Page 1

Dinâmica de quebra gelo para o primeiro dia de aula - O Nome Primeiro dia de aula é dia de quebrar o gelo e apresentar os alunos. Essa é uma dinâmica de quebra gelo para o primeiro dia de aula, para integrar os alunos e apresentar um a um num ambiente divertido que estimula a criatividade e imaginação. Pág. 08

VOZ DO RIBEIRA SITE WWW.VOZDORIBEIRA.COM.BR - vozdoribeira@gmail.com -

Publicação Voz do Ribeira - Cerro Azul - Dr Ulysses - Edição 15 - 31 de Janeiro - 2014

IMPROBIDADE 1 INQUÉRITO APURA LICITAÇÃO DE COMBUSTÍVEL EM CERRO AZUL

Ministério Público atuante investiga atos irregulares da prefeitura. Pág. 04

IMPROBIDADE 2 CONSELHEIROS DA EDUCAÇÃO QUEREM SABER AONDE FOI O DINHEIRO DO FUNDEB PROBLEMAS SALARIAIS

Novo salário mínimo impacta nos salários dos servidores do município, veja as observações no Sindicato da categoria. Pág. 11

CARGA DE IMPOSTOS NO BRASIL

Quanto você trabalha para pagar o Leão? E o material escolar? Quanto do preço final é de imposto? Veja. Pág. 14

Prefeitura sofre representação ao Ministério Público para dizer onde foi parar o dinheiro da Educação em Cerro Azul. Pág. 10

IMPROBIDADE 3 FUNERÁRIA RECEBE DINHEIRO INDEVIDO DA PREFEITURA

O Auxílio funeral aos carentes deve seer custeado pelas funerárias. Veja mais uma representação contra os atos da gestão Claudinei. Pág. 11

COPA DO MUNDO O que o jovem pensa da Copa? Coluna do Bernardo, na Pág. 13 GASODUTO BRASIL- BOLÍVIA TGB visita Doutor Ulysses e orienta proprietários de áreas atingidas. Pág. 13 RETROSPECTIVA 2013 Veja os principais assuntos de 2013 em Cerro Azul. Pág. 06/07

CHARGES RETROSPECTIVA Pág. 02


PÁGINA 2

EDITORIAL

EDITORIAL

CHARGE

DEIXO DE PENSAR Penso logo existo, esta foi a conclusão esposada por René Descartes, mas sobrevive a frase até hoje por uma razão muito forte, qual seja: devemos refletir de como queremos existir. Pois bem, se lemos um gibi, queremos existir com a mensagem de um gibi, dentro do gibi podemos pensar que queremos existir na mensagem do Tio Patinhas, do Pato Donald, do Pluto, ou do Homem Aranha, do Ali Babá, do Hobin Wood, entre outros, mas também podemos ir muito mais além, como no best seller “A terceira Onda”, ou “Eram os Deuses Astronautas”, ou o “Capital” enfim, podemos pensar e existir também na proporção e dimensão em que queremos viver. Nossa realidade é Cerro Azul, assim temos que pensar Cerro Azul, que integra o Estado do Paraná, e o Brasil, de acordo com o mundo oferecido pelo cipoal legiferante destas circunscrições de governo. Note-se que neste aspecto não há um viver exclusivo de Cerro Azul, ainda que seja o Município uma unidade federativa autônoma, ela está vinculada aos valores de ordens jurídicas maiores. Assim, pensar Cerro Azul, sob o aspecto da corrupção, não quer dizer aceitar os acordos que se fazem, já não mais na calada da noite, mas sim no resplandecer do dia e durante todo ele, mas sim pensar sob o comando legal maior exigido pelo estado e pelo pais. As licitações municipais enveredam para o caos municipal, por isto pensar cerro azul, ou existir cerro azul, é todos combatermos de forma incansável, indominável, insaciável, os instrumentos corruptivos que se instalaram nos entes públicos locais, e neste sentido, se afirma, impossível pensar em um processo transparente de escolha enquanto não houver uma comissão independente, formada por funcionários públicos com responsabilidade de oficio e transmitida via internet para todos, e ainda, com o convite expresso ao Ministério Público para participar. Isto é dar idoneidade ao certame é pensar e existir de forma construtiva e voltada para a formação de uma município melhor, um povo melhor, um serviço melhor. Há na cidade um inconformismo contido, amedrontado, mas que não admite como as licitações são feitas em nossa cidade, a exemplo da última do transporte escolar. É sem duvida alguma, indispensável para a história de cerro azul, que seja pensado pelos agentes transformadores locais como se darão ou se deu o processo licitatório, investigar as suas falhas, como elas foram cometidas, se há ou não razoabilidade nos equívocos de desclassificação dos concorrentes, pois somente assim que conseguiremos criar uma sociedade eticamente constituída. É ora dos erros serem corrigidos, da orientação ao correto sem uma imponência local, pois caso contrario, a classe esclarecida de cerro azul, não existe, pois não pensa, apenas vive o dia a dia como se fosse o ultimo, vale dizer, sem responsabilidade alguma. É como pensamos.

Retrospectiva Charges

EXPEDIENTE

JORNAL VOZ DO RIBEIRA

EDITORA DE JORNAIS E REVISTAS VOZ DO RIBEIRA CNPJ 06.276.910/0001-88 Tiragem 3000 exemplares Direção de Jornalismo: Bruna Corcini Kalabaide, DRT 7682. Diretor Administrativo: Jefferson Godinho Assessoria Jurídica: Marcelo José Ciscato Impressão: Editora Correio Paranaense CNPJ 00064742/0001-80 email: vozdoribeira@gmail.com Endereço: Rua Mal Deodoro da Fonseca, 195 - Centro - Cerro Azul/PR

VOZ DO RIBEIRA


VOZ DO RIBEIRA

CIDADE

PÁGINA 3

DINHEIRO PARA FOGUETE TEM. PARA SAÚDE, PÁTIO, EDUCAÇÃO, A PEDIR VEM! Em 14.11.2013, quem esteve em Cerro Azul, ficou assustado com a explosiva festividade desencadeada pela gestão atual. Seria o Batman? O Super Homem? A Mulher Maravilha? Não! É o trator da Dilma... Sim! Parecia uma galinha chocando. Alardeou-se para Cerro Azul inteiro a vinda do trator dado pela Dilma aos mais de 5.400 municípios do Brasil, o qual é destinado para atender o pequeno produtor e a malha viária rural. Quem não conhece poderia dizer que foi um prêmio de loteria, mas na verdade foi! Pois a atual gestão não teve capacidade de realização alguma, daí quando recebe algo de um programa federal, aqueles em que o município bem ou mal gerido recebe, faz um estardalhaço. Mas a questão não se cala, houve mérito do gestor? É evidente que não, pois este trator como dito, todos os municípios receberam. Apesar do valioso presente, tememos por ele, pois o que se tem em vista é que a prefeitura de Cerro Azul não tem condições financeiras de pagar as despesas com com-

bustível, os tratores do pátio estão limitados a mil litros mês, segundo verberam as notícias e que o gestor público não desmente, ora, isto não é nada, mil litros é o que qualquer fazendeiro cabeça de bagre gasta por mês em uma fazenda de porte médio, imagine então a necessidade de um município! Mas o que mais chamou a atenção do Voz do Ribeira neste caso, e aí que convocamos a população de Cerro Azul para refletir a respeito, é o fato de que todos sabemos que Cerro Azul não fornece remédio a população, somente depois de pressionado pelo Ministério Público é que as coisas funcionam nesta área, também o hospital com falta de médicos e pior, os enfermeiros tem que multiplicar suas cargas horárias de forma desumana, colocando em risco os cidadãos, tudo porque faltam funcionários na área. No entanto, apesar destas mazelas administrativos, dinheiro para torrar, ou melhor, queimar em foguetes não falta. Gastar dinheiro com foguetório por si só é um absurdo, ainda mais se for dinheiro público, daí é no

mínimo fruto podre próprio de imoralidade de gestão. Mas inegavelmente é ato ímprobo, ainda mais tratandose de um município espartano como o nosso, deve no mínimo ser investigado pelo Ministério Público, pois foi um dinheiro queimado sem retorno algum a nossa população! É evidente que qualquer cidadão digno e respeitado de Cerro Azul, que sabe o quanto custa ganhar o dinheiro para sustentar sua própria família, não admite mais este tipo primitivo de conduta, como dito: próprio daquelas que cacarejam, ofendendo e agredindo o nosso povo, pois falta remédio, falta material médico e odontológico, combustível no pátio entre outras necessidades, mas sobra dinheiro para alardear a chegada de uma máquina, fruto não de uma conquista própria da gestão, mas sim, decorrente de um programa de apoio do Governo Federal. Por favor, que fase hein!!!!!! Parabéns Dilma! Lamentamos a conduta da gestão e alertamos: Será que o Ministério Público não deveria investigar estes gastos...?

feiçoamento constantes. Essa busca de melhorias em sua prática pedagógica se reflete nos resultados obtidos com o ingresso no PDE – Programa de Desenvolvimento da Educação – das professoras Ariete Brine Beira (Língua Portuguesa), Deuzimeri Fagundes (Língua Portuguesa), Fabiane de Cássia Bichels (Educação Física), Joseane Scheyla Coutinho (Geografia) e Nilcéli Cristina de Paula Fernandes (Química). Outro acontecimento importante a destacar é a atuação dos professores José Francisco Zeca , Joseane Scheila

O diligente representante do Ministério Público atuante em nossa comarca, Dr. Guilherme de Barros Perini, instaurou de ofício através da Portaria n.º MPPR 0034.12.000031-9, Inquérito Civil Público, contra a atual gestão para apurar o seguinte fato: Acompanhar a oferta de vagas na educação infantil, em especial para a faixa etária de 04 a 05 anos, visando observar o atendimento ao disposto na Emenda Constitucional n.º 59, e no inciso IV, do Art. 208 da Constituição Federal. Pois bem, este artigo 208, menciona o seguinte:

Art. 208. O dever do Estado com a educação será efetivado mediante a garantia de: IV - educação infantil, em creche e pré-escola, às crianças até 5 (cinco) anos de idade; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006). Ou seja, neste ano de 2014, todas as crianças de 04 a 05 anos no município de Cerro Azul terão que ter Coutinho e Zaniele Chamvaga disponível nas creches berlain Desplanches no curso e pré escola, sob pena de ser GPEDI – Gestão e Processos em Educação, Diversidade responsabilizado o gestor e Inclusão, oferecidos pela público, segundo a lei, e Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral. Durante o ano de 2012, os professores na UFPR – Litoral – Caiobá/ cursaram o GPEDI e em 2013 Matinhos, onde foram discutiatuaram como multiplica- das grandes questões da edudores, oferecendo o curso a 58 cação na região do Litoral e profissionais da Educação dos Vale do Ribeira. Com certeza municípios de Cerro Azul e o CEPI e a educação de Cerro Dr. Ulysses, no Vale do Ribei- Azul estiveram muito bem ra. Baseados nesta experiên- representados! É um desejo de todos os cia, os professores escreveram artigos científicos que pais e educadores que atos foram apresentados durante como estes, que fazem a difero “1º Seminário GPEDI”, nos ença na sociedade local transdias 29 e 30 de novembro, formando-a para melhor, seja

ORGULHO CERROAZULENSE! O CEPI, Colégio Estadual Princesa Izabel, tem muitos motivos para orgulhar-se do seu Quadro de Professores neste final de ano! A Escola se destacou na comunidade pelas atividades que sua equipe tem oferecido aos estudantes ao longo do ano. Pode-se citar, entre outras, o “Dia do Idoso”, o “Kolejão Cidadão”, a Equipe Multidisciplinar “Contra toda forma de preconceito”, o “Zoombie Serro”, entre outras. Sem dúvida, estas atividades demonstram o grau de comprometimento de todos com a escola, além da busca de capacitação e aper-

VAGA NA ESCOLA GARANTIDA mais, este ensino não pode se constituir em um empilhamento de crianças em salas de aulas, mas sim, locais adequados e dignos, para que ali, junto com a educação familiar se construa cidadãos. Junto a isto devemos exigir uniformes a todas as crianças e alimentação adequada, bem como atividades escolares e extraescolares, voltadas tecnicamente para a edificação da pessoa humana, especialmente em dias de chuvas, quando a atividade escolar fica mais concentrada devida a pouca estrutura da cidade, decorrente dos desvios financeiros históricos de políticos corruptos, que mais mal causaram ao município. NOSSA OPINIÃO. Parabéns ao jovem promotor de justiça, esperamos que continue agindo de forma independe, apurando as denúncias e esclarecendo as questões que de ofício observa como estando errado ou que mereçam simplesmente o acompanhamento de parte deste importante órgão do estado, pois é no ministério público que centramos nossa esperança de ação, pois ele é a magistratura atuante, em contrapartida com o princípio da inércia. também empreendido pela política educacional das escolas municipais de Cerro Azul, de forma que se tenha uma continuidade na formação do cidadão consciente, compreendendo uma fase maior na vida destes. O CEPI parabeniza todos os seus profissionais por todas as conquistas obtidas no ano letivo de 2013!


PÁGINA 4

POLÍTICA

VOZ DO RIBEIRA

CERRO AZUL VIOLENTA Lutamos muito pelo asfalto, inegavelmente importante para a nossa região. Foi um resgate cidadão de nosso povo, nos integrou a cultura e o fácil acesso a Curitiba, cidade satélite de Cerro Azul. Contudo, também nos aproximou das mazelas sociais estocadas nos descontroles sociais e desvios morais da pessoa humana. Agora, passamos a conviver com a criminalidade técnica, ou o chamado crime organizado. Foi isto que a família Castro experimentou no último dia 20 de dezembro, pois criminosos invadiram a casa e passaram a formar reféns todos os que entrassem no local, sendo que contavam com requintado meio de comunicação via rádio, de forma que quem estava de fora se comunicava e dava as dicas para quem estava dentro da casa. Foram horas de terror, de violência, com prejuízos de dinheiro e cheques emitidos, mas o maior dano foi o moral que sofreram, sendo intimidados, agredidos, ferindo os valores mais nobres de um ser humano que é a sua dignidade, sem dúvida traumatizante. Recentemente também tivemos o mesmo problema social na agencia bancária, onde foram subtraídos diversos valores com o mesmo requinte de crueldade. Não podemos ficar passivos a este quadro, pois tão grave quanto é a corrupção é o assaltante, e para isto a sociedade precisa se mobilizar. Não é de hoje que este jornal vem defendendo medidas preventivas em Cer-

ro Azul, senão inibidoras da prática criminosa, pelo menos esclarecedora de tal prática. A exemplo de colocação de câmeras de segurança, com poder de zoom, sendo um dos locais estratégicos a Igreja Católica, a qual pegaria toda a praça e saída de veículos pelo asfalto, outro local a ser colocado seria o Colégio Padre Luciano, o qual pegaria a praça e toda a extensão da rua do cruzeiro, a outra poderia ser em poste instalado junto a Cressol, que pegaria toda a rua do comércio e a praça, e finalmente uma na rua do hospital, colocada possivelmente no posto JR, ou então no morro da caixa d’água sentido cemitério, formaríamos um verdadeiro “big brother” na segurança. Também é hora de iniciarmos uma guarda municipal, a qual embora voltada para proteger o patrimônio público municipal, sua presença ostensiva na cidade se constitui em instrumento inibidor. Seria mais uma pessoa atenta e vigilante cuidando de nosso patrimônio. A pretensão é só uma: dar segurança pública de qualidade. Isto são medidas preventivas, já que o que precisamos mesmo é um policiamento militar ostensivo, com mais policiais, com rondas contínuas pela cidade, quer com veículos ou motocicletas, especialmente nos finais de semana, e isto somente se dará se o gestor público municipal tiver representatividade em Curitiba para buscar recursos e apoio, tiver capacidade gerencial

para encontrar e detectar o problema, enfim se preocupar com a cidade de Cerro Azul e seu povo no sentido mais amplo possível. Outro aspecto importante a ser considerado diz respeito a Polícia Civil a qual precisa esclarecer este fato e entregar a sociedade este meliantes, de forma que se deixe claro que aqui em Cerro Azul os crimes são desvendados. Recentemente a GAECO esteve em Cerro Azul, investigando um morador local, fundada a diligência em uma carta anônima, sem o mínimo de respaldo probatório, ato de verdadeiro abuso de poder praticados por todos os agentes públicos locais, e este fato vem a demonstrar como estas autoridades estão equivocadas em suas condutas, pois o criminoso que ataca a nossa sociedade não está centrado em polêmico cidadão residente aqui, com endereço e filhos na cidade, mas sim neste tipo de fobia social que é gerado com assaltos desta natureza. E diga-se pela oportunidade, no tempo que este polêmico cidadão cerro-azulense fazia a vigilância junto com o soldado Jorge, Cerro Azul não enfrentava este problema crônico de segurança, como se vê, são erros estratégicos que tiram as pessoas talhadas de seus postos de serviços para colocar outros, para os quais não possuem o mesmo dom. Povo de Cerro Azul, há uma máxima romana que diz “dar a cada um o que é seu”, então é hora de colocar em prática esta máxima. O poder público deve dar segurança pública de qualidade para todos nós, isto nos pertence, deve dar saúde de qualidade, pois isto também nos pertence, dar educação escolar competitiva, pois também nos pertence, enfim, faz um ano de gestão e até agora somente praça pintada e uma passarela feita, é pouco, muito pouco. Estamos de olho...

Licitação de combustível na mira do Ministério Público Este jornal vinha se posicionando de forma cética em relação à atuação do Ministério Público em nossa comunidade, afinal foram inúmeras as notícias de desmandos da atual gestão e efetivamente nada foi feito. Em algumas denúncias colocamos até prova documental na matéria, mas a omissão foi a resposta, como se houvesse um temor de mexer com o prefeito, ou pior, achar que estariam sendo fantoches do jogo político de Cerro Azul, e para não se envolverem não cumpriam com seu papel institucional. O atual promotor, Guilherme de Barros Perini, parece pensar diferente, atua onde tem que atuar, pouco interessando se isto fará bem a situação ou oposição, mas o que importa é fazer bem ao povo de Cerro Azul, a independência das instituições. Avesso a fofocas e assédios orquestrados, apresentou seu cartão de visitas ao atual prefeito, ao ter instaurado pela Portaria n.º MPPR-0034.000047-3, Inquérito Civil Público para apurar responsabilidades sobre o seguinte fato: “Trata-se de denúncia trazida,... noticiando que de acordo com informações obtidas junto ao TCE/PR, a Prefeitura Municipal de Cerro Azul procedeu a dispensa de licitação para contratação de postos para fornecimento de combustível, para atender a necessidade da frota das Secretarias do Município, num valor de R$ 76.660,00. Contudo, a administração não procedeu qualquer pedido de cotação de preço, aos demais postos da cidade, vindo a contratar diretamente o Posto de Combustível JR, situado na Rua Barão do Rio Branco, nesta cidade de Cerro Azul/Pr, que de acordo com boatos na cidade, pertence á Secretária de Educação do Município e seu esposo, e que estes já haviam providenciado alterações no contrato social da empresa, para poderem participar da licitação.” Portanto, surge um novo alento a sociedade de Cerro Azul, parece que temos um Promotor de Justiça atuante em nossa comarca, no sentido de dar transparência aos atos da atual administração, cujo preço de sua atuação não é nada mais do que a sua independência funcional e a sua função constitucional sendo cumprida.


VOZ DO RIBEIRA

CIDADE

PÁGINA 5

LEITOR DIZ QUE “CHEIRA MAL” A CONTRATAÇÃO DE NOVO ADVOGADO PELA PREFEITURA Veja o email na íntegra: Prezados Senhores, Fiquei sabendo de fonte segura que foi realizado um processo de licitação, por baixo dos panos, na Prefeitura Municipal de Cerro Azul para contratação de mais um advogado. Este processo ocorreu no período de 25 a 29 de novembro (licitação e contrato), pelo menos é o que “VAI” constar no site do Tribunal de Contas e naquele jornal da prefeitura; VAI, porque ainda não foi publicado. Esta licitação é para ajeitar a vida do chefe de gabinete, senhor André Henrique Chandelier, que passará de um salário de R$ 4.200,00 de secretário para um contrato de autonômo de cerca de R$ 9.000,00 (nove mil reais) por mês. É um prêmio a ineficiência!!! Segundo informações a licitação vai ser modalidade “CONVITE” e é para a contratação de um advogado tributarista para prestar serviço junto ao setor de tributação da prefeitura. Agora se o “Doutor André” tem especialidade nesta área aí já ninguém sabe. Não sei bem ao certo o período da contratação se for para 12 meses o valor lançado no site do Tribunal de Contas será de cerca de R$ 108.000,00 se for de 48 de R$ 432.000,00. e dizem que para trabalhar dois dias por semana. Outra coisa que pode ser suspeita é a data de exoneração do Senhor André como secretário de governo e a data da assinatura do contrato como advogado tributarista. segue o link para consulta: http://servicos.tce.pr.gov.br/ TCEPR/Municipal/AML/ConsultarProcessoCompraWeb. aspx Esta questão dos expedientes dos advogados contratados pela prefeitura já é praxe. Um tem expediente de 1 dia na semana, outro de dois e uns que nem aparecem. Outra questão curiosa está ai: porque um advogado concursado da prefeitura ganha pouco mais de R$ 2.500,00 por vinte horas de expediente, enquanto que os contratados recebem o triplo para nem aparecerem? Fiquei sabendo que esse Dr. Julio Lopes também tem um contrato de R$ 7.500,00 por mês, bem acima do R$ 4.200,00 do procurador nomeado em cargo comissionado. Enfim, este jornal está sendo para os cidadãos de Cerro Azul um exemplo de luta contra a péssima utilização do dinheiro público que vem acontecendo. Espero que esse fato também não escape dos olhos atentos dos editores. Espero que esse jornal também mantenha o sigilo sobre suas fontes, para que no futuro eu possa enviar novos fatos. Um abraço.

Este jornal entrou no site indicado e realmente foi encontrada a informação conforme segue abaixo: Entidade Executora MUNICÍPIO DE CERRO AZUL - Ano* 2013 Nº licitação/dispensa/inexigibilidade* 2 - Modalidade* Convite Número edital/processo* 006 Descrição Resumida do Objeto* O presente convite tem por objeto a contratação de serviços especializados de assessoria jurídica no Setor de Tributação, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Finanças, com duas visitas semanais a Prefeitura do Município de Cerro Azul. Forma de Avaliação Menor Preço Melhor Técnica Técnica e Preço Maior Lance ou Oferta Dotação Orçamentária 0602201833903533903501010000 Preço máximo/Referência de preço - R$* 72.800,00 Data de Lançamento do Edital 20/11/2013 Data Abertura 27/11/2013 Data Registro 07/01/2014 Nossa Opinião: Manteremos, nos termos constitucionais, o sigilo garantido, este é o compromisso do VOZ DO RIBEIRA. Se isto realmente procede, ou seja, se a publicação no site do Tribunal de Contas não estiver errada, é mais uma vergonha para Cerro Azul e para as instituições formais da cidade por não tomarem providência alguma. Isto inclui Ministério Público e Câmara Municipal, pois Cerro Azul possui pelo menos 11 advogados ou pessoas formadas em direito atuando junto a gestão atual, o que seria por demais suficiente e até excessivo para agora contratar mais um! Não bastasse o aspecto de número de profissionais desta área a disposição da atual gestão, há de ser considerado que Cerro Azul não possui questões tributárias complexas para justificar a contratação de assessoria ou um especialista na área de tributação, não bastando, a justificativa como colocada não se ajustaria a modalidade de convite, pois se volta para o entendimento de que se está utilizando dela para atender interesses individualizados, o que é vedado, especialmente porque um dos convidados era chefe de gabinete, além do que não foi definido na súmula o caráter de carência específica e nem o tempo determinado da prestação deste serviço, o que viciaria na sua origem e imporia a sua nulidade. É com este tipo de administração que o dinheiro público vai para o ralo e o resultado é de que não sobra valor algum para o município investir em educação, lazer, transporte, saúde, etc.. Povo de Cerro azul reprovem este tipo de conduta! Muito Obrigado leitor, estamos de olho…


PÁGINA 6

CIDADE

Retrospectiva RIO QUEBRADA FUNDA PEDE SOCORRO

2013

Não faz muitos anos que o Rio Quebrada Funda era um rio de água limpa, pois os moradores utilizam-no até para tomar água. Para quem não conhece é aquele que corta a cidade, passando por traz do hospital e da Igreja Católica e deságua no Ponta Grossa. Existia um código entre os ribeirinhos, a época, que não utilizavam as águas do rio até as 10:00hs da manhã de cada dia, sendo que neste horário as pessoas enchiam seus filtros d’água, mas hoje tudo mudou, nada ficou igual como era antes. Não eram raros os diversos tanques feitos ao longo do rio, onde todos usam para se refrescar no verão, além disso, era extremamente piscoso, lambari, cara, bagre, cascudo, pita, era o forte do rio, enfim o rio era tão puro que até a Igreja Assembléia de Deus utilizava-o para fazer os seus batizados.

VOZ DO RIBEIRA

PERSEGUIÇÃO ENOJA UMA ADMINISTRAÇÃO

Nós temos acompanhado em Cerro Azul o verdadeiro absurdo da instauração de um “Claudineia Inquisição” cujo signo adotado é aquele baseado na forma mais vil, mais repugnante, mais doentia, mais sórdida, que quebra todos os princípios básicos da administração pública (impessoalidade, moralidade, dignidade da pessoa humana, etc) qual seja, se socorre do primitivo sentimento de perseguição. Foi assim, primeiro com aquele absurdo de convocar uma câmara, em convocação extraordinária, para revogar uma lei que dizia respeito a um funcionário público, gastando o erário apenas para satisfazer o odioso sentimento da perseguição. Depois formou-se em Cerro Azul uma verdadeira ciranda de Todos já sabem que o Vereador Cabeça solicitou que a Câmara requisitasse todos os pro- cargos, onde se prestou o executivo local a transferir funcessos licitatórios realizados na atual gestão e por um verdadeiro absurdo 5 traidores do seu cionários eficientes para setores diversos colocando outros voto, negando a função institucional de fiscalização da Câmara votaram contra a pretensão, apenas para satisfazer a lascívia vil aos metais, pois pelos prejudicando o município por inteiro porque não tem interesse em ver as contas municipais. adicionais salariais de cada cargo faziam-se os manejos sem observância a critérios técnicos. Absurdo.

PREFEITO DRIBLA APRESENTAÇÃO DE LICITAÇÃO.

FILA PARA AGENDAMENTO DE CONSULTAS COM DENTISTAS O Jornal Voz do Ribeira, atento as concentrações populacionais de Cerro Azul, ficou assustado com o que foi visto pela manhã, sob um frio de bater os dentes, ainda com alguma umidade do sereno, o nosso povo exposto as intempéries, na fila estendendo por toda a calçada em frente ao Posto de Saúde da Praça. Buscando entender o que estava acontecendo, foi informado que a fila dizia respeito ao agendamento das consultas para o bimestre seguinte a ser feito com os dentistas da cidade.

LEITÃO A PURURUCA, FOGUETE, BEBEDEIRA E ESCÂNDALO

Aconteceu na cidade de Cerro Azul um fato lamentável, isto para dizer o menos, pois o Vereador Josnei Carlos Raab, vulgo “Porquinho”, pela madrugada do dia 20 de agosto, fez verdadeira algaravia, bagunça, baderna, próprio da repugnância de todos os munícipes. Estava alcoolizado e sob este argumento passou a estourar foguetes pela madrugada adentro, atrapalhando o descanso das pessoas que trabalham no município. Como se não bastasse, o episódio aconteceu em frente ao hospital público. Pouco se atentando com a dor dos pacientes, praticou um verdadeiro escárnio a grandeza de nossa gente, humilde sim, mas digna. As verbas públicas destinadas a Cerro Azul, em regra, obedecem a um sistema engesMas a porcalhada ou a suinagem, praticada pelo edil, não sado, ou seja, elas obedecem a um percentual mínimo para um determinado destino. parou por aí. Os munícipes chamaram a polícia militar, a Por exemplo, para educação o gestor público tem que gastar 25% das receitas dos impos- qual tem função constitucional de policiamento ostensivo, tos, para a saúde 15%, e assim por diante, de forma que ao final, pouco sobra para investi- e ao chegar no local a corporação inteira da centenária Polímentos. Também há verbas com protocolo de gastos certos, os quais não podem ser usadas cia Militar do Paraná foi aviltada pelo escandaloso vereador, para pagamento de despesas diversas daquela do destino específico. (Art. 7o Os Municípios pois de punhos a frente desafiava a corporação a prendê-lo, e o Distrito Federal aplicarão anualmente em ações e serviços públicos de saúde, no mín- instigando a todos o desrespeito a ordem pública e a imaimo, 15% (quinze por cento) da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 156 e dos gem da polícia militar, dizendo que era ele quem mandava recursos de que tratam o art. 158 e a alínea “b” do inciso I do caput e o § 3º do art. 159, todos na cidade, que a polícia só prestava para aplicar multa e se da Constituição Federal. Art. 212. A União aplicará, anualmente, nunca menos de dezoito, os policiais o prendessem estes seriam removidos do nosso e os Estados, o Distrito Federal e os Municípios vinte e cinco por cento, no mínimo, da re- município por vontade dele, e mais, ameaçou a todos os loceita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, na manutenção cais, especialmente a um médico plantonista, o qual cumpria e desenvolvimento do ensino. Constituição Federal de 1988.) apenas com o seu papel de salvar vidas.

AUSÊNCIA DE PROJETOS PREJUDICA CERRO AZUL


VOZ DO RIBEIRA

CIDADE

CIDADÃO EXERCE SUA CIDADANIA PLENA TAMBÉM RECLAMANDO A JUSTIÇA

PÁGINA 7

RIO QUEBRADA FUNDA PEDE SOCORRO

Não faz muitos anos que o Rio Quebrada Funda era um rio de água limpa, pois os moradores utilizam-no até para tomar água. Para quem não conhece é aquele que corta a A cidadania plena não é uma utopia, ela pode ser exercida por você cidadão cerro- cidade, passando por traz do hospital e da Igreja Católica e azulense. Apesar de exigir muita determinação e coragem, afinal, transformações sociais deságua no Ponta Grossa. Existia um código entre os ribeirinhos, a época, que não utilizavam as águas do rio até as não são realizadas por pessoas que vivem nas vísceras da covardia. Quer pela Ação Popular como pela Ação Civil Pública, o cidadão comum pode e deve 10:00hs da manhã de cada dia, sendo que neste horário as participar da gestão racional da administração, para postular quer de forma reparadora pessoas enchiam seus filtros d’água, mas hoje tudo mudou, como preventiva a correção as irregularidades de uma gestão pública, inclusive com nada ficou igual como era antes. Não eram raros os diversos tanques feitos ao longo do rio, conseqüências financeiras pessoais e políticas ao gestor público, aquelas representadas pelo bloqueio do próprio patrimônio do gestor público, enquanto estas pelo reconheci- onde todos usam para se refrescar no verão, além disso, era extremamente piscoso, lambari, cara, bagre, cascudo, pita, mento de ato ímprobo afastando o gestor da vida pública por determinado período. era o forte do rio, enfim o rio era tão puro que até a Igreja Assembléia de Deus utilizava-o para fazer os seus batizados. O Rio Quebrada Funda, nome dado por ser um rio caudaloso, hoje se encontra abatido, somente é lembrado quando Como todos sabem, este jornal vem fazendo várias críticas ao modelo de gestão pública se revolta com o mal trato, demonstrado quando sai de seu adotada pelo Prefeito Claudinei, em regra atrelada a sistemas primitivos de gestão sem re- leito natural inundando toda a cidade, especialmente no mês sultado prático e transformação relevante em favor de nosso povo. de janeiro, sempre chuvoso em nossa região, oportunidade Os erros são visíveis como, por exemplo, a colocação de seu parente na Secretaria da em que grita, o rio, dizendo eu existo e alaga toda a nossa Agricultura, o qual tem por formação profissional a de serralheiro. praça.

PINTA PRETA NAO É FERRUGEM

CERRO AZUL ABANDONADA E EXPOSTA AOS VÂNDALOS

Quem vai ao cemitério de Cerro Azul sofre uma influência multiforme de sentimentos, especialmente porque lá é um local mais sensível a todos nós, lá estão os entes queridos que nos deixaram. Diante deste sentimento, entendemos que o cemitério não pode ser um local de abandono, de descaso, de fim, mas sim de continuidade do respeito que se tinha em vida pelas aquelas pessoas que nos deixaram.


PÁGINA 8

VARIEDADES

VOZ DO RIBEIRA

Fundação SOS Mata Atlântica visita Cerro Azul

A Fundação SOS Mata Atlântica visita Cerro Azul com o projeto “A Mata Atlântica é Aqui: Exposição Itinerante do Cidadão Atuante”. Um caminhão adaptado da ONG está na Praça Monsenhor Celso, no Centro, até o dia 2 de fevereiro com diversas atrações gratuitas realizadas por uma equipe de educadores ambientais para o público de todas as faixas etárias. A programação acontece todos os dias das 10h às 17h. Durante a visita, a SOS Mata Atlântica e as instituições parceiras locais promovem palestras, oficinas, exibição de vídeos, jogos educativos e exposições no caminhão da ONG, transformado em uma sala de aula. Em cada cidade visitada, a Fundação SOS Mata Atlântica realiza a análise de qualidade da água de um rio, córrego ou lago local. Para isso, a ONG faz a coleta de água usando um kit de monitoramento desenvolvido pelo programa Rede das

Águas, da própria Fundação, que possibilita uma análise que engloba 14 parâmetros físico-químicos, entre eles transparência da água, lixo e odor. O kit classifica a qualidade das águas em cinco níveis de pontuação: péssimo, ruim, regular, bom e ótimo. Em Cerro Azul, uma coleta de água foi realizada no dia 25 de janeiro, no Rio Ribeira. O resultado será divulgado no blog da ONG: www.sosma.org.br/blog/. A exposição itinerante também tenta sensibilizar a população para seus direitos e deveres ambientais, mostrando que cada um pode e deve fazer a sua parte para que todos tenham uma melhor qualidade de vida e um ambiente mais preservado. A SOS Mata Atlântica acredita que, sem informação, as pessoas e os governantes não têm como agir. Dessa forma, uma das ações da Fundação é o monitoramento da Mata Atlântica com imagens via satélite. De acordo com os dados mais recentes do At-

las dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica – projeto desenvolvido pela Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) – restam hoje no Paraná 19.639.352 hectares (ha) de Mata Atlântica, o que corresponde a pouco mais de 11.8% da Mata Atlântica que existia originalmente no Es-

tado. Já na cidade de Cerro Azul, no período de 20112012, foi possível constatar o desmatamento de quatro hectares (área aproximadamente de quatro campos de futebol) de floresta. A cidade possui 6% de sua Mata Atlântica original em bom estado de conservação, ou 8.436 ha. Originalmente, o município possuía 134.094

ha. Esta é a primeira vez que o projeto itinerante passa por Cerro Azul. Escolas e grupos interessados poderão realizar visitas monitoradas. O caminhão conta também com estrutura própria para receber deficientes físicos. Além disso, quem tiver interesse em se tornar um voluntário também poderá participar.

Dinâmica de quebra gelo para o Primeiro dia de aula é dia de quebrar o gelo e apresentar os alunos. Essa é uma dinâmica de quebra gelo para o primeiro dia de aula, para integrar os alunos e apresentar um a um num ambiente divertido que estimula a criatividade e imaginação. As dinâmicas de nomes ótimas para memorizar os nomes dos alunos e professores, muito divertida. Uma das grandes dificuldades no início de ano letivo é a comunicação entre alunos e professores por um fator simples, o nome, quando sabemos o nome de nossos colegas de sala de aula e dos professores transpomos uma primeira barreira rumo à integração e relacionamento interpessoal. Dinâmicas de Grupo de Nome, dinâmicas para aprender o nome são a base para a apresentação de uma classe. Dinâmica de quebra gelo para o primeiro dia de aula - O Nome Esta dinâmica propõe um Quebra-Gelo entre todos os alunos da classe. Ela pode ser proposta no primeiro dia em que um grupo se encontra. É ótima para a memorização dos nomes de cada um. Materiais: Nenhum. Procedimento: O professor ou educador deve fazer um círculo com os alunos, assentados ou de pé, os participantes vão um a um ao centro da roda (ou no próprio lugar) falam seu nome completo, juntamente com um gesto qualquer, ou uma mímica. Em seguida todos devem dizer o nome do aluno e repetir o gesto feito por ele. Dinâmica para quebrar o gelo com muitos elementos para auxiliar o aprendizado e a integração da classe. Observações: Essa dinâmica pode ser feita apenas com o primeiro nome e o gesto da pessoa, sendo que todos devem repetir em somatória, ou seja, o primeiro diz seu nome, com seu gesto e o segundo diz o nome do anterior e gesto dele e seu nome e seu gesto... e assim por diante. Geralmente feito com grupos pequenos, para facilitar a memorização. Mas poderá ser estipulado um número máximo acumulativo, por exemplo, após o 8º deve começar um outro ciclo de 1 a 8 alunos. Tempo de aplicação: 10 minutos Número máximo de pessoas: 40 - Número mínimo de pessoas: 5.


VOZ DO RIBEIRA

VARIEDADES

PÁGINA 9

QUANDO O NATAL É NATAL!

Há mais de 28 anos em Cerro Azul, a Sra. Maria Aparecida Briguetti, conhecida por todos carinhosamente como Dona Cida, vem transformando o período de natal em um momento muito especial em Cerro Azul, com traços nítidos de dedicação única, talento inesgotável, devoção descomunal e muita, mas muita dose de amor. O Voz do Ribeira teve acesso aos enfeites de natal colocados harmonicamente em sua maquete, cujo trabalho de montagem leva 2 meses, e outros dois meses vai para o desmonte, de forma que 4 meses de cada ano representam a devoção dada ao Natal pela Dona Cida. Com um histórico único, a iniciar com um presépio exposto ao público, depois, o ato de percorrer a cidade como mamãe Noel e seu falecido Marido Sr. Aldo como papai Noel, deixavam Cerro Azul mais humano, mais sentimental, despertando em todos nós os reais valores que devem nortear o ser humano em todos os momentos de sua vida, mas que mais aguça nas festividades natalinas, que são a paz, o amor, a fraternidade, a tolerância, a aceitação das diferenças, a compaixão entre outros.

BAILE GAÚCHO EM DOUTOR ULYSSES A Secretaria de Cultura de Doutor Ulysses realizou no dia 16 de Novembro um grande Baile Gaúcho. O evento foi muito divertido e aqueles que foram prestigiar aproveitaram bastante. O evento contou com animação do grupo FOGO DE CHÃO que fez um belíssimo show. Para aqueles que apreciam a tradição das danças gaúchas foi um prato cheio, o grupo tocou a noite toda e quem gosta de dançar realmente não parou. Na nossa região é muito apreciada a tradição gaúcha, como danças, trajes e também o chimarrão, então quando nos deparamos com um evento desses a tradição contagia a todos e assegura diversão a toda população. A comissão organizadora, que está de parabéns pelo grande baile, aproveita para agradecer a presença de todos, bem como a todos os envolvidos na sua realização.

Finalmente, chegamos a ter em Cerro Azul até uma representação teatral na casa de Dona Cida, do nascimento e morte de Jesus Cristo, até que um de seus colaboradores foi seqüestrado e assassinado em Cerro Azul, cujo crime até hoje está sem esclarecimento, e uma das conseqüências nefastas do mal foi o desestimulo da representação, isto segundo versões de moradores locais. Todas as imagens tem um significado muito especial para ela, pois algumas foram dadas por pessoas no anonimato das representações de papai Noel, outras dadas em reconhecimento a grandeza de seu ato, como as doadas pela falecida Lea Lurdes Alves Cordeiro, não bastando, também impregnou seu filho com o mesmo sentimento natalino, pois Alexandre se mantém atento durante todo o ano, e quando vê alguma imagem que pode ser incorporado a maquete imediatamente adquire, fomentando assim o natal e seus valores em suas vidas durante o ano todo. Realmente é um orgulho ao Voz do Ribeira divulgar iniciativas positivas como esta em nossa sociedade, pessoas que fazem a diferença, não para si próprios, mas para todos os outros também. Gostaríamos que a Secretaria da Educação e Turismo, encontrasse nesta iniciativa um caminho para dar uma nova dinâmica a este trabalho, de forma que possamos envolver toda a nossa comunidade e gestão pública no mesmo sentimento de transformação para melhor. Parabéns Dona Cida, Alexandre, Aldo, em memória, e todos os colaboradores deste ato especial que vivenciamos em Cerro Azul.


PÁGINA 10

CIDADE

VOZ DO RIBEIRA

TEVE ANIVERSÁRIO COM BOLO E AGORA CHEGAM OS PRESENTES! Este jornal vem incansavelmente delatando a todos os desmandos administrativos praticados pela atual gestão, a qual se volta para o prejuízo coletivo, de forma que somente fica feliz com este quadro quem estiver “mamando” nos cofres públicos, ou então, se acovarda no seu dever cívico de construir uma Cerro Azul melhor para todos, pois quem se omite é tão nefasto socialmente como aquele que participa. Pois bem, buscando o conceito do bem para Cerro Azul, foi representado, em 17/12/2013, por RAQUEL DA APARECIDA OLIVEIRA, servidora pública municipal, lotada na Secretaria Municipal da Educação, na CONDIÇÃO DE PRESIDENTE DO CONSELHO DO FUNDEB, contra o CONTADOR MUNICIPAL, senhor PAULO CESAR GARCIA, a SECRETÁRIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO, senhora NARA ELAINE EBINA BERETA DE ALMEIDA CESAR, servidora pública e o prefeito municipal CLAUDINEI BRAZ, tendo em vista que não ocorreu a prestação de contas ao CONSELHO DO FUNDEB referente ao ano de 2012 e seus REFLEXOS em 2013, por IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Entenda como ocorreram os fatos: A REQUERENTE é Presidente do CONSELHO DO FUNDEB DO MUNICÍPIO DE CERRO AZUL e segundo a senhora ANA RAQUEL CHANDELIER, Presidente anterior do mencionado CONSELHO, conforme ATA Nº 19, constatou que havia, no final do ano de 2012, uma sobra de R$ 85.767,22, e, confirmada posteriormente, na ATA Nº 23, agora, como representante do CONTADOR MUNICIPAL, a senhora ANA RAQUEL CHANDELIER apresentou nova prestação de contas do FUNDEB mencionando existir uma sobra de R$ 192.000,00, retificando a prestação de contas anterior, tudo isto está documentalmente demonstrado, segundo a representação. É bem verdade que a prestação de contas do ano de 2012 está ainda em aberto (17.12.2013) entretanto, o fe-

chamento deveria se dar no ano de 2013 pela atual gestão, mas nem tempo hábil existe para tanto, portanto os nominados PAULO, CLAUDINEI e NARA, por serem os responsáveis pela prestação de contas e gestão das despesas e receita do FUNDEB, deverão fazer aparecer este valor, segundo a representação. Em reunião realizada no dia 11 de dezembro do ano de 2013, os CONSELHEIROS do FUNDEB em deliberação decidiram proceder a presente REPRESENTAÇÃO AO REPRESENTANTE do MINISTÉRIO PÚBLICO para que se instaure INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO no sentido de apuração dos fatos e se constatada irregularidades, em face da estranha negativa da prestação de contas, que sejam, então, os verdadeiros CULPADOS devidamente responsabilizados, conforme consignado na ATA Nº 25. Afirmam os conselheiros do Fundeb, até para eximirem-se de responsabilidades solidárias pelo desaparecimento do dinheiro, que não podem concordar e nem se mostrar coniventes com tais irregularidades, tendo, por isso, que proceder a presente REPRESENTAÇÃO. A LEI Nº 12.527, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011 é incisiva em estabelecer o direito ao acesso de informação, especialmente em material desta natureza, embora esta lei não tenha pegado em Cerro Azul, já que a prefeitura com frequência não a cumpre e nada é feito a respeito, apesar de existir, inclusive, representação junto ao Ministério Público a respeito disso, novamente o fato se repete em relação aos pedidos feitos pelo conselho junto a prefeitura. Resumo da ópera, prefeitura não fornece informação nos termos da lei, Ministério Público se omite e não faz nada. A esperança se renova com este novo promotor, o qual aparenta ser sério e não tem medo do prefeito. Mas mais ainda, a LEI nº 11.494, de 20 de junho de 2007, que regulamenta o FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

E DE VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO – FUNDEB dispõe que: “Art. 25. Os registros contábeis e os demonstrativos gerenciais mensais, atualizados, relativos aos recursos repassados e recebidos à conta dos Fundos assim como os referentes às despesas realizadas ficarão permanentemente à disposição dos conselhos responsáveis, bem como dos órgãos federais, estaduais e municipais de controle interno e externo, e ser-lhes-á dada ampla publicidade, inclusive por meio eletrônico. E mais, o Art. 28 diz: O descumprimento do disposto no art. 212 da Constituição Federal e do disposto nesta Lei sujeitará os Estados e o Distrito Federal à intervenção da União, e os Municípios à intervenção dos respectivos Estados a que pertencem, nos termos da alínea “e” do inciso VII, do caput, do art. 34 e do inciso III do caput do art. 35 da Constituição Federal.

Portanto, o descaso e a maneira absurda com estão sendo administradas as verbas do FUNDEB, ignorando e desconhecendo a existência do CONSELHO DO FUNDEB, são motivos mais do que suficientes para levar o fato ao conhecimento REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO PÚBLICO, haja vista a total falta de transparência e a maneira não condizentes com a seriedade exigida por LEI para os gastos de tais verbas. Agora a população e os profissionais da educação, lesados em seus direitos, esperam que seja iniciada um gama de providências judiciais para extirpar de nossa sociedade desmandos como este delatado. NOSSA OPINIÃO. Se esta denúncia for procedente e as instituições formais trabalharem no sentido do cumprimento da lei, tenderia a ser o último ano de governo Claudinei, pois seu afastamento da função se imporia. Quem tem compro-

misso com a cidade, não pode jamais se acovardar, pois povo sem voz é povo com medo, e o medo transforma o homem livre em escravo das mazelas sociais criadas por cantões de corruptos, criminosos, etc. Se o Brasil tivesse medo de agir, os corruptos do mensalão não estariam na cadeia, por sinal, local adequado para acolher todos os que saqueiam os cofres públicos. Neste caso, a má qualidade de ensino de Cerro Azul, que jamais deve ser tributada aos professores, por sinal operosos diante da absoluta falta de estrutura local, decorrem de situações em que o dinheiro público deveria estar para servir a educação e é desviado para atender outros interesses, por isto precisamos ter a consciência de cidadania, e não se intimidar, pois a covardia é para os fracos, e o nosso povo tem tradição briosa e digna. É assim que pensamos e assim que agimos.

FROTA PARADA E POVO NECESSITADO

Um dos grandes problemas enfrentados pelos municípios pobres, como é o caso de Cerro Azul, é a falta de estrutura de campo para viabilizar a malha viária de nosso município, atendendo assim mais e melhor os nossos munícipes. Cerro Azul, apesar de ser um município pobre, sempre teve um parque rodoviário bem estruturado, pelo menos para atender as necessidades de conservação das rodovias principais e vicinais. Porém nesta gestão foi sucateado em apenas um ano, tanto que estavam querendo licitar a venda do maquinário, mais do que isto, foi realizado um verdadeiro desprestígio aos briosos e operosos funcionários do pátio, pois procuraram terceirizar o serviço. Erro de estratégia, pois a terceirização somente é viável quando não se possui a estrutura, o que não é o caso do nosso município.

Agora é diferente. O Governo do Estado, buscando dar apoio aos municípios forneceu uma patrulha rodoviária invejável, isto já ocorreu em Irati, com 5 tombeiras e máquina de apoio, enfim, tudo o que precisa para melhorar toda a nossa malha viária. No entanto, o “diligente” prefeito prefere deixar todo este maquinário, com todo o respeito, sendo abençoado pela igreja católica do que colocar para trabalhar a favor de nosso povo. Isto é que faz com que o jornal Voz do Ribeira desperte o senso crítico dos nossos leitores, pois este maquinário não faz propaganda ficando parado! A propaganda dele decorre das melhorias que seus serviços promovem, isto é falta de planejamento administrativo, é uma vergonha administrar desta forma, dez dias aproximadamente de inércia! Desde quando chegou o

maquinário, tinha o prefeito o dever de imediatamente colocar trabalhando e não deixar mais de 2 milhões de reais em maquinário descansando na praça. Precisamos de uma administração operosa, dinâmica, que transforme Cerro Azul em uma administração modelo, onde certidões e pagamento de salários não sejam mais motivo de festa por uma gestão, mas sim reconhecido como mero dever cumprido e obrigação realizada. Há quem diga que o maquinário não foi deslocado ainda para serviços no campo porque o prefeito não sabe onde colocar, outros falam que falta dinheiro para colocar combustível, outros dizem que foi mera estratégia especulativa de promessas, seja o que for, nosso povo só tem uma certeza: máquina parada é máquina que não promove o bem comum! Estamos de olho.


VOZ DO RIBEIRA

CIDADE

PÁGINA 11

NOVA REPRESENTAÇÃO POR IMPROBIDADE Em comemoração às festividades de aniversário da gestão Claudinei, chega agora mais uma representação contra a sua gestão. É aquela em que ele envolve as funerárias, pois

foi favorecido ilegalmente um apadrinhado político do prefeito. Diz a representação pela Improbidade do Prefeito, o seguinte: Foi divulgado no

site da Prefeitura Municipal de Cerro Azul, em seu Portal da Transparência sob o protocolo de “Gastos Diretos por Favorecidos” com atualização da informação em 11/11/2013,

as 12:00:27, que a Funerária “Bom Anjo Ltda”, pertencente ao amigo pessoal do Prefeito Claudinei Braz, Sr. Eliseu, pelo Comando Outros Serviços de Terceiros – Pessoa Jurídica,

PROBLEMAS SALARIAIS À VISTA!!!! Ano novo, questões velhas. Como diz o poeta Roberto Carlos, “tudo era igual como era antes e nada do que foi modificou”, e é assim que continua a gestão para o ano de 2014, pelo menos é o que sugere os primeiros passos do novo ano. Basta ver que não se tem notícia em nossa história que um prefeito houvesse tirado férias, por sinal, nem sabíamos que ela realmente existia para cargos desta natureza, em que o afastamento do prefeito é dado pela câmara e o vice é quem assume a sua função, é ele agente político e não trabalhador com regras na CLT. Mas certo é que as coisas em Cerro Azul não acontecem às claras, ninguém sabe ao certo o que ocorre, apenas se presume. Neste sentido então, retirando “merecidas” férias, afinal não é fácil fazer tanta besteira numa gestão de apenas um ano, e o fez no “vizinho” Estado do Espírito Santo, isto segundo a “boca pequena”, o prefeito está pouco preocupado com os efeitos gerados em nosso município com a nova previsão do salário mínimo. Há quem diga que ele nem noção tem de que tal aumento gera conseqüências em sua gestão. Acumulando fracassos, sendo qualificada pela maioria dos regionais como a pior gestão de todos os

tempos, sem perspectiva alguma de melhoria, o agora bronzeado prefeito, com 70% de rejeição segundo a enquete séria deste jornal, terá que reajustar os salários de todos os servidores para não incorrer em injustiça. Esta correção salarial não é fruto de sua vontade, mas sim imposição legal, posto que com o novo salário mínimo a tabela de salários vigente terá de 5 a 6 níveis extintos, o que gerará uma equiparação entre os salários dos enquadrados no Grupo Ocupacional Básico e de Nível Médio. É obvio que se isto acontecer estará instalado o caos na administração municipal, coitado do novo prefeito, pois estará sendo desvalorizada a carreira dos servidores públicos municipais, que por sinal, já vem sendo desde a muito desprestigiada, pois basta ver a quantidade de contratados, atingindo a índices que já se estima entre 25 a 30% dos funcionários públicos. Entendemos importante alertar aos funcionários públicos que se mobilizem para que não hajam perdas estratificadas, posto que com o aumento do salário mínimo pelo menos 5 classes salariais serão basicamente iguais, ou seja, estariam sendo sacramentadas as perdas, de forma que a única saída

é lutarem para ser mantida a mesma política salarial editadas pelos governos Adjhayr, Santo e Dalton, entre Classes e Níveis. Veja como ficará seu salário na futura tabela.

Assim, os funcionários públicos devem se mobilizar urgentemente, pois seus salários terão que ser corrigidos até a vigência do novo salário mínimo que se dará em maio deste ano. Lembrando que teremos carnaval e copa do mundo, pontos que causam uma paralisação nacional, e se você funcionário publico não receber no mínimo estes valores novamente estará pagando a conta das improbidades e erros de gestão praticadas nesta gestão, as quais, por sinal começam a ser investigadas pelo Ministério Público. Ouvido o Sindicato ele emitiu a seguinte orientação: O sindicato SISMUCAZ encaminhará segunda-feira requerimento solicitando a atualização da tabela de salários, pois só o salário mínimo atual engoliu 4 níveis da tabela, e, se aplicado os percentuais entre níveis vigentes desde a publicação da Lei Municipal 041/2011 então passará a englobar até o Nível 6 inclusive, lembrando que os níveis 1 e 2 compõem o grupo ocupacional básico e os cargos em extinção, e os níveis 3, 4, 5 e 6 compõe o grupo

ocupacional nível médio. A falta da correção anual do salário pelo índice da inflação é que leva a este fenômeno em uma tabela com plano de carreira. Como é incoerente profissional de nível médio ganhar como nível básico então o índice, em princípio, seria aplicado pela Administração a estes dois grupos ocupacionais, entretanto, será injusto e ilegal os demais profissionais de nível técnico e superior não receberem o mesmo reajuste, assim, entendemos que deverá ser adotada uma nova tabela, respeitandose os percentuais entre salários vigentes desde 23/11/2011, data em que foi publicada a Lei Municipal 041/2011. Considerando que estas correções são decorrentes da elevação do salário mínimo nacional cujos reflexos na tabela de vencimentos se dá em consequência de não ser aplicada uma correção anual da inflação sobre os salários dos servidores municipais, entendemos que a aplicação desta nova tabela deve se dar de forma automática sem a necessidade de aprovação de dotação orçamentária. Consulta: Sindicato dos Servidores Públicos de Cerro azul.

ANEXO I – TABELA DE VENCIMENTOS 6% NAS CLASSES – VARIAÇÕES NOS NÍVEIS (As mesmas aplicadas pela Lei Nº 041/2011) Matriz da Tabela de Vencimentos dos Servidores Públicos Municipais Classe A Classe B Classe C Classe D Classe E Classe F Classe G Classe H Classe I Classe J Classe K Classe L Classe M Quadro 01 Grupo Ocupacional Nível Básico – Cargos em Extinção Nível 1 724,00 767,44 813,49 862,30 914,03 968,88 1.027,01 1.088,63 1.153,95 1.223,18 1.296,57 1.374,37 1.456,83 Nível 2 759,33 804,89 853,19 904,38 958,64 1.016,16 1.077,13 1.141,75 1.210,26 1.282,88 1.359,85 1.441,44 1.527,93 Quadro 02 – Grupo Ocupacional Nível Médio Nível 3 776,99 823,61 873,03 925,41 980,93 1.039,79 1.102,18 1.168,31 1.238,41 1.312,71 1.391,47 1.474,96 1.563,46 Nível 4 812,31 861,05 912,71 967,48 1.025,53 1.087,06 1.152,28 1.221,42 1.294,70 1.372,39 1.454,73 1.542,01 1.634,53 Nível 5 847,63 898,49 952,40 1.009,54 1.070,12 1.134,32 1.202,38 1.274,53 1.351,00 1.432,06 1.517,98 1.609,06 1.705,60 Nível 6 882,95 935,93 992,09 1.051,61 1.114,71 1.181,59 1.252,49 1.327,64 1.407,29 1.491,73 1.581,24 1.676,11 1.776,68 Quadro 03 – Grupo Ocupacional Nível Técnico Nível 7 1.059,54 1.123,12 1.190,50 1.261,93 1.337,65 1.417,91 1.502,98 1.593,16 1.688,75 1.790,08 1.897,48 2.011,33 2.132,01 Nível 8 1.147,83 1.216,70 1.289,71 1.367,09 1.449,11 1.536,06 1.628,22 1.725,92 1.829,47 1.939,24 2.055,60 2.178,93 2.309,67 Nível 9 1.324,42 1.403,89 1.488,12 1.577,41 1.672,06 1.772,38 1.878,72 1.991,45 2.110,93 2.237,59 2.371,84 2.514,15 2.665,00 Quadro 04 – Grupo Ocupacional Nível Superior Nível 10 1.501,02 1.591,08 1.686,54 1.787,73 1.895,00 2.008,70 2.129,22 2.256,97 2.392,39 2.535,93 2.688,09 2.849,38 3.020,34 Nível 11 2.030,79 2.152,64 2.281,79 2.418,70 2.563,82 2.717,65 2.880,71 3.053,55 3.236,77 3.430,97 3.636,83 3.855,04 4.086,34 Nível 12 2.472,27 2.620,61 2.777,84 2.944,51 3.121,18 3.308,46 3.506,96 3.717,38 3.940,42 4.176,85 4.427,46 4.693,11 4.974,69 Nível 13 3.178,63 3.369,35 3.571,51 3.785,80 4.012,95 4.253,73 4.508,95 4.779,49 5.066,26 5.370,23 5.692,45 6.034,00 6.396,04 Nível 14 4.100,43 4.346,46 4.607,24 4.883,68 5.176,70 5.487,30 5.816,54 6.165,53 6.535,46 6.927,59 7.343,25 7.783,84 8.250,87

atendendo necessidades da Secretaria Municipal de Ação Social, sob o argumento de que tal gasta decorreu do Programa Proteção Social Básica, cujo projeto Atividade decorre de Benefícios Eventuais – Auxilio Funeral, documento 493, datado de 08.03.2013, na importância de R$ 4.515,00 (doc. j.). Este tipo de despesas já houvera sito delatada em público na décima edição do mês de julho de 2013, inclusive juntando cópia de declaração do proprietário da funerária, Sr. Eliseu, dando conta de que ele recebeu na forma de ressarcimento as despesas que teve com enterros em Cerro Azul. Ocorre que, existem na cidade duas funerárias, no entanto somente uma recebe a contra partida indenizatória, e é justo a que pertence ao amigo do prefeito, mas pior, tal pagamento é feito ao absoluto arrepio da lei, já que a lei municipal 20/12, no seu artigo 8º, é por demais claro no sentido de que os serviços funerários de pessoas carentes ou pobres seria gratuito, ficando a cargo da concessão deferida a empresa plantonista. Se assim agiram, o Prefeito e a Funerária Bom Anjo Ltda, por seu representante legal, praticaram aquele no de improbidade na modalidade prejuízo ao erário público, enquanto esta na modalidade enriquecimento ilícito. A representação será oferecida ao Ministério Público nos próximos dias, acreditamos que até a publicação desta edição já teremos a sua protocolização junto ao Ministério Público para as providências, posto que é absolutamente ilegal o prefeito favorecer somente uma funerária quando existem duas na cidade. É lamentável saber que a lei municipal diz que o serviço é gratuito, mas o prefeito pagou por ele, somente porque era serviço prestado por seu amigo?


PÁGINA 12

CIDADE

VOZ DO RIBEIRA

Leitor explica como funciona o Conselho Tutelar Um leitor nos enviou um e-mail muito interessante, nos relatando como se dá o funcionamento do Conselho Tutelar. Muitos de nós não temos a noção de como esse importante serviço é realizado. O leitor também desabafa em relação a discriminação que vem sofrendo por ter feito um curso superior a distância, conhecido como EaD. Vale lembrar que os cursos superiores a distância são avaliados pelo Mec – Ministério da Educação- e são tão importantes quanto os cursos presenciais. Discriminar uma pessoa que é formada por ensino à distância é no mínimo ignorância. Leia na íntegra o e-mail do leitor. Quando trabalhei nesta entidade por duas gestões,

aprendi que Conselho Tutelar é uma entidade Pública, mas funciona como autônoma. Ou seja, o conselheiro não precisa responder a ninguém sobre sua execução. Ele só responde ao Juíz de Direito ou ao Promotor de Justiça, quando é solicitado. Ele só concorre ao cargo depois de responder uma prova da Lei 8069/90 e ser aprovado. Porque os Vereadores, Deputados Estaduais e Federais, Senadores ou qualquer um da concorrência ao Poder Executivo, também não passam por uma prova para concorrerem a uma eleição? Se todos fizessem como fazem os conselheiros tutelares, o desenvolvimento de nosso país se apresentaria melhor do que estamos vendo. O Conselheiro Tutelar não é uma autoridade policial pra

prender um adolescente que cometeu um “ato infracional”. Ele apenas poderá acompanhar o “adolescente infrator” ao encaminhamento à justiça. A prevenção sobre “atos infracionais” que pode ser feito por adolescentes, só pode ser acompanhado pelo conselheiro dentro da execução da polícia mandado pelo Juiz ou Promotor depois de uma denúncia. O Juiz ou o Promotor só manda fazer isso se houver uma denúncia. A denúncia também pode ser feita no Conselho Tutelar, mas os conselheiros enviam ao Promotor de Justiça. Este é que faz a denúncia ao Juiz pra ter resposta. Conforme reza a Lei, se a denúncia está envolvendo criança ou adolescente, isto deve ser levado à execução o quanto antes pos-

sível. Para que tenham uma ideia, um exemplo, quando trabalhei no conselho pra revermos um caso envolvendo uma criança, a Juíza da época parou com um Júri pra nos responder o quanto antes possível. Quando conto isso hoje, ninguém acredita. Ela simplesmente disse: “Vamos dar uma pausa, porque tenho que atender o que vem acontecendo e envolvendo uma criança”. Ninguém se opôs sobre o que acontecia. Quando trabalhei no conselho, éramos pago pela prefeitura como também manda a Lei. Nós éramos da Secretaria Municipal de Ação Social na época. Hoje não sei a qual secretaria municipal pertence às atitudes do pagamento da execução do Conselho Tutelar. Hoje trabalho na Educação

do Estado e sou Formado no Superior de Tecnologia em Gestão Pública. Este curso superior que deveria de ser feito pelos Vereadores, Deputados Estaduais ou Federais, Senadores e qualquer um que deseja concorrer ao Poder Executivo. Acho que deveria ser igual ao bacharel em Direito. Pois depois de formado, ele só poderá advogar se for aprovado pela OAB, Ordem dos Advogados do Brasil. Neste cursinho que fiz, também tinha Direito Público. Chamo de “cursinho” pela discriminação que venho sofrendo. Pois todos acham que por ter sido um curso pela EaD do Instituto Federal do Paraná, IFPR/PR, não tem valor nenhum. Eu tenho orgulho em colocar: “sou formado e tenho um superior que dá inveja a muitos”.

vozdo Ribeira Mercado e Açougue

Rei dos Doces

Cerro Azul Aqui é mais barato! Tradicional Mercado do Janguinho

Disk Entrega de Gás

41 3662 1435

Rua Benjamim Constant, 143

LOJÃO DO ANTENOR MOVEIS E LOJÃO DO ANTENOR CONFECÇÕES TUDO PARA SUA CASA EM MÓVEIS, ELETROS, ENXOVAIS, CONFECÇÕES FEMININAS MASCULINAS INFANTO JUVENIL, CALÇADOS E BRINQUEDOS UMA LOJA COMPLETA PARA SERVIR SUA FAMÍLIA.

WA

Construção Civil Walter 41 8430 3162 e-mail: jlmserviços@yahoo.com.br Rua Prefeito Julio Prizyada Neto, 35 - Centro - Cerro Azul

Miro Doceiro Rua Benjamin Constant

R&M

Calçados e Esportes

Rua Barão do Rio Branco, 10 Cerro Azul - Pr

Claudinei Braz Materiais do piso ao teto com o melhor preço e qualidade. Rua Benjamin Constant, 259 Fone: (41) 3662-1778

Dr. Anderson Regatieri

Cel 41 8415 2213

Cleide Miguel Bestel Cel 41 8414 8853

Fones: 41 3662 1464 / 3662 1511 Av Getulio Vargas esq. Barão do Cerro Azul Cerro Azul-PR


VOZ DO RIBEIRA

CIDADE

PÁGINA 13

GASODUTO BOLÍVIA-BRASIL DOUTOR ULYSSES

No mês de outubro, o Gerente de Integridades de Dutos e Faixa Sr. Leomar Fernandes esteve em Doutor Ulysses para falar um pouco sobre como é o gasoduto, que passa por alguns quilômetros dentro do município de Doutor Ulysses. Leomar veio representando a TBG (Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A). Ele deu uma palestra a alguns representantes do município, ao Coordenador do Meio Ambiente Caio José, ao Presidente da Câmara de vereadores

Bernardo Baraldi, 18, estudante.

Josebeu de Paula, entre outros. Leomar explica sobre o perigo de escavações, queimadas, edificações e trânsito onde existe passagem de duto, sobre o risco de vazamento ante a existência de plantações e equipamentos agrícolas nessas áreas. Os proprietários dessas áreas devem estar atentos a esses perigos, por isso recebem todas as instruções possíveis sobre os riscos e visitas dos representantes do gasoduto. É muito importante que se siga as recomendações

feitas, embora no Brasil raramente aconteçam acidentes com o gasoduto, prevenir é sempre recomendável, não só aos proprietários das áreas, mas também aos funcionários que trabalham com equipamento de escavações e que não tem o conhecimento dessas áreas. Essas áreas sempre estão sinalizadas com placas grandes e de boa visibilidade, mas pelo fato de algumas vezes serem arrancadas, os acidentes podem ocorrer.

Onde está a Copa?

Daqui pouco mais que quatro meses o maior evento futebolístico do mundo vai acontecer em nosso país, mas será que estamos preparados para recebê-lo? Quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2014 nossos governantes prometeram que essa seria a oportunidade de o país investir em infraestrutura com base no retorno que o evento traria, porém até hoje no estado do Paraná nenhum retorno direto aos cidadãos pode ser percebida. O estádio da Arena da Baixada que era para ser uma das obras mais rápidas e baratas, pois mais da metade já estava pronta, hoje é o mais atrasado e um dos mais caros, passando por mais uma vistoria da Fifa para então o Estado liberar “somente” mais 39 milhões de Reais. Agora Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, declara que a entidade criará no Brasil um fundo onde será investido pelo menos 20 milhões de dólares para projetos sociais ligados ao futebol. Iniciativa louvável apesar de terem sido gastos em cada estádio para a Copa mais de cinco vezes esse valor. Por fim espero que esse fundo seja mesmo investido nos lugares certos, pois muito poucas pessoas receberam alguma coisa com a Copa. Nossas estradas continuam cheias de buracos, a rodoferroviária de Curitiba está passando por uma reforma que será concluída somente no ano que vem, o aeroporto Afonso Pena em São José dos Pinhais também ainda não concluiu sua expansão, por fim para a Copa em Curitiba somente a Arena da Baixada tem chances de estar pronta. Então, uma notícia mostra o quanto estamos perdidos no quesito de gestão pública, a cidade de Estocolmo na Suécia recusou sediar as Olimpíadas de 2022 porque a cidade tem prioridades maiores de investimento como habitação, desenvolvimento e providência social do que um evento esportivo. Mas a nossa decisão já foi tomada, agora só nos resta torcer para que a Copa no Brasil ocorra sem maiores problemas e que a nossa seleção seja a campeã. Você concorda, não concorda, tem alguma sugestão de tema, quer sua opinião no jornal? Mande-nos um e-mail e ele pode aparecer na próxima edição! bernardo.jornal@outlook.com


PÁGINA 14

CIDADE

VOZ DO RIBEIRA

Mas é o país que construímos!? Este é o país que queremos? A carga tributária em nosso país é inegavelmente a mais alta do mundo. Isto faz com que o Brasil deixe de ser um país atraente para investimentos internacionais e é só comparar o Brasil com países mais evoluídos que se assusta com a diferença tributária e a contrapartida do Estado. Não temos uma correspondência entre a carga tributária e a contra partida do Governo, pois os serviços estatais são igualmente os piores do mundo, basta ver segurança pública, saúde, transporte e educação. Visando estabelecer esta relação segue abaixo os 10 países onde MENOS se trabalhou em um ano para pagar impostos e logo em seguida os dez países que mais se trabalhou para pagar impostos, chegando-se a identificar o absurdo de no Brasil se pagar o dobro da carga tributária incidente sobre o país que por segundo lugar mais cobra imposto no mundo. Como consertar isto? Somente através do voto, nas eleições que se aproximam fazer a seleção dos nossos candidatos também pelo quesito impostômetro, pois quem defende esta carga tributária será mais um a defender a impunidade , pois estará incluído com aqueles que espoliam o povo brasileiro. 10 países onde MENOS se trabalhou em um ano para pagar impostos 1. Maldivas: 0 horas; 2. Emirados Árabes Unidos: 12 horas; 3. Bahrein: 36 horas; 4. Qatar: 36 horas; 5. Bahamas: 58 horas; 6. Luxemburgo: 59 horas; 7. Omã: 62 horas; 8. Suíça: 63 horas;

9. Irlanda: 76 horas 10.Seicheles: 76 horas. Os 10 países onde MAIS se trabalhou em um ano para pagar impostos 1. Brasil: 2.600 horas ( é mais que o dobro do 2º colocado! ); 2. Bolívia: 1.080 horas; 3. Vietnã: 941 horas; 4. Nigéria: 938 horas; 5. Venezuela: 864 horas; 6. Bielorrússia: 798 horas; 7. Chade: 732 horas; 8. Mauritânia: 696 horas; 9. Senegal: 666 horas, 10.Ucrânia: 657 horas. Estes dados foram conseguidos junto ao Banco Mundial (Doing Business 2011). O Brasil tem a maior carga tributária do mundo para pagar a MAIOR CORRUPÇÃO DO MUNDO. Outro dado que assusta a todos diz respeito ao Percentual de Tributos incidente sobre o Preço Final do PRODUTO. Passagens aéreas 8,65% Transporte Aéreo de Cargas 8,65% Transporte Rod. Interestadual Passageiros 16,65% Transporte Rod. Interestadual Cargas 21,65% Transp. Urbano Passag. Metropolitano 22,98% Vassoura 26,25% CONTA DE ÁGUA 29,83% Mesa de Madeira 30,57% Cadeira de Madeira 30,57% Armário de Madeira 30,57% Cama de Madeira 30,57% Sofá de Madeira/plástico 34,50% Bicicleta 34,50% Tapete 34,50% MEDICAMENTOS 36%

Motocicleta de até 125 cc 44,40% CONTA DE LUZ 45,81% CONTA DE TELEFONE 47,87% Motocicleta acima de 125 cc 49,78% Gasolina 57,03% Cigarro 81,68% PRODUTOS ALIMENTÍCIOS BÁSICOS Carne bovina 18,63% Frango 17,91% Peixe 18,02% Sal 29,48% Trigo 34,47% Arroz 18,00% Óleo de soja 37,18% Farinha 34,47% Feijão 18,00% Açúcar 40,40% Leite 33,63% Café 36,52% Macarrão 35,20% Margarina 37,18% Margarina 37,18% Molho de tomate 36,66% Ervilha 35,86% Milho Verde 37,37% Biscoito 38,50% Chocolate 32 ,00% Achocolatado 37,84% Ovos 21,79% Frutas 22,98% Álcool 43,28% Detergente 40,50% Saponáceo 40,50% Sabão em barra 40,50% Sabão em pó 42,27% Desinfetante 37,84% Água sanitária 37,84% Esponja de aço 44,35% PRODUTOS BÁSICOS DE HIGIENE Sabonete 42% Xampu 52,35% Condicionador 47,01% Desodorante 47,25% Aparelho de barbear 41,98% Papel Higiênico

40,50% Pasta de Dente 42,00% MATERIAL ESCOLAR Caneta 48,69% Lápis 36,19% Borracha 44,39% Estojo 41,53% Pastas plásticas 41,17% Agenda 44,39% Papel sulfite 38,97% Livros 13,18% Papel 38,97% Agenda 44,39% Mochilas 40,82% Régua 45,85% Pincel 36,90% Tinta plástica 37,42% BEBIDAS Refresco em pó 38,32% Suco 37,84% Água 45,11% Cerveja 56,00% Cachaça 83,07% Refrigerante 47 ,00% CD 47,25% DVD 51,59% Brinquedos 41,98% LOUÇAS Pratos 44,76% Copos 45,60% Garrafa térmica 43,16% Talheres 42,70% Panelas 44,47% PRODUTOS DE CAMA, MESA E BANHO Toalhas - (mesa e banho) 36,33% Lençol 37,51% Travesseiro 36,00% Cobertor 37,42% Automóvel 43,63% ELETRODOMÉSTICOS Sapatos 37,37% Roupas 37,84% Aparelho de som 38,00% Computador 38,00% Fogão 39,50% Telefone Celular

41,00% Ventilador 43,16% Liquidificador 43,64% Batedeira 43,64% Ferro de Passar 44,35% Refrigerador 47,06% Microondas 56,99% MATERIAL DE CONSTRUÇÃO Fertilizantes 27,07% Tijolo 34,23% Telha 34,47% Móveis (estantes, cama, armários) 37,56% Vaso sanitário 44,11% Tinta 45,77% Casa popular 49,02% Mensalidade Escolar 37,68%(ISS DE 5%) Realmente a carga tributária em patamares como o praticado em nosso país instiga o seu povo a promover a sonegação de imposto, posto que este é o mecanismo injusto e ilegal para transformar a odiosa carga tributária em possível de ser paga, ou seja, é o próprio país que impulsiona seu povo ao mecanismo da desonestidade para sobreviver. Ao reverso da história em quadrinhos do Robin Wood e do Aladim, em que tiravam da coroa para dar ao povo, fazendo uma justa distribuição de renda, nosso país quer mais é encher os bolsos do Estado para poder fazer frente ao custo da corrupção instalada em diversos setores do Estado. OPORTUNO SALIENTAR QUE ALÉM DESTES IMPOSTOS, VOCÊ PAGA DE 15% A 27,5% DO SEU SALÁRIO A TÍTULO DE IMPOSTO DE RENDA; PAGA O SEU PLANO DE SAÚDE, O COLÉGIO DOS SEUS FILHOS, IPVA, IPTU, INSS, FGTS, SUA SEGURANÇA PRIVADA, SEU MEIO DE TRANSPORTE, ETC.


VOZ DO RIBEIRA

CIDADE

PÁGINA 15

Vila Mangger ainda sofre com alagamentos Um leitor entrou em contato com nossa redação nos relatando problemas na reforma feita na Vila Mangger. Acompanhe o que ele nos diz: VILA MANGGER ... EIS A QUESTÃO! Moradores estão indignados com “o emanilhamento na rua “ de forma irregular , que fez com que suas casas ficassem cheias de água e areia da chuva. ACORDA PREFEITO , NÃO ERA SÓ O DR QUE TIRAVA UMA SONECA BÁSICA DEPOIS DO ALMOÇO , PELO JEITO O SENHOR TIRA UMA O DIA TODO!SE DER UMA OLHADA NO FACEBOOK PODE VER CLARAMENTE A INDIGNAÇÃO DE UMA MORADORA! Parece que aqui nessa vila a coisa anda de acordo com a matéria que sai no VOZ DO RIBEIRA. Obrigado Prefeito Claudinei pela sua vontade , mas pelo amor de Deus , faça as coisas direitinho. Coloque uma pessoa que entenda de planejamento, de cálculos para fazer nossa vila. Não atropele os protocolos, peça a seu engenheiro e sua arquiteta que façam um “projetinho” de nossas ruas, para que não se gaste o “Erário Público” em vão. De que adianta fazer hoje e ter que refazer amanhã. Ou será que Seu diretor Marlon

Butcher e Seu fotógrafo ops quer dizer Motorista (que pelo concurso é esse seu cargo) Adjair Boeno , são formados em Engenharia? Apenas pedimos ao Senhor Claudinei que mande um profissional para ver de perto o que está acontecendo e sendo feito. Porque legalmente não existe canalizar o esgoto em uma rede sendo que o mesmo está saindo de uma fossa construída para fora do muro seja dentro da rua. Tá o esgoto por hora pode até resolver! Mas e o escoamento da água da chuva? Para onde o prefeito acha que vai? Eu respondo, para dentro das casas dos moradores juntamente com todo a areia restante na rua. Acorde prefeito até seus colaboradores de campanha estão sendo punidos pela falta de competência de quem vem tentar arrumar a rua com patrola. Mas para não ficar dizendo que só te criticamos e somos ingratos (como entrou em sua defesa sua funcionária no facebook, para variar), meus parabéns pela nobre atitude em nomear o Sr Valério Stival , para ser o novo Secretário de Obras .Pois esse entende e sabe o que faz. Lembrando ainda que o senhor tem três anos pela frente para mudar a situação” claro se tiver intenção e boa vontade” muita coisa pode ser feita, principalmente olhando pelos seus funcionários , o qual

o senhor citou no facebook , que tudo tem sua hora , e arrumou somente o salário dos professores. Saiba que funcionário faz a diferença sim, vimos pela eleição do sindicato. No qual elegeram uma pessoa idônea que defenderá a classe a todo custo. POIS FUNCIONÁRIOS UNIDOS JAMAIS SERÃO VENCIDOS!

próprio prefeito. Quem sofre é somente a população, pois não se mexe em time que está ganhando! Quem tem conhecimento e estudou para ser uma ENFERMEIRA COMPETENTE não deveria ser jogada de escanteio e substituída por quem... lembre-se que sua colaboração foi muito significativa para sua eleição. #ficaadica.

NA RUA MANGGER , É PEDIR DEMAIS? PRECISAMOS DESSA RESPOSTA PREFEITO BRAZ.

Nossa Opinião: Está mais do que na hora do prefeito começar a dialogar com a população. O povo sabe do que precisa, sabe dos problemas porque vive o dilema diariamente. Que tal reunir os moradores da CONCURSO PÚBLIPEDIR UM ENGEN- vila Mangger e ouvir o que CO HEIRO E OU ARQUITETA eles têm a dizer? Prefeito bate no peito e diz que vai ter concurso público no início de 2014. A pergunta que não quer calar: Como o Senhor vai fazer um concurso se nem ao menos olha a folha de pagamento (pois quem a faz é seu sucessor , quer dizer assessor, não ,chefe de gabinete), para ver que seus funcionários estão com salários defasados, muitos se sacrificaram , estudando para ter um aumento e não conseguem, o senhor esqueceu da classe trabalhadora rapidinho. Pois sou um dos que escutou seu discurso que olharia pelos funcionários. DIRETORA PERDE CARGO Todos sabem da competência da enfermeira Raquel Braine, pois a mesma foi destituída de seu cargo por não ser conivente com algumas atitudes da secretária de saúde e do

SILVICULTURA MARCEL LTDA

ALUGAMOS HORA DE TRATOR DE ESTEIRA

FONE 3664-1392

PODER JUDICIÁRIO  -­‐  JUÍZO  DE  DIREITO  DA  VARA  CÍVEL     COMARCA  DE  CERRO  AZUL  -­‐  ESTADO  DO  PARANÁ   Rua  Marechal  Floriano,  nº  257  –  Cerro  Azul/PR,  Fone  (41)  3662-­‐1261    

EDITAL DE  PRAÇA     Pelo  presente,  faz  saber  a  todos  os  interessados,  que  será  levado  a  LEILÃO  o  bem  dos   executados  EMÍLIO  RIBEIRO  e  CELESTE  RIBEIRO  NADALINI,  na  seguinte  forma:   Processo:  CARTA  PRECATÓRIA  n.º  0000264-­‐43.2010.8.16.0067,  em  que  é  Exequente   SEBASTIÃO   FRANCISCO   DOS   SANTOS   e   Executados   EMÍLIO   RIBEIRO   e   CELESTE   RIBEIRO  NADALINI.   1ª   PRAÇA:   10/02/2014   –   12:30h   /   Local:   Fórum   de   Cerro   Azul/PR,   para   venda   a   partir  do  valor  da  avaliação.   2ª   PRAÇA:   21/02/2014   –   12:30h   /   Local:   Fórum   de   Cerro   Azul/PR,   para   venda   a   quem   oferecer   maior   lanço,   não   sendo   aceito   preço   inferior   a   60%   da   avaliação   do   bem;   LEILOEIRO:  Magno  Rocha,  Jucepar  08/020-­‐L,  fone:  41-­‐3077-­‐8880,  cuja  comissão  foi   fixada:   em   caso   de   arrematação,   5%   (cinco   por   cento)   sobre   o   valor   da   avaliação,   a   cargo   do  arrematante;   em  caso  de  remição,  adjudicação,  pagamento  ou  parcelamento   do   débito   no   período   de   dez   dias   úteis   que   antecedem   ao   leilão,   a   parte   interessada   deverá   pagar   2%   (dois   por   cento)   sobre   o   valor   da   avaliação,   a   título   de   ressarcimento   das   despesas   do   Leiloeiro.   Em   todos   os   casos   o   pagamento   da   comissão  do  Leiloeiro  será  à  vista.   BEM:  Um  imóvel  urbano  com  área  total  de  525,00m²,  de  frente  para  a  Rua  Buarque,   com   as   demais   características   constantes   na   Matrícula   de   nº.   253   do   CRI   desta   Comarca,  sendo  avaliado  em  R$  48.599,25  (quarenta  e  oito  mil  quinhentos  e  noventa   e  nove  reais  com  vinte  e  cinco  centavos;  contendo  como  benfeitoria:  uma  construção   em  madeira,  coberta  com  telhas,  medindo  aproximadamente  80,00m²,  contendo  uma   sala,   dois   quartos,   um   banheiro   social   e   uma   cozinha,   em   regular   estado   de   conservação   e   uso,   avaliada   em   R$   21.781,60   (vinte   e   um   mil   setecentos   e   oitenta   e   um  reais  com  sessenta  centavos).   AVALIAÇÃO   DO   BEM:   R$   70.380,85   (setenta   mil   trezentos   e   oitenta   reais   com   oitenta  e  cinco  centavos),  em  02/07/2013.   VALOR  DO  DÉBITO:  R$  37.590,10  (trinta  e  sete  mil  quinhentos  e  noventa  reais  com   dez  centavos),  valor  atualizado  em  03/07/2013.   DEPOSITÁRIO:  Depositário  Público  da  Comarca.     ÔNUS:  Nada  consta  de  ônus  sobre  a  área  descrita  no  R-­‐5  da  matrícula  nº  253.   INTIMAÇÃO:   Ficam   desde   logo   intimados   os   executados   EMÍLIO   RIBEIRO   e   CELESTE   RIBEIRO   NADALINI,   das   datas   acima,   se   porventura   não   forem   encontrados  para  intimação  pessoal,  bem  como  para  os  efeitos  do  art.  687,  parágrafo   5º   do   Código   de   Processo   Civil   e   de   que,   antes   da   arrematação   e   da   adjudicação   do   bem,   poderá   remir   execução,   consoante   o   disposto   no   artigo   651   do   Código   de   Processo   Civil,   bem   como   que   poderá   oferecer   embargos   à   arrematação   ou   à   adjudicação,  dentro  do  prazo  de  05  (cinco)  dias,  nos  termos  do  artigo  746  do  referido   diploma   legal.   E,   para   que   chegue   ao   conhecimento   de   todos   e   no   futuro   ninguém   possa  alegar  ignorância,  expediu-­‐se  o  presente  edital  que  será  publicado  e  afixado  na   forma   da   lei.   DADO   E   PASSADO   nesta   cidade   e   Comarca   de   Cerro   Azul,   Estado   do   Paraná.     Cerro  Azul,  11  de  Novembro  de  2013.     MARCOS  TAKAO  TODA              JUIZ  DE  DIREITO  


PÁGINA 16

VOZ DO RIBEIRA

Estacionamento irregular. Faixa amarela pra quê? Educação no trânsito Já.

Leitor pede providências na Vila DU PONT. Povo sofre quando chove na região. BAR

BOI NA BRASA

LOJA AUTORIZADA MORENA ROSA,MARIA VALENTINA E ZINCO ( ROUPAS, CALÇADOS E ACESSÓRIOS) "ESTILO ELEGÂNCIA E BOM GOSTO” FONE: 84300663 / 95023388

Construção Civil

TONINHO TEILO Rua: Expedicionário Pedro Paulin Fone: 8453-9039

ALUGO COPIADORA - CANNON IR 6020 GRANDE PORTE - FONE 41.8862-6829

JB

Construção do piso ao teto. Fone: 41 36621174 Cel: 84127199

Rua Mal. Flo. Peixoto,122, Centro Cerro Azul-PR

Venda de móveis rústicos e planejados.

CERRO GÁS 3662-1888

PANIFICADORA DO GUTO - FONE: 36621148 TRABALHAMOS COM CESTAS DE CAFÉ DA MANHÃ * GELO MINERAL

Edicao15