Page 1


Índice Mensagem do Presidente AFR Luiz Carlos Toloi Junior

Convênios e Cultura AFR Angela Manzoti Nahman

Esportes AFR Américo Castagna Neto

Marketing & Comunicação AFR Luiz Carlos Toloi Junior

Aposentados e Previdência AFR Benedito Franco da Silveira Filho

Ouvidoria AFR Hélio Pires Monteiro

Tecnologia da Informação AFR Omar Roldão de Moura

Recursos Humanos AFR Hildebrando Djalma Pirágine

Fundafresp AFR Aldo Gentile

Administração AFR Arnaldo Marquezini

Assessoria Jurídica AFR José Pucci Cuan

Seguros AFR Marcimedes Martins da Silva

Amafresp AFR João Dias Yanes

Regionais AFR Cézar José D’Avoglio

Relatório Anual 2011

5

Financeiro AFR Omar Roldão de Moura

22

6

Análise Econômica e Financeira

26

8

Balanço Patrimonial

27

10

Demonstração do Resultado do Exercício

28

12

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

28

12

Demonstrações dos Fluxos de Caixa

29

13

Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis de 2011

30

14

Balanço Patrimonial Desmembrado

36

15

Parecer dos Auditores Independentes

48

16

Parecer do Conselho Deliberativo

49

16

Perspectivas para o ano de 2012

50

17

Sedes Regionais - 2011

18 20

AFR Teruo Massita

51

Desenvolvimento: Este caderno foi planejado e desenvolvido pelo Departamento Financeiro da Afresp Editoração e diagramação: Departamento de Marketing & Comunicação da Afresp, com patrocínio do Banco Santander.

3


Diretoria Executiva, Diretores e Conselheiros Triênio 2009/2011 Diretoria Executiva Presidente: Luiz Carlos Toloi Junior 1º Vice-Presidente: João Dias Yanes 2º Vice-Presidente: Hildebrando Djalma Pirágine Secretário Geral: Marcimedes Martins da Silva Secretário Adjunto: Arnaldo Marquezini 1º Tesoureiro: Omar Roldão de Moura 2º Tesoureiro: Angela Manzoti Nahman Conselho Deliberativo Presidente: João Álfaro Soto (Capital); Vice-Presidente: José Varkulja (Capital); 1º Secretário: Eduardo Gonçalves (Ribeirão Preto); 2º Secretário: Roberto Garcia (Santos). Comissão Fiscal: Ari José Brandão (Sorocaba), Claiton Osnir do Amaral (Piracicaba) e Luís Augusto Sanches (Jundiaí). Conselheiros (ordem alfabética): André Pachione Pillay (Bauru), Antenor Roberto Barbosa (Presidente Prudente), Antonio Guerra (São José dos Campos), Benedito Franco da Silveira Filho (Conselheiro nato), Durvail Soares Pompeo (Capital), Eliana Maria Pessoa F. de Oliveira (Capital), Fabiano Buchetti de Sousa (Araraquara), Heitor Okuma (Marília), Honorato Sanchez Duran (Capital), José Eduardo Gracioto (ABCD), Miguel Siqueira (Taubaté), Miguel Ângelo C. da Silva (Campinas), Nilza Bardi Romano (Araçatuba), Roberto Bonifácio de Souza (São José do Rio Preto), Roberto Chiaverini (Osasco), Ruy Sarzedas Cunha (Guarulhos), Sebastião Tadeu de Vasconcelos (Franca) e Teruo Massita (Capital). Diretorias da Afresp João Dias Yanes (Amafresp e de Inscrição); Marcimedes Martins da Silva (Seguros); Arnaldo Marquezini (Administrativa e de Patrimônio); Omar Roldão de Moura (Financeiro e de Tecnologia da Informação); Hildebrando Djalma Pirágine (Recursos Humanos) e Angela Manzoti Nahman (Convênios e de Cultura). Diretorias Designadas Américo Castagna Neto (Esportes); Arthur Antonio Chagas Pisani (Planejamento); Benedito Franco da Silveira Filho (Aposentados e de Previdência); Cézar José D´Avoglio (Regionais); José Pucci Cuan (Assessoria Jurídica) e Maria da Graça Palumbo Gaiarsa (Social). Fundafresp Aldo Gentile (coordenação) Membros da Comissão: Arnaldo Marquezini, Francisco Lucindo Ramalho Netto, Luiz Fernando Catta Preta César, Luiz Waldemar Zuolo, João Álfaro Soto e Roberto Garcia. Ouvidoria Hélio Pires Monteiro Tels: 0800-550679 / (11) 3886-8843 Fax: (11) 3886-8852. E-mail: ouvidor@afresp.org.br Auditoria Interna da Amafresp José Carlos Franco Fernandes

Afresp - Associação dos Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4843 - Jardim Paulista - São Paulo/SP CEP: 01401-002 - PABX 55 (11) 3886-8800 Site: www.afresp.org.br E-mail: associação@afresp.org.br

4

Relatório Anual 2011


Mensagem do Presidente AFR Luiz Carlos Toloi Junior

Presidente da Afresp – Gestão 2009 a 2011 os melhores serviços com atendimento O ferecer exclusivo e diferenciado a todos os associados foi o objetivo da Diretoria Executiva na gestão 2009-2011. Norteados pelos princípios da ética e da transparência, no ano passado conquistamos um superávit total de R$ 3.898 milhões, o que representa um crescimento de 30,28% em relação ao ano anterior. Entre as ações desenvolvidas destacam-se os investimentos como a aquisição de imóveis para a ampliação do número de sedes regionais próprias. Foram realizadas pesquisas em parceria com as diretorias regionais para a aquisição de imóveis próximos aos prédios que abrigam as DRTs, com o objetivo de a Afresp estar cada vez mais perto dos locais de trabalho dos AFRs, a fim de lhes oferecer todo o apoio e estrutura necessária. As modernizações implementadas nos escritórios regionais agregaram mais conforto ao associado. E investimentos nos Centros de Convivência reverteram em aumento do patrimônio da Afresp e em incremento de maior participação dos associados. Às diretorias regionais foi dado incentivo à realização de eventos e confraternizações com a finalidade de oferecer momentos de integração e união entre os colegas associados. Como em todos os anos, a Amafresp trabalhou para melhorar seu atendimento, ampliar programas de prevenção e adequar-se rapidamente às solicitações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O plano de saúde da Afresp deu continuidade ao aperfeiçoamento de seus serviços, à redução de custos operacionais, aos programas de prevenção, às Campanhas Saúde e Prevenção e ao Atendimento Domiciliar Amafresp (ADA). Em 2011 a Amafresp novamente alcançou a faixa de melhor atuação e eficiência no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS). Das 1.103 operadoras de planos de saúde examinadas pela ANS, somente 46 alcançaram a faixa das mais bem avaliadas, representando apenas 4% do total dos planos de saúde. O desempenho da Amafresp confirma a qualidade dos serviços prestados aos associados, resultado de um esforço conjunto de toda a equipe. A par da qualidade, continuamos dando ênfase à economia do sistema. Por exemplo, alcançamos uma significativa redução de custos na compra de

Relatório Anual 2011

materiais como órteses, próteses e materiais especiais, tudo acompanhado de perto pela Amafresp. A Diretoria de Convênios e Cultura ampliou as parcerias em diversos setores, proporcionando descontos exclusivos aos associados. Diversas atividades realizadas pelo Departamento de Esportes proporcionaram momentos de confraternização entre AFRs e familiares, promovendo a saúde e a qualidade de vida. Entre essas atividades destacam-se o 9º Torneio Estadual Interdelegacias e XVIII Open de tênis; o XVII Campeonato Estadual de Futebol “Edvar Pimenta”, a inauguração da Academia de Musculação AFR Américo Castagna Neto na sede da Afresp, além da participação em 12 corridas de rua, entre outros. A qualidade de vida dos aposentados também foi uma das preocupações da Diretoria de Aposentados e Previdência da Afresp, que promoveu os tradicionais almoços bimestrais de confraternização, as DVDtecas e uma maior participação dos aposentados na entidade. Em 2011 trabalhamos intensamente em conjunto com a Febrafite na organização e realização da VIII edição Nacional e III Internacional do Congresso Febrafite, realizado em São Paulo. A organização do Congresso representou um grande desafio para o nosso Estado e uma experiência enriquecedora, tendo em vista a troca intensa de conhecimento sobre o dia a dia do agente do fisco nos diversos estados e seu futuro. Como mostra do bom relacionamento com a Secretaria da Fazenda, por mais esse ano a Afresp apoiou encontros profissionais dos AFRs nas regionais, bem como recebeu diversas palestras e cursos em seu auditório com o objetivo de aprimorar a qualidade do trabalho realizado pelos fiscais. Também atuamos diretamente na luta pelos interesses da classe em apoio ao sindicato, expondo nossas reivindicações em diversos encontros com autoridades, federais e estaduais. A Diretoria Executiva tem certeza de que, nesse triênio, cumpriu seu papel com ética e transparência, deixando um importante e valioso legado para os próximos dirigentes. E, como presidente nesse período, aproveito para agradecer a todos que colaboraram para o fortalecimento e crescimento da associação: diretores executivos, regionais, designados e conselheiros.

5


Convênios e Cultura Diretora: AFR Angela Manzoti Nahman

Benefícios Convênios / Parceiros Total de 474 parceiros, sendo 84 só no ano de 2011. Faculdades/Universidades são 62, sendo cinco diretamente com a Afresp e 57 por intermédio do Instituto Fepaf. Colégios/Escolas/Berçários são 41 parceiros. Hotéis e Pousadas são 286, 217 diretamente com a Afresp, 56 por intermédio do Instituto Fepaf e 13 parcerias com entidades de outros Estados: AFFEMG – Colônia de Férias em Cabo Frio, Porto Seguro e Guarujá; AFFEGO – Colônia de Férias em Caldas Novas, Aruanã, Clube Campestre - Trindade; AFFEMAT – Colônia de Férias em Cuiabá, Cáceres, Barra dos Garças, Alto Araguaia, Rondonópolis; AAFIT – Colônia de Férias do Prado Baldur Meurer da Costa; ASFARN – Sede Praiana - Tibau, sendo 68 firmados no ano de 2011. Novos convênios concretizados em 2011 ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿ ¿

Planet Sport Academia Academia K@2 Fitness Technology Bio Ritmo Academia Nissan do Brasil Automóveis Plenitud Núcleo de Idiomas Manhattan Trade Language Company D’Kurs Idiomas You Move Idiomas Paola Pedron Grife Enológica Sony make.believe Odontocare Implantes e Estética Oral Mirabilândia – Pernambuco Magic City Óptica Melani Botto Óticas Carol Clínica de Podologia Rita Pacheco Rede Atlântica Hotels International

Veículos 12 associados foram beneficiados com desconto na compra direta Honda Automóveis do Brasil, 5 associados na compra direta Renault do Brasil, 7 associados pela compra direta Nissan do Brasil Automóveis durante o ano de 2011. Informática 45 equipamentos de informática vendidos aos associados no ano de 2011. Cinema Cinemark do Brasil - 598 ingressos repassados no ano de 2011.

6

Eventos Em 2011 foram realizados 45 eventos, nos mais diversos segmentos: Almoços, Coquetéis, Noites Dançantes, Palestras, Assembleias, Cursos, Lançamento de Livros, Palestras e Seminários da Secretaria da Fazenda, Confraternizações. Comemoração do 63º aniversário de Fundação da Afresp. Culto Ecumênico e Ação de Graças pelo 63º aniversário de Fundação da Afresp, realizado em 28 de fevereiro de 2011. 6º Encontro da Mulher AFR, realizado em 02 de março de 2011. Almoço dos Aposentados – Afresp/Sede, reali- zado nas seguintes datas: 16 de fevereiro de 2011 27 de abril de 2011 15 de junho de 2011 17 de agosto de 2011 19 de outubro de 2011 14 de dezembro de 2011 Noite Dançante e Show – Afresp/Sede: Noite Dançante em homenagem ao Dia das Mães, realizada em 28 de abril de 2011. Noite Dançante Classic Rock, realizada em 26 de maio de 2011. Noite Dançante da Primavera, realizada em 22 de setembro de 2011. Happy Hour – Espaço de Convivência AFR Arnaldo Marquezini, realizado nas seguintes datas: 24 de fevereiro de 2011 02 de março de 2011 02 de junho de 2011 25 de agosto de 2011 21 de novembro de 2011 Aniversário DRTC III – Afresp/Sede, realizado em 24 de março de 2011. Confraternização Final Ano DRTC III – Afresp/ Sede, realizado em 01 de dezembro de 2011. Shows / Espetáculos FSP Projects, realizado em 02 de agosto de 2011. Show de Lançamento CD e Livro dos AFR’s Carmen Queiroz e Cássio Junqueira, realizado em 01 de setembro de 2011.

Relatório Anual 2011


Diversos Aniversariantes do mês, realizado nas últimas sextas-feiras de cada mês. Assembleia Geral Credifisco em 18 de abril na Sala Benedito Franco da Silveira Filho – Sede. Inauguração da Academia AFR Américo Castagna Neto em 30 de agosto. Assembleia Apafresp em 29 de março. Dia das Crianças – Homenagem aos filhos dos funcionários, realizado no dia 07 de outubro na Sede Social. Confraternização Diretoria Executiva, Regional e Conselho Deliberativo, realizado no dia 10 de dezembro no Saguão da Sede Social. Viagens Triângulo Imperial – maio de 2011 Europa Triângulo Imperial com Alemanha e Extensão à Rússia – saída em 02 maio de 2011 com adesão de 22 associados e familiares.

Confraternização dos Funcionários, realizada no dia 17 de dezembro no Centro de Convivência AFR Roberto Chiaverini – Osasco.

Eventos Secretaria da Fazenda Seminário D.A. – Dipam em 18, 21 de fevereiro de 2011 Lançamento do Livro do TIT em 30 de junho de 2011 Congressos VIII Congresso Nacional e III Internacional da Febrafite, realizado nos dias 19, 20, 21, 22 e 23 de junho no Parque de Convenções Anhembi.

Relatório Anual 2011

7


Esportes Diretor: AFR Américo Castagna Neto

D

iversas atividades do Departamento de Esportes no ano de 2011 proporcionaram momentos de confraternização entre AFRs e familiares, promovendo saúde e qualidade de vida. Acompanhe abaixo: 1)Torneios de Tênis a) 9º Torneio Estadual Interdelegacias: Em 2011 houve uma mudança nesse torneio, com a participação das Regionais, através dos grupos: Região Oeste: DRT- 7 – Bauru, DRT - 9- Araçatuba e DRT- 10 - P. Prudente - Região Norte: DRT -15 – Araraquara - Região Leste: DRTC-I – Capital, DRT - 2 – Santos e DRT - 12 – ABCD - Região Centro: DRTC - III – Capital e DRT 4 – Sorocaba, sendo campeã a DRT -15 – Araraquara. Podemos dizer que a participação foi grande, fazendo com que a modalidade fosse bastante difundida nos Centros de Convivência da Afresp, uma vez que todos possuem quadra de tênis. b) XVIII Open: Torneio tradicional que ocorre nos meses de outubro a novembro, com a presença de tenistas de várias regiões de São Paulo; este ano tivemos grande participação dos tenistas da DRTC/I/II/ III – Capital, DRT/12 - ABCD e DRT/13 - Guarulhos.

3) Atividades Esportivas nos Centros de Convivência

As instalações esportivas nos Centros de Convivência estão sendo cada vez mais utilizadas pelos associados e familiares, para a prática de tênis, futebol society, bem como dos famosos “rachões” de futebol; alguns centros de convivência promovem também danças de salão, cursos de pintura e outros, implementados e administrados por eles próprios. 4) Ginástica e Musculação

2) Torneio Metropolitano de Futebol No ano de 2011 foi realizado o XVII Campeonato Estadual de Futebol denominado “Edvar Pimenta”, que teve a realização de 32 jogos, com a marcação de 40 gols. O campeonato estadual acontece a cada dois anos e este também teve uma excelente adesão por delegacia com a participação de 14 DRTs: DRTC/ I - Capital, DRTC/III, DRT’s -2/12 - Litoral e ABCD, DRT-5/16 – Campinas e Jundiaí, DRT’s - 7/8/9/11 - Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba e Marília, DRT’s - 6/15 - Ribeirão Preto e Araraquara, DRT-13 - Guarulhos e DRT-14 - Osasco. O mais importante neste campeonato é a integração dos AFR’s nas viagens e festas de confraternização que são realizadas após os jogos, tendo sempre a presença de familiares dos jogadores.

8

Em agosto foi inaugurada a Academia de Musculação AFR Américo Castagna Neto na sede da Afresp, onde já existia a sala de ginástica. Nessa oportunidade, a colocação de uma estação de musculação e a reforma do espaço fitness propiciaram sensível melhora na qualidade do atendimento naquela área. As atividades são desenvolvidas de segunda a quinta-feira, das 9:00 às 11:00 hs. 5) Corridas de Rua (Pedestrianismo) A cada ano as corridas de rua estão sendo mais praticadas pelos AFRs e seus dependentes, pois além de proporcionar bem-estar e saúde elas promovem a união da classe. Este ano participamos de um total de 12 corridas, na maioria das vezes na capital, além dos eventos realizados em Santos (Tribuna), Rio de Janeiro (meia Maratona), bem como tendo alguns AFR’s participado de provas fora do Brasil, porém sem a participação da Afresp. Nas provas realizadas na capital temos o apoio de tenda, onde o associado retira o seu kit, faz a sua hidratação e alimentação e, em algumas provas, contamos também com verba parcial para o transporte dos atletas.

Relatório Anual 2011


Relat贸rio Anual 2011

9


Marketing & Comunicação AFR Luiz Carlos Toloi Junior

O

Departamento de Marketing & Comunicação atende a uma importante demanda na Afresp. Sua principal missão é manter seu público externo e interno (associados, colaboradores e parceiros) informado sobre as ações desenvolvidas pela Associação. Com relacionamento direto com todas as áreas da Afresp, este departamento mantém seus objetivos e diretrizes alinhados com a visão e filosofia da Entidade. Confira alguns dos trabalhos desenvolvidos em 2011:

Convênios e Cultura: elaboração de folders, cartazes, malas diretas, convites, divulgação no site da Afresp e cobertura jornalística e fotográfica dos eventos promovidos, como o Culto Ecumênico, 6º encontro da Mulher AFR e noites dançantes diversas. Além de confeccionar brindes e decorações para a festa dos aniversários dos colaboradores.

Amafresp: Campanha Saúde: projeto de sinalização dos estandes, faixas, banners, cartazes, malas-diretas, carteira de vacinação, comprovante de realização dos exames preventivos e aplicativo para inscrição online no site da Afresp. Cobertura jornalística e fotográfica do evento. Confecção de Cartilhas de Prevenção à Saúde (ilustrações, revisão e editoração), além da divulgação da Campanha Prevenção.

Esportes: divulgação (com cobertura jornalística e fotográfica) das atividades esportivas da Afresp no jornal e site da Associação. Além da criação e confecção de faixas e banners de divulgação.

Seguros: foram desenvolvidos os anúncios para o Suplemento e o encarte Passatempo do jornal da Afresp (ambos patrocinados por parceiros da Associação) e folders.

Aposentados e Previdência: divulgação (com cobertura fotográfica e jornalística) das reuniões, almoços e outras atividades, como a DVDteca. E confecção de placas de homenagem. Financeiro e Regionais: criação e editoração do Relatório Anual, malas diretas, convocações, convites, placas, faixas (inaugurações e homenagens) e apoio em apresentações multimídia para assembleias e reuniões. Fundafresp: divulgação (com cobertura fotográfica e jornalística) das reuniões mensais. Criação e confecção do adesivo Fundafresp (entregue para todas as entidades beneficiadas pelo Fundo de Assistência Social da Afresp). Conselho Deliberativo: divulgação (com cobertura fotográfica e jornalística) das reuniões. Recursos Humanos: elaboração, revisão e editoração do RH Digital – newsletter quinzenal, com informações e orientações voltadas aos colaboradores da Afresp, além da criação de cartões que parabenizam os aniversariantes do mês (público interno da Associação) e lista dos aniversariantes do mês.

10

Relatório Anual 2011


Presidência: confecção do Jornal da Afresp (redação, revisão, edição e diagramação de notícias); manutenção e atualização do site; apoio na elaboração de apresentações multimídia; acompanhamento de visitas à Assembleia Legislativa e Secretaria da Fazenda, com cobertura jornalística e fotográfica.

Mais Ações Em 2011 ocorreu o VII Congresso Febrafite Nacional e III Internacional com a organização da Afresp. O departamento de Marketing & Comunicação criou e confeccionou todo o material de divulgação do evento (folders, cartazes, mapas, entre outros) além de realizar cobertura fotográfica e jornalística em todos os dias de evento para o site e jornal. O departamento também assessorou toda a Comissão Eleitoral durante as Eleições para a Diretoria Executiva e Conselho Deliberativo da Afresp em 2011. Foram feitas cédulas de votação, divulgação de edital, notícias e comunicados (site e jornal), confecção de uma edição exclusiva do jornal da Afresp voltada para as eleições e cobertura fotográfica e jornalística de todo o processo eleitoral. Houve cobertura fotográfica e jornalística de todos os eventos realizados pela Apafresp. E ainda foram confeccionados e publicados: o Manual de Procedimentos para anunciantes do Jornal da Afresp e o Guia de Procedimentos para AFR e familiares.

Relatório Anual 2011

11


Aposentados e Previdência AFR Benedito Franco da Silveira Filho

D

ando continuidade aos trabalhos, a Diretoria de Aposentados e Previdência da Afresp promoveu uma série de eventos em prol da qualidade de vida dos AFRs aposentados no ano de 2011. Foram realizados almoços bimestrais de confraternização e DVDtecas. A diretoria de Aposentados e Previdência recebeu apoio da diretoria de Convênios e Cultura para a realização dos almoços e contou com o trabalho dos seguintes colegas aposentados, divididos em comissões específicas:

A seguir a quantidade e tipo de evento realizado pela Diretoria de Aposentados e Previdência:

Para assuntos de organização física e cardápios: Aldo Gentile, Israel Ribeiro, José Carlos Franco Fernandes e Miguel Vieira Couto. Para administração financeira e convites: Íris Barbosa Kersten, José Antonio Camargo, Luiz Waldemar Zuolo e Milton dos Santos. Para relações públicas e imprensa: Adherbal Silva Pompeo, Bassim Farkuh, Edward Hubert Alexander Nowill, Faiçal Marlino Said e Luiz Fernando Catta Preta César.

Ouvidoria AFR Hélio Pires Monteiro

A

veiculação das demandas dos associados, agregados ou beneficiários é iniciada, na Ouvidoria, a partir da emissão da Ficha de Atendimento onde se identifica a pessoa do interessado, resume-se a questão levantada e se decide pela seção a ser acionada. O acionamento se faz conforme as Instruções que regulamentam o funcionamento da Ouvidoria as quais preveem, como meio para tal, a formação de processo interno ou o encaminhamento de e-mail especial para o caso.

Se a matéria tratada enfoca aspectos relativos à própria organização do sistema, mesmo assim, ela é encaminhada ao departamento competente e, nessa hipótese, com cópia para a Diretoria correspondente. Durante o ano de 2011, tramitaram pela Ouvidoria 93 fichas de atendimento que tiveram o seguinte encaminhamento:

É variada a gama dos assuntos tratados por aqueles que se dirigem à Ouvidoria. São dúvidas, reclamações, pedidos, críticas ou elogios, que em geral dizem respeito estritamente ao próprio interessado, mas trazem também questionamentos de ordem geral de interesse da classe como um todo, ora com o registro de problemas, ora com a sugestão de medidas ou soluções. É de se observar que, em todo esse quadro, a Amafresp é o departamento da Afresp a quem tem cumprido dar atendimento ao maior número de casos notadamente no que diz respeito a queixas relativas a alguns profissionais ou estabelecimentos credenciados.

12

Relatório Anual 2011


Tecnologia da Informação Diretor: AFR Omar Roldão de Moura

C

om o objetivo contínuo de alcançar a excelência na prestação de serviços o Departamento de Tecnologia da Informação realizou em 2011 as seguintes atividades:

11. Implantação do LFAX : possibilita centralizar, distribuir e gerenciar todos os faxes de forma digital, proporcionando a economia de papel e impressão, de tempo e tonner. Os fax recebidos são distribuídos automaticamente via e-mail, agilizando assim o processo; 12. Investimentos em infraestrutura de redes, servidores, banda larga e boas instalações facilitando a vida do associado.

1. Implantação na sede e Regionais do Sistema de Gestão Empresarial ERP – TOTVS integrando, numa mesma base de dados, as atividades dos departamentos de compras, contabilidade, estoque, patrimônio, recursos humanos e tesouraria; 2. Desenvolvimento de rotinas de integração dos demais Sistemas Afresp tais como, Amafresp, Inscrição, Seguro de Vida, Inscrição com o ERPTOTVS; 3. Continuidade na renovação do parque tecnológico na sede e nas regionais; 4. Implantação na sede de banda larga de Internet com fibra óptica, garantindo maior velocidade e interatividade; 5. Adequação nos sistemas específicos para atendimento da ANS, atendendo às regras e disposições de 2011 (SIB-XML, SIP-XML , TISS e TUSS); 6. Implantação do sistema de digitação de guias médicas no site visando os Credenciados que não possuem ferramentas TISS específicas em seus estabelecimentos; 7. Implementação de ferramentas específicas para garantir ainda mais a disponibilidade e estabilidade da área restrita de associados e credenciados do site Amafresp; 8. Implantação no Exercício 2011, Ano-Calendário 2010 do programa DMED para atender à exigência da Receita Federal do Brasil no fornecimento, via arquivo eletrônico, das mensalidades pagas pelos associados à Amafresp e as reembolsadas pela Operadora de Saúde; 9. Manutenção dos Sistemas Afresp nas plataformas ZIM e SQL Server adequando-se às mudanças do dia a dia, da legislação e de acordo com as necessidades dos setores da Associação e de seus associados; 10. Monitoramento de acessos à Internet dos colaboradores e bloqueio às redes sociais e sites indesejáveis, objetivando a utilização consciente da ferramenta;

Relatório Anual 2011

13


Recursos Humanos Diretor: AFR Hildebrando Djalma Pirágine

O

Departamento de Recursos Humanos continua buscando o aperfeiçoamento, atualização e eficácia em todos os níveis da organização. Sempre proporcionando um tratamento especial a todos os colaboradores que trabalham na entidade. A gestão de Recursos Humanos no ano de 2011 continuou a se aperfeiçoar em relação aos seguintes procedimentos: 1) Controle do dispêndio com o pessoal, evitando um crescimento da folha de pagamento. Em 31/11/2010 possuía em atividade 216 colaboradores, provocando um dispêndio mensal de R$ 877.007,40, em 2011 encerrou o exercício com 217 colaboradores com dispêndio mensal de R$ 968.571,20; 2)Manteve com o Sindicato da categoria as mesmas cláusulas da Convenção Coletiva do exercício de 2010, sendo que o reajuste salarial para o ano de 2011 foi fixado em 6,36 (índice do INPC); 3) Foi negociado com a Unimed Paulistana, que pretendia um reajuste nas mensalidades de 13,06%, contudo conseguimos fixar o reajuste em 7,69%; 4) Foi implantado um novo relógio digital biométrico de ponto, em conformidade com a Portaria 15/10/2009, com exigência da emissão do comprovante a cada marcação feita pelo colaborador;

perdas e inserindo uma melhoria continua no Sistema de Qualidade da Empresa. Todos os colaboradores e diretoria participaram no dia 03 de dezembro de 2011 da primeira etapa da implantação do “5S”, arrumando, organizando, descartando material ultrapassado de cada departamento da empresa; 9) Foi providenciado pela empresa Esame Medicina do Trabalho o Treinamento da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), o treinamento de Prevenção e Combate a Incêndios e Primeiros Socorros (brigada de incêndio), para os colaboradores, conforme Norma do Ministério do Trabalho; 10) Foi mantido também e realizado o Dia das Crianças na Afresp, onde os colaboradores participaram com seus filhos de um dia cheio de atividades, brincadeiras e diversões; 11) Também foi realizada uma grande festa natalina, com diretores e todos os colaboradores e familiares, no Centro de Convivência de Osasco. Essas foram as principais realizações do Departamento de Recursos Humanos, que sempre teve o respaldo da presidência, no exercício de 2011.

5) Prosseguiu-se no acompanhamento mensal da utilização da internet e dos telefonemas pelos colaboradores, bem como diligenciamos para que fossem restringidas a utilização de horas extras, levando em consideração a orientação contida na CLT; 6) Manteve-se os custos do vale-transporte em relação ao ano de 2010, por causa da centralização das compras diretamente pelo RH; 7) Foram propiciados cursos e treinamentos para os colaboradores, num investimento de R$ 33.696,04; 8) Foi realizado um treinamento para os colaboradores sobre a implantação do programa “5S”, com a participação da Fundação Vanzolini, que teve por objetivo mudar as atitudes, promovendo uma educação ambiental e social dos colaboradores, combatendo

14

Relatório Anual 2011


Fundafresp AFR Aldo Gentile

O

Fundafresp – Fundo de Assistência Social da Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo, fundado em 1995, tem como finalidade prioritária auxiliar entidades de amparo a menores e idosos carentes, sediadas no Estado de São Paulo, cujos diretores não percebam quaisquer tipos de remuneração. Dos recursos arrecadados dos AFRs contribuintes e que são distribuídos, sempre, com prévias visitas feitas às entidades pelos colegas que as indicam e de acordo com essa avaliação que tem por critérios a idoneidade e a necessidade dos requerentes, 15% (quinze por cento) são reservados à futura implantação da “Casa do Agente Fiscal de Rendas”, destinada a abrigar o colega que, idoso e sozinho, venha a necessitar de apoio, quer no plano de saúde ou de convivência social. No exercício de 2011, o Fundafresp realizou reuniões mensais, para distribuição de donativos às entidades requerentes que estavam em condições regulares. Conforme gráfico abaixo, foram atendidas 396 (trezentas e noventa e seis) entidades assistenciais, com a distribuição de R$ 1.112.200,00 (um milhão, cento e doze mil e duzentos reais).

Relatório Anual 2011

15


Administração Diretor: AFR Arnaldo Marquezini

A

Diretoria Administrativa tem o objetivo de zelar por toda a estrutura predial da Afresp, pelo seu funcionamento, manutenção e segurança. Além de buscar a redução de custos operacionais sem alterar a qualidade dos serviços prestados. Em 2011 suas principais atividades continuaram nas áreas de telefonia, veículos, além de todas as outras que são ações do dia a dia. Esta Diretoria também atuou fortemente, auxiliando a Diretoria de Regionais, nos investimentos realizados no exercício de 2011 nas sedes Regionais, tais como: Aquisição de área para ampliação do Centro de Convivência de Ribeirão Preto; Acompanhamento da obra de construção da Sede Regional própria de Presidente Prudente; Reforma do salão de festas e do vestiário da piscina e conclusão da obra de construção da quadra de tênis, ambas no Centro de Convivência de Osasco; Reforma complementar do Salão de Festas de Santos; Acompanhamento para elaboração dos

projetos arquitetônicos para construção das Sedes Regionais próprias de Bauru, Campinas e Piracicaba. Algumas das principais ações realizadas pela Diretoria Administrativa foram: - Conclusão das instalações da Academia AFR Américo Castagna Neto na sede da Afresp, o que representa mais conforto e qualidade de vida aos seus associados e colaboradores; - Com um olhar voltado para o futuro, pensando inclusive no meio ambiente, foi concluído projeto que substituiu o fax convencional para o software de fax eletrônico. Essa medida gerou consequentemente uma economia de materiais (toner e papel), além de otimizar e qualificar os processos da Afresp. É importante destacar que a economia que este departamento vem gerando, tem proporcionado o subsídio para as Regionais, que ativamente realizam encontros entre AFRs nos Centros de Convivência da Afresp.

Assessoria Jurídica AFR José Pucci Cuan

A

área de atuação da Assessoria Jurídica da Afresp em relação aos diversos setores, respalda-se no desempenho da função preventiva e da função saneadora. A função preventiva é fundamental para qualquer setor, e é ela quem justifica a existência e funcionamento contínuos de um corpo jurídico numa dada instituição. Ao lado da esfera da prevenção, existe a função saneadora, cuja tendência é ser diminuída a medida em que a função preventiva vai ganhando corpo. Em face de todos os setores da Afresp, seja a Amafresp, Recursos Humanos, Seguros, Tecnologia da Informação (TI), Financeiro, Cultura, Convênios, Administração, Sedes Regionais e respectivos Centros de Convivência, enfim, o atendimento pela Assessoria Jurídica estende-se a toda a área de atividade da Associação, sem exceção. Exemplificando: na área de Recursos Humanos a atuação da Assessoria Jurídica faz-se presente, quan-

16

do solicitada, na contratação e/ou rescisão de funcionário, no esclarecimento de dúvidas e elaboração de pareceres sobre questionamentos pertinentes ao setor, além de atuar em processos trabalhistas nos quais a Afresp figura como ré, autora, litisconsorte ou terceira interessada. O mesmo ocorre nas demais áreas de atuação da Afresp, com a elaboração e análise de contratos de manutenção de equipamentos, contratos de softwares, suporte, convênios com os mais diversos seguimentos do comércio, além do patrimônio imobiliário. A Assessoria Jurídica desempenha, ainda, conforme previsão estatutária, importante papel quando o assunto é orientação jurídica aos associados necessitados de informações e esclarecimentos nos diversos temas jurídicos. Enfim, a Assessoria Jurídica tem por objetivo assessorar a Diretoria Executiva em todas as suas funções administrativas, bem como representar a Associação ativa e passivamente perante o Poder Judiciário, de conformidade com o Estatuto Social.

Relatório Anual 2011


Seguros Diretor: AFR Marcimedes Martins da Silva

1. Seguro de Auto e Ramos Elementares O Departamento de Seguros fechou o ano de 2011 com aumento nos itens de seguros de automóvel. A cada dia cresce o número de associados e seus familiares que aderem aos serviços de Seguros da Afresp. Os bons resultados que temos alcançado resultam de nossa estratégia de sempre investir, em conjunto com nossos parceiros, em treinamentos profissionais para nossos colaboradores, aperfeiçoando a qualidade na prestação de serviço e também as constantes negociações com nossas parceiras, Mapfre e Porto Seguro, buscando oferecer mais benefícios e segurança aos nossos associados e seus familiares.

2. Seguro de Vida e Decessos No exercício de 2011 a apólice coletiva de seguro de vida encerrou o ano com 5.562 vidas seguradas e atendeu 112 casos de indenização. O seguro Vida Mais, que permite a contratação do seguro sem exigência da declaração de saúde, registrou 155 seguros e indenizou seis famílias. O Decessos, assistência oferecida aos associados, cônjuges e filhos com até 21 anos, fechou o ano atendendo e amparando 112 famílias em 2011.

Implantado no ano anterior como projeto piloto, a versão WEB do sistema de Administração de Seguros ADMSEG, passou a ser utilizada efetivamente em 2011 também pelas Regionais, melhorando a agilidade no armazenamento e controle dos documentos de seguros. O Plano de Metas anual consolidou a estratégia de crescimento da carteira de seguros de automóveis e encerrou 2011 com 6.802 veículos segurados, um crescimento de 1,97% quando comparado ao total do ano anterior (6.671 autos). A carteira de ramos elementares encerrou o ano com 650 itens, um crescimento de 1,8% em relação à 2010 (638 itens).

Relatório Anual 2011

17


Amafresp Diretor: AFR João Dias Yanes

Em 2011 o número de beneficiários da Amafresp foi de 17.804, o que corresponde a 22.736,20 cotas. Como em todos os anos, a Amafresp procurou melhorar sempre seus atendimentos, ampliar programas de prevenção e adequar-se rapidamente às solicitações da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Dentre as principais atividades, estão: 1. Campanha saúde Amafresp, na capital e interior Com êxito realizamos mais uma Campanha Saúde Amafresp. Este ano, com a finalidade de reduzir custos, ampliamos as cidades do interior atendidas através da equipe prevenção.

*Ao total foram 12.433 exames na capital e interior.

2. Campanhas Preventivas na capital e no interior A Campanha Prevenção Amafresp visa expandir a prevenção em saúde, principalmente aos associados da ativa, através da realização de exames rápidos de diagnóstico e orientações em saúde, sendo extensiva também aos aposentados, dependentes e beneficiários. Na maioria das cidades os exames foram realizados na unidade de trabalho dos Agentes Fiscais de Rendas, visando estimular, principalmente, os associados que estão em seu local de trabalho, ou seja, adultos (jovens) que rotineiramente não se preocupam em realizar os exames preventivos e conscientizar a todos sobre a importância no cuidado com a saúde. Foram realizados os seguintes exames:

3. Atendimento Domiciliar Amafresp (ADA) O Atendimento Domiciliar Amafresp, que atende em domicílio os idosos e pacientes crônicos, acompanhou 138 pacientes. Vale lembrar que o Atendimento Domiciliar Amafresp (ADA), consiste em realizar o acompanhamento, monitoramento e orientação aos filiados da Amafresp com patologias crônicas, através de visitas domiciliares da equipe técnica multiprofissional.

18

4. Ações para redução de custos •Auditoria médica e de enfermagem: Com o objetivo de propiciar a revisão, perícia, intervenção ou exame de contas de serviços ou procedimentos prestados por organizações prestadoras de serviços de saúde, a Afresp intensificou a auditoria nos hospitais da rede credenciada objetivando a redução de custo com a manutenção da qualidade dos serviços da Amafresp. Em 2011, foram R$ 2.095.316,47 de glosa de auditoria médica e de enfermagem.

Relatório Anual 2011


• Segunda Opinião A Auditoria Médica da Amafresp fez um trabalho importante de prevenção na avaliação das solicitações de internações dos pacientes da Amafresp. Identificaram casos de internação em que o paciente estava com indicação cirúrgica sem antes passar pelo tratamento clínico, Importante ressaltar que a intenção da Amafresp é evitar que os pacientes sejam operados, procedimento que pode por em risco a vida do paciente ou causar um dano irreversível, sem antes aplicar as melhores práticas de prevenção e tratamento. Os casos mais comuns foram as cirurgias de coluna, que pela boa prática médica, deve ser utilizada somente em último caso. Um fator importante foi a indicação de uma segunda opinião, feita por profissionais com alto gabarito em suas especialidades e que auxiliam a Amafresp e o paciente a tomar a melhor decisão. • Internações de alto custo Em 2011, foram pagas 4.160 internações pela Amafresp, que custaram R$ 45.045.100,26. Do total de internações, 685 foram de alto custo, com o valor de R$ 29.596.057,23, ou seja, 65,70% do custo total com internações.

6. Outros a) LFAX Implantamos um sistema de transmissão de FAX digital nos departamentos da Amafresp, que trouxe ganho de produtividade, controle dos processos e economia com material de escritório e equipamentos. b) Rede referenciada de Coluna e Cardiologia A Amafresp instituiu uma rede referenciada para os procedimentos de coluna e de cardiologia. Utilizando critérios técnicos de capacidade, corpo clínico e experiência clínica, a rede ficou muito mais especializada, trazendo segurança e qualidade aos procedimentos e atendimento altamente especializado aos associados. c) Consciência Ambiental com redução de custos Iniciamos uma revisão em vários processos da Amafresp com a finalidade de reduzir a utilização de papéis. Em 2011 já foi possível fazer uma redução significativa e já temos planejamento para 2012 para uma redução muito maior. Além da preservação do meio ambiente, a Afresp economizará em despesas de material de escritório, gráfica, arquivo morto e postagem.

• Negociação/compra direta de materiais A Amafresp realizou compras de materiais e medicamentos diretamente nos fornecedores e distribuidores, proporcionando uma economia de R$ 1.689.045,15. O auditor médico, juntamente com o departamento de compras médicas e gerência, negociou os valores dos materiais especiais enviados pelos hospitais, com o faturamento direto dos fornecedores. • Cobertura de medicamentos não previstos no rol da ANS Foi gasto R$ 485.377,95 na cobertura de medicamentos especiais (autoimunes, oncológicos, tratamento da hepatite C) para uso domiciliar. 5. Contribuição de cotas •Ingresso de novos associados Em 2011, os números referentes ao ingresso de associados foram os seguintes:

Relatório Anual 2011

19


Regionais Diretor: AFR Cézar José D´Avoglio

A

gestão voltada para oferecimento da excelência e benefícios a seus associados, mais uma vez norteou as políticas adotadas pela Diretoria de Regionais. Ações direcionadas a execução de investimentos, customização de despesas operacionais e otimização profissional, fizeram com que a Afresp interagisse com seu associado de maneira dinâmica e eficiente. Nesse panorama diversas estratégias foram adotadas, onde a Diretoria Executiva e Diretoria de Regionais, sempre em consonância com as demandas dos Diretores de cada Regional, objetivaram estreitar ainda mais os laços com seus associados. As modernizações nos escritórios regionais, agregando cada vez mais conforto, e a atenção dada aos centros de convivências, fortaleceram ainda mais o patrimônio da Afresp, onde constatamos o fortalecimento da entidade como um todo. Afresp Itinerante O projeto, hoje já consolidado, passou por diversas transformações, fazendo com que o associado fosse cada vez mais beneficiado. No exercício de 2011, o principal foco do programa foi resgatar os serviços nas localidades, onde a Afresp não se faz presente com suas sedes regionais, abraçando ainda mais toda famí-

20

lia Afrespiana. E, para o futuro, já encontram-se em andamento esforços para expansão e aperfeiçoamento do programa visando melhorias pontuais em prol do associado. Subsídio mensal para eventos sociais No exercício de 2011 as sedes Regionais, de modo surpreendente, atenderam às expectativas da Diretoria Executiva, internalizando e consolidando cada vez mais o espírito associativo. Com isso, diversos eventos foram realizados, com o subsídio oferecido às sedes Regionais pela Diretoria Executiva. Foram festivais gastronômicos, confraternizações, happy hours, visitas a teatros, entre outros, que criaram um clima de harmonia e amizade entre os AFRs e familiares. Despesas Operacionais Todas as demandas das sedes Regionais foram atendidas pela Diretoria Executiva sem que houvesse comprometimento do orçamento aprovado para o exercício. Podemos constatar (conforme ilustra tabela) que a Diretoria Executiva, pautada na política de gestão orçamentária, fez cumprir de modo saudável o orçamento aprovado, preservando acima de tudo a saúde financeira da entidade.

Relatório Anual 2011


Receitas Próprias As receitas provenientes de cessões das unidades regionais, no exercício de 2011, atingiram um montante de R$ 145.009,65 sendo o valor transferido em benefício de seus associados. Investimentos Em continuidade ao plano estratégico estabelecido no exercício de 2009, a Diretoria Executiva e a Diretoria de Regionais finalizaram os investimentos que estavam em fase de andamento, iniciaram obras e aplicaram esforços para equipar todas as instalações da Afresp de modo padronizado. Confira os principais investimentos realizados no exercício de 2011.

Campinas: Construção de quiosque e modernização do salão de jogos.

Presidente Prudente: Início da obra de construção da Sede Regional própria.

Franca: Construção de muro para fechamento do Centro de Convivência.

Ribeirão Preto: Aquisição de área de 10 mil metros para ampliação do Centro de Convivência.

Guarulhos: Construção de muro para fechamento do Centro de Convivência.

Investimentos relacionados a instalações e reposição de equipamentos nas unidades do ABCD, Bauru, Campinas, Franca, Guarulhos, Osasco, Presidente Prudente, Santos e São José do Rio Preto.

Jundiaí: Modernização e aquisição de equipamentos para salão de jogos do Centro de Convivência. Piracicaba: Aquisição de imóvel para construção de Sede Regional própria.

Relatório Anual 2011

Investimentos também no parque tecnológico nas unidades de Araraquara, Marília e São José do Rio Preto.

21


Financeiro Diretor: AFR Omar Roldão de Moura

E

m 2011 a Diretoria Financeira adotou uma estratégia semelhante a do ano anterior, focada no direcionamento conservador (baixo risco) dos investimentos financeiros da Afresp, aliada à segurança e solidez das instituições financeiras com as quais mantemos relacionamento. Acompanhe a seguir o saldo das aplicações financeiras da entidade:

22

Relatório Anual 2011


Norteado pelos princípios da ética e da transparência, a Diretoria Financeira informa que, por mais um ano, conquistamos um superávit: um total de R$ 3.898 milhões, sendo R$ 4.438 milhões para a Afresp (crescimento de 30,28% em relação ao ano anterior) e um déficit de R$ 539 mil para a Amafresp, valor considerado aceitável quando analisada a grandeza do plano. A seguir confira demonstração de resultados da Afresp.

1- Afresp Receitas: a) Contribuições associativas: Variação do quadro associativo de 6.544 em 2010 para 6.625 em 2011, mantendo o valor da mensalidade Afresp em R$ 71,62 desde 2006. b) Administração Amafresp: Tem como base de cálculo 8,5% dos pagamentos realizados com as depesas assistenciais pagas pela Amafresp. c) Administração de Seguros: Aumento de 8,12% em relação a 2010, tendo como maior impacto o crescimento do pro-labore do seguro de automóveis, que passou de R$ 892 mil em 2010 para R$ 1.106 milhão em 2011, variação de 23,99%, e o excedente técnico que passou de R$ 552 mil para R$ 972 mil, variação de 76%. d) Outras Departamentais: O grupo de receitas departamentais é composto pelas seguintes contas:

Relatório Anual 2011

anúncios, esportes, cartão fidelidade Santander, produtos, convênios e patrocínio. A redução de 17,68% justifica-se pela diminuição das receitas de anúncios, sendo 39 mil em 2010 e 21 mil em 2011, e patrocínio R$ 109 mil em 2010 e R$ 101 mil em 2011. e) Financeiras: Evolução de 45,52% em relação ao ano de 2010, em virtude do saldo das aplicações financeiras. f) Diversas: Classificam-se nesta conta as receitas de aluguéis dos centros de convivências, dos imóveis destinados a renda e recuperações de despesas. No ano de 2011 tivemos a suspensão da cobrança das despesas de correios e tarifas bancárias referentes as cobranças via boletos, valores classificados como receitas diversas, por esse motivo justificamos a redução de 4,12% no grupo;

23


Financeiro

Despesas: g) Unidades Regionais: as contas que impactaram uma variação de 14,17% nas regionais foram as seguintes: campeonato de futebol, devido a realização do campeonato estadual; eventos sociais, devido a autorização de uma verba extraordinária mensal para as Regionias com a finalidade de promover a confraternização entre os colegas da classe, conservação de imóvel, outras manutenções e serviços autonômos, destinadas à conservação imprescindivel para a boa utilização dos Centros de Convivência. h) Despesas Associativas: Compreende as despesas com eventos sociais, esportes, assuntos classistas, taxa de adm. cobradas pela Prodesp e SPPrev, esclarecendo que a redução de 4,83%, ocorreu na conta de eventos sociais, pois em 2010 ocorreram despesas direcionadas à recepção dos novos fiscais. i) Despesas Administrativas: O principal fator que impactou na elevação das despesas administrativas em 2011 foi a realização do Congresso Febrafite em São Paulo, as demais contas tiveram variações dentro do padrão. j) Despesas com Pessoal e Encargos: Variação 3,54%, lembrando que o dissídio foi de 6,36%. k) Financeira e Tributária: O aumento das despesas financeiras e tributárias de 10,27%, justica-se pelo aumento do rendimento das aplicações (depesas com imposto de renda e IOF). l) Provisão para perdas: Redução em virtude da reversão de provisão de ações trabalhistas encerradas, em que a Afresp obteve sucesso, obedecendo os critérios estabelecidos pela Resolução 1066/2005 do Conselho Federal de Contabilidade – CFC. 2 - Amafresp As aplicações financeiras da Amafresp tiveram um crescimento de 22,97% em relação ao ano anterior, que passaram de R$ 4.484 milhões para R$ 5.514 milhões. O déficit apresentado não afeta a solidez do plano que, em 2011, manteve o saldo do Fundo de Reserva em R$ 4.859 milhões. De acordo com o parágrafo 3º do Regulamento Amafresp, se em determinado mês o montante a ser efetivamente pago das despesas relativas à assistência à saúde e outras dela decorrentes for superior ao valor da receita advinda das cotas cobradas na forma do parágrafo anterior, o pagamento da diferença a maior será feita com recursos retirados do Fundo de Reserva referido no artigo 39. Além disso, em 2011, mais uma vez a Amafresp alcançou a faixa de melhor atuação e eficiência no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mantendo-se entre entre os 46 melhores do Brasil. Apesar do resultado obtido pelo plano, a Diretoria tem como princípio conduzir sua atuação conciliando a qualidade dos serviços com a sustentabilidade, controlando com eficiência as despesas assistenciais, que passaram de R$ 86.891 milhões em 2010 para R$ 100.423 milhões em 2011, representando um crescimento de 15,57%. Observa-se que, a cada ano, os percentuais de crescimento das despesas assistenciais destinados a custear a realização de todos os procedimentos médicos e hopitalares, têm sido superiores aos índices de inflação, o que se trata de uma tendência observada no setor de saúde em decorrência do envelhecimento da população, da ampliação das coberturas e da adoção de novas tecnologias, que encarecem os serviços. Essa realidade complexa traz grandes desafios para a gestão da Afresp, mas significa também uma oportunidade de aprimorar ainda mais nossa atuação e o relacionamento com nossos associados. A seguir veja demonstração de resultados da Amafresp.

24

Relatório Anual 2011


Relat贸rio Anual 2011

25


Financeiro An谩lise Econ么mica e Financeira

26

Relat贸rio Anual 2011


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 e 2010 ATIVO

NOTA

CIRCULANTE Disponível Realizável Aplicações Financeiras

4

Créditos de Op. com Planos de Assist. à Saúde

2011

2010

45.530

39.937

279

262

45.251

39.675

31.201

26.564

9.976

9.108

Créditos de Op. c/Planos de Assist. à Saúde

5

9.068

8.010

Outros Créditos de Op. c/Planos de Assist. à Saúde

6

908

1.098

58

66

3.821

3.721

Créditos de Op. de Assist. à Saúde não Relacionados c/ Planos de Saúde Títulos e Créditos a Receber

7

Outros Valores e Bens

8

195

216

NÃO CIRCULANTE

33.639

32.269

Realizável a Longo Prazo

6.361

5.753

6.319

5.750

42

3

Aplicações Financeiras - Títulos de Renda Fixa

4

Valores e Bens Investimentos

9

2.624

2.661

Imobilizado

10

23.414

22.658

Imóveis Uso Próprio-Não Hospitalares/ Não Odontol.

20.799

20.630

Bens Móveis - Não Hospitalares/Não odontológicos

2.522

1.935

Outras Imobilizações-Não Hospitalares/Não odontol.

93

93

Intangível

11

1.240

1.197

79.169

72.206

2011

2010

CIRCULANTE

10.464

10.103

Provisão de Eventos a Liquidar

5.981

5.411

Outros Débitos de Op. C/ Pl. de Assist. à Saúde

797

764

Débitos de Op. de Assist. a Saúde não Rel. c/Pl Saúde da OPS

10

175

TOTAL DO ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 e 2010 PASSIVO

NOTA

Tributos e Contribuições a Recolher Débitos Diversos

12

NÃO CIRCULANTE Exigível a Longo Prazo

470

484

3.206

3.269

13.431

11.625

13.328

11.112

Provisão p/ Contingências

13

11.612

9.540

Débitos Diversos

14

1.716

1.572

Resultados Diferidos

15

103

513

103

513

55.274

50.478

168

168

Receita Antecipada de Seguros PATRIMÔNIO LÍQUIDO Patrimônio Social Reservas

16

55.106

50.310

Reservas Patrimoniais

5.641

5.227

Reservas Estatutárias

5.334

4.850

Reservas de Superavits

40.233

0

Superávits/Déficts Acumulados

3.898

40.233

79.169

72.206

TOTAL DO PASSIVO

Relatório Anual 2011

27


Financeiro DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (Em Milhares de Reais) 2011

2010

Contraprestações Efetivas de Operações de Assist. á Saúde

DESCRIÇÃO

NOTAS

98.334

88.425

Contraprestações Emitidas Líquidas

98.334

88.425

Eventos Indenizáveis Líquidos

(89.946)

(78.224)

Eventos Indenizáveis

(95.726)

(83.147)

4.863

3.652

917

1.271

Recuperação de Eventos Indenizáveis Outras Recuperações com Eventos Indenizáveis RESULTADO DAS OPERAÇÕES C/PLANOS DE ASSIS. À SAÚDE

8.388

10.201

Outras Receitas Operac. Assist. à Saúde c/ Pl de Saúde OPS

19

4.227

4.064

Outras Despesas Operac. Assist. à Saúde c/ PI de Saúde OPS

19

(4.441)

(3.744)

RESULTADO BRUTO

8.174

10.521

DESPESAS E RECEITAS OPERACIONAIS

(7.119)

(6.605)

Despesas Administrativas

(17.846)

(16.265)

22.370

21.233

(11.643)

(11.573)

115

(1.316)

(12.195)

(10.726)

Outras Receitas Operacionais

20

Outras Despesas Operacionais Provisão para Perdas sobre Créditos Outras

21

(-) Recuperação de Outras Despesas Operacionais

437

469

RESULTADO OPERACIONAL

1.055

3.916

RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO

2.537

1.433

Receitas Financeiras

3.197

1.962

Despesas Financeiras

(660)

(529)

RESULTADO PATRIMONIAL

306

245

Receitas Patrimoniais

348

251

Despesas Patrimoniais

(37)

(37)

Resultado não Operacional

(5)

31

3.898

5.594

RESULTADO LÍQUIDO

22

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (Em Milhares de Reais) HISTÓRICO SALDOS EM 31/12/2009

RESERVAS PATRIMONIAIS/ESTATUTÁRIAS FUNDO RESERVAS RESULTADOS FUNDO FUNDO TOTAIS SUPERÁVITS ACUMULADOS SOCIAL FUNDO DE FUNDO DE CASA AFRESP DOAÇÕES OBRAS DO AFR 168

215

2.906

Contribuições Casa do AFR

1.784

4.541

0

Fundo Afresp

309 168

215

2.906

Contribuições Casa do AFR

2.106

309

4.850

0

40.233

50.478

484

484 40.233

(40.233) 3.898

3.898

40.233

3.898

55.274

Superávit do Exercício

28

5.594 414

Transferência para o Fundo Social SALDOS EM 31/12/2011

5.594 414

Fundo Afresp

168

215

2.906

2.520

44.253 322

Superavit do Exercício SALDOS EM 31/12/2010

34.639

322

5.334

0

Relatório Anual 2011


DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA - PELO MÉTODO DIRETO (Em Milhares de Reais) 2011

2010

ATIVIDADES OPERACIONAIS

3.348

4.096

( + ) Recebimentos de Plano Saúde

96.061

91.865

43.147

36.084

( - ) Pagamentos a Fornecedores/Prestadores de Serviço de Saúde

( + ) Outros Recebimentos Operacionais

(93.965)

(85.174)

( - ) Pagamentos de Pessoal

(6.193)

(5.390)

(16)

0

( - ) Pagamentos de Pró- Labore ( - ) Pagamentos de Serviços Terceiros

(3.283)

(3.933)

( - ) Pagamentos de Tributos

(4.578)

(3.873)

(117)

(7)

( - ) Pagamentos de Contingências/Cíveis/Trabalhistas/Tributárias ( - ) Pagamentos de Aluguel

(566)

(429)

( - ) Pagamentos de Promoção/Publicidade

(430)

(474)

( - ) Outros Pagamentos Operacionais

(26.712)

(24.573)

ATIVIDADES DE INVESTIMENTO

(1.869)

(1.766)

( + ) Outros Recebimentos das Atividades de Investimento

161

214

( - ) Pagamentos de Aquisição de Ativo Imobilizado - Outros

(2.030)

(1.980)

ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO

(1.462)

(2.731)

( + ) Resgate de Aplicações Financeiras

87.789

102.599

(89.251)

(105.330)

17

(401)

Saldo Inicial

262

663

Saldo Final

279

262

AUMENTO EM CAIXA

17

(401)

( - ) Aplicações Financeiras CAIXA LÍQUIDO Caixa, Bancos e Aplicações Financeiras

Ativos Livres Inicio do Periodo

19.163

14.741

Ativos Livres Final do Periodo

22.316

19.163

Aumento/(Diminuição) Aplic. Financeiras - Rec. Livres

3.153

4.422

Relatório Anual 2011

29


Financeiro

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DE 2011 (Em Milhares de R$) (NOTA 1) - Contexto Operacional A AFRESP é uma Entidade sem fins lucrativos que tem por objetivo assistir aos seus associados e familiares, postular os interesses da classe, instituir e organizar assistência médica, hospitalar, social, jurídica, previdenciária e securitária para seus associados e familiares e desenvolver atividades culturais, esportivas, recreativas e sociais, bem como colaborar com a administração pública, visando ao aperfeiçoamento dos serviços de fiscalização e arrecadação de tributos e, bem assim, à obtenção de melhores condições para a sua execução. (NOTA 2) - Apresentação das Demonstrações Contábeis 2.1. Base de Preparação As Demonstrações Contábeis foram elaboradas de acordo com a Lei das Sociedades Anônimas – Lei nº 6.404/1976 e contemplam as alterações introduzidas pela Lei nº 11.638/2007 e Lei nº 11.941/2009, Resolução CFC n° 877/2000, que aprovou a NBC T 10.19, aplicável às Entidades sem Finalidade de Lucros e com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem os Pronunciamentos emitidos pelo IBRACON – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, pelo CPC – Comitê de Pronunciamentos Contábeis que estão em consonância com as normas internacionais de contabilidade, que estimulam a prevalência da essência econômica sobre a forma jurídica, bem como a legislação fiscal e tributária. Estão sendo divulgadas de forma comparativa às do exercício anterior. Em 2011 o CPC – Comitê de Pronunciamentos Contábeis emitiu novos pronunciamentos, cuja adoção não introduziu mudanças significativas às práticas contábeis adotadas anteriormente pela Empresa e não ocasionaram efeitos no Resultado e Patrimônio Líquido”. A autorização para a conclusão das Demonstrações Contábeis foi dada pela Diretoria Executiva em 05 de Março de 2012.

3.1. Moeda Funcional e de Apresentação As Demonstrações Contábeis estão sendo apresentadas em Reais (R$) que é a moeda funcional da Operadora. As informações contábeis apresentadas em Reais foram arredondadas para o milhar mais próximo, exceto quando indicado de outra forma. 3.2. Uso de Estimativas e Julgamentos A preparação das demonstrações contábeis está de acordo com as normas e pronunciamentos do CPC, exigindo que a Administração faça julgamentos, estimativas e premissas que afetam a aplicação de políticas contábeis e os valores reportados de ativos, passivos, receitas e despesas. Os resultados reais podem divergir dessas estimativas. As demonstrações incluem, portanto, estimativas referentes a provisões, créditos a receber e outras similares. Estimativas e premissas são revistos de uma maneira contínua. Revisões com relação a estimativas contábeis são reconhecidas no exercício em que as estimativas são revisadas e em quaisquer exercícios futuros afetados. 3.3. Apuração do Resultado do Exercício Os registros contábeis de receitas, custos e despesas são efetuados em conformidade com o regime de Competência. 3.4. Aplicações Financeiras Compreendem os recursos financeiros da AFRESP, AMAFRESP, FUNDAFRESP e Casa do AFR, demonstrados pelo valor de aplicação, acrescidos dos rendimentos correspondentes apropriados até a data do Balanço, com base no regime de competência. 3.5. Créditos de Op. Com Planos de Assistência à Saúde Referem-se aos créditos de mensalidades do plano de assistência à saúde na modalidade pós-pagos, CoParticipação, taxa de inscrição, glosas ressarcidas. A Estimativa para Perdas foi constituída em um montante suficiente para suprir eventuais perdas na realização dos citados créditos. 3.6. Títulos e Créditos a Receber

(NOTA 3) - Principais Práticas Contábeis As principais práticas contábeis aplicadas na preparação das demonstrações contábeis estão definidas a seguir, as quais vêm sendo aplicadas de modo consistente e uniforme em todos os exercícios apresentados.

30

Referem-se a mensalidades a receber de associados AFRESP, créditos a receber da seguradora em função do pró-labore estipulante junto aos associados e dependentes, taxa de administração. A Estimativa para Perdas foi constituída em montante suficiente para suprir eventuais perdas na realização dos citados créditos.

Relatório Anual 2011


3.7. Outros Valores e Bens (Almoxarifado)

na vida útil estimada dos bens e são computados nas respectivas contas de Amortização, no Resultado do Exercício.

Valores de materiais de uso administrativo avaliado pelo custo médio, com valores inferiores ao valor de mercado e saldos residuais referentes a despesas antecipadas de seguros.

3.10. Eventos a Liquidar de Operações de Assistência à Saúde

3.8. Imobilizado

Referem-se aos valores nominais decorrentes de serviços médicos prestados pela rede credenciada e registrados pelo valor das contas médicas conhecidas até dezembro de 2011, de acordo com os critérios estabelecidos pela ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Está demonstrado pelo valor original de aquisição e/ou Construção. As Construções em Andamento ou em Reformas são demonstradas pelo Custo do Material acrescidos da Mão de Obra, com base em documentação fiscal e contábil consistente. Foi mantido o critério de calcular as Depreciações pelo método linear, considerando as taxas usuais de mercado admitidas pela legislação fiscal e são computadas nas respectivas contas de Depreciação, no Resultado do Exercício.

3.11. Passivos Contingentes O reconhecimento, a mensuração e a divulgação dos ativos e passivos contingentes cíveis e trabalhistas foram efetuados com base na opinião dos Assessores Jurídicos e da Administração.

3.9. Intangível

3.12. Regime de Competência

Está demonstrado pelo custo de aquisição, sendo a amortização calculada pelo método linear, com base

As receitas e despesas foram apropriadas de acordo com o regime de competência.

(NOTA 4) – Aplicações Financeiras A composição dos valores das aplicações livres e vinculadas está discriminada conforme quadro a seguir: Circulante – com vencimentos inferiores há 365 dias DESCRIÇÃO

TIPO

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA

2011

2010

Aplicações AFRESP

Fundo de Investimento

Bancos Santander/ Brasil /Itaú

16.006

13.421

Fundo de Reserva AFRESP

Fundo de Investimento

Banco Santander

5.334

4.850

Fundo de Reserva AMAFRESP

Fundo de Investimento

Banco Santander

4.860

3.684

Fundo de Solidariedade

Fundo de Investimento

Banco do Brasil

654

800

Aplicações CASA DO AFR

Fundo de Investimento

Banco Itaú

2.770

2.356

Aplicações FUNDAFRESP

Fundo de Investimento

Banco Santander

1.577

1.453

31.201

26.564

TOTAL

Não Circulante – com vencimento superiores há 365 dias DESCRIÇÃO

TIPO

2011

2010

Aplicações AFRESP

CDB

Banco Santander

6.311

5.742

Aplicações FUNDAFRESP

CDB

Banco Santander

8

8

6.319

5.750

TOTAL

Relatório Anual 2011

31


Financeiro (NOTA 5) – Créditos de Operações c/ Planos de Assistência a Saúde

(NOTA 8) – Outros Valores e Bens Sua composição é a seguinte:

Está demonstrado da seguinte forma: DESCRIÇÃO

DESCRIÇÃO

2011

2010

185

203

Cheques Pré-Datados

0

2

Despesas Antecipadas

10

11

195

216

2011

2010

Almoxarifado

Faturas e Mensalidades a Receber

9.326

8.216

(-) Provisão para Perdas

(258)

(206)

TOTAL

9.068

8.010

TOTAL

(NOTA 9) - Investimentos (NOTA 6) – Outros Créditos de Operações com Planos de Assistência à Saúde DESCRIÇÃO

2011

2010

Participação dos Beneficiários

467

401

(-) Provisão Para Perdas

(93)

(84)

Subtotal

374

317

69

84

Taxa de Inscrição

O montante de R$ 2.624 (R$ 2.661 em 2010) refere-se aos valores de imóveis próprios locados a terceiros, classificados em conformidade às normas contidas na Resolução nº 247/2011, da ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar. (NOTA 10) - Imobilizado Está composto por: DESCRIÇÃO

TAXA %

2010

Glosas Ressarcidas Líquidas

465

697

Terrenos

-

6.149

5.018

Subtotal

534

781

Edificações

4

14.330

15.292

TOTAL

908

1.098

Obras Preliminares e Complementares

-

320

320

20.799

20.630

-

895

332

Instalações

10

225

219

Máquinas e Equipamentos

10

272

309

Equipamentos de Informática

20

216

180

Móveis e Utensílios

10

586

592

Veículos

20

328

303

Subtotal Imóveis de Uso Próprios não Hospitalar Imobilizações em Curso

(NOTA 7) – Títulos e Créditos a Receber Sua composição é a seguinte: DESCRIÇÃO

2011

2010

Aluguéis a Receber

22

20

Adiantamentos Diversos

142

121

Mensalidades AFRESP

524

500

Mensalidades FUNDAFRESP

122

98

1.753

1.837

0

3

Créditos com Seguradora

571

465

Taxa de Administração AMAFRESP

692

691

Fundo de Reserva – Condomínio ABC Tower

51

34

(56)

(48)

3.821

3.721

Mensalidades – Seguro de Vida Anúncios

Provisão Para Perdas TOTAL

32

2011

Outras Imobilizações TOTAL

-

93

93

23.414

22.658

¿ Imobilizações em Curso: Referem-se a obras em adamento nos Centros de Convivência de: Caçapava, Franca, Jundiaí e Sorocaba e a sede Regional de Presidente Prudente. ¿ Redução ao Valor Recuperável de Ativo – Com base nas normas estabelecidas pelo CPC n° 01, a Administração revisa anualmente o valor contábil de seus ativos imóveis para fins de determinar a necessidade de provisão, em caso de não recuperabilidade. Para este ano, os bens patrimoniais permanecem com o valor contábil adequado.

Relatório Anual 2011


a) A movimentação do Imobilizado foi a seguinte: SALDO EM 31/12/2010

ADIÇÕES

BAIXAS

DEPRECIAÇÃO ACUMULADA

SALDOS EM 31/12/2011

Terrenos

5.017

1.132

-

-

6.149

Edificações

15.292

1

-

963

14.330

DESCRIÇÃO Imóveis de Uso Próprio – Não Hospitalares

Obras Preliminares e Complementares

320

320

Imobilizações em Curso

332

563

Instalações

219

47

41

225

Máquinas e Equipamentos

309

10

47

272

Equipamentos de Informática

180

123

211

(124)

216

Móveis e Utensilios

592

106

26

Veículos

303

128

895

Bens Móveis – Não Hospitalares

86

586

103

328

Outras Imobilizações Linhas Telefônicas

93

TOTAL

22.657

Está representado por: DESCRIÇÃO

TAXA %

2011

2010

Desenvolvimento de Softwares

0

323

323

Licenças de Uso

20

917

874

1.240

1.197

Total

(NOTA 12) – Débitos Diversos Está representado por: DESCRIÇÃO

2011

2010

Obrigações Trabalhistas

995

1.008

Fornecedores

530

470

1.608

1.758

73

33

3.206

3.269

Outros débitos a pagar TOTAL

2.110

237

1.116

23.414

a) INSS sobre Cooperativas

(NOTA 11) – Intangível

Seguro de Vida

93

Por medida de precaução e em atendimento às práticas contábeis adotadas no Brasil, foram provisionados os valores de INSS incidentes sobre as faturas de prestação de serviços de cooperativas, cujo saldo contábil atualizado em 31.12.11 é de R$ 10.058 (R$ 8.361, em 31.12.2010). A Receita Federal do Brasil, conforme Termo de Início de Procedimento Fiscal, datado de 19/11/2011, iniciou a fiscalização das Contribuições Previdenciárias, referente ao período de 01/2008 a 12/2008. b) Trabalhistas e Cíveis Há processos cíveis e trabalhistas, cujos valores mensuráveis pela Assessoria Jurídica perfazem o montante de R$ 1.554 (R$ 1.179, em 2010). A provisão para contingências foi constituída para ações com probabilidade de perdas definidas como Possível ou Provável, conforme critérios estabelecidos pela Resolução nº 1.180/2009 do Conselho Federal de Contabilidade – CFC.

(NOTA 13) – Provisão para Contingências Está composto por: DESCRIÇÃO

c) COFINS 2011

2010

Previdenciárias (a)

10.058

8.361

Trabalhistas e Cíveis (b)

1.554

1.179

11.612

9.540

TOTAL

Relatório Anual 2011

A Receita Federal do Brasil arquivou a consulta n° 19679.005098/3005-60, efetuada em 25/05/2005, sobre a incidência de COFINS sobre as Receitas de Intermediações de Seguros, haja vista que as Seguradoras já efetuam o recolhimento pelo total do prêmio de seguros, conforme pareceres elaborados por

33


Financeiro advogados tributaristas. Dessa forma, a Diretoria Executiva entende que o recolhimento desse tributo pela Associação implicaria em bi-tributação e foi mantido o critério de não provisionar a COFINS Sobre as Receitas de Intermediação de Seguros, cujo montante acumulado até 31/12/2011 é de aproximadamente R$ 7.983 (R$ 7.368, em 31/12/2010). (NOTA 14) – Débitos Diversos (Não Circulante) DESCRIÇÃO

2011

2010

FUNDAFRESP

1.702

1.562

14

10

1.716

1.572

Casa do AFR TOTAL

(NOTA 19) – Outras Receitas e Despesas Ope- racionais de Assistência a Saúde Não Relacio- nadas com Plano de Saúde da Operadora Compreende as receitas e despesas com Serviços de Reciprocidade (Convênio formado com as entidades do Fisco de outros Estados para atendimento médico-hospitalar). DESCRIÇÃO

2011

2010

Receitas com Serviços – Reciprocidade

4.227

4.064

Atendimentos Prestados Por Reciprocidade

(4.441)

(3.744)

(214)

320

Resultado

(NOTA 15) – Resultados Diferidos Referem-se aos valores das Receitas Antecipadas de Seguros com prazo de apropriação até março de 2012, em atendimento ao Plano de Contas Padrão da ANS, conforme Instrução Normativa nº 46/2011.

(NOTA 20) – Outras Receitas Operacionais Referem-se às seguintes Receitas:

(NOTA 16) – Patrimônio Líquido O Patrimônio Líquido é apresentado em valores atualizados e compreende o Patrimônio Social inicial, Reservas Estatutárias e Patrimoniais e acrescido dos valores dos Superávits e diminuído dos Déficits ocorridos.

DESCRIÇÃO

2011

2010

Contribuições Associativas

5.657

5.593

Administração AMAFRESP

7.996

7.271

Administração de Seguros

8.099

7.492

Outras Departamentais

179

217

Receitas Diversas

284

408

(NOTA 17) – Recursos Próprios Mínimos

Taxa de Inscrição

Por ser uma operadora de planos de saúde enquadrada na modalidade pós-pagamento, de acordo com a Resolução Normativa nº 160/2007, a Associação está sujeita à apuração do Patrimônio Mínimo Ajustado e da constituição da Margem de Solvência, cujos cálculos não resultaram em provisão a constituir neste exercício. (NOTA 18) - Coberturas de Seguros Para atender medidas preventivas adotadas permanentemente, a Associação adota a política de contratar cobertura de seguros. Em 31 de Dezembro de 2011, os ativos da Associação apresentavam-se segurados por valores suficientes para a cobertura de eventuais sinistros.

Total

252 21.233

(NOTA 21) – Outras Despesas Operacionais - Outras Referem-se às seguintes despesas: DESCRIÇÃO

2011

2010

Provisão Encargos Sociais

2.052

1.390

Taxa de Administração – AMAFRESP

8.035

7.271

Despesas Associativas – AFRESP

2.108

2.065

12.195

10.726

TOTAL

34

155 22.370

Relatório Anual 2011


(NOTA 22) – Demonstração do Resultado Para fins de comparabilidade, abaixo demonstramos o Resultado do Exercício das atividades da AFRESP e da AMAFRESP. DESCRIÇÃO

AMAFRESP

AFRESP

TOTAIS

2011

2010

2011

2010

2011

2010

Receitas Operacionais

103.636

93.138

24.841

22.797

128.477

115.935

Despesas Operacionais

104.175

(90.950)

20.404

(19.391)

124.579

(110.341)

Resultado do Exercício

(539)

2.188

4.437

3.406

3.898

5.594

AFRESP - ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TERUO MASSITA Presidente

RODRIGO KEIDEL SPADA 1º Tesoureiro

Relatório Anual 2011

RAQUEL GONÇALEZ DE ALMEIDA Contadora CRC 1SP 179645/O-8

35


Financeiro BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Conta

2010

79.169.154,35

72.205.984,63

CIRCULANTE

45.530.236,89

39.936.945,90

278.849,69

261.759,91

14.800,00

14.800,00

500,00

500,00

5.000,00

5.000,00

Aracatuba

500,00

500,00

Araraquara

500,00

500,00

Bauru

500,00

500,00

Campinas

500,00

500,00

Franca

500,00

500,00

Guarulhos

500,00

500,00

Jundiai

500,00

500,00

Marilia

500,00

500,00

Osasco

500,00

500,00

Piracicaba

500,00

500,00

Presidente Prudente

500,00

500,00

Ribeirao Preto

500,00

500,00

S.J.Campos

500,00

500,00

S.J.Rio Preto

800,00

800,00

Santos

500,00

500,00

Sorocaba

500,00

500,00

Taubate

500,00

500,00

DISPONIVEL CAIXA ABCD - S.B. Campo Sede

Guarulhos - Centro de Convivência

500,00

500,00

BANCOS CONTA DEPÓSITOS

264.049,69

246.959,91

Sede

126.646,10

149.465,50

(1.994,22)

(3.236,91)

80,24

3.469,09

2.808,52

4.910,08

10,00

4.208,23

17.711,36

53.885,86

3.904,37

11.186,84

979,10

986,50

Santander Itaim - 01074-7 - Afresp Santander Central - 13848/9 - Afresp Santander Itaim - 01833/6 -Seguro de Auto Santander Itaim - 02433/1 - Fundafresp Banco do Brasil Ag. 6811 0103/1 - Afresp Banco do Brasil Ag. Empresarial 0103/1 - Afresp Banco Itau S.A -73941/6 - Afresp Banco Itau S/A - 73796/4 - Casa do AFR

51,24

32,96

Santander Itaim - 01674/3 - Amafresp

18.478,93

(28.319,17)

Banco do Brasil Ag. 6811X 01002 - Amafresp

75.095,79

79.927,35

9.520,75

22.342,67

Banco do Brasil Ag. Empresarial 01002 - Amafresp Banco Caixa Econômica Federal 530-0

0,02

72,00

137.403,59

97.494,41

Araçatuba

3.367,50

900,58

Araraquara

1.668,82

1.871,62

600,00

2.374,52

Bauru

7.224,01

2.272,08

Campinas

1.339,41

8.656,65

Regionais

Araraquara - Recursos Próprios

36

2011

ATIVO

Relatório Anual 2011


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Franca

10.426,68

1.156,66

Guarulhos

11.674,92

20.342,38

Jundiai

21.140,95

4.189,12

Marilia

7.334,75

1.164,21

Osasco

906,50

8.666,38

5,52

10,00

1.645,50

2.032,52

25.559,33

2.640,88

210,00

6.023,85

1.195,58

255,45

S.J.Campos

24.099,32

5.357,69

S.J.Rio Preto

2.075,20

521,55

S.J.Rio Preto - Recursos Próprios

5.166,36

1.008,21

S.J.Rio Preto - Recursos Próprios

811,39

407,49

ABCD / São Bernardo do Campo

173,87

6.761,56

Santos

5.733,48

10.688,87

Santos - Recursos Próprios

2.746,64

1.455,89

(3.548,53)

8.235,95

5.846,39

500,30

31.201.473,50

26.563.752,94

Osasco - Recursos Próprios Piracicaba Presid. Prudente Presidente Prudente - Recursos Próprios Ribeirão Preto

Sorocaba Taubaté APLICAÇÕES TÍTULOS DE RENDA FIXA

31.201.473,50

26.563.752,94

COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS

31.201.473,50

26.563.752,94

Sede

30.928.392,02

26.396.672,32

4.049.194,94

2.541.717,95

Santander Itaim - Afresp Santander Itaim - Fundafresp

1.577.553,53

1.453.771,30

Santander Itaim - Afresp Fdo de Reserva da Afresp

5.333.991,26

4.849.852,38

Santander Itaim - Amafresp

4.859.547,31

3.683.828,62

11.391.353,55

10.447.451,25

654.464,35

799.929,61

2.770.377,42

2.355.551,69

291.909,66

264.569,52

273.081,48

167.080,62

562,75

6.225,06

Guarulhos

75.825,35

17.215,98

Marilia

14.296,73

13.529,48

Osasco

0,00

0,00

135.448,35

114.345,96

17.898,33

1.146,13

Banco do Brasil - Afresp Banco do Brasil - Amafresp Fdo. Solidariedade Banco Itaú S/A - Casa do AFR Banco Itau S.A - Afresp Regionais Araraquara - Recursos Próprios

Osasco - Recursos Próprios Presidente Prudente - Recursos Próprios Ribeirão Preto S. J. dos Campos S.J.Rio Preto S.J.Rio Preto - Recursos Próprios

225,54

2.318,26

14.410,17

11.020,02

2.000,00

0,00

1.352,15

1.279,73

11.062,11

0,00

CRÉDITOS DE OPERAÇÕES COM PLANOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

9.975.576,11

9.107.882,36

Contraprestação Pecuniária/ a Receber de Assistência Médico-Hospitalar

9.067.647,34

8.009.676,02

Sorocaba

Relatório Anual 2011

37


Financeiro BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Cobertura Assistencial com Preço Pós-estabelecido

9.067.647,34

8.009.676,02

9.325.417,84

8.215.790,93

9.325.417,84

8.215.790,93

(257.770,50)

(206.114,91)

(257.770,50)

(206.114,91)

PARTICIPAÇÃO DOS BENEFICIÁRIOS EM EVENTOS INDENIZADOS

373.559,79

316.641,95

Participação dos Benef. em Eventos Indenizados de Assist. Médico-Hospitalar

466.750,04

400.859,68

466.750,04

400.859,68

(93.190,25)

(84.217,73)

(93.190,25)

(84.217,73)

534.368,98

781.564,39

1.988.793,53

2.807.965,69

68.736,28

84.771,82

FATURAS A RECEBER Faturas a Receber (-) PROVISÃO PARA PERDAS ( - ) Convenios a Receber

Participação dos Beneficiários em Eventos Indenizados (-) PROVISAO PARA PERDAS (-) Provisao para Perdas OUTROS CRÉDITOS DE OPERAÇÕES COM PLANOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Outros Créditos de Operações de Assistência Médico-Hospitalar Taxa de Inscrição Amafresp Glosas Ressarcidas

1.920.057,25

2.723.193,87

(1.454.424,55)

(2.026.401,30)

(1.454.424,55)

(2.026.401,30)

CRÉDITOS DE OPERAÇÕES DE ASSIST. À SAÚDE NÃO RELACIONADOS COM PLANOS DE SAÚDE

58.076,94

65.504,09

CONTAS A RECEBER

58.076,94

65.504,09

58.076,94

65.504,09

3.821.004,29

3.721.655,56

22.029,63

19.818,19

22.029,63

19.818,19

141.360,61

121.519,10

89.625,71

99.887,58

(-)PROVISÃO PARA PERDAS (-) Provisão Para Perdas

Convênio - Reciprocidade TÍTULOS E CRÉDITOS A RECEBER Aluguéis a Receber Locação de Imóveis Destinado a Renda ADIANTAMENTOS Adiantamentos a Funcionários Salários Férias ADIANTAMENTOS DIVERSOS Adiantamentos para Viagem Adiantamentos para Fornecedores OUTROS ADIANTAMENTOS Outros Adiantamentos Amafresp OUTROS CREDITOS A RECEBER Mensalidades Afresp Mensalidades Fundafresp

569,24 99.318,34

50.956,59

20.834,18

174,76

0,00

50.781,83

20.834,18

778,31

797,34

0,00

797,34

778,31

0,00

3.714.242,40

3.628.314,94

524.226,44

499.995,57

121.742,47

98.201,75

1.752.747,09

1.836.961,47

835,59

3.392,00

Créditos com Seguradoras

571.016,84

464.491,88

Taxa de Administracao Amafresp

691.908,91

690.480,17

373,41

956,26

51.246,65

33.835,84

Mensalidades Seguro de Vida Anúncios

Cheques Devolvidos Condomínio Edifício ABC Tower - Fdo de Reserva Outros Valores a Receber (-) PROVISÃO PARA PERDAS

38

541,85 89.083,86

145,00

0,00

(56.628,35)

(47.996,67)

Relatório Anual 2011


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (-) Provisão Para Perdas

(56.628,35)

(47.996,67)

VALORES E BENS

184.826,64

202.968,57

ALMOXARIFADO

184.826,64

202.968,57

184.826,64

202.968,57

0,00

1.775,00

0,00

1.775,00

10.429,72

11.647,47

10.429,72

11.647,47

0,00

0,00

33.638.917,46

32.269.038,73

Almoxarifado CHEQUES E ORDENS A RECEBER Cheques Pré-Datados DESPESAS ANTECIPADAS Seguros a Apropriar Outras Despesas ATIVO NÃO CIRCULANTE REALIZÁVEL A LONGO PRAZO

6.360.555,06

5.752.470,15

APLICAÇÕES

6.319.161,75

5.749.755,68

TITULOS DE RENDA FIXA

6.319.161,75

5.749.755,68

DEPÓSITOS BANCÁRIOS A PRAZO CDB/RDB

6.305.478,85

5.737.006,28

6.297.141,75

5.729.443,59

8.337,10

7.562,69

13.682,90

12.749,40

Santander Itaim - CDB Afresp Santander Itaim - CDB Fundafresp OUTROS TÍTULOS DE RENDA FIXA Titulo de Capitalizacao

15.000,00

15.000,00

(-) Provisão Para Desv. De Títulos de Renda Fixa

(1.317,10)

(2.250,60)

41.393,31

2.714,47

VALORES E BENS

41.393,31

2.714,47

INVESTIMENTOS

Depósitos Judiciais - Trabalhistas

2.624.279,82

2.661.089,60

IMÓVEIS DESTINADOS A RENDA

2.624.279,82

2.661.089,60

2.001.622,05

2.001.622,05

Terreno Av. Brigadeiro Luiz Antonio 4817 Edificio ABC Tower (-) Depreciacao Acumulada IMOBILIZADO

920.181,27

920.181,27

(297.523,50)

(260.713,72)

23.414.185,32

22.657.621,98

TERRENOS

6.468.593,26

5.336.982,72

Sede

2.166.894,13

2.166.894,13

1.212.134,89

1.212.134,89

917.605,80

917.605,80

Jazigo nº 2033 quadra VI setor 7 contrato 935

6.192,24

6.192,24

Jazigo nº 2034 quadra VI setor 7 contrato 936

6.192,24

6.192,24

Jazigo nº 2035 quadra VI setor 7 contrato 937

6.192,24

6.192,24

Jazigo nº 2036 quadra VI setor 7 contrato 938

6.192,24

6.192,24

Jazigo nº 1787 quadra VI setor 7 contrato 5841

6.192,24

6.192,24

Jazigo nº 5842 quadra VI setor 7 contrato 5842

6.192,24

6.192,24

8.052,47

8.052,47

8.052,47

8.052,47

Regionais

4.293.646,66

3.162.036,12

Araçatuba

78.675,07

78.675,07

Sede Rua São Paulo, 538

42.097,88

42.097,88

C. Conv. Rodovia Marechal Rondon km 525 - 24.200 m²

36.577,19

36.577,19

114.208,52

114.208,52

65.484,73

65.484,73

Av. Brigadeiro Luis Antonio, 4843 e 4839 Av. Brigadeiro Luis Antonio, 4823

Sub-Sede Sala Coml. Rua Roberto Simonsen, 62

Araraquara C. Conv. Alam. do Bosque - Lotes 32,34 e 36 - 15.870 m²

Relatório Anual 2011

39


Financeiro BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Lote 30, Quadra E do loteamento Recreio Campestre Idanorma Bauru Rua Beiruth quadra 1/ Rua Silva Jardim ,2/26

48.723,79

188.004,45

187.936,21

137.079,52

137.011,28

C. Conv. Quadra A - Rod. Bauru Iacanga

8.285,53

8.285,53

Lote 15 Rod. Bauru Iacanga - 12.180 m²

42.639,40

42.639,40

129.247,11

129.247,11

Sede Rua Dr. Arnaldo de Carvalho, 21

53.850,00

53.850,00

C. Conv .Bairro Betel Município de Paulínia - 20.017,30 m²

75.397,11

75.397,11

23.703,71

23.703,71

Campinas

Franca C. Conv. Rodovia Franca Ibiraci km 5 - 10.119 m²

23.703,71

23.703,71

216.317,50

216.317,50

Rua Flávio Rossi, 42 - Vila Maria Luiza

100.616,55

100.616,55

C. Conv. Bairro Engordadouro

115.700,95

115.700,95

89.482,61

89.482,61

89.482,61

89.482,61

392.004,16

0,00

Jundiaí

Marília C. Conv. Av. José P. Gervasio Lote 5 e 6 - 10.000 m² Piracicaba Sede Rua Treze de maio, 356

392.004,16

0,00

292.093,61

292.093,61

76.935,65

76.935,65

174.350,96

174.350,96

Fazenda Pirapó - Sto. Anastácio 48.400 m²

25.894,00

25.894,00

Terreno c/ 26.500 m²

14.913,00

14.913,00

808.119,61

68.581,47

Sede Edif. Santa Lídia - R.Américo Brasiliense 10º andar salas 1008,1009 e 1010

22.027,38

22.027,38

C. Conv. Rua E, 15 Recreio Internacional - 5.000 m²

46.554,09

46.554,09

C. Conv. Rua E, 25 Recreio Internacional - 5.000 m²

347.584,77

0,00

Presidente Prudente Sede Rua Siqueira Campos, 106 - Bosque C. Conv. Município de Álvares Machado

Ribeirão Preto

C. Conv. Rua E, 35 Recreio Internacional - 5.000 m² Santos Sede Av. Conselheiro Nébias, 576 ABCD/ S.B. Campo Sede Rua Doutor Dupre, 50 São José Rio Preto Sede Av. Francisco das Chagas Oliveira, 245 C. Conv. Morada Campestre - 5.250 m²

391.953,37

0,00

214.607,37

214.607,37

214.607,37

214.607,37

158.631,16

158.631,16

158.631,16

158.631,16

79.236,74

79.236,74

45.142,40

45.142,40

3.861,99

3.861,99

30.232,35

30.232,35

88.782,53

88.782,53

88.782,53

88.782,53

78.593,00

78.593,00

78.593,00

78.593,00

64.367,17

64.367,17

C. Conv. Sítio Morro Verde - Caçapava - 20.296 m²

53.945,90

53.945,90

Bairro Dois Córregos - 10.000 m²

10.421,27

10.421,27

958.043,77

958.043,77

958.043,77

958.043,77

C. Conv. Morada Campestre - Lote 5 Quadra H Sorocaba C. Conv. Recanto da Serrinha - 14.917,35 m² Taubaté Sede Rua José Dias de Carvalho, terreno 07 quadra H Caçapava

Guarulhos C. Conv. Via Marginal da Rodovia Ayrton Senna

40

48.723,79

Relatório Anual 2011


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Osasco

0,01

0,01

0,01

0,01

319.528,56

319.528,56

319.528,56

319.528,56

14.330.629,58

15.292.373,30

9.844.227,48

9.844.227,48

147.015,08

147.015,08

15.524.591,09

15.523.612,02

ABCD/ S.B. Campo

309.313,77

309.313,77

Araçatuba

724.536,58

724.536,58

Araraquara

733.946,52

733.946,52

C. Conv. Rua Manoel da Nóbrega S/N - Jd. Adalgiza Permissão de uso conforme decreto 8231 de 18/10/1995 Prefeitura de Osasco Obras Preliminares e Complementares C. Conv. Via Marginal da Rodovia Ayrton Senna EDIFICAÇÕES Sede Edifício Afresp Sub-Sede Rua Roberto Simonsen, 62 sala 21 Regionais

Bauru

589.531,76

589.531,76

1.309.808,40

1.308.829,33

265.558,57

265.558,57

2.508.644,67

2.508.644,67

Jundiaí

793.641,93

793.641,93

Marília

959.739,22

959.739,22

2.273.687,97

2.273.687,97

Pres.Prudente

998.448,78

998.448,78

Ribeirão Preto

432.787,17

432.787,17

Santos

429.154,69

429.154,69

S. J. Rio Preto

839.722,66

839.722,66

Sorocaba

507.813,13

507.813,13

Taubaté

526.791,33

526.791,33

1.321.463,94

1.321.463,94

(11.185.204,07)

(10.222.481,28)

224.714,50

219.157,35

1.496.539,85

1.481.710,11

Sub-Sede

17.981,11

17.981,11

Regionais

294.125,30

262.356,15

23.520,92

13.288,20

6.454,20

6.454,20

Campinas Franca Guarulhos

Osasco.

Vale do Paraíba ( - ) Depreciação Acumulada Instalações Sede

ABCD/ S.B. Campo Araçatuba Araraquara

3.745,50

3.745,50

Bauru

18.316,15

11.673,20

Campinas

25.115,75

19.678,27

Franca

13.615,00

13.615,00

Guarulhos

4.669,90

3.999,90

Jundiaí

20.261,80

18.061,80

Marília

6.259,13

6.259,13

Osasco

22.528,70

22.528,70

2.634,40

2.634,40

Pres.Prudente

19.657,00

19.657,00

Ribeirão Preto

5.440,02

5.440,02

Piracicaba

Relatório Anual 2011

41


Financeiro BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 S.J.Campos

4.115,00

4.115,00

S.J.Rio Preto

34.814,13

32.288,13

Santos

62.305,30

60.905,30

Sorocaba Taubaté Vale do Paraíba ( - ) Depreciação Acumulada

297,00 3.200,00

14.515,40

14.515,40

(1.583.931,76)

(1.542.890,02)

Máquinas e Equipamentos

272.055,65

309.399,62

Sede

412.215,42

408.609,42

Sub-Sede

262,50

262,50

Regionais

444.758,37

438.863,64

ABCD/ S.B. Campo

19.398,77

18.961,77

Araçatuba

35.166,71

35.166,71

Araraquara

15.244,88

15.244,85

Bauru

27.353,99

26.664,28

Campinas

28.421,00

29.971,00

Franca

7.163,68

7.610,68

43.520,80

43.170,80

Jundiaí

9.335,44

9.335,44

Marília

18.736,50

18.526,50

Osasco

33.058,22

30.558,22

1.738,21

1.738,21

Presidente Prudente

33.844,98

30.979,89

Ribeirão Preto

19.343,68

19.563,70

Santos

31.889,60

31.889,60

363,50

363,50

São J. Rio Preto

62.816,90

61.756,90

Sorocaba

22.521,76

22.521,76

Taubaté

13.346,05

13.346,05

Vale do Paraíba

21.493,70

21.493,78

Guarulhos

Piracicaba

S.J.Campos - Sede

( - ) Depreciação Acumulada

(585.180,64)

(538.335,94)

Informática

216.270,38

179.926,52

Equipamentos de Processamentos Eletrônico de Dados

216.270,38

179.926,52

1.185.265,94

1.249.469,64

Sede Sub -Sede Centro

9.423,64

10.758,89

227.864,38

249.893,06

ABCD/ S.B. Campo

10.810,63

13.440,63

Araçatuba

14.718,52

11.804,16

Araraquara

7.919,19

11.784,03

Bauru

13.439,62

13.158,77

Campinas

18.661,89

19.327,36

Franca

13.160,19

13.591,01

Guarulhos

14.196,46

16.803,28

Jundiaí

10.902,81

12.749,47

Marília

10.893,69

11.392,89

Regionais

42

297,00 5.860,00

Relatório Anual 2011


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Osasco

12.847,87

12.442,90

Piracicaba

15.286,92

14.045,63

Presidente Prudente

12.994,73

10.217,23

Ribeirão Preto

16.771,08

17.572,90

Santos

7.100,42

12.933,97

São J. dos Campos

9.536,37

13.023,64

São J. Rio Preto

14.050,51

21.760,36

Sorocaba

10.308,80

12.637,91

Taubaté

14.264,68

11.206,92

(1.206.283,58)

(1.330.195,07)

( - ) Depreciação Acumulada Móveis e Utensílios

586.435,48

591.584,63

1.498.267,53

1.464.073,55

Sub-Sede

44.358,26

48.717,26

Regionais

Sede

879.969,87

829.146,03

ABCD/ S.B. Campo

54.314,73

54.277,17

Araçatuba

58.399,53

57.381,59

Araraquara

47.027,86

46.183,96

Bauru

34.726,71

34.726,71

Campinas

43.919,14

37.100,88

Franca

25.282,67

24.612,70

Guarulhos

84.125,23

77.418,70

Jundiaí

73.810,75

55.576,40

Marília

44.866,33

41.338,33

Osasco

43.519,16

43.519,16

Piracicaba

22.066,54

22.060,52

Presidente Prudente

66.654,96

60.036,22

Ribeirão Preto

57.708,24

57.708,24

Santos

64.347,32

64.600,37

São J. dos Campos

14.851,75

15.276,75

São J. Rio Preto

46.980,17

44.396,17

Sorocaba

36.774,69

37.003,69

Taubaté

35.954,69

37.677,96

Vale do Paraíba

24.639,40

18.250,51

(1.836.160,18)

(1.750.352,21)

( - ) Depreciação Acumulada Veículos

327.769,07

303.398,32

Sede

693.384,15

565.307,97

9.700,00

9.700,00

Regionais Sorocaba

9.700,00

9.700,00

(375.315,08)

(271.609,65)

Obras em andamento

894.464,53

331.546,65

Regionais

894.464,53

331.546,65

37.342,98

9.624,37

8.717,20

0,00

70.424,33

3.554,35

215.980,23

136.125,35

( - ) Depreciação Acumulada

Campinas - Centro de Convivência Campinas - Sede Regional Franca - Centro de Convivência Guarulhos - Centro de Convivência

Relatório Anual 2011

43


Financeiro BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Jundiaí - Sede

81.551,09

76.601,47

Jundiaí - Centro de Convivência

78.551,32

0,00

Presidente Prudente - Sede Regional

280.251,92

0,00

Sorocaba - C.Conv.

110.321,03

94.316,68

11.324,43

11.324,43

Outras Imobilizações

93.252,87

93.252,87

Linhas Telefônicas

93.252,87

93.252,87

Sede

39.184,24

39.184,24

2.200,00

2.200,00

51.868,63

51.868,63

ABCD - S.B. Campo

2.917,63

2.917,63

Araçatuba

3.600,00

3.600,00

Araraquara

2.500,00

2.500,00

Bauru

1.586,00

1.586,00

Campinas

4.300,00

4.300,00

Franca

1.450,00

1.450,00

Guarulhos

3.500,00

3.500,00

Marília

2.400,00

2.400,00

Osasco

3.975,00

3.975,00

Piracicaba

2.450,00

2.450,00

Pres. Prudente

1.300,00

1.300,00

Ribeirão Preto

3.450,00

3.450,00

S. J. dos Campos

1.900,00

1.900,00

S.J.Rio Preto

5.200,00

5.200,00

Santos

3.600,00

3.600,00

Sorocaba

5.940,00

5.940,00

Taubaté

1.800,00

1.800,00

Vale do Paraíba - Centro de Convivência

Subsede Centro Regionais

44

INTANGÍVEL

1.239.897,26

1.197.857,00

Sistemas Aplicativos - Softwares

1.239.897,26

1.197.857,00

Sede

2.368.933,80

1.997.903,24

Sub-Sede

4.748,01

5.523,53

Regionais

64.324,81

64.195,59

ABCD - S.B. Campo

2.367,58

2.367,58

Araçatuba

2.884,52

2.884,52

Araraquara

1.489,12

3.533,04

Bauru

5.063,72

4.903,47

Campinas

5.955,84

5.749,84

Franca

3.195,64

1.815,41

Guarulhos

4.659,21

3.428,97

Jundiaí

4.349,46

4.349,46

Marília

1.396,81

998,51

Osasco

3.333,18

3.333,18

Piracicaba

5.381,53

6.279,06

Presidente Prudente

4.366,63

4.783,49

Ribeirão Preto

4.539,52

4.379,29

Relatório Anual 2011


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 S.J.Campos

4.331,23

3.776,00

S.J.Rio Preto

2.514,63

3.677,23

Santos

1.529,71

1.369,48

Sorocaba

4.476,77

4.237,58

Taubaté

2.489,71

2.329,48

(1.521.227,60)

(1.192.883,60)

323.118,24

323.118,24

323.118,24

323.118,24

PASSIVO

79.169.154,35

72.205.984,63

CIRCULANTE

10.463.564,07

10.103.253,31

5.980.614,52

5.411.042,20

5.913.477,42

5.352.212,60

49.427,66

48.607,63

( - ) Amortização Acumulada Desenvolvimento de Software Software - Amafresp

EVENTOS A LIQUIDAR COM OPERAÇÕES DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Rede Contratada Reembolso Associados Reembolso ao SUS

17.709,44

10.221,97

797.323,38

764.468,50

69.934,60

72.729,40

69.934,60

72.729,40

727.388,78

691.739,10

35.479,87

1.258,93

691.908,91

690.480,17

9.484,10

175.431,52

9.484,10

175.431,52

470.345,01

483.477,52

65.026,64

61.024,94

56.246,05

52.783,66

8.780,59

8.241,28

RETENÇÕES DE IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES

405.318,37

422.452,58

IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE

102.823,27

125.995,76

54.451,39

66.344,14

8.944,73

2.216,50

39.427,15

57.435,12

18.970,84

6.124,30

8.708,42

4725,08

10.262,42

1399,22

CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE LUCRO LÍQUIDO - CSLL

920,30

806,69

Contribuicao Social Sobre Lucro Líquido - CSLL - Amafresp

920,30

806,69

598,20

524,34

DÉBITOS DE OPERAÇÕES DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Outros Débitos Operacionais de Assistência Médico-Hospitalar Convenio Odontologico Outros Débitos Devoluções Co-Participação/ mensalidades Amafresp Taxa de Adm. Amafresp DÉBITOS COM OPER. DE ASSIST. À SAÚDE NÃO RELACION. COM PL. DE SAÚDE DA OPERADORA Atendimentos Prestados por Reciprocidade TRIBUTOS E ENCARGOS SOCIAIS A RECOLHER TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES FGTS - a Recolher PIS - FOLHA DE PAGAMENTO

Imposto de Renda Retido na Fonte - de Funcionários Imposto de Renda Retido na Fonte - de Terceiros - Afresp Imposto de Renda Retido na Fonte - de Terceiros - Amafresp IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS RETIDO NA FONTE Imposto Sobre Servicos -Afresp Imposto Sobre Servicos - Amafresp

PIS PIS - Amafresp CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCÍARIAS RETIDAS DE TERCEIROS INSS a Recolher - Folha INSS a Recolher - Mão-de-obra INSS a Recolher - Amafresp OUTRAS RETENÇÕES CSLL / COFINS E PIS a Recolher - Afresp

Relatório Anual 2011

598,20

524,34

256.159,74

253.180,36

182.797,15

159.839,68

6.212,25

5.668,07

67.150,34

87.672,61

25.846,02

35.821,13

1.627,50

631,37

45


Financeiro BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 CSLL / COFINS E PIS a Recolher - Amafresp

24.218,52

35.189,76

3.205.797,06

3.268.833,57

995.697,13

1.007.670,89

188.260,65

213.011,75

1.477,91

2.812,68

Férias a Pagar

598.486,49

585.390,31

Encargos Sobre Férias a Pagar

DÉBITOS DIVERSOS OBRIGAÇÕES COM PESSOAL Salários a Pagar Honorários a Pagar

206.598,53

205.881,99

Contribuição Sindical

137,27

50,20

Contribuição Assistencial

436,53

0,00

Pensão a Pagar

299,75

523,96

2.178.385,49

2.227.602,30

Fornecedores Bens/Serviços

FORNECEDORES

529.974,67

469.069,62

Sede

443.861,65

364.439,92

86.113,02

104.629,70

0,00

36,52

818,08

3.562,21

1.886,63

2.328,40

Regionais ABCD - S.B. Campo Araçatuba Araraquara Bauru Campinas Franca Guarulhos

644,63 6.010,75

479,91

1.033,29

5.305,65

5.425,61

Jundiai

21.371,14

7.898,46

Marilia

261,15

278,71

Osasco

6.979,30

11.853,48

Piracicaba

106,47

750,10

13.815,99

3.662,78

Ribeirao Preto

2.879,60

1.671,12

S.J.Campos

1.479,54

2.952,68

S.J Rio Preto

1.941,43

2.427,77

Santos

1.142,81

2.006,11

23.775,53

51.476,39

Presidente Prudente

Sorocaba Taubaté OUTROS Seguro de Vida- Vera Cruz

79,87

610,69

1.648.410,82

1.758.532,68

1.608.061,01

1.755.103,45

Devoluções a Efetuar

18.828,49

521,21

Créditos Bancários

21.521,32

2.908,02

OUTROS DÉBITOS A PAGAR

31.714,44

33.560,38

ALUGUÉIS A PAGAR

16.531,01

19.761,97

16.531,01

19.761,97

15.183,43

13.798,41

15.183,43

13.798,41

Aluguéis a Pagar OUTROS DÉBITOS A PAGAR Empréstimo Consignado PASSIVO NÃO CIRCULANTE

13.430.880,14

11.624.645,04

EXIGÍVEL A LONGO PRAZO

13.328.298,16

11.111.736,02

PROVISÕES

11.611.826,25

9.540.229,47

676.550,02

233.972,81

PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIA CÍVEL

46

832,54 2.957,38

Relatório Anual 2011


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Contingências - Amafresp Contingências - Afresp PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIA TRABALHISTA Contingências trabalhistas PROVISÃO PARA OUTRAS CONTINGÊNCIAS Contingências Previdenciárias

634.050,02

213.972,81

42.500,00

20.000,00

877.652,83

945.557,17

877.652,83

945.557,17

10.057.623,40

8.360.699,49

10.057.623,40

8.360.699,49

DÉBITOS DIVERSOS

1.716.471,91

1.571.506,55

OUTRAS EXIGIBILIDADES DE LONGO PRAZO

1.716.471,91

1.571.506,55

Fundafresp

1.701.984,84

1.561.307,47

Arrecadação

844.736,54

853.365,86

Rendimento de aplicações

857.020,02

707.758,62

228,28

182,99

14.487,07

10.199,08

Juros Ativos Fundafresp Casa do AFR Arrecadação

14.487,07

10.199,08

102.581,98

512.909,02

102.581,98

512.909,02

55.274.710,14

50.478.086,28

FUNDO SOCIAL

168.251,94

168.251,94

Fundo Social

168.251,94

168.251,94

10.975.456,97

10.076.474,08

5.641.465,71

5.226.621,70

214.663,79

214.663,79

Contribuição Estatutária

2.906.373,26

2.906.373,26

Arrecadação Casa do AFR

1.393.810,22

1.196.051,94

RESULTADO DIFERIDO Vera Cruz Seguradora Vida PATRIMÔNIO SOCIAL

RESERVAS OUTRAS RESERVAS PATRIMONIAIS Doações

Rendimento de Aplicações RESERVAS ESTATUTÁRIAS Fundo de Reserva Afresp Rendimento Aplicacoes Financeiras

1.126.618,44

909.532,71

5.333.991,26

4.849.852,38

2.524.312,01

2.524.312,01

2.809.679,25

2.325.540,37

SUPERÁVITS OU DÉFICITS ACUMULADOS

44.131.001,23

40.233.360,26

SUPERÁVITS APURADOS

46.418.960,14

40.824.614,92

41.463.489,58

38.057.179,08

Superavits acumulados Afresp Superavits Acumulados Amafresp

4.955.470,56

2.767.435,84

(6.185.599,88)

(6.185.599,88)

Déficits Acumulados Amafresp

(6.185.599,88)

(6.185.599,88)

RESULTADO DO EXERCÍCIO

DÉFICITS ACUMULADOS

3.897.640,97

5.594.345,22

Resultado do Exercicio - Afresp

4.437.055,99

3.406.310,50

Resultado do Exercicio - Amafresp

(539.415,02)

2.188.034,72

Relatório Anual 2011

47


Parecer dos Auditores Independentes “RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS” Ilmos. Srs. Diretores da AFRESP - ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO Examinamos as Demonstrações Contábeis da AFRESP - ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, que compreendem o Balanço Patrimonial em 31 de Dezembro de 2011 e as respectivas Demonstrações do Resultado, das Mutações do Patrimônio Líquido e dos Fluxos de Caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da Administração sobre as Demonstrações Contábeis A administração da Entidade é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às entidades supervisionadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos Auditores Independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da Entidade para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Entidade. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. Opinião Em nossa opinião, as Demonstrações Contábeis referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da AFRESP - ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, em 31 de Dezembro de 2011, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às entidades supervisionadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. São Paulo, 23 de Março de 2012.

CRC 2SP 002000/O-0 Member of

MILTON MIRANDA RODRIGUES Sócio - Diretor Contador - CRC 1SP112905/O-5 CPF Nº 032.231.618-99

48

Relatório Anual 2011


Parecer do Conselho Deliberativo

São Paulo, 03 de julho de 2012.

Ofício Conselho Deliberativo n.º 52/12

Senhor Presidente

Informamos a Vossa Senhoria bem como a Diretoria Executiva, que o Conselho Deliberativo em reunião do dia 30 de junho de 2012, nos termos do artigo 31, inciso XVI, do Estatuto Social, examinando o Balanço Anual e a Prestação de Contas do Exercício de 2011, com o parecer favorável da Comissão Fiscal, aprovou-o por unanimidade.

Encaminhamos Parecer da Comissão Fiscal para conhecimento.

Sendo o que se apresenta para o momento, apresento votos de elevada estima e distinta consideração.

Luís Augusto Sanches Presidente do Conselho Deliberativo

Relatório Anual 2011

49


Perspectivas para 2012 AFR Teruo Massita

Presidente da Afresp – Gestão 2012 a 2014 associados agentes fiscais de rendas, famiN liares e pensionistas. Daremos continuidade aos ossa missão é propiciar qualidade de vida aos

trabalhos desenvolvidos pela gestão anterior, com a preocupação constante de observar os valores alicerçados nos princípios da governança corporativa, tendo como norte o aperfeiçoamento continuado da gestão, a transparência, o respeito ao associado e o desenvolvimento de estreita relação de confiança. O conhecimento e a capacitação profissional do AFR fazem parte das boas e recomendáveis políticas de valorização do ser humano. Para viabilizá-las, pretendemos desenvolver parcerias com a Fazesp e com escolas de renome, como a Fundação Getúlio Vargas e oferecer ao colega programas de aperfeiçoamento. A Amafresp merecerá atenção especial. Na área de prevenção, ampliaremos nosso programa através de campanhas específicas, com maior frequência. O Atendimento Domiciliar – ADA contará com nosso carinho e será ampliado. Orientaremos e acompanharemos de perto o atendimento aos filiados, principalmente a aqueles do interior que necessitarem de atendimento específico na capital.

Utilizaremos as práticas esportivas como meio de incentivo e pesquisa na busca de outras modalidades pouco usuais de esportes, além das tradicionais como o futebol e o tênis. Os Centros de Convivência serão dotados de mais equipamentos para a implementação de ações voltadas para práticas sadias, visando o fortalecimento da saúde, lazer e a confraternização de nossos associados e familiares.

É grande o número de colegas que não se aposentam, tendo tempo para tal, por receio de uma vida nova. Tencionamos instituir um programa de preparação destinado a esses colegas para reQue tenhamos forças duzir a tensão da aposentadoria e despertar uma perspectiva para honrar as tradições positiva como aposentado. da entidade, para cum-

prir com a missão que nos foi delegada e para fazer da Afresp uma instituição cada vez mais sólida e presente na vida de nossos associados

Com muito profissionalismo, critérios técnicos, legais e ajustes na contribuição por cotas, pretendemos proporcionar contínuo crescimento de ingresso de novos filiados ao serviço de saúde Amafresp. Os seguros de auto, patrimônio e vida merecerão atenção especial com o objetivo de proporcionar ao segurado menor custo e maior benefício em relação ao mercado. Ampliaremos os programas de viagens culturais e de recreação, procurando oferecer melhores custos aos associados. Daremos continuidade à inserção da nossa entidade nos programas de apoio aos mais necessitados, como já vem ocorrendo com o Fundafresp mediante distribuição de recursos financeiros, o que qualifica nossa associação de classe como entidade

50

não só voltada para atender interesses corporativos como também destinada a cumprir com sua responsabilidade social.

Continuaremos fortalecendo a política de aquisições de unidades próprias nas regionais e destinaremos recursos para maiores investimentos em tecnologia para pronto atendimento aos associados em nossas sedes.

O bem sucedido programa denominado Afresp Itinerante faz parte de nosso plano de governo e será ampliado para oferecer aos associados o mais fácil acesso aos serviços que lhes proporcionem conforto e bem estar. Serão desenvolvidas e incentivadas ainda atividades especiais como concursos de fotografia, trakkings fotográficos, exposições de arte e outros, com o objetivo de integrar a família afrespiana e de exercitar a arte. Como presidente, reitero a fala final de meu discurso de posse: “Que tenhamos forças para honrar as tradições da entidade, para cumprir com a missão que nos foi delegada e para fazer da Afresp uma instituição cada vez mais sólida e presente na vida de nossos associados”.

Relatório Anual 2011


Sedes Regionais - 2011

ABCD/S. B. do Campo - Pedro Rosálio da C. Pereira R. Doutor Dupré, 50 - Nova Petrópolis S. Bernardo do Campo - CEP 09770-030 Tel. 11 4330-3466 - 11 4121-8511

Ribeirão Preto - Rose Mary T. Lino do Nascimento R. Américo Brasiliense, 405, 10º, sl. 1009 CEP 14015-050 Tel/Fax. 16 3610-4936 e Tel. 16 3635-9053

Araçatuba - José Carlos Almada R. São Paulo, 538 - Vila Mendonça - CEP 16015-130 Tel. 18 3623-6394 e 3623-1888

Santos - Décio Correa Villela Av. Conselheiro Nébias, 576 - CEP 11045-002 Tel. 13 3233-2115 e 3222-5757

Araraquara - Anselmo Abdala Av. Espanha, 188 - 1º andar - CEP 14801-130 Tel. 16 3322-9034 - Tel/Fax. 16 3322-7245

São J. do Rio Preto - Alberto Aparecido de Andrade Av. Francisco das Chagas de Oliveira, 245 CEP 15091-330 Tel. 17 3227-8133 e 3227-8598

Bauru - Carlos Inácio da Silva R. Rio Branco, 15-15 - sala 11 - Ed.Tocantins CEP 17015-311 Tel. 14 3227-8987 e 14 3226-2850 Campinas - José Lúcio Zambrotti Gomes Campos Av. Andrade Neves, 2.412 - 6° and.- sl. 62 CEP 13070-001 - Tel. 19 3242-9571 e 3241-8811 Franca - João Batista de Matos R. Luiz Silva Diniz, 2451 - CEP 14403-422 Tel. 16 3724-1057 Guarulhos - Eugênio Evandro Fernandes R. Tapajós, 298 - CEP 07111-340 - Tel. 11 2468-8906 e 2409-8622

São José dos Campos - Everaldo de Melo Brandão Av. Mario Galvão, 403, Jardim Bela Vista CEP 12209-004 Tel. 12 3922-0010 - 3922-4024 Sorocaba - Vanderlei Correa Fidelis Av. Antônio Carlos Comitrê, 510, 1º andar, sala 15 CEP 18047-620 Tel. 15 3231-7290 e 3232-7004 Taubaté - Maria Leonidas Coelho Jaques Rua José Dias de Carvalho, nº 130, Jardim Russi Taubaté - CEP 12010-370 Tel. 12 3632-6415 e 3624-2413

Jundiaí - Antonio Jair Simionato Rua Flávio Rossi, 42 - Vila Maria Luiza CEP 13209-301 Tel. 11 4586-8637 e 4586-8636

Sede Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4843 - CEP 01401-002 Tel. 11 3886-8800 Endereços e mais informações disponíveis no site da Afresp: www.afresp.org.br

Marília - Airton Marcos Alves R. Paes Leme, 47 - 2° and. - sl. 21 CEP 17500-150 Tel. 14 3413-4270 e 3433-5679

Subsede - Américo Castagna Neto Av. Roberto Simonsen, 62 - 2º and- sl. 21 - Centro São Paulo - CEP 01017-020 Tel.: 11 3242-0372/3105-4544

Osasco - Antonio Carlos de Oliveira Joaquim Condomínio Sant’Agostinho (Shopping Primitiva) R. Dona Primitiva Vianco,244, sl. 907/908 CEP 06016-000 Tel. 11 3681-7583 e 3682-1449

DRTC-I Gilberto Carlos de Lima DRTC-II João Ramalho DRTC-III João Alves Pereira

Piracicaba - Alberto Penno Junior R. Prudente de Moraes, nº 525 - Sl 03 - Centro CEP:13400-310 - Tels: 19 3433-1849 e 19 3422-9166 Presidente Prudente - Ailton Estácio R. Siqueira Campos, 106 - Bairro do Bosque CEP 19010-060 Tel/Fax. 18 3221-6928 - Tel. 18 3221-3682

Relatório Anual 2011

51


Relatório anual 2011  

Informações financeiras da Afresp de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you