Page 1

Main Clippings – Business Media


Profile of the Media Magazine/Newspaper Exame.com

Circulation

Target

Note

3,36 visitors and

82% - Upper Class

The most consulted website in

62 milion page views

Business and Economics in Brazil (January, 2013)

92% - Upper Class Valor Econômico

The main Business and

201.000

Finance newspaper in Brazil. Segment leader

11.575

52% - Upper Class

The most read magazine

PEGN

among small and medium Brazilian entrepreneurs 70.185

76% - Upper Class

The second most important magazine among small and

Exame PME

medium Brazilian entrepreneurs 73.990

61% - Upper Class

Essential guide that inspires business leaders to build

Época Negócios

innovative cultures and reinvent their businesses. 186.780

88% - Upper Class

The magazine for those who want to manage their career and their personal finances.

Você S/A

Você S/A shows the actual work environment, their characters and their stories.

Clippings Date

Media

01/04/2010

PEGN

O verdadeiro caminho do sucesso

Printed

01/02/2012

PEGN

Adeus, Chefe!

Printed

23/04/2012

Página 2

Valor Econômico

Title

Link

Companhias aliam-se para explorar gestão de dispositivo móvel

Printed

01/08/2012

Exame PME

Funcionários mais produtivos

Printed

10/10/2012

IstoÉ Dinheiro

Decálogo do bom executivo

Printed

Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

BRSA – branding and sales


Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

Out-Nov/2012

Exame.com

8 vídeos – Coluna “Sua Carreira”

(link)

01/11/2012 09/11/2012

Campanhas ganham força extra e atingem multidões

Época Negócios

3m É A Empresa Mais Inovadora Do Brasil No Ranking Best Innovator

15/11/2012

Valor Econômico

01/12/2012

Exame PME

01/01/2013

Você S/A

18/03/13

Impress (link)

Navita assume controle acionário da Informatec

Impress

Era da (Hiper) Localização

Impress

O perigo da Estagnação

Impress

Folha de S. Paulo

APPERITIVO - NAVITA TEM

Impress

12/04/2013

Valor Econômico

A tecnologia é cósmica

Impress

01/05/2013

Exame PME

Onde buscar as pessoas

Impress

01/05/2013

Você S/A

A saída são os estrangeiros

Impress

15/05/2013

Estadão PME

28/05/2013

Estadão

28/06/2013 01/08/2013

Página 3

Valor Econômico

Valor Econômico

Funcionário e fã

(link)

Capacitar equipe é essencial para crescer

(link)

Expansão favorece segmentação dos fornecedores de TI

PEGN

Como achar as pessoas certas para sua empresa

Impress Impress

BRSA – branding and sales


01/04/2010

Página 4

BRSA – branding and sales


Página 5

BRSA – branding and sales


Página 6

BRSA – branding and sales


Página 7

BRSA – branding and sales


Página 8

BRSA – branding and sales


Página 9

BRSA – branding and sales


Página 10

BRSA – branding and sales


Página 11

BRSA – branding and sales


Página 12

BRSA – branding and sales


Página 13

BRSA – branding and sales


Página 14

BRSA – branding and sales


Página 15

BRSA – branding and sales


01/02/12

Página 16

BRSA – branding and sales


Página 17

BRSA – branding and sales


Página 18

BRSA – branding and sales


23/04/2012

IMPRESSO

Página 19

BRSA – branding and sales


ONLINE

NEWSLETTER

Página 20

BRSA – branding and sales


Companhias aliam-se para explorar gestão de dispositivo móvel http://www.valor.com.br/empresas/2627362/companhias-aliam-se-para-explorar-gestao-de-dispositivomovel

O uso de dispositivos móveis como tablets e smartphones no lugar de PCs e telefones fixos exigiu das empresas adaptações na estrutura e nos orçamentos de tecnologia da informação (TI). Em meio à necessidade crescente das companhias de administrar uma gama mais ampla de aparelhos e sistemas operacionais, surgiram no mercado empresas de pequeno e médio portes dedicadas à gestão desses dispositivos. Sob a ameaça de que esse mercado possa atrair o interesse de gigantes da TI, sete companhias de diferentes nacionalidades formaram uma joint venture para competir

Página 21

BRSA – branding and sales


no mercado internacional de gestão de dispositivos móveis. Juntas, a brasileira Navita, a alemã Schiffl, a belga GPXS, a britânica Berkley, a americana VoxMobile, a australiana MSC Mobility Solutions e a árabe EMS criaram a Global Enterprise Mobiles Alliance (Gema). A Gema tem sede nos Estados Unidos e vai operar nos cinco continentes. "A meta é realizar um trabalho semelhante ao da Star Alliance na aviação", compara Roberto Dariva, sócio da Navita. Cada empresa vai buscar contratos internacionais. Os serviços serão realizados pelas companhias sócias conforme o território onde atuam. Os presidentes das empresas sócias formam o conselho de administração da Gema, que ainda não tem um executivo-chefe. Para sua abertura, a Gema recebeu um aporte de "dezenas de milhares de dólares", diz Dariva, sem detalhar os números. A expectativa é que a Gema obtenha, em seu primeiro ano de atuação, contratos com 3,1 mil companhias no mundo, abrangendo um total de 780 mil dispositivos móveis. A receita estimada para esse primeiro ano é de US$ 75 milhões - 66% superior ao que as sete companhias registraram juntas no ano passado. As empresas encerraram 2011 com uma receita de US$ 45,2 milhões, obtida com a gestão de 377,9 mil aparelhos. A decisão de formar a joint venture partiu da Vox Mobile e da MSC Mobility, que atendiam a multinacionais, mas tinham dificuldades para gerir dispositivos móveis dos clientes fora das Américas e da Oceania, respectivamente. "Os diretores de TI das multinacionais tendem a contratar um único fornecedor. Nossa expectativa é atrair essas companhias e acelerar o processo de expansão no mercado externo", afirma Dariva. Para a Navita, a expectativa é que a joint venture favoreça a expansão na América Latina. A empresa atende a clientes em 20 países da América do Sul, além dos Estados Unidos. Em 2011, a companhia registrou uma receita de R$ 17,2 milhões e uma margem de Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) equivalente a 20% da receita. Para este ano, a companhia estima um crescimento de 45% em receita, para R$ 25 milhões. A empresa pretende fazer duas ou três aquisições de concorrentes, com receita entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões. A Navita também negocia a venda de uma participação minoritária a fundos de investimento. Em 2010, a companhia recebeu um aporte de R$ 3 milhões do fundo Invest Tech.

Página 22

BRSA – branding and sales


01/08/12

Página 23

BRSA – branding and sales


Página 24

BRSA – branding and sales


Página 25

BRSA – branding and sales


Página 26

BRSA – branding and sales


10/10/2012

Página 27

BRSA – branding and sales


Out-Nov/12

As regras para conseguir um aumento (sem pedir) Para Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo, a promoção é consequência de um tipo de postura profissional, veja qual: São Paulo – Bater na porta da sala do seu chefe, ter todos os argumentos na ponta língua e pedir um aumento de salário é o tipo de estratégia que deve ser limada dos seus planos profissionais. Esta é a visão de Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo. Para ela, a promoção ou o reajuste salarial é consequência de um tipo de postura profissional. Confira as dicas em mais um dos vídeos de carreira. http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/as-regras-para-conseguir-um-aumento-sem-pedir

Como falar não para o chefe ou dono da empresa O chefe ou dono da empresa não está certo sempre, mas como avisá-lo? Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo, diz comoSão Paulo – Negar

Página 28

BRSA – branding and sales


ou não concordar com alguém nunca é uma tarefa fácil. E quando a pessoa em questão é o dono da empresa ou o seu chefe? Como mostrar para ele (o principal interessado que os negócios da empresa vão para frente) que ele está errado? Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo, dá a resposta em mais um dos vídeos de carreira. http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/como-falar-nao-para-o-chefe-ou-dono-da-empresa

Os principais conselhos para quem quer ser um CEO Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo, dá algumas dicas essenciais para chegar ao topo da carreira São Paulo – O que é essencial para virar um CEO e chegar ao topo da sua carreira? Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo, dá algumas coordenadas em mais um dos vídeos de carreira: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/os-principais-conselhos-para-quem-quer-ser-um-ceo

Como lidar com colegas de trabalho de quem você não gosta Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo, dá dicas para encarar esta situação São Paulo – A opinião sobre outras pessoas nunca é unanimidade e, realmente, nem sempre é fácil lidar com alguns tipos de colegas de trabalho. Mas como conviver com essas pessoas sem entrar em um conflito profissional? Sandra Oliveira, representante da Dale Carnegie em São Paulo, dá algumas coordenadas em mais um dos vídeos de carreira. http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/como-lidar-com-colegas-de-trabalho-que-voce-naogosta-muito

Dicas para encantar o recrutador na entrevista de emprego Em um minuto, Sandra Oliveira, da Dale Carnegie, ensina técnicas para cativar o headhunter durante o processo de seleção São Paulo - Um currículo de peso até pode encher os olhos do headhunter. Mas é o comportamento do candidato na entrevista de emprego que irá determinar se a vaga é dele ou não. Então, como encantar o recrutador neste momento delicado? Sandra Oliveira, da Dale Carnegie, dá a resposta em mais um dos vídeos de carreira. http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/dicas-para-encantar-o-recrutador-na-entrevista-deemprego

Dicas para fazer negociações eficazes Sandra Oliveira, da Dale Carnegie, ensina alguns macetes para negociar bem São Paulo - Negociações estão no cerne da vida corporativa e são a base para uma carreira de sucesso. Mas quais os conceitos básicos para chegar a bons acordos? Em

Página 29

BRSA – branding and sales


mais um dos vídeos de carreira, Sandra Oliveira, da Dale Carnegie, ensina alguns macetes para negociar bem: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/dicas-para-fazer-negociacoes-eficazes

Como lidar com um cliente chato São Paulo - O cliente tem sempre razão. Mas, ao mesmo tempo, ninguém tem sangue de barata. Então, o que fazer quando o cliente parece ter a única meta de irritar você? Como lidar com este tipo de conflito profissional? Em mais um dos vídeos de carreira, Sandra Oliveira, da Dale Carnegie, ensina qual a regra geral para tratar bem seus clientes e ter sucesso. http://exame.abril.com.br/videos/sua-carreira/como-lidar-com-um-cliente-chato

Como encarar problemas pessoais sem afetar o seu trabalho Sandra Oliveira, da Dale Carnegie, avalia como o profissional deve se portar nos dias em que a vida pesa para além da conta São Paulo - A vida, por vezes, pesa. È fato. Mas, infelizmente, ela continua - apesar das nossas aflições interiores. Mas, quando o assunto é carreira, dá para separar pessoal do profissional? Como manter o ritmo do trabalho enquanto vive alguns conflitos pessoais? Em mais um dos vídeos de carreira, Sandra Oliveira, da Dale Carnegie, dá as dicas. http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/como-encarar-problemas-pessoais-sem-afetar-o-seutrabalho

Página 30

BRSA – branding and sales


Novembro/2012

PĂĄgina 31

BRSA – branding and sales


Página 32

BRSA – branding and sales


Página 33

BRSA – branding and sales


Página 34

BRSA – branding and sales


09/11/12

3M é a empresa mais inovadora do brasil no ranking best innovator http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Empresa/noticia/2012/11/3m-e-empresa-maisinovadora-do-brasil.html

Pesquisa realizada pela a.t. kearney, com apoio de época negócios, listou as 20 empresas que mais resultados conseguiram com base em inovação Na noite desta quinta-feira (08/11), a 3M foi eleita a empresa mais inovadora do Brasil, segundo o ranking Best Innovator, realizado pela A.T. Kearney, com apoio da NEGÓCIOS. A empresa, que fabrica de post-it a cabos de transmissão de energia de alta capacidade, considera a inovação uma obrigação diária de todos. Por lá, cada funcionário pode gastar até 15% da jornada diária de trabalho em ideias inovadoras, uma prática que a colocou na frente das demais empresas.

Página 35

BRSA – branding and sales


A companhia americana possui, inclusive, uma métrica para medir se as inovações que faz dão resultados financeiros. A companhia divide seus produtos entre aqueles que estão no mercado há muitos anos e aqueles que foram criados há menos de cinco. Atualmente, 30% de todas as vendas no Brasil são de produtos novos, recentes, inventados nos últimos cinco anos. E a meta é que este número chegue a 40% do faturamento até 2017. Para que o plano funcione e novas ideias continuem chegando, a 3M separou US$ 40 milhões para serem investidos somente em pesquisas de desenvolvimento. Um terço deste valor é usado para apoio aos clientes e dois terços são depositados nos laboratórios, nos cientistas. A verba já é maior do que a de 2011, quando foram investidos US$ 32 milhões, e o planejamento prevê que ela aumente a US$ 80 milhões até 2017. "Nós estamos duplicando o número de cientistas, de laboratórios e também o orçamento", conta Varela. A intenção da empresa com os investimentos maiores é aproveitar o bom momento do país. "O Brasil está se transformando. Nós temos o pré-sal, a nova classe média e estamos ampliando nossas operações. Para seguirmos na frente, nossa maior fonte de inovação são os clientes, são os nossos parceiros", discursou José Varela, diretor presidente da 3M. Para chegar à primeira colocação, a 3M venceu outras 80 empresas que se inscreveram para participar do ranking. De todas as inscritas, foram visitadas as 31 que apresentaram os melhores resultados nos primeiros questionários. A seguir, foram analisados critérios como estratégia, para saber se a inovação está atrelada à estratégia da empresa; processos, no intuito de descobrir como a companhia consegue fontes de inspiração; organização e cultura, voltado à estrutura da corporação;estrutura e suporte, para ver se a empresa verifica os resultados oriundos de inovações; e resultados da inovação, que considera se as novidades são únicas e originais. Além do ranking, composto pelas 20 empresas mais inovadoras do país, também foram premiadas as cinco empresas que mais se destacaram nos critérios acima. A

Página 36

BRSA – branding and sales


3M ganhou em organização e cultura. A Basf, em processos. A Whirlpool, em resultados da inovação. A IBM, em estrutura e suporte, e a Siemens, em estratégia de inovação. A Ci&T, empresa de serviço de TI e desenvolvimento de software, foi eleita a pequena empresa que mais inovou neste ano. Dos discursos dos executivos premiados nesta quinta, ficou um consenso: inovação não é somente investir em novas tecnologias, em centros de pesquisa e em cientistas, e sim em pessoas. "Cada funcionário nosso é um inventor. Nós achamos que são as pessoas que fazem a inovação", disse Antonio Carlos Teixeira Álvares, diretor superintendente da Brasilata. O diretor de estratégia, marketing e novos negócios da Ticket, Gustavo Chicarino, por sua vez, demonstrou contentamento em voltar a ser premiado pelo Best Innovator. "Nos últimos quatro anos, nós ficamos entre os escolhidos em três deles, e só não estivemos aqui no ano passado, o que nos deixou frustrados, mas certos de que precisávamos melhorar", afirmou. A disputa por um lugar entre as 20 mais inovadoras do Brasil também rendeu provocações bem-humoradas, como a de Luiz Antonio Arruda Mello, gerente sênior da Chemtech. "É muito bom ser a única empresa de engenharia aqui presente. Quero ver meus concorrentes nos alcançarem", brincou.

Página 37

BRSA – branding and sales


13/11/2012

Navita assume controle acionário da Informatec http://www.valor.com.br/empresas/2903480/navita-assume-controle-acionario-da-informatec

A Navita, empresa especializada na gestão de dispositivos, adquiriu o controle acionário da Informatec, de tarifadores de PABX e controle de custos e serviços de telefonia fixa. O valor da aquisição não foi divulgado. Como parte do acordo, a Navita passará a administrar a divisão de gestão de custos de telecomunicações da Informatec. A unidade tem aproximadamente 50 clientes, cujo gasto anual com telefonia é de R$ 200 milhões. Com a compra, a Navita amplia o número de clientes de 100 para 150 e passa a gerenciar 600 mil dispositivos de telefonia fixos e móveis, ante 150 mil antes da inclusão da carteira da Informatec.

Página 38

BRSA – branding and sales


A Navita começou a atuar em 2005 com administração de smartphones de empresas, prestando serviços como gestão do inventário de memória e de baterias dos aparelhos e logística de reparo; monitoramento de serviços de e-mail, banda larga e aplicativos de usuários. Há dois anos, a companhia começou a oferecer a empresas o serviço de gestão de custos de telecomunicações. Roberto Dariva, executivo-chefe da Navita, disse que procurava há quase um ano uma empresa para adquirir, com objetivo de acelerar o processo de expansão na área de gestão de custos de telefonia. "As duas empresas já tinham parcerias na área de software para gestão de telecomunicações e observei que havia uma sinergia entre elas", afirmou. A negociação durou oito meses. Segundo Dariva, a Navita fundiu as divisões de gestão de custos de telecomunicações das duas empresas. A Informatec será administrada de forma independente da Navita e terá como negócio apenas a venda de tarifadores de PABX, que calculam o valor de uma chamada telefônica. A expectativa do executivo é que a receita da Navita neste ano tenha um incremento entre 25% e 30%, já incluindo os ganhos com os negócios gerados a partir da compra da Informatec. A Navita tem como um dos sócios o fundo de investimento Invest Tech (joint venture entre a Perrotti Partners e a Blackstone Serviços e Participações) e, por força de contrato, não divulga mais dados de receita. Em 2010, a companhia atingiu uma receita de R$ 10 milhões e tinha como previsão crescer 90% no ano passado. Dariva disse ainda que a Navita realizará uma nova rodada de captação de recursos no próximo ano, para acelerar o seu processo de expansão no exterior. Atualmente, 10% da receita da companhia vem de exportações. A empresa atende a clientes em 20 países.

Página 39

BRSA – branding and sales


14/11/2012

Página 40

BRSA – branding and sales


Dezembro 2012

PĂĄgina 41

BRSA – branding and sales


Página 42

BRSA – branding and sales


Página 43

BRSA – branding and sales


Página 44

BRSA – branding and sales


Página 45

BRSA – branding and sales


Página 46

BRSA – branding and sales


Página 47

BRSA – branding and sales


Página 48

BRSA – branding and sales


Página 49

BRSA – branding and sales


Página 50

BRSA – branding and sales


Página 51

BRSA – branding and sales


10/01/13

Página 52

BRSA – branding and sales


Página 53

BRSA – branding and sales


Página 54

BRSA – branding and sales


Página 55

BRSA – branding and sales


Página 56

BRSA – branding and sales


Página 57

BRSA – branding and sales


Página 58

BRSA – branding and sales


18/03/13

Página 59

BRSA – branding and sales


APPERITIVO HTTP://WWW1.FOLHA.UOL.COM.BR/FSP/TEC/99163-APPERITIVO.SHTML

LUCAS LONGO lucas@iai.art.br folha.com/apperitivo NAVITA TEM Android, BlackBerry e iOS ONDE bit.ly/androidtem, bit.ly/tembb e bit.ly/temios QUANTO Gratuito Monitora gastos com telefonia, 3G e SMS, podendo configurar alarmes e alertas para tudo. Uma interface simples mas completa. Pode-se configurar opções de outra rede em roaming. Além disso, há listas detalhadas de mensagens enviadas e ligações feitas.

Página 60

BRSA – branding and sales


12/04/13

Página 61

BRSA – branding and sales


Página 62

BRSA – branding and sales


Página 63

BRSA – branding and sales


Página 64

BRSA – branding and sales


Maio/2013

Página 65

BRSA – branding and sales


Página 66

BRSA – branding and sales


Página 67

BRSA – branding and sales


Página 68

BRSA – branding and sales


Página 69

BRSA – branding and sales


Página 70

BRSA – branding and sales


Página 71

BRSA – branding and sales


Mai/2013

PĂĄgina 72

BRSA – branding and sales


Página 73

BRSA – branding and sales


15/05/13

http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,dicas-de-empreendedores-e-especialistas-paravoce-transformar-funcionarios-em-fas,2968,0.htm

PĂĄgina 74

BRSA – branding and sales


23/06/13

Página 75

BRSA – branding and sales


23/06/13

http://blogs.estadao.com.br/sua-oportunidade/capacitar-equipe-e-essencial-para-crescer/

PĂĄgina 76

BRSA – branding and sales


28/06/13

https://dl.dropboxusercontent.com/u/72176922/hybris_ValorEcon%C3%B4mico.jpg

Página 77

BRSA – branding and sales


05/08/2013

Página 78

BRSA – branding and sales


Página 79

BRSA – branding and sales


Página 80

BRSA – branding and sales


Página 81

BRSA – branding and sales


Página 82

BRSA – branding and sales

Brsa principaisclippings negocios  

Main Clippings - Business Media

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you