Issuu on Google+

Desenho… Gosto de desenhar, gosto de pintar, gosto de jogar, gosto de brincar. Sou o Bruno, ou tal como poucos me chamam, Bruce. Vim aqui falar da minha pequena história. A 7 de Novembro de 97, nasceu a grande rapaz com quase 5 kg… Já viram, tão novo e já tão cheiinho… Desde de muito pequeno, que sempre que fazia birra ou começava a chorar do nada, a minha mãe dava-me uma folha e um lápis para a mão, começava a desenhar e calava-me. Sempre quis ter “uma irmã cor-de-rosa” mas isso nunca se concretizou. Fui crescendo e esse apetite por desenhos permanecia em mim, escondido como uma caveira de ouro num templo de 3000 anos. Entrei para a escola com 5 anos e sempre gostei muito disto, até ao 6º ano. A partir desse ano, as minhas notas desceram, e a cada dia que passava sentia-me cada vez mais farto de ter de estudar, fazer trabalhos, acordar cedo, etc. E isto tudo aconteceu, pois apareceu uma coisa muito importante para a minha vida, O COMPUTADOR. Hoje, já consigo equilibrar tudo, não tanto como esperava, mas é o suficiente. É na escola que se aprende, tudo o que é necessário ou não necessário para o nosso futuro. É na escola que nós aprendemos a viver em sociedade, a lidar com pessoas com quem nunca falámos antes e a ganhar independência. Voltando ao computador, não aguento um dia sem ele. Tenho de o ligar, quer seja para ver as mais recentes noticias, ou para jogar. É no computador que passo a maior parte da minha vida, eu sei que me faz mal, mas não me consigo conter; o que posso eu fazer? No meu futuro, não sei o que será de mim e dos que me rodeiam, mas eu gostaria de ser GAMER ou então, tradutor de linguagem de computador. Penso que sou uma pessoa trabalhadora, quando quero, simpática e sempre bem-disposto. Sou honesto e amigo para quem me é amigo e honesto. Classifico-me como uma pessoa que gosta de animar as pessoas, que gosta de ver sorrisos, gargalhadas, esforçandome todos os dias para o conseguir. Com este meu pequeno objetivo, já consegui ouvir muita coisa e aprender muitas lições que me ficarão guardadas para o resto da vida. Mudando uma frase que me ficou no coração, “O Bruce é isto, só isto, mas isto tudo” Muito obrigado por tudo, pessoal!


Este sou mesmo eu