Page 1

INFORMATIVO SEMANAL 19/05/17 | Ed. 20 | Ano II

Refeições pré-prontas são alternativa moderna em grandes cozinhas

Thais Cardenas e Ivanice Araújo: são servidas por mês mais de 30 mil refeições na Unidade Mooca.

Matéria completa: www.ibcc.org.br

Redução no desperdício Em julho do ano passado, quando o setor adequou às refeições pré-prontas congeladas, havia acúmulo de sobra de alimentos em torno de 268 quilos. No mês de março esse número caiu para 118 quilos, uma queda de mais de 55%. Para Ivanice Araújo, nutricionista responsável pela produção (planejamento do cardápio), a baixa nos números reflete a importância das campanhas realizadas pelo setor e a maior conscientização dos profissionais, além da possibilidade de trabalharmos melhor descongelando apenas o que será utilizado no dia.

Saborosas, variadas e igualmente nutritivas. Apesar de ser comum a crítica a comidas de hospitais e a comidas congeladas, no geral, no IBCC o que se vê é algo muito diferente. Especialmente após uma mudança no modelo de preparo da refeição para os profissionais da instituição. Desde julho do ano passado, o Serviço de Nutrição e Dietética (SND) adotou o serviço de comida congelada (ou pré-pronta), adquirida diretamente de uma fábrica de congelados instalada em Pindamonhangaba (SP), especializada neste tipo de tecnologia. A produção da alimentação de pacientes e acompanhantes segue sendo feita na cozinha do IBCC. Segundo a responsável pelo setor de nutrição, Thais Cardenas, o objetivo não foi reduzir custos, mas trocar por algo prático e que ajudasse a tornar o processo mais organizado e produtivo. “Além do mais, com preparações quase prontas, sobra tempo para conseguirmos maior variedade de cardápio para pacientes, deixando-os mais satisfeitos”, salienta Thais Cardenas. Para os profissionais do IBCC, o novo modelo trou-

xe melhorias imediatas no padrão apresentado, maior controle de qualidade e porcionamento, e investimento em diversidade do cardápio. No IBCC – Unidade Jaçanã – as refeições também são fornecidas pela mesma fábrica.

Qualidade Alimento congelado é um alimento preservado pelo processo de congelamento, que diminui a sua decomposição, reduzindo a possibilidade de crescimento de bactérias e não se perde nada em valor nutricional, ganhando tempo e espaço. Na indústria, as preparações prontas são embaladas e levadas a um túnel de resfriamento rápido (em 45 minutos os pratos já estão congelados, garantindo a manutenção das características do produto final). Na cozinha do IBCC, as preparações são descongeladas, seguindo as boas práticas recomendadas pela legislação sanitária.

Superintendente: Justino Scatolin | Dir Geral: Domingos Sávio Alves de Faria | Dir Técnico: Dr. João Carlos Sampaio Dir Administrativa: Joyce Romanelli | Dir Clínica: Dra. Karina Infante | Dir de Negócios e Gestor Médico Estratégico: Dr. Paulo Angelis | Dir de Serv. de Apoio: Stela Bridi | Dir de Serv. Administrativos: Carla Petreca Jornalistas: Lilian Cacau e Roberto Bertozi | Agência: Web Comunicação (lilian.comunicacao@ibcc.org.br) 11 3474 9282 | www.ibcc.org.br

Boletim IBCC - 19/05/2017  
Advertisement