Page 1

INFORMATIVO SEMANAL 23/02/18 | Ed. 59 | Ano III mais em www.ibcc.org.br

Arte em reaproveitar materiais hospitalares Profissional da Manutenção do IBCC cria peças a partir de objetos que seriam descartados

Pintura e talento para a música

P

romover a cultura ambiental a partir de peças e materiais hospitalares que iriam para o lixo, construindo objetos que ganham utilidade, reduz custos em algumas áreas e ainda deixam pavimentos e salas mais bonitos. É com essa mentalidade que o oficial de manutenção do IBCC, Dilermano Gonçalves Franceschini, colocou em prática um talento natural em benefício da arte e da preservação ambiental. “Seria muita sucata descartada na natureza, então porque não reaproveitá-la, criando objetos que podem ser usados de diversas maneiras?”, destaca o profissional, que está há seis anos no hospital. Ele entrou como pedreiro júnior, atuando em reformas e reparos em diversas áreas do hospital. Em 2013, com a abertura da oficina de manutenção do IBCC, ele passou a atuar no ajuste de diversas peças, além de seguir nos serviços gerais. Um de seus primeiros trabalhos de adaptação com aproveitamento de materiais foi na unidade de Transplan-

te de Células Tronco-Hematopoiéticas (TCTH), onde fez pequenos ajustes na infraestrutura do telhado. Investimento Dilermano Gonçalves percebeu que alguns serviços do IBCC eram terceirizados e como tinha talento e disposição para resolvê-los, se colocou à disposição para contribuir. Foi quando a direção do hospital investiu no profissional, matriculando-o num curso de soldas TIG, atendendo a um pedido do próprio oficial de manutenção. “Foram seis meses de muito aprendizado, que utilizo diariamente aqui no IBCC. Agradeço sempre essa oportunidade”, frisa. Com o conhecimento, ele começou a reaproveitar diversos materiais. Um deles gera grande economia para o

A partir de um carretel de cabos que seria descartado, a criação de uma mesa de centro, vernizada, tinta envelhecida, pintura artística e que agora vai dar um toque de classe e consciência ambiental numa das salas do IBCC – unidade Jaçanã. Ele foi incentivado a reaproveitar o material para criar as peças, pela técnica de segurança do Sesmt, Sônia Ibitinga, que identificou a oportunidade ao saber da capacidade do profissional da oficina de manutenção. Dilermano Gonçalves herdou parte desse talento da música, quando ainda jovem e tocava com o irmão (que é Luthier – artesão que constrói violões), mas acabou seguindo para outro caminho. “Estou muito feliz aqui no IBCC no meu trabalho do dia a dia, assim como essa oportunidade de elaborar peças de arte, criar materiais com objetos que seriam descartados. Todos os dias aprendo um pouco e vejo com muita satisfação essa oportunidade”, pontuou o profissional. IBCC. Com suportes de soro que já não servem para utilização, ele cria cabides para aventais de chumbo que, além de ser uma economia em dinheiro, evita que materiais degradem ainda mais o meio ambiente. Com o mesmo suporte, ele reaproveita para reforçar cadeiras que perdem a firmeza após o uso contínuo. “É um pouco de paciência, técnica e vontade de criar. Nem tudo que se joga fora é lixo e sabendo aproveitar da maneira correta a gente evita que muita coisa vai parar na natureza, degradando nosso meio ambiente”, sintetiza.

Superintendente: Justino Scatolin | Dir Geral: Domingos Sávio Alves de Faria | Dir Téc Científico: Dr. João Carlos Guedes Sampaio Goes | Dir Administrativa: Joyce Romanelli | Dir Téc Médico: Dr. Walter Galvão Dir Clínica: Dra. Karina Infante | Dir de Negócios e Gestor Médico Comercial: Dr. Paulo Angelis | Dir de Serv. de Apoio: Stela Bridi | Dir de Serv. Administrativos: Carla Petreca | Jornalistas: Lilian Cacau e Roberto Bertozi Web Comunicação - 11 3474 9282 | www.ibcc.org.br

Informatico IBCC - 23/02/2018  
Informatico IBCC - 23/02/2018  
Advertisement