Issuu on Google+

2007 Relat贸rio Anual


Índice

3

Mensagem do Presidente AFR Luiz Carlos Toloi Junior

6

Convênios e Cultura AFR Angela Manzoti Nahman

8

Esportes AFR Américo Castagna Neto

9

Marketing & Comunicação AFR Arthur Antonio Chagas Pisani

10

Tecnologia da Informação AFR Arthur Antonio Chagas Pisani

11 12

Aposentados e Previdência AFR Benedito Franco da Silveira Filho Ouvidoria AFR Luiz Augusto Sanches Recursos Humanos AFR Milton dos Santos Fundafresp AFR Sylvio Orlando Cecchi Administração AFR Arnaldo Marquezini

13

Seguros AFR Marcimedes Martins da Silva

14

Amafresp AFR João Dias Yanes

16

Regionais AFR Aparecida de Fátima Gasparini

17

Financeiro AFR Aparecida de Fátima Gasparini

22

Balanço Patrimonial em 31/12/2007 Ativo e Passivo

23

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido Demonstração do Resultado do Período

24

Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis

27

Balanço Patrimonial em 31/12/2007 Ativo Desmembrado

35

Balanço Patrimonial em 31/12/2007 Passivo Desmembrado

38 39

Parecer dos Auditores Independentes Rodyo’s Parecer do Conselho Deliberativo AFR João Álfaro Soto

Perspectivas para o ano de 2008 AFR Luiz Carlos Toloi Junior

Este caderno foi planejado e desenvolvido pelo departamento Financeiro e diagramado pelo departamento de Marketing & Comunicação da Afresp. Os custos com a impressão e postalização foram patrocinados pelo Banco Nossa Caixa.


Toloi Junior

AFR Luiz Carlos Toloi Junior

O

ano de 2007 foi marcado por sucessivos movimentos classistas com vistas à melhoria salarial, culminando pela apresentação de projeto confeccionado pela administração fazendária, repudiado pelos agentes fiscais de rendas em Assembléias Extraordinárias. A Afresp esteve presente em todos os atos, apoiou com vigor as iniciativas do Sinafresp e manteve contato estreito com parlamentares, especialmente com os representantes da classe, a fim de viabilizar a aprovação de uma PEC que vinculasse remunerações, proventos e pensões ao subsídio dos Desembargadores do Tribunal de Justiça.

Mensagem do Presidente mil resultante de redução do pró-labore da entidade em benefício da redução do prêmio ao segurado.

A Amafresp, principal linha de atuação da entidade, foi administrada com a preservação de sua qualidade de atendimento e reforço de sua solidez, resultando em crescimento de seu fundo de reserva em aproximadamente 30%, atingindo o patamar de mais de R$4 milhões. Com cobertura superior às exigências da ANS, embora esta tenha autorizado o aumento da contribuição em 6%, a Amafresp manteve os níveis de contribuição de seus associados. A economia gerada com a compra direta de medicamentos e materiais, pelo nosso Departamento de Compras, foi na ordem de R$400 mil. Foram realizadas campanhas preventivas na Capital e Interior, contratada auditoria de enfermagem própria e intensificado o atendimento domiciliar ao associado - ADA, voltado para idosos e pacientes crônicos. Em dezembro de 2007, o ADA contava com 115 pacientes, aos quais era ofertada melhor qualidade de vida com economia superior a R$600 mil em serviços médicos e hospitalares.

vizinho à Afresp; reduziu as despesas de telefonia fixa para celulares em 60%, além de pequenas ações de economia com resultados expressivos. A Diretoria de Regionais As demais atividades-fim esmeraram-se dedicou-se à padronização e modernização em proporcionar ao associado o melhor das sedes regionais. A Diretoria de Markedos serviços. A Diretoria de Esportes in- ting & Comunicação deu suporte a todas as tensificou sua prática com torneios de tê- demais na publicidade, divulgação e regisnis, de futebol, com corridas de rua e outras tro de eventos, na administração do site da atividades, tendo em vista a implementação Afresp, o quanto possível em tempo real, e do princípio “mens sana in corpore sano”. se esmerando em registrar toda a atividade A Diretoria de Convênios e Cultura, além corporativa no Jornal da Afresp. E a Dide mais 16 convênios com diversas entida- retoria de Tecnologia da Informação teve des ofertando melhoum ano de intensa “Esta prestação de contas res preços, organizou atividade em adeespelha a transparência e/ou dirigiu quase quar nosso sistema 40 eventos sociais de informática às de sua ação, submetida à em todo o Estado, exigências cada vez apreciação de todos”. em uma média de 3 mais numerosas e eventos por mês, e complexas da ANS, incentivou o turismo com várias excursões, a par de se dedicar ao desenvolvimento contando com parcerias e patrocínios. A para a implantação de novo ambiente, mais Diretoria de Aposentados e Previdência amigável e interativo, e à manutenção do acolheu nossos colegas menos jovens em atual estado da arte com segurança. um ambiente especialmente criado para tal e lhes proporcionou orientação adequada. Destacamos, ainda, a dedicação e empeO Fundafresp atendeu 317 entidades ca- nho dos senhores Diretores Regionais e do rentes e contribuiu significativamente para Diretor Designado de Recursos Humanos, a Casa do Agente Fiscal de Rendas com Milton dos Santos, cuja atuação contribuiu 15% de sua arrecadação. A Ouvidoria e a para o crescimento da Afresp no interior, e Comissão de Sindicâncias cumpriram seus a atividade serena e equilibrada do Consepapéis, aquela de canal de solução aos re- lho Deliberativo em analisar, vigiar e apoiar clamos, muito poucos em relação ao núme- as ações da Diretoria Executiva. ro de associados, e esta de saneamento de também poucas irregularidades praticadas. Cremos ter cumprido nossa missão no ano de 2007. Agimos buscando a eficiênEstas atividades relatadas somente foram cia, eficácia e efetividade na administração possíveis com o concurso dos associados da Afresp, com o objetivo de bem repree apoio de outras diretorias, encarregadas sentar os anseios de nossos associados. dos meios. Dentre elas, desponta a Diretoria Financeira, a administradora e provedora de recursos, eficiente em suas tarefas de bem gerir a receita e de agir com critério e parcimônia no desembolso para investimentos e despesas. Esta prestação de contas espelha a transparência de sua ação, submetida à apreciação de todos.

Outra linha de atuação, a de seguros, também se expandiu com o crescimento médio mensal superior a 40 novos seguros de autos, o que somente foi possível com uma administração voltada para resultados, mediante a fixação de metas a todas as regionais, com a concorrência criada entre duas seguradoras e com o aporte de R$200

Outras diretorias que cuidam dos meios também fizeram a sua parte. A Diretoria de Administração ampliou a capacidade de estacionamento dos associados, em dias de grande fluxo, com a aquisição de terreno

Embora desgastantes e ainda pendentes de sucesso, estas ações não obstaram a administração profícua das atividades da Afresp que, nesse ano, obteve resultados expressivos. A Afresp Itinerante, promessa de campanha desta gestão, tornou-se realidade no ano de 2007, com grande aceitação de nossos associados que se sentiram mais próximos da entidade.

3


4


5


Angela

AFR Angela Manzoti Nahman

Convênios e Cultura

O ano de 2007 foi de muito trabalho e de muitas realizações para a Diretoria de Convênios e de Cultura da Afresp.

Lazer Via Lazer Hopi Hari – 28 passaportes

1 - Convênios Na área de convênios, foram firmadas 16 novas parcerias nos mais diversos setores, como educação, saúde, turismo e serviços em geral, oferecendo descontos aos associados. Veja a lista:

2 - Eventos Já os eventos realizados em 2007, um total de 37, entre almoços, coquetéis, noites dançantes, palestras e confraternizações. É importante destacar a comemoração dos 59 anos da Afresp, que foi realizada em todas as sedes regionais da Associação, sempre homenageando a cultura de um Estado ou região do Brasil, em parceria com a Vip’s Corretora de Seguros de Vida e Santander Banespa. Foi grande a participação dos associados nesses eventos, o que demonstra o sucesso das realizações da Diretoria.

Novos convênios concretizados em 2007 Uniara – Centro Universitário de Araraquara (2/03) Caltabiano Autos Ltda. (6/03) Rede Dom Costa Serviços Automotivos (17/03) Localiza Rent a Car (10/04) Ótica Nossa Senhora da Lapa Ind. e Com. Ltda. (19/03) Koala Hospital Animal Ltda. (15/05) Óptica View (2/07) Casa de Hospedagem América Residencial (31/5) Clínica de Estética Kátia Martinelli (30/8) Palace Hotel Poços de Caldas (15/8) Taubaté Turismo (24/7) Hiléa Vivência e Desenvolvimento para Idosos (15/8) Grande Hotel Panorama (15/8) Bality Viagens e Turismo (24/7) Sar Medicamentos (20/12) Via Lazer Hopi Hari (10/5) É possível constatar que os convênios são bem utilizados pelos associados e funcionários da Afresp. De acordo com levantamento feito junto a alguns dos parceiros da Afresp, em 2007 foram aproximadamente 320 pedidos de desconto feitos por meio do departamento. Confira os números abaixo: Relatório de Benefícios aos Associados e Funcionários Eletrodomésticos Brastemp Utilidades Domésticas Ltda. (Compra Certa Brastemp)

Educação Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) – 6 Faculdades São Marcos (São Marcos) – 8 Universidade Paulista (Unip) - 7 Universidade Santo Amaro (Unisa) – 4 Anhembi/Morumbi – 2 Centro Universitário Nove de Julho – Uninove - 10 Faculdade Moura Lacerda - 4 Veículos Honda Automóveis do Brasil – 116 Honda Fit e 30 Honda Civic. Caltabiano Automóveis (Toyota) – 7 Corolla e 3 Filder

6

Leia abaixo a lista completa com os eventos realizados pela Afresp em 2007: 1. Coquetel de inauguração e Denominação do Escritório Centro (29/01) 2. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp/ Sede Regional de S. José do Rio Preto – tema Maranhão/ Pará (10/02) 3. Almoço dos Aposentados Afresp/Sede (15/02) 4. Palestra/Veterinária Hospital Animal Koala (27/02) 5. Culto Ecumênico em Ação de Graças pelo 59º aniversário da Afresp Sede/Afresp (28/02) 6. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na sede Regional de Osasco – tema Rio Grande do Sul (3/03) 7. 2º Encontro da Mulher AFR Sede/Afresp (8/03) 8. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na sede Regional Bauru – tema Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (14/04) 9. Noite Dançante da Arábia Sede/Afresp (19/04) 10. Almoço Aposentados – sede/ Afresp (25/4) 11. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Araraquara – tema Rio Grande do Norte (5/05) 12. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Araçatuba – tema Minas Gerais (19/05)


13. Chá / Apafresp – sede/Afresp (22/05) 14. Reunião Diretoria Executiva e Regionais Grande Hotel São Pedro (25, 26 e 27/05) 15. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional Taubaté e S. Jose dos Campos – tema Paraná (2/06) 16. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional Presidente Prudente – tema Pernambuco (16/06) 17. Almoço Aposentados – sede/Afresp (20/06) 18. Programa de Capacitação Fazesp/Codec – sede/Afresp (21/06) 19. Noite dançante - Seresteiro, Samba e Chorões – sede/Afresp (28/06) 20. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Jundiaí – tema Rio de Janeiro (07/07) 21. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Sorocaba – tema Espírito Santo (21/07) 22. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Marília – tema Santa Catarina (04/08) 23. Almoço Aposentados – sede/Afresp (15/08) 24. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Campinas e Piracicaba – tema Paraíba (18/08) 25. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Franca – tema Ceará (01/09) 26. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Guarulhos, DRTCI, II e III – tema Goiás, DF e Tocantins (15/09) 27. Noite Dançante da Primavera – sede/Afresp (20/09) 28. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp/ Sede Regional do ABCD – tema Alagoas (06/10) 29. Almoço Aposentados C. C. Guarulhos (17/10) 30. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Ribeirão Preto – tema Região Amazônica (20/10) 31. II Ciclo de Palestras dos Julgadores Tributários/Fazesp e TIT sede/Afresp (31/10) 32. Afresp traz o Brasil até você Integração e comemoração do 59º aniversário da Afresp na Sede Regional de Santos – tema Bahia (10/11) 33. Noite Dançante de Tangos e Boleros – Sede/Afresp (28/11) 34. Confraternização Diretoria e Funcionários Sede e Regionais (01/12) 35. Jantar Febrafite Sede/Afresp (05/12) 36. Confraternização Diretoria Executiva, Diretorias Regionais e Conselho Deliberativo – sede/Afresp (08/12) 37. Almoço Aposentados sede/Afresp (12/12)

3 - Turismo Para os associados que gostam de viajar em grupo e a custo reduzido, com todo o suporte oferecido pela Afresp, foram realizados três passeios no ano de 2007. O primeiro deles, em fevereiro, foi uma caminhada saudável e cultural pela Serra do Mar, terminando com uma visita à barraca de praia da Afresp em Santos. Em setembro de 2007, um grupo de associados realizou uma caminhada que partiu da cidade de Paraisópolis até o Santuário de Aparecida. A terceira viagem do ano levou os associados para participarem da Oktoberfest e da Fenarreco, eventos tradicionais do sul do Brasil.

7


Américo

AFR Américo Castagna Neto

Esportes

1 - Torneios de Tênis VII Interdelegacias Acontece sempre no mês de março, sendo um torneio de excelente aceitação devido à grande disputa entre as equipes participantes. No ano de 2007, tivemos a participação das delegacias: DRTCs I e III (Capital), DRT–5 (Campinas), DRT-12 (ABCD), DRT-13 (Guarulhos) e DRT-15 (Araraquara). Nesse torneio, destacamos a visita de delegacias do interior à capital, sendo que Araraquara vem participando há dois anos consecutivos e obteve um ótimo 3º lugar na edição de 2007. VI Mini Open Realizado no mês de maio, este torneio é notável, como sempre, pelo aparecimento de novos tenistas, que geralmente estão iniciando sua participação nos eventos oficiais da Afresp. XIV Open Torneio tradicional que sempre promove atletas de várias regiões de São Paulo. Em 2007, vários tenistas do interior conseguiram chegar entre os primeiros colocados, destacando-se as regiões de Franca e também do ABCD, Bragança Paulista, Jundiaí, Sorocaba e Campinas. 2 - Campeonato Estadual de Futebol Em 2007 foi realizado o XV Campeonato Estadual de Futebol da Afresp, denominado “Américo Castagna Neto”, que teve a realização de 61 jogos e 236 gols anotados. Realizado a cada dois anos, o Campeonato Estadual teve uma excelente adesão, com a participação de 10 delegacias: DRTCs I e III (Capital), DRTs-2/12 (Litoral e ABCD), DRT-5 (Campinas), DRTs-7/8/9 (Bauru, São José do Rio Preto e Araçatuba), DRT-4 (Sorocaba), DRTs-6/15 (Ribeirão Preto e Araraquara), DRTs-10/11 (Presidente Prudente e Marília), DRT-13 (Guarulhos) e DRT-14(Osasco). O mais importante nesse campeonato foi a integração dos AFRs nas viagens e festas de confraternização após os jogos, tendo sempre a presença de familiares dos jogadores. 3 - Atividades esportivas nos centros de convivência As instalações esportivas dos centros de convivência da Afresp estão sendo cada vez mais utilizadas pelos associados e familiares para a prática de tênis e futebol society, bem como dos famosos “rachões” de futebol. Alguns centros de convivência promovem também dança de salão, cursos de pintura e outras atividades lúdicas. 4 - Corridas de rua (Pedestrianismo) A cada ano, as corridas de rua estão sendo uma atividade bastante procurada pelos associados, pois além de proporcionar o bem-estar e a saúde, fazem com que os AFRs e familiares participem tanto na modalidade de corridas como na de caminhadas.

8

Em 2007, a Diretoria de Esportes promoveu a participação dos atletas em um total de 12 corridas, na maioria das vezes na capital, além dos eventos realizados em Santos (Tribuna) e no Rio de Janeiro (Meia Maratona). Alguns AFRs também participaram de provas fora do Brasil.


Pisani

AFR Arthur Antonio Chagas Pisani

E

Marketing & Comunicação

m 2007, mais uma vez a diretoria de Marketing & Comunicação cumpriu seu papel de levar aos associados todo tipo de informação referente à Afresp e sua atuação nas áreas política, social, cultural e institucional.

Dentre as atividades desenvolvidas, estão:

1 – Afresp TRAZ o Brasil até você Em janeiro de 2007, a Diretoria de Marketing & Comunicação apresentou a proposta e o planejamento para a comemoração do 59º aniversário da Afresp, evento denominado “Afresp leva o Brasil até você”, que percorreu todas as regionais da Associação. O departamento de Marketing & Comunicação foi o responsável pelo apoio logístico e pela divulgação de todos os eventos regionais, criação de todo o material publicitário e de divulgação, além de disponibilizar as fotografias no site para serem adquiridas pelos associados interessados. 2 – Afresp 60 anos Em junho de 2007, a diretoria de Marketing & Comunicação apresentou a proposta e o planejamento para a comemoração do 60º aniversário da Afresp. O departamento de Marketing & Comunicação foi o responsável pela pesquisa histórica, incluindo a leitura de todas as atas, documentos e Jornais da Afresp, além do levantamento de todo o acervo fotográfico da Associação. Com base nas informações coletadas, foram desenvolvidos pelo departamento os textos e a arte gráfica de uma revista especial, além da criação e desenvolvimento de um website comemorativo. O departamento também foi o responsável pela criação do logotipo e de papelaria especial, além de todos os materiais publicitários e de divulgação dos eventos. 3 – Trekking Fotográfico Após o sucesso das três primeiras edições do Concurso Afresp de Arte Fotográfica, o departamento de Marketing & Comunicação organizou, em parceria com os diretores regionais e a escola de fotografia Techimage, palestras fotográficas e trekkings em Campinas, Ribeirão Preto, Marília e Taubaté. 4 – Afresp Itinerante Criação do logotipo, de cartilhas explicativas para uso interno, de materiais de divulgação e de relatórios diversos. 5 – Comunicação Além dos projetos de grande porte, o departamento de Marketing & Comunicação também foi o responsável por dar suporte a todas as diretorias da Afresp, por meio da elaboração e da criação de materiais de divulgação (inclusive cobertura fotográfica), tais como: 5.1 - Diretoria Amafresp Campanha Saúde (projeto de sinalização dos estandes, faixas, cartazes, mala-direta, banners, carteira de vacinação e comprovante de realização dos exames preventivos, aplicativo para inscrição on-line por meio do site da Afresp). Cartilhas de Saúde (Guia de Vacinas e Doenças Pulmonares), novo projeto gráfico para a carteira Amafresp, que foi unificada com a Carteira do Convênio de Reciprocidade, e demais materiais de divulgação.

5.3 - Diretoria de Convênios e de Cultura: cartazes, malas diretas, folders, banners, divulgação no site da Afresp, convites, placas e cobertura fotográfica e jornalística dos principais eventos, como culto ecumênico, 2º Encontro da Mulher AFR e noites dançantes. 5.4 - Diretoria de Esportes: cobertura e divulgação de todas as atividades esportivas realizadas durante o ano. 5.5 - Diretoria de Aposentados e de Pensionistas: cobertura e divulgação de todas as atividades realizadas durante o ano, como almoços e encontros vespertinos. 5.6 - Diretoria Financeira e de Regionais: criação e editoração eletrônica do relatório anual (patrocinado pela Nossa Caixa), malas diretas, convocações, convites, placas (inaugurações e homenagens) e apresentações multimídia para Assembléias e reuniões. 5.7 - Presidência: elaboração de apresentações multimídia para reuniões nas sedes regionais e em eventos com parceiros, como Unidas e Febrafite. E acompanhamento de todas as visitas aos deputados estaduais na Assembléia Legislativa de São Paulo com cobertura fotográfica e notícias no site da Afresp. 5.8 - Marketing & Comunicação: redação, edição, revisão, diagramação e editoração eletrônica do Jornal da Afresp e do Suplemento de Classificados. Atualizações e manutenção do site da Afresp, planejamento de atividades culturais e cobertura fotográfica e jornalística dos principais acontecimentos da classe. O departamento também desenvolveu, em parceria com o Sinafresp, um modelo de calendário de parede 2008 direcionado aos AFRs.

5.2 - Diretoria de Seguros: Foram mantidos os desenvolvimentos dos anúncios publicados no Suplemento de Classificados e o encarte Passatempos (mensalmente distribuído com o Jornal da Afresp e que é patrocinado pelos parceiros da Associação). Foi publicado o folder institucional com os principais produtos do Seguro.

9


Pisani

AFR Arthur Antonio Chagas Pisani

Tecnologia da Informação

O

Departamento de Tecnologia da Informação atua na Afresp dando suporte a todos os demais departamentos em sistemas, hardwares e soluções tecnológicas, objetivando rapidez, eficiência e qualidade de serviços.

No ano de 2007, várias atividades foram desenvolvidas pela equipe da TI, que conta com 14 pessoas, sendo seis funcionários e oito consultores de empresas especializadas que estão inseridos no dia-a-dia da Associação. Resumo das principais atividades desenvolvidas pela TI da Afresp no ano de 2007: 1 - Por iniciativa própria e pensando em tornar os processos mais eficazes em propiciar maior autonomia aos usuários (funcionários da Associação), a TI liberou, no menu dos sistemas Afresp, os relatórios que antes eram processados periodicamente pelos funcionários da TI; 2 - Migração dos sistemas Afresp para SQL Server/ Web desenvolvimento do módulo Inscrição; 3 - Disponibilização no site da Afresp de programas para os associados (informes de pagamentos e extratos Amafresp) e para os credenciados médicos (demonstrativo de pagamentos, formulários das guias TISS, informes e up-load das guias); 4 - Atualização semanal automática do Indicador Médico no site da Afresp, por meio dos sistemas Afresp; 5 - Início do desenvolvimento da solução TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar), cumprindo exigência da ANS; 6 - Na área de Recursos Humanos, houve a implantação da folha de pagamentos RM. Sendo que para isso foi necessário o desenvolvimento dos programas de integração entre a folha de pagamentos RM e os sistemas Afresp; 7 - Para beneficiar e auxiliar a área de Contabilidade, ocorreu a implantação nos sistemas Afresp do novo plano de contas, exigido pela ANS em relação ao Plano de Saúde Amafresp; 8 - Manutenção dos sistemas Afresp, adequando-os às mudanças do dia-a-dia, da legislação e de acordo com as necessidades dos usuários de cada departamento da Associação; 9 - Padronização de todos os endereços de contas de usuários no software Skype, que proporciona comunicação telefônica via internet e 10 - Diversas atividades nas sedes regionais, como: 1. atualização do parque técnico, com a aquisição de equipamentos; 2. instalação de softwares aplicativos e 3. troca do provedor de Internet e atualização na velocidade de transmissão dos dados.

10


Benedito

AFR Benedito Franco da Silveira Filho

Aposentados e Previdência

Os AFRs aposentados são de fundamental importância para a Afresp. Prova disso são as atividades desenvolvidas pela Diretoria de Aposentados e de Previdência no ano de 2007. Em sua missão de auxiliar os colegas aposentados em situações que transcendam as atribuições de outras áreas da Associação, a Diretoria de Aposentados e de Previdência mostrou-se atuante, tendo realizado diversas reuniões, almoços e confraternizações. A Diretoria de Aposentados e de Previdência também colaborou de maneira ativa com a Apafresp (Associação das Pensionistas dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo) na obtenção de seus objetivos, atendendo solidariamente suas reivindicações. Além do tradicional almoço dos aposentados, um dos pontos de encontro dos aposentados em 2007 foi a sala dos aposentados, no Edifício Sede da Afresp (equipada com aparelhos de televisão, DVD, vídeo cassete, máquina de café expresso e DVDteca) e que recebeu reuniões musicais de confraternização. Principais atividades realizadas ao longo de 2007 Quantidade Evento 11 Reunião da comissão dos aposentados 6 Almoço dos aposentados 6 DVDteca - confraternização

Augusto

AFR Luiz Augusto Sanches

Ouvidoria

A Ouvidoria da Afresp foi criada no ano de 2000 para ser um canal facilitador da comunicação entre a Associação e seus associados. Ao longo de seus oito anos de existência, tem cumprido à risca seu propósito de registrar as críticas e sugestões, buscar soluções para as questões levantadas, oferecer informações e aprimorar a prestação de serviços da Afresp. O número de processos tem diminuído consideravelmente ao longo dos anos, em especial na Amafresp e em Seguros. No ano de 2007, a Ouvidoria recebeu um total de 58 processos, a maioria referente à Amafresp e à Diretoria Executiva; 49 dessas ocorrências já foram resolvidas, restando apenas nove processos em andamento.

Milton

AFR Milton dos Santos

Recursos Humanos

Em 2007, pela primeira vez na sua história, a Afresp ganhou um diretor designado de Recursos Humanos. Antes a função era exercida pela Presidência e pelos diretores de outros setores. O AFR Milton dos Santos foi convidado e aceitou o cargo como voluntário e, desde então, implantou algumas mudanças no RH. A principal delas é a informatização total do sistema administrativo com um programa bem mais moderno e que agiliza e facilita todos os serviços desenvolvidos no setor. Outro destaque fica para os cursos e seminários. O investimento na formação e no treinamento dos funcionários é essencial e realizado em parceria com as demais diretorias da Afresp.

11


Sylvio

AFR Sylvio Orlando Cecchi

Fundafresp

O

Fundafresp – Fundo de Assistência Social da Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo - fundado em 1995, tem como finalidade prioritária auxiliar entidades de amparo ao menor e ao idoso carentes, mediante donativos em dinheiro arrecadados junto aos AFRs participantes. Como prevê o Regulamento do Fundafresp, em 2007 os membros do Fundo reuniram-se mensalmente para realizar a distribuição dos valores arrecadados para entidades requerentes que estavam em condições regulares. No ano de 2007, iniciou-se o convite aos representantes regionais do Fundafresp a participarem da reunião mensal, afim de conhecerem melhor os critérios e os modos operantes de distribuição de recursos. Esse processo é fruto das viagens do presidente da Afresp às sedes regionais, que recebeu tal sugestão e que foi acatada pelo coordenador do Fundafresp. Sempre que possível, foram realizadas visitas prévias a essas instituições beneficentes, para que fosse feita uma avaliação de idoneidade e necessidade, a fim de que os recursos fossem distribuídos da melhor maneira possível. Conforme gráfico ao lado, em 2007 foram atendidas 317 (trezentos e dezessete) entidades e distribuídos R$ 736.100,00 (setecentos e trinta e seis mil e cem reais). O Fundafresp também coopera com a criação e a implantação da Casa do Agente Fiscal de Rendas, destinando 15% de sua arrecadação para esse projeto. É de se destacar que em 2007 inscreveram-se no Fundafresp mais 45 (quarenta e cinco) agentes fiscais de rendas, totalizando 1100 (hum mil e cem) cotas, e solicitaram exclusão 49 (quarenta e nove) AFRs, no total de 1.070 (hum mil e setenta) cotas.

Arnaldo

A

AFR Arnaldo Marquezini

Administração

Diretoria Administrativa é aquela que cuida de toda a estrutura predial da Afresp, do seu funcionamento e de sua manutenção. No ano de 2007, as principais atividades dessa diretoria foram voltadas às questões de telefonia e estacionamento, além de todas as outras que são ações do dia-a-dia.

Em 2006, a telefonia da Afresp já havia passado por muitas mudanças, como a implantação do Skype para a comunicação entre a sede social e as sedes regionais com custo zero e o controle das ligações 0800. Em 2007, passou a ser utilizado também o sistema de interfaces, o que proporcionou expressiva redução de custos, chegando até a 60%, nas ligações da Afresp de telefones fixos para celulares. A inovação foi comunicada aos associados por meio do Jornal da Afresp, edição nº 318, de outubro/novembro de 2007. Com a compra do terreno vizinho à Afresp (Avenida Brigadeiro Luis Antonio, nº 4817), que contou com o auxílio da Diretoria Administrativa durante as negociações, os associados da Afresp ganharam mais um espaço para estacionar seus veículos em dia de eventos na Associação. Além disso, a aquisição também é mais um importante investimento de toda a classe. No dia-a-dia de atividades, a Diretoria Administrativa continuou dispensando especial atenção à área operacional, tendo modificado o lay-out de alguns departamentos, proporcionando a praticidade adequada aos ambientes de trabalho e assegurando o perfeito funcionamento das instalações da Sede Social. Foram substituídos alguns veículos com mais de quatro anos de uso por outros modelos, com o dispositivo Bio Flex Power, o que significa diminuição nas despesas de combustível e de manutenção, além de total segurança aos usuários.

12

Também houve reestruturação e adaptação geral no Departamento Administrativo, com a considerável redução no quadro funcional e sem que essa medida alterasse o desenvolvimento e a qualidade das atividades rotineiras.


Marcimedes

AFR Marcimedes Martins da Silva

Seguros

1 - Seguro de Auto e Ramos Elementares Em 2007, continuamos a oferecer aos associados a oportunidade de escolher a contratação do seguro com um dos parceiros Mapfre ou Porto Seguro. Além das vantagens tradicionais, as empresas parceiras, juntamente com a Afresp, contribuíram com prêmios para a motivação dos funcionários. A Afresp destinou, como vantagem direta ao segurado, cerca de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) do seu pró-labore em benefícios concedidos por meio de descontos nas parcelas do seguro de autos, além da Corretora Le Dix ter obtido novas reduções no preço do seguro junto às seguradoras. Estrategicamente, pela primeira vez na história da entidade, foram traçadas metas mediante um plano e, assim, a carteira encerrou o exercício de 2007 contando com 6.070 veículos segurados, um aumento expressivo considerando que o ano teve início com 5.632 seguros de auto. A média de mais 40 (quarenta) seguros novos por mês é visível conforme ilustração abaixo:

Os números do Seguro de Vida demonstram que a Afresp continua a ter apólices de vida e acidentes pessoais que são sólidas e que propiciam benefícios essenciais aos segurados e aos familiares. Em 2007, foi necessária a adequação da carteira para o benefício de IFPD – Invalidez Funcional por Doença, trabalho que foi iniciado pela Vip’s Corretora e que continuará em 2008. A Vip’s Corretora continuou a investir nos programas de relacionamento com os segurados, enfatizando a condição de que a proteção da vida e a tranqüilidade da família encontram o melhor amparo na Afresp mediante as Apólices Mapfre. O seguro Decessos, apólice coletiva que é uma assistência para o caso de falecimento do associado titular, cônjuge e filhos até 21 anos, amparou 49 famílias.

O sucesso alcançado motivou um novo desafio e o Departamento de Seguros iniciou os trabalhos, ainda em 2007, para buscar o crescimento da carteira por meio da elaboração do Plano de Metas 2008, contando novamente com prêmios das parceiras Mapfre e Porto Seguro. O índice de sinistralidade continuou menor do que a média nacional e, comparando o número de sinistros ocorridos no ano com o total do ano anterior, constatou-se que houve uma queda de 5% nas ocorrências. Na carteira de ramos elementares - que inclui os seguros residencial, empresarial, de laptops, barcos e outros bens duráveis - foi atingida a marca de 580 seguros. 2 - Seguro de Vida e Decessos A carteira de seguros fechou o ano com 6.498 vidas, tendo acrescido 113 seguros novos na apólice Vida Mais enquanto a apólice Vida em Grupo cresceu 191 seguros, dos quais 27,74% são pessoas com menos de 45 anos e, entre estas, 34% têm menos de 35 anos. O plano “Vida Mais”, que permite a contratação do seguro sem a exigência da declaração de saúde, continuou crescendo e demonstrou que veio ao encontro de anseios dos idosos que buscavam a inclusão social e a extensão do benefício aos familiares. Em 2007, as apólices da Afresp ampararam 107 famílias, número menor que o ano anterior, representando uma queda na sinistralidade em torno de 11%.

13


Yanes

AFR João Dias Yanes

Amafresp

Em comparação com o ano de 2006, o quadro de cotas e número de beneficiários teve uma pequena variação, conforme pode ser observado a seguir: 2006 - 17.662 beneficiários, correspondente a 20.257 cotas 2007 - 17.544 beneficiários, correspondente a 20.230,10 cotas Durante todo o ano de 2007, a Amafresp procurou melhorar sempre seus atendimentos, ampliar programas de prevenção e adequar-se rapidamente às solicitações da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Dentre as principais atividades, estão: 1 - Campanha Saúde Amafresp, na capital e no interior No mês de abril de 2007, a Amafresp promoveu sua já tradicional Campanha Saúde. No total, foram mais de 1,7 mil filiados atendidos na capital. No interior, foram aplicadas mais de 2,3 mil vacinas contra a gripe. Na capital, a Campanha ocorreu em cinco locais: sede da Afresp, escritório centro, DRT da Lapa, do Butantã e do Tatuapé. No interior, foram 39 cidades atendidas. Como diferencial, no ano de 2007 os filiados que participaram da Campanha Saúde na sede puderam fazer o exame peak-flow (respiratório) e o teste de Hepatite C. 2 - Campanhas Preventivas na Capital Nos dias 16, 17, 18, 30 e 31 de outubro, a Amafresp promoveu sua Campanha de Prevenção nas Delegacias Regionais Tributárias da Capital. Foram oferecidos exames preventivos de glicemia, triglicérides, colesterol e aferição da pressão arterial, além da orientação dada aos filiados pela enfermeira da Amafresp. No total, foram contabilizados mais de 120 atendimentos. 3 - Crescimento no número de pacientes do Atendimento Domiciliar Amafresp O Atendimento Domiciliar Amafresp vem crescendo a cada ano e sua expansão deve-se ao sucesso do programa, que atende em domicílio idosos e pacientes crônicos. nº de pacientes em dez 2006: 100 nº de pacientes em dez 2007: 119 Comparativo de custos de 119 pacientes assistidos pelo Atendimento Domiciliar Amafresp Descritivo

Valor

1 ano antes do programa 1 ano após o programa Gastos com médico e enfermeiras do programa Redução nos custos, proporcionando maior qualidade de vida ao associado * Não foram computados os pacientes com menos de 6 meses no programa

14

1.977.232,54 764.029,88 127.441,88 1.085.760,78

4 - Implantação da guia TISS antes do prazo estipulado pela ANS Desde março de 2007, as guias TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) são utilizadas pela Amafresp para padronizar e tornar eletrônica a troca de informações. Essa mudança agilizou os processos e sua execução envolveu na Afresp os departamentos de TI, Marketing & Comunicação e Análise de Contas Médicas da Amafresp. 5 - Contratação de auditoria de enfermagem própria A contratação de uma auditoria de enfermagem própria teve o intuito de otimizar o atendimento aos filiados e zelar pela saúde financeira da Amafresp. Essa auditoria é responsável pela análise geral das consultas e exames solicitados pelos credenciados, conferindo os procedimentos realizados e os cobrados na conta hospitalar. Desse modo, evita-se o desperdício e os custos são controlados e revertidos em benefícios aos filiados. 6 Transparência na administração do plano de saúde O Boletim Amafresp nº3, lançado em setembro de 2007, demonstrou com detalhes todos os custos da Amafresp referentes ao ano de 2006. O material completo demonstra a transparência da Diretoria e expõe aos filiados os reais gastos do plano. No mesmo boletim foi apresentado um comparativo entre Amafresp e os outros planos de saúde da Unidas, demonstrando a excelência em saúde oferecida aos AFRs de São Paulo.


7 - Investimento em ferramentas disponibilizadas via internet Durante todo o ano de 2007, a Amafresp, junto com o Departamento de TI da Associação, desenvolveu projetos para facilitar a vida de seus filiados. Para isso, foi reestruturado o Indicador Médico disponibilizado no site da Afresp (www.afresp.org.br), que hoje oferece possibilidades mais amplas de pesquisa de credenciados médicos, além da atualização do conteúdo, que passou a ser semanal. Também por meio do site da Associação, tanto filiados quanto credenciados podem acessar os extratos de utilização do plano de saúde. 8 - Compra direta de materiais e medicamentos A economia gerada pela compra direta de materiais e medicamentos junto aos fornecedores foi de aproximadamente R$400 mil no ano de 2007. 9 - Materiais impressos de medicina preventiva Em 2007, a Amafresp, em parceria com o Departamento de Marketing & Comunicação, desenvolveu duas cartilhas de prevenção, uma sobre doenças pulmonares e um guia de vacinas. O objetivo é estimular uma melhor qualidade de vida dos associados e dar dicas sobre como prevenir doenças. Para o ano de 2008, a Diretoria da Amafresp tem muitas perspectivas e planos, como: - Investimento em auditorias de processos; - Expansão do Programa de Atendimento Domiciliar e - Expansão das Campanhas Preventivas para o Interior.

Análise Econômica-Financeira comparando os anos de 2006 e 2007 Receitas:

Despesas:

Fundos de reserva e de Solidariedade

Gráfico com os principais gastos da Amafresp

15


Fátima

AFR Aparecida de Fátima Gasparini

Regionais

A

s sedes regionais foram criadas com o objetivo de agilizar e dar mais eficiência aos serviços colocados à disposição dos associados do interior do Estado, com menor custo e melhor atendimento, e com expectativa de tratamento isonômico, preservando a individualidade de cada uma por meio do estabelecimento de regras claras. Sendo assim, as atividades realizadas pelas sedes (interior) tratam-se de um conjunto perfeitamente integrado e consolidado com a sede (capital), com a finalidade de incrementar e proteger o patrimônio dos associados e trazendo mais tranqüilidade. Não podemos deixar de registrar que as metas são atingidas graças ao apoio, iniciativa e empenho dos Diretores Regionais. No ano de 2007, seguindo a política administrativa da Afresp no controle orçamentário como nos anos anteriores, as despesas operacionais realizadas permaneceram limitadas à previsão orçamentária com um índice de 91,12%. Despesas Operacionais das Sedes Regionais Geral

Escritório

Centro de Convivência

Orçado

R$ 3.350.185,00

R$ 1.805.479,00

R$ 1.494.706,00

Realizado

R$ 3.052.789,00

R$ 1.683.714,00

R$ 1.369.075,00

Para que as organizações se fortaleçam e alcancem seus resultados é imperativo o investimento no capital humano. Dessa forma, além do orçamento anual acima, foram enviados às sedes regionais mais R$536.477,00 para atender a despesas com viagens e estadas de diretores regionais e conselheiros, eventos sociais, campeonatos de futebol e de tênis. Com o objetivo de incentivar a maior participação dos associados em atividades nos centros de convivência e com a finalidade da integração social e qualidade de vida, os investimentos previstos foram liberados atendendo o Orçamento/2007, estendendose para aqueles que não dispunham do orçamento aprovado e buscando remanejamento com as despesas operacionais (da sede e das regionais). Investimentos Descrição

Orçado

Realizado

Saldo

Investimentos

889.491,00

1.093.383,39

(203.892,39)

Edificações

100.000,00

169.505,52

(69.505,52)

Instalações

15.000,00

27.671,50

(12.671,50)

-

19.038,59

(19.038,59)

25.000,00

57.884,13

(32.884,13)

Obras em andamento

649.491,00

660.652,49

(11.161,49)

Terrenos

100.000,00

158.631,16

(58.631,16)

Máquinas e equipamentos Móveis e utensílios

16


Dando continuidade ao planejamento estratégico adotado, na medida do possível atingimos a padronização das sedes regionais, propiciando uma estrutura moderna e adequada, a fim de zelar pela satisfação de nossos associados. Nesse trabalho, é importante destacar a participação do diretor Administrativo da Afresp, Arnaldo Marquezini, e do assessor de obras da Associação, Cézar José D’Avoglio, que empenharam-se com muito zelo em projetos para as sedes regionais. A Diretoria Executiva solicitou ao Conselho Deliberativo, em 2007, a aprovação de crédito adicional no valor de R$ 900.000,00 para aquisição de sedes regionais próprias nas cidades de Bauru, Campinas, Guarulhos, São José dos Campos e Taubaté. Além disso, por iniciativa de seus diretores, algumas regionais tiveram suas próprias receitas, que foram originárias de aluguéis, rendimentos de aplicações, promoções sociais e diversas, conforme quadro abaixo: Regional

Jan/Dez

Araraquara

1.737,67

Campinas

2.665,00

Guarulhos

7.940,00

Jundiaí

88,00

Marília

4.131,13

Osasco

23.654,88

Presidente Prudente

19.690,04

S J do Rio Preto

20.657,04

Santos

1.025,00

Sorocaba

3.820,00

Total

85.408,76

Do valor de R$ 85.408,76 das receitas próprias, R$ 27.109,94 foram utilizados como despesas (eventos sociais em várias regionais), assinatura de TV a cabo (Osasco), conservação de imóvel (Campinas e Presidente Prudente ), campeonato de Futebol (Presidente Prudente), material de limpeza (São José do Rio Preto). Já R$6.075,90 foram utilizados como investimento, da seguinte maneira: - São José do Rio Preto: R$2.496,00 (máquinas, equipamentos, móveis e utensílios) - Araraquara: R$ 510,00 (móveis e utensílios) - Presidente Prudente: R$2.745,90 (móveis e utensílios) - Marilia: R$ 324,00 (móveis, utensílios e equipamentos de informática)

17


Fátima

AFR Aparecida de Fátima Gasparini

Financeiro

C

omo resultado do trabalho realizado, a Afresp apresentou no exercício de 2007 um crescimento significativo em suas posições patrimoniais, tendo registrado em seus ativos uma variação de 10,42% em relação a 2006.

Com as atividades realizadas em um esforço conjunto, todas as diretorias trabalharam buscando a excelência e segurança na prestação de serviços, apresentando desempenho que resultou em um superávit de R$4.7 milhões, sendo R$3.1 milhões para Afresp e R$1.6 milhões para Amafresp.

A gestão financeira manteve o foco na maximização do caixa disponível para aplicações financeiras e da rentabilidade da carteira de investimentos. Foi mantido um rígido controle do fluxo de caixa para aproveitar os excedentes, mantendo-se a estratégia voltada para alocação dos recursos em aplicações que acompanham a variação do CDI, de característica conservadora e de baixo risco. Aplicações Financeiras não vinculadas 2007 Banespa - Fundo de investimento

2.839.849,11

-36,53

440.545,54

394.404,03

11,70

5.130.554,08

4.200.184,86

22,15

92.612,00

66.741,15

38,76

7.466.271,74

7.501.179,15

-0,47

Regionais - Fundo de Investimento Total

Var %

1.802.560,12

Banespa - CDB Nossa Caixa - Fundo de Investimento

2006

Em 2007, a Afresp apresentou um equilíbrio nas aplicações em relação à 2006, tendo em vista recursos direcionados para imobilização. - Aquisição do imóvel situado à Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, 4817, no valor de R$.1.950.000,00; - Imóvel para a futura sede regional de Santo André, no valor R$ 260.000,00 e - Terreno para a futura sede regional de Taubaté, no valor de R$ 78.000,00 As três aquisições totalizaram R$2.288.000,00. A Diretoria Financeira, fundamentada nos objetivos estratégicos aprovados pela Diretoria Executiva, priorizou as aplicações vinculadas (reservas) em fundo exclusivo DI, observada a política de investimentos que prima pela segurança, liqüidez e rentabilidade. No encerramento do exercício, as reservas totalizaram R$ 11.098.654,45, um crescimento de 17,51% em relação ao ano anterior, com destaque para o Fundo de Reserva da Amafresp e comportamento normal para as demais.

18


Aplicações Financeiras vinculadas 2007 Fundo de Investimentos - Fundo de reserva Afresp

2006

Var %

3.820.615,02

3.495.046,69

9,32

Fundo de Investimentos - Fundafresp

889.377,82

759.545,68

17,09

CDB - Fundafresp

163.964,22

155.122,57

5,70

4.104.232,14

3.178.945,09

29,11

696.273,37

666.033,96

4,54

1.424.191,88

1.189.771,14

19,70

11.098.654,45

9.444.465,13

17,51

Fundo de Investimentos - Fundo de Reserva Amafresp Fundo de Investimentos - Fundo de Solidariedade Fundo de Investimentos - Casa do AFR Total

Análise econômica-financeira Esta análise tem como finalidade demonstrar o cenário econômico-financeiro da Afresp em 2007, comparando-o com o exercício de 2006. Afresp - Valores em milhares de reais Receitas Operacionais

31/12/07

31/12/06

Variação

Variação em %

Contribuições Associativas

5.615

5.391

224

4,16%

Administração Amafresp

6.255

5.731

524

9,14%

Administração de Seguros

6.618

6.068

550

9,06%

Outras Rec. Departamentais

255

322

(67)

-20,81%

Financeiras

769

769

-

0%

Diversas

445

572

(127)

-22,20%

2

(2)

-100%

19.957

18.855

1.102

5,84%

31/12/07

31/12/06

Variação

Variação em %

Unidades Regionais

3.574

3.304

270

8,17%

Associativas

1.669

1.978

(309)

-15,62%

Administrativas

4.221

3.713

508

13,68%

Pessoal e Encargos

5.276

5.023

253

5,04%

433

507

(74)

-14,60%

1.710

1.632

78

4,78%

8

285

(277)

-97,19%

Total

16.891

16.442

449

2,73%

Resultado Operacional

3.066

2.413

653

27,06%

Receitas e Despesas não Operacionais

44

38

6

15,79%

Ganho/Perda de Capital

44

38

6

15,79%

3.110

2.451

659

26,89%

Patrimoniais Total Despesas Operacionais

Financeiras e Tributárias Depreciação Provisão para Perdas

Superávit Afresp

19


Receitas 1 - Contribuições Associativas A variação de 4,16% foi em decorrência do último reajuste nas mensalidades da Afresp, ocorrido em junho de 2006. 2 - Administração Amafresp Dentre os fatores que contribuíram para uma variação de 9,14%, está a evolução nas despesas pagas com serviços contratados, principalmente internações, bem como um acréscimo nos custos assistenciais.

2 - Associativas Redução de 15,62% devido à nova estrutura do plano de contas. O Jornal da Afresp e as Ações de Marketing foram reclassificadas para o grupo de despesas administrativas. 3 – Administrativas O aumento de 13,68% é justificado pela reclassificação das contas da área de Marketing & Comunicação acima mencionadas, pelas despesas bancárias e pelo aumento significativo da conta material de expediente, aproximadamente 50% em relação ao ano anterior, em virtude da mudança dos impressos relativos à Amafresp, por exigência da ANS. 4 - Pessoal e Encargos Aumento de 5,04%, justificado pelo reajuste salarial por conta do dissídio coletivo de 3% e reestruturação de alguns departamentos.

3 - Administração de Seguros Variação de 9,06%, justificado principalmente pelo recebimento do excedente técnico referente ao seguro de vida recebido em dezembro de 2007, no valor de R$ 1.004.121,99.

5 - Financeiras e Tributárias Redução de 14,60% em virtude da reclassificação da conta de despesas bancárias do grupo Financeiras para o grupo de despesas Administrativas.

4 - Outras Receitas Departamentais Compreende as seguintes contas: Anúncios no Suplemento do Jornal Afresp, Esportes, Promoção Social, Cartão Afresp Visa, Venda de Produtos, Convênios e Patrocínio, sendo que a redução de 20,81% foi basicamente na conta de promoção social (recuperação de despesas). A diretoria de Convênios e Cultura não promoveu passeios (turismo) na mesma proporção do ano de 2006, tendo em vista “Afresp traz o Brasil até você”, em comemoração aos 59 anos da Afresp, bem como outros eventos na Sede.

6 -Provisão para perdas A redução de 97,19% em 2007 foi em razão de que, em 2006, houve um complemento de provisão para a ação indenizatória (Danos e Lucros Cessantes) Luiz Felippe Daud – Imóvel da Alameda Joaquim Eugênio de Lima.

5 - Financeira Mesmo apresentando equilíbrio nas aplicações não-vinculadas, em virtude da utilização de recursos para aquisição de imóveis, foi mantido o mesmo nível de rendimentos em relação ao ano anterior, no valor de R$ 769 mil. 6 – Diversas Redução de 22,20%. Ressaltamos o recebimento, em 2006, da Receita Federal referente ao Imposto de Renda nas comissões de Seguro de Vida, retido na fonte indevidamente no período de novembro de 1997 a maio de 1999. Despesas 1 - Unidades Regionais A variação de 8,17% é justificada pela realização do Campeonato Estadual de Futebol (não realizado em 2006) e pelo evento “Afresp traz o Brasil até você”, cujas despesas são reconhecidas nas sedes regionais que efetuaram os gastos.

20

Observações Tivemos a reestruturação do plano de contas da Afresp em 2007, atendendo as exigências feitas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) por meio da RN 147/07 e da IN 09/07 DIOPE (Diretoria de Normas e Habilitação das Operadoras). As principais alterações foram as seguintes: - Adequação da estrutura do Plano de Contas (elenco das contas) às operações da Afresp e da Amafresp; - Compatibilização dos critérios de codificação do Plano com as configura-


ções e parâmetros utilizados pelos sistemas informatizados da entidade; - Implantação da nova estrutura contábil, mantendo as atuais contas reduzidas e introdução de novas codificações e - Criação de um roteiro estabelecendo as relações entre as contas contábeis e os lançamentos a serem efetuados no SIP (Sistema de Informações de Produto), onde foram classificados e configurados todos os procedimentos existentes nas tabelas AMB e CIEFAS, nas devidas contas contábeis. Principais indicadores Em uma análise econômico-financeira, verificamos a manutenção de excelentes índices, conforme apresentado abaixo: Legendas

dez/07

dez/06

Índices

dez/07

dez/06

1) Liquidez Corrente

AC PC

3,76

3,75

2) Liquidez Geral

AC + RLP PC + ELP

2,10

2,03

3) Grau de endividamento a curto PC prazo PL

0,20

0,20

AC - Ativo Circulante

31.784.696,05

28.198.381,08

RLP - Realizável a L.P.

8.793,16

8.000,00

AP - Ativo Permanente

26.167.582,74

24.285.820,97

PC - Passivo Circulante

8.437.040,25

7.528.040,40

PL - Patrimônio Líquido

42.722.795,66

37.378.595,89

4) Participação de Capital de Terceiros

PC + ELP PC + ELP + PL

0,26

0,27

6.672.436,27

6.332.961,15

5) Quociente de Imobilização

AP PL

0,61

0,65

ELP - Exigível a Longo Prazo

Liquidez Corrente

Liquidez Geral

O índice de liquidez corrente no ano de 2007 ficou superior ao do ano anterior, tendo como conseqüência o recebimento do excedente técnico do Seguro de Vida no final de dezembro de 2007 e a recomposição do Fundo de Reserva da Amafresp.

2007 3,76

2006 3,75

Grau de Endividamento

2007 0,20

2006 0,20

Quociente de Imobilização

2007 0,61

2006 0,65

2007 2,10

2006 2,03

Participação Capital de Terceiros

2007 0,26

2006 0,27

O índice de endividamento permanece estável, com uma pequena oscilação para menos na Participação de Capital de Terceiros.

O índice de Imobilização indica o percentual de Comprometimento do patrimônio da Afresp em relação ao Ativo Permanente. No exercício de 2007 esse índice ficou inferior, tendo em vista um superávit maior do que imobilizações no exercício.

21


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 e 2006 (Em Milhares de Reais) ATIVO

NOTA

2007

2006

31.785

28.198

Disponível

2.122

926

Realizável

29.663

27.272

18.565

16.946

7.530

6.748

119

0

3.231

3.452

218

126

REALIZÁVEL A LONGO PRAZO

9

8

Aplicações Financeiras - Títulos de Renda Fixa

9

8

26.167

24.286

CIRCULANTE

Aplicações Financeiras

4

Créditos com Op. com Planos de Assist. à Saúde Outros Créditos com Op. c/Planos de Assist. à Saúde Títulos e Créditos a Receber

5

Outros Valores e Bens

PERMANENTE Investimentos

6

770

0

Imobilizado

7

25.323

24.286

22.757

21.369

2.222

2.573

344

344

74

0

57.961

52.492

2007

2006

8.437

8.479

0

952

4.618

3.608

543

1.195

55

0

Obrigações Trabalhistas

175

153

Tributos e Contribuições a Recolher

346

288

2.112

1.740

15

0

573

543

6.672

6.333

1.540

1.426

5.132

4.907

129

301

129

301

42.723

37.379

168

168

42.555

37.211

Reservas Patrimoniais

4.264

3.976

Reservas Estutárias

3.821

3.495

34.470

29.740

57.961

52.492

Imóveis Uso Próprio-Não Hospitalares/ Não Odontol. Bens Móveis - Não Hospitalares/Não odontológicos Outras Imobilizações-Não Hospitalares/Não odontol. Diferido

8

TOTAL DO ATIVO

PASSIVO

NOTA

CIRCULANTE Provisões Técnicas Eventos a Liquidar de Op.de Assist.à Saúde Débitos de Op. de Assist. a Saúde Débitos de Operações de Assist. À Saúde não Relacionados c/Pl Saúde da OPS

Fornecedores

12

Aluguéis a Pagar Provisões EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Obrigações Vinculadas

13

Provisão p/ Contingências RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS

14

Receita Antecipada de Seguros PATRIMÔNIO LÍQUIDO Patrimônio Social Reservas

Superavits/Déficits Acumulados TOTAL DO PASSIVO

22

15


DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (Em Milhares de Reais) Histórico

Fundo Social

SALDOS EM 31/12/05

168

Reservas Patrimoniais Fundo de doações 209

Ingressos para o Fundo de Obras

Fundo de Fundo Casa obras do AFR 2.709

706

Fundo Afresp 3.122

Resultados acumulados 26.424

116

Ingressos de Doações

2

2 373

Contribuições Casa do AFR

373

234

234

Superávit do Exercício 168

211

Ingressos para o Fundo de Obras

2.825

940

3.495

3.316

3.316

29.740

37.379

40

Contribuições Casa do AFR

40 248

Fundo Afresp

248 326

326

Superávit do Exercício SALDOS EM 31/12/07

168

211

33.338 116

Fundo Afresp

SALDOS EM 31/12/06

Totais

2.865

1.188

3.821

4.730

4.730

34.470

42.723

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO PERÍODO (Em Milhares de Reais) DESCRIÇÃO

2007

2006

Contraprestações Efetivas de Operações de Assist. á Saúde

73.865

68.242

Contraprestações Emitidas Líquidas

72.913

68.480

952

(238)

Eventos Indenizáveis Líquidos

(65.664)

(60.627)

Eventos Indenizáveis

(69.170)

(63.558)

Recuperação de Eventos Indenizáveis

2.475

1.815

Recuperação de Despesas com Eventos Indenizáveis

1.031

1.116

RESULTADO DAS OPERAÇÕES C/ PLANOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

8.201

7.615

Outras Receitas Operacionais de Assist. à Saúde c/ PI de Saúde OPS

3.412

1.592

Outras Despesas Operacionais de Assist. à Saúde c/ PI de Saúde OPS

(3.127)

(1.910)

RESULTADO BRUTO

8.486

7.297

Despesas Administrativas

(14.318)

(14.091)

Outras Receitas Operacionais

19.165

18.190

Outras Despesas Operacionais

(9.419)

(9.070)

(45)

(305)

(9.761)

(8.987)

387

222

3.914

2.326

605

950

Receitas Financeiras

1.195

1.285

Despesas Financeiras

(590)

(335)

RESULTADO PATRIMONIAL

211

40

Receitas Patrimoniais

167

2

44

38

4.730

3.316

Variações das Provisões Técnicas

Provisão para Perdas sobre Créditos Outras (-) Recuperação de Outras Despesas Operacionais RESULTADO OPERACIONAL RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO

Resultado não Operacional RESULTADO LÍQUIDO

23


DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (Em Milhares de Reais) ORIGENS DE RECURSOS

2007

2006

Superávit (Déficit) do Exercício

4.730

3.316

Depreciações e Amortizações

1.710

1.632

614

725

34

74

339

1.249

Baixas de Investimentos

0

13

Redução do Diferido

0

557

Aumento Receitas de Exercícios Futuros

0

186

952

238

8.379

7.990

4.749

1.720

1

0

770

0

2.780

1.720

74

0

Provisões Técnicas

952

0

Diminuição de Receitas de Exercícios Futuros

172

0

TOTAL DAS APLICAÇÕES

4.749

1.720

AUMENTO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO

3.630

6.270

3.587

5.935

(43)

(335)

VARIAÇÃO LÍQUIDA

3.630

6.270

Aumento do Capital Circulante Líquido

3.630

6.270

Aumento do Patrimônio (Reservas Patrimoniais) Baixa de Bens Aumento no Exigível a Longo Prazo

Provisões Técnicas TOTAL DAS ORIGENS APLICAÇÕES DE RECURSOS Das Operações Aumento no Realizável a Longo Prazo Aumento de Investimentos Aquisição do Imobilizado Aumento do Diferido

VARIAÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO Variação do Ativo Circulante Variação do Passivo Circulante

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (Em R$ MIL) (Nota 1) - Contexto Operacional A AFRESP é uma Entidade sem fins lucrativos, que tem por objetivo assistir aos seus associados e familiares, postular os interesses da classe, instituir e organizar assistência médica, hospitalar, social, jurídica, previdenciária e securitária para seus associados e familiares e desenvolver atividades culturais, esportivas, recreativas e sociais, bem como colaborar com a administração pública, visando o aperfeiçoamento dos serviços de fiscalização e arrecadação de tributos e, bem assim, à obtenção de melhores condições para a sua execução. (Nota 2) - Apresentação das Demonstrações Contábeis As Demonstrações Contábeis estão elaboradas de acordo com as práticas contábeis usuais em Entidades sem fins lucrativos e às normas emanadas da Lei das Sociedades por Ações e contemplam as alterações da Resolução Normativa nº 136/2006, alterada pela Resolução Normativa nº 147/2007, e regulamentada pela Instrução Normativa – IN nº 9, de 14 de fevereiro de 2007, todas da Agência Nacional de Saúde Suplementar, bem como, demais disposições complementares. Para fins de comparabilidade as Demonstrações Contábeis relativas ao exercício de 2006 foram reclassificadas, a fim de atender as modificações do atual Plano de Contas implantado pela ANS.

24

(Nota 3) - Principais Diretrizes Contábeis a)- Disponibilidades - Aplicações Financeiras – Compreendem os recursos financeiros da AFRESP, AMAFRESP, FUNDAFRESP e Casa do AFR, demonstrados pelo valor de aplicação, acrescidas dos rendimentos correspondentes apropriados até a data do Balanço, com base no regime de competência. b)- Créditos com Op. com Planos de Assistência à Saúde – Referemse aos créditos de mensalidades do plano de assistência à saúde. A Provisão para Perdas foi constituída em um montante suficiente para suprir eventuais perdas na realização dos citados créditos. c)- Títulos e Créditos a Receber- Referem-se a mensalidades a receber de associados, créditos a receber da seguradora em função do pró-labore estipulante junto aos associados e dependente , taxa de administração da AMAFRESP, aluguel a receber (ABC Tower) e cheques pré-datados e devolvidos. A Provisão para Perdas foi constituída em um montante suficiente para suprir eventuais perdas na realização dos citados créditos.


NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (Em R$ MIL) d)- Imobilizado - Está demonstrado ao custo de aquisição, corrigido monetariamente até 31.12.95, deduzido da depreciação acumulada, combinado com os seguintes aspectos: • O Imobilizado adquirido a partir de 1996 está demonstrado ao custo de aquisição. • As Depreciações são efetuadas pelo método linear, de acordo com a legislação fiscal, com base em taxas que contemplam a vida útil econômica dos bens. e)- As Receitas e Despesas são registradas pelo regime de competência.

(Nota 4) – Aplicações Financeiras A composição dos valores das aplicações livres e vinculadas está discriminada conforme quadro a seguir: DESCRIÇÃO

2007

2006

Aplicações AFRESP

7.467

7.501

Fundo de Reserva AFRESP

3.821

3.495

Fundo de Reserva AMAFRESP

4.104

3.179

696

666

Aplicações CASA DO AFR

1.424

1.190

Aplicações FUNDAFRESP

1.053

914

TOTAL

18.565

16.945

Fundo de Solidariedade

(Nota 5) – Títulos e Créditos a Receber Sua composição é a seguinte: DESCRIÇÃO

2007

2006

Mensalidades AFRESP

484

480

Mensalidades FUNDAFRESP

80

77

Contribuição Estatutária

64

102

1.577

1.436

7

12

Créditos com Seguradora

482

380

Taxa de Administração Amafresp

496

925

Aluguéis a Receber

13

13

Adiantamentos

58

49

Provisão Para Riscos Sobre Títulos e Créditos

(30)

(22)

TOTAL

3.231

3.452

Mensalidades – Seguro de Vida Anúncios

(Nota 6) – Investimentos O montante de R$ 770, refere-se ao imóvel próprio locado a terceiros, reclassificado em atendimento às normas contidas na Resolução nº 147/2007.

(Nota 7) - Imobilizado É representado por: DESCRIÇÃO

TAXA %

2007

2006

Imóveis Terrenos Obras em Andamento Máquinas e Equipamentos Móveis e Utensílios Equipamentos de Informática Equipamentos Telefonia Linhas Telefônicas Refeitório Veículos Softwares Outras Imobilizações Instalações Telefonia Skype TOTAL

4 10 10 20 10 10 20 20 10 10

15.183 6.702 872 204 467 300 34 94 18 260 596 250 338 5 25.323

16.463 4.463 443 230 524 440 33 94 29 214 642 250 457 4 24.286

- Permanece como Obras em Andamento os Centros de Convivência de: Araraquara, Bauru, Caçapava, Campinas, Franca, São José do Rio Preto e Sorocaba. (Nota 8) - Diferido Representado pelos valores gastos com implementações no novo sistema informatizado, no valor de R$ 74.

(Nota 9) – Provisão para Operação Com base no parecer da assessoria especializada em assuntos do Plano de Assistência Médica - AMAFRESP, em fevereiro/2007 foi efetuada a reversão do valor de R$ 952 para o Resultado do Exercício, referente a Provisão para Operação, calculada na forma prevista pela RDC 77/2001, haja vista que a AFRESP possui Patrimônio Social superior ao valor previsto para essa provisão. Tal procedimento contábil ocasionou um efeito positivo no resultado. Para o exercício de 2008, está sendo analisado o teor da Resolução nº 160/2007, a fim de constituir as provisões técnicas pertinentes à Entidade. (Nota 10) - Cobertura de Seguros Para atender medidas preventivas adotadas permanentemente, a Associação adota a política de contratar cobertura de seguros. Em 31 de Dezembro de 2007, os ativos da Associação apresentavam-se segurados por valores suficientes para a cobertura de eventuais sinistros. (Nota 11) – Contingências Tributárias a) INSS sobre Cooperativas Por medida de precaução e em atendimento às práticas contábeis adotadas no Brasil, foi atualizado o saldo da provisão contábil referente aos valores atualizados de INSS incidentes sobre as faturas de prestação de serviços de cooperativas, cujo saldo contábil em 31/12/2007 é de R$ 4.832. b) COFINS A Diretoria Executiva da AFRESP, com base em diversas consultas e estudos de pareceres elaborados por advogados tributaristas, decidiu pelo não provisionamento da COFINS Sobre as Receitas de Intermediação de Seguros, por entender que a Seguradora já efetua o recolhimento pelo total do prêmio. O montante acumulado até 31/12/2007 é

25


NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (Em R$ MIL) de aproximadamente R$ 4.446. Por medida de precaução, foi efetuada uma consulta oficial junto à Secretaria da Receita Federal e estamos aguardando um posicionamento.

(Nota 18) – Outras Despesas Operacionais de Assistência à Saúde Não Relacionadas com Plano de Saúde da Operadora

c) Trabalhistas e Cíveis Há processos cíveis e trabalhistas, cujos valores mensuráveis pela Assessoria Jurídica perfazem o montante de R$ 299. A provisão para contingências foi constituída para ações com probabilidade de perdas definidas como possível ou provável, conforme critérios estabelecidos pela Resolução nº 1.066/2005 do Conselho Federal de Contabilidade – CFC.

Compreende as Despesas com Serviços de Reciprocidade deduzidas dos valores de glosas, registrado nessa conta em atendimento ás normas do novo plano contábil.

(Nota 12) – Obrigações Diversas a Pagar Está representado por: DESCRIÇÃO Fornecedores Seguro de Vida Outras TOTAL

2007 585 1.514 13 2.112

2006 410 1.326 4 1.740

(Nota 13) - Obrigações Vinculadas Referem-se à arrecadação para Fundos Específicos, e está representada por: DESCRIÇÃO

2007

2006

1.133

1.019

Casa do AFR

257

257

Adiantamentos de Associados

150

150

1.540

1.426

FUNDAFRESP

TOTAL

(Nota 14) – Resultado de Exercícios Futuros Referem-se aos valores das Receitas Antecipadas de Seguros. (Nota 15) – Patrimônio Líquido O Patrimônio Líquido é apresentado em valores atualizados e compreende o Patrimônio Social inicial, acrescido dos valores dos Superávits e diminuído dos Déficits ocorridos. (Nota 16) – Resultado do Exercício O superávit do exercício será destinado à manutenção das atividades, de acordo com o estatuto Social da Entidade. (Nota 17) – Outras Receitas Operacionais de Assistência à Saúde Não Relacionadas com Plano de Saúde da Operadora

Compreende as receitas com Serviços de Reciprocidade, através de convênio firmado com as associações estaduais de fiscalização de outros Estados para atendimento médico-hospitalar), registrado nessa conta em atendimento ás normas do novo plano contábil.

2007

2006

Receitas com Serviços - Reciprocidade

3.412

1.592

TOTAL

3.412

1.592

26

DESCRIÇÃO

DESCRIÇÃO

2007

2006

Atendimentos Prestados por Reciprocidade

3.127

1.910

TOTAL

3.127

1.910

(Nota 19) – Outras Despesas Operacionais

Referem-se às seguintes despesas, relacionadas às atividades da AFRESP, registrada em conformidade ao novo plano de contas. DESCRIÇÃO

2007

2006

Encargos Sociais Amafresp

1.188

1.193

Taxa de Administração – Amafresp

5.869

5.509

45

305

Despesas Associativas – Afresp

2.317

2.063

TOTAL

9.419

9.070

Provisão para Perdas Sobre Créditos

(Nota 20) – Demonstração do Resultado Para fins de comparabilidade, abaixo demonstramos o Resultado do Exercício das atividades da AFRESP e da AMAFRESP. DESCRIÇÃO

AMAFRESP

AFRESP

TOTAIS

Receitas Operacionais

77.847

19.957

97.804

Despesas Operacionais

(76.227)

(15.181)

(91.408)

1.620

4.776

Resultado Operacional RESULTADO NÃO OPERACIONAL

0

Resultado do Exercício

1.620

6.396

(1.666)

(1.666)

3.110

4.730

São Paulo, 31 de Dezembro de 2007.

Afresp - Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo LUIZ CARLOS TOLOI JUNIOR Presidente APARECIDA DE FÁTIMA GASPARINI Diretora Financeira RAQUEL GONÇALEZ DE ALMEIDA Contadora - CRC 1SP 179645/O-8


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 ATIVO 57.961.071,95 CIRCULANTE 31.784.696,05 Disponível 2.121.843,63 Caixa 14.500,00 Sede 5.000,00 Caixa - Regionais 9.500,00 Araçatuba 500,00 Araraquara 500,00 Bauru 500,00 Campinas 500,00 Franca 500,00 Guarulhos 500,00 Guarulhos C.Convivência 500,00 Jundiaí 500,00 Marília 500,00 Osasco 500,00 Piracicaba 500,00 Presidente Prudente 500,00 Ribeirão Preto 500,00 Santo André 500,00 Santos 500,00 São José do Rio Preto 500,00 São José dos Campos 500,00 Sorocaba 500,00 Taubaté 500,00 Bancos C/ Movimento 2.107.343,63 Sede 1.995.507,21 Santander Itaim - 1074/7 (Afresp) 1.294.149,55 Santander Central - 13848/9 (Afresp) 1.694,17 Santander Itaim - 1833/6 (Seguro de Auto) 19.322,05 Santander Itaim - 1674/3 (Amafresp) 632.454,31 Santander Itaim - 2433/1 (Fundafresp) 658,39 Banco Itaú S/A - 76288/8 (Casa do AFR) 13.588,08 Nossa Caixa Itaim - 0103/1 (Afresp) 18.146,39 Nossa Caixa Itaim - 01002/2 (Amafresp) 15.494,27 Regionais 111.836,42 Aracatuba 3.266,28 Araraquara 7.497,58 Araraquara - Recursos Próprios 193,39 Bauru 536,83 Campinas 1.780,90 Franca 1.000,93 Guarulhos 7.255,52 Jundiaí 1.296,53 Marília 3.884,69 Osasco 5.469,65 Osasco - Centro de Convivência 303,35 Piracicaba 1.684,34 Presidente Prudente 1.026,80 Presidente Prudente - Receitas Próprias 14.498,04

2006 52.492.202,05 28.198.381,08 925.760,18 14.500,00 5.000,00 9.500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 500,00 911.260,18 866.339,18 284.411,80 74,60 3.820,94 545.399,75 26.439,48 68,70 2.022,98 4.100,93 44.921,00 1.249,48 1.646,10 194,11 4.554,65 1.595,31 21,09 824,36 1.884,10 1.692,04 7.888,36 1.045,96 360,72 252,48 2.634,62

27


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Ribeirão Preto 1.123,58 Santo André 702,39 Santos 2.276,15 Santos - Receitas Próprias 536,24 São José Rio Preto 43.008,85 São José do Rio Preto - Doação 788,83 São José do Rio Preto - Nossa Caixa 3.016,41 São José dos Campos 35,00 Sorocaba 7.669,32 Taubaté 2.984,82 Aplicações 18.564.926,19 Títulos de Renda Fixa 18.564.926,19 Depósitos Bancários a Prazo - CDB 604.509,76 Sede 604.509,76 Santander Itaim - CDB Afresp 440.545,54 Santander Itaim - CDB Fundafresp 163.964,22 Cotas de Fundos de Investimento 17.960.416,43 Sede 17.867.804,43 Santander Itaim - Afresp 1.802.560,12 Santander Itaim - Fundafresp 889.377,82 Nossa Caixa Itaim - Afresp 5.130.554,08 Santander Itaim -Fundo de Reserva Afresp 3.820.615,02 Santander Itaim - Fundo de Reserva Amafresp 4.104.232,14 Nossa Caixa - Amafresp - Fundo de Solidariedade 696.273,37 Itaupersonalité - Casa do AFR 1.424.191,88 Regionais 92.612,00 Araraquara - Receitas próprias 6.866,26 Guarulhos 35.786,72 Marília 11.887,61 Osasco - Centro de Convivência 32.834,67 Osasco 1.036,17 São José do Rio Preto - Doação 4.087,67 São José Rio Preto 112,90 Créditos de Oper. C/ Plano de Assist. À Saúde 6.305.297,28 Mensalidades a Receber - Amafresp 6.412.065,01 ( - )Provisão Para Perdas Sobre Créditos (106.767,73) Participação dos Beneficiários em Eventos Indenizáveis 158.432,30 Participação dos Beneficiários em Eventos Indenizáveis 228.925,14 ( - )Provisão Para Perdas Sobre Créditos (70.492,84) Outros Créditos de Operações com Planos de Assistência a Saúde 1.066.142,37 Taxa de Inscrição Amafresp 25.032,00 Glosas Ressarcidas 1.041.110,37 Créditos Oper. de Prestação de Serviço de Assistência a Saúde 118.947,94 Convênio Reciprocidade 118.947,94 Títulos e Créditos a Receber 3.231.496,18 Aluguéis a Receber 13.905,80 CSU Cardsystem S/A 13.905,80 Adiantamentos 58.014,34 Adiantamentos a Funcionários 40.157,53 Férias 39.814,50

28

2006 1.979,87 5.514,47 4.364,86 2.196,43 3.144,94 349,86 557,61 1.615,62 (2.992,65) 2.346,61 16.945.644,28 16.945.644,28 549.526,60 549.526,60 394.404,03 155.122,57 16.396.117,68 16.329.376,53 2.839.849,11 759.545,68 4.200.184,86 3.495.046,69 3.178.945,09 666.033,96 1.189.771,14 66.741,15 6.069,61 32.025,71 11.266,86 9.390,93 983,66 6.897,20 107,18 6.006.805,99 6.079.265,81 (72.459,82) 196.193,99 263.655,31 (67.461,32) 545.399,46 42.900,00 502.499,46 35,89 35,89 3.452.475,11 13.448,56 13.448,56 48.696,09 20.565,09 20.156,61


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Salário 343,03 Adiantamentos Diversos 17.856,81 Fornecedores 15.764,24 Outros Adiantamentos 2.092,57 Outros Créditos a Receber 3.159.576,04 Mensalidades Afresp 483.973,49 Mensalidades - Fundafresp 79.606,56 Contribuição Estatutária 64.343,10 Mensalidades Seguro de Vida 1.577.328,41 Anúncios 6.887,60 Cia Vera Cruz de Seguros 481.642,82 Taxa de Adm.Amafresp 495.460,13 Cheques Devolvidos 373,47 ( - )Provisão Para Perdas Sobre Créditos (30.039,54) Valores e Bens 151.917,39 Almoxarifado 151.917,39 Cheques e Ordens a Receber 0,00 Cheques Pré-datados 0,00 Despesas Antecipadas 65.692,77 Prêmios de Seguros a Apropriar 7.412,77 Outras Despesas 58.280,00 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 8.793,16 Aplicações - Títulos de Renda Fixa 8.793,16 PERMANENTE 26.167.582,74 Investimentos 769.885,00 Imóveis Destinados à Renda 769.885,00 Edifício ABC Tower 920.181,27 ( - ) Depreciação Acumulada (150.296,27) Imobilizado 25.323.539,99 Terrenos 7.021.911,79 Sede 4.168.516,18 Av. Brigadeiro Luis Antonio, 4843 e 4839 1.212.134,89 Av. Brigadeiro Luis Antonio, 4823 917.605,80 Av. Brigadeiro Luis Antonio, 4817 2.001.622,05 Jazigo nº 2033 quadra VI setor 7 contrato 935 6.192,24 Jazigo nº 2034 quadra VI setor 7 contrato 936 6.192,24 Jazigo nº 2035 quadra VI setor 7 contrato 937 6.192,24 Jazigo nº 2036 quadra VI setor 7 contrato 938 6.192,24 Jazigo nº 1787 quadra VI setor 7 contrato 5841 6.192,24 Jazigo nº 5842 quadra VI setor 7 contrato 5842 6.192,24 Sub-Sede 8.052,47 Sala Coml. Rua Roberto Simonsen, 62 8.052,47 Regionais 2.525.814,58 Araçatuba 78.675,07 Sede Rua São Paulo, 538 42.097,88 C. Conv. Rodovia Marechal Rondon km 525 - 24.200 m² 36.577,19 Araraquara 114.208,52 C. Conv. Alam. do Bosque - Lotes 32,34 e 36 - 15.870 m² 65.484,73 Lote 30, Quadra E do loteamento Recreio Campestre Idanorma 48.723,79

2006 408,48 28.131,00 25.495,17 2.635,83 3.390.330,46 480.063,94 77.270,78 101.568,82 1.435.522,06 12.276,00 380.333,13 925.349,91 373,47 (22.427,65) 105.847,67 105.847,67 10.390,49 10.390,49 9.828,02 9.828,02 0,00 8.000,00 8.000,00 24.285.820,97 0,00 0,00 0,00 0,00 24.285.820,97 4.782.354,79 2.166.894,13 1.212.134,89 917.605,80 0,00 6.192,24 6.192,24 6.192,24 6.192,24 6.192,24 6.192,24 8.052,47 8.052,47 2.287.879,63 78.675,07 42.097,88 36.577,19 113.497,73 65.484,73 48.013,00

29


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Bauru 50.924,93 C. Conv.Quadra A - Rod. Bauru Iacanga 8.285,53 Lote 15 Rod. Bauru Iacanga - 12.180 m² 42.639,40 Campinas 127.117,61 Sede Rua Dr. Arnaldo de Carvalho, 21 53.850,00 C. Conv .Bairro Betel Município de Paulínia - 20.017,30 m² 73.267,61 Franca 23.703,71 C. Conv. Rodovia Franca Ibiraci km 5 - 10.119 m² 23.703,71 Jundiaí 115.700,95 C. Conv. Bairro Engordadouro 115.700,95 Marília 89.482,61 C. Conv. Av. José P. Gervasio Lote 5 e 6 - 10.000 m² 89.482,61 Presidente Prudente 215.157,96 C. Conv.Município de Álvares Machado 174.350,96 Fazenda Pirapó - Sto. Anastácio 48.400 m² 25.894,00 Terreno c/ 26.500 m² 14.913,00 Ribeirão Preto 68.581,47 Sede Edif. Santa Lídia - R.Américo Brasiliense - 10º- sls 1008, 1009 e 1010 22.027,38 C. Conv. Rua E, 15 Recreio Internacional - 5.000 m² 46.554,09 Santos 214.607,37 Sede Av. Conselheiro Nébias, 576 214.607,37 Santo André 158.631,16 Sede Rua Doutor Dupre, 50 158.631,16 São José Rio Preto 79.236,74 Sede Av. Francisco das Chagas Oliveira, 245 45.142,40 C. Conv. Morada Campestre - 5.250 m² 3.861,99 C. Conv. Morada Campestre - Lote 5 Quadra H 30.232,35 Sorocaba 88.782,53 C. Conv. Recanto da Serrinha - 14.917,35 m² 88.782,53 Taubaté 78.593,00 Sede Rua José Dias de Carvalho, terreno 07 quadra H 78.593,00 Caçapava 64.367,17 C. Conv. Sítio Morro Verde - Caçapava - 20.296 m² 53.945,90 Bairro Dois Córregos - 10.000 m² 10.421,27 Guarulhos 958.043,77 C. Conv. Via Marginal da Rodovia Ayrton Senna 958.043,77 Osasco 0,01 C. Conv. Rua Manoel da Nóbrega S/N - Jd. Adalgiza 0,01 Permissão de uso conforme decreto 8231 - de 18/10/1995 - Pref.de Osasco Obras Preliminares e Complementares 319.528,56 C. Conv. Via Marginal da Rodovia Ayrton Senna 319.528,56 Edificações 14.863.342,41 Sede Edifício Afresp 9.750.444,38 Sub-Sede Rua Roberto Simonsen, 62 sala 21 147.015,08 Regionais 12.417.899,47 Araçatuba 640.973,57 Araraquara 377.235,11 Bauru 573.329,69 Campinas 1.154.255,78 Franca 164.711,31

30

2006 50.924,93 8.285,53 42.639,40 127.117,61 53.850,00 73.267,61 23.703,71 23.703,71 115.700,95 115.700,95 89.482,61 89.482,61 215.157,96 174.350,96 25.894,00 14.913,00 68.581,47 22.027,38 46.554,09 214.607,37 214.607,37 0,00 0,00 79.236,74 45.142,40 3.861,99 30.232,35 88.782,53 88.782,53 0,00 0,00 64.367,17 53.945,90 10.421,27 958.043,77 958.043,77 0,01 0,01 319.528,56 319.528,56 16.142.903,92 9.750.444,38 66.115,82 13.017.588,09 640.973,57 377.235,11 573.329,69 1.154.255,78 161.600,45


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Guarulhos 2.506.084,67 Jundiaí 546.901,72 Marília 914.307,63 Osasco 2.152.931,33 Pres.Prudente 809.110,98 Ribeirão Preto 425.487,17 Santos 399.510,96 Santo André 108.524,00 S. J. Rio Preto 412.904,62 Sorocaba 301.738,02 Vale do Paraíba 929.892,91 ( - ) Depreciação Acumulada (7.452.016,52) Instalações 338.221,66 Sede 1.461.054,41 Sub-Sede 17.981,11 Regionais 191.702,95 Araçatuba - C.Conv. 2.374,00 Araçatuba - Sede 3.640,50 Araraquara - C.Conv. 1.570,00 Araraquara - Sede 3.215,50 Bauru - C. Conv. 7.634,20 Bauru - Sede 3.109,00 Campinas - C.Conv. 10.667,27 Campinas - Sede 870,00 Guarulhos - Sede 1.096,00 Guarulhos - C. Conv. 2.784,00 Jundiaí - C.Conv. 10.665,80 Jundiaí - Sede. 927,00 Marília - C.Conv. 3.450,13 Marília - Sede 2.809,00 Osasco - C. Conv. 21.828,70 Piracicaba - Sede 2.634,40 Pres.Prudente - C.Conv. 15.749,00 Ribeirão Preto - C.Conv. 3.556,02 Ribeirão Preto - Sede 1.646,00 S.J.Campos - Sede 4.115,00 S.J.Rio Preto - Sede 4.282,92 S.J.Rio Preto - C.Conv. 21.413,11 Santo André 640,00 Santos - Praia 9.805,00 Santos - Sede 39.148,00 Sorocaba - C.Conv. 297,00 Vale do Paraíba 11.775,40 ( - ) Depreciação Acumulada (1.332.516,81) Máquinas e Equipamentos 204.005,71 Sede 416.584,97 Sub-Sede 262,50 Regionais 222.311,03 Araçatuba 25.414,20 Araraquara 4.066,90

2006 2.462.419,74 545.301,72 829.377,08 2.152.931,33 761.070,83 425.487,17 399.120,96 920.181,27 382.672,46 301.738,02 929.892,91 (6.691.244,37) 456.913,58 1.449.539,29 17.981,11 164.031,45 2.374,00 3.640,50 1.570,00 3.215,50 4.842,20 3.109,00 10.667,27 870,00 1.096,00 2.784,00 10.665,80 927,00 3.450,13 2.809,00 20.278,70 2.634,40 15.749,00 3.036,02 1.646,00 4.115,00 4.282,92 12.288,11 640,00 8.840,00 26.559,00 297,00 11.644,90 (1.174.638,27) 229.638,15 364.913,08 0,00 202.847,23 21.301,30 3.434,90

31


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Bauru 14.098,28 Campinas 15.642,95 Franca 6.771,68 Guarulhos 25.214,30 Jundiaí 2.871,54 Marília 9.395,50 Osasco 19.388,22 Piracicaba 1.738,21 Presidente Prudente 19.804,39 Ribeirão Preto 11.607,23 Santos 31.067,60 Santo André 529,50 S.J.Campos - Sede 363,50 São J. Rio Preto 14.912,00 Sorocaba 7.954,65 Taubaté 330,50 Vale do Paraíba 11.139,88 ( - ) Depreciação Acumulada (435.152,79) Informática 896.887,90 Equipamentos de Processamentos Eletrônicos de Dados 300.442,04 Sede 1.202.208,71 Sub -Sede Centro 12.254,89 Regionais 230.890,09 Araçatuba 12.144,16 Araraquara 15.552,24 Bauru 11.054,35 Campinas 15.379,92 Franca 10.782,01 Guarulhos 14.593,48 Jundiaí 10.986,70 Marília 15.381,24 Osasco 10.691,45 Piracicaba 11.786,19 Presidente Prudente 7.667,23 Ribeirão Preto 17.572,90 Santo André 10.208,41 Santos 13.301,17 São J. dos Campos 13.518,64 São J. Rio Preto 17.653,87 Sorocaba 10.614,21 Taubaté 12.001,92 ( - ) Depreciação Acumulada (1.144.911,65) Sistemas Aplicativos - Softwares 596.445,86 Sede 1.565.581,54 Sub-Sede 4.135,71 Regionais 50.622,79 Araçatuba 1.346,50 Araraquara 2.320,51 Bauru 4.209,56 Campinas 3.351,81

32

2006 11.962,59 15.070,00 4.324,68 24.692,80 2.834,04 7.608,45 18.433,72 1.479,00 19.277,89 11.349,23 31.548,60 0,00 257,00 14.333,00 7.702,15 0,00 7.237,88 (338.122,16) 1.081.362,09 439.612,83 1.209.648,46 20.004,43 271.379,76 11.958,60 15.559,66 14.471,85 21.564,67 11.002,01 17.611,98 13.677,17 18.050,74 13.699,91 11.171,13 12.893,73 14.897,90 13.480,42 16.684,98 20.565,13 15.889,79 13.065,71 15.134,38 (1.061.419,82) 641.749,26 1.431.645,31 3.819,79 41.122,02 811,50 1.881,51 1.974,57 5.001,94


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Franca 1.121,50 Guarulhos 3.162,06 Jundiaí 2.811,44 Marília 771,57 Osasco 2.489,07 Piracicaba 4.741,04 Presidente Prudente 2.108,57 Ribeirão Preto 6.737,42 S.J.Campos 5.551,55 S.J.Rio Preto 3.119,93 Santo André 829,56 Santos 1.615,57 Sorocaba 2.699,56 Taubaté 1.635,57 ( - ) Amortização Acumulada (1.023.894,18) Móveis e Utensílios 466.739,25 Sede 1.206.085,79 Sub-Sede 53.493,92 Regionais 584.093,84 Araçatuba 40.734,51 Araraquara 40.189,80 Bauru 23.883,21 Campinas 24.451,33 Franca 15.127,70 Guarulhos 55.021,06 Jundiaí 27.498,57 Marília 37.040,45 Osasco 23.311,67 Piracicaba 20.006,14 Presidente Prudente 53.032,17 Ribeirão Preto 52.747,07 Santo André 19.349,78 Santos 47.548,89 São J. dos Campos 11.187,58 São J. Rio Preto 30.378,34 Sorocaba 30.896,88 Taubaté 9.033,17 Vale do Paraíba 22.655,52 ( - ) Depreciação Acumulada (1.376.934,30) Equipamentos de Telefonia 32.799,89 Sede 64.298,73 Sub-Sede Centro 975,00 Regionais 3.080,75 Campinas 1.250,75 Marília 580,00 S.J.Rio Preto 1.250,00 Vale do Paraíba 0,00 ( - ) Depreciação Acumulada (35.554,59) Refeitório 17.679,46 Sede 112.460,03

2006 1.121,50 2.569,07 2.372,44 236,57 3.374,07 4.302,04 2.108,57 4.673,44 3.772,58 1.648,94 236,57 1.176,57 2.663,57 1.196,57 (834.837,86) 524.189,79 1.175.719,91 49.370,41 540.931,89 39.031,51 39.679,80 24.241,45 23.057,96 14.568,70 53.850,31 21.039,72 36.922,01 22.464,67 20.006,14 37.544,37 52.197,84 19.349,78 37.085,50 10.211,58 30.200,69 27.707,95 9.116,39 22.655,52 (1.241.832,42) 32.731,32 59.152,83 0,00 3.450,75 1.250,75 580,00 1.250,00 370,00 (29.872,26) 29.804,10 112.460,03

33


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Regionais 9.000,00 Guarulhos - Centro Conv. 9.000,00 ( - ) Depreciação Acumulada (103.780,57) Telefonia Skype 5.129,62 Sede 4.309,94 Sub Sede 281,45 Regionais 1.442,73 Araçatuba 67,50 Araraquara 67,50 Bauru 67,50 Campinas 138,81 Franca 67,50 Guarulhos 67,50 Jundiaí 67,50 Marília 67,50 Osasco 81,30 Piracicaba 67,50 Presidente Prudente 67,50 Ribeirão Preto 67,50 S.J.Campos 138,81 S.J.Rio Preto 67,50 Santo André 67,50 Santos 67,50 Sorocaba 67,50 Taubaté 138,81 ( - ) Depreciação Acumulada (904,50) Veículos 260.260,09 Sede 355.301,03 Regionais 9.700,00 Sorocaba 9.700,00 ( - ) Depreciação Acumulada (104.740,94) Obras em andamento 872.159,34 Sub-Sede Regionais 872.159,34 Araraquara - Centro Conv. 144.524,19 Bauru - Centro Conv. 7.293,54 Campinas - Centro Conv. 42.366,52 Franca - Centro Conv. 27.333,57 S.J.Rio Preto - Centro de Cov. 74.817,29 Sorocaba - C.Conv. 244.533,69 Vale do Paraíba - Centro de Conv. 331.290,54 Outras Imobilizações 344.402,87 Linhas Telefônicas 94.402,87 Sede 39.184,24 Sub-Sede Centro 2.200,00 Regionais 53.018,63 Araçatuba 3.600,00 Araraquara 3.650,00 Bauru 1.586,00 Campinas 4.300,00

34

2006 9.000,00 9.000,00 (91.655,93) 3.950,23 2446,94 281,45 1.442,73 67,50 67,50 67,50 138,81 67,50 67,50 67,50 67,50 81,30 67,50 67,50 67,50 138,81 67,50 67,50 67,50 67,50 138,81 (220,89) 214.176,89 330.657,82 9.700,00 9.700,00 (126.180,93) 443.393,24 80.899,26 362.493,98 2.450,00 0,00 0,00 0,00 18.547,00 244.533,69 96.963,29 344.402,87 94.402,87 39.184,24 2.200,00 53.018,63 3.600,00 3.650,00 1.586,00 4.300,00


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 Franca 1.450,00 Guarulhos 3.500,00 Marília 2.400,00 Osasco 3.975,00 Piracicaba 2.450,00 Pres. Prudente 1.300,00 Ribeirão Preto 3.450,00 S. J. dos Campos 1.900,00 S.J.Rio Preto 5.200,00 Santo André 2.917,63 Santos 3.600,00 Sorocaba 5.940,00 Taubaté 1.800,00 Adiantamento para Imobilizado 250.000,00 Diferido 74.157,75 Software - Afresp 74.157,75

2006 1.450,00 3.500,00 2.400,00 3.975,00 2.450,00 1.300,00 3.450,00 1.900,00 5.200,00 2.917,63 3.600,00 5.940,00 1.800,00 250.000,00 0,00 0,00

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007 PASSIVO

2006

57.961.071,95

52.492.202,05

PROVISÕES TÉCNICAS

0,00

952.072,00

Resolução RDC nº.77

0,00

952.072,00

CIRCULANTE

8.437.040,25

7.528.040,40

Eventos a Liquidar c/Op.de Assist.à Saúde

4.618.447,61

3.608.326,05

Eventos a Liquidar c/Op.de Assist.à Saúde

4.605.073,15

3.539.263,63

13.374,46

69.062,42

542.948,69

1.137.296,70

47.488,56

211.759,32

0,00

130.827,02

47.488,56

80.073,33

0,00

858,97

495.460,13

925.537,38

Devoluções Excessos Amafresp

0,00

187,47

Taxa de Adm. Amafresp a Pagar

495.460,13

925.349,91

55.087,28

58.123,66

55.087,28

58.123,66

573.580,62

542.899,93

82,88

-

573.497,74

542.899,93

38.123,13

47.884,41

32.176,57

42.256,79

5.946,56

5.627,62

Retenções de Impostos e Contribuições

307.410,55

239.703,86

Imposto de Renda Retido na Fonte

71.853,68

55.548,95

IRRF a Recolher - Afresp

29.279,38

9.877,32

Reembolso Associados Débitos de Op.de Assistência à Saúde Operadoras de Saúde de Assist.Méd.Hosp. Outros Débitos de Op.de Assistência Médico-Hosp Convênio Odontológico Reembolso Odontológico Outros Débitos de Op.de Assistência à Saúde

Débitos Com Op. De Assist. a Súde não Relacionados com Pl. Atendimentos Prestados por Reciprocidade Provisões Trabalhistas Provisão - Décimo Terceiro Salário Provisão - Férias Vencidas Tributos e Encargos a Recolher FGTS a Recolher PIS a Recolher - Folha

35


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007

2006

IRRF a Recolher - Amafresp

42.574,30

45.671,63

Imposto Sobre Serviços retido na Fonte

10.780,18

2.370,30

ISS a Recolher - Afresp

3.653,52

2.370,30

ISS a Recolher - Amafresp

7.126,66

0,00

Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido

1.824,32

1.898,21

CSLL a recolher - Amafresp

1.824,32

1.898,21

PIS

1.185,81

1.233,85

PIS a Recolher - Amafresp

1.185,81

1.233,85

Contribuição Previdênciarias Retidas

203.530,35

165.753,50

INSS a Recolher - Folha

114.112,79

100.200,04

6.772,61

4.644,56

INSS a Recolher - Amafresp

82.644,95

60.908,90

Outras Retenções

18.236,21

12.899,05

36,05

30,22

18.200,16

12.868,83

2.301.442,37

1.893.805,79

Obrigações com o Pessoal

173.963,67

152.625,11

Salários e Ordenados

172.859,67

152.171,28

Honorários Profissionais

1.104,00

453,83

Outras Obrigações com Pessoal

1.431,26

409,80

256,07

199,61

Pensão a Pagar

1.175,19

210,19

Fornecedores

599.988,30

410.395,11

Sede

462.102,48

356.479,49

Regionais

137.885,82

53.915,62

3.168,93

3.005,73

808,51

925,78

1.324,48

5.521,65

46.037,07

3.585,64

Franca

1.211,27

1.194,87

Guarulhos

5.759,58

6.763,92

Jundiaí

1.011,42

1.062,24

Marília

453,27

444,27

Osasco

5.349,28

10.722,34

Piracicaba

1.578,20

842,00

Presidente Prudente

3.249,96

1.610,71

Ribeirão Preto

2.250,00

1.823,61

São José dos Campos

1.719,15

3.095,62

São José do Rio Preto

55.453,22

1.926,14

Santo André

643,33

600,00

Santos

678,29

3.858,23

6.602,86

3.846,87

587,00

3.086,00

INSS a Recolher - Mão-de-obra

CSLL/PIS/COFINS a recolher - Afresp CSLL/PIS/COFINS a recolher - Amafresp Débitos Diversos

Contribuição Sindical

Araçatuba Araraquara Bauru Campinas

Sorocaba Taubaté

36


BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 2007

2006

Outras Obrigações

1.526.059,14

1.330.375,77

Seg.Vida - Vera Cruz Seguradora S/A

1.513.701,49

1.326.193,92

Devoluções a Efetuar

2.819,28

3.823,74

Créditos Bancários

9.538,37

358,11

EXIGÍVEL A LONGO PRAZO

6.672.436,27

6.332.961,15

Provisões

5.131.903,26

4.907.178,45

Provisões para Contigência Cível

146.202,46

148.202,46

Contingências Amafresp

146.202,46

148.202,46

Provisão para Contigência Trabalhista

153.258,35

760.433,18

Contingências Trabalhistas

153.258,35

760.433,18

Provisão para Outras Contingências

4.832.442,45

3.998.542,81

Contingências Previdenciárias

4.832.442,45

3.998.542,81

Débitos Diversos

1.540.533,01

1.425.782,70

Outras Exigibilidades de Longo Prazo

1.540.533,01

1.425.782,70

Fundafresp

1.132.732,10

1.018.934,42

Arrecadação

745.719,85

715.596,13

Rendimento de Aplicações

386.849,29

303.175,50

162,96

162,79

257.321,76

256.369,13

Arrecadação - Casa do AFR

7.321,76

6.369,13

Construção da Casa do AFR

250.000,00

250.000,00

150.479,15

150.479,15

150.479,15

150.479,15

128.799,77

300.532,61

128.799,77

300.532,61

42.722.795,66

37.378.595,89

168.251,94

168.251,94

4.263.829,94

3.975.215,51

210.743,79

210.478,79

2.865.306,19

2.824.896,88

Arrecadação Casa do AFR

706.237,06

572.567,68

Rendimento de Aplicações Casa do AFR

481.542,90

367.272,16

3.820.615,02

3.495.046,69

Fundo de Reserva - Afresp

2.491.871,26

2.461.000,00

Rendimento de Aplicações F.R - Afresp

1.328.743,76

1.034.046,69

29.740.081,75

26.423.826,94

28.591.895,17

26.140.883,42

1.148.186,58

282.943,52

4.730.017,01

3.316.254,81

Resultado do Exercício - Afresp

3.110.767,75

2.451.011,75

Resultado do Exercício - Amafresp

1.619.249,26

865.243,06

Juros Ativos - Fundafresp Casa do AFR

Outras Adiantamento de Associados (AGE 17.02.01) Resultados de Exercícios Futuros Receita Antecipada Seguro de Vida Patrimônio Social Fundo Social Reservas Patrimoniais Doações Contribuição Estatutária

Reservas Estatutárias

Superávits ou Déficits Acumulados Resultados de Exercícios Anteriores - Afresp Resultados de Exercícios Anteriores - Amafresp Resultado do Exercício

37


“PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES” Ilmos. Srs. Diretores de AFRESP - ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO 1. Examinamos os Balanços Patrimoniais da AFRESP - ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, levantados em 31 de Dezembro de 2007 e 2006 e as respectivas Demonstrações do Resultado, das Mutações do Patrimônio Líquido e das Origens e Aplicações de Recursos, relativas aos exercícios findos naquelas datas, elaboradas sob a responsabilidade de sua Administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas Demonstrações Contábeis. 2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as Normas de Auditoria e compreenderam: (a) - o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o volume de transações e o sistema contábil e de controles internos da Associação; (b) - a constatação, com base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e as informações contábeis divulgados; e, (c) - a avaliação das práticas e das estimativas contábeis mais representativas adotadas pela Administração da Associação, bem como da apresentação das Demonstrações Contábeis tomadas em conjunto. 3. Em nossa opinião, as Demonstrações Contábeis referidas no primeiro parágrafo, representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da AFRESP - ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES FISCAIS DE RENDAS DO ESTADO DE SÃO PAULO em 31 de Dezembro de 2007 e 2006, o resultado de suas operações, as mutações do patrimônio líquido e as origens e aplicações de seus recursos, correspondentes aos exercícios findos naquelas datas, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. São Paulo, 07 de Março de 2008.

CRC 2SP 002000/O-0 Member of MILTON MIRANDA RODRIGUES Diretor Contador – CRC 1SP112905/O-5

Soto

AFR João Álfaro Soto

Parecer do Conselho Deliberativo

São Paulo, 01 de julho de 2008 Ofício Conselho Deliberativo n.º 35/08 Do: Presidente do Conselho Deliberativo Ao: Sr. Luiz Carlos Toloi Junior - Presidente da Afresp Assunto: Aprecisação do Balanço Anual e da prestação de contas de 2007 Prezado Senhor Presidente Informamos à Vossa Senhoria, e à Diretoria Executiva, que o Conselho Deliberativo em reunião do dia 28 de junho de 2008, nos termos do artigo 31, inciso XVI, do Estatuto Social, examinando o Balanço Anual e a prestação de contas do exercício de 2007, objeto de parecer favorável da Comissão Fiscal decidiu examiná-lo, aprovando-o por unanimidade. Atenciosamente João Álfaro Soto Presidente do Conselho Deliberativo “Não nos chamem unicamente os trabalhos fáceis”

38


Toloi Junior

AFR Luiz Carlos Toloi Junior

Perspectivas para o ano de 2008

O ano de 2008 será marcado pelo aniversário de 60 anos da Afresp. Planejadas pelo Departamento de Marketing & Comunicação desde junho de 2007, as atividades comemorativas serão iniciadas com o já tradicional Culto Ecumênico em Ação de Graças por seis décadas de serviços prestados aos nossos associados. As comemorações acontecerão em todo o Estado, dando seqüência à diretriz desta gestão em propiciar maior participação e engajamento das regionais, em suas sedes, em aniversários da Afresp, e como instrumento de união do corpo associativo. Para não reverter em ônus financeiro para o associado, a Diretoria Executiva buscará patrocínio junto aos parceiros da Afresp, estando estimado em R$400.000,00 o aporte de recursos desta natureza. A partir do início de comemorações com o Culto Ecumênico, será disponibilizada no site da Afresp uma retrospectiva histórica de cada decênio, contendo textos, fotos da época e vídeos de alguns colegas que tiveram influência na linha do tempo dos 60 anos, acompanhada de um caderno que documenta, por escrito e com ilustrações, os fatos que marcaram a vida da Afresp e as circunstâncias em que ocorreram. A história de lutas relatada nestes documentos, no entanto, terá continuidade com a questão ainda não resolvida do brutal corte de remunerações, proventos e pensões, acompanhado de um achatamento salarial sem precedentes, ocasionado pela reforma da previdência de 2003. Agindo sempre em sintonia e apoio ao sindicato da classe, a Afresp envidará todos os esforços para reverter a situação de injustiças que fulminou o fisco estadual e desestruturou a Administração Tributária. No último ano da gestão 2006/2008, a Diretoria Executiva e as Diretorias Designadas não deixarão que a eficiência e qualidade dos serviços sejam prejudicadas, ao contrário, darão tudo de si para melhorar ainda mais o seu desempenho em prol do associado. Prosseguirá com o aperfeiçoamento dos serviços médicos e demais serviços, com a costumeira disposição de redução de gastos sem prejuízo da qualidade. A Amafresp, além de um número superior a 1.000 procedimentos a mais que os exigidos pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, dará continuidade à implantação de cinco outros constantes do rol da referida ANS: vasectomia, laqueadura, implante de DIU, terapia ocupacional e nutrição, com ampliação do credenciamento médico, em benefício de nossos filiados. Aperfeiçoará e ampliará o Atendimento Domiciliar da Amafresp - ADA e o sistema de atendimento itinerante pelo Estado, nos municípios não detentores de sede regional e de população representativa de filiados.

O Fundafresp prosseguirá no atendimento aos necessitados e no aumento de reservas para a implantação da Casa do AFR. A Diretoria de Esportes intensificará atividades, dessa feita em clima de comemoração de aniversário da entidade. A Diretoria de Aposentados e Previdência manterá suas portas abertas, acolhendo os mais idosos e a Ouvidoria estará atenta em encaminhar soluções aos problemas encontrados e a Comissão de Sindicâncias espera tratar com justiça eventuais irregularidades de associados. Para que tudo saia a contento neste ano especial de aniversário, as Diretorias-meio Financeira e de Regionais, de Administração, de Marketing & Comunicação e de Tecnologia da Informação aportarão os recursos necessários, sejam financeiros, de infraestrutura, de planejamento, registro e divulgação, ou ainda de processamento de dados. A Diretoria Executiva continuará contando com a dedicação sempre presente dos senhores Diretores Regionais e com o equilíbrio e apoio do Conselho Deliberativo na vigilância e acompanhamento de suas ações. Agiremos todos com um só objetivo: melhorar, ampliar os serviços da Afresp como contraprestação da confiança depositada pelo associado, para reforçar a solidez da entidade e corresponder à tradição herdada. TRADIÇÃO, SOLIDEZ E CONFIANÇA é o lema dos 60 anos que procuraremos traduzir em realidade cada vez mais presente.

A Diretoria de Seguros aperfeiçoará seu sistema de metas que resultou em crescimento significativo de sua carteira no ano de 2007. A Diretoria de Convênios e Cultura dedicar-se-á aos eventos comemorativos dos 60 anos durante 2008, a par da ampliação de parcerias e convênios. Tem sido preocupação desta gestão despender o mínimo de recursos próprios para a realização de eventos de qualquer natureza e, para tanto, em 2008 estará empenhada na consecução de patrocínios de nossos parceiros, o que tem ocorrido com relativo sucesso.

39



Relatório anual 2007