Issuu on Google+

Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC Centro de Artes – CEART PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: CURSO: DISCIPLINA: CARGA HORÁRIA: PROFESSORAS: DATA DA APROVAÇÃO NO DEPARTAMENTO

Moda Design de Moda Conceito e Tema de Coleção

ANO/SEMESTRE: FASE: TURNO: Turma A e X 54 h CRÉDITOS: Mara Rubia Sant’Anna-Muller e Sandra Regina Rech 04/07/2012

2012/02 6ª Vespertino e Noturno 03

1 EMENTA Estudo teórico de temas de coleção de moda e de produções artísticas e estilísticas vinculados aos temas selecionados para os estudos. HORÁRIO DAS AULAS Turma X – Vespertina A - Noturna Orientação virtual ou presencial

DIA DA SEMANA Sexta-feira Sexta-feira Terças-feiras

HORÁRIO CRÉDITOS 15:20 – 17:50 03 18:10 - 20:50 03 15:00 – 17:00

3 OBJETIVOS 3.1 OBJETIVO GERAL Promover discussão crítica e criativa em torno do tema geral da coleção de moda dos formandos 2013 -“Brasis” -, permitindo a definição da abordagem individual e o desenvolvimento do projeto imagético e teórico do book da futura coleção. 3.2OBJETIVOS ESPECÍFICOS ● Aprofundar as discussões em torno da identidade brasileira; ● Discutir as possibilidades de interface ao projeto governamental “Marca Brasil”; ● Investigar diversas linguagens artísticas que se apropriaram da temática da identidade brasileira; ● Mapear subtemas e o estudo de suas possibilidades para o desenvolvimento de um projeto autoral no campo da moda; ● Definir universo imagético em que fiquem delimitados cores, formas, texturas e conceito que expressem a temática escolhida; 4 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO UNIDADE I - O universo conceitual 1.1 Identidade brasileira, projetos e construções 1.2 Marca Brasil – possibilidades mercadológicas UNIDADE II - Abordagens possíveis 2.1 O Brasil no olhar e mãos dos artistas nacionais e estrangeiros 2.2 Em busca de um olhar inusitado 2.3 Metaprojeto e Metadesign UNIDADE III – Projeto de coleção 3.1 Justificativa, problemática e objetivos 3.2 Fundamentação teórica e painéis imagéticos


5 METODOLOGIA A disciplina tem caráter teórico/prática, assim, o conteúdo será trabalhado em: aulas expositivas (teóricas e práticas), experimentais e de integração de ideias. A turma será incentivada a trabalhar em equipe*, mesmo para o desenvolvimento de um trabalho individual e autoral. Serão usados recursos diversos como textos acadêmicos e artísticos, vídeos, entrevistas, filmes, exibição de imagens diversas e uso de aplicativos específicos direcionados ao desenvolvimento de painéis visuais. Parte da carga horária será destinada à orientação individual que se dará por agendamento prévio e poderá ser realizada em espaços virtuais e em horários extras. Aulas de exposição e discussão realizadas pelo estágio docência da mestranda Káritha Bernardes Macedo. * A turma será dividida em três pequenos grupos, que sempre deverão fazer a discussão indicada para a aula em até 30 minutos e depois, escolhendo um dos participantes, esse fará a exposição da discussão a partir de seu caso particular para o grande grupo, recebendo contribuições de todos. As professoras e a mestranda se revezarão entre os grupos para acompanhar suas discussões e dirimir duvidas relativas ao conteúdo e à dinâmica das atividades.

6 CRONOGRAMA DAS AULAS

01

02

Dia Atividade Leituras obrigatórias 27/07 Apresentação da disciplina, explicação das avaliações e dinâmica do trabalho. Atividade em equipe: Mapa mental para “brasis” 03/08 ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade (Estágio docência): Identidade nacional. Cap. “Estado, cultura popular e Nacional e Marca Brasil identidade nacional”. Apresentação “Mapa Mental” Atividade em equipe: Discutir e refazer o mapa mental produzido anteriormente sobre “brasis”

03

10/08

Apresentação e discussão dos textos: Brasil – o local e o global Apresentação “Metaprojeto” Atividade em equipe: Como o local e o global podem interagir numa coleção de moda

BRASIL. Ministério da Cultura. Economia e cultura da moda no Brasil. São Paulo, SP: Iniciativa Cultural, 2011. AMBROSE, Gavin. Design Thinking. Porto Alegre: Bookman, 2011. Inspiração e referências, p. 6065. HALL, Stuart. A identidade cultural na pósmodernidade. 10. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2005. 102 p. (Cap. 4- Globalização; e Cap.5- O local, o global e o retorno da etnia). CANCLINI, Nestor Garcia. A globalização imaginada. São Paulo: Iluminuras, 2007. (Cap.3Mercado e interculturalidade: a América latina entre a Europa e os Estados Unidos). MORAES, Dijon de. Análise do design brasileiro: entre mimese e mestiçagem. São Paulo: Blucher, 2006. Cap. 5 e 6, pp.199 – 263. OSTROWER, Fayga. Acasos e Criação Artística. Rio de Janeiro: Campus, 1990. Cap. 1, Inspiração e Individualidade, p. 1-23. DALPRA, Patrícia. DNA Brasil São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2009. Capítulo A Globalização e o Futuro Brasileiro, p. 117-162.

04

17/08 Apresentação e discussão dos textos: Da identidade à criação em Moda

CALDAS, Dario. Observatório de Sinais: Teoria e prática de pesquisa de tendências. Rio de Janeiro: Ed. Senac, 2004.(Cap.6. Design e


Seminário 1 – Metaprojeto - Fatores identidade no Brasil contemporâneo). mercadológicos/ Proposta/ Definição BARBALHO, Alexandre. Políticas culturais no de Elementos Brasil. Identidade e diversidade sem diferença. Atividade em equipe: Discussão de Trabalho apresentado no III ENECULT – Encontro um subtema (individual) para a de Estudos Multidisciplinares em Cultura, criação da coleção de moda. Definição realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, de um subtema, em equipe na Faculdade de Comunicação/UFBa, SalvadorBahia-Brasil. Disponível em: < http://www.cult.ufba.br/enecult2007/AlexandreB arbalho.pdf > . Acesso em: 7 de julho de 2010. p.12 DE MORAES, D. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010. Capítulo 4 – Fatores Mercadológicos - pg. 37-47 OSTROWER, Fayga. Acasos e Criação Artística. Rio de Janeiro: Campus, 1990. Cap. 8, CriaçãoEstilo, p. 246-273.. DALPRA, Patrícia. DNA Brasil. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2009. p. 15-48.. 05

24/08 Apresentação e discussão dos textos: “Projeto como pergunta” Seminário 2 – Metaprojeto - Sistema Produto/Design/Exploração de Conceitos

VAZÃO, Caio. Metadesign – ferramentas, estratégias e ética para a complexidade. São Paulo: Blücher, 2010. Cap. 4 “Emergência” e 8 “Projeto como pergunta”, p. 68 – 84 e p. 119 123. DE MORAES, D. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010. Cap. 4 – Sistema Produto/Design - pg. 51-55

Atividade em equipe: Identificação de uma problemática que a sociedade OSTROWER, Fayga. Acasos e Criação Artística. brasileira enfrenta que pode ser Rio de Janeiro: Campus, 1990. Cap. 6, abordada por uma coleção de moda Linguagem e Conteúdos, p. 217-245. CASTILHO, Kathia. Consumo: práticas e narrativas. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2011. Cap. Corporeidades Urbanas: trajetos periférico, p. 49-62. 06

28/08 Orientação individual presencial ou virtual

07

31/08 O que é objetivo e metodologia de pesquisa Seminário 3 - Metaprojeto • Design e Sustentabilidade Socioambiental/Sugestão de Formas

08 09

Atividade em equipe: Definição de objetivos e metodologias para a produção de projeto individual de pesquisa e coleção de moda 11/09 Orientação individual presencial ou virtual 14/09 (Estágio docência) Carmen Miranda: símbolo de brasilidade Seminário 4 - Metaprojeto • Influências Socioculturais/Sugestão

Discussão do subtema definido para a coleção e refinamento da escolha. Definição de um orientador DEMO, Pedro. Introdução à metodologia da ciência. São Paulo: Atlas, 1990. Capítulos: “O que é metodologia?”, “O que é pesquisa?”, p. 13 a 28. ECO, H. Como se faz uma tese. 14a ed. São Paul Perspectiva, 1995. Cap. “A escolha do tema”, p. 7 17. DE MORAES, D. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010. Cap. 4 – Design e Sustentabilidade Socioambiental- pg. 56-69 Apresentação de levantamentos bibliográficos que contemplem seu subtema e do projeto de pesquisa. Entrega do Aceite do orientador. VILLAÇA, Nízia. A edição do corpo: tecnociência, artes e moda. São Paulo: Estação das Letras, 2007. p.255. (Cap.VIII - Brasil: da identidade à marca).


de Formas Atividade em equipe: Discussão teórica da abordagem do subtema – primeiros rascunhos

DE MORAES, D. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010. Cap. 4 – Influências Socioculturais - pg. 70-81. CIETTA, Enrico. A Revolução do Fast-Fashion – estratégias e modelos organizativos para competir nas indústrias híbridas. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2010. Cap. 2. O Risco da Criatividade, p. 57-82. MONTENEGRO, Gildo A. A Invenção do Projeto. São Paulo: Editora Edgard Blucher Ltda, 1987. Cap 9. Como Desenvolver a Criatividade, p. 79114.

10

11

21/09 Apresentação: Brasil na composição artística de diferentes autores Brasil na composição estilística de diferentes designers

Prazo Final Projeto Informacional - EMPRESA (juntamente com a disciplina do Prof. Trauer) Documentários Itaú Cultural. CAVALCANTI, Lauro Pereira. Tudo é Brasil. São Paulo: Itaú Cultural, 2004.

Entrega do Projeto de pesquisa completo Atividade em equipe: Discussão de esboços da fundamentação teórica do subtema 28/09 (Estágio docência) Criadores Made in CASTILHO, Káthia; GARCIA, Carol. Moda Brasil – fragmentos de um vestir tropical. São Paulo: Brasil Anhembi Morumbi, 2001. Apresentação “Painéis Imagético (Conceito da Coleção) e de Expressão JOLY, Martine. Introdução à Análise da Imagem. Campinas, SP: Papirus, 2008. Cap. 2, A Análise do Produto” da Imagem: desafios e métodos, p. 41-69. Atividade em equipe: Discussão de esboços da fundamentação teórica do BAXTER, Mike. Projeto de Produto: guia prático para o design de novos produtos. São Paulo: subtema Editora Edgard Blücher Ltda, 2011, p. 187-196.

12

02/10 Orientação individual presencial ou virtual

Discussão de esboços da fundamentação teórica do subtema e ajustes do projeto de pesquisa, a partir do parecer do orientador.

13

05/10 Apresentação: Brasil na composição artística de diferentes autores

ZILIO, Carlos. A Querela do Brasil: a questão da identidade da arte brasileira: a obra de Tarsila, Di Cavalcanti e Portinari/1922-1945. 2. ed. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1997

Seminário 5 - Metaprojeto • Tecnologia Produtiva e Materiais Empregados/Inovação na Operação Atividade em equipe: Painéis Imagéticos (Conceito de Coleção) e de Expressão do Produto 14

15

DE MORAES, D. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010. Cap. 4 – Tecnologia Produtiva e Materiais Empregados - pg. 82-87. JOLY, Martine. Introdução à Análise da Imagem. Campinas, SP: Papirus, 2008. Cap. 3, Imagem Protótipo, p. 69-114.

19/10 Apresentação e discussão do texto: ECO, H. Como se faz uma tese. 14a ed. São “Redação acadêmica” Paulo: Perspectiva, 1995. Cap. “A redação”. p. 115 – 143. Seminário 6 - Metaprojeto • Fatores Tipológicos, Formais e DE MORAES, D. Metaprojeto: o design do design. Ergonômicos/Metas & Critérios São Paulo: Blücher, 2010. Cap. 4 – Fatores Tipológicos, Formais e Ergonômicos - pg. 88-99 Atividade em equipe: Discussão dos Painéis Lifestyle e Parâmetros de Moda 26/10 Apresentação e discussão do texto: BUORO, Anamelia B. “Especial moda: arte em “Moda e arte” discussão” In: OLIVEIRA, c.; Castilho, K. Corpo e moda por uma compreensão do contemporâneo.


Apresentação: “Painéis Lifestyle e Parâmetros de Moda”

16 17 18

Atividade em equipe: Discussão dos painéis e pertinências com o subtema escolhido 30/10 Orientação individual presencial ou virtual 09/11 Apresentação dos painéis e da fundamentação teórica com presença dos orientadores 23/11 Apresentação dos painéis e da fundamentação teórica com presença dos orientadores

São Paulo: Estação das Letras e das Cores, 2008, p. 195 – 206. Entrega definitiva do projeto de pesquisa (para quem ainda estava em revisão) Ajustes na última versão da fundamentação teórica e ajustes nos painéis

7 AVALIAÇÃO ATIVIDADE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Integração e desenvolvimento de Cada estudante terá uma ficha de avaliação que atividades em grupo por será composta ao longo do semestre pelos afinidades temáticas professores, observando nas ocasiões do trabalho em equipe: a) 0 – 2: Assiduidade e participação nas atividades em equipe; b) 0 – 3: Capacidade de integração e contribuição aos trabalhos dos colegas c) 0 – 4: Exposição clara de suas propostas d) 0 – 1 Contribuição às exposições dos demais colegas em grande grupo Produção dos painéis imagéticos: Cada estudante receberá um parecer avaliativo, de coleção, lifestyle; parâmetros produzido ao longo das atividades de produção dos de moda e de expressão visual do painéis e após sua entrega para a avaliação, produto considerando: A) 0 -1: Apresentação para a banca; B) 0 – 3: Originalidade nas composições; C) 0 – 4: Coerência entre idéias e imagens; D) 0 – 2: Capacidade de interagir com as sugestões recebidas Projeto de pesquisa Cada estudante receberá um parecer avaliativo do projeto de pesquisa, considerando: A) 0 – 1: Atendimento às correções sugeridas B) 0 – 4: Coerência entre as partes e a proposta conceitual C) 0 – 2: Atualidade e pertinência bibliográfica D) 0 – 2: Escrita clara e correta E) 0 - 1: Aspectos gráficos Fundamentação teórica do Cada estudante receberá um parecer avaliativo da conceito de coleção escolhido fundamentação teórica, considerando: A) 0 -1: Apresentação para a banca B) 0 – 4: Argumentação coerente e aprofundada da proposta conceitual C) 0 – 2: Atualidade e pertinência da pesquisa bibliográfica D) 0 – 2: Escrita clara e correta

PESO 15%

30%

25%

30%

8 BIBLIOGRAFIA BÁSICA AMBROSE, Gavin. Design Thinking. Porto Alegre: Bookman, 2011. BARBALHO, Alexandre. Políticas culturais no Brasil. Identidade e diversidade sem diferença. Trabalho apresentado no III ENECULT – Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. Disponível em: < http://www.cult.ufba.br/enecult2007/AlexandreBarbalho.pdf > . Acesso em: 7 de julho de


2010. p.12. BAXTER, Mike. Projeto de Produto: guia prático para o design de novos produtos. São Paulo: Editora Edgard Blücher Ltda, 2011. BRASIL. Ministério da Cultura. Economia e cultura da moda no Brasil. São Paulo, SP: Iniciativa Cultural, 2011. BUORO, Anamelia B. “Especial moda: arte em discussão” In: OLIVEIRA, c.; Castilho, K. Corpo e moda por uma compreensão do contemporâneo. São Paulo: Estação das Letras e das Cores, 2008, p. 195 – 206. CALDAS, Dario. Observatório de Sinais: Teoria e prática de pesquisa de tendências. Rio de Janeiro: Ed. Senac, 2004. CANCLINI, Nestor Garcia. A globalização imaginada. São Paulo: Iluminuras, 2007. CASTILHO, Káthia. Consumo: práticas e narrativas. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2011. CASTILHO, Káthia; GARCIA, Carol. Moda Brasil – fragmentos de um vestir tropical. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2001. CAVALCANTI, Lauro Pereira. Tudo é Brasil. São Paulo: Itaú Cultural, 2004. CIETTA, Enrico. A Revolução do Fast-Fashion – estratégias e modelos organizativos para competir nas indústrias híbridas. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2010. Cap. 2. O Risco da Criatividade, p. 57-82. DALPRA, Patrícia. DNA Brasil. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2009. p. 15-48. DEMO, Pedro. Introdução à metodologia da ciência. São Paulo: Atlas, 1990. DE MORAES, Dijon. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010. ________________. Análise do design brasileiro: entre mimese e mestiçagem. São Paulo: Blucher, 2006. ECO, H. Como se faz uma tese. 14a ed. São Paulo: Perspectiva, 1995. HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 10. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2005. JOLY, Martine. Introdução à Análise da Imagem. Campinas, SP: Papirus, 2008. MONTENEGRO, Gildo A. A Invenção do Projeto. São Paulo: Editora Edgard Blucher Ltda, 1987. ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. São Paulo: Brasiliense, 1986. OSTROWER, Fayga. Acasos e Criação Artística. Rio de Janeiro: Campus, 1990. VAZÃO, Caio. Metadesign – ferramentas, estratégias e ética para a complexidade. São Paulo: Blücher, 2010. VILLAÇA, Nízia. A edição do corpo: tecnociência, artes e moda. São Paulo: Estação das Letras, 2007. ZILIO, Carlos. A Querela do Brasil: a questão da identidade da arte brasileira: a obra de Tarsila, Di Cavalcanti e Portinari/1922-1945. 2. ed. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1997 COMPLEMENTAR BARROS, Lílian Ried. A cor no processo criativo. Um estudo sobre Bauhaus e a Teoria de Goethe. Paulo: editora Senac, 2006. BERGER, John. Modo de ver. Rio de Janeiro: Rocco, 1999 BONADIO, Maria Claudia; MATTOS, Maria de Fátima da S.C.G. de. História e cultura de moda. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2011. DE MASI, Domênico. A emoçao e as regras: os grupos criativos na Europa de 1850 a 1950. 7ed. Rio de Janeiro. J Olympio, 1999. JONES, Sue Jenkyn. Fashion Design – manual do estilista. São Paulo: Cosac Naify, 2005. LUDWIG, Fabiana. O Desenvolvimento de croquis, desenhos técnicos e Painéis de Moda por meio dos aplicativos CorelDRAW e Photoshop. Monografia de Pós-Graduação – Moda-Pesquisa e Criação. Florianópolis: UDESC, 2006. LURIE, Alison. A linguagem das roupas. Rio de Janeiro: Rocco, 1997. MUNARI, Bruno. Das coisas nascem as coisas. Lisboa: Edições 70, 2008. ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. 5ª. Ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. PHILLIPS, P.L. Briefing: a gestão do projeto de design. São Paulo: Blucher, 2008.


Plano de ensino_conceito e tema de coleção