__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

brasil

ROTARIO A revista regional do Rotary no Brasil

OUTUBRO 2014 ANO 89 nº 1108

INSTITUTO ROTARY DO BRASIL

Lideranças trabalharam unidas na cidade de Natal www.brasilrotario.com.br

Vamos todos à Convenção do Brasil! Neste número, formulários de inscrição.

Gary C.K. Huang, presidente do Rotary International, e a vicepresidente, diretora e convocadora do encontro, Celia Giay


Você nunca foi a uma Convenção do Rotary? Esta é a sua chance de viver toda essa emoção! Em 2015 o Brasil irá receber o maior encontro mundial do Rotary. Agora você tem todos os motivos para participar deste momento inesquecível na vida de um rotariano. Garanta hoje mesmo a sua participação preenchendo e enviando os formulários que estão encartados nesta edição. As inscrições feitas até o dia 15 de dezembro garantem um superdesconto. Ou inscreva-se pelo site:

www.riconvention.org/pt


Outubro 2014

Sergio Afonso

nº 1108

12

20

22

23

Convenção 2015 São Paulo a la carte James Hider Material produzido pelo Rotary International (texto e arte)

Vamos todos Viva a Convenção Internacional! Ricardo VLM Gondim

Coluna do presidente do Rotary International Gary C.K. Huang

Coluna da diretora do Rotary International O exercício das vocações Celia Giay

O Rotary brilhando na Cidade do Sol: marcando o final do 37º Instituto Rotary do Brasil, na tarde do dia 6 de setembro o casal presidente do Rotary International, Gary C.K. Huang e Corinna (ao centro), inaugurou um monumento em frente ao Centro de Convenções de Natal. Também participaram da cerimônia o secretário-geral do Rotary International, John Hewko (1º à esquerda) e a mulher dele, Margarita; o diretor 2009-11 do Rotary International e curador da Fundação Rotária, Antonio Hallage; a vice-presidente e diretora do Rotary International, e convocadora do Instituto, Celia Giay; o presidente 1996-97 do Rotary International, Luis Vicente Giay; e a governadora 2010-11 do distrito 4500 e coordenadora do evento, Tereza Neuma de Castro Dantas


24

Coluna do chair da Fundação Rotária A nossa nova estrutura de subsídios

John Kenny

25

26

27

28

29

30

42

Coluna do curador da Fundação Rotária Os atributos de um bom projeto Antonio Hallage

Coluna da Associação Brasileira da The Rotary Foundation A era das empresas socialmente responsáveis Juscelino da Silva

Coluna dos coordenadores regionais da Fundação Rotária Temos muitas razões para celebrar o Dia Mundial de Combate à Pólio Celso Alves e Paulo Augusto Zanardi

Coluna dos coordenadores regionais da imagem pública O Rotary no Brasil Ernoe Eger e Vera Canto Bertagnoli

Coluna dos coordenadores regionais do Rotary A classificação é a nossa maior marca Altimar Augusto Fernandes e Antonio Henrique de Vasconcelos

Capa Trabalhando juntos para brilharmos ainda mais Luiz Renato D. Coutinho e Nuno Virgílio Neto

Casas da Amizade Encontro Nacional reúne 1.200 participantes em Gramado

Seções 07 Cartas e recados l Saudades 08 Curtas 43 Como faço para enviar notícias e artigos à revista? 45 Clubes e distritos em revista 61 Quantos somos 62 Casas da Amizade 64 Interact e Rotaract 70 Reconhecimentos da Fundação Rotária 71 Rotarianos que são notícia l Os 50 mais 73 Aconteceu 74 Relax Capa: arte de Armando Santos com foto de Sergio Afonso

Leia Um convite do editor Ricardo VLM Gondim

G

rande parte desta nossa edição, a começar pela capa, é dedicada ao que podemos considerar o maior evento rotário anual, em âmbito nacional: o Instituto Rotary do Brasil, que se realizou no início de setembro na bela cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, com justiça chamada A Cidade do Sol. Foram vários dias de intenso trabalho rotário, a começar pelo chamado Pré-Instituto, com importantes reuniões, envolvendo companheiros de todas as áreas de atividades do Rotary, de todas as partes do país. Debates se realizaram, estratégias foram definidas, decisões foram estabelecidas, e muitas atividades de treinamento tiveram lugar, para a formação ou o aperfeiçoamento das nossas lideranças. Muitos cônjuges estiveram presentes, e também os rotarianos menos diretamente envolvidos nas atividades próprias à nossa instituição puderam conhecer e conviver com companheiros de todo o Brasil, fazendo novas amizades ou consolidando antigas relações de companheirismo e afeto. Registraram-se também as presenças marcantes de outros segmentos da Família Rotária – Rotaracts, Interacts, Casas da Amizade etc. – que cada vez mais se mostram parte integrante e essencial à nossa instituição. Culminando, tivemos as grandes sessões plenárias, com suas palestras e apresentações, e os momentos de intensa confraternização, sempre com a presença de nossos líderes máximos. Assim, grande parte da presente edição da nossa Brasil Rotário trata deste 37º Instituto Rotary do Brasil, trazendo ao leitor a descrição e as imagens do que foi este importante momento. Podemos imaginar, porém, um evento rotário ainda mais grandioso. Serão dezenas de milhares de pessoas, rotarianos com seus cônjuges e familiares, vindos de todas as partes do mundo, das mais diversas etnias, culturas e religiões, muitos usando seus trajes típicos e suas línguas maternas. Haverá um clima de companheirismo e até mesmo afeto tão intensos que, ao travarmos conhecimento e iniciarmos novas amizades, reinará a sensação de já estarmos solidamente unidos, por pertencermos todos, simplesmente, ao Rotary. E aí, numa escala planetária, debateremos as nossas ideias, aprenderemos, mas também contribuiremos com os nossos conhecimentos. E, juntos, ouviremos importantes oradores e nossos líderes maiores, e poderemos ter uma noção mais exata da amplitude, da abrangência e da intensa profundidade de nossa instituição pelo mundo todo. E este evento máximo, que é a Convenção Internacional do Rotary, estará ao nosso alcance, aqui no Brasil, em junho de 2015, na cidade de São Paulo. A presença de todos nós, rotarianos brasileiros, será essencial, não só para usufruirmos de todo o prazer e todo o aprendizado que decorrerá de nossa participação, mas também para recepcionarmos nossos companheiros de todo o mundo, ao tempo em que mostraremos a força e a pujança do rotarismo brasileiro. Nesta edição, a Brasil Rotário dedica, com entusiasmo, 23 páginas ao grandioso evento rotário que se realizará em nosso país: há um anúncio de página dupla, logo no início da revista, criado e divulgado sob nossa responsabilidade; publicamos uma reportagem de oito páginas composta e enviada pelo Rotary International, como é praxe; encartamos os formulários de inscrição, para facilitar a nossa rápida adesão; e também trazemos um artigo, primeiro de uma série, que falará sobre as recordações e as experiências de alguns rotarianos que já vivenciaram uma ou várias Convenções fora do Brasil. E há ainda o convite sutil, já na capa: “Vamos todos!”. Estas e muitas outras matérias de interesse estão neste número da nossa revista. Leia!


Rotary International

One Rotary Center 1560 Sherman Avenue

Conselho Diretor 2014-15 PRESIDENTE Gary C. K. Huang

Curadores da Fundação Rotária 2014-15

DIRETORES Giuseppe Viale Greg Podd Guiller Tumangan Julia Phelps Larry Lunsford Mary Beth Growney Selene Michael Webb P. T. Prabhakar Per Høyen

PRESIDENTE ELEITO K. R. Ravindran VICE-PRESIDENTE Celia Giay TESOUREIRO Holger Knaack

www.rotary.org

Evanston, Illinois, EUA

Robert Hall Safak Alpay Sang Koo Yun Seiji Kita Steven Snyder Takanori Sugitanni SECRETÁRIO-GERAL John Hewko

Paul Netzel Sakuji Tanaka Samuel Owori Sushil Gupta Young Suk Yoon

CURADORES Antonio Hallage Ian Riseley Jackson Hsieh Julio Sorjús Kalyan Banerjee Monty Audenart Noel Bajat

CHAIR John Kenny CHAIR ELEITO Ray Klinginsmith VICE-CHAIR Michael McGovern

SECRETÁRIO-GERAL John Hewko

Governadores de Distrito no Brasil em 2014-15 Distrito 4310 Michiko Sakate RC Botucatu-Bons Ares, SP

Distrito 4510 Vilcio Caetano de Lima RC de Presidente Prudente-Leste, SP

Distrito 4390 Adailton de França Reis RC de Arapiraca, AL

Distrito 4520 Vicente Bernardes RC de Itabira-Cauê, MG

Distrito 4410 Lino Krohling RC de Vitória-Praia Comprida, ES

Distrito 4530 Demetrius Galinos Contoyannis RC de Brasília-Lago Sul, DF

Distrito 4420 Hiroshi Shimuta RC de São Paulo-Aeroporto, SP

Distrito 4540 Maria Augusta Freitas Carvalho RC de Ribeirão Preto-Jardim Paulista, SP

Distrito 4430 Archimedes Baccarro RC de São Paulo-Leste, SP

Distrito 4550 Danilo Souza e Santos RC de Salvador-Aratu, BA

Distrito 4440 Carlos Antônio Garcete Ribeiro RC de Várzea Grande-Centro, MT

Distrito 4560 Ângelo Antonio de Freitas RC de Itaúna-Cidade Educativa, MG

Distrito 4470 Sidney Garcia de Sousa RC de Araçatuba-Bandeirantes, SP

Distrito 4570 Pedro Loureiro Durão RC de Copacabana, RJ

Distrito 4480 Udibel Costa RC de José Bonifácio, SP

Distrito 4580 Paulo Cezar de Oliveira RC de Manhuaçu, MG

Distrito 4490 Walter de Carvalho Soares RC de Parnaíba-Igaraçu, PI Distrito 4500 Eduardo Mota RC do Recife-Casa Amarela, PE

Distrito 4610 Ivo Nascimento RC de São Paulo, SP

Distrito 4700 Gert Zimmermann RC de Sarandi, RS

Distrito 4620 Cesar Martire RC de Sorocaba-Granja Olga, SP

Distrito 4710 Luiz Bachete RC de Califórnia, PR

Distrito 4630 Francisco Scarpari Neto RC de Goioerê, PR

Distrito 4720 Carlson Uchoa Pinto RC de Santana, AP

Distrito 4640 Celso Luiz Fracaro RC de Guarapuava-Lagoa, PR

Distrito 4730 Maria de Lourdes Caramori Caldas RC de Paranaguá-Taguaré, PR

Distrito 4650 Celso de Camargo Campos RC de Joinville, SC

Distrito 4740 Olavio Gevehr RC de Curitibanos, SC

Distrito 4651 Sílvio César dos Santos Rosa RC de São José-Kobrasol, SC

Distrito 4750 Francisco Tomaz Espinosa Oliveira RC de Campos, RJ

Distrito 4660 José Benito Gonzalez RC de Santa Maria, RS

Distrito 4760 Júlio Cesar da Silveira RC de Contagem-Cidade Industrial, MG

Distrito 4590 Henrique Povoa RC de Jundiaí-Oeste, SP

Distrito 4670 Ivo Benfatto RC de Porto Alegre-São João, RS

Distrito 4770 Pedro Silveira Neto RC de Uberlândia-Sul, MG

Distrito 4600 João Batista Pires Filho RC de São José dos Campos-Satélite, SP

Distrito 4680 Antônio Carlos Castro Nogueira RC de Porto Alegre-Sudeste, RS

Distrito 4780 Cecília Siqueira Amaral RC de Livramento-Sul, RS

cOOPERATIVA EDITORA BRASIL ROTÁRIO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO 2013-15

MEMBROS SUPLENTES

Diretoria Executiva Presidente Ricardo Vieira Lima Magalhães Gondim Vice-Presidente de Operações Milton Ferreira Tito Vice-Presidente de Administração Waldenir de Bragança Vice-Presidente de Finanças Wilmar Garcia Barbosa Vice-Presidente de Planejamento e Controle Bemvindo Augusto Dias Vice-Presidente de Marketing José Alves Fortes Vice-Presidente de Relações Institucionais José Luiz Fonseca Vice-Presidente Jurídico Jorge Bragança MEMBROS EFETIVOS

Alberto de Freitas Brandão Bittencourt Dulce Grünewald Lopes de Oliveira Eduardo Alvares de Souza Soares Fernando Antonio Quintella Ribeiro Herlon Monteiro Fontes Joper Padrão do Espírito Santo Vicente Herculano da Silva

Carmelinda Amália Maria Maliska Paulo César Tinoco GERENTE EXECUTIVO

Gilberto Geisselmann ASSESSORES

Abel Mendes Pinheiro Júnior Alice Cavaliere Lorentz Aroldo Mendes de Araujo Cláudio da Cunha Valle Eduardo de Barros Pimentel Fernando Moreira de Faria José Moutinho Duarte Ril Moura Taketoshi Higuchi CONSELHO FISCAL

Membros efetivos Antonio Vilardo Orlando Graneiro Sebastião Porto

Suplentes Cleofas Paes de Santiago Paulo Ouricuri Sebastião Cony Dantas CONSELHO CONSULTIVO DE GOVERNADORES

Membros natos efetivos Governadores 2014-15 Representante junto ao Conselho de Administração Pedro Loureiro Durão

CONSELHO EDITORIAL CONSULTIVO

Presidente Ricardo Vieira Lima Magalhães Gondim Membros Bemvindo Augusto Dias Fernando Antonio Quintella Ribeiro Jorge Bragança José Alves Fortes José Luiz Fonseca José Ubiracy Silva Mário César de Camargo Milton Ferreira Tito Pedro Loureiro Durão Waldenir de Bragança Wilmar Garcia Barbosa COMISSÃO EDITORIAL EXECUTIVA

Presidente Ricardo Vieira Lima Magalhães Gondim Membros Bemvindo Augusto Dias Gilberto Geisselmann José Alves Fortes Luiz Renato Dantas Coutinho Manoel Magalhães Milton Ferreira Tito Nuno Virgílio Neto Renata Coré

Revista de Propriedade da Cooperativa Editora Brasil Rotário CNPJ 33.266.784/0001-53  Inscrição Municipal 00.883.425 Av. Rio Branco, 125, 18º andar CEP: 20040-006 – Sede própria Rio de Janeiro – RJ  Tel: (21) 2506-5600 / Fax: (21) 2506-5601 Conselho SUPERIOR

Mário de Oliveira Antonino DRI 1985-87 Gerson Gonçalves DRI 1993-95 José Alfredo Pretoni DRI 1995-97

Hipólito Sérgio Ferreira DRI 1999-01 Alceu Antimo Vezozzo DRI 2001-03 Luiz Coelho de Oliveira DRI 2003-05

Themístocles A. C. Pinho DRI 2007-09 Antonio Hallage DRI 2009-11 José Antonio Figueiredo Antiório DRI 2011-13 José Ubiracy Silva DRI 2015-17

Carlos Henrique de Carvalho Fróes Governador 1986-87 do distrito 4570 e ex-presidente da Cooperativa Editora Brasil Rotário EXPEDIENTE

Editor: Ricardo Vieira Lima Magalhães Gondim Jornalista responsável: Luiz Renato D. Coutinho – Jorn. Prof. MtB 25583 RJ Redator-chefe: Nuno Virgílio Neto – Jorn. Prof. MtB 24490 RJ Redação e site: Luiz Renato D. Coutinho, Manoel Magalhães, Maria Lúcia Ribeiro de Sousa, Nuno Virgílio Neto e Renata Coré Diagramação e digitalização: Alex Mendes, Armando Santos e Maria Cristina Andrade Impressão: Log & Print Gráfica e Logística S.A. Tiragem desta edição: 60.000 exemplares E-mail da Redação: redacao@brasilrotario.com.br Homepage: www.brasilrotario.com.br Facebook: www.facebook.com/revistabrasilrotario As matérias assinadas são de inteira responsabilidade dos seus autores. A Brasil Rotário, consciente de sua responsabilidade ambiental e social, utiliza papéis com certificado FSC (Forest Stewardship Council) para a impressão desta revista. A Certificação FSC garante que uma matériaprima florestal provenha de um manejo considerado social, ambiental e economicamente adequado.

Campanha em prol de mais ele­­­vados padrões de ética. Apoio dos Rotary Clubs do Brasil 6

| OUTUBRO AGOSTO dede2014 2014


C artas e recados Acervo Gostaria de parabenizá-los pelo site da revista e, sobretudo, pela iniciativa de digitalização e disponibilização do acervo da Brasil Rotário. Tenho uma colega, professora da Universidade Federal do Paraná, que está precisando de acesso à revista publicada pelo Rotary Club do Rio de Janeiro em suas primeiras décadas de funcionamento. Essa ação da Brasil Rotário ajudará a pesquisa da minha colega e de outros tantos pesquisadores que precisam de fontes do Rotary para subsidiar seus projetos e teses. Gisele Sanglard, presidente 1992-93 do Rotaract Club Corcovado (distrito 4570)

Homenagem à revista É com muita gratidão que gostaria de homenagear a revista Brasil Rotário por toda a informação recebida, esse material nobre que descobri ser de grande valor para a minha cultura rotária e de todos os demais companheiros rotarianos. Como gosto muito de desenhar, fiz uma aquarela, como lembrança da minha gestão, que simbolizasse para os companheiros de clube os trabalhos realizados. Fiz também um desenho para a revista Brasil Rotário, como forma de cumprimentá-los com os parabéns pelos 90 anos e votos de felicidades, infinitas realizações e futuras edições. Karla Salete Tratsk-Nitz, presidente 2013-14 do Rotary Club de Santo Amaro da Imperatriz, SC (distrito 4651)

Saudades Raimundo Fahning Castro, associado ao Rotary Club de Ubaitaba, BA (distrito 4550). nnn

Antonio Durbalino Pereira da Silva, presidente 1991-92 do Rotary Club de Copacabana, RJ (distrito 4570). nnn

Celso Afonso Dantas Neto, presidente 1986-87 do Rotary Club de Copacabana, RJ (distrito 4570). nnn

Jesus Aldo Bellão, governador 2008-09 do distrito 4590. nnn

Carlos Otávio Ruggiero, presidente 1982-83 do Rotary Club de CampinasOeste, SP (distrito 4590).

A Seu Serviço Escritório do RI no Brasil Home page: http://www.rotary.org.br Endereço Rua Tagipuru, 209 – Perdizes São Paulo – SP – Brasil CEP: 01156-000 Tel: (11) 3826-2966 Fax: (11) 3667-6575 Horário: 2ª a 6ª, de 8h às 17h Gerente Celso Fontanelli celso.fontanelli@rotary.org Quadro Social (Assistência aos Governadores de Distrito e aos Clubes) Débora Watanabe debora.watanabe@rotary.org Supervisor da Fundação Rotária Edilson M. Gushiken edilson.gushiken@rotary.org Supervisor Financeiro Fabio Peverari fabio.peverari@rotary.org Encomendas de Publicações, Materiais e Programas Audiovisuais Clarita Urey clarita.urey@rotary.org Tel.: (11) 3826-2966 Fax: (11) 3667-6575 Rotary International Secretaria (Sede Mundial) 1560 Sherman Avenue,Evanston, Il 60201 USA Phone: 00-21-1847 866-3000 Fax: 00-21-1847 328-8554 Horário: 8h30 às 16h45 (horário de Washington)

nnn

Antônio Ermírio de Moraes, associado ao Rotary Club de São Paulo, SP (distrito 4610), desde junho de 1952, um dos mais antigos rotarianos do clube. Antônio Ermírio era um dos principais empresários brasileiros, tendo sido o responsável por consolidar o Grupo Votorantim como um conglomerado industrial nos setores de cimento, celulose, agronegócio e extração de alumínio, entre outros. Filantropo, era o presidente de honra do Hospital Beneficência Portuguesa, onde por quatro décadas esteve à frente da diretoria administrativa. Antônio Ermírio escreveu livros e peças de teatro e era membro da Academia Paulista de Letras. Em 1986, candidatou-se ao governo do Estado de São Paulo, tendo ficado em segundo lugar, atrás de Orestes Quércia. No ano passado, a vida do empresário foi retratada na biografia Antônio Ermírio de Moraes – Memórias de um diário confidencial. Ele deixa esposa e nove filhos. nnn

Adolfo Kufner, associado ao Rotary Club de Itapejara D’Oeste, PR (distrito 4640), e prefeito do município de 1973 a 1976.

Os comentários publicados nesta página são extraídos do Facebook e de cartas e e-mails enviados para a nossa Redação. No caso das correspondências, elas devem ser enviadas para o e-mail redacao@brasilrotario.com.br ou para a Avenida Rio Branco, 125/18º andar – Centro – Rio de Janeiro/RJ; CEP: 20040-006. Em razão do seu tamanho ou para facilitar a compreensão, os textos poderão ser editados.

Sobre o uso e a publicação de textos e imagens O leitor que contribui com a Brasil Rotário por meio do envio de conteúdo – tais como fotos, informações, textos e frases, entre outros – aceita e se responsabiliza pela autoria e originalidade do material enviado à revista, bem como pela obtenção da autorização de terceiros que eventualmente seja necessária para os fins desejados, respondendo dessa forma por qualquer reivindicação que venha a ser apresentada à Brasil Rotário, judicial ou extrajudicialmente, em relação aos direitos intelectuais e/ou direitos de imagem, ou ainda por eventuais danos morais e/ou materiais causados à Brasil Rotário, à Cooperativa Editora Brasil Rotário ou a terceiros. Entre os direitos da Brasil Rotário incluem-se, também, os de adaptação e condensação dos textos e imagens enviados à revista. OUTUBRO de 2014|

7


C urtas Um dia mundial contra a pólio

O

Rotary e o mundo têm uma data a comemorar: 24 de outubro. Trata-se do Dia Mundial de Combate à Pólio. A nossa organização é protagonista desta luta desde 1985, quando então a doença afetava cerca de 350 mil pessoas anualmente em 125 países. O êxito da empreitada pode ser medido pela redução do número de casos em mais de 99%, havendo atualmente apenas três países endêmicos – Paquistão, Afeganistão e Nigéria. Ainda assim, a ameaça de importação do vírus da pólio permanecerá enquanto focos da doença persistirem, por menores e mais distantes que eles sejam. Por isso os clubes de Rotary, Rotaract e Interact Clubs e Casas da Amizade estão sendo estimulados a marcar o Dia Mundial com iniciativas as mais diversas, tais como: publicações nas redes sociais, exibição de banners em pontos estratégicos e organização de pedágios e caminhadas com camisetas alusivas à campanha contra a pólio. Dessa forma, além de conscientizar a população para a necessidade de continuar vacinando nossas crianças, a Família Rotária estará fazendo um trabalho de imagem pública ao lembrar o papel do Rotary nessa caminhada, agora em sua etapa final.

Falta Só Isto: personalidades brasileiras também participaram do Maior Comercial do Mundo, que destacou a importância dos esforços atuais para a erradicação global da doença

8

| OUTUBRO de 2014


É indicado o presidente 2016-17 do Rotary

J

Em uma terça-feira, 7 de abril de 1936, Paul Percy Harris desembarcava na cidade de Santos com a sua esposa, Jean. Naquela ocasião, ele estava descobrindo a América Latina. Este livro é o relato em primeira pessoa desta viagem, com destaque para sua passagem pelo Brasil. Capítulo a capítulo, presenciamos um fundador do Rotary emocionado ao descrever o contato com realidades e povos bem diferentes do que esperava encontrar. Alyce Henson/Rotary International

ohn Germ, associado ao Rotary Club de Chattanooga, no Estado do Tennessee, EUA (distrito 6780), e presidente da Comissão Internacional Polio Plus, foi escolhido pela Comissão de Indicação para a presidência do Rotary no período de 2016-17. John defende que para a nossa organização prosperar “precisamos enxergar as oportunidades e os desafios atuais e futuros com paixão, perseverança e, acima de tudo, integridade”. “Vejo um Rotary arrojado, capaz de vencer desafios e agarrar oportunidades. Esta minha visão vem do sucesso que estamos tendo com a erradicação da pólio e da conscientização de que precisamos trazer mais associados, fortalecer nossos clubes, engajar os jovens e formar parcerias estratégicas”, explica. Ele argumenta ainda que podemos aumentar a projeção da imagem pública do Rotary ao divulgarmos com entusiasmo quem somos, o que fazemos e tudo o que já alcançamos local e globalmente. Rotariano desde 1976, Germ já foi vice-presidente do Rotary, diretor, chair e membro do Conselho de Curadores, presidente da Comissão do Desafio de 200 Milhões de Dólares do Rotary e assessor do presidente. Ele foi distinguido com o Prêmio Dar de Si Antes de Pensar em Si, a Menção da Fundação Rotária por Serviços Meritórios e o Prêmio da Fundação Rotária por Serviços Eminentes. Ele e sua esposa, Judy, são membros da Sociedade Arch Klumph. O presidente indicado 2016-17 é o atual presidente do Conselho Diretor e CEO da Campbell and Associates, empresa de consultoria na área de engenharia na qual ingressou em 1965. Além disso, ele atua no conselho de diversas organizações, é fundador e tesoureiro da Fundação da Faculdade Comunitária Técnica de Chat- John Germ: “Vejo um Rotary tanooga e preside a Fundação capaz de vencer desafios e agarrar oportunidades” Jaycee do Tennessee.

1936 – O ano em que o Brasil conheceu Paul Percy Harris, um lançamento da Editora Brasil Rotário, deve ser lido principalmente nas entrelinhas. É ali que o leitor atento encontrará um homem de ideias tão avançadas que permanecem atuais. É ali, nas palavras escondidas, que encontraremos o grande filósofo e o embaixador da boa vontade. A tradução desta obra inédita em língua portuguesa ficou a cargo de um especialista brasileiro na vida de Paul Harris, o ex-governador distrital e engenheiro Eduardo Muniz Werneck. Para encomendas e informações:

1936@brasilrotario.com.br ou pelo telefone:

(21) 2506-5600

OUTUBRO de 2014|

9


C urtas

ANOS

n

1924

n

2014

n

2013

n

2012

n

2010

n

2009

Vamos comemorar juntos! n

1936

n

1946

O

próximo mês será especial para a Brasil Rotário. Em novembro, a sua revista regional do Rotary completa 90 anos servindo por meio da comunicação. Nessas nove décadas de informação rotária, muita coisa mudou no mundo e a Brasil Rotário também passou por transformações. Surgida como um boletim do Rotary Club do Rio de Janeiro em 14 de novembro de 1924, a publicação se tornou a revista Rotary Brasileiro em 1928. Em janeiro de 1951, quando tinha 5.000 leitores e 32 páginas, veio o atual nome. Todas as fases podem ser conhecidas no acervo online, uma das novidades trazidas pela reformulação do site, em 2010. A revista chegou ao século 21 com forte presença nas redes sociais, por meio do Facebook e do Twitter, e uma das inovações mais recentes foi o lançamento da versão digital, em janeiro deste ano. Para celebrar as nove décadas bem vividas, a Brasil Rotário – um dos títulos da imprensa rotária que mais dedicam espaço a noticiar as ações de serviço dos clubes e distritos – chegará às suas mãos em novembro numa edição especial, com o resultado do concurso 90 Anos, 90 Projetos. Comemore também o aniversário da revista com os seus companheiros e a sua comunidade, em uma reunião ou ação especial. E não se esqueça de compartilhar a sua iniciativa com a gente pelo e-mail redacao@brasilrotario.com.br. BR

10

n

1953

n

1965

n

| OUTUBRO de 2014

1970

n

1986

n

1999


Fazendo o Rotary brilhar

Q

uando assumiu a presidência do Rotary International (RI), em julho, Gary C.K. Huang sugeriu que uma boa maneira de fazer o Rotary brilhar é organizar um Dia do Rotary para mostrar à comunidade o que a nossa instituição é e faz. Já em harmonia com essa ideia, ainda no início do ano o distrito 4480 elaborou a Semana do Rotary 2014 para comemorar o 109º aniversário de fundação do RI. O evento, na cidade paulista de São José do Rio Preto, teve programação diária totalmente voltada a cumprir objetivos do Rotary. Houve, por exemplo, a 1ª Corrida de Rua Rotary, o Rally Solidário do Rotary e o Rotary – 12 Horas por Alguém, este último com transmissão ao vivo pela rádio local Independência e o objetivo principal de

A Semana do Rotary 2014 do distrito 4480 contou com programação diária e variada

arrecadar doações de ouvintes para 12 instituições beneficentes da região, além da Fundação Rotária. No distrito 4780, a festa aconteceu em 24 de agosto. Essa foi a data do Dia do Rotary, idealizado pelo Rotary Club de Uruguaiana-Cruzeiro do Sul e realizado com o apoio dos demais quatro clubes da cidade, além do Rotaract e do Interact.

Qual foi seu Momento Rotário?

N

a Mensagem do presidente publicada na edição de outubro de 2012 da Brasil Rotário, Sakuji Tanaka contou que entender o significado dos Serviços Profissionais mudou completamente seu comportamento em relação ao próprio trabalho e ao propósito de sua existência. Segundo o presidente 2012-13 do Rotary

International, esse foi o que ele chama de o seu Momento Rotário, e ocorreu após assistir a uma palestra sobre o assunto, um conceito até então novo para ele. Você também já identificou o seu Momento Rotário? Escreva para redacao@brasilrotario.com.br e conte a sua história para nós.

OUTUBRO de 2014|

11


C ONVENÇÃO 2015

O Samba de Rainha, formado somente por mulheres, é um grupo popular de São Paulo

12

| OUTUBRO de 2014


Luke Garcia

São Paulo a la carte A cidade que receberá o maior encontro mundial do Rotary tem atrativos para todos os gostos

James Hider* OUTUBRO de 2014|

13


C ONVENÇÃO 2015

André Deak para Arte Fora do Museu

Q

Um painel assinado pela artista Maria Bonomi, intitulado Epopeia paulista, conecta trens metropolitanos e do metrô na Estação da Luz

ual cidade é a mais interessante: Rio de Janeiro ou São Paulo? Eis um grande debate que provavelmente sempre fará parte da vida dos brasileiros. O Rio é o ícone do hedonismo à beira-mar, com suas belezas naturais e pessoas bonitas minimamente vestidas. Isso é algo com o qual os paulistanos concordam um pouco a contragosto. Então, perguntam em contrapartida:

“Onde, na Cidade Maravilhosa, pode-se comer tão bem?”. Porque São Paulo, com suas torres a espreitar do alto de um platô na planície costei-

ra, é um monumento do bem-viver, uma versão tropical de Nova York. Seus atarefados cidadãos se orgulham de ser o coração dos negócios na sétima maior economia mundial e afirmam com razão que Sampa é a capital sul-americana da culinária. Além da enorme concentração de riqueza em São Paulo — a avenida Paulista contém 1% do PIB nacional nos seus quilômetros de extensão —, parte da grandiosidade culinária da cidade vem do fato de reunir a maior população japonesa fora do Japão. Esse legado do início do século 20, quando o Brasil tinha fome de imigrantes e o Japão pós-feudal sofria com a escassez, deixou toda uma região do centro da cidade — o bairro da Liberdade — cheia de lojas japonesas, festivais e maravilhosos restaurantes de sushi. 14

| OUTUBRO de 2014


Cortesia do restaurante D.O.M.

O chef Alex Atala no seu restaurante D.O.M., considerado um dos melhores da América Latina

  OUTUBRO de 2014|

15


C ONVENÇÃO 2015

Ulrich Peters

A poucos quarteirões da Liberdade — quando você passa pela catedral da Sé e as já fragmentadas fachadas em art-nouveau dos prédios construídos quando o centro da cidade ainda era rodeado por plantações de chá — está o marco zero de São Paulo: um monumento histórico com formato de prisma hexagonal, revestido em mármore e situado na praça da Sé. No pátio dos fundos do que, no século 16, foi uma missão jesuíta, padeiros preparam um delicioso bolo para ser saboreado com café.

16

| OUTUBRO de 2014

O Mercado Municipal é um ótimo lugar para fazer um lanche, tomar uma xícara de café ou se maravilhar com a variedade de alimentos frescos mentos da cidade, na glamourosa rua Haddock Lobo, no Jardim Paulista. Na área externa do restaurante, as mesas rodeiam uma enorme figueira e, acima delas, os galhos da árvore se enroscam como pescoços de diplodocos antes de desaparecerem pelo vidro do telhado. A maioria dos clientes escolhe carne brasileira ou argentina, mas o cordeiro está entre os melhores que já comi e a seleção dos carnudos peixes da Amazônia é tão boa quanto qualquer coisa vinda da região de Manaus. Os grandes chefs japoneses da cidade também ficaram requintados: no pequeno Aizomê, sente-se ao bar de madeira e assista-os enquanto preparam pratos que vão desde os tradicionais sushi e sashimi a uma fusão entre a cozinha japonesa e a brasileira, tal como as ostras grelhadas com caramelo de maracujá.

Allen Yeh, Universidade de Biola

Variedade e luxo Mas para realmente mergulhar no coração gourmet de São Paulo, comece pelo Mercado Municipal, um vasto salão vitoriano que por fora lembra um terminal ferroviário de Londres. Para os participantes da Convenção, a ida até lá é uma rápida corrida de táxi atravessando o rio Tietê a partir do Centro de Convenções do Anhembi. No interior você encontrará um labirinto de quiosques que vendem toda sorte de temperos, frutas, carnes e bacalhau. (No Porco Feliz, você pode escolher um porco inteiro, ou pedir uma capivara, o maior roedor do mundo.) Se você quiser luxo, São Paulo tem alguns dos melhores restaurantes do mundo. No topo da lista está o D.O.M., do chef Alex Atala, no Jardim Paulista, frequentemente citado como um dos melhores da América Latina. No ano passado, Atala figurou na lista da revista norte-americana Time das 100 pessoas mais influentes. Ele obtém os ingredientes para suas criações de fontes sustentáveis na Amazônia, viajando com frequência para buscar plantas e peixes, e ajuda pequenos fazendeiros a produzirem safras orgânicas lucrativas. O resultado é uma elegante cozinha de origem brasileira que tem sido bastante imitada, mas ainda não foi reproduzida. Figueira Rubaiyat comanda um dos mais impressionantes estabeleci-

O bairro da Liberdade, coração da comunidade japonesa de São Paulo, oferece uma cozinha fantástica


Área residencial no bairro da Lapa

Jenna Francisco

Mas em São Paulo, fazer uma refeição de baixo custo não significa que você sairá perdendo. As cozinhas regionais são bem representadas, especialmente os pratos caseiros de frutos do mar, tipicamente nordestinos. De longe, o melhor local para isso é o Mocotó, em Vila Medeiros, 40 minutos ao norte do centro da cidade, mas vale a viagem. Eles começaram os negócios como uma portinha qualquer, aberta por José Oliveira de Almeida, um retirante pernambucano da seca do Nordeste. Sua comida caseira — incluindo a carne e a feijoada que são suas marcas, preparadas conforme uma receita secreta — tem atraído grandes multidões ao longo dos anos, forçando-o a expandir e tornar-se um restaurante em grande escala que a revista norte-americana Newsweek listou entre os 101 melhores locais para comer no mundo. O Mocotó também pode se orgulhar de ter o primeiro sommelier de cachaça do mundo. Leandro Batista

será seu guia dentre as melhores produções do país: sua indicação principal é a Havana, que concorre com os uísques single-malt nos quesitos suavidade e preço, mas uma outra opção próxima a isso e que você pode levar para casa é a Weber Haus, com um toque de baunilha que lhe confere a suavidade de um bom vinho Sauterne em vez de uma bebida destilada. Futebol Uma vez que sua barriga já esteja cheia, é hora de aproveitar outra paixão: o futebol. Atualmente, o Corinthians é um dos clubes mais lucrativos do mundo. Seus torcedores são tão fanáticos que o clube oferece até mesmo serviço funerário com direito a caixão nas cores do Timão e violinista tocando o hino. Se você tem planos para assistir a uma partida, pode escolher ainda um jogo dos também tradicionais São Paulo, Palmeiras e Portuguesa. E seguindo a estrada até o litoral, você encontrará o

Santos, onde Pelé se tornou lendário. É possível combinar o amor paulistano por boa comida com futebol no estádio Morumbi, localizado em uma das áreas mais luxuosas da cidade. Lá você pode trocar as arquibancadas por um lugar no Koji, maravilhoso restaurante japonês onde é servido sushi de barriga de salmão com um toque cítrico, capaz de distrair até mesmo o mais fanático dos torcedores. Além disso, dentre os estádios brasileiros que seguem a Lei Seca, esse é um dos poucos lugares onde os espectadores podem curtir um drinque. Para aproveitar ainda mais o popular esporte, visite o Museu do Futebol sob as arquibancadas do estádio Pacaembu. Destaque para um quarto cheio de fotografias em sépia do Brasil na época em que o esporte bretão acabava de chegar por aqui. Há também uma exposição de objetos que os meninos de rua — alguns por vezes destinados a tornarem-se multimilionárias lendas do futebol — OUTUBRO de 2014|

17


C ONVENÇÃO 2015

Modernidade Não há muito da histórica São Paulo, aquela elegante cidade construída em estilo colonial europeu, hoje varrida pelo ritmo frenético da expansão e do desenvolvimento. Como o romancista inglês James Scudamore descreveu em seu romance Heliopolis, de 2010: “Jamais houve planejamento urbano: não houve tempo. A cidade prendeu seus habi-

A noite se derrama sobre as ruas da capital paulista, cujos restaurantes, bares e cafés levam a vida a um outro nível após o anoitecer

18

| OUTUBRO de 2014

tantes em uma armadilha, ao explodir em consecutivos booms do café, do açúcar e da borracha, tão depressa que ninguém tinha tempo de respirar antes de dizer o que deveria ser colocado onde. Ela tem se expandido desde então, com o apoio da energia feroz”. Ao andar pela cidade, às vezes você recebe uma baforada de nostalgia por lugares onde jamais esteve, um tímido eco dos arranha-céus dos anos 1950 da Nova York das fotos em preto e branco. É fácil andar por São Paulo — o extenso metrô é limpo e seguro, e os táxis são abundantes. Evite os ônibus a todo custo, eles são geralmente lotados, caóticos e correm demais. Para fugir da agitação dessa cidade de 20 milhões de almas, vá ao Parque do Ibirapuera, o equivalente paulista do Central Park. Uma abundância de lagos, gramados e árvores, no bairro central de Vila Mariana, é o lugar aonde os paulistanos vão para relaxar,

Rodrigo Soldon

usam para bater bola. Os itens vão de cabeças de bonecos a bolas de meia, incluindo até mesmo pedras. Há também hilárias narrações de rádio dos mais famosos gols e de personagens do futebol descrevendo suas mais marcantes lembranças dos jogos. Um comentarista de renome descreve como, quando menino, sua família (assim como a maioria das famílias brasileiras) era tão supersticiosa que ele tinha de se sentar na mesma cadeira durante todos os jogos da Copa do Mundo, enquanto seu pai, para dar sorte, segurava debaixo do braço uma revista enrolada.

O Museu Paulista, que conta a história da cidade, está instalado em uma construção do século 19 Natália Reis

Uma das espécies de cobras que podem ser vistas no Instituto Butantã


©Alex Robinson/Jai Corbis

fazer um piquenique ou correr por caminhos que serpenteiam através da vegetação. O Ibirapuera também é bonito depois de escurecer, quando o calor do dia já se foi e a fonte no lago se acende em vermelho e laranja para simular chamas tremeluzentes. O magnífico Museu Paulista, construído em 1895, é um tesouro que escapou ao selvagem desenvolvimento. Já abrigou o Museu de História Natural e agora apresenta a história da cidade. Ele tem vista para um parque e sua suave colina, fontes e piscinas, e um vasto monumento à Independência.

Dentro do Parque do Ibirapuera, você vai encontrar caminhos por onde passear, bancos para ler e o Museu de Arte Moderna de São Paulo fazer uma refeição no bar dançante Grazie a Dio! e entrar no ritmo vendo os paulistanos dançando. Depois que escurecer, é melhor ficar longe do antigo centro da cidade, perto da Sé, mas as áreas de restaurantes e bares, como Jardim Paulista e Pinheiros, são seguras para passear. Uma das melhores maneiras para fechar com chave de ouro um dia em São Paulo é bebendo uma caipirinha.

E um dos lugares mais animados para apreciar o drink de cachaça é a rua Aspicuelta, no bairro boêmio Vila Madalena, repleto de bares e restaurantes. Depois do anoitecer, as calçadas transbordam de jovens paulistanos fazendo o que deu fama à cidade: vivê-la. BR *James Hider para a The Rotarian. Tradução de Ana Luiza Libânio Dantas. Paulo Whitaker/Reuters

Passeio bucólico Mas se você realmente quiser escapar, pegue um táxi e pergunte pelo Instituto Butantã, um dos pontos mais bucólicos e incomuns da cidade, na zona leste. Construído há mais de um século como centro de pesquisa médica após um surto de peste bubônica, abriga uma enorme coleção de cobras venenosas. (Felizmente, porque ainda é um centro de pesquisa, é também o maior produtor de antivenenos, antitoxinas e vacinas da América Latina.) Você pode passar por corredores de cascavéis, najas, cobras-rei e enormes jiboias, bem como por uma coleção de aranhas gigantes que farão sua pele arrepiar. Uma placa no limite do frondoso parque avisa para não entrar na floresta — e depois de ter visto o que está nas gaiolas, você nem vai querer. São Paulo tem uma bem-sucedida cena musical que se move ao ritmo do samba. No centro da cidade, o bar Você Vai Se Quiser, na elegante praça Roosevelt, há muito tem sido um ímã para os amantes da música. No bar Favela, na Vila Madalena, o grupo Samba de Rainha, formado somente por mulheres, toca para a casa lotada aos domingos. Você também pode

Meninos batem bola nas ruas da cidade

Até 15 de dezembro, inscreva-se com preços especiais no site www.riconvention.org para a Convenção do Rotary International de 2015, em São Paulo, de 6 a 9 de junho. OUTUBRO de 2014|

19


V amos todos Fotos de Ricardo VLM Gondim

Para guardar na lembrança: Bill Gates fala aos rotarianos durante a Convenção de Nova Orleans, em 2011; show de luz e imagem numa das plenárias da Convenção de Lisboa, no ano passado; animal típico da Austrália, um coala é exibido num dos estandes da Convenção de Sydney, este ano

Viva a Convenção Internacional! Agora é a vez do Brasil conhecer esse momento inesquecível na vida de um rotariano Ricardo VLM Gondim*

I

sto pode ser uma saudação, um “Viva!”, ou o convite para viver intensamente uma Convenção Internacional do Rotary. A próxima será no Brasil, em São Paulo, e deverá ser um grandioso evento rotário. Estive nas convenções de Nova Orleans, Lisboa e Sydney. Recordo as cidades cheias de rotarianos e suas famílias, com seus crachás e distintivos, a roda denteada e outros, até curiosos ou exóticos. Alegres e ruidosos grupos, enchendo restaurantes e outros locais. Em tudo, simpatia e acolhimento. Comissões de recepção nos aeroportos ou outros pontos de entrada se desdobram para bem receber, orientando e dando as boas-vindas. O clima de companheirismo e amizade contagia a todos. Transporte fácil é oferecido. Nos enormes recintos das convenções, milhares de pessoas, de todo o mundo, todas as etnias e culturas, muitos com coloridos trajes típicos e falando suas línguas, reunidos num propósito: participar da Convenção Internacional, viver o Rotary intensamente! É contagiante o entusiasmo. Somos todos da mesma “tribo”, o Rotary. Encontramos companheiros e amigos, relembrando bons momentos, ou travamos facilmente novas relações. Sinta a força do Rotary Nos trabalhos rotários, sentimos a força e a abrangência do Rotary. Há as salas para assuntos específicos, atraindo os interessados. As plenárias impressionam pela audiência,

20

| OUTUBRO de 2014

de muitos milhares. Nelas, vemos o rotarismo mundial vibrar, pulsante e intenso. Há a presença e a palavra dos líderes, as apresentações das equipes do ano, e oradores notáveis – nem sempre rotarianos – cuja atuação na sociedade humana é significativa, e se harmoniza às atividades rotárias. Momentos musicais deliciam a plateia. Telões bem colocados ajudam a ver o que vai pelo palco. Organizando e orientando, há o trabalho voluntário dos sargentos de armas. Na House of Friendship, em centenas de estandes projetos são divulgados e parcerias, oferecidas. Lá também estão as diversas entidades rotárias, e divulga-se a convenção seguinte. Vendem-se produtos, ou apresentam-se curiosidades regionais. Há barracas com comida. Shows variados animam o ambiente. É um grande espaço de encontro e convivência. Há, porém, o que pensar. Vi um lounge privativo aos grandes doadores que fazem parte da Sociedade Arch Klumph... É justo agradecer e prestar o legítimo reconhecimento a quem ajuda. Mas será tal discriminação coerente aos nossos ideais de Rotary? Turismo? Não houve muito tempo. O objetivo era vivenciar intensamente a Convenção Internacional do Rotary. Foram experiências inesquecíveis, que também nos esperam em 2015, em São Paulo! BR *O autor é presidente e editor da Brasil Rotário, e associado ao Rotary Club do Rio de Janeiro, RJ (distrito 4570).


C olunistas

A mensagem dos líderes iStockphoto

N

este caderno abrimos espaço a líderes rotarianos na sua missão de orientar a Família Rotária sobre os principais desafios e metas da nossa organização. Assim, ao lado das colaborações obrigatórias do presidente do Rotary International e do chair da Fundação Rotária, nós convidamos a diretora do Rotary International, o curador da Fundação Rotária, a Associação Brasileira da The Rotary Foundation e os coordenadores regionais da Fundação Rotária, da Imagem Pública e do Rotary a trazerem informações em primeira mão e palavras de estímulo aos nossos leitores. Para esta edição, recebemos as colaborações indicadas ao lado:

l Coluna do presidente do Rotary International..........................................22 l Coluna da diretora do Rotary International..............................................23 l Coluna do chair da Fundação Rotária......................................................24 l Coluna do curador da Fundação Rotária..................................................25 l Coluna da Associação Brasileira da The Rotary Foundation (ABTRF)...........26 l Coluna dos coordenadores regionais da Fundação Rotária........................27 l Coluna dos coordenadores regionais da Imagem Pública..........................28 l Coluna dos coordenadores regionais do Rotary.........................................29

OUTUBRO de 2014|

21


C olunistas

Coluna do presidente do Rotary International Caros companheiros rotarianos,

Gary C.K. Huang

Na rede

Leia os pronunciamentos e as notícias do presidente do Rotary International Gary C.K. Huang acessando o site www.rotary.org/office-president

E

m outubro de 1914, nasceu Jonas Salk, o homem que mudaria a história do mundo ao inventar a primeira vacina eficiente contra a pólio. Quando a vacina foi introduzida nos Estados Unidos, nos anos 1950, pesquisas indicavam que a pólio era um dos maiores medos da nação, perdendo somente para o medo da bomba atômica. E com razão: durante a epidemia de pólio nos EUA, em 1952, foram registrados 58 mil casos da doença, com 3.145 mortes e 21.269 ocorrências de paralisia permanente. No mundo inteiro, a pólio paralisou ou matou mais de meio milhão de pessoas por ano. Pouco depois de a vacina Salk ser criada, Albert Sabin desenvolveu a vacina oral, permitindo que uma quantidade enorme de crianças fossem imunizadas rapidamente, com segurança e baixo custo. Em 1985, nasceu o programa Polio Plus do Rotary com um simples objetivo: imunizar todas as crianças abaixo de cinco anos de idade contra essa doença incapacitante. Graças, em grande parte, ao sucesso inicial do Polio Plus, em 1988 os 166 Estados membros da Organização Mundial de Saúde determinaram a erradicação da pólio como meta global. Naquele momento, a ideia era extremamente ambiciosa, e muitos disseram ser impossível. Hoje, mais do que nunca, estamos perto de atingir a meta com apenas algumas centenas de casos de pólio por ano e somente três países em que a doença ainda é endêmica. Estamos no caminho para chegar à total erradicação em 2018 — se conseguirmos manter o ritmo que nos trouxe até aqui. Este mês, marcaremos o Dia Mundial de Combate à Pólio para 24 de outubro, quando celebraremos o centenário do doutor Salk. Peço a cada um de vocês: Faça o Rotary Brilhar este mês fazendo o que puder para iluminar nossos esforços para erradicar a pólio. Fale com seus governantes e mostre que você se importa com a erradicação da doença. Visite o site endpolionow.org,conheça histórias inspiradoras sobre o trabalho do Rotary e compartilhe-as nas mídias sociais. Faça o melhor investimento que você jamais poderá fazer doando para a erradicação da pólio direto do site endpolionow.org e ganhe da Fundação Bill & Melinda Gates a equiparação de dois para um em sua contribuição. Quando erradicarmos a pólio — e vamos erradicar —, teremos encaminhado o mundo e também o Rotary para um futuro melhor. Teremos provado para nós mesmos que somos uma organização capaz de grandes feitos. E teremos dado a nossos filhos e netos um presente que durará para sempre: um mundo livre da pólio.

Gary C.K. Huang Presidente do Rotary International

22

| OUTUBRO de 2014


Coluna dA diretorA do Rotary International

O exercício das vocações

“Nós somos a soma de nossas ações.” – Mahatma Gandhi

A

iStockphoto

Celia Giay*

humanidade e os seres que a integram evoluíram ao longo do tempo graças às contribuições feitas geração após geração. E esse legado, oferecido por nossos antepassados — pais, familiares, comunidade, países e povos do mundo —, constitui o presente que vivemos e o futuro que é nossa responsabilidade construir. É nessa construção do futuro que o Rotary dá seu apoio a partir daquilo que o torna uma organização distinta e que está representado pelo conceito de Serviços Profissionais. Servir a partir de nossa profissão, ou vocação, dá-nos oportunidade de ensinar nossos valores éticos por meio do exemplo e também de tratar os demais como gostaríamos de ser tratados. A observação de elevadas normas éticas nas atividades profissionais e empresariais é peça chave e insubstituível para o sucesso de uma pessoa como ser humano e como rotariano. Talvez por isso, desde seu início, o Rotary enfatiza o lema Mais se Beneficia Quem Melhor Serve e faz disso base para suas ações. Hoje em dia, os princípios éticos do Rotary adquirem mais relevância do que nunca e nossa tarefa não é proclamá-los, mas sim exemplificá-los no âmbito de nossas profissões e ocupações por meio de conduta íntegra e honesta. Compreender o verdadeiro conceito de Serviços Profissionais é conscientizar-se de que a felicidade que apoiamos e o serviço que prestamos aos outros por intermédio de nossa atuação profissional dão vida ao lema Dar de Si Antes de Pensar em Si. É tornar visível o verdadeiro espírito rotário e dar ao Rotary uma identidade diferente de qualquer outro tipo de organização semelhante. O Rotary é formado por pessoas que possuem interesses comuns e profissões distintas, e quando elas — com mente aberta e mãos solidárias — dedicam-se ao serviço para a comunidade, o conceito do que é o Rotary para a sociedade adquire um significado muito mais profundo. Se o conceito de Serviços Profissionais não existisse, o Rotary se reduziria a ser simplesmente uma organização de serviços prestados à comunidade. E se anulássemos a ética nos Serviços Profissionais, destruiríamos o conceito primário da conduta. Por isso, no Rotary, a ética é um princípio que não tem fim. Neste mundo tão contraditório no qual a maioria se interessa mais em ter do que em ser, é exatamente esse o grande desafio que o Rotary e cada um de nós temos que enfrentar, se de fato quisermos iluminar o mundo por meio de nossas profissões e vocações.

* A autora é diretora 2013-15 e vice-presidente do Rotary International. Para fazer comentários e sugestões sobre esta coluna, escreva para celiagiay@virtualred.com.ar OUTUBRO de 2014|

23


C olunistas

Coluna do chair da Fundação Rotária

John Kenny

A nossa nova estrutura de subsídios

E

Ao simplificar o processo, esperamos contribuir para

iStockphoto

m cada das minhas colunas mensais, tenho destacado uma das metas da Fundação para este ano rotário 2014-15. Neste mês, gostaria de falar sobre a nossa nova estrutura de subsídios e das razões para sua implementação. O Conselho de Curadores identificou a necessidade de aumentarmos nossa eficiência, simplificarmos as operações e concentrarmos nossos esforços para conseguirmos atingir maior impacto e reconhecimento público. Antes do Visão de Futuro, processávamos mais de 4.000 subsídios por ano – e cada subsídio humanitário tinha, em média, o valor de 12.500 dólares. Como grande parte dos pedidos estava abaixo deste valor, o custo administrativo estava aumentando em um índice significativo, gerando a necessidade de contratarmos mais funcionários para processar o número crescente de solicitações. Além de aumentar a nossa eficiência, os curadores queriam implantar uma estrutura mais simplificada. Afinal, a Fundação Rotária tinha 12 programas diferentes, cada um com seus próprios procedimentos de solicitação e exigências. Agora, só temos dois tipos de subsídios: Distritais e Globais. Ao simplificar o processo, esperamos contribuir para que os rotarianos façam o bem ao maior número de pessoas possível; oferecer um sistema mais eficiente, concedendo menos subsídios mas com valores mais altos e a um custo operacional reduzido; e dar aos clubes e distritos mais autonomia. Ajudem o nosso novo modelo de subsídios a ter sucesso, participando ativamente de nossos projetos educacionais e humanitários.

que os rotarianos façam o bem ao maior número de pessoas possível

John Kenny Chair do Conselho de Curadores da Fundação Rotária

24

| OUTUBRO de 2014


Coluna do curador da Fundação Rotária

Os atributos de um bom projeto Antonio Hallage

São quatro os principais elementos que garantem o sucesso de um bom projeto: recursos, trabalho, fé e sonho

S

ão quatro os principais elementos que garantem o sucesso de um bom projeto: recursos, trabalho, fé e sonho. Os recursos são, por um lado, aqueles de natureza material, disponibilizados para a execução do projeto. Por outro lado, são os recursos humanos mobilizados para o planejamento, a realização e a conclusão do trabalho. Dentre os recursos humanos temos não só a Família Rotária como também a própria comunidade, que cada vez mais vem sendo envolvida na condução dos projetos para dar-lhes valor, se sentir conjuntamente responsável e entender que os resultados virão em seu próprio benefício. Os recursos materiais são principalmente os provenientes das contribuições generosas, colimadas por aportes de todas as regiões do mundo por intermédio da Fundação Rotária. Essas contribuições são necessárias para que o Rotary possa realizar seu propósito que, em última análise, é fazer o bem no mundo. São essas doações, feitas por intermédio da Fundação Rotária, que tornam visível o serviço prestado pelo Rotary International. São elas que permitem a nós, rotarianos, e às empresas que se juntam ao Rotary exercer nosso papel de responsabilidade social e solidariedade. O trabalho, feito com diligência, envolvendo o maior número possível de associados, deve permitir que se cumpram os prazos e objetivos previamente expressos no plano executivo e atender as necessidades prioritárias da comunidade a que se destina. Acreditar e ter fé são os outros elementos absolutamente necessários para alimentar a persistência e a completa execução dos projetos. Para explicar a conjugação desses elementos e neles encaixar a necessidade de ter-se um sonho, ilustro com uma história que li, enquanto me preparava para ministrar a primeira de uma série de sessões de treinamento a governadores eleitos em uma Assembleia Internacional. Como sempre, na cabeceira das camas nos quartos dos hotéis da rede Hilton havia um livreto sobre a vida de seu fundador, Conrad Hilton. A pequena biografia contava que ele tivera pais muito especiais que encaravam a vida de forma diferente. Seu pai era um trabalhador com T maiúsculo. Quando alguém se queixava de estar com alguma dificuldade, ele arrumava-lhe um trabalho, algo para a pessoa fazer e ser útil. Sua mãe era uma pessoa com muita fé. Não só orientava a família nas orações antes das refeições e no cumprimento dos preceitos religiosos mas também recomendava, quando alguém a procurava com algum problema, que a pessoa orasse com muita fé e entregasse a dificuldade nas mãos divinas. Conrad Hilton procurou passar esses ensinamentos a seus filhos. Um deles, a certa altura, o questionou: “Papai, conheço muita gente que trabalha e tem fé, mas mesmo assim não dá certo na vida. Acho que está faltando algo”. Pois bem, foi enquanto Conrad Hilton, na sala de espera, aguardava a inauguração de uma antiga aspiração e mais recente aquisição para a sua rede de hotéis, o famoso Waldorf Astoria, que ele entendeu o que faltava para o sucesso de um projeto: era preciso sonhar! Lembremos portanto desses atributos para a realização de um bom projeto, considerando sempre que as ações duram mais do que os fatos.

Para fazer comentários e sugestões sobre esta coluna, escreva para hallage@avalon.sul.com.br OUTUBRO de 2014|

25


C olunistas

Coluna dA associação brasileira da the rotary foundation (abtrf)

A era das empresas socialmente responsáveis Juscelino da Silva*

O mundo deu muitas voltas. Caíram barreiras, referências, mitos e muros. A história não coube em teorias. As teorias negaram suas promessas

D

iStockphoto

iz um provérbio oriental que “a marcha das mil léguas começa com o primeiro passo”. O primeiro passo foi dado. O caminho a percorrer poderá ser estafante, árduo e cheio de obstáculos, mas vencê-lo dependerá apenas de nossa vontade. Coisa de rotariano. Mercê da credibilidade marcante do Rotary, a nossa parceria com o mundo empresarial é um casamento perfeito. A ideia de que uma empresa é criada e desenvolvida única e exclusivamente para a obtenção de lucros é algo que tem sido abandonado por cada vez mais setores empresariais ao longo dos últimos anos. As empresas socialmente responsáveis asseguram a sustentabilidade dos negócios sincronizando as novas dinâmicas da sociedade e do mundo empresarial. Ser socialmente responsável não significa prestar um favor, uma vez que as empresas extraem da sociedade e do meio ambiente recursos para a sua produção. Valores mais complexos, como o bem-estar dos funcionários e da comunidade, são peças-chaves para estimular a organização a buscar ou manter a liderança. E aí o Rotary tem muito a ensinar. Como afirmou o cronista Rubem Braga: “A minha alma, qual antena sensibilíssima, está captando a dor de todo mundo, e me faz morrer de dores que não são minhas”. Essa é uma condição concreta de duas ou mais pessoas em que cada uma só se sente realizada na medida em que empenha o seu ser e o seu haver na promoção do outro ou dos outros. Nós rotarianos cremos que a terra, nos dando o alimento, deve ser usufruída por todos que dela necessitam. Cremos ainda que o Rotary, nossa casa, abriga todos aqueles que acreditam que Deus é a fonte da vida, que a alma é uma energia criadora, a terra é um bem comum, a concórdia é o respeito ao próximo, a liberdade é inata ao homem, a igualdade é um direito de todos, e que a fraternidade é abnegação e renúncia. O mundo deu muitas voltas. Caíram barreiras, referências, mitos e muros. A história não coube em teorias. As teorias negaram suas promessas. A modernidade produziu um mundo menor que a humanidade. A energia para criarmos um futuro diferente provavelmente encontra-se em nossa inserção internacional, sem preconceitos e medos. Uma energia que, entretanto, se opõe ao radicalismo irracional que menospreza a vida humana. A nossa ABTRF merece todos os aplausos! Nela estão evidenciados para a sociedade brasileira os ideais que congregam e fazem avançar socialmente companheiros e clubes. Com ela, tanto as pessoas físicas quanto as pessoas jurídicas têm a oportunidade de se congregar por meio das contribuições e dos programas específicos – o Empresa Cidadã e o Seguro Solidário. Assim, contribuímos para a paz social ao estabelecer linhas de ação neste sentido. Pois entre o ato de edificar e o ato de estabelecer há uma grande diferença. O que se edifica, pode-se arruinar; o que se estabelece, não pode deixar de permanecer! * O autor é governador 1992-93 do distrito 4560 e associado ao Rotary Club de Itaúna, MG.

A SS O C I A Ç Ã O B R A S I L E I R A D A

THE ROTARY FOUNDATION

Conheça o portal da ABTRF na internet: www.abtrf.org.br 26

| OUTUBRO de 2014


Coluna doS cOORDENADORES REGIONAIS DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA

Temos muitas razões para celebrar o Dia Mundial de Combate à Pólio

Celso Alves* Paulo Augusto Zanardi*

O Rotary é a única organização na Iniciativa Global de Erradicação da Pólio com membros em praticamente todos os países. Estamos em posição ideal para usar nossa voz em apoio

O

Plano Estratégico de Erradicação da Pólio prevê que o vírus da doença será vencido em todo o mundo no ano de 2018. Há muito para celebrarmos quanto ao progresso na luta contra a poliomielite. Em 1985, três tipos do vírus paralisavam crianças em mais de 125 países, mas conseguimos reduzir esta lista a apenas três deles: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. Em maio, a Organização Mundial de Saúde declarou o risco de alastramento internacional da pólio como sendo uma emergência para a saúde pública. Com a declaração, novamente enfatizada em agosto de 2014, foram definidas diretrizes para a imunização de viajantes que estão deixando os países que exportam o vírus e onde a pólio ainda é endêmica. O Rotary é a única organização na Iniciativa Global de Erradicação da Pólio com membros em praticamente todos os países. Estamos em posição ideal para usar nossa voz em apoio à erradicação. É essencial defendermos a causa, individual ou coletivamente, para garantir que o público externo e nossos governantes estejam cientes da oportunidade histórica de acabarmos com a pólio de uma vez por todas. Todos os rotarianos são convidados a participar da campanha End Polio Now (Elimine a Pólio Agora). Cada dólar que o Rotary se comprometer a doar para a erradicação (até o máximo de 35 milhões de dólares por ano) será equiparado em dobro pela Fundação Bill e Melinda Gates até 2018. A nossa arrecadação de fundos, aliada à difusão da causa junto aos governos mundiais, ajudará a assegurar os recursos financeiros necessários para o sucesso do plano de erradicação. Nossa missão também é informar rotarianos e não rotarianos sobre o nosso trabalho para acabar com a pólio, destacando o progresso alcançado e o que precisamos fazer para terminarmos esse trabalho – divulgando-o especialmente naqueles países que já estão livres da doença, onde a pólio é apenas uma memória distante. Em 24 de outubro celebramos o Dia Mundial de Combate à Pólio. Faça algo para difundir nossa luta.

à erradicação *Os autores são coordenadores regionais da Fundação Rotária para a Zona Rotária 22B e para as Zonas Rotárias 22A e 23A, respectivamente. Para fazer comentários e sugestões sobre esta coluna, escreva para celsogalves@gmail.com e zanardi4730@gmail.com

OUTUBRO de 2014|

27


C olunistas

Coluna dOS cOORDENADORES REGIONAIS DA imagem pÚblica

O Rotary no Brasil Ernoe Eger*

Vera Canto Bertagnoli*

Temos de ensinar os conceitos rotários na base, quando o ser humano está formando o que vai ser pelo resto

N

a Brasil Rotário de julho, encontramos dados muito impactantes sobre o Rotary no nosso país. Aquela edição da nossa revista informa, na página oito, que temos o quinto maior número de rotarianos no mundo: 56.192, em 2.396 clubes e 38 distritos. As mulheres já representam 22% do total de associados. Em 2012-13, fomos o nono maior contribuinte para a Fundação Rotária, somando 5.109.889 dólares, com forte participação da Associação Brasileira da The Rotary Foundation. Temos 12.098 rotaractianos, 20.677 interactianos e, anualmente, mais de 1.500 estudantes são hospedados por clubes locais ou viajam para outros países como participantes do Programa de Intercâmbio de Jovens. A Fundação de Rotarianos de São Paulo é o maior complexo educacional do Rotary no mundo. Propicia educação a mais de 6.000 estudantes em todos os níveis, desde a pré-escola até a pós-graduação, e oferece desenvolvimento profissional e cursos de extensão, além de participar de projetos de serviços comunitários. São dados que demonstram a pujança do Rotary em nosso país, mas podemos trabalhar ainda mais, principalmente com os jovens. Temos de ensinar os conceitos rotários na base, quando o ser humano está formando o que vai ser pelo resto de sua vida. Entre os conceitos que o Rotary ensina, podemos destacar: l A importância da alternância de poder, tão pouco praticada nos meios políticos e em várias sociedades e instituições. Com mandatos de um ano para a maioria absoluta dos cargos, o Rotary demonstra a riqueza e a eficácia desta limitação de tempo no poder; l O lema Dar de Si Antes de Pensar em Si, fundamento básico para sociedades que querem crescer com saúde; l A igualdade de direitos e deveres. No Rotary não temos títulos, somos todos iguais. Respeitamos todas as etnias, religiões, profissões, a ética e a moral. Usamos nossas profissões para servir à humanidade; l A importância do compartilhamento. Recorrendo a uma conhecida frase de Isaac Newton – “Se pude enxergar mais longe é porque estava sobre ombros de gigantes” –, lembramos que tudo o que sabemos nos foi ensinado por alguém, sejam nossos pais, professores, amigos, colegas, escritores, artistas ou mesmo as próprias circunstâncias de experiências vividas. A educação normalmente termina aí. Porém, seríamos muito egoístas se guardássemos todo esse acervo para nós mesmos. O Rotary nos ensina a compartilhar esses conhecimentos, a também “emprestarmos nossos ombros” para pessoas que não tiveram as oportunidades que tivemos. No trabalho de fortalecimento da imagem pública do Rotary, os clubes rotários deveriam ter em seu quadro associativo também um profissional de mídia e um educador. Vemos  na escola uma excelente oportunidade de ensinar os princípios rotários. De fato, a escola é um agente da imagem pública do Rotary.

de sua vida * Os autores são coordenadores regionais da Imagem Pública para as Zonas Rotárias 22A e 23A, e para a Zona 22B, respectivamente. Para fazer comentários e sugestões sobre esta coluna, escreva para ernoe@terra.com.br e vbertagnoli@hotmail.com

28

| OUTUBRO de 2014


Coluna doS cOORDENADORES REGIONAIS D0 ROTaRy

A classificação é a nossa maior marca Altimar Augusto Fernandes*

Antonio Henrique de Vasconcelos*

Ser rotariano não é garantia de 100% de credibilidade, mas acreditamos ser algo muito próximo disso

O

iStockphoto

Rotary tem como um dos seus maiores diferenciais a multiplicidade de profissões. Essa característica nos permite vivenciar vários mundos dentro do mundo do Rotary. No mês dedicado aos Serviços Profissionais, nos vem à mente a oportunidade de procurar líderes de nossas comunidades em diversas áreas de atuação. Em um dos seminários dos quais participamos, um presidente de clube sugeriu o Dia da Agenda, uma ideia que apreciamos bastante. Em que consistiria tal data? O protocolo ou secretário do clube, na reunião que antecederia ao Dia da Agenda, pediria a todos os companheiros que lessem suas agendas de contato. Na semana do Dia da Agenda, haveria perguntas do tipo: “Quem conhece um engenheiro mecânico? Ele tem perfil de rotariano? Seria bom para ele e para o Rotary tê-lo conosco?” Aquele que indicou o engenheiro mecânico preencheria a ficha de indicação para o secretário realizar o trâmite normal junto às comissões de classificação e admissão e, claro, na assembleia do clube. A diversidade de profissões remonta aos primeiros dias do Rotary. Remonta ao momento em que Paul Harris, advogado, com Silvester Schiele, comerciante de carvão, Hiram Shorey, alfaiate, e Gustavus Loehr, engenheiro de minas, criaram um clube de companheirismo que funcionava em sistema de rodízio, dando oportunidade a todos. A classificação é a maior marca do Rotary. Toda vez que um rotariano se apresenta, a classificação está junto ao seu nome e de seus respectivos clube e distrito. Sempre que tivermos uma dúvida em um dos programas estruturados do Rotary, bastará olharmos para o nosso lado, pois teremos um especialista ao alcance. Trata-se de outro ponto muito importante em um Rotary eficaz. Para os rotarianos do mundo todo, a vantagem de se ter um network por meio do Rotary é muito forte. Certa vez, um rotariano, representante de uma marca alemã, foi à matriz da empresa no Brasil para uma reunião com seu diretor local. Lá estando, ele viu passar o presidente mundial da marca, que parou e olhou fixamente para ele. O nosso amigo gelou. “Por que aquele olhar?”, pensou. Logo depois, ele recebeu o aviso de que o presidente queria lhe falar. Então, ao se aproximar, ouviu: “Companheiro, sou rotariano na Alemanha e gostaria de almoçar com você. Aceita?”. Imagine a oportunidade de conhecer o presidente mundial de uma marca que você representa em uma filial no Brasil... Ser rotariano não é garantia de 100% de credibilidade, mas acreditamos ser algo muito próximo disso. No último Conselho de Legislação, reunido em 2013, na cidade de Chicago, EUA, surgiu uma nova oportunidade para uma profissão que cuida do nosso maior patrimônio: nossa família e nosso lar. A profissão em questão é a das “donas de casa ou do lar”. Traga essas mulheres notáveis que têm muito a contribuir para a nossa organização.

* Os autores são coordenadores do Rotary para as Zonas Rotárias 22A e 23A, e para a Zona 22B, respectivamente. Para fazer comentários e sugestões sobre esta coluna, escreva para altimar@serraplace.com.br e rhvasconcelos@secrel.com.br

OUTUBRO de 2014|

29


C apa

Trabalhando juntos para Em setembro, 37º Instituto Rotary do Brasil reuniu nossas principais lideranças na cidade de Natal

Luiz Renato D. Coutinho e Nuno Virgílio Neto* l Fotos: Sergio Afonso l Arte: Armando Santos

N

o ano em que estamos fazendo o Rotary brilhar, nada mais apropriado do que escolher aquela que ficou conhecida como a Cidade do Sol para ser a capital do rotarismo brasileiro. Foi isso que aconteceu entre os dias 4 e 6 de setembro, quando a 30

| OUTUBRO de 2014

bela e ensolarada Natal, no Rio Grande do Norte, abriu os braços para receber os mais de 1.200 participantes da 37ª edição do Instituto Rotary do Brasil. Mais importante encontro anual do Rotary no país, o Instituto mais uma vez reuniu nossos ex e atuais dirigentes, como diretores,

coordenadores regionais e governadores distritais, além dos governadores eleitos e indicados, que participaram de seus respectivos seminários de treinamento nos dias que antecederam o evento. Convocado pela diretora e vice-presidente do Rotary International, Celia Giay,


brilharmos ainda mais

o Instituto levou a Natal o atual presidente do Rotary International, o taiwanês Gary C. K. Huang, e sua esposa, Corinna Yao. Também participaram do encontro o secretário-geral do Rotary International, John Hewko, e o presidente 1996-97, Luis Vicente Giay. A Fundação Rotária foi representada por

nosso diretor 2009-11 e atual curador, Antonio Hallage. Ao longo das sessões plenárias e dos grupos de discussão, foram debatidos os mais importantes assuntos do Rotary no Brasil e no mundo, com foco, como sempre, nas áreas de desenvolvimento do quadro associativo, Fundação

Rotária e imagem pública, assim como os preparativos para a próxima Convenção Internacional, que volta ao Brasil depois de 34 anos. Acompanhe esta cobertura produzida pela Brasil Rotário e conheça os destaques destes dias em que o Rotary trabalhou unido na cidade de Natal.  OUTUBRO de 2014|

31


C apa

Este é o ano do Brasil no Rotary Na noite de abertura, Gary Huang mobilizou brasileiros para que a Convenção de 2015 seja a melhor de todos os tempos

O

presidente Gary Huang bateu o sino rotário dando início à tradicional entrada das bandeiras: estes foram os primeiros movimentos do Instituto Rotary do Brasil, na noite de 4 de setembro, no Auditório Morton Mariz do Centro de Convenções de Natal. A coordenadora Tereza Neuma agradeceu à diretora Celia Giay pela confiança de levar o Instituto até o Rio Grande do Norte. “Se somarmos esforços, podemos fazer mais e melhor”, disse, elogiando seus companheiros na comissão organizadora, que contou com o trabalho de 70 voluntários, entre rotarianos, rotaractianos, interactianos e intercambistas.

“É com orgulho e alegria que Natal acolhe todos vocês”, declarou o prefeito Carlos Eduardo Alves em sua mensagem de boas-vindas, na qual destacou a vocação turística e o espírito hospitaleiro da capital potiguar. “Que a mensagem de integração e de ação conjunta do Rotary possa se fortalecer e se propagar cada vez mais entre as pessoas de todo planeta”. Em seguida, ele homenageou Gary Huang com uma comenda. À frente de seu segundo Instituto no Brasil (o primeiro foi em Foz do Iguaçu, no ano passado), Celia Giay disse que a presença de tantas autoridades do Rotary International num Instituto

As boas-vindas de Tereza Neuma

O prefeito Carlos Eduardo Alves

32

| OUTUBRO de 2014

do Brasil demonstra a importância do país no panorama rotário. E que isso será ainda mais ressaltado em junho no próximo ano, com a Convenção do Brasil: “O presidente Gary estará realizando um sonho se todos nós estivermos em São Paulo”. Celia falou sobre as oportunidades de atualização, troca de experiências e trabalho em conjunto oferecidas pelo encontro em Natal “para que possamos retornar às nossas comunidades e oferecer às pessoas necessitadas um pouco mais de dignidade”. O feixe de gravetos O esperado pronunciamento do presidente do Rotary International encerrou a sessão de abertura. Depois de mais de 30 horas de viagem até o Brasil, Gary saudou a plateia com uma empolgada saudação Ni hao, que quer dizer Como vai? em chinês. Ele explicou que aquele era o seu primeiro Instituto como presidente e o maior, pelo expressivo número de autoridades presentes e pelo fato de o Brasil ser o país que receberá o maior encontro do Rotary em 2015. “Preciso que vocês nos ajudem a fazer da Convenção de São Paulo a melhor de todos os tempos!”, disse. “Estou aqui para convidá-los


Mesa diretora da cerimônia de abertura: Tereza Neuma, coordenadora do Instituto (1ª esquerda); José Ubiracy, diretor eleito do Rotary International; John Hewko, secretário-geral do Rotary International; Luis Vicente Giay, presidente 1996-97 do Rotary International; o casal Corinna Yao e Gary C. K. Huang, presidente do Rotary International; a convocadora do Instituto, Celia Giay, vice-presidente e diretora do Rotary International; Carlos Eduardo Alves, prefeito de Natal; Antonio Hallage, curador da Fundação Rotária; José Alfredo Pretoni, chairman da Convenção Internacional de São Paulo; Mário Antonino, decano do Colégio Brasileiro de Diretores do Rotary International; Eduardo Mota, governador do distrito anfitrião 4500 pessoalmente a esse evento tão importante.” Ilustrando a importância da união e do trabalho conjunto no Rotary, Huang contou a fábula de um homem que reúne seus filhos e entrega a eles um feixe de gravetos, pedindo que tentem quebrá-lo. Como não conseguem, o homem desmonta o feixe e entrega um graveto a cada filho, pedindo que eles tentem parti-los, o que fazem com facilidade. “E então o homem disse aos seus filhos: ‘Se vocês permanecerem juntos, ninguém conseguirá quebrá-los. Mas se estiverem desunidos, será fácil quebrá-los como foi com aqueles gravetos’”. “No Rotary nós fazemos muito mais quando trabalhamos unidos”, completou. Gary Huang disse ainda que a escolha de seu lema como presidente (Faça o Rotary Brilhar) é um convite

Corinna Yao, o presidente Gary C. K. Huang e a vice-presidente Celia Giay à mobilização de cada pessoa diante dos problemas do mundo e contou que aposta na admissão das famílias dos rotarianos como um caminho para desenvolvermos o quadro associativo. Ele citou o exemplo de Corinna que, depois de acompanhá-lo no Rotary durante 37 anos, passou

a fazer parte de um Rotary Club em 2013 – assim como os filhos do casal. Encerrando a noite, houve a apresentação de um grupo de trombonistas da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, executando clássicos da canção brasileira, como Aquarela do Brasil e Carinhoso.

A plateia que lotou o Auditório Morton Mariz

OUTUBRO de 2014|

33


C apa

Uma plenária especial no dia 5 Doação ao Polio Plus e painel inédito para as Casas da Amizade

O

s trabalhos recomeçaram às 9h de sexta-feira, 5 de setembro, no Auditório Lavoisier Maia. Celia Giay fez uma saudação especial ao Colégio de Diretores Brasileiros do Rotary International e ao veterano Eudes de Souza Leão Pinto, governador 1976-77 do distrito 4500, presente a todas as sessões de trabalho em Natal. Em seguida, foi a vez de Tereza Neuma e o marido, Afonso, homenagearem os governadores de distritos do Brasil falecidos desde o Instituto de Foz do Iguaçu, em 2013. O primeiro palestrante do dia foi Carlos Jerônimo da Silva Gueiros, que falou sobre o Comitê Interpaíses dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CIP-Plop), que estimula a realização de projetos humanitários entre as nações que falam o idioma. A iniciativa já levou à criação de uma parceria para a capacitação de médicos de Angola e Cabo Verde em hospitais e faculdades de São Paulo. Gueiros ainda chamou à tribuna Nadir Zacarias, que o substituirá a partir deste ano no cargo de coordenador da CIP-Plop, e o ex-governador distrital Antônio João Bittencourt, de Moçambique, que apresentou algumas ações levadas a

cabo no país africano com a ajuda do Comitê. Presidente e editor da Brasil Rotário, Ricardo VLM Gondim fez uma apresentação sobre a revista, destacando o lançamento no Instituto do livro 1936: O ano em que o Brasil conheceu Paul Percy Harris. Editado pela Cooperativa Editora Brasil Rotário e traduzido pelo governador 2010-11 do distrito 4670, Eduardo Muniz Werneck, a obra traz os relatos de viagem do fundador do Rotary à América do Sul em 1936 (mais informações podem ser encontradas no anúncio que está publicado na página 9 desta edição). Finanças e crescimento “Apesar de nossa boa situação financeira, temos alguns desafios para o futuro”, afirmou José Luiz Fonseca ao apresentar o relatório de finanças do Rotary International. Ele explicou que em 2015 a per capita anual do Rotary International será reajustada para 54 dólares, com aumento de um dólar por ano até 2017. Os reajustes procuram evitar que as despesas operacionais do Rotary sejam maiores que as receitas, comprometendo a qualidade dos serviços oferecidos aos rotarianos, sendo

fundamental que o quadro associativo cresça em todo o mundo nos próximos anos para que haja um equilíbrio nessas contas. Presidente da Associação Brasileira da The Rotary Foundation (ABTRF), o diretor 1999-01 do Rotary International, Hipólito Ferreira, fez uma análise sobre o crescimento da associação desde que foi criada, há 10 anos, e o quanto isso amplia a capacidade de prestação de serviços dos nossos clubes e distritos. Hipólito mostrou que os distritos que mais contribuíram com a ABTRF nos últimos anos foram justamente aqueles que mais ganharam associados, enquanto os que menos contribuíram foram os que mais perderam. Um caso de sucesso no crescimento do quadro associativo foi apresentado por César Luis Scherer, governador 2009-10 do 4640, distrito que fundou 20 Rotary Clubs em quatro anos. Isso é resultado de um plano permanente baseado na análise dos dados demográficos dos municípios compreendidos pelo distrito, especialmente aqueles que ainda não têm clubes. Com base nessas estatísticas, são estabelecidas metas diferenciadas para cada clube, acompanhadas pela governadoria por

Gueiros: cooperação interpaíses

Gondim: livro sobre Paul Harris

Fonseca e as finanças do Rotary

34

| OUTUBRO de 2014


meio de relatórios trimestrais de checagem. O 4640 é hoje o maior distrito rotário do Hemisfério Sul, com 102 clubes, 2.722 rotarianos e a média de um rotariano para cada 840 pessoas que vivem em sua área. Fazendo história Coordenadora nacional das Casas da Amizade para o biênio 2014-16, Sônia Regina Garcia Melo protagonizou um momento histórico: ela fez a primeira apresentação sobre as Associações de Senhoras de Rotarianos na plenária de um Instituto Rotary do Brasil. Sônia agradeceu Celia Giay pela oportunidade e prestou um tributo às pioneiras das Casas da Amizade no país – a primeira delas foi criada em 1938 na cidade de Bauru, SP, como mostrou a reportagem de capa da Brasil Rotário de outubro de 2013. Ressaltando a parceria das Casas da Amizade com o Rotary (“Tornou-se uma prática doarmos à Fundação Rotária os recursos arrecadados em nossos eventos”), ela fez um apelo à integração dos clubes com as entidades femininas. Leia na página 42 desta edição a matéria sobre o 25º Encontro Nacional da Amizade, realizado em Gramado no mês de agosto. Com a ausência do curador Noel Bajat, impedido de vir ao Brasil por problemas de saúde, a palestra sobre a Fundação Rotária ficou a cargo do curador Antonio Hallage. Argumen-

Hallage, Huang e os coordenadores da Fundação Rotária, Celso Alves e Paulo Zanardi: doação de 1 milhão de dólares dos brasileiros para o Polio Plus tando que a melhor ferramenta de divulgação do Rotary ainda são as suas iniciativas de serviço (“Nossos projetos devem ser a marca da nossa ação e nossa vitrine de imagem pública”), Hallage disse que precisamos diminuir a distância entre os clubes e as comunidades onde eles estão inseridos, abrir espaços para as novas gerações e intensificar o combate às injustiças sociais. Durante sua apresentação, o presidente Gary Huang recebeu um cheque representando a doação feita por distritos brasileiros ao Programa Polio Plus. Somado às contrapartidas da Fundação Rotária e da Fundação Bill e Melinda Gates, o valor chegou a 1 milhão de dólares. A palavra de Gary Encerrando a plenária, Gary Huang

agradeceu a doação e falou sobre a importância do Rotary concluir a erradicação mundial da pólio, iniciada há 25 anos. Ele pediu aos rotarianos que agendem para este ano rotário a comemoração de um Dia do Rotary, mostrando a suas comunidades o trabalho dos seus clubes. Assim as pessoas ficarão conhecendo o quanto os rotarianos fazem para, juntos, melhorarem as condições de vida em milhares de lugares. “As pessoas dizem que os problemas do mundo são muitos e que elas não podem resolvê-los – e aí ficam sentadas e nada é feito”, disse. “Uma jornada de mil milhas começa com um pequeno passo.” À tarde, os trabalhos foram retomados com a realização de 10 grupos de discussão, cujos relatórios foram apresentados na plenária de sábado.

Scherer e o crescimento do 4640

As Casas da Amizade por Sônia Regina

 Hipólito falou sobre a ABTRF

OUTUBRO de 2014|

35


C apa

Reforçando as ênfases do Rotary Ética, combate à pólio e expansão foram alguns dos destaques

A

o iniciar a manhã de trabalhos do sábado, 6 de setembro, último dia do Instituto, a diretora Celia Giay fez uma surpresa a Taketoshi Higushi, que se encontrava na plateia. Ela pediu a todos uma salva de palmas para esse ex-governador distrital que compareceu a todos os Institutos Rotary do Brasil, desde o primeiro, em 1978. A seguir, foi a vez de o público saudar o decano do Colégio de Governadores do distrito 4610, Eduardo de Barros Pimentel, chanceler das Faculdades Integradas Rio Branco. Na sequência, os representantes dos 10 grupos de trabalho do Instituto apresentaram seus relatos. Assim, foram à tribuna os ex-diretores José Alfredo Pretoni, Hipólito Sérgio Ferreira, Themístocles Américo de Caldas Pinho, Gerson Gonçalves, Antonio Hallage (atual curador da Fundação Rotária), José Antonio Figueiredo Antiório, Luis Coelho de Oliveira, o ex-diretor argentino Carlos Henrique Speroni, o diretor eleito José Ubiracy da Silva e o ex-governador distrital Marcelo Haick. José Ubiracy também apresentou o Catálogo geral dos governadores 2014. O ex-governador distrital Sergio Levy cativou a plateia ao discursar sobre a defesa da ética. “É uma missão do Rotary desde os seus primórdios”, contou. Levy destacou que o nome do seu painel, Ética, um princípio que não pode ter fim, é um lema criado pelo publicitário e rotariano Aroldo Araújo, e difundido com o apoio do ex-governador do distrito 4570 Carlos Henrique Fróes – ex-presidente e ex-editor da Brasil Rotário. “Entre os Objetivos do Milênio da ONU não poderia faltar o combate à corrupção”, defendeu.

36

| OUTUBRO de 2014

O jornalista Cassiano Arruda Câmara ficou com o painel O papel da imprensa livre. Ele considerou que a liberdade de expressão é um direito da sociedade e não apenas um meio de fortalecer a imprensa. Convenção no Brasil Já o diretor José Alfredo Pretoni falou sobre a Convenção do Rotary International de 2015, da qual é o chairman. “A convenção é de vocês, é do Brasil. Muitos já conhecem São

Paulo, mas irão conhecer a cidade com a característica de sede de um encontro internacional do Rotary”, disse. Na empreitada de divulgação do evento, Pretoni lembrou os empenhos de Eduardo de Barros Pimentel e do presidente da Fundação de Rotarianos de São Paulo, Nahid Chicani. “Eu também gostaria de acrescentar os governadores distritais passados, presentes e futuros na importante tarefa de divulgar a convenção”, concluiu.

Ubiracy apresenta seu relatório

Sérgio Levy fala sobre ética

Cassiano e a imprensa livre

Pretoni e a Convenção do Brasil


John Hewko, secretário-geral do Rotary, foi responsável por outro ponto alto do dia. “Quanto mais conheço o Rotary, mais maravilhado fico em participar dessa organização”, declarou. Hewko ainda elogiou o Escritório do Rotary International em São Paulo, cujo trabalho considerou excelente.

Hewko e os jovens no Rotary Sobre a meta de erradicação global da poliomielite, o secretário-geral mostrou confiança e conclamou os rotarianos a manterem a dedicação à causa. Dirigindo-se a Luis Vicente Giay, Hewko agradeceu o impulso que o ex-presidente do Rotary deu ao Plano Visão de Futuro.

Giay: a fé estimula as ações

O último ponto abordado pelo secretário-geral foi o desenvolvimento do quadro associativo. “Para atrairmos os jovens precisamos oferecer o que eles querem, prestando atenção na forma como eles vivem, pensam e operam de fato, e não oferecendo o que achamos que eles querem ou deveriam querer”, explicou. Para Hewko, além dos jovens, os recémaposentados são uma importante aquisição para o Rotary. Luis Vicente Giay, por sua vez, foi responsável pelo tema Para onde vamos. Ele comentou o crescimento econômico da África com os auxílios Pinho anuncia o Instituto no Rio do Brasil, China, Rússia e Índia, e o “Em nome da Fundação Rotária e de papel da fé nas iniciativas sociais. Coube a Themístocles Pinho um todas as crianças beneficiadas, eu digo momento de descontração que conta- muito obrigado”. Por fim, contou que giou o auditório. O diretor 2007-09 e este era o seu primeiro Instituto como chairman do Instituto Rotary do Brasil presidente do Rotary e o considerava de 2015 convocou todos a participa- inesquecível. “Lembrarei dele quando rem do próximo encontro nacional, no estiver nos próximos”, disse. Celia Giay retomou a palavra, Rio de Janeiro. Rotarianos do distrito 4570 e 4750 subiram ao palco ao som agradeceu os líderes rotários e inide sambas e exibição de imagens da Ci- ciou a última sessão do Instituto, de dade Maravilhosa, enquanto o diretor reconhecimentos, que registraremos eleito e convocador do encontro, José nas duas próximas páginas. Ubiracy, fazia coro ao convite, prometendo um grande evento. O presidente Gary Huang trouxe sua mensagem de despedida. Elogiando o Instituto, parabenizou a equipe organizadora e a chairman do evento, Tereza Neuma. E anunciou: “Os meus governadores Best Class prometeram promover a Convenção Internacional de 2015, no Brasil”. Gary Huang também se referiu à contribuição brasileira de 1 milhão de dólares para o combate à pólio: Huang e Celia celebram o êxito do Instituto OUTUBRO de 2014|

37


C apa Premiar também é importante

C

omo já é tradição, os Institutos Rotary premiam os distritos que no período rotário anterior se destacaram em uma das três linhas mestras da nossa organização – Fundação Rotária, Desenvolvimento do Quadro Associativo e Imagem Pública. n Em

relação à Fundação Rotária, realizaram-se dois tipos de avaliação. No quesito maior contribuição em termos absolutos, o distrito 4420, com o valor de 630.623 dólares, sob a liderança de José Joaquim do Amaral Ferreira (foto 1), obteve o primeiro lugar. O segundo lugar ficou com o distrito 4430, com o valor de 287.359 dólares – o ex-governador Antônio José da Costa foi representado por Helio Nelson Fernandes (foto 2). Já o terceiro lugar foi ocupado pelo distrito 4470, com 233.755 dólares, sob a liderança de José Lotfi Corrêa – ele foi representado pelo ex-governador Taketoshi Higuchi (foto 3).

1

3

2

Expandindo nossa organização 7

38

Em Natal, o distrito 8 4500 conquistou três troféus Paulo Viriato Corrêa da Costa na área de desenvolvimento do quadro associativo. O distrito nordestino apresentou o maior crescimento brasileiro no número de clubes e o maior crescimento no número de associados durante o período 2013-14, na gestão de Alexandre de Andrade Inojosa (foto 7). O terceiro troféu coube ao Rotary Club de Natal-Reis Magos, RN (distrito 4500). Para recebê-lo foi chamado Onofre Lopes Junior, presidente 2013-14 da Comissão de Desenvolvimento do Quadro Associativo do clube (foto 8). n

| OUTUBRO de 2014


4 5

No quesito maior crescimento percentual em doações, o distrito 4720 conquistou o primeiro lugar, com incremento de 237%, liderado por João Roberto Dias de Oliveira – representou-o o atual governador do distrito, Carlson Uchôa Pinto (foto 4). Em segundo lugar, com 154%, destacou-se o distrito 4580, sob liderança de Ângela Maria Silva Rezende (foto 5). O terceiro lugar ficou com o distrito 4490, liderado por Dejarino Costa dos Santos (foto 6), com crescimento de 118% .

6

Irradiando nossa imagem pública 9

10

n Na área de imagem pública, dois foram os reconhecimentos. O governador 2013-14 do distrito 4590, Marco Antônio Ginciene, recebeu diploma de campeão de inserções de fotos no Maior Comercial do Mundo (foto 9). Outro agraciado foi o ex-governador do distrito 4620 Wellington Noboru Hoshino pelos seis anos de trabalho de fortalecimento da imagem pública do Rotary – Wellington foi representado pelo ex-governador Luiz Antônio Machado Werneck (foto 10).

OUTUBRO de 2014|

 39


C apa Com vocês, nossos futuros governadores

C

omo todos os anos, um conjunto de instruções para as futuras lideranças distritais antecedeu o Instituto. Conhecido como Pré-Instituto, ele se divide em dois ciclos: o Seminário de Treinamento dos Governadores Eleitos (Gets) – neste caso, período 2015-16 – e Seminário de Treinamento para os Governadores Indicados (Gits) – período 2016-17. O Pré-Instituto de Natal ocorreu de 31 de agosto a 3 de setembro e abordou ênfases, perspectivas e informações administrativas rotárias. O Gets, especificamente, é um preparativo para o treinamento definitivo, que se dará de 18 a 24 de janeiro durante a Assembleia Internacional, em San Diego, EUA.

Os governadores eleitos para o período 2015-16 posam com a diretora Celia Giay (ao centro)

Os governadores indicados 2016-17 e seus cônjuges são prestigiados pela diretora Celia Giay e pelo ex-presidente do Rotary International Luis Vicente Giay. O casal (ao centro) está ladeado pelo chairman do Pré-Instituto, José Luiz Fonseca (à esquerda da diretora), e pelo co-chairman Gedson Junqueira Bersanete

40

| OUTUBRO de 2014


A Abrol reúne-se no Instituto Na manhã do dia 4 de setembro, no encontro de Natal, a Academia Brasileira Rotária de Letras (Abrol) deu posse aos seguintes acadêmicos: Antonio Hallage, curador da Fundação Rotária, Eduardo de Barros Pimentel, decano do Colégio de Governadores do distrito 4610, e Hipólito Sérgio Ferreira, diretor 1999-01 do Rotary. Fundada em 23 de fevereiro de 2011 com objetivos, entre outros, de valorizar o idioma português e estimular a produção de literatura rotária, a Abrol é presidida pelo ex-governador distrital Carlos Henrique de Carvalho Fróes, ex-presidente e ex-editor da Brasil Rotário.

n

Gary Huang concede entrevista n Também na manhã do dia 4, o presidente do Rotary, Gary

Huang, concedeu uma entrevista coletiva à imprensa. Gary falou principalmente sobre a próxima Convenção do Rotary International, em São Paulo, tendo ao lado a diretora Celia Giay e o ex-diretor e chairman do evento mundial, José Alfredo Pretoni. “A Convenção de 2015 será uma oportunidade única para os rotarianos brasileiros sentirem a internacionalidade do Rotary”, disse Gary Huang. “Os rotarianos do Brasil são muito calorosos, muito atuantes. E nós escolhemos o Brasil para mostrarmos ao mundo que este não é só o país da Copa, das Olimpíadas; é também o país dos serviços internacionais”, explicou. Para o presidente, o evento também permitirá atrair mais pessoas para a organização.

Livro de Paul Harris é lançado Instituto de Natal foi lançado 1936 – O ano em que o Brasil conheceu Paul Percy Harris, da Editora Brasil Rotário. O livro relata em primeira pessoa as impressões e reflexões do fundador do Rotary ao descobrir a América Latina, sua riqueza cultural e seu povo, em uma viagem de meses pela região. Eduardo Muniz Werneck, o governador 2010-11 do distrito 4670 e um especialista na vida de Paul Harris, foi responsável por esta primeira tradução para a língua portuguesa, enriquecida com fotos históricas e notas explicativas. Ao lado, Werneck autografa e entrega um exemplar de 1936 ao presidente Gary Huang no Aeroporto Internacional de Natal.

n No

* Os autores são jornalistas da Brasil Rotário.

BR

OUTUBRO de 2014|

41


C asas da Amizade

Encontro Nacional reúne 1.200 participantes em Gramado A programação do evento incluiu palestras, premiação e jantar baile

C

erca de 1.200 pessoas, entre associadas e rotarianos, estiveram em Gramado, no Rio Grande do Sul, de 14 a 16 de agosto, para participar do 25º Encontro Nacional da Amizade. O evento, que promove a integração das Associações de Senhoras de Rotarianos de todo o país, foi marcado por clima descontraído, momentos de emoção e troca de experiências. As plenárias apresentaram casos de êxito das entidades e os palestrantes motivaram o público, formado, em sua maioria, por mulheres. A coordenadora nacional das Casas da Amizade 2012-14, Ester Trentini, enfatizou o trabalho das mulheres das associações e comemorou as realizações de sua gestão. “Foi um biênio magnífico de êxito e sucesso. Superamos todas as nossas dificuldades com muita fé”, destacou Ester, que passou o cargo a Sônia Regina Garcia Melo para o período 2014-16. A palestra da diretora e vicepresidente do Rotary International, Celia Giay, foi a mais esperada. Celia abordou o tema Mãos que se unem para integrar e fortalecer o servir e destacou quatro missões fundamentais das mulheres integrantes das Casas da Amizade: “Viver, amar, empreender e deixar legado daquilo que fazemos”, afirmou. Para reforçar o trabalho conjunto do Rotary e da Casa da Amizade, o governador distrital Alceu Eberhardt e a coordenadora distrital Amarilza de Oliveira explanaram sobre essa parceria, que tem como objetivo atender às necessidades da comunidade com união.

42

| OUTUBRO de 2014

Fotos: Laura Gallas

Um jantar baile à fantasia encerrou o 25º Encontro Nacional da Amizade Motivação Os participantes tiveram oportunidade de assistir também às apresentações do consultor da Pharol RH Luiz Antônio Silva, que falou sobre inteligência emocional na liderança feminina; da fundadora da ONG Parceiros Voluntários, Maria Elena Johannpeter, que discorreu sobre o sucesso de uma boa parceria; e do professor Jorge Neiman, indicado ao Guinness World Records, o livro dos recordes, por ter escrito o maior texto positivo do mundo no livro A arte de viver em paz. “Mulheres verdadeiras transformam o mundo, pois pensam em tudo e em todos”, afirmou Neiman em sua palestra. O poder que as mulheres possuem na sociedade também foi ressaltado pela coordenadora do encontro, Claudete Mallmann, que falou nos discursos finais. “A energia que enviamos para o mundo se torna realidade, esse é o nosso papel”, ela destacou. Um jantar baile à fantasia com o tema cinema encerrou o 25º Encontro

Ester Trentini, coordenadora nacional das Casas da Amizade 2012-14, passou o cargo a Sônia Regina Garcia Melo para o biênio 2014-16 Nacional da Amizade. A festa, no centro de eventos da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, incluiu homenagens e premiação. A próxima edição do Encontro Nacional da Amizade já está confirmada: será em 2016 no Mato Grosso do Sul. (Agradecimento: assessoria de imprensa do Encontro Nacional da Amizade.) BR


Como faço para enviar notícias e artigos à revista? A melhor maneira de divulgar o Rotary é mostrar às pessoas o que nossa organização faz por meio da prática do seu Ideal de Servir. Por isso, a Brasil Rotário prioriza as notícias sobre projetos – realizados – dos nossos clubes voltados à melhoria das nossas comunidades. Dessa maneira, oferecemos aos leitores um banco de projetos que podem ser replicados país afora.

Informações indispensáveis

Para ver uma ação de seu clube ou distrito publicada na revista, é preciso que você nos envie alguns detalhes preciosos: l O nome completo do seu Rotary Club e o distrito ao qual ele pertence. l A data e o local em que foram realizadas as ações. l Um breve relato do projeto, explicando sua importância e seu alcance junto à comunidade. l Os nomes dos parceiros do projeto no Brasil e no exterior. l Os nomes e sobrenomes das pessoas envolvidas diretamente nas ações relatadas. Mas, lembramos, o foco da notícia será sempre nas ações realizadas e não nas pessoas.

Capriche nas fotos

Como é feita a seleção

n Tradicionalmente, a Brasil Rotário publica apenas ações e projetos já concluídos. n A revista somente noticia as visitas dos governadores e demais lideranças rotárias aos clubes quando estas estão vinculadas a ações e projetos realizados. As visitas, por si só, são um procedimento rotineiro durante todo o mandato do governador – e não seria justo publicarmos algumas delas e deixarmos todas as outras de fora. n Da mesma forma, não poderíamos publicar a posse de alguns rotarianos esquecendo tantos outros. E publicar todas as posses – o Brasil tem quase 2.400 clubes – seria inviável. n Por fim, lembramos que, por motivos técnicos, não extraímos notícias de links sugeridos e de boletins e cartas mensais, mesmo em sua versão eletrônica.

As imagens enviadas precisam ter uma boa qualidade para serem aproveitadas na revista. Alguns procedimentos simples podem garantir o sucesso neste sentido: l Selecione a opção alta resolução de sua câmera. l Fotos tremidas e com pouca luminosidade não podem ser aproveitadas. l Não cole as imagens no corpo da mensagem do e-mail ou em documento de Word. l Envie sua imagem sempre como anexo a um e-mail. l Pedimos que os anexos de cada e-mail não superem, no total, 2 MB.

Artigos

Envie seu material para o e-mail redacao@brasilrotario.com.br

Confirmamos o recebimento de todas as mensagens enviadas à Redação com material destinado à publicação. Portanto, se você não receber essa confirmação é porque seu e-mail não chegou até nós. Reenvie-o ou nos telefone para saber o que está ocorrendo. Nosso número é 21-2506-5614.

BRASIL

ROTARIO A REVISTA REGIONAL DO ROTARY NO BRASIL

OUTUBRO 2014 ANO 89 Nº 1108

VAMOS TODOS À CONVENÇÃO DO BRASIL! Neste número, formulários de inscrição.

Envie, sem compromisso, o seu artigo para a nossa Redação. Ele será avaliado e poderá ser aproveitado nas páginas da revista ou no seu site. Mas, lembre-se: ao colaborar com um texto, dê preferência a temas atuais e sempre o relacionando ao papel do Rotary. Caso você escolha um assunto já bastante consagrado, como Prova Quádrupla ou vida de Paul Harris, por exemplo, utilize uma abordagem original.

Confirmação de envio

Para saber mais

Visite a seção Multimídia do site da revista e, na área de Downloads, baixe o arquivo PDF com o Guia rápido do leitor. Nele você encontra informações completas sobre a rotina de trabalho da Redação e também dos setores de Cobrança e Expedição.

O endereço do nosso portal é www.brasilrotario.com.br

INSTITUTO ROTARY DO BRASIL

Lideranças trabalharam unidas na cidade de Natal

Gary C.K. Huang, presidente do Rotary International, e a vicepresidente, diretora e convocadora do encontro, Celia Giay

ROTARIO

www.brasilrotario.com.br

pag 1.indd 30

brasil

18/9/2014 10:59:54

Servindo por meio da comunicação.


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta

Rotary em Ação

O

que podemos fazer para transformar o mundo? Os rotarianos acreditam que é preciso Dar de Si Antes de Pensar em Si. Nos cerca de 2.400 Rotary Clubs existentes em todo o Brasil, assim como nos clubes de Rotaract, Interact e nas Casas da Amizade, você encontrará homens e mulheres prestando serviços voluntários para melhorar as condições de vida em nossas comunidades. Nas páginas deste suplemento, nós mostramos um pouco desses projetos, que poderão inspirar você, leitor, a copiá-los em seu clube – ou fazer com que você, que ainda não faz parte da Família Rotária, encontre bons motivos para estar ao nosso lado e associar-se. A título de estímulo, e sem que isso signifique apoio oficial ou financiamento por parte da Fundação Rotária, a revista atribui os símbolos abaixo a algumas dessas iniciativas. Eles identificam os projetos que desenvolvem algumas das seis áreas de enfoque do Rotary e da Fundação Rotária.

Paz e prevenção e resolução de conflitos

Saúde materno-infantil

44

Prevenção e tratamento de doenças

Recursos hídricos e saneamento

Educação básica e alfabetização

Desenvolvimento econômico e comunitário

l

Clubes e distritos em revista ................................................... página

45

l

Casas da Amizade . ................................................................. página

62

l

Interact e Rotaract .................................................................. página

64

| OUTUBRO de 2014

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


CLUBES E distritos em revista

Crianças a bordo com conforto Clube do Centro-Oeste doa ônibus para entidade que cuida de crianças soropositivas Parceria com clube do Alasca, que entregou um cheque de 7.000 dólares, foi passo importante da campanha

O Lar das Crianças Vivendo com HIV e Aids, localizado em Campo Grande, MS, havia anos contava com um micro-ônibus que frequentemente enguiçava. Se não bastasse, para o transporte de todas as crianças da entidade, criada e mantida pela Associação Franciscana Angelinas (Afrangel), eram necessárias três viagens, uma vez que o veículo era pequeno. Diante dessa situação, o Rotary Club de Campo Grande, MS (distrito 4470), resolveu agir e, em meados de 2011, iniciou uma campanha de levantamento de fundos para a compra de um ônibus de grande porte. O clube passou a organizar bacalhoadas, churrascos e festas por adesão, e estabeleceu uma parceria com os supermercados Comper. A rede incluiu a Afrangel entre as entidades beneficiadas pelo seu projeto Troco Solidário, que consiste na arrecadação de moedas doadas por clientes no ato de compra. Outro passo importante na campanha se deu quando o clube sul-mato-grossense emparceirou-se com uma unidade rotária do Alasca, EUA. Como resultado, o Rotary Club de Anchorage doou 7.000 dólares. Depois de três anos, e graças a uma receita de 300

mil reais, o ônibus foi finalmente comprado. A entrega ocorreu durante as festividades de Páscoa deste ano na Afrangel, celebrada pelo arcebispo de Campo Grande, dom Dimas Lara Barbosa. Na oportunidade, a garotada ainda ganhou ovos de chocolate e dom Dimas abençoou o novo veículo. “Não tenho palavras para agradeceu o Rotary, que frequentemente nos ajuda. Sempre nos lembramos dos rotarianos em nossas orações”, declarou a irmã Madalena, diretora da Afrangel. Unindo forças na Festa das Nações

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

Irmã Madalena: “O Rotary frequentemente nos ajuda” OUTUBRO de 2014|

45


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4310

O Rotary Club de Pardinho, SP, organizou uma campanha de doação de sangue e cadastramento de doares de medula óssea em parceria com a prefeitura da cidade e o Hemocentro do Hospital das Clínicas de Botucatu.

O Rotary Club de Sumaré-Ação, SP, plantou uma muda de cerejeira junto ao marco rotário da cidade. A iniciativa foi prestigiada pela governadora do distrito, Michiko Sakate (foto).

Distrito 4410 O Rotary Club de Marataízes, ES, realizou em junho o 15º Festival de Caldos para financiar a aquisição de mais unidades para o seu banco de Cadeiras de Rodas.

O Rotary Club de Nova Venécia, ES, promoveu uma tarde festiva com direito a música ao vivo para os residentes da Casa do Vovô Agustinho Baptista Vellozo. Por ocasião da visita, os rotarianos doaram fraldas geriátricas e ofereceram lanches.

O Rotary Club de Vitória, ES, arrecadou mais de 300 medicamentos junto a laboratórios e, em abril, os doou à farmácia da Catedral Metropolitana da cidade.

46

| OUTUBRO de 2014

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Distrito 4420

O Rotary Club de São Bernardo do Campo, SP, participou de uma campanha de arrecadação de alimentos e brinquedos para a Associação São Luiz, instituição de amparo a crianças. Por ocasião da entrega, em agosto, foi montado um espetáculo infantil para a meninada.

O Rotary Club de Santos, SP, iniciou este ano rotário com uma inovação: para facilitar o acesso a informações importantes para os associados, lançou um aplicativo do clube para iPhone, Android, Windows Mobile e Firefox.

Em 20 de julho, o Rotary Club de Santos-Vila Belmiro, SP, realizou a 5ª Festa da Tainha, em prol da Cruzada das Senhoras Católicas, creche que ajuda a administrar.

Mais de 120 pessoas prestigiaram a Feijoada Brilhante 2014, que o Rotary Club de São Caetano do Sul, SP, promoveu em julho nas dependências da Casa da Amizade local, com renda destinada aos projetos do clube.

Com a parceria do Rotary Club de São Caetano do Sul-Leste e apoio do Rotaract Club de Santos-Oeste, os 17 músicos deficientes visuais e videntes do Música Transformando Vidas, projeto permanente do Rotary Club de Santos-Oeste, SP, levaram seu repertório eclético ao 22º Recital da Associação Aichi do Brasil, na cidade de São Paulo, em agosto.

Distrito 4430 O Rotary Club de São Paulo-Itaquera, SP, doou cem quilos de carne para espetinhos e brinquedos para a festa julina que a Associação Cristã de Moços realizou em prol do Centro de Desenvolvimento Comunitário.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

47


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4430 Com o projeto Adesão Revertida 201415, o Rotary Club de São PauloJardim São Paulo, SP, utilizou recursos arrecadados por ocasião da posse de sua diretoria para comprar cobertores para a comunidade atendida pela paróquia Santa Joana D’Arc, em São Paulo.

Distrito 4440

Distrito 4470

Em julho, o Rotary Club de Sinop-Tarumã, MT, participou do projeto Multiação, que leva serviços gratuitos à população. Na barraca Faça o Rotary Brilhar, os associados ofereceram orientação vocacional.

Em parceria com a Federação Matogrossense de Futebol, os Rotary Clubs de CuiabáCPA e Cuiabá-Bandeirantes, MT, junto com interactianos e rotaractianos, estiveram em agosto na Arena Pantanal para divulgar a imagem pública do Rotary.

48

| OUTUBRO de 2014

Com o intuito de motivar empresários da cidade e suas respectivas equipes, o rotariano Evaldo da Fonseca proferiu uma palestra no Rotary Club de Rio Brilhante, MS, em 17 de julho.

Visando se capacitar para servir ainda melhor à comunidade, associados ao Rotary Club de Três Lagoas, MS, dedicaram um sábado de julho a aprender como ser brigadistas com o 5º Grupamento de Bombeiros da cidade.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Distrito 4470

Para comemorar seus sete anos de fundação, o Rotary Club de Naviraí-Integração, MS, doou bolas de pilates e colchonetes, entre outros materiais, para o projeto Cegonha do Hospital Municipal de Naviraí.

Todo primeiro sábado do mês, os associados ao Rotary Club de Costa Rica, MS, se encontram em frente a um supermercado da cidade com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis para famílias carentes.

Distrito 4480

Os associados ao Rotary Club de São José do Rio Preto-Jardins, SP, trabalharam na barraca francesa durante a Festa das Nações, ação beneficente em apoio ao Serviço São Judas.

O Rotary Club de Barra Bonita, SP, e a Casa da Amizade entregaram ao Lar São Vicente de Paulo dois aparelhos de aferição de pressão arterial e outros materiais adquiridos com a renda do Jantar Árabe.

Com a ajuda do oftalmologista Diogo Garcia (de camisa escura), o Rotary Club de José Bonifácio, SP, viabilizou a realização de consultas oftalmológicas em 42 crianças da Apae local, em 29 de julho.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

49


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4500

Em comemoração ao Dia do Motorista, e atendendo a um convite da empresa Transbet, em 23 de julho o Rotary Club de Mossoró, RN, realizou teste de glicemia em mais de cem funcionários.

Em 23 de julho, os associados ao Rotary Club de Bezerros, PE, distribuíram 200 cestas básicas para famílias de moradores do município.

Graças a recursos arrecadados em junho, o Rotary Club de Arcoverde, PE, ampliou o seu Banco de Cadeiras de Rodas em 24 unidades e agora dispõe de um total de 80 cadeiras para atender a população.

Distrito 4510 O Rotary Club de Presidente PrudenteNorte, SP, arrecadou alimentos para a 1ª Festa das Nações da Escola Municipal Odette Duarte da Costa. A renda do evento foi destinada a projetos de assistência aos alunos.

50

| OUTUBRO de 2014

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Distrito 4520

Oito clubes da região do Vale do Aço, MG, afixaram cinco outdoors em quatro municípios da região, divulgando o Rotary e os presidentes para o ano rotário 2014-15.

Distrito 4530

O Rotary Club de Brasília-Lago Norte, DF, doou equipamento fotográfico e 28 cobertores ao Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário de Itapoã. Na mesma ocasião, o Rotary Club de Brasília-União Planetária também doou duas caixas de som e um microfone à instituição.

Com recursos arrecadados em seu evento Jantar Beneficente, o Rotary Club de BrasíliaAlvorada, DF, entregou 70 instrumentos musicais ao Instituto Dom Orione, que realiza o projeto de inclusão Banda Percussiva Especial.

Os Rotary Clubs de BrasíliaLago Sul, Taguatinga-Norte e Sobradinho, DF, participaram da Semana Mundial de Aleitamento Materno, com um estande que promoveu os projetos dos clubes de apoio a bancos de leite.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

51


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4540 O Rotary Club de Monte Alto, SP, promoveu mais uma ação de sua campanha de combate à hipertensão arterial. A iniciativa aferiu a pressão de centenas de pessoas e orientou sobre os perigos da doença.

O Rotary Club de Ribeirão Preto-Irajá, SP, doou 5.000 medicamentos à ONG Voluntários do Sertão, que leva auxílio de saúde e cidadania a municípios do interior da Bahia.

Beneficiando cerca de 100 crianças e adolescentes, o Rotary Club de São Sebastião do Paraíso, MG, entregou um cheque no valor de 5.347 reais a uma entidade de equoterapia, método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo como base de tratamento e orientação.

Distrito 4550

Com o objetivo de atender a comunidade do município e da região, o Rotary Club de Santo Antônio de Jesus, BA, criou seu Banco de Cadeiras de Rodas.

52

| OUTUBRO de 2014

O Rotary Club de Ipiaú-Vale dos Rios, BA, organizou um seminário com o tema ABTRF – Empresa Cidadã, que contou com palestra de Luiz Augusto Freitas, governador indicado do distrito para o ano rotário 2016-17.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Distrito 4550 O Rotary Club de Ubaitaba, BA, doou um par de muletas a um jovem do município.

Distrito 4560

O Rotary Club de Monte Sião, MG, realizou a nona edição da Trilha das Malhas, evento automobilístico que contou com a presença de 5.000 pessoas e 565 participantes, que concorreram ao sorteio de uma moto.

Em homenagem ao Dia do Escritor, o Rotary Club de DivinópolisOeste, MG, organizou uma palestra ministrada por Augusto Fidélis, presidente da Academia Divinopolitana de Letras.

Distrito 4590

Em parceria com a Casa da Amizade e a ONG Amigos da Cultura, o Rotary Club de Caconde, SP, promoveu o Café Caipira, evento com renda destinada à Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Caconde. A ação contou também com o apoio da prefeitura.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

53


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4600 O Rotary Club de São José dos Campos, SP, em parceria com os outros clubes do município e a Casa da Amizade, realizou mais uma iniciativa do projeto Visão para um Mundo Melhor, que oferece consultas oftalmológicas a crianças da região. Na ocasião, o clube beneficiou a Escola Madre Teresa, examinando cerca de 90 crianças.

Distrito 4610

O Rotary Club de São José dos Campos-Sul, SP, entregou ao Fundo Social de Solidariedade os agasalhos arrecadados na Campanha do Agasalho 2014, iniciativa do clube que mobilizou a comunidade.

Pelo quinto ano consecutivo, o Rotary Club de São Paulo-Alto da Lapa, SP, organizou o Dia da Saúde, iniciativa que levou assistência médica, odontológica, jurídica e outros serviços a localidades como Vila Leopoldina, Vila Hamburguesa e Alto da Lapa.

Distrito 4620

Em parceria com o Lions Club e a Fundação Rotária, o Rotary Club de Caçapava-Jequitibá, SP, entregou uma máquina de confecção de fraldas ao Lar Vicentino, entidade que abriga idosos do município.

54

| OUTUBRO de 2014

O Rotary Club de Sorocaba-Norte, SP, realizou campanha de doação de sangue ao Hemonúcleo de Sorocaba.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Distrito 4640 Com a colaboração do Supermercado Consalter, o Rotary Club de Foz do Iguaçu-Ponte, PR, doou uma câmara fria para melhorar o armazenamento de alimentos no Lar dos Velhinhos.

O Rotary Club de Francisco Beltrão-Vila Nova, PR, inaugurou seu marco rotário no dia 21 de julho. O monumento está localizado na entrada do bairro Vila Nova.

Vencedor do Prêmio Chateau como mais destacado clube de serviço da cidade em 2014, o Rotary Club de Assis Chateaubriand, PR, promoveu em agosto uma campanha de segurança no trânsito.

Numa iniciativa do Rotary Club de Francisco Beltrão-Cango, PR, o terminal rodoviário da cidade ganhou um projeto que promove o empréstimo de livros aos passageiros.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

55


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4650

Distrito 4660

O Rotary Club de Piçarras, SC, está realizando o projeto Amor no Cabide. O clube espalha cabides pela cidade para que as pessoas coloquem neles agasalhos destinados à doação.

Com recursos da Fundação Rotária, o Rotary Club de Tupanciretã, RS, doou armários e peças para o uniforme da banda e orquestra da Associação de Música, Esporte e Artes, que atende 100 jovens.

Em parceria com outras instituições, o Rotary Club de Gaspar, SC, abriu um curso de aprendizagem em vendas do Senac, com duração de 12 meses, para jovens de 14 a 17 anos.

Realizada pelo Rotary Club de Santa RosaAmizade, RS, em parceria com a Associação dos Suinocultores, a 17ª edição da Festa do Leitão no Rolete gerou cerca de 22 mil reais em recursos para a Apae e a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos.

Distrito 4670

56

| OUTUBRO de 2014

Todo primeiro sábado do mês, o Rotary Club de Capão da Canoa, RS, arrecada alimentos em parceria com o Supermercado Nacional. Eles são destinados a entidades como a Apae e a Pastoral da Criança.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Distrito 4670

O Rotary Club de São Leopoldo, RS, mantém postos de coleta de sobras de remédios por toda a cidade. Após uma triagem, os medicamentos em condições de uso são repassados a quem precisa e os demais, encaminhados à incineração adequada.

Comemorando 50 anos, o Rotary Club de Canela, RS, editou em junho um jornal contando sua história. Na última das 16 páginas, um pôster reúne os integrantes do clube, da Casa da Amizade e do Interact.

Com os recursos do Chocolate Beneficente, o Rotary Club de Capão da Canoa, RS, doou instrumentos musicais para a formação de uma banda numa escola pública e fez uma doação à Associação dos Diabéticos da cidade.

Distrito 4700 Os associados ao Rotary Club de Ronda Alta, RS, enviaram um caminhão furgão carregado de doações à cidade de Itaqui, uma das atingidas pelas fortes chuvas que caíram neste ano sobre o estado.

Com o resultado financeiro de ações como o Pedágio do Verde, o Rotary Club de Getúlio Vargas, RS, doou uma geladeira de 800 litros e um fogão industrial de seis bocas ao Lar dos Idosos.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

57


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4700

O associado ao Rotary Club de ErechimPaiol Grande, RS, Anderson Paulo Tonial fez apresentação sobre a experiência de ter sido líder de um grupo que realizou Intercâmbio Cultural e Profissional na Itália (distrito 2060).

O valor arrecadado na Noite de Queijos e Vinhos realizada pelo Rotary Club de Vacaria dos Pinhais, RS, foi destinado ao Projeto Cegonha, que beneficia mães que dão à luz pelo SUS no Hospital Nossa Senhora da Oliveira.

Os associados ao Rotary Club de Soledade-Novos Tempos, RS, promoveram a Campanha de Doação de Sangue na sede da Secretaria Municipal de Saúde.

Distrito 4710

O Rotary Club de Astorga, PR, homenageou três profissionais que se destacaram e contribuíram para o bem da cidade por meio de suas áreas de trabalho.

58

| OUTUBRO de 2014

A 7ª Festa do Porco no Rolete, organizada pelo Rotary Club de Cornélio Procópio, PR, reuniu mais de 500 pessoas e teve a renda destinada para: Apae, Abrigo Bom Pastor, Projeto Menina Moça e Lar São Vicente de Paula.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Distrito 4720 No dia 2 de agosto, o Rotary Club de Porto Velho, RO, realizou o 11º Arraial da Amizade, com renda destinada ao Hospital de Câncer de Barretos, unidade de Porto Velho.

Distrito 4740

Distrito 4750

Em julho, o Rotary Club de CamposGoitacazes, RJ, doou 60 cobertores a moradores carentes da localidade conhecida como Carvão. Os associados ao Rotary Club de Herval D’Oeste, SC, e seus familiares participaram da primeira missa rotária da gestão 2014-15, ocasião em que o pároco David Ribeiro dos Santos foi homenageado pela passagem do Dia do Padre.

A maternidade do Hospital São José foi beneficiada com a doação de 50 cobertores realizada pelo Rotary Club de Maravilha-Centro, SC.

O Rotary Club de Maricá, RJ, por meio da Casa da Amizade e em parceria com o fisioterapeuta Clailson Farias, realiza atendimentos semanais de acupuntura, oferecidos gratuitamente à população do município. A iniciativa já alcançou a marca de 3.961 atendimentos. Com a recente aquisição de 60 novas cadeiras, o Rotary Club de Nova FriburgoCaledônia, RJ, totaliza 750 unidades em seu Banco de Cadeiras de Rodas.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

59


C L U B E S E d i s t r i t o s e m r e v i s ta Distrito 4760

O Rotary Club de Bom Despacho, MG, doou à Santa Casa da cidade 250 metros de tecido brim leve e pesado, material que será utilizado na confecção de roupas para uso no centro cirúrgico e enfermarias.

Por meio de projeto de Subsídio Distrital, o Rotary Club de Belo HorizontePadre Eustáquio, MG, entregou equipamentos de informática para a Associação Fraternal Amigos do Menor.

Distrito 4770

Distrito 4780

No dia 17 de julho, o Rotary Club de Dom PedritoPonche Verde, RS, entregou a quantia de 4.540 reais para a Associação Pedritense do Deficiente. Em parceria com um projeto de Subsídio Distrital, o Rotary Club de Araxá-Sul, MG, doou equipamentos de cozinha à Associação do Câncer local. O clube também arrecadou 1.000 dólares para a campanha End Polio Now.

60

| OUTUBRO de 2014

Mais de uma tonelada de alimentos, além de colchões e edredons, entre outros itens, foram arrecadados pelo Rotary Club de Santiago, RS, em prol das vítimas das enchentes que atingiram os municípios de Uruguaiana e Itaqui.

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.


Quantos somos

Distrito 4780

Com o objetivo de arrecadar recursos para seus projetos sociais, como a aquisição de novas cadeiras de rodas, o Rotary Club de Paraíso do Sul, RS, realizou o 14º Festival das Massas, que reuniu 400 pessoas. O 21º Café Colonial, tradicional evento promovido pelo Rotary Club de Bagé-Rainha da Fronteira, RS, contou com a presença de 480 convidados e teve renda destinada a entidades assistenciais de Bagé.

Dicas para publicação

P

Em todo o mundo Número de clubes: 34.711; Total de rotarianos: 1.209.741 (sendo 232.255 mulheres); Países e regiões onde o Rotary está presente: 219; Número de distritos rotários: 532; Rotaract Clubs: 7.253 (em 192 países, reunindo um total de 166.819 rotaractianos); Interact Clubs: 17.107 (em 159 países, reunindo um total de 393.461 interactianos); Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário: 8.041 (em 93 países, reunindo um total de 184.943 voluntários não rotarianos). No Brasil Número de clubes: 2.384; Total de rotarianos: 55.897 (sendo 12.747 mulheres); Número de distritos rotários: 38; Rotaract Clubs: 354 (reunindo um total de 8.142 rotaractianos); Interact Clubs: 908 (reunindo um total de 20.884 interactianos); Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário: 354 (reunindo um total de 8.142 voluntários não rotarianos). Fonte: Escritório do Rotary International no Brasil (dados de 15 de setembro de 2014).

Como ver seu clube no site ou na revista

ara que os companheiros de todo o país conheçam as ações realizadas pelo seu clube em prol da comunidade, é importante que as notícias cheguem à Redação contendo as seguintes informações: n o nome completo e o distrito de seu clube; n a data e local em que foram realizadas as ações; n um breve relato sobre o projeto, explicando sua importância e o alcance dele junto à comunidade; n os nomes dos parceiros, no Brasil e no exterior; n e os nomes e sobrenomes de todos os que aparecerem nas fotos com até seis pessoas, relacionados a partir da esquerda, para o caso de eles serem mencionados na legenda feita pela Redação. Mas lembre-se, o foco da notícia será sempre nas ações realizadas e não nas pessoas. FOTOS: as imagens digitais precisam ter uma boa qualidade de impressão. Por isso, selecione a opção alta resolução de sua câmera. Se o envio for feito por e-mail, pedimos que o tamanho dos anexos não supere 2 MB. Não cole suas imagens em documentos de Word: anexe-as ao e-mail como arquivos independentes. A publicação é gratuita. Basta que o assunto se encaixe em

nosso perfil editorial e que o seu clube esteja em dia com a assinatura da revista. Atenção: a Brasil Rotário não publica posses ou outros fatos que possam obter o merecido destaque nos boletins de seu clube. Confirmamos o recebimento de todas as mensagens enviadas à Redação com material destinado à publicação. Portanto, se você não receber essa confirmação é porque seu e-mail não chegou até nós. Reenvie-o ou nos telefone para saber o que está ocorrendo. MUITO IMPORTANTE: informe também um telefone de contato (com o código de DDD) para que possamos falar com você no caso de qualquer dúvida. Os e-mails utilizados para enviar notícias à revista poderão ser publicados a título de contato dos clubes. Anote os nossos endereços: Avenida Rio Branco, 125 – 18o andar – Rio de Janeiro, RJ CEP: 20040-006 e-mail: redacao@brasilrotario.com.br O telefone da Redação é (21) 2506-5614.

Estamos esperando para ver seu clube na revista!

Acesse www.brasilrotario.com.br e leia mais notícias dos clubes.

OUTUBRO de 2014|

61


CASAS DA aMIZADE

A Casa da Amizade de Botucatu, SP (distrito 4310), apoiou as campanhas de doação de leite e de aleitamento materno do Banco de Leite do Hospital das Clínicas da Unesp. A iniciativa contou com a participação do Rotary Club de Botucatu-Bons Ares.

A Associação de Senhoras de Rotarianos de Ouro Fino, MG (distrito 4560), comemorou o seu décimo aniversário com uma missa em ação de graças na igreja de Santo Antônio, naquela cidade, em 12 de julho.

A Associação das Famílias dos Rotarianos de Sorocaba, SP (distrito 4620), doou 1.000 litros de leite para cinco entidades filantrópicas locais. A ação teve a parceria do Rotary Club de Sorocaba-Novos Tempos e de uma rede de supermercados.

A Associação das Senhoras de Rotarianos de Astorga, PR (distrito 4710), doou oito colchões e oito camas para a Casa da Acolhida Divina Providência.

62

| OUTUBRO de 2014

A Casa da Amizade de Niterói, RJ (distrito 4750), promoveu um Prêmio Rotário de Liderança Juvenil em um colégio estadual de Niterói, no mês de julho. O evento teve o apoio do Rotary Club de Niterói-Praias Oceânicas.


A Casa da Amizade de Campos, RJ (distrito 4750), doou enxovais às mães com filhos na UTI neonatal do Hospital dos Plantadores de Cana. O clube ainda participou com uma barraca da 362ª Festa do Santíssimo Salvador, em agosto.

Integrantes da Casa da Amizade de Campos Altos, MG (distrito 4760), fizeram um chá beneficente e arrecadaram 1.114 fraldas para doação a um bebê.

A Casa da Amizade de Buritis, MG (distrito 4760), que apoia a Apae local, doou roupas de cama para as crianças atendidas pela entidade. A Casa da Amizade de Herval, RS (distrito 4780), doou uma central telefônica para o Hospital Nossa Senhora da Glória, de Herval. OUTUBRO de 2014|

63


interact e rotaract

Iniciativas que estimulam gosto pela leitura Tanto o Rotaract Club de Cajazeiras quanto o Interact Club de Pombal, PB (distrito 4500), estiveram à frente de projetos de estímulo à leitura entre as crianças. O primeiro clube realizou uma roda de leitura numa creche mantida pelas irmãs de Santa Doroteia, em 25 de julho. Já os interactianos de Pombal utilizaram uma praça da cidade para oferecer atividades lúdicas e contação de histórias infantis para a garotada. A ação ocorreu em 20 de julho, durante as festividades do aniversário de Pombal, que completou 152 anos, e teve a parceria da Secretaria de Educação do município. Projetos como esses podem servir de modelo para reverter um fato: o brasileiro está lendo menos, segundo levantamento feito pelo Instituto Pró-Livro em 2012. O número de leitores no Brasil – aqueles que leram ao menos uma obra nos três meses que antecederam a pesquisa – encolheu de 95,6 milhões (55% da população pesquisada), números de 2007, para 88,2 milhões (50%), números de 2011. Também segundo a pesquisa, crianças com idades entre cinco e 10 anos leram 5,4 livros em 2011, em contraste com 6,9 livros lidos pela mesma faixa etária em 2007.

Crianças de Cajazeiras se reúnem para ouvir jovem rotaractiano

Em Pombal a garotada também se divertiu com os livros infantis

O Rotaract Club de Barretos, SP (distrito 4480), plantou 137 mudas de árvores nativas e frutíferas na cidade. A ação ocorreu durante a Conferência Distrital de Rotaract Clubs.

64

| OUTUBRO de 2014


Os membros do Interact Club de Ilha Solteira, SP (distrito 4480), doaram papel higiênico para uma instituição durante um encontro interclubes, em maio. Em julho, os interactianos visitaram um Centro Dia, onde distribuíram brindes para os idosos atendidos.

O Rotaract Club de São José do Rio Preto-Boa Vista, SP (distrito 4480), organizou uma festa julina e arrecadou fundos para um projeto de uma instituição dedicada a oferecer cursos profissionalizantes a jovens carentes.

O Rotaract Club de Itápolis, SP (distrito 4480), apoiou o Concurso Miss e Mister Terceira Idade 2014, realizado pelo Centro de Referência do Idoso da cidade, em 17 de julho.

O Interact Club de Promissão, SP (distrito 4480), fez visita solidária, com direito a distribuição de brindes, ao Hospital Geral da cidade (foto), Lar Santa Madre Paulina e Lar da Esperança. O clube ainda doou 50 litros de leite para uma família.

Jovens do Interact Club de Guaiçara, SP (distrito 4480), plantaram mudas de ipê no córrego Nita. Em outra oportunidade, eles fizeram palestras de conscientização para a erradicação da pólio em duas escolas municipais.

OUTUBRO de 2014|

65


I nteract e rotaract

Em 19 de julho, os integrantes do Interact Club de Jaú, SP (distrito 4480), ajudaram na campanha de doação de sangue promovida pelo Corpo de Bombeiros no Aeroclube da cidade.

Em parceria com o Rotaract Club de Boa Vista, o Interact Club de São José do Rio PretoPalácio das Águas, SP (distrito 4480), trabalhou na festa julina em prol do Projeto Educacional Profissionalizante do Adolescente. Em outra oportunidade, os interactianos também participaram de um Ryla.

Em agosto, Mês do Desenvolvimento do Quadro Associativo e Expansão, o Rotaract Club de Guaiçara, SP (distrito 4480), realizou o projeto Traga um Amigo para divulgar os trabalhos do clube.

66

| OUTUBRO de 2014

Com a parceria do Instituto Educacional Saber, o Rotaract Club de Promissão, SP (distrito 4480), comemorou o Dia dos Avós no Lar Madre Paulina com café da tarde, música ao vivo e cortes de cabelo.

No dia 6 de julho, os jovens do Interact Club de Itápolis, SP (distrito 4480), colaboraram na Feijoada do Rotary Club local. Eles ajudaram na organização e no atendimento às pessoas presentes.

Em julho, o Rotaract Club de Jales-Grandes Lagos, SP (distrito 4480), ajudou o Rotary local na Festa dos Motoristas. Em outra oportunidade, assistiu a um filme com as crianças internadas na pediatria da Santa Casa.


Junto com o Rotaract Club de Olímpia-Integração e um grupo de coral, o Interact Club de Olímpia, SP (distrito 4480), visitou o abrigo São José para homenagear os pais e servir lanche. Em outra oportunidade, os interactianos realizaram a Feira do Quitute.

Em parceria com as Óticas Brilhante, o Rotaract Club de Caicó, RN (distrito 4500), distribui óculos gratuitamente para moradores do município. O objetivo dos jovens é atender a cerca de cem pessoas.

Junto com o Rotary Club local, o Rotaract Club de Cristais, MG (distrito 4560), comemorou o Dia do Amigo na Vila Vicentina. Eles serviram galinhada no almoço e organizaram um forró no café da tarde.

O Interact Club de Rio ClaroCidade Azul, SP (distrito 4590), fundado em julho, entra para a Família Rotária da cidade contando com 20 associados de 13 a 18 anos de idade.

OUTUBRO de 2014|

67


I nteract e rotaract Com a ajuda da meninada do Rotary Kids, o Rotaract Club de Mineiros, GO (distrito 4770), realizou o Dia da Pechincha, oferecendo roupas e sapatos com pouco uso a um preço simbólico de até cinco reais.

Em visita ao Lar Maria de Nazaré, que abriga crianças na cidade de Hidrolândia, GO, os integrantes do Rotaract Club de Goiânia-Oeste (distrito 4770) levaram roupas e alimentos.

Com a parceria da rede de supermercados D’Ville, o Rotaract Club de Uberlândia-Sul, MG (distrito 4770), realizou a Campanha do Agasalho 2014, que beneficiou diversas instituições beneficentes.

68

| OUTUBRO de 2014

O Rotaract Club de Conceição das Alagoas, MG (distrito 4770), arrecadou 800 quilos de alimentos durante o Arraiact Solidário, em julho. O resultado foi doado a instituições sociais da cidade.

Em visita ao Hospital do Câncer de Barretos, os integrantes do Rotaract Club de Frutal-Juca Azevedo, MG (distrito 4770), entregaram as doações arrecadadas na porta dos supermercados de Frutal.


O Interact Club Young 15, da cidade mineira de Araxá (distrito 4770), realizou uma campanha do agasalho em benefício do Asilo São Vicente.

Em 26 de julho, quando é comemorado o Dia dos Avós, os integrantes do Rotaract e do Interact Club de Iturama, MG (distrito 4770), passaram a tarde com os idosos do Asilo Sol Nascente. BR

OUTUBRO de 2014|

69


R econhecimentos da fundação rotária O que significam Contribuinte Especial

Qualquer pessoa que contribui com 100 dólares é automaticamente reconhecida como Contribuinte Especial.

Companheiro Paul Harris

Uma pessoa, rotariana ou não, que contribui com o valor de 1.000 dólares rotários à Fundação Rotária, ou em cujo nome é feita tal contribuição, recebe como reconhecimento o título de Companheiro Paul Harris (l), que consiste de certificado e distintivo – com a opção de medalha, ao custo de 15 dólares rotários.

Contribuições múltiplas

O Companheiro Paul Harris que faz contribuições múltiplas de 1.000 dólares rotários à Fundação Rotária, ou em cujo nome elas são feitas, recebe distintivo com safiras (l), rubis (l) ou Major Donors (l) – Doador Extraordinário, com contribuição pessoal de 10.000 a 249.999 dólares –, de acordo com o valor do aporte acumulado.

Sociedade Paul Harris

Pessoas que assumem o compromisso de contribuir anualmente com 1.000 dólares recebem distintivo especial e certificado do distrito (l). Este reconhecimento é válido para contribuições múltiplas.

Benfeitor

Uma pessoa se torna Benfeitor da Fundação Rotária ao incluir um dispositivo em seu testamento em benefício do Fundo de Dotação, para o qual efetua uma contribuição de 1.000 dólares ou mais. O doador recebe um distintivo especial e diploma.

Sociedade de Doadores Testamentários

Refere-se a pessoas individualmente ou casais que façam promessas de doação de 1.000 dólares ou mais em testamentos ou seguros de vida. Estes doadores recebem peça de cristal e distintivo.

Sociedade Arch C. Klumph

Doadores que contribuem com 250.000 dólares ou mais qualificam-se para a Sociedade Arch C. Klumph. Eles são convidados para cerimônia de admissão na sede mundial do Rotary International, em Evanston, EUA, e podem escolher ter suas fotos colocadas na Galeria Arch C. Klumph e no terminal interativo. Esses doadores também recebem distintivo, certificado e convites para eventos especiais.

Os fundos

As doações formam diversos fundos. São eles: Fundo Anual de Programas, Fundo Polio Plus e Fundo Permanente. Se as doações forem de empresas, serão encaminhadas à Associação Brasileira da The Rotary Foundation (ABTRF). As contribuições servem para Projetos de Subsídios Distritais, Globais e Globais PréDefinidos, que apoiam a missão da Fundação Rotária para promover a paz, a boa vontade e a educação, melhorar a saúde e combater a pobreza.

Novos agraciados

Distrito 4420 Rotary Club de Santos-Vila Belmiro, SP

Alessandra Mye Matsumoto, com a primeira safira Edson Carvalho Menezes, com a terceira safira l Iracema Maria Carneiro de Aguiar Menezes, com a terceira safira l Paulo Villaça Filho, com a primeira safira l Ricardo Felippe Maluf Filho, com a quinta safira l Rolney Souza, com a primeira safira l Thaís Helena Ribeiro Maluf, com a quarta safira l l

Distrito 4430

Rotary Club de Guarulhos-Sul, SP

Aletéia Cazzo Amaury Maciel, com a primeira safira l l Antonio Abrantes dos Santos, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e a primeira safira l Antonio Bordino Junior l Antonio Mariano de Souza l Augusto Zeggio Neto l Clara Maria de Souza l Claudia Cristiane Garcia l l Daniel Bevilaqua Bezerra, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e a primeira safira l l Darly Boldrim, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e o título de Companheiro Paul Harris l l Denise Sousa Medeiros, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e a primeira safira l Elisabeth Maria Pessoa Bezerra l Fernanda Alcalá Furtado l Gilmar Paulo Vono, com a primeira safira l Giovanna Mangabeira l Heliane Barbosa Avilar Vono l l Igino Umberto Dario Longo, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e a primeira safira l l

70

| OUTUBRO de 2014

João Batista de Alvarenga, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e a terceira safira l José Martinho Reis, com a quarta safira l José Roberto dos Santos Maciel l Luís Roberto Mesquita, com a primeira safira l Marcia Feroldi Baakilini l l Marcio Justino Godoy, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e a quarta safira l l Marcos Eduardo Blasio, com o distintivo da Sociedade Paul Harris e a primeira safira l Mariana de Sousa Medeiros l Maria Rosa de Almeida Longo, com a primeira safira l Marinalva Azevedo, com a primeira safira l Mario Donizete Cruz, com a segunda safira l Mario Segantini, com a terceira safira l Paulo Peixoto Lins de Araujo l Roberdham Gomes, com a terceira safira l Sergio dos Santos Cosme l Sergio Santos Quintal l Sonia Pereira Machado da Silva l Teresinha Maria Dotto l Vilson Bermudes l Vinícius Mangabeira ll

Rotary Club de São Paulo-Vila Carrão, SP

Antonio Gelfusa, com a terceira safira Ciro Augusto dos Santos l Crisostomo Chagas, com um rubi l Giuseppe Palmisano, com uma safira l Ivete Antonio Palmisano l José Aparecido dos Santos, com duas safiras l Sandro Lacorte Gelfusa l Valentina Furtado Chagas l l

Distrito 4440

Rotary Club de Barra do Garças, MT l

Antonio Rodrigo Dias


l l

Sueli Aparecida Vieira Valdir Luiz Ferrari

Distrito 4480

Rotary Club de Olímpia, SP l

Fernando Tadeu dos Santos

Distrito 4510

Rotary Club de Lucélia, SP l

João Evangelista Pereira, com o cristal de Major Donor

Distrito 4530

Rotary Club de Brasília-Norte, DF

José Carlos de Oliveira l Maria do Socorro Mota e Silva, ex-governadora distrital assistente l Ruy Pereira Vale l

Rotary Club de Goiânia-Serra Dourada, GO

Eurico Barbosa dos Santos, com uma safira Sebastião Tolentino Neto l Tatiane Moreira Freire l l

Rotary Club de Goiânia-União Campineira, GO l

Welber Marcório

Claudio Elias, com a quinta safira José Carlos Monteiro l Juedir Viana Teixeira, com a terceira safira l Miguel Jesus Mello de Miranda, com a terceira safira l Sônia Laranjeira l Waldo Marques de Almeida l Walter Francisco Laranjeira, com a terceira safira l l

Distrito 4590

Rotary Club de Rio Claro-Cidade Azul, SP l

Chiara Beozzo

Distrito 4630

Rotary Club de Santa Fé, PR l l

Jandira Cristina Marchini, com uma safira Wander José de Matos

Rotary Club de Terra Boa, PR

Elso Garcia Segura, com uma safira José Rodrigues de Amorim Filho, com uma safira l Sérgio Kazutoshi Takano l Tadao Tamura, com duas safiras l l

Distrito 4680

Rotary Club de Porto Alegre-Bom Fim, RS

Adão Assis Brasil Francisco José Maciel l Jane Alice Machado, com a segunda safira l José Elias Fernandes l Luís Fernando Dalmas l

Distrito 4540

Rotary Club de Dourado, SP l

Luiz Migliorelle

Rotary Club de Jardinópolis, SP

Durvalino Peres l Erika Braghetto l Fabrício Castilhano Bontadini l José Eduardo Gomes Junior l Kamilo Toscano de Campos l Leandro Donizete Carvalho l Márcia Cristina Martini l Mauro Donizeti Romano Junior l Nercídio Carlos Bontadini, com uma safira l Vera Lúcia Castilhano Bontadini, com uma safira l

Distrito 4560

Rotary Club de Oliveira, MG l l

Alex Brynner Rezende João Bosco Ribeiro Béze, com a primeira safira

Rotary Club de Ouro Fino, MG

Lázaro Cleudinei de Souza, associado fundador, com uma safira l

Distrito 4570

Rotary Club da Barra da Tijuca, RJ l

Ângela Miranda

l

Distrito 4740

Rotary Club de Xanxerê, SC Edemir Soccol Gerson Moroso l Nilso Bressiani l l

Distrito 4750

Rotary Club de Itaboraí, RJ l

Helil Cardoso, prefeito de Itaboraí

Rotary Club de Niterói-Norte, RJ

Alfredo Merçon, com a terceira safira Déa Moura, com a terceira safira l Lecyr Amaro Pinheiro Lobo, com a primeira safira l Márcio Pereira Ribeiro, ex-governador distrital, com a quarta safira l Moema Fuscaldo, com a segunda safira l l

Distrito 4780

Rotary Club de Paraíso do Sul, RS

Aldo Valdemar Grelmann May, com uma safira Darci Carvalho l Geraldo Luiz Schmidt l l

OUTUBRO de 2014|

71


R otarianos que são notícia

N

esta seção abrimos espaço para os rotarianos que foram eleitos ou nomeados para cargos de governo, da administração direta ou indireta, ou que ainda receberam homenagens ou assumiram função em organizações da sociedade civil nas esferas federal (1o, 2o e 3o escalões), estadual (1o e 2o escalões) e municipal (1o escalão). O saudoso rotariano Antonio Gonçalves da Silva, que presidiu o Rotary Club de Feira de Santana, BA (distrito 4390), em duas oportunidades e foi também governador assistente, dá nome à escola municipal que foi inaugurada em 31 de agosto naquela cidade.

n

n O associado ao Rotary Club de Campinas-Sul, SP (distrito 4590), e presidente do Centro de Aprendizagem e Mobilização pela Cidadania – Patrulheiros Campinas, Lisandro Pavie Cardoso, recebeu a Medalha Ouro do Mérito Judiciário da Justiça do Trabalho da 15ª Região pelos relevantes serviços prestados pela entidade.

Associado fundador do Rotary Club de Tapiratiba, SP (distrito 4590), José Renato de Araújo é o vice-prefeito daquela cidade. Ele é também dirigente do Hospital Francisco de Assis, localizado no município paulista de Casa Branca.

n

Luiz Felipe Pereira, do Rotary Club de Astorga, PR (distrito 4710), é o presidente da Associação Comercial, Empresarial e Agrícola de Astorga para o período de 2014-16.

O s 50 mais Pedro José Storti completou 50 anos de vida rotária em 7 de agosto. Atualmente, ele atua como instrutor do Rotary Club de Andradina, SP (distrito 4470), o qual presidiu em 1966-67 e 1974-75 e onde ocupou todos os cargos do Conselho Diretor. Foi governador distrital em 1985-86 e detém o título de Companheiro Paul Harris. Entre outras atividades de destaque, participou das Convenções do Rotary International em São Paulo, em 1981, e em Nice, na França, em 1995. No mês passado, Seigi Nishikawa recebeu homenagens pelas cinco décadas de dedicação ao Rotary. Ele ingressou no Rotary Club de Primeiro de Maio, PR (distrito 4710), em 1º de setembro de 1964. Quatro anos mais tarde, se associou ao Rotary Club de Taboão da Serra, SP (distrito 4610), onde ocupou todos os cargos, inclusive a presidência, exercida em 1985-86. Pode se orgulhar de ter 100% de frequência e é Companheiro Paul Harris com uma safira. BR Se você tem 50 anos de Rotary ou mais, envie-nos uma foto recente em que apareça sozinho:

n

72

| OUTUBRO de 2014

 E-mail: redacao@brasilrotario.com.br Endereço postal: Avenida Rio Branco, 125 – 18o andar – Centro – Rio de Janeiro – CEP: 20040-006


A conteceu em 1974

Luiz Renato D. Coutinho

Projeto João da Silva

N

o mês de outubro ocorreram as eleições indiretas de governadores de estado. O Ato Institucional número 3, baixado pelo então presidente Humberto Castelo Branco em 1966, havia determinado eleições indiretas para os cargos de governador e vice-governador, e tal medida será revogada apenas em 1978.

João da Silva era um rapaz simples e batalhador como a maior parte dos brasileiros. Nordestino, mudou-se para o Rio de Janeiro para vencer na vida por meio dos estudos, e na nova cidade apaixonou-se pela temperamental Rosinha. Esta era a trama principal da primeira novela educativa brasileira, um projeto de alfabetização para adultos no qual o telespectador estudava por meio de apostilas e se inscrevia para as provas escritas. Tendo ganhado o Prêmio Japão, o maior troféu internacional de  radiodifusão  educativa, a novela João da Silva era protaNelson Xavier (de pé, à esquerda) protagonizava gonizada por Nelson Xavier Suzy, a primeira novela educativa brasileira antecessora e passou a ser transmitida da Barbie naquele ano pela Rede _ Globo, às 11h mas estava no ar desde 1973 pela TV Rio (que a produziu), TV Cultura e TV Educativa. O projeto foi reprisado diversas vezes até 1981. l

Em 25 de outubro, com a execução de Walkíria Afonso Costa, ex-estudante da Faculdade de Artes e Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, tinha fim a Guerrilha do Araguaia. l

E a Brasil Rotário trazia em outubro daquele ano...

A

juventude na conjuntura atual, artigo assinado pelo rotariano Jarbas da Rocha Lara, era um dos destaques: “O pai reclama: o que acontece com esse menino? Apela: ainda está cheirando a leite e quer discutir com adulto. O filho, de seu lado, se afirma, liga o seu tape em último volume ou sai pisando duro, quando não bate a porta e sai reclamando da quadradice do velho. Com relação à mãe, o jovem não é menos exigente. Coloca as suas idéias e escandaliza a mulher, que muitas vezes parou no tempo. Sua filha não aceita mais aqueles modelos, com relação à roupa, e os gostos diferem brutalmente. Hoje, a calça que desbota e perde o vinco deixa as cuidadosas mães perplexas. Para elas o mundo está de cabeça para baixo. (...) [O jovem] revolta-se contra as soluções não pacíficas, não compreendendo a razão de torturas, massacres e guerras. É

favorável à antimoda e à libertação da criatividade. Dispensa agradecido a excessiva proteção como restos de amor. Não se conformando com a ganância, é ele excelente consumidor. Quer participar jogando a bola da vida. Ama a liberdade, a música, a natureza. Não admite amor com algemas ou dominação. Quer vida, alegria, diálogo franco com gerações irmãs. Vibra quando vê que no fundo os pontos de vistas se fundem. Os nossos pontos de vista tem-se encontrado com o que o nosso clube de Sorocaba tem desenvolvido cumprindo o seu programa: o Curso de Treinamento de Liderança Jovem. Um trabalho de equipe que busca dar resposta a isto tudo. No final desses pequenos cursos temos tido a oportunidade de ouvir declarações como estas: (...) ‘Para obtermos o que desejamos devemos lutar contra os obstáculos, não cruzar os braços, não ficar em crise, mas sim estar em paz conosco. Amar e ajudar o próximo.’”

Veja esta e outras edições antigas da sua Brasil Rotário em www.brasilrotario.com.br/?p=acervo

OUTUBRO de 2014|

73


R eLAX Morreu de confusão Bilhete encontrado pela polícia no bolso de um suicida: “Ilustríssimo senhor delegado, Não culpe ninguém pela minha morte. Deixei esta vida porque, um dia mais que eu vivesse, acabaria morrendo louco. Explico-lhe: tive a desdita de casar com uma viúva que tinha uma filha. Se eu soubesse disso, jamais teria me casado com ela. Meu pai, para maior desgraça, era viúvo também, e (quis a fatalidade) acabou se enamorando e casando com a filha da minha mulher. Resultou daí que a minha mulher tornou-se sogra do meu pai, minha enteada ficou sendo minha mãe e meu pai era ao mesmo tempo meu sogro. Após algum tempo, minha filha trouxe ao mundo um menino que veio a ser meu irmão, porém neto de minha mulher, de maneira que eu fiquei sendo avô do meu irmão. Com o decorrer do tempo, minha mulher também deu à luz um garoto que, como irmão de minha mãe, era cunhado do meu pai e tio do seu filho, passando minha mulher a ser nora de sua própria filha. Isto significa, senhor delegado, que eu fiquei sendo pai da minha mãe, além de irmão do meu pai e dos

74

| OUTUBRO de 2014

Rodrigo

meus filhos. Minha mulher ficou sendo minha avó, já que é mãe de minha mãe. Assim, acabei sendo avô de mim mesmo – e por tudo isso, antes que a coisa piore, resolvi dar o pé deste mundo!” Colaboração enviada por Marcel Bridi, associado fundador e presidente do Rotary Club do Rio de Janeiro-Ipanema, RJ (distrito 4570), nos períodos 1973-74 e 1986-87.


www.brasilrotario.com.br

Mais que um site. Uma ferramenta de imagem pública. Siga também no Twitter

Edição digital

l A Brasil Rotário está no Twitter. Nosso perfil

l Acesse brasilrotario.com.br/revistadigital

conta com atualizações frequentes que informam sobre

e assine a nossa edição digital. A revista fica

as ações dos clubes brasileiros e o trabalho do Rotary

disponível para leitura em computadores,

no mundo. O endereço é twitter.com/brasilrotario.

notebooks, smartphones e tablets logo no

Mais de 1.700 pessoas já recebem nossas publicações.

primeiro dia do mês. Nunca foi tão fácil

Faça parte dessa corrente de notícias sobre o Rotary!

levar a sua Brasil Rotário por aí. iStockphoto

/brasilrotario

/revistabrasilrotario

/brasilrotario


76

| JUNHO de 2014

Profile for Revista Rotary Brasil

Brasil Rotário - Outubro de 2014  

Edição nº 1108 da revista Brasil Rotário. Outubro de 2014.

Brasil Rotário - Outubro de 2014  

Edição nº 1108 da revista Brasil Rotário. Outubro de 2014.

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded