Issuu on Google+

Ano IV

Edição nº 54

Novembro 2012

APHCEMG e CeasaMinas inauguram ponto de atendimento médico dentro do entreposto para atender o produtor rural

O PRESIDENTE da APHCEMG Antônio Lopes, a médica generalista Roberta Oliveira e o presidente da CeasaMinas, João Alberto, comemoram a inauguração do ponto de atendimento médico

Lauzinho vence a eleição para presidente e assume a APHCEMG em janeiro de 2013

Confira a matéria na página 3

A chapa LAUZINHO venceu as eleições com 483 votos, o que representou 78,5% do eleitorado. O segundo lugar ficou com a chapa PROSPERIDADE, que obteve 130 votos, o que correspondeu a 21% dos votantes. Apenas quatro eleitores alunaram o voto, o que representou 0,5% (meio por cento) do total. A eleição contou com a presença de 617 (seiscentos e dezessete) eleitores, que pertencem à classe dos produtores rurais. Páginas 4, 5 e editorial

No último dia 23 de novembro a APHCEMG, em parceria com a CeasaMinas, concluiu um sonho antigo de oferecer atendimento médico dentro do entreposto para os produtores rurais. O novo posto de serviço médico, instalado no Núcleo de Promoção à Saúde do Trabalhador, NUPSAT, vai atender os produtores rurais nas quartas, quintas e sextas-feiras, das 8 às 12 horas. Para marcar a consulta, o produtor deve ir pessoalmente à sede da APHCEMG no MLP, de segunda à sexta-feira, das 8 às 14 horas. Para realizar o agendamento é preciso apresentar a credencial de produtor, identidade e CPF.

Pousada do produtor será reformada a pedido da APHCEMG O primeiro passo já foi dado para o início da reforma, uma vez que edital de licitação já foi aberto. Os agendamentos estão marcados para os dias três de dezembro, para a obra, 4 e 11 de dezembro para equipamentos. PRODUTORES, candidatos à presidência da APHCEMG, fiscais e funcionários da APHCEMG se reúnem para acompanhar a contagem dos votos

Página 8


OPINIÃO

2

Durante 15 anos fizemos da APHCEMG a casa dos produtores Como representante da associação, por cinco mandatos consecutivos, sempre participamos de momentos importantes, quando defendemos os interesses e direito da classe com todas as nossas forças em toda e qualquer ocasião. Nunca deixamos de atender um produtor se quer e sempre buscamos uma convivência harmoniosa com a CeasaMinas,

SEAPA e demais órgãos ligados a agricultura. Enquanto estivermos à frente da associação continuaremos a fazer e buscar o que estiver ao nosso alcance em favor dos produtores e fortalecimento da nossa classe, bem como de nossa instituição, que hoje é reconhecida e respeitada nacionalmente. Gostaria de aproveitar para agradecer àqueles

O ATUAL presidente da APHCEMG, Antônio Lopes, cumprimenta o presidente eleito para o pleito 2013/2015, Lauzinho

PALAVRA DO PRESIDENTE

que sempre estiveram ao nosso lado e nos ajudaram a tornar tudo isso possível. Enquanto presidente agradeço à toda diretoria da APHCEMG, que sempre esteve pronta para, juntos, lutarmos em defesa dos interesses da nossa classe e a toda equipe de funcionários que fazem parte desse grande time. Neste momento, que se inicia a transição desejamos ao presidente eleito Lauzinho e sua diretoria, força e coragem para que possa continuar a lutar por nós produtores, por aqueles que demostraram acreditar em seu trabalho, afinal obteve quase 80% dos votos. Colocamo-nos à disposição para ajudar no que for preciso, pois a caminha apesar de árdua é muito gratificante. Até aqui foram muitas as conquistas, por isso nos orgulhamos de deixar a APHCEMG da forma que está hoje, estruturada e respeitada. Apesar do momento começar a ter um tom de despedida, pois faltam apenas 30 dias para terminar nosso mandato, estou muito feliz com tudo

ANTÔNIO Lopes

que vivi durante todos esses anos e principalmente pelas nossas conquistas mais recentes, a reforma da pousada do produtor e a abertura de um ponto de atendimento médico. Ambos os projetos são sonhos antigos alimentados pela necessidade de oferecer aos produtores atendimento médico de qualidade dentro do entreposto e um local mais confortável e adequado para aqueles que utilizam a nossa pousada, na busca de descanso e segurança. O sentimento é de dever cumprido, bem como a certeza de ter servido durante 15 anos essa honrada associação. Agradeço a todos os produtores que sempre acreditaram no nosso trabalho e foi justamente esta confiança que nos fez chegar até aqui. Agradeço também as instituições parceiras, tais como a CEASAMINAS, SEAPA, EMATER e a AMIS que sempre procuraram nos atender. Obrigado a todos aqueles que fizeram e fazem par te dessa grande família chamada APHCEMG.

EXPEDIENTE APHCEMG - Associação dos Produtores de Hortifrutigranjeiros das Ceasas do Estado de Minas Gerais Presidente: Antonio Lopes Rodrigues Vice-Presidente: Nerio Neves de Alvernaz Diretor Secretário: Guillermo Rodolfo H. Júnior Vice-Diretor Secretario: Julio Takayoshi Esaki

Diretor Tesoureiro: Dário de Jesus Lopes Vice-Diretor Tesoureiro: José de Sá Turquette Diretor Social: Francisco de Souza Maia Vice-Diretor Social: Vander Lelis Saraiva

Diretor Comercial: José Laércio da Silveira Vice-Diretor Comercial: Humberto Bitaraes Carvalho

Endereço: BR 040, Km 688, Pavilhão MLP, Ceasa - Contagem - Minas Gerais www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br

www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br

Jornal do Produtor Rural Informativo da APHCEMG Editor e Consultor de Marketing: Aurelio Henrique Salles - JP 4953/MG Jornalista Responsável: Renata Marinho - DRT 15710 Proj. Gráfico e Editoração: Clebiane Alves de Lima


SAÚDE

3

MAIS SAÚDE PARA O PRODUTOR RURAL

APHCEMG inaugura Ponto de Atendimento Médico em parceria com a CeasaMinas para atender os produtores

O PRESIDENTE eleito da APHCEMG Lauzinho; o Diretor Social da Acceasa, Garcia Moreira de Carvalho; o Diretor Técnico Operacional da CeasaMinas, Edilberto José da Silva; o Diretor de Administração e Finanças da CeasaMinas, Henrique Dourado; o Presidente da CeasaMinas, João Alberto e o Presidente da APHCEMG, Antônio Lopes, estiveram presentes no evento

A APHCEMG, em parceria com a CeasaMinas, conseguiu inaugurar, no último dia 23 de novembro um Ponto de Atendimento Médico dentro do entreposto de Contagem, após aproximadamente quatro anos de luta. O novo posto de serviço médico, instalado no Núcleo de Promoção à Saúde do Trabalhador, NUPSAT, vai atender os produtores rurais nas quartas, quintas e sextas-feiras, das 8 às 12 horas. Para marcar a consulta, o produtor deve comparecer à sede da APHCEMG no MLP, de segunda à sexta-fei-

ra, das 8 às 14 horas. Para realizar o agendamento é preciso apresentar a credencial de produtor, identidade e CPF. O atendimento será feito por uma médica generalista, em uma sala que foi cedida pela CeasaMinas. "Hoje é um dia de grande felicidade para nós. Após muito empenho e dedicação de toda a nossa equipe conseguimos concretizar mais este projeto que é de fundamental importância para os produtores rurais. Nesse final de mandato sinto-me orgulhoso em poder realizar esse sonho antigo,

que é disponibilizar um médico para atender os produtores", afirma o presidente da APHCEMG, Antônio Lopes. Para a médica, Dra. Roberta Oliveira Santos Americano, que vai atender no Núcleo de Promoção a Saúde, a parceria entre a APHCEMG e a CeasaMinas é fundamental para a manutenção e ampliação do atendimento oferecido aos produtores. "Grande parte dos produtores vem de longe e não tem tempo de procurar um médico em sua cidade, agora é possível atender e acompanhar os

produtores em seu local de trabalho. Como eles estão na Ceasa durante a semana o ponto de atendimento irá garantir o acesso à saúde", explica a médica, que continua: "num futuro próximo existe a intenção de fazer uma parceria com algum laboratório para a realização de exames dentro do entreposto de Contagem, o que vai facilitar e agilizar ainda o processo de acompanhamento do paciente. É importante para o produtor saber que agora o consultório está bem equipado e que existe um médico à disposição", conclui a médica. Durante a solenidade de inauguração, o presidente da APHCEMG Antônio Lopes agradeceu a parceria com a administração da CeasaMinas. "Estou prestes a terminar meu quinto mandato à APHCEMG, e fico feliz em conseguir concluir mais este importante projeto, que é um ponto de atendimento médico para o produtor". O presidente da CeasaMinas, João Alberto Lage, em seu pronunciamento enalteceu as administrações do presidente da APHCEMG e completou: "Esta não é apenas uma marca, mas uma das muitas marcas que o Antônio Lopes vai deixar, como benefício para o produtor rural", lembrou João Alberto.

Inaugurações movimentam o Entreposto de Contagem No último dia 23 de novembro além da inauguração do posto de serviço médico, o dia foi de muita comemoração. Foi inaugurado o Pavilhão X, no setor verde, o posto de fiscalização sanitária do IMA Instituto Mineiro de Agropecuária, foi reformado, e os usuários do Pavilhão Shopping ganharam novos banheiros masculino e feminino . O Pavilhão X possui 26 boxes de 102 m² cada, moderno e licenciado ambientalmente, O projeto inclui sistema para captação de

água da chuva, que será armazenada e usada para lavar pisos no entreposto. Parte da iluminação é natural, com a presença de lanternim, abertura na parte superior do telhado, que diminui o consumo de energia elétrica. A construção representou um investimento de R$ 4,7 milhões. A barreira fixa de fiscalização sanitária do IMA localizada no entreposto foi reformada. No local, ocorre a fiscalização obrigatória de produtos de origem

animal e vegetal que entram no mercado. No local são emitidas 1.200 permissões de Trânsito Vegetal por mês, que somadas às Guias de Trânsito Vegetal, são mais de quatro mil por mês. De acordo com o presidente da APHCEMG, a fiscalização sufocante do IMA, muita das vezes preocupa os produtores, mas esperamos que com a nova estrutura eles possam fazer um trabalho de conquista e confiança junto a classe produtora.

Para o conforto dos usuários do Pavilhão Shopping, a CeasaMinas também construiu dois novos amplos banheiros: um masculino e um feminino. A nova instalação está localizada ao lado da sede do IMA. "Inauguramos obras pequenas, outras maiores, no entanto todas são muito importantes para a família CeasaMinas, essas ações envolveram muito trabalho e dedicação de todos os participantes de cada projeto", conclui o presidente da CeasaMinas, João Alberto.

www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br


ELEIÇÃO

4

Com quase 80% dos votos Lauzinho vence a eleição da APHCEMG e se torna o novo presidente da associação A votação ocorreu nos dias 19 e 21 de novembro de 2012 no setor F áreas 113 e 114, do MLP. Nos dois dias de votação os trabalhos transcorreram normalmente com abertura ás 8 horas e término às 14 horas conforme previsto. Durante o processo de escolha o clima era de descontração, respeito e união entre os componentes das chapas adversarias que acompanharam de perto todo o trabalho da equipe envolvida. Após o término da votação, ocorreu à apuração dos votos, que foi acompanhada por diversos produtores rurais, fiscais da eleição e membros das duas chapas concorrentes. A eleição apresentou o seguinte resultado: a chapa "LAUZINHO" venceu as eleições com 483 votos, o que representou 78,5% do eleitorado. O segundo lugar ficou com a chapa "PROSPERIDADE" que obteve 130 votos, sendo 21% dos votantes. Apenas quatro eleitores alunaram o voto, o que representou 0,5% do total. A eleição contou com a presença de 617 (seiscentos e dezessete) eleitores, que pertencem à classe dos produtores

rurais. "Nesta eleição tivemos duas chapas que mereceram respeito. Tudo correu como previsto com plena tranquilidade. Coloco-me a disposição bem como toda minha equipe e desejo sucesso ao novo presidente. O produtor mostrou sua força mais uma vez e fez valer sua opinião", explica o presidente da APHCEMG, Antônio Lopes. Para o presidente eleito Lauzinho o momento é de alegria. "Estou muito feliz com todo o processo, somos todos amigos e vamos unir forças para continuar a lutar por nossa classe e seus interesses. Agora é trabalhar muito para o produtor que votou e demostrou acreditar no nosso trabalho", expõe. O vice presidente eleito Antônio Donizete Dos Santos, mais conhecido como Sapão, falou da importância da APHCEMG. "É um momento de muita alegria pra nós, agradeço a todos os produtores que votaram em nossa chapa e garanto que vamos trabalhar para fazer o melhor para todos. Juntos vamos lutar para fortalecer ainda mais nossa associação", conclui.

Veja como ficou formada a nova diretoria mandato 2013/2015 Presidente: Ladislau Jerônimo de Melo Vice-presidente: Antônio Donizete Dos Santos Dir. Secretário: Lucimar Rocha De Souza Vice-diretor Secretário: Antônio Gomes De Freitas Neto Diretor Tesoureiro: Ronaldo Sebastião Pereira Vice diretor Tesoureiro: José de Sá Turquette Diretor Social: Rones Sebastião Dos Santos Vice diretor Social: Adilson Lopes De Melo Diretor Comercial: José Leir Vieira Vice diretor Comercial: Luiz Paulo De Oliveira

Conselho Deliberativo: Sérgio Amorim Neri Conselho Deliberativo: Geraldo Mendes Conselho Deliberativo: Oscar Pedro Diniz Suplente: José Agnaldo Marques Parreiras Suplente: Fábio José De Souza Suplente: José Barbosa Conselho Fiscal: Leston Lascasas De Amorim Conselho Fiscal: Elis Rodrigues Tavares Conselho Fiscal: Jair Magela Da Silva Suplente: Sebastião Armando Da Cruz Suplente: Vander Aparecido Neri Suplente: Marcelo Adriano Gárcia

O VICE presidente eleito Sapão e o presidente Lauzinho agradecem os produtores que os elegeram

Presidente eleito da APHCEMG fala sobre a eleição e seus projetos para 2013 Lauzinho é conhecido no MLP por seu jeito trabalhador e simples de ser e de agir. Produtor experiente e respeitado por todos, ele sabe como ninguém defender sua opinião e lutar por tudo que acredita. Eleito com 78% dos votos, Lauzinho garante que não vai mudar seu jeito de ser, que passou, inclusive a ser sua marca registrada e estratégia na eleição. "Eu sou assim e não vou mudar. Sou simples e comprometido com minhas obrigações, mas garanto aos produtores, que vou dar continuidade ao trabalho que a APHCEMG desenvolveu ao longo dos anos e procurar fazer o que for possível para melhorar ainda mais", explica Lauzinho.

O presidente eleito falou sobre a eleição, que segundo ele foi tranquila. "Agradeço o apoio e voto de todos que acreditaram em nossa chapa. Todo esse processo de escolha mostrou o quanto é importante a união dos produtores, que juntos são fortes e capaz de fazer valer sua opinião. Parabenizo também a chapa Prosperidade que trabalhou de forma honesta e ajudou a garantir o sucesso de todo o processo com respeito e dignidade", afirma. Para ele o trabalho já começou e Lauzinho está cheio de projetos e planos para 2013 e inclusive já agendou diversas reuniões

www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br

para o período de transição. "Muitos produtores me pediram para ampliar o atendimento médico oferecido pela associação. O ideal é colocar dois médicos de plantão à noite. Assim que eu assumir vamos analisar a situação e ver o que é possível fazer. Outro projeto que vamos estudar é a construção de um hotel dentro do entreposto de Contagem, para atender os produtores e oferecer mais conforto. A ideia é que o hotel seja uma opção a mais, já que nós temos a pousada que está sendo reformada. Um hotel bem estruturado geraria emprego e renda, além de auxiliar os

estudantes da Uniceasa e garantir conforto e segurança a família do produtor, que por ventura esteja com ele na Ceasa", acredita. Outros dois temas são prioridade para Lauzinho, segurança e reserva técnica. "Já elaborei medidas de segurança que serão adotadas assim que eu assumir a presidência. E em relação à reserva técnica, o Regulamento do Mercado diz que o produtor que estiver devidamente em dia com a Ceasa tem direito a reserva, vou lutar para aumentar a área do MLP para que todos tenham direito sem ter que esperar até às três horas da madrugada para marcar área", conclui.


ELEIÇÃO

55

FALA PRODUTOR

Pergunta: Qual a importância da APHCEMG e desta eleição para o produtor? "A atuação da APHCEMG é muito importante junto a Ceasa e demais entidades representativas. Espero que o novo presidente continue a lutar pelos nossos direitos". LUCIMAR Rocha de Sousa Santa Bárbara do Leste- MG

"O candidato que vencer tem que continuar a olhar por nós e defender nossos direitos e interesses". GERALDO Custódio da Fonseca Mateus Leme - MG

"A APHCEMG ampara os produtores em todos os aspectos, defende os interesses e faz valer nossa opinião. Espero que continue assim."

"O produtor precisa de alguém que responda e o defenda. A falta de tempo e às vezes de conhecimento limita as ações, por isso a APHCEMG é tão importante, porque nos representa". Alair Lúcio Vieira Casa Grande- MG

"Acredito que quem vencer precisa continuar a trabalhar pelo produtor rural para garantir seus direitos".

MARIA Beatriz Raimundo Contagem- MG

"Espero uma melhora de quem for assumir a APHCEMG. É preciso diferenciar os produtores dos atravessadores que nos prejudica muito". Ernandes Antônio Alvin de Farias arandaí - MG

Ismar José de Melo Lagoa Dourada - MG

JOSÉ Francisco Bina Barbacena - MG

"Acredito que o candidato que vencer vai dar continuidade ao trabalho da APHCEMG que é defender nossos interesses".

"Sempre fui muito bem recebido e atendido na APHCEMG. Espero que continue assim, que o vencedor continue a defender nossos direitos".

"A APHCEMG orienta os produtores é onde podemos recorrer. Nesta eleição o fato de ter dois candidatos fortalece o processo e é bom para o produtor poder escolher".

"Os problemas que a gente tem a APHCEMG ajuda a resolver e defende o direito dos produtores, que continue assim."

ESIO Antônio Mendes Tonucci Barbacena - MG

Mauricio Moreira Duarte São José da Varginha- MG

Leir Franco da Silva Entre Folhas- MG

João Domingos da Cruz Bonfim- MG

Nelson Rodrigues Belo Horizonte- MG

"A APHCEMG defende nossos interesses e direito. Espero que o candidato vencedor continue a trabalhar por nós".

"Espero que o candidato vencedor continue a olhar por nossa classe e a defender os produtores e seus interesses".

"A APHCEMG defende e orienta nossa classe, por isso espero que o vencedor realize uma boa administração voltada a atender nossos interesses". Tânia Márcia de Souza Contagem - MG

"A APHCEMG significa o apoio que o produtor precisa, só temos que agradecer ao Antônio Lopes que há 15 anos luta pelos produtores e nos representa em nível nacional". Cleber Augusto Feris da Silva Barbacena- MG

"Espero que o vencedor dê continuidade ao trabalho que a APHCEMG desenvolve e olhe mais pelo produtor". João Vieneiy Curvelo - MG

"Espero que meu candidato cumpra com o que prometeu, a maioria das coisas que precisamos fazer a APHCEMG está à frente". Andreiza Alves da Cruz Contagem - MG www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br


EDUCAÇÃO - JURÍDICO

6

OUniceasa-CentrodeEducaçãoProfissional, fruto da parceria entre a Ceasaminas, Instituto Ceasaminas e o Centro UniversitáriodeSeteLagoas-Unifemm,foiinaugurado no ultimo dia 5 de novembro. Localizado no segundo pavimento do Edifício Minas Bolsa, dispõe de salas de aula confortáveis, área de convivência para os alunos, laboratório de informática e moderno auditório com capacidade para 140 pessoas. A iniciativa é pioneira no país, o Uniceasa é o primeiro Centro de Educação Profissional do Brasil localizado dentro de uma central de abastecimento. O Centro pretende oferecer cursos voltados para a realidade dos produtores. Os primeiros cursos ofertados são de curta duração, cujo objetivo é orientar os alunos do Uniceasa em temas como planejamento financeiro, liderança e formação de equipes. Os cursos foram definidos com base em pesquisas realizadas na CeasaMinas para atender as principais demandas e peculiaridades operacionais da Central de Abastecimento. "Essa parceria é fundamental para oferecermos educação de qualidade as pessoas que trabalham e circulam diariamente na CeasaMinas e que querem atualizar seus conhecimentos e investir em sua formação. Agradeço a todos que estão envolvidos no projeto e

que lutaram para o tornar real", ressalta o presidente do Instituto da CeasaMinas, Willy Alves Dieguez. Para o presidente da APHCEMG, Antônio Lopes, os cursos de curta duração são ideais para os produtores. "É muito importante pensar nos cursos que serão oferecidos para que atenda as necessidades dos produtores. Cursos mais rápidos e práticos tendem a chamar mais a atenção dos produtores", conclui. O presidente da CeasaMinas, João Alberto, destacou a importância da iniciativa. "Hoje é um dia de comemoração e muita alegria para todos nós. Mais uma vez saímos na frente e implantamos no Entreposto de Contagem uma novidade que com certeza em breve será referência para os demais entrepostos de Minas Gerais e do Brasil", acredita. PARCEIRO A história da Unifemm é marcada por 45 anos de tradição, mais de 20 cursos de graduação,cercadecincomilalunoseprogramadeeducaçãocontinuada,compós-graduação, extensão e pesquisa. "Sabe-se que a qualificação tem sido uma exigência do mercado de trabalho. Neste sentido, o Uniceasa jánasceucomumdiferencial:prepararoprofissional a aplicar os conhecimentos adquiri-

Foto: Alessandro Conegundes

Uniceasa é inaugurada e oferece acesso a educação de qualidade dentro do Entreposto

O REITOR da Unifemm, Dr. Antônio Fernandino, o presidentes da APHCEMG, Antônio Lopes e o presidente da CeasaMinas, João Alberto, participam do corte simbólico da fita de inauguração

dos em suas atividades, desenvolvendo os aspectos técnicos e comportamentais por meiodeprocessoseducativos.Apartirdeagora, toda a comunidade interna e externa da CeasaMinas tem acesso a cursos de qualifi-

Conheça os cursos oferecidos pela Uniceasa Planejamento e Controle Empresarial - Carga horária 9h Liderança e Formação de Equipe- Carga horária 9h Planejamento Financeiro, Custos e Formação de Preços - Carga horária 15h

Contratos agrários: parceria rural Em continuidade às analises de origem animal, mediante a partilha dos contratos agrários, trataremos de riscos em caso fortuito ou força nesta edição sobre o contrato de parmaior do empreendimento rural, e dos ceria rural, meio muito utilizado pelo frutos, produtos ou lucros havidos nas homem do campo.Primeiramente, vale proporções que estipularem, observalembra, portanto, que contrato é um dos os limites percentuais do Estatuto acordo de vontades entre duas ou da Terra (Lei 4504/64). mais pessoas, que se obrigam a cumDessa maneira, vale esclarecer prir determinadas obrigações. que o referido contrato pode ser escriDiante dessa informação, cabe to ou verbal, mas vale orientar que para conceituar o contrato de parceria rural maior segurança melhor optar pela fore as exigências para sua pactuação. O ma escrita, e constar no contrato a contrato de parceria rural é definido qualificação completa e endereço dos legalmente como o contrato agrário pelo contratantes, o objeto do contrato (parqual uma pessoa se obriga a ceder à ceria rural), tipo de atividade de explooutra, por tempo determinado ou não, ração e a destinação do imóvel, a quao uso especifico de imóvel rural, inclulificação detalhada do imóvel, com a indo, ou não, benfeitorias, com o objedescrição das benfeitorias por ventura tivo de nele ser exercida atividade de existentes e que integram o contrato, o exploração da terra ou a entrega de prazo de vigência do contrato e o peranimais para cria, recria, invernagem, centual da partilha dos resultados, praengorda, extração de matérias primas zo e forma de pagamento, foro, local e www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br

cação diferenciada, com metodologia de ensino de qualidade, corpo docente experiente e avançados métodos de ensino-aprendizagem",afirmaoReitordaUnifemm,Dr.Antônio Fernandino de Castro Bahia Filho.

data de assinatura do contrato. Com relação ao prazo de vigência do contrato, vale atentar que a lei determina o estabelecimento de um prazo mínimo de três anos, sendo garantido ao parceiro a conclusão da colheita pendente, mesmo com a expiração do prazo avençado. Outro ponto importante a ser analisado é a diferença existente entre o contrato de parceria e o de arrendamento rural. Portanto, ocontrato de parceria rural difere do contrato de arrendamento justamente no tocante à forma de remuneração, ou melhor na forma de partilha, haja vista que na parceria é estipulado a partilha dos resultados, seja ele positivo ou negativo. Nesse contexto, vale atentar que diferente do que ocorre no arrendamento, na parceria rural as partes se obrigam a partilhar resulta-

DICAS JURÍDICAS PARA O PRODUTOR DR. Klimerson Martins Assessor Jurídico

dos, dentro daquele percentual estipulado. O que não ocorre no contrato de arrendamento, pois neste é estipulada uma retribuição certa, determinada entre as partes, que deverá ser ajustada em dinheiro. Outra diferença importante de se mencionar é o fato de que no contrato de arrendamento, os riscos são todos do arrendatário, enquanto que no contrato de parceria, ambas as partes participam dos prejuízosprovenientes de caso fortuito ou força maior,dentro daqueles limites percentuais estipulados. É bom não esquecer, que a APHCEMG oferece aos seus associados, gratuitamente toda orientação jurídica voltada à confecção dos contratos de parceria e de arrendamento rural. Paramais informações, o associado deverá procurar a Associação.


AGRONOMIA

7

Abobrinha Italiana

DICAS DE AGRONOMIA

Tipo Caserta

JOSÉ Félix Quezada Merino Engenheiro Agrônomo MSc CREA Nº 7983/D - 4ª R Campo Verde

Produtor entre em contato e tire suas dúvidas • Ligue: (31) 3036-0816 Ou busque orientação toda quarta-feira na sede da APHCEMG

Embalagem e Classificação: Caixa de madeira tipo “K” de 22 kg. A abobrinha é classificada quanto ao tamanho e qualidade em: EXTRA: Quando a boca da caixa contem mais de 10 frutos. ESPECIAL: Boca da caixa com 8 a 10 frutos. PRIMEIRA: Boca da caixa com menos de 8 frutos.

Clima: A Abobrinha pode ser plantada “O Ano Todo” em regiões de clima quente, não se desenvolvendo bem em temperaturas baixas. O plantio vai de Agosto a Março. Cultivares: Variedades: Caserta AG202, caserta, caserta BR Hibridas: Ipanema, Tala, Goldfinger, Clarita, Princesa, Formosa, Duda, Bianca, Alfa, Clara, Novita, Clarinda, Atlanta, Novita Plus, Aline e Alicia. Nº de Sementes por Grama: 10 Gasto de Sementes/há = 1,5 a 2 Kg. Escolha do Solo: a cultura desenvolve-se bem em solos ferteis, ricos em materia orgânica, bem drenados e baixa acidos (6 a 6,8). Não suportam excesso de água, que causa apodrecimento de frutos e de raízes e morte das plantas. Preparo e Conservação do Solo: Deve ser feita uma aração de 30 a 40 cm. De profundidade depois uma gradagem para obter um bom destoroamento e incorporação de restos culturais. Em solos com inclinação de 5%

é necessário que se aplique práticas de conservação de solo apropiadas. Correção e Adubação do Solo: É necessário a analise do solo para recomendação de calagem e adubação equilibrada. Calagem: Aplicar calcario dolomitico com PRNT entre 90 a 110, conforme análise do solo ou agrosilicio. Adubação do Solo: (Plantio) Aplicar de acordo com análise do solo. NOSSA SUGESTÃO: Adubo de Plantio 100gr/ Cova de 4-30-16 100gr/ Cova de Solomax ou Provaso. Espaçamento: 1,2 m x 1,0 m = 8.333 Covas Plantio: É feito por semeadura direta no campo, sementes por cova a uma profundidade de 2 a 3 cm. Recomenda-se fazer a semeadura em linhas alteradas. Apos 15 a 20 dias, como as abobrinhas soltam primeiro a flor masculina, a diferença de semeadura entre uma filera e outra permite melhor cruzamento e consequentemente, maior produção. Trat os Culturais ratos Desbate – Eliminar o excesso de plantas por cova, deixando somente 1.

Combate a pragas e Doença: O uso de fungicidas e insenticidas para o combate a doenças e pragas deveria ser feito somente com produtos registrados para a cultura, obedecendose o período de carência, dosagens e cuidados nas aplicações, procure um “ENG. AGRÔNOMO” para melhor orientação. Adubação de Cobertura (Foliar): Para complementação nutricional das plantas aplicar apos 15 dias de germinados: Para 100 l de água Felix Fol Sais 400gr. Felix Fol 50 (30-10-10) 400gr. Felix Fol 58 (10-10-38) 400gr. Felix Fol Cab 400 gr. Suporte 100 ml . De 10 em 10 dias.

Produção: 1000 a 1500 ex/ha. Principais Insumos Fungicidas Cercobin Cerconil Dacobre Daconil Trifmine Captan Rubigam Kumulus Inseticida Cartap Danimen Hycrop Sumithion Espalhante Iharaguen-s Adesil Dufol

Principais doenças e Pragas Doenças Mosaico Amarelo Mancha Angular Antracnose Crestamento Gomoso do Caule Mildio Oidio Podridão das Raizes e do Colo Mancha das Folhas Pragas Pulgão Vaquinha Mosca Minadora Acaros Lagarta Rosca Bruca do Caule e Fruto Mosca Branca Tripes Lagarta do Fruto Colheita: Inicia-se 50 dias depois de semeado, quando o fruto atinge 20 cm de comprimento e 4 cm de diâmetro.

Principais Municipios Produtivos de MG Carandaí Mateus Leme Igarapé Barbacena Carmopolis de Minas

Foto:http://www.ranchobiju.com.br

Foto: http:/www.portalhidroponia.com.br

Capina – Manter a planta sempre no limpo Irrigação – De acordo com a necessidade da planta pode ser feita por aspersão, gotejamento e infiltração durante a tarde.

www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br


ADMINISTRAÇÃO

8

Reforma da Pousada do Produtor está em fase de licitação

A REFORMA da pousada prevê aumento de leitos, bem como a troca de camas e colchões

PRODUTOR José Domingos afirma que a reforma vai oferecer o conforto necessário para quem utiliza a pousada

A APHCEMG sempre se preocupou com o bem estar e a segurança dos produtores rurais. Por isto foi encaminhado oficio ao presidente da CeasaMinas, João Alberto, que solicitou a reforma da Pousada dos Produtores. Em resposta ao pedido da APHCEMG a CeasaMinas lançou, em novembro, o edital para a reforma do local. "Em 2011 a Pousada passou por uma pequena reforma, no entanto para garantir mais conforto e segurança aos produtores que a utilizam, sabemos que será preciso uma reforma maior e definitiva. Por isso pedimos a ajuda da Ceasa que compreendeu a necessidade e se dispôs a colaborar. Nesse final de mandato, essa é mais uma obra que deixamos com a certeza de sempre ter buscado

www.aphcemg.org.br - Novo e-mail: aphcemg@aphcemg.org.br

fazer mais por nossa classe", afirma o presidente da APHCEMG, Antônio Lopes. Entre as modificações previstas estão pintura, troca das janelas, das lâmpadas, do balcão de atendimento, aquisição de três computadores para utilização dos produtores, armários novos e instalação de portas nos boxes dos banheiros. "Atualmente estão disponíveis 114 leitos, mas seis camas estão quebradas. Com a reforma existe a possibilidade de aumentar o número de camas, em princípio seriam colocadas mais 10 unidades, que de imediato já subira para 124 (cento e vinte e quatro) lugares. A intenção não é ampliar a pousada, mas melhorar a condição do que já existe. Além da obra, existe

edital de licitação para aquisição de equipamentos e serviços tais como: armários, colchões, camas, televisão e instalação de TV a cabo. Dessa forma o produtor não irá precisar procurar hotel fora da Ceasa, pois terá comodidade, conforto e segurança, na pousada. O ideal mesmo seria a construção de um hotel dentro do entreposto de Contagem para atender um maior número de produtores, como uma opção a mais além da pousada", explica o orientador de mercado, Gilberto de Melo Araújo. Para o produtor de Santa Bárbara do Leste, José Domingos Souza, a reforma prevista significa muito. "Geralmente eu durmo na pousada de domingo a quinta-feira, que é quando volto para casa. Essa reforma vai oferecer para nós produtores mais conforto e pra gente que fica fora de casa à semana toda é necessário descansar e ter um local adequado para ficar", argumenta. Não é possível dizer a data de início e de conclusão da reforma, uma vez que edital de licitação ainda está aberto e agora é só esperar as propostas, de empresas, para término dessa primeira fase. As licitações estão agendadas para dia três de dezembro, para a obra, 4 e 11 de dezembro para equipamentos. A pousada funciona diariamente, das 16 horas do dia vigente às 6 horas do dia seguinte, apenas para produtores cadastrados que precisam adquirir um carne com cinco folhas que custa R$ 52 (cinqüenta e dois reais) e da direito a cinco hospedagens. "Nos dias que antecedem os dias de maior comércio no entreposto, a ocupação é total. Esses dias são: de domingo para segunda, de terça para quarta e de quinta para sexta", conclui Gilberto.


Jornal do Produtor Rural