Page 1

ANO 6 | Nº 34 | 2012 | R$ 15,00

Resiplan 35 Anos A EMPRESA QUE CONSTRÓI SONHOS, AGORA FAZ HISTÓRIA COM O BOULEVARD CIDADE

CASAMENTOS | SAÚDE | MODA | GASTRONOMIA | JÓIAS | TURISMO | EDUCAÇÃO


expediente DIRETOR GERAL:

Sandro Coltri sandro@botucatuespecial.com.br DIRETOR COMERCIAL:

Edgar Marcos Paim edgar@botucatuespecial.com.br GESTORA:

Simone Alexandre simone@botucatuespecial.com.br REDAÇÃO:

Júnior Quinteiro redacao@botucatuespecial.com.br COLUNISTA SOCIAL:

Márcia Mazzoni Paim marcia@botucatuespecial.com.br MERCADO LEITOR:

Michele Ribas Coltri michele@botucatuespecial.com.br PROJETO GRÁFICO / DIAGRAMAÇÃO:

Priscila Farias www.priscilafarias.com.br COLABORADORES:

Anita Rachel Nogueira, Bruno Giraldi, Caiê Pires de Almeida, Carolina Saran, Edil Gomes, Elaine Gagete Miranda da Silva, Elaine Silva Winckler, Fabíola Zahn, Flávio Fogueral, Francisco Pupo, Homero Cordeiro, Joel Nogueira, José Eduardo Afonso, Lique Tavares, Marcelo Maraucci, Maria Beatriz Loyola, Matheus Madoglio, Najla Ahmad Porto, Nelson Bueno, Ovadia Saadia, Sérgio Santa Rosa, Viviani Aguiar e Wagner Figueiredo. MÍDIA ELETRÔNICA:

Eduardo Carrega www.botucatuespecial.com.br @btuespecial |

Botucatu Especial CAPA:

Resiplan / Boulevard Cidade Foto: Malu Ornelas PUBLICIDADE:

(14) 3354-2030 | 9761-5555 | 8820-5555 comercial@botucatuespecial.com.br SEDE:

Rua Prof. Renato da Silva Cardoso, 113 Vila dos Médicos | Botucatu/SP | CEP 18.603-430 Fones: (14) 3354-2030 / 3354-2311 / 3354-2312 Publicação bimestral do Grupo Textual Ano 6 | Edição 34 | Junho/Julho 2012 A revista Botucatu Especial não se responsabiliza por conceitos ou opiniões emitidos em artigos assinados. As informações dos anúncios veiculados na revista são de inteira responsabilidade dos anunciantes. Esta revista mantém-se religiosa e politicamente neutra. Todos os colaboradores acima são voluntários, não mantendo qualquer vínculo empregatício com a revista.

editorial Sempre nos referimos a esta revista como um filho, tamanho o carinho e cuidado que é dispensado a cada detalhe, em cada edição. E foi com muita alegria que anunciamos a chegada do nosso segundo filho, a revista MUD!, que, mesmo sendo mais nova, já nos enche de orgulho, principalmente devido aos inúmeros elogios que recebe. Mas nossa família não para de crescer. O jornal Mais Botucatu é o mais novo integrante, e, como todo filho mais novo, tem recebido toda nossa atenção para que cresça de forma saudável e conquiste cada vez mais seu espaço. Nossa equipe tem crescido proporcionalmente ao trabalho demandando para produzir todos esses veículos de comunicação com total qualidade, e essa família merece também nossos elogios, pois abraçaram todos esses projetos como seus, estando completamente comprometidos em produzir bons resultados. Diante do grande crescimento e surgimento de novos filhos, notamos a necessidade de criar um grupo que englobasse as três marcas e centralizasse os esforços despendidos na produção de cada título, e ao mesmo tempo mantendo a individualidade e características próprias de cada veículo. Assim, é com grande prazer que anunciamos o nascimento do Grupo Textual, que reunirá, a partir de agora, os títulos “Botucatu Especial”, “MUD!” e “Mais Botucatu”, além de outros que possam a vir a surgir no futuro, pois não pretendemos parar de trabalhar para levar até você notícias e informações com qualidade. Escolhemos a Revista Botucatu Especial para apresentar o novo grupo por este ser o veículo inicial, o filho mais velho, o primeiro a existir, que nos impulsionou e fortaleceu nossa certeza de que Botucatu merece ter informação de primeira linha, com qualidade em cada detalhe, algo nunca antes visto na Cidade. Acima de tudo, seu reconhecimento como leitor de nossos títulos é o que nos motiva a crescer e querer melhorar sempre, produzir cada vez mais, alcançando novos públicos, com novos produtos. Obrigado por ser nosso leitor e aproveite essa edição que tem em mãos, que está recheada dos mais variados assuntos, para você ficar bem informado. Boa leitura! Equipe Botucatu Especial / Grupo Textual


sumário

12 ACONTECE 16 CONSULTORIA EMPRESARIAL – METAS 18 HISTÓRIA DE SUCESSO – RR COMUNICAÇÃO 22 VISUAL NOIVAS & FESTAS 24 CASAMENTO – PLANEJAMENTO 32 ESPAÇO UNIVERSITÁRIO 44 JÓIAS – PARURES 46 TOP PEOPLE 60 CAPA – RESIPLAN APRESENTA BOULEVARD 66 LAR DOCE LAR – TEMPO DE FÉRIAS! 68 ENCONTROS NOTÁVEIS 72 MODA – CARDIGÃS 74 POR AQUI – USINA MULTIMÍDIA 76 PERFIL – ANTÔNIO SOARES DA COSTA NETO 80 RÁDIO – SÉTIMA CORRIDA TREVO CRIATIVA 82 TIRA-GOSTO – COMO COMPRAR UM BOM VINHO 83 GASTRONOMIA ESPECIAL 90 CURTIÇÃO 92 AUTOMÓVEIS – 10 DICAS IMPERDÍVEIS 96 MOEDAS – MOEDAS NA BÍBLIA 97 CADERNO SAÚDE 112 TURISMO – SÃO JOAQUIM/SC 116 SOCIEDADE – PRÊMIO CARPERSIL 120 SOCIEDADE – DESFILE REVISTA MUD! 126 HUMOR


educação

por elaine winckler | foto colunista malu ornelas | fotos artigo divulgação

A IMPORTÂNCIA DE DAR

atenção aos ilhos

SE SEU FILHO ANDA AGRESSIVO, PODE SER QUE ESTEJA SENTINDO FALTA DE CARINHO. VEJA COMO VENCER O PROBLEMA.

E

le morde o amiguinho na escola, bate no irmão, agride os pais, tem acessos de fúria quando contrariado. A violência é uma das armas que a criança usa instintivamente para demonstrar que está carente. Na maioria dos casos, essa agressividade é uma espécie de pedido de socorro, a criança está querendo mais atenção, e isso pode ser mudado com o amor dos pais. Um dos melhores exemplos para dar aos filhos é a própria relação que você vive com o pai deles. Se for brigar com seu marido, faça isso sempre longe dos filhos. O afeto constrói a confiança entre pais e filhos. Dê colo, beijos, abraceos. O toque é fundamental, assim

como o apoio emocional. Esteja por dentro das tarefas da escola e conheça os amigos deles. É necessário admitir que violência gera violência. Por isso, nunca tente combater a agressividade do seu filho com ameaças ou castigos físicos. É preciso dar limite com amor, carinho e diálogo. Basta ter paciência para percorrer esse caminho. Converse bastante com seus filhos para que eles não se sintam ignorados.


acontece

Publicitários da Cidade criam a APUB

ASSOCIAÇÃO DAS AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE DE BOTUCATU por jamila cury – apub | foto malu ornelas

A

APUB é uma associação que reúne sete agências de publicidade da Cidade com o objetivo de regulamentar a atividade publicitária em Botucatu a fim de proporcionar resultados positivos para os clientes e impulsionar fornecedores e veículos. Inicialmente a entidade é composta pelas agências Torta Digital, L. Almeida, Pixelcafe, Peagade, Agência Sete, RR Comunicação e WP+. “Não queremos reinventar a roda, queremos apenas que todos trabalhem conforme as normas do mercado publicitário, com ética e comprometimento”. Essa explicação da publicitária Clarice Reibscheid, da RR Comunicação, resume uma das principais motivações para a criação da APUB. Com reuniões semanais, o grupo de publicitários discute o melhor modelo de atuação e também o estatuto da associação que, estando oficializado e devidamente registrado, permitirá a entrada de mais agências no grupo. “A evolução de clientes, agências e fornecedores é o nosso objetivo maior. E se todos nós, profissionais de propaganda, estivermos juntos e trabalhando com ética, essa evolução será uma consequência natural. No nosso dia-a-dia, vemos clientes potenciais investindo de forma errada, sem procurar profissionais qualificados, na ilusão de que é mais barato. Propaganda assim não

12 Revista Botucatu Especial

funciona, porque ninguém faz milagre. Para que cada real investido gere resultado, é preciso qualificação e comprometimento. Senão vira prejuízo e desanima o cliente a investir novamente, de forma correta, porque propaganda bem feita dá resultado sim”, coloca Jamila Cury, da Torta Digital. A primeira diretoria da APUB é formada por Jamila Cury (Torta Digital) - presidente; Lívia Almeida (L. Almeida) - vice-presidente; Bruno Giraldi (Pixelcafe) e Luciano Modesto (Agência Sete) – secretários; Clarice Reibscheid (RR Comunicação) - tesoureira. Os conselheiros são Wladimir Parrillo (WP+), Joel Nogueira (Peagade), Eduardo Reibscheid (RR Comunicação), Jovano Tortorella e Diego Taborda (Torta Digital). Segundo Bruno Giraldi, o rela-

cionamento entre as agências tem sido um fator muito importante no trabalho de constituição da APUB. “Temos um trabalho muito importante a ser feito na cidade e juntos podemos fazer mais e melhor. Estamos todos imbuídos de um mesmo objetivo, que é padronizar as ações para proporcionar mais qualidade aos serviços prestados”. Luciano Modesto relata que um dos grandes desafios da APUB foi trabalhar uma tabela orientadora de valores: “Não se trata de uma tabela fechada, obrigatória. É uma tabela para orientar e ajudar o mercado a entender o valor dos serviços. Dessa forma, cada agência tem uma base e liberdade para as suas negociações, o que é uma prática legítima de mercado”, observa. Lívia Almeida destaca que o surgimento da APUB e o trabalho desenvolvido pelo grupo vai beneficiar principalmente os clientes, que passarão a ter resultados positivos em suas ações de propaganda e marketing. “Mas não são só os clientes que ganharão com isso. Fornecedores e veículos, focando em sua atividade principal, ou seja, produzir e veicular, podem enxugar custos com criação, que é o escopo das agências. Queremos muito consolidar a parceria que temos com eles e estabelecer novas frentes juntos”, afirma a publicitária.


BOTUCATU AGORA CONTA COM O PROGRAMA

“Faixa Segura”

da redação | fotos marco magnoni

O

programa “Faixa Segura”, que tem entre os parceiros a Guarda Civil Municipal (GCM), as secretarias municipais de Educação e de Comunicação, a Polícia Militar e a Comissão de Trânsito da OAB de Botucatu, foi lançado no dia 15 de junho, na Sala de Teleconferências da Secretaria de Educação. O projeto visa o respeito ao artigo 70 do Código de Trânsito Brasileiro, que estabelece a preferência do pedestre numa faixa de travessia onde não há semáforos. Assim, a medida pretende mudar os hábitos da sociedade por meio da conscientização dos munícipes. A ação é simples: para pedir a travessia em faixa sem semáforo, o pedestre deverá, ainda na calçada, estender o braço com a palma da mão virada para os automóveis. A travessia só deverá ser feita quando os carros pararem. Os motoristas, ao visualizarem pedestres nas proximidades da faixa, devem agir como se o semáforo estivesse no sinal amarelo e acompanhar a movimentação dos outros veículos pelo retrovisor.


acontece

Ótica Carol de São Manuel

EM NOVAS E MODERNAS INSTALAÇÕES da redação | fotos arquivo pessoal

G

eraldo Inácio da Silva, franqueado da rede Óticas Carol em Botucatu e São Manuel, apresentou as novas instalações da franquia em São Manuel. Com excelente localização, a nova loja possui ambiente moderno e agradável, estando pronta para receber e atender seus clientes com o mais alto padrão de qualidade. Trabalhando com as melhores marcas do mercado, apresenta ainda

inúmeras vantagens aos clientes, sempre com uma promoção atraente e pagamento facilitado. Venha conhecer as novas e modernas instalações e saia enxergando bem com os excelentes produtos em lentes e armações, além de toda a linha de óculos de sol com o que há de mais atual no mundo da moda. A nova loja se localiza na Rua Epitácio Pessoa, 631 - Centro - São Manuel/SP. Telefone: (14) 3841-3086.

BOTUCATU RECEBEU UNIDADE MÓVEL DE SEGURANÇA COMUNITÁRIA da redação | foto igor medeiros

A entrega da unidade móvel foi feita pela Prefeitura de Botucatu no dia 20 de junho. Trata-se de uma Unidade Móvel de Segurança Comunitária que será utilizada pela Guarda Civil Municipal (GCM). A unidade tem a estrutura completa de uma base policial, com televisores, computadores e rampas para deficientes. Esta base também será responsável pelo desenvolvimento de ações de prevenção à criminalidade, junto à comunidade.

14 Revista Botucatu Especial

Caio/Induscar

ESTEVE PRESENTE NA RIO+20

da redação | foto: divulgação

Dentre as discussões da Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, no Rio de Janeiro (Rio+20), no fim do mês de junho, esteve a utilização do transporte coletivo para a redução da emissão de poluentes e do trânsito urbano. Um ônibus, por exemplo, polui 17 vezes menos que um automóvel e evita a movimentação de cerca de 100 carros, em apenas uma de suas viagens. Por isso, várias cidades brasileiras estão recebendo grandes investimentos para as melhorias de condições deste meio de transporte, como os corredores exclusivos para ônibus e o sistema BRT (Bus Rapid Transit). A Caio/Induscar já desenvolveu projetos de carrocerias para esses novos sistemas de transporte. Seu mais recente lançamento foi o modelo Millennium BRT, que teve seu projeto desenvolvido após estudo da infraestrutura do sistema em diversas localidades do país. A empresa também produz carrocerias para ônibus movidos a etanol, que reduzem em até 90% a emissão de CO2; biodiesel, com redução de 15%; gás natural e diesel de cana, entre outros.


Vinhos da Quinta dos Murças GANHAM DESTAQUE NA REVISTA DECANTER

NOVA VINÍCOLA DO ESPORÃO NO DOURO TEM RECONHECIMENTO INTERNACIONAL da redação - com assessoria | foto divulgação

O

s vinhos Quinta dos Murças Reserva 2008 e Assobio 2009, primeiros vinhos produzidos na Quinta dos Murças, a mais recente vinícola do Esporão localizada na região do Douro, ganharam destaque no painel de provas da revista Decanter, prestigiado veículo britânico de vinhos. O Quinta dos Murças Reserva 2008 obteve classificação de 18,17 pontos, numa escala de 0 a 20, posição que lhe permitiu assumir o 5º. lugar entre 226 vinhos degustados, fazendo parte do grupo de vinhos “Highly recommended”. Segundo a revista, esse vinho apresenta um “nariz discreto e contido de amora fresca. Fresco e equilibrado, especiarias fragrantes com um sabor prolongado e viçoso. Para amantes de vinhos grandes. Para beber de 2013 a 2020”. Resultado da excepcional vindima de 2008, o Quinta dos Murças Reserva é produzido com uvas das vinhas velhas da Quinta, em solos xistosos e seguindo uma agricultura sustentável. O vinho Assobio 2009, primeira colheita da marca a ser engarrafada, também obteve uma excelente classificação na sua categoria de preço, com a nota 15,67 e foi incluído no grupo “Recommended”. Produzido com uvas da quinta das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca, Assobio 2009 leva o nome de uma encosta da propriedade, onde se encontram as vinhas de maior altitude. A Decanter destaca: “Um grande potencial, nariz vivo de carvalho, especiarias e groselhas maduras e um paladar com taninos secos e mastigáveis, encorpado”.

SOBRE A QUINTA DOS MURÇAS É propriedade do Esporão desde 2008. Situada no Douro, possui vinhas classificadas com a letra A, representando a qualidade mais elevada. Conhecida desde 1714, a Quinta integra um patrimônio edificado de valor histórico e com elevado potencial enoturístico. Grande parte das vinhas estão “ao alto”, metodologia aplicada de forma pioneira na Quinta e na região, em 1955. Revista Botucatu Especial 15


consultoria empresarial

por marcelo luiz maraucci | foto colunista malu ornelas

Metas D

ando continuidade à nossa conversa sobre os caminhos para o Sucesso, abordaremos neste terceiro artigo como definir e acompanhar suas metas. Pressupondo que você já tenha uma visão clara de seu negócio e esteja focado nele, faz-se necessária a elaboração de um plano de metas. Um empresário de sucesso eficaz está sempre planejando e acompanhando metas para sua empresa. Uma maneira simples de se ter sucesso nessa etapa é certificar-se de que suas metas deverão ser: Especíicas – Vamos vender mais! Seja específico. Vender mais o que? É necessária uma avaliação minuciosa da capacidade de sua empresa e da estratégia a ser implementada para o cumprimento de uma meta. Mensuráveis – Precisamos vender mais! Seja objetivo! Vender mais quanto? Uma meta deve ter uma variável que possa ser medida, como valor, percentual e quantidade. Para elaborar metas com essas características, é importante que você tenha em suas mãos estatísticas que irão lhe dar subsídio suficiente para a elaboração de metas coerentes. Deixe de lado desejos do tipo: “Eu quero vender o dobro do mês anterior”. Não é bem assim que o mercado responde aos seus produtos e/ou serviços. É necessário avaliar tendências, capacidade de fornecimento de insumos e outras variáveis que poderão limitar sua meta. Situadas no Tempo – Vamos aumentar 20% das vendas do produto X... Em quanto tempo? Determine o tempo

para se atingir uma meta, que deve sempre ter início e fim. Crie mecanismos de acompanhamento para isso. Divida o tempo, por exemplo: para uma meta mensal de vendas, divida em semanas e, se for o caso, distribua essa meta entre seus vendedores. Uma dica importante é não divulgar a meta total, divulgue apenas parte da meta semana a semana, isso lhe permitirá uma adequação de suas metas de acordo com as variações de mercado, e também evita acomodação da equipe, que comumente deixa sempre para a próxima semana a parcela não atingida da meta, ou pior ainda, para o final do mês quando não se há mais o que fazer. Atingíveis – Certifique-se que sua meta possa ser atingida e que sua equipe acredite nisso. Metas intangíveis nascem mortas, ninguém vai colocar foco numa atividade na qual acreditem não ser possível. Tenha a seu alcance o maior número de informações sobre o ambiente interno e externo de sua empresa. Um dos erros mais recorrentes na elaboração de metas é que elas acabam esbarrando em limites de produção, insuficiência de mão de obra, limitação de mercado, escassez de recursos financeiros e outros. Portanto, certifique-se de que todos os recursos necessários estejam disponíveis. Relevantes – Analise se sua meta é relevante para você e para sua equipe. Uma meta relevante deve ser motivadora e sua equipe deve enxergá-la como um desafio a ser atingido, e quando isso acontecer, deve trazer certo orgulho pela contribuição que foi

dada na direção ao caminho do sucesso da empresa. A maioria das empresas complementa esta satisfação com prêmios e a dica nesse caso é: Tenha muito cuidado! Procure um equilíbrio, pois muitas vezes esses prêmios não são equivalentes ao esforço. Se menor, não motivam; e se excessivos, oneram a empresa desnecessariamente. Lembre-se! “Não se estabelece um comprometimento com metas não formalizadas e/ou desconhecidas.” O portfólio de metas é uma ferramenta de gestão das mais importantes, por isso as metas devem estar devidamente formalizadas e ser de conhecimento de todos os envolvidos e responsáveis pelo seu cumprimento. Assim como todas as outras atribuições e deveres da sua equipe, as metas têm que ser cumpridas e, caso isso não aconteça, alguma ação deve ser tomada. Chame o responsável e procure avaliar o que possa ter ocorrido. Discuta o assunto, essa é uma oportunidade única para você conhecer a capacidade de seus colaboradores e de avaliar a eficácia de suas metas. Agora, mãos a obra! Se você já tem suas metas definidas, revise-as dentro do que foi descrito. Não as tem definidas? Boa oportunidade para investir seu tempo na elaboração das mesmas. Sucesso a todos! TROCAR INFORMAÇÕES E EXPERIÊNCIAS CONTRIBUI PARA NOSSO CRESCIMENTO PROFISSIONAL. PORTANTO, SE TIVER COMENTÁRIOS, DÚVIDAS OU CRÍTICAS, FICO A SUA DISPOSIÇÃO ATRAVÉS DO E-MAIL: MARAUCCI@UOL.COM.BR


história de sucesso

RR A

da redação | foto malu ornelas

Comunicação

história da RR Comunicação começou com a vontade de dois irmãos, Clarice e Eduardo Reibscheid, em trabalhar juntos, unir seus conhecimentos e mais que isso, o sonho de terem uma agência de publicidade considerada referência em Botucatu. Clarice conta que ficou muito tempo em São Paulo, fez sua vida por lá, mas sempre teve a vontade de retornar a Botucatu. “Fui muito nova para São Paulo, fiquei lá por 20 anos, mas sempre tive o sonho de um dia voltar para Botucatu e me estabelecer aqui, mas não era uma vontade amadurecida”, diz a publicitária. Por outro lado, mais novo, Eduardo também foi para São Paulo fazer Publicidade e retor-

PUBLICIDADE LEVADA A SÉRIO nou antes que Clarice para Botucatu. “Eu tinha uma produtora de vídeos em São Paulo, que inclusive prestava serviços para a empresa onde minha irmã

trabalhava, mas eu voltei antes com a produtora, isso em 2005”, conta. Eduardo explica que a RR Produtora continua existindo. “Continuo com a RR Produtora, são empresas irmãs, mas independes. Cada uma tem seu trabalho, claro que temos a preferência de trabalhar em conjunto, mas cada empresa tem vida própria, ou seja, não é um pacote fechado, são duas coisas distintas”, explica. A agência pode trabalhar com outras produtoras e a produtora pode trabalhar com outras agências. Para Clarice o retorno ocorreu bem depois, mais precisamente em 2010, quando, segundo ela, Botucatu estava em um novo momento. “Meu irmão veio antes e preparou o terreno. Fui percebendo que Botucatu e região estavam se desenvolvendo tanto que finalmente amadureci a ideia de voltar e realizar nosso antigo sonho”, relembra Clarice. Segundo os sócios, a RR Comunicação têm alguns diferenciais para trabalhar na área de publicidade, como qualidade no atendimento, no direcionamento e no relacionamento muito próximo com o cliente. Para Clarice isso é fundamental: “É muito importante entrar no dia-a-dia do cliente e ajudá-lo a detectar as principais necessidades de marketing e co-


história de sucesso

municação de sua empresa/comércio. Assim, percebemos algumas coisas que nem o próprio cliente detectou antes. Claro que sempre “entramos” neste processo interno na medida que seja permitido e desejado”. O “casamento” entre os sócios é excelente. “O Eduardo é muito talentoso na área de criação e produção, e minha carreira profissional sempre foi focada no atendimento e planejamento de mídia, ou seja, a gente se completa muito e por isso o sucesso da RR”, coloca a publicitária. “Claro que sempre trocamos idéias e transitamos entre as áreas, isso faz parte do pleno desenvolvimento de cada trabalho”, afirma Eduardo. Atualmente a RR Comunicação atende várias empresas, apesar do pouco tempo de mercado em Botucatu. Segundos os irmãos e sócios, existem algumas empresas que trabalham de forma contínua e outras que sempre desenvolvem campanhas pontuais. O espaço físico é outro detalhe interessante da RR Comunicação. Segundo Clarice, foi pensado para ser um lugar onde o cliente possa se sentir à vontade. “É claro que se trata de um

É IMPORTANTE SEMPRE MOSTRAR QUE O QUE VALE É INVESTIR EM PUBLICIDADE E NÃO ‘RASGAR DINHEIRO’. E É POR ISSO QUE ESTAMOS AQUI.

20 Revista Botucatu Especial

NÃO SOMOS UMA AGÊNCIA QUE SELECIONA ESTE OU AQUELE. PARA NÓS, TODO CLIENTE QUE QUER SERIEDADE, COMPROMETIMENTO E APOSTA NO NOSSO TRABALHO É RECEBIDO CALOROSAMENTE, DESDE UMA GRANDE EMPRESA ATÉ UMA PEQUENA LOJA.

lugar de trabalho, mas quem conhece a RR sabe que é um espaço diferenciado, acolhedor, com detalhes que fazem a diferença para fugir daquele ambiente de escritório. Acredito que o cliente já fica tão saturado com o cenário do escritório que resolvemos fazer algo diferente, para que ele saia da sua rotina, venha para nosso escritório e sinta-se a vontade. Já aconteceu inclusive de um cliente nos pedir nossa sala de reunião emprestada para ele conversar com um cliente dele. É isso que queremos. É essa proximidade que buscamos”, conta. Eduardo Reibscheid explica que o trabalho da RR se baseia muito na conscientização do cliente, não apenas em executar aquilo que ele pensa de imediato. “O cliente tem que ter o feedback do que é preciso e nós damos esse direcionamento. De repente um cliente chega aqui com ideia fixa de utilizar um determinado veículo, daí estudamos seu público, seu momento e percebemos que não é exatamente o que ele precisa. Mostramos a ele que este não é o momento de fazer aquilo e que não vai conseguir atingir seus objetivos, enfim, é importante sempre mostrar que o que vale é investir em publicidade e não ‘rasgar dinheiro’. E é por isso que estamos aqui”, diz. Clarice Reibscheid segue a mesma linha de raciocínio e faz questão de

destacar: “Uma propaganda precisa ser criativa, ter planejamento. Por isso procuramos indicar ao cliente quem ele deve atingir e, fundamentalmente, preparar o cliente para o retorno, pois de nada adianta se ele faz uma campanha agressiva e não consegue contemplar tudo aquilo que conquistou”, enfatiza. É importante destacar que a RR Comunicação atua em diversos segmentos e tipos de clientes. “Gostamos sempre de enfatizar que temos clientes de várias categorias e tamanhos. Todos são tratados da mesma forma profissional e atenciosa que costumamos ter. Não somos uma agência que seleciona este ou aquele. Para nós, todo cliente que quer seriedade, comprometimento e aposta no nosso trabalho é recebido calorosamente, desde uma grande empresa até uma pequena loja”, afirma Eduardo. A RR Comunicação foi uma das fundadoras da APUB, associação que reúne as sete maiores agências de publicidade de Botucatu, que visa sempre trabalhar dentro das normas, padrões e leis da atividade publicitária. Também tem um ótimo relacionamento com agências de São Paulo, fruto da vivência dos irmãos na maior cidade da América Latina. Essa relação ajuda ainda mais no desenvolvimento, troca de ideias e atualização do mercado publicitário, sendo mais um diferencial da RR Comunicação.


Aniversário de 7 anos de Rafael fotos: nelson bueno

noivas & festas

O simpático Rafael comemorou seu sétimo aninho com uma divertida festa no salão de festas infantis Bala Balão, presenteado pela sua mamãe Aline que, com familiares e amigos, cantaram os parabéns e desejaram muitos anos de vida ao aniversariante.

Enlace de Daniela & Felipe fotos: kozzer foto & vídeo

A Catedral de Botucatu foi abrilhantada com a linda cerimônia do enlace do casal Daniela & Felipe, que na presença de todos os convidados recebeu a benção e trocaram alianças, recebendo em seguida os parabéns de todos os familiares e amigos.


Enlace de Mariana & Bruno fotos: kozzer foto & vídeo

O Hotel Villa Verde na cidade de Avaré foi o local escolhido para receber muitos amigos e familiares do casal Mariana & Bruno que se uniram em matrimônio com uma bela cerimônia onde os noivos trocaram as alianças e receberam os parabéns de todos os presentes, seguida por uma super festa e um saboroso jantar.

Enlace de Talita & Danilo fotos: kozzer foto & vídeo

A Capela do Seminário de Botucatu foi abrilhantada com a linda cerimônia do enlace de Talita & Danilo, que na presença de todos receberam as bênçãos e trocaram alianças. Logo após, recepcionaram os familiares e amigos com um delicioso jantar no salão social da Associação Atlética Botucatuense, onde os noivos puderam brindar e receber os parabéns de todos.


casamento

por maria beatriz lopes gonçalez loyola | foto colunista malu ornelas | fotos artigo divulgação

Contagem regressiva PARA CASAR EM GRANDE ESTILO

F

oi com grande alegria que aceitei o convite da revista Botucatu Especial para contribuir com dicas e sugestões para quem pretende se casar, podendo orientar os noivos a prepararem o casamento dos sonhos. O ritual do casamento tem passado por grandes transformações ao longo dos tempos, acompanhando as tendências e costumes de cada época. Com a divulgação dos casamentos da Realeza Européia, os costumes tradicionais voltaram, e os noivos querem, cada vez mais, fazer desse momento único em suas vidas, um verdadeiro conto de fadas com um final feliz. Atualmente nos surpreendemos com os mais variados tipos de casamentos: tradicionais, requintados, descontraídos, alternativos, com muitos convidados e outros mais reservados para familiares e amigos, de dia ou à noite, na cidade, no campo ou na praia. Mas para ter o casamento dos sonhos, os noivos precisam decidir como comemorar esse momento inesquecível. Baseando-se em minha experiência, preparei este check-list para ajudar a planejar cada etapa, em contagem regressiva para o grande dia.

UM ANO ANTES

SONHOS, QUE CAIBA EM SEU ORÇAMENTO;

ESCOLHA O TEMA DO CASAMENTO;

ESCOLHA A DATA, PERÍODO, LOCAL E HORÁRIO

ESCOLHA A PESSOA QUE CELEBRARÁ A CERI-

DO CASAMENTO;

MÔNIA RELIGIOSA E DEFINA OS DETALHES;

RESERVE A IGREJA;

INICIE A PESQUISA DE PREÇOS DE CONVITES;

ESCOLHA O LOCAL E O TIPO DE RECEPÇÃO

AVALIE PORTFÓLIOS DE FOTO E VÍDEO;

QUE DESEJAM OFERECER;

CONTATE MÚSICOS, CORAIS, BANDAS E DJS E

FAÇA UMA PRÉ-LISTA DE CONVIDADOS;

AVALIE O REPERTÓRIO MUSICAL;

DEFINA SEU ORÇAMENTO;

MARQUE DEGUSTAÇÕES COM FORNECEDORES

MONTEM UMA PLANILHA COM OS SERVIÇOS

DE DOCES, BOLOS, LEMBRANCINHAS E BUFFETS;

NECESSÁRIOS E COLOQUE TODO O MATERIAL

UMA DICA IMPORTANTE SOBRE FORNECEDORES:

REFERENTE À ORGANIZAÇÃO DO CASAMENTO

SEMPRE PESQUISE, PERGUNTE, PEÇA ORÇAMEN-

EM UMA PASTA, ARQUIVO OU CAIXA;

TOS, BUSQUE REFERÊNCIAS, NEGOCIE, FAÇA OS

FAÇA UMA LISTA DOS FORNECEDORES QUE

CONTRATOS E PEGUE OS COMPROVANTES;

GOSTARIAM DE CONHECER;

COMECE A PESQUISAR SOBRE A DECORAÇÃO

INICIE O ENXOVAL.

DA CERIMÔNIA E DA RECEPÇÃO; PESQUISE VESTIDOS QUE AGRADAM,

OITO MESES ANTES

OPTANDO PELOS MAIS ADEQUADOS

ESTE É O PERÍODO IDEAL PARA INICIAR O

CONTRATE UMA CERIMONIALISTA PARA

A ESTAÇÃO DO ANO;

PLANEJAMENTO DO CASAMENTO;

ORIENTAR E ECONOMIZAR SEU TEMPO, ENER-

PESQUISE OS PROFISSIONAIS QUE IRÃO CUI-

PESQUISE MODELOS DE ALIANÇAS PARA COM-

GIA E DINHEIRO;

DAR DO VISUAL DOS NOIVOS;

PRAR (CASO DESEJAREM, FIQUEM NOIVOS);

FAÇA A LISTA DE CONVIDADOS, ESCOLHENDO

PROCURE AGÊNCIAS DE VIAGENS, PESQUISE

EM UM PAPEL, DESCREVA O CASAMENTO DOS

PADRINHOS, MADRINHAS, DAMAS E PAJENS;

PREÇOS E DECIDA O ROTEIRO DA LUA DE MEL.


casamento

SEIS MESES ANTES

QUATRO MESES ANTES

CONVIDE OS PADRINHOS, MADRINHAS, DA-

CONFIRME AS RESERVAS, CONTRATOS E VERIFI-

MAS E PAJENS;

QUE AS PENDÊNCIAS;

FINALIZE A LISTA DE CONVIDADOS;

CONTRATE UM CALÍGRAFO PARA ENDEREÇAR

DEFINA O VESTIDO, A GRINALDA E ACESSÓRIOS

OS CONVITES. SE VIEREM PESSOAS DE FORA DA

(BRINCOS, COLAR, SAPATOS, LUVAS E MEIAS);

CIDADE, PEÇA PARA O CALÍGRAFO ANTECIPAR

ENCOMENDE OS CONVITES. CASO NECESSÁ-

O ENVIO;

RIO, CARTÕES DE AGRADECIMENTO;

MARQUE O DIA DO CABELEREIRO OU RESERVE

DEFINA E CONTRATE A EQUIPE DE FOTOGRAFIA

O DIA DA NOIVA;

E FILMAGEM;

AGENDE DATAS PARA A PROVA DE CABELO E DE

CONTRATE O CORAL OU MÚSICOS PARA A CE-

MAQUIAGEM;

RIMÔNIA E A BANDA OU DJ PARA A RECEPÇÃO;

ENCOMENDE O BOLO, OS DOCES E AS LEM-

RESERVE O BUFFET E DEFINA O CARDÁPIO E AS

BRANCINHAS;

BEBIDAS PARA A FESTA;

MARQUE UMA REUNIÃO PARA DECIDIR O

PROCURE O CARTÓRIO MAIS PRÓXIMO MUNIDO

DEFINA E CONTRATE A DECORAÇÃO, ENCO-

TRAJE DO NOIVO, PADRINHOS, MADRINHAS,

DE TODA A DOCUMENTAÇÃO PARA MARCAR A

MENDE SEU BUQUÊ E O DA DAMINHA;

DAMAS E PAJENS, E QUEM FARÁ AS LEITURAS E

DATA DO CASAMENTO CIVIL. O PROCESSO DO

CONTRATE OS PROFISSIONAIS PARA CUIDAR

DISCURSOS NA CERIMÔNIA E NA RECEPÇÃO;

CASAMENTO CIVIL DURA ATÉ TRÊS MESES;

DO VISUAL DOS NOIVOS;

DEFINA QUEM É O(A) AMIGO(A) QUE OFERECE-

DEFINA QUAL REGIME DE BENS SERÁ ESCOLHIDO;

ESCOLHA O MODELO, SELECIONE AS INFORMA-

RÁ O CHÁ DE COZINHA, CHÁ BAR E CHÁ DE

DEFINA SUA LISTA DE PRESENTES DE CASA-

ÇÕES E FOTOS QUE ENTRARÁ NO SITE DO CASAL;

LINGERIE;

MENTO. ATUALMENTE, EXISTEM LOJAS COM

MARQUE A LUA DE MEL, DEFININDO O ROTEIRO;

PENSE EM ESTRATÉGIAS CASO OCORRA MU-

SITES DIFERENCIADOS E PROFISSIONAIS

DEFINA A DECORAÇÃO DA CASA NOVA;

DANÇA DE TEMPO;

ESPECIALIZADOS QUE ORIENTAM OS NOIVOS

DEFINA O VEÍCULO DO CASAMENTO, MANO-

CONTRATE O VEÍCULO DO CASAMENTO, OS

NA SELEÇÃO DOS PRODUTOS PARA COMPOR A

BRISTAS E SEGURANÇAS DA FESTA.

MANOBRISTAS E SEGURANÇAS DA FESTA.

SUA CASA. DEPOIS DE FINALIZADA, É NECESSÁ-

TRÊS MESES ANTES

RIO COMUNICAR AOS CONVIDADOS SOBRE A LISTA DE PRESENTES.

DOIS MESES ANTES ENTREGUE OU ENVIE OS CONVITES E COMECE A CONTROLAR O RSVP; MANDE POLIR AS ALIANÇAS; MARQUE AS DATAS DO CHÁ DE COZINHA, CHÁ BAR E CHÁ DE LINGERIE PARA UM MÊS ANTES DO CASAMENTO; FAÇA AS LISTAS DE CONVIDADOS PARA OS CHÁS; DEFINA SUA LISTA DE CHÁ DE COZINHA, CHÁ BAR E CHÁ DE LINGERIE. TAMBÉM EXISTEM LOJAS ESPECIALIZADAS QUE ORIENTAM OS NOIVOS EM SUAS LISTAS DE ACORDO COM O RESPECTIVO EVENTO. DEPOIS DE DEFINIDA, É NECESSÁRIO COMUNICAR AOS AMIGOS SOBRE A LISTA; REÚNA-SE COM O MÚSICO, CORAL, BANDA OU DJ PARA ESCOLHER O REPERTÓRIO MUSICAL; RESERVE O HOTEL PARA A NOITE DE NÚPCIAS E PARA OS CONVIDADOS QUE NÃO MORAM NA CIDADE; DEFINA O TRANSPORTE DOS CONVIDADOS, SE NECESSÁRIO; FAÇA A DEGUSTAÇÃO DOS PRATOS, DOCES E BOLO QUE SERÃO SERVIDOS NA RECEPÇÃO; COMECE A MONTAR A CASA NOVA.


casamento

UM MÊS ANTES COMPRE TODOS OS ACESSÓRIOS PARA SEU VESTIDO, SAPATOS, LINGERIE, MEIA-CALÇA; ESCOLHA E COMPRE OS TRAJES PARA A NOITE DE NÚPCIAS; CURTA O CHÁ DE COZINHA, CHÁ BAR E CHÁ DE LINGERIE. SÃO MOMENTOS INCRÍVEIS! VERIFIQUE OS DOCUMENTOS DA CERIMÔNIA RELIGIOSA E CERIMÔNIA CIVIL; FAÇA UM ENSAIO COM OS PAIS, PADRINHOS, MADRINHAS, DAMAS E PAJENS; PROVIDENCIE A GRAVAÇÃO DAS ALIANÇAS E VERIFIQUE A ENTREGA DAS MESMAS; VERIFIQUE OS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A VIAGEM DE LUA DE MEL; FAÇA TESTES DE MAQUIAGEM, CABELO E O

UMA SEMANA ANTES

UM DIA ANTES

QUE FOR NECESSÁRIO;

A NOIVA DEVE FAZER AS PROVAS DE MAQUIA-

DURMAM CEDO. INDEPENDENTEMENTE DO

CONFIRME TODOS OS CONTRATOS;

GEM E CABELO;

HORÁRIO DO CASAMENTO, VOCÊS PRECISAM

ORGANIZE OS PRESENTES QUE CHEGAREM ÀS

MAIS ATENÇÃO À ALIMENTAÇÃO E AO SONO;

DE DISPOSIÇÃO PARA A MARATONA: ÚLTIMOS

CASAS DOS PAIS DOS NOIVOS, E, SE POSSÍVEL,

COMECE A FAZER AS MALAS DA VIAGEM;

PREPARATIVOS + CERIMÔNIA + FESTA.

COMECEM A AGRADECER OS PRESENTES;

DEFINA QUEM A ACOMPANHARÁ NO DIA

PREPAREM A CASA NOVA PARA A VOLTA DA

DA NOIVA E QUEM PEGARÁ O VESTIDO E OS

LUA DE MEL.

ACESSÓRIOS;

CHEGOU O SEU GRANDE DIA: O DIA DO CASAMENTO!

CHECK-LIST DA CERIMÔNIA E DA RECEPÇÃO;

APROVEITE SEU DIA DE NOIVA E SEU DIA DE

CONFIRME AS ENTREGAS DOS CONTRATOS;

NOIVO;

FAÇA A ÚLTIMA PROVA DO VESTIDO E EXPE-

COMA ALIMENTOS LEVES;

RIMENTE A LINGERIE, O VÉU, AS JÓIAS E O

RELAXE E CURTA;

SAPATO; VÁ AO CABELEIREIRO PELA ÚLTIMA VEZ ANTES DO CASAMENTO; FAÇA UMA LIMPEZA DE PELE;

VOCÊS MERECEM UMA VIDA REPLETA DE SONHOS REALIZADOS. PARABÉNS!

PROVIDENCIE UMA PEQUENA COMPRA DE SUPERMERCADO PARA A CASA NOVA.

DOIS DIAS ANTES MANDE O PLANO DE MESAS PARA O BUFFET. SE PREFERIR, DEFINA OS LUGARES; USE OS SAPATOS DO CASAMENTO PARA AMACIÁ-LOS; ENVIE TUDO E OS DEMAIS ACESSÓRIOS PARA O LOCAL DA RECEPÇÃO;

Espero que este check-list tenha ajudado a clarear as suas ideias. Nas próximas edições estarei passando outras dicas e aprofundando cada item em questão. Caso tenham dúvidas sobre algum assunto, peço que enviem um e-mail para falecom@ mbhome.com.br que ficarei muito feliz em poder ajudá-los.

DIA DA NOIVA: IR AO SALÃO, FAZER DEPILAÇÃO E UNHAS;

MARIA BEATRIZ LOPES GONÇALEZ F. LOYOLA

PEÇA PARA ALGUÉM IR BUSCAR O

PUBLICITÁRIA, FORMADA EM PROPAGANDA

VESTIDO DA NOIVA;

E MARKETING COM ESPECIALIZAÇÃO

ARRUME UMA MALA PEQUENA PARA

EM ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING.

A NOITE DE NÚPCIAS E A MALA PARA

EMPRESÁRIA NO RAMO DE PRESENTES

A VIAGEM DE LUA DE MEL;

DE CASAMENTO E DECORAÇÃO,

SEPARE OS DOCUMENTOS PARA A VIAGEM.

COM A LOJA MB HOME.


espaço universitário

por sérgio santa rosa | fotos aline grego

HOMENAGENS MARCAM OS

47 DA FCA

anos

A

Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp, campus de Botucatu, comemorou, no dia 24 de maio, seus 47 anos de atividades. A celebração da data teve show com o grupo musical de choro do Instituto de Artes da Unesp, café da manhã para a comunidade universitária no Terreiro de Café da Fazenda Lageado e

MARILZA CUNHA RUDGE, PRÓREITORA DE PÓS GRADUAÇÃO DA UNESP

o Encontro de Ex-Alunos de Agronomia e Engenharia Florestal. Um dos pontos altos da comemoração foi a Sessão Solene da Congregação, realizada na tarde de 25 de maio, no Auditório Paulo Rodolfo Leopoldo. Marcada pela emoção, a solenidade teve uma homenagem póstuma aos professores Antonio Celso Wagner Zanin, Nilton Luiz de Souza e Tosiaki Kimoto. Também foram homenageados os servidores que completaram 25, 30, 35 e 40 anos de trabalho e o professor Antônio de Pádua Sousa, docente aposentado do Departamento de Engenharia Rural. Além dos professores Edivaldo Domingues Velini e José Matheus Yalenti Perosa, diretor e vice da FCA, a mesa da solenidade foi composta pela professora Marilza Cunha Rudge, Pró-Reitora de Pós-Graduação da Unesp; Julio Nakagawa, exdiretor e Professor Emérito da FCA; professor Leonardo Theodoro Büll, ex-diretor da FCA; professor José Carlos Peraçoli, vice-diretor da Faculdade de Medicina da Unesp; José

Paes de Almeida Nogueira Pinto, vice-diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia; Renato Eugênio Diniz, diretor do Instituto de Biociências e Márcio Campos, secretário municipal de Agricultura, representando o prefeito de Botucatu.

HOMENAGENS Os familiares dos professores Antonio Celso Wagner Zanin, Nilton Luiz de Souza e Tosiaki Kimoto receberam placas com homenagens aos seus entes queridos. Recentemente, os três professores foram indicados pela Congregação da FCA para dar nomes a ruas do campus da Unesp, em Rubião Júnior. “A homenagem expressa gratidão e reconhecimento pelo trabalho e dedicação daqueles que contribuíram para a excelência da FCA”, anunciou a Diretora Técnica Acadêmica da FCA, Sueli Aparecida Zanardo Honório. Falando em nome da Congregação da FCA, o professor Roberto Lyra Villas-Boas, saudou os servidores que completaram 25, 30, 35 e 40 anos de


espaço universitário PROFESSOR PÁDUA COM AMIGOS E FAMILIARES

HOMENAGEM

PÓSTUMA AO

NIN

PROFESSOR ZA

atuação. “O crescimento ainda maior da FCA é uma certeza. Os PROFESSOR PÁ DUA HOMENAGEAD senhores plantaram essa O PELO PROFESSO R semente com cuidado OSMAR BUENO e por isso as raízes são profundas, o que nos dá a garantia de uma produção de frutos ainda maior no futuro. Agradeço e parabenizo pelo comprometimento e contribuição na caminhada”. A homenagem ao professor Antonio de Pádua Souza foi feita pelo professor Osmar de Carvalho Bueno, do Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial da FCA. ESSA CERIMÔNIA SOLIDIFICA, Foram lembrados aspectos da atuação do professor Pádua em diversas ATRAVÉS DO RECONHECIMENinstâncias da vida universitária, tais TO PÚBLICO, A GRATIDÃO DA como o Departamento de EngenhaFACULDADE AOS QUE AJUDAria Rural, a supervisão das Fazendas, RAM A FORMAR TÉCNICOS E os programas de pós-graduação da CIDADÃO CAPAZES DE COFCA, a Biblioteca do Lageado, a Revista Irriga, além de funções releLABORAR PARA RESOLVER OS vantes em instituições como a Fatec/ PROBLEMAS DA SOCIEDADE. Botucatu, o Conselho Regional de PROFESSOR JOSÉ MATHEUS YALENTI PEROSA, VICE-DIRETOR DA FCA Engenharia e Agronomia do Estado

de São Paulo (CREA/SP) e Associação de Engenharia de Botucatu. Também foram destacadas as participações em eventos científicos, atividades didáticas, as diversas orientações a alunos e a atuação do professor como ouvidor geral da FCA. “Fica seu exemplo para toda a comunidade universitária e a sociedade em geral”, discursou o professor Osmar Bueno. “É o exemplo da participação efetiva que leva ao conhecimento de fato da instituição FCA, condição essencial para sua construção, consolidação e avanço”. Em seu agradecimento, o professor Pádua saudou os colaboradores em sua trajetória de 42 anos de serviços prestados à FCA. “Agradeço a todos que contribuíram e me fizeram merecedor dessa distinção. Certamente notaram o amor e o carinho que tenho por essa Faculdade à qual dediquei o melhor de minha vida. Agradeço a todos os servidores pela colaboração e presteza, aos alunos que me fizeram crescer e à família, pelo apoio e tranquilidade para que pudesse exercer meu trabalho”. O professor, que continuará a exercer suas funções como voluntá-


rio, ressaltou a importância de celebrar o aniversário da Faculdade. “Aos 47 anos, a FCA é uma vencedora pela qualidade do seu ensino e trabalho. Meus votos de muito sucesso na formação de novos profissionais e um futuro de muitas conquistas”.

PRONUNCIAMENTOS O professor José Matheus Yalenti Perosa, vice-diretor da FCA, fez uso da palavra para homenagear todos os que contribuíram para o crescimento da instituição. “Essa cerimônia solidifica, através do reconhecimento público, a gratidão da Faculdade aos que ajudaram a formar técnicos e cidadão capazes de colaborar para resolver os problemas da sociedade”. O diretor da FCA, professor Edivaldo Velini, começou seu pronunciamento lembrando que a vida

de uma instituição não se conta em anos, e sim através dos seus números. “São cerca de 5 mil profissionais formados, entre os cursos de graduação e pós-graduação. Se, atualmente, o Brasil tem saúde financeira é graças ao superávit proporcionado pelo agronegócio. O Brasil caminha para ser, de fato, o celeiro do mundo. E nós formamos 5 mil profissionais que ajudaram a construir esse cenário”. O professor Velini elencou algumas realizações de sua gestão, que termina em fevereiro de 2013. Dentre as conquistas, ele ressaltou a contratação de 11 docentes e 62 servidores, a implantação do Sítio Modelo e a criação do curso de Bioprocessos, que vai envolver as quatro unidades da Unesp e deve trazer para Botucatu cerca de duas dezenas de novos docentes, além de servidores técnico-administrativos e

aproximadamente 300 alunos. “Agradeço a comunidade pelo empenho e participação nesse processo. É fundamental trabalhar com pessoas dispostas ao diálogo para construir soluções que atendam aos interesses de todos.” O pronunciamento da professora Marilza Vieira Cunha Rudge, pró-reitora de Pesquisa da Unesp, encerrou a solenidade. Ela lembrou sua sólida amizade com o professor Pádua, a quem também fez questão de homenagear: “Você merece essa distinção”. Ao parabenizar a FCA, a Pró-Reitora lembrou a criação do curso de Agronomia, nos tempos da antiga FCMBB, através da iniciativa dos alunos. “É uma história muito bonita. Todos temos orgulho de fazer parte da Unesp. Mas posso dizer que a Unesp também tem muito orgulho pela história da FCA”.


espaço universitário

por flávio fogueral | fotos assessoria de comunicação e imprensa fmb/unesp

Vestibulandos de Botucatu IRÃO PASSAR POR AVALIAÇÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO

O

vestibular é uma das fases mais cruciais na vida do estudante. A fase de definição pela carreira a ser seguida provoca pressão interna e externa no postulante ao ingresso em uma universidade. “Estou trancado em casa e não posso sair; papai já disse, tenho que passar... Não posso nem tentar me divertir; tempo inteiro eu tenho que estudar”, ilustra Renato Russo, na música Química, sobre tal desafio ao vestibulando. Não é difícil encontrar em muitos estudantes alterações no humor como depressão, ansiedade e doenças relacionadas ao estresse. Esses comportamentos são fatores que podem afetar o desempenho na preparação ao vestibular e provocar até mesmo a desistência do ‘cursinho’. O estresse pode desencadear ainda doenças, obesidade, entre outros problemas. Para identificar e quantificar os principais tipos de sofrimentos psíquicos mais comuns entre os estudantes do Ensino Médio e em fase de preparação ao vestibular, a Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), através de iniciativa do Departamento de Neurologia, Psicologia e Psiquiatria, iniciou, em março, projeto junto a dois cursos preparatórios para o vestibular em Botucatu. Serão observados 120 vestibulandos ao longo do ano. Através da aplicação de questionários em três fases distintas (início do curso, metade do ano e véspera do processo seletivo), serão levantadas as condições gerais de saúde mental e os tipos mais fre-

quentes de sofrimento psíquico entre os mesmos. Todos os participantes são voluntários e fazem parte de dois cenários: um dos cursinhos é comunitário e voltado à população de baixa renda, enquanto o outro é particular. Algumas das perguntas visam identificar dados demográficos desses estudantes (como faixa etária, região de domicílio e renda familiar, por exemplo) a carreiras que desejam seguir. Esse rastreamento vai quantificar quais os problemas mais comuns enfrentados pelos estudantes em cada um dos períodos da preparação. Os dados obtidos serão posteriormente tabulados e avaliados por uma equipe de psicólogos da FMB, sob a coordenação das professoras Maria Cristina Pereira e Ana Tereza Cerqueira. Há

também a colaboração de alunos do 3º. e 4º. ano do curso de Medicina da FMB na aplicação dos questionários. “Esse é um momento em que boa parte dos jovens estão em situações de extrema ansiedade. Há um desafio grande e intenso que é a entrada no mundo universitário. Há, nessa fase de indecisão, até mesmo pela carreira a seguir, uma cobrança grande pela aprovação no vestibular”, frisa a professora Maria Cristina. Ela ressalta que o estudo irá fornecer subsídios para que as coordenações dos cursinhos criem estratégias de acompanhamento aos alunos, atividades como dinâmicas de grupo, entre outras melhorias para tornar essa fase de escolhas e cobranças menos agressiva psicologicamente ao jovem.


espaço universitário

PROJETO NACIONAL IRÁ AVALIAR QUALIDADE DE VIDA DOS

estudantes de Medicina P ara saber a real situação de estudantes de Medicina e de outras áreas da saúde, como enfermagem e fonoaudiologia, o projeto Veras (Vida de Estudante e Residente da Área da Saúde) realiza desde abril, levantamento em âmbito nacional para conhecer a realidade por eles enfrentada. Através de um questionário online, os participantes da pesquisa farão ampla análise sobre qualidade de vida, ambiente de ensino e contextos cultural e social em que os estudantes estão inseridos, além dos fatores determinantes de risco à saúde física e mental desses alunos. A Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) integra o grupo de escolas médicas que participarão do estudo, sob a coordenação da USP (Universidade de São Paulo). Os professores Joélcio Francisco Abade, Vera Borges, Vera Garcia e Maria

Cristina Lima serão os responsáveis pela aplicação do projeto na FMB. Em um primeiro momento, 16 alunos do 1º. ao 6º. anos do curso de Medicina preencherão o formulário disponível no site do projeto ( www.veras. logicamix.com). A escolha dos universitários foi feita por meio de sorteio, mas todos os estudantes do curso de medicina são convidados a participar. Os alunos sorteados fazem parte da amostra nacional, mas com a participação dos voluntários, será possível ter uma ideia de como está a qualidade de vida dos estudantes da FMB. Em outro estágio, a pesquisa também será estendida a estudantes de Enfermagem. Segundo a professora Maria Cristina, essa análise em âmbito nacional irá proporcionar subsídios para a identificação das mudanças no decorrer da vida acadêmica dos futuros médicos. “Os estudantes de Medicina apresentam, por exemplo, maior sonolência diurna que a população em geral”, exemplifica a coordenadora, ao mostrar um dos cenários a que es-

ses graduandos estão sujeitos. A graduação em Medicina no Brasil tem duração de seis anos, sendo que os programas de Residência Médica (especialização) podem chegar a mais cinco, em alguns casos. Estudantes de Medicina e das demais áreas da saúde, como fonoaudiologia, enfermagem, entre outros, estão propensos a adversidades e dúvidas no decorrer da formação profissional. Os organizadores do Veras enfatizam que levantamentos anteriores apontaram que 49% dos estudantes de Medicina não estão satisfeitos com o curso. Para agravar a situação, alunos do 3º. e 4º. anos têm os piores escores de qualidade de vida devido a alta exigência da grade curricular, nestes anos em especial. Na FMB já houve outros inquéritos sobre saúde mental dos estudantes. De acordo com a professora Maria Cristina, a novidade desta vez é a possibilidade de um feed-back ao final do preenchimento e a investigação de diversos aspectos importantes na vida dos acadêmicos.


espaço universitário

por sérgio santa rosa | fotos daniel ornelas

FMVZ COMEMORA OS 49 ANOS

COM CELEBRAÇÃO DA SUA HISTÓRIA

M

uita emoção e homenagens a alguns de seus pioneiros marcaram a solenidade de aniversário dos 49 anos da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp, campus de Botucatu, realizada no dia 27 de abril. Além de homenagens póstumas aos professores Homero Moraes Barros, Mauro Rodrigues de Oliveira, Pascoal Mucciolo e Walter Maurício Corrêa e aos servidores técnicoadministrativos que se aposentaram de 2008 a 2012, a solenidade adquiriu um tom especial pela outorga do título de Professor Emérito a nove docentes que contribuíram significativamente para o desenvolvimento da unidade. Os professores Aguemi Kohayagawa, Ariel Antonio Mendes, Aristides Cunha Rudge, Armen Thomassian, Cid Figueiredo, Flávio Massone, José Luiz de Melo Nicoletti, Márcio Rubens Graf

PROFESSOR FLÁVIO MASSONE RECEBE O TÍTULO DE EMÉRITO DAS MÃOS DO PROFESSOR VULCANO

S

PROFESSOR PAE

PROFESSOR VU LCANO HOME NAGEIA ESPOSA DO PRO FESSOR HOME RO MORAES BARRO S

PROFESSOR JÚLIO DURIGAN, VICEREITOR DA UNESP NO EXERCÍCIO DA REITORIA

Kuchembuk e Paulo Imaguti receberam a mais alta honraria conferida pelo meio acadêmico. A sessão solene teve a presença do vice-reitor no exercício da Reitoria da Unesp, professor Julio Cesar Durigan; professores Luiz Carlos Vulcano e José Paes de Almeida Nogueira Pinto, diretor e vice-diretor da FMVZ; professora Marilza Cunha Rudge, pró-reitora da Pós-Graduação da Unesp; prefeito municipal de

Botucatu, João Cury; do presidente da Câmara Municipal, André Barbosa; Raul Silva Girio, representante do Conselho Federal de Medicina Veterinária e Francisco Cavalcanti de Almeida, presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo; professor Edivaldo Velini, diretor da FCA/Unesp; professora Maria Dalva Cesário, vicediretora do IB/Unesp e José Carlos Peraçoli, vice-diretor da FM/Unesp.


espaço universitário PROFESSORES EMÉRITOS DA FMVZ

PROFESSOR VU

HOMENAGENS Com um discurso emocionado, o professor José Paes de Almeida Nogueira Pinto lembrou a trajetória e algumas das características dos professores Homero Moraes Barros (“Montou a equipe que é responsável pelo sucesso da nossa história, um dos pilares da nossa unidade”), Mauro Rodrigues de Oliveira (“Agregador, de fácil convívio, grande professor e pesquisador e uma figura humana maravilhosa”), Pascoal Mucciolo (“Um homem íntegro e de opiniões fortes, a quem a área de inspeção de alimentos no Brasil deve muito”) e Walter Maurício Corrêa (“criador da campanha de vacinação antirrábica em Botucatu, um dínamo movido à paixão pelo conhecimento e pela nossa escola”).

Lembrando o fato de que os quatro professores homenageados passaram a dar nome a ruas do câmpus de Rubião Júnior, o professor Paes disse: “Que as ruas do nosso campus sejam caminhos da ética e da competência” e, dirigindose aos familiares dos professores, enfatizou: “Eles ainda estão aqui. Em cada sala de aula, cada laboratório, cada profissional formado por essa escola”. Na sequência, foram feitas as homenagens aos servidores que se aposentaram entre 2008 e 2012 e a saudação aos novos professores eméritos, feita pelo professor Nereu Carlos Prestes. Declarando-se orgulhoso por ter sido aluno e colega de trabalho dos professores eméritos, ele lembrou o empenho dos pioneiros na construção da Faculdade, passando de um cenário de

LCANO

SEM OS RECURSOS TECNOLÓGICOS DE HOJE, OS SENHORES FORMARAM PROFISSIONAIS, SERES HUMANOS E CIDADÃOS. A JUVENTUDE NÃO CULTUA A MEMÓRIA, MAS PASSADO E PRESENTE SÃO INDISSOCIÁVEIS. PROFESSOR NEREU CARLOS PRESTES


escassez de recursos e estrutura precária, para uma instituição respeitada que acaba de ter seu curso avaliado como o melhor do Brasil pelo Enade e deve formar o milésimo residente em 2014. “Sem os recursos tecnológicos de hoje, os senhores formaram profissionais, seres humanos e cidadãos. A juventude não cultua a memória, mas passado e presente são indissociáveis. Espero que as novas gerações se inspirem na trajetória de respeito e seriedade dos senhores”. E concluiu: “Nunca tantos deveram tanto a tão poucos”. Escolhido para falar em nome dos eméritos, o professor Cid Figueiredo agradeceu a concessão da honraria, ressaltou o valor do saber e do trabalho e dedicou a homenagem a todos os seus mestres. “Quero compartilhar esse título com todos os nossos

professores que nos formaram, desde o jardim de infância até a pós-graduação. Todos merecem respeito”. O prefeito João Cury valorizou a parceria entre Prefeitura e Unesp, especialmente a FMVZ, e parabenizou a comunidade universitária. “A Unesp caminha de mãos dadas com a nossa população. Ela mudou a história da nossa cidade e ainda hoje nos ajuda a executar políticas públicas no município. Só podemos agradecer”. O diretor da FMVZ enalteceu a trajetória dos professores eméritos e lembrou que esta é a distinção mais alta conferida pela universidade. “Levem a nossa gratidão pela edificação dessa escola e por uma vida de trabalho dedicada a FMVZ. A árvore frondosa que essa Faculdade se tornou deve muito à boa semeadura. A exce-

lência de nossos serviços é um hábito que foi criado pelos senhores”. No encerramento da solenidade, o professor Durigan também saudou a comunidade universitária e os homenageados. “Grande coração o dos que trabalharam sério para formar tantos jovens. Grande coração o dessa Faculdade que reconhece esse trabalho. Para o coração não há passado nem ausência, tudo é presença. Aqui, a saudade é trocada pelo reconhecimento. Hoje usufruímos do seu trabalho e da sua experiência. Os alunos de todas as turmas e os resultados das avaliações constituem prova inequívoca da qualidade da formação proporcionada pela FMVZ. Faço votos para que essa instituição continue sendo altruísta, arrojada e transformadora da realidade nacional”.


jóias

por najla ahmad porto | fotos divulgação mirandouro

Tudo pode...

E AGORA ATÉ AS PARURES!

S

e até pouco tempo atrás era pecado sair às ruas com looks coordenados, agora o conceito de usar conjuntos começa a ser tolerado na moda. A proposta de combinar roupas, bolsas e sapatos, ressurgiu nas passarelas de Londres e Milão para o inverno 2012 e chegou ao mundo das jóias. O sinal verde para o retorno dos tradicionais conjuntinhos de jóias, as chamadas parures, foi dado pela musa fashion Sarah Jessica Parker. No último Festival de Cannes, a atriz investiu em um belo colar e par de brincos com o mesmo design e foi eleita a embaixadora desse revival. Para Regina Machado, consultora de estilo, esse retorno deve ser encarado como uma referência Vintage, que está sendo revisitada com novo humor.

A moda contemporânea tem como motor criar a sensação de inovação que, muitas vezes, se dá por meio de releituras de décadas passadas. O retorno dos conjuntinhos se insere nesse contexto de liberdade, onde as jóias compõem um conjunto maior dos estilos pessoais. O mais importante será sempre usar o que mais lhe favorece, enfatiza a consultora. As parures estiveram no auge da moda no período Neoclássico (17601820), principalmente no reinado de Napoleão Bonaparte (1800-1814). Nessa época, ter um conjunto era símbolo de status. Quanto mais adornadas com pedras preciosas, mais valorizadas eram as peças e as mulheres que as possuíam. Josephine, primeira mulher de Napoleão, sabia muito bem o poder simbólico das parures e se tornou dona de uma coleção invejável. As parures tradicionais eram compostas por gargantilhas, bracelete,

anel e brincos. O termo vem do verbo “parer”, que em francês significa adornar, e foi usado pela primeira vez no século 17. O mais importante será sempre usar o que mais lhe favorece. Em “A Parisiense”, guia de moda recentemente lançado no Brasil, a autora Inês de La Fressange começa sua obra na contramão das parures. Porém, ao longo da publicação, já num tom mais amigável com conjuntinhos, cita que eles sempre serão a escolha mais óbvia e reforça a opinião de Regina Machado, quando reconhece que para ser elegante é preciso fugir das regras, divertir-se com a moda e expressar sua personalidade. Portanto, para quem já pensa em fugir do risco de misturar jóias e acessórios de diferentes materiais, se entregando a segurança dos conjuntinhos, esta é a hora.


foto márcia malu ornelas | cabelo e maquiagem viva hair boutique

Por Márcia Mazzoni Paim

01

02

PRIMEIRA FEIJOADA COM PAGODE DA

Associação Atlética Ferroviária

01. Clarissa Athayde, João Cha-

04

03

05

07

vari, Thaís Chavari, Erick de Souza. 02. Colaboradores da feijoada. 03. Josiane de Souza, Edna Chavari, Simone de Souza. 04. Neli e Nivaldo Moressi. 05. Nilza Lima e Noemia Godoy. 06. Miguel, Gabrielly, Dijalma e Karyne Freitas. 07. Fernando e Neize Vaz. 08. Steve Negão, Alessandro Nunes, Kinho Rodrigues, André Moreira.

06

08


DEGUSTAÇÃO DE

Cervejas Especiais

09. Diogo Teixeira, Muris Sleiman. 10.

Elsie Lunardi, Diogo Teixeira, Muris Sleiman, Paula Martins, Lívia Almeida, Simone Pafetti, Ana Paula Borges. 11. João Candeias, Ferdinando Lunardi, Simone Pafetti. 12. Erika Morales, Lívia Almeida, Muris Sleiman, Maria Teresa Lunardi. 13. Nivaldo José Cruz (Touchê), Sidir da Silva Júnior. 14. Olavo Peixoto, Marcelino Dias. 15. Umberto Lippi, Diogo Teixeira.

09

10

11

13

12

14

15


top people ANIVERSÁRIO DE

Ricardo Ferreira Antunes

16. Letícia Cláudia e Ricardo Ferreira Antunes. 17. Nelide, Ricardo, Ivo e Letícia Antunes. 18. Amanda Manso, Patrícia Costa, Josy Scavroni, Lohane Costa, Valéria Franco. 19. Bruno Costa , Nivaldo Ceará, Neilton Costa. 20. Elizabete e Disnei Gonçalez. 21. Elizeu de Lima, Júnior Quinteiro, Anderson França, Edgar Paim. 22. Emerson e Geisa Maróstica. 23. Maria Beatriz e José Alexandre Loyola. 24. Júlia e Érica França. 25. Maria Marta e Marcelo Fernandes. 26. Pedro, Paula e Laura Botejara.

17

16

19

18

21 20

23 22

25

26

24


top people

27

29

28

30

31

BAILE EM HOMENAGEM ÀS MÃES NO Dragões

da Vila

27. Luiz e Cida Pereira, Clarice e Roma Pinton (50 anos de casados), Lúcia e Paulo Capeluppi, Elvira e Antonio Cecílio Júnior. 28. Adilson

Soldeira, Rubens e Rose Cardoso, Eliana C. Gonçalves, Cidy e Cléo De Piere. 29. Dina e Mário Correa, Maria José e Francisco Barbosa. 30. Helena Chiaradia, Marlene Basso, Teresa Cristina Cutolo, Maria Inês Kerche. 31. José Roberto Velozo Nunes, Fúlvio Chiaradia, Hélio Basso, Anielo Cutolo. 32. Nilceu Giacóia, Zezé Silva com Helena e Nilton Leão.

32

Chá beneicente EM PROL DA VILA DOS MENINOS

33. Equipe da Vila dos

Meninos Sagrada Família. 34. Bruna, Josiane, 33 Márcia, Marli, Jaine, Lourdes Mira e Emília Galhardo Braga. 35. Maria Benedita Martins, Lourdes Galhardo, Eliete W. de Oliveira, Teresa G. Borguai, Ester Crisci, Maria A. Vieira. 36. Neide Almeida Blasi, Dirce Nunes Gonçalves, Conceição Aparecida de Lima. 37. Nilza Tancler, Ângela André, Júlia Sarzi, Nilda André, Luciane Guardiano, Maria Cecília André. 38. Regina Mendes, Márcia Klar, Brighitte Spers. 37

34

35

36

38


top people

Degustação JOHNNIE WALKER (MENTOR EXPERIENCE), APRESENTADA PELO EMBAIXADOR DA MARCA, COLIN PRITCHAR

39. Rafaela Colombelli, Colin Pritchard, Alexandre Romera. 40. Irlene Colombelli e Mário Colombelli. 41. Andréia de Almeida, José Roberto Fabris, Murilo Alho e Andréia Tamega. 42. Eliete Soares e Michael C. Andersen. 43. João e Marília C. Bernardo. 44. Júnior Cury, Maria Beatriz e José Alexandre Loyola. 45. Maria de Lourdes e José Vicente Fortes. 46. Patrícia Castro, Dario Suman. 47. Roberto Massinelli Júnior, Colin Pritchard. 48. Vitor Abujamra, Danilo Cassetari.

40

43

46

39

41

44

42

45

47

48


top people

49

Aniversário de

RUBENS DE ALMEIDA (ALEMÃO)

49. Alemão, família e amigos. 50. Curumim, Minetto,

50

Ezinho, Manzini, Júnior Cury, Semensati, Prudente.

51. Milton Monte, Manzini, Vera, Aline Manzini,

João Cury, Marcos Mulotto, Semensati, Pascoal, Natal. 52. Goldberg, Marluci, Cecília, Pasqual, Alemão, Fernando, Andresa e Caio. 53. Guaraci, João Chavari, Celestrin, Carlos Wincker. 54. João Cury, Antônio Soares da Costa Neto, Paulo André Simonazzi. 55. José Goldberg, José Carlos Souza Trindade, Luiz F. Bernardes, Sílvio G. Santos, Vanderli Martins.

51

52

54

53

55


top people

56

57

58

59

61

60

62

Stand up de

TED BABADO E EMERSON ORNELAS

56. Ted Babado. 57. Alexandre Silva, Emerson Ornelas, Cristina Zechel, Vinícius Catto, Ted Babado. 58. Thais e Luis França. 59. Eneida Frasson, Camila Frasson, João Rossetto, Edgar Paim, Francisco Frasson. 60. Nice Leite, Carol Hayashi, Tatiani Rosa, Daniela Panhoça. 61.

Fernando Araújo, Gisele Bernardino, Luciano Carmoni, Aline Carmoni. 62. Cláudio Campos, Priscila Fumis, Mariana Zuliani, Reginaldo Sierra, Guilherme Coelho. 63. Alexandre Cesário, Juliana Faria, Fernanda Modesto, Erick Modesto, Anderson José Filadelfo. 64. Alexandre Silva, Luiz Fernando Tomazela, Marinho Diniz. 65. Fabiano Borgatto, Larissa Ishikawa, Vilma Vieira, Juliano Santos, Larissa Deoddi. 64

63

65


top people

66

Reunião conjunta

DE TODOS OS ROTARYS E RECEPÇÃO DOS INTEGRANTES DO IGE (INTERCÂMBIO DE GRUPOS DE ESTUDO), ORIGINÁRIO DA CALIFÓRNIA E NEVADA – U.S.A.

66. Integrantes do IGE, com presidentes dos clubes rotários e responsáveis pelo intercâmbio. 67. Lyndsay

Bryant, Kimberly Phipps, Carly Nilson, Robin Krueger, Dan Halloran. 68. Antônio Carlos Stein. 69. Carly Nilson, Lyndsay Bryant. 70. Dan Halloran. 71. Robin Krueger, Kimberly Phipps. 72. Marco Colenci. 73. Rinaldo Luis da Silva. 74. João Candeias. 75. Emília Dotta. 76. João Pedroso. 77. Wagner Faria. 78. Helio Basso (Lelé). 79. Elio Camargo, Edgar Paim. 80. Hélio Basso, Marcelo Moura Leite, Marlene Basso, Emília Vilela, Júlio Branco. 81. José Armando Jeronymo, Carlos Frederico Wilcken. 82. Solange Serafim, Maria Júlia Dias, Santos de Castro, Helena Protetti.

70

75

80

71

67

68

69

72

76

77

81

73

78

74

79

82


capa

por pedro manhães | fotos malu ornelas

2

9 de junho de 2012: uma noite histórica para Botucatu. Esta foi uma noite que fez Botucatu perceber que está começando a dar um grande salto rumo ao futuro, a noite em que a Construtora Resiplan comemorou seus 35 anos de história e apresentou para o mercado o Boulevard Cidade. Um empreendimento único. Um lugar para morar, trabalhar, ir às compras, se divertir. Um lugar para viver. Viver de um jeito novo, prático, contemporâneo. O Boulevard Cidade é um conjunto de quatro empreendimentos: Boulevard Center! Boulevard Office! Boulevard Home! Boulevard Residence! Cada um deles projetado nos mínimos detalhes para oferecer o que há de melhor em termos de conforto e qualidade de vida para as famílias e empresas que vão usufruir deste espaço. O Boulevard Cidade é a diferença entre o antes – e o depois. O Boulevard Cidade é uma viagem no tempo entre o ontem e o amanhã. O Boulevard Cidade vai dar vida e sentido a um imenso quarteirão da Vila 60 Revista Botucatu Especial

dos Médicos, o bairro mais nobre da região central de Botucatu, a 50 metros da Avenida Vital Brazil, nosso principal corredor gastronômico. Um quarteirão, que todos sabem, há muito tempo é o mais valorizado, cobiçado e desejado de toda a cidade. Perto de tudo o que importa. Morar no Boulevard vai ser um privilégio. Um lugar imaginado para quem busca um novo estilo de vida. Com todos os serviços básicos a poucos passos do elevador, praticamente dentro de casa. Trabalhar no Boulevard vai ser um diferencial para poucos. Passear nele vai ser um programa na agenda de todos. Um lugar cheio de vida, com segurança 24 horas, estacionamento com manobrista para os clientes e visitantes. Um endereço diferenciado em todos os sentidos. Neste momento a Resiplan está trazendo para Botucatu um modelo e um conceito que a cidade ainda não conhece. Morar, trabalhar e se divertir sem ter que sair do lugar. Isto é viver. Viver com muito conforto, comodidade, privacidade e segurança. Viver

num empreendimento que também foi pensado em termos de sustentabilidade. Privilegiando a luz natural em todos os ambientes, programado para reutilizar a água da chuva, utilizando apenas madeira certificada em todas as etapas da construção. Botucatu vai ser a primeira cidade do centro oeste paulista a possuir um empreendimento com estas características. No estado de São Paulo, apenas a capital, Campinas, Ribeirão Preto e Santos contam com projetos similares. Estamos falando de um empreendimento de R$ 120 milhões de reais, erguido sobre um terreno de 7.600 metros quadrados, com 41 mil metros quadrados de área construída. Simplesmente o maior empreendimento imobiliário da história da nossa cidade.


Resiplan - 35 anos

A HISTÓRIA DESTA EMPRESA É A HISTÓRIA DE UMA FAMÍLIA

V

ocê talvez não saiba, mas para poder comemorar em 2012 a impressionante e histórica marca de 1 milhão de metros quadrados construídos, foi preciso assentar bem o primeiro tijolo, trabalhar direito na primeira obra, atender bem ao primeiro cliente.

Foi isso que os meninos Ronaldo, Edivaldo e Fernando aprenderam com o seu Hermelindo Borgatto, o pai, enquanto a Magda, a única mulher entre os filhos da dona Maria, ajudava a mãe a preparar a marmita que o pai e os meninos iriam comer na obra, onde trabalhavam de sol a sol.

Naquela época a família morava em Rubião Júnior. Dona Maria trabalhava como merendeira da escola. E por lá, seu Hermelindo era conhecido como um bom pedreiro. Ele sabia que para dar uma vida melhor para os filhos, tinha que começar a trabalhar por conta própria.


capa

EDIVALDO, RONALDO, FERNANDO E MAGDA: “A FAMÍLIA BORGATTO SUPERA A MARCA DE 1 MILHÃO DE METROS QUADRADOS CONSTRUÍDOS”.

Alimentava na cabeça a ideia de pegar junto com os filhos uma casa inteira pra construir. Do começo ao fim. Se tudo desse certo, o primeiro cliente indicaria o segundo, o segundo o terceiro, e a vida seguiria em frente. Foi pensando assim que aquele pai de família virou mestre de obras. Foi pensando assim que ele deu o primeiro passo para que os filhos aprendessem uma profissão, tivessem um caminho para ganhar a vida. Foi cavando vala, batendo massa e dobrando ferro junto com o pai, que os irmãos Borgatto começaram sua trajetória na sempre concorrida indústria da construção civil. Foi nessa época, para se diferenciar no mercado, que eles começaram a vender a ideia de Residências Planejadas. Foi por causa disso que alguns anos mais tarde surgiria a Resiplan, uma empresa que iria fazer história, começando a construir residências no final dos anos 70. Virou referência nos setores comercial e educacional a partir dos anos 80. E se transformou em uma das grandes empreiteiras de 62 Revista Botucatu Especial

obras públicas da região nos anos 90... Mas foi na virada para o século 21 que a empresa tomou uma decisão radical: Nunca mais prestar serviços para o setor público. O motivo? Dava muita dor de cabeça na hora de fazer o serviço. E às vezes tinha muita burocracia e conversa estranha na hora de receber. A Resiplan decidiu então trabalhar apenas para o mercado privado, focando toda sua energia na busca de clientes dos setores comercial e industrial. Para isso foi buscar a Certificação Iso 9001, que hoje atesta a qualidade em todos os seus processos. Todas as grandes indústrias de Botucatu tiveram a Construtora Resiplan como parceira na construção ou na expansão de seus parques industriais, tais como o Grupo Caio, a Irizar e a Embraer. Para a Duratex e Eucatex, além de trabalhar na ampliação do parque fabril de Botucatu, a Resiplan também atuou na construção da Duratex Agudos, da Duratex Jundiaí e da Eucatex Salto. Além de dezenas de outras pequenas e médias indústrias da nossa região.

Paralelamente, a construtora investiu na formação de um corpo técnico e comercial para, 30 anos depois, voltar a atuar forte no setor residencial, agora no lançamento de empreendimentos verticais. Primeiro a Resiplan aceitou o desafio de concluir o Condomínio Villa Romana, na Vila dos Médicos, um conjunto de duas torres com 80 apartamentos cuja obra estava completamente parada há 13 anos. Em seguida, lançou o Condomínio Residencial Manhattan, um prédio moderno, localizado na Rua General Telles, que foi entregue rigorosamente dentro do prazo. O passo seguinte foi lançar o Primeiro Condomínio Clube de Botucatu, o Vivendas de La Salle, com mais de 40 itens de lazer para as famílias. Um conceito novo, que o mercado recebeu com muita expectativa. O cronograma da obra do megaempreendimento com 192 apartamentos está rigorosamente dentro do prazo estabelecido com os compradores e totalmente viabilizado.


A entrega das chaves do Vivendas de La Salle vai acontecer no mês de Dezembro. Com isso, a Resiplan terá entregue ao mercado quase 300 apartamentos, dobrando em apenas 5 anos o número de unidades existentes na cidade. São 35 anos entre a primeira obra e o lançamento do Boulevard Cidade. São 35 anos entre o primeiro tijolo assentado com qualidade, a primeira parede levantada no prazo combinado e a histórica marca de 1 milhão de metros quadrados entregues aos clientes. Uma marca atingida quando foi concluída uma obra emblemática: A construção do novo Fórum de Botucatu. A única obra pública que a Resiplan fez questão de disputar e ganhar depois da virada do calendário para o século 21. E fez questão porque ela muda a cara da cidade. Promove um salto. É o tipo de obra que faz a diferença. Seu Hermelindo Borgatto faleceu em 1994, mas suas lições continuam presentes todo dia na vida destes quatro irmãos, que hoje

passam para seus filhos as verdades que aprenderam com o pai. Um homem simples e de pouco estudo, que numa época em que pouca gente podia se dar ao luxo de contratar um engenheiro, tinha o seu jeito próprio de mostrar como a casa iria ficar: ele abaixava, limpava a areia, pegava um pedaço de pau e, na terra de chão batido, desenhava para o cliente como seria sua futura residência. Isso encantava as pessoas. E ele sempre lembrava: Não existe construção feita sem o suor de um pedreiro em cada tijolo assentado. Dona Maria está presente, com certeza orgulhosa dos filhos que criou, lembrando do começo de tudo: da casinha humilde lá de Rubião, de cada nó na marmita quente enrolada no pano de prato, das orações que fazia na igrejinha lá em cima do morro para que seus filhos Magda, Fernando, Ronaldo e Edivaldo tivessem a oportunidade de, no futuro, ter uma vida melhor. Mas ela não sabia que eles chegariam tão longe...

Fazendo HISTÓRIA…

as hoje não é apen “A Resiplan de ios, e constrói préd uma empresa qu a grande é um na verdade ela gócios. geradora de ne po todo pe focada o tem nça, Tem uma equi a e fazem difere qu as ei id de a na busc no tempo, ucatu avançar que fazem Bot . cara da cidade que mudam a Cidade do Boulevard to en am nç la O claro absolutamente é um exemplo a. pr ento da em es deste novo mom marca que a Resiplan ande É mais uma gr ucatu.” história de Bot na ar quer deix

R DA RESIPLAN

RGATTO, DIRETO

FERNANDO BO

Revista Botucatu Especial 63


capa

MARCOS ARAÚ JO “NÓS VAMOS FAZ , DIRETOR DA CINEMATOGRÁF ICA ARAÚJO: ER AQUI DUAS SALAS DE CINE HÁ DE MAIS MO MA COM O QU DERNO EM TERM E O DE EXIBIÇÃO DE FILMES”

IL, DERMILSON NCO DO BRAS DENTE DO BA SSE PROJETO O O SUPERINTEN GRANDEZA DE LA “PE A: UZ A ESSA IDEIA”. GARCIA DE SO SE ASSOCIAR BB TINHA QUE

Banco do Brasil e Cine Araújo BOULEVARD CENTER JÁ É REALIDADE

S

egundo o empresário Fernando Borgatto, diversos empresários de Botucatu já estão com negociações bem avançadas para fazer parte do Boulevard Center: o centro de compras do complexo Boulevard Cidade. Na noite de apresentação do empreendimento foram anunciadas duas empresas âncora: a primeira, a maior instituição financeira do país: o Banco do Brasil, que ao tomar conhecimento do projeto, e tendo o objetivo claro de instalar uma nova agência em Botucatu, para atender a região da

64 Revista Botucatu Especial

Avenida Vital Brazil, entendeu que o Boulevard seria o endereço ideal para o conforto de seus clientes. O superintendente do Banco do Brasil, Dermilson Garcia Souza, disse que a instituição não poderia ficar fora de um projeto como o Boulevard, pela confiança na marca Resiplan e pelo valor que ele vai agregar à cidade de Botucatu. “A Resiplan tem uma história forjada com muito trabalho. E o trabalho tem essa capacidade fantástica de transformar a realidade. Pela grandeza deste projeto, o BB tinha que se associar a esta ideia, tinha que ser um grande apoiador

deste empreendimento”, afirmou Souza, que veio a Botucatu especialmente para prestigiar o lançamento do Boulevard, na noite do dia 29 de junho. Logo após as palavras do dirigente do Banco do Brasil, quem fez questão de garantir sua presença no Boulevard Cidade foi a Cinematográfica Araújo, uma das responsáveis pela tradição e pelo respeito que Botucatu possui no mercado brasileiro de exibidor de filmes. Marcos Araújo, diretor da empresa, que possui 110 salas de cinema no país, anunciou que vai instalar mais


duas, em Botucatu, no Boulevard Cidade, inclusive com a novíssima supertela de 180 metros quadrados. “Faz muito tempo que estávamos esperando uma oportunidade para poder mostrar, aqui em Botucatu, que é a nossa terra, o que a gente já mostra em outros lugares. Nós vamos fazer aqui duas salas de cinema com o que há de mais moderno em termos de exibição de filmes”, afirmou Araújo, bastante emocionado. O diretor da Cinematográfica Araújo se mostrou entusiasmado com o empreendimento lançado pela Resiplan. “Vamos fazer o que tiver de melhor. Tudo de ponta. Acredito muito no Boulevard. É o futuro. Agradecemos muito à Resiplan pela oportunidade que nos deu. Esse empreendimento nos permite demonstrar o amor que nós temos por Botucatu”, completou o empresário.


lar, doce lar

por fabíola zahn | foto colunista malu ornelas | fotos artigo arquivo pessoal

TEMPO DE

férias!

E

nfim se aproximam as férias! Se fôssemos ainda crianças o significado de férias seria brincar, brincar, brincar. Para muitas pessoas, férias são sinônimo de pôr o pé na estrada, romper com tudo o que nos cerca na rotina ou simplesmente aproveitar para não fazer nada, na intenção de descansar para enfrentar o próximo semestre. Para mim, o tempo de férias é o momento ideal para refletir, avaliar o que passou, ponderar o que eu gostaria de mudar ou retomar e, claro, descansar! Mas descansar não quer dizer necessariamente ficar de pernas para o ar, repousar. Descansar também quer dizer sossegar, tranquilizar. E para isso, nada é mais eficaz do que alcançar a sensação de dever cumprido. Por isso, para mim, é tempo de lembrar de tudo o que eu me propus a fazer ou que gostaria de ter feito e não consegui – por falta de tempo, preguiça ou desânimo – e de pôr de uma vez por todas a mão na massa! Sabe aquela pilha de roupas para reformar, ajustar, consertar que se acumulou no cantinho? É hora de ver 66 Revista Botucatu Especial

qual foi a última vez que sentiu que a sua casa estava do jeitinho que você queria? Eu não. Sabe aquela ideia super-bacana que você viu na revista ou na internet e adorou? Porque não aproveita agora para ousar e tentar fazer com as suas mãos? Mesmo que não fique tão bom ou tão lindo como o que você viu. E o que falar daquele cômodo da casa que está tão caído, feinho, por onde você passa todos os dias e se nega a olhar direito para não encarar o que te incomoda... Não valeria a pena se armar de lixas, tintas e pincéis para transformar o móvel sem graça num que te traga alegria e orgulho? E, para completar, investir de uma vez numa decoração nova que traga prazer em ficar na sua casa? E não precisa trocar todos os móveis. Às vezes é só uma questão de reorganizar o que você já tem e aproveitar o tempo para garimpar com calma pequenas coisas que fazem toda a diferença, como uma peça especial para a parede, almofadas (elas são ótimas para dar uma renovada na decoração sem gastar muito) ou um vaso bem alegre. E depois arrumar tudo com carinho e

ARRUMAR A CASA E MUDAR A DECORAÇÃO DÃO ENERGIA RENOVADA PARA INICIAR UM NOVO PERÍODO!

o que realmente merece voltar para o armário e arrumar de uma vez. E o resto? Vai para quem precisa, junto com mais outras coisas que estão há tempos só ocupando lugar nas gavetas. E, já que começou, porque não aproveitar para fazer uma faxina geral na casa, nos armários, no jardim? Afinal, você consegue se lembrar


finalmente ver que não era tão difícil deixar o seu cantinho com a sua cara! Lembra-se daquela coisa que vive dizendo que gostaria de saber fazer? Pintar, desenhar, cozinhar como um chef, fazer crochet? Então, aproveite o tempo de sobra para fazer um curso. Mas que seja para você, para suprir a sua vontade e não para agradar o chefe ou para atender a uma necessidade da empresa. Afinal, você está de férias, lembra? E o que falar daquela inveja que você sente dos amigos que amam fazer atividades físicas? Pois então, calce um tênis, coloque uma roupa confortável e saia para caminhar todos os dias, em horários diversos, sem compromisso, aproveitando para apreciar cada presente que o mundo prepara e que, na correria dos dias, você nem tem tempo para ver. O amanhecer neblinado que vai sendo soprado

para longe bem devagar, o pôr-dosol, a noite fria estrelada – todos valem a sua visita e, quem sabe, te ajudam a gostar da caminhada e torná-la um hábito? Uma hora de férias que você pode se dar todos os dias para ficar só e pensar na vida. Bom, né? E se você está achando que depois disso tudo estará ainda mais cansado do que antes das férias, tente imaginar que delícia será se, ao final do mês, você tiver conseguido tirar do caminho tudo o que estava te incomodando e impedindo que seguisse em frente com alegria e disposição. Experimente fazer das suas férias um período de reflexão e de iniciativa para conhecer coisas novas, lugares diferentes, reforçar os laços de amizade e iniciar o novo período sem âncoras, com o corpo, a mente e a casa renovados para começar tudo outra vez!

PRECISO DEIXAR A CASA VAZIA PARA RECEBER A NOVA MOBÍLIA. FAZER A FAXINA DA MENTE, DA ALMA, DO CORPO E DO CORAÇÃO. DEMOLIR AS RUÍNAS E CONSTRUIR QUALQUER COISA NOVA, QUEM SABE UM CASTELO. CAIO FERNANDO ABREU


encontros notáveis

fotos divulgação

ARQUITETOS, DESIGNERS E CONVIDADOS PRESTIGIARAM COQUETEL DE LANÇAMENTO DA

Casa Cor 2012 O

tradicional coquetel de abertura da Casa Cor aconteceu no Jockey Club de São Paulo e contou com a presença de diversas celebridades e convidados especiais, que puderam conferir os mais 90 ambientes assinados por renomados profissionais de arquitetura, design de interiores e paisagismo. Entre os arquitetos e decoradores que prestigiaram o evento, o Prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, os atores Flávia Alessandra, Otaviano Costa e Patrícia de Sabrit, a modelo Talula

OS ARQUITETOS DANIE KALIL MAYRA LOPES ANA BARTIRA E CONVIDADOS

Pascoli, a cantora Roberta Miranda e o empresário João Dória Jr. (um dos homenageados na mostra), além de profissionais participantes da Casa Cor 2012, como os arquitetos Denise Barretto, Cynthia Pimentel, Mayra Lopes, Márcio Nascimentto, Sabrine Santos, Gustavo Paschoalim, e as designers de interiores Isabela Augusto de Lima e Patrícia Hagobian. Assim como em edições anteriores, o presidente da mostra, Angelo Darenze, realizou um discurso ao lado da arquiteta e jornalista Olga

Krell. Após a cerimônia, Brunete Fraccaroli e Leo Shehtman foram homenageados com o prêmio de arquitetos que participaram em mais edições da Casa Cor e em seguida a solenidade foi encerrada com a apresentação da Orquestra Filarmônica de Paraisópolis.

OTAVIANO COSTA E MAYRA LOPES

JOAO DORIA DENISE BARRETTO E ANGELO DARENZE

GUSTAVO PASCHOALIM

68 Revista Botucatu Especial

BIA DORIA JOAO DORIA JR E MOEMA WERTHEIMER

ISABELA AUGUSTO DE LIMA E MARCIO NASCIMENTTO


Bandas britânicas

LANÇAM CAMPANHA DE ÓCULOS DA BURBERRY EM PARIS, MILÃO, NOVA YORK E SYDNEY

A

Burberry, marca licenciada da Luxottica, acaba de lançar a segunda fase de sua campanha de óculos com a participação de quatro bandas britânicas. Para celebrar esta parceria musical, as bandas se apresentaram em quatro lojas em Paris, Milão, Nova York e Sydney. As cidades foram escolhidas por Christopher Bailey, Diretor Criativo Executivo da Burberry, e os eventos contaram com shows ao vivo das bandas One Night Only, The Club Daydream, Marika Hackman e Life in Film. O objetivo da campanha é promover novos talentos britânico em diversas cidades do mundo e os eventos marcaram as primeiras performances da banda The Club Daydream em Milão, de Marika Hackman em Nova Iorque e da Life in Film em Sydney. Todas as apresentações foram gravadas e serão divulgadas nas plataformas online da Burberry, como o site da marca (Burberry.com), YouTube, Facebook, Sina, Weibo, Youku e Twit-

ter. As viagens das bandas nas quatro cidades também foram documentadas e serão lançadas como parte do conteúdo exclusivo durante o mês de maio. As faixas “Long Time Coming”, da banda One Night Only e “Neon Love Song (Part II)”, da banda The Club Daydream serão lançadas como singles e estarão disponíveis via iTunes. Dentre os convidados estavam: • Paris - ClotildeCourau, Yelle, HandeKodja, Lucie Lucas, Beatrice Rosen • Milão - GiorgiaSurina, Eros Galbiati, FilippaLagerback, Alex Uhlmann • Nova Iorque - Cara Delevingne, Luigi Tadini, Dani Stahl, Mirte Maas, Fiona Byrne, Mike Nouveau • Sydney - Candice Lake, Rumi Neely, Rachael Taylor, Miranda Otto, Lisa Mitchell, Abril Rose Pengilly, Wes Carr A campanha apresenta estilos de óculos icônicos, como o aviador, que possuem estilo jovem inspirado no espírito, atitude e energia da marca e da música. Todos os modelos são trazidos para o Brasil pela Luxottica.

Revista Botucatu Especial 69


encontros notáveis

Famosos EM NOITE BENEFICENTE

Um time de famosos cantou ao lado do publicitário e apresentador Roberto Justus em evento realizado para arrecadar fundos para o Instituto Arte de Viver Bem, fundado pela jornalista e psicóloga Valéria Baraccat Gyy, na luta contra o câncer de mama. Além de cantar e dançar ao lado dos convidados, Justus ainda promoveu um leilão silencioso com peças doadas por amigos, como, por exemplo, uma réplica do capacete usado por Emerson Fittipaldi ao vencer o campeonato mundial pela primeira vez, em 1972. A peça foi arrematada por R$ 18 mil pelo empresário Sérgio Nilo, que ainda ganhou um autógrafo do campeão no capacete. Outra peça concorrida foi a pulseira de ouro e brilhantes doada pela apresentadora Hebe Camargo. Quem levou a joia para casa, feliz da vida, foi a apresentadora Ana Hickmann, uma das mestres de cerimônia da noite ao lado de Ticiane Pinheiro. No palco, anunciando a venda da pulseira, Ana revelou que sempre quis ter uma joia de Hebe. Foi o que bastou para que seu marido, Alexandre Corrêa, desse um lance ainda maior pela peça para presenteá-la. No final, depois de uma pequena disputa, ele conseguiu levar a pulseira por R$ 13.500. Ao todo, com a venda de ingressos e as peças do leilão, Justus arrecadou R$ 550 mil para a instituição de Valéria. “Vamos usar esse dinheiro para capacitar os 102 técnicos em calibragem de mamógrafos no Brasil. São pouquíssimos. O diagnóstico depende da calibragem desse aparelho”, explicou Valéria.

O SHOW Sem disfarçar o nervosismo, mas caprichando no bom humor, o publicitá70 Revista Botucatu Especial

rio e apresentador Roberto Justus abriu a noite falando sobre como superou as críticas a seu talento musical. “Estou cantando bem melhor agora. Muita gente disse que eu não conseguiria, mas o segredo é estarmos felizes quando nos propomos a fazer alguma coisa. Estou feliz cantando, e essa será uma noite que eu jamais vou esquecer, por vários motivos”, falou antes de receber famosos como Luiza Possi, Aguinaldo Rayol, Léo Maia, Roupa Nova, Érica, Claudia Leitte, Hebe Camargo e Paulo Ricardo para duetos. Grávida de sete meses, a

cantora Claudia Leitte foi recebida por Roberto com elogios sobre sua boa forma. “Vou cantar agora com a grávida mais sensual do Brasil”, anunciou. Quem também arrancou risos e emocionou a plateia foi a sempre diva Hebe Camargo. Ao saber que sua pulseira tinha sido arrematada por Ana Hickmann, Hebe pediu que a apresentadora subisse ao palco para abraçá-la. Mas, para ficar mais alta do que Ana, Hebe não fez cerimônias, tirou o salto e subiu num banquinho. “Agora pode me beijar”, autorizou.


Reynaldo Gianecchini É O NOVO PADRINHO DA CAMPANHA O CÂNCER DE MAMA NO ALVO DA MODA

ATOR FALA DA IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE COMO CONTROLE E TRATAMENTO DA DOENÇA

D

urante sua participação na gravação do novo comercial da campanha O Câncer de Mama no Alvo da Moda, no qual convoca atletas, corredores, caminhantes e amadores para as etapas 2012 da Corrida e Caminhada Contra O Câncer de Mama, o ator Reynaldo Gianecchini abraçou a causa e tornou-se padrinho da Campanha para este ano. Gianecchini vestiu a camiseta branca com o alvo-azul, símbolo mundial da luta contra o câncer de mama, e declarou: “Fico extremamente feliz em ser o padrinho dessa campanha e ter a

oportunidade de participar deste maravilhoso projeto, e parabéns ao IBCC por essa grande iniciativa”. O ator ressaltou ainda a importância do diagnóstico precoce na luta contra o câncer. “Quanto antes ele (o câncer) é descoberto, maiores são as chances de cura”. No novo comercial da Campanha, Reynaldo Gianecchini contracenou com a amiga e atriz Mariana Ximenes. As etapas de 2012 das corridas e caminhadas começam pelo Rio de Janeiro, a primeira capital a receber os eventos esportivos deste ano. Parte do valor

arrecadado com a iniciativa será destinada ao Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), importante centro oncológico do Brasil.


, a g i d r a C

moda

por anita rachel saavedra nogueira – fina filó | fotos: arquivo pessoal

um grande aliado!

C

asaquinho abotoado na parte central com mangas compridas ou ¾, o cardigã surgiu no século 19, quando foi usado por oficiais do exército britânico na Guerra da Crimeia. O nome é uma homenagem ao Conde de Cardigã, que comandou a tropa na época. Na década de 1920, Coco Channel lançou a combinação da peça com saia, e desde então, ela nunca mais saiu de moda. Perfeito para qualquer época do ano, super versáteis e cheios de estilo, quem não tem ou nunca ouviu falar neste curinga? Ele é quentinho na medida certa para dias de temperatura intermediária, nos salva do ar condicionado forte de alguns lugares, é fininho, fácil de colocar na bolsa quando não está sendo usado, além das inúmeras variações de modelos e estampas. O incrível é que ele pode ser usado como uma roupa casual e também pode nos deixar chics! 72 Revista Botucatu Especial


As formas de usar são muitas, para todos os gostos e estilos. Os mais compridos que passam do quadril, são um jeito diferente de vestir uma peça clássica. A vantagem é que os maxicardigãs (1) deixam o visual mais descolado, porém é preciso cuidado para não usar um modelo largo demais e transmitir um ar desleixado. Este ano, eles apareceram com folhagens (2), flores (3), apliques (4), bordados (5) e a delicada renda (6), além do tradicional liso (7), que combina bem em qualquer produção. Aqui em Botucatu, com nosso clima serrano, eles são uma excelente aquisição! Procure um que se adapte melhor ao seu estilo e arrase!!!

Rua Visconde do Rio Branco, 647 Centro | Botucatu/SP

Fone: (14) 3354-4010

Revista Botucatu Especial 73


por aqui

da redação | fotos: osmar nascimento – nn produtora

Usina Multimídia A

empresa botucatuense Usina Multimídia implantou em Botucatu um sistema inédito de comunicação e entretenimento. Trata-se do sistema OUT OF HOME, que pode ser encontrado em diversos estabelecimentos comerciais de Botucatu. Mas você sabe o que é OUT OF HOME? Com os avanços tecnológicos dos últimos anos, surgiu um “novo conceito mundial de mídia”, com traços mais nítidos e que vem adquirindo aspectos a cada dia mais concretos no panorama da comunicação mundial. OUT OF HOME é uma nova ferramenta de comunicação para chamar a atenção do consumidor. São telas de alta definição com conteúdo de internet atualizado constan74 Revista Botucatu Especial

temente, que se propõe a amenizar a espera de clientes em estabelecimentos com informação e entretenimento. E a Usina Multimídia trouxe essa ideia à Cidade, sendo a primeira da região nesse segmento, tanto em sua infraestrutura, talento, vídeo grafismo e qualidade superior em seus produtos finais. Para Clayton Santos, do Departamento Comercial e Administrativo da empresa, a ideia surgiu por se tratar de algo inédito para Botucatu. “Tudo nasceu da ausência de um produto de comunicação desse porte na cidade. Já trabalhamos com comunicação e vimos isso nos grandes centros, como Campinas e Ribeirão Preto, então entendemos que seria legal trazer isso para Botucatu também”, explica Clayton. Paulo Daniel Leite, do Departa-

mento de Criação e Tecnologia, destaca que a facilidade em trabalhar com tecnologia colaborou muito com o desenvolvimento da mídia em Botucatu. “Eu já trabalhava com tecnologia quando tivemos a ideia de desenvolver o trabalho em supermercados, mas iríamos ficar engessados, até que em uma reunião na prefeitura fizemos a proposta de realizar esse trabalho, que hoje pode ser visto na Rodoviária”, explica. Apesar de ser um veículo de comunicação e publicidade, o conteúdo em si é uma ferramenta de entretenimento, pois estará à disposição do contratante que por sua vez poderá oferecer esse diferencial a seus clientes. Apesar da alta tecnologia, com qualidade HD, por exemplo, o custo é baixo se comparado a outros veículos de comunicação.


Paulo Daniel explica onde essa ferramenta é utilizada: “Se uma pessoa está na fila do supermercado ou em um restaurante aguardando, essa espera pode ser entretida, a TV mostrará conteúdo atualizado em poucos minutos, com informação, diversão, esporte, clips, previsão do tempo, entre tantas outras. É o conteúdo rápido da internet na TV. Para o anunciante, o grande lance é esse”, destaca Daniel. Segundo Clayton, é uma ferramenta que não agride o cliente que possui o sistema. “Geralmente são lugares com muitas pessoas, barulho, e a TV não vai trazer áudio para poluir ainda mais o ambiente, ou seja, é um conteúdo mudo para entreter mesmo”, explica. Clayton e Daniel destacam também outro segmento que é OUT OF HOME Corporativo, ou seja, quem

contratar o serviço pode personalizar sua TV com o conteúdo que desejar, comunicados internos, divulgação de produtos, programas de melhorias, ou ainda os produtos que comercializa em seu estabelecimento. “Nós personalizamos a programação conforme seu ambiente. Por exemplo, se você está na recepção da revista Botucatu Especial, vamos focar no conteúdo da revista, mostrando edições anteriores, notas e notícias da revista, do ambiente”, detalha Paulo. Entre os parceiros de programação da Usina Multimídia em Botucatu estão os portais UOL, IG e Terra, os sites Climatempo e Estrela Guia, a revista Exame, o microblog Twitter, entre tantos outros. Atualmente possuem a tecnologia OUT OF HOME em Botucatu oferecida pela Usina

Multimídia o Bar do Português, Auto Posto Confiança, Prefeitura Municipal, Cia. dos Pães, Cebrac, Panificadora Ceranto, Churrascaria Boi de Capim, Auto Posto Castelinho, McDonald’s, entre outros. Entretenimento de alta qualidade ao seu alcance.

www.usina.art.br ( (14) 9745-9227


peril

da redação | fotos júnior quinteiro/sandro coltri

Dr. Antônio Soares da Costa Neto

DELEGADO SECCIONAL DE POLÍCIA

O

comando da Polícia Civil de Botucatu está sob responsabilidade do Dr. Antônio Soares da Costa Neto desde junho de 2009. Conhecido por ter pulso firme, o Seccional de Botucatu é o entrevistado da seção Perfil desta edição da Revista Botucatu Especial. Em um bate-papo com nossa reportagem, ele conta um pouco de sua carreira policial e pessoal, mostrando também um lado pouco conhecido de umas das figuras mais conhecidas de Botucatu. 76 Revista Botucatu Especial

BOTUCATU ESPECIAL – QUANDO O SENHOR INICIOU A CARREIRA DE POLICIAL?

Antônio Neto – Eu comecei em Quatá, em 1977, como escrivão de polícia. Após 9 anos, em 1986, fui aprovado no concurso para delegado. No total são 26 anos como delegado e quase 10 como escrivão, em 36 anos de polícia. BE – COMO DELEGADO, POR ONDE PASSOU ANTES DE CHEGAR A BOTUCATU?

AN – Foram várias cidades, como Assis, Cândido Mota, Florínea, Para-

guaçu, Palmital, Maracaí e Pedrinhas Paulista. Depois fui promovido à chamada 2ª. Classe e fui transferido para Botucatu. BE – E DÁ PARA LISTAR SEUS SERVIÇOS PARA A POLÍCIA EM BOTUCATU?

AN – Trabalhei em todos os Distritos, 1º., 2º., 3º.; DIG; DISE; CIRETRAN; fui assistente da Seccional e nomeado Seccional em 19 de Junho de 2009, ou seja, já são três anos como Seccional de Polícia em Botucatu.


peril BE – O SENHOR FOI PROMOVIDO RECENTEMENTE A CLASSE ESPECIAL DA POLÍCIA CIVIL. PARA QUE O LEITOR ENTENDA, O QUE ISSO SIGNIFICA?

AN – É a última classe, é o ápice na carreira de um policial civil, ou seja, estou apto a ocupar qualquer cargo da Polícia Civil, desde Delegado Geral a Diretor de Departamento. BE – E HÁ PERSPECTIVA DISSO?

AN – Não, não há perspectiva nenhuma, o que eu quero é continuar um pouco mais no trabalho e depois descansar, me aposentar, afinal de contas já são quase 40 anos de serviço. Estou com 10 anos a mais, quero em breve aproveitar minha vida. BE – O QUE DE FATO ESTÁ SOB O COMANDO DA SECCIONAL DE POLÍCIA EM NOSSA REGIÃO?

AN – São 12 cidades e 20 unidades. São as cidades de Anhembi, Areiópolis, Bofete, Conchas, Itatinga, Laranjal Paulista, Pardinho, Pereira, Porangaba, Pratânia, São Manuel com a DDM e o 1º. DP, e aqui em Botucatu temos 1º., 2º., 3º. e 4º. Distrito, DIG, DISE, CIRETRAN E DDM. BE – AO TODO SÃO QUANTOS DELEGADOS SOB SEU COMANDO?

AN – São 23 delegados distribuídos em todas essas cidades, sendo 14 só em Botucatu. Todos fazendo o seu papel, ou seja, investigar depois que o crime acontece. A função de prevenir é da PM, a nossa é de investigar quando o crime acontece. BE – BOTUCATU, NAS ESTATÍSTICAS, DIMINUIU DRASTICAMENTE A CRIMINALIDADE NOS ÚLTIMOS ANOS. QUAL A EXPLICAÇÃO?

AN – Policiamento ostensivo e operações sendo feitas quinzenalmente, assim estamos conseguindo nos manter com boas estatísticas. Acabar com o crime nunca iremos conseguir, isso é utopia. Se desde o tempo de Caim e Abel já existia o crime, não é agora que ele vai terminar, mas é para isso que existe a Polícia, 78 Revista Botucatu Especial


é um trabalho contínuo. O crime é inerente à sociedade: quanto maior a sociedade, maior a criminalidade, e a Polícia tem que trabalhar com o mesmo efetivo de 20 anos atrás. BE – MUDANDO UM POUCO DE ASSUNTO, INDO UM POUCO MAIS PARA O LADO DA PESSOA ANTÔNIO SOARES DA COSTA NETO. A FAMÍLIA CONSEGUE CONVIVER COM ESSA SUA ROTINA?

AN – Ninguém é super homem, é difícil, mas já foi pior. Passamos por fases difíceis quando o PCC estava atacando delegados, nos preocupávamos com a família. Mas é próprio da carreira, pois quem é comprometido com a sociedade tem que correr esses riscos. Abdiquei de muitas coisas. Se você me perguntar se me arrependo, não sei te responder, mas por outro lado não teria sido feliz, porque a polícia é minha vida.

BE – E A FAMÍLIA ENTENDE ISSO?

AN – É difícil, acho que por isso me casei quatro vezes. Sempre coloquei a polícia em primeiro lugar. Talvez nisso eu tenha errado. Muitos não fazem, eu fiz, bem como muitos aqui em Botucatu fizeram, como o Dr. Celso Olindo, Dr. Geraldo Franco, Dr. Paulo Buchignani e tantos outros. Mas hoje em dia o que mais temos é delegado de gabinete. A polícia precisa dos dois tipos, do de gabinete e do que está na rua. Mas graças a Deus minha equipe de policiais, em todos os cargos, é um time bom, não me dá trabalho e me ajuda muito. BE – POR QUAL TIME O SENHOR TORCE?

AN – Sou santista roxo, com orgulho (risos).

SE VOCÊ ME PERGUNTAR SE ME ARREPENDO, NÃO SEI TE RESPONDER, MAS POR OUTRO LADO NÃO TERIA SIDO FELIZ, PORQUE A POLÍCIA É MINHA VIDA.

BE – O QUE O SECCIONAL FAZ FORA DA DELEGACIA? CONSEGUE SE DIVERTIR?

AN – Eu tento. Sou sócio do Clube de Futebol Tradição da Vila e todo final de semana estou lá. Sou lateral direito e zagueiro central, e jogo bem (risos).


rádio

da redação | fotos júnior quinteiro / márcia mazzoni

Sétima Corrida

TREVO CRIATIVA FOI UM SUCESSO

A

Criativa FM realizou no dia 24 de junho a Sétima Edição da Corrida Trevo Criativa. A prova, que contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Botucatu, teve a participação de mais de 500 atletas da Cidade e de todo o estado de São Paulo. A largada aconteceu no Estádio Municipal João Roberto Pilan (INCA) com os atletas percorrendo toda a extensão da Avenida Deputado Dante Delmanto. Segundo o gerente da Criativa FM, Anderson França, o evento vem tomando proporções cada vez maiores. “Começamos com uma pequena estrutura, hoje estamos crescendo a cada ano que passa. A prova tomou uma proporção tão grande que hoje virou referência em todo o interior”, diz França. Para Júnior Quinteiro, um dos organizadores do evento, o objetivo é proporcionar uma completa estrutura para o corredor de ponta, mas também para o atleta amador. “Claro que temos corredores profissionais aqui, de alto rendimento, mas a maioria é formada por pessoas que buscam no esporte um meio de se exercitar, um incentivo a se ter uma vida saudável. Nosso papel é fornecer uma estrutura cada vez maior para esses apaixonados pelo esporte”, destaca Quinteiro.

A PROVA TOMOU UMA PROPORÇÃO TÃO GRANDE QUE HOJE VIROU REFERÊNCIA EM TODO O INTERIOR. 80 Revista Botucatu Especial

LARGADA MAIS DE 500 ATLETAS PARTICIPARAM DA PROVA

COMPLETA ESTRUTURA MARCOU A SÉTIMA CORRIDA TREVO CRIATIVA

A classificação da Sétima Corrida Trevo Criativa foi a seguinte:

FEMININO – 8 KM 1°. SILMARA IZIDORO MODESTO 32M05S – ABA / BOTUCATU

MASCULINO – 8 KM

2°. ADELITA GOMES – 32M43 - AVULSO

1°. MARILDO JOSÉ BARDUCCO

3°. VIVIANE AGUIAR

25M45S – ABA / BOTUCATU

38M41S – VIDATIVA / BOTUCATU

2°. EDUARDO V. BLEY

4°. CIBELE APARECIDA SANTOS – 39M20S - JAÚ

27M30S – TROPICAL LIFE / BOTUCATU

5°. REGINA DE CÁSSIA PILAN SANTANA

3°. MANOEL CARVALHO SOBRINHO

41M21S – AVULSO

28M08S – LENÇÓIS PAULISTA 4°. DANIEL PIRES TOLEDO - 28M30S - AVULSO

MASCULINO – 4 KM

5°. CLAUDINEI APARECIDO MARA

1°. NILSON GOMES LOURENÇO

28M45S – RAIA 4 / BOTUCATU

13M37S – LARANJAL PAULISTA


GANHADORES DA CATEGORIA GERAL 8 KM MASCULINO

PRIMEIRAS COLOCADAS DA CATEGORIA FEMININA 8 KM COM O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ESPORTES, MARCELO MARCOLIM

2°. DORIVAL PEIXOTO DE ALMEIDA

FEMININO – 4 KM

14M42S – ITATINGA

1°. GRAZIELE CORREA – 16M53S - JAÚ

3°. JEAN RICCELI BARREIROS

2°. MARIA VITÓRIA PIMENTEL MARTINS

15M28S – RAIA 4 / BOTUCATU

18M50S - BOTUCATU

4°. CASSIANO NARCISO

3°. LÍGIA LIMA MOTA

16M28S – ABA / BOTUCATU

19M55S – VIDATIVA / BOTUCATU

5°. MÁRIO AUGUSTO VASQUES

4°. DIANDRA RODRIGUES – 20M28S - BOTUCATU

16M46S – ABA / BOTUCATU

5°. EDMÉA AMBRÓSIO – 21M43S – BOTUCATU

www.criativafm.com


tira-gosto

por homero cordeiro – adega paratodos | imagens arquivo pessoal/divulgação

DICAS PARA COMPRAR UM

bom

C

omprar uma garrafa de vinho exige atenção. Converse com um amigo que conhece um pouco mais do assunto ou vá a uma casa especializada com funcionários bem preparados. A grande maioria dos supermercados não está preparada para orientar o consumidor desse tipo de produto e nem mesmo cuidar dos vinhos ali armazenados. Abaixo algumas dicas para garantir uma boa compra:

• GARRAFAS DE VINHO EM PÉ Evite comprar vinhos armazenados em pé nas prateleiras. Já se sabe que o vinho troca o ar através da ro-

82 Revista Botucatu Especial

vinho

lha (ela precisa ficar úmida). Portanto, se ele estiver em pé, provavelmente a rolha estará ressecada e o vinho provavelmente vinagrado.

• O VINHO TEM VENCIMENTO? O vinho é um alimento, por isso ele tem vencimento sim. Ele dura alguns anos na garrafa e, se for mal conservado, estragará mais rápido. • NÃO COMPRE O VINHO SE... Vinhos tintos com tons rosados ou atijolados são vinhos que já estão “morrendo” e os brancos com tons marrons provavelmente “já morreram”. Os tintos jovens devem ter cor vermelho bem vivo e brilhante. Já os

brancos também jovens devem ser claros como água. Procure as safras mais novas.

• IDADE DOS VINHOS A regra para comprar vinhos jovens é 1 ano para os brancos e 3 anos para os tintos. Lógico que existem vinhos que duram muito mais, que podem ser consumidos com 5 ou 7 anos e até 15 anos para os grandes vinhos. Bom apetite neste inverno! DÚVIDAS? CONTATO@ADEGAPARATODOS.COM.BR


l a i c e p s E

Gastronomia

Revista Botucatu Especial 101


gastronomia

por everaldo villa – chef da churrascaria boi de capim | fotos arquivo pessoal/divulgação

Carne de

cordeiro

IGUARIA ESPECIAL

CARACTERÍSTICAS DA CARNE OVINA Dentre as carnes vermelhas, a carne dos ovinos destaca-se por seu alto valor nutritivo, sendo rica fonte de proteínas, vitaminas do complexo B, ferro, cálcio e potássio. Possui textura macia, sabor suave e é de fácil preparo. A demanda pela carne ovina concentrase na de cordeiros, sendo exigido um produto com teor moderado de gordura, suficiente para garantir a maciez e sabor característico, mas não muito marcante. Tradicionalmente o mercado tem sido abastecido com animais oriundos de sistemas de criação onde atingem condições de abate com peso vivo entre 28 e 30 kg, aos 150 a 180 dias de idade.

84 Revista Botucatu Especial

CARNEIRO E CORDEIRO É chamado cordeiro o carneiro jovem, com até 8 meses, recémdesmamado ou em período de aleitamento. Quando o animal passa dessa idade é chamado carneiro. O CORDEIRO Saborosa, suculenta, nutritiva e versátil, a carne de cordeiro ocupa um posto destacado entre os alimentos de consumo mais frequente em boa parte do mundo. Trata-se de uma carne delicada, palatável, sem gordura saturada e de fácil digestão. Sinônimo de sofisticação, a carne de cordeiro é sempre associada a ocasiões festivas e especiais. A carne de cordeiro é vermelho-rosada, macia e tem nível médio de gordura, o que já

garante bom sabor. Versátil como a carne bovina, a do cordeiro leva a vantagem no sabor mais adocicado e aroma marcante, conferidos pelos ácidos graxos cáprico, capróico e caprílico. Há quem aprecie a carne com pouco tempero, para que suas características se mantenham. Mas vinho, louro, alecrim, hortelã e zimbro a valorizam. É fonte de proteínas de alta qualidade, com gorduras consideradas saudáveis, e contém todos os aminoácidos essenciais, bastando 100g de carne magra de cordeiro (que somam apenas 200 calorias aproximadamente) para satisfazer a metade das necessidades protéicas de um dia. Difere das carnes vermelhas, principalmente da bovina, por apresentar baixas concentrações de


lipídios e, sobretudo, pela pequena quantidade de gorduras saturadas.

CONSUMIDORES EXIGENTES O consumo de carne ovina no Brasil ainda é muito pequeno, tanto em valores absolutos quanto em valores comparativos às demais carnes. O consumo per capita de carne ovina no país não ultrapassa os 30 g/habitante/ano, sendo mais elevado no Estado do Rio Grande do Sul. Sem dúvida alguma, fatores como hábito alimentar e poder aquisitivo exercem grande influência sobre o consumo da carne ovina. No entanto, estudos relatam que um dos fatores mais preponderantes para a expansão e consolidação do mercado dessa carne no Brasil é a qualidade das carcaças produzidas, sendo fundamental a padronização em função de tamanho, percentual de músculos, cobertura de gordura subcutânea e teor de gordura adequado ao mercado. Atualmente existem dois grupos diferentes de consumido-

HA

EQUIPE COZIN

res, no que se refere à decisão de compra. O primeiro considera a carne magra, ou a quantidade de gordura externa de extrema importância. Contudo, o segundo preocupa-se com o sabor da carne. Ainda, resultados sugeriram que os consumidores inicialmente dispõem-se a trocar propriedades sensoriais por outras vantagens. Porém, essas propriedades sensoriais tornam-se fatores de motivação para contínua aceitação e compra. Os aspectos de qualidade da carne são definidos ainda pela qualidade composicional (conteúdo de magro a gordo) e a palatabilidade (aparência, suculência, maciez e sabor). Palatabilidade é uma característica organoléptica da carne. Consiste na percepção que se tem do alimento preparado por um dos processos usuais de cozimento, escolhendo-se o mais adequado para cada corte.

APARÊNCIA A identificação visual da carne é baseada na cor, presença de gordura intramuscular e capacidade de retenção de água. A carne deve ter uma cor normal e marmorização uniforme no corte inteiro. A marmorização pode ser observada no corte a olho nu e está relacionada à suculência, maciez e sabor. A carne com pouca gordura intramuscular pode ainda apresentar aspecto seco, com sabor menos acentuado. A capacidade de retenção de água pode ser avaliada analisando-se a embalagem da carne: se um excesso de água for encontrado no fundo da embalagem, pode resultar em produto ressecado após o cozimento. O músculo deve apresentar a umidade no interior para manter a maciez.

SUCULÊNCIA Depende da quantidade de água retida no produto final. Relaciona-se com o aumento do sabor, maciez da carne, tornandoa fácil de ser mastigada, além de estimular a produção de saliva. A retenção de água e o conteúdo de gordura determinam a suculência da carne. A marmorização e a gordura ao redor das bordas mantêm a umidade. As perdas de água podem resultar também dos processos de evaporação. Já em relação à maturação, esta auxilia na retenção de água. Portanto, aumenta a suculência da carne. Outro fator, que interfere na suculência é a utilização dos métodos apropriados de cozimento, como cozimento lento e/ou com calor úmido, que podem aumentar a suculência. Porém, os processos de cozimento não adequados podem levar ao ressecamento (desidratação) da carne. Assim, a melhor forma de incrementar a suculência da carne é aprender o melhor e mais adequado método de cozimento, dependendo do corte preparado. SABOR O sabor e o aroma interligamse criando a sensação que o consumidor tem durante o consumo de alimentos. Estas percepções baseiam-se no aroma que penetra pelo nariz e nas sensações de salgado, doce, azedo e amargo na língua. A maior parte do sabor é atribuída à quebra do ATP ou energia. Este fenômeno resulta em sabor mais acentuado nos músculos armazenadores do que nos outros, devido à concentração de energia. Isto também é parte das mudanças de sabor atribuídas à maturação, quando certas moléculas do produto são destruídas ao longo do tempo. O sabor também é atribuído a muitos compo-

Revista Botucatu Especial 85


gastronomia nentes hidrossolúveis do músculo. Estes componentes são mantidos pela retenção da água durante o cozimento. Os componentes do produto, como enxofre e nitrogênio, podem resultar ainda em sabores levemente diferentes. Em relação às espécies, cada qual tem um sabor levemente diferenciado, que pode ser atribuído à gordura contida no músculo. A gordura derrete durante o cozimento e dá a cada espécie seu sabor distinto. A mudança dos métodos de cozimento pode também alterar o sabor entre os músculos. O cozimento em calor seco, por exemplo, modifica o sabor das porções externas dos músculos, enquanto o cozimento úmido modifica mais o do tecido interno. Produtos reaquecidos têm um sabor distinto, em geral, menos atraente. Este sabor desagradável é causado pela mudança dos componentes da carne durante a refrigeração. Produtos defumados e curados também possuem sabor diferenciado. Uma prática comum é o congelamento e descongelamento dos produtos cárneos, comumente utilizado para a preservação da qualidade da carne, pois estende o período de

86 Revista Botucatu Especial

EQUIPE GARÇONS

conservação da mesma, além de causar o mínimo de alterações, tais como, deterioração na cor, sabor e textura. Porém, o processo de descongelamento não deve provocar alterações microbiológicas, assim como as perdas de água e reações de deterioração dos produtos. Entretanto, uma maior perda de água durante o cozimento e maior requerimento de energia são necessários no cozimento. Sabe-se que a o fator genético tem considerável influência na palatabilidade da carne, principalmente em relação ao sabor, pois podem influenciar no perfil lipídico dos ácidos graxos depositados na carne. Entretanto a palatabilidade varia de acordo com

as condições de processamento da carne e com determinados cortes da carcaça. Dessa forma, o mecanismo que envolve a palatabilidade da carne dos animais ainda não é claro, pois há uma combinação de diversos fatores. O sabor natural e característico da carne de uma determinada espécie se desenvolve quando o animal atinge sua maturidade, embora possa existir uma variação individual, devido ao desenvolvimento fisiológico. A idade também influencia no sabor e aroma característicos da carne de cada espécie. Porém, as diferenças em função do sexo aumentam diretamente com a idade. A relação entre palatabilidade e a aceitação do consumidor é uma avaliação extremamente importante. Ainda que as implicações no marketing sejam pequenas, certamente é significativa. Diferenças na gordura intramuscular, valores de força de cisalhamento (maciez) e painel sensorial são medidas a fim de avaliar a palatabilidade da carne. Porém, ainda são valores difíceis de interpretar. É importante considerar o fator genético dos animais. Porém, é essencial levar em consideração fatores como as condições pré e pós-abate. Controlar esses fatores é responsabilidade de toda a cadeia. Assim, há uma maior otimização e aumento da satisfação dos consumidores.


gastronomia

S

por matheus madoglio | fotos arquivo pessoal/divulgação

aber e

ABOR

NÃO SE TRATA DE CONSUMO, MAS DE UMA ESPÉCIE DE “POUPANÇA AFETIVA E SENSORIAL” QUE VOCÊ VAI ACUMULANDO NUM FUNDO DE EXPERIÊNCIAS INESQUECÍVEIS NO DECORRER DA VIDA. (LU FERREIRA, DE PRAZERES DA MESA)

Q

ueridos leitores: gostei muito dessa singela e tocante definição sobre boa mesa, talvez uma das melhores que já vi, esclarece um pouco mais sobre esse apetitoso assunto. A comida também deixa marcas positivas ou negativas em nossa memória, aromas e sabores que marcaram a nossa infância, um prato degustado em uma viagem, o perfume de ervas em um leitão num domingo em família e várias outras situações em que se combina comida com momentos prazerosos. Ou, ao contrário de tudo isso, um peixe que estava guardado no

MATHEUS MADOGLIO, DO MATHEUS RISTORANTE

88 Revista Botucatu Especial

congelador e você não percebeu que já não estava mais no ponto e acabou fazendo mal, vai ser muito difícil que você coma de novo aquele mesmo tipo peixe por mais fresco que ele esteja. Sendo assim, o melhor seria acumular somente momentos bons, não? O cuidado na escolha do produto é extremamente importante e já é um grande passo positivo para não ter surpresas desagradáveis. Quando se trata de peixe, por exemplo, ainda é muito difícil encontrar produtos de boa qualidade em cidades distantes do litoral; então, nem sempre o que encontramos oferecidos como frescos, realmente o são. O peixe fresco por si só é tão rico de sabor que simplesmente cozido à vapor é uma excelente refeição, mas precisa ser fresco, não basta carregar de temperos um produto de má qualidade, pois, além de mascarar o verdadeiro sabor do peixe, corremos o risco de uma indigestão e uma

lembrança desagradável, e, as vezes, para sempre. E isso não se limita ao peixe e à carne. Os legumes e as verduras devem receber o mesmo carinho, pois são produtos mais baratos e que podem fazer seu papel tão bem quanto um corte nobre de cordeiro. Valorizar o ingrediente no seu modo natural, sem usar ingredientes excessivamente gordurosos e carregados de sabores fortes, é uma regra fundamental para um bom prato. Combinações de ingredientes feitas sem atenção pode mascarar o verdadeiro sabor de um produto. É inútil comprarmos uma lagosta e temperarmos com ingredientes carregados de sabor, pois a lagosta em si vai desaparecer e você não vai ter a mínima idéia de estar comendo uma lagosta. Com certeza os convidados ficarão impressionados, mas não saberão ainda que gosto tem esse crustáceo. Sendo assim, vale mais pena comprar outro tipo de fruto do mar bem mais


barato. E assim deve ser feito com qualquer outro ingrediente. Experimente grelhar uma abobrinha e temperá-la somente com azeite (de boa qualidade) e sal. Se você nunca fez isso, experimente. Você vai se surpreender.

Nossa! Tanta paranóia para comer? Sim, mas vale a pena o resultado: Um bom prato, com uma pitada de boa música, recheado de pessoas queridas, regado com um momento de harmonia, guarnecido com excelentes lembranças. Bom apetite!

Comentando

CRÔNICAS GASTRONÔMICAS SOLAR CAFÉ, POR MARTHA MEDEIROS CHATA PRA COMER Você conhece o tipo. Ela é uma graça de pessoa, excelente companhia para um cinema, para uma caminhada no calçadão, para uma balada dançante. Uma amiga querida. Mas não dá para convidá-la para almoçar na sua casa. É daquelas chatas pra comer. A pessoa chata pra comer teve uma infância complicada neste setor: não comia nada. Criança que não gosta de legumes e verduras é normal, mas ela não gostava de cachorro-quente, não gostava de presunto e queijo, não gostava de banana, de doce-de-leite, de molho algum, nem de temperos, implicava com as cores e os cheiros dos alimentos, uma chata. Deveria ter recebido, naquela época, os corretivos adequados, mas a mãe e o pai não quiseram se dar ao incômodo e agora está ela aí, adulta, simpática, bonita, inteligente, divertida, encantadora... mas chata pra comer. A chata pra comer não consegue trocar de marca. Aos quatro anos de idade

comeu um iogurte de determinada marca e nunca mais quis nem chegar perto de qualquer outra embalagem que não fosse aquela sua velha conhecida. Ela estranha muito os novos gostos, mesmo que a diferença seja imperceptível. E é assim com mostardas, maioneses, conservas, café em pó, sopas de pacote: ela é fidelíssima ao primeiro amor – quando há troca de nome ou fabricante, ela nem olha. A chata pra comer é alérgica a frutos do mar. Implica com tudo que leve ovo. Tira todas as nervuras do bife, e também as bordas, não come as bordas nem do filé. A chata pra comer pergunta por ingredientes que ela não identifica. Tem cebola neste arroz? Tem champignon neste estrogonofe? Tem palmito neste pastel? Tem bacon nesta batata? Ah, então não vou querer, obrigada. Ela é muito educada, a chata. Ela também não come comida que seja regional. Sarapatel, carreteiro de charque,

buchada de bode? Credo. Ela é fã de cozinha internacional de restaurante, a ver: suprema de frango, massa aos quatro queijos, camarão à grega. Ela é alérgica a frutos do mar, mas de camarão ela gosta. Frutos do mar, pra ela, são aquelas outras coisas nojentas: lula, mariscos, mexilhões. A chata pra comer acha comida caseira sem graça. E o resto, sofisticado demais. Não gosta de nada muito apimentado, nem muito salgado, nem de carnes estranhas como javali, pernil e pato, nem de molho agridoce, nem de comida crua, nem de cozinha étnica. Junkie food, tudo bem, desde que sem picles e catchup. Pizza? Margherita, super original. Sobremesa? Não é chegada a doces. A chata pra comer ao menos bebe. Se não bebesse, seria insuportável. Mas ela não é insuportável: é gentil, espirituosa, culta, empreendedora, charmosa e, claro, sendo chatíssima pra comer, a desgraçada é magra.

Revista Botucatu Especial 89


90 Revista Botucatu Especial


c

om

. br

www.pro

gr a

ma

cu

rti

a

c o.

Novo Horário do Programa Curtição com Lique: Sáb. às 20h e Dom. às 13h TV Serrana-55 e Net-04 www.programacurticao.com.br (14) 9785-7474 Curtição Criativa: Todas as sextas-feiras, às 22h, na Criativa FM com Lique Tavares e Ângelo Zanotto Revista Botucatu Especial 91


automóveis

por wagner figueiredo - só freios suprema | foto colunista malu ornelas | fotos artigo divulgação

Vai viajar

?

nas férias

VEJA 10 MANEIRAS DE ESTRAGAR TUDO! RISQUE “CUIDADO” E “PREVENÇÃO” DO SEU DICIONÁRIO – ESSAS SÃOS AS FÉRIAS IDEAIS PARA DEPENDER DA SORTE!

A

s férias vem aí, e você já fica todo ouriçado para colocar o pé na estrada. Mas para que fazer tudo certinho e sem aborrecimento, se sempre existe a opção de adicionar um pouco de adrenalina e estragar essa viagem em família, certo? Com uma boa dose de bom humor, listei neste artigo algumas coisas com as quais você não deve se preocupar antes de partir para a pior viagem de sua vida.

01

03

Veja 10 passos para tornar essas férias (e qualquer viagem) inesquecível – só que para o lado ruim:

02

1 – NÃO VERIFIQUE A ÁGUA DO RADIADOR Deixar a água do radiador abaixo do nível recomendado é como jogar na loteria: existe uma chance de dar tudo certo, mas é mínima. Principalmente se ela estiver totalmente transparente ou com cor de ferrugem. Boa dica para fazer sua viagem terminar antes da hora. 2 – DEIXE OS PNEUS CARECAS Aderência sempre foi essencial no mundo do automobilismo – e não venha

92 Revista Botucatu Especial

falar dos pneus slicks. Não olhe os pneus antes de viajar e ignore a marcação dos sulcos, aquelas que mostram se eles ainda dão pro gasto. Negligências simples que aumentam o risco da viagem.

3 – NÃO ENCHA O TANQUE DO CARRO Imagine a cena: você descendo a serra em direção à praia, tudo bonito, mas seu carro começa a falhar e morre. É, seu muquirana, devia ter ouvido sua esposa e abastecido naquele posto que estava lá atrás. Mas o que seria da vida sem um pouco de emoção (e uma multa por pane seca como prevê o código brasileiro de trânsito)?


automóveis 4 – ENCHA A LATA, PÉ DE CANA! Todos estão carecas de saber que bebida e direção não combinam. Os nossos reflexos ficam mais lento que você dormindo na rede em domingo de pósferiado. Então dê chance ao azar, corra risco de vida e desafie a Lei Seca! 5 – DEIXE SEUS DOCUMENTOS EM CASA, NINGUÉM VAI TE PARAR NA ESTRADA Você não tem cara de maloqueiro, tem? Então conte com a sorte e deixe os documentos em casa. Evite ser parado, senão você recebe 3 pontos na carteira e uma continha de R$ 53,20. 6 – EXTINTOR DE INCÊNDIO VENCIDO. PODE VIR QUENTE QUE ESTÁ FERVENDO Sim, ele é obrigatório. Fica ali, sozinho, embaixo do banco, mas é importante para a segurança de todos. Mas ninguém dá bola pra ele, né? Dei08

09

10

94 Revista Botucatu Especial

04

05

06

xe ele encostadinho na dele, afinal, um sábio ditado diz: quem procura acha. A multa por não estar com o extintor em dia é de R$ 127,69, mais 5 pontos na carteira. Ah, e nada de verificar o nível do conteúdo e a data de validade.

7 – ESQUEÇA O FLUÍDO DE FREIO Pediu pra parar, parou! O fluído de freio é responsável por toda a movimentação do sistema de frenagem. Por isso, se ele estiver vencido ou com o nível abaixo do indicado, o acionamento dos freios pode ficar comprometido. Fabricantes indicam que o fluído seja verificado e trocado uma vez por ano. Esqueça de dar uma olhada nos discos e pastilhas, que se estiverem desgastados, podem causar falhas no momento da frenagem. 8 – DEIXE O NÍVEL DO ÓLEO ABAIXO DO INDICADO O óleo tem que lubrificar o motor, por isso é essencial que o nível esteja na medida indicada, entre as duas barras da vareta de medição. Lembre-se também de fazer a troca do óleo conforme a instrução da fabricante do seu carro.

07

9 – LUZES? PRA QUÊ? VOCÊ VAI DE DIA MESMO! Dizem que as luzes são importantes até de dia. Pode ser, mas como você quer estragar as férias, deixe as lâmpadas e as setas queimadas. Comunicação dentro da estrada é importante, você mostra para os outros motoristas onde você está e para onde vai, mas nesses dias de descanso ninguém quer papo com ninguém. 10 – LEVE A SOGRA COM VOCÊ Não tem nada pior do que a sua sogra falando: “Vai devagar!”. Pior ainda quando você está abaixo do limite de velocidade da estrada. É o tempero final para tornar esses dias de descanso um verdadeiro inferno! DÚVIDAS OU SUGESTÕES? Para garantir uma viagem sem surpresas desagradáveis, apenas com boas lembranças, procure uma oficina de confiança e não corra riscos. Conte sempre com nossas dicas e participe perguntando ou enviando sugestões através do e-mail sofreios@ sofreios.com.br. Até a próxima!


moedas

por edil gomes | fotos divulgação

Moedas

NA BÍBLIA

N

a época da república e império romano, início da era Cristã, as moedas eram formas de medida usadas para qualquer tipo de comércio e pagamento. Traziam faces de reis, imperadores, deuses e cenas com guerreiros. Hoje, quando encontradas, são importantes peças para registro da época em que foram cunhadas. Na Bíblia, várias citações fazem menção a elas, talvez duas delas sejam as mais importantes.

AS MOEDAS DA TRAIÇÃO DE JUDAS “Então, Judas, o que o traiu, vendo que Jesus fora condenado, tocado de remorso, devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e aos anciãos”. Não quero aqui entrar na área da teologia ou no conflito do porque aconteceu, já que existem divergências quanto a isso. As 30 moedas em questão, seriam Shekels, moedas de prata que circulavam naquela região, sendo que esse era o preço pago por um escravo. Os Shekels de Tiro eram as moedas aceitas no Templo de Jerusalém e então teria sido a cunhagem mais provável com a qual Judas foi pago pela sua traição a Cristo. Os Shekels de prata e os semi-shekels de Tiro foram cunhados a partir de 126 a.C. até 57 d.C.. Qualquer moeda cunhada antes de 34 a.C. pode ter circulado em Jerusalém durante 96 Revista Botucatu Especial

a vida de Jesus. Por ser uma peça curiosa, existem várias réplicas e falsificações dessa moeda.

A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR “Dize-nos, pois, que te parece? É lícito pagar o tributo a César, ou não? Jesus, porém, conhecendo a sua malícia, disse: Por que me experimentais, hipócritas? Mostrai-me a moeda do tributo. E eles lhe apresentaram uma moeda. E ele diz-lhes: De quem é esta efígie e esta inscrição? Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.” Quando respondeu ao grupo de fariseus e herodianos que lhe perguntaram se era lícito pagar o tributo a César, Jesus lança a base da separação entre a ordem da política e a ordem do espírito. Era comum na época as moedas terem a face do imperador e tinham suas legendas em latim. Não possuíam valor facial nem data, seu valor era calculado pelo peso do metal (ouro, prata ou bronze).

“Porque eu lhes disse: Se parece bem aos vossos olhos, dai-me o meu salário e, se não, deixai-o. E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata.” (ZACARIAS 11:12)

OUTRAS CITAÇÕES BÍBLICAS SOBRE MOEDAS “Passando, pois, os mercadores midianitas, tiraram e alçaram a José da cova, e venderam José por vinte moedas de prata aos ismaelitas, os quais levaram José ao Egito.”

“E, olhando ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na caixa do tesouro; e viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas, e disse: Em verdade vos digo que esta pobre viúva lançou mais do que todos; porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobrava; mas esta, na sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.”

(GÊNESIS 37:28)

(LUCAS 21:1-3)


Fotos Stock.xchng e Divulgação

Caderno saúde


saúde

por dra. bibiana prada de camargo colenci | foto colunista malu ornelas | fotos artigo arquivo pessoal

A TECNOLOGIA EM AUXÍLIO DO

controle do

diabetes

S

er diabético não é fácil. Se for tipo 1 ou tipo 2, usuário de insulina, além de manter uma dieta rigorosamente saudável e fazer atividade física, necessitará realizar o controle glicêmico com o hemoglicoteste (as famosas fitinhas e ponta-de-dedo ) e muitas vezes realizar a contagem de carboidratos. A contagem de carboidratos nada mais é do que um cálculo matemático, onde somamos a quantidade de carboidrato que ingerimos e dividimos por um fator (determinado pelo endocrinologista) para achar a dose de insulina necessária para “queimar” aquela refeição. Para fazer estes cálculos é necessário que saibamos a quantidade de carboidrato presente em cada alimento. Até

HOJE NO BRASIL HÁ 65 MILHÕES DE DIABÉTICOS. MUITOS NECESSITAM DESTAS FANTÁSTICAS FERRAMENTAS QUE FACILITAM NOSSO DIA-A-DIA.

98 Revista Botucatu Especial

há pouco tempo o diabético tinha que carregar consigo um livrinho de bolso contendo estas medidas. Mas com o avanço da tecnologia foram desenvolvidos diversos programas que baixamos no celular de tal forma que temos esta lista – literalmente – nas palmas das mãos. Escolhi alguns aplicativos gratuitos e em português que testei e aprovei. O aplicativo DIAMIGO, desenvolvido para iPhone, iPod e iPad é muito bom. Nele inserimos dados como nome, idade e tipo de diabetes. Colocando a dose de glicemia pré-refeição e dados como sensibilidade insulínica,

o aplicativo sugere a dose de insulina a ser aplicada. O interessante é que há possibilidade de cadastrar os dados de seu endocrinologista, permitindo envio de informações diretamente para ele. Para baixar, basta entrar na Apple Store e digitar DIAMIGO. Outro aplicativo interessante é o GlicOnLine (http://gliconline.com. br/). Ele pode ser utilizado no computador ou em qualquer smartphone que tenha internet. Da mesma forma que o anterior, há uma tabela de carboidratos e possibilita o cálculo de insulina e envio de informações ao médico endocrinologista.


O Glicocare, também para IPhone e iPod, pode ser baixado na Apple Store. Com o Glicocare pode-se avaliar o andamento da glicose e há envio de SMS com dicas sobre diabetes e qualidade de vida, o que ajuda o diabético a lembrar-se da auto monitorização. Há possibilidade de o próprio usuário criar lembretes que o alertam quando programado. Há um gráfico para acompanhamento da glicemia. No entanto, ele não sugere a dose de insulina a ser aplicada. Mas é uma boa opção para usar junto com outro aplicativo, como um adicional. Ainda em relação à auto monitorização, há dispositivos como as bombas de insulina que tem acoplado o sensor de glicose (Paradigma, da Medtronic) o qual afere a glicemia em tempo real a cada 5 minutos. Assim o paciente pode prever se está evoluin-

do para hipo ou hiperglicemia, possibilitando maior prevenção, controle e segurança. A bomba da Roche (Perfoma Combo) pode ser controlada por controle remoto, o qual também é um medidor de glicemia. Ele envia os dados para a bomba por ondas de rádio, facilitando o manejo. Até as insulinas estão mais modernas. Desde 1920, quando Banting e Best conseguiram isolar a molécula de insulina e houve produção em escala de insulina, o tratamento desta doença avançou muito. Vidas foram salvas. Depois vieram os análogos da insulina, e com isto pôde-se simular melhor a liberação de insulina do pâncreas. Agora estamos na fase de “insulinas inteligentes” (smart insulin), com liberação programada e prolongada, possibilitando menor ganho de peso e menor eventos hipoglicêmicos.

Em relação à aplicação de insulina, as canetas de insulina possibilitaram picadas menos doloridas e menor erro na aplicação da dose (já que o numeral mostrando a dose é grande – bom para crianças e idosos) com menor erro na aplicação. Temos agora a caneta sem agulha – a Safe-Inject, que promete aplicações quase indolores. Hoje no Brasil há 65 milhões de diabéticos. Muitos necessitam destas fantásticas ferramentas que facilitam nosso dia-a-dia. Experimentem e escolham a que melhor lhes convier.

DRA. BIBIANA PRADA DE CAMARGO COLENCI CRM 93718 ENDOCRINOLOGISTA ESPECIALISTA EM DIABETES MELLITUS ADULTO E INFANTIL MESTRADO PELA UNESP


saúde

por dra. carolina saran | foto arquivo pessoal

Sorrir faz bem

E TAMBÉM PODE FAZER DIFERENÇA NO ASPECTO SOCIAL E PROFISSIONAL!

S

orrir faz você se sentir bem! Você já notou que se sente melhor quando sorri, mesmo se você estava se sentindo triste antes? Sorrir é algo que pode levantar o seu humor em quase todas as situações. Aqui estão 3 maneiras em que um sorriso pode melhorar o seu dia: 1. Sorria para si mesmo! Tente olhar no espelho e sorrir para si mesmo. Ao fazer isso e pensar em algo positivo sobre sua pessoa, você pode melhorar sua autoconfiança. 2. Sorria para alegrar alguém no dia! Experimente sorrir para alguém que lhe pareça que esteja precisando de um impulso positivo hoje. Um sorriso genuíno pode fazer a diferença no dia de alguém. 3. Sorria ao longo do dia! Existe algum mal em sorrir durante todo o dia? Sim, em situações graves um sorriso pode não ser apropriado. No entanto, você pode ser surpreendido em quantas vezes um sorriso não é apenas adequado, mas poderia ajudá-lo a des100 Revista Botucatu Especial

frutar melhor o seu dia e mais a vida. O mundo poderia ser um lugar mais brilhante se pudéssemos todos nos sorrir e sorrir para os outros.

Você pode perceber inicialmente que se sente estranho por estar sorrindo muito, ou os seus músculos faciais podem até ficar cansados. Isto é um

sinal de que sorrir é algo que você não tem feito muitas vezes. Agora, se seu sorriso for bonito e atraente fará uma diferença ainda maior, pois, em uma pesquisa concluída pela Academia Americana de Odontologia Estética, verificou-se que: • 92% dos adultos concordam que um sorriso bonito é um bem social muito importante • 88% dizem lembrar-se de uma pessoa com um sorriso excepcionalmente atraente • 85% dizem que um sorriso feio torna a pessoa menos atraente para os outros • 75% dizem que um sorriso feio pode influenciar negativamente a carreira das pessoas Então, ter um bonito sorriso faz a diferença! Não se engane, pode fazer uma diferença enorme em como os outros o veem, e também como você se vê. DRA. CAROLINA SARAN É CIRURGIÃ DENTISTA, TEM 20 ANOS DE DEDICAÇÃO À SAÚDE E ESTÉTICA DENTAL E É CREDENCIADA PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ODONTOLOGIA ESTÉTICA – SBOE


saúde

por dra. elaine gagete miranda da silva | foto colunista malu ornelas

Anailaxia QUANDO A ALERGIA PODE SER FATAL

VOCÊ SABE O QUE É ANAFILAXIA? Muita gente confunde o termo “anafilaxia” com “choque anafilático”, mas este último é a progressão do primeiro. Choque, em Medicina, significa uma situação de falência circulatória, onde o sangue não consegue chegar aos órgãos (rins, cérebro, fígado, etc.), que, por isso, entram em falência. A pressão cai, a pele esfria, a consciência fica prejudicada e a progressão para a morte é inevitável se o paciente não for socorrido a tempo. Existem vários tipos de choque, como o hipovolêmico (falta de sangue no organismo, como nas hemorragias), o cardiogênico (como no infarto agudo de miocárdio) e outros. No choque anafilático, uma reação alérgica grave pode levar a este estado. Entretanto, e felizmente, nem sempre as anafilaxias chegam a causar choque. Existem estágios iniciais onde os sintomas são menos graves e, portanto, há maior chance de tratamento exitoso, com menos risco ao paciente. O problema é que se este estágio inicial não for tratado, pode haver progressão não só para choque, como também para obstrução respiratória por edema de glote e/ou broncoconstricção (nessas duas situações, há um inchaço importante das vias aéreas 102 Revista Botucatu Especial

que causa seu fechamento, ou seja, o paciente pode morrer por asfixia). Desta forma, é muito importante reconhecer a anafilaxia antes dessas formas mais graves, que podem ser fatais.

MAS AFINAL, O QUE É ANAFILAXIA? Anafilaxia é uma reação aguda, grave e potencialmente fatal causada por estímulos que na maioria das pessoas não leva a nada, ou seja, é uma reação de hipersensibilidade na qual o organismo, por um erro, interpreta aquele estímulo como um grande inimigo a ser combatido. Por isso, o organismo lança mão de todo um arsenal de substâncias altamente lesivas que se encontram em células chamadas mastócitos e basófilos. Todos nós temos tais células, com suas armas potentes dentro delas, porém, na maioria das pessoas, essa artilharia só é usada de forma cautelosa, em pequenas porções, em situações realmente necessárias. No indivíduo portador de hipersensibilidade, algo que no máximo daria uma irritação no local (como uma ferroada de inseto), pode levar ao desencadeamento desse processo: milhares de células liberam seus veneninhos de uma só vez, levando a uma reação violenta que pode causar a morte em poucos minutos.

O QUE PODE CAUSAR ANAFILAXIA? Muita coisa pode desencadear essa reação. Teoricamente, qualquer proteína pode levar a isso em algum organismo previamente sensibilizado. Entretanto, existem as coisas mais comuns: 1 - ALIMENTOS: LEITE, OVO, SOJA, TRIGO, FRUTAS, PEIXES, CRUSTÁCEOS, FRUTAS SECAS. A LISTA NÃO PARA DE CRESCER, OU SEJA, JÁ FORAM DESCRITAS REAÇÃO A CENTENAS DE ALIMENTOS. 2 - VENENOS DE INSETOS: ABELHA, VESPA, FORMIGA, MARIMBONDOS. 3 - LÁTEX: PRESENTE EM LUVAS, MATERIAIS MÉDICOS EM GERAL, BEXIGAS, PRESERVATIVOS, ETC. 4 - MEDICAMENTOS, COMO ANTIINFLAMATÓRIOS, ANESTÉSICOS, ANTIBIÓTICOS, ETC. 5 - EXERCÍCIOS FÍSICOS. 6 - OUTROS.

As reações anafiláticas estão aumentando, o que tem preocupado os especialistas. Num estudo realizado por Decker e colaboradores, nos EUA, a taxa de incidência de anafilaxia mais que dobrou em dez anos, passando de 21 por 100.000 habitantes em 1980 para 49,8 por 100.000 habitantes em 1990. Aqui no Brasil, não temos muitos estudos epidemiológicos, mas estima-se que é provável que o mesmo esteja ocorrendo.


QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA DOENÇA? Como dissemos, a anafilaxia pode começar não tão grave e, erroneamente, a pessoa pode achar que não é nada, não procurar ajuda e, de uma próxima vez, ter uma reação mais grave e talvez fatal. É preciso valorizar os sintomas da anafilaxia e procurar um especialista para orientação e tratamento. As reações de hipersensibilidade podem ser assim classificadas: 1 - REAÇÕES LEVES: QUADROS APENAS CUTÂNEO-MUCOSOS: URTICÁRIAS, ERITEMA (VERMELHIDÃO) GENERALIZADO, EDEMA (INCHAÇO) PERIORBITAL E/OU DE LÁBIOS. 2 - REAÇÕES DE GRAVIDADE MODERADA (SINAIS E SINTOMAS SUGESTIVOS DE COMPROMETIMENTO CARDIO-RESPIRATÓRIO): DISPNÉIA

(FALTA DE AR), ESTRIDOR, SIBILOS (CHIADO), NÁUSEA, VÔMITO, TONTURA, SUDORESE, DOR E/OU OPRESSÃO TORÁCICA, SENSAÇÃO DE SUFOCAÇÃO, APERTO NA GARGANTA, DOR ABDOMINAL. 3 - REAÇÕES GRAVES: HIPÓXIA (QUEDA DE OXIGENAÇÃO NOS TECIDOS), HIPOTENSÃO (QUEDA DA PRESSÃO ARTERIAL), ACOMETIMENTO NEUROLÓGICO: CIANOSE (ARROXEAMENTO DE EXTREMIDADES), CONFUSÃO MENTAL, COLAPSO, PERDA DE CONSCIÊNCIA, INCONTINÊNCIA ESFINCTERIANA (PERDA DE URINA E/OU FEZES).

A ANAFILAXIA TEM CURA? Quanto mais rápido for o tratamento melhor. Todo indivíduo portador de anafilaxia deve ter consigo ou com seu cuidador (em caso de criança) uma dose de adrenalina

auto-injetável, que é o tratamento de escolha na emergência. Toda pessoa que passou por um episódio de anafilaxia deve procurar um alergista para testes e orientação de como evitar os desencadeantes. Em alguns casos pode haver até um controle melhor, como por exemplo nas ferroadas de inseto, para as quais existe desensibilização, e nas alergias alimentares, como crianças que após 4-5 anos ainda estão muito sensíveis a leite de vaca ou ovo e pode-se fazer indução de tolerância que é um tratamento onde – com todo cuidado e num ambiente hospitalar – vai se dando porções reduzidíssimas e progressivamente maiores do alimento até que o organismo “desista” de reagir a ele.


saúde

por dra. viviani aguiar | foto colunista malu ornelas

A HORA E A VEZ DOS

tratamentos

faciais

O

atual mercado da estética nos dá a maravilhosa opção de escolhermos tratamentos faciais muito satisfatórios. Hoje temos uma gama de procedimentos, entre eles: Laser Terapêutico de alta e baixa potência, Peelings Químicos, Peeling Diamantado, dermocosméticos de alta tecnologia, enfim, a pele conta com recursos fantásticos para a sua melhora. Hoje o que há de mais eficaz no mercado é a tecnologia Laser e Led associados para o tratamento das mais variadas aplicações estéticas. O Laser de baixa intensidade é utilizado em praticamente 70% dos procedimentos estéticos, tais como: rejuvenescimento, marcas de expressão, acne, tratamento de hiperpigmentacão, estrias, lipodistrofia ginóide (“celulite”), pós operatório cirúrgico, etc. As indicações da Fototerapia são: - ACNE EM QUALQUER GRAU - ALOPECIA - BIOESTIMULACÃO TECIDUAL - CLAREAMENTO DE MANCHAS (FACE, AXILAS, VIRILHAS) - DRENAGEM LINFÁTICA - ESTRIAS

104 Revista Botucatu Especial

- GORDURA LOCALIZADA - HIDRATACÃO - ILUMINACÃO FACIAL - LIPODISTROFIA GINÓIDE - MARCAS DE EXPRESSÃO - MICROPIGMENTACÃO - OLHEIRAS - PÓS-OPERATÓRIO CIRÚRGICO - TERAPIA ANTIAGING

As contra indicações da utilização das Terapias com Luz são: - CLIENTE SENDO SUBMETIDO A TRATAMENTO COM ÁCIDOS SINTETIZADOS A PARTIR DA VITAMINA A, RETIN, TRETINOÍNA, ISOTRETINOÍNA E OU ANTIBIÓTICOS COM TETRACICLINAS - HISTÓRICO DE FOTOSSENSIBILIDADE (DERMATOSE) - GLAUCOMA - GRAVIDEZ - HISTÓRICO DE CÂNCER NO LOCAL

É importante ressaltar que a eficácia de qualquer procedimento estético depende da preparação da pele da paciente para recebê-lo. Isso quer dizer que, para a pele dar a melhor resposta ao tratamento, ela deve estar limpa e nutrida, só assim o resultado de qualquer trabalho será otimizado.


saúde

por dr. josé eduardo afonso | foto colunista malu ornelas | fotos artigo divulgação

Lúpus L

úpus é uma doença inflamatória autoimune, desencadeada por um desequilíbrio no sistema imunológico, exatamente aquele que deveria proteger a pessoa contra o ataque de agentes patogênicos. Lúpus pode manifestar-se sob a forma

cutânea (atinge apenas a pele) ou ser generalizado. Neste caso, atinge qualquer tecido do corpo e recebe o nome de lúpus eritematoso sistêmico (LES). Estudos recentes mostram que fatores genéticos e ambientais estão envolvidos no aparecimento das crises lúpicas. Entre as causas externas, destacam-se a exposição ao sol, o uso de certos medicamentos, alguns vírus e bactérias e o hormônio estrógeno, o que pode justificar o fato de a doença acometer mais as mulheres em idade fértil do que os homens.

SINTOMAS Os sintomas dependem basicamente do órgão afetado. Os mais frequentes são: febre, manchas na pele, vermelhidão no nariz e nas faces em forma de asa de borboleta, fotossensibilidade, feridinhas recorrentes na boca e no nariz, dores articulares, fadiga, falta de ar, taquicardia, tosse seca, dor de cabeça, convulsões, anemia, problemas hematológicos, renais, cardíacos e pulmonares. Portadoras de lúpus eritematoso sistêmico podem ter dificuldade para engravidar e levar a gestação adiante. No entanto, a gravidez é possível, desde que sejam respeitadas algumas medidas terapêuticas e mantido o acompanhamento médico permanente. DIAGNÓSTICO O “American College of Rheumatology” estabeleceu onze critérios 106 Revista Botucatu Especial

para o diagnóstico do lúpus. A manifestação simultânea de pelo menos quatro deles caracteriza a doença: * Pequenas feridas recorrentes na boca e no nariz * Manchas na pele, especialmente quando exposta ao sol * Lesão avermelhada e descamativa com o formato de asa de borboleta, que surge nas laterais do nariz e prolonga-se horizontalmente pelas faces * Fotossensibilidade * Artrite – dor articular assimétrica e itinerante, especialmente nos membros superiores e inferiores * Lesão renal, que evolui rapidamente para insuficiência renal progressiva * Lesão cerebral – convulsão (muitas vezes atribuída a outra doença neurológica), ansiedade, psicose e depressão * Serosite – inflamação da membrana que recobre externamente os pulmões (pleura) e o coração (pericárdio) * Anormalidades hematológicas * Anormalidades imunológicas * Fator antinúcleo (FAN) positivo

TRATAMENTO Existem recursos terapêuticos que ajudam a controlar as crises e a evolução da doença. Os corticóides modernos apresentam menos efeitos colaterais e a ciclosfosfomida, imunossupressor usado nos transplantes, tem-se mostrado eficaz para controlar a forma-


ção dos complexos imunes. Outra conquista importante é a plasmaferese utilizada para eliminar os complexos imunes circulantes e regredir as lesões renais e cerebrais.

RECOMENDAÇÕES * Pacientes com lúpus devem evitar a exposição ao sol e usar protetores solares o dia todo * Os anticoncepcionais são contra-indicados, porque o aumento dos níveis de estrógeno pode desencadear surtos da doença * Portadoras da doença que desejam engravidar devem seguir rigorosamente a orientação médica e dar preferência

aos períodos de remissão das crises * O consumo de álcool, cigarro e outras drogas é absolutamente contra-indicado

* Respeitadas as limitações que possam ocorrer durante as crises, a atividade física deve ser mantida com regularidade.


saúde

por dr. carlos eduardo francischone júnior e dr. caiê almeida | fotos arquivo pessoal/divulgação

Alta tecnologia

A FAVOR DO SEU SORRISO

O

s implantes dentários osseointegráveis estão consagrados como alternativa no tratamento reabilitador. Desafios por parte da melhora na qualidade dos materiais e sistemas estão em intensa evolução para suprir as exigências estéticas e funcionais dos clientes. Cirurgias sem corte e guiadas por computador se tornam a opção cada vez mais utilizada para cirurgias de implantes dentários. A utilização de tomografias e exames de imagens de ultima geração, permitem realizar cirurgias auxiliadas e guiadas através de programas específicos onde o cirurgião dentista realiza a instalação do(s) implante(s) em poucos minutos e sem corte. Existem hoje no mercado odontológico dezenas de programas para planejamento e realização deste tipo de técnica, fazendo com que os custos para sua realização fiquem totalmente acessíveis para utilizarmos em larga escala (reabilitações unitárias parciais e também totais). TOMOGRAFIA REALIZADA

Como já discutimos nas edições anteriores, a carga imediata (técnica que nos permite extrair dentes, instalar implantes e construir a prótese imediatamente após a cirurgia ser realizada) pode ser empregada neste tipo de técnica, trazendo diversas vantagens para o cliente, tais como:

RECONSTRUÇÃO FACIAL ATRAVÉS DE EXAMES DE IMAGEM

- CIRURGIA SEM CORTE; - MENOR SANGRAMENTO; - ÚNICA FASE CIRÚRGICA; - PRÓTESE ENTREGUE NO MESMO DIA DA CIRURGIA; - POUCA QUANTIDADE DE ANESTESIA; - MENOR NÚMERO DE IMPLANTES UTILIZADOS (CASOS TOTAIS).

Devemos realizar um criterioso planejamento prévio para a correta e segura utilização da técnica. Com tantas vantagens e a facilidade para realizarmos a técnica de cirurgia guiada através de computador, esta se torna uma ferramenta a mais que fica a disposição dos clientes do IBOPI (Instituto Botucatuense de Odontologia e Prótese sobre Implante). PLANEJAMENTO SENDO REALIZADO EM COMPUTADOR

A) PLANEJAMENTO EM TOMOGRAFIA: POSICIONAMENTO DOS IMPLANTES B) ALINHAMENTO DOS IMPLANTES C) INSTALAÇÃO DOS IMPLANTES VIRTUALMENTE

PLANEJAMENTO CIRÚRGICO/PROTÉTICO VIRTUAL

DR. CARLOS EDUARDO FRANCISCHONE JÚNIOR & DR. CAIÊ G. M. PIRES DE ALMEIDA

IBOPI – INSTITUTO BOTUCATUENSE DE ODONTOLOGIA E PRÓTESE SOBRE IMPLANTE RUA MAJOR MATHEUS, 714 – VILA DOS LAVRADORES – BOTUCATU/SP | FONE: (14) 3814-5036

108 Revista Botucatu Especial


saúde animal

por francisco pupo pires ferreira | fotos shutterstock

O parto da

cadela

QUANDO É NECESSÁRIA A REALIZAÇÃO DA CIRURGIA CESARIANA?

Q

ueridos amigos da Botucatu Especial, após duas edições em que os artigos foram escritos por meus colaboradores, retorno a escrever com um tema de extrema importância e de muito interesse para todos os proprietários de animais de companhia: o trabalho de parto e suas variáveis. O parto para qualquer animal é um ato natural, representando o término de uma gestação. Se esta teve seu curso de forma natural, o parto também deverá transcorrer de forma natural. Isto somente não ocorrerá se os fetos forem excessivamente grandes de maneira absoluta, ou seja, grandes mesmo, ou ainda eles podem não ser muito grandes, mas a fêmea que vai parir é pequena para o tamanho dos fetos, havendo, portanto, uma desproporção entre os tamanhos dos fetos e as vias do parto utilizadas para a saída dos filhotes.

110 Revista Botucatu Especial

O tamanho da bacia da cadela, formada pelos ossos da pelve (ileo, isquio e púbis), é um fator importante a ser considerado no momento da expulsão dos fetos. Uma bacia pequena em relação ao tamanho dos fetos pode gerar uma situação de parto anormal também chamado de parto distócico (distocia). Nesta situação específica temos a indicação da intervenção cirúrgica. Somam-se às causas de distocia ainda a falta de contratilidade do útero que pode ser de causas diversas, mas esta nem sempre é tratada com a cirurgia cesariana. Todos esses fatores são de possível controle, mas para isso todas as cadelas que

irão gestar devem fazer um controle antes de irem para o acasalamento, pois o médico veterinário poderá auxiliar na escolha do parceiro de tamanho adequado e ainda realizar as vacinas profiláticas que irão ajudar na produção de anticorpos maternos que serão de fundamental importância nos primeiro dias de vida da ninhada. Após o acasalamento é importante que a cadela faça visitas de controle de pré-natal para que o médico veterinário através de exame clínico e ultrassonografia possa monitorar a saúde da fêmea e evolução da prenhez. O período de gestação das cadelas é de 58-62 dias e, ao contrário da mulher, a cesariana não é uma cirurgia eletiva, pois o desencadeamento do parto é de fundamental importância para a maturidade dos sistemas orgânicos dos filhotes. Outro ponto


que difere bastante das cesarianas nas mulheres é o tipo de anestesia utilizado. Muitas vezes, embora isso não seja uma regra, a anestesia utilizada para o procedimento cirúrgico é a anestesia geral (inalatória ou total intravenosa), o que promove uma séria depressão sistêmica nos filhotes, colocando-os em risco de óbito. O proprietário deve sempre consultar um médico veterinário também próximo à data do parto para que ele possa fornecer as orientações relativas ao manejo da parturiente, mas de forma geral as observações são as seguintes: * Próximo ao momento do parto, a cadela tem alterações significativas de comportamento, geralmente diminuin-

do seu apetite e ficando mais quieta, e muito próximo do parto elas tendem a ficar um pouco agitadas, trocando constantemente o local e a forma de ficar deitadas. Quando o proprietário perceber essas mudanças deve procurar não chamar a atenção e permitir que a cadela fique o mais tranquila possível. * O momento do trabalho de parto se inicia propriamente dito quando a primeira bolsa se rompe e libera um líquido com coloração esverdeada, chamado uteroverdina. Se o trabalho de parto cursar com mais de 2 horas sem a expulsão de nenhum filhote após a liberação desse líquido, é hora de procurar um centro veterinário. * Se por ventura houver a expul-

são de algum filhote e ocorrer um período superior a 2 horas sem nova expulsão ou ausência total de contrações, também é oportuno que se consulte um médico veterinário. Sempre após um trabalho de parto é muito importante que a mãe com toda a ninhada seja levada a um centro veterinário para a avaliação dos bebês e da mãe. É sempre importante lembrar que no caso de fêmeas de famílias que não irão optar por uma vida reprodutiva, é indicada a cirurgia de esterilização antes do primeiro cio, prevenindo de forma eficaz a incidência de câncer de mama. Até a próxima e um grande abraço a todos.


turismo

por júnior quinteiro | fotos divulgação

São Joaquim

Santa Catarina NEVE E FRIO NO PAÍS TROPICAL


RODOVIA SC 438 QUE INTERLIG AS CIDADES DA SERRA. NEVE GEADAS FORMAM UMA PAISAGE CONTRASTANTE NO PAÍS TROPICA

UIM

DE SÃO JOAQ IGREJA MATRIZ


turismo

SERRA DO RIO DO RASTRO: POSTAL DO SUL DO PAÍS

É

possível um país tropical (pelo menos somos vendidos assim lá fora) guardar paisagens do inverno europeu? A resposta é sim. Na região mais fria do Brasil, as geadas são comuns, e a neve dá o ar da graça entre os meses de julho e agosto, criando um cenário cinematográfico, com manhãs de densa neblina entre os bosques de araucárias que por lá restam.

S ABAIXO TEMPERATURA NSTANTES DE 0º C SÃO CO E AGOSTO ENTRE JUNHO

SÃO JOAQUIM E URUBICI GUARDAM BELAS PAISAGENS, COMO A PEDRA FURADA

Durante os meses de inverno, as cidades no entorno de São Joaquim/SC recebem milhares de turistas do Brasil e do exterior. O foco principal é a neve brasileira, algo incomum para um país conhecido por suas praias. A ocorrência do fenômeno faz a festa destas pessoas no interior de Santa Catarina. A criação, em 1961, do Parque Nacional de São Joaquim está ligada à necessidade de proteção dos trechos restantes de bosques de araucárias (árvore típica do sul do Brasil), que se encontram dentro de seus 49.300 hectares. O cenário da região difere bastante do retrato do país tropical. A Serra Geral, no Planalto das Araucárias, se parece mais com o inverno europeu. É possível encontrar nesse pedaço gelado do sul brasileiro, duas paisagens distintas: Os campos-de-cimada-serra, que são as terras mais frias do Brasil, onde a temperatura pode chegar a - 12°C e a serra-abaixo.

As regiões de maior altitude, os campos-de-cima, apresentam o capim-caninha e o pinheiro-do-paraná, principais componentes das florestas de araucárias. As encostas da Serra Geral estão cobertas por floresta atlântica densa, onde ocorrem a canela-preta e o pau-óleo. Apesar do Parque Nacional de São Joaquim não estar aberto à visitação, a região oferece uma paisagem magnífica. Os cartões-postais são a Pedra Furada e o Morro da Igreja, com 1.828m de altitude. Inclusive é possível realizar caminhadas, para os mais corajosos, passando pelos bosques de araucárias, pelas nascentes e piscinas naturais do Rio Pelotas. Para visitação é necessária autorização prévia do IBAMA em Santa Catarina. O parque possui apenas uma sede administrativa.

Na chamada Serra Catarinense, além de São Joaquim, as cidades que podem oferecer infraestrutura para os turistas são: Lages, Urupema, Urubici, Rio Rufino, Bom Jardim da Serra e Bom Retiro. A cidade de Urubici, a 24 km do parque, oferece hotéis, pousadas e restaurantes simples, mas aquecidos e aconchegantes. Em São Joaquim, opções na Gastronomia não faltam. Destaco o La Fondue Cristal de gelo, onde se degusta a melhor fondue da região, com bons vinhos. Para os amantes da boa carne, o Paradouro Vento Minuano Griil é parada obrigatória.

OS PONTOS TURÍSTICOS São incontáveis os pontos turísticos da região, mas vamos elencar os princi-


pais pontos que merecem visitação. Belvedre – Escadaria com uma linda vista panorâmica da cidade e dos verdes campos que a circundam, com altitude de 1450m. O acesso é feito pela Rua Major Jacinto Goulart. Parque Nacional da Maça – Com 214 mil m2, localiza-se a 2 Km do Centro. Possui áreas para camping, cancha de laço, pavilhões de exposições e palco para shows. No local são realizados feiras e leilões agropecuários e a famosa Festa Nacional da Maçã, realizada em abril. Exponeve – Feira permanente de artesanato e produtos da terra, instalada no Pavilhão comercial do Parque Nacional da Maçã. Aberto diariamente para visitação e comercialização dos produtos, a partir das 09h00min. Igreja Matriz – Localizada na Praça

João Ribeiro, foi totalmente construída em pedra basalto tirada dos morros próximos e trazidas de carro de boi. Sua construção teve início em 1918 e foi inaugurada em 1935. Apresenta esculturas de profetas bíblicos e de Adão e Eva em sua parte externa. Snow Valley – Com trilhas ladeadas de xaxins gigantes, as caminhadas conduzem a uma típica floresta serrana, rica em fauna e flora. Possui cascatas de até 6 andares de altura, pontes rústicas, além do invejável ar puro. Se localiza às margens da SC 438, distante 10 Km de São Joaquim, em direção a Serra do Rio do Rastro. Caminho da Neve – Situada ao longo da SC 438 ligando a serra Catarinense a Serra Gaúcha, com trechos asfaltados e com saibro (cascalhada) e se deslumbra várias regiões com taipas

(muros de pedra que servem para dividir as propriedades), que foram construídas no começo do século. Na Serra Catarinense há belíssimos cânions, como o Cânion do Funil e o Cânion da Laranjeira, que podem ser visitados em passeios de 4X4 organizados por agências de turismo receptivo locais. Já o cânion da Ronda, situado na propriedade do Rio do Rastro Eco Resort, é acessível a pé ou a cavalo.

COMO CHEGAR Chega-se as Serras Catarinenses por avião, que sai do aeroporto de Congonhas, em São Paulo/SP e chega até o Aeroporto Internacional de Florianópolis, ou Aeroporto de Criciúma. De lá viagem é feita pelas rodovias BR-101 e BR-282, passando pela bonita Serra do Rio do Rastro.


sociedade

da redação | fotos carrega foto studio

A

Carpersil Publicidade realizou uma pesquisa junto ao público consumidor de Botucatu com o objetivo de identificar, promover e divulgar as principais empresas e profissionais liberais que mais se destacaram no comércio da Cidade durante o ano de 2011. O evento de premiação ocorreu em grande estilo na noite do dia 25 de abril na Churrascaria Boi de Capim e contou com a presença de mídias consagradas da Cidade como o Jornal Diário da Serra, Revista Botucatu Especial, Rádio Criativa FM e TV Alpha. Parabéns a todos aqueles que contribuíram com a realização deste trabalho. Recebam nosso muito obrigado!

Conheça agora as empresas que obtiveram a preferência do público consumidor e receberam o prêmio “Qualidade em Destaque” Edição 2012:

Acorse Corretora de Seguros Rua Dr. Costa Leite, 1414 Fone: (14) 3882-3133

Andressa Depilação Av. Leonardo Villas Boas, 601 Fone: (14) 3815-5465

Colégio Anglo Av. Santana, 653 Fone: (14) 3815-6665

Ateliê da Saúde Rua Major Matheus, 449 Fone: (14) 3814-0025

Auto Elétrica Maeda & Maeda Av. Dep. Dante Delmanto, 1965 Fone: (14) 3882-2156

Berimbau Auto Peças Rua Dr. Jaguaribe, 1023 Fone: (14) 3811-3719

Berimbau Auto Posto Rua Dr. Jaguaribe, 630 Fone: (14) 3811-3969

Bilhares Divander Av. Dep. Dante Delmanto, 1650 (14) 3881-0015 / 9708-3395

Casa dos Calçados Rua Benedita Zaponi Vieira, 594 Fone: (14) 3882-5176

Casa dos Parachoques Rua Dr. Jaguaribe, 1098 Fone: (14) 3813-5353


Distribuidora de Doces Borges Rua João Batista Carnietto, 447 Fone: (14) 3814-3754

Empório das Carnes Av. Camilo Mazzoni, 1487 Fone: (14) 3815-5175

Botica Oicinal Rua Amando de Barros, 950 Fone: (14) 3811-5500

Cruz Vermelha Rua João Passos, 524 Fone: (14) 3882-0570

Happy Day Listas Rua Cardoso de Almeida, 690 (14) 3815-9376 / 9776-0789

Homeophytus Rua Major Leônidas Cardoso, 138 Fone: (14) 3882-3221

Jornal Diário da Serra Av. Santana, 777 Fone: (14) 3811-7070

Liceu Anglo Rua General Telles, 2319 Fone: (14) 3882-2895

Nova Opção Rua Major Leônidas Cardoso, 136 Fone: (14) 3815-1509

Luba Motopeças Rua Tenente João Francisco, 294 Fone: (14) 3814-0699

Lusermaq Av. Floriano Peixoto, 821 (14) 3882-1583 / 3882-1708

R. Prof. Benedito Pires de Almeida, 180

Mr. Soller Disk Lanches Av. Leonardo Villas Boas, 4217 (14) 3815-5776 / 9610-9773

Osmarajá Depósito de Bebidas Rua Tenente Silvio Betestti, 80 Fone: (14) 3815-5752

Ótica Santa Luzia Rua João Passos, 507 Fone: (14) 3882-4215

Panda Refrigeração Av. Santana, 73 Fone: (14) 3814-1000

Proeste-Prodive Chevrolet Av. Dep. Dante Delmanto, 2633 Fone: (14) 3811-1700

Puriic Puriicadores de Água Av. Floriano Peixoto, 800 Fone: (14) 3815-9090

Rádio Criativa FM Av. Dep. Dante Delmanto, 3079 Fone: (14) 3882-5504

Re´Art Tattoo Praça Coronel Moura, 39 Fone: (14) 3354-1121

Marcenaria Miquéas Fone: (14) 3815-1602


sociedade

Revista Botucatu Especial R.Prof. Renato da Silva Cardoso, 113 Fone: (14) 3354-2030

Rodeo Store Av. Dom Lúcio, 234 Fone: (14) 3814-6493

Serralheria Azanha Av. Mário Sartor, 145 - Polo Industrial - Fone: (14) 3815-1450

Ski Sorvetes Rua Major Matheus, 433 Fone: (14) 3882-5333

Só Freios – Suprema Av. Dep. Dante Delmanto, 2383 Fone: (14) 3112-5500

Thiago Velocímetros Rua Brasílio Panhozzi, 181 (14) 3815-3769 / 3813-4222

TWA Comunicação Visual Rua Curuzu, 1151 Fone: (14) 3882-1835

WTA Car Wash Rua Rodrigues do Lago, 166 Fone: (14) 3814-0819


sociedade

por sandro coltri | fotos bruno giraldi

DESFILE DE LANÇAMENTO DA NOVA EDIÇÃO DA

M

revista mud!

ais de 450 pessoas estiveram presentes no Areté Eventos prestigiando o desfile de lançamento da segunda edição da revista mud!, que já se tornou referência quando o assunto é moda . A coleção Outono/Inverno presente na edição da revista foi levada em parte à passarela, onde 15 das lojas parceiras apresentaram algumas das principais tendências da estação, com muito charme e elegância, conduzidos pela equipe da fotógrafa Malu Ornelas, sob a batuta da maquiadora Maria Pia Ornelas e muitos assistentes, todos totalmente envolvidos para o sucesso do evento.

Para abrilhantar ainda mais essa noite especial, a abertura dos desfiles aconteceu em grande estilo com a apresentação da orquestra sinfônica, que encantou a todos os presentes. E para finalizar o maravilhoso desfile, a majestosa apresentação do Botu África atraiu todos os olhares e ouvidos, recebendo muitos aplausos da multidão presente. Toda a renda obtida foi encaminhada ao Rotary Internacional, que por sua vez direcionou os recursos a instituições e entidades que precisam de iniciativas como essa, que temos o prazer de promover. Confira algumas fotos desse evento memorável:


sociedade


sociedade


Revista Botucatu Especial  

Resiplan 35 Anos, CASAMENTOS | SAÚDE | MODA | GASTRONOMIA | JÓIAS | TURISMO | EDUCAÇÃO

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you