Page 1

patrocinador oficial desta publicação

NEWS #00

500 exemplares

www.ads.org.pt

ABR | MAI|JUN 2011

O

projecto "Design&Ofícios" surgiu de uma parceria entre o município de São Brás de Alportel e a Associação de Designers do Sul com o propósito de desenvolver uma exposição que contribuísse para promover, inovar e recriar alguns dos artefactos de cariz artesanal, desenvolvidos na região da serra algarvia, apresentando-os ao público como nova produção cultural, concebida de forma sustentável e com recurso a materiais locais, naturais e eco-responsáveis.

Para tal, foi organizada uma Residência Criativa, que decorreu nos dias 17, 18 e 19 de Julho, no Antigo Lagar de Azeite, actual oficina do Município de São Brás de Alportel. Nesta residência participaram seis artesãos convidados, naturais de São Brás de Alportel e conhecedores de diferentes técnicas artesanais, como a empreita de palma, a cortiça, a madeira, a trapologia e a cerâmica. E ainda nove jovens criativos, desde designers, artistas, professores e estudantes da área, que aceitaram este desafio.

O principal objectivo desta cooperação foi fortalecer conceitos de produção e proporcionar uma experiência diferente de partilha de conhecimentos e ideias, que favorecesse o crescimento mútuo dos participantes. Apesar do seu carácter experimental, esta iniciativa esteve englobada numa perspectiva de desenvolvimento social, cultural e económico da região, recorrendo assim à inovação e criatividade dos jovens criadores e à técnica e tradição dos artesãos convidados. Durante três dias foi possível,

de uma forma informal e bastante divertida, estimular esta partilha de conhecimentos, da qual resultaram cerca de 20 peças experimentais e originais. Estas peças irão estar expostas no Centro de Artes e Ofícios de São Brás de Alportel, entre os dias 4 e 31 de Agosto de 2011. No entanto, será possível conhecê-las já nos dias 29, 30 e 31 na Feira da Serra, também em São Brás de Alportel..

+info www.designeoficios.co.tv

Na 20.ª edição, o azeite é o convidado de honra, um convidado muito especial que se senta à mesa, que tempera as iguarias serranas e salpica de brilho e de sabor todo o certame.

+ informações e programação consultar

www.cm-sbras.pt


+ ADS newsletter

ENTREVISTA

Bruno Boto da Cruz Natural de Setúbal e com 33 anos, Bruno Boto da Cruz, é um dos fundadores e actual presidente da direcção da ADS

O que nos podes dizer sobre o teu percurso académico? Nasci em Setúbal, onde tirei o curso Técnico de Design na Escola Secundária D. João II. Daí segui para Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, tendo frequentado o curso de Design de Moda. Foi uma importante experiência para crescer enquanto pessoa e designer, que me permitiu aprender imenso, conhecer pessoas, ao mesmo tempo possibilitou-me direccionar para a área onde me encontro hoje. Por questões pessoais optei então por mudar de curso, por casualida-

de acabei por conhecer o curso de Design de Comunicação da Universidade do Algarve, que me despertou o interesse e curiosidade, no qual acabei por ingressar. Foi uma mudança muito positiva, a qualidade de vida que se tem no Algarve é incomparável à de Lisboa e por isso não me custou muito a adaptação :). Durante o curso candidatei-me ao programa Erasmus, e foi-me dada a possibilidade de estudar em Zlín, na República Checa. Frequentar a Faculdade de Multimédia e Comunicação da Universidade Tomas Bata foi também extremamente gratificante, pois pude experimentar outro sistema de ensino, conhecer outra cultura, outras pessoas, outras ideias… enfim, foi muito bom. Durante o curso, ainda complementei a minha formação com cursos e workshops, em design multimédia e animação, dentro e fora da universidade, e fiz parte de dois núcleos académicos, a surfuna núcleo de actividades náuticas da UAlg e o ADN- Algarve Design Núcleo, ambos da UAlg. Como surgiu a ADS - Associação de Designers do Sul? A ADS surgiu em 2008, na sequência do Algarve Design Núcleo da UAlg, uma união de vários alunos do curso de Design de comunicação da UAlg-ESE. Nesta estrutura realizámos mostras de filmes, exposições e outras actividades dentro da UAlg. E o nosso grande projecto acabou por ser a organização da mostra dos nossos trabalhos de final de curso, denominada O QUÊ? AO

SABOR DA IDEIA , que se realizou no ainda recente Mercado Municipal de Faro. Como o curso fazia 15 anos, acabámos por conjugar também a realização de um ciclo de conferências, apresentações e ainda um concerto dos Uclic. Esta primeira "grande" experiência superou as nossas expectativas e com ela veio a vontade de fazer mais e a ideia de formalizar a ADN - Algarve Design Núcleo, de forma a ir ao encontro da motivação do grupo, no sentido de organizar e colaborar em mais eventos e actividades na área do Design. Demos então inicio ao nosso primeiro blog, designnucleo.blogspot.com, organizámos dois eventos, ambos em parceria com o IPJ, a QUINZENA DA LIBERDADE e o MAIO JOVEM, e paralelamente iniciámos o processo de formalização da associação. Após alguns contratempos, que resultaram numa pausa, e se prenderam com alguma imaturidade e falta de experiência do grupo nestas andanças, só a partir dos finais de 2009, após um convite do IPJ para participarmos nas Jornadas Associativas, a ADS ganhou novo fôlego, apresentando logo a seguir os primeiros corpos sociais da 1ª associação sócio-profissional de designers a sul de Portugal. E aqui estamos! :) Na tua opinião, qual é a importância da criação de uma associação deste género para o panorama do design algarvio? Penso que é algo importante pois conhecendo a nossa realidade profissional, tenho consciência de que juntos valemos mais, e apesar de haver cada vez mais informação na Internet e em revistas especializadas, considero que esta acaba por estar ainda um

pouco focada nos grandes centros urbanos, como Lisboa e Porto. E sabendo que a sul do País também se desenvolvem bons trabalhos e existem talentos e excelentes agências, projectos e eventos, sinto que é um dever existir uma associação, que contribua para a promoção do que se faz por cá. Por outro lado espero que a ADS possa concentrar num só local a informação relevante à região, que por vezes parece andar dispersa, e se torne um espaço favorecedor de partilha dessa informação, e do crescimento que dela advém, afirmando-se como um apoio de referência a estes designers, artistas, artesãos e criativos. Outro dos objectivos prende-se com a necessidade de criar parcerias e protocolos com as instituições regionais que permitam desenvolver projectos e oportunidades que beneficiem não só os nossos associados mas também a comunidade, como é o caso do projecto "Design & Ofícios", que acabou por envolver jovens criativos e artesãos da região num projecto em comum. Se a associação conseguir concretizar, se não todos, pelo menos parte, dos objectivos a que se propõe, com grande dose de criatividade e inovação, penso que poderá trazer muitas oportunidades e alegrias aos criativos e indústrias criativas a sul do País. Fala-nos um pouco melhor sobre o projecto “Design&Ofícios” Este projecto é sem dúvida o nosso grande projecto deste ano, e surgiu de um convite feito pela Câmara Municipal de S. Brás de Alportel à ADS para expor trabalhos dos associados no Centro de Artes e Ofícios do concelho, um espaço que promove as artes e ofícios da região. Após análise

da proposta, pensámos "Por que não ir mais longe e desenvolver algo mais? " E foi com este "mote" que resolvemos que a exposição a realizar não seria dedicada apenas ao gráfico, como tem sido nosso hábito, mas sim procurámos desenvolver de raiz outro tipo de produtos, mais ligados à cultura da região e à produção artesanal. E assim, surgiu o projecto “Design e Ofícios”, que foi extremamente acarinhado pela C.M.S.B.A, que disponibilizou sempre os seus recursos para que o projecto fosse um sucesso. O projecto Design e Ofícios dividiu-se em dois momentos: uma residência criativa que permitiu desenvolver, com o auxilio dos artesãos convidados, as peças propostas pelos criativos. e a exposição, em si , que se irá realizar no já referido Centro de Artes e Ofícios de S. Brás de Alportel, já no ínicio de Agosto. No entanto e devido à proximidade da Feira da Serra, um dos maiores eventos relacionados com a Tradição no Algarve, surgiu o convite para apresentar, em jeito de ante-estreia, a exposição neste evento nos dias 29, 30 e 31 de Julho. Neste contexto, temos de agradecer aos vários parceiros que colaboram neste projecto, entre eles o Ministério da Cultura e o Instituto Português da Juventude, ao restaurante Zé Dias e pizzaria Mamamia, aos Bombeiros Voluntários de S. Brás de Alportel e muito especialmente à Câmara Municipal de S. Brás de Alportel que, desde o início se mostrou interessada e partilhou do nosso entusiasmo, aceitando o desafio de organização e apoio a este evento.

ADS - Associação de Designers do Sul

A

ADS tem-se afirmado como associação pro-activa na região do Algarve, através da realização de eventos, na sua maioria em parceria com outras instituições, como é o caso do IPJ, a Câmara Municipal de S. Brás de Alportel, A Câmara Municipal de Faro, a Direcção Regional da Cultura, entre outras, funcionando como recurso de apoio a estudantes e profissionais da área, mediante a divulgação, através das redes sociais e site oficial, de iniciativas, actividades, formações, concursos, oportunidades de trabalho e outras informações ligadas à área da criatividade, do design, artesanato e comunicação visual. Entre

2

outras iniciativas a ADS espera lançar uma newsletter trimestral, sendo esta a primeira edição, com o objectivo de se tornar um veículo de promoção e divulgação do que de melhor se faz a sul do País, contribuindo também para promover o trabalho realizado pelos seus associados. A ADS funcionará também como um estrutura de apoio à formação de jovens e adultos nas áreas do design e criatividade, sendo actualmente responsável pelo acolhimento de estágios de alunos provenientes de diferentes escolas da região. Em termos mais institucionais, e enquanto Associação Sócio-Profissional Juvenil, inscrita no Registo Nacional de Asso-

ciativismo Jovem, está orientada por alguns princípios enquanto associação sem fins lucrativos, que estão nos seus estatutos, que podem ser consultados no site oficial, mas que se podem resumir a três pontos essenciais: criar uma estrutura de apoio aos jovens designers, artistas, artesãos e criativos, que desenvolvam o seu trabalho a sul do país; estimular o desenvolvimento e a dinamização de projectos, actividades, formações e eventos ligados às áreas do Design, Artes e Ofícios e contribuir para a promoção e crescimento criativo na região. Para mais informações consultar

www.ads.org.pt

Sede da Associação de Designers do Sul


abr ı mai ı jun •  2 ⁄3 2011

Projecto "Design&Ofícios" > Residência Criativa O que acontece quando se discutem ideias e se procuram soluções? Muita criatividade. E foi o que aconteceu na 1ª edição da Residência Criativa, no âmbito do projecto Design e Ofícios, iniciativa da Associação de Designers do Sul. juntamente com a Câmara Municipal de S. Brás de Alportel O grupo. Constituído por designers e artesãos, motivado pela vontade de dar novo fôlego a técnicas antigas de trabalhar diferentes materiais, procurou criar em conjunto respostas partilhadas e mais criativas, numa perspectiva de desenvolvimento social, cultural e económico da região. O espaço. Antigo lagar do azeite e actual carpintaria da Câmara Municipal de S. Brás de Alportel, propício ao desafio lançado, revelou-se o sítio ideal para a concepção e execução dos objectos propostos. A amplitude do espaço, as máquinas existentes e o apoio insubstituível do Sr. Vitorino, mestre de carpintaria do município, foram os ingredientes necessários à experimentação dos materiais, à aprendizagem das técnicas e à criação de novas soluções, numa interacção constante e muito enriquecedora entre artesãos e profissionais do design. O tempo. Distribuído em três dias de trabalho intensivo, per-

cimento mútuo. E a Residência Criativa, criou. Nela fervilharam ideias, viveram-se algumas frustrações, e sobretudo alimentaram-se momentos de grande aprendizagem e partilha, num esforço conjunto e numa vontade grande de experimentar, produzir e dar corpo a objectos diferentes, a partir de materiais tão familiares. A ADS agradece a amizade e o apoio constante da Câmara Municipal de S. Brás de Alportel, na organização desta iniciativa, a par do apoio do Ministério da Cultura e do Instituto Português da Juventude, e claro, de todos os participantes que, em conjunto, permitiram a concretização deste projecto e nos deixaram a vonta- #01 de de não esquecer aquilo que é realmente importante: as pessoas, os saberes, a tradição. Acreditamos que só assim será possível continuar a inovar, de uma forma consciente, sustentável e conceptualmente mais enriquecida. #02

mitiu aos participantes passar do esboço à prática, conhecer os materiais seleccionados (cortiça, empreita de palma, madeira, tecido e barro) e descobrir-lhes novas potencialidades, sob o olhar sempre atento e incansável dos artesãos convidados: Betty Bernadete, Elisabete Sousa, Custódio Cavaco e Vitorino Jorge e Sónia Mendez. A ideia surgiu quando, a convite da Câmara Municipal de S. Brás de Alportel, se pensava na organização de uma exposição conjunta sob o tema do Design, no recentemente inaugurado Centro de Artes e Ofícios. Desta proposta, feita à Direcção da ADS, pela proximidade com o curso de Design de Exteriores e Interiores, a funcionar numa das escolas do concelho, amadureceram-se outras ideias que deram espaço à estruturação de um projecto inovador na região: fazer design a partir do que é tradição, numa perspectiva de diálogo inter-geracional e cres- #03

#01 - Participantes da Residência Criativa: (em cima: Rita Boto da Cruz, Paulo Peres, Elisabete Sousa, Andrea Fonseca, Sónia Mendez, Vitorino Jorge, Susana Mendez, Fábio Ramires, Custódio Cavaco, Renato Paixão)(em baixo: Catarina Ramos, Betty Bernadete, Ana Cristina Soares, Sandra Louro, Bruno Boto da Cruz) #02 - Balance em cortiça da Designer Sandra Louro #03 - Público visitante durante a Residência criativa

Exposição "Design&Ofícios"

Centro de Artes e Ofícios de São Brás de Alportel A exposição “Design&Ofícios“, fruto desta parceria estabelecida na“Residência Criativa” entre Artesãos & Jovens Criadores irá ser inaugurada no dia 04 de Agosto e mostará, ao público em geral, os objectos e as experiências produzidas, tendo em conta um objectivo comum: a criação de novos objectos recorrendo a materiais da região e a técnicas artesanais. As peças desenvolvidas durante a Residência Criativa, irão estar

expostas no Centro de Artes e Ofícios, de S. Brás de Alportel, na Rua Vitorino Passos Pinto, perto da Câmara Municipal de S. Brás de Alportel, entre o dia 4 e 31 de Agosto de 2011. A exposição estará ainda representada na Feira da Serra em S. Brás de Alportel entre os dias 29 e 31 de Julho. mais informações

www.designeoficios.co.tv 3


+ ADS newsletter

"Mesa Otto" do designer Paulo Peres vence "Planet Design" A mesa Otto, da autoria de Paulo Peres, vicepresidente da ADS, valeu-lhe o prémio de vencedor do Concurso "Planet Design" – Concurso de Design de Mobiliário organizado pela Associação Nacional de Jovens Empresários. O Prémio atribuído foi uma viagem a Milão e visita ao "Salone Internazionale del Mobile" um dos mais importantes eventos de mobiliário e de design a nível mundial, que se realizou de 12 a 17 Abril. Mesa Otto do Designer Paulo Peres

A peça vencedora do concurso Planet Design 2011 foi a tua mesa ‘otto’. Qual o conceito da peça? A mesa de centro “otto” é um objecto versátil, de design simples, funcional e intuitivo, feito apenas num material, em OSB “Oriented Strand Board” ou aglomerado de partículas de madeiras longas e orientadas. É um objecto que, em relação às mesas de centro existentes no mercado, acrescenta a possibilidade de aliar duas funções, a de proporcionar arrumação de pequenos objectos, tais como livros, revistas, comandos de televisão e outros objectos no seu interior e por fim, a de pro-

porcionar ao seu utilizador, através de um componente retráctil (2 unidades), que este possa ser utilizado como tabuleiro. O que achaste mais interessante na visita ao "Salão Internacional de Milão"? Para mim o mais relevante desta exposição foi o facto de ao percorrer todos os pavilhões do Salone Internazionale del Mobile de Milão, ver o que está a acontecer, o que se faz, o que há de novo no design internacional e quais as principais tendências. Verificar quais os produtos mais e menos explorados, e claro, encontrar inspiração para futuros

projectos. Quais foram as peças que mais te marcaram? Gostei de inúmeras peças, mas as linhas de objectos que mais me marcaram foram os trabalhos da Glas Italia, Molteni & C, MDF Italia, as poltronas Kristalia e da B-Line. Achei bastante interessante a combinação de materiais do estúdio Swedish Ninja, o trabalho desenvolvido em cortiça pelo designer português, Tiago Sá da Costa e dos trabalhos do estúdio japonês Illirico Bank. Quanto à iluminação, gostei bastante das peças de Benjamin Hubert desenvolvidas para a Fabbian , dos trabalhos realizados pela empresa Espanhola LZF na forma como é explorada a maleabilidade da madeira , a iluminação Empirico de Karim Rashid para a Artemide e a simplicidade das peças de Gio de Angeletti Ruzza. Quais foram as tuas impressões da cidade de Milão? Milão é uma cidade que “inspira e expira” design. As pessoas têm imenso orgulho em que esta cidade seja considerada uma das principais capitais da moda e do design. É perceptível quando passeamos pelas ruas de Milão, que a maioria das pessoas dá bastante importância à aparência, ao vestuário e calçado, à relojoaria, aos perfumes e ao design de equipamento. Denota-se um sentido estético bastante apurado por parte dos cidadãos de Milão e um grande orgulho pelo facto da cidade acolher esta designweek international. Como te interessaste pelo design de mobiliário? Qual a tua formação? O interesse pelo design de mobiliário surgiu por volta dos

meus 16 anos, embora na altura, recordo-me de estar indeciso entre ingressar no curso de arquitectura ou no curso de design de equipamento. Um factor que contribuiu para a minha decisão foi a visita à exposição INTERCASA 2002 - Salão Internacional do Mobiliário, Decoração e Iluminação, na FIL em Lisboa. Sei que depois desta exposição se tornou clara a minha vontade de ingressar no curso de Design de Equipamento da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa no ano de 2003, o qual concluí em 2008. Quais os teus objectivos neste momento e planos para o futuro? Continuar a desenvolver projectos na área de design de equipamento e a colaborar activamente com a Associação de Designers do Sul, como parte da direcção. O Algarve não é muito conhecido em termos de design de mobiliário – o que achas que pode ser feito? Acredito que com o contributo de vários profissionais e com a colaboração entre entidades, o Algarve tem muito potencial para explorar nesta área. Penso também que é necessário analisar as verdadeiras potencialidades desta área, especialmente agora que o país está a passar um momento particularmente difícil, é necessário inovar para que os produtos portugueses tenham algo a dizer neste mercado global cada vez mais competitivo. Na minha opinião, o design poderá ser um factor decisivo para que os produtos portugueses se afirmem como produtos de qualidade e cada vez mais apetecíveis não só dentro do país como também fora dele.

Design de mobiliário exposto em Milão Decorreu entre os dias 12 e 17 de Abril, o "Salone Internazionale do Mobile", em Milan Fairgrounds-Rho, que completou 50 anos de existência. A exposição acolheu cerca de 300 mil pessoas e contou com um total de 2500 expositores, distribuídos por mais de 200.000 m2. Os vários pavilhões foram classificados por tipos, os artigos variaram desde a corrente clássica à moderna, desde o étnico à fusão. Os expositores patentes na exposição eram maioritariamente Italinanos (cerca de 40% dos expositores) e os restan-

tes eram compostos por Design Espanhol, Alemão, Francês, Suíço, Dinamarquês e Português. A representação do Design Português contou com a colecção inédita de objectos de cortiça comissariada pela Experimentadesign para a Corticeira Amorim, Materia Cork by Amorim, da autoria de quatro designers e estúdios estrangeiros e seis portugueses - Daniel Caramelo, Fernando Brízio, Filipe Alarcão, Marco Sousa Santos, Miguel Vieira Baptista e Pedrita. A Portugal Brands, que sur-

"Salone Internazionale do Mobile" em Milão

4

giu em Julho de 2008, através de uma iniciativa privada entre as empresas Menina Design e a agência de comunicação Presskit, apresentou na Zona Tortona produtos das empresas Boca do Lobo, Corque, Glamm Fire, Delightfull, Designerspad, Jetclass, Mambo, Mytto, Munna, Mood, Tm Collection, Pedroso & Osório, TemaHome, Viriato Hotel Concept e BoaBoca gourmet. A Sienave também esteve presente na Zona Tortona com uma nova colecção de mobiliário e objectos em pedra natural denomi-

nada "+Stone". De uma forma global, verificou-se uma tendência para a procura da simplicidade e do conforto. Ao nível do design e criação de ambientes, parece ser consistente a procura de espaços amplos com mobiliário de linhas simples, por vezes com traços mais orgânicos. No que toca aos revestimentos dos objectos de mobiliário, predominam os revestimentos em lacado (cremes, brancos, pérola, betão) e as cores simples e sóbrias (branco, creme, cinzento, etc.).

+ADS #00 - Design&Oficios  

Associaçao de Designers do Sul Newsletter #00 Tema: Design & Oficios Abril | Maio | Junho 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you