Page 12

Publicidade

Desde o início de março que a EDP é uma marca única na Península Ibérica para a comercialização do gás, eletricidade e serviços, tanto para clientes industriais como residenciais. Imprensa local, imprensa nacionaleconómica, rádio, publicidade exterior e também meios digitais foram os meios usados para o novo logotipo e o slogan “Vive nuestra energía”.

Vive nuestra energía

Uma mudança transparente e clara que transmitisse uma imagem de continuidade para os clientes. Esta foi uma das mensagens principais do briefing que esteve por trás da campanha de publicidade feita pela EDP para Espanha onde comunicou a marca única. A ideia era que os clientes percebessem que o grupo continua a ser “a mesma empresa de fornecimento de gás e eletricidade, que continuamos 12

Abril de 2013

com a preocupação de estarmos próximos dos nossos clientes”. O objetivo da campanha é reforçar o posicionamento e os valores de marca, humano, sustentável e inovadora. Com a duração de dois meses, está presente em diferentes meios de imprensa local, imprensa nacional-económica, rádio, publicidade exterior e também meios digitais. A campanha está presente, principalmente, nas zonas de atuação da EDP no país

vizinho: Astúrias, País Basco, Cantábria, Região de Múrcia, Mérida e Figueres. Além de um novo logotipo, foi também utilizado o slogan “Vive nuestra energía”. A nova marca e os seus valores também foram comunicados através da inserção de um folheto na fatura de todos os clientes e foi criado um novo site, comum para toda a Espanha (www.edpenergia.es). A empresa afirma que a mudança

reforça a presença no mercado ibérico, até porque a EDP tem um avultado número de clientes duais (gás e eletricidade) em Espanha. Além do mais, permite cumprir o estabelecido pelas leis do sector elétrico espanhol diferenciando, em termos de marca, as atividades de comercialização e distribuição de eletricidade e gás natural. Possibilita ainda uma simplificação, bem como um ganho de eficiência nas operações. www.briefing.pt

Briefing 44  
Briefing 44  

Briefing nº 44