Page 1

Nossa pátria, a Desafio 100.000 língua portuguesa Rotarianos

Suplemento: 20 anos de luta contra a pólio

BR ASIL R O T Á R I O

NOVEMBRO 2008

ANO 84

Nº1037

Cobertura do Instituto Rotary de Belo Horizonte


Vem aí o o 16 Concurso de Monografias Em 2009, a Brasil Rotário vai rea-

Acompanhe a divulgação aqui

lizar mais uma edição do Concurso

na Brasil Rotário e ajude seu clu-

de Monografias para Professores,

be a promover o concurso nas es-

iniciativa que há anos premia

colas de sua cidade. Juntos, pode-

e valoriza o tra-

mos pensar em soluções para re-

balho dos pro-

solver os problemas que atin-

fissionais de

gem milhões de crianças

educação des-

em todo o planeta.

te país. O tema do ano que vem já foi escolhido: “Mortalidade Infantil – Desafio da Humanidade”. Além disso, já podemos adiantar que o concurso terá uma grande novidade em 2009, sendo realizado em duas etapas: uma distrital e outra na-

O Concurso de Monografias para Professores tem as parcerias da Fundação de Rotarianos de São Paulo, da Fundação Educacional de Além Paraíba, do jornal Folha Dirigida e dos 38 distritos brasileiros do Rotary International.

cional. Distritos brasileiros do Rotary International


Studio SM

Sucessora de “Notícias Rotárias” e “Rotary Brasileiro”. Publicação mensal dedicada à divulgação do Ideal de Servir. Revista regional oficial do Rotary International para os rotarianos do Brasil.

CAPA

Pág.

10

CERIMÔNIA DE abertura do XXXI Instituto Rotary do Brasil, realizada no Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte

SEÇÕES 22 Rumo a Birmingham 04 Futuro da Fundação Rotária debatido em Foz do Iguaçu Eficiência mineira conquistada com parcerias

34 Interact e Rotaract

31 COLUNA DA ABTRF O Rotary é amizade

36 Livros Autores Rotarianos

José Alfredo Pretoni

05 Mensagem do presidente Dong Kurn Lee

06 COLUNA DO DIRETOR DO RI Novembro, mês da Fundação Rotária Themístocles A. C. Pinho

08 Nossa pátria, a língua portuguesa Waldenir de Bragança

20 Rotarianos que são notícia

23 GLOBAL OUTLOOK Enfoque na pólio

32 COLUNA DOS COORDENADORES REGIONAIS DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA A Fundação Rotária e o Instituto de Belo Horizonte Aldair de Queiroz Franco e Altimar Augusto Fernandes

33 COLUNA DO CHAIR DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA Mês de celebrarmos Jonathan Majiyagbe

38 Senhoras em ação 39 Informe do RI aos rotarianos 40 Distritos em revista 51 Novos Companheiros Paul Harris 59 Relax 60 Cartas e recados Saudades I

09 O adeus a Lindoval de Oliveira 10 COBERTURA DO XXXI INSTITUTO ROTARY DO BRASIL Belo Horizonte se transformou na capital dos rotarianos 21 Desafio 100.000 Rotarianos

35 A importância da transparência para o sucesso das fundações 61 Formulário de reserva de hotel para a Convenção Internacional de 2009

CAPA: Themístocles Pinho entregando o Troféu de Reconhecimento do XXXI Instituto Rotary do Brasil ao casal Dong Kurn Lee e Young. Arte de Armando Santos sobre foto do EGD Alceu Eberhardt.


ROTARY INTERNATIONAL ONE ROTARY CENTER

CONSELHO DIRETOR 2008-09

1560 SHERMAN AVENUE

EVANSTON, ILLINOIS, USA

GOVERNADORES DE DISTRITOS NO BRASIL EM 2008-09 DISTRITO 4310 Paulo Firmino de Oliveira Rotary Club de Botucatu, SP

DISTRITO 4600 Antonio Sergio Ferri da Silva Rotary Club de Santa Branca, SP

PRESIDENTE-ELEITO John Kenny

DISTRITO 4390 Geraldo Pimentel de Lima Rotary Club de Maceió-Leste, AL

DISTRITO 4610 Amilton Medeiros Silva Rotary Club de São Paulo-Lapa, SP

VICE-PRESIDENTE Monty J. Audenart

DISTRITO 4410 Celso Gonçalves Alves Rotary Club de Cachoeiro de Itapemirim, ES

DISTRITO 4620 Valdimir Forti Rotary Club de São Roque, SP

TESOUREIRO Bernard L. Rosen

DISTRITO 4420 Sérgio Lazzarini Rotary Club de Santo André, SP

DISTRITO 4630 Nivaldo Barbosa de Lima Rotary Club de Maringá-Horto, PR

DIRETORES Themístocles A. C. Pinho Ashok M. Mahajan Catherine Noyer-Riveau Eric E.L. Adamson Jackson San-Lien Hsieh John M. Lawrence José A. Sepúlveda Kauhiko Ozawa Lars-Olof Frederiksson Michael Colasurdo Sr. Michael J. Johns Paul A. Netzel Philip J. Silvers R. Gordon R. McInally Thomas A. Branum Sr.

DISTRITO 4430 João Freire d’Avila Neto Rotary Club de São Paulo-Alto da Mooca, SP

DISTRITO 4640 Stael Terezinha Sdroiewski Uba Rotary Club de Toledo-Integração, PR

DISTRITO 4440 Domingos Aparecido Marques Rotary Club de Mirassol D’Oeste, MT

DISTRITO 4650 Valdir Celso Fiedler Rotary Club de Penha, SC

DISTRITO 4470 Manoel Carlos Menezes Zaffalon Rotary Club de Araçatuba-Leste, SP

DISTRITO 4651 Miriam Marta Wojcikiewicz Caldas Rotary Club de Florianópolis-Leste, SC

DISTRITO 4480 Jair Pinto da Silva Rotary Club de São José do Rio Preto-Alvorada, SP

DISTRITO 4660 Mario César Portinho Vianna Rotary Club de Tupanciretã, RS

DISTRITO 4490 Eulália das Neves Ferreira Rotary Club de São Luís-João Paulo, MA

DISTRITO 4670 Eliseu Gonçalves da Silva Rotary Club de Cachoeirinha, RS

SECRETÁRIO-GERAL Edwin H. Futa

DISTRITO 4500 Eduardo Jorge Marinho de Queiroz Rotary Club de Recife-Brum, PE

DISTRITO 4680 Tirone Lemos Michelin Rotary Club de Porto Alegre-Beira Rio, RS

DISTRITO 4510 Régis Jorge Rotary Club de Presidente Venceslau, SP

DISTRITO 4700 Jaime Antonio Camassola Rotary Club de São Marcos, RS

DISTRITO 4520 Eduardo Luis de Souza Rotary Club de Acesita, MG

DISTRITO 4710 Pilar Álvares Gonzaga Rotary Club de Londrina, PR

DISTRITO 4530 Ronaldo Campos Carneiro Rotary Club de Brasília-Sudoeste, DF

DISTRITO 4720 João Petrolitano Gonçalves Rotary Club de Rio Branco, AC

DISTRITO 4540 Antônio Carlos Marchiori Rotary Club de Jaboticabal, SP

DISTRITO 4730 Evaldo Artur Hasselmann Rotary Club de Ponta Grossa-Sul, PR

DISTRITO 4550 Paulo Roberto Dacach Rotary Club da Bahia, BA

DISTRITO 4740 Ulmerindo Fernandes de Rotary Club de Curitibanos, SC

PRESIDENTE Dong Kurn Lee

CURADORES DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA 2008-09 CHAIR Jonathan B. Majiyagbe CHAIR-ELEITO Glenn E. Estess Sr. VICE-CHAIR Ron D. Burton CURADORES Carl-Wilhelm Stenhammar Carolyn E. Jones David D. Morgan Doh Bae John F. Germ José Antonio Salazar Cruz K. R. Ravindran Louis Piconi Peter Bundgaard Sakuji Tanaka Samuel A. Okudzeto William B. Boyd SECRETÁRIO-GERAL Edwin H. Futa

Leite

Vieira

de

Assis

Oliveira

DISTRITO 4560 Murillo Affonso Ferreira Rotary Club de Bom Sucesso, MG

DISTRITO 4750 Marcio Pereira Ribeiro Rotary Club de Niterói-Norte, RJ

DISTRITO 4570 José Roberto Lebeis Pires Rotary Club de Campo Grande, RJ

DISTRITO 4760 Javert Vivian Silva Rotary Club de Contagem-Cidade Industrial, MG

DISTRITO 4580 Juan Alejandro Tumba-Noe Rotary Club de Ponte Nova-Piranga, MG

DISTRITO 4770 Antonio José Oliveira Rotary Club de Uberaba-Norte, MG

DISTRITO 4590 Jesus Aldo Bellão Rotary Club de Santa Cruz das Palmeiras, SP

DISTRITO 4780 Dóris Sá de Moraes Vaz Rotary Club de Bagé-Pampa, RS

ÉTICA. Um princípio que não pode ter fim. Campanha em prol de mais elevados padrões de ética. Apoio dos Rotary Clubs do Brasil 2

NOVEMBRO DE 2008


Ano 84 Novembro, 2008 nº1037 Revista de Propriedade da Cooperativa Editora Brasil Rotário CNPJ 33.266.784/0001-53 I Inscrição Municipal 00.883.425 Av. Rio Branco, 125, 18º andar CEP: 20040-006 – Sede própria Rio de Janeiro – RJ I Tel: (21) 2506-5600 / FAX: (21) 2506-5601 Site: www.brasil-rotario.com.br ■ E-mail: revista@brasil-rotario.com.br

CONSELHO SUPERIOR (Colégio de Diretores do RI – Zonas 19 A e 20 ) Hipólito Sérgio Ferreira (Belo Horizonte-MG) EDRI 1999-01 Alceu Antimo Vezozzo (Curitiba-PR) EDRI 2001-03

Mário de Oliveira Antonino (Recife-PE) EDRI 1985-87 Gerson Gonçalves (Londrina-PR) EDRI 1993-95 José Alfredo Pretoni (São Paulo-SP) EDRI 1995-97

Luiz Coelho de Oliveira (Limeira-SP) EDRI 2003-05

Themístocles A.C. Pinho (Niterói-RJ) DRI 2007-09 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO 2007-09 Diretoria Executiva Presidente Carlos Henrique de Carvalho Fróes Vice-Presidente de Operações Edson Avellar da Silva Vice-Presidente de Administração Waldenir de Bragança Vice-Presidente de Finanças José Maria Meneses dos Santos Vice-Presidente de Planejamento/Controle Joper Padrão do Espírito Santo Vice-Presidente de Marketing José Alves Fortes Vice-Presidente de Relações Institucionais Carlos Jerônimo da Silva Gueiros Vice-Presidente Jurídico Jorge Bragança MEMBROS EFETIVOS Antonio Hallage Condorcet Pereira de Rezende Eduardo Álvares de Souza Soares Fernando Antonio Quintella Ribeiro Hertz Uderman José Roberto Lebeis Pires José Ubiracy Silva Wilmar Garcia Barbosa MEMBROS SUPLENTES Antônio Vilardo Bemvindo Augusto Dias Dulce Grünewald Lopes de Oliveira GERENTE EXECUTIVO Gilberto Geisselmann ASSESSORES Alberto de Freitas B. Bittencourt Antônio Lomanto Júnior Ary Pinto Dâmaso (Publicidade) Eduardo de Barros Pimentel Everton Jorge da Luz Fernando Teixeira Reis de Souza Flávio Antônio Queiroga Mendlovitz Gedson Junqueira Bersanete Ivo Arzua Pereira

José Augusto Bezerra José Maria de Souza Taketoshi Higuchi Vicente Herculano da Silva CONSELHO FISCAL Membros Efetivos Antonio Celso de Castro Gonçalves (D.4580) Fúlvio Abrami Stagi (D.4600) Justiniano Conhasca (D.4750) Suplentes Cleofas Paes de Santiago (D.4570) Fausto de Oliveira Campos (D.4570) Nilson Moura (D.4570) CONSELHO CONSULTIVO DE GOVERNADORES Membros natos efetivos Governadores 2008-09 Representante: José Roberto Lebeis Pires (D.4570) Suplentes Governadores eleitos 2009-10 COMISSÃO EDITORIAL EXECUTIVA Presidente: Carlos Henrique de Carvalho Fróes Membros: Edson Avellar da Silva Joper Padrão do Espírito Santo Luiz Renato Dantas Coutinho Nuno Virgílio Neto Secretário: Gilberto Geisselmann CONSELHO EDITORIAL C O N S U LT I V O Presidente: Carlos Henrique de Carvalho Fróes Membros: Edson Avellar da Silva Fernando Antonio Quintella Ribeiro Joper Padrão do Espírito Santo José Alves Fortes José Ubiracy Silva Mário César Camargo Secretário: Gilberto Geisselmann

EXPEDIENTE EDITOR: Carlos Henrique de Carvalho Fróes JORNALISTA RESPONSÁVEL: Nuno Virgílio Neto – Jorn. Prof. Mtb. 24490/RJ REDAÇÃO: Armando Santos, Luiz Renato Dantas Coutinho, Maria Cristina Andrade, Maria Lúcia Ribeiro de Sousa, Nuno Virgílio Neto e Renata Coré. DIGITALIZAÇÃO: Maurício Teixeira IMPRESSÃO: Globo Cochrane Gráfica e Editora ENDEREÇO: Av. Rio Branco, 125 – 18º andar – Rio de Janeiro – RJ CEP 20040-006 – Tel.: (21) 2506-5600 E-MAIL DA REDAÇÃO: redacao@brasil-rotario.com.br HOMEPAGE: www.brasil-rotario.com.br *As matérias assinadas são de inteira responsabilidade dos seus autores.

Leia C

ARO LEITOR LEITOR, m grande sucesso, prestigiado pela participação de aproximadamente 1.500 pessoas, entre lideranças de nossa organização no Brasil e no exterior, como o casal presidente do RI Dong Kurn Lee e Young, o Instituto Rotary de Belo Horizonte, realizado em setembro, é o destaque de capa desta edição. Na cobertura, além dos principais momentos da cerimônia de abertura e as conclusões dos nove Grupos de Trabalho incluídos na programação, trazemos a reprodução da Carta Rotary de Belo Horizonte, um documento oficial elaborado durante o Instituto, que fixa a posição do rotarismo brasileiro em relação à redução da mortalidade infantil, principal ênfase do encontro. ● Em Belo Horizonte, o desenvolvimento do quadro associativo do Rotary foi um tema que também mereceu atenção. No Brasil, os esforços de crescimento estão ganhando o reforço da campanha Desafio 100.000 Rotarianos, que tem por objetivo alcançar esse número de associados na América Latina (nas Zonas 19, 20 e 21) até 30 de junho de 2009, com premiações para o associado de número 100.000, seu padrinho, o clube e o distrito. As informações estão na página 21. ● Novembro é o mês que o Rotary dedica à Fundação Rotária, celebrada por nossos colunistas na Mensagem do presidente, na Coluna do diretor do RI, na Coluna dos Coordenadores Regionais da Fundação Rotária e na Coluna do chair da FR. Além disso, a atuação dos rotarianos através da Fundação no combate mundial à pólio nas últimas duas décadas ganha uma grande reportagem na estréia do suplemento Global Outlook. Produzido pelo Rotary World Magazine Press com o objetivo de destacar o trabalho dos rotarianos no plano internacional, o suplemento será publicado trimestralmente nas revistas rotárias, dedicando cada edição a um tema. ● Novembro também é o mês em que os brasileiros comemoram o Dia Nacional da Cultura e o Dia Nacional da Língua Portuguesa, idioma que, apesar de ser o quinto mais falado em todo o mundo, ainda não foi reconhecido como um idioma oficial das Nações Unidas – uma reivindicação que merece o apoio dos rotarianos, diz o ex-governador do distrito 4750, Waldenir de Bragança, no artigo Nossa pátria, a língua portuguesa. ● Mas esta edição também é de tristeza para a Brasil Rotário, que no final de setembro perdeu seu editor, o rotariano Lindoval de Oliveira. Jornalista e um dos grandes publicitários de sua geração, ele foi um dos responsáveis pela renovação da revista, ocorrida na segunda metade dos anos 90. Nossa homenagem a ele está na página 9.

U

BRASIL ROTÁRIO

3


Seminário internacional ○

Futuro da Fundação Rotária debatido em Foz do Iguaçu Márcio Medeiros

Com a presença de centenas de rotarianos do Brasil, do Paraguai e da Argentina, representando um total de 111 Rotary Clubs e 16 distritos, no dia 30 de agosto foi realizado no Hotel Bourbon, em Foz do Iguaçu, no Paraná, o Seminário Internacional da Fundação Rotária. Organizado pelo distrito 4640 e pela ex-governadora Dalva Rigoni, o evento contou com a participação do presidente do Conselho de Curadores da Fundação Rotária e ex-presidente do Rotary International, Jonathan Majiyagbe. “As mensagens transmitidas foram todas motivadoras e inspiradoras o bastante para que, a cada dia, acreditemos que realizar os sonhos é possível”, falou a governadora do distrito anfitrião, Stael Sdroiewski Uba, ao destacar que os programas desenvolvidos pela Fundação Rotária são ferramentas para o trabalho dos rotarianos. Na ocasião, o diretor do Rotary

International, Themístocles Américo Caldas Pinho, anunciou algumas novidades que serão implementadas pela Fundação como forma de melhorar o envolvimento e a utilização de seus programas humanitários. “Os governadores contarão com uma verba maior. No en- DURANTE O seminário, Jonathan Majiyagbe (ao tanto, os projetos te- centro) foi entrevistado pelos companheiros Antonio rão que atender as Hallage e Altino Voltolini ênfases de cada presidente do Rotary International”, Também foram palestrantes o ele disse, explicando também que diretor eleito do Rotary Interhaverá um período para testar esse national, Antonio Hallage; os EGDs novo comportamento. O ex-diretor Altino Voltolini, Neli Abascal e do RI José Alfredo Pretoni, presiden- Altimar Augusto Fernandes, coorte da Associação Brasileira da The denador regional da Fundação Rotary Foundation, mostrou a im- Rotária; e o companheiro Márcio portância de se atrair a participa- Medeiros, associado do RC de ção do setor empresarial para as Marília-Pioneiro, SP (D.4510). ações da Fundação Rotária com benefícios fiscais. Agradecimentos: Márcio Medeiros

15º Concurso de Monografias ○

A.Santos

Eficiência mineira conquistada com parcerias Com um total de 12 trabalhos inscritos, o RC de Itaú de Minas, MG (D.4540) foi o vencedor do Prêmio Eficiência na edição deste ano do Concurso de Monografias para Professores, promovido pela Brasil Rotário. Para chegar a esse resultado, o clube mineiro fez uma parceria com a prefeitura da cidade e com a secretaria municipal de Educação, que promoveram fortemente o concurso nas escolas públicas da

4

NOVEMBRO DE 2008

JOSÉ ALVES Fortes entregando o certificado de premiação a Alexandre da Silva, presidente do clube, que também recebeu um cheque no valor de R$ 2.000,00

cidade, inclusive oferecendo uma máquina fotográfica digital à unidade que mais participasse. O ex-governador do distrito 4580 e vice-presidente de Marketing da Cooperativa Editora Brasil Rotário, José Alves Fortes, esteve em Itaú de Minas ao lado da mulher, Marley, para entregar o prêmio patrocinado por ele, no valor de R$ 2.000,00, e os certificados de participação aos professores.

Esta é a segunda vez que o RC de Itaú de Minas aparece entre os vencedores do concurso. Em 2005, o trabalho do professor Edson Posidônio, inscrito pelo clube, ficou em quarto lugar. “Estes resultados nos deixaram motivados e confiantes. No ano que vem, estaremos presentes com força maior ainda”, disse o presidente do clube, Alexandre da Silva. Colaboração: EGD Adalberto Menegazzo


C AROS

Mensagem do Presidente

NA REDE

Leia os pronunciamentos e as notícias do presidente do RI D. K. Lee acessando o site <www.rotary.org/jump/lee>

COMPANHEIROS ,

missão da Fundação Rotária é capacitar os rotarianos a promover a compreensão, a boa vontade e a paz em todo o mundo através da melhoria das condições de saúde em suas comunidades, do apoio à educação e do alívio da pobreza. Embora essa definição pareça simples, seu significado tem um enorme valor, especialmente para todas as pessoas beneficiadas pelos programas patrocinados pela Fundação Rotária todos os anos – crianças tão pobres que não podem freqüentar uma escola; famílias que perderam tudo o que tinham em desastres naturais; comunidades que não contam com sistemas sanitários adequados, água limpa ou cuidados médicos. A missão da Fundação Rotária tem um enorme valor para os 2 bilhões de crianças que estão livres da pólio. Por causa do trabalho que a Fundação ajudou a apoiar, foram prevenidos 5 milhões de casos de paralisia infantil e mais de 250.000 mortes causadas pela poliomielite. Atualmente, estamos enfrentando aquelas que – assim esperamos – são as etapas finais da nossa luta contra a pólio. Todos vocês contribuíram com seu apoio à Fundação Rotária, e é através dela que fazemos parte das iniciativas diárias de erradicação, garantindo transporte, confecção de folhetos informativos, a promoção da campanha e mesmo os pirulitos distribuídos às crianças nos dias de vacinação. Tudo para garantir que a vacina oral contra a pólio, essa proteção essencial, chegue a todos os meninos e meninas do mundo, fazendo com que cada rodada de imunização seja uma missão bem-sucedida. Todos aqueles que já participaram de algum Dia Nacional de Imunização sabem exatamente do que eu estou falando ao afirmar que não existe nada comparável a essa experiência, de que não há nada como saber que você faz parte de uma iniciativa que salva vidas, e que por isso fará história. Se você não puder estar lá pessoalmente, participe com sua ajuda através da Fundação Rotária. Por que o Rotary tem uma fundação? Porque ela engrandece nossa organização, potencializando o trabalho de todos os nossos clubes e distritos. A Fundação Rotária permite que cada um de nós participe do trabalho do Rotary e faz com que as nossas realizações sejam cada vez maiores e alcancem novas alturas. Neste mês especial em que celebramos a Fundação Rotária, devemos lembrar que ela é a nossa Fundação, que ela existe por nossa causa e para nós, permitindo-nos realizar cada vez mais para trazermos esperança ao mundo. A responsabilidade de manter nossa Fundação cada vez mais forte está em nós mesmos.

A

DONG KURN (D. K.) LEE Presidente do Rotary International BRASIL ROTÁRIO

5


Coluna do Diretor do Rotary International Themístocles A. C. Pinho

Novembro, mês da Fundação Rotária

N

este mês de novembro, nossas atenções estão voltadas para a Fundação Rotária, o braço filantrópico e humanitário do Rotary. A idéia lançada por Arch C. Klumph, o sexto presidente do Rotary International, na Convenção de Atlanta, nos EUA, em 1917, parecia fadada ao fracasso – inicialmente, apenas US$ 26,50 dólares foram arrecadados. No entanto, como uma fênix que ressurge das cinzas, em 1947, após o falecimento de Paul Harris, e em homenagem póstuma ao fundador do Rotary, as contribuições aumentaram significativamente. Ano após ano, o aporte foi crescendo, e hoje a Fundação Rotária faz uma enorme diferença nos quatro cantos do mundo, financiando projetos educacionais e humanitários. Quando o mexicano Carlos Canseco, presidente 1984-85 do Rotary International, lançou a idéia da erradicação mundial da poliomielite através da Campanha Polio Plus, o sucesso estava garantido. Homem de grande tenacidade, daqueles para quem nada é impossível, o Polio Plus foi para ele uma obsessão, assim como a certeza de que venceríamos essa terrível doença. Foi a Fundação Rotária quem deu o suporte e a credibilidade necessários para esse sucesso. Hoje, endêmica em somente quatro regiões de quatro países (Afeganistão, Paquistão, Índia e Nigéria), a poliomielite está com os dias contados. Isso significa que em breve os rotarianos poderão dar às crianças um presen-

6

NOVEMBRO DE 2008

te inigualável: um mundo livre da pólio, doença que por muitos anos ceifou vidas e inviabilizou o diaa-dia de muitos milhares de pessoas. Esse trabalho de fôlego somente é possível graças à tenacidade dos rotarianos e, particularmente, ao prestígio e à profícua atividade da nossa Fundação Rotária, uma enti-

Nosso apelo é para que os rotarianos não deixem de utilizar os recursos que a Fundação Rotária oferece – e que estão aí para proporcionar uma melhor qualidade de vida para todos dade que – ao lado de seus parceiros, como a Organização Mundial da Saúde e outras organizações desse mesmo talante – desenvolve um trabalho dinâmico, mas ao mesmo tempo paciente, no combate sem tréguas à pólio. Novos horizontes Amigos, percorrendo o Brasil e a América Latina na minha função de diretor do Rotary International, sou testemunha desse trabalho toda vez que me deparo com os extraordinários serviços prestados pelos Rotary Clubs através de projetos

educacionais e humanitários que apenas se tornam possíveis em face do apoio financeiro da Fundação Rotária. São projetos que beneficiam crianças em situação de risco e comunidades carentes, ajudam a minorar o sofrimento de idosos, deficientes físicos, desempregados, dependentes químicos, vítimas da violência doméstica, e que ainda fornecem meios para a educação de jovens e adultos, abrindo-lhes um horizonte mais venturoso por intermédio do conhecimento. No elenco de programas que são geridos pela Fundação Rotária, certamente haverá um que se adapta ao seu clube ou à sua comunidade. Basta identificar alguma necessidade e elaborar um projeto que a Fundação Rotária irá apoiar. Por isso, o nosso apelo é para que os rotarianos não deixem de utilizar os recursos que a Fundação oferece – e que estão aí para proporcionar uma melhor qualidade de vida para todos. Nestes mais de 100 anos de existência, o Rotary tem enfrentado muitos desafios, e sempre foi bemsucedido graças à decisiva atuação dos rotarianos e ao inegável apoio da Fundação Rotária, sempre presente para ajudar. Mas, ao se preparar para comemorar seu primeiro centenário, a Fundação, como o órgão vivo e dinâmico que é, estava merecendo não apenas uma simples atualização, mas verdadeiramente uma nova perspectiva, uma nova roupagem que lhe assegurasse a necessária continuidade e aperfeiçoamento, o que deu origem ao Plano de Visão Futura.


A.S.

Apoiado em fundamentos básicos bem delineados, e após realizar estudos bem conduzidos e orientados por um corpo de profissionais da mais alta competência, o Conselho Diretor do Rotary International aprovou em sua reunião de junho de 2008 a implantação do Plano de Visão Futura da Fundação Rotária a partir de 1o de julho de 2010. Cabe a nós, rotarianos, não apenas conhecêlo, mas – especialmente – aplicálo de forma consciente e bem orientada. Em linhas gerais, são três os pontos básicos do Plano de Visão Futura: 1. A simplificação dos programas 2. O desenvolvimento do senso de responsabilidade em nível distrital e dos clubes 3. O desenvolvimento de um modelo empresarial para o suporte dos programas, principalmente através de parcerias Será do desenvolvimento destes três elementos fundamentais que todo um novo sistema de prestação de serviços será executado, basicamente através de dois tipos de subsídios: os Subsídios Distritais e os Subsídios Globais, com critérios e condições bem definidos. De outra parte, elegeram-se seis áreas de interesse para sua execução – e que nortearão todos os Subsídios Globais: ● A paz mundial e a prevenção e resolução de conflitos ● A previsão e o tratamento de doenças

rotária. É essa conscientização que faz do Rotary e da Fundação Rotária duas das mais acreditadas e imbatíveis organizações voltadas à promoção da paz e da concórdia. Sabemos que a erradicação da poliomielite em todo o mundo está prestes a ser concluída. Os recursos para que isso aconteça têm surgido da generosidade dos rotarianos e de outras pessoas que crêem no seu trabalho, doando seus recursos e seu talento. A seriedade com que nós tratamos e retribuímos essa generosidade extrapola as fronteiras do Rotary, sensibilizando empresários e governos. Um exemplo dessa atitude foi a doação de US$ 100 milhões que recebemos da Fundação Bill ● A atenção em relação aos recur& Melinda Gates com o comprosos hídricos e ao saneamento misso de equipararmos uma ● A saúde materno-infantil quantia idêntica em até três anos, ● A educação básica e a alfabetio que diz bem da lisura dos noszação sos dirigentes e da credibilidade ● O desenvolvimento econômico e desta que é uma das maiores funcívico dações do mundo. Temos a certeza de que vamos Uma nova Fundação Como se vê, esses serão os cri- conseguir equiparar esses US$ térios básicos (e ao mesmo tempo 100 milhões antes do prazo estiabrangentes) que orientarão os pro- pulado, pois os rotarianos acredigramas da Fundação Rotária – sem, tam no sucesso da Fundação no entanto, descuidar daqueles re- Rotária e na certeza de que venferentes à educação e ao Polio Plus. ceremos definitivamente a poliomielite, essa terríNa verdade, a parvel doença, em tir de 1o de julho de Temos a certeza pouco tempo. 2010 nascerá uma de que vamos Nós sabemos “nova” Fundação que jamais conseRotária. A princípio, conseguir guiremos uma paz isso vai acontecer equiparar esses completa neste por meio de um plano-piloto, envolvenUS$ 100 milhões mundo, pois na alma humana hado 100 distritos deantes do prazo bita essa dualidavidamente seleciode de sentimennados por critérios estipulado, pois tos: o bem e o bastante objetivos. os rotarianos mal. Mas temos a Apesar disso, a Funacreditam no certeza de que, dação Rotária não com a nossa atuairá perder suas casucesso da ção, nós fazemos racterísticas fundaFundação Rotária a d i f e r e n ç a , e mentais, em que os que se alimentarclubes – e particularmente os rotarianos e rotarianas – mos o bem com mais intensidasão sua base de sustentação e de de estaremos contribuindo para um mundo melhor de se viver – execução. Ao ingressar no Rotary, o indiví- e a nossa Fundação Rotária é duo se inteira do propósito de lutar uma parte inseparável desta por um mundo mais pacífico. Daí maneira de proceder e de agir, em diante, é quase impossível que permitindo que Realizemos os ele não se envolva com a filosofia Sonhos. BRASIL ROTÁRIO

7


Nossa pátria, a língua portuguesa No mês em que comemoramos a cultura brasileira, a Brasil Rotário une-se à campanha que pretende transformar nosso idioma no sétimo oficial da ONU

sentações musicais e folclóricas que entrelaçam e fortalecem os sentimentos e as formas de conviver das regiões onde o Rotary está inserido. São momentos prazerosos que nos levam a refletir sobre o humanismo e o que a cultura representa, e também sobre o que é construído na tradição, com suas importantes raízes, aproximando toda a vida de nossa organização rotária. Assim se preserva uma cultura, envolvida na educação, na criatividade, na solidariedade, no despertar do interesse de colaborar, compreender e de aceitar os outros em sua dignidade e no seu modo de ser.

Waldenir de Bragança*

O

Rotary é também uma organização voltada à cultura, um movimento de integração que compreende os diferentes modos de ser e que atua em favor dos valores humanos e sociais. A cultura da paz, por exemplo, constituise num meio e numa meta dos esforços do Rotary em todo o mundo. Aqui no Brasil, no dia 5 de novembro nós comemoramos o Dia Nacional da Cultura, que assinala o nascimento de Rui Barbosa, homem de grande projeção internacional que deu uma intensa contribuição cultural à vida de nosso país. A data tem o objetivo de chamar a atenção para a cultura brasileira e de estimular ações voltadas ao nosso crescimento cultural.

A serviço da cultura O rotarismo brasileiro tem desenvolvido a aproximação das culturas regionais no contexto nacional, inclusive através da revista Brasil Rotário, que mostra as diferentes manifestações culturais do nosso voluntariado através da prestação de serviços que é feita em milhares de cidades do nosso extenso território. Nas Conferências Distritais e nos Institutos Rotary, especialmente, são valorizados os costumes, os modos especiais de relacionamento e as expressões artísticas de nosso povo por meio de apre8

NOVEMBRO DE 2008

Os cientistas sociais consideram que a cultura é um importante fator de coesão social, permitindo que as pessoas se conheçam, façam intercâmbio para o crescimento em conjunto da sua auto-estima coletiva, para que haja reciprocidade e a formação de uma postura ética. Nesse sentido, o Rotary se empenha para estimular os valores humanos e sociais que levem à conscientização de que é necessário olhar além de si mesmo, compartilhar ideais e somar vontades em um companheirismo construtivo para que a vida tenha sentido. O poeta norte-americano T. S. Elliot resumiu a cultura como “aquilo que faz a vida valer a pena ser vivida”. Por isso, o Rotary é cultura, uma cultura que se irradia no aprendizado do confortar-se com as diferenças

do mundo. Ou, como afirmou o escritor russo Leon Tolstoi: “Em toda e qualquer pessoa vive o mesmo espírito que vive em cada um de nós”.

Campanha Em 5 de novembro, Dia Nacional da Cultura, o Brasil também passou a celebrar, através da Lei nº 11.310 de 12 de junho de 2006, o Dia Nacional da Língua Portuguesa. Aproveitando a data, a Brasil Rotário promove nesta edição a campanha que tem o objetivo de tornar o idioma português o sétimo oficial na ONU, ao lado do árabe, chinês, espanhol, francês, inglês e russo – reivindicação defendida pelos rotarianos dos países onde o português é falado. Uma língua, além de um meio de comunicação, expressa um conteúdo existencial. “Uma língua não é um código composto por um conjunto de palavras”, afirma o filósofo brasileiro Leandro Konder. “Cada idioma, elaborado coletivamente ao longo de séculos, manifesta determinados modos de sentir, de pensar e de viver de um grupo humano, grande ou pequeno. As diferenças entre as línguas estão ligadas às diferenças entre as culturas: em suas características singulares, o idioma ao mesmo tempo expressa e forja uma unidade cultural. Nele se vive uma experiência humana peculiar.” As lideranças rotárias podem influenciar de maneira ampla e decisiva para o reconhecimento pelas Nações Unidas do idioma falado por mais de 250 milhões de pessoas, oficial em oito países, sendo um dos quatro falados em todos os continentes – e o quinto idioma mais falado em todo o mundo. Presente em mais de 207 nações e regiões geográficas, o Rotary expressa nessa campanha um compromisso de prestação de serviços profissionais, comunitários e internacionais ao valorizar o idioma dos povos da língua portuguesa. *O autor é EGD, vice-presidente de Administração da Cooperativa Editora Brasil Rotário e associado do RC de Niterói-Norte, RJ (D.4750).


Homenagem ○

O adeus a Lindoval de Oliveira (1928-2008)

N

o dia em que desembarcou de navio no Rio de Janeiro, o detalhe que mais chamou a atenção do menino Lindoval de Oliveira na paisagem da Praça Mauá foi o imponente Edifício A Noite, na época o mais alto da cidade. Nascido no Recife em 19 de novembro de 1928, filho do barbeiro José Itatiaya e da dona de casa Maria das Victórias, por um desses caprichos da vida ele estaria trabalhando no Edifício A Noite poucos anos depois, como office boy da Rádio Nacional. E foi lá, na rádio, que o estudante que gostava de ler Machado de Assis deu seus primeiros passos no jornalismo, tornando-se auxiliar de redação em 1945, época em que chegou a participar da cobertura dos últimos conflitos da Segunda Guerra Mundial, escrevendo boletins com as informações que chegavam do exterior. A experiência como redator de rádio marcaria para sempre o caçula da equipe de jornalismo da Nacional, que nunca mais abandonaria o ofício diário com as palavras, fosse trabalhando como redator dos Jornais de Cinema, autor de novelas e de programas radiofônicos, ou como publicitário, ramo onde ingressou no final dos anos 1940, através do departamento de propaganda da A Exposição Modas. Como publicitário, Lindoval de Oliveira construiu uma bem-sucedida carreira, pontuada por sua trajetória na McCann Erickson, na época a maior agência de publicidade do mundo, onde ficou por mais de 20 anos, chegando à vice-presidência da empresa; e pelo trabalho à frente da L&M Propaganda, sua própria agência, aberta em sociedade com Mozart dos Santos Melo.

Em mais de seis décadas de profissão, não lhe faltaram prêmios e reconhecimentos, entre eles o de Publicitário do Ano, por eleição da Associação Brasileira de Propaganda, e o de Profissional do Ano, escolha da revista “Propaganda”, ambos em 1969. Em 1984, recebeu a Comenda da Ordem do Mérito das Comunicações, concedida pelo Ministério das Comunicações. A história de Lindoval de Oliveira no Rotary começou em 1966, quando se associou ao Rotary Club do Rio de Janeiro. Foi também através do Rotary que ele retornou ao jornalismo, em 1995, dessa vez à frente da Brasil Rotário, inaugurando uma nova e elogiada fase da publicação, eleita uma das melhores revistas regionais do Rotary International. Seu amor pela revista e pelo trabalho era tão grande quanto o que tinha pelos amigos e pelo Flamengo, seu time do coração. Maior que eles, somente o amor pela família: a mulher, Lúcia; e os filhos Maria Vitória e Gustavo. Lindoval de Oliveira morreu aos 79 anos de idade, no último dia 30 de setembro, no mesmo Rio de Janeiro onde um dia chegou, ainda menino, sonhando com um futuro tão grande quanto o Edifício A Noite. Um futuro grandioso com o qual ele foi se encontrando ao longo da vida, como testemunha e protagonista de diversos momentos importantes da comunicação no Brasil na segunda metade do século 20. Uma experiência que ele emprestou à Brasil Rotário nos últimos 13 anos, trabalhando como editor, dedicação pela qual todos nós, diretores e funcionários da revista, queremos agradecer através desta homenagem. BRASIL ROTÁRIO

9


Belo Horizonte se transformou Combate à pólio e à mortalidade infantil esteve entre os temas debat ido

ntre os dias 18 e 20 de setembro, a comunidade rotária de todo o país esteve voltada para a capital mineira, onde aconteceu o XXXI Instituto Rotary do Brasil. Cerca de 1.500 participantes, entre eles lideranças de nossa organização no país e no mundo, estiveram reunidos para debater importantes questões relacionadas ao Rotary e à humanidade. A abertura do evento aconteceu na noite do dia 18, no Grande Teatro do Palácio das Artes, e contou com a presença do embaixador da Coréia do Sul no Brasil, KyuHyun Cho, que recepcionou pessoalmente o casal presidente do RI, os também sul-coreanos Dong Kurn Lee e

E 10

NOVEMBRO DE 2008

Young. Outra presença ilustre na cerimônia de abertura foi o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, associado honorário do Rotary Club de Belo Horizonte. Além do convocador do Instituto, o diretor do Rotary International Themístocles Américo Caldas Pinho, e do coordenador geral do evento, o ex-governador distrital José Edélcio Drummond Alves, também participaram da abertura todos os ex-diretores brasileiros do RI e os curadores da Fundação Rotária David D. Morgan (que veio representando o presidente do Conselho de Curadores da entidade, Jonathan Majiyagbe) e José Antonio Salazar Cruz.


mou na capital dos rotarianos

bat idos durante o XXXI Instituto Rotary do Brasil, realizado em setembro ● MESA DIRETORA da cerimônia de abertura, realizada na noite do dia 18 de setembro

Todas as atividades do Instituto Rotary de Belo Horizonte foram realizadas no Ouro Minas Palace Hotel, local oficial do evento. Temas de grande relevância para os rotarianos, o programa Polio Plus e o desenvolvimento do quadro associativo foram destaque em toda a programação de seminários, palestras e grupos de trabalho, assim como a redução da mortalidade infantil, definida pelo presidente D. K. Lee como o foco de sua gestão e uma questão essencial para as ações dos rotarianos nos próximos anos. Aproximadamente 10 milhões de crianças morrem todos os anos em todo o mundo (uma média de 26.000 diariamente) por falta de alimentação, água e educação. A fome é ainda hoje a principal causa da morte de crianças no planeta, e muitas dessas mortes poderiam ser evitadas se houvesse um

maior esclarecimento das mães na hora de cuidar dos seus filhos. Com relação à erradicação da poliomielite, foi dada ênfase mais uma vez ao Polio Plus e à doação de US$ 100 milhões outorgada ao Rotary International pela Fundação Bill & Melinda Gates, com o objetivo de financiar as atividades de imunização realizadas pela Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, liderada pela Organização Mundial de Saúde ao lado de parceiros como os rotarianos e as Nações Unidas. Até o final de 2010, o Rotary precisa cumprir o compromisso que assumiu com a Fundação Gates de levantar mais US$ 100 milhões para as ações de combate à poliomielite. O presidente Dong Kurn Lee também estabeleceu como meta para sua gestão o aumento do quadro associativo do Rotary em todo

● PARCIAL DA platéia no Grande Teatro do Palácio das Artes

BRASIL ROTÁRIO

11


● DONG KURN Lee, presidente do RI: emoção na execução dos hinos ● THEMÍSTOCLES PINHO, diretor do RI e convocador do evento, entre a mulher, Gilda, e o governador de Minas, Aécio Neves

● A PALAVRA do coordenador geral do evento, EGD José Edélcio Drummond Alves

o mundo. Durante o Instituto, ele reforçou o esforço que deve ser feito no Brasil para que este objetivo seja alcançado. “Precisamos ter mais rotarianos para termos mais prestação de serviços”, disse. Hoje, em todo o planeta, há 1,2 milhão de rotarianos. O objetivo de D. K. Lee é que, até o final de sua gestão, em junho de 2009, este número aumente em pelo menos 10%. “O Brasil é o quinto colocado no ranking mundial de rotarianos. Há dez anos, era o terceiro. Este número precisa crescer”, afirmou. 12

NOVEMBRO DE 2008

● O EMBAIXADOR da Coréia do Sul no Brasil, Kyu-Hyun Cho

Ainda sobre esse assunto, destaque para a palestra “Quadro Social: uma das metas do ano rotário”, em que o diretor Themístocles Pinho mostrou a evolução do quadro associativo do Rotary no Brasil e na América Latina. Na oportunidade, foi lançada a campanha Desafio 100.000 Rotarianos, que tem por objetivo alcançar a meta de 100.000 rotarianos e rotarianas na Améri-

ca Latina (nas Zonas, 19, 20 e 21) até 30 de junho de 2009, com premiações expressivas para o associado de número 100.000, seu padrinho, o clube e o distrito (mais informações na página 21 desta edição).


● O PRESIDENTE do RI em seu discurso de abertura, já com a medalha da Comenda JK, que recebeu do governador Aécio Neves

● NA MESA principal, o governador do distrito 4760, Javert Vivian Silva; Antonio Hallage, diretor eleito do Rotary International; os ex-diretores do RI Luiz Coelho de Oliveira, Hipólito Ferreira e Gérson Gonçalves; e César Vanucci, ouvidor do município e representante do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel

● TAMBÉM NA mesa, o desembargador Reinaldo Ximenes, representante do Tribunal de Justiça de Minas; José Antonio Salazar-Cruz, curador da Fundação Rotária; os ex-diretores do Rotary International Mário de Oliveira Antonino, José Alfredo Pretoni, Alceu Vezozzo e Carlos Speroni; e o governador do distrito 4520, Eduardo Luis de Souza

● AÉCIO NEVES cumprimentando D. K. Lee: minutos antes, o governador de Minas recebeu um título de Companheiro Paul Harris, entregue pelo ex-governador do distrito 4760, Adauto Mansur Arabe

BRASIL ROTÁRIO

13


Palestras e participações Durante o Instituto, nomes de destaque estiveram presentes para a apresentação de palestras. Vicent Defourny, diretor-geral da Unesco no Brasil, participou com “A visão da Unesco em um mundo globalizado”. O vice-governador de Minas, o professor Antônio Augusto Anastasia, participou falando sobre ética, um tema de enorme interesse para os rotarianos. Representando a Fundação Rotária, o curador David D. Morgan apresentou uma exposição sobre o tema “A Fundação Rotária na atualidade”. Em relação ao tema central do Instituto, a redução da mortalidade infantil, pronunciou-se o ex-diretor do Rotary International, Luiz Coelho de Oliveira. Encerramento Após dois dias de intensa programação, o XXXI Instituto Rotary foi encerrado na tarde de sábado, 21 de setembro. Antes da cerimônia oficial, foi feita uma apresentação sobre Gramado, no Rio Grande do Sul, cidade que irá sediar o próximo encontro, em setembro do ano que vem. Além disso, foram feitas homenagens aos Casais Anfitriões do Instituto de Belo Horizonte e a entrega de premiações aos 20 distritos que mais arrecadaram recursos para a Fundação Rotária e desenvolveram seu quadro associativo, além da premiação por projetos na área da comunicação.

● A NOITE de abertura teve as apresentações da Cia. de Dança Balé de Rua, de Uberlândia, e a música do Grupo de Seresta Canta Minas, da cidade de Ipatinga

● UMA GRANDE e atenta platéia, presente a todas as plenárias, seminários e grupos de discussão, foi uma das marcas do Instituto de Belo Horizonte

● PALAVRA DE inspiração de D. K. Lee, tendo ao seu lado Hipólito Ferreira, que fez a tradução para a platéia. Antes, o curador David Morgan proferiu uma palestra sobre a Fundação Rotária

14

NOVEMBRO DE 2008


● ANTES DA cerimônia de encerramento, um grupo cultural gaúcho ajudou a promover o Instituto do ano que vem, que será realizado em Gramado

● ANTONIO HALLAGE, diretor eleito do RI e convocador do Instituto de Gramado

● D. K. Lee e Young no jantar em sua homenagem, na noite do dia 20

GRUPOS DE TRABALHO Diversos grupos de trabalho foram realizados para discutir e informar os participantes sobre os principais assuntos incluídos na programação do Instituto Rotary de Belo Horizonte, com o objetivo de definir o posicionamento de nossa organização em relação às ações que serão realizadas e de sensibilizar a comunidade rotária e mundial. Grupo 1 Tema: A Imagem Pública do Rotary – o projeto Rotary Brasil e outras ações bem-sucedidas Presidente: EGD Fernando Quintella (D.4720) Expositor: EGD José Domingos Rabello (D.4620) Moderador: EGD Adalberto José Menegazzo (D.4540) Moderador: José Nelson Carrozzino Filho (D.4570) Relator: EGD Maurício Alves (D.4640) Conclusões: Visando a divulgação da Imagem Pública do Rotary: ■ Foi sugerido o desenvolvimento do Projeto Rádio Brasil. ● NO GRUPO 1, Fúlvio ■ A participação dos Abrami Stagi, Fernando Rotary Clubs em Quintella Ribeiro, desfiles de comeMaurício Alves e José morações de datas Nelson Carrozzino Filho cívicas. ■ Uma maior atuação junto ao Programa de Intercâmbio de Grupos de Estudos da Fundação Rotária. ■ Que cada distrito procure obter a concessão de uma rádio comunitária. ■ Que a revista Brasil Rotário busque, dentro de seu planejamento futuro, a concessão de um canal de TV.

Grupo 2 Tema: Menções Presidenciais Presidente: EGD Flávio de Mattos (D.4750) Expositor: EGD Nahid Chicani (D.4610) Moderador: EGD Luiz Fernando Granzotto (D.4740) Moderador: EGD Ari Sergio Del-Fiol Módolo (D.4430) Relator: EGD Naylor André das Chagas Lima (D.4710)

● ARI SERGIO Del-Fiol Módolo, Nahid Chicani, Flavio de Mattos, Naylor André das Chagas Lima e Luiz Fernando Granzotto

Conclusões: ■ Necessidade de haver mais espaço nos Seminários de Treinamento para Presidentes Eleitos (Pets) para a orientação sobre a Menção Presidencial e o modo de cumprir as metas exigidas para sua obtenção. ■ Ainda durante o Pets, é necessário que os governadores distritais orientem os clubes para que estes procurem realizar projetos que abranjam mais de uma meta exigida para a obtenção da Menção Presidencial, a fim de facilitar sua obtenção. ■ Para facilitar a obtenção da Menção Presidencial, foi sugerido que o acompanhamento da realização das metas seja feito pelos governadores assistentes. ■ Para que se tenha maior eficiência no tocante à Menção Presidencial, o governador distrital deve pedir a colaboração dos ex-governadores na orientação do cumprimento das metas. BRASIL ROTÁRIO

15


Grupo 3 Tema: Desenvolvimento do Quadro Associativo Subtema I: Desafios e momento atual (Retenção de associados, ex-bolsistas e membros de IGE da Fundação Rotária) Subtema II: Rezoneamento – O novo mapa do Rotary e a posição do Brasil Presidente: EGD Pedro Carlos Sabadini (D.4410) Expositor 1: EGD José Antonio Figueiredo Antiório (D.4610) Expositor 2: EGD José Ubiracy Silva (D.4500) Relatora: EGD Vera Canto Bertagnoli (D.4720) Conclusões: ■ Para a fundação de um novo Rotary Club, é preciso selecionar dez candidatos com perfil para assumir a presidência de um clube, e então os dez selecionados buscarão novos candidatos, verificando o poder aquisitivo dos mesmos. ■ Aumentar a presença das mulheres no quadro associativo. ■ Fortalecer ou revitalizar os clubes com menos de 20 sócios. ■ Antes de admitir um novo sócio, mostrar, através de ações, que o Rotary é um clube de serviço. Verificado o envolvimento do possível candidato com essas ações práticas, o passo seguinte é convidá-lo para uma reunião do Rotary, mostrando o resultado da ação da qual ele participou. ■ Cada distrito deve fazer um planejamento estratégico com foco no Desenvolvimento do Quadro Associativo. ■ Desafio para cada companheiro retornar ao seu clube: ser padrinho de um novo sócio. ■ Fortalecer os clubes de Novas Gerações. ■ Fazer com que o Rotary seja um “objeto de desejo”. ■ Ter o Rotary no coração, e não somente na lapela. ■ Convidar aposentados para o Rotary. ■ O rezoneamento não altera a situação do Brasil. ■ Respeitar os princípios básicos do Rotary, exercendo a liderança através do servir.

● GRUPO 3, com as participações de Itamar Duarte Ferreira, governador eleito do distrito 4520, e de Vera Bertagnoli, Pedro Carlos Sabadini, José Antonio Figueiredo Antiório e José Ubiracy Silva

16

NOVEMBRO DE 2008

Grupo 4 Tema: Redução da Mortalidade Infantil e Recursos Hídricos Presidente: EDRI Carlos Enrique Speroni Expositor: EGD George Pinheiro (D.4720) Moderador: EGD José Darci Pereira Soares (D.4700) Moderador: EGD Gilson Miguel de Bessa Menezes (D.4750) Relator: EGD Wadir Olivetti (D.4510) Conclusões: ■ Os distritos devem atuar nessa área, executando projetos e apoiando o Unicef. ■ Visando a melhoria do setor, nossos dirigentes devem ser bem escolhidos, permitindo atender as nossas necessidades nas áreas de saúde, saneamento, reflorestamento e recursos hídricos, com especial atenção e cuidado com a questão do lixo. ■ É preciso executar parcerias com as prefeituras e governos estaduais, utilizando os Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário e parcerias com Rotary Clubs de outros países. ■ Para obtermos êxito, é necessário prevenir e educar, como regras fundamentais. ■ É necessário incentivar projetos como os adotados em vários distritos, a exemplo do Semeando Vidas e do Projeto Verde Vida.

Grupo 5 Tema: Redução da Mortalidade Infantil e Alfabetização Presidente: EGD Eduardo Krafetuski (D.4760) Expositor: EGD Francisco Borsari Netto (D.4730) Moderador: EGD Plínio Salgado Guimarães Lage (D.4600) Moderador: EGD Synemar Geraldo Silva Cervellini (D.4310) Relator: EGD Maria José Duarte Goya (D.4620) Conclusões: ■ Necessidade de elaborar um plano estratégico do Rotary para a implantação de um projeto de alfabetização (Lighthouse). Este plano deve inspirar-se em casos de sucesso e contar com o levantamento e a identificação dos analfabetos, com o objetivo de formar um banco de dados e utilizar uma metodologia eficiente como o Concentrated Language Encounter (CLE). ■ Incentivar os distritos a instituir Comissões Distritais de Alfabetização/Educação. ■ Instar todos os Rotary Clubs a incluir em suas metas um projeto de alfabetização que tenha bases sólidas, cuidando para que haja o correto recrutamento dos analfabetos e um ensino de qualidade, o que deverá acarretar numa maior motivação para a permanência dos alunos em sala de aula. ■ Enfatizar a importância do professor, proporcionandolhe treinamento, reciclagem e reconhecimento. ■ Ter a alfabetização de mulheres (que são consideradas as “primeiras educadoras”) como um dos focos principais desse trabalho, proporcionando-lhes oportunidades de crescimento pessoal e melhoria da auto-estima, o que acarretará em melhores condições de vida para seus filhos. ■ A redução da mortalidade infantil depende muito da correta educação, advinda da valorização da alfabetização.


Grupo 6 Tema: Mortalidade Infantil, Saúde e Nutrição Presidente: EGD Nadir Zacarias (D.4610) Expositor: EGD Márcio Antônio Labruna (D.4520) Moderador: EGD Valério Delamanha (D.4590) Moderador: EGD Kazuhiro Mori (D.4430) Relator: EGD Marco Antonio Gazel (D.4610) Conclusões: ■ Incentivar os clubes a fazer o diagnóstico da situação. ■ Incentivar os clubes a ter programas permanentes relacionados à mortalidade infantil. ■ Procurar as secretarias de Saúde de cada município, visando a execução de programas de prevenção à mortalidade infantil. ■ Propor a instalação de UTI Infantil. ■ Incentivar a vacinação. ● ALCEU EBERHARDT, Valter Merlos, Aldair de Queiroz Franco, Neli Abascal e Gerson Bersanete (na tribuna) debateram o Plano de Visão Futura da Fundação Rotária

Grupo 7 Tema: Plano de Visão Futura da Fundação Rotária Presidente: EGD Aldair de Queiroz Franco (D.4770) Expositor: EGD Gedson Junqueira Bersanete (D.4470) Moderador: EGD Alceu Eberhardt (D.4650) Moderador: EGD Valter Merlos (D.4540) Relator: EGD Neli Coradini Abascal (D.4780) Conclusões: ■ Há uma grande preocupação com a implantação do Plano de Visão Futura, seja em relação aos critérios de participação dos 100 distritos que farão parte do plano-piloto, aos recursos do FDUC não utilizados e ao treinamento que será feito em 2009-10 com os governadores e as equipes distritais. ■ O plano será um sucesso e irá aumentar a autonomia dos governadores. Além disso, causará um aumento nas contribuições à Fundação Rotária, tanto por parte das pessoas jurídicas como das pessoas físicas, proporcionando uma maior visibilidade do Rotary e melhorando nossa imagem pública. ■ Todos os distritos devem se inscrever, em tempo hábil, até junho de 2009, não importando seu tamanho. Grupo 9 Tema: As atividades de sucesso do Rotary com a Juventude (40 Anos do Rotaract) Presidente: EGD William Leyser O’Dwyer (D.4530) Expositor: EGD Luiz Carlos D’Antonino (D.4580) Moderador: Edson Adriano Santos (presidente da OMIRBrasil) Moderador: EGD Minoru Sakate (D.4310) Relator: EGD Luiz Gustavo Kuster Prado (D.4530) Conclusões: ■ Cuidamos muito bem do Programa de Intercâmbio de Jovens, mas não damos a mesma atenção para o Interact e o Rotaract.

Grupo 8 Tema: Polio Plus (Onde estamos? Para onde queremos ir? Quando chegar? O que fazer? O que falta? O Desafio de US$ 100 Milhões do Rotary) Presidente: EGD Altimar Augusto Fernandes (D.4420) Expositor: EGD Valdeir Fagundes de Queiroz (D.4510) Moderador: EGD Jorge Coga Pedroso (D.4770) Moderador: EGD Elizabeth Cunha (D.4550) Relator: EGD Antônio Henrique Barbosa de Vasconcelos (D.4490) Conclusões: ■ Sugerida a criação de um certificado para os doadores de US$ 100. ■ Sugerida a venda de artefatos para a arrecadação de fundos destinados ao combate à pólio. ■ Divulgação do trabalho do Rotary, mostrando o que a organização faz e seu papel fundamental na história da erradicação da poliomielite. ■ Que no mínimo 10% do Fundo Distrital sejam destinados ao combate à pólio. ■ Além das Casas da Amizade, envolver mais os jovens vinculados ao Rotaract, Interact e ao Rotary Kids, fazendo um trabalho nos colégios e universidades. ■ Fazer gestões junto aos governos para que seja criado um certificado de vacinação contra a pólio, com apresentação obrigatória na entrada dos países. ■ Fazer um trabalho para que a vacinação anual seja feita simultaneamente com os dois tipos de vacinas utilizados contra os vírus restantes (dos tipos 1 e 3). ■ Para erradicarmos a poliomielite de uma vez por todas, o Desafio de US$ 100 Milhões não será o bastante. Por isto, temos que manter as contribui- ● VALDEIR FAGUNDES de ções até a erradicação de- Queiroz, expositor do Grupo finitiva da doença. 8, dedicado ao Polio Plus ■ Foi sugerido que os rotarianos busquem rotaractianos para fazer a transição para o Rotary. ■ Sugerido que as informações sobre os programas voltados à juventude cheguem aos clubes de maneira mais proativa. ■ Foi sugerida a participação de fato dos rotarianos nas reuniões ● NA MESA do Grupo 9, Luiz do Interact e do Rotaract. Carlos D’Antonino, ■ Sugerido que os governadores façam Visitas Oficiais aos clubes William Leyser O’Dwyer e Luiz de Interact e Rotaract. Gustavo Kuster ■ Sugerido que se faça uma proposta ao Conselho de Legislação Prado para incluir a obrigatoriedade de treinamento para os programas, inclusive com alocação de recursos, e que os rotarianos participem dos movimentos de escotismo para estimular os programas do Rotary. ■ Sugerido que se façam convênios entre as universidades e os rotaractianos para que sejam obtidos descontos em mensalidades para os participantes, como já é feito em alguns distritos.

BRASIL ROTÁRIO

17


Durante a cerimônia de encerramento do Instituto, foi aprovada a Carta Rotary de Belo Horizonte, um documento oficial que fixa a posição do rotarismo brasileiro em relação à redução da mortalidade infantil, principal ênfase do evento. A partir dessas ações, o XXXI Instituto Rotary do Brasil assumiu o compromisso do presidente D. K. Lee, que tem para sua gestão o lema Realizemos os Sonhos, canalizando os esforços de nossa organização para a melhoria das condições de vida de nossas crianças, melhorando assim a vida do nosso mundo.

Carta Rotary de Belo Horizonte Os rotarianos brasileiros reunidos no XXXI Instituto Rotary do Brasil, realizado em Belo Horizonte, Minas Gerais, entre 18 e 20 de setembro de 2008, evento convocado pelo diretor do RI Themístocles Américo Caldas Pinho, com a presença do presidente do RI Dong Kurn Lee, sendo representante da Fundação Rotária o curador David D. Morgan, e tendo como chairman o EGD José Edélcio Drummond Alves, motivados pelo lema Realizemos os Sonhos, congregando lideranças compromissadas com os ideais e objetivos do Rotary, decidiram elaborar este documento, que denominam Carta Rotary de Belo Horizonte, contendo recomendações fortalecedoras da secular posição prestadora de serviços do Rotary em favor da humanidade. onsiderando que o presidente D. K. Lee conclama em sua mensagem para um esforço conjunto visando à realização dos sonhos das crianças do mundo inteiro, colocando-as no topo de nossas atenções, por serem os recursos mais preciosos da humanidade, dando ênfase para o enfrentamento da mortalidade infantil; Considerando que nos compete incluir, nas jornadas rotárias, neste período, projetos tendo por objetivo a criança, desde a preparação para o nascimento, a fim de prevenir doenças, com ações educacionais junto ao binômio mãe-filho, compenetrando os governos e a sociedade para investir na criança e garantir o futuro da humanidade; Considerando que a mortalidade infantil tem causas que podem ser evitadas e combatidas, com recursos como o uso de imunizantes e nutrição, associados à educação, saneamento e outros meios adequados para reduzir riscos à vida pré-natal e infantil; Considerando que, segundo dados recentes do Ministério da Saúde, as taxas de mortalidade infantil, referente a óbitos de crianças com até 1 ano de vida no Brasil, ainda estão altas em relação a outros países; Considerando o grave panorama em várias regiões da Terra, que atinge 10 milhões de mortos por ano, e que na América Latina chega a índices preocupantes, com 27 mortes por cada 1.000 nascidos vivos, antes de completar 1 ano, e que, dentre outros fatores, o saneamento deficiente agrava a mortalidade de crianças até 5

ciadora de uma consciência coletiva quanto à nossa responsabilidade solidária da sociedade e governo, com a preservação da vida da criança e com a melhoria das condições para garantir-lhe um futuro saudável;

C

18

NOVEMBRO DE 2008

O XXXI INSTITUTO ROTARY DO BRASIL PROCLAMA ● WALDENIR DE Bragança, presidente da Comissão de Redação da Carta Rotary de Belo Horizonte

anos, e que mais de 300.000 crianças se encontram em situação de risco nas ruas do nosso país; Considerando que o Unicef na América Latina e no Caribe concentra seus programas e ações na resposta a seis anseios significativos à infância: disparidade, exclusão, desnutrição crônica, violência (cerca de 85 mil crianças morrem anualmente em decorrência de violência doméstica), HIV/Aids e emergências, e que – ainda segundo o Unicef – “no mundo em desenvolvimento, a mortalidade infantil é consideravelmente maior entre as crianças que vivem em áreas rurais e nos lares mais pobres”; Considerando que uma compreensão comum dos direitos fundamentais da criança é da mais alta importância para a humanidade; Considerando que os distritos e clubes rotários formam uma rede de extensa capilaridade comunitária de voluntários, que pode ser ampliada com parcerias, constituindo força influen-

● Como um ideal a ser alcançado através dos esforços conjuntos dos rotarianos do mundo:

1. Promover o respeito à vida da infância, com a adoção de medidas progressivas, independentemente de raça, cor, sexo, idioma, religião, condições socioeconômicas, opinião política ou de outra natureza, e que “A família é o núcleo natural e fundamental da sociedade e tem direito à proteção da sociedade e do Estado”; 2. Reconhecer que as regras fixadas na Declaração Universal dos Direitos Humanos merecem total apoio, em particular o estabelecido em seu Artigo XXV, 2, ao declarar: “A maternidade e a infância têm direito a cuidados e assistência especiais. Todas as crianças nascidas dentro ou fora do matrimônio gozarão da mesma proteção social”, e mais recentemente no Brasil, através do Estatuto da Criança e do Adolescente; 3. Finalmente, ressaltar serem indispensáveis ações de vigilância no empenho de garantir os direitos fundamentais da criança: vida, saúde, alimentação, lazer, educação, dignidade, respeito, convivência familiar e comunitária e outros de igual valor.


RESOL VE RESOLVE Que os distritos e clubes rotários do Brasil e do mundo: 1º – Destinem a primeira semana de dezembro, mês especialmente dedicado à família, para concentrar atenções para a Semana da Criança – para enfocar melhor a problemática, mobilizando os esforços das famílias, da sociedade e de organizações públicas e particulares, em ações conjuntas visando superar o desafio da mortalidade infantil, conduzindo a uma nova postura diante da vida nascente, nos primeiros meses; 2º – Promovam, através de amplos debates, a conscientização e o oferecimento de propostas para o equacionamento das decisões governamentais, visando disponibilizar recursos e meios, dentro das peculiaridades locais e regionais; 3º – Chamem a atenção, dentre outros fatores, para a grave questão das crianças que estão nas ruas, em estado de abandono, em situação de risco social, crescendo na marginalidade, sendo levadas ao crime, à prostituição,

N

à gravidez precoce, presas fáceis do tráfico e da dependência das drogas, e outros desacertos que destroem a vida e corrompem a sociedade; 4º – Promovam projetos junto às comunidades por eles assistidas através dos programas do Rotary International e da Fundação Rotária do Rotary International, visando a melhoria das condições de saúde e de educação das crianças carentes dessas comunidades. 5º – Defendam as diretrizes ora estabelecidas e atuem para obter resultados, utilizando a força da credibilidade centenária do Rotary, integrado em atuante rede que cobre 207 países e regiões geográficas, dispondo-se a dar a mais ampla divulgação ao conteúdo desta Carta, em particular junto aos mais diversos segmentos da sociedade civil e política, especificamente aquelas responsáveis e envolvidas no tema enfocado – a criança – praticando desta forma os objetivos do Rotary e atendendo a seu compromisso na missão de servir à humanidade.

Belo Horizonte, 20 de setembro de 2007.

● A Carta Rotary de Belo Horizonte foi assinada por Dong Kurn Lee, Themístocles Pinho e David Morgan, e pelos membros da Comissão de Redação do documento: EGDs Waldenir de Bragança (presidente), Octávio Augusto Britto Gomes de Souza, Fernando Magnus, Roberto Duarte, Ruy Cardoso de Mello Tucunduva e Antonio Celso de Castro Gonçalves. Assinaram também ex-diretores do RI, o diretor eleito Antonio Hallage e os atuais governadores dos distritos rotários brasileiros.

AGRADECIMENTOS: a cobertura do XXXI Instituto Rotary do Brasil foi realizada com a colaboração do diretor do RI e convocador do evento, Themístocles Pinho, dos EGDs José Edélcio Drummond Alves (coordenador geral do evento), Geraldo Eustáquio Alves (secretário-geral) e Waldenir de Bragança; e de Fernanda de Oliveira (Feira Moderna). Fotos: Studio SM.

Encontro de líderes

O PRESIDENTE-

Evento internacional vai reunir ex e atuais dirigentes do RI em San Diego

ELEITO John Kenny (à esquerda) e o presiden-

os dias 19 e 20 de janeiro de 2009 será realizada em San Diego, na Califórnia, EUA, a sexta edição do Past Officers Reunion, a reunião anual dos ex-dirigentes do Rotary International. Apesar do nome, o evento é voltado não apenas aos antigos líderes de nossa organização, mas também aos atuais e futuros dirigentes, incluindo diretores do RI, curadores da Fundação Rotária, governadores e lideranças em potencial. A sexta edição do encontro vai acontecer no Omni San Diego Hotel, próximo ao local da Assembléia Internacional de 2009, que será realizada entre os dias 18 e 25 de janeiro no Manchester Grand Hyatt Hotel. Com o objetivo de atualizar nossos ex-dirigentes sobre os fatos atuais e os planos para o futuro do Rotary, no ano passado o evento contou com a presença de

te indicado Ray Klinginsmith

cinco ex-presidentes do RI, do presidente em exercício, além de 17 ex-diretores, diretores em exercício e curadores da Fundação Rotária, entre rotarianos de mais de 12 países. A programação de 2009 prevê encontros com o atual presidente do RI, Dong Kurn Lee, com o presidente-eleito John Kenny e com o presidente indicado, Ray Klinginsmith. Além deles, também estarão presentes o presidente do Conselho de Curadores da Fundação Rotária e ex-presidente do RI, Jonathan Majiyagbe, e alguns curadores.

ACESSE O SITE Para obter informações adicionais sobre inscrições e preços, ver fotos do último encontro e ler testemunhos dos participantes, visite o site <www.rotaryreunion.org>. O prazo final para as inscrições se encerra no próximo dia 1º de janeiro.

Vamos nos encontrar na linda San Diego! BRASIL ROTÁRIO

19


JOSÉ APARECIDO dos Santos, companheiro do Rotary Club de São Paulo-Vila Carrão, SP (D.4430), foi homenageado pelo Sindicato de Transporte por Motocicleta do Estado de São Paulo, em reconhecimento à campanha Motoqueiro Sangue Bom, realizada desde 2005. A cada segundo domingo do mês, são organizadas caravanas para doação de sangue ao Hemocentro da cidade.

ASSOCIADO DO Rotary Club de Sorocaba-Norte, SP (D.4620), Cláudio Grosso foi homenageado pela Câmara Municipal local com o título de Cidadão Sorocabano, na companhia da mulher, Lilia, e na presença do vereador Paulo Mendes.

Rotarianos que são notícia ○

O EGD Edison Rodrigues de Lima, companheiro do Rotary Club do RecifeBoa Vista, PE (D.4500), foi homenageado pela Universidade Federal de Pernambuco, durante a 21ª Reunião da Abeu – Associação Brasileira de Editoras Universitárias –, por ter dirigido a editora da universidade e por ter sido o primeiro presidente da associação.

A COMPANHEIRA Maria Aparecida Alves Caprestano, do Rotary Club de TubarãoLuz, SC (D.4651), assumiu a diretoria do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

20

NOVEMBRO DE 2008

O EGD Ernest Paulini, companheiro do Rotary Club de Belo HorizonteMilionésimo, MG (D.4760), foi condecorado pelo Ministério da Saúde com a Medalha Pirajá da Silva, criada por ocasião do centenário da descoberta do parasita Schistosoma mansoni, para premiar cientistas e trabalhadores da saúde que tenham se distinguido na pesquisa e combate à esquistossomose.

O COMPANHEIRO José Carlos de Lima, associado do Rotary Club de Jundiaí-Leste, SP (D.4590) e governador 2010-11, recebeu, por indicação da vereadora Marilena Perdiz Negro, a Medalha Petronilha Antunes, outorgada pela Câmara Municipal local. Realizada no Teatro Polythema, a solenidade contou com a presença do EGD Flávio Buzaneli.

DEONILDO CALZA, associado do Rotary Club de Sarandi, RS (D.4700), tomou posse como diretor do Hospital Comunitário de Sarandi.

Crédito da foto: Nériton Toledo (Ascom / Uenf)

ASSOCIADO DO Rotary Club de CamposGoitacazes, RJ (D.4750), Mário Lopes Machado recebeu a Medalha Darcy Ribeiro das mãos do reitor Almy Júnior Cordeiro de Carvalho, durante sessão solene do Conselho Universitário da Uenf – Universidade do Norte Fluminense. A insígnia foi criada com o objetivo de condecorar instituições ou personalidades que tenham contribuído para a fundação da Uenf.

RENÊ EVALDO Isoppo, associado do Rotary Club de BagéRainha da Fronteira, RS (D.4780), é o atual presidente da Associação Comercial e Industrial da cidade.


DESAFIO 100.000 ROTARIANOS

E

m suas recentes visitas ao Brasil, onde participou das Conferências Presidenciais de São Paulo e do Instituto Rotary de Belo Horizonte, o presidente do Rotary International, Dong Kurn Lee, destacou em seus pronunciamentos aquela que é uma das ênfases de sua gestão: o Rotary precisa crescer. Até junho de 2009, ele espera que nosso quadro associativo aumente em pelo menos 10% em todo o mundo. Com o objetivo de colaborar com essa meta presidencial – especificamente nos países da América Latina localizados nas zonas 19, 20 e 21 – queremos reconhecer e registrar a admissão do rotariano de número 100.000 na região através dos seguintes reconhecimentos e premiações: G O clube e o distrito dessas zonas que derem posse ao associado de número 100.000 nessa região irão receber um diploma e um troféu únicos, especialmente feitos para registrar essa marca histórica. G Ao tomar posse, o 100.000º associado será agraciado com um título de Companheiro Paul Harris. G Se esse associado for empossado até o dia 30 de abril de 2009, seu padrinho terá direito a uma passagem aérea (ida e volta)

CONDIÇÕES G

O nome do 100.000º associado será definido de acordo com o banco de dados do Rotary International

G

O nome de sua madrinha ou padrinho deverá ser confirmado através de correspondência assinada pelo rotariano 100.000, pelo presidente do clube em que o novo associado ingressar e pelo governador do distrito

G

A passagem aérea, em classe econômica, objeto dessa promoção, será nominal e emitida em nome da madrinha ou padrinho premiado. A passagem será válida exclusi-

para Birmingham, na Inglaterra, onde será realizada a Convenção Internacional do Rotary, em junho do ano que vem. Além da passagem, o padrinho também vai ganhar a inscrição para participar do evento e três estadias num hotel da cidade. G Se a posse acontecer depois do dia 30 de abril e antes de 30 de junho de 2009, o prêmio para o padrinho do associado 100.000 será uma passagem aérea (ida e volta) para o próximo Instituto Rotary do Brasil, que será realizado no Rio Grande do Sul, em setembro do ano que vem, além da taxa de inscrição no evento e o pagamento de hotel durante os três dias do Instituto. Contamos com seu engajamento, colaboração e total empenho para superarmos o Desafio 100.000 Rotarianos. Nosso forte abraço, Themístocles A. C. Pinho

José Alfredo Sepúlveda

D I R E T O R DO RI 2007-09

D IRETOR DO RI 2008-10

DE PREMIAÇÃO

vamente para a data de emissão, ponto a ponto, e não endossável, não existindo nenhuma outra forma de substituição para esse prêmio. G

As diárias de hotel serão pagas através de voucher nominal ao premiado, e válidas apenas para os dias da Convenção Internacional de Birmingham ou do Instituto Rotary de 2009.

G

A inscrição para a Convenção Internacional ou o Instituto Rotary será feita em nome do rotariano contemplado com a passagem aérea.

Coordenação do projeto: EGD José Luiz Fonseca – joselfon@amcham.com.br BRASIL ROTÁRIO

21


Rumo a Birmingham Por que ir e como chegar à 100ª Convenção do RI, marcada para junho de 2009 Após 25 anos, a segunda maior cidade da Inglaterra volta a receber nossa Convenção Internacional, que será realizada entre os dias 21 e 24 de junho, em Birmingham. O presidente do Comitê Organizador, Sakuji Tanaka – também curador da Fundação Rotária, ex-diretor do RI e associado do Rotary Club de Yashio, no Japão – oferece um breve leque de bons motivos para que você garanta sua participação no evento:

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Entre para a história do Rotary ao comparecer às cerimônias de abertura e de encerramento da 100ª Convenção do RI; Informe-se sobre novos projetos de serviço e oportunidades de companheirismo nas oficinas e exibições; Faça amigos de mais de 200 países e numerosas regiões geográficas; Visite o coração da Inglaterra, lugar de nascimento da Revolução Industrial; Apresente o Rotary a familiares, cônjuges e convidados – e recrute novos associados; Encontre atuais e antigos líderes rotários e informe-se melhor sobre o futuro do Rotary International e da Fundação Rotária.

Onde ficar Você pode escolher entre 80 hotéis, localizados em Birmingham e West Midlands. Para aproveitar os preços da convenção, faça sua reserva até 8 de maio de 2009. Para chegar lá Via aérea: mais de 27 empresas de aviação dispõem de vôos para o Aeroporto Internacional de Birmingham, com conexões provenientes de 43 cidades. Via férrea: Birmingham é uma importante conexão ferroviária e fica a 90 minutos de Londres pela Virginia Trains, que atinge até 200 km/h. De carro: dirija diretamente desde as quatro principais rodovias do Reino Unido. Um serviço de transporte por ônibus é oferecido regularmente no estacionamento do centro de convenções.

UM DOS castelos medievais mais bem preservados do mundo, Warwick será o cenário de um espetáculo remontando ao ano 914 De ônibus: o National Express cobre trajetos diretos, do Aeroporto Internacional de Birmingham até as principais cidades e aeroportos do Reino Unido. Reservas online no site <www.national.express.com>. De barco: o transatlântico Queen Mary 2 oferece tarifas especiais e eventos para rotarianos e convidados. Viaje com a Cunard Line, de Nova York até Southampton, na Inglaterra, entre 31 de maio e 6 de junho, e retorne entre os dias 25 de junho e 1º de julho. Alguns dos eventos para os convidados 20 de junho: ajude a arrecadar recursos para a Fundação Rotária durante a corrida da alegria e desfile usando roupas típicas de seu país em torno do lago onde fica o centro de convenções que vai abrigar a Convenção. 21 de junho: Espetáculo Medieval, no Castelo de Warwick, reproduzindo o ano de 914. 22 de junho: Noite de Hospitalidade, em que os rotarianos locais recepcionarão os visitantes. Outras opções são jantar em um pub, banquete medieval ou uma refeição com a família de um companheiro. 23 de junho: Uma Noite na Cidade, ocasião em que lojas, museus e galerias de arte estarão abertos até tarde. Adquira os ingressos para os eventos pagos em www.rotaryconvention2009.com

Encontre o formulário para reserva de hotel a partir da página 61 desta edição. 22

NOVEMBRO DE 2008


SUPLEMENTO DO ROTARY WORLD MAGAZINE PRESS

ENFOQUE NA PÓLIO UMA PARCERIA SÓLIDA Diretora do Unicef fala sobre o trabalho com o Rotary

EM PLENA AÇÃO Rotariano lidera serviços voluntários na Índia COMUNIDADES ISLÂMICAS NA ÍNDIA

Em defesa da erradicação Para livrar o mundo da pólio, precisamos de recursos, vacinas e contatos O progresso alcançado pelo Rotary desde o lançamento da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, em 1988, é extraordinário. Se, há duas décadas, 1.000 crianças contraíam poliomielite diariamente em todo o mundo, menos de 2.000 casos da doença foram registrados mundialmente ao longo de todo o ano de 2007. A incidência da doença foi reduzida em 99% e o número de países afetados passou de 125 para quatro: Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão. Anand Balachandran, coordenador de agências da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou que tais realizações não teriam sido possíveis “sem a visão original do Rotary de um mundo livre da pólio, além de sua liderança e apoio”. De fato, nos últimos 20 anos, centenas de milhares de rotarianos ajudaram a vacinar mais de 2 bilhões de crianças, sem contar com as contribuições de US$ 700 milhões feitas por Rotary Clubs em todo o mundo. Imunização e levantamento de verbas são essenciais a essa campanha. Além dessas atividades, o alcance da meta de erradicação completa da pólio irá exigir um empenho adicional: a intensiva promoção da causa, o que Balachandran chama de “o terceiro pilar” de qualquer iniciativa bem-sucedida de

saúde pública. “Nos países onde a pólio ainda é endêmica, é indispensável que os altos líderes governamentais estejam comprometidos com a erradicação”, declarou. “Eles precisam estar dispostos a usar todos os recursos disponíveis para que todas as crianças do mundo sejam vacinadas.”

O que é o Global Outlook? Bem-vindos ao Global Outlook, o novo suplemento do Rotary World Magazine Press que destaca o trabalho do Rotary no plano internacional. Cada edição desta publicação trimestral produzida pelo Rotary International será dedicada a um tema específico. O Global Outlook enfatiza que o Rotary é uma organização internacional que atua melhor quando conecta pessoas de várias nacionalidades que compartilham a mesma visão. Para saber mais, acesse <www.rotary.org/go> BRASIL ROTÁRIO

23


Reconhecendo a importância dos esforços de promoção para assegurar o apoio e a assistência financeira dos governos, uma força-tarefa foi formada pelo Rotary em 1995 para trabalhar com os países doadores. Nos 13 anos seguintes, nações como os EUA, o Japão e a Holanda destinaram cerca de US$ 4,1 bilhões em prol da erradicação. Embora a obtenção de fundos seja essencial, esta não é a única finalidade dos trabalhos de promoção da campanha. É importante também que os governos façam da erradicação uma prioridade em função do bem-estar de seus povos. Segundo Balachandran, “a difusão do assunto pelos líderes rotários junto aos chefes de estado e nações doadoras, e por rotarianos nos países infectados ou que tenham acesso a organizações multilaterais, tem sido indispensável à obtenção de compromisso político em favor do combate à pólio”. A grande arrancada da iniciativa global contra a doença se deu em 2002, quando a eliminação da poliomielite foi incluída na agenda do encontro do G8. Balachandran disse que a “liderança do Rotary foi fundamental” para que o tópico fosse incorporado e mantido na agenda. Ele elogia também os empenhos da organização junto ao governo dos EUA, país que mais contribui financeiramente com a causa. “Em muitas das nações afetadas, há inúmeros interesses que competem pela atenção dos governos, e a saúde em geral recebe baixa prioridade”, esclareceu Anand Balachandran. “Garantir que os líderes governamentais considerem um único caso de pólio como uma ameaça à erradicação global da doença é um grande desafio. O Rotary tem sido insuperável no que se refe24

NOVEMBRO DE 2008

re a apoiar os governos e ajudálos a tomar as decisões certas.” Atualmente, 27 rotarianos servem como assessores nacionais de difusão do Polio Plus, enquanto um grupo de ex-presidentes do RI e outros líderes seniores ofereceram suporte essencial. Entre eles, Balachandran destaca especialmente o rotariano Robert S. Scott, médico aposen-

tado que preside a Comissão Internacional Polio Plus. Scott tem sido uma figura central no avanço dos esforços de erradicação da doença, bem como no trabalho desenvolvido junto à OMS e os governos doadores, e no incentivo aos rotarianos para que apóiem o Desafio de US$ 100 Milhões do Rotary. Scott citou as dificuldades para a difusão da

Por trás dos números Até que o mundo seja certificado como inteiramente livre da pólio, calcula-se que as contribuições do Rotary em prol da erradicação global terão ultrapassado US$ 850 milhões (veja tabela). “Os recursos doados pelo Rotary e outras organizações do setor privado representam cerca de 15% do total”, esclareceu o presidente da Comissão Internacional Polio Plus, Robert Scott. A maior parte desses fundos – mais de dois terços – provém de diversos países, o que ressalta o papel fundamental dos trabalhos de difusão da causa e de reconhecimento do apoio oferecido pelos governos. Um bom exemplo é a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, sócia honorária do Rotary Club de Hansestadt Stralsund, em Berlim. Ela tem solicitado constantemente aos líderes do G8 que colaborem com a campanha de combate à pólio. Para promover ainda mais entre os representantes governamentais da Alemanha a importância da erradicação global da doença, o Ministério para Cooperação de Desenvolvimento da Alemanha organizou uma exibição do fotógrafo Jean-Marc Giboux intitulada “Pólio: O Último Capítulo”. Um dos recursos usados pelo Rotary para homenagear os esforços políticos e financeiros é o prêmio Campeão pela Erradicação da Pólio, que foi outorgado a Angela Merkel em maio deste ano. Matthias Schütt


campanha: “Como a iniciativa de erradicação perdura há 20 anos, muitos dos ministros do G8 já são outros, e alguns nem sabem que a pólio ainda é um problema. Cada vez que um ministro é substituído, somos forçados a recomeçar o processo.” Scott está ciente de que erradicar o 1% final é a parte

há muito tempo que nosso maior obstáculo é a falta de assistência financeira, agravada pela diminuição do apoio oferecido pelo G8. Peço a todo rotariano que mantenha firme a convicção de que venceremos essa luta enquanto eu e outros de nós continuarmos a pressionar os governos doadores.”

petindo com outros problemas, como a Aids e a malária. Nossa responsabilidade é manter a atenção voltada à pólio”. Mudanças anuais nos governos locais dificultam os esforços de Onabolu na Nigéria. “Perdemos força no ano passado. Em 2008, estamos intensificando as atividades em defesa da campa-

mais árdua da campanha. “Quando há menos de 2.000 casos por ano, comparados com os 1.000 casos diários que tínhamos antigamente, e considerando a pandemia de Aids, o aumento dos casos de malária e de tuberculose, bem como as doenças transmitidas por água contaminada, torna-se extremamente difícil explicar aos ministros da saúde e das finanças a contínua necessidade de verbas para concluirmos a erradicação da poliomielite.” Apesar de seu otimismo, Scott sente-se desapontado com certos países do G8 que não cumpriram sua promessa de doar verbas feita no encontro de Gleneagles em 2005. “Acredito

Tais governos querem ver a dedicação dos países que estão apoiando. Busuyi Onabolu, membro da comissão regional do Polio Plus para a África e presidente da Comissão Polio Plus da Nigéria, afirmou que este país tem demonstrado um forte compromisso em nível nacional, mas os governos locais não consideram a erradicação da pólio uma prioridade. “Eles acham que a campanha é um programa de organizações estrangeiras”, explicou. “Temos feito tremendos esforços para fazê-los mudar de postura.” Onabolu disse que mesmo nacionalmente a defesa da erradicação da poliomielite é um desafio, pois “estamos com-

nha.” O trabalho de Onabolu inclui viagens e encontros freqüentes com representantes governamentais. “Mal tenho tempo de participar das reuniões do meu Rotary Club”, lamentou. Ele enfatiza que a tarefa parece ingrata, mas na verdade não é. “Vejo alegria no rosto dos que se encarregaram da imunização”, disse. “Sou grato a esta campanha por ter me proporcionado uma vida mais enriquecedora.” Paul Engleman Mais detalhes online Acesse o site <www.rotary.org/ go> e leia mais sobre o assunto, inclusive em entrevistas com Anand Balachandran e Robert Scott. BRASIL ROTÁRIO

25


Rotary e Unicef: “Uma parceria sólida” Diretora do Fundo das Nações Unidas para a Infância acredita que a erradicação da pólio está avançando bem

ANN VENEMAN na convenção de 2008 do RI em Los Angeles

VINCE AVERSANO: Antes de trabalhar no Unicef, o que a senhora sabia sobre o Rotary? ANN VENEMAN: Como meu avô era rotariano, ouço falar do Rotary desde criança. Além disso, tive muitos contatos com grupos rotários. Quais são os pontos fortes do Rotary como parceiro? Desde 1985, o Rotary tem sido um parceiro muito forte do Unicef, especialmente na área de erradicação da poliomielite, na qual conseguimos resultados extraordinários trabalhando juntos. O Rotary sempre foi uma excelente organização de prestação de serviços locais e mundiais. Com sua ajuda, estamos muito próximos de eliminar a pólio globalmente. Quais são as últimas previsões para a erradicação? Desde o lançamento do programa de erradicação, vacinamos 26

NOVEMBRO DE 2008

Desde que foi indicada em janeiro de 2005 pelo então secretáriogeral da ONU, Kofi Annan, para servir como diretora executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Ann Veneman tem se mostrado uma incansável defensora do bem-estar das crianças. Sua proposta de aplicação de uma sólida fundamentação científica na ampliação de um sistema integrado de acesso a saúde, nutrição, água potável, educação e proteção em benefício da infância tem criado parcerias mais eficazes entre governos, ONGs, outras agências da ONU, instituições financeiras internacionais e o setor privado. De acordo com Veneman, uma prova do sucesso desta abordagem é a diminuição recorde do número de mortes infantis, que foi reduzido para 9,7 milhões por ano. Entre as principais metas do Unicef para 2009, está a intensificação dos esforços de combate aos surtos de poliomielite. Em novembro do ano passado, o redatorchefe da revista The Rotarian, Vince Aversano, encontrou-se com Veneman no escritório do Unicef em Nova York. bilhões de crianças. Esta é uma das maiores iniciativas de saúde pública da história. Não queremos definir uma data para a erradicação total. Estabelecemos marcos para 2008 e, pelo menos até agora (esta entrevista foi realizada em novembro de 2007), estamos em dia. Esperamos poder eliminar a pólio mundialmente em dois anos. Os novos surtos são preocupantes. Como o Unicef e seus parceiros pretendem concluir a tarefa? O vírus é endêmico em apenas quatro países: Nigéria, Índia, Afeganistão e Paquistão. Temos uma oportunidade de ouro nos próximos dois anos para dar a arrancada final. O que a senhora poderia nos dizer sobre os esforços de erradicação nesses quatro países? No Afeganistão e no Paquistão, o principal obstáculo é a segurança, já que os casos novos estão em

áreas perigosas. Na Índia e na Nigéria, o maior problema é alcançar as crianças que não foram vacinadas e aquelas que foram imunizadas mais de uma vez. Temos uma grande oportunidade agora com a vacina monovalente, que é muito mais eficaz do que as vacinas anteriores. Outra importante inovação foi a combinação de campanhas contra a pólio com outros serviços. Na Nigéria, por exemplo, juntamos as atividades de imunização contra a pólio e o sarampo, com a distribuição de redes contra mosquitos e outros itens voltados à saúde de crianças e mulheres. A diretora geral da OMS, Margaret Chan, declarou que não há fundos suficientes para concluir a tarefa mundialmente. Um dos mais significativos acontecimentos recentemente anunciados foi o subsídio de US$ 100 milhões outorgado pela Fundação Gates ao Rotary.


Quando assumiu o cargo no Unicef, qual era sua visão para o aprimoramento da entidade? Procurei concentrar-me nas Metas do Milênio das Nações Unidas, que incluem o aumento do acesso de mulheres e crianças ao ensino básico, a redução da mortalidade infantil e maternal, diminuição do HIV/Aids, da malária e da tuberculose, além de fornecimento de água potável e nutrição adequada. Nosso objetivo é fazer com que os pa-

íses continuem a progredir nessas áreas, de modo a criar um mundo melhor para as crianças. Qual tem sido o progresso alcançado pelo Unicef? Há motivos para termos esperança. Em 2007, pela primeira vez a mortalidade infantil caiu para índices abaixo de 10 milhões anuais. Em comparação com 1960, esta é uma queda de 60%, obtida graças a atividades comunitárias em prol da saúde

materna e infantil, inclusive com atividades de imunização, fornecimento de redes contra mosquito, tratamento para desidratação e distribuição de vitamina A. É possível prevenir essas 10 milhões de mortes anuais oferecendo assistência adequada às crianças. Mais detalhes online Assista a trechos da entrevista com Ann Veneman no site <www.rotary.org/go>

Em plena ação

Deepak Kapur Presidente da Comissão Polio Plus da Índia Deepak Kapur tem se dedicado ao Rotary há mais de duas décadas. Seguindo os passos de seu pai, de seu tio e avô, que eram rotarianos, em 1980 ele se associou ao Rotary Club de Delhi South, na Índia, e desde então ocupou vários cargos no Rotary International, inclusive o de governador de distrito. Desde 2001, Deepak tem servido como presidente da Comissão Polio Plus da Índia. “É impressionante

DEEPAK KAPUR analisa mapa com os casos de pólio em Bihar juntamente com agentes da saúde

que, anos mais tarde, rotarianos do meu país e de outras partes do mundo ainda estejam lutando contra essa terrível doença”, afirmou. “A boa notícia é que já percorremos 99% do caminho.” Há razão para otimismo. A pólio tem infectado um número menor de pessoas – e em menos lugares. Na Índia, o vírus do tipo 2 foi erradicado em 1999. Até agosto, apenas um caso de poliomielite do tipo 1 (o mais perigoso) foi registrado em Uttar Pradesh, uma das regiões mais afetadas. O número de casos na Índia caiu de dezenas de milhares para centenas, e estes são do tipo 3, mais fácil de ser contido. Kapur, no entanto, não descansará até que o número de casos seja zero. O governo indiano tem apoiado a campanha liderada pelo Rotary e por seus parceiros (o Unicef, o Centro Norte-Americano para o Controle e a Prevenção de Doenças, e a OMS), sendo que rota-

rianos de todo o mundo têm destinado verbas para a campanha. “Dinheiro é importante”, disse Kapur, “mas são os voluntários dos EUA, da Índia e de outros países do mundo que me impressionam. Essas pessoas doam tempo e amor para salvar as crianças. Bihar é uma das áreas mais pobres e de difícil acesso da Índia. Centenas de milhares de voluntários possibilitaram um Dia Nacional de Imunização nesse país. Todas as crianças menores de cinco anos – cerca de 179 milhões de meninos e meninas – foram imunizadas, e 209 milhões de casas foram visitadas”. Muitas outras medidas foram tomadas. Nos últimos anos, a OMS e os laboratórios de vigilância cortaram pela metade o tempo necessário para que um caso de pólio seja confirmado. O trabalho da Comissão de Ulemás pela Erradicação da Pólio (leia o artigo da página 30) tem ajudado a esclarecer as percepções equivocadas que alBRASIL ROTÁRIO

27


gumas pessoas ainda têm a respeito das atividades de imunização. Múltiplas doses da vacina são aplicadas nas crianças de até cinco anos de idade. Infelizmente, falta de saneamento, água contaminada, desnutrição, alto índice de natalidade e outros problemas gerados pela pobreza continuam a dificultar o combate à pólio.

“Um dos fatores que me impulsionam e me fazem trabalhar ainda mais é a certeza de que a poliomielite pode ser eliminada”, explicou Kapur. “Acho que nenhuma criança deveria contrair uma doença que pode ser erradicada. Estamos próximos de vencer a batalha, não podemos desistir agora. Se desistirmos, a pólio voltará com

a força do passado e nenhuma criança estará segura.” Digby Diehl Mais detalhes online Assista a um slideshow com imagens de Deepak Kapur e dos esforços de erradicação da pólio na Índia e no Nepal em <www.rotary.org/go>

Panorama global Captação de recursos para vencer o desafio Quando o RI e a Fundação Gates anunciaram uma parceria financeira para ajudar a erradicar a pólio, rotarianos e simpatizantes do Rotary começaram a pensar em maneiras inovadoras de angariar verbas e ao mesmo tempo promover a conscientização

sobre nossa maior prioridade. Com leilões organizados por Rotary Clubs e promessas generosas de doações de US$ 1 milhão ou mais, rotarianos do mundo inteiro têm se dedicado a angariar US$ 100 milhões até dezembro de 2010, de forma a equiparar a contribuição da Fundação Gates. 28

NOVEMBRO DE 2008

Golfe gera renda Assim como os escoceses adoram golfe, um jogo inventado por eles, os rotarianos adoram trabalhar pela erradicação da pólio. Sendo assim, é natural que rotarianos escoceses tenham achado um jeito de unir essas duas paixões. No dia 22 de julho, o distrito 1230 realizou uma partida de golfe em benefício do Desafio de US$ 100 Milhões do Rotary no famoso campo escocês Dundonald Links, em Ayrshire. Cerca de 170 rotarianos e convidados participaram da iniciativa, enfrentando a chuva e o vento que castigavam a região. Mas o mau tempo não impediu que o jogo fosse um sucesso, possibilitando a arrecadação de US$ 8.000 – os quais, adicionados a outras doações, levaram o distrito a um total de US$ 53.000 contribuídos em favor do Desafio. “O que queremos mesmo não é vencer este jogo, mas o desafio de eliminar a poliomielite do planeta”, disse Bob Tomlinson, coordenador do Grupo de Apoio à Imagem Pública do Rotary na Europa. “Esse acontecimento aumentou em toda a Escócia a conscientização sobre o Rotary e sua campanha de erradicação da pólio, ao mesmo tempo que contribuiu para chegar-

mos mais perto de vencer o desafio que nos foi feito pela Fundação Gates”, esclareceu Andrew Hughes, ex-governador do distrito. O evento teve uma ampla cobertura da mídia. Jack Nicklaus, famoso ex-jogador de golfe e sobrevivente da pólio, foi um dos que colaboraram na divulgação. “Conseguimos chamar a atenção para a poliomielite num país em que a doença havia sido virtualmente esquecida”, comentou Alex T. Blair, secretário do evento.

Acesse www.rotary.org O site oficial do RI oferece as notícias mais atualizadas sobre os esforços de erradicação da pólio, bem como vídeos, dados históricos, dicas, materiais para download, produtos para compra e muito mais. Os interessados podem cadastrar-se para receber as atualizações por e-mail. Com materiais em alemão, coreano, espanhol, francês, inglês, italiano, japonês, português e sueco, o site oferece recursos valiosos para todos os rotarianos.


Um tipo especial de ciclismo no Canadá Aos 28 anos de idade, Ramesh Ferris, um sobrevivente da pólio, decidiu colocar seus ideais em prática pedalando 7.200 km no Canadá em apoio à erradicação da doença. Quando contraiu poliomielite em Tamil Nadu, na Índia, ele ainda não havia completado dois anos de idade. Sua mãe, impossibilitada de cuidar do filho, encaminhou-o para a adoção internacional. Ramesh passou dois anos em um orfanato no Canadá até que foi adotado por uma família em Whitehorse, Yukon. Após inúmeras cirurgias e sessões de fisioterapia, ele passou a andar aos quatro anos de idade com a ajuda de muletas. Cortesia da Ramesh Ferris Cycle to Walk Society

RAMESH FERRIS em sua jornada contra a pólio

Criado na região noroeste do Canadá, Ferris teve pouco contato com outros sobreviventes da pólio. Até que, em 2002, ao retornar à Índia, ele conheceu outras pessoas que também haviam sido vítimas da doença – mas que não tiveram os mesmos recursos que Ferris teve à disposição. Essa experiência serviu de inspiração para sua jornada de ciclismo, patrocinada por Rotary Clubs canadenses, e que começou no dia 12 de abril (data de aniversário do lançamento da vacina Salk) em Victoria, na Colúmbia Britânica, e terminou em Cape Spear, Newfoundland, em meados de outubro. Ao longo do caminho, Ramesh Ferris visitou escolas, Rotary Clubs, centros médicos e escritórios do governo. Embora não seja rotariano, ele adotou o ideal do Rotary de erradicação da pólio durante sua viagem de seis meses. Em suas próprias palavras, o Cycle to Walk, nome dado à iniciativa, é uma maneira de lutar contra a poliomielite e dar a outros sobreviventes a oportunidade de explorar seu potencial. Dos US$ 268.300,00 arrecadados por Ferris com a campanha, 75% serão destinados ao programa Polio Plus para imunizar crianças em países onde a pólio ainda é endêmica ou que correm o risco de importar o vírus; 20% serão utilizados para financiar terapias de reabilitação; e 5% serão destinados para conscientizar os canadenses sobre a pólio.

Recursos globais O RI oferece inúmeros recursos sobre a erradicação da pólio aos clubes e à comunidade. Para encomendas, visite <shop.rotary.org> e digite o número do produto (preços em US$).

DVD Desafio de US$ 100 Milhões do Rotary Com 12 minutos de duração, apresenta um panorama sobre os esforços do Rotary para erradicar a pólio e a iniciativa de três anos voltada à captação de recursos que tem por base o subsídio de US$ 100 milhões outorgado ao Rotary pela Fundação Gates. O DVD inclui ainda idéias de angariação de recursos para os Rotary Clubs. (985-DVD; US$ 15) Conjunto de CDs Humanidade em Ação IV Com destaque à erradicação da pólio, este material possibilita aos rotarianos divulgar mensagens básicas do Rotary em suas comunidades. Inclui anúncios de utilidade pública para rádio, TV e imprensa, além de outdoors, que podem ser adaptados a cada região. Este conjunto com quatro CDs está disponível em alemão, coreano, espanhol, francês, inglês, italiano, japonês, português e sueco. (612-PT, grátis) DVD RVM 2.2 Esta edição da The Rotarian Video Magazine inclui três vídeos com relatos sobre atividades de imunização contra a pólio em 2007 na Índia e entrevistas com Deepak Kapur e outros voluntários. Diversos rotarianos conseguiram que canais de televisão em suas comunidades veiculassem trechos deste DVD, que está disponível em inglês com legendas em coreano, espanhol, francês, japonês e português. (50606DVD; US$ 15) BRASIL ROTÁRIO

29


Comunidades islâmicas na Índia A divulgação dos esforços de erradicação da pólio não se limita aos encontros do G8. Uma prova disso é o recente sucesso obtido pelos rotarianos indianos, que estabeleceram novos relacionamentos de trabalho com líderes muçulmanos locais. No ano passado, o estado indiano de Uttar Pradesh concentrava 40% dos 874 casos de pólio registrados no país e mais de um quarto dos índices mundiais. Se esse trabalho continuar, o estado mais populoso da Índia deixará de ser a “capital mundial do vírus da pólio”, como é conhecido por alguns especialistas da área de saúde. Dos 339 casos da doença verificados em Uttar Pradesh em 2007, 80% se deram em comunidades islâmicas. Uma iniciativa liderada pelo Rotary ajudou a diminuir a incidência para 30%, sendo que apenas 20 casos ocorreram em áreas muçulmanas durante os três primeiros meses de 2008. Estabelecida pelo RI em 2007, a Comissão de Rajesh Singh/Rotary Images

O ROTARIANO Ajay Saxena, membro da Comissão de Ulemás, confirma a imunização de crianças numa comunidade islâmica na periferia de Lucknow

30

NOVEMBRO DE 2008

Ulemás pela Erradicação da Pólio (os ulemás são especialistas versados em direito islâmico) está encarregada da supervisão dos trabalhos de combate à pólio em Uttar Pradesh. No encontro realizado em julho de 2007 em Lucknow, 200 clérigos muçulmanos e representantes de escolas receberam um folheto publicado pela Comissão Polio Plus da Índia. O material enfatiza que a imunização infantil é um dever dos pais e está de acordo com os preceitos do Corão. Membros da Comissão de Ulemás visitaram distritos com alta incidência de pólio para convencer os pais de que a vacina é segura e não infringe as leis islâmicas. “Queremos passar nossa mensagem sobre saúde através dos ulemás, que são indivíduos respeitados nas comunidades islâmicas”, explicou Ashok Mahajan, diretor do RI e presidente da comissão. “Impressões errôneas sobre a imunização contra a pólio que se disseminaram em nossas comunidades foram desfeitas graças à Comissão de Ulemás, e continuaremos nossos esforços até que a doença seja erradicada”, esclareceu Maulana Khalid Rashid Firangi Mahali, membro da comissão e presidente do Conselho de Ulemás da Índia. “Nossa religião não se opõe à imunização. Até mesmo o governo da Arábia Saudita exige que os peregrinos que visitam Meca e Medina, inclusive as crianças, apresentem comprovante de vacinação contra a pólio.” Em fevereiro, a Fundação Rotária outorgou US$ 5,65 milhões à OMS e ao Unicef para atividades de mobilização social e apoio operacional a mais de 4.300 comunidades de alto risco em Uttar Pradesh e Bihar.

No próximo suplemento Em fevereiro, o Global Outlook irá enfatizar os esforços para promover a alfabetização por meio do método CLE, desenvolvido e implementado por rotarianos em todo o mundo.

Envie seu relato Como seu clube ou distrito tem contribuído para a meta de redução da mortalidade infantil proposta pelo presidente do RI, D. K. Lee? Que outras matérias você gostaria de ler no Global Outlook? Envie um e-mail para <global.outlook@rotary.org>

Contribuíram nesta edição O trabalho de Paul Engleman foi veiculado na The Rotarian e em outras publicações, como Details e Chicago Tribune. Digby Diehl é um escritor freelance e colaborador da The Rotarian. Matthias Schütt é colaborador da Rotary Magazin, revista regional da Alemanha e da Áustria, e sócio do Rotary Club de Ratzeburg–Alte Salzstrasse, na Alemanha. Global Outlook, um suplemento do Rotary World Magazine Press, é uma publicação trimestral do Rotary International. Copyright © 2008. Joseph Derr, chefe de redação; Barbara Nellis, redatora; Avery Mamon, desenhista gráfico. Artigos: Jennifer Atkin e Dan Nixon. Fotos de Alyce Henson/ Rotary Images, à exceção das indicadas de outra forma. Painel Editorial do Global Outlook: Robert J. Aitken (Rotary Down Under), T.K. Balakrishnan (Rotary News/Rotary Samachar), Carlos Henrique de Carvalho Fróes (Brasil Rotário), Andrea Pernice (Rotary) e Matthias Schütt (Rotary Magazin).


ABTRF – Associação Brasileira da The Rotary Foundation José Alfredo Pretoni*

O Rotary é amizade associação de homens e mulheres é considerada a máxima aspiração dos seres humanos, uma vez que, entrando esta no coração deles, o bem-estar deveria se espalhar entre todos os seus membros. É por isso que os seres humanos lutam e se esforçam para formar sociedades mais ou menos homogêneas, conseguindo assim grandes progressos em sua vida comercial, política, científica e artística. No entanto, a humanidade não tem conseguido uma satisfação completa porque os seres humanos se unem somente com o objetivo de aumentar seus bens e seu poder, e quando conseguem ou fracassam nesses objetivos, rompem imediatamente os laços de união que haviam estabelecido. Tem-se trabalhado muito para unir sentimento com sentimento, alma com alma, e tem sido sempre difícil obter êxito. Mas quando um grupo de homens e mulheres se une tendo como principal objetivo a amizade, como acontece com os Rotary Clubs, desde o início os frutos começam a satisfazer – pois basta procurar a conquista do coração do próximo, basta que se inicie fervorosamente a união íntima de sentimentos e afetos, para que uma melhoria comece a aparecer em nossa vida espiritual. É que a amizade é a fase mais imediata do sentimento de todos os sentimentos, do presente dos presentes: o amor. É que a amizade enobrece e aumenta ao máximo a espiritualidade humana, porque apenas os corações grandes e nobres são os autores e responsáveis pelas obras grandes e nobres.

A.Santos

A

solidando caracteres e impulsionando obras. Quando ingressamos no Rotary, passamos a considerá-lo uma estrela de primeira grandeza e única magnitude, cujo brilho permanente chega até nós, estimulando-nos a alcançar a desejada amizade. Entramos no Rotary porque para nós ele é um oásis neste mundo de desencontros em que vivemos, um oásis onde temos a oportunidade de viver um companheirismo sadio, um lugar onde podemos levar até os nossos corações a amizade que nos é oferecida de modo abundante, uma amizade cheia de pureza pelas almas dos rotarianos. Por tudo isso, podemos concluir que mais vale um amigo do que poder e riqueza juntos.

Porque a amizade não tolera rancores, indiferenças, egoísmo, inveja, interesses escusos. Porque, com o menor sentimento funesto identificado, a amizade deixa de existir. É que a amizade, englobando tal excelência que se cultivou e se cuidou, resolve todas as ansiedades humanas, constituindo-se no único meio eficaz para formarmos uma humanidade feliz. A amizade, tal como é concebida e vivida no Rotary, é precisamente esse sentimento espontâneo e generoso, o sentimento que dignifica e beneficia o ser humano. Ao unir o grupo, a amizade é o elo fraternal que se estabelece entre os clubes de todo o mundo. Podemos vir de ambientes distintos, podemos ter diferentes culturas e características, mas é esse mesmo contraste de individualidades que alimenta o interesse pela amizade. A amizade no Rotary é, portanto, o símbolo da concórdia e da união, esse sentimento espontâneo e real que torna agradável a nossa permanência na organização. A amizade é esse elemento sutil que nos permite eliminar as asperezas e arestas, con-

Homenagem a um grande amigo Perdi recentemente um grande amigo. Um amigo que eu conheci no Rotary e que sempre me ajudou, incentivou, que sempre me ensinou e que, em todas as situações, foi um grande defensor e entusiasta da Associação Brasileira da The Rotary Foundation. Um amigo que foi um rotariano de estirpe, homem dedicado às causas rotárias e excelente profissional, que soube dignificar sua profissão. Um amigo que foi um dedicado marido e pai de família, além de um flamenguista roxo. Que você, Lindoval de Oliveira, meu querido e admirado amigo, descanse em paz.Você fará muita falta para todos nós. * O autor é EDRI e presidente da ABTRF – Associação Brasileira da The Rotary Foundation. BRASIL ROTÁRIO

31


Aldair de Queiroz Franco e Altimar Augusto Fernandes Coordenadores Regionais da Fundação Rotária para as Zonas 20 (Norte), e 19A e 20 (Sul), respectivamente

A Fundação Rotária e o Instituto de Belo Horizonte

C

om a participação de mais de 1.500 pessoas e a presença maciça de rotarianos e cônjuges, como a Brasil Rotário conta nesta edição, aconteceu em Belo Horizonte, capital das Alterosas, o XXXI Instituto Rotary. Durante o Pré-Instituto, nos dias 16 e 17 de setembro, aconteceu o Seminário de Treinamento para Governadores Eleitos, quando os governadores 2009-10 inteiraram-se dos programas da Fundação Rotária e de seu Sistema SHARE. No dia 18 de setembro, um nobre evento: o almoço oferecido pela Fundação Rotária aos Major Donors, seus grandes doadores. Prestigiado por autoridades como o casal presidente do Rotary International, D. K. Lee e Young; pelo curador da Fundação Rotária David Morgan e a mulher, Mary; pelo curador José Antonio Salazar Cruz; pelos casais de ex-diretores do RI José Alfredo Pretoni e Magnólia, e Hipólito Sergio Ferreira e Marilene, além de outros membros do Colégio de Diretores do Brasil, esse almoço reuniu 127 pessoas, a maioria delas Major Donors em diversos níveis (I, II, III e IV). Os rotarianos (e amigos da Fundação Rotária) que se tornaram Major Donors depois do Instituto de Belém, em 2007, receberam seus bottons e cristais, totalizando 40 novos membros de nível I e outros 10 membros que subiram para o nível II. Um destaque especial para o casal Roberto Luiz Barroso Filho e Eliane, que chegou ao nível IV. Cumprimentos do presidente do Conselho de Curadores da Fundação Rotária e ex-presidente do RI, Jonathan Majiyagbe, a todos que investiram no ideal da Fundação Rotária: Fazer o Bem no Mundo. Planejando o futuro Os rotarianos brasileiros já vestiram a camisa da Fundação Rotária e têm contri32

NOVEMBRO DE 2008

Cronograma de implantação do Plano de Visão Futura

2008-09 2009-10 Comunicar e promover ao mundo rotário



Selecionar, treinar e qualificar até 100 distritos

2010-11

2011-12

2012-13

Começar com o novo modelo com os distritos pilotos

 Dar continuidade ao programa

 Dar continuidade ao programa

 Relatar aos curadores

 Fazer a avaliação final do programa piloto





0123

Educar autoridades sobre o novo modelo



Manter os curadores atualizados sobre os distritos pilotos 

Planejar e preparar

 Fazer a avaliação final dos distritos pilotos

 Começar a eliminar o modelo antigo

 Fazer ajustes necessários

Qualificar e treinar todos os distritos



2013-14 Implementar o novo modelo mundialmente 

Eliminar o modelo antigo remanescente



FIM


Coluna do chair da Fundação Rotária

Um fato que encantou a todos nós: o interesse dos rotarianos em conhecer a fundo as mudanças que serão implementadas através do Plano de Visão Futura da Fundação Rotária buído generosamente para seus diversos fundos, usando-a para a elaboração de projetos nos quais ela, a Fundação, é sempre a maior parceira. Um fato que encantou a todos nós: o interesse dos rotarianos em conhecer a fundo as mudanças que serão implementadas através do Plano de Visão Futura da Fundação Rotária com o objetivo de se inteirarem do processo e tomar decisões responsáveis nesse sentido. Tanto nos grupos de discussão do Seminário da Fundação Rotária quanto nos programados dentro do Instituto Rotary, as salas destinadas aos trabalhos não comportavam a afluência de rotarianos interessados em conhecer nossa Fundação e em saber como participar de suas mudanças. A interação dos participantes foi excepcional, com perguntas variadíssimas, voltadas ao aumento da conscientização sobre as novidades. Serão selecionados 100 distritos em todo o mundo para serem treinados dentro de um plano-piloto no ano rotário 2009-10. Os que permanecerem no modelo atual serão treinados em 2012-13, antes da implantação definitiva das mudanças, em 2013-14. Nós, coordenadores regionais da Fundação Rotária, estaremos à disposição de todos para prestar esclarecimentos, indicar a melhor fonte de recursos dentro do portal do Rotary International ou esclarecer de viva voz o que já soubermos. Todos poderão informar-se, ainda, visitando o site <www.rotary.org/futurevision> Realizemos os sonhos de uma Fundação Rotária moderna, facilitada e abrangente.

Mês de celebrarmos

N

ovembro é um mês muito especial no meu calendário rotário, e eu espero que vocês possam compartilhar desse meu entusiasmo. Todos os rotarianos devem se sentir orgulhosos das conquistas da nossa Fundação Rotária, desde o trabalho realizado em prol da erradicação mundial da pólio até os Centros Rotary de Estudos Internacionais da Paz e Resolução de Conflitos, passando por outros tantos projetos que podem melhorar muitas vidas todos os dias. E agora podemos aumentar ainda mais o nosso comprometimento com essas iniciativas através do Plano de Visão Futura. Como nigeriano, sou testemunha de tudo que a Fundação Rotária tem feito pelo meu país. E tenho também a oportunidade de constatar o que ela tem feito em todo o mundo. Posso garantir a vocês que suas generosas contribuições ao Fundo Anual para Programas e ao Fundo Permanente vêm ajudando a promover o bem das mais diversas maneiras. No entanto, nossas contribuições vão além do mero apoio financeiro. Médicos e dentistas rotarianos estão atuando como voluntários em regiões remotas do mundo, levando cuidados de saúde a populações que não dispõem de assistência. Famílias de rotarianos recebem intercambiados e grupos de IGE em suas próprias casas, estabelecendo amizades internacionais duradouras. Além disso, milhões de crianças são vacinadas contra a pólio durante os Dias Nacionais de Imunização que os rotarianos ajudam a organizar, promover e executar, sempre com o cuidado de seguir as melhores práticas administrativas. Ao celebrar o Mês da Fundação Rotária, não se esqueça das muitas maneiras pelas quais você pode contribuir. Através da combinação de nossas forças, a Fundação Rotária continuará fazendo o bem no mundo por muito tempo. JONATHAN MAJIYAGBE Presidente do Conselho de Curadores da Fundação Rotária BRASIL ROTÁRIO

33


Interact & Rotaract

A FAMÍLIA Rotária do município ganhou o reforço do Interact Club de São Paulo-Vila Carrão, SP (D.4430). Fundado pelo RC local, o clube entrou em atividade tendo 18 integrantes e a jovem Camila Cavalcante Bertasi como primeira presidente. Mais de 100 pessoas estiveram presentes na reunião, entre elas, os companheiros Roseli Buonano e Jair Pinto, coordenador distrital de Interact e representante de Interact para o Grupo IV, respectivamente.

OS INTEGRANTES do Rotaract Club de Coronel Fabriciano-Norte, MG (D.4520) entregaram cestas básicas na Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Coronel FabricianoVida Nova.

O ROTARACT Club de BauruNorte, SP (D.4510) recebeu o prêmio de melhor projeto distrital de serviços internacionais, durante a Codirc – Conferência Distrital de Rotaract Clubs –, realizada no município de Tupã. Com o projeto Boas-Vindas, os rotaractianos promovem confraternizações para recepcionar intercambiados, entregam a eles um folder informativo sobre a cidade e recebem os jovens em suas reuniões.

OS JOVENS do Rotaract Club de SorocabaVergueiro, SP (D.4620) colaboraram com a Operação GrãoPará do Projeto Rondon, realizada pelo Centro de Ciências Médicas e Biológicas da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, no município de Melgaço, onde foram desenvolvidas ações de cidadania e bem-estar. Os rotaractianos forneceram luvas e sacos de lixo, utilizados no Mutirão de Limpeza, e artigos esportivos – posteriormente doados à comunidade – para o Campeonato de Futsal.

34

NOVEMBRO DE 2008

O ROTARACT Club de Barra Mansa, RJ (D.4600) foi reativado por meio de uma solenidade, realizada na Casa do Rotariano do município. Fundado em abril de 2001, o clube estava desativado desde 2005 por falta de integrantes.

OS INTEGRANTES do Rotaract Club de São Miguel do Oeste, SC (D.4740) promoveram um bazar, com o objetivo de arrecadar fundos para a realização dos projetos desenvolvidos pelo clube.


Terceiro setor ○

A importância da transparência para o sucesso das fundações

M

ais de 500 pessoas participaram do 4º Encontro Paulista de Fundações, realizado em São Paulo no mês de setembro no auditório da unidade Higienópolis do Colégio Rio Branco, da Fundação de Rotarianos de São Paulo. O encontro foi promovido pela Associação Paulista de Fundações (APF) e reuniu gestores e colaboradores de organizações do setor, como Fundação Bradesco e Fundação Salvador Arena. Neste ano, um dos homenageados pela APF com o título de Membro Honorário foi o companheiro Eduardo de Barros Pimentel, ex-governador do distrito 4610 e presidente da Fundação de Rotarianos de São Paulo, entidade também homenageada.

Painéis No ciclo de painéis, José Henrique Rodrigues Torres, juiz de Direito da Comarca de Campinas, proferiu a palestra “As fundações em São Paulo”, destacando a importância do trabalho e o ideal dos gestores dessas

DORA SÍLVIA Cunha Bueno, presidente da APF e associada do RC de São Paulo-Oeste, SP (D.4610) no momento da homenagem a Eduardo de Barros Pimentel entidades. Falaram também o procurador da Justiça de Minas Gerais e presidente da Associação Nacional dos Procuradores e Promotores de Justiça de Fundações e Entidades de Interesse Social, Tomáz de Aquino Resende (“As fundações no Brasil”); Eduardo José Vanti Sancho, presidente da Fundação Jeans Yves-Neveux, de Campinas (“As fundações no mundo”); e

José Maria Chapina Alcazar, presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo (“As fundações e a Legislação Tributária”). Finalizando o encontro, David Ulisses Brasil, que representou no encontro Romeu Tuma Júnior, secretário nacional de Justiça, abordou o Projeto de Lei 3021/2008, que dispõe sobre a certificação das entidades beneficentes de assistência social e regula os procedimentos de isenção de contribuições para a seguridade social. As conclusões do evento foram sintetizadas no conteúdo da “4ª Carta de São Paulo — União e Defesa das Fundações”, documento que enfatiza a extrema importância de manter os incentivos tributários legais a essas entidades e a validação, para todos os fins, da prestação de contas que já fazem ao Ministério Público. (Fonte: Fundação de Rotarianos de São Paulo)

BRASIL ROTÁRIO

35


O homem que queria salvar o mundo Samantha Power Companhia das Letras ● Jornalista e professora da John F. Kennedy School of Government na Universidade Harvard, Samantha Power é uma das maiores autoridades em relações internacionais da atualidade. Nesta biografia de Sergio Vieira de Mello, a autora analisa a fundo e descreve com detalhes a vida e a trajetória do diplomata brasileiro, morto em agosto de 2003, vítima de um atentado suicida que destruiu parte do quartel-general da ONU em Bagdá. Bem documentada, a obra guarda o mérito de abrir espaço para uma discussão vital sobre o futuro das relações internacionais. Sergio Vieira de Mello foi um dos mais corajosos e carismáticos diplomatas de sua geração. Ainda muito jovem, tornou-se funcionário da ONU e atuou em situações dramáticas, como a de Ruanda, que terminou em

Livros ○

Carlos Eduardo Corrêa da Costa JAC Gráfica e Editora

Com a intenção de angariar fundos para a Fundação Rotária, o companheiro Carlos Eduardo Corrêa da Costa, 36

NOVEMBRO DE 2008

uma das mais graves crises humanitárias do século 20, e a do Timor Leste, que culminou em bem-sucedida transição para a independência. Pouco antes de morrer, Vieira de Mello assumiu a posição de chefe da missão da ONU no Iraque, após a invasão americana.

Laowai – histórias de uma repórter brasileira na China Sônia Bridi Letras Brasileiras ● Sem equipamen-

tos, apoio operacional ou domínio do idioma, o casal formado pela repórter Sônia Bridi e o cinegrafista Paulo Zero – mais o filho Pedro, então com três anos de idade – chegou à China, em 2005, para montar a primeira base da TV Globo no Oriente. O costume de viajar pelo mundo não impediu que os dois correspondentes internacionais sofressem um grande choque cultural. Chineses não fazem fila, escarram em qualquer lugar onde estejam, conservam carnes manten-

Autores rotarianos

Temas em acrósticos

EGD e ex-presidente do RC de São José dos Campos-Norte, SP (D.4600), reuniu em livro 64 acrósticos criados por ele. O tema que abre a obra é dedicado ao saudoso ex-presidente do RI Paulo Viriato Corrêa da Costa, primo do autor. As composições presentes no livro são algumas das que o rotariano escreveu desde 1997, ano em que se submeteu a uma cirurgia nos EUA, na tentativa de recuperar a visão, que começava a desaparecer.

do os animais vivos com o coração batendo fora do corpo e carregam malas de dinheiro para pagar contas e ir ao mercado, entre outros hábitos captados pelo atento olhar estrangeiro da jornalista. As experiências do casal na China, colhidas a partir dos acontecimentos do cotidiano, durante dois anos, estão em Laowai (estrangeiro, em chinês), misto de livro de reportagem e diário de viagem, escrito por Sônia Bridi e ilustrado com fotos de Paulo Zero.

VALE A PENA LER

ALMANAQUE ARMORIAL Ariano Suassuna José Olympio

CARTAS, VOLUME 1 Padre Antônio Vieira Globo

HERÓIS E VILÕES Frank McLynn Larousse

MACHADO DE ASSIS (1935-1958) Augusto Meyer José Olympio

RECONCILIAÇÃO Benazir Bhutto Agir

Banzai Campo Mourão – 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil-IMIN 100 Jair Elias dos Santos Júnior André Felipe Pereira Martins Independente ● Escrita

em parceria pelo companheiro Jair Elias dos Santos Júnior, associado do RC de Campo MourãoL a g o A z u l , PR (D.4630), e pelo interactiano André Felipe Pereira Martins, representante distrital de Interact, a obra de 122 páginas relata a trajetória dos japoneses no Brasil e, mais particularmente, na cidade de Campo Mourão, no Paraná. O livro traz ainda uma mensagem do cônsul geral do Japão em Curitiba, Saichi Sato, e é ilustrado por Poty Lazzarotto.


BRASIL ROTÁRIO

37


Senhoras em Ação ○

AS INTEGRANTES da Associação de Senhoras de Rotarianos de Tapejara, PR (D.4630) participaram da realização de um chá beneficente na Associação Tapejarense de Apoio às Pastorais, entidade que apóiam. Elas também organizaram a festa junina do RC de Tapejara e a festa surpresa em homenagem aos pais do clube. REPRESENTANTES DE cinco entidades assistenciais de Garça, município de São Paulo, que foram beneficiadas com doações no valor total de R$ 6.200,00 feitas pela Casa da Amizade de Garça (D.4510). Na foto, aparece também a ex-presidente Sônia Cristina Perez Sitta (quarta a partir da esquerda), que liderou a campanha.

38

NOVEMBRO DE 2008

O 4o Regimento de Carros de Combate do Exército (4o RCC), conhecido como Regimento Passo do Rosário, realizou uma grande ação cívico-social na Creche Nadir Medina Monte, em Rosário do Sul, RS. A ação teve a parceria da Casa da Amizade de Rosário do Sul, RS (D.4780), e ofereceu a mais de 40 crianças atendimento médico e odontológico, com aplicação de flúor, distribuição de escovas de dente e aulas de higiene bucal (foto). A creche também recebeu a doação de quase 1 tonelada de alimentos arrecadados pelos militares durante a Semana do Soldado. Numa outra iniciativa, dessa vez com a parceria dos Postos Rosul, a Casa da Amizade substituiu as antigas panelas da creche por panelas novas de inox. A RENDA do segundo Forró Beneficente da Associação das Senhoras de Rotarianos de DivinópolisOeste, MG (D.4560) foi destinada às creches da cidade.


Fonte: Escritório do Rotary International no Brasil.

Roosewelt Pinheiro/ABr Rotary Images/Alyce Henson

Supervisor da Fundação Rotária

Edilson M. Gushiken <edilson.gushiken@rotar y.org>

Supervisora Financeira Sueli F. Clemente <sueli.clemente@rotar y.org>

○ ○ ○ ○

Encomendas de Publicações, Materiais e Programas Audiovisuais Clarita Urey c l a r i t a . u re y @ ro t a r y. o rg Tel.: (11) 3826-2966 Fax: (11) 3667-6575

Quadro Social (Assistência aos Governadores de Distrito e aos Clubes) Carlos A. Afonso c a r l o s . a f o n s o @ ro t a r y. o rg

○ ○

Celso Fontanelli c e l s o . f o n t a n e l l i @ ro t a r y. o rg

Gerente

Rua Tagipuru, 209 São Paulo SP – Brasil – CEP 01156-000 Te l : (11) 3826-2966 Fax: (11) 3667-6575 Horário: 2ª a 6ª, de 8h às 17h

Endereço

http://www.rotar y.org.br

Escritório do RI no Brasil Home page:

CRIANÇA RECEBENDO a vacina na Índia: recursos do Desafio estão sendo utilizados na arrancada final contra a pólio

A Seu Serviço

Todos os clubes que contribuírem com no mínimo US$ 1.000 para o Desafio de US$ 100 Milhões do Rotary irão receber um certificado de apreciação. É sugerido que os distritos contribuam com pelo menos 20% do seu FDUC para que o desafio seja cumprido, um esforço que também será reconhecido com um certificado ao final do ano rotário.

NO BRASIL Rotarianos: 52.069; Clubes: 2.302; Distritos: 38. Rotaractianos: 14.766; Clubes: 626; Interactianos: 15.847; Clubes: 689. Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário: 264; Voluntários: 6.072. Número de Rotarianas: 9.601.

Desafio: esforço reconhecido

NO MUNDO Rotarianos: 1.218.924; Clubes: 33.209; Distritos: 532; Países e regiões: 207; Rotaractianos: 162.311; Clubes: 7.105; Países: 163; Interactianos: 256.519; Clubes: 11.153; Países: 121; Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário: 6.557; Voluntários: 150.811; Países: 73; Número de Rotarianas: 187.710.

Os rotarianos do Haiti ajudaram a população local depois que o país da América Central foi devastado pela passagem de quatro furacões no mês de setembro, matando mais de 200 pessoas e deixando 600.000 desabrigados, segundo as Nações Unidas. O ex-diretor do RI Barry Rassin, um dos coordenadores da força-tarefa criada pelos rotarianos para socorrer o país, conta que as tempestades isolaram diversas partes do Haiti, como foi o caso da cidade portuária de MORADORES ANDAM numa ruas de Gonaives, uma das Gonaives. "Foi muito as- das cidades mais atingidas pelos sustador", ele conta. "Ti- furacões de setembro vemos que esperar as águas baixarem para termos acesso a diversas áreas". O distrito 7020, onde estão localizados os Rotary Clubs haitianos, está trabalhando em conjunto com a Cruz Vermelha e outras organizações para verificar as necessidades mais urgentes da população. Sócios do RC de Cayes, por exemplo, colaboraram distribuindo alimentos aos desabrigados.

Com a fundação do Rotary Club de Kiritimati-Line Islands, o primeiro de Kiribati, país da Oceania, acrescentamos mais uma bandeira ao mapa rotário, composto por mais de 200 países e regiões geográficas. "O Rotary irá causar um impacto positivo e importante para a melhoria das condições de vida de nossa população", afirmou a companheira Ruta Uatioa, primeira presidente do clube. "O Rotary significa liderança, um atributo que estamos ansiosos para exercer por aqui." A primeira reunião oficial do clube, formado por 35 sócios, aconteceu no final de agosto. Com a presença de convidados do distrito do qual ele faz par- BANDEIRA DA República te (D.9920) e dos de Kiribati, país da Oceania EUA, a reunião foi o ponto de partida para as festividades, que duraram uma semana. Como parte da programação, os sócios do clube de Kiritimati visitaram escolas e hospitais para avaliar projetos humanitários em potencial. Kiribati é um país formado por 33 ilhas, espalhadas ao longo de 3.840 quilômetros do Oceano Pacífico, onde vivem aproximadamente 105.000 pessoas. Em 1995, o país foi alvo das atenções de todo o mundo ao pleitear a mudança da Linha Internacional de Data (uma linha imaginária na superfície terrestre, oposta ao Meridiano de Greenwich, que determina a mudança obrigatória de data ao ser cruzada), que dividia a nação. Atualmente, a totalidade do país está situada a oeste da linha, que ziguezagueia as ilhas em sua parte mais oriental. A maior parte da economia de Kiribati está baseada em recursos vindos do exterior, principalmente através de licenças para pesca, assistência ao desenvolvimento e turismo. "Nosso povo acostumou-se a ficar no lado passivo da ajuda", disse Ruta Uatioa. "Com a criação do nosso primeiro Rotary Club, agora nossos sócios poderão colocar-se do lado ativo." Os projetos que estão sendo executados pelo Rotary Club de Kiritimati-Line Islands incluem a

QuantoS Somos

finalização das obras de melhoria de uma clí-

Informe do nica médica, a construção de banheiros em todas as seis escolas da região e a distribuiRI aos ção de dicionários e kits de higiene bucal. rotarianos Ajuda ao Haiti

Mais um país no mapa rotário

Rotary International Secretaria (Sede Mundial) 1560 Sherman Avenue,Evanston, Il 60201 USA Phone: 00-21-1847 866-3000 Fax: 00-21-1847 328-8554 Horário: 8h30 às 16h45 (horário de Washington)

BRASIL ROTÁRIO

39


Clube completa 50 anos Data é comemorada com festiva e plantio de árvores em alameda

R

C DE Pelotas-Norte, RS – Com uma festiva que recebeu 175 pessoas, os companheiros celebraram o aniversário de 50 anos de fundação do clube. Presente no evento, o governador Tirone Lemos Michelin foi o portador de um diploma do RI em homenagem à data, entregue à presidente Myrian Bastos dos Santos. Também prestigiaram a festa os EGDs Nei Coutinho e Hermes Pereira da Silva, os presidentes de todos os RCs da cidade, governadores assistentes e grande número de rotarianos, acompanhados de seus respectivos cônjuges. Em reconhecimento a todos os companheiros que já ocuparam a presidência, neste meio século de existência do clube, houve o descerramento de uma placa. O ex-presidente José Yurgel, um dos fundadores do clube, foi homenageado de uma maneira especial. Impossibilitado de comparecer à comemoração, ele recebeu em casa uma placa de prata. A comemoração do jubileu de ouro ficou completa em outra oportunidade, com o plantio de 50 mudas de jacarandá mimoso, que formarão a Alameda do Cinqüentenário do RC de Pelotas-Norte, no Clube de Caça e Pesca da cidade. Mais de 70 pessoas acompanharam o evento, incluindo membros da diretoria e do conselho do clube, que recebeu as mudas de árvores preparadas e cedidas pelo companheiro Gilberto Demari Alves. Na ocasião, o presidente do Caça e Pesca, Plínio Leal, entregou uma placa ao vice-presidente do RC, José Bruno Chies. Na seqüência, Chies, em nome da presidente, ofereceu a Leal um Diploma de Reconhecimento. Para fechar o evento, foi servido costelão assado no almoço.

40

NOVEMBRO DE 2008

D. 4680

UMA FESTIVA com 175 pessoas celebrou o aniversário de 50 anos de fundação do RC de Pelotas-Norte

O GOVERNADOR Tirone Lemos Michelin entregou à presidente Myrian Bastos dos Santos um diploma do RI em homenagem à data

A COMEMORAÇÃO foi completada com o plantio de 50 mudas de jacarandá mimoso no Clube de Caça e Pesca


D. 4310

RC DE Tietê, SP – Representado por jovens intercambiados tietenses, o clube participou do desfile de 7 de Setembro na cidade. Em outra ocasião, os companheiros comemoraram o Dia do Amigo, oportunidade em que o intercambiado Lucas Alsaro Visentin, então recém-chegado dos EUA, trocou flâmulas com o presidente Mauro Cláudio.

RC DE Vitória-Praia do Canto, ES – Pelo 10º ano, os companheiros coordenaram os voluntários do McDia Feliz, durante as 16 horas de duração da campanha. Mais de 70 voluntários, entre jovens intercambiados e integrantes do Rotaract Club local, aderiram ao trabalho, em prol da Associação Capixaba Contra o Câncer Infantil. O ônibus que aparece na foto é destinado ao transporte de pacientes e foi adquirido com os fundos da campanha realizada no ano anterior.

D. 4410

D. 4420

RC DE Piracicaba-Cidade Alta, SP – Por ocasião da Visita Oficial do casal governador Paulo Firmino de Oliveira e Maria Adelaide, o companheiro José Roque Marino foi agraciado pelo clube com o Prêmio João Passos “Líder Autêntico”, ao lado da mulher, Maria Luiza. O prêmio é oferecido anualmente pelo RC a um associado considerado líder autêntico pelos demais companheiros.

D. 4390

RC DE Feira de Santana-Novo Horizonte, BA – Todos os meses, junto com o movimento Água É Vida e o Grupo Modesto, o clube promove o plantio de uma árvore para cada carro vendido pelas três lojas do grupo no município. Em julho, a cidade ganhou 285 novas árvores e, em agosto, 358.

RC DE Santos-Porto, SP – Os companheiros participaram da segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil e da abertura da Campanha de Vacinação contra a Rubéola, lançadas na mesma data. Em outra oportunidade, receberam o provedor da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Santos, Manoel Lourenço das Neves, que contou a história daquela instituição e explicou a importância da campanha McDia Feliz para a Santa Casa. Na mesma ocasião, o visitante foi homenageado como Pai Destaque do Ano, na companhia da filha, Mônica.

RC DE Diadema-Floreat, SP – Organizou o Festival de Massas, em prol do Lar Assistencial Mãos Pequenas. A instituição acolhe crianças de até cinco anos de idade, consideradas em situação de risco e retiradas da guarda dos pais pela Justiça da Vara da Infância e Juventude.

BRASIL ROTÁRIO

41


D. 4430 OS RCs de São Paulo-Água Fria Centenário e São PauloTremembé, SP, promoveram a segunda edição da Campanha do Agasalho, junto com o Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado de São Paulo. A campanha arrecadou milhares de agasalhos, cobertores e tipos variados de peças de roupas.

D. 4470

RC DE Guararapes, SP – Junto com a Casa da Amizade local, os companheiros realizaram a 26ª Festa do Vinho e do Queijo, no salão de festas do Guararapes Clube. A banda Somos Iguais animou o evento, promovido em benefício de entidades assistenciais da cidade.

RC DE Birigüi-XIX de Abril, SP – Com o Subsídio Equivalente da Fundação Rotária – e em parceria com o RC de Tacoma, EUA (D.5020) –, os companheiros doaram equipamentos de fisioterapia para a Apae local e aparelhos de ar condicionado para o Hospital Psiquiátrico Felício Luchini.

42

NOVEMBRO DE 2008

D. 4440 RC DE RondonópolisRondon, MT – Promoveu o 16º Costelão, em benefício da Apae local. O evento, apoiado pelos RCs de Rondonópolis e Rondonópolis-Leste e pela Família Rotária local, contou com diversos patrocinadores, entre eles, ADM do Brasil, Agotran Transportes e Agroer Aviação Agrícola. A Polícia Militar local e o jornal A Tribuna estiveram entre os colaboradores.

RC DE Getulina, SP – Realizou sua 1ª Feijoada Beneficente, com a participação maciça de todos os associados do clube (foto). A renda obtida com o evento será utilizada nos projetos sociais do RC. Em outra oportunidade, os companheiros, junto com as senhoras da Casa da Amizade local, entregaram 100 toalhas de banho, bordadas com o lema Realizemos os Sonhos, para a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Getulina, berçário creche Cel. Joaquim Barbosa de Moraes, asilo Vila Vicentina e Centro de Formação da Criança e do Adolescente.

D. 4480

RC DE General Salgado, SP – Os companheiros inauguraram o Marco Rotário do clube.


D. 4500 RC DE João Pessoa-Tambaú, PB – Promoveu uma campanha de arrecadação de alimentos, na entrada do supermercado Carrefour. Em três horas de trabalho, os companheiros reuniram 250 kg de gêneros alimentícios, em prol do Hospital Padre Zé, instituição mantida por trabalho voluntário e doações.

D. 4520 RC DE Vespasiano, MG – Realizou o 8º Festival de Papagaios da cidade, no Vespasiano Esporte Clube. Campeã deste ano, Veronica Cristina Andrade de Souza foi premiada com uma bicicleta, assim como o segundo e o terceiro lugares. O evento recebeu 115 inscrições e contou com o apoio do Corpo de Bombeiros local, que ministrou palestras. A Companhia de Saneamento de Minas Gerais ofereceu água aos participantes e, entre os colaboradores, estiveram ainda a prefeitura municipal, a Polícia Militar local e empresas de destaque da cidade. Todas as crianças receberam doces e balas.

D. 4530 RC DE BrasíliaCruzeiro, DF – Com o projeto Cidadania na Escola, os companheiros entregaram a estabelecimentos de ensino locais 620 kits, cada um contendo uma Bandeira Nacional e outra do Distrito Federal, um CD com os hinos Nacional, da Bandeira, da Independência e de Brasília, e 10 cartilhas com os Símbolos Nacionais, hinos, Constituição Cidadã e o Estatuto das Crianças. Impressas em número de 500 mil, as cartilhas foram distribuídas também a cada aluno da rede escolar do DF. Na foto, ao lado do companheiro e presidente da Fundação de Rotarianos de Brasília, Ademir Pereira de Oliveira, estão o secretário de Educação José Luiz Valente, a deputada distrital Eurides Brito, o EGD José Marques Zago e o presidente 2009-10 Chucre Suaid, durante uma solenidade de entrega de kits.

D. 4510 RC DE Duartina, SP – O centenário da imigração dos japoneses para o Brasil foi comemorado na cidade com um evento, organizado pelo clube, em parceria com a prefeitura municipal e a colônia japonesa. Na ocasião, foram inaugurados uma praça e um monumento Brasil/Japão e, em seguida, foi servido um almoço festivo, com entrega de placas em homenagem a integrantes da colônia.

RC DE Martinópolis, SP – Com o Subsídio Equivalente da Fundação Rotária – e em parceria com o RC de Quincy, EUA (D.6460) –, o clube adquiriu 80% dos equipamentos para o Centro de Ginástica Olímpica, idealizado pelo RC e inaugurado no Espaço Cidadão. Naquela instituição, atividades como música, capoeira, futebol e artesanato são oferecidas a mais de 2.000 crianças carentes do município.

RC DE Assis-Norte, SP – Os companheiros promoveram o 7º Porco no Rolete, em benefício do projeto Sim ao Deficiente, da Associação dos Voluntários do Combate ao Câncer e também da Fundação Rotária. Em outra oportunidade, os associados comemoraram com uma festa o Dia do Amigo.

BRASIL ROTÁRIO

43


D. 4540

D. 4550

RC DE Itaú de Minas, MG – Para colaborar com a construção do Hospital Regional do Câncer de Passos, o clube promoveu um show do cantor Moacyr Franco. Anteriormente, os companheiros já haviam organizado venda de camisetas e um leilão de gado, também em prol das obras para o hospital, que atenderá a mais de 40 cidades.

RC DE Salvador-Pituba, BA – Os companheiros promoveram uma campanha de arrecadação, na entrada de um dos supermercados Extra da cidade, e conseguiram reunir 289 quilos de alimentos não-perecíveis, além de produtos de higiene e limpeza. Todas as doações recolhidas foram destinadas ao Abrigo São Gabriel dos Idosos de Deus e à Creche Missionárias da Caridade.

RC DE Ribeirão Preto-Oeste, SP – Com o Subsídio Equivalente da Fundação Rotária – e em parceria com o RC de Buenos Aires, Argentina (D.4890) –, os companheiros entregaram 120 carteiras escolares, 20 mesas centrais, cinco conjuntos para professor e três armários para a Soberp – Sociedade Beneficente Evangélica de Ribeirão Preto –, inaugurada há três meses. Na foto, a presidente da Casa da Amizade local, Edméia Marcantonio, e o companheiro Nelson Cosme Gonçalves, em uma das salas de aula, na sede da Soberp. Em outra ocasião, os associados, junto com o Interact Club local, distribuíram folhetos informativos sobre o programa Polio Plus, com o objetivo de alertar a população para a campanha de vacinação contra a poliomielite.

D. 4560 RC DE Guaxupé, MG – Com o Subsídio Equivalente da Fundação Rotária – e em parceria com o RC de Ann Arbor, EUA (D.6380) –, o clube está desenvolvendo o projeto Adolescente Cidadão, destinado a jovens na faixa etária de 14 a 18 anos e em situação de risco social. O clube, que já desenvolve o projeto Criança Cidadã, para meninos e meninas até 14 anos de idade, está equipando um prédio novo em sua escola Horto Florestal, para abrigar a expansão dos serviços prestados. Designado coordenador do projeto pelo RC estrangeiro, o rotariano Victor Rosenberg e a mulher, Valerie (foto), participaram de um jantar festivo na sede do RC de Guaxupé.

D. 4570 RC DO Rio de Janeiro, RJ – O clube celebrou o centenário de nascimento do saudoso Ernesto Imbassahy de Mello, presidente do RI em 1975-76, com uma placa, afixada no museu que relembra a trajetória de vida do companheiro, localizado na Casa da Amizade das Senhoras dos Rotarianos de Niterói, RJ. Na ocasião, representaram o clube carioca as associadas Brigitte Barreto, Alice Cavalieri Lorentz, Maria Regina Câmara e Dulcinha de Oliveira.

44

NOVEMBRO DE 2008

RC DE Petrópolis, RJ – O clube completou 80 anos de fundação e a data foi celebrada com um jantar comemorativo. Na solenidade, ocorreu o lançamento do livro Rotary Petrópolis e a sua cidade nos últimos 80 anos, de autoria do companheiro Antônio Eugênio Taulois. O presidente Sidney Vieira Gomes foi homenageado por clubes afilhados e entidades assistidas pelos rotarianos da cidade, além de também ter prestado homenagens. Ele outorgou ao EGD Pedro Maes Castellain uma placa em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao RC, ao distrito e ao RI, e contemplou com diplomas e botons comemorativos os associados do clube e as autoridades presentes.


D. 4570 RC DO Rio de JaneiroIpanema, RJ – Organizou o 25º Superipa, encontro anual de companheirismo que reúne também os RCs de São PauloSumaré e São Paulo-Perdizes, SP (D.4610). Este ano, os 103 rotarianos participantes se encontraram na cidade de Conservatória. Dentro do sistema de rodízio, a organização do próximo Superipa, marcado para a primavera de 2009, ficará sob a responsabilidade do RC de São Paulo-Sumaré, responsável também por escolher o local para o encontro.

RC DE São Sebastião, SP – Com o objetivo de arrecadar fundos para as obras assistenciais que o clube patrocina, os companheiros promoveram o 5º Macarrão ao Vivo e a Cores. Em outra ocasião, os associados realizaram uma campanha para a aquisição de 350 filtros de água, destinados a famílias carentes da periferia do município.

D. 4600

D. 4580 RC DE Carangola, MG – Em uma de suas reuniões, o clube realizou o Fórum de Desenvolvimento do Quadro Associativo, tendo como moderador o companheiro Walker Batalha Lima e como colaboradores o EGD Vasco Lauria da Fonseca e os associados Heloisa Helena Pinheiro de Lacerda Leite e Paulo Edson da Silva.

RC DE Guaratinguetá-Norte, SP – Entregou cobertores, cachecóis e meias de lã, além de cestas básicas, para o Mosteiro da Imaculada Conceição e o Lar São Francisco. As doações são fruto de dois projetos desenvolvidos pelo clube: o Ponto a Ponto – grupo formado por companheiras e voluntárias que confeccionam as peças – e o Amor Compartilhado.

D. 4610

D. 4590

RC DE Atibaia, SP – Com a colaboração de microempresários da região, os companheiros entregaram um playground à creche Mãe Natureza, localizada no bairro do Itapetinga.

RC DE São Paulo, SP – Celebrou com um jantar o aniversário de 100 anos da imigração de japoneses para o nosso país, com as presenças do professor Kokei Uehara, presidente da Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, e do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Massami Uyeda. A parte festiva da solenidade incluiu ritual do saquê, apresentação dos 30 membros do grupo de Taikô RyuKyu Koku Matsuri Daiko, o tradicional tambor japonês, e exibição de diversas danças japonesas, executadas pela escola Saito Satoru Ryubu Dojo.

BRASIL ROTÁRIO

45


D. 4610 RC DE CotiaGranja Viana, SP – Os companheiros entregaram diplomas para os professores da rede municipal de ensino que concluíram a primeira fase do Projeto Lighthouse. O curso, implantado no ano rotário 200607, recebeu o apoio do RC de Cotia. Na foto, junto com os profissionais de ensino, o presidente Eduardo Vaz, a coordenadora de Alfabetização Distrital, Ligeia Stivanin, os expresidentes Horacio Consolmagno e Osmar Queirolo, este do RC de Cotia, e o companheiro Walter Soares. Também prestigiou o evento o governador assistente Paulo Grimaldi.

D. 4640

D. 4620

RC DE AvaréJurumirim, SP – Os companheiros participaram do desfile em comemoração aos 147 anos de fundação do município. Na ocasião, divulgaram o projeto de conscientização quanto à doação de órgãos, mantido pelo clube.

RC DE Mamborê, PR – O clube RC DE Dois Vizinhosficou responsável pelo estacionamento Amizade, PR – Com o da 25ª Expomam, realizada em comemoração ao 48º objetivo de estimular o gosto aniversário de fundação da cidade. A renda obtida com pela leitura e escrita, o clube o trabalho será destinada à Pastoral da Criança local e promoveu um concurso de à Associação de Recuperação de Alcoólicos. redação de tema A Família, entre alunos da rede municipal RC DE de ensino. Foram premiados Cianorte, nove estudantes, sendo três da PR – Os quarta, três da quinta e três da companheisexta série. Os classificados ros particiem primeiro lugar foram presenteados com bicicleta, os param da campanha estudantes que ficaram em de vacinasegundo receberam livro e, em ção contra a terceiro, menção honrosa. poliomielite, Também as professoras foram no municíhomenageadas com menção, pio, estenassim como a chefe do Núcleo Regional de Educação, Marinez dendo faixas para mobilizar a população, auxiliando as RC DE Piçarras, SC – Em enfermeiras e disponibilizando um carro de som que Romancini, a ex-secretária de nome do clube, o expercorreu bairros da cidade. O casal governador 2009Educação Marelise Perondi presidente Nilo Vacaro 10 José Claudiney Rocco e Rosimeire esteve presente. Casaril, a coordenadora de entregou à irmã Gerda ensino da língua Dolores Nied o prêmio portuguesa Ignes Cidadão Solidário, em reconhecimento Tibes, a diretora do ao serviço voluntário prestado em Departamento favor das crianças carentes do municíMunicipal de Ensino pio e à idealização da Associação Rosângela Maria Caminhar Juntos. Autoridades locais Boeno, e a coordenaestiveram presentes no evento, que dora municipal de contou com a apresentação do coral Ensino Fundamental infantil e teatro de bonecos da associaMarisete Morello. Em ção. Em outra ocasião, os companheioutra oportunidade, o ros promoveram o 1º Galetaço do clube recebeu quatro Rotary, no Clube dos Veteranos, com o premiações, durante a objetivo de arrecadar fundos para as 34ª Convenção ações rotárias, comemorar o aniversáDistrital: Troféu Ênfases Presidenciais, Menção Distrital rio de 11 anos de fundação do clube e Jean Harris, Troféu Serviços Internacionais e Menção prestar uma homenagem especial aos Honrosa pelo desenvolvimento do quadro associativo. ex-presidentes.

D. 4630

D. 4650

46

NOVEMBRO DE 2008


D. 4650 RC DE Jaraguá do Sul, SC – Os companheiros organizaram a 10ª Feira da Ponta de Estoque, evento anual realizado com a finalidade de levantar fundos para os projetos do clube. Cerca de 18 mil consumidores visitaram a feira, onde 80 expositores comercializaram seus produtos. A renda obtida com o evento será destinada a projetos voltados para as crianças carentes da comunidade.

D. 4660

D. 4651

RC DE Orleans, SC – Em parceria com o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto, os companheiros plantaram um total de 80 mudas de árvores de palmito, canela preta, paubrasil e peroba, entre outras, no bairro Rio Belo. O plantio, realizado em área verde próxima ao leito do rio do bairro, teve o objetivo de evitar o assoreamento, aumentar a preservação da natureza e embelezar o local. Integrantes da Casa da Amizade local e moradores da cidade participaram da ação. RC DE Balneário Camboriú, SC – O presidente do RI, D. K. Lee, foi agraciado com a comenda Emílio Kaminski, outorgada pelo clube e entregue pela governadora Miriam Marta Wojcikiewicz Caldas, na presença do casal presidente Aldo Maia Jr. e Silvania. A solenidade de entrega da comenda aconteceu durante o jantar de confraternização com o presidente do RI, por ocasião das Conferências Presidenciais do Desenvolvimento do Quadro Associativo e da Redução da Mortalidade Infantil, realizadas em São Paulo.

RC DE Frederico WestphalenBarril, RS – O clube promoveu a campanha do agasalho, em colaboração com a Assistência Social do município e em benefício das famílias carentes da cidade.

D. 4680

D. 4670

RC DE São Leopoldo-Leste, RS – O clube homenageou o sócio honorário Luis Antônio Ribeiro pelo 43º aniversário da Revista Rua Grande, publicação da qual ele é proprietário e editor. Parceira dos clubes locais, a revista já ultrapassou a marca de 2.040 edições. Na foto, o presidente Gelson Darlan Pereira (à direita) entrega uma placa comemorativa ao homenageado, durante uma reunião-almoço.

RC DE Porto Alegre-Bom Fim, RS – Contemplou o estudante Cícero Augusto Schaf com a Bolsa Dr. Paulo Wabner Silveiro, com a qual o clube, há 27 anos, mantém algum aluno no Colégio Militar da cidade. Na foto, o bolsista está acompanhado da presidente Jane Magali Denes, da governadora assistente Odeth Rech e da tenente Sandra Ratzlaff.

BRASIL ROTÁRIO

47


RC DE Passo Fundo, RS – Os companheiros serviram um almoço para comemorar o aniversário de 69 anos de fundação do clube e o Dia do Amigo. Na mesma ocasião, a presidente Denaura Giacomelli entregou um troféu, simbolizando a deusa da Justiça, ao EGD Eurípedes Facchini – que estava acompanhado da mulher, Herbeny –, em homenagem aos seus 62 anos de vida rotária. Em outra oportunidade, os companheiros promoveram uma festa com o objetivo de arrecadar fundos para a Fundação Rotária.

D. 4710

D. 4700

RC DE Rolândia-Caviúna, PR – Realizou a 25ª Festa do Barreado, prato típico da culinária paranaense.

RC DE Porto VelhoRio Madeira, RO – Em parceria com a Uniron – Faculdade Interamericana de Porto Velho –, o clube doou um computador para a Casa de Apoio Cosme e Damião. Mantida pela prefeitura municipal, a instituição abriga crianças carentes de oito a 12 anos de idade. Na foto, o presidente Benedicto Almada e o diretor da Uniron, Fernando Prado, também companheiro do clube, entregam o computador à diretora da entidade, Celma de Souza.

RC DE Vilhena-Portal da Amazônia, RO – Os companheiros promoveram a 6ª Peixada, na Casa da Amizade local. Parte da renda obtida com a venda dos 320 convites foi destinada à ampliação do Banco de Cadeiras de Rodas do clube, que recebeu duas novas unidades. O restante da verba foi doado à Apae local.

RC DE Curitiba-Norte, PR – Com a presença do ministro da Agricultura e associado do clube, Reinhold Stephanes (centro), os companheiros realizaram uma reunião alusiva à preservação do meio ambiente. O empresário Ângelo Pizzato (primeiro à direita), dono da empresa Conspizza – Soluções Ambientais, foi o palestrante do encontro, prestigiado pelo EGD Ernani Augusto Brescianini. Ainda na foto, o associado Ronaldo Frossard, o presidente eleito Carlos Quandt e o presidente Sérgio Schneider.

D. 4730 RC DE Cornélio Procópio, PR – A Família Rotária local, junto com jovens intercambiados e também com a Apae, participou do desfile de 7 de Setembro na cidade.

48

NOVEMBRO DE 2008

D. 4720


D. 4760

RC DE Maravilha-Centro, SC – Apoiado pelo departamento de Cultura do município e por lojas fotográficas locais, o clube desenvolveu o projeto Baú Histórico, que consistiu em reunir um memorial do município, ao longo de um ano. Com a colaboração da comunidade, registros fotográficos em tamanho 10x15 cm, mostrando moradores e a cidade em geral e acompanhados de seus respectivos dados, foram guardados em um baú lacrado. A abertura está prevista para o ano de 2033 e os dados foram arquivados na sede do clube.

D. 4740

D. 4750 RC DE Campos-São Salvador, RJ – Doou 48 jogos de lençóis e kits de produtos de higiene pessoal à Santa Casa de Misericórdia local, por ocasião do aniversário de 216 anos daquela instituição. Em outra oportunidade, os companheiros homenagearam com Certificados de Reconhecimento os funcionários da Santa Casa que contabilizam pelo menos 30 anos de serviços prestados à instituição.

RC DE Niterói, RJ – Promoveu uma festiva em homenagem ao centenário de nascimento do ex-presidente do RI Ernesto Imbassahy de Mello, que faleceu há 15 anos e era sócio do clube. Durante a celebração, foi inaugurado um busto do homenageado. Na foto, o presidente do Conselho Diretor da Cooperativa Editora Brasil Rotário, EGD Carlos Henrique de Carvalho Fróes, também sócio honorário do clube, discursa ao lado do busto, observado por Ingrid Varsatz, neta de Imbassahy de Mello.

RC DE ParacatuUniversitário, MG – Em parceria com a Conferência Santo Antônio, os companheiros colaboraram com a construção da casa destinada a uma família carente do município. Planejada para ser realizada em sistema de mutirão, nos finais de semana do último mês de agosto, a obra contou com a participação da comunidade e de todos os rotarianos do clube.

D. 4770 RC DE Santa Helena de Goiás, GO – Uma vez por mês, os companheiros promovem distribuição de sopa. Para conseguir preparar a refeição, os rotarianos contam com o auxílio da comunidade, que oferece doações. A foto registra a ação dos associados no bairro Tempo Novo.

EM VISITA Oficial aos três RCs de Patrocínio, MG, o casal governador Antônio José de Oliveira e Wilce foi apresentado a projetos desenvolvidos pelos companheiros. Dentre as ações do RC de PatrocínioBrumado dos Pavões, o casal conheceu o Projeto Crescer, que recentemente recebeu instrumentos musicais e uniformes, doados pelos associados para a formação de uma fanfarra e uma banda infantil, e também o Centro de Formação João Batista de Queiroz, espaço mantido desde 2001 pelo RC, com oferta de cursos profissionalizantes, alfabetização e informática para os jovens. Do RC de PatrocínioNovas Gerações, os visitantes conheceram o trabalho de coleta seletiva de lixo e, do RC de Patrocínio, as atividades desenvolvidas junto à Apae local. O casal também acompanhou os integrantes do Rotary Kids de Patrocínio-Brumado dos Pavões em visita a uma família que recebeu a doação de uma cesta básica, oferecida pelas crianças.

BRASIL ROTÁRIO

49


D. 4780 OS ASSOCIADOS dos RCs de Bagé-Sul e BagéPampa, RS, ficaram responsáveis pela aplicação de gotinhas durante a segunda etapa da campanha de vacinação contra a paralisia infantil. Eles trabalharam nos postos montados em duas praças centrais da cidade. Na foto, a governadora Dóris Sá de Moraes Vaz vacina uma criança.

RC DE Cachoeira do Sul-Princesa do Jacuí, RS – Os companheiros comemoraram o aniversário de 20 anos de fundação do clube com o seu tradicional Acampamento Rotário, realizado há 16 anos, na Barragem do Capané. A atividade também foi dedicada ao saudoso EGD Celso Asmann, falecido este ano. Os associados se reuniram e plantaram 200 mudas de árvores nativas, como forma de combater a erosão em uma das margens. Outras ações ecológicas do RC são a construção de carrinhos de lixo para catadores e a colocação de latas de lixo em vias públicas.

Siglas rotárias Conheça abaixo o significado de algumas siglas que você vai encontrar com freqüência na literatura sobre o Rotary e nas páginas da Brasil Rotário. Elas são uma tradução dos termos oficiais em inglês: ABTRF BR CDRI CFR Crei

– – – – –

CRFR D. DERI DNI

– – – –

DRI DQS ECFR EDRI EGD EPRI FDUC FR GA Gats

– – – – – – – – – –

GD Gets IGE NRDC PERI Pets PLD RC RI Ribi Ribo Ryla 3-H

– – – – – – – – – – – – –

50

Associação Brasileira da The Rotary Foundation Brasil Rotário Conselho Diretor do Rotary International Curador da Fundação Rotária Centros Rotary de Estudos Internacionais da Paz e Resolução de Conflitos Coordenador Regional da Fundação Rotária Distrito Diretor eleito do Rotary International Dia Nacional de Imunização (campanha de combate à pólio) Diretor do Rotary International Desenvolvimento do Quadro Social Ex-curador da Fundação Rotária Ex-diretor do Rotary International Ex-governador de distrito Ex-presidente do Rotary International Fundo Distrital de Utilização Controlada Fundação Rotária Governador assistente Seminário de Treinamento para Governadores Assistentes Governador de distrito Seminário de Treinamento para Governadores Eleitos Intercâmbio de Grupos de Estudos Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário Presidente eleito do Rotary International Seminário de Treinamento para Presidentes Eleitos Plano de Liderança Distrital Rotary Club Rotary International Rotary na Grã-Bretanha e na Irlanda Rotary International Brazil Office Prêmios Rotários de Liderança Juvenil Subsídio Saúde, Fome e Humanidade

NOVEMBRO DE 2008

Como enviar material para a Brasil Rotário ara que os companheiros de todo o país P conheçam os projetos que

seu clube vem realizando, é importante que as notícias cheguem à redação contendo as seguintes informações: ● o nome completo e o distrito de seu clube ● a data e local em que foram realizadas as ações ● um breve relato sobre o projeto, explicando sua importância e o alcance dele junto à comunidade ● os nomes dos parceiros, no Brasil e no exterior ● e os nomes e sobrenomes de todos os que aparecerem nas fotos com até seis pessoas, relacionados a partir da esquerda. FOTOS: as imagens digitais precisam ter pelo menos 300 DPI de resolução e 9 cm de largura. Na dúvida, selecione a opção alta resolução de sua câmera. Se o envio for feito por e-mail, pedimos que o tamanho dos anexos não supere 1 MB. A publicação é gratuita. Basta apenas que o assunto se encaixe em nosso perfil editorial e que seu clube esteja em dia com a assinatura da revista. A Brasil Rotário não publica posses ou outros fatos que possam obter o merecido destaque nos boletins de seu clube. MUITO IMPORTANTE: informe também um telefone de contato (com o código de DDD) para que possamos falar com você no caso de qualquer dúvida. Anote os nossos endereços Avenida Rio Branco, 125 – 18o andar Rio de Janeiro, RJ CEP: 20040-006 e-mail: redacao@brasil-rotario.com.br O telefone da redação é (21) 2506-5600.

Estamos esperando para ver seu clube na revista!


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4310 AGRACIADO: JOSÉ Edemir Spada, companheiro do RC de Saltinho, SP. ENTREGUE POR: ex-presidente José Denilson Beltrame.

AGRACIADO: RUBENS Ney Damacena, associado do RC de Lençóis Paulista, SP, acompanhado da mulher, Maria Helena. ENTREGUE POR: ex-presidente Giovani Brito Telesca.

AGRACIADA: CLEUSA Basso Bertola, mulher do companheiro Nilson Bertola, associado do RC de Tietê, SP. ENTREGUE POR: presidente Mauro Cláudio (primeiro à direita), na presença do ex-presidente José Eduardo Cocco Carvalho.

AGRACIADA: EURIDICE Clasen Casagrande. ENTREGUE POR: Vagner Casagrande, associado do RC de Salto, SP, e marido da agraciada.

AGRACIADO: SALVATORE Cerbasi, do RC de Lençóis Paulista, SP, acompanhado da mulher, Damaris. ENTREGUE POR: expresidente Giovani Brito Telesca.

AGRACIADOS: MARIA Helena Caleffo, Lourdes Terasaka, Cristina Carniato, Neusa Garavello, Sonia Rocco, Lidelci Siqueira, Sonia Fagundes e Rita Milioni, mulheres de rotarianos, além de Luiz Gomes, todos pelo RC de Salto, SP. À mesa, o governador assistente e associado do RC de Itu-Convenção, João Valente de Almeida; o casal governador Paulo Firmino de Oliveira e Maria Adelaide, do RC de Botucatu; o presidente do RC de Salto, Paulo Marcelo de Arruda; o governador 2010-11 e também companheiro do RC de Salto, Valdemir Colleone; e os EGDs Pedro Luiz Schmidt, do RC de Piracicaba-Vila Rezende, e Antonio Wilson Rigolin, do RC de Salto.

D. 4420

AGRACIADOS: ROBERTO De Santi e Wilson Pelle Rodrigues, associados do RC de Itu-Terras de São José, SP, com duas safiras e um título Companheiro Paul Harris, respectivamente, na companhia do ex-presidente Antônio Célio Martins do Prado.

AGRACIADA: SYLVIA Regina Mendonça Galvão de Souza Storte, expresidente do RC de Santos-Ponta da Praia, SP, ladeada pelo casal presidente Edmilson Roberto do Nascimento e Cristina.

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA A ERRADICAÇÃO DA PÓLIO BRASIL ROTÁRIO

51


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4420 AGRACIADO: JOSÉ Di Bella Filho (primeiro à direita), presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo – Porto de Santos, nas presenças do presidente do RC de Santos-Porto, SP, André Luis Neiva, e do governador Sérgio Lazzarini.

D. 4430

AGRACIADOS: JOSÉ Aparecido dos Santos, do RC de São PauloVila Carrão, SP, o ex-presidente Jairo Pinto e sua filha, Giovanna Palhares Pinto, ex-presidente do Rotarykid’s – acompanhados de Ana Paula, mulher do rotariano e mãe da menina –, todos com títulos Companheiro Paul Harris. Na mesma oportunidade, o ex-presidente Crisostomo Chagas recebeu sua primeira safira. AGRACIADO: RODRIGO D’Elia, filho do EGD Ronald D’Elia, associado do RC de São PauloPenha, SP.

AGRACIADOS: SERGIO Miqueleti e Paulo de Jesus Castilho, associados do RC de São PauloTremembé, SP, ladeando o ex-presidente Alvaro Altair Marinelli Júnior.

AGRACIADO: EDSON Sanches, presidente do RC de São Paulo-Vila Medeiros, SP, ladeado pelo ex-presidente Edmar Antonio Alves e pelo ex-governador assistente José Roberto Pereira, associado do RC de São Paulo-Jardim São Paulo, SP.

AGRACIADO: ADRIANO Russo, expresidente do RC de São Paulo-Vila Medeiros, SP, com uma safira. O companheiro está ladeado na foto pelo ex-presidente Edmar Antonio Alves e pelo EGD Robert Klingspiegel.

D. 4440 AGRACIADOS: ALVARO Altair Marinelli Júnior, expresidente do RC de São PauloTremembé, Marcio Visconti e Luiz Carlos Bernardes, companheiros do mesmo clube, com uma safira cada, na presença do EGD Ari Sergio Del Fiol Módolo.

AGRACIADA: DEYSE Pimentel Lopes, associada do RC de Rondonópolis, MT, e mulher do governador 2009-10 Nelson Lopes.

MILHÕES DE CRIANÇAS AGUARDAM SUA DOAÇÃO À FR 52

NOVEMBRO DE 2008


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4480 AGRACIADO: PAULO Valério Franco da Rocha, governador assistente e companheiro do RC de Guaiçara, SP, com uma safira. ENTREGUE POR: EGD Gedson Junqueira Bersanete.

AGRACIADO: ALCIDES Salvador, companheiro do RC de Bady Bassit, SP. ENTREGUE POR: governador Jair Pinto da Silva.

AGRACIADO: FERNANDO Pereira da Silva, presidente do RC de Bady Bassit, SP. ENTREGUE POR: governador Jair Pinto da Silva.

AGRACIADAS: SANDRA Regina Petrucci Franco da Rocha e Maria Sonia Sant’ana, presenteadas pelos respectivos maridos, os governadores assistentes Paulo Valério Franco da Rocha, do RC de Guaiçara, SP, e Milton Cassiano Sant’ana, do RC de Monte Aprazível, SP. AGRACIADO: LUÍS Claudio Macieirinha, companheiro do RC de Bady Bassit, SP, com uma safira. ENTREGUE POR: governador Jair Pinto da Silva. AGRACIADA: YOLANDA Buzinaro Nogueira, integrante da Casa da Amizade de Guaiçara, SP, homenageada pelas demais senhoras.

AGRACIADA: SONIA Solange Izepi, companheira do RC de Guaiçara, SP, com uma safira. ENTREGUE POR: Yolanda Buzinaro Nogueira, integrante da Casa da Amizade local.

AGRACIADO: EUFROSINO João Teodoro, associado do RC de Bady Bassit, SP, com uma safira. ENTREGUE POR: governador Jair Pinto da Silva.

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA A ERRADICAÇÃO DA PÓLIO BRASIL ROTÁRIO

53


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4480 AGRACIADO: JORGE Viana, companheiro do RC de General Salgado, SP, com uma safira. ENTREGUE POR: EGD José Luiz Sanches Vargas.

AGRACIADO: ANTONIO Deusderiti Dadona, associado do RC de General Salgado, SP, sendo cumprimentado pelo ex-presidente Osmar Marques.

D. 4500

AGRACIADA: DOROTÉA de Oliveira Monteiro, associada do RC de Carpina, PE. ENTREGUE POR: EGD Aluísio de Freitas Almeida, por ocasião da Conferência Distrital.

D. 4520 AGRACIADO: JOSÉ Luiz Scaglioni Filho, associado do RC de Itabira-Cauê, MG e ex-governador assistente. ENTREGUE POR: EGD Paulo José de Magalhães.

D. 4540 AGRACIADOS: JOSÉ Emídio Calazans e Odácio Faria, associados do RC de Santa Fé do Sul, SP, com um título Companheiro Paul Harris e a primeira safira, respectivamente, José Rollemberg, integrante do Rotaract Club local, com um título Companheiro Paul Harris, o ex-presidente José Marcelo Breijão Ártico, com a primeira safira, e os associados Meire Ártico e Natal Franco, com títulos Companheiro Paul Harris.

AGRACIADO: PAULO Edmundo Baeta Neves, associado do RC de Igarapava, SP, na companhia da mulher, Maria Vilma. ENTREGUE POR: casal ex-presidente Rogério Ferreira dos Santos e Rosely Aparecida.

D. 4490

AGRACIADO: JOSÉ Ferreira Gonçalves, presidente do RC de Juazeiro do Norte-Padre Cícero, CE. ENTREGUE POR: Maria das Graças de Araújo Gonçalves, mulher do agraciado e também rotariana.

AGRACIADAS: VERA Lúcia Seconte de Freitas e Érika Yoshino Muniz, companheiras do RC de Ibitiúva, SP. ENTREGUES POR: presidente Clóvis de Freitas e pelo EGD Adalberto José Menegazzo.

MILHÕES DE CRIANÇAS AGUARDAM SUA DOAÇÃO À FR 54

NOVEMBRO DE 2008


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4570

D. 4540 AGRACIADO: FIORAVANTE José de Leo, associado do RC de Ribeirão PretoEntre Rios, SP. O título foi entregue nas presenças do governador assistente Afonso Celso da Silva e do companheiro José Roberto de Oliveira Andrade (com o microfone).

AGRACIADO: JOAQUIM Cavalcanti Viana Barbosa, companheiro do RC de Bangu, RJ, e secretáriogeral do distrito. ENTREGUE POR: governador distrital José Roberto Lebeis Pires.

D. 4580 AGRACIADOS: EDSON Chaves, um dos fundadores do RC de Ribeirão PretoEntre Rios, SP, com uma safira; e a mulher dele, Annemarie Kasten (à direita), com um título de Companheiro Paul Harris. Ao centro, o casal presidente do clube, Pedro Podboi Adachi e Paula Ahymoto Furukawa.

AGRACIADO: BRÁULIO Brandão Coelho Vieira, associado do RC de Santos Dumont, MG, que recebeu o título na companhia da mãe, Ana Maria Brandão Coelho. ENTREGUE POR: José Carlos Palmieri, ex-presidente do clube.

D. 4590 AGRACIADOS: MARIA Emilia Troli, expresidente do RC de Matão-Terra da Saudade, SP, e os companheiros Alceu Santim Verde, Humberto José Damásio e Sergio Floriano.

AGRACIADO: JOÃO Pedro Hollanda Coppo, que ganhou o título do avô materno, João Alberto Holanda de Freitas, companheiro do RC de Campinas-Metrópole, SP. O menino está no colo do avô paterno, o também rotariano Pedro Fernando Coppo, do RC de Campinas-Norte.

D. 4560 AGRACIADO: GUILHERME Junqueira Maciel, associado do RC de Cruzília, MG, e governador assistente. ENTREGUE POR: governador Murillo Affonso Ferreira.

AGRACIADO: UDO Fiorini, ex-presidente do RC de CampinasMetrópole, SP. ENTREGUE POR: Karin Sarubbi, atual presidente do clube.

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA A ERRADICAÇÃO DA PÓLIO BRASIL ROTÁRIO

55


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4610 AGRACIADO: FRANCISCO Mattos Jr., do RC de Cotia-Granja Viana Empresarial, SP. ENTREGUE POR: José Tremonte, ex-presidente, e pela companheira Nancy Alemany.

AGRACIADO: MARCO De Fiori, associado do RC de CotiaGranja Viana Empresarial, SP. ENTREGUE POR: José Tremonte, ex-presidente do clube, e pela companheira Nancy Alemany.

AGRACIADOS: VANDERLI Aparecida Pepe Del Poço, com uma safira, e Issao Honna, com um título de Companheiro Paul Harris. Eles são sócios do RC de Cerqueira César, SP. Ao centro, o presidente Jacob Aparecido Keiler.

D. 4630 AGRACIADO: FÁBIO Katsuya Obu, do RC de Maringá-Novo Centro, PR. ENTREGUE POR: EGD Ademar Batista de Mello.

AGRACIADA: YVALDINE Maria Neves de Couto Melo, presidente do RC de Maringá-Novo Centro, PR. ENTREGUE POR: governador Nivaldo Barbosa de Lima.

AGRACIADO: ADEMAR Batista de Mello Junior, com a primeira safira. Ele é ex-presidente do RC de Maringá-Novo Centro, PR. ENTREGUE POR: Marlo Jean Pinotti, ex-governador assistente.

MILHÕES DE CRIANÇAS AGUARDAM SUA DOAÇÃO À FR 56

NOVEMBRO DE 2008

D. 4620

AGRACIADO: DARCY Anselmo Badaró, associado do RC de Taboão da Serra, SP. ENTREGUE POR: Amilton Medeiros Silva, governador do distrito. AGRACIADOS: SOFIA Issoe Shimada Campos e Rogério Stephano Ramponi, presidente do RC de RegistroOuro, SP. ENTREGUES POR: João Nunes de Campos, associado do clube e marido da agraciada, e pelo ex-presidente Geraldo Luiz Pereira de Araújo.


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4630 AGRACIADOS: SÉRGIO Galhardi, associado do RC de Maringá-Aeroporto, PR, e Sara Badan – mulher do companheiro Paulo Badan – que recebeu uma safira. Ainda aparecem na foto o ex-presidente Antonio Cândido Soares e o EGD Amaury Cruz Couto.

D. 4650 AGRACIADO: JORGE Stoeberl (à direita), presidente do RC de Blumenau-Verde Vale, SC. ENTREGUE POR: governador Valdir Celso Fiedler.

D. 4640 AGRACIADO: CLAUDELIR Carlos Fábris, companheiro do RC de Francisco BeltrãoIntegração, PR. ENTREGUE POR: Davi Lorenzetti e João Carlos Rodrigues, respectivamente ex e atual presidentes.

D. 4660 AGRACIADO: NELSON José Riehs, do RC de Santa MariaNordeste, RS. ENTREGUE POR: Mario Vianna, governador do distrito; pelo EGD José Valdonei de Oliveira Pires e pelo ex-presidente Flávio Domingues. AGRACIADA: JANE Alice Machado, companheira do RC de Porto Alegre-Bom Fim, RS, que recebeu o título no RC de Cherry Hill, EUA (D.7640). ENTREGUE POR: Tom Veevers, exgovernador do distrito 7640, num reconhecimento à parceria internacional mantida entre o clube norte-americano e o clube brasileiro que permitiu a doação de um mamógrafo ao Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama/RS). Na foto, aparecem também Maira Caleffi, presidente do Imama/RS, e Rudolf Moth Nielsen, associado do RC de Porto Alegre-Bom Fim.

D. 4680

D. 4670

AGRACIADO: LUIZ Gonçalves Borba, expresidente do RC de Cachoeirinha, RS. ENTREGUE POR: Eliseu Gonçalves da Silva, governador distrital e padrinho do agraciado, nas presenças de Toni e Mara – filho e mulher de Luiz – e de Tânia, mulher do governador.

D. 4700 AGRACIADA: REIALDA Almeida, associada do RC de Passo Fundo-Planalto Médio, RS. ENTREGUE POR: José da Silva Almeida, que a presenteou com o título. Ele é marido da agraciada e companheiro dela no clube.

AGRACIADOS: GILBERTO Gastaud (com uma safira); José Francisco Conceição, João Botelho, Francisco Vernetti e Neli Pinheiro (cada um com um título Companheiro Paul Harris); e Beatriz Lang Passos (com duas safiras). Eles são sócios do RC de PelotasNorte, RS. O título foi entregue durante as comemorações dos 50 anos do clube, nas presenças da presidente Myrian Bastos dos Santos; do ex-bolsista da Fundação Rotária no Centro Rotary de Estudos Internacionais da Paz e Resolução de Conflitos na Universidade de Queensland, na Austrália, Cássio Furtado, sócio honorário do clube gaúcho; e do governador do distrito Tirone Michelin.

FAÇA SUA DOAÇÃO PARA A ERRADICAÇÃO DA PÓLIO BRASIL ROTÁRIO

57


Novos Companheiros Paul Harris ○

D. 4700 AGRACIADOS: ILDOMAR Sauer e Evaristo Andreolla, associados do RC de Sananduva, RS, nas presenças de Roberto Luis Testa e Marino Bordin, respectivamente, ex e atual presidentes do clube.

D. 4730

D. 4760

D. 4710 AGRACIADOS: REINALDO Oliveira Seleti, Isaac Bernardino, Dora Pimenta Dantas, Moacyr Jorge Graciano, Enor Azzolini e Muna Amin Graciano, todos do RC de Cornélio Procópio, PR. Também aparecem na foto o companheiro João Ataliba de Resende Neto, o casal EGD Reinaldo Seleti e Acácia, e o EGD José Pelayo Sanches.

AO TORNAR-SE Major Donor, o companheiro Ubirayr Ferreira Vaz – ex-governador do distrito e sócio do RC de Niterói-Norte, RJ – presenteou as duas filhas, os genros, netos e um sobrinho com o título de Companheiro Paul Harris. A partir da esquerda, aparecem João Francisco de Almeida Brandão, Wallace Salgado de Oliveira, João Pedro Vaz Brandão, Cláudia Valéria Vaz Nogueira, Rafael Vaz Nogueira, Felipe Vaz Costa, Cláudia Verônica Vaz Costa e Fernando Ferro Costa. Ao centro, está a mulher de Ubirayr, Sônia Vaz.

D. 4770

AGRACIADA: ANDREIA Dornelas, do RC de João Pinheiro-Participação, MG. Ao lado dela, está o presidente Anderson Dornelas.

AGRACIADA: KÁTIA Giappichini, integrante da Casa da Amizade de Mineiros-Parque Nacional das Emas, GO. ENTREGUE POR: Shirley Carnielo Louzada Lunardi, coordenadora distrital assistente da Área IX, e Zélia Giongo Grandeaux, presidente da Casa da Amizade. AGRACIADA: LÍVIA Paulini, ex-presidente do RC de Belo HorizonteMilionésimo, MG. ENTREGUE POR: Javert Vivian Silva, governador do distrito.

D. 4780 AGRACIADOS: RICARDO de Toledo Pereira e Luiz Enio Ribeiro, associados do RC de Livramento, RS. Também aparecem na foto as companheiras Claudia Cartana, presidente do clube, e Edelzia Maidana França, ex-presidente.

MILHÕES DE CRIANÇAS AGUARDAM SUA DOAÇÃO À FR NOVEMBRO DE 2008

D. 4750

AGRACIADOS: ERIS Jerola (com uma safira) e Asimar Cardoso, com um título de Companheiro Paul Harris. Eles são associados do RC de Ponta Grossa, PR. A entrega foi feita nas presenças do governador Evaldo Hasselmann; do ex-presidente do clube, José Fernando Rosas; e do atual presidente, David Aroldo Nascimento.

58


Rodrigo

☺ Dois caras trabalhavam no De-

partamento de Urbanismo de uma cidade. Enquanto um cavava um buraco, o outro vinha atrás e começava a enchê-lo. Trabalhavam de um lado e do outro da rua, sem nunca descansar: um abria um buraco e o outro vinha e enchia. Um espectador, divertindose com a situação, mas não entendendo o porquê daquilo, foi perguntar a um dos dois homens: – Estou impressionado com o esforço que vocês dois põem no trabalho, mas não compreendo porque é que um abre um buraco e, assim que acaba, o parceiro vem atrás e começa a enchê-lo. – Bem, isso pode até parecer estranho porque normalmente somos três funcionários na equipe – disse o homem – O problema é que hoje o cara que planta as árvores ficou doente e não veio trabalhar...

Num restaurante, o garçom chega correndo para o gerente e pergunta: – Senhor, um cliente acabou de se engasgar com uma espinha de bacalhau e está se asfixiando. O que é que eu faço? – Leva logo a conta, antes que ele morra!

☺ Dois amigos conversam:

– Rapaz, eu não posso escutar uma buzina de caminhão. – Qual o problema? Trauma de infância? – pergunta o outro. – Não, é que minha mulher fugiu com um caminhoneiro. – Nossa, sinto muito... – Pois é. Então toda vez que eu ouço uma buzina de caminhão eu penso que é o cara trazendo ela de volta.

☺ Um elefante passeava pela floresta quando tropeçou e caiu em

cima de um formigueiro. Vendo-se coberto de formigas, começou a rolar no chão para desprendê-las. Depois de algumas voltas, parou exausto. Quase todas as formigas haviam caído, restando apenas uma, grudada em seu pescoço. Vendo que ainda restava uma companhei-

ra em cima do elefante, as formigas começaram a gritar em coro lá embaixo: – Enforca! Enforca! Colaboração de Marcos Buim, companheiro do RC de São Caetano do Sul-Olímpico, SP (D.4420).

Sua Excelência, o Joãozinho ☺

Durante o jantar, Joãozinho conversa com a mãe: – Mamãe, por que é que o papai é careca? – Ora, filhinho... É porque ele tem muitas coisas para pensar, e por que ele é muito inteligente! – Mas então por que é que você tem tanto cabelo? – Cala a boca e come logo esta sopa, menino!

☺ O pai do Joãozinho ficou apa-

vorado quando o menino chegou em casa com o boletim: – Na minha época, as notas baixas eram punidas com uma boa surra! – Legal, pai! Que tal a gente pegar o professor amanhã na hora da saída?

☺ Na aula de noções de medicina,

a professora pediu para que os alunos levassem instrumentos utilizados em um hospital.

– Cíntia, o que você trouxe? – Um bisturi, professora! – Quem deu pra você? – Minha mãe. – E o que ela falou? – Falou que serve pra cortar a pele! – Meus parabéns! E você, Vinícius, o que trouxe? – Uma seringa! – E quem deu pra você? – Meu pai! – O que ele falou? – Falou que serve para aplicar injeção! – Muito bem! E você, Joãozinho, o que é essa bola embaixo do seu braço? – É um balão de oxigênio! – E quem deu pra você? – Eu peguei da minha avó! – E o que foi que ela falou? – DEVOLVE!! DEVOLVE!! Colaboração de Paulo César Branquinho, companheiro do RC de Dourados, MS (D.4470). BRASIL ROTÁRIO

59


enviaram e-mails a respeito do artigo A pátria e nossa Independência, do EGD Ivo Arzua Pereira,

Cartas & Recados

publicado na edição de setembro. Ambos lembraram que, de acordo com a lei nº 5.700, de

Correspondências recebidas pela revista:

1º de setembro de 1971, o Selo Nacional é um

Os leitores Marco Aurélio Roda, associado do RC

nara apenas três: Bandeira Nacional, Hino Na-

de Ituverava, SP (D.4540), e Sebastião da Cruz

cional e Armas Nacionais.

dos quatro símbolos do país. O artigo mencio-

Saudades Admilson Bosco Chitarra, companheiro do RC de Lavras-Sul, MG (D.4560).   

Agostinho Rech, ex-presidente do RC de Sarandi, RS (D.4700).   

Ruy Pedro Schmitz, sócio fundador do RC de Sarandi, RS (D.4700).   

Antonio Mauro Prestes, ex-presidente do RC de Sarandi, RS (D.4700).   

Christiano Kulmann Lopes, ex-presidente do RC de Uruguaiana, RS (D.4780).

60

NOVEMBRO DE 2008


BRASIL ROTÁRIO

61


62

NOVEMBRO DE 2008


BRASIL ROTÁRIO

63


64

NOVEMBRO DE 2008


CONCURSO NACIONAL E INTERNACIONAL DE TROVAS Aberto a rotarianos e a não-rotarianos

A

trova é definida por Luiz Otávio, que deu à literatura brasileira uma nova corrente literária: “Composição poética de 4 versos, com 7 sílabas, rimando o 1º verso com o 3º e o 2º com o 4º, e tendo um sentido completo”. Promoção da Cooperativa Editora Brasil Rotário, com o apoio da Academia Brasileira de Trovas (ABT) e da União Brasileira de Trovadores. Âmbito: nacional e internacional (países de língua portuguesa); Tema: Rotary, Servir e Paz (cada trova deve conter as três palavras); Limite: até 3 (três) trovas inéditas, líricas ou filosóficas, obrigatoriamente, o 1º com o 3º e o 2º com o 4º versos, setissilábicos e sentido completo; Prazo do Concurso (recebimento das trovas): de 1º de setembro a 31 de dezembro de 2008 (valendo a data da postagem), observando-se o sistema de envelopes: as trovas deverão ser escritas na parte externa de um envelope pequeno (8 x 15 cm), contendo em seu interior os dados de identificação do autor, devidamente lacrado, que será colocado em um envelope maior para a remessa.

R

emeter para Concurso Nacional e Internacional de Trovas da Brasil Rotário, A/C da Comissão do Concurso de Trovas, Av. Rio Branco, 125 / 18o andar, Centro, Rio de Janeiro / RJ, CEP 20040-006. Maiores informações: administrativo@brasil-rotario.com.br Premiação: do 1º ao 5º lugares: Categoria de Vencedores, troféus e diplomas, não havendo repetição de prêmios, isto é, se o trovador obtiver mais de uma premiação, receberá apenas 01 prêmio. As Menções Honrosas e Especiais, em número de 10 (dez) cada, receberão diplomas. Todos os participantes do Concurso farão jus ao recebimento de exemplares do número da revista Brasil Rotário em que serão publicadas as trovas premiadas. Da entrega dos prêmios: a solenidade da entrega dos prêmios e diplomas acontecerá às 16h do dia 23 de fevereiro de 2009 (2ª feira), na sede da Cooperativa Editora Brasil Rotário, à Av. Rio Branco, 125 / 18o andar, Centro, Rio de Janeiro, comemorando o Dia Nacional da Compreensão Mundial, data que assinala a criação do Rotary em 1905.

Casos Omissos: Serão resolvidos pela Comissão do Concurso de Trovas da Brasil Rotário, em conjunto com a ABT e a UBT.

“N

ão pode haver criação literária mais popular, que fale mais diretamente ao coração do povo do que a trova. É através dela que o povo toma contato com a poesia e sente a sua força. Por isso mesmo, a trova e o trovador são imortais” – JORGE AMADO


Brasil Rotário - Novembro de 2008  

Edição nº 1.037 da revista Brasil Rotário. Novembro de 2008.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you