Issuu on Google+

Nº82 – June – Year 8


Editorial

26

Junho traz os bastidores da maior premiação brasileira dos Estados Unidos, o Brazilian International Press Award 2008, realizado de 8 a 10 de maio, em Fort Lauderdale, na Flórida. Em Entrevista, o jornalista Gleidson Martins conversa com o engenheiro Paulo Napolitano. Em Perfil, Luciano Mello nos conta um pouco sobre a arte da fotografia; Beleza Tropical, por Karine Porcel, revela o lado desconhecido da bela Miss Brasil USA 2007, Heloísa Alves. Enquanto isso, em Cultura, Paulo Pressoto fala sobre sua inspiração e as músicas do seu novo CD. Turismo apresenta Petrópolis, a cidade-sede da Família Real Portuguesa no início de século 19, localizada na região serrana do Rio de Janeiro. Esporte traz a nova promessa do jiu-jitsu brasileiro: Lucas Pires. E, para finalizar, em comemoração ao centenário da imigração japonesa no Brasil, Isabel “Bel” Martins desvenda a história dos imigrantes. Divirta-se e aproveite! June brings us backstage tales from the main Brazilian award ceremony in the United States, the 2008 Brazilian International Press Awards, held from May 8 to 10 in Fort Lauderdale, Florida. Journalist Gleidson Martins talks to engineer Paulo Napolitano in the Interview section, while Profile introduces us to Luciano Mello and the art of photography. Then in this month’s Tropical Beauty article, Karine Porcel shows us the unknown side of Miss Brasil USA 2007, Heloísa Alves. Paulo Pressoto talks about his inspiration and the songs on his new CD in Culture, while Tourism spotlights Petrópolis, a city located in the mountain region of Rio de Janeiro that hosted the Portuguese Royal Family in the early 19th century. Sport then profiles a promising Brazilian jiu-jitsu fighter named Lucas Pires, and finally in celebrating Japanese immigration 100 years into Brazil, Isabel “Bel” Martins discloses the immigrants’ history. Have fun and enjoy it!

36

44

Interview..............................................................06. Paulo Napolitano

Recipe..................................................................10. Seafood Stew

Culture.................................................................12. Paulo Presotto

Immigration..........................................................14 USA Service Consultant George Castro CEO Marcelo Gòmez CFO

Franchise Antônio Cajueiro (Las Vegas) Gleidson Martins (San Francisco) Josimar Moreira (New York)

Adriana S. Saraiva Gòmez

Journalists

Art

Bruno Romani

Eduilson Wessler Coan

Alexandre Anan

Portuguese Editor

Gayre Patriota

Andréa Eirado

Giselle Pekelman

English Editor

Clara Benjamin

Jeff Guerra English Translator Osil Bastos

Sharing Thoughts with the Community

Tropical Beauty.....................................................18. Heloísa Alves

New York Brazil....................................................20 Brazilian Community in New York

Sport....................................................................22. Lucas Pires

Tourism................................................................26.

Maria Isabel Martins

Petrópolis

Roberta Boumaroun

Japanese Immigration Into Brazil.........................30.

Gleidson Martins Una Proença

Las Vegas (702) 878-7007 | San Francisco (415)577-4436 | New York (718) 932-7169

10826 Venice Blvd # 105 Culver City, CA www.brazilexplore.com 90232 - USA info@brazilexplore.com LOS ANGELES:

04

What’s Up Brazil?.................................................16.

Phone: 310-837.4299 / Fax: 310-837.4294

One Hundred Years Of History

Special.................................................................36. Press Award

Brazilian Novelties................................................40. Brazilian Community in Las Vegas

Profile...................................................................44. Luciano Mello


36

44

06.

10.

12.

14

16.

18.

20

22.

26.

30.

36.

40.

44.


Entrevista

Paulo Napolitano: Um brasileiro que constrói o mundo By Gleidson Martins Photos Personal files gleidson.martins@brazilexplore.com Para construir uma casa ou um prédio é preciso muito mais do que cálculos complicados. É necessário um bom relacionamento entre as partes envolvidas, desde a pessoa responsável pelo desenvolvimento do projeto aos executores. É aí que entra o Comportamento Humano, área em que o engenheiro civil Paulo Napolitano resolveu se dedicar. Com experiência adquirida ao longo de 20 anos, ele soma o título de mestrado pela Fundação Getúlio Vargas a grandes trabalhos executados em sua empresa de construção, entre 1987 e 2003, na grande São Paulo. Entre idas e vindas da capital paulista ao estado do Mato Grosso do Sul, período em que ele se voltou à pecuária, sua mente vivia/vive em ebulição. É, em tantas linhas de raciocínio, que Paulo deverá lançar, em 2010, em parceria com o Governo Espanhol e com a Universidade de Valencia, um software que irá medir o grau de decisões tomadas em empresas. Abaixo, Paulo revela como foi a mudança para os Estados Unidos, suas inquietações durante as madrugadas, como comandar pessoas de diferentes etnias e, ainda, como superou a síndrome do pânico. 1 - Sempre quis estudar engenharia civil? Não. Antes queria fazer engenharia mecânica, quando já estava na universidade, resolvi mudar. 2 - Você dividia seu tempo como engenheiro civil em São Paulo e como pecuarista em Dourados e Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Dois lados diferentes. Por quê? Eu estava passando uma fase complicada em minha vida, tinha descoberto que era portador da síndrome do pânico e estava muito estressado. Resolvi deixar minha empresa em São Paulo e fui para a fazenda junto com minha família. Foi um ano importante, pois pude descobrir novos desafios e me conhecer melhor. Foi o período em que eu me dediquei aos estudos. 3 - Conseguiu encontrar a cura? Sim. Mas tive que fazer uso de medicamentos, tudo com orientação médica. Até o momento em que readquiri o controle. 4 - Depois deste tempo você voltou a atuar como engenheiro. Como foi esse resgate? Li uma matéria com Gregory Howell (responsável por pesquisas em Project Management juntamente com Lean Construction), engenheiro de Stenpfort - EUA,

06

sobre construção enxuta, em uma revista. Entrei em contato com ele e, depois de um tempo, estavámos conversando no Brasil. 5 - O que surgiu desse encontro? Foi um período interessante. Eu passei a enviar a ele alguns trabalhos meus e, certa vez, ele foi ao Brasil ministrar uma palestra e disse: “está na hora de tomarmos um café”. Nosso encontro durou uma semana, ele aplicava testes para eu resolver, na verdade, ele queria entender meu processo decisório e minha linha de raciocínio. A partir daí comecei a pesquisar comportamento humano e a estudar trabalhos apresentados em simpósios e universidades, dados por Gregory. 6 – Mudar de país foi um processo decisório? Sim. Foi através do Gregory que vim aos Estados Unidos. Vim primeiro, somente depois de alguns meses minha família se mudou para cá. Mas como eu vivia viajando de um lado para outro, e não tinha tempo para curtir minha esposa e filhos, resolvi deixar o trabalho com o Gregory e me dedicar a outros trabalhos. 7 - Como você coordena equipes de diferentes países? Através de conceitos. Como, por exemplo: o que vêm à sua mente quando você pensa em custo? As pessoas exploram o processo, mas não a transformação do processo, é preciso mapear essa percepção. Um exemplo simples é: quando várias pessoas fritam ovo, sob um mesmo processo, nunca os ovos ficam iguais porque a percepção do processo é diferente. 8 - A partir de sua semana com o Gregory, você iniciou uma série de viagens, entre elas, a oportunidade de apresentar um trabalho para um grupo de dez pessoas, na Universidade da Virginia. O que o fez pensar que estava no caminho certo? Eu devorava livros e fazia resumo de todos eles. Às vezes, acordava de madrugada com alguma idéia e anotava tudo. Algumas paredes da minha casa eram cheia de cartazes com desenhos e cálculos espalhados. Por indicação do Greg, fui para Portugal e Holanda, em 2005, entre um país e outro tive uma


Paulo Napolitano: A Brazilian who builds the world To construct a house or a building, one needs much more than complicated calculations. There must be a good relationship among stakeholders, from the development of a project on down to explanations to construction foremen and other construction workers. Human Behavior thus applies here in the field to which Civil Engineer Paulo Napolitano has dedicated himself - where he has 20 years of experience that includes a Master’s Degree from Fundação Getúlio Vargas (Getúlio Vargas Foundation) and a São Paulo construction company that’s completed numerous great projects from 1987 to 2003. Between trips to and from the States of São Paulo and Mato Grosso do Sul he turned himself to Cattle farming, but his mind was and always is on the fast lane. It the midst of these disparate interests he is working in partnership with the Spanish Government and the University of Valencia to launch a software application that will measure the degree of decisions made within companies; the project is set to launch in 2010. In this interview, Paulo describes moving to the United States, his night-time insomnia, how he feels about managing people of different ethnic origins, and how he overcame Panic Syndrome. 1 – Did you always want to study Civil Engineering? No. Before I wanted to do Mechanical Engineering, but when I was already in college, I decided to change. 2 – You used to divide your time between Civil Engineering in São Paulo and cattle farming in the cities of Dourados and Campo Grande, in the State of Mato Grosso do Sul. Two opposing endeavors, why? I was going through a complicated phase in my life - I learned that I had Panic Syndrome, and I was feeling very stressed. I decided to leave my company in São Paulo, and went to my farm with my family. It was an important year, because I discovered new challenges and got to know myself a little better. That was when I dedicated myself to my studies. 3 – Did you manage to find a cure? Yes. But I had to take some medication - everything

under medical supervision - until I could get the control over myself again. 4 – After that you resumed your work as an engineer. How was that process? I read an article about Gregory Howell (Chief of research into Project Management and Lean Construction), an engineer from Stenpfort, USA, regarding Lean Construction in a magazine. I contacted him and some time later we had a meeting in Brazil. 5 – What was the outcome of this meeting? It was an interesting period. I started sending out some of my papers, and when he was in Brazil to give a lecture he said: “we should sit down and talk.” Our meeting lasted an entire week. I took some tests that he gave me; actually, he wanted to understand my decisionmaking process and my line of thought. Then, I started researching Human Behavior and studying papers presented in symposiums and universities, all provided by Gregory. 6 – Was moving to the country a decision-making process? Yes, Gregory arranged for me to come to the United States. I came first, and my family moved here after a few months. But, as I used to travel a lot and didn’t have time to spend with my wife and kids, I decided to stop doing that and start dedicating myself to other jobs. 7 – How do you coordinate teams from different countries? I provide the concepts. For instance: what comes to your mind when you think of costs? People explore the process, but not the process transformation. It is necessary to map this perception. A simple example would be when several people fry an egg, all following the same process. The eggs would never be the same, because the perception of the process is different. 8 – After the week you spent with Gregory, you started a series of trips. During this time you presented a paper to a group of ten people at

07


Entrevista semana de folga, daí consegui um encontro com Carlos Boshi, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Dragados. Quando estava prestes a sair de Portugal, encontrei com um primo, coincidência ou não, a esposa dele disse que grandes executivos não tem muito tempo e que eu precisava reduzir minha apresentaçao em 10 minutos. Montei uma metodologia baseada em cálculo de grau de certeza em decisões, metodologia essa que permite a empresa aumentar a percepção das equipes, fazendo com que o cérebro crie sua realidade. 9 – Quando você diz “o cérebro cria sua realidade”, se eu quiser acreditar que o mundo não existe, ele de fato passará a não existir? Ele só existe a partir do momento em que você o percebe, do contrário não existe. 10 - Por que levar essa linha de raciocínio para a engenharia civil? A engenharia basea-se em pessoas, não é um processo automatizado, pelo contrário, é extremamente complexo. Eu me perguntava, por que a qualidade varia de um andar para o outro, num mesmo edifício? Porque a habilidade de execução muda, embora o processo seja o mesmo. 11 – Você ficou dois anos somente pesquisando grandes autores. Leu Fuzzi, o livro “A Árvore do Conhecimento”, assitiu filmes... Num dia quando voava de Campo Grande à São Paulo, o avião balançava demais e, para eu esquecer os tremores, comecei a ler Fuzzi. Foi como se eu tomasse um remédio. Outro momento desses em que a gente aprende algo de valor foi quando conheci um taxista. Descobri que além dessa profissão, ele tinha uma fazenda em que plantava e comercializava produtos e, também, já tinha vários livros publicados. Tudo se baseia no comportamento humano. 12 - Como saber se o que você ensina está sendo aplicado na prática? Desenvolvi um software em parceria com a empresa Dragados na Espanha - INVECProcom. Esse software é que ajuda as empresas entenderem qual o grau de certeza da decisão do grupo, embora ainda esteja em testes. O lançamento deverá acontecer em 2010, mundialmente.

the University of Virginia. What made you think you were on the right track? I devoured books and summarized all of them. At times, I woke up in the middle of the night with a new idea and wrote everything down. Some of the walls in my house were full of signs with designs and calculations spread out. At Greg’s suggestion, I went to Portugal and the Netherlands in 2005. Between the two countries I had a week off, and I was able to meet with Carlos Boshi, Dragado’s Research and Development Director. When I was about to leave Portugal I met a cousin of mine, and by coincidence or otherwise his wife told me that top executives don’t have much time and that I should reduce my presentation by 10 minutes. I set up a methodology based on the calculation of the degree of certainty in decisions; this methodology allows companies to increase their teams’ perceptions, causing the brain to create its reality. 9 – When you say that “the brain creates its reality”, if I want to believe that the world doesn’t exist, will it actually not exist anymore? It only exists the moment you perceive it, otherwise it doesn’t exist. 10 – Why did you bring this line of thought to Civil Engineering? Engineering is based on people. It isn’t an automated process. On the contrary, it is extremely complex, and I asked myself, why does quality vary from one floor to the next within the same building? Why does the performance skill change, although the process is the same? 11 – You spent three years researching great authors. You read Fuzzy, the book about the Decision Tree, you watched films... One day, on a flight from Campo Grande to São Paulo, the airplane was shaking too much. In order to forget about the shaking I started reading Fuzzy, and it was like taking medicine. Another moment like this occurred when I met a taxi driver. I learned that besides this profession, he had a farm on which he planted and also sold products. Many of his books had already been published. It is all based on Human Behavior. 12 – How can you find out whether what you are teaching is ever actually applied in practice? I’ve developed a software application in partnership with the company Dragados in Spain - INVECProcom. It is the kind of software that helps a company understand the degree of certainty in a group’s decision. Although it is still undergoing tests, the software is expected to launch all over the world by 2010.

HEDI FRAMM ANTON ATTORNEY AT LAW 1300 SOUTH VAN NESS, SUITE 201 SAN FRANCISCO, CA 94110 (415) 824 4073 | FAX: (415) 824 2946 www.asilogay.com | www.hediframmanton.com


cULINÁRIA

Moqueca de Peixe Ingredientes: 2 tomates 2 colheres de molho de tomate 1 cebola 1 pimentão 1 lata de leite de coco 1 colher de azeite de dendê Coentro cebolinha pimenta do reino sal   Como preparar: Tempere o peixe com pimenta do reino e sal. Corte a cebola, o tomate e o pimentão em rodelas. Adicione o azeite de dendê e o leite de coco e coloque para cozinhar por 10 minutos em fogo médio. Após o cozimento, reserve em uma vasilha para servir (preferência de madeira) e decore com cilantro, pimentão e um

Seafood Stew

Peixe (em posta) Ingredients: Fish (in slices) 2 tomatoes 2 spoonfuls of tomato sauce 1 onion 1 red pepper 1 can of coconut milk 1 spoonful of palm oil Coriander (cilantro) chives black pepper salt How to prepare: Season the fish with black pepper and salt; cut the onion, tomato and red pepper into round slices. Add the palm oil and coconut milk and cook for 10 minutes on medium heat. After cooking, set aside in a container (preferably wooden) and top with cilantro, red pepper and a drizzle of olive oil.

fio de azeite por cima.

By Chef Maria Santos Chateau Brazil Restaurant

Chateau Brazil Restaurant 38 02 29TH STREET L.I.C - NY 11101 10

(718) 729 33 00


cultura

“Nossos sonhos nos perseguem...” By Clara Benjamin Photos Sidney Erthal

“Não somos nós quem corremos atrás dos nossos sonhos, são eles que correm atrás de nós. Apenas temos que ter coragem de parar de fugir deles”. Foi isso o que aconteceu com Paulo Presotto. Presotto é um paulista que, entre idas e vindas, já mora nos Estados Unidos há pelo menos 10 anos e, agora, seus sonhos estão começando a alcançá-lo. Paulo gravou um CD com quatro músicas – uma da sua banda no Brasil e três compostas por ele. Quando perguntei de onde vem a sua inspiração, ele disse que “a vida é uma fonte interminável de inspiração. A natureza, o comportamento humano, a felicidade de estar vivo, tudo é motivo de inspiração para as minhas composições”. Paulo me garantiu que é tímido para compor músicas sobre seus sentimentos, o que foi um pouco difícil de acreditar, pois falou comigo com muita tranqüilidade. Se ele pudesse definir uma música para a sua vida, seria “Vai e Volta”, de Bnegão. “A energia que transmitimos é a energia que recebemos de volta”, explica. Presotto parece ter feito uma viagem cultural e musical de volta às suas origens. Durante a sua adolescência no Brasil e quando estava na faculdade, ele somente escutava músi-

12

cas americanas. Rock and Roll, funk e jazz foram os estilos musicais da sua vida. Quando chegou a San Francisco, em 2001, suas influências culturais e musicais se tornaram ritmos brasileiros. “Quando cheguei aqui, trouxe uma bagagem muito interessante. Fui um pouco influenciado por Chico Science e Jorge Benjor. Eles têm ritmos claros, simples e com um alto astral que me fascinou.” Presotto gosta da mistura primitiva e, ao mesmo tempo, moderna que Science apresenta. Ele fica surpreso com a forma que Science combina os ritmos de rock, hip-hop e Maracatu. Morando em Oakland, Presotto diz que está exposto a uma cultura musical mais realista do que se estivesse vivendo em San Francisco. “Em Oakland, sinto que estou mais ligado ao funk, as raízes do ritmo e, se Deus me permitir, estarei sempre no embalo da música”. Na canção “Andar com Fé” de Gilberto Gil, Presotto sempre encontrou forças para continuar perseguindo seus sonhos. A compensação finalmente chegou e “A Vontade” é a mais nova canção em seu álbum. E, assim como seus sonhos, a fé vai onde ele for. “Certo ou errado...a fé vai onde quer que eu vá...”


Our dreams follow us “We don’t follow our dreams, but they follow us. We only need the courage to stop running away from them” This is exactly what happened to São Paulo native Paulo Presotto. After living on and off in the US for about 10 years, Paulo’s dreams are just starting to catch up with him. He recently recorded a CD that included four songs – one from his band in Brazil and three that he wrote himself. When I asked what inspires him, he said, “Life is an endless inspiration. Nature, human behavior, the happiness of being alive: all of that inspires me to write.” Presotto admits to being shy when it comes to writing songs about his feelings, though this seems hard to believe as the man talks with so much ease in person. If he could add a soundtrack to his life, it would be “Vai e Volta” by Bnegão. “The energy we transmit is the energy we get back,” he explains. Viewed from the outside, Paulo’s seems to have taken a backwards trip through music culture. While growing up in Brazil and throughout his college years, he listened exclusively to American rock and roll, funk, and jazz. He turned to Brazilian sounds only after arriving in San Francisco in 2001. “When I arrived here, I was bringing very interesting baggage. I was exposed to Chico Science and Jorge Benjor; they have clean, simple, upbeat sounds that rocked my world.” Presotto likes the primitive yet modern mixture; he is fascinated with how Science combines the rhythms of rock, funk, hip-hop and Maracatu. Now living in Oakland, Presotto feels he is exposed to a more authentic music culture than that he experienced in San Francisco. “In Oakland, I feel more connected to funk, the Grease Roots of the groove - and if God allows me, I’ll be always groovin’.” Paulo always goes back to the song “Andar com Fé” by Gilberto Gil for the strength to continue following his dreams. It finally paid off, and “A Vontade” is the latest single on his new album. Like his dreams, faith goes wherever he goes: “Certo ou errado até...a fé vai on-de quer que eu vá...”

Paulo Presotto´s next show will be on June 17th at Elbo Room (647 Valencia St, San Francisco)

13


Imigração

Estudar nos Estados Unidos -

Por quê não?

George Castro | Especialista em Imigração Americana | www.imigrarusa.com Em tempos difíceis de imigração nos Estados Unidos, um tipo de visto tem se destacado entre os brasileiros que desejam permancer aqui legalmente. Trata-se do visto de estudante, que pode ser classificado pela letra F (estudante universitário ou de idiomas) ou pela letra M (estudante de cursos técnicos ou vocacionais). Os trágicos eventos de 11 de setembro de 2001 tiveram no início um grande impacto nos programas educacionais para estrangeiros. Os consulados, em nome da segurança nacional, passaram a revisar minuciosamente as aplicações para tal visto e, para muitos, foi negada ou atrasada a emissão de um visto de estudante. Mas com a implantação do sistema SEVIS (Student and Exchange Visitor Information System) em 2003, o Serviço de Imigração passou a ter conhecimento completo sobre quem estuda neste país, em quais cursos e em que escolas. Desde a introdução do sistema, o número de estudantes estrangeiros vem crescendo. Em janeiro de 2008, o Serviço de Imigração apresentou o seguinte quadro: Escolas credenciadas: 9.268 Estudantes com vistos F & M: 702.124 Dependentes: 74.995 Trinta e cinco por cento de todas as escolas credenciadas no sistema SEVIS estão localizadas em cinco estados: Califórnia (1.146), Nova Iorque (665), Flórida (549), Texas (520) e Pensilvânia (409). No ranking das universidades com o maior número de estudantes sob o visto F estão: 1. The City University of New York (NY) 2. University of Southern California (CA) 3. Purdue University (IN) 4. University of Illinois (IL) 5. Columbia University (NY)

10.787 5.787 4.592 4.498 4.439

Entre as escolas técnicas que mais matriculam estudantes com o visto M estão: 1. STMC Training Institute (VA) 2. Pan Am International Flight Academy (AZ) 3. New York Film Academy (NY) 4. International Airline Training Academy (AZ) 5. Manhattan Institute of Management (NY)

14

219 183 155 134 129

Entre os 245 países cadastrados no sistema SEVIS, o Brasil encontra-se em 12º lugar, com mais de 10 mil estudantes brasileiros atualmente nos Estados Unidos. Os líderes nesta mesma categoria são a Coréia do Sul (103.394), India (88.051) e China (72.190). Entre os países da América do Sul, o Brasil está em primeiro. Ao mesmo tempo que o visto de estudante tornou-se uma opção popular, muitas dúvidas e incertezas existem sobre esse visto. Vale a pena lembrar o seguinte: • O primeiro passo para quem deseja estudar nos Estados Unidos é identificar uma escola credenciada que emita o formulário I-20. Você pode verificar se uma escola está devidamente credenciada no website www.ice.gov; • A própria escola lhe dirá o que necessita para aprovar sua matrícula e emitir o formulário I-20. Fale com o “Designated School Official” (DSO); • O processo de aplicação para o visto de estudante pode ser feito no Brasil ou nos Estados Unidos. Se o interessado estiver no Brasil, poderá obter informações importantes no website da Embaixada Americana: www.embaixada-americana.org.br; • Se você entrou nos Estados Unidos com um visto estampado no seu passaporte, por exemplo, o visto de turista, e depois decidiu que deseja estudar, a legislação permite que você faça a troca de visto (status) sem a necessidade de sair do país; • Se você trocou de visto nos Estados Unidos, lembre-se que ao retornar ao Brasil você deverá agendar uma visita ao Consulado Americano para registrar o novo visto em seu passaporte. Você deverá levar consigo o formulário I-20 devidamente aprovado pelo USCIS e assinado pela sua escola lhe autorizando a viagem; • Por último, cuidado com as escolas de idiomas que aceitam sua matrícula, mas que não exigem sua presença nas aulas. O Serviço de Imigração está apertando o cerco e descredenciando tais escolas, e você poderá um dia acabar sem escola, sem curso, sem visto e sem direito algum.

Envie suas dúvidas e comentários para o e-mail: info@imigrarusa.com


PREÇOS IMBATÍVEIS PARA O BRASIL!

E AGORA TAMBÉM DO BRASIL PARA OS ESTADOS UNIDOS. ROUNDTRIP TO BRAZIL FROM:

2917 Canon Street San Diego, CA 92106

Travel Packages to Brazil, Hawaii, Tahiti, Caribbean, Europe, Japan and more!

CALL FOR THE LOWEST FARES:

Los Angeles $645 San Diego $660 San Francisco $650 Miami $450 Chicago $730 Boston $580 New York $475

Consulte-nos para qualquer cidade!

(877) 222-2329 WE WORK WITH ALL THE MAJOR AIRLINES

Fares subject to availability and change without notice. Taxes NOT included. Preços sujeitos a reajuste e disponibilidade sem aviso prévio. Preços NÃO incluem taxas.


June 2008

What´s Up Brazil?

Viver Brasil! Dia 5 de julho, às 20:30 horas, o grupo de dança Viver Brasil se apresentará no Ford Theater com o show The Gift on the Water / Omi Odara. Para maiores informações, visite o website: www.viverbrasil.com

Rhythm of Hope Rhythm of Hope, uma organização sem fins lucrativos, sob a direção e fundação de Phillip Wagner, localizada em San Diego, Califórnia, desenvolve um trabalho de ajuda a comunidades carentes e marginalizadas no Brasil. A organização promove ações visando a alocação de recursos financeiros e materiais, além de projetos de infra-estrutura básica e serviços médicos em lugares com precárias acomodações, como as favelas, por exemplo. Para dar continuidade a esse trabalho, a Rhythm of Hope precisa de doações. Para saber mais, acesse: www.rhythmofhope.org.

Adriana Jackson na Rússia A brasileira Adriana Jackson, Miss Brasil Internacional, representará o Brasil, com o traje a la Carmen Miranda, num concurso realizado entre os dias 13 e 29 de junho, em Kaliningrad, na Rússia. Adriana é de Aracaju, Sergipe, e reside em Salt Lake City, Utah, há nove anos.

Brasileiro chefia missão espacial em Marte O brasileiro Ramon de Paula, residente de Pasadena, na Califórnia, é o chefe de uma missão espacial da NASA (Agência Espacial Americana) - Mars Phoenix Lander -, que pousou no dia 25 de maio em solo marciano, cujo objetivo é estudar a atmosfera, o clima, o solo e o subsolo do Pólo Norte de Marte. Segundo Ramon, o Brasil tem contribuído muito para o conhecimento do espaço. Fonte: www.oglobo.com.br

16

1º Brazilian Festival em Houston Para comemorar a Independência do Brasil, a Brazilian Art Foundation, organização sem fins lucrativos que promove a educação cultural através da preservação e divulgação da cultura brasileira, está organizando o 1º Festival Anual Brasileiro e o Dia da Independência Brasileira, em Houston, no Texas, dia 7 de setembro. O tema do Festival será “Discover Brazil”(Descubra o Brasil) e será realizado no Houstoun’s Jones Plaza. Para mais informações: www.houstonbrazilianfest.org info@houstonbrazilianfest.org


Talento Brasil A produtora e empresária Meire Fernandes realizará a etapa do Talento Brasil em Los Angeles, com o apoio do empresário Marcelo Gòmez, da revista Brazil Explore. “Achei muito interessante a proposta da organização do evento para apoiar os talentos brasileiros dentro dos EUA”, diz Meire. Podem participar adultos ou criancas, cantores, duplas, humoristas, grupos vocais, instrumentistas, modelos masculino e feminino, atores, apresentadores de TV, locutores esportivos, designers de moda e vale-tudo, onde o participante terá um minuto para mostrar seu talento fazendo algo diferente. Para mais informações ou inscrição acesse o site www.talentobrasil.com ou entre em contato através do telefone (310)465-6529

Empresária brasileira é homenageada em Nova Iorque O Banco do Brasil, em Nova Iorque, homenageou a empresária cearense Yolanda Vidal Queiroz. Ela dirige o Grupo Edson Queiroz, que hoje emprega 13 mil funcionários e é um dos 100 maiores conglomerados empresariais do Brasil. O Grupo atua em diversos setores, como distribuição de gás, metalurgia, água mineral e refrigerantes, comunicação, agropecuária, agronegócios, imóveis e educação. “Estou muito honrada com essa homenagem, principalmente por ser mulher e nordestina.”, disse a empresária. Vidal Queiroz foi, também, escolhida a “Personalidade do Ano 2008” pela Câmara do Comércio Brasil-Estados Unidos. Além de filhos e netos, estavam entre os convidados o senador José Sarney e o cônsulgeral do Brasil em Nova Iorque, embaixador José Alfredo Graça Lima.

Brasil é elevado à categoria Grau de Investimento

Miss Brasil USA desfila biquinis da Bumbum Ipanema No dia 29 de maio, o concurso Miss Brasil-USA realizou um desfile no Mediterranean Manor, em Newark (NJ), para apresentar a coleção de verão da famosa grife carioca Bumbum Ipanema. O 1° Fashion Show de 2008 contou com a presença das misses brasileiras de 2007, entre elas a atual Miss Brasil USA, Heloisa Alves, e a vice, Kyanne Braga.  Na mesmo ocasião, foi iniciado oficialmente o período de inscrições para a disputa de 2008.

As agências de classificação de risco Standard & Poor’s e Fitch Rating elevaram a nota de crédito da dívida externa e de longo prazo do Brasil de BB+ para BBB-. A boa notícia é que com isso, o país entrou para o grupo de países considerados de baixo risco, chamado de grau de investimento ou investiment grade. O principal benefício para o Brasil é atrair grandes investimentos externos que propiciará, a curto e longo prazos, a criação de novos postos de trabalho, o aumento da oferta de empregos e o fortalecimento do nome do país nos fluxos internacionais do comércio.

UP

Informações: (201) 282-5252 | www.missbrasilusa.com

17


BELEZATROPICAL

Heloísa Alves - Miss Brasil USA 2007 By Karine Porcel Photos Caesar Lima Heloísa Alves nasceu em São Paulo, Brasil, em 1986, e imigrou para os Estados Unidos há sete anos acompanhando os pais e o irmão. Atualmente, ela vive em Seattle, no estado de Washington, onde cursa a faculdade de comunicação e música. Música, aliás, é a grande paixão dessa paulistana. Heloísa toca piano, guitarra e flauta e faz parte de uma banda chamada “Oziriz���, a qual ela compõe músicas especialmente sobre problemas que a sociedade enfrenta hoje. Ao lado dos estudos e da música, Heloísa investe na carreira de modelo e atriz. Alves já participou de programas para a televisão mexicana como “La Academia”, um reality show do estilo Big Brother, e já apresentou programas esportivos durante a Copa do Mundo de 2006. Como modelo, participou de concursos e fez diversos comerciais. Mas foi no ano passado, ao vencer o Miss Brasil USA, que Heloísa deu o grande impulso na sua carreira de modelo.

18

Heloísa disputou o título de Miss Brasil USA 2007 com cerca de 50 candidatas na final do concurso. realizado em Nova Iorque, em novembro do ano passado. Como soube do concurso muito em cima da hora, ela teve pouco tempo para se preparar. Mas, com uma rotina que já inclui malhação, dieta balanceada e boas horas de sono, isso não foi problema porque Heloísa está sempre em forma. A final do concurso Miss Brasil USA 2008 acontece em novembro. Os concursos regionais começam em agosto. Para mais informações, entre no site www.missbrasilusa.com No dia 29 de maio, o Miss Brasil USA realizou um grande desfile em Nova Jersey para comemorar o lançamento da 1º edição da revista oficial do concurso. Para mais informações, ligue para (201)282-5252.


Heloísa Alves - Miss Brasil USA 2007 Heloísa Alves was born in São Paulo, Brazil in 1986. She immigrated to the United States seven years ago with her parents and brother, and currently lives in Seattle, Washington where her college studies are focused on Communications and Music. As is the case with many Brazilians, music runs in Heloísa’s blood. She plays piano, guitar, and flute; she also has a band called “Oziriz”, for which she composes songs that focus on contemporary societal issues. Aside from music and her studies, Heloísa dedicates herself to a promising modeling and acting career. She has already participated in Mexican television network programs such as the BigBrother-style reality show “La Academia”, in addition to hosting TV programs about sports during the 2006 FIFA World Cup. As a model, she has entered beauty contests and done several commercials. Last year in New York,

she won first place at Miss Brasil USA and greatly advanced her modeling career. Competition for this coveted title consisted of about 50 contestants in the final round, and having only learned about the contest at the last minute had little time to prepare. But with a routine that already included exercise, a balanced diet and plenty of sleep, this was not a problem. Heloísa is always in shape.

The final round of the Miss Brasil USA 2008 beauty pageant takes place in November. The regional contests start in August. For further information, please visit www.missbrasilusa.com On May 29, Miss Brasil USA hosted a major modeling show in New Jersey to celebrate the launch of the 1st issue of the contest’s official magazine. For more information, please call (201)282-5252.

19


June 2008

What´s Up New York

Favella Grill está de barraco novo O restaurante Favella Grill, sob o comando de Marisa Chacara, aumentou suas instalações e fez uma grande festa para seus clientes, que agora podem desfrutar de “dinner room”, “lounge” e música ao vivo, de quinta-feira a sábado. A decoração ficou por conta de uma das propietárias, Andrea Oliveira.

Programa de brasileiro para brasileiro na TV em ManhaTtan Com seis anos de existência, os programas Mix brazil e The Path divulgam o Brasil e os brasileiros em Nova Iorque e Nova Jersey. A produção registra eventos, faz entrevistas com artistas, políticos, músicos, empresários e celebridades que tenham conexão com o Brasil, assim como assuntos consulares, imigração, mercado imobiliário, saúde e educação. A transmissão em Manhattan é pelo canal 67 da MNN (Time-Warner Cable), todas às sextas-feiras, às 20:30hs, e pela internet no endereço http://www.mnn.org.

Sérgio Mendes e João Gilberto no Carnegie Hall

Informações: mixbraziltvshow@yahoo.com (646) 473-1594

Para mais informações: www.carnegiehall.org Tel: (212)247-7800

20

No dia 21 de junho, o consagrado músico brasileiro, Sérgio Mendes, e Zap Mama se apresentarão no JVC Festival, às 20 horas. No dia seguinte, 22 de junho, é a vez do João Gilberto – “50 anos da Bossa Nova”, também às 20 horas. Anote o endereço: Stern Auditorium – Perelman (57th Street & 7th Avenue, Nova Iorque).


Brasileiros temperam o bairro de Williamsburg, no brooklyn

Ingrid Rheinlander comemora aniversário com o tema “Breakfast at Tiffany” A festa de aniversário deste ano de Ingrid Rheinlander teve como tema o filme “Breakfast at Tiffany’s” e estiveram presentes mais de 160 pessoas, entre as modelos Cassia Lara, Paula Zanata, Pricila Azeredo, Renata Martins, Cristiane Cavalcanti, a cantora Karina Zeviani e o maquiador Diego Americo, entre outros. Regada a “Veuve Cliqcot” e com direito a sushi man, dois Djs e um mágico animaram a festa. Para dar aquele ar de anos 60, a turma toda dançou até altas horas no seu apartamento, em Chelsea.

Se você não pode ir até o Brasil para experimentar as iguarias, ou morre de saudades do tempero caseiro, agora você só precisa ir até a região de South Williamsburg, em Nova Iorque. São três restaurantes com o sabor da culinária brasileira: Amazonia grill – churrasco -, Maracuja - oferece a tradicional caipirinha de cachaça – e o Favela – traz aos americanos o clima do botequim brasileiro. O que antes era sonho virou realidade em Nova Iorque!

Os EUA terão mais dois consulados brasileiros No dia 13 de maio, em um encontro realizado no Consulado Brasileiro de Nova Iorque, o embaixador brasileiro Agripino Maia anunciou a abertura de mais dois consulados brasileiros nos Estados Unidos, um em Hartford (MA) e outro em Washington. Com a criação desse dois novos consulados, serão oito consulados brasileiros nos Estados Unidos. Ele ainda anunciou a implantação de novos métodos de trabalho para agilizar os serviços consulares aos brasileiros e, também, reafirmou o lançamento da carteira consular que será aceita como documento válido, nos EUA, por alguns bancos e outras instituições. Foi também anunciada a “Conferência de brasileiros no mundo”, nos dias 17 e 18 de julho, no Rio de Janeiro.

X-Type Music Group e New York Brazil Group no Brasil Os empresários Jean Fabricio Ramos, da X-Type Music Group, e Josimar Moreira, da New York Brazil Group, realizarão em julho uma turnê com um dos maiores nomes do rapper americano “Ja Rule” – vencedor por três anos do Grammy Award -, com shows em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Vitória. Informações: www.xtypemusic.com / www.newyorkbrazil.com

21


ESPORTE

“Treino, dedicação e suor” By Andréa Eirado

Lucas Pires, 23 anos, natural de Santa Maria (RS), vem colecionando conquistas e títulos nos tatames americanos. Em 2007, ganhou o campeonato norte-americano de Jiu-jitsu, faturou a medalha de prata na Copa Pacífica e ficou na terceira posição no Pan-americano. As conquistas lhe possibilitaram fazer do esporte sua paixão e seu projeto de vida. “O Jiu-jitsu me abriu muitas portas aqui nos Estados Unidos e graças a ele, eu encontrei amigos que me ajudaram muito em todas as horas que precisei. Eu consigo fazer do Jiu-jitsu o meu sustento....e isso é o que mais me realiza”, conta. Em 2004, Lucas veio à Califórnia para o Panamericano de Jiu-jitsu, se encantou pelo lugar e decidiu, há dois anos e meio, fazer de Los Angeles sua casa. A paixão pelo esporte veio ainda na infância, aos 10 anos, na época em que Royce Gracie começava a aparecer no UFC (Ultimate Fighting Championship). “Eu não tinha noção do que era Jiu-jitsu e foi, então, que um dia meu cunhado, Evandro, sugeriu que eu conhecesse uma academia de Jiu-jitsu. Fui à academia do Márcio Corleta, onde comecei, e quem me deu a maior força para continuar”. Hoje, Lucas é estudante de educação física e

22

professor de Jiu-jitsu. Para ser um campeão, segundo Pires, treino, dedicação e suor são necessários. Para isso, treina duro diariamente, em média, três vezes por dia, com a supervisão do seu preparador físico Everton Teixeira. “Sou uma pessoa determinada, inquieta e objetiva. Acreditar nos meus sonhos e ir em busca deles é a minha filosofia de vida. Para isso, conto com o apoio dos meus patrocinadores: Jiu-jitsu ProGear e a Brazil Explore, que me ajudam a trilhar esse caminho”, diz. Apesar da saudade do Brasil, Lucas tem os pés no chão nos Estados Unidos e já planeja abrir sua academia, em Marina Del Rey ou Tarzana, na Califórnia. “A cultura brasileira está sempre comigo, a começar pelo esporte que eu pratico, até a música que toca no meu carro, mas depois que voltei do Brasil (estava tratando e me recuperando de uma lesão no joelho), pretendo ficar aqui e me manter firme no projeto da abertura da academia, em breve estarei com o meu time pronto”. Boa sorte, Lucas!!


“Training, dedication and sweat” At just 23 years old, Santa Maria-born Jiu-jitsu champion Lucas Pires is burning up American tatami mats. In 2007 he won the North American jiu-jitsu championship before earning a silver medal in the Pacific Cup and finally taking third place in the Pan American championship. With these achievements Jiu-jitsu now serves as both his passion and life project. “Jiu-jitsu opened many doors for me here in the United States and i have made friends who helped me a lot whenever I needed them; I can live off of Jiu-jitsu and this is what really fulfills me,” he explains. Passion for the sport emerged when Lucas was a child. He was just 10 years old when Royce Gracie began his rise to fame in the UFC (Ultimate Fighting Championship). “I had no idea what Jiu-jitsu was. Then one day, my brother-in-law Evandro suggested that I visit a Jiu-Jitsu academy. I started training at Márcio Corleta’s academy, and he encouraged me to continue.” That he did, continuing to improve until finally coming to California in 2004 for the Pan American Jiu-jitsu Championships. He moved to Los Angeles two years later, and today studies physical education while working as a Jiu-jitsu instructor. As expected, Lucas stresses that training, dedication and hard work are necessary to become a champion. He trains hard, three times each day on average, supervised by his fitness instructor Everton Teixeira. “I am a determined, agitated and target-oriented person. My philosophy of life is to believe in my dreams and to go after them. Thus, I count on my sponsors: Jiu-jitsu ProGear and Brazil Explore, which have helped me to follow this trail.” Though he misses Brazil, Lucas tries to keep his feet on the ground in the United States. He plans on opening an academy in California, either in Marina Del Rey or Tarzana. “Brazilian culture is always with me, from the sport that I practice to the music that plays in the car, but since I came back from Brazil (where he sought treatment for a knee injury), I intend to stay here and focus on my project of opening the academy. My project will soon be ready.” Good luck, Lucas!!

23


TURISMO

Cidade Imperial By Alexandre Anan Photos Museu Imperial/TurisRio

Petrópolis - Palácio de Cristal

A tortuosa subida da serra é a porta de entrada de Petrópolis. No meio da mata atlântica, vendedores de banana e tapetes disputam a atenção dos motoristas com a vista panorâmica da serra. A apenas 65 km de distância do Rio, a Cidade Imperial ainda respira os tempos de monarquia. No ano em que se comemoram os 200 anos da vinda da corte portuguesa ao Brasil, nada mais apropriado que conhecer a cidade preferida de Dom Pedro II. As elegantes construções de Petrópolis escondem muitas histórias da intimidade da Família Real às glamourosas festas oferecidas a políticos e artistas. Um simples palácio neoclássico de dois andares abrigou Dom Pedro II e sua família do calor carioca durante o Segundo Reinado. Hoje, a morada preferida do imperador foi transformada no Museu Imperial e mantém todos os móveis usados pela realeza, dos berços aos talheres de prata, inclusive a coroa em ouro cinzelado cravejado de diamantes e pérolas. Ao entrar no museu, o visitante é obrigado a usar pantufas para que os pisos em mármore de carrara e madeira de lei não sejam danificados. Apesar da construção simples para um palácio real, o requinte fica evidente nos detalhes de

26

cada sala, como a mesa posta para uma refeição. O lado externo do museu é um grande jardim que reflete a paixão do imperador pela botânica. Planejado pelo botânico Jean Baptiste Binot, com supervisão de Dom Pedro II, o jardim conserva grande variedade de espécies, além de fontes e estátuas. O centro de Petrópolis é cortado por canais, e é só seguir o que passa em frente ao museu para chegar à imponente Catedral de São Pedro de Alcântara. Os belíssimos vitrais e sua arquitetura neogótica não são os únicos atrativos, ali fica o Mausoléu Imperial. Logo na entrada, quatro estátuas em mármore guardam os restos de Dom Pedro II, sua mulher Tereza Cristina, a Princesa Isabel e seu marido Conde D’Eu. Nas laterais do Mausoléu, vitrais com trechos de poemas escritos pelo imperador durante seu exílio na França falam sobre a saudade do Brasil. Petrópolis é considerada a primeira cidade planejada do Brasil, seu engenheiro foi Júlio Frederico Koeler. Foi ele também quem projetou o Palácio Imperial e estimulou a imigração de colonos alemães na cidade. Koeler é tão importante que virou nome de uma das principais avenidas de Petrópolis. É nessa via que fica a Casa da


Imperial City Casa Amarela

A twisty mountain road leads through the Atlantic forest; banana and rug vendors dot the majestic mountain view en route to the city of Petrópolis. Just 40 miles from Rio, the monarchic period is still very much on display in the Imperial City. Emperor Pedro II called this his favorite town, and there’s no more appropriate place to visit in a year when Brazilian celebrates its 200th anniversary of the royal family’s arrival in Brazil. Petropólis’s elegant constructions hide a great deal of history, from the Royal Family’s intimacy to glamorous parties thrown for politicians and artists. A simple neoclassic two-floor palace was home to Emperor Pedro II and his family during the Second Reign. Today, the emperor’s favorite residence has been transformed into the Imperial Museum and holds the original furnishings used by the royalty, from cradles to silverware and including the diamond and pearl-studded gold crown.

Catedral

Upon entering the museum, visitors are required to wear slippers to avoid damaging the Carraramarble and hardwood floors. Although simple construction belies its royal heritage, the palace’s refinement is evident in the details of each room. Outside the museum, a large garden reflects the emperor’s passion for botany. Designed by Jean Baptiste Binot under the emperor’s supervision, the garden contains a wide variety of species in addition to fountains and statues. Downtown Petrópolis is crossed by channels, one of which fronts the museum and leads to the impressive São Pedro de Alcântara Cathedral. Stunning stained-glass windows join with neogothic architecture are fitting tributes; here the Imperial Mausoleum is located. Four marble statues at the entrance hold the remains of Emperor Pedro II, his wife Tereza Cristina, Princess Isabel, and her husband Count D’Eu. The Mausoleum’s side walls feature stained-glass windows that are inscribed with passages from poems written by the Emperor that describe a longing for Brazil during his exile in France. Designed by engineer Júlio Frederico Koeler, Petrópolis is considered the first planned city in Brazil. He also designed the Imperial Palace, and encouraged the immigration of German settlers into the city. Koeler’s importance is such that the

Interior da Catedr

al

Mausoleu

27


TURISMO Princesa Isabel, onde foi tirada a última foto da Família Imperial. Ainda na Avenida Koeler, o Palácio Rio Negro hospeda chefes de Estado quando visitam a cidade. Um outro palácio atrai os olhares dos visitantes, concebido para exposições agrícolas, o Palácio de Cristal foi um presente do Conde D’Eu a Princesa Isabel. Sua estrutura pré-moldada é um exemplo da influência da Revolução Industrial na arquitetura, assim como a Torre Eiffel. Na páscoa de 1888, numa festa no Palácio de Cristal, a Princesa Isabel concedeu títulos de

alforria aos últimos escravos de Petrópolis. Após a Proclamação da República, os cristais foram substituídos por vidros, mas seu encanto se manteve. Atualmente, o prédio é utilizado para exposições e apresentações artísticas. Como a Família Real, Santos Dumont também tinha sua casa de verão na cidade. Apelidada como a “Encantada”, foi planejada e construída por ele num terreno íngreme, e como ele, é simples, funcional e inventiva. Sua personalidade está em todos os detalhes: na escada que obriga o visitante a dar o primeiro passo com o pé direito, o chuveiro aquecido em que duas cordas regulam a temperatura e um terraço para observações astronômicas. O Pai da Aviação não tinha o costume de manter um acervo, mas foi de sua vontade que seus pertences e documentos fossem doados. Outras personalidades ilustres viveram temporariamente em Petrópolis. Jorge Amado concluiu

28

“Gabriela Cravo e Canela” na cidade; Vinícius de Moraes, Heitor Villa-Lobos e cantora Sarah Vaughan também já se refugiaram por lá. Mas foi entre 1944 e 1946 que Petrópolis teve dias de glamour hollywoodiano. O hotel-cassino Quitandinha levou Errol Flynn, Maurice Chevalier, Greta Garbo, Carmen Miranda, Walt Disney, Bing Crosby, Lana Turner, Henry Fonda e Orson Welles para o alto da serra. Com o intuito de ser o maior hotel-cassino da América Latina, o Quitandinha foi erguido em 1944 e logo se tornou a construção mais impres-

sionante de Petrópolis. Em estilo normando, possui 440 apartamentos, um teatro e 13 salões. Um desses salões tem uma incrível cúpula de 30 metros de altura e 50 metros de diâmetro. Seu interior foi decorado pela revolucionária designer norte-americana Dorothy Drapper. Com a proibição do jogo no Brasil pelo presidente Dutra, o Quitandinha tentou sobreviver apenas como hotel. Na década de 1960, os apartamentos foram vendidos e hoje seus salões abrigam festas e convenções. Frequentemente, Petrópolis fica coberta por uma cerração que a deixa ainda mais interessante. São muitos os lugares que merecem a atenção dos visitantes, tantos que alguns acabaram fora desta matéria: a mata atlântica que a cerca, a Casa Amarela e seu chafariz em forma de águia, os misteriosos casarões e a badalada região de Itaipava. Com tantos atrativos, não é preciso dizer que Petrópolis é passagem obrigatória para quem visita o Rio de Janeiro.


main avenue of Petrópolis has taken his name; Princess Isabel’s house sits here on Avenue Koeler, and here the last picture of the Imperial Family was taken. This important street also boasts Rio Negro Palace, where heads of state reside during visits to Petrópolis. Another palace here draws visitors’ attention. Designed for agricultural fairs, Palácio de Cristal (Crystal Palace) was a gift from Count D’Eu to Princess Isabel. Like the Eiffel Tower, its precast framework is an example of the Industrial Revolution’s influence on architecture. During an

1888 Easter party here, Princess Isabel granted emancipation certificates to the last slaves of Petrópolis. The crystals were replaced by glass after the Proclamation of the Republic, but the enchantment remains. Nowadays, the building is used for exhibitions and artistic performances. Like the Royal Family, Santos Dumont had a summer house in the city. Nicknamed “Enchanted”, Dumont designed and built it on a steep piece of land. Like the man himself, it is simple, functional and inventive. His personality is in every detail - in the staircase that forces visitors to take their first step with the right foot; the heated shower head in which two strings control the temperature; and a balcony for astronomy observation. Often called the Father of Aviation, Dumont declined to keep a collection of his work but instead wanted his belongings and documents to be donated. Other distinguished personalities spent time in

Petrópolis. Jorge Amado finished his famous book “Gabriela Cravo e Canela” in the city; Vinícius de Moraes, Heitor Villa-Lobos and singer Sarah Vaughan also sought refuge here. But it was during the years 1944 - 1946 that Petrópolis experienced its days of Hollywood glamour. Hotel-casino Quitandinha housed Errol Flynn, Maurice Chevalier, Greta Garbo, Carmen Miranda, Walt Disney, Bing Crosby, Lana Turner, Henry Fonda and Orson Welles at its mountaintop location. As the largest hotel-casino in Latin America,

Quitandinha was erected in 1944 and soon became the most impressive construction in Petrópolis. Revolutionary North American designer Dorothy Drapper designed the interior; its Norman style holds 440 rooms, one theater, and 13 large halls. One of these halls has an amazing 98-foot-high by 164-foot-wide dome. After President Dutra banned gambling in Brazil, Quitandinha tried to survive as a hotel only. The rooms were sold in the 1960s, and today the halls hold parties and conventions. Fog often covers Petrópolis, making its numerous other attractions even more interesting. While impossible to list them all in one article, highlights include the surrounding Atlantic forest, Casa Amarela (The Yellow House) and its monumental fountain in the shape of an eagle, the mysterious mansions, and the bustling region of Itaipava. Visitors to Rio de Janeiro are welladvised to seek what Petrópolis has to offer.

29


CENTENÁRIODAIMIGRAÇÃOJAPONESANOBRASIL

IMIGRAÇÃO JAPONESA NO BRASIL CEM ANOS DE HISTÓRIA By Isabel “Bel” Martins Photos Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil | www.bunkyo.org.br | Mauricio de Souza Produções

Kasato-maru

Em 1875, foi assinado o Tratado de Amizade, Comércio e Navegação, um acordo entre governos que beneficiou Brasil e Japão - por falta de mão-de-obra do primeiro e excesso do segundo, que ocasionou desequílibrio social em ambos países no final do século XIX -, oficializou a imigração japonesa no Brasil. Em 18 de junho de 1908, o Kasato Maru, primeiro navio que trouxe uma grande leva de imigrantes japoneses, desembarca no país. Resultado da diáspora japonesa Nikkei (denominação dos descendentes de japoneses nascidos ou vivendo regularmente fora do Japão), ondas de imigração sucederam-se e, entre 1925 e 1935, foi o auge da imigração dessa cultura, diminuindo por volta de 1950 e retomada após 1953. Os imigrantes estabeleceram-se, basicamente, no interior de São Paulo e Paraná trabalhando

30

no cultivo do café e em atividades agrárias, mais tarde no cultivo de hortifrutigranjeiros. Uns poucos embrenharam-se pelo Amazonas com o cultivo da juta e outros se envolveram com a cultura da pimenta do reino, no Pará. Agricultores acabaram se desenvolvendo em outras áreas como o comércio e as finanças. Embora espalhados por todo o país, foi a cidade de São Paulo que arrebanhou o maior número de japoneses e seus descendentes formando a maior comunidade de japoneses fora do Japão com, aproximadamente, 1.8 milhão de japoneses conhecidos por seus descendentes nisseis, sanseis e yonseis, assim ditos os filhos, netos e bisnetos de japoneses, respectivamente. O bairro da Liberdade, em São Paulo, confunde os desavisados com a profusão de produtos, faces e caracteres em japonês. Aos domingos, uma feira toma conta do bairro com variados


JAPANESE IMMIGRATION INTO BRAZIL ONE HUNDRED YEARS OF HISTORY

Desembarcados dos navios eram colocadas nos trens direto para SP

Cinema ambulante

In 1985, Brazil and Japan signed the Treaty of Friendship, Commerce and Navigation in an effort to right each nation’s budding social imbalances. The end of the 19th century saw a shortage of workers in the former and an excess in the latter, resulting in systematic Japanese immigration into Brazil. This was made official on June 18, 1908 with the arrival of Kasato Maru, the first ship to bring a large group of Japanese immigrants. Final de colheita de café - 1930

Here then was the Japanese Diaspora – Nikkei, the designation for Japanese descendants born or living regularly outside Japan. Other groups of immigrants followed; the culture’s immigration peaked from 1925 to 1935, decreased somewhat around 1950, and resumed after 1953. The Japanese settled mainly in the countryside of São Paulo and Paraná States, and worked in the cultivation of coffee and other farming activities. Later, they planted vegetables and fruits and set up poultry farms. A few Japanese penetrated deep into the Amazon Rainforest and started cultivating jute, and others got involved with the cultivation of black pepper in Pará State. Though mostly farmers, they also got involved in other areas such as commerce and finance. Though spread throughout the country, São Paulo received the largest number of Japanese to form the largest community outside Japan. Totaling approximately

Coop. Agr. Cotia - Largo da Batata | Pinheiros | SP - Década 30

Imigrantes na chegada a São Paulo na Hospedaria

31


CENTENÁRIODAIMIGRAÇÃOJAPONESANOBRASIL

Grupo Teatral Yukiza - Divulgação Fundação Japão

produtos, não faltando especiarias da culinária japonesa; um achado no meio da selva paulista. A segunda maior população japonesa no Brasil encontra-se em Campo Grande, no estado de Mato Grosso do Sul. A imigração propiciou a entrada de empresas de capital japonês no Brasil, retomando a amizade dessas duas nações estremecida pela segunda guerra mundial. A contribuição nos esportes e nas artes marciais marca a influência japonesa e, embora tenham-se tornado notadamente urbanos, é pela sua tecnologia na agricultura que os japoneses imigrantes se destacam. Um Estranho no Ninho A diferenciada cultura oriental e a brasileira sofreram choques no limiar do período de imigração, mas no processo de adaptação ganharam as duas, afinal, hoje raros são os que não gostam de sushi. Dekassegui Com o crescimento do Japão nos cenários eco-

32

nômico e social, curiosamente, na década de 80, o fenômeno chamado dekassegui se originou. No sentido inverso, dessa vez os nipo-brasileiros (brasileiros com ascendência japonesa) foram para o Japão em busca de trabalho e melhores condições sociais. Tikara é o nome da mascote do centenário criado por Mauricio de Souza, cujo significado em japonês é “força, vigor e energia”, que representa a garra dos imigrantes no País. Calendário e maiores informações podem ser obtidas nos seguintes sites: http://www.centenario2008.org.br/ http://japaonobrasil.com/index.php?option=com_con tent&task=view&id=624&Itemid=75 http://www.saopaulo.sp.gov.br/imigracaojaponesa/ http://centenario.ipcdigital.com/index.php?option =com_content&task=view&id=100&Itemid=1 http://www.bunkyo.org.br/


1.8 million, they are known for their nisseis, sanseis and yonseis descendants - children, grandchildren and great-grandchildren of the Japanese. The Liberdade District in the city of São Paulo confuses outsiders with its profusion of Japanese products, faces and characters. On Sundays, a fair occupies the entire neighborhood with all sorts of products, including spices from Japanese cuisine. It is a great find in the middle of São Paulo’s jungle. Campo Grande, in the state of Mato Grosso do Sul, has the second largest Japanese population in Brazil. Japan’s expansion allowed the entry of Japanese-owned companies into Brazil, repairing the rift between these two nations caused by World War Two. Contributions to sports and martial arts typify Japanese influence in Brazil, and although they grew noticeably urban, Japanese immigrants stand out for their agricultural technology.

Grupo Teatral 1980

Market Food

A Stranger in the Nest Oriental culture is of course markedly unique, and differences between the two brought complications to the initial immigration period. But the adaptation process was ultimately beneficial for both; after all, there are very few people who don’t like sushi nowadays.

Praça do Japão - Curitiba - PR - Brasil

Mascote do centenário criado por Mauricio de Souza

Liberdade - São Paulo

33


Especial

Brazilian International Press Award – 11º Edição By Andréa Eirado Photos Celebrations Photo Art / Paul Constantinides / Bill Paparazzi

O Brazilian International Press Award, evento que anualmente celebra personalidades, entidades e iniciativas que promovem a imagem positiva do Brasil no exterior, teve mais uma vez, duas noites de grande sucesso. A premiação deste ano teve elenco recorde de 182 artistas e técnicos, na maior produção do gênero já realizada em eventos brasileiros nos Estados Unidos e contou com a direção geral de Carlos Borges, produção de Richard Eberhard, Andrea Vianna, Rita Glass e Francisco Martins, assistência de produção de Thaís Greenberg e Claudia Nunes, direção musical do maestro Ramatis Moraes e direção artística e cenográfica de Caio Castro. O público total, estimado em 1.800 pessoas, prestigiou os vencedores, convidados e mídia de 17 estados norte-americanos e do Brasil. O embaixador Oto Agripino Maia, secretário do Itamaraty para as Comunidades Brasileiras do Exterior, foi o convidado de honra. A primeira cerimônia de premiação, realizada no Broward Center, dia 8 de maio, foi restrita a 270

36

convidados e dedicada à Imprensa & Publicidade. Esse evento contou com o número recorde de 56 veículos de comunicação comunitários brasileiros atuantes nos Estados Unidos, Canadá e Japão. Os convidados foram brindados com shows de André Loyola e da dupla Gilton Martinez e Atilano Muradas. Os prêmios de publicidade e imprensa são oficializados pela BAAA (Brazilian-American Advertising Association) e ABI-Inter (Associação Brasileira de Imprensa Internacional). A segunda noite de premiação do Press Award 2008, dedicada a Artes, Cultura & Comunidade, teve público superior a 1.200 espectadores. Além dos premiados de todas as regiões dos Estados Unidos em diversas categorias de atuação, foram homenagedos com o “Lifetime Achievement Award” a Rhythm Foundation, os atores Lima Duarte e Regina Duarte, o Núcleo de Novelas da Rede Globo (representado pelo diretor internacional da Rede Globo, Ricardo Scalamandré) e o cantor e compositor Jorge Ben Jor. A Brazil Explore Magazine recebeu dois prêmios: Reportagem & Pesquisa - “Evangelismo”,


Brazilian International Press Awards – 11th Edition The Brazilian International Press Awards, an event that annually celebrates the work of personalities, entities and initiatives that promote the positive image of Brazil in foreign countries, once again spanned two successful evenings. This year’s award-giving ceremony had a record cast of 182 artists and technicians in the largest such production held in the United States. Under the general direction of Carlos Borges, the event was produced by Richard Eberhard, Andrea Vianna, Rita Glass and Francisco Martins. Production assistants included Thaís Greenberg and Claudia Nunes; conductor Ramatis Moraes was the soundtrack director, and Caio Castro handled the artistic and set direction. An audience of 1,800 people welcomed winners, guests, and media from Brazil and 17 North American states. Ambassador Oto Agripino Maia, secretary of the Ministry of Foreign Affairs for Brazilian Communities overseas, was the guest of honor.. The first award ceremony, held at the Broward Center on May 8, was restricted to 270 guests and intended for the Press and Publicity. This event had a record number of 56 broadcasting organizations from Brazilian communities that operate in the United States, Canada and Japan. Guests enjoyed shows from André Loyola and the duo of Gilton Martinez and Atilano Muradas. BAAA (Brazilian-American Advertising Association) and ABI-Inter (Associação Brasileira de Imprensa Internacional, or Brazilian Association of International Press) officially recognizes the awards. The second ceremonial evening of the 2008 Press Awards, aimed at Arts, Culture and Community, had over 1,200 people in attendance. A Red Carpet at the entrance provided a celebrity touch, with reporters Connie Rocha and Gene de Souza joined by cameramen Fernando Vasconcellos and Jamil Silva. In addition to award winners from all regions of the United States across various acting categories, Rhythm Foundation, actors Lima Duarte and Regina Duarte, the Soap opera center of Globo TV Network (represented by the international director of Globo TV Network, Ricardo Scalamandré) and singer and composer Jorge Ben Jor also received the “Lifetime Achievement

37


Especial com a jornalista Una Proença, e Ilustrador, com David Kim. O evento “Brazilian Day in New York” e os Festivais de Cinema Brasileiro em Miami e Nova Iorque receberam o “Gold Press Award”. Este ano, os prêmios de Mérito Cultural foram para o Centro Cultural Brasil-USA da Flórida e para a promotora Joana Bueno. Tom Gomes também recebeu o Prêmio Especial por sua extraordinária contribuição à música brasileira no exterior.

Artistas brasileiros consagrados em diversas regiões dos Estados Unidos fizeram o show que reuniu alguns dos grandes sucessos de Jorge Ben Jor. O público delirou com os shows dos grupos infantís “Kick it up Dance!”, “Grupo Brasil O Tchê”, “Brazilian Voices Kids” e com os talentosos Eduardo Mendonça (Seattle), Andréa Felizardo (Weston), Márcio Mendes (Nova Jersey), Lílian Vianna (Miami), José Paulo (Connecticut), Ana Gazzola & Sonia Santos (Los Angeles), Rose Max (Miami Beach), Juciamara Marciano (Boston), Silvana Magda (Nova Iorque) e o Grupo Brazil Skindô, dos coreógrafos Altemar Dias e Roberto Dias. A abertura do evento no Parker Playhouse foi também um dos momentos de maior emoção, com os hinos nacionais dos Estados Unidos e do Brasil cantados pelo quarteto formado por Camila Oliveira, Sindara Rosa, Valesca Oliveira e Simone Rosa. A integração da comunidade brasileira nos

38

Estados Unidos também esteve representada através dos 24 apresentadores convidados da noite: Carlos Borges, Maria Fulfaro, Lineu Vitale, Silvana Mandelli, Silviane Harris, Carlos Gutto, Luanda Lynch, Amanda Borges, Izabel Flores, Yara Cavaignac, Alberto Danúzio, Heloísa Alves, Ester Sanches-Naek, Marcelo Gomez, Matilde Wosnjuk, Gabriele Fulfaro Soares, Nicholas Gabriel e Ricardo Prigueiro, além dos convidado especiais César Augusto e Luciana de Michele e, vindo especialmente do Brasil, Di Paula.

Mais uma vez a presença da mídia comunitária brasileira foi expressiva. Além de 41 mídias acreditadas, 22 correspondentes e fotógrafos foram credenciados no dia do evento. As redes Globo, SBT e Rede TV! cobriram o evento final, que também foi integralmente gravado e será exibido num especial de duas horas pela Rede de TV Comunitária, RIT TV, que transmite sua programação na Flórida e em Massachusetts. O Brazilian International Press Award é uma realização da PMM-Plus Media & Marketing, com patrocínio da TAM Airlines, Banco do Brasil, Embraer, Canais Brasileiros da Dish-Network, TV Globo Internacional e Total Help. O evento conta com apoio cultural do Ministério das Relações Exteriores/Consulado Geral do Brasil em Miami e South Florida Point of Culture/ Broward Center e parcerias especiais com Jota, Engead Studio, Netone Systems e All Brazilian Imports.


Award.” Brazil Explore Magazine received two awards: Reportagem & Pesquisa (Reporting & Research) – “Evangelismo”, with journalist Una Proença, and Ilustrador (Illustrator), David Kim. The “Brazilian Day in New York” event and the Brazilian Movie Festivals in Miami and New York received the “Gold Press Award”. This year, Centro Cultural Brasil-USA (Brazil-USA Cultural Center) from Florida and promoter Joana Bueno received the Cultural Merit award. Tom Gomes

was also given a Special Award for his extraordinary contribution to Brazilian music abroad. Renowned Brazilian artists put on a show featuring some of Jorge Ben Jor’s major international hits. The audience was thrilled by youth groups “Kick it up Dance!”, “Grupo Brasil O Tchê”, “Brazilian Voices Kids”, and by talents Eduardo Mendonça (Seattle), Andréa Felizardo (Weston), Márcio Mendes (New Jersey), Lílian Vianna (Miami), José Paulo (Connecticut), Ana Gazzola & Sonia Santos (Los Angeles), Rose Max (Miami Beach), Juciamara Marciano (Boston), Silvana Magda (New York) and Group Brazil Skindô, from choreographers Altemar Dias and Roberto Dias. The event opening at Parker Playhouse was another exciting moment, with the national anthems of the United States and Brazil sung by a Quartet composed of Camila Oliveira, Sindara Rosa, Valesca Oliveira and Simone Rosa. The 24 invited hosts of the evening represented

the integration of the Brazilian community in the United States: Carlos Borges, Maria Fulfaro, Lineu Vitale, Silvana Mandelli, Silviane Harris, Carlos Gutto, Luanda Lynch, Amanda Borges, Izabel Flores, Yara Cavaignac, Alberto Danúzio, Heloísa Alves, Ester Sanches-Naek, Marcelo Gomez, Matilde Wosnjuk, Gabriele Fulfaro Soares, Nicholas Gabriel and Ricardo Prigueiro, besides the special guests César Augusto, and Luciana de Michele and, coming straight from Brazil, Di Paula.

One again, the Brazilian media community was out in full force. Aside from the 41 accredited media organizations, 22 correspondents and photographers received accreditation on the day of the event. TV Networks Globo, SBT and Rede TV! covered the final event, which was recorded in its entirety and will be broadcast as a special two-hour program on RIT TV, a community TV network which broadcasts its programs to Florida and Massachusetts. PMM-Plus Media & Marketing is the company in charge of the Brazilian International Press Award, which is sponsored by TAM Airlines, Banco do Brasil, Embraer, Brazilian Networks of DishNetwork, TV Globo Internacional, and Total Help. The event enjoys cultural support from the Ministry of Foreign Affairs/Consulate General of Brazil in Miami, as well as South Florida Point of Culture/ Broward Center, and special partnerships with Jota, Engead Studio, Netone Systems and All Brazilian Imports.

39


Aqui você só não encontra o que não precisa! Artigos de supermercado, cartões de telefone, roupas, biquinis, produtos “O Boticário”, Cds, remessas de dinheiro, venda de passagens aéreas e muito mais.

Visite Las Vegas e aproveite as delícias da Brazilian Novelties Agora em novo horário de funcionamento

De Segunda à Sábado 9:00am - 6:00pm 5636 West Charleston Blvd. # D Las Vegas, NV 89146-1322 www.brazilianlv.com Fone: 702 878-7007 - Fax: 702 878-7008

A festa junina da Fundação D. Pedro II vem aí. Não perca a mais tradicional festa da comunidade brasileira de Las Vegas. Dia 21 de Junho, às 7:00 da noite. Barracas com comidas típicas, trio de forró pé-deserra e muita animação. Informações (702) 247-9028.


LASVEGASSOCIAL


June 2008

What´s Up Las Vegas

Embraer A Embraer, empresa brasileira do ramo de aviação, vai construir uma unidade de montagem e acabamento de aviões executivos na Flórida. A empresa quer gerar 200 postos de trabalho até 2011. Haverá vagas para montagem de aviões, planejamento por produto, qualidade e logística, design interior do avião, administração, algumas funções de engenharia, pintura dos aviões, entrega do produto e vôos de teste.

Fill Ge Ivete no Madison Square Garden Se depender da cantora Ivete Sangalo, seu próximo DVD será gravado no Madison Square Garden, em Nova Iorque, provavelmente no ano de 2009. Últimas informações revelam que a cantora reservou o espaço para o dia 6 de setembro, quando será realizado o Brazilin Day e a cidade estará lotada de brasileiros. A cantora quer dividir o palco com Justin Timberlake, Sting e Jim Morrison.

Culinária brasileira em Las Vegas Dois novos restaurantes, que oferecem pratos da culinária brasileira, serão inaugurados em Las Vegas. O Sushi Samba, de culinária japonesa que também oferece em seu cardápio feijoada e churrasco, será montado dentro do novo cassino Palazzo. Já o Texas de Brazil, tradicional churrascaria rodízio, será dentro de um amplo espaço no Town Square. Vamos aguardar.

42

O cantor Fill Ge, que tem fortes ligações com o Brasil e gravou seu primeiro CD em 2007 com algumas músicas cantadas em português, quer fazer um videoclipe com a participação de garotas brasileiras. Se você deseja participar da gravação, entre em contato através do e-mail bnlasvegas@hotmail.com. O videoclipe será a porta de entrada do cantor no mercado brasileiro!


Dreams Come True Special Events Sandra Stephens está disponibilizando um novo serviço em Las Vegas: decoração e cerimonial de festa em geral, confecção de arranjos naturais e bouquet para noivas. Para mais informações, entre em contato (702)897-0219.

Igreja Batista A Igreja Batista de Las Vegas, dirigida pelos pastores Ricardo e Adriana Rocha, comunica a todos o novo endereço para celebração de cultos e estudo bíblico: 5555 Redwood Street, Las Vegas, NV 89118.

UFC 84 O brasileiro Igor Lima foi o ganhador de dois ingressos para a edição 84 do Ultimate Fight Championship. O sorteio foi realizado no último dia 21 de maio, na Brazilian Novelties, e mais de 200 pessoas concorreram. O evento contou com a participação dos lutadores brasileiros Wanderlei Silva, Lyoto Machida, Wilson Gouveia, Thiago Silva, Antônio Mendes e Rousimar Palhares.

Marcela Nascimento Um talento baiano está surgindo no mundo da moda em Las Vegas. Marcela Nascimento, que já trabalhou como modelo agora se dedica à produção de moda na área de fotografia e vídeo. O trabalho dela une algumas ferramentas para que a imagem fique em harmonia. Informação: (901)336-8383.

III Consulado Itinerante em Las Vegas O Consulado Brasileiro itinerante chegou em Las Vegas, Nevada. Os serviços consulares seão oferecidos no dia 28 de junho, das 9 às 16 horas, e no dia 29, das 10 às 15 horas. Segue o endereço: Grant Sawyer Building 555 E Washington Ave Ground Floor Las Vegas, NV 89101

43


Perfil

Profissionalismo e dedicação na arte da fotografia By Rhebeka Targino

Em meio a câmeras, lentes e tripés encontramos o profissional da fotografia Luciano Mello, que atua no mercado desde 1989. Apaixonado por cinema e por tudo relacionado a moda, Luciano começou na área como assistente do conhecido fotógrafo brasileiro Clicio Barroso em São Paulo, sua cidade natal. Há cinco anos morando em Las Vegas, Mello é sinônimo de profissionalismo e dedicação à arte da fotografia. “Não faço cobertura de eventos, como cerimônias de casamento, por exemplo. O meu trabalho é voltado para a fotografia comercial , uma necessidade do mercado atual e, também, para tudo relacionado à moda”, enfatiza Apesar dos vários anos de experiência, já tendo fotos publicadas em revistas renomadas como Playboy, Sexy, Capricho, Boa Forma, além de outras públicações brasileiras e americanas, ele diz estar apenas começando. “Ainda quero fazer fotos para capas de algumas revistas, é por isso que me dedico a aprender sempre mais”. E no mercado da fotografia, o talento aliado à prática pode levar a perfeição. No Desert Ice Studios, um espaço bem montado e aparelhado com todos os equipamentos

44

necessários, Luciano ainda dispõe dos serviços de maquiagem e de toda pré-produção para uma sessão de fotos. É no estúdio que ele se dedica aos retoques digitais e as descobertas de novas ferramentas que lhe permitem fotos sem defeitos. Afinal de contas, o mercado da fotografia está em constante mudança com o avanço da tecnologia digital. Segundo Mello, a principal diferença entre trabalhar aqui e no Brasil está na clientela. Ele considera que as agências no Brasil preparam melhor as modelos para um mercado mais estruturado. Em geral, elas são mais profissionais e já sabem como se portar diante das lentes. Entretanto, não há uma busca tão grande pelo profissional da fotografia quanto aqui nos Estados Unidos. Aqui, em qualquer área de atuação e qualquer setor do mercado, as pessoas buscam divulgação de seus produtos e, também, de sua imagem pessoal. Existe uma busca incessante por serviços mais profissionais e por fotos que melhor retratem aquilo que se deseja mostrar. Contato: www.lucianomello.com | www.deserticestudios.com contact@lucianomello.com (702)450-0069


Professionalism and dedication to art of photography Having worked in the field since 1989, we naturally found professional photographer Luciano Mello in a sea of cameras, lenses and tripods. Passionate about movies and everything associated with them, Luciano started working with photography as an assistant for the famous Brazilian photographer Clicio Barroso in his hometown of São Paulo. Now living in Las Vegas, Mello’s name is synonymous with professionalism and dedication to art of photography. “I don’t cover events, such as wedding ceremonies for instance. My focus is on commercial photography, a need of the current market and also of fashion,” he explains. In spite of his vast experience with photographs published in a number of renowned Brazilian and American publications magazines such as Playboy, Sexy, Capricho, and Boa Forma, he believes he is only beginning. “I still want to photograph some magazine covers, and this is why I dedicate myself to learning more and more.” In the photography market, talent allied with practice often leads to perfection. At Desert Ice Studios, a well-arranged place with all the equipment necessary for perfect photographs, Luciano also offers make-up services and the entire production for a photography session. Here he concentrates on the finishing digital touches and the discovery of new tools that allow faultless photos. After all, the photography market is constantly changing with the advances of digital technology. Luciano believes the main difference between working here and in Brazil is in clientele. He says that Brazilian agencies do a better job preparing models for a more structured market; in general, they are more professional and already know how to behave in front of a camera. However, the demand for professional photography service is much larger in the United States. Here, in any field of work and in any market segment, people search for professional pictures in order to promote both their products and personal images. There is an unending search for increasingly professional services, and for photographs that portray what people want to show. Contact information: www.lucianomello.com | www.deserticestudios.com contact@lucianomello.com (702)450-0069

45


PRESORT STANDARD U.S POSTAGE PAID PERMIT #1316 LOS ANGELES, CA


BrazilExplore Magazine - Ed082