Page 1

esportes | págs.15 e 16

Eurico vence em meio à crise com torcida

“Avanço na educação ainda é insuficiente” Professor Gaudêncio Frigotto analisa os problemas e desafios da educação brasileira

Divulgação

Pablo Vergara

entrevista | pág. 5 1 | mundo

Eleições no Vasco expõem divisão em sua principal organizada

13 a 19 de novembro de 2014 • distribuição gratuita

Ano 2 | edição 75

Pablo Vergara

cultura | pág. 11

Encontro reúne Sem Terrinhas no RJ Pablo Vergara

A atividade reuniu crianças da Baixada Fluminense, Campos e Macaé brasil | pág. 7

Gilberto Carvalho: “Constituinte exclusiva é viável” especial | págs. 8 e 9

Para ministro, constituinte exclusiva é viável do ponto de vista jurídico e político

Passagem de ônibus deve subir para R$ 3,10 Mais lucros sem revelar o quanto faturam. Esse é o plano das empresas de ônibus do Rio de Janeiro, que querem aumentar novamente a tarifa de ônibus. O reajuste elevaria o preço da passagem para R$ 3,10, mas esse valor poderá ser ainda maior. O Tribunal de Contas do Município e a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) estão investigando as

empresas de ônibus do Rio de Janeiro e prometem estabelecer uma equiparação, ou seja, a redução da passagem, caso sejam comprovados os superlucros dessas concessionárias de transporte público. A investigação deverá ser concluída em maio de 2015, segundo anunciaram esses dois órgãos públicos. Movimentos sociais prometem resistir ao reajuste.


02 | opinião

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

editorial |

Os desafios para as forças populares •

Passadas as eleições, é importante compreender como a luta de classes se comportará no próximo período. Muitos se iludem apenas com o comportamento das lideranças partidárias e como elas aparecem na grande mídia. A verdadeira luta de classes se move entre as classes e seus interesses históricos. A sociedade brasileira é extremamente desigual. Temos de um lado uma burguesia (financeira, fundiária, comercial e industrial) composta por não mais de 5% da população. Também temos uma pequena-burguesia, composta ao redor de 10 a 15% da população. Esses são os profissionais liberais, com alta renda, e pequenos comerciantes e empresários do setor de serviços e indústria. E de outro lado, temos a imensa maioria da popula-

Precisamos seguir construindo uma imensa frente popular para estimular as lutas sociais e a mobilização popular

________________

ção, entre 80 e 85% da população, que são os que vivem do seu trabalho. Distribuídos em inúmeras categorias e setores sociais, nas cidades e no campo. Nas campanhas eleitorais a burguesia e a pequena burguesia sempre ficam disputando os votos dos trabalhadores, usando todo tipo de

mentiras, justamente porque elas não têm votos suficientes na sua própria classe dominante. Seu projeto é voltar ao neoliberalismo, com a hegemonia do grande capital financeiro, das empresas transnacionais e recolocando nossa economia na esfera dependente dos Estados Unidos. A classe trabalhadora não tem um projeto claro, um programa unitário que aglutine os diferentes movimentos, associações e partidos. Porém, nos últimos meses ficou evidente que é possível aglutinar-se ao redor da luta pelas reformas estruturais: tributária, educacional e urbana. Porém, para alterar a correlação de forças que permita

28

ao governo avançar, será necessário realizar uma reforma política, que virá apenas através de uma Assembleia Constituinte, Soberana e Exclusiva. De nossa parte, os movimentos populares, precisamos seguir construindo uma imensa frente popular, de

massas, para estimular as lutas sociais e a mobilização popular. Tendo como programa mínimo, urgente e necessário a luta pela reforma política e pelas conquistas sociais, no âmbito das reformas estruturais. Certamente 2015 será um ano que promete.

ºC | F

Rio de Janeiro, Brasil quinta-feira, 13 novembro

PREVISÃO DO TEMPO

Desde 1º de maio de 2013

redacaorj@brasildefato.com.br

Para anunciar: (21) 4062 7105

• Ed

Possibilidade de tempestade

O jornal Brasil de Fato circula semanalmente em todo o país e agora com edições regionais em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Queremos contribuir no debate de ideias e na análise dos fatos do ponto de vista da necessidade de mudanças • Ed sociais em nosso país e em nosso estado.

CONSELHO EDITORIAL: Antonio Neiva, Aurelio Fernandes, Joaquín Piñero, Kleybson Andrade, Mario Augusto Jakobskind, Rodrigo Marcelino, Vito Giannotti EDITORA: Vivian Virissimo (MTb 13.344) REPÓRTER: André Vieira, Bruno Porpetta, Fania Rodrigues e Pedro Rafael Vilela REVISÃO: Núbia Pimentel COLUNA SINDICAL: Claudia Santiago FOTÓGRAFO: Pablo Vergara ADMINISTRAÇÃO: Carla Guindani DISTRIBUIÇÃO: Kleybson Andrade DIAGRAMAÇÃO: Stefano Figalo TIRAGEM MENSAL: 200 mil exemplares


geral | 3

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

mandou

Sistemas de cotas passarão a ser adotados nos cursos de pós-graduação, incluindo mestrado e doutorado, nas universidades públicas mantidas pelo governo estadual. A medida é válida para processos seletivos na UERJ, na UEZO e na UENF.

Divulgação

ministro do STF. Ele concordou com a afirmação feita pela agente de trânsito Luciana Tamburini, condenada a indenizar o juiz João Carlos Correa parado em uma blitz.

Divulgação

Em cinco anos, polícia brasileira matou mais do que os EUA em 30 anos

Levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) revela que, em cinco anos, a polícia brasileira levou a óbito ao menos 11.197 pessoas, mais do que a polícia estadunidense ao longo de 30 anos (11.090 pessoas). De acordo com o relató-

Divulgação

mandou Divulgação

Vitória da ocupação Zumbi dos Palmares

“Nenhum magistrado é Deus”, falou Ricardo Lewandowski,

bem

mal

­ em foco

frase da semana

rio, a tropa mais letal está no Rio de Janeiro, seguida pela de São Paulo e a da Bahia. Nesses cinco anos, só em 2012 o Rio ficou em segundo lugar, perdendo para São Paulo, onde foram registradas 583 mortes contra 419 registradas pela polícia carioca. EBC

Na tarde dessa •quarta-feira (12), o MTST teve uma grande vitória em São Gonçalo. Em reunião com a prefeitura, e com a presença do governo federal, foi firmado um termo de compromisso que garante a construção de moradias via Minha Casa Minha Vida Entidades para as famílias da ocupação Zumbi dos Palmares. Midia Ninja

Comissão da Verdade do Rio no DOPS

Joaquim Barbosa ainda não devolveu o apartamento que a corte colocou à sua disposição quando era ministro do STF. Aposentado desde o dia 31 de julho, ele deveria ter devolvido em trinta dias o apartamento de cerca de 500 metros quadrados localizado em área nobre de Brasília.

Nesta quinta-feira, dia 13, a partir das 17 horas, haverá uma atividade de agitação e panfletagem da campanha pela Constituinte Exclusiva da Reforma Política. Será no Largo da Carioca.

Na próxima quintafeira (13), a Comissão da Verdade do Rio fará uma diligência ao edifício do antigo Departamento de Ordem Política e Social do Rio de Janeiro (DOPS/RJ). A comissão deseja realizar o reconhecimento do prédio da Rua da Relação, na Lapa, junto daqueles que por ali passaram, ouvindo e registrando seus testemunhos.

Receba o Brasil de Fato RJ por e-mail. Inscreva-se no link: www.e.eita.org.br/assinebrasildefatorj


4 | mundo

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

Permuta de presos esquenta debate entre Cuba e EUA

Mais uma vez, o jornal e New York Times se manifesta em favor da retomada das relações políticas entre Cuba e Estados Unidos. Em editorial, a publicação sugeriu permuta entre o prisioneiro estadunidense Alan Gross e três cidadãos cubanos. Gerardo Hernández, Ramón Labañino e Antonio Guerrero fazem parte dos chamados "Cinco Heróis Cubanos”, que foram presos em Miami, em 1998 e con-

denados em 2001 por delitos relacionados à Segurança Nacional dos EUA. Dois deles, Fernando González Llort e René González já regressaram a Cuba, após cumprir suas penas. Desde a sua condenação, uma campanha internacional pede que sejam libertados. Já Alan Gross, contratado pela Casa Branca, foi condenado pelo governo cubano por atentar contra a integridade do Estado de Cuba. (Adital) Divulgação

­

EM FOCO

Livre comércio na Ásia

Os países da Ásia e da região do Pacífico concordaram nesta terça-feira (11) em assumir o compromisso de criar uma área de livre-comércio, endossando os planos de liderança regional econômica e política da China. A sinalização entra em choque com a intenção dos Estados Unidos de levar adiante iniciativas semelhantes na região, mas que excluíam Pequim.

25 anos da queda do Muro de Berlim

Mais de 2 milhões de pessoas, de várias partes da Alemanha e de diferentes países, participaram no domingo (9) de uma homenagem aos 25 anos da queda do Muro de Berlim. As ruas que circundam o Portão de Brandemburgo, onde um grande palco foi montado para abrigar apresentações artísticas durante todo o dia, foram tomadas pela multidão. Campanha internacional pede a libertação dos “Cinco Cubanos”

Novo método para detectar Alzheimer é testado no Japão • Cientistas japoneses con- Gerontologia e uma equipe que a equipe de Tanaka defirmaram a eficácia de um de cientistas da empresa senvolveu em 2013, para novo método capaz de detectar a doença de Alzheimer na fase inicial, sem a necessidade de recorrer aos atuais procedimentos dolorosos. O projeto foi desenvolvido por peritos do Centro Japonês de Geriátricos e

japonesa Shimadzu, liderados pelo cientista que ganhou Prêmio Nobel de Química em 2002, Koichi Tanaka, informou nesta terçafeira (11) a estação pública nipônica HNK. Utilizando a tecnologia

detectar a acumulação de proteínas beta-amiloide no sangue, uma das prováveis causas do Alzheimer, as equipes fizeram análises de sangue em mais de 60 pessoas com idade avançada. (Agência Brasil)

Catalunha: 80,76% votaram “sim” pela independência Divulgação

Na Cataluña, participação em plebiscito foi de 2.305.290 de pessoas

A maioria dos catalães •(80,76%) votou a favor para que a Catalunha seja um Estado independente, divulgou o governo regional. Com 100% dos votos apurados, o gabinete da vice-presidente, Joana Ortega, explicou que 1.861.753 de pessoas votaram "sim" nas duas perguntas feitas no plebiscito de domingo (9). Dos eleitores que opta-

ram para que a região seja um Estado, 10,07% (232.182 votantes) não queriam que a Catalunha se tornasse independente. A opção "não" obteve o apoio de 104.772 de pessoas ou 4,54% dos votantes. Foram quase 4% de votos brancos ou nulos. No total, votaram na consulta 2.305.290 de pessoas. (Agência Brasil)


Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

entrevista | 5

“Houve avanço na educação, mas ainda é insuficiente” Pablo Vergara

Especialista no setor, o professor Gaudêncio Frigotto analisa os problemas e desafios da educação brasileira André Vieira do Rio de Janeiro (RJ)

Nascido no Rio Grande do Sul, mas radicado no Rio de Janeiro, Gaudêncio Frigotto é professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Em entrevista ao Brasil de Fato, ele faz uma avaliação da educação brasileira, destacando a importância da luta dos trabalhadores e o papel dos meios de comunicação na formação da sociedade. Brasil de Fato - Apesar do aumento nos investimentos em educação nos últimos anos, pesquisa divulgada pelo IBGE apontou que ainda existem cerca de 13 milhões de brasileiros, acima de 15 anos, que são analfabetos. Quais os desafios para eliminar esse problema? Gaudêncio Frigotto - Primeiramente, sem dúvida houve um grande avanço no investimento na educação fundamental, no nível médio,

Os grandes veículos de comunicação não trabalham valores, eles deseducam

_______________

Gaudêncio Frigotto: “Trabalhadores têm que reivindicar direito de suas crianças terem uma creche”

na educação profissional e foram criadas 18 universidades federais. Houve avanço na educação, mas é insuficiente. Basta ver esse número de analfabetos no Brasil. Os trabalhadores têm que reivindicar o direito de suas crianças terem uma creche, terem um ensino fundamental com professores que estejam apenas em uma escola, que o professor seja dignamente remunerado, que haja professor para todas as disciplinas. Precisamos entender que a única instituição que pode oferecer Pablo Vergara

A única instituição que pode oferecer uma educação para todos é o Estado, não é a ONG, nem a igreja, nem a empresa

________________ uma educação para todos é o Estado, não é a Organização Não Governamental (ONG), nem a igreja, nem a empresa. Esse é o grande desafio dos trabalhadores: pressionar os governos.

Brasil de Fato - O que explica a dificuldade do trabalhador em acessar a educação? O Brasil é a sétima economia do mundo em produção e uma das últimas em distribuição da sua riqueza. Temos políticas que realizaram uma Gaudêncio Frigotto: “Sem pressão não vai haver avanço” melhoria pequena no salário

mínimo, outras que transferiram renda aliando a política de cotas. Essas políticas mudaram a figura das universidades e das escolas públicas. Só que isso tem que ser multiplicado por 4, 5 vezes. Na medida em que as famílias têm uma renda melhor, elas poderão ter dentro de suas casas, maiores investimentos daquilo que a classe média tem: computadores, livros. Então, um primeiro impedimento é causado pela injustiça da sociedade brasileira, onde um pequeno número ganha muito. Brasil de Fato - Em 2014 foi aprovado o Plano Nacional de Educação (PNE). Quais as consequências dele na vida dos brasileiros? Primeiro, nós poderíamos implementar a escola em tempo integral de verdade. Não se trata de mais tempo na escola para a mesma escola ruim. Em Vacaria, no Rio Grande do Sul, por exemplo, o prefeito disse que vai criar creches que vão funcionar de 7 da manhã até 7 da noite. É

uma creche de fato onde os pais terão a certeza que seus filhos vão estar ali tendo direito à arte, cultura, esporte, enfim, desenvolvendo sua personalidade. A aplicação do Plano seria um grande ganho para os pais que precisam trabalhar e um grande ganho para a sociedade, porque, aí sim, você poderia dizer que criança nenhuma fica na rua. Outra coisa que os pais precisam tomar cuidado é que os grandes veículos de comunicação não trabalham valores, eles deseducam. Uma escola pública de tempo integral com tudo aquilo que é educativo, artes, esporte, cultura e conhecimento livraria a juventude desse lixo. E nós professores poderíamos ajudar na construção de uma visão crítica desse lixo que são os grandes meios de comunicação. Brasil de Fato - Como nosso leitor pode contribuir para melhorar a educação? O Plano Nacional de Educação e qualquer conquista só existem com luta política com “P” maiúsculo. Isso é, com organização em sindicato, associação de moradores, movimentos sociais. Sem pressão não vai haver avanço. Política é a luta daqueles que não têm direito, para que esse direito seja cumprido.


6 | brasil

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

Inimigo de Dilma quer controlar o Congresso Deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara pode inviabilizar ações do governo e impedir reforma política Pedro Rafael Vilela de Brasília (DF)

O segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff pode começar com grandes dificuldades se Eduardo Cunha (PMDB-RJ) for eleito presidente da Câmara dos Deputados, a partir de fevereiro de 2015. Apesar de pertencer ao principal partido aliado do governo, Cunha pode ser considerado um

dos piores inimigos do governo federal. Os principais motins no Congresso Nacional contra o Poder Executivo foram coordenados ou provocados por ele ao longo dos últimos anos. No embate mais recente, uma semana após as eleições, Cunha liderou a bancada do PMDB e de partidos como DEM e PSDB na derrubada do decreto presidencial que instituía a Política Nacional de Participação Social, medida que garantia envolvimento da sociedade civil na definição de políticas públicas. Ele também foi um dos articuladores da criação da CPMI da Petrobrás e, desde a época do governo Lula (2003-2010), fez chantagem com o Poder Executivo para

Eduardo Cunha/ABr

seu vice, Michel Temer, o presidente da Câmara controla a pauta de votações no Legislativo, inclusive em casos de cassação de mandato e pedido de impeachment presidencial. “Nós somos o partido do governo e temos o PMDB como aliado. Mas jamais vamos concordar com qualquer candidatura que signifique oposição”, afirmou o líder do PT na Câmara, deputado Vicentinho (PT-SP). “Essa linha de Eduardo Cunha e essa fração do PMDB que ele representa, que se junta aí mais com o PR, é a escória da política no Brasil. Não tem governo que resista a uma situação como essas. O povo precisa banir isso, Cunha é contrário ao fim do financiamento privado de campanhas pela repulsa, pela denúncia, nomear seus indicados para interesse do governo na MP pela crítica”, disparou redos Portos, atendendo a in- centemente o ex-governador postos-chave do governo. teresses de grandes conglo- do Ceará, Cid Gomes, do merados, e foi um dos prin- PROS. Gomes sugeriu a forCHANTAGEM Em oposição a Dilma, mo- cipais opositores ao Marco mação de um bloco de parveu emendas contrárias ao Civil da Internet, aprovado tidos de esquerda na Câesse ano. Mas, nada se com- mara, para fazer frente ao para ao poder que Eduardo grupo liderado por Eduardo Cunha terá se presidir a Câ- Cunha. Além de seu partimara dos Deputados. Além do, integrantes de legendas de ser o terceiro na linha su- como o PDT, o PCdoB, o cessória da presidência, atrás PSB e até do PSOL poderiam apenas da própria Dilma e integrar o bloco.

Cunha vai travar reformas

de Brasília (DF)

Buscando fazer uma média com o oligopólio que controla os meios de comunicação no Brasil, Eduardo Cunha afirmou a alguns dias que barraria qualquer projeto de regulação do setor. “Regulação de mídia jamais. Eu colocaria na gaveta. Não faz

parte do meu propósito”, bradou. Apesar de não existir nenhum projeto de lei sobre o assunto em tramitação no Congresso Nacional, o que os movimentos sociais e entidades que atuam na comunicação defendem é justamente o contrário. Em nota pública divulgada essa semana, o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, que articula mais 300 organizações, reafirmou a necessidade de uma nova legislação da mídia no país. “Ao con-

trário de países democráticos como Estados Unidos, França, Reino Unido, Alemanha, Canadá, Espanha e Argentina, o Brasil pode ser caracterizado hoje por uma brutal concentração dos meios de comunicação, tanto na radiodifusão quanto nos veículos impressos”, diz um trecho do documento. O FNDC também condena o controle de canais de rádio e televisão por políticos, o que é proibido pela Constituição, mas até hoje não foi regulamentado. (PRV)

Leandro Konder, presente! O filósofo marxistaLeandro Konder morreu nesta quarta-feira (12), em casa, aos 78 anos. Nascido em Petrópolis, na região serrana, em 1936, Konder foi forçado a sair do Brasil pela ditadura militar, em 1972, depois de ser preso e torturado,

Divulgação

Contrário à democratização da comunicação deputado já sinalizou obstrução de agenda

e se exilou na Alemanha e na França. O velório está marcado para as 15h de amanhã (13), no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, zona portuária do Rio.


Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

brasil | 7

“Constituinte exclusiva é viável do ponto de vista político e jurídico” EBC

Ministro avalia os cenários para uma reforma política

Camila Marins do Rio de Janeiro (RJ)

Após 12 anos de governo, houve muitos avanços, principalmente em relação à diminuição da desigualdade social e à ampliação de políticas de distribuição de renda. No entanto, é preciso mais. Dados do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) apontam que a composição eleita para o Congresso Nacional é a mais conservadora desde os tempos da redemocratização. Se, em 1984, o povo brasileiro clamava por "Diretas Já!", passamos da hora de afirmamos, sem medo: "Constituinte Já". Confira a entrevista com o ministro chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. Dentre os pactos nacionais apresentados pela presidenta Dilma está a reforma política. Qual a importância dessa reforma para o país? Gilberto Carvalho - A presidenta Dilma tem dito que a reforma política é a “reforma das reformas” e ela tem toda a razão. Ela é a chave para podermos seguir avançando e aprofundarmos as transformações sociais dos últimos 12 anos, com a aprovação de outras reformas, como a tributária, por exemplo. Há uma crise de representação no nosso sistema político, no qual a sociedade, em especial a juventude, não se vê representada no parlamento. As manifestações de junho de 2013 deram esse recado de forma bem clara. Isso leva a uma descrença nas ins-

Gilberto Carvalho: “A participação popular é central neste processo”

Há uma crise de representação no nosso sistema político

________________ tituições e na política como forma de transformação da realidade. E também faz com que as vozes de amplos setores não sejam ouvidas no Congresso. Nas últimas eleições, a bancada sindical foi diminuída quase pela metade, segundo levantamento do Diap. Em contrapartida, as bancadas empresarial e ruralista cresceram e ganharam força. Essa realidade é particularmente perversa quando vemos a sub-representação de mulheres, negros, indígenas e outras minorias no parlamento.

De onde vêm essas distorções? Isso se deve às distorções do nosso sistema político e eleitoral, em especial o financiamento empresarial de campanha. Os candidatos, parlamentares e o próprio Executivo passam a ter uma dependência do capital financeiro, da indústria, da elite, através desse perverso financiamento empresarial de campanha. O poder econômico passa a colonizar o poder político, a democracia. Sabemos que o empresário não doa. O empresário faz um investimento. Isso deturpa a representação do povo no Congresso e é o germe da corrupção. Inclusive, já se formou uma maioria no Supremo Tribunal Federal em torno desse entendimento. Teremos um dos congressos mais conservadores desde a redemocratização,como avançar na reforma política? A chave para avançarmos é

construirmos um intenso processo de participação e mobilização do povo brasileiro. A presidenta Dilma tem dito isso: “não haverá reforma política sem participação popular”. Vários setores vêm construindo uma saída para esse impasse, como a forte unidade construída em torno do plebiscito realizado em setembro, que conseguiu alcançar mais de sete milhões de brasileiros pregando a convocação de uma Assembleia Constituinte Exclusiva para a reforma política. Outras entidades como OAB e CNBB estão firmes na coleta de assinaturas para um projeto de lei de iniciativa popular que vai na mesma linha: reforma política com o fim do financiamento empresarial de campanha.

Não conseguiremos avançar nas reformas que o país precisasem a mobilização e o engajamento da sociedade brasileira

_______________ É possível a realização de uma Constituinte Exclusiva? Alguns setores acreditam que a possibilidade de uma constituinte pode abrir brechas para a retirada de direitos. Qual a sua avaliação? É possível. Claro que há riscos, mas creio que uma Assembleia Constituinte exclusiva e limitada em seus poderes (não poderia mexer em outras regras da Consti-

Sabemos que o empresário não doa. O empresário faz um investimento. Isso deturpa a representação do povo no Congresso

__________________ tuição, como direitos sociais e trabalhistas, por exemplo, para não haver retrocessos) é viável do ponto de vista político e jurídico. E realizar a reforma política através de representantes eleitos exclusivamente para isso tem uma vantagem, que é a de que estes representantes não serão afetados ou terão seus interesses e mandatos em jogo com as mudanças das regras eleitorais. Isso propiciaria um ambiente de debate qualificado sobre o tema. Qual a importância da participação popular? A participação popular é central neste processo. Não conseguiremos avançar nas reformas que o país precisa, inclusive na reforma política, sem a mobilização e o engajamento da sociedade brasileira. A presidenta tem dito que é necessário algo como o ocorrido no período das “Diretas, Já!”, e se pegarmos a história brasileira, inclusive a história mais recente, veremos que as importantes transformações e avanços na democracia foram conquistados por meio da organização e mobilização do povo brasileiro. Não seria diferente com a reforma política. (Fisenge)


8 | Especial

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

Ônibus: empresas Pablo Vergara

O reajuste passaria a valer a partir do mês de janeiro de 2015

“Caixa-preta” impede d da lucratividade

Segundo o vereador Renato Cinc tentativas de investigar as empres tarifas praticadas. “A planilha de cust é uma caixa preta. Esse valor de 3 r das necessidades dessas empresas”, de

Fania Rodrigues do Rio de Janeiro (RJ)

Mais lucros sem revelar o quanto faturam. Esse é o plano das empresas de ônibus do Rio de Janeiro, que já esperam aprovação da prefeitura para aumentar novamente a tarifa de ônibus. O reajuste elevaria o preço da passagem para R$ 3,10, mas esse valor poderá ser ainda maior. O principal argumento das empresas é que o aumento de 5% do diesel, anunciado na semana passada, teria impacto direto nos seus custos. Segundo a Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU) esse impacto é de até 3%, ou seja, R$ 0,09. Por outro lado essa mesma instituição calcula que o combustível representa cerca de 30% dos custos do transporte público. Seguindo essa lógica o aumento justo teria que ser de 1,52%, ou seja, quase a metade do previsto. Como se não bastasse isso, há o temor de que o aumento seja superior aos 10 centavos. “O valor da tarifa de ônibus pode ficar ainda acima dos

Empresas não pagam i

As empresas de ônibus alegam gastos deveriam ter diminuído, po do Rio de Janeiro cortou pela me veículos automotores (IPVA) dos disso, essas empresas recebem re sociais do Bilhete Único e isso n recurso”, afirma Abraão, representante

R$ 3,10, pois, essa semana, vimos o presidente da Fetranspor falar em defasagem dos preços e aumento de custos com funcionários e outras despesas. Isso significa que eles vão querer aumentar o preço ainda mais”, afirma o vereador do Rio, Renato Cinco (PSOL). “Esse aumento ultrapassaria os limites da legalidade”, garante o dirigente do Movimento Passe Livre (MPL-RJ) José Antônio Abraão. Isso porque segundo um parecer dos técnicos do Tribunal de Con-

tas Municipal do Rio (TCM), as empresas de ônibus hoje lucram mais do que deveriam. Os especialistas técnicos recomendam que o preço justo da passagem fosse R$ 2,50. “A margem de lucratividade das concessionárias está acima do adequado para o equilíbrio econômico-financeiro do contrato. Assim, não há como validar tal aumento de tarifa”, diz o texto técnico do TCM, divulgado em fevereiro, antes mesmo do reajuste de R$ 2,75 para R$ 3,00, em março.

Movimentos sociais vão resistir ao aumento da pass

“Tar

Estud centa sabe Tadeu Contra acordo c


Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

Especial | 9

s querem R$ 3,10

divulgação

co, já houve várias sas de ônibus e as tos dessas empresas reais já está acima enuncia.

imposto desde fevereiro

aumento de despesas. Entretanto, os ois desde fevereiro, o governo do estado tade o imposto sobre a propriedade de s ônibus de transporte público. “Além epasse de recursos públicos das tarifas ão é contabilizado como entrada de e do Movimento Passe Livre.

Super-lucros na mira do Tribunal

Preço da passagem deveria diminuir, diz TCU A passagem de ônibus deveria diminuir ao invés de aumentar, é o que diz o relatório divulgado pelo Tribunal de Contas Municipal do Rio. Ainda assim os conselheiros do Tribunal de Contas, contrariando o relatório técnico feito por especialistas, aprovaram o aumento em março desse ano, o que elevou o valor da tarifa para R$ 3,00

O TCM e a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) estão investigando as empresas de ônibus do Rio de Janeiro e prometem estabelecer uma equiparação, ou seja, a redução da passagem, caso sejam comprovados os superlucros dessas concessionárias de transporte público. A investigação deverá ser concluída em maio de 2015, segundo anunciaram esses dois órgãos públicos.

Desde fevereiro, o governo do estado do Rio de Janeiro cortou pela metade o imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA)

________________________________________________

Pablo Vergara

sagem de ônibus no Rio

Movimentos sociais prometem resistir ao rejuste “Os movimentos sociais estão prontos para resistir ao aumento da passagem de ônibus no Rio”, garante a ativista Nathalie Drumond, do coletivo Juntos, um dos movimentos que participou da jornada de protestos de junho de 2013. Ela afirma ainda que já se esperava esse reajuste. “Conseguimos barrar o aumento do ano passado, então a gente sabia que em algum momento iriam repassar essa fatura para a população”, destaca.

Tarifa do Rio é um das mais caras do Brasil Mesmo o aumento de 10 centavos colocaria o Rio de Janeiro no topo da lista das cidades com as mais caras tarifas de ônibus do Brasil. Esse posto atualmente é dividido com São Paulo. No entanto, a prefeitura da maior cidade brasileira já confirmou que esse ano não vai haver alta do transporte público.

rifa tem que diminuir, não aumentar”

dantes também se preparam para protestar contra o aumento. “O problema nunca foi só os avos do reajuste. Não temos como saber se os protestos serão massivos de novo, o que mos é que vamos para a rua lutar, pois nossa causa é justa”, destaca o estudante de História, u Lemos, dirigente do Diretório Central Acadêmico da UFRJ e membro do Fórum de Lutas a o Aumento da Passagem. Ele também é categórico ao afirmar que “não estamos de com o atual modelo do transporte. Para nós a tarifa tem que diminuir, não aumentar”.

A margem de lucratividade das concessionárias está acima do adequado

____________


10 | cultura

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

COMO SE DIVERTIR DE GRAÇA? Consciência Negra Cacheadas e Crespas

O que? Em especial do mês da consciência negra, acontece o 5º Encontro de Cacheadas e Crespas do Rio de Janeiro. Onde? Quinta da Boa Vista – São Cristóvão Quando? Domingo (16), a partir das 10h Quanto? Grátis

Bloco

Filme

NEM TUDO É DE GRAÇA

Imagens em Movimento O que? O projeto exibe filmes realizados por alunos durante o ano de 2014. O programa visa aproximar os estudantes da arte cinematográfica.

Onde? Espaço Itaú de Cinema Quando? Terça-feira (18) Quanto? Grátis

Circo Febril

Prata Preta

O que? O Baile do Prata Preta irá comemorar os 10 anos de resistência do bloco. Onde? Praça da Harmonia – Zona Portuária Quando? Sábado (15), às 16h Quanto? Grátis

A NOVELA COMO ELA É | Joaquim Vela

Uhuru O que? Caixa Cultural apresenta Mostra de Cinema Africano Pós-Independência. A programação engloba curtas e longas, animação, ficção e documentários.

Onde? Caixa Cultural – Centro Quando? Até domingo (23) – consultar programação Quanto? R$4 (inteira) e R$2 (meia)

Ilê Aiyê

O que? O Circo Crescer e Viver apresenta espetáculo inspirado na obra de Gabriel Garcia Márquez. Onde? Circo Crescer e Viver – Cidade Nova Quando? Até domingo (23), quinta a sábado, às 20h e domingo, às 19h. Quanto? Grátis

Por um mundo sem armários

O que? Também na semana da consciência negra, acontece a 18º Deusa do Ébano Òrúnmila. Participação do grupo Ilê Aiyê. Onde? GRES Estácio de Sá – Cidade Nova Quando? Sábado (15), a partir das 15h Quanto? R$20,00

Divulgação

Personagem Leonardo passou por maus bocados em Império

Personagens homossexuais estão cada dia mais presentes nas novelas. Já não estamos mais no tempo em que lésbicas tinham de ser banidas dos folhetins, como ocorreu em Torre de Babel (1998) com o casal de mulheres morto em explosão de shopping por conta da rejeição do público. As novelas de hoje contam com protagonistas homossexuais e bissexuais, que se beijam, se casam, vivem dilemas familiares e pessoais como os de quaisquer outros personagens. É assim que tem que ser, porque ser gay ou lésbica é um mero detalhe da vida de uma pessoa. Mas ainda estamos longe do tempo em que o preconceito e a discriminação sexual tenham acabado, e, por isso, a luta pela criminalização da homofobia é central na agenda política. A novela Império, das 21h, tem dado sua contribuição ao denunciar o preconceito e a homofobia. Já contamos o caso de Cláudio (José Mayer), de sua bissexualidade e de sua família. Nesta semana, foi a vez de Leonardo (Klebber

Ser gay ou lésbica é um mero detalhe da vida de uma pessoa

______________ Toledo), o ex-amante de Cláudio, passar por maus bocados. Ele foi trabalhar de animador em uma festa de crianças e, quando reconhecido pela foto publicada no blog do malévolo Téo Pereira (Paulo Betti), foi expulso pela mãe do aniversariante. É claro que pessoas como a dona da festa estão por todo lado, mas tenho certeza de que sua atitude foi desaprovada pelo público que se sensibilizou com a dor de Leonardo. Eu sonho com o tempo em que os gays ganhem espaço em todos os programas de TV e lugares sociais, que gozem de todos os direitos civis. O Brasil de Fato também! E esperamos que as novelas sigam contribuindo com isso.


Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

cultura | 11 Sem Terrinhas

Fotografia produzida na oficina de fotografia artesanal

Sem Terrinhas em

Pablo Vergara

Ação

Redação do Rio de Janeiro (RJ)

“Fechar escola é crime!”. Essa foi umas principais reivindicações dos 140 filhos de agricultores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) que se reuniram no XVII Encontro Estadual dos Sem Terrinha, realizado no último final de semana. Desde 1997, o movimento luta no Rio de Janeiro para consolidar a educação no campo, com a construção e manutenção de escolas dentro dos assentamentos. Todas as atividades aconteceram em Cabo Frio, na Escola Municipal Talita Hernandes Perello. Essa foi a primeira vez que muitos sem terrinha viram o mar. O encontro reuniu crianças de as-

sentamentos da Baixada Fluminense, de Campos dos Goytacazes e de Macaé. Dois temas dominaram os debates: os trinta 30 anos do movimento e a importância da solidariedade entre os povos de outros países. Esses dois tópicos foram trabalhados em variadas oficinas: percussão, saúde, fantoches, stopmotion e fotografia pin-hole. O pin-hole é popularmente conhecido como “Foto Latinha”. Os fotógrafos Leo Lima, do coletivo Cafuné na Lage e Pablo Vergara, do Brasil de Fato, improvisaram um laboratório fotográfico onde as crianças puderam revelar suas fotos captadas na lata. “É um processo artesanal de fotografia, básico, mais muito mágico para os olhos das crianças e adultos curiosos. Na luz vermelha foram reveladas as fotografias feitas pelos sem terrinhas e surgiram grandes resultados”, conta Vergara.

Sem terrinhas conhecem o litoral, alguns pela primeira vez têm contato com o mar

Mais um assentamento Sem Terra no Rio de Janeiro Pablo Vergara

Filhos de assentados se reúnem no XVII Encontro dos Sem Terrinha

O MST conquistou mais um assentamento no estado neste ano. Após 9 anos de espera, 45 famílias ganharão a posse da terra no assentamento Irmã Dorothy, no município de Quatis, região sul do estado. O movimento atribui a demora ao Judiciário, já que o INCRA considerava a terra improdutiva desde 2006. Famílias do Irmã Dorothy esperaram 9 anos por desapropriação


12 | opinião

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

Latuff

A fim de papo | Mc Leonardo

Gritos de liberdade para Rafael Braga Divulgação

Emanuel Cancella

Refinaria Abreu Lima: imprensa esconde a boa nova •

Enquanto a mídia se perde em comentários superficiais sobre o aumento da gasolina, nenhum destaque foi dado à entrada em operação da Refinaria Abreu Lima, em Pernambuco. Trata-se da primeira refinaria construída no Brasil, nos últimos 40 anos. Nos próximos meses a previsão é de que estará abastecendo cerca de 20% das necessidades de óleo diesel do país. Com sua indecente parcialidade, a “grande imprensa” está tentando esconder essa importante conquista. A construção das novas refinarias, em andamento, permitirá ao Brasil reduzir a importação de óleo e gasolina, com impacto direto no preço final desses produtos. A atitude dos jornalões, revistas e canais de TV controlados por meia dúzia de famílias lembra a polêmica declaração do ex-ministro da Fazenda no governo FHC, Rubens Ricupero. Flagrado nos bastidores por um microfone aberto, durante entrevista ao jornalista Carlos Monford, da TV Globo, Ri-

cupero soltou essa: “O que é bom a gente mostra, o que é ruim a gente esconde”. Quanto o assunto é a Petrobrás, o que essa imprensa vergonhosamente partidari-

Novas refinarias permitirão ao Brasil reduzir a importação de óleo e gasolina, com impacto direto no preço final

__________________ zada faz é exatamente o contrário: divulga e até inventa o que é ruim e “varre para baixo do tapete” tudo o que companhia faz de bom. Em breve estarão em operação as refinarias do Ceará, do Maranhão e o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, no Estado do Rio de Janeiro. A conta-petróleo é um dos empecilhos para o cresci-

mento do PIB. Com o aumento do consumo nos últimos anos, o país teve que importar gasolina. A Petrobrás acabou comprando mais caro e repassando o produto para o mercado interno com subsídio, gerando déficit. A construção das refinarias livrará o Brasil da dependência das importações. Sendo o governo acionista majoritário da Petrobrás, a presidente Dilma justificou essa dicotomia - comprar mais caro e vender mais barato para o público interno – com base em dois argumentos: 1) Não onerar o consumidor; 2) Controlar a inflação. Aliás, quem empurrou o Brasil para maior dependência da importação de derivados do petróleo foram os governos Fernando Collor e Fernando Henrique, ao sucatearem e privatizarem a nossa indústria petroquímica, antes controlada pelo capital nacional. Emanuel Cancella é diretor do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP)

A maior prova que o gigante ainda está dormindo é a história de Rafael Braga. Ele foi preso na noite de 20 de junho do ano passado, carregando uma garrafa de desinfetante e outra de água sanitária, além de alguns panos. Iria encontrar com sua tia, ou seja, não participava da histórica manifestação que acontecia naquela noite. Rafael é hoje o único preso e condenado em todo Brasil, acusado de carregar material para fazer coquetéis molotov. O que chama a atenção é que não se faz coquetel molotov com garrafa de plástico, e essa é apenas uma das inúmeras contradições em sua condenação. Para as pessoas leigas fica difícil entender a prisão e condenação de Rafael. Mas, para nós que acompanhamos diariamente casos de violações de direitos, não só por parte da polícia mais também do judiciário, sabemos o porquê. Rafael não estava somente no lugar errado e na hora errada para que fosse parar atrás das grades, ele também tem a idade e a cor

errada, nesse caso. Se fosse branco ou uns 15 anos mais velho não estaria preso.

A prisão de Rafael é o maior caso de racismo dos últimos anos

______________

A prisão de Rafael é o maior caso de racismo dos últimos anos no Brasil, e para botar a “boca no trombone” vamos fazer um barulho. Vários coletivos estarão fazendo o mesmo nesse dia, em todo Brasil. Portanto, você é nosso convidado a estar no CTO (Centro do Teatro do Oprimido), na lapa (entre os Arcos e a Pizzaria Guanabara), a partir das 19 horas da próxima segunda-feira (17). Será um ensaio aberto onde gritaremos “Liberdade para todos nós” Até lá... e Vamu que Vamu!!!!


Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

BOA E BARATA

variedades | 13

direitos | redacaorj@brasildefato.com.br

Pudim de leite condensado Divulgação

Ingredientes

Aposentadoria Por Tempo de Contribuição Proporcional Divulgação

1 lata de leite condensado 1 lata de leite de vaca 4 ovos inteiros Calda: 1 xícara de chá de açúcar, 1/3 de xícara de chá de água.

Modo de preparo

Bata tudo no liquidificador. Coloque em forma untada com açúcar queimado e leve ao banho-maria, por

aproximadamente 40 minutos. Para a calda basta derreter o açúcar numa frigideira, quando virar caramelo coloque a água e mexa bem até ficar homogêneo

Tempo de preparo 40 minutos Rendimento 20 porções

AMIGA DA SAÚDE

Todas as semanas nas ruas do

Anuncie

Rio

Amiga da saúde, como faço para remover um calo que surgiu no meu pé, há dois meses? Jussara Neves, 24 anos, vendedora. Querida Jussara, a melhor forma de se livrar de um calo é não usando mais o calçado que o provocou, para evitar pressão excessiva sobre o ponto onde ele apareceu. Caso todos os calçados levem ao seu surgimento, é necessário consultar um profissional es-

pecializado, para avaliar a anatomia do pé e ver se há alguma deformidade óssea ou outras alterações que podem estar na origem do calo e precisam ser corrigidas. Tenha o hábito de hidratar os pés toda noite e use sempre sapatos confortáveis. Divulgação

(21) 4062 7105 Dúvidas sobre saúde? Encaminhe e-mail para redacaorj@brasildefato.com.br

O que é? É o benefício pago a quem contribuiu no mínimo por 30 anos com a Previdência Social, no caso do homem; ou por 25 anos se for mulher. Quem tem direito? No caso dos homens, não ter idade inferior a 53 anos de idade e, no mínimo, 30 anos de contribuição. Tem também um tempo de contribuição adicional (“pedágio”) de mais 40% (quarenta por cento) sobre o tempo que faltava para completar 30 anos de contribuição em 16 de dezembro de 1998. No caso das mulheres,

não ter idade inferior a 48 anos de idade e, no mínimo, 25 anos de contribuição. Tem também um tempo de contribuição adicional (“pedágio”) de mais 40% (quarenta por cento) sobre o tempo que faltava para completar 25 anos de contribuição em 16 de dezembro de 1998. Em ambos os casos é necessário ter cumprido o período de carência. Recebe abono anual (13° salário)? Sim. O valor é calculado da mesma forma do 13° salário, tendo por base o valor da aposentadoria do mês de dezembro de cada ano.


14 | variedades

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

FASES DA LUA Minguante dia 14, 12h15 Crescente dia 29, 07h06

NOVEMBRO E DEZEMBRO Nova dia 22, 9h32

HORÓSCOPO LUA DA SEMANA

Cheia dia 6, 19h23

MINGUANTE

Anuncie! (21)

Redação Rio: 4062 7105

redacaorj@brasildefato.com.br

Para anunciar:

(11) 2131 0800

Esta semana contém alguns desafios, tendo em vista que Sol e Júpiter formam quadratura de terça a domingo, ensejando desejo por “mais” (prazer, dinheiro, etc.).

Afaste a nostalgia. Não deixe que o passado tome conta do presente. Cuidado com os excessos na alimentação. Beba mais água. Não é um bom período para ir às compras.

Dê mais atenção à pessoa amada. Cuidado com gastos desnecessários. Mantenha o bom senso, não arrisque. No equilíbrio está a virtude.

Será invadido por uma onda de romantismo. Previna a anemia incluindo na dieta legumes de cor verde escura, como couve e agrião. No âmbito profissional tudo está encaminhado.

Fase conturbada no amor. Com calma vai superar tudo. Combata a angústia saindo com os seus amigos. Evite isolar-se. Período de alguma instabilidade financeira. Tudo se resolverá.

Um amigo pode precisar de você. Mostre-se disponível para ouvi-lo. Poderá sentir-se com sono. Dê atenção às suas obrigações. Cumpra todos os deveres.

A felicidade está presente na sua vida sentimental. Brinde ao amor. Terá o poder necessário para dar a volta a uma situação complicada. É hora para refletir a sua relação.

Seja mais compreensivo com o seu parceiro. Evite tomar bebidas alcoólicas. Dê descanso ao fígado. Gaste dinheiro em algo que o deixe feliz. Seja generoso consigo.

Seja mais cuidadoso nas atitudes com a pessoa amada. Controle o humor. Faça todos os dias algo de que goste muito. Ouvir música, dançar, ler. Evite que o trabalho afete outras áreas da sua vida.

O diálogo é meio caminho andado para resolver os problemas. Possíveis imprevistos no trabalho. Terá sabedoria para ultrapassá-los. A sua dedicação vai dar frutos.

Seja mais carinhoso com as pessoas que ama. Batalhe pela sua felicidade. Pode andar mais inquieto. Beba chá de tília para acalmar. O trabalho não é tudo.

Seja um verdadeiro amigo para o seu parceiro e construa uma relação próspera. Trabalhe o lado espiritual.Nilton Vai tornar a sua Editor-chefe: Viana • Editores: vida mais rica.

Possibilidade de realizar um sonho a nível amoroso. Controle os gastos. No poupar está o ganho! FaçaMarcelo atividades que Rodrigues, Eduardo S Aldo Gama, Netto lhe deem prazer.

Correspondentes nacionais: Maíra Gomes (Belo Horizonte – MG), Pedro Carrano (Curitiba Matos e Cláudia Santiago (Rio de Janeiro –RJ) • Correspondentes internacionais: Achille Lo Venezuela) • Fotógrafos: Pablo Vergara (Rio de Janeiro – RJ), Carlos Ruggi (Curitiba – PR), D (Rio de Janeiro – RJ), João Zinclar (in memoriam), Joka Madruga (Curitiba – PR), Leonardo M • Editor de Arte: Marcelo Araujo • Revisão: Beatriz Calló • Jornalista responsável: Nilton Via Prado, 676 – Campos Elíseos – CEP 01218-010 – Tel. (11) 2131-0800/ Fax: (11) 3666-0753 – Gráfica: Info Globo • Conselho Editorial: Alipio Freire, Altamiro Borges, Aurelio Fernandes, B José Antônio Moroni, Luiz Dallacosta, Marcelo Goulart, Maria Luísa Mendonça, Mario Augu


esporte | 15

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

BINÓCULO Morando nos em EUA, atleta defende Decisão Abu Dhabi campo original •

Para Rocha, preservar a Lagoa de Marapendi compromete o campo

Em meio à polêmica ambiental, Alexandre Rocha teme por imagem do esporte

A confusão judicial envolvendo o campo de golfe olímpico, na Barra, está próxima de uma solução. Em breve, a 7ª Vara da Fazenda Pública decide se o projeto original terá ou não que sofrer modificações, diante da denúncia do MP estadual. Para o MP, três buracos que estão projetados para as

margens da Lagoa de Marapendi – área de preservação ambiental – devem ser realocadas às margens da Avenida das Américas, onde a Fiori Empreendimentos e a Prefeitura do Rio querem um condomínio de alto padrão. Ao site Globoesporte.com, Alexandre Rocha, um dos maiores golfistas brasileiros, que reside nos EUA, lamentou as possíveis mudanças e a questão ambiental, para ele, é uma “novidade”. (BP)

Número 1 do Badminton pode ficar fora da Rio 2016 O malaio Lee Chog Wei foi flagrado em exame feito em 30 de agosto

O atleta da Malásia – melhor do mundo no Badminton – teve seu sangue examinado ao final do Campeonato Mundial da modalidade e ambas as amostras detectaram a presença de dexametasona, que pode suprimir processos inflamatórios no organismo através do controle de velocidade da síntese de proteínas. Lee pode pegar dois anos

de suspensão, que o tiraria dos jogos olímpicos do Rio 2016, mas ainda possui uma chance de absolvição. O atleta será julgado nas próximas semanas e, se conseguir provar a ingestão não intencional da substância, pode ser absolvido. A Federação de Badminton da Malásia fará a defesa do atleta e acredita em sua inocência. Segundo o presidente, para uma agência de notícias, o atleta “nunca recorreu a atalhos para alcançar o sucesso”. (BP)

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) venceu no último domingo (9) o GP do Brasil de Fórmula 1 e se mantém na luta pelo título da temporada. O alemão deve vencer o GP de Abu Dhabi e torcer para que seu companheiro de equipe – o inglês Lewis Hamilton – consiga, no máximo, uma terceira colocação. Hamilton tem 334 pontos, contra 317 de Rosberg e a prova será no dia 23 de novembro. CBA/ Divulgacão

Zeca Resendes/CBG

toques curtos | Bruno Porpetta

Voluntários para o Rio 2016

• As inscrições para voluntários nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 se encerram no dia 15 de novembro. Serão selecionados 45 mil voluntários para as Olimpíadas e outros 25 mil para as Paralimpíadas. Desde 28 de agosto, quando se iniciaram as inscrições, cerca de 140 mil pessoas se candidataram às vagas. É preciso ter 18 anos em fevereiro de 2016, ensino fundamental e disponibilidade para o período dos Jogos, começando por três dias antes do início deles. Apenas 40% dos inscritos são do estado do Rio. Rússia e China são dois países que forneceram, depois do Brasil, o maior número de inscritos.

De volta para o (tenebroso) futuro Paulo Fernandez/NetVasco

Eurico é o ícone de um modelo de futebol que devemos enterrar

Eurico Miranda está de volta à presidência do Vasco. O símbolo de uma geração de dirigentes autoritários, de negócios opacos, com práticas arcaicas retorna a um dos maiores clubes do Brasil. O retrocesso legitimado pela ampla maioria dos sócios do Vasco não é um problema somente do Gigante da Colina, mas um problema de todo o nosso amado esporte. O sinal dado pelo Vasco é um alerta de que tempos bicudos podem estar emergindo no horizonte do futebol brasileiro. Não é um sintoma apenas do futebol. É um sintoma do país. Acabamos de eleger um Congresso ultraconservador, ampliando, por exemplo, a bancada da bala. Com esse “apelido”, bem ela não pode nos fazer. No esteio do retrocesso, ressurgem imagens de sombras do nosso passado. Cada vez mais fica evidente que o mundo do futebol é uma máquina de moer boas ideias e transformá-las em acomodação e consentimento com o velho coronelismo da bola. Dinamite é grande prova disso. A simples reprodução de práticas antigas fez com que, diante da larga experiência de seu antecessor/sucessor,

os sócios do Vasco preferissem o original à cópia. Eurico é o ícone de um modelo de futebol que devemos enterrar. O que vira a mesa nos tribunais e também no Congresso, com sua bancada disposta a perdoar eternamente os desmandos financeiros dos dirigentes dos clubes.

Eurico é de uma geração de dirigentes autoritários e de práticas arcaicas

______________ Esse passado vive nos atormentando até os dias de hoje. O tapetão do ano passado ainda vem à tona, com a denúncia do MP de São Paulo de que alguém pagou pela queda da Lusa. Quem pagou? A quem? São perguntas que ainda não tem resposta. Mas que encontrarão um adversário daqui por diante. Eurico é isso. Um dirigente a serviço da ocultação dos cadáveres do nosso futebol, em prol de interesses econômicos que atropelam os esportivos.


16 | esporte

Rio de Janeiro, 13 a 19 de novembro de 2014

Brasileirão 34º RODADA

X FLU

Sáb. 15/11 19h30m

Bruno Cantini

BOT

X Sáb. 15/11 19h30m

CRI

Galo sai na frente da Raposa Atlético-MG faz 2 a 0 no Cruzeiro, pela primeira partida da final

GRE

X Dom. 16/11 17h

FLA

CFC

X Dom. 16/11 17h

SAN

CRU

X Dom. 16/11 17h

CAP

SPO

X Dom. 16/11 17h

BAH

COR

X Dom. 16/11 17h

INT

GOI

X SÃO

Dom. 16/11 19h30m

PAL

X Dom. 16/11 19h30m

CAM

O Atlético-MG recebeu o Cruzeiro no estádio Independência pela primeira partida da final da Copa do Brasil e soube usar o fator casa para vencer. Devido à recusa do Cruzeiro em ficar com sua parte nos ingressos do jogo, a partida teve unicamente a presença da torcida do Galo. Em jogo bastante movimentado, o Atlético definiu o placar com um gol em cada tempo. Na primeira etapa, Luan desviou cruzamento de cabeça e abriu a contagem aos oito minutos. Já no segundo tempo, foi a vez de Dátolo marcar após jogada de arremesso lateral de Mar-

Seleção goleia Turquia Com dois gols de Neymar, um de Willian e um contra de Semih Kaya, o Brasil goleou a Turquia por 4 a 0 em Istambul. O jovem craque Neymar, com os dois Com gols de Luan e Dátolo, Galo abre boa vantagem para o título gols, igualou Bebeto na lista cos Rocha e vacilo da zaga O placar dá uma boa van- dos maiores artilheiros da cruzeirense, aos 13 minutos. tagem ao Galo, que jogará história da seleção, com 42 no Mineirão – onde conquis- gols. O Brasil volta a campo FICHA TÉCNICA tou todos os grandes títulos nesta sexta-feira (14) conde sua história – podendo tra a Áustria.

2X0 Atlético-MG

Cruzeiro

Independência- BH – 12/11 – 22h

FIG

X CHA

Bruno Porpetta do Rio de Janeiro (RJ)

Dom. 16/11 19h30m

VIT

Classificação Série A

Eurico terá maioria no Conselho, mas torcida se divide Velho dirigente retorna à direção do Vasco após seis anos Com 5.592 votantes no •total, esta foi a maior eleição

Zona de classificação para Libertadores Zona de rebaixamento para Série B

da história do Vasco e expôs uma crise em sua principal torcida organizada, que esteve dividida entre as chapas de Eurico Miranda e Roberto Monteiro. A candidatura de Julio Brant teve o apoio de alguns ídolos do clube, como Edmundo, mas perdeu apoio entre os torcedores devido ao projeto de reforma do estádio de São Januário, que o descaracterizaria.

perder por um gol de diferença. Para isso, o Atlético poderá contar com sua torcida, já que o dirigente Alexandre Kalil garantiu que não abrirá mão da carga atleticana de ingressos.

Com eleições indiretas, o novo Conselho Deliberativo elegerá o presidente do clube. Eurico conquistou 120 cadeiras, contra 30 vagas da chapa “Sempre Vasco”, encabeçada por Julio Brant. Os demais 150 conselheiros são natos, chamados beneméritos. Destes, boa parte esteve entre os apoiadores de Eurico Miranda, dentre eles o presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta. Eurico pode ter maioria dentro do Conselho, mas nas arquibancadas ainda não existe uma perspectiva de trégua entre as duas correntes da Força Jovem. (BP)

Jornal crava suborno à Lusa com inquérito em andamento Estadão afirmou a conclusão do MP, que só sai em fevereiro

O jornal Estado de São Paulo afirmou que o Ministério Público de São Paulo concluiu que algum funcionário da Portuguesa recebeu dinheiro para não informar à comissão técnica sobre a suspensão do jogador Héverton. A entrada do jogador em campo contra o Grêmio, na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, ocasionou a perda de quatro pontos pelo clube paulista e o consequente rebaixamento à segunda divisão. No entanto, as investigações do MP somente se en-

cerram em fevereiro de 2015 e, por enquanto, não existem indícios de quem poderia ter pago a um funcionário da Portuguesa para ocultar a informação vinda do advogado do clube. (BP) NetFlu

Fla e Flu foram citados no jornal, mas não na investigação do caso Héverton

Brasil de Fato RJ - 075  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you