Page 1


Fontes da hist贸ria da Brigada Militar Rela莽茫o cronol贸gica

Vanderlei Martins Pinheiro Ten Cel

Porto Alegre 2011


1ª Parte

Fontes da história da Brigada Militar

Seguidamente, o jornal Correio Brigadiano (JCB) recebe solicitações, através de visitantes ou por telefone – pesquisadores, acadêmicos, mestrandos e doutorandos de história das diversas universidades gaúchas, buscando informações sobre obras fontes da história da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul. Os funcionários do jornal costumam orientar os interessados a buscarem essas informações no Museu da BM ou no Instituo de Pesquisa da BM. Porém já houve situações que essas pessoas já haviam contatado com alguma dessas instituições brigadianas, que por extensão, nos sinalizaram como também, detentores de tais fontes, principalmente, do que seja contemporâneo. Por isto, a direção do jornal irmana-se com os demais órgãos brigadianos e registra este “paper” com a intenção de auxiliar, orientando tanto as demandas internas da BM quanto a dos pesquisadores externos. Objetiva criar condições de compreensão, classificação e até na localização das principais fontes primárias, secundárias e outras da história da Instituição Policial Militar gaúcha. A história brigadiana, com base em sua cronologia e na existência de fontes de pesquisa pode ser classificada em quatro fases: 1ª) Proto história (até 1837); 2ª) Documentação esparsa e de difícil ascesso (1837-1896); 3ª) Dos Esboços históricos (1896-1961) 4ª) Da abundância de documentação sem organização (1961 em diante). Assim nós tratamos de fontes das duas primeiras fases, as duas últimas fases, 3ª e 4ª têm suas fontes abaixo descritas. A terceira fase de 1896-1961 tem as seguintes fontes primárias de história da BM, extraídas dos documentos oficiais da Corporação:


FONTES PRIMÁRIAS 1)De 1896 a 1918, o livro Esboço Histórico da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul, de autoria do Major Miguel Pereira, edição de 1950, da Gráfica Oficial do Estado, com 604 páginas. (Essa obra é o resultado da compilação feita pelo Cel Aldo Ladeira Ribeiro, dos originais produzidos pelo autor Miguel Pereira, em dois livros, ambos produzidos pela Livraria Americana, de Porto Alegre, respectivamente, dos períodos de 1986-1908 e de 1908-1918);

2)De 1918 a 1930, o livro Esboço Histórico da Brigada Militar do Estado do Oficial do Estado, de autoria do Cel Aldo Ladeira Ribeiro, edição de 1953, da Gráfica Oficial do Estado, com 544 páginas. Álbum do 30º aniversário da BM, de 1922, produzido pelo comando geral da época, com 326 páginas. A Revista Pindorama, de 1926 a 1929, com 25 edições e era um veículo oficial da BM;

3) De 1930 a 1961, o livro Esboço Histórico da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul, de autoria do Cel Aldo Ladeira Ribeiro, edição de 1953, da Gráfica Oficial do Estado, com 574 páginas. Álbum do 50º aniversário da BM, de 1942,


produzido pelo comando geral da época, 308 páginas não numeradas. A Revista “Combate ao Fogo”, de 1943 a 1945, particular mas dirigida por oficiais dos Bombeiros e a “Revista Brigada Gaúcha”, de 1954 a 1958, com 17 edições esta era um veículo oficial da BM e revista da Brigada em 1964, 4 edições.

4) São pesquisas fundamentais para formação do contraditório institucional, do que esteja registrado nos Esboços acima citados, os jornais: A Federação (1884-1937) e o Correio do Povo (1895-1961*), facilmente pesquisáveis no Museu Comunicação Social Hipólito José da Costa. Outras fontes primárias importantes são os arquivos processuais na Justiça Militar do Estado (JME), o Diário Oficial do Estado (DOE) e os Almanaques de Oficiais e Praças que deveriam ser anuais, mas que são na sua maioria esparsos. (* o jornal vai além desta data).Outra obra importante não produzida por brigadianos é Esboço Histórico da Org da Polícia do RGS, de autoria do Delegado de


Polícia José Giuliano, editado por Oficinas Gráficas da Imprensa Oficial, em 1957, com 398 páginas. A quarta fase, de 1961 em diante, tem fontes primárias da história da BM, interna nos Boletins do comando geral e de cada organização da Corporação; Álbum do 150º aniversário da BM, de 1987, produzido pelo comando geral da época, com 234 páginas não numeradas. O Diário Oficial do Estado (DOE), os arquivos processuais da Justiça Militar do Estado (JME) e os arquivos dos periódicos de circulação estadual, para questões gerais, e os de veículos de comunicação social regionais, para questões localizadas regionalmente. Também, a Revista da Brigada, que circulou em 1964, por quatro edições. Existe uma abundância de documentação, porém sem organização. Principalmente, por que o Museu da Brigada Militar não tem estrutura e tecnologia para Centro de Documentação e o material está todo descentralizado em mais de uma centena de locais no Estado. Abundância também em veículos de comunicação social de órgãos da BM, de suas entidades e até independentes, mas totalmente vinculados à corporação. Citam-se: o informativo “EMBM Notícias” (década de 70) o informaativo “Jornal da Brigada” (década de 80), e o informativo “Mensagem Brigadiana” (década de 90), aos quais sucedeu o jornal Correio Brigadiano, com mais de 15 anos de circulação, mais de 180 edições; a Revista Unidade com mais de 20 anos de circulação, mais de 60 revistas técnicas editadas nacionalmente; informativos da AsofBM, da ASSTBM, da ABAMF de Cb e Sds, do sindCivis e esparços do MBM Previdência e da IBCM.

História da Brigada Militar 2ª Parte

Dentre as FONTES SECUNDÁRIAS, entre outras fontes publicadas, tem-se a destacar duas obras:

1) Crônicas da História da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul, de autoria do Cel Hélio Moro Mariante, editada pela CORAG, em 1957, com 420 páginas;

2) História da Brigada Militar para fins didáticos e de palestras, de autoria do Cel Moacir de Almeida Simões, editada pela Polost Editora, em 2002, com 162 páginas.


Segue-se a ilustração da capa de todas as obras citadas, nas 3ª e 4ª fases, (OUTRA OBRAS e uma relação dos livros produzidos sobre aspectos setoriais ou regionalizados da história da Brigada Militar), com respectivas capas:

01) Brigadianos, de autoria de Alfredo Gomes Jaques, editado pela Livraria do Globo, em 1938.

02)Provisórios, de autoria de Alfredo Gomes Jaques, editado pela Livraria do Globo, em 1938.

3)Discursos, de autoria de Major Mozart Ferreira, editado pelo Autor, em 1941.


04)Manual de Instrução Policial para os Destacamentos, de autoria de Luiz Iponema, editado por Livraria Sulina, em 1965, com 204 páginas;

05) 10 mandamentos do Brigadiano, de autoria de Carlos Jonatas Spalding, editado por Sulina, em 1969, com 38 páginas.

06) Serviço Policial Militar, de autoria de Carlos Jonatas Spalding, editado por Sulina, em 1970, com 80 páginas;

07) O 2 de Ouro em Rio Pardo, de autoria de José Hilário Retamozo, editado por Tipografia e Papelaria Mascote Ltda, em 1970, com 100 Páginas.


08)No ápice da glória – Heróis da Brigada Militar, de autoria de Ismael O Brilhante, editado por AGE, em 1979.

09)Agora Eu, de autoria de Capitão Athaydes Rodrigues, editado pelo Autor, em 1980.

10) Um monumento de tradições de autoria do Aldo Ladeira Ribeiro, editado na Coleção 150 anos BM, em 1987, com 48 páginas;

11) A Brigada Militar e a Luta pela sobrevivência, de autoria de Santos Roberto Rocha, editado pelo Editorial Presença, em 1987, com 68 páginas.


12) Brigada Militar Evolução e Rumo, de Juarez de Oliveira Chagas, editado pelo Editorial Presença, em 1987, com 74 páginas;

13)A Brigada Militar no Policiamento Ostensivo de autoria de Audixford Almeida Coronel, Nicomedes Barros Vieira Jr e Percio Brasil Álvares, editado pela Presença, em 1987, com 140 páginas;

14) Uma vida, Um sonho, uma instituição de autoria de João Aldo Danesi Rocha, editado pela Presença, em 1987, com 146 páginas.

15) Charla Policial, de autoria de Carlos Jonatas Spalding, editado pela Presença, em 1987, com 82 páginas e Antologia Brigadiana editado pela Corag, em 1977, com 89 páginas.


16) Seis combates e uma invasão, de autoria do José Hilário Retamozo, editado pela Presença, em 1987, com 78 páginas;

17) Memórias da revolução de 1893 – Fabrício B O Pilar, de autoria de Helio Moro Mariante, editado pela Presença, em 1987, com 224 páginas.

18) Brigada Militar 150 anos, de autoria de José Hilário Retamozo, editado pela Presença, em 1988, com 48 páginas.

19)Histórico e Evolução do ensino na Brigada Miitar, de autoria de Geraldo Coimbra Borges, editado pelo Editorial Presença, em 1990, com 76 páginas;


20) Sarilhos Milicianos, de autoria de Helio Moro Mariante, editado pela Presença, em 1990, com 120 páginas.

21)Sumário da vida e obra do Coronel Affonso Emilio Massot, de autoria de Audixford Almeida Coronel, editado pela Presença, em 1990, com 100 páginas.

22)História da Sacfo (Sociedade Acadêmica dos Cadetes da Brigada Militar), de autoria de Aroldo Medina, editado por CORAG, em 1991, com 80 páginas.

23)Toque de Silêncio, de autoria de Florêncio Paim Castelhano, editado pelo Autor, em 1991, com 154 páginas.


24) Policiais Militares e Corpos de bombeiros Militares – Encontro dos comandantes gerais, editado por BM Edições (CEdit/BM), em 1991, com 194 páginas;

25) Esboço Histórico 1º volume de autoria de José Luiz Silveira, editado por UFSM, em 1992, com 223 páginas;

26) Esboço Histórico 2º volume de autoria de Hermito Lopes Sobrinho, editado por UFSM, em 1992, com 566 páginas; Esboço Histórico 3º volume de autoria de Hermito Lopes Sobrinho, editado por UFSM, em 1992, com 708 páginas;

27) Desmistificando o Abigeato, de autoria do Paulo Roberto Machado de Souza, editado por Presença, em 1992, com 158 páginas;


28) Abigeato, de autoria de Sergio Brum, Oritz Abiz, e Paulo Souza, editado por Polost Editora, em 1993, com 128 páginas.

29) A Segurança Pública em Caxias do Sul, de autoria de Manoelito Savaris, Niver Braghini, Terezinha Boeira e Aparecida de Queiroz Burdin, editado por Sagra Luzzato, em 1994, com 112 páginas.

30)A ultima ordem do Coronel Apparício Borges, de autoria de Harry Rotermund, editado por Funperacchi, em 2004, com 70 páginas.

31) Memórias dos Bombeiros da Brigada Militar de Bento Gonçalves, de autoria de Mauro Moro, editado pelo Autor, em 2006, com 64 páginas;


32) A Hist贸ria de um Vanguardeiro, autoria de Ant么nio Silveira da


Inventário das fontes de Miguel Pereira

111

Geração de Esboços Major Miguel Pereira - Um modelo à organização policial Major Miguel Pereira

vol. 1 - 1917

vol. 2 - 1919

Os dois esboços produzidos pelo major Miguel Pereira se tornaram símbolo do registro histórico da instituição policial no Estado do Rio Grande do Sul. Houve reprodução na metodologia por Miguel Pereira empregada. A exposição gráfica desta página objetiva mostrar esse desdobramento. E, aqui, estão as obras editadas com a mesma denominação, pois o efeito é bem mais amplo, pelas que têm denominação diversa. A melhor obra dessa espécie, da Polícia Civil gaúcha, é o Esboço Histórico Organização Policial do Estado do Rio Grande do Sul, do Delegado João Giuliano, pela então Corag, em 1957, na mesma época em o Cel Mariante lançava a História da BM em resumo, com o nome de Crônica da Brigada Militar gaúcha.

Maj Miguel Pereira

Os dois livros (vol 1 e 2), com capas expostas acima, foram elaborados pelo Major Miguel Pereira e editados pelo comando da Brigada Militar. Os dois volumes compuseram o 1º volume, com capa a direita, organizado pelo Cel Aldo Ladeira Ribeiro, que manteve a titulação ao Miguel Pereira e, igualmente, foi editado pelo comando da vol. 1 - 1896/1919 corporação brigadiana.

1º vol 1892/1912

2º vol 1912/1927

Cel Aldo Ladeira Pereira Ribeiro

vol. 2 - 1920/1930

3º vol 1928/1942

Acima a coleção denominada de Esboço Histórico Regimento Cel. Pillar. O 1º volume de autoria do Cel José Luiz Silveira, em 1992, editado pela UFSM, que narra de 1892/1912. No último parágrafo do livro o autor informa que o Esboço terá continuidade com o Cel Hermito. O 2º volume de autoria do Cel Hermito Lopes Sobrinho, em 1992, editado pela UFSM, que narra de 1912/1927. O 3º volume, do mesmo autor do 2º vol, em 1992, editado pela UFSM, que narra de 1928/1942.

vol. 3 - 1930/1960 Abaixo capa do livro Esboço Histórico da Organização Policial no Estado do Rio Grande do Sul, de autoria do Delegado João Giuliano, em 1957.

Fontes hist da bm  

Catálogo elaborado pelo pesquisador e TC Vanderlei Pinheiro, sobre obras para a orientação de trabalhos sobre a BM. Está atualizado até 201...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you