Issuu on Google+

C


Work Evolution Diagram

Human

Environment

Society

Education

Evolution

Own Office Learning Stability Work

Learning Trust, Respect Project Coordinator

Learning Good Company

Architect Intern

Learning Responsibility Newly Formed

Learning Trainne Architecture & Urban University


Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


ResidĂŞncia Rosa l SuĂ­te Master Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Apartamento CJ07 l Varanda Gourmet Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Apartamento Raquel e Danilo l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Apartamento Denise l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Apartamento CĂ­nthia Catel l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Moradia Estudantil para Estrangeiros l SP I Brasil Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


O conceito parte de uma analogia entre arquitetura e humanidade. Com uma arquitetura modular, onde containers de carga tornam-se casa, (que há tempos atrás foram denominadas pelo mestre Le Corbusier como ‘máquinas de morar’), o projeto consiste em ordenar os mesmos ao passo que formem individual e conjuntamente uma arquitetura dinâmica. Ao possibilitar que estes containers sejam grandes peças de montar, como um brinquedo ‘lego’ que nos diverte quando crianças, pode-se também utilizar da arquitetura como um ‘brinquedo’, onde pensar, modular e adaptar serão feitos da melhor forma possível. Assim, como se têm a oportunidade de montar e modular a arquitetura, as pessoas têm a possibilidade de moldar-se de acordo com o que vivem e desejam. As pessoas que fazem escolhas como habitar em outros países por um período ou definitivamente, são como os containers deste projeto, modulam-se numa forma única, que possibilita diferentes perspectivas, ás vezes estão por si sós, mas ao fim de um tempo percebem que apesar de não estarem em seus países de origem, encontram em outros o conforto para novas e agradáveis experiências. (Texto arquivo pessoal)


CondomĂ­nio Bosque S. Francisco l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Espaço Gourmet l área de convívio familiar l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Apartamento DS03 l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Suíte Jovem Feminina l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores

Compondo num formato reduzido e audacioso com cores fortes que conferem vida ao espaço. A ousadia está presente na diversidade dos acabamentos, na sofisticação e no design exclusivo. A escolha pela monocromia foi para valorizar o mobiliário contemporâneo e a aplicação de pastilhas cor vermelha, com projeto de iluminação arrojado criando uma atmosfera intimista. O ambiente apresenta elementos contemporâneos, linhas retas e predominância de cores vivas, norteando toda a concepção do espaço.


SuĂ­te Jovem Feminina l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores

“Composing a reduced format and hearings with strong colors that give life to the space. Boldness is present in the diversity of finishes, the sophistication and unique design.�


Dormit贸rio Retr么 Leilal Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Espaço de estudos_Lúcial Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores

“A proposta para o dormitório partiu da necessidade de conjugar um espaço dinâmico para estudo, apresentações e reuniões com um caráter íntimo e profissional sem perder a elegância e o divertimento dado nas cores. O espaço reduzido propõe uma adaptação simples e interativa com as denominadas funções impostas e a transparência para o exterior.”


SuĂ­te Casal Jovem l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Apartamento Leila l Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Mostra LĂ­der Interiores l Quarto Arquiteto Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


Mostra Casa Cor 25 anos l WC PĂşblico Masc. Arquitetura + Urbanismo + Design de Interiores


O conceito parte de uma analogia entre arquitetura e humanidade. Com uma arquitetura modular, onde containers de carga tornam-se casa, (que há tempos atrás foram denominadas pelo mestre Le Corbusier como ‘máquinas de morar’), o projeto consiste em ordenar os mesmos ao passo que formem individual e conjuntamente uma arquitetura dinâmica.

O conceito parte de uma analogia entre arquitetura e humanidade. Com uma arquitetura modular, onde containers de carga tornam-se casa, (que há tempos atrás foram denominadas pelo mestre Le Corbusier como ‘máquinas de morar’), o projeto consiste em ordenar os mesmos ao passo que formem individual e conjuntamente uma arquitetura dinâmica. Ao possibilitar que estes containers sejam grandes peças de montar, como um brinquedo ‘lego’ que nos diverte quando crianças, pode-se também utilizar da arquitetura como um ‘brinquedo’, onde pensar, modular e adaptar serão feitos da melhor forma possível. Assim, como se têm a oportunidade de montar e modular a arquitetura, as pessoas têm a possibilidade de moldar-se de acordo com o que vivem e desejam. As pessoas que fazem escolhas como habitar em outros países por um período ou definitivamente, são como os containers deste projeto, modulam-se numa forma única, que possibilita diferentes perspectivas, ás vezes estão por si sós, mas ao fim de um tempo percebem que apesar de não estarem em seus países de origem, encontram em outros o conforto para novas e agradáveis experiências. (Texto arquivo pessoal)

CONTATO I CAROLINE_F_COSTA@HOTMAIL.COM FONE: + 55 (11) 97134 3874

Ao possibilitar que estes containers sejam grandes peças de montar, como um brinquedo ‘lego’ que nos diverte quando crianças, pode-se também utilizar da arquitetura como um ‘brinquedo’, onde pensar, modular e adaptar serão feitos da melhor forma possível. Assim, como se têm a oportunidade de montar e modular a arquitetura, as pessoas têm a possibilidade de moldar-se de acordo com o que vivem e desejam. As pessoas que fazem escolhas como habitar em outros países por um período ou definitivamente, são como os containers deste projeto, modulam-se numa forma única, que possibilita diferentes perspectivas, ás vezes estão por si sós, mas ao fim de um tempo percebem que apesar de não estarem em seus países de origem, encontram em outros o conforto para novas e agradáveis experiências. (Texto arquivo pessoal) O conceito parte de uma analogia entre arquitetura e humanidade. Com uma arquitetura modular, onde containers de carga tornam-se casa, (que há tempos atrás foram denominadas pelo mestre Le Corbusier como ‘máquinas de morar’), o projeto consiste em ordenar os mesmos ao passo que formem individual e conjuntamente uma arquitetura dinâmica. Ao possibilitar que estes containers sejam grandes peças de montar, como um brinquedo ‘lego’ que nos diverte quando crianças, pode-se também utilizar da arquitetura como um ‘brinquedo’, onde pensar, modular e adaptar serão feitos da melhor forma possível. Assim, como se têm a oportunidade de montar e modular a arquitetura, as pessoas têm a possibilidade de moldar-se de acordo com o que vivem e desejam. As pessoas que fazem escolhas como habitar em outros países por um período ou definitivamente, são como os containers deste projeto, modulam-se numa forma única, que possibilita diferentes perspectivas, ás vezes estão por si sós, mas ao fim de um tempo percebem que apesar de não estarem em seus países de origem, encontram em outros o conforto para novas e agradáveis experiências. (Texto arquivo pessoal)



Portfolio Caroline Freire