLES ROBSON JAC DRE D N A CRIS EBERT TIANA WEMERSON FELIPE W


Habilidade

Li d

e

b izado, Cu , Ha , Carreira, E ssoas, Desaf t nd ltu , Pe esso a de i os nhada, Es ratégia ento, x m e c o a d p r n I u ã i o n , r v A , ,S , i açvãaç er a, D acio prievers nç a , C, Ap iên gia CaCmam o o, Pe el ra D ndi inhad , Estraté ssoas, Desafios, , In cia nto arreira ia, R senvolvimento, zad c e a n Liderança ê i , Re , Exper m o, Cultu a n lacio i mento, A gi o, D straté a, Suce , na ent p a E , c n d i , ê a i o r a r , o m s a i e en so , Exp d , Inovaç açã nh vi di z , Cra lac nç a am, i vão vol nha ado i arr ra Re e sen , A , S uc Ino , Pessoas, esafios, C Desa s, Cami , r e , , r a a D C i a pre , e D ç f esso, C io ultura c Lideran ira, ndizad Experiên

Estra

Li d

e

Pessoas

ento Re m a lacion

tégi a

li d oas, Des izado, Cu Habi Carreira, afi Pess sso, d e, a, Estratég nd Exp l , n e o d m a a i i t m v c e e a l c o o a u n d o l h i r n e to, rsi a, S , S u s, Cmin v , I ovaç açã ra, nto p er cia, Re Dve nç a aa vão iauc D esen inê ,A ra to,Apre Ino , Pessoas, esafios, C minha Estratég esso, C , Diivers a, Desenv eriê ncia , r o n p t a u x n t E e n D ç , a idad d o a l , id e rreira lvim dizado, Cu deran , Re m a e, Habil lacion iê n oas, , aminh C a, De per cia, R , Estratég tur Pess a l x a , d e r n u p e a d E o d A ia, S lac , iza o, C , , Inovaç açã a, nh doad ionmento uce Es nç a ira a mi vão tra sso, ra a a me rr,eExpe Ino , Pessoas, esafios, C diz , Cul n , a o n i a t e n c D riência, Rela C égi tura to, Apr Lideranç , o , D es e a, Sucess

Li d

e

Des i os reira af Car

b izado, Cu , Ha , Carreira, E ssoas, Desaf nd ltu , Pe esso a de i os x e c o d p r n I u ã i o , ra, vaçãaç ,C er p rs ,S nç a De iên am ,A ive gia ov o, Pe ra sen inhad , Estraté ssoas, Desafios, , In cia nto to, D v n e o a e l Liderança v m i , Re lacionam

inhada, Es trat Cam é

Li d

e

Inovação

sso, gia, Suce

Carreira,

E xp

R eriência,

elacioname nto

,

A

im v l Desenvo

Li d

e

Li d

e

r dizado, Cul essoas, Desafi so, Ca reira, Ex tur en c es os, acionam Estratégia, o, P , p r u ã a , d a S ç e p a, ia, Rel en Su , A Ca riêinha nç va ia, , P to, c c g o m n é m e ra o e n n t a ê t sso I s i a i Ap C s r r n , c , t n o s e h a s a o i ada, E e , Carreira, Exp s, Desafi a, R rend Lideranç m izado elaciona a d s , a z o D r , Cu esa , Ha ss o di o, Ca reira, E Estraté fio ltu , Pe a de xp cionamen en gia, Sucess ada, lvimento o a d o l h r n I ã i e o s v , n r v s a i R ç n , açvãa er cia, a , D es e S, , Dver to,, Ap nç inê giaucess CaCmam o o, Pe ra Diiv , Desen to Apre inhad , Estraté o, C a ssoas, Desafios, eriê ncia , In volvimento, ersida en ndizado, Cultura a rreira, Exp Liderança , Re m d e, H laciona

m a C inhada

Li d

e

Li d

e

b r , Ha dizado, Cul essoas, Desafi so, Ca reira, Ex a de tur en esso, Carre c es os, Aprendiz o, P d c , p r n I u ã i o u , o v t S s a S ç a e a, D en ad ver ç ira, Ap Ca r ia, a, nç ovãao, Pe min égi ra atiêéng naems to , E , Dio, Cu ssoas, Desafios, , In hada, Estrat , Estr cia, en xperiência, Relacio envolvimento ltur Liderança m Relaciona a , D es e oas, Des izado, Cu Hab Carreira, afi Pess sso, d e, a, Estratég nd Exp ltu , n e o d m a a i i m v c e e a l c o o a n d o l h i r n e I u ã i e to, rs a, S , S s, Cmin v , ovaç aç ra, nto p er cia, R Dve nç a aa vão iauc D esen inê ,A ra to,Apre Ino , Pessoas, esafios, C minha Estratég esso, C , Diivers a, Desenv eriê ncia , r o n p t a u x n t E e n D ç , a idad d o a l , e r a l reir Lideran dizado, Cu vim , Re m a e, Hab lacion

Expe ência ri Cu ura lt

Li d

e

ul , ssoas, Desaf o, C t , Pe esso i os nhada, Es ratégia zad cionamen lvimento c o i a o l n I u ã e o v , d v a S i R , ç , açvãa , S, , R esen , D ren to, nç giaucess CaCmam o o, Pe ncia pi Ap ra inhad , Estraté o, C a ssoas, Desafios, eriê , In ra, Delacion ento, A versid ren a rreira, Exp Liderança dizado, Cultu am ade, Hab

reir r a C a

Li d

e

Cul ra, Exper es a f do, as, D i os, Ca rei iên a, Estratég a o n o r d m a i i m s z v c e a l a i n s a o l h m i n e to, nd a, S, Pe , I ovaç cia senv nto , C in in cia, Re ão, D re nç a ,Re ,o ão ucess Cam nh Pess ra vaç , Apiversi a, Delacio o, C a i os, eriê ada ess Apren , r f o o p o a t a c n u s a x I e s t , n E , D ç l , e r nam u reira dade ab Lideran dizado, Cu , Es S , ,H tratégia

Li d

e

dizado, o, Carreira, E essoas, Desafi Estraté xp en gia, Sucess lvimento os, inhada, o, P acionamen l r n I ã e o , v a R ç nvo a e p ,D to,, A çvãao rinê cia, nç aCmam iSau, ces es e g C o ive , A D , é ê P ra o i s n n t , s e p t re inhad , Estra o, C a ssoas, Desafio er cia ,I rsid en ndizado, Cultura a rreira, Exp Liderança , Re ade, Hab m laciona oas, Des izado, Cu Hab Carreira, afi Pess sso, d e, nd Exp l novação, Pe , u e S c a I t n o , t e e e a , , c o o i s u A d g so, r ã s, C ss o , S u pre rsi am ra, er straté C Ap vaç D io n nve i,êE am giaas, De elaecsenv toa, rreir Ino , Di diza inhad , Estraté safios minhada ncia , R o n t , a n a a e do , ç o a i , Experiênc lvime , Ca Lideran ,R C ur am

Lidera nça


Engajam

bilidade,

qu

E imento, D a, lênci Ambie rriso, Co Empreend ive uista, S orr o, lv esultados, nte nte, so, Enga a, S o so xce nst Conq s vo i r i t ed mo, R s E s s i s m n i , o e id qu j e , r , m a r i s o s , i o p m u E o b mp r r e Co a h ção mpr m ento ,D , Co reendedo ismo, Resultados H, Con de, E nstrução, Co S on , Excelência, Am ura S onho, quipe, RH, iversida d biente, E nvolvime mpromisso am mp xcelência, Am e, RH, S onh ão, Co ese nto ho, Conquis , Am , En nstrução, dos, C inho, ,D reoe, E cia ço, ta, Equip Son o a , bsieulta C , u n r C g o D r ê , t H t u a n m S l e C o e s t n j e n R i s o l d R i p am on te, Empreendrriso, Con edorismo, ad da e, vers Cu ento, Exc romisso, Engajame quista, S orr de, Equip idade, Habilid do, ,R ipe

e,

RH

ento

i bil Ha

dade ,E

,R ipe

dad

iente b Am

h o n So

endedorism ngajamento, o, Co n pre rescimento. strsso, E Ex ajamento , Sorriso, Cons , Sorris o, R o, C Em i c g u , ista a , t n E e t u m r E ç e x nh s uç e l , i t o q i c ã ê r o s e n u n s n o, C ultad , Cam ão, Comp s cia, Ambie lência, H, Co , Emos onq ompromi S onho, , S onho, C

, ipe

qu

qu e, E

m

esenvol vi versidad nstrução, qui , Di , Equipe, R e, , Co , Excelência, Co to, Excelência Con sta, So Ha lidade iso nto mepn H,nho, , Amento r e r r i r o b m m b a o m j i i r S a i S s o, , , , Co ja omis Enga biente, , Di Hl olv Emso, nquista Construção , Enga versidade, idade RH env , Equipe, bilidade, E endedorism ngajamento, ento, D rução, Com pre rescimento. Ex uipe, RH, o, E , Sorriso, Cons volvim i a s o, Ronst m v t s E s i c e pnr ho, C Son e, i q n t e E r u m r C e , e l s o i o su q ida mis nht o o, sulta de ênci De ção, Compr so, EngajaH, Con a, Ambie , Conquista, S orris de, Habilida dos, Cam ra, S onho, , Cultu

to, en

so

qu

d iza n e do Apenr

Compromis

,R ipe

m t

i ,D

lida Habi de, E

u , Eq de

,R ipe

bilidade,

Co ista, nqu

d ed RH, Son gajamento S orr reen orism mpreende scimento orriso, Co ho , Ex isosso, En o, Rte, E o, Engaja nst mp do ho, Cre s ta, S s , i E s i c , i , m e m n r u C m r e n o e l i i t u r e o q e s ê o i sult p nn ção, ompr nci nst ados, Cam mo, Resultados H, C Con a, Ambie to, Excelência, Amb rução, Com S onho,

, ipe

qu

ida Habil

Construção

Excelên , Construçã nvolvimen uipe, RH nto, cia sso, Engajame e, RH, Sonh orriso rismo, ese o, to, e, Eq me , So quip ,A i ntondedo o a S C j , Di lidad , a o a m E m t C g e , , n m , o s o e i i e n on s bv ve pro sso, E pr biente Empr Excelência, d ho, Conqu quista, Sorri mi , rsidade, Ha ersida ida , Com de, Habil

o

D ra, ltu u o, C

Ex celênci a

qu

ers E jamento , Div idade onquista, o, Enga orriso, Co , e, Emiente, Empre mi ,H nto nst ho, C Sisos ta, S en bient e s i mb mpro sso, Eng n u m r a r o m o A d i u m o q r C b S , r , ajam iso a , A edorismo, Resulolv H, ção, Comp H, Conilida , Construção ento, Excelênci env S onho, de, Equipe, R

,R ipe

bilidade,

Emp

dorism e o reend

,R ipe

lvi vo en

lvi vo en

, Desen v

qu e, E

dad bili bilidade, E

a e d v r i i s deCami o, D nh

RH, Son , Habilidade dos, Ca Comprom ho mi nquista, S orriso, , Eq esulta ão , iss cia, Ambie ,C ç n ê nhCo u l Ruip e r nte o, t c , on s x o E , Em En e, RH S onho, o, Crescime to. to, on qu gajamento, preendedorism n , ista, rriso, C So

, ipe

en im olv

a

qu

E , RH, Son gajamento endedorism ipe ho , Ex pre , Compromi so, En Sorriso, Con rescimento. o, R qu o, C , C uista, ncia, Em issso str ução c E ê , l , e e m e nh e t uç e l c i o t o q ê s x , r s d n n n E n m u n p E ão, Com ltados, Ca cia, Ambie o ngaj ento, da H, Co qui am bili S onho, sta, S orriso, C ltura, D es ja m , S orriso e, RH, Sonh Enga ento, tados, Cam ilidade, E ,C Comprom quista reenduip o, Exc esul on ência, Ambi Hab s o, n qu ução, i q , s s inhe, Emp o i E e s C e l C o , s i R d e r n e , m p t t e t c , a o t o l r s o o n ,C x ,E o ênc r e, uçã idn n e, RH, S onh m ngaj ento, E rescimento. dad ia, Ambie o, Comp Empreendedorism Co ento, Divers quis am bili ta, S orriso, ltura, De s , RH, Son gajamento ta, S orriso, ipe ho , En bilidade, Eq reendCo , Compromi nquis , Ex sultados, Cam qu , C de, Ha neslência, Ambien isso inhe, Emp osso uirpução E cReel C , , t m t e t c , o a t r o s o e o x , n e ê d o d u n r h E , , , e i n m En ncia, bi RH, S on ção, Comp Emp Crescimento. m da Co ento, Divers quis gajamento, Am reendedoris bili ta, S orriso,

qu

nto, Dive preended Ambiente, nho, Conq so, Em ori ime rsi Sorriso, Con ia, , So uisi Em sçmão, Compromi olv da uista, s H v t s nc m r R n s pre t dneq o u u ê , o s e l a r r e o ç , t , s e p , s , ã s R p c o e endedorismo, E , o i m n S x o , e o H C n E C o Ha sultad orriso, C gajamento, , S onho, Equ ra, D b

,R ipe


Li d

e

b izado, Cu , Ha , Carreira, E ssoas, Desaf t nd ltu , Pe esso ment a de i os nhada, Es ratégia ioname i v x c e l c o a d o l p r n I u ã i e o v , ra, vaçãaç o, D ers nto p , S, S , i er cia, R nç a De esen inê ,,AA iiv giaucess CaCmam ov o, Pe ra inhad , Estraté o, C a ssoas, Desafios, eriê ncia , In ra, Dsenvol ento, D versid nto prend u t e a l rreira, Exp Liderança v im u i , Re C ade, Hab z , m a o d a lacion


bilidade,

u , Eq de

RH, Son gajamento endedorism tados, Cam ho , Ex pre , Compromi so, En Sorriso, Con rescimento. o, esul , C uista, innhho, C issso str ução celência, Ambien e, Em R e m t e l c ên , su i o, onnq te, uçã o t s x , r o n E m n p E e Emp Crescimento. m ltados, Ca o , Co m cia, Ambi o ngaj ento, H, Co qui reendedoris am S onho, sta, S orriso, C

, ipe

qu

,R ipe

da bili

E

m e g a s n Me

Estamos juntos em uma caminhada de desafios e em busca de novos sonhos, de novas conquistas. É hora de planejar o trajeto, olhar para frente, pegar a estrada. O que fazemos agora é buscar cada um pelo caminho. Afinal, o que temos na bagagem será fundamental para seguirmos adiante. A história de vida, as experiências, a cultura, o aprendizado, os relacionamentos... Isso vamos carregar, com orgulho, durante a nossa caminhada.

Vamos passar em cada estação, em cada canto, convidando todo o time de RH para este novo desafio. E aí então, juntos, seguiremos uma única direção. Passo a passo, mão a mão. Cada um vai trazer consigo algo de especial. É isso que vai fazer a diferença. Afinal, nossa equipe é rica pela diversidade, pelas habilidades de cada profissional e pelo tanto que se pode somar com as diferenças. Todos a bordo? Então vamos continuar construindo o RH e a Fiat do amanhã. Vamos imaginar o que queremos ser e trabalhar hoje, para tornar o sonho realidade. Vamos conhecer o que as outras empresas fazem de melhor e trazer novidades, respeitando a nossa personalidade. Vamos criar, vamos sonhar, vamos fazer. Vamos seguir a nossa caminhada com brilho nos olhos, com sorriso, com vontade. É este o convite que eu faço a você.

Um grande abraço,

Marcelo Arantes Diretor de Recursos Humanos


hora lar da Fiat de fa

Li d

e

oas, Des izado, Cu Hab Carreira, afi Pess sso, d e, a, Estratég nd Exp ltu , n e o d m a a i i m v c e e a l c o o a n d o l h i r n e I u ã i e to, rs a, S , S s, in v , ovaç aç ra, nto p er cia, R Dve nç a D esen inê ,A giaucess CaCmam ovão, Pe ra to,Apre , Diivers a, Desenv inhad , Estraté o, C a ssoas, Desafios, eriê ncia , In r o n p t a u x n t E e n ç idad o a l , e r a l n r eir Lidera dizado, Cu vim , Re m a e, Hab lacion

10


Nossa História

o a em Betim, a Fiat vem construind Desde 1976, quando foi instalad a um em do rca olucionando o me uma história diferenciada, rev a pel e ão e, pela inovaç trajetória marcada pela criatividad eiro inovou ao lançar o prim superação.Em julho de 79, a empresa % movido a álcool: o Fiat 147. veículo produzido em série 100 nto dos carros de a entrada da empresa no segme Os anos 90 foram marcados pel ão passa a ser uma a do Tempra, em 93. A inovaç luxo, começando pela chegad ro brasileiro a ser Fiat lança o Brava, primeiro car das prioridades e, por isso, a a linha Adventure, O lançamento da pioneira linh et. ern Int a pel o zad iali erc com paradigmas. também chega para quebrar gada e de vendas da família Palio, a che O lançamento do Stilo, o record ênio. dos grandes marcos do novo mil do Idea, Punto, Linea são alguns de az cap é que de ponta e know-how Para mostrar toda a tecnologia e uel Naq o. o seu primeiro carro conceit desenvolver, em 2006 a Fiat lança do a gad Salão do Automóvel e com a che ano, a empresa revolucionou o O Fiat er. end pre sur te também prome terceiro carro conceito, em 2009, a. ativ bor cola construido de forma Mio, é primeiro carro conceito

bilidade,

qu

E , RH, Son gajamento endedorism tados, Cam ipe ho , Ex pre , Compromi so, En Sorriso, Con rescimento. o, esul qu , C uista, innhho, C ncia, Ambien e, Em issso str ução c E ê l , e R e m e t uç e l c , i o t o q t ê s o x , e r s d o n n n E n , , m u n p E ão, Com Crescimento. m ltados, Ca cia, Ambie Empr o ngaj ento, da H, Co qui eendedoris am bili S onho, sta, S orriso, C ,R ipe

11


sinônimo de uação tem sido at a ss no , so is Por tudo ude e respeito com asui it at , ia og ol cn te o, , contrib pioneirism ente. Isso, sem dúvidaasileiros. No bi am o ei m o e s oa ss pe a dos br a marca preferid para que sejamos e ser a primeira rr e vender ca os qu do s ai m o, entant tegrante de uma s somos parte in nó , ís pa do ra montado o. rmanente construçãos soluções para acompanhar a evolução do sociedade em pe o Desenvolvem nte, para atendê-l os anseios do clie os em nd da te is ia en e nc mercado , é um dos difere Este, sem dúvida é prioridade da melhor forma. aneira, também m a m es m a D a. da equipe nossa empres e a diversidade as tic ís er ct ra ca ado compreender as ento só é alcanç , este reconhecim as nt co e. de l m ti na todo o Fiat. Afi isso e engajamento de com o comprom

Nossos profissionais se empenham para garantir o bem-estar de todos na fábrica

12


13


14


Nosso

time ir e

a cumpr frente. Temos metas la pe s fio sa de s e da dia. Queremos sempre atingir a excelência, Temos grand sejamos dores a ca da Fiat, de projetos desafia do a transformação an er lid E, . os em faz asil. em tudo que esa para se trabalhar no Br pr em r ho el m a ir tru ns co Mas o nsar em tudo isso. Parece ousado pe andes gr de também tem time que pensa gran RH. istas. Assim é a equipe de

conqu s e com inovadoras, engajaciadalistas, em , as ad in rm te de s oa ss Temos pe andes espe osso time possui gr paixão pelo que fazem. N ssoas que fizeram e ainda fazem parte da

ainda pe m a mente diversas áreas. Tem chegar, mas que traze de am ar ab ac les ue várias história da Fiat. E aq tos. São pessoas de en m na tio es qu os e eias nomes. Cada uma aberta, as novas id m os mais diferentes co , es ad lid ca lo s ria dades. Mas toidades, de vá ica, em diversas ativi br fá da o nt ca um trajetória delas trabalha em algum momento, da em e a rm fo a um alg das participam, de nossa empresa. e da construção da t Fia da os ad eg pr dos em da outros ponNosso time tem ain entusiasmo, o tos em comum: o , a alegria... É o espírito de equipe ssoas positivaque contagia as pe minhar e promente, o que faz ca que faz do RH voca a mudança. É o cial. Enfim, é o da Fiat, único e espe personalidaque constrói a nossa de, a “nossa cara”.

O jovem Ikaro César Maduro trabalha sempre com alegria e bom humor

15


comoos? evoluím A Fiat, assim como toda organização, está em constante mudança, passando por ciclos de evolução. Em cada ciclo, muita coisa do que se faz bem pode e deve ser mantida e potencializada. O que ainda precisa ser alavancado deve ser discutido, repensado. E quando falamos em mudança, em transformação, em evolução, estamos falando no fortalecimento dos aspectos positivos e da criação de novas frentes. Não se trata de uma revolução, de abandonarmos o que foi feito no passado. Trata-se de um avanço nos modelos com os quais trabalhamos hoje, ou seja, trata-se de melhoria contínua de nossos processos e ferramentas.

16


E, para isso, temos que olhar para frente, com visão de longo prazo e perguntar a nós mesmos: o que temos que fazer para modernizar? O que precisará ser modificado? Precisamos estar prontos para acompanhar as mudanças, para termos mobilidade, desenvolvimento, evolução e movimento. O RH não está isolado, pelo contrário, nós estamos dentro da estratégia da empresa e tudo o que acontece com ela nos envolve diretamente.

17


nossas s a o s s e p radas?

s, felizes e prepa tenhamos pessoas engajada O que é preciso fazer para que dos anos e alcance os seus r com que a Fiat cresça ao longo Como devemos atuar para faze s, de felicidade, do melhor mos da capacitação das pessoa cisa Pre os? gic até estr os tiv obje mos cumprir o nosso nte de trabalho para conseguir bie am do tro den o ent am relacion nde desafio. são do RH e é também um gra papel. Esta é uma grande mis o, a ser transformado, Há sempre mais o que ser feit em nós mesmos e em para conseguirmos despertar os. l nossas equipes o brilho nos olh e circulam, diariamente 25 mi A Fiat é como uma cidade, ond de ade cid feli e zelar pela pessoas. É preciso cuidar dessa cidadeçõe s desenvolvidas dentro rela das quem nela circula e, também, as, ade, de nossas relações extern dela. Mas antes de cuidar da cid o dentro do RH.   é preciso cuidar de nossa relaçã ências s com engajamento, com compet Queremos desenvolver pessoa sejam que e olvimento da empresa, para contribuir com o desenv do time tenham orgulho de ser parte felizes com isso. Pessoas que am. Pessoas que reconheçam Fiat e de trabalhar com quem trabalh soas dentro da empresa. Enfim, pes a importância do seu papel apaixonadas pelo que fazem.

Robésio Antônio Coelho trabalha na equipe que cuida da alimentação dos empregados Fiat

18


19


Nosso DNA: paixão sentimento

Ter paixão pelo que faz. É esse que todos nós expressamos ao sermos surpreendidos a cada dia com novos desafios e conquistas. Essa é uma característica comum tanto aos italianos como aos brasileiros. E a Fiat, sendo uma empresa ítalo-brasileira, tem esta inserida no dia a dia de trabalho, no seu DNA. O nosso papel, enquanto RH, é despertar ainda mais essa paixão e orgulho entre as de todas as áreas.

paixão

emoção

pessoas

O bombeiro, Rodrigo Alves Barbosa, está sempre preparado para qualquer imprevisto

20


ai

, riência , Expe

x pai xão i a p ão

paixão paixão

Rel

nto

iza nd e r p ,A

am

l vo esen D , a r Cultu

ultu ra, D

aix

de da

p

iza end r p A , ento

aix ão p aixão esenv paixão olv paix i ão p d vim o, C endiza ultu ento ão ra, De , Diver paix senv sidade ão paixão olv , H paix abi i ão li do , Cu vim ltura ento ,H , Dese , Diver nvol abili sidade dade v p

do ,C

,

za

do

mento, Aprendi

o pai xão

o aixã ão p x i a p ixão

ion ão amento, Aprend pai iza xão paixã

e am

cio n

aixão

pa

ac

on

ão p

ix

, Re lac i

ixão paix ão

pa

ênci a

o pa

aix aixão p aixão p p o xã

ão pai xã

ão p

pa

ã o pa aix

p

do

p ixão

m

m

d

ixão p

ão paixão paixã

ad ersid o, Div t n e

s en , De ultura C , o

21

o

, Equ

aix

e

o, Div ent

l vo esen D , a r ltu , Cu


Pilares que iniciativas farão o RH que queremos ser

Temos projetos em andamento que farão a empresa alcançar o objetivo de ser a melhor empresa para se trabalhar. Para isso, o RH está investindo em quatro eixos principais de atuação, denominados pilares: Excelência em RH, Desenvolvimento de Pessoas, Ambiente de Trabalho e Liderança Empreendedora.

Li d

e

b izado, Cu , Ha , Carreira, E ssoas, Desaf t nd ltu , Pe esso ment a de i os nhada, Es ratégia ioname i v x c e l c o a d o l p r n I u ã i e o v , ra, vaçãaç o, D ers nto p , S, S , i er cia, R nç a De esen inê ,,AA iiv giaucess CaCmam ov o, Pe ra inhad , Estraté o, C a ssoas, Desafios, eriê ncia , In ra, Dsenvol ento, D versid nto prend u t e a l rreira, Exp Liderança v m i u i , Re C ade, Hab z , m a o d a lacion

22


pelas melhore práticas no desenvolvimento das pessoas e da organização, contribuindo efetivamente para execução da estratégia e para superação dos resultados da Fiat de forma sustentável

Excelência em Rh

bilidade,

E

u , Eq de

RH, Son gajamento endedorism tados, Cam ho , Ex pre , Compromi so, En Sorriso, Con rescimento. o, esul ss , C uista, s innhho, C i str ução celência, Ambien e, Em R e m o t e l c , su i o, onnq te, uçã o t ê s x , r o n E n m n p E e Emp Crescimento. m ltados, Ca o , Co m cia, Ambi o ngaj ento, H, Co qui reendedoris am S onho, sta, S orriso, C

, ipe

qu

,R ipe

da bili

VISÃO RH Queremos ser reconhecidos

ento Desenvolvim de pessoas

e t n e i b m A abalho de tr

Liderança empreendedora

23


ambiente trabalho

de

saudável

O pilar “Ambiente de Trabalho Saudável” se dedica a três grandes ações que vão melhorar os cuidados com a saúde e com a troca de informações entre os empregados. A primeira delas é implantar o programa de Saúde, BemEstar e Qualidade de Vida no Trabalho. Para isso, foi realizado um diagnóstico, em parceria com o Serviço Social da Indústria – Sesi. A partir dele, o grupo está elaborando um plano de ação.

Outra ação é a evolução das mídias impressas e digitais. A área de Comunicação Interna, responsável pelo projeto, está fazendo uma análise dos veículos já existentes para propor melhorias e também estudará a possibilidade de criação de novas mídias. Além disso, a área de Atendimento será responsável por realizar uma pesquisa de satisfação, com a participação e engajamento de todos os colaboradores envolvidos no processo.

24

excelência em RH

Este pilar é a base para os demais. A Excelência em RH é o patamar aonde queremos chegar. E para alcançar a excelência, estão sendo mapeados os principais processos de RH, com o objetivo de aperfeiçoá-los. A responsável pelo projeto é a área de Organização. Além do mapeamento, será identificada, também, a transversalidade entre as áreas e os possíveis pontos de melhoria nos processos. Para o alcance desses objetivos, alguns eixos de ação estão em andamento. Um deles é o projeto Trilha do Desenvolvimento RH. Com uma visão de futuro e atendendo a solicitações de pessoas de diversas áreas, o projeto está promovendo treinamentos e estimulando a capacitação dos colaboradores de Recursos Humanos. Outra iniciativa é o projeto Orgulho de Pertencer ao RH. Um workshop gerou várias ideias voltadas para estimular as equipes a se tornarem mais felizes e orgulhosas de trabalharem na área de Recursos Humanos. As ideias já estão sendo aplicadas. Uma delas é o Book RH.


liderança preendedora

em

Este pilar possui três focos de atuação. Um deles, sob a responsabilidade da área Desenvolvimento e Competências, é a criação de um Programa de Desenvolvimento de Lideranças e de um Programa de Habilidades Básicas de Liderança. Outra ação é o desenvolvimento e implantação de um modelo de liderança para a Industrial, que terá o RH da Industrial como responsável. Uma terceira ação, que está nas mãos da Comunicação Interna, é a Comunicação Estratégica para Liderança Fiat. Este projeto promove a comunicação face a face com foco nas áreas administrativas, conscientizando os líderes para atuação como porta-vozes efetivos de diálogo na empresa.

desenvolvimentos

de pessoa

No pilar Desenvolvimento de Pessoas há três linhas de ações principais: gestão de talentos, desenvolvimento dos profissionais da Fiasa e reconhecimento. As duas primeiras são responsabilidades da área de Desenvolvimento e Competências. Entre as ações previstas, estão a formação de novas parcerias para a captação de talentos, a revisão do processo seletivo e a implantação de um plano de sucessão de lideranças. Já o sistema de reconhecimento será de responsabilidade da área de Organização e Remuneração. Suas estratégias são identificar as iniciativas já existentes na empresa, analisar os resultados da última pesquisa de clima, mapear os desejos de reconhecimento dos empregados e elaborar a divulgação da ferramenta de reconhecimento, entre outras ações.

25


Nossas áreaso papel de s i a i r t s u d n i s e õ ç Rela

A área de Relações Industriais tem por premissa básica atuar em prol do desenvolvimento do business da empresa, garantindo a flexibilidade de seus sistemas produtivos, com foco na sustentabilidade empresarial, no respeito aos colaboradores e incentivo aos valores e cultura da empresa. Para tanto, exerce a função mediadora entre a Organização e as Pessoas, resguardando as normas trabalhistas vigentes, bem como aquelas relacionadas à saúde e segurança no trabalho, promovendo a interseção das áreas de Engenharia de Segurança, Medicina Ocupacional, Relações Trabalhistas, Jurídico Trabalhista e Previdenciário, Comunicação Interna e os serviços de Alimentação, Frota, Transporte e gerenciamento de benefícios relacionados ao colaborador e seus familiares. Além disso, a área de Relações Industriais, tem um importante papel junto aos órgãos representativos empresarias, destacando-se nessa atividade, o acompanhamento dos temas relacionados à área nos Poderes Judiciário, Legislativo e Executivo, seja municipal, estadual e/ou federal.

Engenharia de o

nça d seguratrabalho

A unidade de Engenharia de Segurança do Trabalho é a que estabelece e viabiliza os programas e ações voltados para melhorias constantes do ambiente de trabalho. Com base na Política de Segurança e Saúde da empresa, a área contribui para a formação dos colaboradores com foco em segurança, prevenção de incêndios e saúde. A empresa ganhou muito com a implantação do programa World Class Manufacturing (WCM), através do pilar Segurança, que trouxe novas ferramentas, metodologias e um novo direcionamento para as ações de segurança, prevenção de incêndio e saúde.

26

Comunicação

interna

A comunicação dentro da empresa é um processo inerente a ela, afinal, a troca de informações acontece em todo lugar. Cabe à Comunicação Interna estruturar e organizar essa troca de acordo com o planejamento e objetivos estratégicos da Fiat. Além de sua missão como difusora das informações, pelos mais diversos veículos impressos e digitais, a área ainda contribui com a melhoria do clima organizacional, por meio de ações e promoções, e estimula o diálogo (comunicação face a face) entre líderes e liderados.


cada um Jurídico

Trabalheinstcaiáerio Previd Responder às ações trabalhistas que envolvam a Fiat é a responsabilidade da área de Jurídico Trabalhista e Previdenciário. Ela tem como desafio fazer com que esses problemas tenham o menor impacto possível nos negócios da empresa e se tornem uma forma de aprendizado.

Medicina

do Trabalho

A Medicina do Trabalho é a área que cuida da saúde do trabalhador, especialmente nos aspectos relacionados ao ambiente e atividade de trabalho, em estreita relação com a engenharia de segurança, constituindo assim o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). Embora haja uma exigência legal para a constituição desta área na empresa, a sua importância transcende a questão meramente legal, pois o tema saúde e trabalho consolida uma multiplicidade de relações e impactos que afetam o indivíduo nas suas várias esferas de convivência, seja familiar, social ou comunitária. A partir de indicadores específicos, é possível aferir e acompanhar as condições de saúde da nossa população, inclusive no âmbito da qualidade de vida no trabalho, tema que vem ganhando grande destaque na atualidade.

Gestão

de serviços

A área planeja e estrutura estrategicamente ações que visam a satisfação das pessoas, por meio do uso racional dos recursos da empresa. Com uma gestão inovadora e atenta às diversidades internas e externas, a área busca contribuir com a sustentabilidade do negócio. As ações são inspiradas nas melhores práticas de gestão, com flexibilidade e diferencial competitivo. O setor é responsável pelas áreas de Transporte de Pessoal, Alimentação, Frota de Veículos e Malote. Tendo em vista a gestão do contrato entre a Fiat e a Fiat Services, as áreas de Administração de Pessoal (Frequência e Folha de Pagamento) e Setor de Viagens também estão presentes.

Relações

trabalhistas

A área de Relações Trabalhistas tem por premissa básica, resguardar a prática das boas relações de trabalho dentro da empresa. Para tanto, faz a interface entre os entes internos (empregados) e externos (sociedade, sindicatos etc). Além disso, a área de Relações Trabalhistas é a responsável pelas negociações coletivas, pela observância do cumprimento da legislação trabalhista e previdenciária, conjugando-as sempre com as práticas adotadas pela empresa, com o objetivo de prevenir o contencioso trabalhista e também, por identificar as possibilidades de flexibilidade a fim de garantir a sustentabilidade e o cumprimento dos objetivos da empresa.

27


28


Organização e remuneração

A Organização e Remuneração é a área responsável pela realização de análises organizacionais, visando definir a estrutura de funcionamento adequada ao negócio da Fiat e ao alcance dos objetivos estratégicos da empresa. Entre suas ações estão a normatização das atividades e responsabilidades das áreas, o desenvolvimento e a implementação de estratégias, políticas e procedime ntos relacionados ao processo de remuneração fixa, variável e custo do trabalho da Fiat e do Banco Fidis, além da realização da gestão orçamentária (despesas e investimentos) da área de Recursos Humanos. A área também faz a gestão das transferências intern acionais de pessoal, sejam eles profissionais da Fiasa transferidos para prestar serviço no exterior ou estran geiros transferidos para prestar serviço na Fiasa, em coerência com a política da empresa e a legislação dos países envolvidos.

Fabiana Dutra e Thiago Hoelzle atuam na realização dos projetos da área de Organização


Gestão de se

gurança patrimonial

O compromisso da Gestão de Segurança Patrimonial vai alé m dos portões da fábrica. Alé os acessos de pessoas e o flux m de controlar o de caminhões com cargas e evi tar acidentes de trânsito den área auxilia os empregados em tro da Fiat, a assuntos externos. E as pessoas que compõem est e time estão muito bem-prepa radas para o que fazem. Para um trabalho de qualidade, desenvolverem recebem um treinamento esp ecial, certificado pela Polícia disso, são capacitados também Federal. Além para o atendimento ao cliente , defesa pessoal, legislação bás desenvolverem uma comun ica e para icação eficaz.

30


Fernando Gomes Felício inspeciona a entrada e saída dos caminhões em uma das portarias


RH de atendimento

A Organização e Remuneração é a área responsável pela realização de análises organizacionais, visando definir a estrutura de funcionamento adequada ao negócio da Fiat e ao alcance dos objetivos estrat doesa. s, sen égico rno s da empr Entre suas ações estão a normatizaçnte manos junto aos clientes inte os Hu Recurs de ão área das ativid da ades e respo nta nsabi rese lidad rep o es é das áreas, o desenvolvim mento dimento Atendi dement O RH imple presa. No dia a dia, é o time de aten ento e a ação de estratégias, emrelaci da s área políti ais cas e dem proce às a dime ntos xim pró a onad os ao processo de remu ando de form s a sere ticaneraç ãom fixa, rência refe variáv strução das políticas e prá el ee atu con custo do trabalho daáre ndo na iliaalém Fiatase clie do Banco ntes, aux Fidis, da realiz das ação as da al e gestão and ion orçam dem zac as entár ani ca ia (desp org esas identifi que ão da cultura invest imentos) da área de Recur sos bém contribui para a disseminaç Hum tam anos. ipe equ a a, form sma no me orte Da adas. lement imp A área de atendimento também é sup tamb ém faz a gestão das sa. OaisRH empreacion transferênc daintern ticasias de pessoal, sejam eles s. área profissiona icação das políticas e prá ersaissda e a apl Fiasa garanterido e transf gestores e profissionais de div s para prestar serviç al dos ion zac ani o no org exteri e al or ou ent estran tam geiros por transf eridos para prestar serviço tes s nteem nto técnico, com na clie Fiasa, olvime envncia des coerê s, bem como é a representante des com a política da empr rnoenvol s inte esa e a legisla seus clie çãonte aos dos to países jun RH vidos o . nta rese rep ipe equ Enfim, a . junto a área de Recursos Humanos

Com mais de 30 anos de Fiat, o experiente Victor Neves, do RH Industrial, orienta a colega de trabalho Tatiana Fabrini


Desenvolvimento de competências

A atribuição da área de Desenvolvimen to e Competências alinhadas a estratégia é prover políticas e do negócio da Fiat, práticas de desenvolv garantindo a entrega e desenvolvimento imento humano, de produtos e serviço organizacional. É o s de atração e seleção elo entre os RHs de o mercado, buscan , treinamento área, que identifica do melhores prática m as necessidades s e avaliando sua ap e colaboradores), qu de ca da diretoria, lic aç ão no contexto Fia e utiliza as soluções sa e o público intern geradas no seu dia Atração e Seleção, qu o (gestores a dia. Está estruturada e atua de forma cons em: ultiva e estratégica mais adequados e em junto às áreas de ne sinergia com as nece gócio, atraindo os pr ssidades/competênc e ferramentas de se ofissionais ias atuais e futuras, leção existentes no através das melhor mercado, visando es práticas as sim atingir os objetivos Treinamento, que da Fiasa. cria oportunidade s para que os colab como pessoas, profi oradores, gestores ssionais e cidadãos, e parceiros possam fortalecendo compe se desenvolver tências. Desenvolvimento O rganizacional, que, além de estruturar para a organização, e acompanhar açõe tem como função fo s de desenvolvimen rn ecer com agilidade colaboradores para to profissional , qualidade e precisã suporte à tomada de o informações sobr decisão dos gestore talentos, leadership e os nossos s e Atendimento RH , performance, carr , nos assuntos perti eira e sucessão. nentes a

34


Rafaella Ribeiro trabalha na preparação das pessoas para o dia a dia


36


s a ç n a d u m e d o ã Gest

ra ssoas e a organização pa as) ajuda a preparar as pe nç da mu a de áre tão A . ges nto ês, cioname t (em portugu sos ou de modelos de fun ces O Change Managemen pro de s, ica lóg os, no cas s un por vir, sejam elas tec tas institucionais e, em alg as mudanças que estão nça, utilizando ferramen da mu de nagement sos Ma ge ces an pro s Ch es no ciar impactos. O en ger e s nto é um suporte aos gestor me ina tre s, nto para realizar os alinhame construindo. instrumentos específicos de ver o RH que estamos ma for va no ssa ne ção ipa rtic pa e também tem grand

Andrea Cunha atua na área de Gestão de Mudanças da Fiat.


Depoi Aprendendo a viver

“Cheguei à empresa uma menina. Fui estagiária do curso técnico de administração, por três meses, e nunca mais saí. Depois do ensino médio fiz administração e duas especializações, uma em gestão de sistemas de saúde e hospitalar e outra em RH e, como amo estudar, hoje faço psicologia. Acredito que as coisas boas que acontecem na vida da gente, mesmo que tenha passado muito tempo, lembramos como se tivesse sido ontem, acho que isto explica porque não percebo que se passaram 32 anos, não perco em garra para os novatos. Grande parte das minhas conquistas está relacionada com meu trabalho, até a formação do meu caráter, que recebeu grande influência daqueles que foram meus tutores aqui, tenho muita gratidão por todos. Encontrei na Fiat uma segunda escola e procuro disseminar esta ideia aos que comigo convivem, mostrando no dia a dia os valores que acredito; a abertura para o novo; o respeito pelo outro e a esperança no homem. Isto é meu, mas as pessoas com quem convivi ao longo destes dias foram importantes para a formação destes valores.” Sonia Maria Aparecida de Mesquita Oliveira Líder de Secretaria Médica da Medicina do Trabalho

38


mentos De pai para filho

“Trabalhar com meu pai, empregado da Fiat há mais de 30 anos, é uma das minhas maiores satisfações. A Fiat sempre participou da minha vida, desde as colônias de férias e aulas de natação, quando era criança, até o Prêmio Fiat de Educação para o ensino médio, que conquistei em 2004. Trabalhar aqui sempre foi um sonho meu, e também do meu pai. Para mim, a organização e a capacidade de apresentar soluções é uma das coisas boas do RH da Fiat. O próprio jeito do ambiente de trabalho deixa as pessoas a vontade quando elas vem até a nossa sala solicitar algum serviço.” Rodrigo Veríssima de Oliveira Técnico de Segurança do Trabalho da Engenharia de Segurança do Trabalho

39


Depoi Primeiros Passos

“Quando entrei na Fiat, estava cursando o ensino médio e tinha apenas 16 anos. Hoje, com 19, divido meu tempo entre o trabalho como auxiliar de escritório e o curso de Publicidade e Propaganda. A oportunidade de trabalhar na Fiat agregou muito valor à minha vida. Foi um impulso para os estudos e excelente para minha vida profissional. Conhecer pessoas de todas as áreas da Fiat é uma das coisas boas de fazermos parte do RH.” Ikaro César Maduro Auxiliar de escritório da Gestão de Segurança Patrimonial

40


mentos Criando laços

“Foi um programa de estágio em 2001 que me abriu as portas para esse emprego na Fiat. Fui efetivado em 2003 e agora trabalho como analista no Transporte de Pessoal. O RH busca enxergar as pessoas mais do que apenas profissionais. Criamos um círculo de amizades, motivando o companheirismo entre os colegas.” Jenner Leandro de Carvalho Lima Analista de Transporte de Pessoal da Gestão de Serviços


Realizando sonhos

“Era um sonho antigo, alimentado pela esperança de um dia chegar a trabalhar na Fiat. Finalmente, em fevereiro de 1997, teve início a minha história nesta grande empresa, como operador de processo industrial, na Funilaria. Embora já tivesse alcançado o meu objetivo principal, sabia que poderia contribuir ainda mais para o sucesso da companhia, com foco no meu desenvolvimento continuo. Em fevereiro de 2001, tive a oportunidade de participar de um processo seletivo interno e fui escolhido para uma vaga na área de Departamento de Pessoal, na Frequência. Mais tarde, fui promovido para Folha de Pagamento. Nesta época, já estava cursando Direito e minhas atenções estavam voltadas para este ramo dentro da empresa. Em meados de 2007, fui promovido a auxiliar jurídico, no Jurídico Trabalhista e Previdenciário, uma grande conquista. Tenho paixão e orgulho de estar na Fiat e este sentimento me motiva a buscar sempre mais. Nada foi fácil, houve muito trabalho e muita dedicação e hoje sou feliz!” Cristiano Paulo de Oliveira Auxiliar jurídico no Jurídico Trabalhista e Previdenciário da Fiat


ĂŞ c o V ! e t r a p z fa


Habilidade

Li d

e

b izado, Cu , Ha , Carreira, E ssoas, Desaf t nd ltu , Pe esso a de i os nhada, Es ratégia ento, x m e c o a d p r n I u ã i o n , r v A , ,S , i açvãaç er a, D acio prievers nç a , C, Ap iên gia CaCmam o o, Pe el ra D ndi inhad , Estraté ssoas, Desafios, , In cia nto arreira ia, R senvolvimento, zad c e a n Liderança ê i , Re , Exper m o, Cultu a n lacio i mento, A gi o, D straté a, Suce , na ent p a E , c n d i , ê a i o r a r , o m s a i e en so , Exp d , Inovaç açã nh vi di z , Cra lac nç a am, i vão vol nha ado i arr ra Re e sen , A , S uc Ino , Pessoas, esafios, C Desa s, Cami , r e , , r a a D C i a pre , e D ç f esso, C io ultura c Lideran ira, ndizad Experiên

Estra

Li d

e

Pessoas

ento Re m a lacion

tégi a

li d oas, Des izado, Cu Habi Carreira, afi Pess sso, d e, a, Estratég nd Exp l , n e o d m a a i i t m v c e e a l c o o a u n d o l h i r n e to, rsi a, S , S u s, Cmin v , I ovaç açã ra, nto p er cia, Re Dve nç a aa vão iauc D esen inê ,A ra to,Apre Ino , Pessoas, esafios, C minha Estratég esso, C , Diivers a, Desenv eriê ncia , r o n p t a u x n t E e n D ç , a idad d o a l , id e rreira lvim dizado, Cu deran , Re m a e, Habil lacion iê n oas, , aminh C a, De per cia, R , Estratég tur Pess a l x a , d e r n u p e a d E o d A ia, S lac , iza o, C , , Inovaç açã a, nh doad ionmento uce Es nç a ira a mi vão tra sso, ra a a me rr,eExpe Ino , Pessoas, esafios, C diz , Cul n , a o n i a t e n c D riência, Rela C égi tura to, Apr Lideranç , o , D es e a, Sucess

Li d

e

Des i os reira af Car

b izado, Cu , Ha , Carreira, E ssoas, Desaf nd ltu , Pe esso a de i os x e c o d p r n I u ã i o , ra, vaçãaç ,C er p rs ,S nç a De iên am ,A ive gia ov o, Pe ra sen inhad , Estraté ssoas, Desafios, , In cia nto to, D v n e o a e l Liderança v m i , Re lacionam

inhada, Es trat Cam é

Li d

e

Inovação

sso, gia, Suce

Carreira,

E xp

R eriência,

elacioname nto

,

A

im v l Desenvo

Li d

e

Li d

e

r dizado, Cul essoas, Desafi so, Ca reira, Ex tur en c es os, acionam Estratégia, o, P , p r u ã a , d a S ç e p a, ia, Rel en Su , A Ca riêinha nç va ia, , P to, c c g o m n é m e ra o e n n t a ê t sso I s i a i Ap C s r r n , c , t n o s e h a s a o i ada, E e , Carreira, Exp s, Desafi a, R rend Lideranç m izado elaciona a d s , a z o D r , Cu esa , Ha ss o di o, Ca reira, E Estraté fio ltu , Pe a de xp cionamen en gia, Sucess ada, lvimento o a d o l h r n I ã i e o s v , n r v s a i R ç n , açvãa er cia, a , D es e S, , Dver to,, Ap nç inê giaucess CaCmam o o, Pe ra Diiv , Desen to Apre inhad , Estraté o, C a ssoas, Desafios, eriê ncia , In volvimento, ersida en ndizado, Cultura a rreira, Exp Liderança , Re m d e, H laciona

m a C inhada

Li d

e

Li d

e

b r , Ha dizado, Cul essoas, Desafi so, Ca reira, Ex a de tur en esso, Carre c es os, Aprendiz o, P d c , p r n I u ã i o u , o v t S s a S ç a e a, D en ad ver ç ira, Ap Ca r ia, a, nç ovãao, Pe min égi ra atiêéng naems to , E , Dio, Cu ssoas, Desafios, , In hada, Estrat , Estr cia, en xperiência, Relacio envolvimento ltur Liderança m Relaciona a , D es e oas, Des izado, Cu Hab Carreira, afi Pess sso, d e, a, Estratég nd Exp ltu , n e o d m a a i i m v c e e a l c o o a n d o l h i r n e I u ã i e to, rs a, S , S s, Cmin v , ovaç aç ra, nto p er cia, R Dve nç a aa vão iauc D esen inê ,A ra to,Apre Ino , Pessoas, esafios, C minha Estratég esso, C , Diivers a, Desenv eriê ncia , r o n p t a u x n t E e n D ç , a idad d o a l , e r a l reir Lideran dizado, Cu vim , Re m a e, Hab lacion

Expe ência ri Cu ura lt

Li d

e

ul , ssoas, Desaf o, C t , Pe esso i os nhada, Es ratégia zad cionamen lvimento c o i a o l n I u ã e o v , d v a S i R , ç , açvãa , S, , R esen , D ren to, nç giaucess CaCmam o o, Pe ncia pi Ap ra inhad , Estraté o, C a ssoas, Desafios, eriê , In ra, Delacion ento, A versid ren a rreira, Exp Liderança dizado, Cultu am ade, Hab

reir r a C a

Li d

e

Cul ra, Exper es a f do, as, D i os, Ca rei iên a, Estratég a o n o r d m a i i m s z v c e a l a i n s a o l h m i n e to, nd a, S, Pe , I ovaç cia senv nto , C in in cia, Re ão, D re nç a ,Re ,o ão ucess Cam nh Pess ra vaç , Apiversi a, Delacio o, C a i os, eriê ada ess Apren , r f o o p o a t a c n u s a x I e s t , n E , D ç l , e r nam u reira dade ab Lideran dizado, Cu , Es S , ,H tratégia

Li d

e

dizado, o, Carreira, E essoas, Desafi Estraté xp en gia, Sucess lvimento os, inhada, o, P acionamen l r n I ã e o , v a R ç nvo a e p ,D to,, A çvãao rinê cia, nç aCmam iSau, ces es e g C o ive , A D , é ê P ra o i s n n t , s e p t re inhad , Estra o, C a ssoas, Desafio er cia ,I rsid en ndizado, Cultura a rreira, Exp Liderança , Re ade, Hab m laciona oas, Des izado, Cu Hab Carreira, afi Pess sso, d e, nd Exp l novação, Pe , u e S c a I t n o , t e e e a , , c o o i s u A d g so, r ã s, C ss o , S u pre rsi am ra, er straté C Ap vaç D io n nve i,êE am giaas, De elaecsenv toa, rreir Ino , Di diza inhad , Estraté safios minhada ncia , R o n t , a n a a e do , ç o a i , Experiênc lvime , Ca Lideran ,R C ur am

Lidera nça


Engajam

bilidade,

qu

E imento, D a, lênci Ambie rriso, Co Empreend ive uista, S orr o, lv esultados, nte nte, so, Enga a, S o so xce nst Conq s vo i r i t ed mo, R s E s s i s m n i , o e id qu j e , r , m a r i s o s , i o p m u E o b mp r r e Co a h ção mpr m ento ,D , Co reendedo ismo, Resultados H, Con de, E nstrução, Co S on , Excelência, Am ura S onho, quipe, RH, iversida d biente, E nvolvime mpromisso am mp xcelência, Am e, RH, S onh ão, Co ese nto ho, Conquis , Am , En nstrução, dos, C inho, ,D reoe, E cia ço, ta, Equip Son o a , bsieulta C , u n r C g o D r ê , t H t u a n m S l e C o e s t n j e n R i s o l d R i p am on te, Empreendrriso, Con edorismo, ad da e, vers Cu ento, Exc romisso, Engajame quista, S orr de, Equip idade, Habilid do, ,R ipe

e,

RH

ento

i bil Ha

dade ,E

,R ipe

dad

iente b Am

h o n So

endedorism ngajamento, o, Co n pre rescimento. strsso, E Ex ajamento , Sorriso, Cons , Sorris o, R o, C Em i c g u , ista a , t n E e t u m r E ç e x nh s uç e l , i t o q i c ã ê r o s e n u n s n o, C ultad , Cam ão, Comp s cia, Ambie lência, H, Co , Emos onq ompromi S onho, , S onho, C

, ipe

qu

qu e, E

m

esenvol vi versidad nstrução, qui , Di , Equipe, R e, , Co , Excelência, Co to, Excelência Con sta, So Ha lidade iso nto mepn H,nho, , Amento r e r r i r o b m m b a o m j i i r S a i S s o, , , , Co ja omis Enga biente, , Di Hl olv Emso, nquista Construção , Enga versidade, idade RH env , Equipe, bilidade, E endedorism ngajamento, ento, D rução, Com pre rescimento. Ex uipe, RH, o, E , Sorriso, Cons volvim i a s o, Ronst m v t s E s i c e pnr ho, C Son e, i q n t e E r u m r C e , e l s o i o su q ida mis nht o o, sulta de ênci De ção, Compr so, EngajaH, Con a, Ambie , Conquista, S orris de, Habilida dos, Cam ra, S onho, , Cultu

to, en

so

qu

d iza n e do Apenr

Compromis

,R ipe

m t

i ,D

lida Habi de, E

u , Eq de

,R ipe

bilidade,

Co ista, nqu

d ed RH, Son gajamento S orr reen orism mpreende scimento orriso, Co ho , Ex isosso, En o, Rte, E o, Engaja nst mp do ho, Cre s ta, S s , i E s i c , i , m e m n r u C m r e n o e l i i t u r e o q e s ê o i sult p nn ção, ompr nci nst ados, Cam mo, Resultados H, C Con a, Ambie to, Excelência, Amb rução, Com S onho,

, ipe

qu

ida Habil

Construção

Excelên , Construçã nvolvimen uipe, RH nto, cia sso, Engajame e, RH, Sonh orriso rismo, ese o, to, e, Eq me , So quip ,A i ntondedo o a S C j , Di lidad , a o a m E m t C g e , , n m , o s o e i i e n on s bv ve pro sso, E pr biente Empr Excelência, d ho, Conqu quista, Sorri mi , rsidade, Ha ersida ida , Com de, Habil

o

D ra, ltu u o, C

Ex celênci a

qu

ers E jamento , Div idade onquista, o, Enga orriso, Co , e, Emiente, Empre mi ,H nto nst ho, C Sisos ta, S en bient e s i mb mpro sso, Eng n u m r a r o m o A d i u m o q r C b S , r , ajam iso a , A edorismo, Resulolv H, ção, Comp H, Conilida , Construção ento, Excelênci env S onho, de, Equipe, R

,R ipe

bilidade,

Emp

dorism e o reend

,R ipe

lvi vo en

lvi vo en

, Desen v

qu e, E

dad bili bilidade, E

a e d v r i i s deCami o, D nh

RH, Son , Habilidade dos, Ca Comprom ho mi nquista, S orriso, , Eq esulta ão , iss cia, Ambie ,C ç n ê nhCo u l Ruip e r nte o, t c , on s x o E , Em En e, RH S onho, o, Crescime to. to, on qu gajamento, preendedorism n , ista, rriso, C So

, ipe

en im olv

a

qu

E , RH, Son gajamento endedorism ipe ho , Ex pre , Compromi so, En Sorriso, Con rescimento. o, R qu o, C , C uista, ncia, Em issso str ução c E ê , l , e e m e nh e t uç e l c i o t o q ê s x , r s d n n n E n m u n p E ão, Com ltados, Ca cia, Ambie o ngaj ento, da H, Co qui am bili S onho, sta, S orriso, C ltura, D es ja m , S orriso e, RH, Sonh Enga ento, tados, Cam ilidade, E ,C Comprom quista reenduip o, Exc esul on ência, Ambi Hab s o, n qu ução, i q , s s inhe, Emp o i E e s C e l C o , s i R d e r n e , m p t t e t c , a o t o l r s o o n ,C x ,E o ênc r e, uçã idn n e, RH, S onh m ngaj ento, E rescimento. dad ia, Ambie o, Comp Empreendedorism Co ento, Divers quis am bili ta, S orriso, ltura, De s , RH, Son gajamento ta, S orriso, ipe ho , En bilidade, Eq reendCo , Compromi nquis , Ex sultados, Cam qu , C de, Ha neslência, Ambien isso inhe, Emp osso uirpução E cReel C , , t m t e t c , o a t r o s o e o x , n e ê d o d u n r h E , , , e i n m En ncia, bi RH, S on ção, Comp Emp Crescimento. m da Co ento, Divers quis gajamento, Am reendedoris bili ta, S orriso,

qu

nto, Dive preended Ambiente, nho, Conq so, Em ori ime rsi Sorriso, Con ia, , So uisi Em sçmão, Compromi olv da uista, s H v t s nc m r R n s pre t dneq o u u ê , o s e l a r r e o ç , t , s e p , s , ã s R p c o e endedorismo, E , o i m n S x o , e o H C n E C o Ha sultad orriso, C gajamento, , S onho, Equ ra, D b

,R ipe


Book Rh Fiat  

Book rh da Fiat

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you