Page 31

60

ATRATIVIDADE DO BRASIL COMO POLO INTERNACIONAL DE INVESTIMENTOS E NEGÓCIOS

ATRATIVIDADE DO BRASIL COMO POLO INTERNACIONAL DE INVESTIMENTOS E NEGÓCIOS

DIAGRAMA 17

03

Conjunto de talentos brasileiros é 25º colocado entre 30 países

Brasil está em 25º lugar de 30 países no Global Talent Index 2012:

talentos e capital humano

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15.

Um polo de negócios baseia-se na existência de atividades que suportem a interação econômica entre diferentes agentes. Por sua natureza, a formação deste centro depende integralmente da existência de um conjunto de talentos estruturado e desenvolvido, o qual possa fornecer mão de obra e conhecimento técnico necessários para a realização de todas as atividades. Portanto, por estar baseado em uma economia de serviços, um polo tem demanda ainda mais intensa por talentos, já que o setor de serviços é o que mais exige qualificação de pessoas: no Brasil, 67% dos empregados no segmento de serviços têm pelo menos ensino médio completo e 25% têm ensino superior completo, proporções que caem para 43% e 9%, respectivamente, no restante da economia brasileira46.

Apesar de partir de base demográfica sólida e positiva, o conjunto de talentos brasileiro não tem boa colocação se comparado ao de outros países. Ao contrário: o País é o 25º colocado entre 30 países do Global Talent Index49 (veja Diagrama 17). Além disso, as empresas têm a segunda maior dificuldade global de contratar pessoas no Brasil, de acordo com a ManPower50 , empresa de serviços de recursos humanos. Essas barreiras se devem especialmente a lacunas na formação e circulação de talentos.

16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30.

Itália Ucrânia Rússia México Grécia Argentina Tailândia África do Sul Egito

Brasil Turquia Arábia Saudita Nigéria Indonésia Irã

Demografia

Demografia

Formação de talentos

23º

Qualidade do ensino obrigatório

26º

Qualidade do ensino nas universidades e escolas de negócio

23º

Mobilidade e abertura no mercado de trabalho local

24º

Capacidade de atrair talentos de outros países

Circulação de talentos

Nota: Além dos itens apresentados, o ranking considera também “Qualidade do ambiente para gerar e desenvolver talentos”, em que o Brasil está em 19º lugar, e “Capacidade para atrair investimentos estrangeiros diretos”, em que o país está em 18º lugar. / Fonte: Global Talent Index, Heidrick & Strugles.

A importância de talentos é reforçada pela preocupação cada vez maior das empresas em conseguirem acessar trabalhadores de maneira garantida. Um relatório elaborado pelo The Boston Consulting Group (BCG) em conjunto com a Federação Mundial de Associações de Gestão de Pessoas (WFPMA)47 revelou que, no mundo, em média, 24%48 das empresas consideram mudar de localidade em busca de trabalhadores, tendência que vem seguindo a percepção de que talentos devem se tornar ativos cada vez mais escassos nos próximos anos. Serão exploradas, a seguir, a situação atual e as oportunidades de ação sobre o conjunto brasileiro de talentos diante da necessidade de consolidá-lo para permitir a formação de um polo de negócios no País. A análise se dará por meio dos três elementos principais, formadores de um conjunto de talentos: demografia, formação de pessoas e circulação.

Estados Unidos Reino Unido Canadá Holanda Suécia China Alemanha Austrália França Índia Espanha Malásia Coreia do Sul Japão Polônia

Formação e circulação de talentos são as principais lacunas brasileiras:

Demografia A demografia é a base bruta para a formação de um conjunto qualificado de talentos: a disponibilidade de População Economicamente Ativa (PEA) determina a matéria-prima para formar a força de trabalho de um país. 46 Dados referentes ao total de empregados formais no Brasil ao final de 2009. Fonte: RAIS-CAGED. 47 Fonte: World Federation of People Management Associations: Creating People Advantage: How to Address HR Challenges Worldwide through 2015. 48 Média simples entre a porcentagem das diversas regiões.

Fonte: Heidrick & Strugles, Global Talent Index. 49

50 Fonte: ManPower 2010 Talent Shortage Report.

51 Oferta e demanda avaliadas na seção de demografia são puramente quantitativas, isto é, não consideram a qualificação das pessoas. 52

Fonte: Stimulating Economies through Fostering Talent Mobility.

Em demografia, o Brasil parte de grande vantagem estrutural, sendo a maior economia do mundo a apresentar crescimento de PEA suficiente para suprir o crescimento esperado na demanda por pessoas para o trabalho51. Um estudo divulgado pelo BCG em conjunto com o Fórum Econômico Mundial (WEF) no início de 201052 mostra que todas as economias atualmente maiores do que a brasileira – Estados Unidos, China, Japão, Alemanha, França e Reino Unido – terão demanda por pessoas crescendo a taxas maiores do que a oferta (veja Diagrama 18). Diante da perspectiva de escassez de talentos já vivida por diversos países com população de maior idade média, empresas afirmam que dependerão menos de recru-

61

Atratividade do Brasil como polo internacional de investimentos e negócios  
Atratividade do Brasil como polo internacional de investimentos e negócios  

Neste relatório a BRAiN identifica os 7 pilares que caracterizam a atratividade de um polo internacional de investimentos e negócios e compa...

Advertisement