Issuu on Google+

GESTÃO 2013/2015

Presidente eleito da APHCEMG toma posse junto com a nova diretoria cido como Lauzinho, falou das exEm clima de muita festa e despectativas e projetos para a nova contração, no dia 10 de janeiro a gestão e ressaltou que a luta em nova diretoria da APHCEMG tomou prol do desenvolvimento da classe posse na presença de centenas de vai continuar e que a associação produtores e diversas autoridades. está de portas abertas para receber Na ocasião o novo presidente Ladise atender os produtores. lau Jerônimo de Melo, mais conhePáginas 3, 4 e 5

Médica generalista está à disposição dos produtores Desde o dia 23 de novembro a médica Roberta Oliveira atende os produtores dentro do Entreposto de Contagem. Além de poder realizar consultas de rotina e solicitar exames preventivos, os produtores podem agendar o atendimento com antecedência para obter o atestado médico.

Página 8

Diversas autoridades participaram da solenidade de posse da nova diretoria da APHCEMG

Por solicitação da APHCEMG reserva técnica é retomada A partir do dia 4 de fevereiro será retomado o processo de marcação antecipada de áreas. Os produtores devem ficar atentos às regras de funcionamento para evitar qualquer tipo de problema.

Centenas de produtores compareceram ao evento de posse da nova diretoria

Confira a matéria na página 8


Editorial

2

Palavra do Presidente Ladislau Jerônimo de Melo (Lauzinho)

Jornal do Produtor Rural está de cara nova e diretoria da APHCEMG assume o compromisso de continuar a lutar pelos interesses da classe

T

odo início de ano é um momento propício para fazer novos planos e colocar em prá tica antigas ideias e projetos. É preciso acreditar que juntos podemos ir adiante, fazer cada vez mais pelos produtores que lutam diariamente, faça sol ou faça chuva, para cumprir seu papel com competência e dignidade. E é justamente com esse pensamento que a nova diretoria da APHCEMG gestão 2013/2015 que tomou posse no dia 10 de janeiro, vai conduzir os trabalhos da associação: com respeito, ética e compromisso com a classe que representa. Ao longo dos anos após muita luta e dedicação das diretorias que nos antecederam, a APHCEMG alcançou o reconhecimento e respeito não apenas dos produtores, mas de todos os órgãos que estão diretamente ligados à associação e a vida dos produtores. Por isso temos total consciência da responsabilidade que assumimos e mais uma vez afirmo que a luta em prol do desenvolvimento da classe vai prosseguir. Além de dar continuidade aos trabalhos que estavam em andamento, queremos fazer mais. Novos projetos estão por vir com o objetivo de facilitar e melhorar a vida dos produtores. O momento é de

muita alegria e já começamos o ano da forma que tem que ser, focados no trabalho para atender os produtores e representa-los onde quer que seja. O nosso jornal está de cara nova para melhor atender os produtores. Com matérias mais objetivas, houve uma redução no tamanho das páginas, uma vez que entendemos que dessa forma a leitura será facilitada, além do próprio manuseio do jornal. Espero que esse seja o primeiro editorial de muitos e que esse espaço possa ser usado como um canal de comunicação que relate principalmente boas notícias. Gostaria de aproveitar a oportunidade para deixar registrado a minha satisfação e orgulho por poder fazer parte da história da APHCEMG e representar meus companheiros. As portas da instituição estão abertas para receber a todos e é importante ressaltar que os serviços que eram oferecidos na gestão anterior como consultoria jurídica, técnica e atendimento médico continuam a funcionar normalmente. Desejo a todos um ano de 2013 repleto de grandes realizações e conquistas e que os produtores tenham boas colheitas e principalmente tranquilidade nas estradas. Vamos trabalhar em conjunto para que nossos sonhos se tornem realidade.

EXPEDIENTE APHCEMG Associação dos Produtores de Hortifrutigranjeiros das Ceasas do Estado de Minas Gerais Presidente Ladislau Jerônimo de Melo

Vice-Diretor Tesoureiro José de Sá Turquette

Vice-presidente Antônio Donizete dos Santos

Diretor Social Rones Sebastião dos Santos

Diretor Secretário Lucimar Rocha de Souza

Vice-Diretor Social Adilson Lopes de Melo

Vice-diretor Secretário Antônio Gomes de Freitas Neto

Diretor Comercial José Leir Vieira

Diretor Tesoureiro Ronaldo Sebastião Pereira

Vice-Diretor Comercial Luiz Paulo De Oliveira

Jornal do Produtor Rural

JORNAL DO PRODUTOR RURAL Coordenadora Geral da APHCEMG Flávia Campos Pinho Jornalista Responsável Renata Marinho DRT 15710 Assessoria Jurídica Dr. Klimerson Martins Assessoria Técnica em Agronomia José Felix Quezada Projeto Gráfico e Editoração Clebiane Alves de Lima Tiragem: 2.000 Telefone: (31) 3346 8060

www.aphcemg.org.br

aphcemg@aphcemg.org.br


Administração

Conheça os membros da diretoria gestão 2013/2015

3

Presidente Ladislau Jerônimo de Melo (Lauzinho) Lagoa Dourada

Vice-presidente Antônio Donizete dos Santos (Sapão) Carmópolis de Minas

Dir. Secretário Lucimar R. de Souza Santa Bárbara do Leste

Vice-dir. Secretário Antônio Gomes de Freitas Neto Serra Azul

Dir. Tesoureiro Ronaldo Sebastião Pereira Mateus Leme

Vice-dir. Tesoureiro José de Sá Turquette Barbacena

Dir. Social Rones S. dos Santos Carmópolis de Minas

Vice-dir. Social Adilson L. de Melo Lagoa Dourada

Dir. Comercial José Leir Vieira Carmópolis de Minas

Vice-dir. Comercial Luiz Paulo de Oliveira Ressaquinha

Cons. Deliberativo Sérgio Amorim Neri Bonfim

Cons. Deliberativo Geraldo Mendes Bonfim

Cons. Deliberativo Oscar Pedro Diniz Ibirité

Suplente José Agnaldo Marques Parreiras Bonfim

Suplente Fábio José de Souza Carandaí

Suplente José Barbosa Jaboticatubas

Cons. Fiscal Leston Lascasas de Amorim Brumadinho

Cons. Fiscal Elis Rodrigues Tavares Lagoa Dourada

Cons. Fiscal Jair Magela da Silva Bonfim

Suplente Sebastião Armando da Cruz Lagoa Dourada

Jornal do Produtor Rural

Suplente Vander Aparecido Neri Bonfim

Suplente Marcelo Adriano Gárcia Mateus Leme


Eve

4

Nova diretoria da APHCEMG toma posse na presença de produtores e diversas autoridades Em clima de festa e confraternização, o presidente eleito da APHCEMG gestão 2013/2015, Lauzinho tomou posse junto com a nova diretoria, no dia 10 de janeiro. Centenas de produtores acompanharam a solenidade que contou com a presença de representantes dos órgãos diretamente ligados à APHCEMG como a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Acceasa; Coophemg; AMIS; do Deputado Federal Toninho Pinheiro; do Deputado Estadual Antônio Carlos Arantes; do presidente da Brastece, Virgílio Villefort; do presidente da CeasaMinas, ○

a APHCEMG em favor do desenvolvimento da associação que representa nossa classe. É importante ressaltar que o produtor continua sendo a nossa prioridade e que estamos à disposição para atender suas necessidades e reivindicações. Obrigado a todos que depositaram seu voto de confiança em nosso trabalho, tenho certeza que nossa diretoria vai fazer o possível e o impossível para atender os produtores da melhor forma”, afirma Lauzinho. No final da solenidade foi realizada uma grande confraternização entre os presentes, animada com música ao vivo pelo trio Os Fivelas de Ouro e Oscar Diniz e Banda. ○

○ ○

JOSÉ ANTÔNIO DIAS SILVEIRA Presidente da Coophemg

DEPUTADO ESTADUAL ANTÔNIO CARLOS ARANTES

○ ○

○ ○ ○ ○

ADILSON RODRIGUES Superintendente da AMIS

Jornal do Produtor Rural

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

“Parabenizo o Antônio Lopes porque acompanhei de perto suas angustias e aflições no decorrer da sua jornada. Apesar das lutas que enfrentou, deixa hoje a associação de forma honrosa de dever cumprido. Desejo a nova diretoria sucesso e continuem a contar com o nosso apoio e parceria”.

○ ○

○ ○ ○ ○ ○

“Parabenizo o Antônio Lopes por toda sua dedicação à classe que tanto defende e desejo sorte ao novo presidente. Gostaria de ressaltar que estamos juntos com a APHCEMG, hoje sou deputado, mas sempre fui produtor e acredito na força do campo”.

○ ○

“Todos temos virtudes e defeitos e cada um a sua maneira é capaz de contribuir para o sucesso de todos. A razão de vida da CeasaMinas é o produtor que faz da pedra sua segunda casa. Os produtores têm a responsabilidade de abastecer nossas casas, daí a importância de valorizar mais e investir nessa classe que representa a vida”.

DEPUTADO FEDERAL TONINHO PINHEIRO

João Alberto; do prefeito de Carmopólis, Geraldo Touro; entre outros. O ex-presidente da APHCEMG, Antônio Lopes, fez um discurso emocionado no qual recordou os momentos de luta frente à associação. “Foram 15 anos de entrega e muita dedicação para que a APHCEMG chegasse onde está hoje. A sensação é de dever cumprido. Desejo a nova diretoria sucesso e que eles possam dar continuidade ao trabalho que desenvolvemos até aqui”, disse Antônio Lopes. O novo presidente falou da importância do trabalho em equipe. “Vamos continuar a trabalhar junto com todos os órgãos e instituições ligadas

“Gostaria de aproveitar a oportunidade para parabenizar o trabalho realizado pela antiga diretoria e dizer que eu fiquei muito feliz pela forma que a última eleição foi conduzida, com respeito e ética entre os concorrentes. Parabenizo a nova diretoria e reforço que estamos juntos para lutar e defender os interesses dos produtores”.


nto

5

LADISLAU JERÔNIMO DE MELO Presidente da APHCEMG

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

JOÃO ALBERTO PAIXÃO LAGES Presidente da CeasaMinas

“Agradeço de coração por esse momento. Afirmo mais uma vez que vamos trabalhar por todos, mesmo os que por algum motivo não votaram em nossa chapa. Vou fazer o possível e o impossível para representar os produtores. A APHCEMG está de portas abertas e quero atender a todos porque continuo a ser como vocês”.

LUCAS SCARASCIA Superintendente de Abastecimento Alimentar e Comercialização da Subsecretaria de Agricultura Familiar

○ ○

○ ○

○ ○ ○

○ ○

○ ○

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

○ ○

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

○ ○ ○ ○

“Parabenizo primeiramente o Antônio Lopes que conheço a mais de 30 anos por toda luta e dedicação, sempre atuante. Parabéns por tudo que você fez não apenas pelos produtores, mas pelos comerciantes também. Sou produtor e já vendi muitos produtos na pedra e conheço bem a luta diária da classe, por isso digo ao novo presidente que as portas estão abertas, vamos juntos continuar nossa luta e trabalho para tornar a vida dos produtores melhor. Parabéns a nova diretoria”.

“Agradeço a todos que fizeram e fazem parte da história da APHCEMG. Até aqui foram muitas lutas que marcaram não apenas a associação, mas a minha vida e da minha família que hoje, assim como em todos os momentos, está aqui presente. Aos amigos que sempre estiveram do nosso lado, principalmente nos momentos mais difíceis, deixo aqui meu abraço e agradeço imensamente. Neste momento aproveito para deixar uma mensagem especial aos produtores que sempre nos apoiaram, obrigado por tudo, desejo a todos felicidades”.

VIRGÍLIO VILLEFORT Presidente da Brastece

“O Secretário Elmiro me pediu para trazer uma mensagem de agradecimento, sorte e esperança. Agradecemos a luta do Antônio Lopes em prol dos produtores, sempre aguerrido e comprometido com a classe, esteve conosco em diversos momentos para defender os interesses dos produtores. Ao novo presidente que detêm notoriamente um espírito empreendedor, desejamos sorte e dias ainda melhores. Conte conosco”.

ANTÔNIO LOPES Ex- presidente da APHCEMG

“Dedicação, entrega, devoção, amor a causa, são algumas das inúmeras características que definem Antônio Lopes, defensor intransigente dos produtores de todos os entrepostos de Minas Gerais. Tivemos nossas divergências, o que é natural e faz parte da democracia, mas deixo aqui meus parabéns e reconhecimento por tudo que ele fez e representa. Ao novo presidente que é um homem de visão, empreendedor nato e que sabe dos seus deveres e responsabilidades, reforço nossa parceria e desejo sucesso. Em muitos momentos vi o Antônio Lopes lutar sozinho, por isso produtores participem mais, precisamos estar juntos para que nossa Ceasa continue a ser destaque em todo o país”. ○

GARCIAS MOREIRA MARQUES - Diretor Social da Acceasa “O Antônio Lopes por si só representa o sucesso da APHCEMG, parabéns Antônio por sua vida de dedicação em prol dos produtores. Cumprimento nossos produtores que abastecem não apenas Minas Gerais, mas o país. A nova diretoria gostaria de dizer que continuamos de portas abertas para trabalharmos juntos em função do desenvolvimento e melhoria contínua da CeasaMinas, conte conosco”.

Jornal do Produtor Rural


6

Jurídico

Dicas Jurídicas para o Produtor Dr. Klimerson Martins Assessor jurídico

Contrato de meeiro

D

ando continuidade a análise dos contratos agrários, falaremos nesta edição sobre o contrato de meeiro, que apesar de atípico, uma vez que não há previsão no Estatuto da Terra desta modalidade de contrato, pode ser classificado como contrato agrário, e deve ainda assim ter respaldo naquela norma (Estatuto da Terra). Ao falarmos de contrato não podemos esquecer, portanto, que o contrato é um acordo de vontade entre duas ou mais pessoas que mutualmente concordam com determinadas obrigações. Ultrapassadas as questões básicas, comum a todos os contratos, cabe então conceituar este contrato tão utilizado pelo homem do campo, o contrato de meeiro. O contrato de meeiro pode ser conceituado como a modalidade de contrato em que o proprietário da terra (meeiro outorgante) contrata com um terceiro denominado meeiro outorgado, para que este exerça em sua terra, atividade agríco-

la, pastoril ou hortifrutigranjeira, dividindo os rendimentos obtidos. Assim, comum aos contratos não formais, o contrato de meeiro pode ser escrito ou verbal, mas vale a orientação de se optar pela forma escrita, uma vez que traz maior segurança às partes envolvidas no processo. Devendo fazer constar no contrato a qualificação completa e endereço dos contratantes; o objeto do contrato (meeiro rural); tipo de atividade de exploração e a destinação do imóvel; a qualificação detalhada do imóvel; a descrição das benfeitorias por ventura existentes e que integram o contrato; o prazo de vigência do contrato e o percentual da partilha dos resultados; prazo e forma de divisão dos resultados; foro; local e data de assinatura do contrato. Vale lembrar que existem diferenças importantes entre o contrato de meeiro e os de parceria agrícola e arrendamento rural. O contrato de meeiro consiste na meação de resultado (lucro) entre

Jornal do Produtor Rural

o proprietário da terra e o produtor, e se diferencia do contrato de arrendamento rural, justamente no ponto em que neste há a estipulação de um valor fixo em dinheiro definido previamente entre as partes, enquanto que no contrato de meeiro se divide o lucro. Do mesmo modo, o contrato de parceria rural difere do contrato de meeiro justamente no tocante à forma de remuneração, ou melhor, na forma de partilha, haja vista que na parceria é estipulado a partilha dos resultados, seja ele positivo ou negativo. Enquanto que no contrato de meeiro as partes se obrigam a partilhar o lucro obtido, ou a dividir a própria produção. Assim vale lembra que a APHCEMG oferece aos seus associados gratuitamente toda orientação jurídica voltada à confecção dos contratos agrários de parceria, arrendamento rural e de meeiro. Para maiores informações, o associado deverá procurar a associação segunda, quarta ou sextafeira na parte da manhã.


Agronomia Produtor entre em contato e tire suas dúvidas. Ligue: (31) 3036-0816 ou busque orientação toda quarta-feira na sede da APHCEMG

Dicas de Agronomia

7

José Félix Quezada Merino

Engenheiro Agrônomo MSc CREA - Nº 7983/D - 4ª R Campo Verde

Época de plantio: durante todo o ano dependendo das regiões. A época quente e chuvosa é de difícil produção, é neste período que a cultura recebe melhores preços. Clima: é uma hortaliça que se adapta a qualquer clima, porém é muito sensível as “geadas”. A melhor temperatura para o desenvolvimento da cultura está entre 16 a 21°C. Escolha do cultivar a) Variedade: Magda, Magnasuper, Margaret, Avelar, Magnata; b) Hibridos = Cor verde: Lasaer, Konan R, Magali, Magali R, Bruna, Martha R, Ringer, Athenas, Dahra Rx, Mylena R, Mayara. Cor vermelha: Rubia R, Margarida, AF 7086 e 7125, Brutos, Balico. Cor amarela: Amanda, Zarco, Matador, Lucia R, Canário, Lussac. Escolha do solo: Deve ser feito em terrenos novos, não cultivados com solanáceas devem ser leves, profundos, porosos, férteis e com PH entre 6,0 a 6,8 e de preferência com fase voltada para a nascente do sol. Preparo e conservação do solo: Deve-se ser feita uma aração de 40 a 50 cm de profundidade depois uma a duas gradagens para obter um bom destorramento e incorporação de resto culturais. Em solos com inclinação de 5% é necessário que se pratique praticas de conservação do solo apropriadas. Produção de mudas: é feito em bandejas de isopor de 128 futos com substrato. O transplante é feito quando as mudas atingem 4 a 6 folhas definitivas ou 10 a 12 cm de altura. Correção e adubação do solo: deve ser feita de acordo com os resultados da analise do solo. Calagem: aplicar Agrosilicio ou Calcareo dolomitico conforme a analise do solo. Adubação de Plantio: Nossa sugestão:

100gr. de solomax (condicionador de solo) ou Provaso. 100gr. de 4-30-16 ou seja 200gr. da mistura por cova. Plantio: as mudas devem ser plantadas quando apresentarem 4 a 6 folhas definitivas e manter o solo bem irrigado, livre de ervas daninhas para permitir completo desenvolvimento das plantas. Espaçamento: 1,0m x 0,50cm (com tutor) = 20.000 plantas/ha; 1,4m x 0,35cm (sem tutor) = 20.408 plantas/ha. Nº de sementes por grama: 150 Irrigação: de acordo com a necessidade da planta podem ser feitas por infiltração, aspersão, gotejamento, micro-aspersão e pivot central, irrigar sempre de tarde ou noite. Estaqueamento: logo que a muda pegou aproximadamente 20 dias depois do transplantio para o campo, usar-se estacas de bambu com altura de 80cm e fincadas no chão afastadas 5cm do pé da planta. Amarrio: é feito com embira ou fita plástica 40 dias depois do transplantio. Controle a doença e pragas: deveria ser feito somente com produtos registrados para a cultura, obedecendo-se o período de carência, dosagem e cuidados nas aplicações, praocure um Engenheiro Agrônomo para melhor orientação. Principais doenças e Pragas Doenças Mosaico, Anel, Mancha Bacteriana, Antracnose, Requeima, Amarelo, Murcha Bacteriana, Podridão Mole, Canela Preta, Oidio, Ferrugem, Cercospora, Mancha Stemphylium, Vira Cabeça, Damping Off, Podridão dom Colo e Raízes, Seca dos Ramos. Pragas Trips , Pulgão Verde,Vaquinha, Lagartas, Acaro Branco, Acaro VermeJornal do Produtor Rural

Fonte: www.akatu.org.br

Cultivo do pimentão

lho, Acaro Rajado, Mosca Branca, Nematodes Adubação de cobertura (Foliar) Para complementação nutricional das plantas aplicar após 10 dias de transplantado. Para 100lt de água Felix Fol Sais ................. 400gr Félix Fol 50 .................... 400gr Félix Fol 58 .................... 400gr Félix Fol CAB ................. 400gr Suporte ........................ 100ml De 7 em 7 dias. Colheita: o fruto deve ser colhido quando apresentar consistência firme, coloração verde brilhante, inicia-se com 90 a 110 dias, podendo prolongar-se por 4 a 5 meses. Classificação e Embalagem: quanto ao tamanho e qualidade: Extra A ...................8 a 10 frutos Extra .................... 11 a 12 frutos Especial ............... 13 a 14 frutos Primeira ....... mais de 14 frutos de boca de caixa. Embalagem é a caixa de madeira tipo “K” pesando de 14 a 16 Kg. Principais defensivos registrados Fungicidas: Agrimicina, Cabriotop, Caramba, Dacobre, Daconil, Fungitol, Manzate, Positron, Roural, Score. Inseticida: Abamectrin, Actara, Confidor, Cordial, Decis, Orthene, Pirate, Tedion. Herbicidas: Premelir, Triffuralina Principais Municípios Produtores de MG: Carmopolis de Minas, Rio Manso, Mateus Leme, Barbacena, Alfredo Vasconcelos. FONTE: CEASA- MG


Serviços

8

APHCEMG garante atendimento médico aos produtores dentro do Entreposto de Contagem

Dra. Roberta atende o produtor Jonhmath

U

ma das principais conquistas da gestão passada em 2012 foi à inauguração de um ponto de atendimento médico, realizada no dia 23 de novembro, dentro do entreposto de Contagem. Em parceria com a CeasaMinas foi possível tornar real o sonho de oferecer

aos produtores atendimento médico acessível e de qualidade. Desde a inauguração a médica generalista Roberta Oliveira atendeu 142 produtores. “É muito importante ter um profissional capacitado para oferecer segurança aos produtores. Em casos de necessidade saber como agir e oferecer os primeiros socorros pode salvar uma vida. Além disso, o produtor pode realizar uma consulta de rotina sem precisar sair do seu local de trabalho e obter também seu atestado médico”, lembra a Dra.Roberta. Para o produtor Jonhmath Martins Sena o atendimento disponibilizado pela associação é fundamental para a classe. “A APHCEMG está de parabéns pela iniciativa, ter um médico disponível e de fácil acesso ga-

rante mais saúde e tranquilidade para nós produtores. Já me consultei com a Dra. Roberta e fiquei muito satisfeito com o atendimento de toda a equipe, desde a marcação da consulta”, afirma o produtor. Atualmente os atendimentos são realizados todas as quintas e sextas feiras, uma vez que os produtores poderão agendar sua consulta de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e de 13 às 16 horas, na sede da associação. “É importante ressaltar que para obter o atestado médico os procedimentos são os mesmos e o produtor também deve agendar com antecedência. A APHCEMG está de portas abertas para atender e auxiliar os produtores no quer for preciso”, conclui o presidente da APHCEMG, Ladislau Jerônimo de Melo.

A pedido da APHCEMG processo de marcação de áreas antecipadas será retomado

A

partir do dia 4 de fevereiro os produtores poderão voltar a utilizar o processo de marcação antecipada de áreas, mais conhecida como reserva técnica. A modalidade que garante a reserva de uma determinada área poderá ser realizada pelo produtor com até 12 dias de antecedência. “Essa é uma importante conquista, uma vez que o controle que será realizado irá evitar que áreas fiquem vazias enquanto há produtores esperando para descarregar suas mercadorias”, lembra o presidente da APHCEMG, Ladislau Jerônimo de Melo. O produtor que optar pela modalidade de reserva técnica deverá adquirir seu carnê no plantão do MLP, assim como quem deseja comprar o carnê mensal de marcação normal. “Apenas as áreas permanentes e barracão do produtor não estarão à disposição para marcação. Nosso objetivo ao retomar a modalidade de reserva técnica é otimizar o processo para que possamos aten-

der o maior número de produtores possível. Com as novas medidas pretendemos evitar o que acontecia com certa frequência, produtores que marcavam áreas e não vinham prejudicando assim o bom funcionamento do MLP”, explica o gerente interino do MLP, Geraldo Fernandes da Silva. Para que não haja nenhum tipo de problema os produtores deverão ficar atentos a algumas regras de funcionamento. “A marcação da área deve ser feita pelo próprio produtor ou por um empregado devidamente cadastrado para evitar qualquer confusão que possa ocorrer caso o mesmo tenha que escolher outra área ou dia para utilização. Outra regra importante é a confirmação da área que não precisa ser feita necessariamente pelo produtor, um empregado ou o próprio motorista podem confirmar, mas deverá ser feita mediante apresentação do romaneio de entrada de mercaJornal do Produtor Rural

O Gerente interino do MLP, Geraldo, explica como vai funcionar o processo de marcação de reserva técnica

dorias no Plantão do MLP. A confirmação da área poderá ser realizada até às 3 horas da madrugada do dia de mercado”, afirma Geraldo. Caso o produtor, por algum motivo, não consiga chegar ao MLP até às 3 horas da madrugada, deverá comunicar ao Plantão seu atraso para que a área não seja liberada para outro. “Os produtores precisam ficar atentos para evitar problemas e desgastes desnecessários. Basta seguir as regras de funcionamento e escolher como prefere marcar sua área. Para agilizar o processo e garantir tranquilidade, ao chegar ao MLP não deixe de avisar e confirmar sua área, assim nenhuma área ficará vazia”, conclui o presidente da APHCEMG.


Jornal do Produtor Rural