Page 1

PORTFÓLIO breno pilot


escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. a mim não interessam os bons de espírito, nem os maus de hábitos. fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. deles, não quero resposta, quero meu avesso. que me tragam dúvidas e angústias, e aguentem o que há de pior em mim. para isso, só sendo louco. quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça não quero amigos adultos nem chatos. quero-os metade infância e outra metade velhice! crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. tenho amigos para saber quem eu sou. pois vendo-os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril.

loucos e santos

Oscar Wilde


BRENO PILOT contato formação experiências extracurriculares

estudante de aquitetura e urbanismo

|

23 anos

|

“ louco e santo ”

breno.ppilot@gmail.com (19) 99404.9585 faculdade de arquitetura e urbanismo puc-campinas | 2014 - atual bolsista do programa de educação tutorial (pet-arquitetura e urbanismo puc-campinas) | 2014 - atual projeto de extensão‘cenários urbanos’(parceria pet-arquitetura e urbanismo puccampinas e secretaria do verde, meio ambiente e desenvolvimento sustentável, da prefeitura municipal de campinas) | 2014 - 2015 participação em concursos para estudantes de arquitetura e urbanismo: 010 - anexo fau-usp | 2015; 2o prêmio cura - transposições | 2016; 015 - brasil em veneza | 2016; 020 - pavilhão itinerante; redação e edição da revista tulha, criada em 2015 pelo grupo pet-arquitetura e urbanismo puc-campinas e realizada semestralmente por toda a comunidade acadêmica.

experiências profissionais

estágio profissional na secretaria de planejamento e desenvolvimento urbano da prefeitura municipal de campinas | jun.2016 - jan.2017 estágio profissional no estúdio abaporu | mar.2017 - mai.2017 estágio profissional na atos arquitetura | mai.2017 - atual

premiações

menção honrosa no concurso banca+ , edição 2016/2017, na categoria graduação, com o projeto de escola profissionalizante e centro comunitário.

habilidades

autocad ///// ; sketchup ///// ; photoshop ///// ; in design ///// ; vray ///// illustrator ///// ; office ///// ; revit ///// ; arcgis ///// ; archicad /////


estudo de volumetria habitação 5,5x5,5x5,5m estudo de volumetria espaço de conferência estudo de volumetria mobiliários urbanos concurso 010 - anexo fau-usp estudo de edifício de uso misto - habitacional/comercial estudo de poltrona de meio repouso concurso 015 - brasil em veneza estudo de projeto de patrimônio e restauro - oficina estudo de habitação - estrutura de madeira estudo de módulo de habitação - estrutura metálica estudo de escola profissionalizante e centro comunitário estudo de volumetria pavilhão concurso 020 - pavilhão itinerante estudo de miolo de quadra | fazenda vertical da eeau

8 9 10 11 12 14 15 16 18 19 20 22 23 24


estudo de volumetria habitação 5,5x5,5x5,5m

estudo desenvolvido individualmente na disciplina de projeto a (2014), que consiste em uma habitação para estudantes, de 5,5x5,5m, a ser implantada em qualquer terreno.


estudo de volumetria espaço de conferência

estudo desenvolvido individualmente na disciplina de desenho b (2014), que consiste em um espaço criado a partir de elemento s como geometria, cobertura, e espaço aberto.


estudo de volumetria mobiliários urbanos

ponto de ônibus

estudos desenvolvidos no projeto de extensão ‘cenários urbanos’ e na disciplina de projeto d (2015), que consistem em mobiliários urbanos, tanto de permanência, quanto funcionais do cotidiano.

espaço de permanência


concurso 010 - anexo fau-usp

concurso de ideias para estudantes de arquitetura, promovido pela projetar.org e realizado em equipe de cinco pessoas, que consiste em um edifĂ­cio arquivo, anexo Ă faculdade de arquitetura e urbanismo da usp.


estudo de edifício de uso misto | habitação + comércio + institucional

estudo desenvolvido na disciplina de projeto c (2015), realizado em equipe de cinco pessoas, que consiste na proposição de uma quadra aberta, com múltiplos usos. no caso, temos um projeto de habitação associada a comércio e a uma biblioteca.


estudo de poltrona de meio repouso | poltrona zoom

estudo desenvolvido na disciplina de desenho do objeto a (2016), realizado em equipe de cinco pessoas, que consiste no projeto e na execução de uma poltrona de meio repouso, a partir somente de encaixes, em material compensado de madeira.


concurso 015 - brasil em veneza

PAVILHÃO BRASIL PAVILHÃO BRASIL

O Pavilhão Brasileiro da Bienal de Veneza retrata claramente a adaptabilidade da arquitetura contemporânea brasileira, seja em relação aos materiais, ao ambiente, ou à cultura na qual se insere. Os principais arquitetos brasileiros da atualidade, criados à luz de Oscar, Rino Levi, Reidy, Artigas, entre outros cariocas e paulistas, utilizam-se de elementos que se consolidaram na cultura brasileira, atualizando-os para os preceitos da contemporaneidade. Nesta obra, provocamos o principal eixo de fluxo existente com um grande plano de concreto bruto e aparente, de 22x5x1m, a fim de fazer com que o usuário se desloque para fora de tal eixo, para assim compreender o espaço como um todo. Tal plano é o único elemento que sai do nível do solo, marcando a paisagem, sem competir com os demais pavilhões da Bienal, valorizando seu entorno. Apesar disso, o térreo é um grande espaço livre, podendo receber atividades lúdicas e até de lazer e permanência, além de apresentar aberturas no piso para iluminação do pavimento inferior. Pelas laterais, o usuário encontra uma rampa em um dos lados, e uma escada do outro, que são responsáveis por marcar e induzir o percurso interno através de eixos oblíquos. A rampa transpassa o plano de concreto bruto, associando-o à leveza e a clareza da estrutura, em contraposição a seu peso material no primeiro contato. Acessando o pavimento inferior por estes meios, encontra-se o programa desenvolvido em duas salas para exposição, além de espaços para funcionários, salas de apoio técnico, e banheiros. Dessa forma, o percurso causa sensações de espaço, luminosidade, e de contato com o material e a estrutura, proporcionando espaços livres para exposição (interna e externa), permitindo o artista brasileiro a se adaptar ao espaço, assim como a arquitetura o fez ali.

PROJETAR.ORG - 015 - Brasil em Veneza

PROJETAR.ORG - 015 - Brasil em Veneza

piola2

O Pavilhão Brasileiro da Bienal de Veneza retrata claramente a adaptabilidade da arquitetura contemporânea brasileira, seja em relação aos materiais, ao ambiente, ou à cultura na qual se insere. Os principais arquitetos brasileiros da atualidade, criados à luz de Oscar, Rino Levi, Reidy, Artigas, entre outros cariocas e paulistas, utilizam-se de elementos que se consolidaram na cultura brasileira, atualizando-os para os preceitos da contemporaneidade. Nesta obra, provocamos o principal eixo de fluxo existente com um grande plano de concreto bruto e aparente, de 22x5x1m, a fim de fazer com que o usuário se desloque para fora de tal eixo, para assim compreender o espaço como um todo. Tal plano é o único elemento que sai do nível do solo, marcando a paisagem, sem competir com os demais pavilhões da Bienal, valorizando seu entorno. Apesar disso, o térreo é um grande espaço livre, podendo receber atividades lúdicas e até de lazer e permanência, além de apresentar aberturas no piso para iluminação do pavimento inferior. Pelas laterais, o usuário encontra uma rampa em um dos lados, e uma escada do outro, que são responsáveis por marcar e induzir o percurso interno através de eixos oblíquos. A rampa transpassa o plano de concreto bruto, associando-o à leveza e a clareza da estrutura, em contraposição a seu peso material no primeiro contato. Acessando o pavimento inferior por estes meios, encontra-se o programa desenvolvido em duas salas para exposição, além de espaços para funcionários, salas de apoio técnico, e banheiros. Dessa forma, o percurso causa sensações de espaço, luminosidade, e de contato com o material e a estrutura, proporcionando espaços livres para exposição (interna e externa), permitindo o artista brasileiro a se adaptar ao espaço, assim como a arquitetura o fez ali.

concurso de ideias para estudantes de arquitetura, promovido pela projetar.org e realizado empiola2 equipe de duas pessoas, que consiste em um pavilhão brasileiro para a bienal de veneza de 2016, representando a arquitetura contemporânea brasileira.


estudo de projeto de patrimônio e restauro | oficina da fepasa

CORREDOR TÉCNICO

LANCHONETE

ÁREA ESCOLAR DE GASTRONOMIA EXPERIMENTAL

RESTAURANTE

ÁREA PRINCIPAL PARA ALIMENTAÇÃO

FOYER e ÁREA PARA FEIRAS

ÁREA CULTURAL MULTIFUNCIONAL exposições

ÁREA DE LEITURA

ELEVADORES

WC

WC

ÁREA DE LEITURA EXTERNA

estudo desenvolvido na disciplina de projeto f (2016), realizado em equipe de quatro pessoas, que consiste no projeto de intervenção com área construída, de um dos edifícios do complexo ferroviário da fepasa, em campinas.

CENTRO DE ESTUDOS contemplação oficina

ÁREA CULTURAL MULTIFUNCIONAL contemplação parque ferroviário


croquis por josĂŠ camilo carlos jr.


estudo de habitação estrutura de madeira

estudo desenvolvido na disciplina de materiais e técnicas da arquitetura b (2016), realizado em equipe de duas pessoas, que consiste no projeto de uma habitação cuja estrutura deveria ser pensada a partir da madeira. croquis por felipe dos santos


estudo de habitação estrutura metálica

estudo desenvolvido na disciplina de materiais e técnicas da arquitetura b (2016), realizado em equipe de duas pessoas, que consiste no projeto de uma habitação cuja estrutura deveria ser pensada a partir de elementos metálicos. croquis por felipe dos santos


estudo de projeto de escola de ensino profissionalizante e centro comunitário

‘não é um lugar para, mas um lugar de. um lugar que, no fundo, deve ser não para onde você vai, mas de onde você vem.’ louis kahn

estudo desenvolvido na disciplina de projeto e (2016), realizado em equipe de duas pessoas, que consiste no projeto de implantação de uma escola profissionalizante, um centro comunitário e equipamentos esportivos, no bairro jardim santa genebra, em campinas. *menção honrosa no concurso banca+ , edição 2016/2017, na categoria graduação.


croquis por felipe dos santos


estudo de volumetria pavilhĂŁo

estudo desenvolvido como prĂĄtica de desenvolvimento de habilidades criativas.


concurso 020 pavilhĂŁo itinerante

concurso de ideias para estudantes de arquitetura, promovido pela projetar.org e realizado em equipe de quatro pessoas, que consiste em um pavilhĂŁo itinerante para workshops, paletras e eventos futuramente realizados pela projetar.org.


estudo de miolo de quadra | fazenda vertical da eeau (escola experimental de agricultura urbana)

estudo desenvolvido na disciplina de projeto h (2017), realizado preliminarmente em equipe de cinco pessoas, e finalizado individualmente, que consiste no projeto de uma fazenda vertical inserida no miolo de quadra pensado para o centro da cidade de campinas.


AV. BENJAMIN CONSTANT

RUA DO ROCIO

AV. BENJAMIN CONSTANT


obrigado!

portfólio de arquitetura - breno pilot (2014-2017)  

portfólio de trabalhos selecionados do período de 2014 a 2017.

portfólio de arquitetura - breno pilot (2014-2017)  

portfólio de trabalhos selecionados do período de 2014 a 2017.

Advertisement