Page 1

cultura | pág. 11

“Ditadura vitimou indígenas e camponeses”

Tendler: “Agroecologia é fundamental”

Maria Rita Kehl, da Comissão da Verdade, denuncia violações praticadas por militares

Filme Veneno Está na Mesa 2 estreia na próxima quarta-feira (16)

Gabriela Nehring

Damiã o A. Francisco

1 | mundo| pág. 5 entrevista

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014 | ano 11 | edição 46 | distribuição gratuita | www.brasildefato.com.br | facebook.com/brasildefato

Saúde que demora e gera indignação

esporte | pág. 16

Fla perde e está fora

Tâ nia Rê go/Agê ncia Brasil

Gilvan de Souza/FlaImagens

cidades | pág. 3

Derrota para o León, em pleno Maracanã, elimina o rubro-negro

cidades | pág. 6

brasil | pág. 7

Marco Civil da internet pode virar lei dia 22

Tâ nia Rê go/ABr

NA SEMANA DO DIA NACIONAL DA SAÚDE, o Brasil de Fato RJ foi conferir a situação da CER Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. A unidade é uma UPA administrada por uma OS, ou seja, possui gestão privada. A reportagem mostra a indignação de mães em busca de atendimento para seus filhos e escuta o Sindicato dos Médicos, que repudiou a privatização da saúde pública.

Divulgação

TKCSA já perdeu prazo para licença

cidades | pág. 4

Ocupantes da Telerj fogem da alta dos aluguéis no Rio

Siderúrgica descumpre normas ambientais desde 2010


02 | opinião

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

editorial | Rio de Janeiro

Cartas dos leitores

Mais uma UPP sem cidadania

Com grande apoio da mídia conservadora, 2.700 militares do Exército, Marinha e Polícia Militar ocuparam o Complexo da Maré, um conjunto de 19 favelas situadas em local estratégico do Rio de Janeiro. Alguns dias antes, contingentes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da PM iniciaram as operações de ocupação da Maré. Quem se recorda de ações do gênero, como as do Complexo do Alemão, por exem-

plo, conclui que mais uma vez a história se repete como farsa. E com o agravante de que a presença das Forças Armadas acontece exatamente 50 anos depois do golpe empresarial militar, em abril de 1964, quando os mesmos meios de comunicação conservadores saudavam entusiasticamente a quebra da ordem constitucional. Deu no que deu. Agora, na antevéspera da realização da Copa do Mun-

do e depois de algumas advertências da Fifa sobre as condições de segurança nas cidades onde se realizarão as partidas, o agora ex-governador Sérgio Cabral, sob a luz dos refletores e câmaras de televisão, convence o governo federal sobre a “necessidade” da ação das tropas. O pedido é aceito até o fim da Copa do Mundo. Cabral, o sucessor Pezão e a mídia conservadora, representada sobretudo pelo jornal

O Globo, na prática dão todo apoio ao posicionamento do Departamento de Estado norte-americano, sugerindo que as Forças Armadas se transformem em forças policiais. Nem o ex-governador, muito menos o atual, respondem os questionamentos sobre o que foi feito em outras ocupações ou instalações de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), em matéria de fortalecimento da cidadania dos moradores.

Quero parabenizar ao jornal pela competência nas informações passadas, contribuindo pra uma sociedade menos alienada. Tornou-se sem dúvida o meu preferido no quesito informação. Fico até chateado quando não consigo ler uma das edições semanais. Vanderlei Andrade

Participe! Encaminhe sugestões e avaliações para

editorial | Brasil redacaorj@brasil defato.com.br

O dilema de Dilma para a Presidên•ciaAdaeleição República aos poucos vai ganhando contornos de uma disputa acirrada. As forças neoliberais jogam as suas fichas na derrota da presidenta Dilma. Por isso, fazem uma forte ofensiva com a CPI da Petrobras. A vida do povo melhorou nos últimos anos, mas o governo Lula/Dilma evitou ao máximo o conflito entre as classes, tendo um caráter ideologicamente conservador. Os governos não politizaram a sociedade nem implantaram as conquistas sociais e econômicas em torno de um projeto político, ligado à organização de uma base social de massas.

As eleições serão mais politizadas e polarizadas, com os fatos novos e o desejo de mais mudanças da sociedade

______________________________________

Nesse processo, setores da burguesia e o PMDB tiveram hegemonia, com base em um sistema político velho, contra as reformas estruturais. Por isso, candidaturas oposicionistas disputam agora, com relativa facilidade, parte do eleitorado beneficiado com as políticas do governo. Novos personagens apareceram na cena política brasileira, com a reestruturação da classe trabalhadora

e de uma nova geração de jovens que surgiu nos últimos anos. Dilma deve responder às demandas dessas forças sociais, que colocam demandas históricas da classe trabalhadora. Não existe vácuo na política. Se a candidatura da presidenta Dilma e seu programa de governo não conseguirem abrir um canal de diálogo com essas forças, as candidaturas oposicionistas

poderão canalizar eleitoralmente o desejo de mudanças latente na sociedade, mesmo que na base da retórica. A tragédia disso tudo é a pobreza de ideias nesse momento que precede as eleições presidenciais. O précandidato do PSDB Aécio Neves e seu cabo eleitoral (ex-presidente Fernando Henrique Cardoso) propõem uma agenda neoliberal, com independência do Banco Central e privatizações. Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva (REDE) até o momento estão presos na retórica de que é preciso pensar o Brasil, debater programa, mas de concreto não apresentaram nada.

Dilma encontra-se num dilema. O aprofundamento das mudanças requer medidas estruturais, que entram em rota de colisão com interesses conservadores girando em torno do PMDB. A tendência é que as eleições sejam mais politizadas e polarizadas. Não por causa dos candidatos, mas pelo encontro de dois elementos: os novos fatos que ocorrerão até outubro e o desejo de mudanças latente. Assim, recompor a força da esquerda e canalizar o potencial organizativo da jovem classe trabalhadora e da geração que saiu às ruas em junho são tarefas prioritárias para o próximo período.

Errata: Diferente do que publicamos na edição 44, o escracho que denunciou o general Nilton Cerqueira foi convocado por Brigadas Populares, Partido Comunista Revolucionário (PCR) e Levante Popular da Juventude.

Redação Rio: redacaorj@brasildefato.com.br

Para anunciar: (21) 4062 7105

O jornal Brasil de Fato circula semanalmente em todo o país e agora com edições regionais em São Paulo, Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Queremos contribuir no debate de ideias e na análise dos fatos • Ed do ponto de vista da necessidade de mudanças • Ed sociais em nosso país e em nosso estado.

CONSELHO EDITORIAL RIO DE JANEIRO: Antonio Neiva, Aurélio Fernandes, Joaquín Piñero, Mario Augusto Jakobiskind, Rodrigo Marcelino, Vito Giannotti ADMINISTRAÇÃO: Carla Guindani e Valdinei Siqueira DISTRIBUIÇÃO: Kleybson Andrade DIAGRAMAÇÃO: Stefano Figalo EDITOR-CHEFE: Nilton Viana (MTb 28.466) EDITORA REGIONAL: Vivian Virissimo (MTb 13.344) REPÓRTERES: Gilka Resende, Bruno Porpetta REVISÃO: Núbia Pimentel COLUNA SINDICAL: Claudia Santiago ESTAGIÁRIA: Mariane Matos FOTÓGRAFO: Pablo Vergara ILUSTRADOR: Latuff


Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

cidades | 3

Mães se revoltam com demora em unidade de saúde na Barra da Tijuca CRÍTICAS Mulheres relatam "peregrinação" em busca de atendimento médico

GilkaResende do Rio de Janeiro (RJ)

Eram 13h40 e uma mãe chorava no saguão da Coordenação Regional de Emergência (CER) Lourenço Jorge, uma UPA na Barra da Tijuca, na zona oeste. Aos berros, pedia por atendimento de sua filha, de 5 anos. Ela não era a única a reclamar nesta quarta-feira (9). Minutos antes, pelos menos 10 outras mulheres, com suas crianças pequenas, muitas de colo, se amontoavam em torno de um dos seguranças da unidade. Elas demonstravam irritação já que, segundo relatos, já aguardavam há 4 horas. O trabalhador, nitidamente constrangido mesmo sem ter “culpa no cartório”, tentava contornar a situação pedindo calma. “Como, se nossos filhos estão passando mal? Não tem condição! Minha filha está falando co-

migo que está com fome. Não almoçamos. Antes de chegar aqui, eu fui para a UPA da Taquara e não consegui médico. Também não encontrei na Cidade de Deus e em Campinho. É um absurdo!”, reclamou Luana de

Almeida de 23 anos. A jovem ainda estava preocupada com sua outra filha de oito meses. “Deixei a pequena com minha irmã, que só tem 14 anos. Isso aqui está cheio e ninguém da coordenação vem dar uma

explicação. Saí de casa às 7h”, disse Luana, que mora em Vargem Grande. Segundo ela, a menina só viria a ser atendida por volta das 15h. “Saímos da UPA depois das quatro da tarde”, relata Luana, que chegou de volta ao seu Pablo Vergara

Privatização da saúde pública é criticada pelo Sindicato dos Médicos

bairro quase às 19h, ou seja, 12 horas depois do início da “peregrinação” em busca de atendimento médico. A unidade é gerenciada por uma Organização Social (OS). Questionada, a administração alegou não ter autonomia para responder, encaminhando o caso à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Contatado, o órgão não informou qual é o tempo médio de espera na CER, na Barra. Apenas disse que unidades de urgência e emergência têm uma “política de classificação de risco”, em que esse tempo depende da gravidade de cada caso. “Não há o que comemorar no Dia Mundial da Saúde. Nós temos que protestar e denunciar o que está acontecendo. O cenário é criminoso”, analisa Jorge Darze, presidente do Sindicato dos Médicos do Rio, em referência à data celebrada nesta segunda-feira (7). Pablo Vergara

Sindicato dos Médicos repudia opção pelas Organizações Sociais (OSs) PRECARIEDADE Vídeo mostra alagamento de UTI em unidade recém-inaugurada do Rio de Janeiro (RJ)

De acordo com Darze, a realidade da unidade na Barra ilustra a situação da saúde pública no Rio. Ele critica a entrega da gestão de instituições a entidades privadas chamadas Organizações Sociais (OSs). “Estamos assistindo à privatização da saúde. O município está entregando as clínicas da família e as Upas às OSs”, ressaltando ain-

da que o mesmo acontece em unidades estaduais. “Somos radicalmente contrários à entrega do público ao privado. A Constituição não permite isso. Ela diz que saúde é direito de todos, mas diz também que é um dever do Estado”, destaca. Darze completa explicando que apenas serviços complementares, como limpeza, segurança e alimentação, poderiam ser terceirizados. “Porém, o que acontece hoje é

a terceirização da atividadefim, ou seja, do atendimento à saúde”, reforça. Nessa semana, o sindicato divulgou um vídeo em que a UTI da CER da Barra, que foi aberta há oito meses, aparece alagada. Nas imagens, a água escorre por paredes e aparelhos de ar condicionado. “O risco de curto e de paralisação de respiradores dos pacientes foi grande”, fala Darze sobre o episódio, ocorrido em 22 de março.Sobre

o caso, a S M Sa fi r ma que a infiltração foi cauPacientes aguardam até 4 horas por atendimento sada por um entupimento nas calhas do quando, a SMS expôs que a telhado durante forte chuva, UTI do Hospital está funcioo que impediu a vazão da nando temporariamente neságua. E que a desobstrução ta área cedida na unidade. foi realizada, solucionando Isso ocorre devido a futuras obras no Hospital. Segundo o problema. o órgão, o projeto e o planeA CER Barra fica ao lado do Hospital Municipal Lou- jamento estão prontos e o renço Jorge. Ainda que não início dos trabalhos deve tenha informado desde ocorrer neste mês. (GR)


4 | cidades

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

MORADIA

Ocupantes da Telerj pedem solução para permanecer

OAB reúne vítimas de racismo em ato público, no Rio

INDÚSTRIA

Rolls-Royce anuncia fábrica Bruno Marins

Tânia Rego

Ato destacou casos recentes de racismo ocorridos no RJ

seccional da Or•demA dos Advogados do

A solução para os milhares de pessoas que ocupam desde a semana passada um imóvel do grupo Telemar passa pelas mãos dos políticos, pois juridicamente existe uma decisão de reintegração de posse emitida pela juíza Maria Aparecida Silveira de Abreu, da 6ª Vara Cível do Fórum do Méier. Essa é a opinião de vários moradores do local, onde

Grande maioria ocupou imóvel para fugir da alta dos aluguéis

funcionava o almoxarifado da antiga Telerj, mas que está abandonado há muitos anos. A grande maioria decidiu ocupar o imóvel para fugir da alta dos aluguéis, que teriam disparado nas comunidades, principalmente depois dos processos de pacificação. "O objetivo de todos é a moradia, porque nós não estamos em nenhum projeto social

do governo. Eu precisei sair da minha comunidade, o Jacarezinho, porque o aluguel ficou muito puxado. Eu ganho R$ 700 e pago R$ 400 de aluguel. O resto dá para comer o mínimo", disse o mecânico Adriano Rodrigues de Oliveira. Só para demarcar o lote, são gastos cerca de R$ 500 em madeira, dinheiro que muitos não tinham e que pegaram emprestado. "Eu já me endividei. Peguei dinheiro emprestado com um e com outro para construir o meu barraquinho. Já estou com a corda no pescoço. Não dá mais para voltar. Agora é tudo ou nada", disse a dona de casa Rosana de Jesus. Uma reunião ocorrida na terça-feira (8) terminou sem acordo. Por enquanto, fica valendo a liminar deferida em favor da empresa Telemar, nome jurídico do grupo Oi de telecomunicações. (Agência Brasil)

Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ) organizou na terça-feira (8) um ato de desagravo em protesto contra episódios de racismo no estado, nos últimos meses. Para o presidente da Comissão de Igualdade

Racial do órgão, Marcelo Dias, casos como o do ator Vinícius Romão, preso injustamente após ser confundido com um assaltante, fazem parte de um quadro em que a violência contra a população negra está crescendo. (Agência Brasil)

A empresa britânica Rolls-Royce anunciou na segunda-feira (7) a implantação de uma fábrica para montagem de equipamentos navais no Rio de Janeiro. A unidade, que terá um investimento de R$ 80 milhões, montará grandes propulsores e outros equipamentos usados em plataformas de petróleo e navios de perfuração. A previsão é que a fábrica seja instalada em maio, no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

SEGURANÇA PÚBLICA

Mesmo com UPP, rotina da Maré é a mesma • A ocupação por 2.700 ho- em veículos, a vida segue mens das Forças Armadas e como sempre, em meio à poda Polícia Militar não muda a rotina dos 130 mil moradores do Complexo da Maré, na zona norte. A não ser pela Fernando Frazão

Moradia é a principal demanda

presença ostensiva de militares e das constantes revistas

breza extrema. “A situação está precária. Quando chove, a água sobe e o esgoto invade tudo”, pede Welington Barbosa de Oliveira, que trabalha como pescador e mora na Vila do Pinheiro. Aos 25 anos de idade, e pai de cinco filhos, ele quer ajuda do Estado para sair da casa de compensado. A vizinha Andreia Oliveira da Costa não se conforma com as condições de moradia. “É horrível. Aqui tem rato, barata, lacraia. Queremos ganhar uma casa. É o meu sonho”, pediu ela, que tem quatro filhos e trabalha como camelô vendendo balas na zona sul. (Agência Brasil)


Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

entrevista | 5

xxxxxxxxxxx

Arquivo/ABr

“Camponeses e índios também foram vítimas da ditadura” COMISSÃO DA VERDADE Piores violações ocorreram contra indígenas que viviam isolados, diz Maria Rita Kehl Damiã o A. Francisco

BrasildeFato-AtéquepontoaCNVpodechegar?

AlanTygel do Rio de Janeiro (RJ)

Desde 2012, Maria Rita Kehl participa da Comissão Nacional da Verdade (CNV), coordenando o Grupo de Trabalho (GT) de Graves Violações de Direitos Humanos no Campo ou Contra indígenas e, também o GT Araguaia. Nesta entrevista, ela adianta que, ao término das investigações da CNV, ela recomendará a redistribuição de terras para reparar as injustiças sofridas por camponeses durante a ditadura e também a homologação de mais terras indígenas. BrasildeFato-Quaissão os principais resultados do GT sobre camponeses eindígenas? MariaRitaKehl- A Comissão Nacional da Verdade (CNV) foi criada para investigar os crimes do Estado entre dois fins de ditadura – de 1946 até 1988. Uma primeira informação que considero importante estar no relatório da CNV é que camponeses e índios sejam incluídos entre as vítimas. Dá para perceber o quanto esse dado é novo pelo tanto que ele tem sido contestado por gente de direita. Eles defendem que

Para Maria Rita, violência da polícia é efeito nefasto da impunidade

camponês e índio não têm nada a ver com isso. BrasildeFato-Qualadiferença entre o caráter das violações aos direitos humanosdosindígenasedos camponeseseasoutrasviolaçõesocorridas? A diferença é que muitas organizações camponesas (não todas), e praticamente todos os grupos indígenas, estavam lutando em conflitos locais, na defesa de seu direito à terra, embora nem soubessem que existisse uma ditadura no Brasil. Uma das piores violações foi contra povos indígenas que viviam isolados. Isso aconteceu no período das grandes obras dos governos Emílio Garrastazu Médici (19691974) e Ernesto Geisel (19741979) na Amazônia. O Davi

Kopenawa, líder dos yanomami disse: “Eu não sabia que existia governo. [Entendi isso quando] foi chegando, invadindo nossas terras, matando nossos irmãos...”. Esses índios tomaram contato com o fato de que existia um Brasil, um governo, através da pior forma possível: a violência. Brasil de Fato - Por que a repressãoaoscamponeses foitãoviolentalogonosprimeiros dias após o golpe? Creio que essa repressão imediata tem a ver com a atuação do Partido Comunista em apoio a vários movimentos camponeses. O medo era o de uma revolução de modelo cubano no Brasil. Acho que esta é a melhor explicação, além do compromisso óbvio dos militares com o latifúndio.

A CNV pode chegar só até a entrega do relatório, em seguida deixará de existir. O único instrumento que temos para tocar em questões do presente é o capítulo das recomendações. Nos meus temas, sei que posso recomendar a homologação das terras indígenas já existentes. Também posso incluir uma enfática recomendação pela agilização dos processos de redistribuição de terras tendo em vista uma reforma agrária que repare as injustiças sofridas pelos camponeses. Não concordo que, por não poder punir crimes, a CNV seja inútil. Estou convencida de que a investigação dos crimes cometidos por agentes do Estado brasileiro durante o longo período de 42 anos é um enorme avanço para a democracia de um país conservador como o Brasil. BrasildeFato-Asenhora vêligaçãoentreaviolência nocampodaépocadaditaduraehoje? Claro que sim. Existe uma continuidade direta, tanto no que se refere à violência contra índios e camponeses quanto à violência policial contra cidadãos negros e po-

bres, nas cidades. Este é um dos efeitos mais nefastos da impunidade dos que cometeram as violações. Em maio de 2006, a polícia paulista matou e fez desaparecer os corpos de jovens e adolescentes das periferias de SP em número maior do que o dos militantes urbanos durante toda a ditadura. Quanto ao campo, nenhum governo democrático pós 1985 diminuiu o padrão da “pistolagem” no meio rural. O único que fez algo nesse sentido foi o Movimento Sem Terra (MST), ao organizar mais de 2 milhões de trabalhadores rurais em defesa de seu direito à terra.

DEBATE

50 anos do Golpe A repressão no Campo Quando:10 de abril, quinta-feira Onde:Uerj, auditório 93 Hora:18h Debatedores: Prof. Leonilde Servolo de Medeiros (Ufrrj) Prof. Paulo Alentejano (Asduerj)


6 | cidades

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

Sem licença desde 2010, TKCSA segue descumprindo normas ambientais POLUIÇÃO Prazo para cumprimento de termo (TAC) terminou nesta quinta-feira (10) TalitaRodrigues

do Rio de Janeiro (RJ)

A poluição ambiental causada pela instalação da yssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA), em Santa Cruz, na zona oeste, tem trazido muitos problemas à população local. As denúncias sobre o impacto no meio ambiente e na saúde dos moradores levaram instituições públicas, pesquisadores e movimentos sociais, inclusive a

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a acompanharem de perto os processos de licenciamento ambiental e de instalação do complexo. A siderúrgica atualmente funciona com um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado com a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), enquanto aguarda a licença de operação. Para isso, a TKCSA deveria cumprir esta quinta-feira (10), as 134 não conformidades previstas no TAC.

No entanto, às vésperas do prazo final, a TKCSA ainda não cumpriu todas as condicionalidades e ainda divulgou uma informação falsa sobre a participação da Fiocruz numa auditoria de saúde que sequer foi realizada. Em documento encaminhado ao Ministério Público (MP), a Fiocruz desmente a empresa, questionando a validade desse documento como resultado de uma auditoria de saúde. “Querem fazer passar como auditoria de

saúde um relatório que nunca se propôs a ser isso e que é limitado. A Fiocruz retirou sua assinatura exatamente por não concordar. Não houve auditoria da saúde. Isso é uma farsa”, explica Marcelo Firpo, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). O material em que consta essa informação foi distribuído pela TKCSA em uma Audiência Pública realizada no dia 27 de março. Além do cumprimento do TAC, a con-

cessão da licença depende da aprovação da Secretaria Estadual de Ambiente (SEA) e da atuação do MP. “‘Estamos na fase final do TAC, e a TKCSA ainda não cumpriu itens ligados às emissões de poluentes, água e efluentes, resíduos, gestão de riscos ambientais e, principalmente, não apresentou a auditoria de saúde”, diz o pesquisador da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), Alexandre Pessoa, que também integra o GT da Fiocruz.

Direito à saúde deve ser preservado, diz pesquisador FIOCRUZ Sem auditoria de saúde, TKCSA não poderá ter licença definitiva do Rio de Janeiro (RJ)

Em 2010, a Secretaria de Meio Ambiente instalou um GT para avaliar os danos à saúde causados à população em virtude da exposição à fuligem lançada pela TKCSA, mas o trabalho não foi concluído. O pesquisador Alexandre Pessoa criticou o relatório elaborado pela Secretaria. “O documento tem informações apresentadas de forma generalizada, inconclusiva, com graves lacunas e que, inclusive, não consideram os estudos desenvolvidos pela

Fiocruz, que atua no caso”, diz ele, que completa: “O caso TKCSA é um caso emblemático no Brasil, que envolve a resistência dos moradores e pescadores atingidos pelo empreendimento, a atuação dos movimentos sociais, instituições públicas do Brasil e com repercussão internacional. Diante disso, esperamos que o direito à saúde seja preservado e que a empresa não receba a licença definitiva de operação enquanto não houver uma auditoria de saúde e uma análise de risco em saúde”. (EPSJV/Fiocruz)

SINDICAL

Carteiros conquistam melhores condições de trabalho Antonio Cruz/ABr

A ECT assumiu compromisso com os carteiros que trabalham no Centro de Distribuição Domiciliária (CDD) da Zona Oeste de climatizar o ambiente em 90 dias. A empresa se comprometeu também a fazer obras nos banheiros. Outra conquista foi a promessa de um estudo para a criação do CDD Santíssimo que diminuiria o volume de trabalho no setor.

Sindicato dos Petroleiros comemora 55 anos O Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro comemorou os seus 55 anos na semana passada com o lançamento do documentário “Caminho Soberano”, dirigido por Peter Cordenonsi. O trabalho é uma continuidade do filme “O Petróleo Tem que ser Nosso, Última Fronteira.


Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

brasil | 7

PETROBRAS

CPI para esquentar processo eleitoral

PedroRafaelVilela de Brasília (DF)

O Senado Federal deixou para a próxima semana a decisão sobre a CPI da Petrobrás. Parlamentares da base do governo e da oposição brigam para definir se a CPI investigará apenas a empresa brasileira de petróleo, ou se também vai apurar denúncias de formação de cartel nas licitações do metrô de São Paulo e irregularidades na construção do Porto de Suape e da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Para o professor de ciência política da FGV/SP e PUC/SP, Francisco Fonseca, a disputa em torno da CPI tem motivação eleitoral. “A

oposição está muito enfraquecida para a disputa das eleições e precisa de algo a mais para desgastar o governo”, explica. Fonseca acredita que tudo o que envolve dinheiro público “precisa ser investigado”, mas não crê que esse seja o objetivo nem de governo, nem de oposição. A novela continua na próxima terça-feira (15). O plenário do Senado vai decidir se acolhe o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que é favorável a uma investigação ampla, que inclua Petrobras, metrô de SP e porto em Pernambuco. Frente à derrota no Congresso, os partidos de oposição recorreram ao Supremo Tribunal Federal (STF) com um mandado de segurança para

Jonas Pereira/Agência Senado

que prevaleça a CPI exclusiva da Petrobras. O PT reagiu e também foi ao Supremo, alegando que a CPI deve investigar esse e outros temas.

Senado vai decidir rumos da CPI na próxima terça-feira (15)

AUTO DE RESISTÊNCIA

Fim da licença para matar Projeto de lei determina investigação completa das mortes cometidas por policiais

NEUTRALIDADE DA REDE

Deputado renuncia a vice-presidência da Câmara

Marco civil da internet pode virar lei dia 22 entidades cobra- sões. Estão marcadas au•ramDiversas • O deputado André Vardo presidente do Senado, diências públicas nos prógas (PT-PR) anunciou Renan Calheiros (PMDB-AL), rapidez na votação do projeto de lei do marco civil da internet. O pedido foi entregue em carta assinada por mais 30 organizações, durante audiência realizada na noite desta quarta-feira (9), em Brasília. O objetivo é que o texto seja votado em plenário, no próximo dia 22 de abril. “Vou reunir com os líderes para definir este calendário”, anunciou Calheiros. O presidente do Senado também antecipou que o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) será o relator do projeto em plenário. Nesse momento, o marco civil tramita simultaneamente, em três comis-

ximos dias 10, 15 e 22. “Sabemos que tem muitos interesses empresariais em jogo contra o marco civil, que põem em risco a neutralidade da rede”, avaliou Bia Barbosa, do coletivo Intervozes e uma das participantes da reunião. Se aprovado no dia 22, caberá à presidente Dilma Rousseff, favorável ao projeto, sancioná-lo para que se transforme em lei. A meta do governo é que poder exibir o novo marco durante a Reunião Multissetorial Global Sobre Governança da Internet (#netmundial), programada para os dias 23 e 24 de abril de 2014, em São Paulo. (PRV)

nesta quarta-feira (9) a renúncia ao cargo de vice-presidente da Câmara dos Deputados. A decisão ocorre depois que o Conselho de Ética abriu processo de cassação por suposta quebra de decoro parlamentar, por causa da revelação das relações entre o parlamentar o doleito Alberto Youssef. Vargas já havia pedido licença não-remunerada da Câmara na última segundafeira (7), para, segundo ele, se concentrar na sua defesa. (PRV)

Está pronto para ser votado na Câmara dos Deputados o projeto de lei 4.471/ 12, que acaba com os chamados autos de resistência ou “resistência seguida de morte”. Esse mecanismo foi criado durante a ditadura militar e permite que as mortes ou lesões corporais cometidas pela Polícia nem sequer sejam investigadas. De acordo com autor do projeto, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), o projeto está na pauta do plenário e pode ir à votação na próxima semana. O clima entre os partidos, na avaliação do parlamentar, ainda não é totalmente favorável à aprovação. Os setores que representam os interesses policiais querem modificar o texto. “Vamos amadurecer um entendimento para votar nos próximos dias”, revelou Teixeira. Com a mudança, a cena

do crime envolvendo policiais deverá ser preservada e periciada. Fica proibido o transporte de pessoas feridas no carro de autoridades de segurança até o hospital, como ocorreu com a faxineira Cláudia Silva Ferreira, no mês passado, que acabou sendo arrastada por mais de 250, em camburão da PM, no bairro de Madureira, no Rio. O caso gerou revolta e forte comoção nacional. Nos casos de morte, os policiais também ficam proibidos de acompanhar o exame de autópsia. Mortes Em 2011, segundo estatísticas oficiais, mais de 42% das mortes foram registradas como auto de resistência nos estados de SP e RJ. Além disso, a maior parte das vítimas é de jovens entre 15 e 29 anos, homens e negros.


8 | brasil

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

Copa deve gerar 48 mil postos temporários de trabalho

A Copa do Mundo deve gerar 47,9 mil vagas de trabalho no setor de turismo, nos 12 estados-sede da competição, entre os meses de abril e junho deste ano. A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), com base no fluxo de 3,6 milhões de turistas que deverão circular pelo país durante a competição, de

12 de junho a 13 de julho. O economista da CNC Fabio Bentes ressalta que o número é 60% superior à geração de postos de trabalho nos 12 estados, no mesmo período do ano passado (29,5 mil). Apesar disso, grande parte dessas vagas deverá ser temporária. “É natural que depois da Copa, haja um enxugamento dessas contratações, porque são trabalhos temporários mesMacieira Ascom/Riotur

Setor de alimentação vai gerar maior parte dos postos de trabalho

mo”, disse Bentes. De acordo com a CNC, o setor de alimentação responderá pela maior parte da geração de postos de trabalho. Cerca de 16,1 mil vagas, ou 33,5% do total, deverão ser criadas por bares e restaurantes, que são o principal segmento turístico, segundo a confederação. Os transportes de passageiros deverão abrir 14 mil vagas (29,2% do total), enquanto hotéis, pousadas e similares responderão por 12,3 mil novos postos de trabalho (25,7%). Outros setores gerarão menos vagas, como os serviços culturais e recreativos (3,8 mil) e agências de viagens (1,7 mil). Em termos de remuneração, as maiores ficarão com as agências de viagens (R$ 1.626). Em seguida, aparecem os transportes de passageiros (R$ 1.449), serviços culturais e recreativos (R$ 1.397), a alimentação (R$ 935) e hospedagem (R$ 900). (Agência Brasil)

Desempregado, homem encontra fatura e dinheiro na rua e paga conta no RS

O desempregado Marco Antonio da Silva ficou famoso após encontrar na rua um envelope com contas a pagar e a quantia de R$600. Ele não embolsou o dinheiro e se dirigiu à lotérica mais próxima para quitar

as dívidas. A história se tornou conhecida após Marco Antonio postar uma mensagem no Facebook para devolver os comprovantes para Karine Peyrot, a dona das contas. O fato aconteceu no Rio Grande do Sul.

Coronel Ustra ameaça militante do Levante Wilson Dias/ABr

Dino Santos/SGTB

As centrais sindicais promoveram a oitava edição da Marcha da Classe Trabalhadora na quarta-feira (9), na capital paulista. Teve como reivindicações a redução da jornada de trabalho sem redução salarial e a valorização do salário mínimo.

Ustra é acusado de ter cometido assassinatos e torturas

Uma militante do Levante Popular da Juventude, a estudante Barbara Loureiro, foi ameaçada pelo Coronel Brilhante Ustra em seu blog “A verdade sufocada”. Na última semana, o Levante convocou “escrachos” (atos que denunciam os militares que cometeram crimes e ainda estão impunes) para denunciar militares que cometeram cri-

mes durante a ditadura. No blog, estão divulgadas fotos pessoais de Bárbara. Ustra também escreveu, em tom de ameaça, que já sabe onde estuda a militante, além de seu CPF e RG. “Essas ameaças não nos calarão. O movimento pretende continuar as manifestações até conseguir rever a Lei da Anistia”, afirmou Tiago Pará.

COnTA DE LUz A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reduziu o valor que as distribuidoras de energia terão que pagar para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) neste ano. A cota da CDE foi calculada em R$ 5,6 bilhões, mas a agência refez os cálculos, incluindo novos aportes anunciados pelo governo, e o valor caiu para R$ 1,66 bilhão.


Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

CHINA

Uruguai quer ampliar uso de maconha em tratamentos

EM FOCO

Poluição ambiental obriga cidade a limitar venda de carros Divulgação

Papa Francisco canoniza beato do Brasil O papa Francisco as•sinou o decreto de canonização do beato José de Anchieta. O “apóstolo do Brasil” foi beatificado em 1980 e tornou-se santo mesmo sem ter milagres comprovados. O processo de canonização foi aberto há mais de 400 anos.

Mais uma cidade chinesa, Hangzhou, decidiu limitar seus moradores de comprar automóveis, um luxo até há pouco tempo inacessível, mas que nos últimos três anos se tornou grande objeto de consumo. A partir de agora, para tentar melhorar a qualidade do ar e aliviar o trânsito, o governo municipal de Hangzhou restringiu para 80 mil o número de automóveis que podem ser vendidos anualmente na cidade. 80% dos novos pedidos serão sorteados e os restantes vão a leilão, com uma base de licitação de 10 mil yuan (cerca de 1.200 euros).

Capital da próspera província de Zhejiang, na costa leste da China, e sede de um município com cerca de 8 milhões de habitantes, Hangzhou é a sexta cidade chinesa a limitar a venda de automóveis, depois de Pequim, Xangai, Cantão, Guiyang e Tianjin. Há pouco mais de duas décadas, a bicicleta era o único meio de transporte privado a que a maioria das famílias chinesas podia aspirar. Em 2009, a China tornou-se o maior mercado de automóvel do mundo, ultrapassando os Estados Unidos da América. (Agência Brasil)

Salário das latinas é inferior nos EUA O salário médio das •mulheres é inferior aos

• Depois de se tornar o primeiro país

Reprodução

do mundo a regularizar a produção e a distribuição da maconha, o Uruguai agora analisa utilizar a erva para tratar pacientes. O objetivo é utilizar a maconha em tratamentos de pessoas com distúrbios neurológicos, doentes terminais e também viciados em Uruguai foi primeiro país a regularizar erva drogas mais fortes. Essas in- ta-feira (10), será debatida formações foram divulgadas a regulamentação da lei propelo subsecretário de Saúde posta pelo presidente José Pública, Leonel Briozzo, em Mujica que autorizou cultientrevista à uma rádio local vo, venda e consumo de uruguaia. Na próxima quin- Cannavis sativa no país.

dos homens em quase todas as profissões, nos Estados Unidos e essa divulgação

Hangzhou é a sexta cidade chinesa a limitar a venda de automóveis

mundo | 9

Desigualdade é maior nos EUA

renda é particularmente menor entre as mulheres latinas, aponta um estudo divulgado nesta terça-feira (08), pelo Instituto de Pesquisa de Políticas para a Mulher.

ARGENTINA

Cristina Kirchner será madrinha da filha de primeiro casamento gay

A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, foi madrinha de Umma Azul, filha do primeiro casamento entre mulheres da história do país. Umma foi batizada no último sábado (5), na cidade de Córdoba, a 700 quilômetros da capital Buenos

Aires. Karina Villarroel e Soledad Ortíz, casal responsável pela menina batizada, agradeceram à presidenta e sua equipe de trabalho por aprovar a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo gênero em 2010. (Telesur)

DEnGUE MATA UM jOvEM A CADA 25 MInUTOS Federação Internacional da Cruz Vermelha e das Sociedades do Crescente Vermelho, Ifrc, alertou que a dengue mata um jovem a cada 25 minutos no mundo. Um relatório da organização diz que a doença ameaça 40% da população global e que, nos últimos 50 anos, se espalhou de 9 para mais de 100 países. (ONU)

Receba o Brasil de Fato RJ por e-mail. Inscreva-se no link: www.e.eita.org.br/assinebrasildefatorj


10 | cultura

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

DITADURA

BAILE

Exposição leva público a refletir sobre liberdade

Black Music ocupa a Pedra do Sal

Fica Decretado que Agora Vale a Verdade. A entrada é gratuita ao público, que poderá visitar a mostra de segunda a sábado. O título da exposição traz o primeiro verso do poema Os Estatutos do Homem, do poeta amazonen-

Todas as semanas nas ruas do

Anuncie

Rio

(21) 4062 7105

DOCUMENTÁRIO

Rio recebe mais uma edição do festival “É Tudo verdade”

• O Rio de Janeiro recebe entre os dias 4 e 13 de abril o evento É Tudo Verdade 2014 – 19º Festival Internacional de Documentários, que tem sessões gratuitas e acontece também em São Paulo, Campinas, Brasília e Belo Horizonte. Nesta edição, serão exibidos 77 títulos de 26 países, sendo 34 brasileiros. Entre os destaques nacionais da programação estão os longas “O Mercado de Notícias”, novo filme de Jorge Furtado, com um olhar crítico sobre a imprensa brasileira. As exibições acontecem todos os dias da semana, das 10h às 21h. Em quatro lugares diferentes: CCBB RJ -

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (Rua Primeiro de Março, s/nº), no Espaço Itaú de Cinema Botafogo (Praia de Botafogo, 316), no Oi Futuro Ipanema (Rua Visconde de Pirajá, 54 - 3º andar) e no Instituto Moreira Salles Rio de Janeiro (Rua Marquês de São Vicente, 476) (Catraca Livre)

No próximo sábado (12) •a Pedra do Sal recebe mais um edição do Baile Black Bom. O evento gratuito começa às 17h e conta com a banda Consciência Tranquila e o DJ Leandro Marcelino Divulgação

se Thiago de Mello. Preso durante a ditadura, Mello exilou-se no Chile, retornando ao país após o fim do regime militar. “A poesia é uma norteadora do projeto”, esclareceu o coordenador de Projetos e Extensão da FMP-Fase, Ricardo Arquivo Tammela. O material utilizado na exposição foi cedido pela Comissão Estadual da Verdade. Segundo Tammela, a mostra reforça também o movimento pela transformação da Casa da Morte de Petrópolis em um centro de referência da memória da ditadura. O centro cultural da FMP-Fase fica localizado na Avenida Barão do Rio Branco, número 1.003, no centro do município, na região serrana fluMaterial da exposição foi cedido pela Comissão Estadual da Verdade minense. (Agência Brasil)

Dentro da programação da Comissão Estadual da Verdade pelos 50 anos do golpe militar de 1964, a Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP-Fase) está apresentando, até 30 de junho, no centro cultural da instituição, a exposição

Flash no comando do som. O evento ocorre todo segundo sábado do mês na Pedra do Sal. A festa conta ainda com venda de produtos e acessórios afros.

SERVIÇO Oque?Baile Black Bom quando?Sábado (12), às 17h Quanto? 0800 Onde? Pedra do Sal (Rua Argemiro Bulcão, 38 Banda e DJ comandam festa Largo João da Baiana)

MÚSICA

Tributo à Legião Urbana em Realengo No sábado, dia 12, a •Lona Cultural Gilberto Gil, em Realengo, recebe a banda Arte Profana em um tributo à Legião Urbana. A apresentação está marcada para as 22h. Os ingressos custam R$20.

SERVIÇO Quando?Sábado (12), às 22h Quanto? R$20 Onde?Lona Cultural Gilberto Gil - Realengo Av. Marechal Fontenelle, 5000

SAMBA/GASTRONOMIA

Hamilton de Holanda

é atração da Feira das Yabás domingo, •diaNo13,próximo Marquinhos de Os-

waldo Cruz recebe Hamilton de Holanda e Serginho Procópio na roda de samDivulgação ba da Feira das Yabás. O encontro gastronômico das tias de Madureira na Praça Paulo da Portela acontece todo segundo domingo do mês. A feira, que mistura a gastronomia africana com Exibições acontecem todos os dias o samba, conta com 16

barracas que oferecem comida para todos os gostos. Tia Surica é responsável pelo mocotó e o aipim com carne-seca. As iguarias peixe frito, molho de camarão e pirão são de responsabilidade de Tia Nira. E Dona Neném, a mais velha das tias, com 87 anos, prepara a rabada com batata e angu. O evento tem início às 13h e tem participação gratuita. (Catraca Livre)


Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

cultura | 11

Em seu novo filme, Silvio Tendler fala de agroecologia ALTERNATIVA O Veneno Está na Mesa 2 denuncia a barbárie do agronegócio e mostra que há saídas para produção de alimentos saudáveis Renato Cosentino

RenatoCosentino eAlanTygel

do Rio de Janeiro (RJ)

O veneno está na mesa dos brasileiros, no país que mais consome agrotóxicos no mundo. Mas há alternativas viáveis de produção de alimentos saudáveis que respeitam a natureza, os trabalhadores rurais e os consumidores. É essa mensagem que o novo documentário do diretor Silvio Tendler, O Veneno Está na Mesa 2, quer passar. O primeiro filme, que não foi lançado nos cinemas e seguiu um caminho alternativo de exibição através da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, teve uma recepção surpreendente e foi visto por mais de um milhão de pessoas. Nesta entrevista, Tendler fala do novo filme, da sua relação com os movimentos sociais e da importância da alternativa agroecológica para a sociedade brasileira. O filme será lançado na próxima quarta-feira (16), às 20h, no Teatro Casa Grande, no Leblon. A entrada é gratuita. Brasil de Fato - O que “O VenenoEstánaMesa2”traz denovidadesemrelaçãoao primeirofilme? O primeiro O Veneno Está na Mesa surgiu quando estive no Uruguai e o (Eduardo) Galeano me disse que o Brasil era o principal consumidor de agrotóxico do mundo. Voltei ao país com a missão de fazer um filme sobre isso e o lançamento superou todas as expectativas. Agora com o Veneno 2 pensamos em duas partes. A primeira

dos anos 50, todo de mármore, bonito, que estava abandonado. Numa noite de véspera de 7 de setembro os sem-teto ocuparam o prédio. Um deles se paramentou de lanterninha, puseram uma carrocinha de pipoca, e as pessoas assistiram, sentadas

A agroecologia é fundamental como forma de produção econômica, social e de desenvolvimento

________________

Tendler retrata em filme luta para preservação da natureza

mostrando os problemas desse modelo de agricultura, que só se agudizaram de lá para cá. Hoje você tem entidades científicas respeitadas que não hesitam em afirmar que há elementos cancerígenos nos agrotóxicos. A segunda e maior parte - mostra pessoas que lutam para preservar a natureza e garantir o alimento de todo mundo, com qualidade de vida. BrasildeFato-Qualseumaior aprendizadocomofilme? Fomos ao Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Brasília. A ideia foi mostrar que o problema da agricultura brasileira é geral. A abertura do filme é propositadamente com o Boaventura de Sousa Santos, que é um dos maiores intelectuais do mundo. Ele defende algo

que vem se tornando uma evidência: o respeito aos saberes ancestrais. Você tem gente, tem culturas milenares, que praticam uma agricultura sábia, ecológica, com equilíbrio, com defesa do ambiente e do homem, e que é capaz de nutrir a humanidade. BrasildeFato-Comoéfazer umfilmeemparceriacom osmovimentossociais? Eu sou um parceiro dos movimentos dispostos a mudar a vida, então essa parceria antecede o próprio Veneno. Vivi momentos de muita emoção com os movimentos sociais. Um deles foi quando apresentei o “Encontro com Milton Santos” na Escola Florestan Fernandes, do MST, e outro foi no Rio de Janeiro. Tinha um cinema na Cinelândia, que era um clássico

no chão de mármore por quase duas horas, o Milton Santos. Foi uma das coisas mais lindas que aconteceu na minha vida. Ai eu pensei: “esse cinema que eu faço tem sentido, é junto com o movimento social, e é isso que me interessa na vida”.

BrasildeFato-Qualaimportânciadaagroecologia num novo modelo de sociedade? Não tem sentido você construir uma economia baseada na destruição da natureza. Isso não é economia, isso é catástrofe. Você criar um modelo econômico perverso, isso não é o país que a gente está construindo, isso é a barbárie. Então eu acho que a agroecologia é fundamental como forma de produção econômica, social e de desenvolvimento. Estamos no momento que a gente vai de alguma maneira poder colaborar com este debate, e estou muito feliz por isso. Nós estamos no momento de descomemoração dos 50 anos do golpe, mas também de projeção dos próximos 50, 100 anos. E é isso que motiva esse movimento. O que nos interessa é discutir o passado para não repeti-lo. A gente fala do passado, mas está ancorado no futuro.

Venda de Produtos da Reforma Agrária – Doce de leite, creme de leite, achocolatado e leite condensado Durante está semana, o MSTRJ realizará uma venda especial dos produtos da Reforma Agrária. São laticínios da Cooperoeste (PR), da marca Terra Viva, que estiveram em nossa VI Feira da Reforma Agrária, no ano passado.

Faça seu pedido: http://e.eita.org.br/produtosdareformaagraria (*) Válido até o dia 10 de abril/2014 ATENÇÃO: Seu pedido deverá ser retirado no 14/04, das 10 às 17h, na Avenida Presidente Vargas, 502/7o andar (Escritório do MST).


12 | variedades

NOVELA |

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

HORÓSCOPO

Por Joaquin Vela

Alcoolismo: o drama de Felipe de “Em Famíla”

• Na novela “Em Família”, um tema já batido está chamando minha atenção: o alcoolismo de Felipe. Claro que a atuação dos atores mais envolvidos na trama (Thiago Mendonça e Bruna Marquezine) ajuda e muito a levar uma tônica diferente para o caso. O moço, médico competente, desde a segunda fase da novela dava sinais de que gosta da birita. A novela mostra o desafio diário do médico para reconhecer a dependência, pedir ajuda, enfrentar a pressão da família e se tratar. Luiza, a so-

10 a 16 de abril de 2014

Keka Campos, astróloga keka@ezdp.com.br

Divulgação

brinha e amiga, vem o ajudando. Levou-o ao AA e não passa a mão na cabeça do tio diante de suas recaídas. Mas o processo é tão difícil que o moço ainda não deu conta de dividir o problema no grupo de apoio, nem de segurar a vontade. Até beber escondido (de quem?) ele bebe. O olhar para si mesmo e o olhar dos outros parecem ser os obstáculos. Longe de uma defesa moralista anti-álcool, o que me chama atenção é trazer para o sofá os desafios do alcoolismo, que pode afetar a

qualquer pessoa. Compreender esta questão como um processo e acolher quem passa por ele me parece ser um bom caminho.

Pode haver conflitos a respeito de sua personalidade e aparência. Ficará confuso em como os outros te veem e isso lhe deixa ansioso. O lado profissional e o familiar também estão delicados, exigindo mais paciência.

Assim como os Taurinos, você tende a acumular líquidos e gordura. Entretanto, sua energia atual é de movimento e eletricidade, o que poderá ajudá-lo a se manter saudável e eliminar o peso adquirido mais facilmente.

Impulsos carnais vêm à tona. Você pode exagerar na alimentação e/ou ser muito direto sexualmente. Aborde as pessoas com mais leveza e controle sua gula. Tendência a engordar com facilidade, principalmente agora.

A vontade pessoal entra em conflito com a energia de força e de impulso e a forma de utilizá-la. Momento propenso a discussões e disputas de ego, com certa arrogância. Cuidado ao subestimar a capacidade dos outros.

O setor profissional está favorecido, há possibilidade de destaque e promoções. Você também estará mais animado e produtivo. Sua aparência é jovial, falante, agitada e simpática, o que proporciona charme e popularidade.

Mente soltando faíscas! Estará intuitivo, rápido e com ideias muito originais. Esse aspecto não passará despercebido e pode lhe render bons resultados, se aplicados com humildade e receptividade.

Há alguns conflitos emocionais que precisam ser solucionados nesta fase. Por outro lado, seu charme e magnetismo pessoal estão em alta, o que lhe ajudará a ter conversas gostosas e pacíficas com seu par amoroso.

A aparência está boa, assim como a saúde física. O campo mental também é favorecido. Porém, na área sentimental e íntima, poderá haver travas e receios de se abrir. Tente relaxar e agir com mais naturalidade.

Fase um tanto difícil, há muitos aspectos conflitantes na área da personalidade, sexualidade, ideais de vida e carreira profissional. Não há o que fazer a não ser respirar fundo e esperar o momento passar.

Pode estar um tanto irritado e impaciente, além de querer modificar o comportamento que julga ultrapassado ou egoísta. Por outro lado, a área da saúde física é beneficiada e estará mais consciente dos sinais de seu corpo.

Alegria e benevolência estão em alta. Será visto como alguém da paz e amor, literalmente. Estará mais galanteador que de costume e com um certo ar misterioso, o que confere ainda mais charme e atração.

Cuidado com a intuição, pois ela poderá lhe pregar peças. Avalie se a sensação que tem não é apenas fruto de suas necessidades emocionais. Porém, contará com uma dose extra de sorte e de charme, que lhe ajudarão.


BOA E BARATA | Por Fernanda Jatobá

Reprodução

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

NOSSOS DIREITOS Por Julio José Araújo Junior, procurador da República

Ingredientes 6 ovos 4 xícaras de chá açúcar 4 xícaras de chá de farinha do trigo com fermento 250g de margarina 1 xícara de chá de leite

Bolo fofo resiste a um bolo •fofoQuem e quentinho para acompanhar o café da manhã ou da tarde? Quase ninguém! Mas quando pensa no trabalho e na demora para o bolo ficar pronto a gente já começar a desanimar. Porém, não com essa receita! Mais rápido

que fazer arroz, mas sem perder a gostosura, o bolo fofo é muito parecido com o pão de ló tradicional, só que mais fácil. Você pode fazer uma calda para colocar por cima, rechear ou servir sem nada só pra acompanhar o café. Então mãos à obra que esse bolo

variedades | 13

fica pronto rapidinho! Essa receita é uma sugestão enviada pela leitora Laryssa Sampaio. Se você quiser pedir uma receita ou enviar sua especialidade para a gente publicar, escreva para: boaebarata@ brasildefato.com.br.

O benefício assistencial é um direito fundamental A Constituição assegura •o benefício assistencial às pessoas idosas ou com deficiência, desde que comprovem não possuir recursos para o seu sustento nem de sua família. O benefício assistencial difere do previdenciário, pois, o pagamento de con-

neficiários, excluindo muitas pessoas pobres que deveriam ter o direito garantido. Os tribunais passaram então a admitir, com base em leis mais favoráveis, a concessão do benefício quando a renda de cada membro da família alcançasse metade do salário mínimo, e não

Modo de preparo Bata os ovos, o açúcar e a margarina no liquidificador, até formar uma massa uniforme. Despeje a mistura em uma bacia e acrescente de-

vagar a farinha de trigo peneirada e o leite, alternando entre os dois para não empelotar. Depois é só colocar a massa pronta em uma for-

ma com furo no meio untada com margarina e farinha de trigo. Leve ao forno médio (210 graus) já pré-aquecido por cerca de 30 minutos.

NOSSA SAÚDE | por Luciana Cajado, médica da Atenção Básica

"Atchim!": a temporada da vacina da gripe

• Para muitos, essa é a época do questionamento: por que vacinar contra a gripe novamente esse ano, se eu já fui vacinado no ano passado nessa mesma época? A campanha nacional de vacinação contra a gripe é realizada pelo Ministério da Saúde todos os anos, porque a proteção contra a manifestação da doença não é permanente. O vírus da gripe muda frequentemente suas características e, para que mais pessoas possam estar protegidas, o reforço anual da vacinação é estimulado. Ao contrário do que mui-

tos pensam a vacina não provoca a doença. Pelo contrário, ela fortalece a resposta de proteção do nosso corpo. Entretanto, ela não protege contra todos os vírus em circulação e, por isso, a pessoa pode apresentar sintomas respiratórios devido a outras infecções. A vacina previne que a forma mais comum da doença ocorra e reduz bastante a possibilidade de quadros graves. Vale lembrar que, como efeito colateral, é esperada febre nas primeiras 24 horas após a aplicação. Porém, se o quadro persistir, procure um posto de saúde para ve-

rificar os sintomas. A campanha ocorrerá entre 14 de abril e 2 de maio. A prioridade de vacinação ainda é para pessoas acima dos 60 anos, crianças maiores de seis meses e menores de dois anos, gestantes, puérperas (mulheres que deram a luz em até 45 dias), indígenas aldeados, profissionais da saúde e pessoas privadas de liberdade. Pessoas que sofrem de doenças crônicas, em caso de recomendação médica, também podem receber a dose da vacina. A aplicação é gratuita e poderá ser realizada em Unidades de Saúde da Família.

tribuições não é necessário para sua obtenção. Basta preencher esses requisitos para recebê-lo: a) ser idoso ou possuir deficiência; e b) comprovar não possuir recursos. A Loas (Lei Orgânica da Assistência Social - nº 8.742 de 1993) estabeleceu os parâmetros para a garantia desse direito. A lei considerava que a pessoa não possuía recursos quando a renda de cada membro de sua família correspondesse a, no máximo, um quarto do salário mínimo. O critério da lei foi sempre muito criticado, pois restringia o número de be-

mais um quarto. Outra medida foi desconsiderar gastos com itens essenciais, como remédios, para aferir o parâmetro de um quarto do salário. Em 2013, o STF sepultou de vez essa restrição da lei. Reconhecendo o caráter fundamental do direito à assistência social e a mudança da realidade econômica do país, concluiu que as critérios de miserabilidade previstos na Loas ofendem a Constituição. Benefício assistencial não é favor, é direito, e deve ser concretizado segundo critérios minimamente adequados, não podendo a lei esvaziá-lo ou limitá-lo.

Dúvidas sobre direitos? Encaminhe e-mail para redacaorj@brasildefato.com.br


14 | opinião

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

Latuff

Débora Mansur

O judiciário e a Reforma Política 9.504/97 estabelece •queA asleiempresas podem contribuir com até 2% do seu lucro bruto para a campanha de políticos. E as pessoas físicas também. Já o poder público não.

Renato Godoy

Conanda: a sociedade civil em defesa da criança

A resolução 163 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), publicada no Diário Oficial no dia 4 de abril, considera como abusiva toda a comunicação mercadológica voltada à criança. O texto diz que “a prática do direcionamento de publicidade e comunicação mercadológica à criança com a intenção de persuadi-la para o consumo de qualquer produto ou serviço” é abusiva e, portanto, ilegal segundo o Código de Defesa do Consumidor. A aprovação do texto é uma vitória histórica da so-

ciedade civil e um avanço significativo para a proteção integral da infância. O direcionamento de publicidade à infância reforça a noção da criança como consumidora e promotora de vendas. Segundo pesquisa do Interscience (2003), as crianças participam do processo decisório de 80% das compras da casa. O direcionamento de comunicação mercadológica à criança é uma forma de tirar proveito de um indivíduo em desenvolvimento físico, social e psíquico que, portanto, ainda não atingiu a plenitude de seu senso crítico para compreender o caráter persuasivo da

mensagem publicitária. O mercado publicitário, editorial e radiodifusor ignorou a resolução do órgão e continua incorrendo nesse direcionamento ilegal às crianças.

Essas regras do jogo político fazem com que os candidatos e partidos recebam milhões de reais para fazerem suas campanhas. Nas eleições de 2010, o TSE identificou quase 4 mil empresas que doaram, juntas, aproximadamente R$ 142 milhões acima do limite permitido. Detectou também irregularidades nas contribuições de pessoas físicas: doaram cerca de R$ 72 milhões além do teto permitido (10% dos rendimentos brutos de cada cidadão no ano anterior às eleições).

Temos que colocar o financiamento de campanhas em nosso país nas mãos do poder público, pois o candidato, caso ganhe, deverá obrigação ao povo e não a pessoas

Cabe agora à sociedade fiscalizar. No site www.prioridadeabsoluta.org.br, do Ins- ________________ tituto Alana, há modelos para realizar denúncias sobre a E aí eu pergunto: se você publicidade infantil. recebesse esse dinheiro para sua campanha, seja de uma Renato Godoy empresa, seja de uma pessoa é jornalista, sociólogo e pes- física, se ganhasse e esses quisador do Instituto Alana “apoiadores” viessem pedir sua colaboração o que você Aíntegradesteartigo responderia para eles? podeserencontradaem Então, pessoal, temos que www.cartacapital.com.br/ colocar o financiamento de intervozes

campanhas em nosso país nas mãos do poder público, pois o candidato, caso ganhe, deverá obrigação ao povo e não a pessoas: e isso só será possível com a reforma política. E essa só ocorrerá se houver participação popular, pois os responsáveis no Congresso Nacional, na sua gran-

A Justiça Eleitoral, que tem o papel de legitimar ou não as candidaturas e financiamentos de campanhas, está cada vez mais sucateada

________________

de maioria, estão lá devido às regras de financiamento privado hoje vigentes e certamente não lutarão contra seus financiadores. Um plebiscito popular por uma Constituinte exclusiva e soberana do sistema político já está nas ruas. A Justiça Eleitoral, que tem o papel de legitimar ou não as candidaturas e financiamentos de campanhas, está cada vez mais sucateada e sofrendo reduções de funcionários, o que acaba comprometendo o cumprimento eficaz de seu papel. Esse é um problema que diz respeito a todos nós: informe-se! Participe! Débora Melo Mansur é psicóloga e psicanalista, coordenadora de relações de trabalho e saúde do Sitraemg.


esporte | 15

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

Joã o Carlos Gomes

BINÓCULO

CARIOCA • SÉRIE B

opinião | Bruno Porpetta

Bom Senso no Futsal?

Futebol para leigos Aqueles que entendem árbitro, a real razão pelo •pouco de futebol, se acha- jogo fraco que assistimos.

Em entrevista ao •canal ESPN Brasil, no programa Bola da Vez, o melhor jogador do mundo de futsal – Falcão – defendeu uma auditoria na CBFS. Sua decisão de não jogar mais pela Reprodução

Série B do Carioca recomeça no sábado

vam que tinham motivos para sentir vergonha, podem mudar de opinião. Quem deveria entender algo, também não sabe nada a respeito. O árbitro Rodrigo Nunes de Sá e os presidentes de Flamengo e Vasco dão demonstrações de profundo desconhecimento sobre futebol. O primeiro porque amarra o jogo com 61 faltas, os dois últimos porque mal tocam no assunto, preferindo discutir perfumarias da atuação do árbitro. Enquanto um reclama de falta no lance do gol do Vasco, sem falar na pífia atuação do seu time no primeiro tempo, o outro fala da sensual nudez do zagueiro Samir, do Flamengo. Pouco se fala das 61 faltas marcadas pelo

TAÇA CORCOVADO Equivalente ao segundo turno, cujo campeão irá às finais

da Redação

Começa no sábado (12) o segundo turno da Série B do Campeonato Carioca, a Taça Corcovado, que dá vaga para o triangular final, que definirá os dois clubes que estarão na elite do futebol estadual. No primeiro turno, chamado de Taça Santos Dumont, o Barra Mansa se sagrou campeão, garantindo-se no triangular. Enfrentará, além do campeão da Taça Corcovado, o melhor pontuado dos dois turnos somados.

Caso o Barra Mansa vença também o segundo turno, subirá imediatamente junto com o clube melhor pontuado. O Barra Mansa enfrenta o Ceres, fora de casa, enquanto o São João da Barra, treinado por Andrade, sai para enfrentar o Paduano. O América recebe a Portuguesa, no estádio Giulite Coutinho. Já no domingo (13), o Americano vai à Ilha do Governador enfrentar o time do São Gonçalo. O Olaria, vice-campeão da TC, só estreia na segunda rodada.(BP)

Greves se alastram por obras olímpicas da Redação

Desde a semana passada, segundo o Sindicato da Construção Pesada do Rio ao site Lancenet, 80% das obras da cidade do Rio de Janeiro estão paradas. A situação de maior destaque é o Parque Olímpico, onde os trabalhadores questionam, inclusive, o sindicato da Construção Civil que os

representa. Os trabalhadores estão paralisados desde a última quinta-feira (3), o Sindicato deflagrou a greve na quarta-feira (7). Segundo o sindicalista Nelson Duarte Costa, da Construção Pesada, a diferença que o Consórcio se recusa a pagar é de 15 reais. O Consórcio emitiu nota onde fala em continuidade das negociações com o Sindicato da Construção Civil.(BP)

seleção está condicionada a mudanças no comando do futsal brasileiro.

Descendo a ladeira Com a derrota para •o rival local Los Angeles Clippers, por 120 a 97 – a quarta derrota no clássico nesta temporada – os Lakers alcançaram uma marca negativa: igualaram a pior campanha da história da franquia na NBA. E sem Kobe Bryant, que só retorna na próxima temporada, a ladeira parece não ter fim.

vila Autódromo em destaque o jornalista •JucaParaKfouri, no programa Linha de Passe, da ESPN Brasil, é “comovente a resistência desse pessoal (da Vila Autódromo)”.

Schumacher melhora, segundo jornais europeus

Segundo reportagem da italiana Gazzettadello Sport, o ex-piloto alemão Michael Schumacher, heptacampeão da Fórmula 1, já dá “sinais encorajadores com os olhos”. Já o alemão Bild afirma que ele “responde a vozes”. A última notícia oficial, dada pela assessoria de Schumi, dizia que o alemão “dava sinais de despertar”. A família proibiu a divulgação de boletins médicos nos últimos meses. (BP)

Aliás, com recorde de público no Carioca, apenas 26 mil incautos foram ao Maracanã assistir a esta pelada patrocinada pela arbitragem. Que jogo pode ser bom se, a todo momento, é parado pelo juiz? O jogo, pelas circunstâncias, acabou merecendo o público que teve. Flamengo e Vasco é que não merecem este público, mas pagam pela aceitação passiva às imposições do Consórcio que administra o estádio e pela esdrúxula política de preços para os ingressos. Não à toa, jogam pelo prejuízo próprio e o lucro da federação. Portanto, se você não entende de futebol, sem problema. Eles também não.

Carioca | Finais Domingo 06/04

1x1 Flamengo Vasco 16h | Maracanã

Domingo 13/04

x Flamengo Vasco 16h | Maracanã


16 | esporte

Rio de Janeiro, 10 a 16 de abril de 2014

Mais um ‘maracanazo’ rubro-negro LIBERTADORES Flamengo dá adeus ao sonho do bi na competição Gilvan de Souza/FlaImagem

BrunoPorpetta do Rio de Janeiro (RJ)

O Fla precisava de uma vitória simples sobre o León, nesta quarta (9), no Maracanã, para avançar às oitavas de final da Libertadores, mas foi derrotado por 3 a 2 e está fora da competição continental. Com mais de 50 mil rubronegros nas arquibancadas, o Flamengo foi envolvido pelo León, que teve ótima atuação. O León surpreendeu fechando as duas laterais, ponto forte do time carioca. Sem um meia de criação, o rubroFICHA TÉCnICA

gou ao gol, em jogada de bola parada na cabeça de Arizala, sem chances para Felipe. Quando a torcida do Flamengo já pedia raça ao time, André Santos desvia um cruzamento de cabeça e empata, aos 29. Aos 30, outro cruzamento na área do Flamengo, outro gol de cabeça do León, de Boselli. Logo depois, em jogada de Éverton pela esquerda, o cruzamento encontra o desvio de Alecsandro para o gol. A bola ainda desviou em González antes de entrar. No segundo tempo, o León dominou quase toda a partida e mereceu a vitória Flamengo esboçou uma negro penava para chegar ao pressão inicial, mas logo o gol adversário. León se reencontrou e passou Para piorar, logo aos 10 mi- a ameaçar o gol rubro-negro. nutos o meia Elano, que vinha Felipe trabalhava muito e de lesão, sentiu novamente a o goleiro Yarbrough não pecoxa e deixou o gramado. Ga- gava na bola. Até que um conLeon do México briel entrou em seu lugar. tra-ataque do León achou Assim, o León tomou conta Peña livre para fazer o terceiro, Maracanã | Rio de Janeiro do meio-campo e aos 21 che- aos 38 minutos.

2X3 Flamengo Quarta-feira 09/04 |19h45 |

Sob tensão, Flu tenta reverter desvantagem

Botafogo leva 3 a 0 e também está fora

COPA DO BRASIL Com Fred em conflito com organizada, Flu precisa vencer

LIBERTADORES Com os resultados, o San Lorenzo (ARG) se classificou no grupo 2

• Nesta quinta (10), no Maracanã, o Fluminense precisa, pelo menos, vencer o Horizonte (CE) por 2 a 0, para avançar na Copa do Brasil. Se sofrer gols, precisará vencer por três gols de diferença. Não bastasse a necessidade da vitória para a classificação, o clima está pesado entre a principal torcida organizada do clube e

o maior ídolo, o atacante Fred. Após os protestos da torcida no último sábado nas Laranjeiras, em que Fred foi o principal alvo, o atacante emitiu nota em uma rede social onde questiona a relação dos clubes com as organizadas. A torcida Young Flu respondeu, também em nota, chamando o atacante de “covarde”. (BP)

da Redação O Botafogo foi ao distrito de •Almagro, em Buenos Aires, enfrentar o San Lorenzo – time de coração do Papa Francisco – precisando de um empate para avançar às oitavas da competição. Acabou derrotado por 3 a 0 e deu adeus ao grande objetivo do clube no primeiro semestre. No primeiro tempo, o Botafogo optou por sair em contra-ataques, mas em um erro na saída de bola levou o pri-

meiro gol, de Villalba. O Botafogo até teve uma boa chance para empatar no fim da primeira etapa, em falta próxima à área que Jorge Wagner cobrou na barreira. Após o intervalo, brilhou a estrela de Piatti, destaque do San Lorenzo. Com dois gols, o atacante garantiu a classificação dos argentinos, que só foi confirmada após o final do outro jogo do grupo 2, entre Unión Española (CHI) e Independiente Del Valle (COL), terminada em 5 a 4 para os colombianos, que acabaram eliminados. (BP)

TOQUES CURTOS •OVOLANTEGuiñazu, do Vasco, mesmo sentindo dores musculares “da cabeça ao calcanhar”, se colocou à disposição de Adilson Batista para a final do Carioca, no domingo (13), contra o Flamengo. Em coletiva, afirmou: “Vou para a guerra, se o professor quiser”. O Vasco precisa vencer o confronto para ficar com o título. •COM61FALTAS, o primeiro jogo entre Vasco e Flamengo, pela decisão do Carioca, teve 39min51s de bola rolando. •COMAVITÓRIA por 1 a 0 sobre o Barcelona, o Atlético de Madrid voltou às semifinais da UEFA Champions League depois de 40 anos. O sorteio que definirá os confrontos entre o Atlético, o Real Madrid, o Chelsea e o Bayern de Munique acontecerá na sexta-feira (11), a partir das 7 da manhã (horário de Brasília). •EMSANTA CATARINA, o árbitro Paulo Henrique Godoy Bezerra relatou na súmula uma suposta agressão verbal do treinador do Juventus-SC, ao ser expulso no jogo contra a Chapecoense, contra a auxiliar Maira Americano Labes. Teria dito: “Vou sair, sua gostosa!”. Lamentável! •PATO estreou no Morumbi marcando gol na vitória do São Paulo sobre o CSA (AL), pela Copa do Brasil, por 3 a 0. Luis Fabiano marcou os outros dois. •OSPORT é campeão da Copa do Nordeste! Após o empate por 1 a 1 com o Ceará, no Castelão, em Fortaleza. A primeira partida da decisão, na Ilha do Retiro, em Recife, foi vencida pelo Leão por 2 a 0.

Brasil de Fato RJ 46  

Folheie abaixo ou baixe o PDF da edição RJ - número 46

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you