Issuu on Google+

Crédito: Fulano de tal

Caderno da

COPA

Quinta-feira, 10 de abril de 2012

Alunos: Bruna Viesseri e Douglas Abreu

Contagem regressiva:

763 dias

Capital gaúcha se prepara para receber a Copa do Mundo de 2014. Durante os próximos dois anos, a cidade deve receber bilhões de reais em investimentos para melhorias. Em 2012, as mudanças no visual da cidade começaram a ficar mais evidentes, com o início das mais importantes obras de mobilidade urbana e com a reforma do Estádio Beira-rio.

Fortunati sobre a Copa do Mundo O Prefeito de Porto Alegre garantiu que a capital gaúcha está dentro do cronograma para a realização do maior evento futebolístico do mundo

Gigante para sempre O dia em que o Inter finalmente conseguirá ter um Beira-Rio totalmente reformado e modernizado.

Capital Destruída Como um jogo de futebol que se torna mais violento conforme a chuva, a coisa fica cada vez mais descontrolada.


2

Caderno

Infraestrutura

Crédito: Fulano de tal

Saiba como andam as obras na capital gaúcha

Substituição do pavimento da Avenida Protásio Alves será substituído por placas de concreto

O

prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, garantiu no início de abril que a capital gaúcha está dentro do cronograma para a realização do maior evento futebolístico do mundo. “Não temos nenhuma obra que esteja em risco ou perigo de atraso”, disse o chefe do executivo municipal em evento realizado no estádio do Grêmio. “Eu tenho convicção de

Aeroporto

que não seria fácil de mu- escolhido para a Copa do tal, por uma série de requisidar nem a estrutura pensada Mundo, pelo entorno, pela tos que a Fifa havia imposto. pelo Inter, nem mudar do proximidade com um hospi- Por isso que respirei aliviado Beira-Rio para a nova Arena (do Grêmio). A Fifa poderia colocar muitos empecilhos e Porto Alegre poderia perder a Copa do Mundo (...) Pen- samos nos planos B, C e D, porque o importante era que Porto Alegre não perdesse a Copa do Mundo, mas vimos que havia um reticência da Fifa em alterar o estádio

Não temos nenhuma obra que esteja em risco ou perigo de atraso

Duplicação da Avenida Beira-Rio e Obras na Avenida Padre Cacique

BRT - Avenida Protásio Alves

Implantação de 5 Obras de Arte na III Perimetral

quando finalmente bateu-se o martelo e o contrato foi assinado”, disse o prefeito. Para Fortunati, após a solução do impasse, o assunto passou a ser “águas passadas”. “A construtora está realizando as obras, vai entregar o Gigante da BeiraRio até setembro de 2013, cumprindo com os prazos estabelecidos”, finalizou. Por Daniel Favero

• Passagem Subterrânea Vi- V ária Av. Cristóvão Colombo d sob Av. Dom Pedro II Para a COPA DE 2014, 7,5 km de corredor em estão previstas a ampliação e á Status da obra: Trin- • Viaduto Rua Salvador alargamento da pista, reforExtensão de 5,8 km pavimento de placa de conma do segundo terminal (o (Gasômetro até o Viaduto creto, adaptação das estações cheira Anita Garibaldi. Lici- França / Av. Aparício Borges • mais antigo), ampliação do da Pinheiro Borda), ciclovia, - padrão BRT e implantação tação encerrada. Aguardan- x Av. Bento Gonçalves e pátio de aeronaves, amplia- estacionamento junto ao tre- de Terminal de Ônibus (Ter- do resultado de catalogação C • Viaduto Av. Augusto Meyer ção do primeiro terminal, cho 4, ponte sobre o Arroio minal Manoel Elias). Subs- das árvores na região. / Av. Carlos Gomes x Av. Plí- • ampliação das taxiways para Dilúvio e implantação de tituição do piso em asfalto aperfeiçoar as operações na um viaduto. por placas de concreto. É • Passagem Subterrânea Viá- nio Brasil Milano ô Status da obra: Trechos um piso rigido que permite ria Av. Ceará sob Av. Farrapista e a construção do novo n prédio de estacionamento 1, 2 e 3 em obras maior velocidade ao trans- pos R porte coletivo. para 3,5 mil vagas. Status da obra: Subs- • Passagem Subterrânea ViA tituição do pavimento por ária rua Anita Garibaldi sob t placas de concreto em obras. Av. Carlos Gomes d


da Copa

Crédito: Fulano de tal

Herança africana

O

Avenida João Pessoa já tem projeto concluído Crédito: Fulano de tal

Obras da ponte sobre o Arroio Dilúvio

preciso pensar no que fazer com eles quando a Copa acabar. Os de Nelspruit e Polokwane, por exemplo, correm o risco de ficar às moscas, já que não há sequer uma equipe de expressão de futebol ou de rúgbi nas duas cidades. Os anfitriões de 2010 levam desvantagem no transporte público - mais por ineficiência sul-africana do que propriamente por mérito brasileiro. Por causa do Mundial, a África do Sul criou linhas de ônibus expresso e trens para ligar pontos estratégicos de Joanesburgo. Controlar preços de hotéis e passagens aéreas também tornou-se necessário na África do Sul. Com a proximidade do torneio, as taxas dispararam e obrigaram o governo a intervir. Mesmo assim, em muitos casos os aumentos no transporte e na Crédito: Fulano de tal

Crédito: Fulano de tal

país prometeu e entregou um grande evento. Imperfeito, claro, mas de grande nível. Mostrou-se capaz de receber o mundo dentro de sua própria casa. De cara, seria louvável apresentar estádios tão bons quanto os sul-africanos. Para receber a Copa de 2010, foram dez no total - cinco inteiramente novos, além do Soccer City, totalmente refeito, e da reforma de outros quatro. Mas do acerto sulafricano também tiram-se algumas lições. As obras de 2010 custaram quase dez vezes mais do que a primeira previsão, em 2004. Juntos, os dez estádios saíram por quase R$ 4 bilhões. O mais caro foi o da Cidade do Cabo, que custou R$ 1 bilhão, valor 175% maior do que o planejado. Além disso, é

Por Rafael Pirrho Milton Ribeiro

Capital Destruída Chegou o dia do quarto jogo a ser realizado no BeiraRio, cujas obras foram entregues à Fifa e ao mundo faz um mês. A partida reúne Argentina e Inglaterra. A cidade está tomada pelos hermanos, mas também, em menor número, pelos polidos e

simpáticos

invasores

das

Malvinas. Todas as preocupações se voltam para a situação nas ruas, ignorando o que ocorre nos céus. É que lá formam-se nuvens e mais nuvens e, no final da manhã do grande jogo, começa um toró de varrer Malvinas, Margarets e Cristinas do mapa. Nas

ruas,

instala-se

o caos com 35 pontos de alagamentos. Para piorar, ocorre um acidente entre dois ônibus dentro da Túnel da Conceição, formando um engarrafamento verdadeiramente

inesquecível,

pois os argentinos saem dos seus carros para beberem cerveja e quebrarem qualquer coisa coisa que encontram, no que são imediatamente

imitados

por

ingleses e gaúchos. Uma árvore cai sobre um inglês e a Embaixada do país cobra explicações do governo brasileiro. Tudo se torna muito mais Obras na Bento Gonçalves já começaram

Viaduto e estação de transporte coletivo - Complexo da Rodoviária

• Implantação de viaduto entre a Júlio de Castilhos e a Castelo Branco

• Implantação de estação de ônibus com acesso subterrâneo para eliminar o “X” da Rodoviária Status da obra: Viaduto Av. Julio de Castilhos - Licitação encontra-se em análise de recursos.

Duplicação da Rua Voluntários da Pátria

divertido quando os torcedores Estádio da Cidade do Cabo teve custo 175% maior do que o planejado.

BRT - Avenida Bento Gonçalves

BRT - Avenida João Pessoa

• 6,5 km de corredor em pa- • 3,2 km de corredor em vimento de placa de concreto pavimento de placa de concreto • Implantação de ciclovia • Adaptação das estações • Adaptação das estações padrão BRT padrão BRT • Tratamento paisagístico e canteiro central • Readequação de Terminal Status da obra: Trecho 1 de Ônibus (Antônio de Car- • Trecho: Terminal Azenha valho) até Av. Salgado Filho - Licitação concluída. Status da obra: Iniciou Status da obra: Projeto a obra. Substituição do Pavi- concluído, em fase de análise mento por Placas de Concreto. pelos técnicos da Caixa Econômica Federal. • Extensão da duplicação: 3,5 km

notam que será impossível chegar ao estádio no horário, digamos, aprazado. Como um jogo de futebol que se torna mais violento conforme a chuva, a coisa fica cada vez mais descontrolada. Três ingleses são afogados hasta la muerte por grupos argentinos na Av. Osvaldo Aranha, enquanto comandos ingleses perseguem hemanitos com paus e pedras. Gremistas

trajados

com

seus

típicos pijamas são confundidos pelos ingleses — as camisetas são quase iguais, lembram? — e entram no bolo para apanhar. Os colorados aproveitam para tirar uma casquinha.


4

Caderno da Copa

Estádios Crédito: Fulano de tal

O Gigante vem aí

A

pós o impasse com a construtora Andrade Gutierrez, responsável pela reforma do estádio que sediará o mundial de 2014, o tão esperado momento chegou: o dia em que o Inter finalmente conseguirá ter um Beira-Rio totalmente reformado e modernizado à altura do que se espera de um Gigante. A capacidade do estádio para os jogos da Copa do Mundo será de 51.300 lugares. Depois da Copa, o Inter poderá estender até 56 mil lugares, com algumas ações, como retirar as cadeiras

localizadas atrás dos gols, para as torcidas organizadas. O complexo também ganhara novos estacionamentos, que além das vagas existentes, terá um novo edifício-garagem, localizado próximo à Avenida Beira-Rio, onde hoje estão os campos suplementares do Clube. O edifício terá aproximadamente 3 mil novas vagas para o torcedor. Além disso, toda a área do atual estacionamento será remodelada com um novo piso com premissa ambiental (com blocos de concreto e grama). O Gigante também terá novas cadeiras, todas retráteis. A

profundidade do degrau da arquibancada para cada torcedor sentar passará de 60 cm, em alguns setores, para 90 cm. A iluminação do estádio será 10 vezes mais potente e, com a nova cobertura, alcançará altura de, aproximadamente, 36 metros. Um dos maiores problemas do Beira-Rio atual são os acessos. Será construído um anel circundando todo o estádio, que servirá para circulação das pessoas. Os torcedores de qualquer setor poderão se encontrar neste ambiente, antes e depois das partidas para confraternizarem.

Na parte inferior do estádio vão ter mais portões de acesso. Hoje, o torcedor entra no BeiraRio na altura do primeiro degrau da arquibancada. Com a obra pronta, o torcedor subirá uma pequena escada até o nível central da arquibancada, podendo se deslocar pra cima, pra baixo ou para os lados, fazendo com que diminua a circulação na frente das pessoas que já estão sentadas. Também se terá acessos por elevadores e escadas para os níveis superiores. Além disso, 16 novas torres de escadas serão construídas. Essa melhoria no fluxo de

pessoas permite que o Beira-Rio seja completamente evacuado em oito minutos. Haverá mais de mil metros quadrados de restaurantes com vista para o Rio Guaíba, 44 módulos comerciais, que serão colocados à disposição de lojistas, e bares localizados em todos os setores do Gigante. Os camarotes passam de 33 para 70 e serão construídos sob a atual laje de cobertura das cadeiras. A capacidade de sanitários para todos os públicos será quatro vezes maior. Por fulano de tal

Arena servirá para treinos oficiais da Copa cumento com o convite. Participaram da reunião no Estádio Olímpico o presidente tricolor Duda Kroeff, e Adalberto Preiss, presidente da Grêmio Empreendimentos - empresa gestora do projeto Arena. As obras viárias do entorno do novo estádio gremista, no entanto, só ficarão prontas na metade de 2013. O investimento nesta fase inicial será custeado em parte por emenda parlamentar, originalmente de R$ 20 milhões, mas que teve apenas R$ 8,7 milhões empenhados pela

União. O município aplicará outros R$ 6,4 milhões em contrapartida. Em até duas semanas, o líder da bancada gaúcha na Câmara Federal, deputado Renato Molling, espera conseguir a liberação de mais R$ 8 milhões para a execução do projeto. Em Porto Alegre, também foram confirmados como locais de treinos oficiais para Copa, o Estádio Passo D’Areia, do São José, e o Centro de Treinamentos da PUCRS. Por fulano de tal

Crédito: Fulano de tal

Arena do Grêmio será campo de treino oficial da Copa do Mundo 2014 No início do mês de abril, o Grêmio foi convidado pela Prefeitura de Porto Alegre para sediar, em sua futura casa, os treinos das seleções que disputarão a Copa do Mundo de 2014. A previsão do clube e da construtora OAS é inaugurar o novo estádio gremista em 2012. Ricardo Gothe, secretárioadjunto da Secretaria Extraordinária da Copa 2014, entregou aos dirigentes do Grêmio o do-

Obras ao redor da arena do Grêmio só devem iniciar no meio de 2013


Caderno da copa