Page 283

281 UNIVERSO EM DESENCANTO – 5º O

uma vida de remediar, até não poder mais remediar, uma vida de sonhos de olhos abertos, sonhando sem saber porque, sonhando com este mundo elétrico e magnético sem saber porque, vivendo de coisas imaginárias, arquitetando planos, de experiências, e sempre em experiências, experimentando tudo para acertar ou não. Vivendo nesta incerteza, neste desequilíbrio, uma vida que certas horas, a pessoa se desanimava de viver, certas horas o animal Racional se desanimava de viver e muitas vezes desanimados de tudo, pedia até o extermínio de si mesmo, pedia até a morte. “Não resisto mais, não agüento mais suportar esta vida assim deste jeito”. E o desespero se apoderava das pessoas por não saber o porquê que estava aí vivendo, assim deste jeito horrivelmente, de ilusões e nada mais, traídos por esse embusteirismo grosseiro. Vivendo apegados a coisas imaginárias, que não podia trazer lenitivos para ninguém nem trazer o equilíbrio de ninguém. Então vivia a pessoa desesperançada de tudo, dizendo o seguinte: “Eu nasci neste mundo sem saber porque, aqui vivo perdido, sem saber porque vivo, sofrendo sempre, sem que ninguém me diga o porquê, que sofro tanto, o que me adianta viver assim?” Então aí chegando no auge do desespero, da loucura, e do desequilíbrio total. Ainda mais dizendo: “Isto é uma vida, que quanto mais se vive mais se sofre, mais se pena, e o sofrimento cada vez a pior, que vida que nos fez assim, por não saber assim falando, não teve compaixão, e por isso sofremos sem saber por que, morremos sem saber por quê.”

Cultura Racional - 5º volume da Obra  

Cultura Racional - Conhecimento de retorno da humanidade ao seu verdadeiro mundo de origem, o Mundo Racional.