Page 6

10

ATRATIVIDADE DO BRASIL COMO POLO INTERNACIONAL DE INVESTIMENTOS E NEGÓCIOS

ATRATIVIDADE DO BRASIL COMO POLO INTERNACIONAL DE INVESTIMENTOS E NEGÓCIOS

DIAGRAMA 2

Em comparação, o crescimento chinês subiu de 8,6% para 11,2%, enquanto o dos Estados Unidos cedeu de 4,3% para 1%;

Sete componentes que fundamentam a formação e excelência de um polo de investimentos e negócios

• O mercado interno tem se fortalecido pelo aumento na participação de classes econômicas com poder de compra: as classes A, B e C respondiam por 55% da população em 2002 e hoje representam 69%2; • A taxa de inflação que, no passado, chegou a cerca de 2.500% ao ano (1993), reduziu-se significativamente desde 1994 e vem se mantendo no patamar de um dígito desde 2003;

7. IMAGEM DO PAÍS

• A dívida líquida do setor público diminuiu de 60,6% do PIB, em 2002, para 40,4%, em 2010. Além disso, desde 2007, o Brasil é credor externo líquido, com as reservas e créditos brasileiros no exterior superando a dívida externa3;

6. CONECTIVIDADE

• O risco-país caiu de mais de 2.000 pontos no índice EMBI+ em 2002, para cerca de 200 pontos em 2010. Adicionalmente, em 2008, o País obteve a nota de “grau de investimento” das principais agências globais de classificação de risco. A despeito dos avanços observados nesta dimensão, ainda existem oportunidades de melhoria para a consolidação da atratividade do País, manifestadas, por exemplo, em:

5. INFRAESTRUTURA FÍSICA

• Aumentar, racionalmente, o nível de investimentos, que foi de apenas 16,7% do PIB, em média entre 2000 e 2009, enquanto países como China, Índia e Cingapura investiram 39,1%, 28,4% e 24,9%, respectivamente4;

4. INFRAESTRUTURA FINANCEIRA

• Manter a inflação sob controle e reduzir seu patamar: a expectativa de inflação brasileira para os próximos cinco anos é de 4,8% ao ano enquanto que, para a economia chinesa, mesmo aquecida, este valor está em 4% ao ano; • Elevar o nível da poupança doméstica para além dos atuais 19%;

3. TALENTOS E CAPITAL HUMANO

• Aplicar plenamente a Lei de Responsabilidade Fiscal (do ano 2000), completar suas lacunas e garantir adequada interpretação, em especial em relação às práticas fiscais da União.

2. AMBIENTE INSTITUCIONAL 2

Fonte: Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas. 3

Fonte: Banco Central do Brasil. 4

1. AMBIENTE MACROECONÔMICO

Fonte: World Bank Data.

Fonte: Worldwide Governance Indicators – World Bank. Indicador: Estabilidade política e ausência de violência (política), de 0 a 100. Pontuações: Brasil: 56; Grã-Bretanha: 56; Estados Unidos: 58; França: 61. 5

2) Ambiente institucional: A capacitação de um país como polo, principalmente em relação a outros centros, também reside em um Estado de Direito sólido, na possibilidade dada aos agentes econômicos de cumprirem rapidamente suas obrigações, e na transparência e eficiência dos processos administrativos. Aqui, o Brasil destaca-se com: • Uma democracia consolidada há mais de 20 anos, reconhecida inclusive por estar em patamar semelhante ao dos Estados Unidos, da França e da Grã-Bretanha, de acordo com ranking do Banco Mundial5 sobre estabilidade política;

11

Atratividade do Brasil como polo internacional de investimentos e negócios  
Atratividade do Brasil como polo internacional de investimentos e negócios  

Neste relatório a BRAiN identifica os 7 pilares que caracterizam a atratividade de um polo internacional de investimentos e negócios e compa...

Advertisement